Velocidade Online

Nacional - Montanha

CAMPEONATO PORTUGAL MONTANHA JC GROUP 2021 - FRANCISCO MILHEIRO NO PÓDIO DA CATEGORIA NA RAMPA DA PENHA

Quarta, 16 Junho 2021 10:25 | Actualizado em Quarta, 28 Julho 2021 11:29

CAMPEONATO PORTUGAL MONTANHA JC GROUP 2021

 

Rampa da Penha

 

FRANCISCO MILHEIRO  NO PÓDIO DA CATEGORIA NA RAMPA DA PENHA

 

Depois da ausência verificada na Rampa Serra da Estrela, e o regresso do jovem vimaranense Francisco Milheiro  ao Campeonato Portugal Montanha JC Group no passado fim de semana na Rampa da Penha, à partida com a incrível lista de inscritos, a tarefa de fácil nada teve, onde competiu  contra si,  os melhores valores da categoria.

 

Assim Francisco Milheiro desde muito cedo teve de atacar, e se assim o pensou, assim o fez, onde logo na 1ª subida da warm up seria o autor do melhor tempo  na sua categoria com 1.54.365 para percorrer toda a extensão da rampa, a uma média de 87,50 km/h, sendo de imediato o líder na sua categoria na Taça de Portugal de Montanha.  Sem grande tempo para pensar, na 1º subida oficial de treinos, Francisco Milheiro acaba por melhorar o seu tempo com 1.53.328, sendo o 3º da categoria, com uma concorrência a não dar qualquer tipo de trégua. Na 2º subida oficial de treinos, o jovem piloto de Guimarães, passa “ ao ataque”, obtendo um tempo de 1.53.396 à média de 88,25 km/h, ocupando assim a 3ª posição em termos de categoria.

 

Finalmente chegado à 1ª subida oficial de prova, e Francisco Milheiro “ arregaça as mangas”, e é autor dum tempo brutal” fazendo 1.50.672 à média de 90,42, mantendo a 3ª posição na Taça de Portugal de Montanha.

 

Sendo a ultima subida de sábado, e após suma noite de descanso para máquinas e pilotos, no  domingo de manhã surge  com um sol radioso, pois as previsões  meteorológicas apontavam para uma eventual possibilidade de chuva, mas a verdade é que tal não se verificou, e logo na 2ª subida da warm up, sempre na busca do melhor set up para o Peugeot 106, o jovem Milheiro, faz um tempo de 1.51.044 à média de 90,12 km/h, ocupando assim a 2ª posição em termos da Taça de Portugal de Montanha .Já na derradeira subida de  treinos, o Peugeot 106, acabaria por fazer um crono de 1.51,118 à média de 90,06 km/h, sendo o 3º na categoria, e assim chegados à duas subidas oficias de prova, onde o calor já se fazia sentir, e aguardava-se assim um grande duelo do “tudo ou nada”, onde Francisco Milheiro sem qualquer problema é o autor do melhor cromo de todo o fim  do fim de semana com 1.49.505 à média de 91,39 km/h, para na derradeira subida fazer 1.49.791 à média de 91,15 km/h, ficando assim na 3ª posição do pódio na Taça Portugal de Montanha.

 

Depois de estar na posse do tão almejado troféu, Francisco Milheiro dizia-nos “ tal como estava a prever, foi uma prova difícil, sempre disputada nos limites, fui até onde pude ir, a correr alguns riscos como é óbvio, mas a verdade é que estou aqui para lutar pela renovação do titulo na Taça de Portugal, e era essencial recolher aqui o máximo de pontos, objectivos esse conseguido, pois os dois pilotos que ficaram à minha frente não estão inscritos na Taça, por isso não me retiram pontos.  Foi uma rampa difícil, pois a luta foi muito grande, e fruto disso basta ver a evolução dos meus tempos, mas estou satisfeito com aquilo que fiz, pois esta prova tem um significado especial para mim, pois estou a correr” em casa”. Foi a primeira prova que fiz na montanha há dois anos. Um fim de semana que se traduziu num grande crescimento pessoal, pois de forma inédita estavam presentes os campeões das últimas quatro  temporadas nos 1300. Assim dá gosto correr! Fiz tudo o que estava ao meu alcance para vencer, mas a maior experiência e melhor material dos meus mais diretos adversários veio ao de cima. Apesar de na última subida quer eu, quer o Leonel Brás ainda estarmos na luta pelo segundo lugar, problemas na coluna de direção limitaram a minha derradeira subida. Objetivo cumprido em termos de campeonato. Pontuação máxima e reforço da liderança no campeonato.
Dedico esta vitória à memória do Neno, grande amigo da minha família e que sempre me apoiou”, disse Francisco Milheiro no final da prova.

 

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL TAÇA DE PORTUGAL DE MONTANHA

 

1º Armando Freitas – Toyota Starlet

2º Leonel Bás – Citroen AX

3º FRANCISCO MILHEIRO – PEUGEOT 106

4º Tiago Santos – Citroen AX

5ºJoão Diogo Santos – Fiat Punto

6º João Silva – Peugeot 106

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos