Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2017 - HAAS NO GRANDE PRÉMIO DO BRASIL

Domingo, 12 Novembro 2017 20:30 | Actualizado em Quinta, 14 Dezembro 2017 15:44

Evento:  Qualificação para o Grande Prémio do Brasil (Round 19 de 20)

Date:  Sábado, 11 de Novembro

Local:  Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo

Layout:  4,309 quilómetros, 15 curvas

Condições climatéricas:  Enevoado e com aguaceiros ligeiros 

Temperatura do ar:  17,2-18,8ºC

Temperatura da pista:  25,7-29ºC

Pole-Position:  Valtteri Bottas da Mercedes (1m08,322s novo recorde)

Resultado:  Romain Grosjean 12º / Kevin Magnussen 14º

Nota:  Devido a uma penalização de dez lugares na grelha de partida sofrida por Daniel Ricciardo, Grosjean alinhará do décimo primeiro posto e Magnussen do décimo terceiro.

 

 

 

●   Tem a duração de 18 minutos, com a participação de todos os 20 pilotos
●  Os 15 pilotos mais rápidos avançam para a Q2

Grosjean:  9º (1m10,148s), avançou para a Q2

Magnussen:  14º (1m10,521s), avançou para a Q2

Piloto mais rápido:  Kimi Räikkönen da Scuderia Ferrari (1m09,405s)

Cutoff:  15º Brendon Hartley da Toro Rosso (1m10,625s)

 

 

 

●  Tem a duração de 15 minutos, com a participação dos 15 pilotos mais rápidos provenientes da Q1
●  Os 10 pilotos mais rápidos avançam para a Q3

Grosjean:  12º (1m09,879s)

Magnussen:  14º (1m10.521s)

Piloto mais rápido:  Sebastian Vettel da Scuderia Ferrari (1m08,494s)

Cutoff:  10º Carlos Sainz Jr. da Renault (1m09,768s)

 

 

 

●  Tem  a duração de 12 minutos, com a participação dos 15 pilotos mais rápidos provenientes da Q2, lutando todos pela pole-position

Pole-Position:  Valtteri Bottas da Mercedes (1m08,322s)

Segundo:  Sebastian Vettel da Scuderia Ferrari (1m08,360s)

 

 

 

Os pilotos da Haas F1 Team, Romain Grosjean e Kevin Magnussen, qualificaram-se em décimo segundo e décimo quarto, respectivamente, para o Grande Prémio do Brasil, que se realiza domingo no Autódromo José Carlos Pace. Foi a quinta vez esta temporada que ambos os pilotos avançaram para a Q2. Devido a uma penalização de dez lugares na grelha de partida sofrida por Daniel Ricciardo, que se qualificou no quinto lugar, Grosjean alinhará do décimo primeiro posto da grelha de partida e Magnussen do décimo terceiro.

 

Grosjean registou o nono crono na Q1, com uma volta de 1m10,248s ao circuito de 4,309 quilómetros e quinze curvas. Magnussen foi o décimo quarto mais rápido, 1m10,521s. Apenas os quinze primeiros avançaram para a Q2.

 

Na Q2, Grosjean conquistou o décimo segundo tempo, 1m09,879s, e Magnussen o décimo quarto, 1m10,154s. Apenas os dez mais rápidos da Q2 passaram à Q3.

 

Tanto Magnussen como Grosjean rodaram exclusivamente com pneus Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio ao longo da qualificação.

 

Valtteri Bottas, da Mercedes, assegurou a pole-position para o Grande Prémio do Brasil. A sua melhor volta 1m08,322s deixou Sebastian Vettel, da Scuderia Ferrari, a 0,038s e assegurou um novo recorde para a pista de Interlagos. Foi a terceira pole-position na Fórmula 1 da carreira de Bottas – todas alcançadas este ano – e a sua primeira em Interlagos.

 

Antes de Grosjean, Magnussen e o resto do pelotão participarem na qualificação tiveram ainda a sessão final de treinos-livres.

 

Magnussen completou dezanove voltas e registou o décimo terceiro tempo, 1m10,721s, alcançada na sua décima sexta volta. Grosjean efectuou vinte voltas e alcançou o seu melhor tempo na sua última passagem pela linha de meta – 1m10,762s – o que o deixou no décimo quinto posto.

 

Magnussen realizou duas voltas de instalação com pneus médios para depois montar supermacios para a restante  sessão. Grosjean experimentou os três tipos de pneus que a Pirelli levou para o Brasil, tendo realizado voltas de instalação com médios, para depois efectuar nove voltas com macios e completando a sessão com uma série de nove voltas com supermacios.

 

O mais rápido da terceira sessão foi Bottas, com a marca de 1m09,281s, batendo o seu colega de equipa, Lewis Hamilton, por 0,003, que foi o segundo mais rápido.

 

 

 

Demos o máximo na Q2. Foi uma boa recuperação, depois de ontem e das últimas corridas. Demos alguns passos este fim-de-semana e estou satisfeito. No ano passado tivemos uma boa qualificação e este ano foi também decente. Penso que a grelha de partida será um pouco alterada com todas as penalizações. É uma corrida longa e a temperatura da pista superará os 50ºC, portanto, os carros vão funcionar de uma forma diferente. Vamos ver o que poderemos fazer. O sexto lugar no Campeonato de Pilotos está ainda ao nosso alcance e estamos desejosos de o alcançar.”

 

 

 

Penso que o Romain tirou todo o partido do carro, hoje. Fez um bom trabalho com o carro que temos este fim-de-semana. Não fiz um trabalho tão bom na qualificação. Quando o carro está assim – com a traseira instável – o Romain é muito forte. Eu tenho um pouco mais de dificuldades. Não estou insatisfeito com o resultado de hoje, dado que o carro não está bom para o meu estilo de pilotagem este fim-de-semana. O ritmo de corrida não parece pior que o de qualificação, portanto, com alguma sorte amanhã, podemos chegar aos pontos. Esse é o nosso objectivo.”

 

 

 

Depois da performance de ontem, penso que todos – os engenheiros, os mecânicos – realizaram um bom trabalho, mais uma vez, para melhorar os carros. Os pilotos pilotaram bem na qualificação. Estou satisfeito com o que aconteceu entre ontem e hoje e com o nosso resultado na qualificação. Amanhã estamos numa boa posição para marcar pontos e vamos tentar.”

 

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal. 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos