In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


MCLAREN PODERÁ MUDAR DE CÔR

MCLAREN PODERÁ MUDAR DE CÔR

 

 

A equipa da McLaren poderá esta época mudar de côr, conforme os desenhos que hoej apresentamos voltando ao laranja inicial.De referir que a apresentação da equipa da McLaren está prevista para 24 de Janeiro próximo, na sua sede em Woking em Inglaterra.O novo carro fará a sua aparição no dia 28 na pista espanhola de Jerezmclaren3mclarenlaranjamclarenlaranja1

 

ESTADO DE SCHUMACHER ESTÁVEL

Schumacher está «estável» mas continua em estado «crítico»

 

Oito dias depois, Michael Schumacher, que na sexta-feira contemplou 45 anos, continua hospitalizado com prognóstico reservado.

Schumacher está «estável» mas continua em estado «crítico»

O estado clínico de Michael Schumacher continua «estável», mas ainda é «crítico», de acordo com o comunicado divulgado hoje pelo hospital francês onde o ex-piloto alemão de Fórmula 1 se encontra internado.

O comunicado difundido pelo hospital da cidade de Grenoble, onde Michael Schumacher se encontra internado desde o acidente de esqui sofrido há oito dias, refere ainda que, de momento, não haverá mais novidades a adiantar.

O ex-piloto alemão Michael Schumacher, sete vezes campeão mundial de Fórmula 1, permanece em coma induzido na sequência das lesões cerebrais sofridas durante o acidente na estância de esqui de Meribel, nos Alpes franceses.

Inicialmente a situação não foi diagnosticada como tendo grande gravidade, mas Michael Schumacher acabou por ser transferido para Grenoble, onde foi sujeito a duas cirurgias.

Oito dias depois, Michael Schumacher, que na sexta-feira contemplou 45 anos, continua hospitalizado com prognóstico reservado. O seu boletim clínico não era atualizado desde sábado.


Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa

 

DIFERENÇAS NA AERODINÂMICA NA F1

DIFERENÇAS NA AERODINÂMICA NA F1

 

Veja caro leitor as diferenças em termos de aerodinâmica entre os Fórmula 1 da época de 2013, e os Fórmula 1 que irão correr em 2014, com a nova regulamentação.f1dif

 

CAPACETE DE SCHUMACHER

CAPACETE DE SCHUMACHER

 

 

Foi um capacete semelhante a este (na foto) que as autoridades francesas apreenderam para investigação ao ocorrido com o piloto germânico.Recorde-se que segundo alguns dos melhores especialistas médicos  em neurologia, são de opinião que caso Schumacher recupere, não será a mesma pessoa, istocamaraschumisch1sch2sch3sch4sch6sch7schumacherschumi45 numa altura de incerteza.Por outro lado foi na passada sexta feira que Michael Schumacher fez 45 anos, dia esse que não foi esquecido pelos fans, que assim fizeram a sua homenagem.

 

Texto de JOão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

OS DOIS MAIORES

OS DOIS MAIORES

 

É esta a imagem que circula nos meios internacionais a nível mundial alusivo ao palmarés de Ayrton Senna e de Michael Schumacher.2maiores

 

MAIS NOVIDADES NO ACIDENTE DO PILOTO ALEMÃO

Polícia apreende câmara do capacete de 'Schumi'

 

O boletim clínico do antigo piloto não é atualizado desde quarta-feira.

Polícia apreende câmara do capacete de 'Schumi'

A polícia francesa, que está a investigar o acidente de esqui sofrido por Michael Schumacher, apreendeu uma câmara de filmar fixada no capacete do antigo piloto de fórmula 1, noticia hoje a agência France Presse.

Citando fonte próxima do processo, a AFP acrescenta que a porta-voz do piloto dissera que o capacete ficara partido em dois, mas que até agora se desconhecia a presença de uma câmara, não tendo sido divulgada a data da apreensão.

O filho Mick Schumacher, de 14 anos, e um seu amigo, que estavam com Michael aquando do acidente de ski nos Alpes franceses (Meribel, na Sabóia), foram ouvidos pela polícia, segundo a mesma fonte.

O acidente, ocorrido domingo provocou lesões cerebrais ao antigo piloto alemão, heptacampeão mundial de fórmula 1. Inicialmente a situação não foi diagnosticada como tendo grande gravidade, mas Schumacher acabou por ser transferido para Grenoble, onde foi sujeito a cirurgia.

Cinco dias depois, Schumacher, que hoje mesmo contemplou 45 anos, continua hospitalizado em estado considerado «estável» mas «crítico», em coma induzido. O seu boletim clínico não é atualizado desde quarta-feira.


Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa

 

SCHUMACHER MANTÉM O MESMO ESTADO

Família agradece apoio a Michael Schumacher oriundo de todo o Mundo

 

O ex-piloto alemão, que amanhã completa 45 anos, está internado no hospital de Grenoble, permanecendo em coma induzido.

Família agradece apoio a Michael Schumacher oriundo de todo o Mundo
A família do alemão Michael Schumacher agradeceu esta quinta-feira as mensagens de apoio que tem recebido de todo o Mundo, após o grave acidente de ski sofrido pelo ex-piloto de Fórmula 1 em França.
«Todos sabemos que é um lutador e não o vamos abandonar», escreveu a família na página de internet do piloto que sexta-feira cumpre 45 anos, destacando que as mensagens têm sido um «grande apoio» neste momento.
Schumacher continua em estado crítico no hospital de Grenoble, França, sendo que o último relatório oficial, de 31 de dezembro, indicava que, após ter sido operado uma segunda vez, revelada uma «ligeira melhoria» no seu estado, embora continue em coma induzido.
O antigo piloto sofreu um grave acidente quando esquiava na estância de Méribel, nos Alpes franceses.


Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa

 

LUIS RAZIA PROCURA VOLANTE DE MONOLUGAR

LUIS RAZIA PROCURA VOLANTE EM MONOLUGAR

 

O piloto brasileiro depois de gorada a hipótese de ficar com um dos carros da Marussia na Fórmula 1, os apoios que lhe foram prometidos não foram cumpridos, e por isso acabou por optar por fazer GP 2, onde acabou por se sagrar vice-campeão.Agora para 2014, não está a ser fácil para o piloto brasileiro arranjar os apoios que lhe dão8715.Luiz-Razia acesso a uma equipa competitiva na F 1.Mesmo assim Razia, está já a estudar a hipótese de ir correr para os Estados Undios para a Fórmula Indy, embora gostasse de alinhar no DTM; onde tem já um seu compatriota a participar, Augusto Farfus.Por outro lado, Razia não quer voltar a correr em provas de GT.

 

Por isso nada está ainda decidido sobre o futuro de Luiz Razia em termos da época deste ano.

 

AS ENCRENCAS DE BERNIE ECLESTONE

AS ENCRENCAS DE BERNIE ECLESTONE

 

O boss da Fórmula 1, continua metido em boas encrencas, sempre polémico, embora muito discreto.A primeira encrenca surge com a CVC, na qual Eclestone está a ser julgado em tribunal inglês por ter vendido parte dos direitos da Fórmula 1 há nove anos, por um preço abaixo do aceitável, a tal ponto que a CVC sente-se lesada em "apenas" 100 milhões de dólares.Depois neste mesmo julgamento veio ao de cima outra jogada do boss da F 1, na qual pagou em 1998 a três equipas, sendo elas a Jordan de Eddie Jordan, a Prost de Alain Prost e Tom Walkinshaw que tinha a Arrows no tempos de Tom Walkinshaw (já falecido), para assinaram o pacto da Concórdia, sendo isto tudo considerado subornos de alto gabarito.

 

Depois fora dos tribunais, a tão falada duplicação de pontos no ultimo Grande Prémio, regra ser implementada no Mundiald e 2014, 489509543 1374087183 levou a que Bernie Eclestone, acabasse por afirmar que veria esta pontuação a dobrar nos três ultimos Grandes Prémios do ano, mantendo assim o interesse até final para todos.

 

KOVALAINEN LUTA POR INGRESSO NA CATERHAM

KOVALAINEN LUTA POR INGRESSO NA CATERHAM

 

O piloto inglês depois duma época sabática, quer em 2014 ingressar na equipa de Fórmula 1 da Caterham, estando nesta fase em negociações para assim poder assegurar um lugar na equipa britânica.kova

 

SCHUMACHER MELHORA

Ligeira melhoria no estado de Schumacher, mas ainda em perigo de vida - hospital

"Ainda não está fora de perigo, mas ganhámos tempo", disse o doutor Jean-François Payen, durante uma conferência de imprensa que fez um ponto de situação do estado de saúde do ex-piloto, que sofreu no domingo um grave acidente quando esquiava na estância de Méribel, nos Alpes franceses.

Aquele médico acrescentou que, "em relação a ontem (segunda-feira), a situação está mais bem controlada", mas o estado do sete vezes campeão do Mundo de Fórmula 1 continua a ser considerado "crítico e frágil".

Agência Lusamichael-schumacher-13.955.446.s

 

SCHUMACHER OPERADO DE NOVO

MICHAEL SCHUMACHER OPERADO DE NOVO

 

O piloto alemão que foi alvo dum acidente quando esquiava, onde bateu com a cabeça contra uma pedra, durante esta madrugada foi de novo operado ao crânio.pelos vistos segundo os médicos, com esta intervenção, o estado do piloto melhorou um pouco, embora ainda não esteja fora de perigo,continuando em estado de coma.michael-schumacher-13.955.446.sschumacher

 

SHELL MOSTRA A DIFERENÇA

SHELL MOSTRA AS DIFERENÇAS

 

 

A Shell mostra com esta imagem as principais diferenças entre os Fórmula 1 de 2013, e os novos F 1 para a época de 2014, que são bem evidentes.shelldiferenasf1

 

KOBAIASHI NA CATERHAM

KOBAIASHI NA CATERHAM?

 

Nada está confirmado ainda oficialmente, mas pelos vistos parece que Kobaiashi tem boas hipóteses de ser um dos pilotos da Caterham para 2014.Também Kovalainen, poderá ter boas hipóteses de ingressar na equipa inglesa.Temos de esperar para ver.kobaisahicaterham

 

DIFERENÇAS NOS F1

DIFERENÇAS NOS FÓRMULA 1 DE 2013 - 2014

 

Eis algumas das diferenças que separam os Fórmula 1 usados na epoca passada, e aqueles que irão participar na época de 2014.f1000

 

FIA QUER MAIS EQUIPAS NA FÓRMULA 1

FIA QUER MAIS EQUIPAS NA FÓRMULA 1

 

 

A FIA quer que a Fórmula 1 acolha mais equipas, para assim disputar o Mundial de 2014 e 2015.Nesta altura, apenas onze quipas estão inscritas com vinte e dois carros em pista, e para isso em breve começar a indagar, para depois proceder a uma selecção cuidada, na qual os regulamentos serão anunciados a 3 de Janeiro próximo.PTI10 27_2013_000138B_PTI

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

Grupo de imagens do campeonato de Fórmula de 2013. Vale a pena ver....f0f1f2f3f4f5f6f7f8f9f11f12f14f15f16f17f19f20f21f22f23f24f26f27f28f29f30f31f32f33f34f35f36f37f38f39f40f41f42f43f44f45f46f47f49f50f51f52f53f54f55

 

FERNANDO ALONSO COM JEAN TODT

FERNANDO ALONSOalonso1alonso2 ESTEVE COM JEAN TODT

 

O piloto espanhol esteve recentemente com Jean Todt, presidente da FIA, onde sebateu alguns assuntos relacionados com os novos regulamentos da Fórmula 1 para 2014.

 

PIRELLI RESPONDE

 

PIRELLI: MERCEDES EQUIPADOS COM PROTOTYPE TYRESWHICH NÃO SERÁ PROPOSTA DE NOVO


2014 Desenvolvimento indo conforme o planejado


Os testes de pneus na Barhain considerado um número de protótipos, que foram completamente inovador em termos de estrutura e compostos, com o objectivo de desenvolver as soluções mais adequadas para a próxima temporada.
Esta manhã, o Mercedes de Nico Rosberg foi equipado com um desses protótipos, um pneu que só havia sido testado em laboratório e que não será proposta novamente.
Assim, a segurança dos pneus a serem fornecidos para o próximo campeonato não está em causa.
O acidente que aconteceu com o carro de Rosberg está sendo investigado e os resultados serão comunicados ao FIA e as equipes.

 

SAUBER COM PILOTOS

SAUBER COM PILOTOS DECIDIDOS

 

 

A equipa de Fórmula 1 da Sauber tem já a formação de pilotos para 2014 decidida.Assim Esteban Gutierrez continua na equipa, e Sutil, é o mais recente reforço da equipa suiça.gutierrezsaubersutilsauber2014

 

VOLKSWAGEN COM INTERESSE NA FÓRMULA 1?

VOLKSWAGEN COM INTERESSE NA FÓRMULA 1

 

 

Há uma semana atrás surgiram uns rumores e uma foto dum Fórmula 1 da Volkswagen, o que levou a marca logo a desmentir, que não tem planos para competir nesta modalidade.A verdade é que o desenho saiu, e por vezes não há fumo sem fogo....volksdnaf1

 

RICCIARDO DE SERVIÇO

RICCIARDO DE SERVIÇO

 

 

Daniel Ricciardo estevs de serviço no Sri Lanka já ao volante dum Red Bull, numa acção local para a conhecida marca de bebidas austriaca.ricciardonosrilanka-redbull

 

KIMO RAIKONEN JÁ CONHECEU ENGENHEIRO

KIMI RAIKONEN JÁ CONHECEU NOVO ENGENHEIRO FA FERRARI

 

Foi em meados desta semana que Kimi Rraikokconhece engmaranelloaikonen se deslociu a Maranello, após a intervenção cirurgica de que foi alvo, para conhecer o seu engenheiro de pista, assim como a equipa de mecâncios com quem irá colaborar ao logo da época de 2014.

 

NATAL NA CATERHAM

NATAL NA CATERHAM

 

A Caterham juntou hoje toda a sua equipa para festeja a quadra natalicia, conforme as imagens agora apresentada.cat1cat2cat3cat4cat5cat6cat7cat8cat9

 

MERCEDES RETIRA-SE DOS TESTES DA PIRELLI

MERCEDES RETIRA-SE DOS TESTES DA PIRELLI DE F1

 

 

Depois do que aconteceu com o desempenho dos pneus da Pirelli nos testes de Fórmula 1 que estao a decorrer no Bahrain, levou a que a Mercedes retira-se mais cedo os monolugares, para evitar mais problemas.mercedesf1acidente

 

ROSBERG DESPISTOU-SE

Rosberg sai ileso de despiste a 320 km/h

 

 

A notícia foi dada pelo próprio no Twitter.

Rosberg sai ileso de despiste a 320 km/h

O piloto alemão Nico Rosberg despistou-se a 320 km/h durante os testes da McLaren no Bahrain, tendo saido ileso.

«Acabei de me despistar a 320km/h, na reta do Bahrain, porque um pneu rebentou», escreveu o piloto na rede social Twitter.

Segundo a Agência Reuters, a mensagem publicada foi pouco tempo depois apagada. 


Conteúdo publicado por SportInforma

 

FORCE INDIA COM FORMAÇÃO ENCERRADA

FORCE INDIA COM FORMAÇÃO DE PILOTOS ENCERRADA

 

Depois da contratação de Hulkenberg, foi a vez de Sergio Perez assinar pela equipa indiana, na qual já assinou contrato para a época de 2014.perezforceindia

 

NOVO PROJECTO?

NOVO PROJECTO?

 

 

Não deixa de ser curioso este projecto para 2015 da McLaren, tendo Sérgio Perez na equipa...novoprojectomclaren

 

VAN DER GARDE DEU O NÓ

VAN DER GARDE DEU O "NÓ"

 

 

O ex piloto da equipa da Caterham de Fórmula 1, deu há uns dias a esta parte o nó, em plena época de defeso do automobilismo munidal.Desta feita Van Der garde, não saiu ao volante dum monolugar, mas sim dum bonito clássico.vandergarde

 

MAIS NOVIDADES NA FÓRMULA 1

MAIS NOVIDADES NA FÓRMULA 1

 

 

Em pleno periodo de defeso, uma série de novidades foram propostas pela comissáo de Fórmula1, com destque para a ultima prova, os pontos serão a duplicar, mas por exemplo Vettel já se mostrou em desacordo com esta proposta.Por outro lado, a comissão por proposta de Jean Todt, levou a que cada piloto possa escolher o numero que quer ostentar no seu carro, excepto o numero 1, esse terá que ser sempre usado pelo campeão em título.O numero a escolher começa no 2  e termina no numero 99.PO routro lado, houve que fosse apologista dos numero ser colocado no capacete, de forma a o carro poder ostentar toda a publicidade dos patrocionadores

 

VETTEL VAI SER PAI

SEBASTIEN VETTEL VAI SER PAI

 

 

Muito em breve o actual campeão em titulo vai ser pai, não se sabendo para já se o piloto alemão vai ter o seu seguidor em termos desportivos, quer seja menino ou menina.vettelpapa

 

TESTE PNEUS PIRELLI CONTA COM APENAS QUATRO EQUIPAS

TESTES PNEUS PIRELLI CONTA APENAS COM QUATRO EQUIPAS

 

 

Serão apenas quatro as equipas que irão marcar presença nos testes que a Pirelli rá realizar a partir de amanha no Bahrain.Assim apenas estará presdente a Ferrari, Toro Rosso, Re Bull e a Mercedes.Este teste tem como objectivo poderem testar as novas soluções que o construtor italiano de pneumáticoa tem apalavrado para 2014.pirelli

 

WILLIAMS MUNE-SE DE MELHORES TÉCNICOS

WILLIAMS MUNE-SE DE MELHORES TÉCNICOS

 

 

Depois da fraca época da Williams no Mundiald e Fórmula  deste ano, a marca inglesa, foi buscar outros técnicos a outras equipas, suas adversárias.Assim, a equipa de aerodinâmica ficou reforçada, com técnicos que irão sair até final do ano da Red Bull e da Lotus.Assim Dave Wheater, que saiu da Lotus, irá ser o "braço direito" de Jason Somerviiole na Williams.Por outro lado, Shaun Whitehead, que saiu da Red Bull, ficará com a responsabilidade de todo o processo aerodinâmico.2013-williams-f1-fw35 0004

 

VETTEL EM DESACORDO COM NOVA PONTUAÇÃO

VETTEL EM DESACORDO COM NOVA PONTUAÇÃO

 

Na comissão de Fórmula 1 que está a preparaa o novo regulamento para 2014, surgui uma curiosa ideia da ultima corrida do Campeonato, o sistema pontual seria a dobrar.

 

Assim o campeão em titulo, Sebastien Vettel, rejeitou logo esta proposta " acho um absurdo completo, pois quem trabalhou arduamente ao longo da época, poder ser muito penalizado,vettel e não posso estar de acordo".

 

EQUIPAS DE F 1 EM DESACORDO COM NOVO REGULAMENTO

EQUIPAS DE FÓRMULA 1 EM DESACORDO COM O NOVO REGULAMENTO

 

As equipas que participam no Mundial de Fórmula 1 não aprovaram a subida do limite de peso para o próximo ano, que tem novos regulamentos para esta disciplina.Assim a Mercedes, Lotus e Ferrari foram contra, e esta nova proposta por parte da entidade federativa tinha como objectivo facilitar um pouco mais a vida aos pilotos mais pesados, pois os novos motores turbo V 6 e o ERS vem aumentar bastante o peso dos novos carros.

 

Mas outros assunto foram debatidos, e um deles foi a do numero minimo de paragens por corrida, e isto foi proposto pela Pirelli, isso motivado pelo desgaste anormal de pneus ao longo das corridas, mas esta nova regra foi igualmente rejeitada.

 

Texto de JOão Raposo - www.velocidadeonline.comcampeonato-mundial-de-frmula-1

 

DI CAPRIO ALINHA NA FÓRMULA E

DI CAPRIO ALINHA NA FÓRMULA E

 

 

O actor de cinema Leonadro de Cpario juntou-se à Venturi, para participar no Campeonato FIA de Fórmula E, categoria destinada a monolugares electricos.

 

Com esta participação da equipa de Leonardo di Caprio, torn-a se a décima equipa a inscrever-se para este campeonato, tem o apoio da Venturi, um nome bem conhecido no automobilismo mundial, qeu no passado produzui carros de GT equuipados com motores REnault, para além de ter uma parte da equipa de Fórmula 1 da Larrouse em 1992,  já extinta.Aliás a Venturi pretende produzir um monolugar para tentar bater o actual recorde de velocidade, necessitando para tal que consiga ultrapassar a barreira dos 494 km/h.

 

Este campeonato de monolugares terá o seu inicio em 2014, apenas podem participar carros movidos a energia electrica, e farão corridas em circuitos citadinos, desconhecendo-se para já por onde iráo passar estes novos monolugares.venturid-a91d

 

ANTÓNIO FELIX DA COSTA DIVULGOU ÉPOCA DE 2014

ANTÓNIO FELIX DA COSTA DIVULGOU ÉPOCA DE 2014

 

 

O piloto português divulgou ontem em Lisboa numa conferencia de imprensa, aquilo que irá ser a época de 2014, na qual irá participar no Campeonato do DTM ao volante dum BMW M 4, para além de ser piloto de reserva da equipa de Fórmula 1 da Red BUll.

 

Tudo aquilo que foi anunciado já não era novidade, no entanto, a época irá ser bem preenchida para Felix da Csota, que tem plena consciência do que irá ser " vou ter de organizar tudo com muito cuidado, pois irei ter uma série de dias sentado no simulador da equipa de Fórmula 1, para depois me começar a habituar ao comportamento do BMW M 3 de DTM, que por sinal é bem diferente do monolugar, e aquilo que andei foi muitio pouco para poder ficar a conhecer melhor o comportamento do carro".

 

Por outro lado, António Felix da Costa vai ter quatro dias para poder testar o Red BULL REanult de Fórmula 1, juntamente com Vettel e Ricciardo, mas segundo Felix da Costa "grande parte do meu trabalho será no simulador, pois com as novas regras já chegamos á conclusão que o carro está mais lento, pois acaba por perder muito apoio aerodinâmico, e é nesse ponto que teremos de trabalhar"

 

Sobre o programa do DTM acrescentou " o carro é estranho, pois 

 

não se pode atirar o carro para dentro da curva como se faz num monolugar, mas ainda vou ter de aprender uma serie de truques, pois assim poderei tratar o carro por tu, o que não acontece neste momento, pois os testes de Jerez não deu para tudo.Depois vou ter de saber como poupar pneus nas corridas, pois ainda não se sabe ainda quem irá ser o fornecedor para 2014"

 

António Felix da Costa nos testes que fez na pista de Jerez de la Frontera, com as equipas da RMG e RBM e MTEK, no entanto sobre as equipas a selecionar acrescentou " todas são boas, aliás a RMG vai ter dois técnicos que vieram da equipa de Fórmula 1 felix da Force India e que eu conheço bem.Por outro lado , gostava de ter como colega de equipa alguém com experiência, como por exemplo o meu amigo Augusto Farfus".

felix1felix2felix5felixcosta eoutros 

Na conferencia de imprensa, António Felix da Costa teve a presença de Tiago Monteiro (orientador em termos de carreira, de Pedro lamy e Pedro Matos Chaves que assim fizeram questão de estarem presentes para apoiar o a jovem estrela portuguesa.

 

CURIOSIDADE DA FÓRMULA 1

CURIOSIDADE DA FÓRMULA 1

 

 

Sabia caro leitor, que o falecido piloto de Fórmula 1 , o inglês James Hunt participou com um capacete aberto numa prova algo que veio demonstrar muita coragem.Mas também soubemos que houve um piloto australiano, que passou pela Fórmula 1 de forma fugaz, que também correu nesta categoria com um capacete aberto.capaceteaberto-james hunt_canada1973

 

PORTUGAL NÃO FARÁ PARTE DO CALENDÁRIO DE F 1 NOS PRÓXIMOS ANOS

PORTUGAL NÃO FARÁ PARTE DO CALENDÁRIO DE F1 NOS PRÓXIMOS ANOS

 

Não me parece que tão cedo existam corridas de Fórmula 1 em Portugal»

 

O Secretário de Estado falou ainda dos jogos de Portugal na fase de grupos do Mundial2014.

«Não me parece que tão cedo existam corridas de Fórmula 1 em Portugal»
O secretário de Estado do Desporto, Emídio Guerreiro, afastou esta segunda-feira a hipótese da Fórmula 1 regressar a Portugal com o apoio do Estado, sustentando que o país não dispõe de recursos financeiros para esse fim.
«Não me parece que, com o apoio do Estado, tão cedo existam corridas de Fórmula 1 em Portugal», acentuou o membro do governo, à margem de uma conferência de imprensa de apresentação da temporada automobilística do piloto António Félix da Costa, a quem foi dar um «sinal de estímulo» para a sua «carreira fulgurante».
O secretário de Estado respondia às questões sobre a possibilidade de um regresso da prova máxima do automobilismo mundial a Portugal na sequência da classificação máxima atribuída pela Federação Internacional do Automóvel (FIA) ao Autódromo do Estoril.
Emídio Guerreiro rejeitou também a possibilidade de apoiar diretamente o piloto de testes de Fórmula 1 da equipa Red Bull, que estará este ano correrá pela BMW no mundial de DTM, insistindo que o país atravessa um «momento de reestruturação», pelo que «não existem recurso» para o fazer.
«O Estado não tem de apoiar diretamente o piloto, não tem condições de o fazer. Mas estamos disponíveis para ajudá-lo a encontrar soluções junto do mercado, para que possa potenciar a carreira dele. Diretamente não estará presente, mas ele de certeza que não tinha a expetativa que eu trouxesse aqui um cheque para ele poder correr, porque, de facto, esse cheque não existe», argumentou.
O secretário de Estado do Desporto manifestou-se disponível para «dizer às empresas portuguesas que têm [em Félix da Costa] um excelente instrumento para promover as suas marcas em palcos que são muito interessantes do ponto de vista competitivo e do mercado».
Emídio Guerreiro voltou a comentar a as perspetivas da seleção portuguesa no Mundial de futebol do Brasil do próximo ano, depois do sorteio realizado na passada sexta-feira que colocou a equipa no grupo da Alemanha, Gana e Estados Unidos.
«Acredito que Portugal tem todas as condições para passar aos oitavos de final. Todos os grupos são difíceis, mas nós temos uma excelente seleção - e temos o melhor jogador do mundo do momento - e podemos ter a ousadia de sonhar que os oitavos de final são possíveis. A partir daí, logo se vê», sustentou.
O secretário de Estado concluiu que Portugal tem pela frente «três jogos e três etapas decisivas», mas «cumprindo da forma eficiente e competente, como até agora a seleção tem demonstrado ser, com certeza atingirá o objetivo» dos oitavos de final.


Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa

 

CATERHAM DEVERÁ RENOVAR PILOTOS NA TOTALIDADE

CATERHAM DEVERÁ RENOVAR PILOTOS EM 2014

 

 

Tudi indica que a renovação de pilotos no seio da equipa de Fórmula 1 da Caterham em 2014 será total.Fala-se coim uma certa insisitência que Kovalainen poderá ser um dos novos elementos, no entanto fala-se que a equipa debate-se com problemas financeiros, com a agravante desta época não ter feito sequer um ponto, e com isso perdeu  uns largos milhões de euros, e outras benesses, nomeadamente o transporte por via aérea para os Grandes Prémios, que foi feito ao longo deste ano pela DHL.

A verdade é que caso  Kovalainen venha a iF1 2013_Barcelona_test_2_-_Caterhamngressar na equipa, o segundo piloto terá de ser pagante e com pouco experiencia nesta categoria.

 

FELIX DA COSTA CONFIRMADO COMO PILOTO DE RESERVA

Félix da Costa confirmado como piloto de reserva da Red Bull

 

 

O piloto português falhou a entrada na Toro Rosso, mas terá acesso livre ao "paddock" do Mundial de Fórmula 1.


A Red Bull Racing anunciou, esta sexta-feira, que António Félix da Costa reforça o quadro de pilotos da equipa, na Fórmula 1, de forma permanente. O português será piloto de testes e de reserva, depois de lhe ter sido vedada a possibilidade de ser piloto da Toro Rosso, a segunda equipa da Red Bull.

Félix da Costa foi ultrapassado pelo russo Daniil Kvyat, de 19 anos, e viu adiado o sonho de chegar à F1. No entanto, o piloto português vai andar por lá. Depois de ter substituído Sébastien Buemi em algumas corridas, em 2013, no papel de reserva, Félix da Costa irá partilhar as funções com o suíço, antigo piloto da Toro Rosso.

Christian Horner, chefe da Red Bull, declarou satisfação por equipa ter garantido dois pilotos "muito capazes e que podem trazer grandes benefícios". Sobre o português, Horner disse tratar-se de um "jovem talento, com quem a equipa tem uma boa relação de trabalho".

António Félix da Costa, de 22 anos, foi terceiro na World Series 3.5 by Renault, em 2013.


Fonte : Rádio Renascençafelix

 

MCLAREN TEM NOVO PATROCIONADOR

MCLAREN JÁ TEM NOVO PATROCIONADOR

 

Há uns meses a esta parte, a Vodafone anunciou em finais de 2013, iria deixar de patrocionar a McLaren, no entanto fala-se em termos de bastidores que o construtor inglês já encontrou substituto, trata-se da Sony, qeu faz a sua aposta na Fórmula 1, de forma a ajudar a divulgar os seus produtos.mc

 

BRANW SAIU DA MERCEDES PARA A WILLIAMS

BRAWN SAIU DA MERCEDES E VAI PARA A WILLIAMS

 

 

Todo o mundo afecto à Fórmula 1 esperava uma época sabática por parte de Ross Brawn, mas pelos vistos tal não irá acontecer, pois o antigo técnico da Mercedes vai ingressar em 2014 na Williams.brawn 1745326c

 

LOTUS JÁ DEFINIU PILOTOS PARA 2014

LOTUS JÁ DEFINIU PILOTOS PARA 2014

 

A Lotus já tem pronta a dupla de pilotos que em 2014, irão defender as côres duma das equipas que mais tem participado no Mundial de Fórmula 1.Assim, tal como já aqui anunciamos,  Romain Grosjean e Pastor Maldonado irão ser os pilotos que defederão as cores.De salintar que em 2013, Grosjena já pertencia á equipa, aliás esta será a sua terceira época na Lotus.Quanto a Pastor Maldonado, deixou este ano a Williams.Grosjean1

 

COMO ESTAMOS DE F1 PARA 2014

COMO ESTAMOS DE FÓRMULA 1 PARA 2014?

 

Estando na época de defeso, o xadrez dos piltoos para a época de 2014, e nesta fase não são muitos os lugares disponiveis, senão vejamos:

 

 

RED BULL RENAULT - Sebastien Vettel e Daniel Ricciardo

 

MERCEDES - Nico Rosberg e Lewis Hamilton

 

FERRARI - Fernando Alonso e Kimi Raikonen

 

LOTUS RENAULT - Pastor Maldonado e Romain Grosjean

 

MCLAREN MERCEDES- Jenson Button e Kevin Magnussen

 

FORCE INDIA - Niko Hulkeberg - Candidatos : Adrian Sutil,Paul Di Resta e Sergio Perez

 

SAUBER FERRARI - Diversos candidatos - Sergey Sirotkin, Esteban Guitierrez e Sergio Perez

 

TORO ROSSO - Jean Eric Vergne e Daniil Kvyat

 

WILLIAMS - Filipe Massa e Valteri Bottas

 

MARUSSSIA FERRARI - Jules Bianchi  e candidatos Max Chilton e Vandoorne

 

CATERHAN RENAULT - Diversos candidatos, Kovalainen, Van Derr Garde, Rossi  e Charrles PicGPBahrain-06

 

 

HULKENBERG CONFIRMA NA FORCE INDIA

HULKENBERG CONFIRMADO NA FORCE INDIA

 

A Force India já confirmou Niko Hulkenberg, para a próxima época, sendo assim o objectivo da equipa originária da India, que assim passa a dispor dum pilçoto capaz de lutar pelos lugares da frente.Nico-Hulkenberg 2822422

 

AS NOVAS CORES DO CAPACETE DE RAIKONEN

AS NOVAS CORES DO CAPACETE DE RAIKONEN

 

Já são conhecidas as cÕres do capacete de Kimi Raikonen, que em 2014, irá pilotor para a Ferraricapaceteraiko1capaceteraiko2

 

VOLANTE F1

VOLANTE DE FÓRMULA 1

 

 

Pois é caro leitor, veja a quantidade de botões, que um volante dum Fórmula 1 utilizado na época passada, contém, e o que um piloto pode fazer com o mesmo....simplesmente impressionante.volantef1

 

FÓRMULA 1 E A PIRELLI

 

FÓRMULA UM E   A PIRELLI :

 


Todos os números de 2011-2013


Como Paul Hembery , diretor de automobilismo da Pirelli , explica: " A cada ano, nós publicamos os números que contam a história da nossa temporada de Fórmula . Este ano, queria falar sobre todos os números do período de três anos entre 2011 e 2013 , como uma era se fecha e outra se abre . Pessoalmente falando , eu mesmo ter sido surpreendido com as estatísticas nossos engenheiros calculadas relativas ao nosso contrato Fórmula inicial : mais de 110.000 pneus fornecidos , 3000 pit stops , e uma média de 56 ultrapassagens por corrida . Estes três anos também foi caracterizada pela dedicação incansável de todos os nossos povos , tanto na pista e em nossas instalações de pesquisa e desenvolvimento , a fim de atender às necessidades de equipes e pilotos , através de soluções técnicas state-of- the-art - como todos os próprios jogadores-chave reconheceram . Durante todo o período de três anos , a especificação do pneu mudou completamente de ano para ano , bem como a ser desenvolvido ao longo da temporada : um esforço que nunca foi visto antes sob um regime único fornecedor de pneus na Fórmula Uno. Nos foi apresentado com uma tarefa desafiadora e que nos conhecemos ele : como as equipes, pilotos e organizadores do campeonato têm apontado em diversas ocasiões. E é nesse mesmo espírito que estamos agora a trabalhar para 2014. "
Pneus ( de 2011 a 2013 )
• Número total de pneus fornecidos 2011-2013 : 112.200 . Destes, 93.600 foram para as corridas e 18.600 para o teste. Dos 93.600 pneus de corrida , 68.800 eram slicks e 24.800 eram pneus de chuva . Em 2013, o número total de pneus fornecidos era 33.200 .
• Número total de pneus efectivamente utilizados em corridas : 72.200 : das quais 65.800 eram slicks e 7.400 eram pneus de chuva . Em 2013, o número total de pneus slick usados ​​era 23.300 eo número total de pneus de chuva utilizados foi de 2.400 .
• Número total de pneus que foram reciclados : tudo 112.200 .
Pit Stops ( de 2011 a 2013 )
• Número total de pit stops : 3.019 ( destes, 58 eram penalidades drive-through e nove eram stop and go penalidades ) . Em 2013 , havia 951 pit stops : uma média de 50.05 por corrida e 2,3 por motorista.
• Maior número de pit stops em uma corrida: 88 no GP da Hungria 2011 ( três dos quais eram penas drive- through) .
• Menor número de pit stops em uma corrida: 24 nos Estados Unidos Grand Prix 2012 e 2013 Grande Prêmio da Itália .
• Mais rápido pit stop : 1.923s (Red Bull / Mark Webber nos Estados Unidos Grand Prix 2013)
Ultrapassar ( de 2011 a 2013 )
• Número total de manobras de ultrapassagem : 3.274 ( uma média de 56 por corrida) . Em 2013 houve 985 ultrapassagens .
• Maior número de ultrapassagens em uma corrida seca : 126 no GP da Turquia de 2011.
• Maior número de ultrapassagens na corrida molhada : 147 no Grande Prêmio do Brasil de 2012.
• Menor número de ultrapassagens em uma corrida seca : 12 no Grande Prêmio de Mônaco de 2012.
Circuitos e corridas em 2013
• Circuitos que sujeitam o pneu mais energia por quilômetro (lateral , frenagem , tração , etc ) : Barcelona, ​​Suzuka .
• Circuitos que sujeitam o pneu mais energia por quilômetro (lateral , frenagem , tração , etc ) : Monza , Montreal .
• corrida mais longa do ano : Monaco , a duas horas , 17 minutos e 52,056 segundo .
• corrida mais curto do ano : Itália, 1 hora, 18 minutos, a 33,352 segundo .
• Maior número de voltas em cada composto Pirelli : Hard - Rosberg (689 ); Médio - Hamilton ( 1420 ); Soft - Hulkenberg (308) ; Supersoft - Rosberg (292) ; intermediário - Webber (178 ); Wet - Gutierrez (66 ) .
• Maior velocidade atingida por um P Zero Formula One pneu em 2013 : 341,1 kph ( Esteban Gutierrez , no Grande Prêmio da Itália ) .
• Maior número de voltas mais rápidas : Sebastian Vettel (sete em corridas e sete na fase de qualificação ) .
• Maior número total de voltas com pneus Pirelli : 684 ( Sebastian Vettel )
• Número de etapas em que o recorde da pole position foi quebrada : três ( Lewis Hamilton no Grande Prêmio da Inglaterra , Sebastian Vettel no Grande Prêmio de Cingapura e GP da Índia ) .
• Número de etapas em que o recorde de volta mais rápida da corrida foi quebrados : um ( Sebastian Vettel no Grande Prêmio de Cingapura ) .
Pirelli e sua fórmula uma equipe em 2013
• Número de pessoas que viajam para cada corrida: 55
• Número de diferentes nacionalidades dentro da Pirelli Fórmula Um time : 10
• Número total de diferentes línguas faladas pela Pirelli Fórmula Um time : 14
• Número total de notebooks Pirelli distribuídos dentro do paddock : 1.125
• Número total de tampas pódio Pirelli vendidos: 16.000
Pirelli Hospitalidade Em 2013
• Número total de refeições servidas em hospitalidade da Pirelli ( incluindo testes ) : 12.500
• Litros de água bebido em hospitalidade da Pirelli : 5.000
• quilos de macarrão cozido pelo chef da Pirelli : 900
• Número de pizzas cozidas pelo chef da Pirelli : 240
• Número de diferentes receitas de sobremesas feitas em hospitalidade da Pirelli : 40
• Número de sobremesas consumidas em hospitalidade da Pirelli : 6000
Pirelli Na Fórmula One ( Desde 1950 )
• Raças: 261
• Vitórias : 102
• Pole positions : 105
• Pódios : 313
• Voltas mais rápidas : 109
Outras estatísticas interessantes
• Número total de motoristas que têm impulsionado as Pirelli Fórmula compostos desde 2010 : 81 ( incluindo drivers de terceiros e jovens condutores ) .
• Total de quilómetros percorridos por todos os compostos P Zero em 2013 ( corridas e testes ): 358.784 . Por composto : Hard - 96.596 ; Médio - 177.838 ; Soft - 34.139 ; Supersoft - 23.678 ; intermediário - 21.350 ; Wet - 5183 .
• Menor temperatura da pista em que os pneus Pirelli já correram : 17 graus centígrados em theBritish Grand Prix. A temperatura mais baixa faixa de visto durante toda a temporada foi no teste de Jerez de pré- temporada: seis graus centígrados.
• Maior temperatura da pista em que os pneus Pirelli já correram : 54 graus centígrados no Grande Prêmio da Hungria .
• Menor temperatura ambiente em que os pneus Pirelli já correram : 14 graus centígrados no Grande Prêmio dos Estados Unidos. A temperatura ambiente mais baixa visto durante toda a temporada foi no teste de Jerez de pré- temporada: quatro graus centígrados.
• Maior temperatura ambiente em que os pneus Pirelli já correram : 36 graus centígrados no GP do Bahrain .

 

pirelli
Google Tradutor 

 

PASTOR MALDONADO CONFIRMADO NA LOTUS

PASTOR MALDONADO CONFIRMADO NA LOTUS

 

maldonado

O piloto venezuelano Pastor Maldonado já está confirmado como piloto Lotus, que em 2014, fará equjipa com Grosjean.Com a vinda de Maldonado, espera.se que a dificil situação financeira da Lotus fique um pouco mais desafogada, com os apoios que o venezuelano traz, nomeadamente a PDVSA.

 

SCHUMACHERREAPARECE....

FÓRMULA 1

Schumacher feliz com nova vida

O antigo campeão do mundo do Fórmula 1 não coloca a hipótese de um segundo regresso da reforma. Piloto acredita que a Mercedes pode lutar pelo título, no próximo ano.

Michael Schumacher não considera a possibilidade de regressar à Fórmula 1. O piloto alemão, convidado pela Lotus para realizar as duas últimas corridas do ano, no lugar de Raikkonen, está feliz com "a nova vida", na sua segunda reforma.

"A Fórmula 1 é, certamente, o topo que um piloto pode atingir. Se por para me divertir, estou disponível, mas não quero voltar a competir a sério. A Mercedes ofereceu-me essa possibilidade, mas eu preferi não aceitar", contou o piloto, que deixou o carro da equipa alemã, este ano. Schumacher explica que tem "outras paixões" e reconhece que tem uma "boa vida", longe dos circuitos.

A Mercedes ficou no segundo lugar, no Mundial de Construtores, com Hamilton e Rosberg a mostrarem-se competitivos, principalmente na qualificação. Os sinais dados pela equipa levam Schumacher a antever um ano de sucesso.



Fonte : Rádio Renascença

alt
 

DITADURA CHEGA A MARANELLO?

 

FÓRMULA 1

Ferrari censura pilotos

Equipa italiana determina que os funcionários, incluindo Alonso e Raikkonen, não podem usar a rede social Twitter para fazer comentários sobre a escuderia.


 

A Ferrari decidiu proibir todos os funcionários de escreverem no Twitter sobre qualquer assunto relacionado com a escuderia de Fórmula 1. Alonso, muito activo nesta rede social, e Kimi Raikkonen também estão na lista de "censurados".

Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, anunciou a nova directiva, numa entrevista ao canal de televisão RAI. O objectivo é evitar fugas de informação, mas também estancar polémicas.

Com a perspectiva de uma relação explosiva entre Kimi e Alonso, os italianos tentam, desta forma, contornar eventuais comentários que possam ferir susceptibilidades. As únicas informações sobre a escuderia que passarão a constar no Twitter terão origem na conta oficial da Ferrari.


Fonte : Rádio Renascença

 

 

alt
 

MONTOYA DE REGRESSO À FÓRMULA INDY

PABLO MONTOYA DE REGRESSO À FÓRMULA INDY

 

 

O piloto colombiano está de regresso à Fórmula Indy, e já começou os testes com vista á preparação para a próxima época.mont-voltaaindyusamont1mont2mont3mont4mont5mont5mont5mont6mont7

 

NOVOS REGULAMENTOS PARA A F 1 EM 2014

NOVOS REGULAMENTOSD PARA A FÓRMULA 1 EM 2014

 

O ano de 2014 irá marcar uma nova era no Mundial de Fórmula 1, onde os motores V 8 aspirados utilizados nas últimas épocas, irão dar lugar aos novos V 6 Turbo, com 1.6 litros.Estes novos motores, serão menos ruidosos, poluentes, e irão gastar menos combustivel, e irão debitar cerca de 575 cv de potencia.Por seu lado o depósito de combustivel, apenas comporta 135 litros.

 

Outra das alterações é que o sistema kers é extinto, e dão lugarr a dois motores electricos, que geram energia adicional de 160 cv, que em conjunto com o motor de combustão originam os 735 cv de potencia.

 

 

Por outro lado, as caixas de velocidades terão oito mudanças, e o peso total dos novos Fórmula 1, não poderão ser inferiores a 690 kg.Em termos estéticos, o bico é mais baixo, com alterações na frente e no ailleron  traseiro, originando que os carro ficam assim mais lentos, principalmente à saida das curvas.f1dif1f1dif2f1dif3f1dif4

 

DOIS SENHORES DA F 1

DOIS SENHORES DA FÓRMULA 1

fitipaldievilleneuvegpbrasil

Foto obtida no passado final de semana no Grande Prémio do Brasil de Fórmula 1 quando o antigo Campeão do Mundo, Emerson Fitipaldi, encontrou-se com outro Campeão, de seu nome Jacques Villeneuve.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IUMAGENS

 

 

FÓRMULA 1 NO BRASILf1f2f3f4f5f6f7f8f9f10f11f12f14f15f16f17f18f19f20f21f22f23f24f25f26f27f28f29f30f31f32f33f34f35f36f37f38f39f40f42f43f45f46f47f48f49f50f52f53f54f55f56f444f512f646f647f648f649f650f660f661f662f663f664

 

PARA VARIAR VETTEL VENCE DE NOVO

 

GP do Brasil de F1 2013 – Corrida

VETTEL VENCE A ÚLTIMA CORRIDA COM DUAS PARAGENS NAS BOXES

f647f648f649f650f660f661f662f663f664f665f666f667f668f670f671f672f680f681f700f701f702f703f704f705f706f1000f1001f5000f5001F5004F5005F5006F5006F5007F5008F5009F5010F5011F5012F5014F5015F5016f5020f5021O campeão mundial deste ano, Sebastian Vettel, conquistou a sua 13.ª vitória da época – a nona consecutiva – no GP do Brasil de F1. O alemão partiu da pole positon e posicionou-sena liderança na segunda volta, utilizando uma estratégia de duas paragens para vencer: um par de tiradas com os pneus médios P Zero Brancos, seguidas por uma última com pneus duros P Zero Laranja.

O seu companheiro de equipa na Red Bull, Mark Webber, terminou em segundo com uma estratégia idêntica, no seu último GP da F1 antes de passar a competir em corridas de endurance. Fernando Alonso da Ferrari foi terceiro depois de ter optado por uma estratégia diferente de duas paragens nas boxes, usando os pneus duros na sua tirada intermédia.

O único piloto antes de Vettelque venceu nove corridas seguidas foi Alberto Ascari nos anos 1950 – mas isso foi ao longo de duas épocas e não numa única como piloto alemão. Então, Ascari também utilizou pneus Pirelli.

O maior desafio enfrentado por todas as equipas e pilotos foi não terem efetuado quaisquer tiradas em piso secocom os pneus duros e médiosantes da partida para o próprio GP, devido à chuva persistente que caiu na sexta e no sábado. A corrida iniciou-se com tempo seco sob uma temperatura ambiente de 20º C e ao nível da pista de 28º C, com 50% de possibilidades de ocorrência de chuva.

Todos os pilotos começaram com pneus médios, com as exceções de Jenson Button da McLaren, que partiu da 14.ª posição da grelha de partida, e Esteban Gutierrez da Sauber que começou no 17.º lugar. O primeiro piloto a mudar de pneus médios para duros foi Jean-Eric Vergne daToro Rosso, na volta 10. Button montou o seu primeiro jogo de pneus médios na volta 20, sendo dos dois pilotos que tinham começado com pneus duros o que foi mais cedo às boxes – e voltou a montar pneus médios na volta 43. A estratégia ajudou-o a conseguir um quarto lugar no final: o seu melhor resultado do ano.

Vettel, que estava na liderança,foi às boxes na volta 24 para montar novo jogo de médios e regressou à pista ainda à frente, tornando a parar na volta 47: a mesma que o seu companheiro de equipa, pois a Red Bull receava a entrada em pista do safety car. Embora não tivesse ocorrido chuva forte, algumas gotas começaram a cair nesse momento – adicionando umelemento extra deincerteza. A chuva tornou-se ligeiramente mais intensa nas últimas voltas, mas não o suficiente para qualquer dos pilotos decidir mudar para os pneus intermédios Cinturato Verdes.

Os pneus tiverem uma performance perfeitamente em linha com o que era esperado, apesar do tempo variável. Ocorreram furos no Mercedes de Lewis Hamilton e no Williams de Valtteri Bottas, mas isso foi resultado de um contato entre os dois.

O recorde final desta temporada – a última da era dos motores V8 – foi estabelecido por Max Chilton da Marussia, que se tornou o primeiro rookie a acabar todas as corridas no seu ano de estreia.

O Diretor da Pirelli Motorsport, Paul Hembery, disse: “O facto de não ter havido qualquer tirada sobre piso seco antes do início deste GP fez com que a formulação da estratégia de pneus adequada fosse pura conjetura. E sem nenhuma borracha depositada previamente na superfície da pista, tornou-se extremamente difícil calcular os níveis de desgaste e degradação. Para complicar ainda mais as coisas, as previsões meteorológicas permaneceram instáveis durante toda a corrida. Contudo, também tinham que ter presente a sua obrigação de usar ambos os compostos se o tempo permanecesse seco – o que acabou por ser o caso. Esta corrida marcou o fim de uma era e agora os carros, bem como os pneus, irão mudar completamente no próximo ano. Parabéns a Sebastian Vettel e à Red Bull por uma temporada em que bateram recordes e a melhor sorte futura para Mark Webber, que terminou a sua distinta carreira na Fórmula 1 aqui no Brasil.”

Tempos mais rápidos do dia por composto:

 

Médio

Duro

Intermédio

Chuva

Primeiro

ALO – 1m15,496 

WEB – 1m15,436 

N/A

N/A

Segundo

SUT – 1m16,049 

VET – 1m15,624 

N/A

N/A

Terceiro

BUT – 1m16,450 

PER – 1m16,246 

N/A

N/A

Tiradas mais longas da corrida:

Médio

28 voltas

J. Button

Duro

37 voltas

H. Kovalainen

Intermédio

  N/A

   N/A

Chuva

  N/A

   N/A

Avaliação da correção de previsões:

Sem qualquer prévia experiência das equipas de correr com piso seco, pensámos que seria difícil prever uma estratégia específica para as 71 voltas do GP do Brasil, para além de dizer que uma estratégia de duas paragens nas boxes deveria ser a mais rápida. Verificou-se ser esse o caso, com Vettel a pararnas voltas 24 e 47. Apenas seis dos 19 pilotos que terminaram a corrida pararam três vezes.

 

G.P.BRASIL DE F 1

 

Grande Prémio do Brasil 2013 – Qualificativa 

A ESTRATÉGIA EM ABERTO PARA A CORRIDA FINAL DA ÉPOCA DE 2013

f524f530f531f533f534f535f555f556f557f559f570f571f572f573f574f575f576f578f579f580f580f600f601f602f605f606f607f608f609f610f611f612f614f615f616f620f621f622f623f624f625f626f627f628f629f630f631f632f633f634f635f636f637f638f639f640f641f642f643f645À medida que a chuva continuava a cair sobre São Paulo, a qualificação para a corrida final da época de 2013 deu-se em condições molhadas, com todas as equipas a usarem o pneu de chuva Cinturato Blue (Azul) e o intermédio Cinturato Green. Sebastian Vettel da Red Bull conseguiu a pole position pela nona vez esta época, graças ao tempo de 1m26.479s com o pneu intermédio.

 

Apenas quatro pilotos conseguiram uma pole position este ano – Vettel, o seu companheiro de equipa Mark Webber, Nico Rosberg da Mercedes e Lewis Hamilton – mas nos últimos quatro anos nunca foi quem partiu da pole position que venceu em Interlagos.

 

Esta semana, não houve muita corrida com os pneus slick, o que significa que se os nomeados P Zero Orange (Laranja) duros e os P Zero White (Brancos) médios forem usados amanhã, as equipas não terão quaisquer dados em que se basearem. Isto leva a que as estratégias estejam em aberto – com as equipas a terem que reagir às mudanças nas circunstâncias à medida que elas surgirem e não com informação prévia.

 

A primeira qualificativa à chuva desde o Grande Prémio da Bélgica em Agosto deu-se com chuva cerrada e temperaturas ambientes na ordem dos 19ºC. A maioria dos carros saíram cedo no Q1 para estabelecer uma volta de referência, com todos os pilotos a usarem os pneus intermédios. A chuva intensificou-se durante a sessão, com um tempo do Mercedes de Lewis Hamilton a liderar a tabela desde cedo na Q1.

 

As condições no início da Q2 permaneceram as mesmas, o que significou que a maioria dos pilotos voltou a sair cedo, com os intermédios. A primeira saída de Vettel deu-lhe o tempo mais rápido, que foi então batido pelo piloto da Lotus Romain Grosjean. Com as condições de chuva a intensificarem-se ao longo da sessão, foi difícil para os pilotos melhorarem os tempos.

 

A última competição dos 10 primeiros foi atrasada para permitir ao pior da chuva passar. Uma vez retomada a acção, os carros começaram a sessão com os pneus de chuva Cinturato Blue – que conseguem afastar 60 litros de água por segundo a toda a velocidade. Vettel foi o primeiro piloto a estabelecer um tempo com os pneus de chuva, com Grosjean a ser o primeiro com os intermédios. Com a pista a secar, os tempos de volta foram ficando mais baixos até ao fim da sessão. Vettel estabeleceu o seu melhor tempo com os pneus intermédios nos últimos momentos da sessão.

 

Webber foi o mais rápido na última sessão de treino livre esta manhã, corrida sob chuva. Os pilotos usaram os pneus de chuva na maior parte da sessão, com Webber a ser o primeiro a usar os intermédios. A sua primeira volta com intermédios foi o suficiente para o tempo mais rápido.

 

Disse o director de motorsport da Pirelli Paul Hembery: “Uma sessão de qualificação sob chuva levou a que os pilotos e as equipas lidassem com muitas incertezas, mas ao menos conseguiram muita informação relevante da corrida à chuva de ontem. A chave para uma performance forte foi assegurar que os pneus estivessem operacionais no intervalo correto de temperatura, e o timing das voltas mais rápidas. O pneu certo na altura certa também foi essencial, e com esta pista a conseguir secar muito rapidamente, o circuito teve o potencial de se tornar mais rápido no final da sessão. Ao mesmo tempo, as equipas tiveram de se proteger constantemente quanto à possibilidade das condições ficarem piores. As equipas conseguiram alguma informação para amanhã, mas não conseguiram informações sobre os pontos de mudança entre os pneus slick – que podem ser muito importantes para a corrida amanhã, com as condições variáveis a acontecerem provavelmente outra vez. Mesmo senão houver chuva, com tão pouca corrida a seco até agora, as equipas continuarão a operar com dados limitados. O desgaste e a degradação para os pneus intermédios e de chuva não deverão ser um problema amanhã, se forem usados. A estratégia será obviamente dependente do clima e no momento está tudo em aberto: as equipas que conseguirem ler as mudanças de circunstâncias da corrida mais eficazmente serão as equipas vencedoras.”

  

O previsor mistério de estratégia da Pirelli

 

A estratégia será muito difícil de prever e depende inteiramente do clima. A complicar as coisas está o facto de os pilotos poderem começar com o composto que quiserem (se o tempo estiver seco) – e todos têm jogos novos de slicks para usarem. Se a corrida permanecer seca durante as 71 voltas – que parece improvável – a estratégia mais rápida será teoricamente a de duas ou três paragens, mas sem dados concretos em que nos basearmos será difícil prever o timing das paragens.

 

Compostos mais rápidos na sessão FP3:

1.

Webber

1m27.891s

   Intermédios

2.

Grosjean 

1m28.195s 

   Intermédios

3.

Kovalainen 

1m28.595s 

   Intermédios

Uso dos pneus pelo Top 10:

Vettel 

Intermédios 

1m26.479s 

Rosberg 

Intermédios 

1m27.102s 

Alonso 

Intermédios 

1m27.539s 

Webber 

Intermédios 

1m27.572s 

Hamilton 

Intermédios 

1m27.677s 

Grosjean 

Intermédios 

1m27.737s 

Ricciardo 

Intermédios 

1m28.052s 

Vergne 

Intermédios 

1m28.081s 

Massa 

Intermédios 

1m28.109s 

Hulkenberg 

Intermédios 

1m29.582sÂÂ

 

G.P.BRASIL DE F1

GP do Brasil de F1 de 2013 – Treinos Livres

INÍCIO DO FIM DE SEMANA NO GP DO BRASIL À CHUVA

f1f2f3f4f5f6f7f8f10f11f15f16f17f18f19f20f21f22f23f24f25f26f28f29f30f31f32f33f34f35f36f37f38f39f40f45f60f61f70f71f72f100f102f500f501f502f503f504f505f506f508f509f510f511f512f514f515f516f517f519f522f523 O fim de semana do GP do Brasil teve um início molhado em ambas as sessões de hoje dos treinos livres, sem se poderem registar tempos com pneus slick e tendo todas sessões sido efetuadas com os pneus intermédios Cinturato Verdee de chuva Cinturato Azul. Os pneus duros P Zero Laranjae médios P Zero Brancos foram os escolhidos para a corrida, mas só os pneus duros foram usados por pouco tempo, na TL1, pelo piloto da Red Bull Sebastian Vettel. A tirada do piloto alemão com slicks destinou-se apenas a recolher dados e ele não registou qualquer marca.

As equipas também tinham à sua disposição os novos pneus desenvolvidos pela Pirelli para 2014, mas as condições meteorológicas não permitiram que eles fossem experimentados. Tal como já referido, só Vettel saiu para fazer uma volta com os pneus-protótipo. No entanto, como se espera mais chuva para o resto do fim-de-semana, todos os treinos feitos hoje em piso molhado foram extremamente úteis.

O tempo mais rápido do dia foi feito pelo piloto da Mercedes Nico Rosberg, no início daTL1 com os pneus intermédios Cinturato Verdes: 1m24,781s. Rosberg foi o mais rápido durante grande parte da TL2, tendo estabelecido um registo de referência com os pneus de chuva Cinturato Azuis, antes de ser superado por Vettel numa tirada que este fez com pneus intermédios. Contudo, Rosberg conseguiu voltar a fazer um melhor tempo mesmo no fim da TL2, numa tirada final com pneus intermédios, com os quais conseguiu fazer um tempo de 1m27,306s.

A chuva abrandou um pouco no final da TL2, com Esteban Gutierrez da Sauber a ser o único piloto que não mudou para pneus intermédios no final da sessão. A maioria dos pilotos usou apenas um jogo de pneus intermédios e outro de pneus chuva durante todo o dia, embora os regulamentos permitam a utilização de um jogo extra de pneus intermédios se as sessões de sexta-feira decorrerem com tempo molhado.

O Diretor da Pirelli Motorsport, Paul Hembery, disse: “Foi um início complicado do fim de semana, aqui em Interlagos, mas as condições de tempo que tivemos irão provavelmente continuar nos dias restantes, pelo que foi útil para as equipas poderem estabelecer uma afinação dos carros para tempo molhado e avaliar a performance dos pneus intermédios e de chuva com diferentes cargas de combustível. Foi pena que os pilotos não tenham tido hipótese de experimentar os novos pneus desenvolvidos, pois esta era uma oportunidade importante: por outro lado, os pneus para 2014 foram obviamente concebidos para um tipo completamente diferente de carros em comparação com os que veremos a competir pela última vez neste fim-de-semana. Por isso, de qualquer modo o que se iria aprender seria algo limitado. Em última análise,houve apenas um pouco de azar, pois nas duas prévias ocasiões em que trouxemos pneus em desenvolvimento para o Brasil, em 2011 e 2012, o tempo esteve seco na sexta-feira. Porém, o tempo é algo que não se pode controlar e isso sempre fez parte do desafio da Fórmula 1. É, sem dúvida, limitada a quantidade de dados que se podem coligir ao treinar em molhado e o risco de ocorrência de danos nos carros é superior ao que existe com tempo seco, pelo que as equipas tendem a restringir as tiradas, apesar de serem baixos o desgaste edegradação dos pneus, tanto os intermédios como os de chuva, desde de que continue a chover e não se registe um sobreaquecimento dos compostos. O pneu intermédio, em particular, tem mostrado ser muito adaptável e ainda assim durável sob uma vasta gama de condiçõesde tempo. É difícil de prever uma estratégia nestas circunstâncias. No final, serão as táticas mais flexíveis e derivadas dos pensamentos mais rápidos que tenderão a vencer a corrida – e, claro, há também sempre um elemento de sorte nisto tudo.”

TL1:

TL2:

1.Rosberg

1m24,781s

IntermédioNovo

1.Rosberg

1m27,306s

IntermédioUsado

2.Hamilton

1m25,230s

IntermédioNovo

2.Vettel

1m27,531s

IntermédioUsado

3.Vettel

1m25,387s

IntermédioNovo

3.Webber

1m27,592s

IntermédioUsado

Estatísticas do dia dos pneus:

 

Protótipo

Duro

Intermédio

Chuva

Quilómetros percorridos*

4

8

2533

550

Total de jogos utilizados **

1

1

25

20

Maior número de voltas **

1

2

37

17

 * Este número indica a quantidade total de quilómetros feitos hoje nas sessões 1 e 2 de treinos livres pelo conjunto de todos os pilotos.

** Por composto, pelo conjunto de todos os pilotos.

 

Que a Força esteja contigo:

O que é popularmente conhecido como força G é, na realidade, aceleração. Estes são os valores máximos em travagem e em curva:

- Máximo de força G na travagem (forçalongitudinal):                                -4,3 @ Curva 1

 

- Máximo de força G em curva (força lateral): 4.11 @ Curva 7

 

Factos do dia da Pirelli:

Ontem, a edição de 2014 do Calendário Pirelli, comemorativa do seu 50.º aniversário, foi apresentada em Milão.Na verdade, a edição de 2014 contém algumas imagens da temporada de 1985 da Fórmula 1. Este Calendário Pirellifoi originalmente fotografado em 1986 pelo célebre fotógrafo Helmut Newton, mas foi depois arquivado para uso futuro. Parte das fotos foram tiradas durante o GP do Mónaco de 1985, mostrando a equipa Ligier-Renault,que usava pneus Pirelli. As sessões de fotos trouxeramsem dúvida, sorte à Ligier-Renault: os carros acabaram na quarta e sextaposição – dos melhores resultados conseguidos pela equipa nessa temporada.

 

 

VETTEL NO BRASIL

Vettel vence e bate recorde com nono triunfo consecutivo numa época

 

 

Com esta vitória, Vettel conseguiu a 13ª vitória nesta temporada, igualando o recorde do compatriota Michael Schumacher.

Vettel vence e bate recorde com nono triunfo consecutivo numa época

O piloto alemão Sebastian Vettel (Red Bull Renault) venceu hoje o Grande Prémio do Brasil em Fórmula 1, disputado no circuito de Interlagos (São Paulo), fixando um recorde de nove vitórias consecutivas numa época.

O alemão, que já se tinha sagrado tetracampeão mundial, terminou as 71 voltas da corrida brasileira em 1:32.36,300 horas, à frente do seu companheiro de equipa Mark Webber - que hoje se despediu da Fórmula 1 - e do piloto espanhol da Ferrari, Fernando Alonso.

Com esta vitória, Vettel conseguiu a 13ª vitória nesta temporada, igualando o recorde do compatriota Michael Schumacher, e a nona vitória consecutiva numa só época, batendo uma marca que durava desde os anos 1950, quando o italiano Alberto Ascari conseguiu o mesmo feito, mas conjugando resultados das de 1952 e 1953.


Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa

 

INTERLAGOS PRONTO PARA A F 1

INTERLAGOS PRONTO PARA A FÓRMULA 1

 

 

Tudo a postos no circuito de Interlagos situado em plena urbe da cidade de S.Pf1f2f3f4f5f6f7f8f10f11f15f16f17f18f19f20f21f22f23f24f25f26f28f29f30f31f32f33f34f36f37f38f39f40f45f60f61f70f71f72f100f102aulo no Brasil, onde irá decorrer este fim de semana a derradeira prova do Mundiasl deste ano.

 

INTERLAGOS PRONTO

INTERLAGOS PRONTO

 

A pista de Interlagos já está pronta poara receber a derradeira prova do Campeonato do MUndo de Fórmula 1, que termina nassim a época na América do Sul.interlagos

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

WORLD SERIES RENAUT - FOTOS DUMA ÉPOCAren1ren2ren3ren4ren5ren6ren7ren8ren9ren10ren11ren12ren14ren15ren16ren17ren18ren19ren20ren21ren22ren23ren24ren25ren26ren27ren28ren29

 

HAMILTON ESTEVE NO RIO DE JANEIRO

HAMILTON ESTEVE ONTEM NO RIO DE JANEIRO

 

Na sua viajem dos Estados Unidos para o Brasil, Lewis Hamilton fez escala no Rio de Janeiro onde esteve com amigos, e divertiu-se um pouco, no qual à noite foi andar de skate em pleno "calçadão" da Avenida Atlantida, em pleno centro carioca.hamiltonrio

 

MARIO ANDRETTI REECONTRA ADVERSÁRIOS

MARIO ANDRETTI REECONTRA ADVERSÁRIOS

 

 

O antigo campeão norte americano de Fórmula 1, na passagem no passado fim de semana do "circo" pelo Treecontroreecontro1reecontro2reecontro5exas, Mario Andretti reencontrou alguns dos seus adversários, noemadamente Nick Lauda, Jacky Stewart entre outros.

 

PIRELLI FAZ ANTEVISÃO PARA O G.P.BRASIL DE F 1

Antevisão do Grande Prémio do Brasil:
Interlagos, 21-24 Novembro de 2013

PNEUS EM DESENVOLVIMENTO PARA O TREINO DE SEXTA-FEIRA NO ÚLTIMO GRANDE PRÉMIO DA TEMPORADA

A ronda final da época de Fórmula 1 de 2013 dá-se este fim de semana no icónico circuito de Interlagos em São Paulo, no Brasil, para o qual a Pirelli trará os pneus duros P Zero Orange (Laranjas) e os médios P Zero White (Brancos).

O Grande Prémio do Brasil é também uma oportunidade para as equipas testarem os novos pneus protótipos com especificações 2014 durante as sessões de treino livre de sexta-feira, em preparação para a próxima época, imprimirão muitas mudanças nos regulamentos. As novas características dos motores dos carros de 2014terão um efeito importante nos pneus. Cada carro terá dois jogos de pneus do próximo ano para usar no FP1 e no FP2, como permitido pelos regulamentos atuais. Estes terão a construção e perfil do composto médio de 2014.

Paul Hembery: “Escolhemos os pneus médios e duros para o Brasil para lidar com as diversas exigências do famoso circuito de Interlagos, onde sempre recebemos boas-vindas dos incrivelmente entusiásticos fãs. Há várias coisas a reparar no Brasil: apesar de ter recebido uma nova superfície há uns anos atrás a pista é sempre irregular, o que torna duro para os pneus encontrar a tração e, por outo lado, aumenta as exigências físicas dos pilotos. Tal como no ano passado, daremos a todas as equipas a oportunidade de testar os pneus para o próximo ano durante o treino livre de sexta-feira, dadas as mudanças profundas nos regulamentos técnicos de 2014. Brasil é hoje o maior mercado da Pirelli, por isso estamos desejosos de lá voltar, para a corrida que marca o final de uma era técnica.”

Jean Alesi: “Interlagos é um circuito onde o piloto se sente realmente envolvido, e apesar disso parecer ilógico, há alguns circuitos onde basicamente pilotamos de curva em curva, enquanto Interlagos é uma verdadeira experiência que nos absorve. Apesar da pista ter levado uma nova superfície várias vezes, ainda assim é irregular, com grandes compressões, e uma vez que é um circuito contrário ao sentido do relógio, exige um esforço muito físico a pilotar. Adoro a sensação e a atmosfera em Interlagos: os fãs são absolutamente fantásticos, por isso é um sítio ótimo para ir correr. Obviamente, para Pirelli esta é uma corrida muito importante por causado mercado brasileiro e este tem sido sempre o caso: no meu tempo lembro-me de que Nelson Piquet tinha uma casa de pneus Pirelli no Brasil e estava envolvido em trabalho de promoção para sublinhar a importância de ter os pneus certos. O clima é sempre muito variável, por isso temos de estar preparados para tudo. A chave de Interlagos é conseguir o ritmo certo: se conseguirmos isto podemos minimizar o desgaste dos pneus e ter uma boa performance. Já ali estive no pódio no passado, mas é importante ganhar imediatamente o ritmo.”

O circuito do ponto de vista dos pneus:

Há uma ênfase muito grande na tração combinada: a transição da travagem à aceleração a fundo. Interlagos é normalmente pouco exigente com os travões, por isso a embalagem é importante.

 

O set-up em Interlagos tende a ser um compromisso: há uma reta longa a subir em direção à meta, que coloca ênfase na velocidade e na potência.(um desafio para os motores devido à altitude de Interlagos) mas a sinuosidade do percurso requer mais força descendente. O sector final da volta é o crucial para o tempo total da volta.

 

Notas técnicas dos pneus:

 

 As variações das diferentes superfícies significam que a aderência ideal e a força descendente são vitais, particularmente uma vez que há um número de inclinações diferentes nas curvas também. A Curva 14 – a curva mais lenta da pista – é um bom exemplo de alguns dos desafios técnicos que Interlagos coloca aos pneus. Os pilotos travam a fundo enquanto se dirigem à subida e então viram para a curva, antes têm de gerirem a rotação das rodas cuidadosamente quando saem da curva.

 

Interlagos tem a volta mais curta do ano depois do Mónaco, com asfalto irregular e muitas mudanças de elevação. Aguaceiros são comuns no Grande Prémio de Brasil, o que aumenta o desafio de um circuito que é conhecido por ser muito físico para além de exigente mecanicamente.

 

Jenson Button da McLaren ganhou a corrida no ano passado, que aconteceu sob condições atmosféricas mistas, com uma estratégia de duas paragens. A chave para o seu sucesso foi a sua capacidade de permanecer com os pneus P Zero slick mesmo quando estava a chover. As condições mistas significaram que as estratégias foram extremamente variadas, com alguns pilotos a pararem quatro vezes.

As escolhas de pneus até agora:

 

PZero Vermelho

PZero Amarelo

PZero Branco

PZero Laranja

Austrália

Supermacio

 

Médio

 

Malásia

 

 

Médio

Duro

China

 

Macio

Médio

 

Bahrain

 

 

Médio

Duro

Espanha

 

 

Médio

Duro

Mónaco

Supermacio

Macio

 

 

Canadá

Supermacio

 

Médio

 

Grã-Bretanha

 

 

Médio

Duro

Alemanha

 

Macio

Médio

 

Hungria

 

Macio

Médio

 

Bélgica

 

 

Médio

Duro

Itália

 

 

Médio

Duro

Singapura

Supermacio

 

Médio

 

Corea

Supermacio

 

Médio

 

Japão

 

 

Médio

Duro

Índia

 

Macio

Médio

 

Abu Dhabi

 

Macio

Médio

 

Estados Unidos

 

 

Médio

Duro

Brasil

 

 

Médio

Duro

Conheça a equipa de F1 da Pirelli:

A seleção de pessoas que mostrámos na nossa secção de ‘Conheça a equipa F1 da Pirelli’ este ano são apenas uma amostra representativa de centenas de pessoas que trabalham na campanha F! da Pirelli, cujos muitos esforços nos bastidores passam despercebidos ao público. Tal como as cerca de 50 pessoas que viajam para as corridas, também há as centenas tanto em Milão – a trabalhar para a F1 na pesquisa e desenvolvimento, ativação e marketing – e na Turquia, onde os pneus são feitos na ‘Fábrica dos Campeões’ em Izmit, perto de Istambul. Não só isso, como nos escritórios regionais da Pirelli em cada país visitado pelo circo dos Grandes Prémios e que são muito envolvidos nas suas corridas nos seus países, apoiando a equipa central. Como diz Paul Hembery: “Eu, e todas as outras pessoas que são visíveis nas corridas, constituímos a ponta do iceberg. Nenhum de nós poderia fazer os nossos trabalhos sem todas as pessoas dedicadas no centro em Itália, ou na Turquia, Roménia e Reino Unido, para além de todos os outros escritórios Pirelli em todo o mundo. Por isso gostaria de aproveitar esta oportunidade, no final deste ano de corridas, para agradecer a todos sinceramente em nome de todos nós. Não somos na verdade competidores de F1, mas somos uma equipa. As nossas pessoas, especialmente aquelas que o público não vê, são o nosso principal ativo.”

 

 

RECORDAR É VIVER

RECORDAR É VIVER

 

Imagens do estouro de Donelly em Jerez de la Frontera ao volante do seu Lotus....estou1estou2estou3estou4estou5estou6estou7

 

TUDO NA MESMA NA F 1

Grande Prémio dos Estados Unidos 2013 - Corrida

VETTEL GANHA NOS ESTADOS UNIDOS COM UMA PARAGEM NAS BOXES

f00000f1000f1001f1002f1003f1004f1005f1006f1007f1008f1009f1010f1011f1012f1014f1015f1016f1017f1018f1019f1020f1021f1022f1023f1024f1025f1027f1028f1029f1030f1031f1032f1040f1041f1042f1043f1044f1045f1046f1049f1050f1051f1052f1053f1054f1055f1056f1058f1060f1061f1062f1063f1064f1065f1066f1068f1069f1070f1071f1072f1080f1081f1082f1083f1084f1085f1086f1087f1088f1089f1090f1091f1092f1092f1100f1112f5001f11112F20144Sebastian Vettel da Red Bull conseguiu a sua 12ª vitória da época e a sua primeira nos Estados Unidos. O alemão escolheu uma estratégia de uma paragem, começando com o pneus médio P Zero White (Branco) e então mudando para o P Zero Orange (Laranja) duro na volta 27.Vettel tornou-se também no primeiro homem na história da Formula 1 a ganhar oito vitórias consecutivas no decurso de uma época. Agora a Hungria é o único Grande Prémio do calendário que o recentemente coroado campeão ainda não ganhou.

O maior desafio para os pilotos no fim de semana em Austin foram as temperaturas muito variáveis da pista, que variaram entre os 18ºC na sexta-feira e os 37ºC para a corrida de domingo. Isto teve um efeito óbvio no comportamento dos pneus, tornando muito difícil às equipas preverem o desgaste e a degradação – e assim, a estratégia.

O piloto da Toro Rosso Jean-Eric Vergne foi o único piloto a começar com o pneu duro de 14º da grelha, com a estratégia também afetada pelo período de duas voltas do carro de segurança logo no início da corrida: quando os carros ainda estavam muito pesados e o desgaste dos pneus é significativo.

A primeira paragem nas boxes da corrida foi para Esteban Gutierrez da Sauber na primeira volta, que teve um furo devido a detritos de um incidente na partida. Ele colocou os pneus duros e correu com eles até à volta 36, quando voltou a colocar os médios. Outra paragem precoce foi a do piloto da Williams Pastor Maldonado, que trocou para o pneu duro na volta 8 enquanto alguns danos estavam a ser reparado no seu carro.

A primeira paragem planeada foi a de Heikki Kovalainen da Lotus na volta 17, que colocou os pneus duros e conseguiu ganhar três lugares passando os seus rivais diretos, antes de perder tempo com uma troca da asa dianteira.

Vettel foi às boxes para os seus pneus duros a partir da liderança na volta 27, permitindo uma breve liderança do piloto da Lotus Romain Grosjean durante três voltas até o francês ir às boxes. Grosjean acabou em segundo, seis segundos atrás de Vettel, para igualar a sua melhor posição na F1.

Os 12 melhores usaram uma estratégia de uma paragem, com Filipe Massa da Ferrari a ser o melhor classificado a adotar uma estratégia de duas paragens, terminando em 13º.

O diretor de motorsport da Pirelli Paul Hembery disse: “A variação de temperatura que vimos ao longo do fim de semana foi impressionante, o que significou que os pilotos encontraram diferentes condições da pista em cada sessão. Com uma variação tão grande de temperatura do asfalto, seria preciso mais do que os dois compostos estipulados no regulamento, mas estas foram circunstâncias muito pouco usuais, e obviamente isso não foi uma opção. Como resultado, as equipas não conseguiram ter uma boa leitura do ritmo de desgaste e da degradação antes da corrida. No entanto, a maioria dos pilotos optou por uma estratégia de uma paragem como esperávamos, ajudados pelo período do carro de segurança no início do Grande Prémio, que levou a uma corrida com menos estratégia e menos variáveis do que estamos acostumados a ter recentemente.”

Tempos mais rápidos do dia por composto:

 

Médio

Duro

Intermédio

Chuva

Primeiro

KOV – 1.41.028

VET – 1.39.856 

N/A

N/A

Segundo

DIR – 1.41.148 

GRO – 1.40.445 

N/A

N/A

Terceiro

MAS – 1.41.209 

BOT – 1.40.492 

N/A

N/A

Saída mais longa da corrida:

Médio

   29voltas

   R Grosjean; J.-E. Vergne

Duro

   48 voltas

   P Maldonado

Intermédio

   N/A

   N/A

Chuva

   N/A

   N/A

A estratégia:

A nossa previsão para a estratégia para o Grande Prémio dos Estados Unidos foi para uma estratégia de uma paragem em 56 voltas. Sugerimos que a estratégia mais rápida era começar com o pneu médio e mudar para o duro na volta 19, continuando até ao fim.

Vettel de facto conseguiu ir mais longe com os pneus médios do que o previsto, ajudado pelo carro de segurança, fazendo a mudança para os pneus duros na volta 27.

 

 

MERCADO DE PNEUMÁTICOS DA F1 EM MOVIMENTO

MERCADO DE PNEUMÁTICOS NA FÓRMULA 1 MOVIMENTA-SE

 

 

Já aqui tinhamos afirmado o interesse da Michelin regressar à Fórmula 1, agora desta vez foi a Kumho a efectuar testes em Espanha, de forma a avaliar o seu produto, em comparação com aquilo que a Pirelli oferece actualmente às equipas.Como tudo na vida "não há fumo sem fogo", é bem provável que esta marca de pneus venha a ingressar na Fórmula1, que embora tenha um contrato por mais uns anos com a Pirelli, tem sido muito contestada por uma série de equipas, pelo desempenho do seu produto.E mais até seria bem interessante, face à "seca" que tem sido os ultimos Grandes Premios, que a FIA permitisse que cada equipa usasse a marca de pneus que muito bem entendesse, dentroPNEUS dum regulamneto  ebm estipulado e a ser cumprido por todos.

 

WILLIAMS E PDVSA DIVORCIADAS OFICIALMENTE

WILLIAMS E PDVSA "DIVORCIADAS"OFICIALMENTE

 

 

Apenas no próximo Grande Prémio do Brasil, as cores da PDVSA surgirão nos flancos dos Williams, pois depois irão mudar de ares.Com a saida de Pastor Maldonado, este apoio irá cessar à equipa britânica, não se sabendo para já qual será o passo seguinte do piloto venezuelano, para 2014 no Mundial de Fórmula1 , mas não deverá ser dificil encontrar nova opção, com os milhõesd que lhe traz, a PDVSA.7682 maldonado-y-pdvsa-llegan-a-williams

 

RAIKONEN RECUPERA DA INTERVENÇÃO

KIMI RAIKONEN RECUPERA DA INTERVENÇÃO

 

 

O piloto finlandês foi operado na 5ª feira da semana passa, estando agora em processo de recuperação, estando previsto que começe de novo a sua preparação fisica dentro dum mês, para depois se preparar o resto do seu ingresso na equipa da Ferrari.kimi

 

VETTEL CONTINUA A VENCER

Vettel vence GP dos Estados Unidos e atinge oito vitórias seguidas

Vettel, que partiu da "pole position", cumpriu as 56 voltas ao circuito das Américas (308,405 km) em 1:39.17,148 horas, alcançando o seu 12.º triunfo da temporada e o 38.º da carreira na F1, após 18 das 19 provas do calendário de 2013.

Além do tetracampeão do Mundo, de 26 anos, sobem ao pódio o francês Romain Grosjean (Lotus), segundo classificado, e o australiano Mark Webber, companheiro de equipa de Vettel, terceiro.

Agência Lusa

 

ANTEVISÃO PIRELLI PARA O G.P. USA F 1

 

GP dos EUA de F1 2013 – Qualificação

ESPERADA UMA PARAGEM NAS BOXES NO CIRCUITO DAS AMÉRICAS

O piloto da Red Bull Sebastian Vettel assegurou a pole position no GP dos EUA de F1, com um tempo de 1m36,338s feito com os pneus médios Pirelli P Zero Brancos, que foram os escolhidos juntamente com os pneus duros P Zero Laranja para este fim-de-semana. Foi a 44,ªpole na sua carreira conseguida pelo recém-coroado campeão mundial de pilotos e a oitava nesta temporada.

A qualificação desenrolou-se com uma temperatura ambiente de 27º C e vento forte. O piloto da Williams Valtteri Bottas foi o mais rápido na Q1 com pneus médios, os quais foram usados por todos os pilotos que completaram uma segunda saída para a pista no final da sessão. Ambos os pilotos da Lotus tiveram uma única saída para a pista ao passo que todas as outras equipas saíram duas vezes. Os dois pilotos da Red Bull usaram apenas um jogo de pneus duros durante a Q1 e isso permitiu-lhes poupar a sua alocação de pneus médios para o resto da qualificação e para a corrida.

Todos os pilotos que passaram à Q2 usaram os pneus médios desde o início da sessão, comVettel a ficar à frente do seu companheiro de equipa, Mark Webber, no final da sessão, quando a temperatura ao nível da pista baixou um pouco.

Os 10 melhores pilotos que se qualificarampara a Q3 voltaram a utilizar os pneus médios durante a sessão. Vettel conseguiu a pole position na sua segunda saída para pista, nos segundos finais da Q3 – tendo feito a diferença para o seu colega de equipa no último setor da volta.

Na sessão final de treinos livres, de manhã, verificou-se outra dobradinha da Red Bull, com Vettel à frente deWebber. Lewis Hamilton da Mercedes foi o terceiro, com os melhores tempos a serem registados no final da TL3, quando os pilotos fizeram simulações de qualificação com pneus médios.

O Diretor da Pirelli Motorsport, Paul Hembery, disse: “A nossa escolha de pneus para este GP foi conservadora, o que significa que fazer com que os pneus atinjam a temperatura certa seja importante. Isso não foi necessariamente uma tarefa fácil hoje, na medida em que a temperatura ao nível da pista na verdade baixou um pouco, o que não é o que ocorre normalmente durante a qualificação. Com ventos e temperaturas variáveis durante a tarde, hoje não foi uma sessão particularmente fácil para ninguém. A pista ainda esteve a evoluir hoje, mas o desgaste e degradação dos pneus não deverão constituir um fator considerável para a corrida, seja quais forem os compostos utilizados. Como resultado, iremos provavelmente assistir a apenas uma paragem nas boxes pela maioria dos pilotos, como foi o caso no ano passado.”

 

O prognosticador misterioso de estratégia da Pirelli:

Uma paragem nas boxes é teoricamente a maneira mais rápida para completar as 56 voltas do GP dos EUA. A estratégia mais rápida deverá ser começar a corrida com pneus médios, mudar para duros na volta 19 e ir com eles até ao final.

Uma alternativa (que resulta no mesmo tempo global de corrida) é começar com pneus duros, mudar para médios na volta 37 e continuar com estes até ao termo da corrida

Alguns pilotos poderão tentar uma estratégia de duas paragens se sentirem que o carro tem velocidade suficiente para que ela resulte. Neste caso, a estratégia mais rápida será começar com pneus médios, mudar para duros na volta 10 e montar novo jogo de pneus duros na volta 33.

Compostos mais rápidos na TL3:

1.

Vettel

1m36,733s

 Médio Novo

2.

Webber

1m36,936s

 Médio Novo

3.

Hamilton

1m37,064s

 Médio Novo

Pneus usados pelos 10 mais rápidos:

Vettel

Médio

1m36,338s

Webber

Médio

1m36,441s

Grosjean

Médio

1m37,155s

Hulkenberg

Médio

1m37,296s

Hamilton

Médio

1m37,345s

Alonso

Médio

1m37,376s

Perez

Médio

1m37,452s

Kovalainen

Médio

1m37,715s

Bottas

Médio

1m37,836s

Gutierrez

Médio

1m38,034s

 

G.P. ESTADOS UNIDOS DE F 1

GP dos EUAde F1 de 2013 – Treinos Livres

OS PNEUS PIRELLI ENFRENTAM DIVERSAS CONDIÇÕES DE TEMPO NOS EUA

Os pneus Pirelli P Zero Laranja duros e P Zero Branco médios, escolhidos para o GP dos EUA de F1 enfrentaram uma diversidade de condições meteorológicas durante as duas sessões de treinos livres em Austin, que foram desde nevoeiro de manhã a 25º C de tarde.

O piloto mais rápido do dia foi Sebastian Vettel da Red Bull, que fez um tempo de 1m37,305s com os pneus de composto médio, a meio da TL2. O seu companheiro de equipa, Mark Webber, foi o segundo à frente dos dois Mercedes, enquanto Heikki Kovalainen foi rápido com ambos os compostos da Pirelli, na sua estreia pela Lotus, fazendo o quinto melhor tempo.

A sessão de abertura dos treinos livres, de manhã, foi retardada devido a nevoeiro e depois encurtada devido a problemas com o helicóptero médico. Fernando Alonso da Ferrari foi o mais rápido com pneus duros, mas, com pouca corrida de manhã, as equipas tiveram que aproveitar ao máximo da hora e meia da TL2.Com a pista ainda a evoluir, as equipas concentraram-se na performance em corrida com cargas de combustível diferentes usando ambos os compostos.

O Diretor da Pirelli Motorsport, Paul Hembery, disse:“Tivemos hoje uma ampla variedade de condições meteorológicas, mas estamos à espera que a temperatura suba durante o resto do fim-de-semana, o que, sem dúvida, torna mais difícil às equipas prever o comportamento dos pneus epor consequência a estratégia. Adicionalmente, vimos a pista a evoluir no decorrer de ambas as sessões, com tempos progressivamente mais rápidos.Em termos gerais, parece haver mais aderência que no ano passado, quando o asfalto era novinho em folha. Pelo que pudemos ver até agora, é bem possível que esta seja uma corrida de uma paragem nas boxes para a maioria dos pilotos, embora alguns tentem fazer duas paragensse sentirem que podem tirar proveito disso em termos de velocidade. O desgaste e a degradação foram o que estávamos à espera: o pneu médio será aquele a utilizar na qualificação, ao passo que vimos muito pouca degradação do pneu duro – que neste momento é precisamente um segundo mais lento que o pneu médio. Essaé uma diferença suficientemente grande para fazer a diferença, em particular para os pilotos que partam abaixo dos dez primeiros e não são obrigados a começar a corrida com os pneus com se qualificaram. Há muitos dados para analisar hoje à noite, antes de as equipas se concentrarem em simulações de qualificação amanhã durante a TL3, que será provavelmente efetuada em condições meteorológicas que são mais representativas das que iremos ter durante a corrida.”

 

TL1:

 

TL2:

1.Alonso

1m38,343s

Duro Novo

1.Vettel

1m37,305s

Médio Novo

2.Button

1m38,371s

Duro Usado

2.Webber

1m37,420s

Médio Novo

3.Bottas

1m38,388s

Duro Usado

3.Rosberg

1m37,785s

Médio Novo

Estatísticas do dia dos pneus:

 

Médio

Duro

Intermédio

Chuva

Quilómetros percorridos*

1890

4365

N/A

N/A

Total de jogos utilizados**

22

45

N/A

N/A

Maior número de voltas**

29

34

N/A

N/A

 * Este número indica a quantidade total de quilómetros feitos hoje nas sessões 1 e 2 de treinos livres pelo conjunto de todos os pilotos.

** Por composto, pelo conjunto de todos os pilotos.

Que a Força esteja contigo:

O que é popularmente conhecido como força G é, na realidade, aceleração. Estes são os valores máximos em travagem e em curva:

Máximo de força G na travagem (força longitudinal):

-4,63 @ Curva 12

Máximo de força G em curva (força lateral):

4,6 @ Curva 17

Factos do dia da Pirelli:

O piloto da Mercedes Lewis Hamilton é o único em atividade na Fórmula 1 que venceu um GP nos EUA, ganhando no ano passado no Circuit of the Americas e também em Indianápolis em 2007. Ele está a usar um capacete dedicado ao seu cantor americano favorito – Michael Jackson – no GP deste fim de semana, que ele espera que seja um thriller.

***

 

G.P. ESTADOS UNIDOS DE F1

GRANDE PRÉMIO DOS ESTADOS UNIDOS DE FÓRMULA 1

 

TUDO NA MESMA, DOIS RED BULL RENAULT NA FRENTE

 

 

 

f18f19f22f24f25f27f60f61f62f63f64f65f66f70f71f72f74f75f76f78f80f82f100f101f102f103f105f107f109f110f111f112f114f116f117f118f119f120f121f130f500f502f503f504f505f506f510f1000f1010f1011f1012f1013f1014f1015f1016f1017f1100f1010f1112f1113f1114f1115f1116f1117f1119f1120f1231f1500f1501f1502f1503f1505f1506f1507f2000f2001f2002f2003f2004F2010F2011F2012F2015f11000

 

KOVALAINEN NA LOTUS

KOVALAINEN NA LOTUS

 

 

Kovalainen será o piloto que irá substituir Raikonen na Lotus no Grande Prémio dos Estados Unidos e no Brasil.Mistério resolvido...lotusf1

 

ANTEVISÃO PIRELLI G.P. USA F 1

Grande Prémio dos Estados Unidos: Circuito das Américas, 14-17 Novembro 2013

A PIRELLI TRAZ OS PNEUS DE COMPOSTO MÉDIO E DURO PARA OS ESTADOS UNIDOS

f1A penúltima corrida da época é o Grande Prémio dos Estados Unidos, que aconteceu pela primeira vez no Texas no ano passado. Esta época foi feita a mesma nomeação de pneus: o pneu duro P Zero Orange (Laranja) e o médio P Zero White (Branco).

Austin é um circuito extremamente variado, que coloca muita energia sobre os pneus ao alternar secções rápidas e fluidas com algumas partes mais lentas e técnicas.

É um teste muito bom para as capacidades de um pneu, com exigências de tracção nas curvas lentas a serem tão importantes como a aderência lateral nas mudanças de direcção de alta velocidade que são outra das características dos 5,513 quilómetros do Circuito das Américas.

Paul Hembery: “Os pneus médios e duros são a melhor escolha para o Grande Prémio dos Estados Unidos, porque é um circuito que coloca várias exigências de alta energia nos pneus, por isso precisamos dos compostos mais duráveis da gama. Há algumas curvas rápidas e muitas mudanças rápidas de elevação também: neste aspecto é um pouco como Spa. Quando temos mais energia a percorrer o pneu, temos uma maior acumulação de calor – o que aumenta o desgaste e a degradação. Agora que vimos para os EUA pela segunda vez temos uma melhor ideia do que esperar, enquanto que no ano passado – quando também nomeámos o pneu médio e o duro – foi um passo no escuro. Os compostos deste ano são mais macios, por isso esperamos cerca de duas paragens na corrida, dependendo do ritmo de evolução da pista. Apesar de ser Novembro, ainda é provável que tenhamos tempo quente, o que obviamente também afecta a degradação termal. A F1 recebeu umas boas vindas absolutamente fantásticas do público americano no ano passado, o que tornou esta corrida verdadeiramente memorável, e estamos desejosos de voltar a um país cheio de fãs da F1, e que também é um mercado chave para os pneus de Ultra Alta Performance.”

Jean Alesi: “O Grande Prémio dos Estados Unidos em 1990 foi na verdade o meu primeiro Grande Prémio com pneus Pirelli, na Tyrell, e acabou por ser uma corrida muito boa para mim. Foi o primeiro Grande Prémio da minha primeira época completa, por isso é sempre um de que me vou lembrar. Nessa altura, os circuitos de F1 americanos eram geralmente circuitos de rua, e este em Phoenix não foi exceção. Para além disso, as regras do desenvolvimento dos pneus eram totalmente abertas: as dimensões eram fixas, mas aparte isso, os fabricantes podiam fazer o que queriam. Com a Pirelli, podíamos passar a corrida inteira sem trocar de pneus, enquanto com as outras marcas era preciso parar. E isto foi essencial para a nossa forte performance que surpreendeu muita gente: liderei a corrida durante várias voltas e acabei em segundo atrás de Ayrton Senna no seu muito mais potente McLaren-Honda! E essa é a diferença que faz os pneus. Claro que no Grande Prémio dos Estados Unidos de hoje é muito diferente. O primeiro ano em Austin foi 2012 foi um verdadeiro espetáculo, com convidados especiais desde atores a astronautas, e foi fantástico ver os americanos tão entusiasmados com a F1. De facto não foi como nos meus dias, em que não havia muito interesse na F1 na América. Austin parece ser uma pista excitante de correr, o que obviamente ajuda. Um dos detalhes que julgo todos se lembram é os chapéus de cowboy da Pirelli no pódio: foram muito divertidos…”

O circuito do ponto de vista do pneu:

Tal como Abu Dhabi, Austin é um dos poucos circuitos do calendário a ser corrido contra o sentido dos ponteiros do relógio. Outros circuitos idênticos neste aspetosão a Coreia, Singapura e Brasil.

A superfície da pista em Austin, que era nova no ano passado, é geralmente muito macia. No entanto, com a passagem do tempo, a superfície geralmente tende a tornar-se um pouco mais abrasiva de ano para ano. Isto acontece pois o betume da parte de cima é desbastada, expondo a gravilha de que o asfalto é feito.

Notas técnicas dos pneus:Há duas áreas-chave em particular que são um desafio para os pneus no Circuito de Austin. A primeira é a Curva 1, que de forma rara é um gancho, onde os pneus têm de conseguir uma tração ótima – mesmo quando frios vindos de uma paragem. A Curva 11 é também particularmente exigente pois o piloto começa a travar a fundo com o carro já a virar, criando uma distribuição irregular de forças pelos pneus. Uma boa aderência do composto é essencial para uma saída de curva eficaz.

Os carros irão correr preparados para mudanças baixas e uma força descendente média: um set-up que não é muito diferente do usado no Grande Prémio da Turquia em Istambul – que tem alguns pontos em comum com o Circuito das Américas.Os primeiros três finalistas na América no ano passado (Lewis Hamilton, Sebastian Vettel e Fernando Alonso) usaram uma estratégia de uma paragem, começando com o pneu médio e acabando com o duro. No ano passado, havia cerca de meio segundo de tempo de volta de diferença entre os dois compostos; este ano, a diferença deverá ser um pouco maior.

 

 

 

As escolhas de pneus até agora:

 

 

PZero Red

PZero Yellow

PZero White

PZero Orange

Austrália

Supermacio

 

Médio

 

Malásia

 

 

Médio

Duro

China

 

Macio

Médio

 

Bahrain

 

 

Médio

Duro

Espanha

 

 

Médio

Duro

Mónaco

Supermacio

Macio

Médio

 

Canadá

Supermacio

 

Médio

 

Reino Unido

 

 

Médio

Duro

Alemanha

 

Macio

Médio

 

Hungria

 

Macio

Médio

 

Bélgica

 

 

Médio

Duro

Itália

 

 

Médio

Duro

Singapura

Supermacio

 

Médio

 

Coreia

Supermacio

 

Médio

 

Japão

 

 

Médio

Duro

India

 

Macio

Médio

 

Abu Dhabi

 

Macio

Médio

 

Estados Unidos

 

 

Médio

Duro

Brasil

 

 

Médio

Duro

 

 

***

 

PEREZ FORA DA MCLAREN

SERGIO PEREZ FORA DA MCLAREN

 

 

O piloto mexicano só irá correr na equipa da McLaren até final de época, segundo as suas palavras em alguma imprensa internacional, na qual inclusive chegou a fazer criticas severas sob o fumcionamento da equipa.Assim Magnussen irá ocupar o lugar do piloto mexicano, não se sabendo ainda qual será o destino de Pperezerez em 2014, no entanto segundo rumores internacionais, o piloto poderá manter-se na Fórmula 1, pois há ainda equipas com lugares disponiveis, ou então rumar para a Fórmula Indy nos Estados Unidos.

 

CURIOSIDADES SOBRE FILIPE MASSA

10 COISAS QUE VOCÊ DEVERIA SABER (OU NÃO) SOBRE FELIPE MASSA

Muito criticado no início de sua carreira na F1 pelos erros cometidos, Felipe Massa chegou a ter a sua habilidade para conduzir um fórmula um questionada. Entretanto, com o amadurecimento, revelou-se um piloto destemido e vencedor, até uma certa prova na Alemanha, em 2010...
Veja aqui algumas das conquistas de Felipe e saiba um pouco mais sobre este polêmico piloto.
1) foi campeão em todas as categorias de monopostos que disputou até chegar à F1;
2) começou no kart aos 8 anos, quando terminou o campeonato em 4º lugar. Correu de kart por 7 anos e depois estreou na Fórmula Chevrolet, onde conquistaria o título em sua segunda temporada. Foi a única vez em que não conquistou um título de monoposto já na primeira temporada;
3) em sua segunda corrida na F1, pela Sauber, marcou seus primeiros pontos ao terminar em 6º lugar na Malásia. Voltou a pontuar na Espanha e no GP da Europa;
4) na sua primeira temporada pela Ferrari, em 2006, venceu na Turquia e no Brasil, terminando o campeonato em 3º, atrás apenas de Fernando Alonso e Michael Schumacher;
5) em 2007, tornou-se o primeiro brasileiro a liderar o campeonato de pilotos da F1 desde Ayrton Senna em 93. Venceu 3 provas e liderava com folga o GP do Brasil, mas abriu mão da vitória em benefício do team mate Kimi Räikkönen, que assim se tornou campeão. Terminou a temporada em 4º;
6) em 2008, teve seu pior início de temporada na F1 até então não completando as duas primeiras corridas, mas se recuperou e venceu 6 provas, pontuando em 13 das 18 etapas. Um erro da Ferrari em Cingapura pode ter lhe custado o campeonato mundial, perdido para Lewis Hamilton por apenas 1 ponto. O título foi decidido na última curva da última volta em Interlagos, numa manobra considerada polêmica por alguns: a ultrapassagem de Hamilton sobre Timo Glock. A polêmica foi reacesa esta semana com declarações de Luca Cordero di Montezemolo. Curiosidade: é errado referir-se ao presidente da Ferrari como Luca di Montezemolo. O correto é escrever o nome completo ou Luca Montezemolo;
7) é o piloto com mais temporadas disputadas pela Ferrari, após Michael Shumacher e o quarto em número de vitórias pela Scuderia, 11 (empatado com Fernando Alonso), atrás de Schumacher (72), Lauda (15) e Ascari (13) e à frente de Prost, Villeneuve, Räikkönen, Mansell e Alesi, dentre outros;
8) todas as suas corridas disputadas na F1 até hoje foram com motores Ferrari;
9) após seu retorno às pistas em 2010, depois do acidente que quase o matou, chegou a liderar o campeonato, pontuando em todas as 7 primeiras etapas. Entretanto, não marcou pontos nas 3 etapas posteriores e na 4ª, o GP da Alemanha, recebeu ordens da equipe para abrir passagem para Fernando Alonso, terminando em 2º. A FIA considerou a manobra anti-esportiva e multou a Scuderia em 100.000 dólares, além de marcar uma anotação contra a Ferrari no Conselho Mundial de Esporte a Motor;
10) em 2014, será o 7º piloto brasileiro a correr para Frank Williams, depois de José Carlos Pace, Nelson Piquet, Ayrton Senna, Antonio Pizzonia, Rubens Barrichello e Bruno Senna, além dos reservas Max Wilson e Bruno Junqueira.

 

PILOTOS BRASILEIROS NA WILLIAMS

PILOTOS BRASILEIROS NA WILLIAMS

 

Npil3pil4pil5pil6pil7pil8pilotos brasileiros1ão deixa de ser curioso observar que a equipa da Williams de Fórmula 1, acaba por se tornar um "autentico viveiro " para os pilotos brasileiros que tem militado nesta discplina rainha do automobilismo mundial.

 

NELSON PIQUET OPERADO DE URGENCIA

NELSON PIQUET OPERADO DE URGENCIA

 

O antigo Campeão do MUndo de Fórmula 1, foi ontem operado de urgencia numa unidade hospitalar na cidade de S.Paulo no Brasil, ao coração.Há dois anos a esta parte foi-lhe diagnosticado um problema na má formação deste orgão vital de vida, e assim foi-lhe feita esta intervenção para lhe colocar  uma proteseNelson-Piquet-Goodwood-2013-1-640x448 que ajuda a normalizar o fluxo sanguineo numa artéria entupida, numa altura em que Nelson Piquet já tem 61 anos de idade, estando nesta fase em periodo de recuperação.

 

AUTODROMO DO ESTORIL APTO A RECEBER A FÓRMULA 1

AUTODROMO DO ESTORIL APTO A RECEBER A FÓRMULA 1

 

O autodromo do Estoril recebeu ontem a certificação que permite que se dispute provas, assim como testes de Fórmula 1.A inspecção decorreu no passado mês de Agosto, e agora o autodromo do Estoril, ve reconhecida a capacidade eorganização de provas e testes para a categoria rainha do automobilismo mundial.Não deixa de ser curioso, que o autodromo do Estoril detinha desde 2000 o grau 2 + 1 T, que apenas permitia a realização de testes, mnas agora com a a atribuição de grau 1, permite tudo referente à F 1.

 

Por isso nos objectivos traçados pelos responsáveis consta procurar junto das equipas de Fórmula 1, que possam testar nesta pista, pois meios não lhe faltam.No decorrer deste ano, o autodromo do Estoril já esteve ocupado em mais de centena e meia de dias, onde já passaram equipas da Mercedes do DTM, Jaguar, BMW,  e estoriloficias da GP 3.

 

ANTEVISÃO DA PIRELLI PARA G.P.ESTADOS UNIDOS DE F 1

 

United States Grand Prix Preview: Circuito das Américas, 14-17, nov 2013

 


PIRELLI PNEUS TRAZ composto duro E MÉDIO PARA OS ESTADOS UNIDOS

 


A penúltima corrida da temporada são os Estados Unidos Grand Prix, que foi realizada pela primeira vez no Texas no ano passado. Nesta temporada, a mesma nomeação pneu foi feito : P Zero Laranja duro e P Zero Branco médio .
Austin é um circuito extremamente variada , que coloca muita energia através dos pneus , alternando secções rápidas e fluindo com algumas partes mais lentas e mais técnico.
É um bom teste para a capacidade a toda a volta de um pneu , com tração exige saída das curvas lentas tão importante quanto a aderência lateral através das mudanças de alta velocidade de direção que são outra característica fundamental do Circuito 5.513 quilômetros das Américas .
Paul Hembery : " Os pneus duros e médios são a melhor escolha para os Estados Unidos Grand Prix, porque é um circuito que coloca várias exigências de alta energia sobre os pneus , então você precisa os compostos mais duráveis ​​no intervalo. Há algumas curvas rápidas e muitas mudanças de elevação rápida assim : a esse respeito é um pouco como Spa . Quando você tem mais energia que atravessa o pneu , você tem um calor maior acúmulo - que é o que aumenta o desgaste e degradação. Agora que estamos chegando para os EUA pela segunda vez , temos uma melhor idéia do que esperar , enquanto que no ano passado - quando também nomeado o disco eo meio - era muito mais um passo para o desconhecido . Compostos deste ano são mais suaves , de modo que seria de esperar em torno de dois pit stops na corrida, dependendo também a taxa de evolução pista. Mesmo que seja novembro ainda estamos propensos a ter o tempo quente , o que obviamente afeta a degradação térmica também. Formula One recebeu uma recepção absolutamente fantástico da American público no ano passado , que fez uma corrida memorável , e nós estamos muito ansiosos para voltar a um país cheio de grandes fãs de F1 , que também é um mercado-chave para o nosso pneus Ultra High Performance ".
Jean Alesi : " The United States Grand Prix em 1990 foi realmente o meu primeiro Grand Prix em pneus Pirelli , com Tyrell , e acabou por ser uma corrida muito boa para mim. Foi o primeiro grand prix da minha primeira temporada completa , por isso sempre que eu vou lembrar. Naquela época, os americanos um circuito de Fórmula eram principalmente circuitos de rua , e este em Phoenix não foi excepção. Além disso , as regras de desenvolvimento de pneus foram completamente aberto : as dimensões foram fixadas , mas para além de que os fabricantes poderiam fazer o que quisessem . Com Pirelli , poderíamos ir toda a corrida sem parar , enquanto os outros tiveram que parar. E isso foi fundamental para o nosso forte desempenho que surpreendeu muita gente : I liderou a corrida durante várias voltas e , no final, terminou em segundo lugar apenas para Ayrton Senna no muito mais poderoso McLaren- Honda ! E essa foi a diferença que os pneus fizeram . É claro que os Estados Unidos Grand Prix agora é muito diferente. O primeiro ano de Austin em 2012 foi um verdadeiro show , com convidados especiais que vão de atores para os astronautas , e foi fantástico ver o povo americano tomar tão entusiasticamente a Formula One . Realmente não era assim no meu tempo , quando não havia tanto interesse na F1 nos Estados Unidos. Austin parece uma trilha emocionante de conduzir , bem como, o que , obviamente, ajuda . Um dos detalhes que eu acho que todo mundo se lembra é chapéus de cowboy da Pirelli no pódio : estas foram realmente muito divertido ... "
O circuito de um ponto de vista dos pneus :
Assim como Abu Dhabi , Austin é um dos poucos circuitos no calendário para correr no sentido anti -horário. Outros circuitos anti -horário são a Coréia , Cingapura e Brasil .
A superfície da pista de Austin, que era novo no ano passado, é geralmente muito bom. No entanto, com o passar do tempo , as superfícies em geral, tendem a tornar-se um pouco mais abrasivo ano para ano. Isto acontece como o betume no topo é varrido , expondo as pequenas pedras de que o asfalto é feito .
Outras informações sobre Austin e as exigências que coloca sobre pneus, bem como informações sobre como exatamente aderência é gerada , pode ser encontrado em um vídeo em animação 3D estrelando da Pirelli Racing Manager Mario Isola . Este é livre de copyright para uso de mídia em um site da Fórmula Pirelli : www.pirelli.com/f1pressarea
Notas de pneus técnicos:
Há duas áreas principais que desafiam particularmente os pneus no circuito de Austin. O primeiro é a curva 1 , o que é incomum um hairpin , onde os pneus tem que fornecer a tração ideal - mesmo quando o frio em um out- colo. Curva 11 também é particularmente exigente como o controlador inicia a travagem fortemente com o carro já viragem , criando uma distribuição desigual de forças através dos pneus. Boa aderência a partir do composto é essencial para um eficaz transformar -se .
Os carros vão correr com baixa alavancagem e médio downforce : um set- up que não é muito diferente do que era anteriormente utilizado para o GP da Turquia em Istambul - que tem alguns pontos em comum com o Circuito das Américas .
Os três primeiros colocados na América do ano passado ( Lewis Hamilton, Sebastian Vettel e Fernando Alonso ) usou uma estratégia de uma parada , a partir do pneu médio e terminando no disco . No ano passado, havia cerca de meio segundo de colo diferença de tempo entre os dois compostos , este ano, que deve ser ligeiramente maior.
As escolhas de pneus até agora:
 PZero Red PZero Amarelo PZero Branco PZero Laranja
Austrália Supersoft Médio
Malásia Médio Difícil
China Macio Médio
Bahrain Médio Difícil
Espanha Médio Difícil
Mônaco Supersoft suave
Canadá Supersoft Médio
Grã-Bretanha Médio Difícil
Alemanha suave Médio
Hungria suave Médio
Bélgica Médio Difícil
Itália Médio Difícil
Cingapura Supersoft Médio
Coréia Supersoft Médio
Japão Médio Difícil
Índia suave Médio
Abu Dhabi suave Médio
Estados Unidos Médio Difícil
Conheça o Pirelli F1 Team : Ilaria Parolari , assistente pessoal de Paul Hembery
Ilaria nasceu na Itália, perto de Como , mas cresceu para perto de Milão, onde ela se baseia agora . Ilaria estudou línguas e tem sido parte da Pirelli desde 2004. Antes de se mudar em automobilismo , ela trabalhou em viagens e logística do departamento de Pirelli , mas sempre foi um fã de carros de corrida. Então, depois de Pirelli entrou na Fórmula Um em 2011, Ilaria foi oferecido um papel como PA de Paulo.
Sua prioridade é cuidar de todas as atividades relacionadas com as necessidades de negócios de Paulo , gerenciando seu diário e organizar todos os aspectos de sua vida: reuniões, viagens , discursos e outros compromissos - tanto no escritório em Milão e na pista em todo o mundo . Ilaria trabalha em colaboração com todos os muitos outros departamentos envolvidos no automobilismo : durante cada semana do Grande Prémio ela cuida de todos os convidados VIP e administra os passeios de hóspedes no paddock . E se isso não bastasse, ela também é responsável por pedidos de passes F1 e gestão do paddock passa durante cada semana do Grande Prémio . O que faz dela uma pessoa na demanda ...
Ela não tem muito tempo livre , mas quando ela está em casa gosta de ver sua família - especialmente sua irmã gêmea - e gosta de exposições de arte , shows e boates .
"Acima de tudo eu sou uma pessoa muito positiva ", diz Ilaria . " Quando eu estou chateado pessoas notá-lo , mas eu tento e certifique-se que não acontece com muita frequência. Normalmente eu estou sorrindo o tempo todo! "
Outras notícias da Pirelli :
Pela primeira vez , a Pirelli equipados GP2 e GP3 Series realizou um teste conjunto , por três dias após o Abu Dhabi Grand Prix, de terça a quinta-feira. McLaren de Fórmula Um júnior Stoffel Vandoorne definir o ritmo GP2 com um tempo de 1m48.657s postadas na noite do último dia em um carro DAMS . Um número de motoristas GP3 deste ano também amostradas GP2 máquinas no teste , como o premiado da Pirelli Facu Regalia .
Na GP3 , Patric Niederhauser liderou as folhas de tempo , graças a um tempo de 1m55.372s , situado na quinta-feira à tarde . Niederhauser , que dirigiu por MW Arden no teste , foi um dos concorrentes existentes GP3 deste ano. A título de comparação , a pole position de Mark Webber em Abu Dhabi Grand Prix deste ano foi 1m39.957s . Tanto a série GP2 e GP3 usada a especificação atual do pneu Pirelli , correndo à luz do dia e sob os holofotes de Abu Dhabi por noite.
Pirelli acaba de ganhar o prestigiado 'Top of Mind ' prêmio pelo quinto ano consecutivo no Brasil, que é o maior mercado da empresa italiana. Isto significa que a Pirelli voltou a ser oficialmente reconhecida como uma das marcas mais reconhecidas no país por instituto de pesquisa líder no Brasil .
Os mais recentes produtos de inverno da gama fashion P Zero - incluindo casacos impermeáveis ​​em borracha - já ido à venda em sua própria seção dedicada na Harrods de Londres, anunciada como a loja de departamentos mais famosa do mundo.

 

GALERIA IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

f1f3f4f5f6f7f8f9f10f11f12f14f15f16f17f18RECORDAR G.P. F1 NOS ESTADOS UNIDOS

 

FILIPE MASSA CONFIRMADO NA WILLIAMS

FILIEPO MASSA CONFIRMADO NA WILLIAMS

 

 

massassFoi hoje de tarde confirmado oficialmente o ingresso do piloto brasileiro Filipe Massa na Williams.Massa vem assim substituir Maldonado, provavelmente de saida para a Lotus.

 

ENTREGA DE PRÉMIOS DA GP 2 EM ABU DHABI

ENTREGA DE PRÉMIOS DA GP 2 EM ABU DHABI

 

Grupo de imagens referentes à cerimónia de entrega dos prémios do Grande Prémio do Abu Dhabi.gp1-premiosgp2gp3gp4gp5gp6gp7gp8gp9gp10gp11gp15gp16gp17

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENSFÓRMULA 1 ABU DHABI

 

 

Derradeiro grupo de imagens da prova deste fim de semana no Yas Marina em Abu Dhabi.fx1fx2fx3fx5fx6fx7fx8fx9fx10fx11fx12fx15fx16fx17fx18fx19fx20fx21fx22fx23fx24fx25fx26fx27fx30fx31fx32fx33fx34fx35fx36fx37fx38fx39fx40fx41fx42fx44fx45fx46fx50fx51fx52fx53fx54fx55fx56fx57fx58fx59fx60fx61fx62fx63fx64fx65fx65fx67fx68fx69fx70fx71fx72fx73fx74fx75fx76fx79fx80fx81fx200fx202fx203fx204fx210fx211fx211fx213fx220fx221fx222fx223fx224fx225fx226fx230fx231fx232fx233fx234fx235fx300fx302fx301fx302fx310fx311fx312fx314fx315fx320fx321fx325fx326fx327fx328fx330fx340fx341fx342fx343fx344fx345fx350fx351fx352fx353fx354fx360fx361fx362fx363fx364fx365fx631fx642fx643fx645fx900fx901fx902fx903fx904fx905fx906fx907fx908fx909fx910fx911fx912fx914fx916fx917fx918fx919fx920fx921fx922fx923fx924fx926fx927fx928fx929fx930fx931fx999

 

FELIX DA COSTA ESTEVE EM ABU DHABI

FELIX DA COSTA ESTEVE EM ABU DHABI

 

 

O piloto português esteve o passado fim de semana em Abu Dhabi, onde foi o felix1felix2felix3terceiro piloto da equipa da Red Bull Renault, tendo acompanhado toda a preparação para o Grande Prémio, caso fosse necessário os seus préstimos, o que tal não se veio a verificar.

 

ALTERAÇÕES NO INGRESSO NA F1?

ALTERAÇÕES NO INGRESSSO NA FÓRMULA 1 ?

 

A Fia está já a preparara regulamentação no sentido do acesso á Fórmula 1 ser mais condicionado, de forma a evitar subidas de pilotos oriundos da GP 3, directamente para o escalão mais alto do automobilismo mundiall.Isto surge no sentido de não perigar com a segurança das corridas,e todos os novos candidatos à super licença têm de prencher uma série de requsitos.Assim Jean Todt, como responsável máximo da Fia, encarregou Gerhard Berger de fazer nova legislação nesse sentido, para criar maiores exigências

 

PILOTO RICARDO TEIXEIRA PROCESSA SANTADER

 

RICARDO TEIXEIRA PROCESSA SANTANDER

 

O piloto Ricardo Teixeira que foi piloto de Testes da Caterham F1 em 2011 ( ex- Team Lotus )  testou por diversas vezes o F1, tanto em testes não oficiais ( Valência ), como em testes oficiais ( Barcelona )  e em testes de aerodinâmica em aeroportos.
  
Entretanto e como todas as equipes de F1, os respetivos pilotos de testes são colocados como pilotos oficiais de GP2 de acordo com a disponibilidade das equipes e com os orçamentos disponíveis e dependentes do montante financeiro dos Patrocinadores.
 
No entanto e apesar de todo o passado, vou-me focar agora na situação actual :
  
É celebrado um contrato entre a ASM / RAPAX  GP2 e a SONANGOL para que o Ricardo fizesse a época de 2012.
 
Lamentavelmente e apesar de várias promessas, a Sonangol nunca pagou à Rapax a respectiva época, colocando o Ricardo numa posição muito constrangedora corrida a corrida. Mesmo assim, a equipe NUNCA parou o Ricardo.  
 
Durante o ano de 2012 houve várias promessas de que o pagamento ia ser feito a qualquer momento. Houve cartas comprometedoras do Ministério dos Desportos de Angola, houve a aceitação e entrega do Contrato, houve a aceitação da respetiva fatura por parte da Sonangol e PRINCIPALMENTE emails do Banco Santander a garantir à ASM / RAPAX a ordem de transferência por parte de Angola num prazo máximo de 15 dias. Em 19/09/2012 o referido Banco enviou um email à equipe a GARANTIR a transferência ordenada pela Sonangol.
 
Houve várias visitas de membros da Sonangol às diversas corridas do Ricardo a apoiarem tanto a equipe, como o Ricardo e a GARANTIREM à equipe que a Sonangol era uma Empresa idónea e que iria cumprir com os seus compromissos.
 
Infelizmente tal não veio a acontecer e a Sonangol NÃO pagou à equipe.
 
A ASM / RAPAX pôs à Sonangol e ao Ricardo um processo em Itália no Tribunal de Pádua em Janeiro do corrente ano numa situação chamada Juridicamente " Injunção Sumária ".
 
Esse mesmo processo foi ganho e como consequência penhoraram à ENI Angola ( Cliente Sonangol ) uma verba superior à dívida em causa. - É evidente que a dívida real é muito menor e é só esse dinheiro mais os respetivos juros que o Team quer.
 
Em 7 de Fevereiro do corrente ano a ENI Angola declarou à RAPAX que tinha este mesmo montante à sua ordem e à espera que o Tribunal desse autorização para a respetiva libertação desse dinheiro.
 
Quando o piloto pensou que já estaria livre desta situação que o preocupava bastante, eis que é surpreendido pela seguinte situação : 
  
Lamentavelmente e de acordo com a Justiça Italiana que neste ponto é idêntica à Portuguesa levantou-se um problema no dia anterior ao levantamento desta verba, que foi a suspeição de documentos falsificados, impedindo assim o respetivo levantamento de dinheiro por parte da ASM / RAPAX. Situação que se mantêm até ao presente momento.
 
Porquê ?
 
O Banco Santander que tinha ( tal como no passado por diversas vezes ) enviado emails às equipes a garantirem o pagamento das verbas através de instruções de Angola e como de costume a pedirem a confirmação dos respetivos números de contas, bem como a apresentação dos comprovativos de pagamento, de repente vem NEGAR tudo e Garantir que nunca tinham enviado nenhum email para a equipe ou para o Ricardo, que era tudo falso e inclusivamente ameaçar-nos com um processo crime, bem como participação na Ordem dos Advogados dos nossos Advogados que tinham validado estes mesmos emails.
 
A seguir, nós tentamos a todo o custo provar que o Santander estava a mentir. Assim disponibilizamos os nossos computadores para que a Justiça pudesse analisar que os emails vieram DIRETAMENTE para os nossos computadores dos endereços Santander.pt, em PDF e que não houve Forwards dos mesmos, tornando inviável qualquer tipo de alteração.
 
Fomos encontrar outras provas que demonstram CLARAMENTE que os mesmos emails tiveram origem no Santander, facto que torna impossível qualquer tentativa de negação por parte do Santander.
 
Infelizmente a Justiça Italiana, tal como a Portuguesa não podia aceitar estas provas sem autorização de um Juiz ou de um delegado do Ministério Público.
 
Assim e infelizmente não tivemos nenhuma alternativa senão pôr um Processo Crime contra o Santander e os responsáveis do mesmo Banco que assinaram e declararam que NUNCA tinham enviado nenhum tipo de email para nós e para a ASM / RAPAX.
 
Em simultâneo apresentamos uma reclamação no Banco de Portugal sobre estes factos e que segundo temos vindo a ser informados está em averiguações.
 
Resumindo : Graças a estas situações, o Ricardo ESTÁ PARADO ( com exceção para as duas corridas que lhe foram Gentilmente oferecidas pela Trident GP2 DE BORLA na Hungria e em SPA-Francochamps ). Por outro lado, a ASM / RAPAX continua sem o dinheiro respeitante à época de 2012
  
E ninguém percebe o porquê do Santander em vez de se meter de forma bastante estranha neste assunto e evitar que a RAPAX e o Ricardo recebessem o dinheiro que lhes é devido, não respondeu o que deveria ter respondido, como por exemplo : É verdade enviamos os mesmos emails mas por qualquer motivo que desconhecemos o dinheiro não foi transferido o que nos impediu de pagar à RAPAX. 
 
Muito pelo contrário, trataram-nos como vigaristas e falsificadores de emails, MESMO sabendo que com tempo os nossos Tribunais  resolveram a situação e irão acabar por ser PROVADAS , ou pelos email, ou pelos IP´S ou pelos nossos computadores que eles estão a mentir e que a verdade está do nosso lado.
 
Entretanto a pergunta é esta : qual  será o custo desta situação. Quais são os problemas financeiros que estão a causar a toda  família Teixeira?, devido às perdas de patrocínios mais pequenos, mas de grande importância para o dia a dia e respetivas despesas. Quais são os problemas que estão a causar à Equipe ?. Até que ponto estragaram o futuro do Piloto ?, etc. 
     
Tudo isto por causa da intervenção completamente ilógica por parte do Banco Santander Totta Portugal.
  
 
            
             
rich1rich2rich3rich4

 

CALENDÁRIO DE 2014 DE F1 PODE SOFRER ALTERAÇÕES

CALENDÁRIO 2014 DE FÓRMULA 1 PODE SOFRER ALTERAÇÕES

 

 

Pelos vistos o calendário do Mundial de Fórmula 1 para o próximo  ano poderá sofrer alterações.Inicialemente contava com vinte e dois Grandes Premios, mas pelos vistos deverá ficar apenas pelas duas dezenas de provas, já que o tão falado Grande Prémio de Nova Jérsia, ainda não será em 2014 que Eclestone vai ter os Fórmula 1 a rodar junto de Nova York, e a ilha de Manhattan.O problema para este Grande Prémio chama-se dinheiro, pois depois da passagem do tufão no ano passado, ainda não houve dinheiro para recuperar todas as áreas destruidas, e caso houvesse dinheiro desviado para as corridas, iria com certeza haver muita gente contra.Por isso este Grande Prémio de Nova Jérsai paenas se poderá eventualemnte realizar em 2015.O outro Grande Prémio é o do México, que quer regressar, só que aqui o problema, chama-se tempo, pois as obras que terão de ser efectuadas, não deixam o circuito pronto para receber a F 1

 

ROSSI E CALADO VENCERAM PROVAS DE GP 2

 

IMG 8108xgp2xgp3xgp4xgp5xgp6xgp7xgp8xgp9xgp10xgp11xgp12xgp14xgp15xgp16xgp17xgp18xgp19xgp20xgp21xgp22xgp23xgp24xgp25xgp26xgp27xgp28xgp29xgp31xgp32xgp33xgp34xgp35xgp36xgp37xgp38xgp39xgp40xgp41xgp42xgp43xgp44xgp45xgp46xgp47xgp48xgp49xgp50xgp51xgp52xgp53xgp54xgp55xgp56xgp57xgp58xgp59xgp59xgp60xgp230xpg27GP 2 - ABU DHABI

 

 

ROSSI E CALADO VENCERAM PROVAS DE GP 2 EM ABU DHABI

 

Duas corridas fizeram parte do proghramas de corridas este fim de semana na pista do yas Marina em Abu Dhabi, na qual a GP" foi uma das prova de suporte do Mundial de Fórmula 1 que visitou o Médio Oriente pela última vez esta época.

ASssim, Rossi foi o vencdor da 1ª corrida, tendo repartido o pódio com J.Palmer e M.Ericsson.O "top six"  ficou completo com Leimer, Clos e Calado.

Para a segunda corrida,  seria James Calado a vencer de forma determinada, tendo sempre na sua esteira Clos e Leimer que assim repartiram o pódio.Nas três posições seguintes classificaram-se Bird,Abt e Ericsson.go455gp30gp32gp36gp32gp445gp446gp448gp449gp458xgp1IMG 7248

 

MAIS BRONCAS PARA ECLESTONE

MAIS BRONCAS PARA ECLESTONE

 

 

O "boss" da Fórmula 1, não pára e a justiça também não.Desta feita  Bernie Ecxlestone está com mais problemas, desta feita com a Suiça, onde estão a investigar sobre um suborno feito a um banqueiro alemão no valor de "apenas" 44 milhões de dólares....em relação á venda ao grupo CVC em 2006.

 

Não será demais referir, que Eclestone, irá ter um ano de 2014, bem prenchido em tribunais, com diferentes justiças europeias, e no inicio do proximo ano será na Alemanha que irá ser julgado.Por outro lado na semana passada surgui outra acção colocada na justiça inglesa, apresentada pela Constantin Media, quer pretende ser ressarcida de 171 milhões de dólares.

bernieecclestone

Por isso Eclestone, tem um 2014 bem prenchido, e agoira resta aguardar, como se irá sair de todos estes imbroglios.

 

PORSCHE DIZ NÃO À F 1

PORSCHE DIZ NÃO Á FÓRMULA 1

 

Nos meios internacionais, surgui um rumor que informava que a Porsche poderia estar a um passo de ingressar na Fórmula 1. perante tal facto, a marca de Estugarda, já veio oficialmente desmentir o interesse na participação na disciplina máxima do automobilismo.Por outro lado a Porsche vai-se concentrar no próximo ano nas provas de resistência, não esquecendo os GT  dos diferentes campeonatos em que os GT 3 participam,para além dos troféus Porsche que se realizam em diferentes pontos do globo.

 

G.P. ABU DHABI DE F 1

 

GP DE ABU DHABI DE F1 2013 – Corrida

 VETTEL VENCE SOB AS LUZES DE ABU DHABI COM DUAS PARAGENS NAS BOXES

O recém-coroado campeão mundial de pilotos, Sebastian Vettel da Red Bull, venceu o GP de Abu Dhabi de Fórmula 1, tendo começado a corrida com os pneus macios P Zero Amarelos e feito depois duas tiradas com os pneus médios P Zero Brancos.

A maioria dos pilotos começou a corrida com os pneus macios. As exceções foram Jenson Button da McLaren, Valtteri Bottas da Williams, o Sauber de Esteban Gutierrez, o Force India de Adrian Sutil e o pilotoda Lotus Kimi Raikkonen – tendo este iniciado o GP no final da grelha de partida por ter cometido uma infração técnica.

Vettel apossou-se da liderança logo desde a partida e fez a sua primeira paragem nas boxes na volta 14, mudando de pneus macios para médios, antes de reentrar em pista ainda na frente da corrida. O Force India de Paul Di Resta fez a mais comprida tirada inicial com pneus macios, 20 voltas, enquanto o seu companheiro de equipa, Sutil, fez a maior tirada com pneus médios, parando na volta 28. Esta estratégia possibilitou a Di Resta terminar em sextoe Sutil acabar em 10.º (tendo iniciado,respetivamente, na 11.ª e 17.ªposições da grelha de partida).

Vettel voltou a parar na volta 37 para montar outro jogo de pneus médios sem perder a liderança e acabou por vencer com meio minuto de vantagemsobre o segundo, o seu companheiro de equipa Mark Webber: a terceira dobradinha da Red Bull nesta temporada e o 100.º pódio da equipa. Fernando Alonso da Ferrari adotou uma estratégia diferente, tendo feito uma tirada final de 11 voltas com pneus macios, o que lhe permitiu ultrapassar outros pilotos na fase final da corrida e terminar no quinto lugar. Jenson Button da McLaren completou 44 voltas com pneus médios e teria feito a corrida com uma estratégia de uma paragem nas boxes não for a ter de ir às boxes antes, devido a ter a asa da frente danificada.

O Diretor da Pirelli Motorsport, Paul Hembery, disse: “Antes de mais, parabéns a Sebastian Vettel por ter ganho esta corrida. Foram usadas diversas estratégias, com bons níveis de desgaste e degradação de ambos os compostos, o que significou que os pilotos puderam fazer longas tiradas iniciais mesmo com os pneus macios. Sebastian fez uma corrida magistral, tendo triunfado sem nunca ter cedido a liderança em qualquer fase da prova, aproveitando ao máximo o facto de não ter utilizado de todo o composto médio durante a qualificação, o que o fez com que hoje tivesse à sua disposição dois jogos de pneus médios novos. Como de costume, verificou-se um nível elevado de evolução da pista e queda da temperatura ao nível da pista com o decorrer da corrida, embora na verdade talvez não na proporção quetínhamos antecipado.”

Tempos mais rápidos do dia por composto:

 

Macio

 Médio

Intermédio

Chuva

Primeiro

ALO – 1m43,434s 

VET – 1m43,893s 

N/A

N/A

Segundo

BOT – 1m44,351s 

GRO – 1m44,301s 

N/A

N/A

Terceiro

SUT – 1m45,609s 

WEB – 1m44,364s

N/A

N/A

Tiradas mais longas da corrida:

Médio

44 voltas

J Button

Macio

28 voltas

A Sutil 

Intermédio

N/A

N/A

Macio

N/A

N/A

Avaliação da correção de previsões:

A nossa previsão para as 55 voltas do GP de Abu Dhabi era de uma paragem nas boxes, embora a maioria dos pilotos acabasse por parar duas vezes. Abu Dhabi é uma das mais difíceis corridas da temporada para fazer previsões de estratégias, devido à queda das temperaturas ao nível da pista com o desenrolar da corrida, o que tem um efeito direto no desgaste e degradação dos pneus.

A estratégia de duas paragens que tínhamos previsto era: começar com pneus macios, mudar para médios na volta 9 e uma última tirada com novo jogo de médios a partir da volta 32. Vettel cumpriu com o padrão esperado, mas foi um pouco mais longe, parando nas voltas 14 e 37.

 

***

 

G.P.ABU DHABI F 1

GRANDE PRÉMIO DE FÓRMULA 1 - ABU DHABI

 

TUDO NA MESMA, COM DOBRADINHA DA RED BULL RENAULT

 

 

Sem alterações em relação às provas anteriores, no Yas Marina, a Red BUll Renault venceu de forma determinada,. não dando chance aos seus mais directos adversários, conseguindo uma dobradinha com Vettel e Webber.

 

O ultimo lugar do pódio foi para o Mercedes de Rosberg, que ao longo da corrida, foi o único que deu réplica aos carros do touro, ficando a 4ª posição para o Lotus Renault de Grosjean, que teve sempre na defesa,perante os ataques do Ferrari de Alonso, do Force India de Di Resta.A 7º posfx2fx3fx4fx5fx6fx7fx8fx10fx11fx12fx14fx20fx21fx30fx31fx32fx33fx34fx35fx36fx37fx38fx39fx40fx41fx42fx43fx44fx45fx46fx47fx48fx49fx50fx51fx52fx54fx55fx56fx57fx58fx59fx60fx500fx501fx600fx601fx602fx603fx604fx605fx606fx607fx608fx609fx610fx611fx612fx615fx616fx617fx618fx619fx620fx700fx702fx703fx704fx705fx706fx707fx708fx709fx710fx711fx712fx714fx715fx716fx717fx718fx720fx730fx731fx732fx733ição foi para o Mercedes de Hamilton, que teve sempre na sua traseira o Ferrari de Massa,o McLaren de Perez e o Force India de Sutil.

 

PILOTOS DA MARUSSIA

PILOTOS DA MARUSSIA VISITAM CENTRO PEDIATRICO

 

 

Os pilotos e a equipa da Marussia visitaram um centro pediatrico no Dubai, onde tiveram assim oportunidade de conviver com uma série de crianças, conforme imagens anexas.maruissia8marussia-pilotos visitam_centropediatriconodubaimarussia2marussia3marussia4marussia5marussia6marussia7marussia9marussia10marussia11marussia12

 

G.P. F1 EM ABU DHABI

2013 Abu Dhabi Grande Prémio – Qualificação

ESTRATÉGIA DE UMA PARAGEM ESPERADA NO GRANDE PRÉMIO DO ABU DHABI

fx15fx20fx22fx23fx24fx25fx26fx27fx28fx29fx30fx31fx32fx33 Mark Webber da Red Bull começará na pole position do Grand Prémio do Abu Dhabi depois de se ter qualificado como o mais rápido com o composto P Zero Yellow (Amarelo), que foi nomeado juntamente com o P Zero White (Branco) para este fim de semana.

A qualificativa deu-se como de costume à tarde e noite, com o Q1 a começar de dia e o Q3 a acabar no escuro, sobe luzes artificiais. Webber fez 1m39.957s para a pole, a sua 13ª da carreira e a sua segunda datemporada, o que iguala o recorde de pole positions para um australiano, estabelecido por Jack Brabham. Com Sebastian Vettel a qualificar-se em segundo, este foi o quarto um-dois da época para a Red Bull.

Com cerca de um segundo e meio de diferença de tempo de volta entre os dois compostos, a estratégia era uma consideração logo desde o início do Q1. A maioria dos pilotos começou com o composto médio, mas ambos os pilotos da Red Bull começaram logo com os pneus macios, e não usaram os médios durante a qualificação. Isto levou ao resto das equipas a mudarem para o composto macio para o resto do Q1, com o piloto da Mercedes, Lewis Hamilton a ser o mais rápido nos segundos finais.

Os 16 pilotos de topo que fizeram o Q2, ficaram dentro de um intervalo de seis décimas de segundo. Todos usaram os pneus macios em toda a sessão, no final da qual a Mercedes conseguiu de novo o melhor tempo: desta vez com Nico Rosberg à frente de Hamilton.

Os10 pilotos finais começaram o Q3 com os pneus macios. Webber estabeleceu a pole position mesmo no final da sessão, com a temperatura da pista a estabilizar nos 34ºC. O seu tempo foi mais de meio segundo mais rápido do que a pole do ano passado, conquistada por Lewis Hamilton.

A Red Bull também fez o um-dois na sessão de treino final, durante a qual todos os pilotos usaram ambos os compostos. Vettel ficou à frente de Webber, concluindo a sessão com uma simulação de qualificação.

O diretor de motorsport da Pirelli, Paul Hembery, disse: “Dois fatores chave determinaram a estratégia durante a qualificação: a grande diferença de tempo entre os dois compostos e o alto grau de evolução da pista, o que significou que os tempos mais rápidos foram estabelecidos normalmente no final de cada sessão quando já havia muita borracha na pista. Como factor extra, a temperatura da pista desceu consistentemente com o sol a pôr-se durante a qualificativa, o que adicionou outro desafio do ponto de vista da engenharia do pneu. Estamos à espera de uma corrida de uma paragem, para a maioria dos pilotos, mas alguns podem tentar algo diferente. Com as taxas de desgaste e degradação que temos visto até agora, as opções estão em aberto. Enquanto o pneu macio tem uma vantagem de performance considerável, também é capaz de uma performance consistente por mais voltas. Temos a mesma nomeação de pneus do que na Índia, mas a situação nesta corrida é menos clara, o que significa que a estratégia pode fazer uma verdadeira diferença amanhã.”

O prognosticador mistério de estratégia da Pirelli:

Uma paragem é teoricamente a abordagem mais rápida para o Grande Prémio de Abu Dhabi de 56 voltas, independentemente de se começar com o composto médio ou o macio. Por isso, começando com o macio, esperamos que os pilotos mudem par ao médio na volta 12 e continuar a partir daí até ao fim. Se começarem com o médio, a mudança para o macio deverá ser na volta 43 e até ao fim.

A estratégia de duas paragens ótima será: começar com o macio, mudar para o médio na volta 9 e fazer a tirada final com os médios a partir da volta 32.

 

Os compostos mais velozes na FP3:

1.

 Vettel

1m41.349s

 Macio Novo

2.

 Webber

1m41.571s

 Macio Novo

3.

 Hamilton

1m41.580s

 Macio Novo

Top 10 pneus utilizados:

Webber

Macio

1m39.957s

Vettel

Macio

1m40.075s

Rosberg 

Macio

1m40.419s 

Hamilton

Macio

1m40.501s 

Raikkonen 

Macio

1m40.542s

Hulkenberg 

Macio

1m40.576s 

Grosjean 

Macio

1m40.997s 

Massa 

Macio

1m41.015s 

Perez 

Macio

1m41.068s 

Ricciardo 

Macio

1m41.111s 

 

G.P. F1 - ABU DHABI

Grande Prémio de Abu Dhabi – Sessões de Treino

 COMPOSTOS MACIO E MÉDIO DA PIRELLI SOB AS LUZES DO ABU DHABI

fx1fx2fx3fx4fx5fx6fx7fx8fx9fx10fx12fx14fx15Com o pôr-do-sol a surgir cerca de meia hora depois do começo da segunda sessão de treino livre no Abu Dhabi, as equipas experienciaram a condução de dia na primeira sessão, com temperaturas ambientes altas, e também nas condições mais frias da noite. O tempo mais rápido do dia foi estabelecido pelo recentemente coroado campeão Sebastian Vettel da Red Bull, que estabeleceu a marca de 1m41.335s com o pneu macio P Zero Yellow (Amarelo) a meio do FP2. O outro composto nomeado para o Abu Dhabi é o P Zero White (Branco) médio, o que significa que as equipas estão a trabalhar com os mesmos compostos que tiveram na Índia. No entanto, mesmo nesta fase inicial do fim-de-semana, houve muito menos desgaste e degradação, em particular do composto macio.

 

De manhã, quando as temperaturas da pista chegaram ao máximo de 45ºC, o piloto da Lotus Romain Grosjean foi o mais rápido com o pneu médio. Este foi o único composto usado pelas equipas no FP1, antes de passarem para o pneu macio à tarde. Paul di Resta da Force India teve um problema na travagem que danificou a jante da roda, sem qualquer outro incidente relacionado com os pneus em ambas as sessões.

 

O diretor de motorsport da Pirelli, Paul Hembery, disse: “Sexta-feira no Abu Dhabi é único pois marca o contraste entre as condições entre as duas sessões. Com a FP2 a ser mais representativa da qualificativa e da corrida, isto obviamente que limita a utilidade do FP1, pois o desgaste e a degradação dos pneus nessa altura não é típica. Mas qualquer momento para correr com o carro é útil quando se trata de avaliar o set-up para esta corrida, onde a ênfase está na tração, que tem uma correlação direta com o tempo de vida dos pneus traseiros. De manhã, estava muito escorregadio como de costume por causa da poeira na pista, o que é a causa das granulações que algumas equipas sentiram. Pelo que vimos até agora há uma diferença de aproximadamente 1,5s entre os tempos dos dois compostos: suficiente para tornar a estratégia uma consideração importante. Esperamos que os 10 pilotos de topo se qualifiquem com os pneus macios amanhã, o que potencialmente dá uma oportunidade para os pilotos abaixo da P11 poderem começar com o pneu da sua escolha. Ainda temos muitos dados para analisar mas neste momento prevemos entre uma a duas paragens por corrida, com as equipas a terem talvez a possibilidade de uma tirada final mais longa do que o costume por causa das temperaturas da pista a diminuírem.”

 

FP1:

FP2:

1.Grosjean

 1m44.241s

 Médios Usados

1.Vettel

 1m41.335s

 Macios Novos

2.Hamilton

 1m44.433s

 Médios Usados

2.Webber

 1m41.490s

 Macios Novos

3.Vettel

 1m44.499s

 Médios Usados

3.Hamilton

 1m41.690s

 Macios Novos

Estatísticas dos pneus do dia:

 

Macios

Médios

Intermédios

Chuva

kms feitos *

 1,827

 4,892

N/A

N/A

Jogos usados no geral **

 22

 45

N/A

N/A

Maior número de voltas **

 24

 30

N/A

N/A

* O número acima dá o total de quilómetros feitos no FP1 e FP2 hoje, com todos os pilotos combinados.
** Por composto, todos os pilotos combinados.

“Que a Força esteja consigo”:

O que é popularmente conhecido como força G é na verdade a aceleração. Este são os valores máximos na travagem e nas curvas:

-Força G Max. travagem (força longitudinal):

-4.75 @ T8

-Força G Max.(força lateral):

4.3 @ T3

Factos Pirelli do dia:

Tendo-se já tornado o mais jovem tetracampeão do mundo, Sebastian Vettel pode igualar a marca do seu compatriota Michael Schumacher se triunfar no domingo, conseguindo sete vitórias consecutivas numa época. Mas esse não é o recorde histórico de vitórias consecutivas: Alberto Ascari ganhou os últimos seis Grandes Prémios de 1952 e os primeiros três de 1953 – nove no total, sempre com pneus Pirelli.

 

 

 

 

 

NA F 1 TUDO NA MESMA EM ABU DHABI

GRANDE PRÉMIO DE ABU DHABI

 

TUDO NA MESMA

 

 

O dia de ontem em Abh Dhabi foi dedicado por todas as equipes á social, para além dos pilotos darem a habitual volta á pista a péf1f2f3f4f5f6f8f9f10f11f12f14f15f16f17f18f19f20f21f22f23f24f25f26f27f28f29f30f31f32f33f36f37f38f39f40f42f44f45f46f48f49f50f52f53f54f55f56f57f58f59f60f61f62f64f65f66f67f90f92f93f94, de forma a verificar se há ou não alterações em relação ao ano passado.O dia de hoje teve direito aos treinos livres, na qual os Red Bull Renault estão de "pedra e cal", na frente com a dupla habitual, Vettel e Webber.Depois surge o Mercedes de Hamilton, trazendo logo atrás de si o Lotusd Renault de Raikonen, que por sua tem na sua esteira o Mercedes de Rosberg,o McLaren de Perez e Button, ficando o "top ten" completo com o Ferrari de Alonso, o Sauber Ferrari de Hulkenberg, e o Ferrari de Massa.

 

MAIS UM FEITO DA RED BULL

MAIS UM FEITO DA RED BULL

 

 

Já sabemos que as acções levadas a efeito redbull2redbull3redbull4redbull5redbull6redbull7redbull8redbull9redbull11redbull12redbull14ela Red Bull são sempre pautadas pela espectaculkaridade das mesmas, só que desta feita, a marca de bebidas austriaca, foi mais longe, e fez uma acção no topo de um dos mais altos edificios do mundo, situado no Dubai, onde no heliporto, colocou um F1, que foi conduzido por David Couthlard, que assim mostrou, que é possivel conduzir um Fórmula 1 nas alturas, aliás as imagens são demonstrativas dos riscos desta acção....

 
Mais artigos...

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt