In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


SENHORAS ENTRAM NA SEAT LEON EUROCUP

 

Ladies Trophy, a nova categoria na SEAT Leon Eurocup

 

 

 O SEAT Leon Eurocup está definido para continuar itos rodada do parceiro continente europeu após os dois primeiros eventos na França e Portugal impugnada. Este ano o campeonato está provando ser um assunto muito dinâmica e cheia de novidades. Entre os pontos de discussão, um dos mais proeminentes é que atualmente esta é a Série internacional sancionada pela FIA com membros do sexo feminino na maioria das fileiras TIC. Cinco mulheres, Lucile Cypriano, Andrina Gugger (Target, SRL) Vinyes Amalia (Baporo Motorsport), Marie Baus-Coppens e Edina ônibus (B3 Hungria KFT) de quatro nacionalidades diferentes, compõem a grade desta nova categoria da mesma marca campeonato: o Ladies Trophy. Todos eles têm-registos extensos do mundo das corridas. Eles lutam a cada fim de semana, compartilhando a pista com motoristas do sexo masculino no campeonato, para se tornar a mulher mais rápida do SEAT Leon Eurocup. Seus resultados contar Avaliações em direção a classificação geral e concorrem aussi Em sua própria classificação - a do Ladies Trophy.

 
Lucile Cypriano foi-o mais rápido do grupo até agora nesta temporada, os tempos próximos dos condutores do sexo masculino mais rápidos classificação geral entalhando .... - Veja mais em: http://seat-mediacenter.com/en-stories/motorsport/ladies-trophy-the-new-category-in-the-seat-leon-eurocup/#sthash.HauGBAE7.dpuf

 

Google TradutorAAA7 Copy

 

DS 3 NOS AÇORES

 

DS 3 Vodafone Team nos Açores para reforçar

a liderança do “Nacional” de Ralis

 

  • A equipa lidera o nacional de Ralis depois dos triunfos em Guimarães e Castelo Branco, quer manter luta pela liderança no regresso aos pisos de terra.
  • Sata Rally Açores pontua para o Campeonato Nacional de Ralis, mas também para o Europeu da especialidade.

 

Depois das vitórias nos ralis de Guimarães e de Castelo Branco, o DS 3 Vodafone Team vai atravessar o Atlântico rumo ao arquipélago dos Açores, para mais uma etapa do Campeonato Nacional de Ralis, o SATA Rally Açores. Aos comandos do DS 3 R5, José Pedro Fontes, acompanhado por Miguel Ramalho, pretende dar continuidade à boa forma e à competitividade até agora evidenciada, em que, em três provas já realizadas, ganharam duas, encontrando-se no comando do Campeonato.

 

O DS 3 Vodafone Team parte para o aquipélago açoreano em busca de novo sucesso, agora em pisos de terra, depois das vitórias asseguradas no Rally Cidade de Guimarães e no Rally de Castelo Branco, ambos em asfalto. Com a concorrência bem apetrechada e à espera de uma oportunidade, a equipa preparou com afinco esta quarta batalha do ano, que se espera ser, uma vez mais, muito disputada.

 

Para José Pedro Fontes, o regresso aos palcos do Campeonato Nacional de Ralis, representa mais uma etapa em que a meta passa por tentar alargar a sua vantagem na liderança da competição: “a nossa aposta é estar na luta pela vitória, mas de olhos postos no campeonato, que é o objectivo principal desta época. Reconheço que se trata de um rali complicado e no qual eu não participo há já vários anos. É reconhecido o valor dos nossos rivais que, paralelamente, têm um conhecimento muito profundo deste rali e isso representa claramente uma vantagem. Porém, é uma prova de que gosto muito, que tem um ambiente fantástico e que me dá muito prazer disputar.” afirmou José Pedro Fontes.

 

O Sata Rally Açores, organizado pelo Grupo Desportivo Comercial, vai para a estrada no dia 4 de Junho, tendo como palco os troços de terra da Ilha de S. Miguel, com partida e chegada à cidade de Ponta Delgada. O seu final está agendado para o dia 6, após 226,67 km de troços cronometrados.

 

A prova arranca com uma prova de demonstração, o CITY SHOW, realizado nas ruas de Ponta Delgada, na noite de quarta-feira, antes do arranque para a estrada, que começará no dia seguinte, com a realização da Super-Especial, numa pedreira dos arredores da capital dos Açores, Ponta Delgada. A prova está dividida em duas Etapas, percorrendo, ao longo dos três dias, algumas das estradas mais emblemáticas da história dos ralis nacionais – e, claro está, açoreanos – incluindo as míticas PE das Sete Cidades e da Tronqueira.

 


 

15NA1571 Copy
 

NUNO MATOS VENCEU EM LOULÉ

 

Nuno Matos e Felipe Serra vencem Baja Cidade Europeia do Desporto 2015

Vitórias de António Maio na Motos, António Moreira em quads e Teo Viñaras em buggy

 

A Baja Cidade Europeia do Desporto acabou de forma festiva em Loulé com a consagração dos vencedores. Nuno Matos e Filipe Serra superiorizaram-se nos automóveis, António Maio voltou a vencer nas motos, e as surpresas vieram de António Moreira e Teo Viñaras.

Com um dia de sol na serra do Caldeirão, os concorrentes das variadas competições nacionais de TT enfrentaram as pistas de Loulé, Alcoutim e Almodôvar, no que acabou por ser uma série de batalhas plenas de drama e emoção.

Prova disso foi a competição reservada aos automóveis. Os dois principais favoritos, Miguel Barbosa e João Ramos foram forçados a abandonar quando discutiam a liderança, vítimas de problemas nas suas viaturas. No local certo estava a dupla Nuno Matos/Filipe Serra que rodavam próximo dos lugares cimeiros, herdaram o primeiro posto. Somaram dois triunfos nos Setores Seletivos e alcançaram uma merecida vitória à geral, a primeira com esta viatura, sendo os novos líderes do campeonato nacional. Na segunda posição ficou Hélder Oliveira/Nuno Rodrigues da Silva, ao volante de uma Nissan Navara Offroad. Um problema de direção assistida atrasou-o no prólogo, mas o piloto de Barcelos fez uma prova em recuperação, efetuando a melhor prestação da época. Alejandro Martins e José Marques em Toyota Hilux terminaram no terceiro posto, o que representa o melhor resultado de sua, ainda curta, carreira. Na categoria T2, depois de uma luta acesa entre três concorrentes, a vitória sorriu a Eduardo Mota, navegado por Manuel Porém em Nissan Pathfinder. Da lista de vencedores fazem parte em T8, Alexandre Mota/Luís Martins em Nissan Navara e no grupo T3 Ricardo Nascimento e Cláudio Marques no Nissan NM Proto. Um apontamento para a boa prestação de Pedro Ferreira/Valter Cardoso, que conseguiram levar o Depieres 2RM à 4ª posição final.

Nas motos, António Maio (Yamaha) assinou o terceiro triunfo consecutivo da temporada, tendo dominado durante toda a prova, acabando com 2m39s de vantagem sobre Mário Patrão (KTM). A batalha pelo terceiro lugar e pela classe TT1 foi épica. Rúben Faria e Gustavo Gaudêncio trocaram várias vezes de posição, mas o jovem piloto da Honda superiorizou-se por uns míseros 2,4 segundos. Luís Teixeira (Yamaha) ainda se imiscuiu na luta pelo pódio mas optou por gerir a corrida, acabando na 5ª posição ganhando nas TT3. Vitórias de Ludgero Sousa no Veteranos, João Piloto na Promoção e do louletano Tiago Santos na classe Hobby.

Nos buggys/UTV, apesar de ter dominado inicialmente, a dupla João Lopes/Bruno Santos foi obrigada a desistir, acabando assim a série vitoriosa no campeonato. Num pódio internacional o triunfo foi do espanhol Teofilo Viñaras, seguido de Miguel Jordão e da francesa Dorothée Ferreira, todos ao volante de Polaris RZR. Nos quads ganhou o veterano António Moreira (Yamaha), na frente de André Jesus (Kawasaki) e Tiago Gomes (Suzuki). Paulo Fernandes foi o vencedor do Hobby, seguido de José Nunes.

A prova terminou em ambiente de festa com a cerimónia de entrega de prémios na Praça da República.

Organizada pelo Clube Automóvel do Algarve, a Baja Cidade Europeia do Desporto 2015 contou com o apoio ativo das Câmaras Municipais de Loulé, Alcoutim e Almodôvar e o patrocínio de Solverde - Casinos do Algarve e da Acrimolde.IMG 6131_Copy

 

PAULO SILVA ESTEVE EM FAMALICÃO

 

ESPECIAL SPRINT NOCTURNA DE FAMALICÃO

 

PAULO SILVA ESTEVE EM FAMALICÃO



paulosilva1 Copy

PAULOSILVAEMFAMALICAO2 CopyPAULOSILVAEMFANALICAO CopyPaulo Silva e Daniela Marques alinharam no passado sábado á noite na Especial Sprint Nocturna de Famalicão, onde oi objectivo do piloto da PDA Auto era poder rodar o mais possível com o seu novo Seat Leon Copa estreado na Rampa da Falperra. Por isso no final, Paulo Silva fez-nos um resumos desta participação “ foi engraçado, o objectivo era rodar o mais possível com o Leon, para além de me divertir e estar com os amigos. Aliás quando participei não me preocupei na luta pelas primeiras posições, o mais importante foi-me ter  divertido”, disse-nos.

 

JOSÉ CORREIA APOSTADO NUM BOM RESULTADO NA COVILHÃ

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

JOSÉ CORREIA APOSTADO BOM RESULTADO NA COVILHÃ



FOX 8301_Copy

FOX 8751_CopyDepois de ter perdido a vitória por milésimos de segundo na Rampa da Falperra, José Correia quer vencer já este fim de semana a rampa da Covilhã, terceira prova a contar para o Campeonato Nacional de Montanha.

A verdade é que a adaptação ao Seat Leon Eurocup é um facto adquirido, mas José Correia quer mais como nos afirmou “ corro para ganhar, e é isso que me leva a competir. Sei que na Rampa da Covilhã não vai ser tarefa fácil, embora esta prova em certos aspectos poderá ser favorável ao meu carro, pois tem rectas longas, onde a velocidade de ponta poderá ser um factor a meu favor. Espero nas subidas de treinos começar logo a fazer bons tempos, com o intuito de nas subidas de prova poder fazer os melhores tempos que me levem à vitória na categoria”.

 

De realçar que José Correia irá fazer as verificações técnicas e administrativas no sábado da parte da manha, estando as subias de treinos previstas para a parte da tarde, incluindo a primeira subida de prova. As restantes subidas terão  terão lugar a partir das  9h da manhã de domingo.

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

Equipe Rsports Racing faz balanço positivo da terceira etapa do Mercedes-Benz Challenge

Time contou com presença de dois pilotos no pódio e prepara para a próxima em Santa Cruz do Sul nos dias 27 e 28 de junho

A equipe Rsports Racing fez balanço positivo da terceira etapa no Mercedes-Benz Challenge, que aconteceu no último fim de semana, no autódromo de Curitiba (PR). Os pilotos Cristian Mohr e Fernando Amorim/Victor Amorim #88, correram, na categoria CLA AMG Cup e os competidores Max Mohr #225, Edson Ferreira #186 e Beto Rossi/Claudio Simão #13 participaram na categoria C 250 Cup. Cristian Mohr conquistou a segunda colocação no pódio e Max Mohr foi o terceiro colocado pela C 250 Cup Master.

Foi um final de semana de aprendizado para a equipe Rsports Racing. Os pilotos demonstraram serem competitivos durante todos os ensaios livres, classificatório e corrida, excelentes.

"Na C 250, ficamos felizes com os resultados do Max Mohr que foi ao pódio", conta o chefe de equipe, Leandro Romera. "Porém, descobrimos um problema seríssimo no motor do Mercedes #186 do Edson, mas infelizmente não foi possível solucionar na pista, esse contratempo realmente eliminaria qualquer chance de disputar a corrida, mas decidiu correr para marcar pontos, respeitando ao público e patrocinadores que compareceram ao autódromo", explicou.

Na CLA, a equipe se manteve próxima dos ponteiros em todo o certame. "Os carros muito bons, lideramos treinos e chegamos em segundo com Cristian. Lamentavelmente, o Victor Amorim recebeu uma batida forte na largada de um piloto inconsequente e mal instruído, acabando com a corrida do piloto", complementou o proprietário da Rsports Racing.

Romera gostou muito do que viu do seu time na terceira etapa. "É um campeonato muito forte, de projeção internacional. Basta ver o grid e o grande número de pilotos em cada etapa. Esse primeiro trimestre foi de aprendizado, mas deu para ver o nível de profissionalismo de todos da equipe. Queremos em Santa Cruz novamente brigar pelas vitórias", disse.

Neste ano, o Mercedes-Benz Challenge realiza oito etapas pelos principais circuitos brasileiros - Goiânia, Ribeirão Preto, Curitiba, Santa Cruz do Sul, Brasília, Tarumã e São Paulo.

A equipe Rsports Racing conta com o patrocínio da Votorantim Cimentos, Grupo Max Mohr, Fiolux/Serwal e Copimaq.

Confira os dez melhores da terceira etapa:

Categoria CLA AMG Cup:
1) Fernando Júnior, 21 voltas em 36moin25s255, média de 127,83
2) Cristian Mohr, a 0s133
3) Adriano Rabelo, a 1s040
4) Peter Ferter, a 1s719
5) Cesare Marrucci, a 2s607
6) Arnaldo Diniz, a 2s624
7) Rodney Felício, a 3s304
8) Cesar Fonseca, a 4s123
9) Pierre Ventura, a 6s054
10) Carlos Kray, a 9s030

Categoria C 250 Cup:
1) 7. Betinho Sartório - Paioli Racing, 20 voltas em 36min32s025, média de 121,37 km/h
2) 111. Marcos Paioli/Peter Gottschalk - Paioli Racing, 36min32s478
3) 21. Peter Michel Gottschalk - Paioli Racing, 36min32s478
4) 225. Max Mohr - RSports Racing, 36min33s555
5) 63. Marcio Basso - Center Bus Sambaiba Racing, 36min38s088
6) 13. Beto Rossi/Claudio Simão - Divena Racing/RSports Racing , 36min38s747
7) 55. Roberto Santos - Della Via Racing Team, 36min48s011
8) 62. Christian Germano - Center Bus Sambaiba Racing, 36min49s869
9) 97. Luiz Sena Jr/Cleiton Campos - WCR, a uma volta
10) 14. Theo De Nigris/Thiago De Nigris - De Nigris/Europamotors, a uma volta
11) 186. Edson Ferreira - RSports Racing, a três voltas

Classificação do campeonato após três corridas:

CLA AMG Cup:
1) Adriano Rabelo, 55 pontos
2) Fernando Júnior, 45
3) Cristian Mohr, 36
4) Arnaldo Diniz Filho, 31
5) Neto de Nigris, 26
6) Pierre Ventura, 24
7) Peter Ferter, 22
8) Cesar Fonseca, 22
9) Cesare Marrucci, 20
10) Luiz Carlos Ribeiro, 17
11)Carlos Kray, 16
12) Marcelo Hahn, 13
13) Fernando Poeta/Guilherme Daudt, 13
14) Victor Amorim/Fernando Amorim, 12
15) Rodney Felício, 9
16) Danilo Pinto, 9
17) Betão Fonseca, 8
18) Roger Sandoval, 5
19) Fernando Fortes, 4
20) Lorenzo Varassin/Paulo Varassin, 2

C 250 Cup
1) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 44 pontos
2) Márcio Basso, 43
3) Betinho Sartório, 38
4) Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos, 37
5) Peter Michel Gottschalk, 35
6) Christian Germano, 26
7) Edson Ferreira, 22
8) Flavio Andrade, 20
9) Beto Rossi, 20
10) Theo De Nigris/Thiago De Nigris, 16
11) Max Mohr, 13
12) Claudio Simão, 10
13) Roberto Santos, 9
14) Maurício Lund, 8

C 250 Cup Master
1º Betinho Sartório (#7), Paioli Racing, 57
2º Marcos Paioli/Peter Gottschalk (#111), Paioli Racing, 50
3º Edson Ferreira (#186), Rsports Racing, 36
4º Flávio Andrade (#26), Comark Racing, 32
5º Beto Rossi (#13), Divena Racing / Rsports Racing, 26
6º Max Mohr (#225), Rsports Racing, 15
7º Cláudio Simão (#13), Divena Racing / Rsports Racing, 0


Calendário Mercedes-Benz Challenge 2015

Etapa 1 - Goiânia/GO - 22 de março
Etapa 2 - Ribeirão Preto/SP - 05 de abril
Etapa 3 - Curitiba/PR - 31 de maio

Etapa 4 - Santa Cruz do Sul/RS - 28 de junho
Etapa 5 - Goiânia/GO - 16 de agosto
Etapa 6 - Brasília/DF - 13 de setembro
Etapa 7 - Tarumã/RS - 08 de novembro
Etapa 8 - São Paulo/SP - 13 de dezembro



#03 - Piloto Cristian Mohr, CLA AMG Cup (Luciano Santos/SigCom)

#03 - Piloto Cristian Mohr, CLA AMG Cup (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#88 - Piloto Fernando Amorim Jr.&Victor Amorim Jr, CLA AMG Cup (Luciano Santos/SigCom)

#88 - Piloto Fernando Amorim Jr.&Victor Amorim Jr, CLA AMG Cup (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#225 -Piloto Max Mohr, C250 Cup Máster (Luciano Santos/SigCom)

#225 -Piloto Max Mohr, C250 Cup Máster (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#186 - Piloto Edson Ferreira, C250 Cup Máster (Luciano Santos/SigCom)

#186 - Piloto Edson Ferreira, C250 Cup Máster (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#13 - Piloto Beto Rossi, C250 Cup Máster (Luciano Santos/SigCom)

#13 - Piloto Beto Rossi, C250 Cup Máster (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web


 

 

SALÃO AUTO DO PORTO

 

Esperam-se 40 mil visitantes até domingo no Salão AUTO do Porto
AUTOMÓVEIS NOVOS E SEMI NOVOS
● Organizado pela ARAN e pela Feira Internacional do Porto,
certame representa cerca de 80% do ‘market share’ em
Portugal e terá em exposição meio milhar de veículos novos
e seminovos
A Associação Nacional do Ramo Automóvel (ARAN) e a Exponor vão realizar, em parceria,
o Salão Automóvel do Porto, de 4 a 7 de junho. Além de cerca de 500 viaturas novas e
seminovas, o certame foi pensado como como destino de uma visita em família, pelo que
os promotores planearam um conjunto de atividades que decorrerão em paralelo e
garantirão animação ao certame. É o caso do espaço da Prevenção Rodoviária Portuguesa
(Pavilhão 3) e ainda dos simuladores de corrida, que atrairão a curiosidade dos visitantes,
muitos dos quais ficarão, por certo, fascinados com os exemplares expostos no “Clube
Porsche” ou até com os do Museu do Automóvel. Haverá ainda, na área adjacente à
Exponor, uma zona destinada à realização de tests-drive.
Sem descurar a importância do contributo que o certame pode dar para a cidadania
responsável, a Prevenção Rodoviária Portuguesa aproveitará a ocasião para proceder ao
lançamento da campanha “Seja Visto”, destinada a promover a utilização de
retrorrefletores por parte dos peões – sejam crianças ou adultos – e ciclistas.
Marcas mais importantes presentes
Tendo em conta que o Salão AUTO Porto vai ser um relançamento dos salões de
automóveis do Porto, a organização espera que, conhecida que é a paixão pelas quatro
rodas na região Norte, o público adira. O objetivo é que o evento se aproxime dos 40 mil
visitantes ao longo dos quatro dias em que vai realizar-se. Também o facto dos bilhetes
terem preços acessíveis (três euros por pessoa e cinco o bilhete duplo) dá confiança à
organização.
As marcas presentes na Feira Internacional do Porto representam 80% da quota do
mercado automóvel português, entre as quais algumas marcas exclusivas.
O presidente da ARAN, António Teixeira Lopes, acredita que o evento vai ser bem sucedido
e deixa uma palavra de apreço aos empresários que investiram na presença na Exponor.
“Quero dar os parabéns aos expositores. Embora este seja um salão de vendas, é
um esforço grande para as empresas, sobretudo nos casos em que o importador
não apoia o expositor”, indica Teixeira Lopes sobre o Salão AUTO Porto.
“O Salão AUTO do Porto surge numa altura em que o mercado evidencia alguns
indícios de retoma, sendo por isso uma excelente oportunidade para as famílias
conhecerem, num só espaço, as mais diversas marcas de automóveis e as
principais novidades do sector, proporcionando ao mesmo tempo condições para
a sua aquisição, através de simulações financeiras feitas na hora”, refere Filipe
Gomes, diretor do evento.

INFORMAÇÕES ÚTEIS
Salão AUTO do Porto – Feira aberta ao público
Exposição de veículos automóveis novos e seminovos
Local e organização
Exponor – Feira Internacional do Porto
Av. Dr. António Macedo
Leça da Palmeira - Matosinhos
Data
4 a 7 de junho de 2015
Horários:
4 de junho – 15:00-22:00
5 de junho - 15:00-22:00
6 de junho - 10:00 - 22:00
7 de junho - 10:00 - 19:00
Marcas presentes
Até ao momento, está já confirmada a representação das seguintes marcas: Renault; Dacia;
Seat; Audi; Volkswagen; Range Rover; Skoda; Kia; Peugeot; Opel; Alfa Romeo; Fiat; Lancia;
Mercedes; Smart; Mazda; Suzuki, Nissan, Mitsubishi e Porsche.
Clubes: Porsche, BMW e FIAT.
Preço dos bilhetes:
1 pessoa: 3 euros
2 pessoas: 5euros
Crianças até 12 anos não pagam.

 

PAULO MOREIRA QUER LUGAR NO PÓDIO

 

Paulo Moreira – “Lutar por um lugar no pódio”
Depois de três provas no continente, o Campeonato Nacional de Ralis segue para a Ilha de S. Miguel para a 50ª edição do prestigiado Sata Rallye Açores.
A prova a cargo do Grupo Desportivo Comercial volta a contar com uma excelente lista de participantes, repartidos por três competições, ERC, Nacional de Ralis e Campeonato de Ralis dos Açores.
Paulo Moreira e Marco Macedo marcam presença pela segunda vez no rali em piso de terra, numa prova de bastante agrado para o piloto do Montijo. Apesar de contarem com um menor conhecimento do seu carro em relação aos seus principais adversários, a dupla tem demonstrado todo o seu potencial com o Skoda Fabia R2 e com o evoluir da época e com um melhor conhecimento do carro será possível ir ainda mais além.
Em termos de objetivos desportivos, a dupla inserida na Monteiros Competições pretende uma vez mais rodar nos lugares do pódio entre os concorrentes dos RC4.
Como refere Paul Moreira “o Sata Rallye é uma prova que me agrada bastante! Gosto do rali, gosto das especiais e também do povo Açoriano que vive imenso a prova e nos transmite muito apoio durante todo o rali!
A nossa ambição é lutar pelos lugares do pódio entre os RC4! Temos noção que é uma prova exigente, onde é necessário fazer uma boa gestão da mecânica, pois são muitos quilómetros repartido por três dias! Vamos tentar fazer um bom rali, o Skoda tem se mostrado muito competitivo, temos ainda apenas 3 ralis efetuados com este, os Açores será o segundo em piso de terra, mas é neste tipo de piso que me sinto mais à vontade, pelo que só podemos estar confiantes e motivados em fazer um bom resultado.”
A edição que marca as bodas de ouro do rali, vai para a estrada na 5ª feira com três especiais de classificação. Seguem-se mais dois dias de prova e mais 14 classificativas, num total de 714,21 quilómetro20 Copy37 cpia_Copy

 

DIOGO GAGO NOS AÇORES

 

Diogo Gago em busca de bom resultado nos Açores

 

Depois das estreias na Letónia e Irlanda do Norte, Diogo Gago e Jorge Carvalho chegam ao Sata Rallye Açores motivados pela perspectiva de um bom resultado, nesta que será a única ronda portuguesa do Campeonato Europeu de Ralis.

 

Depois da estreia na neve no Liepaja, a dupla portuguesa somou um excelente quarto posto na Irlanda do Norte, tendo agora pela frente o sempre exigente Sata Rallye Açores, única prova portuguesa do Campeonato e igualmente a única que não é uma novidade absoluta para a dupla portuguesa que defende as cores da Peugeot.

 

Diogo Gago começou por dizer que o “Sata Rallye Açores é mais um desafio no Campeonato Europeu Júnior de Ralis e é a única prova onde já conto com algum conhecimento dos troços, pois todas as outras provas eram completamente novas para mim”.

 

O piloto da Peugeot Rally Academy admite que “este será um rali com um grau de exigência elevado para os pilotos e máquinas, pelo que não vai ser de todo uma prova fácil. Espero ainda assim aproveitar este rali para tentar andar regularmente pelos lugares do pódio nas especiais e assim continuar a minha evolução no campeonato”.

 

O jovem piloto português admite sentir-se “motivado por estar a correr no meu país e perto do meu público. Vou como sempre dar o meu melhor na busca de um bom resultado em termos de Europeu Júnior e procurar igualmente dar uma alegria aos meus compatriotas”.

 

O Sata Rallye Açores vai para a estrada na próxima quinta-feira, com os três dias de prova a contemplarem dezassete provas especiais de classificação, com um total de duzentos e trinta quilómetros contra o cronómetro.

 

Siga também o piloto Diogo Gago em: https://www.facebook.com/diogogagojr

 

 Diogo Gago_Irlanda_Copy

 

FRANCO COM RECUPERAÇÃO EM LOULÉ

 

Alexandre Franco com grande recuperação em Loulé

Alexandre e Rui Franco tiveram uma Baja Cidade Europeia do Desporto bem difícil, com um problema no prólogo a fazê-los perder bastantes minutos, vindo a largar do último posto para os sectores selectivos de domingo.

A dupla da Scuderia Goldentrans/DURA começou de forma positiva a prova algarvia, conseguindo o quinto posto na primeira passagem no prólogo, para depois as coisas virarem por completo, com um problema com a bateria do BMW Série 1 Proto a deixá-los parados na especial.

O piloto que conta com os apoios da Goldentrans, DURA Automotive Systems, ENI e PR Car começou por dizer que “este foi mais um fim-de-semana onde a sorte não esteve do nosso lado. As evoluções feitas no carro deixaram-nos optmistas para a prova, mas a impossibilidade de o testar antes da prova acabou por ao mesmo tempo por nos deixar algo apreensivos”.

 

Sobre a prova em si, o piloto de Alenquer dizia que “na primeira passagem pelo prólogo as coisas até nos saíram relativamente bem, não fosse uma ligeira saída que nos fez perder algum tempo. Ainda assim erámos então os quintos mais rápidos, mas na segunda passagem as coisas acabaram por não correr bem. Depois de um toque, um problema com a bateria acabou por fazer o BMW Série 1 Proto calar-se. Apesar de ter sido possível recuperar o carro, perdemos mais de vinte cinco minutos e sabíamos que no segundo dia teríamos que partir na cauda do pelotão e apanhar com o pó dos concorrentes que partiam à nossa frente”.

 

Apesar das dificuldades esperadas, Alexandre Franco contou-nos que “o dia de domingo acabou por correr melhor do que esperávamos, apesar das grandes dificuldades no primeiro sector. No segundo e no terceiro sectores já tivemos que passar menos carros e em jeito de brincadeira até podemos dizer que fomos uns verdadeiros repórteres da corrida, pois apenas não passamos os três primeiros da geral. Desta forma, concluímos com o quarto melhor crono no derradeiro sector e recuperámos quinze posições, vindo a terminar a prova no oitavo lugar da geral. O balanço ainda assim é positivo, pois somámos mais quilómetros com o carro e parece que os problemas das duas provas anteriores estão ultrapassados. Agora há que continuar a trabalhar para estar em bom nível dentro de três semanas em Proença-a-Nova”.

 

Siga a Scuderia Goldentrans/DURA em: https://www.facebook.com/scuderiagoldentransduraScuderia Baja_CED_2015_Copy

 

TESTES EM LE MANS

TESTE EM LE MANS

 

PORCHE NA LIDERANÇA

 

Teve lugar no passado fim de semana os testes de preparação para a edição deste ano das 24 Horas de Le Mans, onde a Porsche foi a grade dominadora.Assim com duas sessões de testes, na parte da manha seria o Porsche 919 da tripla Dumas-Jani-Lieb-Makowiecki a fazer o melhor tempo, tendo logo atrás de si o Audi R 18 do piloto portugues Filipe Albuquerque-Bonanomi, com os seus colegas de equipa l Fassler-Lotterer-Treluyer logo de seguida.Com o quarto melhor tempo, surge o Porsche 919 de Bernhard-Webber-Hartley, seguido pelo Audi de Di Grassi-Duval-Jarvis, ficando o "top six" completo com o Porsche 919 de Hulkenberg-Bamber-Tandy.Na 7ª e 8ª posição ficaram os Toyota das triplas Wurz-Sarrazin-Conway e Davidson-Buemi-Nakajima, sem duvida alguma o desapontamente desta jornada, quando se esperava muito mais por parte da equipa nipónica.

 

Na parte da tarde, com nova sessão de testes, com a Porsche a dominar de novo, desta feita com a tripla Bernhard-Webber-Hartley, trazendo na suya peugada os seus coelgas de equipa Hulkenbertg-Bamber-Tandy, que por sua tiveram atrás o Audi da tripla Fassler-Lotterer-Trulyer.Nas duas posições seguintes o outro  Audi, de DiGrassi-Duval-Jarvis, com o terceiro Porsche de Dumas-Nani-Lieb, que não teve paz, com o Audi de Filipe Albuquerque-Bonami-Rast.Nas duas posições seguintes ficarm os Toyota, que mostraram não ter para já andamento para suplantar a concorrência da Audi e da Porsche.lm1 Copylm2 Copylm3 Copylm4 Copylm5 Copylm6 Copylm7 Copylm8 Copylm9 Copylm10 Copylm11 Copylm12 Copylm14 Copylm15 Copylm16 Copylm17 Copylm18 Copylm19 Copylm20 Copylm21 Copylm22 Copylm23 Copylm24 Copylm25 Copylm26 Copylm27 Copylm28 Copylm29 Copylm30 Copylm31 Copylm32 Copylm33 Copylm34 Copylm35 Copylm36 Copylm37 Copylm39 Copylm40 Copylm41 Copylm42 Copylm43 Copylm44 Copylm45 Copylm46 Copylm47 Copylm49 Copylm50 Copylm51 Copylm52 Copy

 

VOLVO OCEAN RACE EM LISBOA

VOLVO OCEAN RACE EM LISBOA

 

Grupo de imagen s dos barcos da Volvo Ocean Race, que largarão de Lisboa dentro de uma semana com destino a França, na antepenultima jornada desta regata à volta do mundo.volvo100 Copyvolvo101 Copyvolvo102 Copyvolvo103 Copyvolvo104 Copyvolvo105 Copyvolvo106 Copyvolvo107 Copyvolvo108 Copyvolvo109 Copyvolvo110 Copyvolvo111 Copyvolvo112 Copyvolvo120 Copyvolvo121 Copyvolvo122 Copyvolvo123 Copyvolvo124 Copyvolvo125 Copyvolvo126 Copyvolvo127 Copyvolvo128 Copyvolvo129 Copyvolvo130 Copy

 

RUIVO AUSENTE NOS AÇORES

 

Campeonato Nacional de Ralis 2015 – Sata/Rally Açores
Motivos pessoais impedem a presença de João Ruivo
Apesar de ter estado inscrito no Sata/Rally Açores 2015, João Ruivo teve que
desistir da presença na prova insular à última hora, o que o deixou, naturalmente
triste, pois queria muito alinhar na etapa do Campeonato da Europa de Ralis.
O piloto de Famalicão já tinha reunido todas as condições para disputar o rali, mas
mesmo em cima teve que abdicar: “Motivos pessoais e familiares ditaram que
não me pudesse ausentar do continente português nas próximas três
semanas e isso inviabilizou a presença nos Açores”, esclarece.
Com esta ausência, as contas do classificação geral do Campeonato Nacional de
Ralis 2 Litros/2 Rodas Motrizes vão ficar complicadas, mas nada que impeça a
motivação para o que resta da temporada: “Sei dos riscos que isso acarreta em
termos de Campeonato Nacional e os objectivos passam a ser outros daqui
para a frente. Agora vamos encarar rali a rali e não para a classificação. Sei
que dificilmente vou poder lutar pelos lugares cimeiros no final da época,
mas vamos tentar ter resultados positivos nas três provas que faltam no
continente, pois também não poderei estar no Rali da Madeira, altura em que
está previsto o nascimento do meu filho”, adianta ainda.
Com estes pressupostos, João Ruivo sabe o que o espera, mas não baixa os
braços: “Com a desistência no Rali de Castelo Branco vou ficar reduzido a
cinco pontuações, mas isso não vai impedir de tentar lutar pelo melhor lugar
final”, concluiu.Joao Ruivo_Castelo_Branco2_Copy

 

RP MOTORSPORT PRONTA PARA BRAGA

 

CAMPEONATO SUPER STOCK

 

FOX 6666_Copy

CIRCUITO VASCO SAMEIRO

 

RP MOTORSPORT PRONTA PARA BRAGA

 

É já este fim de semana que a RP Motorsport vai estar presente na jornada inaugural do Campeonato Super Stock e Single Seaters, que irá ter lugar no circuito Vasco Sameiro em Braga.

Assim, Ricardo Pereira, o “big boss” da RP Motorsport irá estar presente como preparador e como piloto, como nos confirmou “ desta vez tenho duas indumentárias, uma como preparador, e outra como piloto, onde irei fazer equipa com o Manuel Cabral Menezes ao volante do Datsun 260 Depois como preparador tenho sob minha responsabilidade técnica o Volkswagen Golf GTI da dupla Rafael Pinto – Carlos Pedro, e finalmente o Ford Escort MK 2 da dupla Gonçalo e Henrique Jordão. Finalmente nesta época, irá ser a nossa estreia nos Single Seaters, com Gonçalo Jordão ao volante dum Fórmula Ford.

 

 

 

Os objectivos para o fim de semana estão assim concertados “ terminar todas as corridas, de preferência sem problemas técnicos, ainda não vi a lista de inscritos, mas é de esperar grande oposição em pista. Por outro lado, espero que nas sessões de treinos livres consigamos todos encontrar o “set up” correcto, de acordo com a pista, de forma a podermos nos treinos cronometrados poder fazer bons tempos, que nos levem para as posições nas filas da frente da grelha de partida “.

 

BRUNO MAGALHAES NO SATA AÇORES

 

Bruno Magalhães preparado para o SATA Rallye Açores
Bruno Magalhães enfrenta de 4 a 6 de Junho o primeiro rali da época, o SATA Rallye Açores, pontuável para o Campeonato da Europa de Ralis, prova que já venceu por duas vezes em edições anteriores. Ao volante do PEUGEOT 208 T16 da Delta Rally o piloto português está centrado em conseguir um lugar no pódio.
Depois de mais de seis meses afastado da competição, Bruno e Hugo Magalhães estiveram hoje em testes em São Miguel para ajustar o PEUGEOT às condições que vão encontrar no rali mas também para ganharam ritmo competitivo: "Fizemos cerca de 50 quilómetros e parece que está tudo bem e apostos para o rali. O carro voltou a mostrar a sua boa performance. Apesar de estar afastado da competição há vários meses estou confiante que tudo vai correr pelo melhor", começou por dizer Bruno Magalhães.
Apesar de ser a sua primeira prova de 2015 no Europeu de Ralis, Bruno considera: "Que um lugar no pódio é um resultado viável e para o qual vou lutar. Estou muito motivado para conseguir um bom resultado logo no primeiro rali e sobretudo numa prova em 'casa' e que conheço bem", rematou Bruno Magalhães.
O SATA Rallye Açores será composto por 17 especiais de classificação com mais de 226 quilómetros contra o cronometro. A prova vai para a estrada na Quinta-feira com a 'qualifying stage" e termina no Sábado depois de realizadas as duasBruno Magalhes_medium_Copy

 

SURF N O BRASIL

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Mineirinho e seu G-Shock
Alta | Web

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Adriano de Souza
Alta | Web

G-Shock e Adriano de Souza firmam parceria no WSL


Atual líder do ranking mundial passa a contar com o suporte e os produtos da marca em sua luta pelo título de 2015

Atual líder do ranking mundial da WSL (Liga Mundial de Surf), Adriano de Souza disputa a próxima etapa, em Fiji - marcada a partir do dia 7 de junho - com um estímulo extra. Mineirinho será o mais novo embaixador da G-Shock, linha de relógios da Casio feita para situações extremas como as ondas de Tavarua, próximo desafio de Adriano, que prometem alcançar os três metros de altura.

"Fico muito feliz em contar com a confiança do grupo, que é conhecido pela qualidade, disciplina e pela dedicação de seus produtos, em especial o G-Shock, que certamente será muito útil para mim nas baterias, pois além da prancha o relógio sempre me acompanha no mar. Pretendo iniciar essa parceria com um bom desempenho aqui em Fiji", afirma Adriano, que também conta com os apoios de Hawaiian Dreams (HD), Red Bull, Mitsubishi, Oakley, CI Surfboards, FCS, Estácio, Welcome Surf Trips e All It Host.

"O contato começou la no Rio Pró, reunião em um quiosque de frente para o mar, em frente a area de competição num dia sem ondas... e o aperto de mão entre G-Shock e o Adriano foi feito no aeroporto, alguns minutos antes da viagem do Adriano para Fiji", comentou a Gerente de Marketing da marca, Patricia Bacan.

"Essa oportunidade com a G-Shock mostra o valor do trabalho que o Adriano vem fazendo nesses dez anos de Tour. Seu perfil batalhado e incansável se encaixa muito bem com a imagem da marca e creio que será uma parceria muito bem-sucedida", completa Felipe Borges, Head of Surf da XYZ Talents.




 

GAVIN TESTOU EM LE MANS

 

Oliver Gavin Corvette Racing e mostrar nenhuma fraqueza em testes oficiais Le Mans
Oliver Gavin e sua equipe Corvette Racing não mostraram fraqueza na oficiais 24 Horas de Le Mans de testes no circuito de la Sarthe (domingo 31 de maio) e são flutuantes sobre as suas perspectivas para o clássico resistência francesa Itself (13-14 de Junho).
Testes oficiais é um ensaio para Le Mans e a primeira oportunidade para as entradas 64 para suas forças e fraquezas de Avaliação à frente da 83ª corrida da corrida de resistência de duas vezes-em torno do relógio no lendário Circuito de la Sarthe 8,46 milhas.

Como é típico do super-competitivo LM GTE Pro categoria, as lacunas foram minúsculo. Havia menos de um décimo Separar o pacesetting # 97 Aston Martin V8 Vantage e da fábrica # 64 Chevrolet Corvette de Gavin C7.R, Tommy Milner e Jordan Taylor no final do dia, enquanto os Porsches e Ferraris foram deixados para brigar sobre as restantes posições na tabela de tempos.

O # 64 Amarelo de Velocidade Máquina abriu o caminho para as conclusões da primeira sessão de quatro horas TENDO rodou o circuito em 3m58.162s eo ritmo manteve-se relativamente estático, apenas para o # 97 Aston Martin Racing entrada de Darren Turner e Stefan Mücke Rob Bell, Corvette para derrubar o primeiro lugar, indo marginalmente mais rápido durante a segunda metade lathing do dia.

Assim, o szene está definido para a luta entregou-forno ansiosamente aguardado para LM GTE Pro honras e não há razão para otimismo quanto a sete vezes Le Mans-winning equipe Corvette Racing tenta recuperar itos TIC com C7.Rs. manto

"O teste oficial Le Mans Fui bem como poderia ser esperado e eu sinto que estamos em um bom lugar em termos de ritmo", disse Gavin. "Corvette Racing Parece ser no final afiada, parece que estamos indo na gestão do direito com o programa que percorreu com pneus, aerodinâmica e configurações de suspensão, eo trabalho que Quem fez no Museu Nacional Corvette em Bowling Green Motorsport Park, correlaciona Kentucky, é extremamente qui encorajador.

"O tempo instável foi uma frustração, especialmente para Jordan (Taylor) que completaram uma jornada maratona de Detroit, em seguida, tinha uma carga de trabalho administrativo para lidar com e briefings antes de ir para a pista, apenas para que chova. Ele Sobre fez um bom trabalho e Tommy (Milner) poderia ter ido mais rápido e eclipsou o # 97 Aston Martin Ele tinha beens não baulked nas suas duas período mais rápido. No entanto, o carro funcionou perfeitamente Durante todo o dia e há uma quantidade razoável de otimismo do nosso lado da garagem. De todos os testes que eu fiz com Corvette Racing, este foi um dos melhores dias, nós não aim're recebendo a levar e nós permaneceremos Medido dirigem para fim de semana de corrida. "

 

Google TradutorAAA5 Copy

 

MAHINDRA NA FÓRMULA E

 

Moscou ePrix New Ventures para as marcas de Corrida Mahindra
 
. A FIA de Fórmula E Championship está novamente pronto para fazer história como a série se preparou para a corrida na capital russa, Moscou. A nona rodada do campeonato vai ver motoristas Mahindra Corrida de Bruno Senna e Karun Chandhok enfrentar estradas russas como as corridas do campeonato em plena vista de Comentários alguns dos mais famosos marcos da cidade e em torno da Praça Vermelha.
 
A pista é esperado para vomitar desafios Algumas batalhas emocionantes para posições e como o 20-forte campo de motoristas de classe mundial batalha em torno da configuração completa com 2,39 km hairpins e 90 graus canto - tudo qui provavelmente vai abalar a ordem.
 
Constantemente vigiando-os no fundo de toda a ação de corrida neste fim de semana será a impressionante e imponente vista da Catedral de Kremlin e de São Basílio - Ambos qui Have Become hotspots turísticas. Os carros de Fórmula E irá transmitir ao redor da Praça Vermelha em frente do que é esperado para ser uma grande multidão como a capital Congratula-se de competência elétrico pela primeira vez.
 
Mahindra Racing irá estar à procura para fazer a maior parte da ação na Rússia e subir no campeonato como resultado.
 
Falando em antecipação do fim de semana Senna disse: "Estou animado com corrida em Moscou. É um lugar muito legal para ser e ela vai definitivamente ser incrível para correr no próximo ano e para historique significativa como a Praça Vermelha. Estou confiante que muitos fãs vão virar-se para assistir esta corrida. Eu só tenho beens para Sochi, na Rússia e foi um ótimo lugar, mas eu estou realmente ansioso para ver Moscou! "
 
Chandhok acrescentou: "Eu tenho boas lembranças de Moscovo - Eu fui lá em 2011 para um programa demonstrativo F1 eo comparecimento às urnas foi incrível. Os fãs eram favoráveis ​​e porque estamos competindo em praticamente o mesmo site como o demo eu espero que la mídia vai ser brilhante, bem como para a Fórmula E. Eu estive no simulador eo brackdrop com o Kremlin vai fazer para incrível visualização e corrida - Especialmente juntamente com alguns bons pontos de ultrapassagem e retas na pista. Em geral, nós sabemos que-ter um pouco de trabalho a fazer neste fim de semana para se recuperar de Berlim propósito agradecemos-tem uma redefinição agora e aproximar as três últimas corridas com a intenção de lutar Mais acima da grade. "

 

Google Tradutor

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

Grande canadense Prix Preview: Montreal, junho 4-7, 2015
SOFT e novamente para SUPERSOFT CANADÁ: OUTRO semi-permanente
FACILIDADE com ênfase na aderência mecânica
Aceleração e frenagem SÃO AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:
MÉDIO insta a PNEUS, já que não existem curvas longas
MAIS DE UM PROVÁVEL pit stop, com maior Cargas longitudinais
DE MONACO, uma pista mais grave, e as oportunidades de usar a estratégia
Milão, 01 de junho de 2015 - O Canadá tem a mesma indicação de pneus como Monaco - macio e supermacio - mas um desafio completamente diferente. A pista é muito mais do que Exigir pneus para Mônaco, qui shoulds levam a um maior grau de desgaste e degradação. As maiores forças no trabalho são longitudinal (aceleração e frenagem) Em vez de lateral (curvas) - ea tese são factoring que influencia o desgaste e degradação no Canadá. A natureza da pista significa aussi agrupamento que há mais oportunidade de usar estratégia de pneus para ganhar posição na pista, com uma variedade de diferentes estratégias no mix do ano passado. Embora as exigências sobre os pneus Arent Especialmente elevado, devido a uma superfície de baixa aderência há grande Kerbs que alguns exigem uma estrutura de pneu duro eo sistema est aussi notoriamente difícil em freios. Tempo incerto é um fator muitas vezes na pista semi-permanente, acrescenta qui Comentários outro elemento de imprevisibilidade.
Paul Hembery, diretor de automobilismo da Pirelli: "Muitas vezes, Canadá acaba por ser uma das melhores corridas da temporada, com um conjunto de características faixa que Arent replicado em qualquer outro lugar ao longo do ano. Como resultado, muitas vezes, joga-se algumas surpresas e é aussi possível para ganhar de mais para baixo da grade, especialmente se você usar uma estratégia inteligente do pneu, ou se chover, ou se houver um carro de segurança: todos qui são muito viável em Montreal. Mais uma vez, tenho-os pneus macios e supermacio nomeados: o composto supermacio tem-se completamente redesenhado chamadas este ano para oferecer maior resistência ao graining e bolhas. Com o clima frio Abebooks web Muitas vezes vejo em Montreal, essa resistência à graining em particular, que é algo que deverias ser apreciado pelas equipes. Como tudo pode acontecer no Canadá, a melhor estratégia é sempre aquela que: tem um certo grau de flexibilidade, permitindo que as equipes de reagir à evolução das circunstâncias. Como vimos no Mónaco, a estratégia pode ser muito high stakes. "
Os maiores desafios para os pneus:
Geralmente aperto no Canadá é baixo: Especialmente no início do fim de semana Quando a pista é 'verde', porque a forma Olímpico vindo não é usado extensivamente durante o ano. A baixa aderência tendem a continuar na corrida: uma das principais razões por que tantos drivers-se familiarizaram-se com o "muro dos campeões 'infame - levando a incidentes que podem alertar Às vezes, um carro de segurança.
O ano Kerbs são fator significativo no Canadá como os carros bater 'em em cerca de 130kph, testando a estrutura do pneu. No entanto, durante testes de laboratório em Milão, Formula One pneus da Pirelli são acelerados a velocidades de até 450kph sua integridade para testar as condições em acima do limite de costume - com a estrutura que permanece intacta.
Ao contrário de Monaco, os carros tendem a correr baixo downforce em Montreal, a fim de maximizar sua velocidade máxima de mais de 300kph nas retas. Não há realmente longos cantos do Canadá: em vez disso, é tudo sobre a aceleração e travagem, com o desafio para os freios especialmente tendo Algumas equipes capturados no passado. Os motoristas devem aussi Tenha cuidado para evitar wheelspin, qui pode acelerar o desgaste dos pneus.
A estratégia do ano passado e como a corrida foi ganha: Uma variedade de uma e de duas paradas estratégias foram vistos na corrida do ano passado, qui Foi caractérisé por dois períodos de safety car. Daniel Ricciardo venceu a corrida para a Red Bull usando uma estratégia de duas paradas, assumindo a liderança com pneus mais frescos com dois períodos para ir. Os quatro top tudo parou duas vezes, com a mais alta colocado one-stop sendo de branco Force India Nico Hulkenberg em quinto, que começou na macio e completou uma temporada de 41 voltas antes de mudar para supermacio.
Diferença de desempenho esperado entre les dois compostos: 1,0-1,2 segundos por volta.
A equipe Pirelli escolher seus números de competição: # 84, Stella Narciso (assessoria de imprensa F1)
"Como um ávido leitor, eu escolheria 84: tal como em 1984 um dos meus livros favoritos por autor George Orwell. Como um bom napolitano, eu sou um grande crente em números de sorte: diga-me um número, e eu lhe direi o que realmente significa agrupamento ... "
Quem estamos Seguindo esta semana no Twitter: @ nigelmansell.'Il Leone 'foi-on Twitter por um tempo agora, e ele não segurar. Seu relato é melhor resumido por um filho de próprios posts recentes: "Eu sou uma voz independente e sempre falar como me sinto. Eu sou um fã de todos os esportes de uso aussi Acima de Tudo me orgulho como um desportista puro-sangue. "
As escolhas de pneus até agora este ano:
 P Zero Amarelo Vermelho P Zero P Zero Branco Laranja P Zero
Austrália Suave Médio
Malásia Médio Difícil
China Suave Médio
Bahrain Suave Médio
Espanha Médio Difícil
Monaco Supersoft Macio
Canadá Supersoft Macio

 

Google Tradutor

 

TCR NA AUSTRIA

 

WestCoast Corrida ganha com Gleason TCR Série internacional na Áustria
Westcoast Corrida da Suécia continuou itos vitórias consecutivas no Salzburgring, Áustria hoje (31 de Maio), com motorista americano Kevin Gleason capitalizando sobre a sua pole position suado com uma vitória luzes-a-bandeira - Seu primeiro da série Internacional TCR e quaisquer outros forma de carros de turismo.
Uma unidade impecável Seguido ano de início impecável mantiveram Gleason foi gap pequeno, mas consistente para o SEAT Leon TCR de Comini.
 
Atrás da batalha chumbo, do WestCoast Corrida líder do campeonato Gianni Morbidelli, carregando 30 kg de lastro Depois de Sua dupla vitória na última jornada em Monza, foi no mix de uma disputa considerável com o _him_ da SEAT ao redor.
 
Um desafio para a segunda posição na volta dez abriu a porta para Pepe Oriola e outros para espremer através do corpo a corpo, caindo para sexto Morbidelli, objetivo espírito lutar para trás viu o italiano retomada Oriola para quinto, onde terminou em pontos sólidos em direção ao seu campeonato total.
 
Terceiro piloto da equipe, ucraniano Igor Skuz, estava tendo de filho próprias batalhas para baixo do campo, até ultra-alta velocidade de rotação put pago anualmente à sua raça, com pneus de manchados plana.
 
Há muito esperada vitória de solteira de Gleason foi e era muito popular com a equipe WestCoast, qui comemorado em grande estilo como a American recebeu a bandeira quadriculada.
 
Pennsylvanian, Gleason foi igualmente satisfeito, dizendo: "Estou muito feliz por ter conseguido esta vitória e para ser parte deste grande time. Depois de atingir duas pole positions e dois pódios até agora, que eu precisava para fazer o salto para o degrau mais alto do pódio dos vencedores e é ótimo para ter feito isso aqui hoje para o meu campeonato e para todos aqueles que-ter-me ajudado a tornar possível a . "
 
Na segunda corrida, Gleason e Morbidelli Sofreu bloqueie a linha da frente Mais cedo na corrida do dia, tendo as suas posições sobre a quinta linha da grelha invertida, enquanto Skuz parecia ser a mão benfeitor, esta corrida a partir da pole position.
 
No entanto, o início não foi tão WestCoast teria esperado, como Skuz foi empurrado larga na primeira curva e para Gleason era tanto atrasado no Mesmos de encontrar e perto da parte traseira da embalagem.
 
Morbidelli, Beneficiando-se da confusão no bloco, subiu para a sexta posição em breve e que se tornou terceiro Quando Dois assentos tropeçou Comini e outro era punido por um jump-start.
 
Infelizmente, uma colisão pesado com Significou corrida Skuz de Bas Schouten foi de mal a pior, enquanto Gleason, se retirar Mikhail Grachev, carregada até o grupo da frente para terminar regaço o sexto mais rápido e recolher Avaliações outro - o seu quarto em igual número de corridas.
 
Tudo isso sob o vigilante ocorreu olho do Team Owner, Greger Petersson, que disse de vitória de Gleason: "Foi uma unidade muito maduro pelo jovem; condução consistente e seguro, sem um único erro de luzes-to-bandeira. É mereceu por Kevin eo grande equipe em torno _him_, enquanto Gianni (Morbidelli) Sua liderança do campeonato com um fim de semana prolongado sólida. We-têm muito para ser feliz ".
 
Com a perna européia Central da Série Internacional TCR Concluído agora, WestCoast Racing e seus motoristas cabeça para a Rússia e o Autódromo de Sochi é (20-21 junho), onde eles vão olhar para continuar vencendo corrida e seu impulso campeonato.

 

Google TradutorAA2 Copy

 

CHAVES CONTINUA A EVOLUIR

 

Henrique Chaves continua processo de evolução em Spa-Francorchamps
Henrique Chaves terminou a sua segunda jornada do Eurocup Formula Renault em Spa-Francorchamps com o sentimento de dever cumprido depois de mais uma fim-de-semana de aprendizagem nos monolugares. O jovem piloto português vai ao longo da época disputar algumas jornadas deste campeonato com o único intuito de ganhar experiência para enfrentar da melhor forma possível a Formula Renault 2.0 - Northern European Cup (NEC), Campeonato que disputa por completo.
Nas duas corridas de Spa-Francorchamps, uma das mais emblemáticas e exigentes pistas europeias, Henrique Chaves foi forçado ao abandono na primeira corrida e na segunda terminou em 24º mesmo depois de ter estado no último lugar do pelotão: "Os resultados não foram brilhantes mas tenho de pensar que as corridas na Eurocup servem para me preparar para as provas do NEC, aí sim, onde quero melhorar os meus resultados prova a prova", começou por dizer.
"A primeira corrida acabou demasiado cedo. Saí da cauda do pelotão numa grelha com mais de 30 carros. Estava a recuperar posições e quando aproveitava um erro dos meus adversários para subir lugares fui abalroado à terceira volta. Tive pena porque não consegui sequer conhecer as trajectórias da pista. A segunda prova correu melhor, não que isso se tenha refletido tanto no resultado final mas sobretudo nos meus tempos por volta que foram bastante bons. Volto a correr nesta pista no final de Julho no NEC e o que aqui aprendi este fim-de-semana vai ajudar-me muito nessa altura, tenho a certeza", rematou Henrique Chaves consciente que este processo de aprendizagem é normal para um piloto que enfrenta os fórmulas pela primeira vez.
No próximo fim-de-semana, de 6 e 7 de Julho, Henrique disputa no Red Bull Ring a terceira prova do NEC.
henrique chaves4_Copy

 

HELDER VENCE NA TUNISIA

 

Rallye de Tunisie

25 a 30 de Maio de 2015

Hélder Rodrigues vence Rali da Tunísia

Hélder Rodrigues triunfou de forma categórica no Rali da Tunísia. O piloto da formação oficial da Yamaha, aos comandos de uma WR450F Rally, foi o mais rápido na quinta e última etapa do rali ao cumprir os 206 quilómetros da especial em 1h46m30s assegurando, desta forma, a sua primeira vitória numa competição internacional integrado no projeto da Yamaha Racing.

Hélder Rodrigues, que já tinha vencido esta prova em 2011, manteve sempre um grande nível de competitividade tendo vencido quatro das cinco especiais disputadas nesta maratona africana. Para o piloto português este rali foi bastante rigoroso, mas foi uma boa forma de iniciar as competições internacionais: “é muito bom estar de volta à Tunísia. Este rali foi muito exigente e técnico. Consegui alcançar a primeira vitória com a Yamaha Racing e sem dúvida que estou muito satisfeito com o trabalho realizado. Acredito muito na moto e acho que tem um potencial fantástico. Gostaria de agradecer a toda a equipa que se dedicou ao máximo. Obrigado a todos”, afirmou Hélder Rodrigues. 

 Esta participação de Hélder Rodrigues no Rali da Tunísia foi a primeira de uma série de corridas e treinos em que o piloto e a sua equipa vão participar tendo em conta o principal objetivo que é o Dakar 2016. O português está agora de olhos postos no Rali da Sardenha que se realiza no próximo mês de Junho em Itália.Helder Rodrigues_com_a_Yamaha_Racing_no_Rali_da_Tunisia_CopyHelder Rodrigues_no_Rali_da_Tunisia_2015_CopyHelder Rodrigues_venceu_quatro_das_cinco_especiais_disputadas_no_Rali_da_Tunisia_CopyHelder Rodrigues_vence_Rali_da_Tunisia_Copy

 

CAMPEONATO BRASILEIRO DE TURISMO

BR de Turismo: dia difícil para Edson Coelho e Gustavo Myasava na corrida deste domingo

Os pilotos da equipe J.Star Racing se envolveram em um acidente logo após o início da prova e realizaram passagens no box. Mesmo assim, somam pontos importantes para a classificação do campeonato

Edson Coelho Júnior e Gustavo Myasava largaram da 2ª e 3ª posições e completaram na 10ª e 14ª colocações, respectivamente. Logo após o sinal verde, toques e confusões na pista durante a 2ª prova da rodada dupla da 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo, neste domingo (31), no Autódromo Internacional de Curitiba, localizado em Pinhais (PR), tiraram as chances de pódio dos pilotos da J.Star Racing.

Coelho acabou penalizado por conta do toque da largada, e foi obrigado a pagar um drive-through, que acabou jogando-o para a 11ª posição. Por fim fechou na 10ª . "A corrida tinha tudo para ser excepcional, com uma vitória nossa, já tinha distanciado do pelotão só com um carro atrás de mim, mas administrando a situação. Até que uma decisão precipitada e equivocada da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) pelo que conferimos nas imagens, colocou todo nosso trabalho do final de semana fora. A alegação foi que o toque na largada no pole havia sido causada por mim, mas foi ao contrário", lamentou o piloto que esteve a bordo do carro #99.

"Fico feliz pelo desempenho, mas muito chateado por essa atitude e por ter perdido a vitória que seria excelente para nós no campeonato", enfatizou o mineiro Edson Coelho Júnior que é o quarto colocado na tabela de classificação com 53 pontos.

No início da segunda bateria, Myasava perdeu uma posição, mas conseguiu recuperar já no final da reta. "Logo na primeira volta, mesmo freando antes prevendo que haveria tumulto fui atingido no mesmo local da carenagem do carro que havia sofrido toque na corrida de ontem e fui obrigado a entrar para box para a troca de pneu que furado. Depois disso, com uma volta atrás o que restou foi fazer uma corrida de recuperação e me manter na pista para pontuar, pena porque virava um tempo bom, bem próximo dos ponteiros", contou o cascavelense do bólido #69.

Gustavo fez um balanço do final de semana. "Mas fora as adversidades, foi uma etapa excelente, evoluímos bastante com a equipe, bem produtiva por mais que a segunda corrida não tenha sido tão boa quanto a primeira", ressaltou o piloto que segue em sexto colocado no campeonato com 42 pontos.

A terceira etapa terá transmissão pelos canais Sportv exibem o campeonato sempre na terça-feira após a realização de cada etapa. A próxima etapa do campeonato acontece nos dias 27 e 28 de junho em Santa Cruz do Sul (RS).

A equipe J.Star Racing conta com patrocínio da IPQ Instituto de Psiquiatria, PPG, IbPré, DMP Sistemas, MADIS, Yuny, Unitalo - Centro Universitário Ítalo Brasileiro, Malas Cruzeiro, TELEMABI Contac Center, Atua Construtora, Colonial Rodas, Benfica, Drugovich, Noma, EMC Sistemas e Neide Buffet.

Resultado da segunda corrida do Brasileiro de Turismo

1º) 31 Márcio Campos (RS/Motortech Competições), 26 voltas em 36min21s668 (média de 152,46 km/h)
2º) 66 Felipe Guimarães (DF/W2 Racing), a 2s679
3º) 23 Marco Cozzi (SP/W2 Racing), a 3s200
4º) 111 Lukas Moraes (SP/RR Racing), a 8s620
5º) 128 Dennis Dirani (SP/Shell Racing), a 12s825
6º) 35 Gabriel Robe (RS/Motortech Competições), a 18s225
7º) 11 Pedro Boesel (PR/RSports), a 23s769
8º) 33 Guto Matiazi (PR/RKL Motorsports), a 29s699
9º) 79 Adibe Marques (PR/Voxx Racing), a 33s971
10º) 99 Edson Coelho Júnior (MG/J. Star Racing), a 34s143
11º) 9 Felipe Donato (RS/Nascar Motorsport), a 1min03s941
12º) 2 Mauri Zacarelli (SP/RSports), a 1min20s370
13º) 8 Wilson da Costa Júnior (PR/Nascar Motorsport), a 1 volta
14º) 69 Gustavo Myasava (PR/J. Star Racing), a 1 volta
15º) 25 Renato Jader David (SP/Hitech Racing), a 3 voltas
16º) 3 Tito Morestoni (SC/Motortech Competições), a 3 voltas
17º) 53 Gustavo Lima (DF/C2 Team), a 5 voltas
18º) 36 Flávio Matheus (RJ/C2 Team), a 5 voltas
NÃO COMPLETARAM
19º) 55 Renato Braga (GO/RKL Motorsports), a 9 voltas
20º) 28 Danilo Dirani (SP/Bravar Motorsport), a 15 voltas
Melhor volta: Felipe Guimarães, na 17ª, 1min26s623 (média de 153,561 km/h)
*Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

Classificação do campeonato
1º) Márcio Campos, 83 pontos;
2º) Marco Cozzi, 66;
3º) Danilo Dirani, 54;
4º) Edson Coelho, 53;
5º) Dennis Dirani, 49;
6º) Gustavo Myasava, 42;
7º) Felipe Guimarães, 41;
8º) Pedro Boesel e Gabriel Robe, 39;
10º) Felipe Donato, 34;
11º) Renato Braga e Adibe Marques, 28;
13º) Mauri Zacarelli e Lukas Moraes, 22;
15º) Marco Túlio Souza, 17;
16º) Guto Matiazzi e Tito Morestoni, 15;
18º) Gustavo Lima, 11;
19º) Renato Jader David, 9;
20º) Flavio Matheus, 7;
21º) Wilson da Costa Júnior, 4.

Calendário Campeonato Brasileiro de Turismo:

Treino Coletivo - 04 e 05 de março - Cascavel/PR
Etapa 1 - 21 e 22 de março - Goiânia/GO (rodada dupla)
Etapa 2 - 25 e 26 de abril - Velopark/RS
Etapa 3 - 31 de maio - Curitiba/PR

Etapa 4 - 27 e 28 de junho - Santa Cruz do Sul/RS (rodada dupla)
Etapa 5 - 01 e 02 de agosto - Salvador/BA ou Velopark/RS (a definir)
Etapa 6 - 15 e 16 de agosto - Goiânia/GO (rodada dupla)
Etapa 7 - 07 e 08 de novembro - Tarumã/RS (rodada dupla)
Etapa 8 - 12 e 13 de dezembro - São Paulo/SP




Próxima etapa será na pista gaúcha de Santa Cruz do Sul (Foto: Claucinei Zonta)

Próxima etapa será na pista gaúcha de Santa Cruz do Sul (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Grid de Largada #69 (Foto: Claucinei Zonta)

Grid de Largada #69 (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Gustavo Myasava durante a volta de apresentação (Foto: Claucinei Zonta)

Gustavo Myasava durante a volta de apresentação (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

A corrida deste domingo aconteceu com temperaturas baixas (média de cinco graus) (Foto: Claucinei Zonta)

A corrida deste domingo aconteceu com temperaturas baixas (média de cinco graus) (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Coelho chegou a liderar a prova (Foto: Claucinei Zonta)

Coelho chegou a liderar a prova  (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Edson Coelho Júnior com o resultado é o quarto colocado no campeonato (Foto: Claucinei Zonta)

Edson Coelho Júnior com o resultado é o quarto colocado no campeonato (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Edson Coelho Júnior (Foto: Claucinei Zonta)

Edson Coelho Júnior (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Gustavo Myasava após cinco corridas disputadas é o sexto colocado no campeonato (Foto: Claucinei Zonta)

Gustavo Myasava após cinco corridas disputadas é o sexto colocado no campeonato (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Gustavo Myasava (Foto: Claucinei Zonta)

Gustavo Myasava (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Carro (#69) sendo atingido logo após a largada (Foto: Claucinei Zonta)

Carro (#69) sendo atingido logo após a largada (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web


.

 

AINDA A VITÓRIA DE MIGUEL OLIVEIRA

 

MIGUEL OLIVEIRA CONQUISTA PRIMEIRA VITÓRIA DA SUA CARREIRA NO CAMPEONATO DO MUNDO

 

Dia histórico para Portugal: Hino português tocado pela primeira vez no Moto GP

 

 

 GH29321_CopyHoje é um dia histórico para Miguel Oliveira, motociclismo, Moto GP e para Portugal. O piloto português venceu pela primeira vez um Grande Prémio na sua carreira. É também a primeira vez que o hino português é ouvido numa corrida do mais antigo e prestigiado Campeonato do Mundo de motociclismo, o Moto GP.

 

A sexta etapa do Campeonato de Moto GP teve um desfecho histórico para o português Miguel Oliveira que partiu de 11º lugar e chegou a estar em 14º, assumindo o comando a 12 voltas do final, tendo precisado de se defender algumas vezes e de reconquistar a sua posição. O jovem da Charneca da Caparica foi extremamente consistente e marcou o ritmo de corrida, tendo inclusivamente feito várias vezes a volta mais rápida. Foi um desempenho estrondoso para o português da Red Bull KTM Ajo que foi o primeiro português de sempre a subir ao pódio no mundial de motociclismo de velocidade, algo feito 5 vezes e que já nesta temporada tinha feito o seu melhor desempenho em Espanha com o 2º lugar.

 

"É um dia em grande para mim. Conseguir ter a primeira vitória na minha carreira. Ser o primeiro e único português a ganhar uma prova de motociclismo é fantástico!  Tive uma boa estratégia, a moto correspondeu.  Foi muito bom, sinto me mais confiante. Precisamos de continuar este trabalho e de continuar a melhorar a moto. Sabemos que esta não é a moto perfeita mas temos que tentar adaptá-la a cada situação. Houve uma boa estratégia durante a corrida; liderei durante grande do tempo e foi difícil não cometer erros. Quero agradecer a todos aqueles que acreditaram sempre em mim, em particular à minha família, equipa e patrocinadores: Fludo, ACP, Shark, Red Bull, Banco Bic, Mobilada, Motoval, Coluer." referiu o piloto português
 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

 

Roger Sandoval busca recuperação na Mercedes Challenge em Curitiba

Após ter feito sua reestreia em Ribeirão Preto, o piloto Roger Sandoval que comanda a Mercedes AMG 45 (#20) e defende as cores da equipe Mottin Racing, assegura que está disposto a encarar um grande desafio para essa corrida deste domingo, 31,na CLA AMG Cup.

Não tendo os resultados esperados durante os treinos classificatórios, Roger Sandoval, que fez o décimo sétimo tempo, vai fazer uma corrida de recuperação e tentar marcar os pontos para o campeonato.

“Largar em Curitiba sempre é uma loteria e agora é torcer para conseguir subir algumas posições na largada sem me envolver em nenhum acidente, durante os treinos classificatórios cheguei a andar em sétimo lugar, mas infelizmente o carro não rendeu o resultado que eu estava esperando, agora só vou me concentrar e tentar acabar a corrida na zona de pontos e  sem nenhum acidente,” comentou Roger Sandoval.

O piloto lembra que este é um autódromo que lhe trás boas lembranças. Na prova do ano passado, quando andava em dupla com o Fernando Jr., nós subimos ao pódio, foi uma corrida muito boa”, conclui, Sandoval

Roger Sandoval conta com os patrocínios de DBS Envelopamento e Multiprático.

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

 

Roger Sandoval busca recuperação na Mercedes Challenge em Curitiba

Após ter feito sua reestreia em Ribeirão Preto, o piloto Roger Sandoval que comanda a Mercedes AMG 45 (#20) e defende as cores da equipe Mottin Racing, assegura que está disposto a encarar um grande desafio para essa corrida deste domingo, 31,na CLA AMG Cup.

Não tendo os resultados esperados durante os treinos classificatórios, Roger Sandoval, que fez o décimo sétimo tempo, vai fazer uma corrida de recuperação e tentar marcar os pontos para o campeonato.

“Largar em Curitiba sempre é uma loteria e agora é torcer para conseguir subir algumas posições na largada sem me envolver em nenhum acidente, durante os treinos classificatórios cheguei a andar em sétimo lugar, mas infelizmente o carro não rendeu o resultado que eu estava esperando, agora só vou me concentrar e tentar acabar a corrida na zona de pontos e  sem nenhum acidente,” comentou Roger Sandoval.

O piloto lembra que este é um autódromo que lhe trás boas lembranças. Na prova do ano passado, quando andava em dupla com o Fernando Jr., nós subimos ao pódio, foi uma corrida muito boa”, conclui, Sandoval

Roger Sandoval conta com os patrocínios de DBS Envelopamento e Multiprático. MG_3083_Copy

 

FIAT ABARTH EM BRAGA

 

Pontapé de saída no Circuito de Braga
O Troféu 500 Assetto Corse Portugal, tem a sua jornada inicial da época de 2015 nos
dias 6 e 7 de Junho no circuito Vasco Sameiro em Braga, depois de uma jornada extra
campeonato na Rampa da Falperra.
Pela terceira época consecutiva os 500 Assetto Corse vão animar o automobilismo
português, num ano em que a aposta de Jorge Rodrigues, promotor do Troféu, é,
claramente, a internacionalização da única competição monomarca da velocidade
nacional.
Assim, o calendário contempla cinco jornadas, e para além de Braga, os palcos serão
Vila Real, com a companhia do WTCC, Spa-Francorchamps, na Bélgica, Imola e Misano,
em Itália.
A formula continua a mesma dos anos anteriores, pois podem alinhar pilotos a solo, ou
em equipas de dois. De resto, está prevista uma sessão de treinos livres e duas de
treinos cronometrados. Neste caso, cada qualificação ditará a grelha de partida para
cada uma duas corridas de cada programa, com a duração de 20 minutos mais uma
volta.
Em termos de pontuação, o vencedor de cada corrida recolherá 25 pontos, o segundo,
18, o terceiro, 15, o quarto, 12, o quinto, 10, o sexto, 8, o sétimo, 6, o oitavo, 4, o
nono, 2, e o décimo, 1. Existe ainda a atribuição de pontos adicionais à volta mais rápida
nas qualificações e nas duas corridas.
Em termos de presenças, Francisco Carvalho e António Costa, vencedores em 2014, vão
defender o título, fazendo equipa, bem como Nuno Cardoso, que levou a melhor em
2013. José Rodrigues, campeão entre os pilotos com menos de 25 anos também estará
presente, para além de Rui Santos, quarto classificado o ano passado e Bernardo
Gonzalez, oitavo posicionado, entre outros. Em destaque está ainda Adriana Barbosa, a
única presença feminina, que volta a disputar esta competição.
Horário
6 de Junho de 2015
17h00 – Treinos Livres
7 de Junho de 2015
09h00 - Treinos Cronometrados – 1ª Sessão
09h25 - Treinos Cronometrados – 2ª Sessão
14h25 – Corrida 1
18h35 – Corrida 2
Calendário:
Braga - 6/7 Junho; Vila Real - 11/12 Julho; Spa-Francorchamps - 25/26 Julho; Imola -
19/20 Setembro; Misano - 3/4 de Outubro.TrofeuAbarth500Braga Copy

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

 

Fernando Junior. Conquista o pole para a WCR Team em Curitiba na Mercedes-Benz Challenge

Na tarde fria do outono de Curitiba o piloto da WCR Team garantiu a pole no Autódromo Internacional de Curitiba.

O Mercedes-Benz CLA AMG #6 de Fernando Junior. Se mostrou confiável e competitivo desde o início das atividades de pista, na sexta-feira à tarde, o que deixou o piloto confiante para o treino e classificação para a prova de terceira etapa da Mercedes Benz Challenge, na tarde desse sábado, 30.

No último treino livre do fim de semana Fernando Junior sentiu confiança na pole, fez três voltas e marcou um excelente tempo. Com a marca de. 1min27seg540 ele levou o carro de volta aos boxes, buscando a concentração para a hora da decisão, no treino classificatório.

Nos 20 minutos de tempo da classificação o piloto de Santa Cruz Sul, Fernando Junior. precisou de três voltas para garantir a pole da corrida do fim de semana. Na terceira volta ele fez o tempo de 1min26seg841

“A classificação não poderia ter sido melhor, a gente veio com o intuito de tentar se colocar o melhor possível no grid, e deu mais certo do que a gente pensava fizemos a pole, a estratégia deu certo, a equipe trabalhou muito bem”, comemora Fernando Junior.

Na C250, depois um inicio de fim semana complicado, a dupla Luiz Sergio Sena Jr e Cleiton Campos conseguiu acertar o carro para o sábado e conquistar um bom lugar no grid de largada, terceira fila, quinto lugar

“Na sexta-feira a gente estava com um problema de acerto no carro, a gente tomava dois segundo por volta.O pessoal trabalhou essa noite bastante no carro e fizeram mágica”, ressaltou Campos, que fez a classificação.

“O carro está bem competitivo, pois estamos levando 30 quilos de peso pelo segundo lugar na última etapa. Agora é se concentrar para a corrida e conseguir bons pontos para o campeonato, estamos dois pontos atrás do líder e vamos tentar sair daqui na liderança”, destaca Sena Jr.

O foco nessa etapa de Curitiba é acumular pontos para o campeonato. “Deixamos o carro mais acertado para a corrida, está bem equilibrado e bastante competitivo, se a gente fizer uma corrida tocando certinho vamos vir pra frente”, conclui Campos.

A Wcr Team tem participação na Mercedes-Benz Challenge viabilizada pelo governo do Rio Grande do Sul, através do programa PróEsporte, Xuk Bebidas, Pitt Jeans, Transportes Mahler, Querodiesel, Motoryama, Castelo Pack, Matvsul, Dihellen Cosméticos, Mcw produtos médicos e Macodesc são empresas parceiras da iniciativa.sena jr_Copy

 

TCR NA AUSTRIA

 

WestCoast Corrida trancado para fora a linha da frente na Série Internacional TCR na Áustria
WestCoast Corrida de colocar em uma performance dominante hoje (30 de Maio) com a pole position para motoristas americanos Kevin Gleason lutou e um segundo posto perto de Monza duplo vencedor da corrida e líder do campeonato, Gianni Morbidelli em Salzburgring da Áustria.
Entregue no ano passado Gleason suspiro impecável colo para tirar a segunda pole do ano por apenas 0.091s em um mercado altamente competitivo Isso sessão viu os nove melhores pilotos cobertos por menos de meio segundo.

Adicionando gelo para o desempenho do dia foi motorista ucraniano Igor Skuz, Quem vai alinhar na quinta fila na décima posição para a corrida de abertura do fim de semana, antes de tomar o pólo inverso para o segundo em seu aniversário.

WestCoast Racing Team Manager, James Nixon, disse: "Kevin (Gleason) e Gianni (Morbidelli) Quem fez um grande trabalho para aproveitar ao máximo o trabalho duro da equipe e desenvolvimento das Hondas. Estamos recebendo um maior entendimento dos carros de corrida-a-corrida e isso é o que nos permite fazer a troca que proporcionam uma diferença, qui foi bem refletido no resultado de hoje. "

WestCoast Racing irá tentar converter sucessos de hoje em vitórias no de amanhã (31 de maio) duas corridas no Salzburgring, Áustria, qui Ambos estarão disponíveis para assistir ao vivo à www.tcr-series.com e transmissão ao vivo em vários canais de TV, incluindo Motors TV e BT Sport

 

Google TradutorAA3 Copy

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

Rsports Racing garante a primeira fila do Mercedes-Benz Challenge com catarinense Cristian Mohr

Largada da terceira etapa no autódromo de Curitiba será às 11h15 ao vivo no Youtube. BandSports transmite às 19h

Carros e pilotos preparados para a terceira etapa do Mercedes-Benz Challenge que acontecerá neste domingo (31), no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). A equipe Rsports Racing utilizou de uma boa estratégia no treino livre e classificatório realizados durante todo o sábado para definir um bom setup para a pista. O resultado da tomada de tempos colocou o catarinense Cristian Mohr #3 na segunda posição no grid e a dupla paulista Fernando Amorim Jr./Victor Amorim #88 na quinta posição pela categoria CLA AMG Cup.

Na tabela do campeonato Cristian Mohr (Grupo Max Mohr, Votorantim Cimentos e WDCom) segue em quinto com 19 pontos e na corrida quer diminuir essa vantagem. "Ter assegurado uma posição na primeira fila, já nos coloca na briga pela vitória. A estratégia será administrar na largada e depois atacar tentando a liderança", contou o piloto de Blumenau.

"Evoluímos muito durante os treinos e estou satisfeito com o trabalho da equipe que me deixou bem colocado já na minha terceira prova de estreia na CLA", enfatizou Cristian que tem na bagagem a conquista do título do ano passado do Mercedes-Benz Challenge pela categoria C250 na pista da capital paranaense.

Além da segunda posição de Cristian outra boa surpresa foi a dupla Fernando
Amorim Jr. e Victor Amorim
(Fiolux-Serwal e Copimaq), que marcou o quinto melhor tempo da fase classificatória e larga na terceira fila. "O progresso da etapa passada para essa foi enorme. Os tempos foram rápidos em todos os treinos e estive sempre entre os cinco primeiros, chegamos a dominar os treinos da sexta-feira. A quinta colocação é um bom resultado, faltou muito pouco para a terceira posição. Temos tudo para ir bem na corrida deste domingo", enfatizou Victor, que soma 12 pontos na tabela de classificação.

C250 Cup

Max Mohr #225 fará uma corrida de recuperação e tentará pontuar bem na Master. "Infelizmente não consegui aproveitar bem o pneu novo no classificatório, então na corrida vou buscar o meu melhor e avançar posições", finalizou o piloto que é pai de Cristian Mohr.

A equipe Rsports Racing conta com o patrocínio da Votorantim Cimentos, Grupo Max Mohr, Fiolux/Serwal e Copimaq.

Confira os grids da terceira etapa do Mercedes-Benz Challenge:

CLA AMG Cup
1) 6 Fernando Junior, CLA, WCR, 1:26.841
2) 3 Cristian Mohr, CLA, RSports Racing, 1:26.925
3) 90 José Vitte/Marcos Ramos, CLA, Córdova Motorsports, 1:27.299
4) 33 Adriano Rabelo, CLA, Córdova Motorsports, 1:27.367
5)88 Victor Amorim/Fernando Amorim, CLA, Fiolux-RSports Racing, 1:27.423
6) 37 Lorenzo/Paulo Varassin, CLA, Hitech Racing, 1:27.461
7) 60 Betão Fonseca, CLA, Center Bus, Sambaiba Racing, 1:27.568
8) 19 Luiz Carlos Ribeiro, CLA, Mottin Racing, 1:27.739
9) 32 Fernando Fortes, CLA, Mottin Racing, 1:27.745
10) 56 Peter Ferter, CLA, LT Team, 1:27.748
11) 17 Lineu Linardi, CLA, Linardi Sports, 1:27.751
12) 0 Marcelo Hahn, CLA, Blau Motorsport, 1:27.878
13) 44 Cesare Marrucci, CLA, Cordova Motorsports, 1:27.952
14) 61 Cesar Fonseca, CLA, Center Bus Sambaiba Racing, 1:28.037
15) 57 Rodney Felicio, CLA, De Nigris/Europamotors, 1:28.110
16) 11 Neto De Nigris, CLA, De Nigris/Europamotors, 1:28.158
17) 20 Roger Sandoval, CLA, Mottin Racing, 1:28.331
18) 46 Carlos Kray, CLA CKR Racing, 1:28.377
19) 18 Fernando Poeta/G.Daudt, CLA, Mottin Racing, 1:28.384
20) 10 Pierre Ventura, CLA, CKR Racing, 1:28.589
21) 76 Danilo Pinto, CLA, Scuderia 111, 1:29.941
22) 27 Otávio Mesquita, CLA, VB Motorsport, 1:38.963
23) 77 Arnaldo Diniz Filho, CLA, Comark Racing

C250 Cup
1) 111. Marcos Paioli/Peter Gottschalk - Paioli Racing - 1:33.662
2) 21. Peter Michel Gottschalk - Paioli Racing - 1:33.758
3) 63. Marcio Basso - Center Bus Sambaiba Racing - 1:34.013
4) 7. Betinho Sartório - Paioli Racing - 1:34.075
5) 97. Luiz Sena Jr/Cleiton Campos - WCR - 1:34.257
6) 26. Flavio Andrade - Hot Car Competições - 1:34.510
7) 13. Beto Rossi/Claudio Simão - Divena Racing/RSports Racing - 1:34.762
8) 62. Christian Germano - Center Bus Sambaiba Racing - 1:34.797
9) 225. Max Mohr - RSports Racing - 1:35.018
10) 14. Theo De Nigris/Thiago De Nigris - De Nigris/Europamotors - 1:35.396
11) 55. Roberto Santos - Della Via Racing Team - 1:36.785
12) 186. Edson Ferreira - RSports Racing - 1:42.168
13) 5. Kaka Magno - Linardi Sports - 2:02.001

Classificação do campeonato após duas etapas:

1º Adriano Rabelo (#33), Cordova Motorsports, 40
2º Neto De Nigris (#11), De Nigris / Europamotors, 26
3º Fernando Junior (#6), WCR, 25
4º Arnaldo Diniz Fº (#77), Comark Racing, 21
5º Cristian Mohr (#3), Rsports Racing, 19
6º Pierre Ventura (#10), CKR Racing, 17
7º Luiz Carlos Ribeiro (#19), Mottin Racing, 17
8º Cesar Fonseca (#61), Center Bus Sambaiba Racing, 14
9º Victor Amorim / Fernando Amorim (#88), Fiolux/Rsports Racing, 12
10º Carlos Kray (#46), CKR Racing, 10
11º Fernando Poeta/Guilherme Daudt (#18), Mottin Racing, 10
12º Peter Ferter (#56), LT Team, 9
13º Cesare Marrucci (#44), Cordova Motorsports,
14º Marcelo Hahn (#16),Blau Motorsport, 8
15º Betão Fonseca (#60), Center Bus Sambaiba Racing, 6
16º Roger Sandoval (#20), Mottin Racing, 5
17º Danilo Pinto (#76), Scuderia 111, 5
18º Fernando Fortes (#32), Mottin Racing, 4
19º Lorenzo Varassin / Paulo Varassin (#37), Hitech Racing, 2
20º Claudio Dahruj/Otavio Mesquita (#27), VB Motorsport, 0
21º Lineu Linardi (#17), Linardi Sports, 0
22º Rodney Felício (#57), De Nigris / Europamotors, 0

Programação do Mercedes-Benz Challenge em Curitiba:

Domingo (31/05)
11h15 - Largada 3ª etapa CLA AMG e C 250

Calendário Mercedes-Benz Challenge 2015

Etapa 1 - Goiânia/GO - 22 de março
Etapa 2 - Ribeirão Preto/SP - 05 de abril

Etapa 3 - Curitiba/PR - 31 de maio
Etapa 4 - Santa Cruz do Sul/RS - 28 de junho
Etapa 5 - Goiânia/GO - 16 de agosto
Etapa 6 - Brasília/DF - 13 de setembro
Etapa 7 - Tarumã/RS - 08 de novembro
Etapa 8 - São Paulo/SP - 13 de dezembro




Piloto de Blumenau (SC) largará na primeira fila no autódromo de Curitiba (Luciano Santos/SigCom)

Piloto de Blumenau (SC) largará na primeira fila no autódromo de Curitiba (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Cristian Mohr (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Cristian Mohr (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Mercedes CLA 45 AMG #3 será a segunda no grid da terceira etapa (Luciano Santos/SigCom)

Mercedes CLA 45 AMG  #3 será a segunda no grid da terceira etapa (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#88 - Victor Amorim e Fernando Amorim Jr. (Luciano Santos/SigCom)

#88 - Victor Amorim e Fernando Amorim Jr. (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Max Mohr (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Max Mohr (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#225 Piloto Max Mohr, categoria C250 Cup que o pódio entre os Masters (Luciano Santos/SigCom)

#225 Piloto Max Mohr, categoria C250 Cup que o pódio entre os Masters (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#225 - C250 Cup Master (Luciano Santos/SigCom)

#225 -  C250 Cup Master (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Cristian Mohr (Mercedes #3) concede entrevista no box da Rsports Racing (Luciano Santos/SigCom)

Cristian Mohr (Mercedes #3) concede entrevista no box da Rsports Racing (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web


Não deseja mais receber nossa comunicação, por favor solicite aqui o CANCELAMENTO.

 

MÁRCIO PEREIRA FALA DA PROVA DO FIM DE SEMANA

MÁRCIO PEREIRA FALA DA PROVA DO FIM DE SEMANA

 

E foi o resultado possível, tentei andar rápido mas, não foi o suficiente para ficar no pódio da classe com a concorrência muito forte, mas mesmo assim foi um bom resultado geral e 4 da classe. 
Só tenho em agradecer a todos que nos apoiaram e a toda a equipa por o carro estar impecável. 
Um muito obrigado a equipa da A. Pereira Competições, J. Futuro talhos,OA-oficina Do Alumínio OA, ControlSafe, Rodapanorama, Café S. João, 7 Caffe Cidades, Inel, VFontes Car e Rotações Bar

 

ATENÇÃO LEITORES - NÃO FALTAR

ATENÇÃO LEITORES

 

 

SÁBADO 6 DE JUNHO DAS 10,30H ÀS 18,00H COM ENTRADA LIVRE, PORTO, HOTEL TUELA, FEIRA DO BRINQUEDO ANTIGO E SALÃO DA MINIATURA AUTOMÓVEL. FEIRA DE TROCAS.

 

BARBOSA PARTE EM 2º

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2015

Baja Cidade Europeia do Desporto Loulé 2015

30 e 31 de Maio

 

Miguel Barbosa vai partir em 2º para a corrida

 

Miguel Barbosa, acompanhado por Miguel Ramalho foi o segundo mais rápido após as duas passagens pelo prólogo da Baja Cidade Europeia do Desporto, terceira etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno que se realizou hoje em Loulé.

 

 

Miguel Barbosa, que participa na prova algarvia aos comandos do Mitsubishi Racing Lancer, destaca que “correu tudo normal na primeira passagem. Na segunda volta falhámos uma travagem que nos obrigou a fazer marcha atrás e ai perdemos algum tempo. De qualquer forma, partimos para a etapa de amanhã, numa boa posição”.

 

Para Miguel Ramalho, “o prólogo foi muito interessante, mas difícil. O traçado era exigente. Falhámos uma travagem, mas isso é normal, faz parte. Partimos em segundo, uma boa posição para a corrida.

Amanhã os concorrentes enfrentarão sucessivamente um troço com 72,4 km, outro com 172 km e terminam repetindo a passagem pelo sector inicial.

 

 MBarbosa BajaLoule2015_2_300dpi_Copy

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Marcos Paioli
Alta | Web

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Peter Michael Gottschalk
Alta | Web

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Marcio Basso
Alta | Web

Mercedes-Benz Challenge: equipe paulista faz dobradinha no grid da C 250 Cup



- Paioli Racing conquista as duas posições da primeira fila do grid
- Marcos Paioli/Peter Gottschalk saem na frente
- Peter Michael Gottschalk, filho do parceiro de Paioli, garante o segundo lugar
- Líder Márcio Basso fica em terceiro e busca primeira vitória no ano
- Classificação está apertada. Muitos pilotos podem sair de Curitiba na liderança


A equipe paulista Paioli Racing realizou uma importante façanha no Mercedes-Benz Challenge. Nas tomadas de tempo para a terceira etapa da categoria C 250 Cup, o time paulista garantiu os dois lugares da primeira fila do grid da prova, que terá largada às 11h15 deste domingo, no Autódromo Internacional de Curitiba. A pole ficou com o carro #111 da dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk. Com uma volta apenas 0s096 mais lenta, Peter Micahel Gottschalk - filho do parceiro de Marcos Paioli - faturou o segundo lugar, selando a briga particular entre os carros da equipe de São Paulo.

"Estamos trabalhando bastante este ano e o resultado tem sido maravilhoso. Fomos primeiro em todos os treinos, e agora com pneus novos, apesar de não termos virado o que imaginávamos, fomos rápidos o suficiente e temos um ótimo carro para amanhã (domingo)", declarou Marcos Paioli.

O terceiro lugar foi conquistado pelo líder do campeonato, o ribeirão-pretano Márcio Basso. Após duas etapas, curiosamente o líder ainda não venceu e tem em Curitiba a missão de faturar sua primeira vitória. Os atuais vice-líderes, Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos (RS), largarão da quinta posição, enquanto o terceiro colocado na pontuação, o capixaba Betinho Sartório, sairá em quarto.

"Saio um pouco chateado pois a perspectiva era de largar na primeira fila. A calibragem dos meus pneus ficou um pouco alta, e com isso perdi aderência no S de Alta e na Curva Zero. Estes trechos são muito importantes no tempo de volta, em especial a curva que antecede a reta dos boxes. Amanhã (domingo) a prova é longa e vou lutar para chegar ao menos no pódio", encerrou o líder da tabela.

A classificação da C 250 Cup está bastante apertada. Depois de conquistar um segundo e um terceiro lugares nas etapas iniciais, Márcio Basso soma 32 pontos na liderança. O piloto de Ribeirão Preto tem apenas dois pontos de vantagem sobre a dupla gaúcha Sena Júnior/Campos. O capixaba Sartório vem logo atrás, com dois pontos a menos que os segundo colocados. Já os pole positions Paioli/Gottschalk contam apenas um ponto a menos que Sartório. A uma distância um pouco maior, Peter Gottschalk Júnior vem a seguir, empatado com o paulista Flavio Andrade, totalizando 20 pontos. Como a vitória concede 20 pontos, qualquer um destes pilotos pode sair de Curitiba na liderança.

A etapa de Curitiba terá transmissão ao vivo pelo canal oficial do Mercedes-Benz Challenge no YouTube: https://www.youtube.com/user/mbchallengebr. Mais tarde, às 19h, o canal por assinatura BandSports exibe a disputa na íntegra, logo após a etapa de Detroit da Fórmula Indy.

Confira os dez melhores nas tomadas de tempo:
1) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 1min33s662
2) Peter "Tubarão" Gottschalk Júnior, a 0s096
3) Márcio Basso, a 0s351
4) Betinho Sartório, a 0s413
5) Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos, a 0s595
6) Flavio Andrade, a 0s848
7) Beto Rossi/Claudio Simão, a 1s100
8) Christian Germano, a 1s135
9) Max Mohr, a1s356
10) Theo De Nigris/Thiago De Nigris, a 1s734

Campeonato da categoria C 250 Cup após duas corridas:
1) Márcio Basso, 32 pontos
2) Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos, 30 pontos
3) Betinho Sartório, 28 pontos
4) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 27 pontos
5) Peter Michel Gottschalk
6) Flávio Andrade, 20 pontos
7) Christian Germano, 18 pontos
8) Edson Ferreira, 17 pontos
9) Beto Rossi
10) Theo De Nigris/Thiago De Nigris, 10 pontos
11) Maurício Lund, 8 pontos

Programação das transmissões do Mercedes-Benz Challenge em Curitiba, neste domingo:
11h15 - Largada 3ª etapa CLA AMG e C 250 - Youtube
19h00 - Transmissão da prova pelo BandSports

Detalhes sobre a competição podem ser encontrados no link www.mbchallenge.com.br


(

 

CAMPEONATO BRASILEIRO DE TURISMO

BR Turismo: Corrida de abertura da 3a. etapa eletrizante para a J.Star Racing em Curitiba

Segunda corrida será neste domingo às 8h40 com Edson Coelho na primeira fila e Gustavo Myasava na segunda. As transmissões serão pelo canal Sportv

No Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), os pilotos deram um show de pilotagem dos 20 pilotos do grid da terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo, neste sábado (30). A bordo do bólido da categoria de acesso à Stock Car, as disputas foram acirradas, uma emoção sem igual tanto para quem está dentro, como fora da pista. Gustavo Myasava e Edson Coelho Júnior estiveram representando a equipe J.Star Racing na corrida de abertura da rodada dupla e fecharam a etapa em quarto e quinto lugares, respectivamente.

"Consegui fazer uma boa largada e avançar duas posições. Em seguida, no que entramos na curva do "S" ocorreu uma confusão, reduzi e tentei desviar, sendo inevitável receber um toque. Percebi que danificou o carro, atrapalhou o desempenho no restante da corrida. Da metade para o final procurei manter o meu ritmo e busquei a referência do meu companheiro de equipe que estava na frente. Com a entrada demorada do safety car em torno de oito minutos o carro resfriou e finalizei com um surpreendente quarto lugar", comemorou o cascavelense Gustavo Myasava (#69).

"Considerando a largada em nono, o quinto é um excelente resultado, mas fica aquele gostinho de champanhe na boca, porque a última volta era terceiro. Tinha tudo para manter essa posição e carro apresentou defeito no rolamento traseiro, fazendo com que tivesse que levá-lo praticamente arrastado até a linha de chegada. Uma pena pela queda, mas em compensação, ainda bem que foi na última volta para garantir pontos importantes no campeonato", explicou o piloto Edson Coelho (#99) de Minas Gerais.

A segunda corrida que acontecerá neste domingo às 8h40 terá o grid invertido para os seis primeiros colocados no resultado da bateria deste sábado. Portanto, Edson Coelho Júnior estará na primeira fila (segunda posição) e Gustavo Myasava na segunda fila (terceiro colocado).

A terceira etapa terá transmissão pelos canais Sportv exibem o campeonato sempre na terça-feira após a realização de cada etapa.

A equipe J.Star Racing conta com patrocínio da IPQ Instituto de Psiquiatria, PPG, IbPré, DMP Sistemas, MADIS, Yuny, Unitalo - Centro Universitário Ítalo Brasileiro, Malas Cruzeiro, TELEMABI Contac Center, Atua Construtora, Colonial Rodas, Benfica, Drugovich, Noma, EMC Sistemas e Neide Buffet.

Resultado da corrida 1 após 24 voltas:

1) 31 Marcio Campos, Motortech Competições, 37m28s085
2) 128 Dennis Dirani, Voxx Racing, a 1s837
3) 28 Danilo Dirani, Bravar, a 2s577
4) 69 Gustavo Myasava, J. Star Racing, a 7s559
5) 99 Edson Coelho Jr., J. Star Racing, a 10s547
6) 9 Felipe Donato, Nascar Motorsport, a 11s964
7) 2 Mauri Zacarelli, RSports Racing, a 13s099
8) 111 Lukas Moraes, RR Racing, a 13s268
9) 11 Pedro Boesel, R Sports Racing, a 17s893
10) 25 Renato Jader David, Hitech Racing, a 18s109
11) 33 Antonio Matiazi, R K L Motorsports, a 18s257
12) 3 Tito Morestoni, Motortech Competições, a 23s384
13) 55 Renato Braga, R K L Motorsports, a 52s703
14) 79 Adibe Marques, Voxx Racing, a 1m12s265
15) 36 Flávio Matheus, C2 Motorsport, a 1 volta

Não completaram 75% da prova:
16) 8 Wilson da Costa Jr, Nascar Motorsport
17) 53 Gustavo Lima, C2 Motorsport
18) 66 Felipe Guimarães, W2 Racing
19) 23 Marco Cozzi, W2 Racing
20) 35 Gabriel Robe, Motortech Competições

Melhor volta: Felipe Guimarães (#66) com 1m26s030 (154,62 km/h)

Confira a programação da 3ª etapa do Brasileiro de Turismo:

Domingo, 31 de maio
08h40 - Largada Brasileiro de Turismo (Corrida 2)
10h00 - Largada Copa Petrobras (Corrida 2)
10h35 - 10h45 - Ação Seu Carro nas Pistas
11h15 - Largada MB Challenge
13h05 - Largada Stock Car (Corrida 1)
14h20 - Largada Stock Car (Corrida 2)
15h20 - 16h20 - Visitação aos boxes/Volta Rápida

Classificação do Campeonato Brasileiro de Turismo, após quatro corridas:

1º) Márcio Campos, 63 pontos;
2º) Danilo Dirani, 54;
3º) Marco Cozzi, 52;
4º) Edson Coelho, 46;
5º) Gustavo Myasava, 39;
6º) Dennis Dirani, 37;
7º) Pedro Boesel, 29;
8º) Gabriel Robe, Renato Braga e Felipe Donato, 28;
11º) Felipe Guimarães, 25;
12º) Adibe Marques, 20;
13º) Marco Túlio Souza e Mauri Zacarelli, 17;
15º) Tito Morestoni, 14;
16º) Gustavo Lima, 11;
17º) Lukas Moraes, 9;
18º) Renato Jader David e Flavio Matheus, 7;
20º) Guto Matiazzi, 6.

Calendário Campeonato Brasileiro de Turismo:

Treino Coletivo - 04 e 05 de março - Cascavel/PR
Etapa 1 - 21 e 22 de março - Goiânia/GO (rodada dupla)
Etapa 2 - 25 e 26 de abril - Velopark/RS

Etapa 3 - 31 de maio - Curitiba/PR
Etapa 4 - 27 e 28 de junho - Santa Cruz do Sul/RS (rodada dupla)
Etapa 5 - 01 e 02 de agosto - Salvador/BA ou Velopark/RS (a definir)
Etapa 6 - 15 e 16 de agosto - Goiânia/GO (rodada dupla)
Etapa 7 - 07 e 08 de novembro - Tarumã/RS (rodada dupla)
Etapa 8 - 12 e 13 de dezembro - São Paulo/SP




Piloto mineiro Edson Coelho conquistou a quinta posição na corrida deste sábado (Foto: Claucinei Zonta)

Piloto mineiro Edson Coelho conquistou a quinta posição na corrida deste sábado (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Edson Coelho Júnior (Foto: Claucinei Zonta)

Edson Coelho Júnior (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Edson Coelho Júnior será o segundo no grid na corrida 2 (Foto: Claucinei Zonta)

Edson Coelho Júnior será o segundo no grid na corrida 2  (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Gustavo Myasava largará em terceiro no grid deste domingo em Curitiba (Foto: Claucinei Zonta)

Gustavo Myasava largará em terceiro no grid deste domingo em Curitiba (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

Gustavo Myasava (Foto: Claucinei Zonta)

Gustavo Myasava (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web

O cascavelense Gustavo Myasava foi o quarto colocado na corrida 1 neste sábado (Foto: Claucinei Zonta)

O cascavelense Gustavo Myasava foi o quarto colocado na corrida 1 neste sábado (Foto: Claucinei Zonta)
Alta  | Web


 

 

OLIVEIRA AZARADO

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2015

Baja Cidade Europeia do Desporto Loulé 2015

30 e 31 de Maio

 

 

Helder Oliveira azarado no prólogo 

Piloto de Barcelos completou segunda volta sem direção assistida 

 

Helder Oliveira, aos comandos de uma Nissan Navara Off Road, cumpriu hoje o prólogo da Baja Cidade Europeia do Desporto Loulé 2015, a terceira prova pontuável para o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. O piloto de Barcelos, navegado por Nuno Rodrigues da Silva, ficou sem direção assistida no final da primeira passagem da Super Especial desta prova tendo realizado toda o segundo troço sem direção assistida. Com este revés, a equipa terminou o dia na oitava posição após de ter averbado o quarto melhor tempo na primeira passagem.

 

Ainda assim, Helder Oliveira mantém o objetivo de alcançar um lugar de pódio: “a um quilómetro e meio do final da primeira volta da Super Especial, ao passar num gancho, ficámos sem direção assistida e tivemos que cumprir a segunda passagem nessas difíceis condições que nos atrasaram bastante. Amanhã partimos em oitavo lugar, já com o problema resolvido, e vamos tentar recuperar o mais possível apesar de termos noção que não será fácil. Mantemos o objetivo de alcançar o pódio e é nisso que nos vamos concentrar durante a corrida de amanhã”, revelou o piloto.

 

A Baja Cidade Europeia do Desporto 2015 continua amanhã com a realização de um troço com 72,4 quilómetros e outro com 172 sendo, depois, repetida a passagem pelo sector inicial.

 Helder Oliveira_no_prlogo_da_Baja_Cidade_Europeia_do_Desporto_Loul_2015_Copy

 

BARBOSA FORÇADO A ABANDONAR

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2015

Baja Cidade Europeia do Desporto Loulé 2015

30 e 31 de Maio

 

Miguel Barbosa forçado a abandonar

Um problema na caixa de velocidades retirou lugar de pódio ao piloto do BP Ultimate Vodafone Team

Miguel Barbosa não foi feliz na Baja Cidade Europeia do Desporto, terceira etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

O piloto do BP Ultimate Vodafone Team, que foi o segundo a largar para a etapa, chegou ao comando após terminar o primeiro sector selectivo do dia, no qual foi o mais rápido.

 

 

Acompanhado por Miguel Ramalho, Miguel Barbosa, que participou na prova aos comandos do Mitsubishi Racing Lancer liderava no segundo sector selectivo quando furou já na parte final do troço, baixando assim para a segunda posição.

 

 

Um quilómetro após a partida para o terceiro e último sector selectivo, um problema na caixa de velocidades do seu Mitsubishi colocou um ponto final numa corrida, na qual o piloto estava apostado em terminar num lugar de pódio.

Foi um fim-de-semana inglório. Entrámos bem na corrida, estávamos a liderar, mas na parte final do segundo sector selectivo caímos para segundo. Depois o problema da caixa de velocidades logo ao início do terceiro troço forçou-nos a abandonar. É pena porque eram pontos importantes para o Campeonato, mas agora há que começar já a pensar na próxima corrida e atacar em força”, revela Miguel Barbosa.

Para Miguel Ramalhofoi um azar que tivemos aqui, nesta prova, mas agora o que é preciso é começar a pensar na próxima corrida que está quase aí, de forma a tentar recuperar os pontos no Campeonato“.

A próxima prova do calendário do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno é a Baja TT Proença/Oleiros/Mação que se vai disputar nos dias 19 e 20 de Junho.

 MBarbosa BajaLoule2015_3_300dpi_CopyMBarbosa BajaLoule2015_5_300dpi_Copy

 

MARIO FERREIRA NO TOP 10

 

Baja TT Cidade Europeia do Desporto

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

30 e 31 de Maio

 

 

Mário Ferreira leva Meritis ao Top 10

 

A dupla Mário Ferreira/Carol Baltazar conquistou um lugar no Top 10 da competição Buggy/UTV da Baja Cidade Europeia do Desporto, que se disputou este fim-de-semana em Loulé, ao alcançar, nesta que foi a terceira jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, um excelente 7º lugar.

Esta equipa que participa aos comandos de um Polaris RZR 1000, no qual ostenta as cores do projecto Meritis, associação de apoio a jovens que se destacam nas suas carreiras, partiu para a corrida da 8ª posição, lugar que ocupou após cumprir a Super Especial de 7,8 quilómetros, que se disputou no sábado.

Com a ambição de terminar a prova e de, acima de tudo, conseguir um lugar no top 10, a dupla Mário Ferreira/Carol Baltazar que tem visto a sua prestação neste Campeonato ser marcada por algum infortúnio, começou a segunda etapa da melhor forma, imprimindo um ritmo forte e consistente, tendo, desta forma, alcançado um lugar no tão ambicionado Top 10 da categoria Buggy/UTV, após cumprir dois troços de 172 km e 72,4 km, respetivamente.

“O objectivo era acelerar o andamento e tentar aproximarmo-nos dos da frente e, essa missão foi cumprida, embora também tenham existido alguns problemas. No prólogo houve uma peça que se queimou. Depois parti para a segunda etapa com um problema eléctrico e, de cada vez que travava o carro desligava-se. Independentemente disso conseguimos ficar no Top 10, que era o nosso principal objectivo. Sinto que estou cada vez mais habituado ao carro, tenho treinado, consegui arranjar um setup melhor a nível de amortecedores e agora é preciso continuar a luta para chegar aos cinco primeiros lugares da tabela”, revela Mário Ferreira.

Para a navegadora Carol Baltazar “o Mário Ferreira já está completamente ambientado ao carro, e nesta altura do Campeonato, penso que reunimos as condições ideais para continuar a melhorar na classificação”.

A próxima jornada do CNTT é a Baja TT Proença/Oleiros/Mação que se vai disputar nos dias 19 e 20 de Junho.Mario Ferreira_e_Carol_Baltazar__Baja_Cidade_Europeia_Desporto_01_CopyMario Ferreira_e_Carol_Baltazar__Baja_Cidade_Europeia_Desporto_02_Copy

 

BASAULA PRÓXIMO DO TITULO

 

Basaúla muito próximo do título

Campeonato Nacional de Motocross - #6 Moçarria

 

O Campeonato Nacional de Motocross cumpriu a sua antepenúltima jornada este domingo no traçado ribatejano da Moçarria. Com vários anos de tradição em jornadas nacionais, a pista da Carreira contou este fim-de-semana com um vasto leque de classes em competição. Basaúla a militar nas competitivas categorias MX1 e Elite apresentou-se nesta etapa como líder indiscutível, fruto das excelentes prestações nas cinco jornadas anteriormente disputadas.

 

No entanto e devido à lesão contraída na etapa anterior, Basaúla passou dificuldades e na manhã de treinos ponderou o abandono. Foi com muito esforço que concluiu a manga de qualificação na 5ª posição. “Senti muitas dores e tive dificuldades em segurar a mota. Tive uma semana difícil para tentar recuperar, mas ao começar a andar esta manhã as dores voltaram”.

 

Na primeira manga da tarde e sob efeito de medicação, o piloto Kawasaki sai na frente e lidera até três voltas do fim. Sem conseguir manter o mesmo andamento devido à lesão é ultrapassado pelos mais directos adversários terminando apenas na quarta posição. Já na derradeira manga de Elite e com um excelente arranque, Basaúla rapidamente se instala na dianteira e não mais largaria a liderança. Uma demonstração de grande sacrifício numa das mais difíceis corridas do ano.

 

Satisfeito com a vitória final, Basaúla comentou: “A manhã foi para esquecer, no entanto as mangas da tarde acabaram por ser positivas. Esgotei as minhas energias e aguentei a dor até ao fim…O objectivo é sem duvida os títulos nacionais e é para isso que luto todos os dias! Quero agradecer a todos os que estão a meu lado…Esta vitória também é vossa”.

 

O Campeonato segue agora para Vieira do Minho, já no próximo dia 14 de Junho.basa2 mocarria_Copybasa747 Copy

 

HAT TRICK DE MAIO

 

Baja TT Cidade Europeia do Desporto 2015

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

30 e 31 de Maio

 

Equipa Yamaha Pinhelworks

 

Hat trick do capitão Maio

Tripla vitória da Equipa Yamaha Pinhelworks

 

A Equipa Yamaha Pinhelworks esteve em excelente plano na Baja TT Cidade Europeia do Desporto 2015 que neste fim-de-semana se disputou, tendo como base a cidade algarvia de Loulé. Nesta que foi a quarta etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, António Maio alcançou o terceiro triunfo absoluto consecutivo desta temporada, ao qual adicionou a vitória na Classe TT2, enquanto o piloto algarvio Luís Teixeira triunfou na Classe TT3.

 

Apesar de limitada a dois pilotos, devido a ter três pilotos no “estaleiro”, a Equipa Yamaha Pinhelworks continua a ser a formação com maior número de sucessos na competição moto do CNTT 2015.

 

 Para António Maio este triunfo “é o resultado de muito trabalho, tanto meu como da equipa que tem preparado a minha Yamaha duma forma exemplar. Tenho-me treinado muito, sinto-me muito bem e muito confiante e isso reflete-se na forma como as corridas se desenrolam. Ataquei forte no prólogo, para garantir que partia na frente e depois na fase inicial da corrida também dei o meu melhor para assegurar uma boa vantagem. Isso permitiu-me depois tirar um imenso prazer de pilotar em troços que são muito do meu agrado, mantendo a vantagem e assegurando uma boa margem de segurança”.

 

Também Luís Teixeira, natural de Alcoutim, concelho por onde a prova também passava, se mostrou naturalmente satisfeito com a sua vitória. “Regressar aos triunfos e ainda para mais nesta prova onde tinha muitos amigos e muita gente conhecida a apoiar-me, foi muito importante. No prólogo optei por fazer um tempo que me permitisse partir atrás do meu direto adversário, para o melhor poder controlar. Na corrida rapidamente me cheguei a ele e depois demorei algum tempo para o conseguir passar porque estava muito pó. Assim que o passei comecei a andar ainda mais forte e estive próximo de entrar na luta pelo pódio, mas preferi não correr riscos e assegurar esta vitória e os pontos que me permitem ficar muito próximo da liderança da Classe TT3. Quero agradecer a todos os que me apoiaram e à minha equipa em particular e repartir com todos esta vitória”.

Para Frederico Fino que, em conjunto com Fernando Pinhel, é um dos responsáveis da equipa Yamaha Pinhelworks “esta corrida demonstrou toda a força, garra e fibra dos nossos pilotos. O António está a fazer a sua melhor época de sempre. Está muito forte, a andar muito bem e sem cometer erros. O Luís, que está a atravessar um momento complicado na sua vida, mostrou toda a sua fibra de grande campeão, regressou aos triunfos e provou que está muito motivado para renovar o título que alcançou no ano passado. Da minha parte quero também agradecer aos vários elementos da equipa, porque todos eles são parte destes inúmeros sucessos que os pilotos conseguem alcançar”.

 

A próxima jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno será a Baja TT Proença/Oleiros/Mação competição que se vai disputar nos dias 19 e 20 de Junho.

 Antnio Maio_Loul_02_Copy

 

OPEL COM NOVA GERAÇÃO ASTRA

 

Opel revela a nova geração Astra

A presença, e o sucesso, da Opel na classe dos automóveis familiares compactos vem de 1936, ano em que a marca alemã lançou o primeiro modelo de uma longa linhagem Kadett, a qual viria a evoluir para a designação Astra na década de 90. Quase oitenta anos volvidos, a décima primeira geração desta gama está prestes a ver a luz do dia. No total, a Opel produziu 24 milhões de Kadett e Astra e agora prepara-se para escrever um novo capítulo na História do seu ‘bestseller’. A próxima geração Astra assenta numa nova arquitetura de baixo peso. Só terá motores da mais recente série, cujo lançamento se iniciou no final de 2013, e oferecerá equipamentos de tecnologia avançada que são habituais apenas em automóveis de classes superiores. O ‘design’ moderno é outra das características do novo modelo da Opel. O novo Astra alia eficiência e elegância. Tem estreia mundial marcada para o Salão de Frankfurt em setembro.  (...)

 

1433163923011 Copy

 

 

NISSAN GTR LM NISMO

 

 

O NISSAN GT-R LM NISMO

"As corridas são uma batalha. E a nossa arma é a inovação."

O mundo nunca viu um carro de corridas como o GT-R LM NISMO. Radical no seu conceito e inovador na sua execução, foi criado no ponto onde a imaginação, o conhecimento e a coragem se cruzam. A sua missão consiste em explorar novas ideias, em desbravar novos caminhos na direcção de uma velocidade e eficiência sem precedentes e derradeiramente, da vitória na maior prova de todo o desporto motorizado, as 24 Horas de Le Mans.

Nunca ninguém tentou vencer Le Mans com um automóvel de competição com motor à frente e tracção dianteira. Para alguns, a ideia poderá parecer ridícula já que a história aponta para carros com a configuração exactamente oposta como sendo o caminho aceite para a glória. No entanto, se estivermos preparados para colocar de lado as convenções e olhar para a ciência, o regulamento e a própria corrida, poderão ser encontradas novas e convincentes respostas. A da Nissan é o GT-R LM NISMO.

Ao adoptar uma disposição radical de motor dianteiro com tracção dianteira, o GT-R LM NISMO vira literalmente o "livro de regras" de cabeça para o baixo, encontrando uma liberdade criativa nuns regulamentos técnicos que se desenvolveram para limitar o desempenho de concorrentes LM P1 convencionais. Combinado com um sistema de propulsão híbrido que junta um compacto motor a gasolina V6 bi-turbo, poderoso e super eficiente, com um Sistema de Recuperação de Energia (ERS) de volante do motor mecânico, o revolucionário GT-R LM NISMO alcança uma excepcional velocidade em recta, imensa estabilidade em qualquer condição meteorológica e uma eficiência invejável. 

 

 

Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

Vídeo Relacionados

Vídeo Relacionados

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

Cristian Mohr e Max Mohr sobem ao pódio na terceira etapa do Mercedes-Benz Challenge

Os pilotos da Rsports Racing cumprem o objetivo estabelecido para a disputa e seguem na briga pelos títulos da CLA AMG Cup e C 250 Cup Master

O piloto catarinense Cristian Mohr conseguiu manter a posição de largada nos 36min56seg de prova da terceira etapa que aconteceu neste domingo (31), no Autódromo Internacional de Curitiba. Com uma parada obrigatória perfeita o estreante na CLA AMG Cup e campeão da C250 Cup em 2014 no mesmo circuito paranaense, Cristian conquistou o segundo lugar. Este é o melhor resultado na categoria, em Goiânia foi quarto colocado e em Ribeirão Preto marcou a décima posição.

"Na primeira largada e depois na relargada após o acidente no início da corrida, tentei buscar a ponta. Mas os dois carros, tanto o meu como do pole, estavam muito parecidos, imprimimos um ritmo que em alguns trechos da pista o Mercedes dele era mais rápido e vice-versa. E, no resultado final, fiquei com a segunda posição com apenas a diferença de milésimos", disse Cristian Mohr.

"A equipe está de parabéns, a equipe evolui muito e agora tenho convicção que temos condições de brigar pelo campeonato", comemorou o catarinense de 33 anos, Mercedes-Benz AMG 45 (#3) que leva as cores do Grupo Max Mohr, Votorantim Cimentos e WDCom.

C 250 Cup

Max Mohr #225 imprimiu um ritmo forte e fez uma belíssima corrida de recuperação após ter partido da nona posição, completou em quarto na C 250 Cup e em terceiro na classificação da C250 Cup Master. "O resultado foi bom deu pódio e é o que todo o piloto almeja. Muito bacana estar entre os jovens predominam e estamos no meio brincando e às vezes incomodando um pouco. Dou um upgrade na relação com o meu filho Cristian que está competindo junto. Muita emoção sairmos os dois com os troféus. Importante deixar esse legado no esporte e na vida", finalizou o piloto de Blumenau (SC), 62 anos, que soma mais um bom resultado na carreira no circuito paranaense.

A equipe Rsports Racing conta com o patrocínio da Votorantim Cimentos, Grupo Max Mohr, Fiolux/Serwal e Copimaq.

Resultado da terceira etapa do Mercedes-Benz Challenge:

CLA AMG Cup
1) 6 Fernando Junior, CLA, WCR, 21 voltas, 36min25s255 (média de 127,83 km/h)
2) 3 Cristian Mohr, CLA, RSports Racing, a 0s133
3) 33 Adriano Rabelo, CLA, Córdova Motorsports, a 1s040
4) 56 Peter Ferter, CLA, LT Team, a 1s719
5) 44 Cesare Marrucci, CLA, Cordova Motorsports, a 2s607
6) 77 Arnaldo Diniz Filho, CLA, Comark Racing, a 2s624
7) 57 Rodney Felicio, CLA, De Nigris/Europamotors, a 3s304
8) 61 Cesar Fonseca, CLA, Center Bus Sambaiba Racing, a 4s123
9) 10 Pierre Ventura, CLA, CKR Racing, a 6s054
10) 46 Carlos Kray, CLA CKR Racing, a 9s030
11) 0 Marcelo Hahn, CLA, Blau Motorsport, a 23s041
12) 76 Danilo Pinto, CLA, Scuderia 111, a 36s814
13) 60 Betão Fonseca, CLA, Center Bus, Sambaiba Racing, a 3 voltas
14) 18 Fernando Poeta/G.Daudt, CLA, Mottin Racing, a 3 voltas
15) 32 Fernando Fortes, CLA, Mottin Racing, a 9 voltas
16) 11 Neto De Nigris, CLA, De Nigris/Europamotors, a 13 voltas
Não Completaram 75% da prova:
17) 27 Otávio Mesquita, CLA, VB Motorsport
18) 90 José Vitte/Marcos Ramos, CLA, Córdova Motorsports
19)88 Victor Amorim/Fernando Amorim, CLA, Fiolux-RSports Racing
20) 19 Luiz Carlos Ribeiro, CLA, Mottin Racing
21) 20 Roger Sandoval, CLA, Mottin Racing
22) 17 Lineu Linardi, CLA, Linardi Sports
23) 37 Lorenzo/Paulo Varassin, CLA, Hitech Racing

C 250 Cup
1) 7. Betinho Sartório - Paioli Racing
2) 111. Marcos Paioli/Peter Gottschalk - Paioli Racing
3) 21. Peter Michel Gottschalk - Paioli Racing
4) 225. Max Mohr - RSports Racing
5) 63. Marcio Basso - Center Bus Sambaiba Racing
6) 13. Beto Rossi/Claudio Simão - Divena Racing/RSports Racing
7) 55. Roberto Santos - Della Via Racing Team
8) 62. Christian Germano - Center Bus Sambaiba Racing
9) 97. Luiz Sena Jr/Cleiton Campos - WCR
10) 14. Theo De Nigris/Thiago De Nigris - De Nigris/Europamotors
11) 186. Edson Ferreira - RSports Racing
12) 26. Flavio Andrade - Hot Car Competições
13) 5. Kaka Magno - Linardi Sports

Calendário Mercedes-Benz Challenge 2015

Etapa 1 - Goiânia/GO - 22 de março
Etapa 2 - Ribeirão Preto/SP - 05 de abril
Etapa 3 - Curitiba/PR - 31 de maio

Etapa 4 - Santa Cruz do Sul/RS - 28 de junho
Etapa 5 - Goiânia/GO - 16 de agosto
Etapa 6 - Brasília/DF - 13 de setembro
Etapa 7 - Tarumã/RS - 08 de novembro
Etapa 8 - São Paulo/SP - 13 de dezembro


Trabalho de box da equipe Rsports Racing (Luciano Santos/SigCom)

Trabalho de box da equipe Rsports Racing (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Cristian Mohr (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Cristian Mohr (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#03 Cristian Mohr (C250 Cup) conquista seu melhor resultado na CLA AMG Cup (Luciano Santos/SigCom)

#03 Cristian Mohr (C250 Cup) conquista seu melhor resultado na CLA AMG Cup (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Max Mohr (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Max Mohr (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#225 Max Mohr (C250 Cup) deu show na etapa paranaense (Luciano Santos/SigCom)

#225 Max Mohr (C250 Cup) deu show na etapa paranaense (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Pódio CLA AMG Cup (Luciano Santos/SigCom)

Pódio CLA AMG Cup (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Cristian Mohr segundo colocado no pódio da terceira etapa (Luciano Santos/SigCom)

Cristian Mohr segundo colocado no pódio da terceira etapa (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Pódio Categoria C250 Cup (Luciano Santos/SigCom)

Pódio Categoria C250 Cup (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Max Mohr é pódio em Curitiba,terceiro na C 250 Master (Luciano Santos/SigCom)

Max Mohr é pódio em Curitiba,terceiro na C 250 Master (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Incidente no início da prova prova abandono de Victor Amorim #88 (Luciano Santos/SigCom)

Incidente no início da prova prova abandono de Victor Amorim #88  (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

HELDER OLIVEIRA EM 2~LUGAR

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2015

Baja Cidade Europeia do Desporto Loulé 2015

30 e 31 de Maio

  

 

Helder Oliveira com brilhante segundo lugar em Loulé  

Piloto de Barcelos encetou notável recuperação após um prólogo menos positivo  

 

Helder Oliveira, aos comandos de uma Nissan Navara Off Road, conquistou hoje o segundo lugar do pódio da classificação geral dos automóveis da Baja Cidade Europeia do Desporto Loulé 2015, a terceira prova pontuável para o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

 

O piloto de Barcelos, navegado por Nuno Rodrigues da Silva, arrancou hoje para a segunda etapa da prova em oitavo, posição que ocupou no prólogo, devido às complicações que teve com a direção assistida do seu carro. No entanto, com a ambição de alcançar um lugar de pódio, Helder Oliveira começou desde cedo a imprimir um ritmo rápido e forte: “foi uma boa corrida. De manhã partimos do oitavo lugar e começámos logo por atacar para recuperar posições. Apesar dos problemas que tivemos no prólogo, hoje correu tudo bem. No segundo troço tivemos um sobreaquecimento, o que nos deixou apreensivos. Mas, fizemos reset ao carro e pudemos continuar a corrida sempre num bom ritmo. Conseguimos alcançar o segundo lugar o que, para nós, é um resultado muito positivo. A prova correu muito bem e chegámos a pensar que se não tivéssemos ficado sem direção assistida no prólogo o resultado poderia ser ainda melhor”, revelou o piloto Helder Oliveira.

 

O Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno prossegue nos próximos dias 19 e 20 de Junho com a Baja TT Proença/Oleiros/Mação.Helder Oliveira_alcanou_segundo_lugar_do_podio_na_Baja_Cidade_Europeia_do_Desporto_Loul_2015_Copy

 

HELDER OLIVEIRA EM 2º LUGAR

 

Campeonato Nacional de Todo o Terreno 2015

 

BAJA CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO - LOULÉ

 

 

2º LUGAR PARA HÉLDER OLIVEIRA

 

Excelente recuperação da Oceanotrade Racing Team

 

 

Hélder Oliveira e Nuno Rodrigues da Silva voltaram a estar em destaque no Campeonato Nacional de TT. Depois de terem ficado sem direção assistida na Nissan Navara durante o Prólogo, a dupla da Oceanotrade Racing Team efetuou os três setores seletivos da prova com grande nível competitivo, em busca de um lugar no pódio e até de uma possível vitória. Um 2º lugar final acaba por ser um excelente incentivo para tentar viabilizar o resto da temporada, para além de ter sido um justo prémio pela brilhante prova efetuada no Algarve.

 

Depois do 8º lugar do Prólogo, fizemos uma prova sempre a recuperar em todos os troços. O carro revelou-se sempre ótimo, apesar do motor se ter desligado no último setor. O nosso objetivo acabou por ser alcançado e com mais um pódio só me posso sentir satisfeito. Agora vamos ver se temos hipótese de viabilizar a nossa presença nas restantes provas da época”, afirmou Hélder Oliveira.

 

Hélder Oliveira e Nuno Rodrigues da Silva terminaram a Baja Cidade Europeia do Desporto no 2º lugar, a pouco mais de três minutos do vencedor e com uma vantagem de mais de sete minutos em relação ao terceiro classificado. Para além do problema registado no Prólogo, a Nissan Navara Off Road da Oceanotrade Racing Team mostrou-se à altura dos acontecimentos, apesar do traçado da prova não ser o mais indicado para as características do carro. Dois pódios consecutivos contribuem naturalmente para um aumento de confiança de toda a equipa.

 

Quero dar os parabéns ao Hélder e ao Nuno pela excelente prova que conseguiram. Estamos absolutamente satisfeitos com o resultado alcançado e esperançados que possam surgir mais sinais positivos ao longo da época”, disse Paulo Graça o responsável pela estrutura da Oceanotrade Racing Team.

 

Depois da 3ª posição em Reguengos de Monsaraz e do 2º lugar à chegada a Loulé, Hélder Oliveira sobe ao 3º lugar absoluto do Campeonato Nacional de TT.ORT -_Baja_Loule_03_CopyORT -_Baja_Loule_04_Copy

 

SALAO AUTO DO PORTO

 

Esperam-se 40 mil visitantes até domingo no Salão AUTO do Porto
AUTOMÓVEIS NOVOS E SEMI NOVOS
● Organizado pela ARAN e pela Feira Internacional do Porto,
certame representa cerca de 80% do ‘market share’ em
Portugal e terá em exposição meio milhar de veículos novos
e seminovos
A Associação Nacional do Ramo Automóvel (ARAN) e a Exponor vão realizar, em parceria,
o Salão Automóvel do Porto, de 4 a 7 de junho. Além de cerca de 500 viaturas novas e
seminovas, o certame foi pensado como como destino de uma visita em família, pelo que
os promotores planearam um conjunto de atividades que decorrerão em paralelo e
garantirão animação ao certame. É o caso do espaço da Prevenção Rodoviária Portuguesa
(Pavilhão 3) e ainda dos simuladores de corrida, que atrairão a curiosidade dos visitantes,
muitos dos quais ficarão, por certo, fascinados com os exemplares expostos no “Clube
Porsche” ou até com os do Museu do Automóvel. Haverá ainda, na área adjacente à
Exponor, uma zona destinada à realização de tests-drive.
Sem descurar a importância do contributo que o certame pode dar para a cidadania
responsável, a Prevenção Rodoviária Portuguesa aproveitará a ocasião para proceder ao
lançamento da campanha “Seja Visto”, destinada a promover a utilização de
retrorrefletores por parte dos peões – sejam crianças ou adultos – e ciclistas.
Marcas mais importantes presentes
Tendo em conta que o Salão AUTO Porto vai ser um relançamento dos salões de
automóveis do Porto, a organização espera que, conhecida que é a paixão pelas quatro
rodas na região Norte, o público adira. O objetivo é que o evento se aproxime dos 40 mil
visitantes ao longo dos quatro dias em que vai realizar-se. Também o facto dos bilhetes
terem preços acessíveis (três euros por pessoa e cinco o bilhete duplo) dá confiança à
organização.
As marcas presentes na Feira Internacional do Porto representam 80% da quota do
mercado automóvel português, entre as quais algumas marcas exclusivas.
O presidente da ARAN, António Teixeira Lopes, acredita que o evento vai ser bem sucedido
e deixa uma palavra de apreço aos empresários que investiram na presença na Exponor.
“Quero dar os parabéns aos expositores. Embora este seja um salão de vendas, é
um esforço grande para as empresas, sobretudo nos casos em que o importador
não apoia o expositor”, indica Teixeira Lopes sobre o Salão AUTO Porto.
“O Salão AUTO do Porto surge numa altura em que o mercado evidencia alguns
indícios de retoma, sendo por isso uma excelente oportunidade para as famílias
conhecerem, num só espaço, as mais diversas marcas de automóveis e as
principais novidades do sector, proporcionando ao mesmo tempo condições para
a sua aquisição, através de simulações financeiras feitas na hora”, refere Filipe
Gomes, diretor do evento.

INFORMAÇÕES ÚTEIS
Salão AUTO do Porto – Feira aberta ao público
Exposição de veículos automóveis novos e seminovos
Local e organização
Exponor – Feira Internacional do Porto
Av. Dr. António Macedo
Leça da Palmeira - Matosinhos
Data
4 a 7 de junho de 2015
Horários:
4 de junho – 15:00-22:00
5 de junho - 15:00-22:00
6 de junho - 10:00 - 22:00
7 de junho - 10:00 - 19:00
Marcas presentes
Até ao momento, está já confirmada a representação das seguintes marcas: Renault; Dacia;
Seat; Audi; Volkswagen; Range Rover; Skoda; Kia; Peugeot; Opel; Alfa Romeo; Fiat; Lancia;
Mercedes; Smart; Mazda; Suzuki, Nissan, Mitsubishi e Porsche.
Clubes: Porsche, BMW e FIAT.
Preço dos bilhetes:
1 pessoa: 3 euros
2 pessoas: 5euros
Crianças até 12 anos não pagam.

 

GIÃO EM SILVERSTONE

 

Manuel Gião em Silverstone com pódio na mira
Manuel Gião tem este fim-de-semana em Silverstone a terceira jornada do SEAT Leon Eurocup. Depois dos desfechos menos positivos nas jornadas anteriores, o piloto da SEAT Portugal está focado em conseguir o primeiro pódio da época e somar pontos importantes para as contas do Campeonato.
O ano passado neste circuito, Gião esteve à beira do pódio pelo que ambicionar um resultado melhor é realista: "Comecei a época com o pé esquerdo, tenho sido alvo de alguns contratempos mas está na hora desse registo mudar. Temos todas as condições para conseguir bons resultados. O SEAT Leon Cup Racer tem estado com uma performance única, a Baporo Motorsport tem feito um trabalho notável e falta-nos apenas traduzir nas corridas tudo o trabalho que temos vindo a fazer", disse.
Para Manuel Gião o traçado inglês de Silverstone é propicio a disputas e só os mais atentos conseguem sair incólumes: "É uma pista que gosto bastante mas que é difícil e incita as lutas. Um bom 'set-up' é fundamental sobretudo com os novos pneus. Vamos ter de trabalhar bem nos treinos para conseguir encontrar o melhor acerto possível. Gostava de conseguir chegar ao pódio numa das corridas se bem que o top 5 já seria um resultado bastante bom depois deste início atribulado", concluiu o piloto da SEAT Portugal.
Na sexta-feira, dia 5 de Junho têm lugar as duas sessões de treinos livres. No sábado a qualificação e primeira corrida. No Domingo a segunda prova. Os resultados do fim-de-semana poderão ser consultados em: http://www.seat-sport.comestoril giao10_Copy

 

SURF N O BRASIL

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Caio Ibelli
Alta | Web

Às portas do WCT, Caio Ibelli lança vídeo de aventura na América Central


Em um local escondido, brasileiro campeão mundial junior registra sessões de treinos antes da etapa de Ballito

Terceiro colocado na etapa brasileira de Saquarema e lutando para se garantir na elite mundial na próxima temporada, Caio Ibelli "se escondeu" antes da próxima etapa do WQS, divisão de acesso ao WCT, que acontece em Ballito, na África do Sul, entre os dias 29 de junho e 5 de julho, para realizar uma gravação especial.

Atual 11º colocado no ranking do WQS - índice que o classifica para a elite -, Caio foi para um pico na América Central cujas coordenadas ele prefere manter em segredo. "O lugar é escondido, pois ninguém revela suas fontes", brinca Caio, que registrou as sessões de treinos no clipe especial entitulado "Sol y Olas" ("Sol e Ondas" em espanhol).

Clique abaixo para conferir o vídeo e as formas de incorporar ele em sua publicação: Sol y Olas, por Caio Ibelli



 

GOODYEAR E MARCOTRAN ASSINAM ACORDO

 

Goodyear e Marcotran assinam acordo para fornecimento de pneus

 

Durante cinco anos, FleetOnlineSolutions vai ser o sistema de gestão dos pneus

 

 

A Goodyear, uma das maiores empresas fabricantes de pneus em todo o mundo, assinou um acordo de fornecimento de pneus novos e recauchutados com a Marcotran, o grupo empresarial espanhol dedicado ao setor de transporte e logística.

 

image003.png@01D09C82.82D2F7D0" >image006.jpg@01D09C84.F5D46D20" >O acordo, em vigor até 2020, vai permitir que através do sistema de gestão on-line FleetOnlineSolutions (FOS) da Goodyear se gerem informações detalhadas sobre a política de pneus e os dados de cada automóvel. FOS também fornece informações sobre o desempenho dos pneus e os custos associados. Este procedimento, integrado no programa FleetFirst da Goodyear, disponibiliza produtos de alta qualidade, destinados a fornecer serviços e soluções inovadoras para a indústria dos transportes na Europa.

 

Esta parceria também inclui o uso da App EJob que a Goodyear lançou no início deste ano, através da qual é possível armazenar e receber informações via tablets, transmissão de dados e imagens de forma instantânea para FOS e reduzir os tempos de espera e procedimentos burocráticos. Graças à aplicação, a velocidade e a qualidade do serviço aumenta, uma vez que permite enviar e receber informação a partir do local onde o trabalho está a ser realizado.

 

“Há três anos que temos vindo a testar na nossa frota pneus Goodyear da gama FuelMax e estamos muito satisfeitos com a quilometragem e com os valores que temos alcançado. Essa foi uma das razões que nos levou a assinar o contrato de fornecimento, para além do valor acrescentado que as várias ferramentas de gestão e monitorização de pneus Goodyear à nossa disposição nos trazem", disse Marco Alberto López, diretor de compras da Marcotran.

 

"Ano após anos aumenta o número de frotas que escolhem o nosso sistema de gestão graças aos benefícios fundamentais que oferecemos aos gestores de frotas em tempo útil, reduzindo o consumo de combustível, ao permitir que se enviem informações de forma instantânea a partir do local onde o trabalho está a ser realizado", disse Oscar Flandez, responsável de frotas da Goodyear Dunlop Iberia.

 

A Marcotran é composta por uma frota de 700 camiões e 1.200 reboques, especializada no transporte de longa distância entre destinos como Espanha e Rússia em apenas três dias e meio. A empresa tem igualmente bases na Polónia, Itália, França, Marrocos, Rússia e sua principal área de atuação é o transporte expresso de longa distância.

 

A partir de agora a Goodyear vai prestar assistência com EJob e FOS, cumprindo um dos compromissos que ambas as empresas têm em comum, o de inovar em ferramentas e sistemas utilizados para agilizar os processos de gravação de dados e produtos de monitorização.

 

 

Sobre a Goodyear

 

A Goodyear é uma das maiores empresas produtoras de pneus a nível mundial. Tem cerca de 67.000 empregados e fabrica os seus produtos em 50 instalações localizadas em 22 países em todo o mundo. Os seus dois Centros de Inovações, em Akron, no Ohio, e em Colmar-Berg, no Luxemburgo, esforçam-se por desenvolver produtos e serviços de última geração que estabelecem o padrão da indústria em termos de tecnologia e desempenho.

Para mais informação acerca da Goodyear ou os seus produtos, consulte http://www.goodyear.com

 

Sobre Marcotran

A Marcotran é um grupo empresarial dedicado ao setor de transporte e logística com mais de 30 anos de experiência. Emprega mais de 1.000 pessoas de 29 nacionalidades diferentes e tem uma frota de 700 camiões, 1.200 reboques e mais de 500.000 metros quadrados de instalações de logística. Para mais informações sobre a Marcotran, visite  http://www.marcotran.com/

 Goodyear eJob_App_2_Copy

 

ARC SPORT NOS AÇORES

 

SATA Rallye Açores 2015

 

 

ARC SPORT PRONTA PARA O GRANDE DESAFIO

 

RICARDO MOURA APOSTA NO PÓDIO

 

A ARC Sport regressa à ilha de São Miguel para uma das provas mais apetecíveis do calendário, o SATA Rallye Açores que vai estar na estrada entre 4 e 6 de junho. Ricardo Moura vai correr em casa e perante um público vibrante que lhe confere um especial apoio em todas as especiais de classificação. Ao volante do seu Ford Fiesta R5, o tricampeão nacional espera recuperar terreno no Campeonato Nacional de Ralis, contando com António Costa no banco do lado, o seu habitual navegador no CNR.

 

Alcançar o melhor resultado possível, pensando essencialmente no Campeonato Nacional de Ralis é o trabalho que Ricardo Moura tem pela frente ao longo de 17 troços cronometrados.

 

É com grande entusiasmo que encaro mais uma participação no SATA Rallye Açores. Estamos todos focados no nosso trabalho e esperamos que a sorte nos acompanhe e possamos ser mais felizes que em 2014. O objetivo é disputar uma posição no pódio, bem como lutar pela vitória no Campeonato Nacional de Ralis”, afirmou, com entusiasmo, Ricardo Moura.

 

 

ADRUZILO LOPES COM LOTE DE ADVERSÁRIOS MAIS ALARGADO

 

 

O SATA Rallye Açores sempre foi uma prova muito apreciada por Adruzilo Lopes. Ao volante do Subaru Impreza R4 da ARC Sport, e com Vasco Ferreira a seu lado, o carismático piloto vai contar com uma estimulante concorrência inscrita no Agrupamento de Produção do ERC, embora a equipa pontue apenas para o CNR.

 

É mais um rali dos Açores de que gosto imenso e onde irei apanhar um lote de adversários mais alargado, tanto nos concorrentes do ERC, como entre os pilotos açorianos. Vamos partir concentrados no nosso campeonato, tentando também obter o melhor resultado possível. É com este espírito e com o ânimo habitual que vamos enfrentar mais este desafio”, disse Adruzilo Lopes.

 

 

 

A estrutura da ARC Sport está preparada para mais um importante desafio. Com total confiança nos seus pilotos e em todos os elementos da equipa, a formação de Aguiar da Beira parte para o SATA Rallye Açores com excelente dose de otimismo.

 

Vamos regressar aos troços de terra e a um traçado bastante competitivo. Temos todos de trabalhar para um bom resultado dos nossos pilotos, onde o ideal seria mesmo a vitória. Estamos bastante esperançados que as coisas possam correr bem”, declarou Augusto Ramiro, responsável pela ARC Sport.

 

O SATA Rallye Açores conta com 17 provas especiais de classificação divididas por três dias de competição. A partida está marcada para as 15h45 da próxima 5ª feira, dia 4 de junho e a chegada agendada para as 19h00 de sábado, 6 de junho.

 

 ARC Sport_-_Rallye_Serras_de_Fafe_-_Ricardo_Moura_01_CopyARC Sport_Rally_Cidade_de_Guimaraes_-_Adruzilo_Lopes_Copy

 

CTT RENOVA FROTA

 

CTT renova frota com 604 Comerciais Ligeiros PEUGEOT 

  • Mais de 50% dos veículos são de produção nacional
  • Negócio deverá representar para a PEUGEOT 2 p.p. de quota do mercado de Comerciais Ligeiros e 25% de vendas mensais deste mercado em Portugal

 

 

A PEUGEOT Portugal vai fornecer 604 viaturas operacionais aos CTT Correios de Portugal, distribuídas por três das propostas de veículos comerciais da PEUGEOT: Partner, Expert e Boxer. A maioria dos veículos envolvidos neste contrato serão PEUGEOT Partner fabricados em território nacional pelo Centro de Produção de Mangualde.

 

A PEUGEOT Portugal venceu um muito disputado concurso que envolveu diferentes operadores nacionais, no qual se previa o fornecimento de um lote significativo de viaturas comerciais aos CTT Correios de Portugal. Esta operação que envolve também a gestora de frotas portuguesa Finlog garante à PEUGEOT o fornecimento este ano de um total de 604 unidades de veículos Comerciais Ligeiros.

Esta encomenda resulta num novo e significativo reforço em termos de produtividade do Centro de Produção de Mangualde, de onde sairá a grande maioria das unidades Partner que equiparão a frota dos CTT. O contrato tem, naturalmente, uma implicação directa no tecido empresarial envolvente da região, resultando num significativo contributo para os fornecedores nacionais da Fábrica PSA de Mangualde e para a evolução da economia nacional. 

No conjunto, este negócio envolve 428 unidades do PEUGEOT Partner, 150 unidades do PEUGEOT Boxer e 26 unidades do PEUGEOT Expert.

Esta encomenda permitirá aos CTT reforçar a modernidade da sua frota, já hoje uma das mais jovens do País, com uma idade média de 3,3 anos. A escolha da solução teve em conta critérios de racionalidade económica e ambiental, nomeadamente os consumos e as emissões. Em 2014, mais de 99% dos contratos celebrados pelos CTT incluíram cláusulas ambientais.                                                            

Prevê-se, além disso, que estes veículos promovam reduções de consumos na ordem dos 3% ao ano (75 mil litros durante a sua vida útil) e das emissões de CO2, cuja poupança  pode ascender a mais de 170 toneladas. De acordo com os dados do IPC (Internacional Post Corporation, uma organização sectorial), os CTT foram o operador postal que mais reduziu a sua pegada carbónica a nível mundial no período 2008-2013: -51%.

«Dadas as suas características, trata-se de um negócio muito importante não apenas para a PEUGEOT Portugal, mas para o próprio tecido de produção nacional», refere Jorge Tomé, Director da PEUGEOT Ibérica. «Para a PEUGEOT porque confirma a nossa capacidade de garantir propostas chave-na-mão a grandes operadores, cumprindo na íntegra com os cada vez mais exigentes cadernos de encargos, como neste caso, que envolveu critérios de exigência muito apertados dos CTT. Depois porque é, decerto, um dos maiores negócios da nossa história em Portugal, e que contribui para a dinamização do ‘cluster’ de fornecedores nacionais do sector automóvel, pela produção de um lote significativo de viaturas no Centro de Produção de Mangualde», conclui este responsável.

“Os CTT operam actualmente uma das maiores frotas do País e a única que de segunda a sexta-feira percorre todos os domicílios do País”, refere Miguel Salema Garção, Director de Marca e Comunicação dos CTT, lembrando que “nenhuma outra rede é tão reticular e tão próxima da população como a dos CTT e, precisamente porque vamos a todo o lado, temos investido fortemente no rejuvenescimento da frota. Os veículos que operamos não só consomem menos e emitem menos CO2 – desempenho que irá ser reforçado com estes novos Peugeot -  como estão cada vez mais alternativos: já percorremos as estradas de Portugal com carros eléctricos e bicicletas electricamente assistidas.”

Segundo o Administrador da Finlog, Paulo Araújo, “A Finlog é hoje uma das mais relevantes empresas de gestão de frotas do país, que disponibiliza aos seus clientes um serviço global automóvel com qualidade e flexibilidade. É nesse caminho de sucesso que a Finlog acaba de garantir este importante negócio para a sua afirmação nacional - a gestão de mais 604 unidades da frota dos CTT Correios de Portugal. A proposta da Finlog venceu um disputado concurso que envolveu diferentes operadores nacionais e provou ser a mais adaptada às necessidades dos CTT. Esta proposta reúne assim maiores vantagens competitivas, permitindo aos CTT a renovação das suas viaturas mais antigas de uma forma mais sustentável, designadamente em termos de custos operacionais, não esquecendo também as preocupações ambientais. Esta é uma parceria de enorme relevância no contexto automóvel português, em volume e em valor financeiro.”

Até chegarem às mãos dos seus utilizadores, as viaturas serão alvo de transformações específicas, designadamente ao nível da adaptação das respectivas caixas de carga e habitáculos, com vista a aumentar a sua versatilidade enquanto parceiras de negócio e também os rácios de eficiência da distribuição de correio no nosso País.

Através desta operação, a PEUGEOT cimenta a sua posição de liderança no mercado nacional e especificamente nos segmentos dos Comerciais Ligeiros. As 604 viaturas deste contrato representarão previsivelmente 2 p.p. de quota do mercado de Comerciais Ligeiros para a PEUGEOT, permitindo à Marca continuar com a sua estratégia de crescimento e desenvolvimento a nível nacional.

 Centro de_produao_CopyProducao interior_Copy

 

BALANÇO POSITIVO PARA SOUSA COUTINHO EM PAU

 

BALANÇO POSITIVO PARA SOUSA COUTINHO EM PAU


133 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy

233 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy333 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy433 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy533 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy633 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy733 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy833 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_CopyDomingos Sousa Coutinho na sua deslocação ao circuito citadino de Pau, em França, teve uma excelente actuação em pista, no entanto alguns contratempos extra, não permitiram ao piloto do Porto poder fazer melhor, como nos explicou “ o fim de semana correu muito bem, logo na sessão de treinos livres fizemos o melhor tempo, embora não estivessem em pista os nossos principais adversários, no entanto fiquei entusiasmado com a performance atingida. Nos treinos cronometrados, as coisas foram um bocado mais complicadas, pois o Paulo Antunes ao volante do seu Datsun 1200, atrapalhou as minhas voltas de treino, e com isso acabei por sair da 5ª posição das grelha de partida. Senão fosse este contratempo involuntário, de certeza absoluta que tinha grandes hipóteses de ficar na 2ª linha da grelha de partida, com melhor tempo garantido ( na corrida consegui o 2º melhor tempo de corrida, cerca de 2 seg abaixo do tempo conseguido no crono; mesmo assim consegui fazer 1.38.3, e o carro esteve muito bom”.

 

 

Já para a corrida, Domingos Sousa Coutinho tinha como objectivo subir ao ponto mais alto do pódio, no entanto factores externos organizativos, acabaram por deitar por terra os planos inicialmente concebidos. No entanto o piloto do BMW 2.8, explicou o que se passou em pista “ quem começou a corrida foi o Luis Sousa Ribeiro, mas a verdade é que os procedimentos de partida não foram os que foram discutidos no briefing com a Direcção de corrida. Os carros não estavam todos alinhados, e chegou-se ao cúmulo de verificar que os primeiros sete ou oito carros estavam bem agrupados, mas mais para trás acabou por haver um grande desfasamento com um intervalo de quase cinco ou seis carros, e nem sequer estavam alinhados, em suma um pandemónio completo. O Luis Sousa Ribeiro arrancou muito bem, mas como o procedimento de partida não foi respeitado e, para agravar a situação, a sinalização dos semáforos também não foi respeitada. Por sua vez o João Pina Cardoso que estava na primeira linha ao volante do Ford Escort, começou a acelerar, e assim ficou na liderança, aproveitando-se da situação. Assim , logo à 3ª ou 4ª volta, tinha já uma diferença de cerca de oito segundos para o segundo classificado, que numa pista de cidade, como é o caso de Pau, não é nada normal. O Luis Sousa Ribeiro com este procedimento de partida, foi logo ultrapassado por dois adversários, tentando nas voltas seguintes ultrapassar estes adversários mas acabaria por dar um toque num Porsche 911 dum piloto francês de forma involuntária.”

 

 

Perante este facto, com certeza que houve danos no BMW, mas Sousa Coutinho continuaria “ houve danos no spoiler da frente, mas deu para continuar em pista. Depois o Luis passou-me o volante,  mas apanhei um turno relativamente complicado, que não me permitiu recuperar mais lugares. Não tive efectivamente sorte, pois quando me aproximei do Porsche 911, surge o safety car em pista, tudo isso motivado pelo Datsun do Paulo Antunes ter derramado óleo na pista nas ultimas 3 ou 4 voltas. Mas com a saída do safety car, originou alguma confusão no pelotão, mantive-me na minha posição, e mesmo assim consegui recuperar algum atraso e acabei por cortar a linha de chegada na 6ª posição e 3º da classe H71”.

 

BALANÇO POSITIVO PARA SOUSA COUTINHO EM PAU

 

BALANÇO POSITIVO PARA SOUSA COUTINHO EM PAU


133 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy

233 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy333 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy433 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy533 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy633 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy733 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_Copy833 PAU-HE-AMPAQUETE-2015_CopyDomingos Sousa Coutinho na sua deslocação ao circuito citadino de Pau, em França, teve uma excelente actuação em pista, no entanto alguns contratempos extra, não permitiram ao piloto do Porto poder fazer melhor, como nos explicou “ o fim de semana correu muito bem, logo na sessão de treinos livres fizemos o melhor tempo, embora não estivessem em pista os nossos principais adversários, no entanto fiquei entusiasmado com a performance atingida. Nos treinos cronometrados, as coisas foram um bocado mais complicadas, pois o Paulo Antunes ao volante do seu Datsun 1200, atrapalhou as minhas voltas de treino, e com isso acabei por sair da 5ª posição das grelha de partida. Senão fosse este contratempo involuntário, de certeza absoluta que tinha grandes hipóteses de ficar na 2ª linha da grelha de partida, com melhor tempo garantido ( na corrida consegui o 2º melhor tempo de corrida, cerca de 2 seg abaixo do tempo conseguido no crono; mesmo assim consegui fazer 1.38.3, e o carro esteve muito bom”.

 

 

Já para a corrida, Domingos Sousa Coutinho tinha como objectivo subir ao ponto mais alto do pódio, no entanto factores externos organizativos, acabaram por deitar por terra os planos inicialmente concebidos. No entanto o piloto do BMW 2.8, explicou o que se passou em pista “ quem começou a corrida foi o Luis Sousa Ribeiro, mas a verdade é que os procedimentos de partida não foram os que foram discutidos no briefing com a Direcção de corrida. Os carros não estavam todos alinhados, e chegou-se ao cúmulo de verificar que os primeiros sete ou oito carros estavam bem agrupados, mas mais para trás acabou por haver um grande desfasamento com um intervalo de quase cinco ou seis carros, e nem sequer estavam alinhados, em suma um pandemónio completo. O Luis Sousa Ribeiro arrancou muito bem, mas como o procedimento de partida não foi respeitado e, para agravar a situação, a sinalização dos semáforos também não foi respeitada. Por sua vez o João Pina Cardoso que estava na primeira linha ao volante do Ford Escort, começou a acelerar, e assim ficou na liderança, aproveitando-se da situação. Assim , logo à 3ª ou 4ª volta, tinha já uma diferença de cerca de oito segundos para o segundo classificado, que numa pista de cidade, como é o caso de Pau, não é nada normal. O Luis Sousa Ribeiro com este procedimento de partida, foi logo ultrapassado por dois adversários, tentando nas voltas seguintes ultrapassar estes adversários mas acabaria por dar um toque num Porsche 911 dum piloto francês de forma involuntária.”

 

 

Perante este facto, com certeza que houve danos no BMW, mas Sousa Coutinho continuaria “ houve danos no spoiler da frente, mas deu para continuar em pista. Depois o Luis passou-me o volante,  mas apanhei um turno relativamente complicado, que não me permitiu recuperar mais lugares. Não tive efectivamente sorte, pois quando me aproximei do Porsche 911, surge o safety car em pista, tudo isso motivado pelo Datsun do Paulo Antunes ter derramado óleo na pista nas ultimas 3 ou 4 voltas. Mas com a saída do safety car, originou alguma confusão no pelotão, mantive-me na minha posição, e mesmo assim consegui recuperar algum atraso e acabei por cortar a linha de chegada na 6ª posição e 3º da classe H71”.


Fotos de António Paquete em Pau - www.velocidadeon,line.com

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
José Vitte voltou às pistas em grande estilo
Alta | Web

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Cristian Mohr vai largar em segundo
Alta | Web

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Fernando Jr. conquistou a pole position
Alta | Web

Mercedes-Benz Challenge: pilotos do sul do país dominam primeira fila da CLA AMG Cup



- Gaúcho Fernando Júnior e catarinense Cristian Mohr garantem primeira e segunda posições
- Pole foi decidida por apenas 0s084 a favor do piloto de Santa Cruz do Sul
- José Vitte volta às pistas após acidente com surpreendente terceiro lugar no grid
- Líder Adriano Rabelo sai em quarto. Vice Neto De Nigris tem dia para esquecer: apenas 16º
- Largada será às 11h15 ao vivo no Youtube. Band Sports mostra disputa a partir das 19h


O domingo promete uma corrida imprevisível para quem acompanhar a terceira etapa do Mercedes-Benz Challenge, que será disputada a partir das 11h15 no Autódromo Internacional de Curitiba, na capital paranaense. Pelo menos é o que mostra o resultado das tomadas de tempo da categoria CLA AMG Cup, que foi marcada por intensa disputa pela pole position entre dois pilotos da Região Sul do país.

O gaúcho Fernando Júnior, terceiro colocado na pontuação, teve que se esforçar para garantir a pole position por apenas 0s084 de vantagem sobre o catarinense Cristian Mohr - quinto colocado na tabela. Partindo da primeira fila do grid, a dupla pretende avançar na classificação do campeonato e ameaçar o domínio do cearense Adriano Rabelo, que venceu as duas primeiras etapas e larga em quarto neste domingo.

No treino que definiu o grid neste sábado, Fernando Jr. deixou os boxes para uma sequência inicial de apenas três voltas. Em pouco tempo, ele já mostrou que disputaria a pole position, mas foi com o segundo jogo de pneus novos que ele fechou a volta que lhe garantiu a pole position.

"Tenho que agradecer à minha equipe, meu carro esteve bom desde o primeiro treino de ontem, no treino de hoje dei só cinco voltas porque o carro estava perfeito. Ainda não ganhamos nada, mas o carro está excelente para a corrida de amanhã. Gosto muito de pilotar na pista de Curitiba, e a pole é o que a gente queria. Sair na frente na largada é um bom começo", declarou o pole position, que estabeleceu sua passagem na nona das onze voltas que completou durante as tomadas de tempo.

Final apertado -O gaúcho de Santa Cruz do Sul - local da próxima etapa do Mercedes-Benz Challenge - dominou a maior parte do treino deste sábado, mas no final foi seriamente ameaçado por Mohr, que quase lhe tomou a pole position.

"Estamos trabalhando forte na preparação para este ano de estreia na CLA 45 AMG, já que viemos de uma temporada que rendeu o título na C 250. Ainda estou me adaptando, é um carro novo para mim, e começar a terceira etapa da temporada largando na primeira fila dá um novo ânimo para disputarmos o restante do campeonato", acrescentou o piloto de Blumenau.

Cristian Mohr tem uma relação antiga com a pista de Curitiba e considera esta etapa paranaense, praticamente, uma corrida em casa. Campeão estadual de Marcas, ele confirmou a conquista do título do ano passado do Mercedes-Benz Challenge pela categoria C 250 justamente no circuito paranaense.

Segunda fila para o líder - O líder do campeonato, Adriano Rabelo, cravou a quarta melhor marca do dia - a 0s526 da pole position. Já o vice-líder Neto De Nigris (SP) não teve um bom treino: ficou apenas em 16º lugar.

"Estou em quarto no grid, o que representa uma boa colocação. No ano passado, também larguei em quarto na etapa de Curitiba e quase ganhei a corrida. Agora vamos montar uma estratégia para a prova de amanhã (domingo), porque a corrida é longa. Com certeza não vou ficar ali parado na quarta posição. Vou para cima do pessoal para buscar a vitória".

Retorno em grande estilo - a terceira etapa da temporada de 2015 do Mercedes-Benz Challenge marcou o retorno do paulistaJosé Vitte ao automobilismo. De volta à ativa depois do grave acidente sofrido no final de 2014 no Autódromo do Velopark, no Rio Grande do Sul, Vitte foi a grande surpresa do treino classificatório deste sábado em Curitiba, ao garantir a terceira posição no grid.

"Voltar desta forma é muito bom. Desde ontem estamos fazendo bons tempos, o que me deixa muito feliz. Voltar depois de um acidente como o que tive traz uma sensação de certa forma estranha. Pela família, eu não voltaria, mas é o que gosto de fazer. Obviamente fiquei um pouco apreensivo, em especial nos primeiros treinos."

O etapa deste domingo do Mercedes-Benz Challenge terá transmissão ao vivo pelo canal oficial do Mercedes-Benz Challenge no YouTube:https://www.youtube.com/user/mbchallengebr. Mais tarde, às 19h, o canal Band Sports exibe a disputa na íntegra, logo após a etapa de Detroit da Fórmula Indy.

Confira os 15 melhores das tomadas de tempo:
1) Fernando Junior, 1min26s841, média de 153,18 km/h
2) Cristian Mohr, a 0s084
3) José Vitte/Marcos Ramos, a 0s458
4) Adriano Rabelo, a 0s526
5) Victor Amorim/Fernando Amorim, a 0s582
6) Lorenzo Varassin/Paulo Varassim, a 0s620
7) Betão Fonseca, a 0s727
8) Luiz Carlos Ribeiro, a 0s898
9) Fernando Fortes, a 0s904
10) Peter Ferter, a 0s907
11) Lineu Linardi, a 0s910
12) Marcelo Hahn, a 1s037
13) Cesare Marrucci, a 1s111
14) Cesar Fonseca, a 1s196
15) Rodney Felício, a 1s269

Campeonato da CLA AMG Cup após duas corridas:
1) Adriano Rabelo, 40 pontos
2) Neto de Nigris, 26 pontos
3) Fernando Júnior, 25 pontos
4) Arnaldo Diniz Filho, 21 pontos
5) Cristian Mohr, 19 pontos
6) Pierre Ventura, e Luiz Carlos Ribeiro, 17 pontos
7) Cesar Fonseca, 14 pontos
8) Victor Amorim/Fernando Amorim, 12 pontos
9) Fernando Poeta/Guilherme Daudt e Carlos Kray, 10 pontos
10) Cesare Marrucci e Peter Ferter, 9 pontos
11) Marcelo Hahn, 8 pontos
12) Betão Fonseca, 6 pontos
13) Roger Sandoval e Danilo Pinto, 5 pontos
14) Fernando Fortes, 4 pontos
15) Lorenzo Varassin/Paulo Varassin, 2 pontos

Programação das transmissões do Mercedes-Benz Challenge em Curitiba, neste domingo:
11h15 - Largada 3ª etapa CLA AMG Cup e C 250 Cup - Youtube
19h00 - Transmissão da prova pelo Band Sports

 

JOANA BARBOSA NA RAMPA DA COVILHÃ

 

Joana Barbosa quer resultado positivo na
Rampa Serra da Estrela /Covilhã
Depois das emoções fortes da Rampa da Falperra, o Campeonato
Nacional de Montanha prossegue no fim de semana de 6 e 7 de
Junho na Serra da Estrela, com a presença de Joana Barbosa.
A piloto de Braga, que na jornada anterior foi a melhor presença
feminina aos comandos do seu Abarth 500, volta a apostar numa
boa prestação e, sobretudo, em evoluir num traçado que agora já
conhece, querendo tirar o melhor partido dessa situação: “Esta
será a minha segunda participação na Rampa da Serra da
Estrela/Covilhã que confesso ser uma das minhas
preferidas. Gostei muito do traçado e diverti-me imenso no
ano passado, assim como espero divertir-me este ano”,
confessa Joana Barbosa.
Com as alterações registadas este ano ao nível das Categorias no
Campeonato Nacional de Montanha, Joana Barbosa está agora
englobada na Categoria 2, onde pontuam algumas das viaturas
mais potentes da competição, mais isso não é impeditivo de lutar
por uma das melhores posições, embora saiba que não tem
argumentos em termos de viatura para algumas das presentes:
“Como já não é um traçado desconhecido para mim, o
objetivo é melhorar o meu tempo em relação ao anterior e
sentir a minha evolução na adaptação ao traçado e ao
carro”, esclarece, sublinhando ainda: “A expectativa é positiva
uma vez que tento sempre fazer o melhor que sei para
tentar alcançar os meus objetivos”, concluiu.Joana Barbosa_Falperra2015_2_Copy

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

Claudio Kolodziej
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Linneu Linardi
Alta | Web

Claudio Kolodziej
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Linneu Linardi
Alta | Web

Claudio Kolodziej
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Linneu Linardi
Alta | Web

Acidente tira Linneu Linardi da terceira etapa do MB Challenge

Problema nos freios provocou colisão entre o piloto da Linardi Sports com concorrente durante a prova realizada em Pinhais

Linneu Linardi se envolveu em um forte acidente durante a terceira etapa do Mercedes-Benz Challenge, disputada na manhã deste domingo (31) no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). O piloto, que chegou a aparecer na segunda colocação, atingiu o carro de Fernando Fortes na 13ª volta da prova, deixando a disputa no circuito localizado na região metropolitana de Curitiba.

"Foi uma pena!", lamentou Linardi. "Era até então uma das nossas melhores corridas no Mercedes-Benz Challenge, mas tive um problema nos freios e acabei atingindo o carro do Fernando, a quem peço desculpas pelo acidente. Se não tivesse batido, estaria embutido no guard-rail. Não sei o que iria acontecer", seguiu o piloto e proprietário da equipe Linardi Sports.

"Estamos todos frustrados pelo acidente. Tínhamos todas as condições de conseguir um ótimo resultado. Certamente estaríamos entre os cinco primeiros no final da corrida", completou Linardi, que conseguiu ganhar posições após se livrar do acidente na largada da prova e vinha no mesmo ritmo dos líderes da prova até o acidente.

Pela classe C250, Kaká Magno não participou da prova e buscará uma melhor adaptação ao carro para poder, de fato, estrear na próxima etapa. Depois de andar no treino da última sexta-feira, a paranaense teve um mal-estar que a tirou do treino livre do sábado de manhã.

"Infelizmente senti uma indisposição ontem e não pude participar do treino livre. Mas adorei a acolhida da equipe e adorei a experiência com a Linardi Sports. Realmente, me senti em casa. Agora, vamos para a próxima etapa, onde farei minha estreia", disse Kaká.

A próxima etapa do Mercedes-Benz Challenge acontece no dia 28 de junho, em Santa Cruz do Sul (RS).

CLA AMG Cup
1) 6 Fernando Junior, CLA, WCR, 21 voltas, 36min25s255 (média de 127,83 km/h)
2) 3 Cristian Mohr, CLA, RSports Racing, a 0s133
3) 33 Adriano Rabelo, CLA, Córdova Motorsports, a 1s040
4) 56 Peter Ferter, CLA, LT Team, a 1s719
5) 44 Cesare Marrucci, CLA, Cordova Motorsports, a 2s607
6) 77 Arnaldo Diniz Filho, CLA, Comark Racing, a 2s624
7) 57 Rodney Felicio, CLA, De Nigris/Europamotors, a 3s304
8) 61 Cesar Fonseca, CLA, Center Bus Sambaiba Racing, a 4s123
9) 10 Pierre Ventura, CLA, CKR Racing, a 6s054
10) 46 Carlos Kray, CLA CKR Racing, a 9s030
11) 0 Marcelo Hahn, CLA, Blau Motorsport, a 23s041
12) 76 Danilo Pinto, CLA, Scuderia 111, a 36s814
13) 60 Betão Fonseca, CLA, Center Bus, Sambaiba Racing, a 3 voltas
14) 18 Fernando Poeta/G.Daudt, CLA, Mottin Racing, a 3 voltas
15) 32 Fernando Fortes, CLA, Mottin Racing, a 9 voltas
16) 11 Neto De Nigris, CLA, De Nigris/Europamotors, a 13 voltas
Não Completaram 75% da prova:
17) 27 Otávio Mesquita, CLA, VB Motorsport
18) 90 José Vitte/Marcos Ramos, CLA, Córdova Motorsports
19)88 Victor Amorim/Fernando Amorim, CLA, Fiolux-RSports Racing
20) 19 Luiz Carlos Ribeiro, CLA, Mottin Racing
21) 20 Roger Sandoval, CLA, Mottin Racing
22) 17 Lineu Linardi, CLA, Linardi Sports
23) 37 Lorenzo/Paulo Varassin, CLA, Hitech Racing

C 250 Cup
1) 7. Betinho Sartório - Paioli Racing
2) 111. Marcos Paioli/Peter Gottschalk - Paioli Racing
3) 21. Peter Michel Gottschalk - Paioli Racing
4) 225. Max Mohr - RSports Racing
5) 63. Marcio Basso - Center Bus Sambaiba Racing
6) 13. Beto Rossi/Claudio Simão - Divena Racing/RSports Racing
7) 55. Roberto Santos - Della Via Racing Team
8) 62. Christian Germano - Center Bus Sambaiba Racing
9) 97. Luiz Sena Jr/Cleiton Campos - WCR
10) 14. Theo De Nigris/Thiago De Nigris - De Nigris/Europamotors
11) 186. Edson Ferreira - RSports Racing
12) 26. Flavio Andrade - Hot Car Competições
13) 5. Kaka Magno - Linardi Sports

 

PEDRO FERREIRA EM BOM PLANO

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2015

Baja Cidade Europeia do Desporto 2015

30 e 31 de Maio

 

Pedro Ferreira brilha aos comandos do Depieres 2RM

Piloto nortenho foi 4º no Algarve

 

Pedro Ferreira, acompanhado de Válter Cardoso, esteve em plano de grande evidência na Baja Cidade Europeia do Desporto 2015, terceira etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. O jovem piloto, que se apresentou para esta corrida aos comandos do Depieres Proto de duas rodas motrizes, confirmou plenamente os excelentes indicadores que tinha dado na sua prova de estreia há dois meses atrás e conseguiu alcançar um magnífico 4º lugar absoluto na prova algarvia. De salientar que esta foi apenas a terceira corrida de Pedro Ferreira do CNTT.

 

”Tentei tirar o máximo partido da nossa máquina mas havia zonas onde o facto de ser um duas rodas motrizes era penalizante. Tentei dar o meu melhor e o Válter ajudou-me imenso a manter o ritmo. Estou a dar os primeiros passos no todo-o-terreno e por isso este resultado é muito importante e motivador, salientou no final da corrida Pedro Ferreira.

 

Pedro Ferreira estará de regresso às competições do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno disputando nos próximos dias 19 e 20 de Junho a Baja TT Proença/Oleiros/Mação.

 PedroFerreira Loul2015_01_CopyPedroFerreira Loul2015_02_Copy

 

DIFICULDADES PARA MOTA

 

Dia difícil para Fábio Mota

Fábio Mota não teve um dia fácil em Jarama e, depois de ontem ter conquistado duas pole-positions, hoje viu-se impossibilitado de concretizar o seu andamento em resultados, concluindo a segunda ronda da Clio Cup España com um quarto e um sétimo lugares.

Depois dos bons resultados na qualificação de sábado, o piloto português tinha excelentes perspectivas para as provas de hoje, uma vez que tinha evidenciado um forte andamento.

Contudo, o jovem de Vila Nova de Gaia estava consciente de que as corridas seriam duríssimas e a primeira – a mais curta do programa – foi prova disso. Logo na volta de abertura, depois de intensas e acirradas lutas, o português cruzava a linha de meta no terceiro lugar. Fábio Mota tudo tentou para recuperar, mas no calor da luta perdeu uma posição, vendo a bandeirada de xadrez à porta do pódio sem o para-choques traseiro.

Para a segunda prova do evento – a mais longa – o português voltava a arrancar da pole-position e manteve com autoridade o comando, liderando sem dificuldades o aguerrido pelotão da Clio Cup España. No entanto, o Safety-Car foi obrigado a entrar em acção e no reinício, o jovem de Vila Nova de Gaia queimou a travagem, alargando a trajectória para a primeira curva e, num ápice, caiu para o nono lugar.

Fábio Mota não virou a cara à luta e conseguiu ainda recuperar algumas posições, mas sem tempo para recolar ao grupo da frente, acabou no sétimo lugar. “Não foi o melhor dos dias! A primeira corrida ficou marcada pelo arranque menos bom, fiquei numa situação difícil e, acabei por perder diversos lugares. Na segunda, estava tudo a correr bem mas depois do Safety-Car, deixei a travagem para muito tarde – para tarde de mais – e claro, num troféu tão competitivo, quando consegui recuperar o carro, estava já no nono lugar. O tempo já não era muito e só me foi possível recuperar até ao sétimo posto”, descreveu o piloto apoiado pela Würth, Sika, Projectiva, Serafim Marques, Turas, Wetor e Glassdrive.

Fábio Mota assume que poderia ter feito melhor, mas sublinha o andamento que demonstrou prova que a vitória de Valência não foi obra do acaso e garante que é preciso contar com ele na luta pelos melhores lugares das próximas corridas. “É evidente que, depois de ter conquistado as duas pole-positions, tinha expectativas elevadas, mas numa competição com um andamento tão próximo e elevado temos que andar sempre no limite e, por vezes, acontecem pequenas imperfeições que fazem toda a diferença. Assumo que poderia ter feito melhor, a Lema Racing entregou-me um carro muito bom e evidenciámos que estamos aqui para lutar pelas posições cimeiras em todos os circuitos e é isso que ambicionamos já nas provas de Aragón”, frisou com confiança o português.

Depois da ronda de Jarama, a próxima ronda da Clio Cup España realiza-se a 27 e 29 de Junho em Motorland, Aragón.FMota FT_15006_Copy

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Fernando Júnior: pole e vitória
Alta | Web

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Fernando Jr. (#06) e Cristian Mohr (#03)
Alta | Web

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Adriano Rabelo (#33) manteve liderança
Alta | Web

Fábio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Betinho Sartório venceu na C 250 Cup
Alta | Web

Mercedes-Benz Challenge: etapa de Curitiba esquenta a briga pelo título



- CLA AMG Cup: Fernando Júnior quebra sequência de Adriano Rabelo e aperta a briga pela liderança
- C 250 tem novo líder: Betinho Sartório. Capixaba conquistou primeira vitória na categoria
- Oito equipes conquistaram posição nas nove primeiras colocações da prova
- Vencedor da CLA superou drama pessoal para chegar à vitória


Esquentando a briga pelo título da categoria CLA AMG Cup, o gaúcho Fernando Júnior e o catarinense Cristian Mohr foram os primeiros a cruzar a linha de chegada em uma corrida muito agitada e válida pela terceira etapa do Mercedes-Benz Challenge 2015, disputada neste domingo em Curitiba (PR). Com a terceira posição obtida pelo piloto Adriano Rabelo - apelidado de "Cearense Voador" - a diferença entre os líderes caiu de 14 para 10 pontos. Rabelo ainda é o primeiro, com 55, mas passa a ser perseguido de perto por Fernando Júnior, que soma 45.

"A semana não foi muito fácil para a gente, tivemos uma morte na família", disse o vencedor da CLA, lembrando o recente falecimento do tio, Valmor Ramos. "Meu tio era meu parceiro, com quem eu mais convivia. Ele gostava muito de automobilismo e certamente esteve olhando por mim hoje. Por isso esta vitória é em homenagem a ele", completou. Piloto de Santa Cruz do Sul, local da próxima etapa, no dia 28 de junho, o vencedor minimizou a suposta vantagem que teria por ser um grande conhecedor daquele traçado: "A pressão aqui em Curitiba foi grande, mas acabou dando tudo certo. Eu conheço bem a pista de Santa Cruz do Sul, mas esta é uma categoria em que os carros são muito equilibrados. Vai ser uma disputa ferrenha e vou tentar em casa mais uma vitória", acrescentou.

No caminho certo - Atual campeão da C 250 Cup, Cristian Mohr se entusiasmou com o resultado em Curitiba: "Comecei neste ano na CLA AMG Cup, com um carro novo, e isso exige naturalmente uma fase de adaptação e vários ajustes a serem feitos. Nas duas primeiras provas procurei me habituar à tocada deste carro, que é diferente do que experimentei na C 250 Cup, e nesta prova encontramos o caminho e temos condição nas próximas corridas de buscar as primeiras posições do campeonato". O piloto de Blumenau explicou a dificuldade para ultrapassar o vencedor: "Eu tinha ritmo para andar na frente, mas meu terceiro trecho era mais lento do que o do Fernando. E este é justamente o ponto da pista em que eu precisava preparar a ultrapassagem no fim da reta. Por isso, mesmo eu sendo mais rápido no segundo trecho do circuito, não consegui superar o líder".

Já o líder da classificação justificou o terceiro lugar com os problemas nos pneus. Foi a primeira prova da temporada não vencida pelo cearense: "Para nós, contou como uma vitória. Eu não tinha ritmo para acompanhar os dois primeiros em razão de um problema que enfrentei com um dos pneus traseiros, então preferi correr pensando no campeonato. Este terceiro lugar me permitiu manter a liderança na classificação geral. Gosto muito da pista de Curitiba, esta é a casa da minha equipe, e estou muito feliz com o resultado".

C 250: primeira vitória - Na categoria C 250 Cup, a vitória foi do capixaba Betinho Sartório, que assumiu a terceira posição na classificação da categoria, com 38 pontos. A liderança passou das mãos de Marcio Basso para a dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk, que soma 44. "Esta é minha primeira vitória na C 250", comemorou o novo líder. "Eu só tenho a agradecer a toda a minha equipe pelo excelente equipamento que tive hoje. Agora que ganhamos a primeira, vamos buscar outras vitórias", avisou Sartório. A equipe Paioli Racing, na verdade, tinha mais o que comemorar: "É a primeira vez desde 2003 que a nossa equipe conquista as três primeiras posições em uma prova e a primeira vez que conquistamos um resultado como este no Mercedes-Benz Challenge", disse Marcos Paioli, piloto e chefe de equipe, lembrando que os três primeiros carros são preparados por seu time. "Já conquistamos algumas dobradinhas antes, mas terminar nas três primeiras posições no pódio é algo inédito e fantástico", comentou.

A corrida - Logo na largada um acidente múltiplo tirou da corrida cinco carros quando o paranaense Lorenzo Varassin tentou ultrapassar Marcos Simão - ambos da CLA AMG Cup. Os dois se tocaram e desencadearam uma sequência de colisões que envolveu nove carros - mas apenas cinco abandonaram naquele incidente. Agora com o safety car à frente, os carros saíram para uma nova largada. Quando o veículo de segurança saiu da pista, os pilotos cruzaram a reta principal em velocidade máxima na tentativa de conquistar posições. Fernando Júnior e Cristian Mohr, que largaram em primeiro e segundo na classificação geral do grid, conseguiram defender suas colocações e as mantiveram até o final - só perdendo momentaneamente a liderança no momento dos pit stops obrigatórios.

Na 13ª volta, mais um acidente. Dessa vez, o paulista Fernando Fortes tentava a ultrapassagem sobre o conterrâneo e rival na CLA AMG Cup, Linneu Linardi Júnior, que não cedeu a posição facilmente. Os dois acabaram se chocando com violência e abandonaram - sem qualquer consequência física para os pilotos. Outros incidentes de menos gravidade aconteceram, mas na penúltima volta Christian Germano, paulista da C 250 Cup, acabou rodando e ficando em posição perigosa no circuito - o que obrigou a entrada do safety car para a retirada de seu bólido. Com isso, os pilotos completaram o percurso sob intervenção da direção de prova.

As próximas etapas do Mercedes-Benz Challenge são: Santa Cruz do Sul-RS (28/6), Goiânia-GO (16/8), Brasília-DF (13/9), Tarumã-RS (8/11) e Interlagos-SP (13/12).

Detalhes sobre a competição podem ser encontrados no link www.mbchallenge.com.br


Confira os dez melhores na categoria CLA AMG Cup:
1) Fernando Júnior, 21 voltas em 36moin25s255, média de 127,83
2) Cristian Mohr, a 0s133
3) Adriano Rabelo, a 1s040
4) Peter Ferter, a 1s719
5) Cesare Marrucci, a 2s607
6) Arnaldo Diniz, a 2s624
7) Rodney Felício, a 3s304
8) Cesar Fonseca, a 4s123
9) Pierre Ventura, a 6s054
10) Carlos Kray, a 9s030

Campeonato da CLA AMG Cup:
1) Adriano Rabelo, 55 pontos
2) Fernando Júnior, 45
3) Cristian Mohr, 36
4) Arnaldo Diniz Filho, 31
5) Neto de Nigris, 26
6) Pierre Ventura, 24
7) Peter Ferter, 22
8) Cesar Fonseca, 22
9) Cesare Marrucci, 20
10) Luiz Carlos Ribeiro, 17
11)Carlos Kray, 16
12) Marcelo Hahn, 13
13) Fernando Poeta/Guilherme Daudt, 13
14) Victor Amorim/Fernando Amorim, 12
15) Rodney Felício, 9
16) Danilo Pinto, 9
17) Betão Fonseca, 8
18) Roger Sandoval, 5
19) Fernando Fortes, 4
20) Lorenzo Varassin/Paulo Varassin, 2


Resultado da C 250 Cup:
1) Betinho Sartório, 20 voltas em 36min32s025, média de 121,37 km/h
2) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 36min32s658
3) Peter Gottschalk Júnior, 36min32s478
4) Max Mohr, 36min33s555
5) Márcio Basso, 36min38s088
6) Beto Rossi, 36min38s747
7) Roberto Santos, 36min48s011
8) Christian Germano, a 36min49s869
9) Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos, a uma volta
10) Theo De Nigris/Thiago De Nigris, a uma volta

Classificação da C 250 Cup após duas corridas:
1) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 44 pontos
2) Márcio Basso, 43
3) Betinho Sartório, 38
4) Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos, 37
5) Peter Michel Gottschalk, 35
6) Christian Germano, 26
7) Edson Ferreira, 22
8) Flavio Andrade, 20
9) Beto Rossi, 20
10) Theo De Nigris/Thiago De Nigris, 16
11) Max Mohr, 13
12) Claudio Simão, 10
13) Roberto Santos, 9
14) Maurício Lund, 8


(

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

 

De ponta a ponta Fernando Junior leva a WCR Team à vitória em Curitiba na Mercedes-Benz Challenge

A terceira etapa da Mercedes-Benz Challenge no Autódromo Internacional de Curitiba foi cheia de emoções, a largada foi cancelada antes da primeira curva. Um acidente envolvendo vários carros na reta ocasionou uma bandeira vermelha. Pista limpa e nova largada, dessa vez em Safety Car garantiu um início de prova sem novos acidentes. Em função dos acidentes e do tempo de limpeza da pista a corrida foi reduzida para 35 minutos de prova.

O pole Fernando Junior, piloto da WCR Team garantiu a preferência de curva e começou uma prova segura e confiante, levando a sua Mercedes CLA AMG #6 na liderança até o final da prova. O piloto de Santa Cruz do Sul só sofreu alguma pressão nas primeiras voltas da corrida pelo piloto do Mercedes #03, Cristian Mohr.

 “Início de prova conturbado, mas para nós graças a Deus não. A equipe entregou o carro entregou o carro perfeito, quando precisava acelerara eu acelerava, quando não precisava eu segurava, economizei o carro boa parte da corrida”, relata Fernando Junior.

O piloto comemora um fim de semana perfeito, com pole e vitória. “Tenho que agradecer a equipe, a minha família, e quero homenagear meu tio que faleceu essa semana. Deu tudo certo pra mim, e quando o Velhinho lá em cima quer as coisas acontecem”.

Para a próxima etapa, em Santa Cruz do Sul, Fernando Junior pretende fazer mais uma boa prova. “a gente sabe que tem um pouco mais de vantagem porque temos um certo conhecimento da pista e a pista é em casa. Mas a categoria está bem competitiva, os dez primeiros andam sempre no mesmo segundo, então a gente sabe que não vai ser fácil lá”, ressalta Fernando Junior.

O piloto de Santa Crus do Sul saí de Curitiba na vice-liderança do campeonato, apenas a 10 pontos do líder da categoria.

Na C250, durante a madrugada de sábado para domingo, a equipe da WCR Team trabalhou pesado na troca do motor do carro #97, da dupla Luiz Sérgio Jr. e Cleiton Campos. Largando em terceiro no grid da categoria, Campos fez uma boa largada e pulou para a liderança da prova, mas com a bandeira vermelha a nova largada eles voltaram à terceira posição. 

“Fizemos uma boa largada, indo para a liderança, mas com o cancelamento da prova voltamos para a nossa posição no grid”, explica Campos. “Na nova largada não ganhamos posições e na troca de pilotos entreguei em terceiro, mas ainda perdemos uma posição pois o outro competidor teve sua parada favorecida com a entrada no Safety Car”.

Sena Jr assumiu a Mercedes #97 e logo em seguida os problemas no motor voltaram a aparecer. “Largada boa, mantivemos o terceiro lugar, bem próximo dos primeiros, mas uma mangueira d’água estourou e acabou nos tirando da prova”, lamenta Sena Jr. “Agora é se preparar para a próxima que é corrida em casa”, conclui.

“Santa Cruz nós vamos com tudo, vamos sair de lá com o primeiro lugar de qualquer forma”, ressalta Campos, otimista com a próxima etapa.

A próxima etapa do Mercedes-Benz Challenge vai ser realizada em Santa Cruz do Sul dia 28 de Junho.

A Wcr Team tem participação na Mercedes-Benz Challenge viabilizada pelo governo do Rio Grande do Sul, através do programa PróEsporte, Xuk Bebidas, Pitt Jeans, Transportes Mahler, Querodiesel, Motoryama, Castelo Pack, Matvsul, Dihellen Cosméticos, Mcw produtos médicos e Macodesc são empresas parceiras da iniciativa.Fernando Junior_Vence_em_Curitiba_Copy

 

PILOTOS HONDA EM DESTAQUE

 

Pilotos Honda em destaque na Moçarria

 

O Campeonato Nacional de Motocross prosseguiu com a sexta de oito jornadas que compõem a temporada de 2015 na pista ribatejana da Moçarria, desta vez com a presença máxima dos pilotos que integram o programa de competição da Honda Portugal a destacarem a marca da asa dourada na luta pelos lugares cimeiros das diferentes categorias.

 

Regressado do Brasil, onde tem dominado as competições de Motocross e Arenacross integrado na estrutura oficial Honda, Paulo Alberto voltou a disputar o “Nacional” de Motocross com a CRF450 e a estar em bom nível com a conquista do segundo lugar do pódio na final Elite. Na primeira manga, pontuável para a categoria MX1, Alberto foi apenas quinto, o que lhe valeu o quarto lugar conjunto na frente de Luís Ferreira que na Moçarria foi o terceiro melhor classificado na primeira manga MX1 e quinto na corrida da classe Elite.

 

Em MX2, Sandro Peixe fechou o pódio depois de ter sido segundo na primeira corrida da categoria e o terceiro melhor representante da classe na final Elite. Peixe esteve ainda em luta pela vitória, mas uma queda quando liderava a categoria obrigou o piloto da Honda CRF250 a fazer uma recuperação de trás para a frente para recuperar os lugares do pódio. Também em bom plano esteve Pedro Carvalho, que na Moçarria conseguiu ser o quarto classificado da categoria MX2 fruto da conquista desse mesmo lugar nas duas corridas. A fechar as participações nas camadas seniores, Jorge Leite foi sexto nas contas da geral da categoria MX2, depois de ter sido nono na primeira manga e sexto na segunda por entre os concorrentes desta categoria.

 

Em Iniciados, Luís Outeiro regressou em grande forma aos palcos nacionais depois da ausência na ronda anterior por participar no Europeu de Motocross Honda 150cc na Grã-Bretanha. O jovem piloto da CRF150 venceu a primeira manga e liderou a segunda, mas uma queda acabaria por o relegar para o segundo posto final, tendo por isso sido o segundo classificado no pódio final em igualdade pontual com o primeiro classificado.

 

No que respeita às contas do campeonato, a Honda segue líder com Sandro Peixe na tabela MX2, enquanto em MX1 e Iniciados Luís Ferreira e Luís Outeiro ocupam o terceiro lugar, respetivamente.

 

O Campeonato Nacional de Motocross prossegue a 14 de junho em Vieira do Minho.

Declarações:

 

Paulo Alberto (Honda Jomotos)

“Foi muito bom poder regressar ao Campeonato Nacional nesta paragem da competição no Brasil. Esta corrida foi bastante animada, apanhámos um piso algo complicado que exigia muita concentração. Na primeira manga não saí muito bem, acabei por ter problemas com o travão da frente e limitei-me a controlar a corrida. Na última corrida do dia consegui impor um ritmo melhor, fui segundo em Elite e acabei por ser quarto na geral da classe MX1.”

 

Sandro Peixe (Honda Ribamoto)

“Acabei por sair um pouco prejudicado nesta prova pela escolha dos pneus. A pista estava com muita lama e acabei por não conseguir tirar o melhor partido da minha Honda. Terminei em segundo na primeira manga, atrasei-me na parte inicial e tive de fazer uma prova de recuperação até ao segundo lugar. Já na Elite arranquei bem, liderava o pelotão MX2 mas acabei por sofrer uma queda que me obrigou a nova corrida de trás para a frente. Não foi um dia muito bom para mim mas o importante é que mantemos a liderança no campeonato e estamos no bom caminho para conquistar o título.”

 

Pedro Carvalho (MotoRace Honda Jomotos)

“Infelizmente fui um dos prejudicados nesta prova pelo ‘lamaçal’ em que estava na pista. Sofri duas quedas, uma quando ia a lutar pelo primeiro lugar da classe MX2 e outra na Elite quando estava a recuperar de um mau arranque. Apesar de tudo esforcei-me para estar nos lugares da frente, consegui ser quarto em MX2 e voltar a ganhar um ritmo importante depois da minha paragem por lesão. Quero agradecer à minha equipa e à Honda por todo o apoio!”

 

Luís Outeiro (MotoRace Honda Jomotos)

“Senti-me muito bem, foi muito bom poder estar na luta pela vitória com a Honda CRF150. Esta passagem pelo Europeu mostrou-me um maior ritmo competitivo e foi muito importante para agora estar num melhor nível no Campeonato Nacional. Estivemos muito perto da vitória, foi pena a queda que me baixou a segundo, vou continuar a trabalhar para conseguir estar no primeiro lugar do pódio na próxima corrida.”


Classificação Geral:

 

MX2
1.º Luís Oliveira (Yamaha), 50 pontos;
2.º Diogo Graça (Husqvarna), 42 pontos;
3.º Sandro Peixe (Honda), 42 pontos;
4.º Pedro Carvalho (Honda), 36 pontos;

6.º Jorge Leite (Honda), 27 pontos.

 

MX1
1.º Hugo Basaúla (Kawasaki), 43 pontos;
2.º Luís Correia (Beta), 43 pontos;
3.º Miguel Gaboleiro (Yamaha), 42 pontos;
4.º Paulo Alberto (Honda), 38 pontos;
5.º Luís Ferreira (Honda), 36 pontos.

 

Elite
1.º Hugo Basaúla (Kawasaki), 25 pontos;
2.º Paulo Alberto (Honda), 22 pontos;
3.º Miguel Gaboleiro (Yamaha), 20 pontos;

5.º Luís Ferreira (Honda), 16 pontos;
8.º Sandro Peixe (Honda), 13 pontos;
10.º Pedro Carvalho (Honda), 11 pontos;
13.º Jorge Leite (Honda), 8 pontos.

 

Iniciados
1.º Bruno Charrua (Yamaha), 47 pontos;
2.º Luís Outeiro (Honda), 47 pontos;
3.º Rodrigo Luz (Yamaha), 40 pontos;

 


 Sandro Peixe_Moarria_Copy

 

WTCC - CITROEN EM MOSCOVO

 

MOSCOW RACEWAY (05-07/06/2015)
QUATRO CANDIDATOS À VITÓRIA!
• Após o pouco normal encontro no
Nürburgring, o FIA WTCC regressa a um
traçado mais clássico com o Moscow Raceway.
• Vencedor de quatro corridas em outros tantos
fins-de-semana, José María López chega à
capital russa como sólido líder do Campeonato
do Mundo de Pilotos.
• Lado a lado na corrida ao lugar e delfim,
Sébastien Loeb e Yvan Muller irão tentar reduzir a diferença para o seu colega de equipa.
• Vencedor neste circuito no ano passado, Ma Qing Hua conta aproveitar a sua experiência para
reencontrar o caminho do pódio.
Antes de terminar a temporada europeia na Eslováquia, em França e depois em Portugal, o Campeonato do
Mundo FIA WTCC aponta a Este, na direcção da Rússia – o mais vasto país do Mundo – para a quinta jornada da
temporada. Desenhado pelo célebre arquitecto Hermann Tilke e inaugurado em 2012, o Moscow Raceway acolhe
pela terceira vez o FIA WTCC.
No ano passado, o fim-de-semana foi proveitoso para a equipa Citroën Total. Na primeira corrida, José María López
impôs-se, enquanto Sébastien Loeb terminou em 3º. A segunda manga acabou por ser histórica, pois Ma Qing
Hua tornou-se o primeiro piloto chinês a conquistar uma vitória num Campeonato do Mundo FIA! No seu primeiro
fim-de-semana ao volante do Citroën C-Elysée WTCC, Hua soube resistir à recuperação de Yvan Muller, nas
últimas voltas. Portanto, todos os quatro pilotos da Citroën conhecem já o pódio do Moscow Raceway e não irão ter
outro objectivo em 2015 que não seja lá regressar!
wtcc20150516036 Copy
AGENDAS BEM RECHEADAS
À falta de sessões de testes, cada um ocupou-se à sua maneira depois da corrida de Nürburgring. Enquanto Hua
rumou a Shanghai, ao encontro dos seus amigos, mas principalmente da comida chinesa, Muller preparou a sua
participação no Rallye de Chablais, com um DS 3 R5. Na semana passada, López deu um salto ao paddock do
GP do Mónaco, enquanto consultor da FOX Sports. Após ter desfrutado de alguns dias de repouso junto da
família, Loeb esteve presente no domingo passado, 30 de Maio, em Haguenau, para a inauguração do espaço
desportivo que arvora o seu nome.
Na próxima Quinta-Feira, todos irão convergir para o circuito moscovita, para preparar activamente a quinta ronda
da temporada. Com três pole positions, quatro vitórias nas Corridas 1 e três pódios nas Corrida 2, José María
López tem feito um trabalho quase perfeito até aqui. Esta regularidade de performances permitiu ao argentino
formar uma confortável almofada de 50 pontos sobre o seu mais próximo perseguidor. O que quer dizer que o
Campeão em título deverá deixar a Rússia, salvo um enorme golpe de teatro, ainda na frente do Campeonato do
Mundo. Contudo, Pechito não deve esquecer que registou, nesta mesma pista, o único abandono na sua carreira
no WTCC!
Segundo classificado no Campeonato do Mundo desde o evento de abertura, Sébastien Loeb viu o seu avanço
derreter-se no decorrer das três jornadas seguintes. Agora, a sua diferença para Yvan Muller não é mais do que um
magro ponto! Com cinco pódios, entre os quais uma vitória, em oito corridas, Seb claramente elevou o seu nível
de jogo em relação à época passada. Apenas lhe falta um pouco mais de sucesso nas qualificações para contestar a
supremacia de Pechito.
Pouco a pouco, Yvan Muller tem vindo a apagar handicap de um resultado virgem em Termas. Mas o quádruplo
Campeão do Mundo não vai contentar-se com um mero 2º lugar. Para travar a marcha triunfal de López, tem que
assinar a pole position – como na Hungria – e ganhar, como em Marrocos ou na Alemanha. Como temível
concorrente que é, o francês nada irá deixar ao acaso…
Com altos e baixos, a temporada de Ma Qing Hua tem sido mais irregular. Por enquanto, o chinês não tem mais
que um pódio, em Marraquexe, pelo que não aposta noutra coisa a não ser na vitória, apesar do seu deficit de
experiência. Em Moscovo, irá evoluir pela primeira vez numa pista que já conhece de 2014, esperando poder
aproveitar este facto para reconquistar o 4º lugar no Campeonato do Mundo de Pilotos, roubado por Tiago
Monteiro.
Volta a volta, López, Loeb, Muller e Hua têm trazido pontos para a Citroën no Campeonato do Mundo de
Construtores. Em três dos quatro encontros já realizados, a Marca conseguiu o score máximo de 95 pontos,
resultando num avanço de 115 pontos, que se pretende cresça nas jornadas que se seguem.

O PROGRAMA DAS FESTAS
Na Sexta-Feira, o encontro começará com uma primeira meia hora de Treinos Livres, pelas 12h00. No Sábado, as
duas outras sessões estão programadas para as 08h30 e as 11h00. As Qualificações serão disputadas a partir das
13h30, com o regresso ao sistema clássico Q1/Q2/Q3. No domingo, as duas Corridas terão lugar pelas 12h15
e 13h25, com 16 voltas cada uma (ou seja, 62,9 km). A região de Moscovo tem um fuso horario GMT+3, ou
seja, duas horas a mais que em Portugal.

 

FILIPE ALBUQUERQUE PREPARADO

 

Filipe Albuquerque preparado para as 24h de Le Mans depois dos testes oficiais

Filipe Albuquerque esteve ontem em Le Mans para as duas sessões de treinos oficiais das 24h de Le Mans. Ao volante do Audi R18 com #9 dividindo a pilotagem com os seus companheiros de equipa Marco Bonanomi e René Rast, o trio assegurou o terceiro melhor tempo no computo geral das sessões, os melhores entre os pilotos da Audi.

Filipe esteve bastante tempo em pista sobretudo com condições atmosféricas adversas: "Nunca tinha rodado em Le Mans com a pista molhada e é realmente complicado. Mas ainda bem que aconteceu porque foi uma boa forma de perceber o carro nestas condições. Mais uma vez estas duas sessões de treinos revelaram-se muito importantes para ajustar o carro e familiarizar-me com o traçado. Os nossos tempos estiveram sempre entre os da frente pelo que o entusiasmo para a corrida é enorme", explicou.

Filipe regressa agora a Portugal e estará amanhã, dia 2 de Junho, à partir das 10.30h no Autódromo Virtual de Lisboa para falar das 24h de Le Mans numa iniciativa promovida pelo Eurosport. audi motorsport-150531-3187_Copy

 

BOA ESTREIA DE JOÃO CORREIA

 

Estreia positiva para João Correia no Nacional Espanhol

João Correia e Ricardo Barreto realizaram este fim-de-semana a sua estreia na Renault Clio R3T Trophy Ibéria no Rally Rias Baixas, vindo a terminar em segundo no troféu e oitavos das 2RM do Campeonato Espanhol.

 

A dupla algarvia partia para a Galiza com o objectivo de conhecer a realidade dos ralis espanhóis e de fazer o primeiro verdadeiro teste com o Renault Clio R3T, viatura com a qual tinham realizado pouquíssimos quilómetros.

 

Num rali totalmente novo, João Correia e Ricardo Barreto acabaram por ter uma prestação em crescendo, vindo a somar o primeiro pódio na Clio R3T Trophy Ibéria, concluindo o Rally Rias Baixas nos oito primeiros entre as 2RM.

 

No final da prova, João Correia dizia que “sabíamos que íamos encontrar um tipo de rali diferente. Fazer uma prova com troços tão exigentes e realizar apenas duas passagens de reconhecimentos foi uma novidade para nós, enquanto os pilotos espanhóis já conhecem muito bem as suas provas. Os troços são muito diferentes daqueles a que estamos habituados e fazer um troço de 35 Kms com um tipo de piso muito difícil e ter apenas duas passagens de reconhecimentos é um grande desafio. De qualquer forma, esta prova era um teste para nós e estou muito satisfeito com a nossa evolução”.

 

Num ano em que está pela primeira vez a apostar num troféu monomarca, João Correia lamentou o facto de “para já o troféu não ter o número de inscritos que se esperava. De qualquer forma, o nível da competição e em particular nos 2RM é muito alto. O nosso Renault Clio R3T portou-se de forma perfeita e isso foi outra nota positiva deste fim-de-semana”.

 

Ainda falando sobre a prova, o piloto que conta com os apoios de Zitauto, Firstcar, Loulé Concelho , Panta Racing Fuel, FPR e Headsmotorsport contou que “uma das coisas que mais me agradou foi o ambiente de competição aqui vivido. Vemos muita gente nos troços, fomos muito bem recebido e há de facto um especial cuidado de todos na organização em agradar e dar boas condições às equipas”.

 

A próxima prova será o Rally de Ourense, prova que terá lugar nos dias 12 e 13 de Junho.

 

Pode seguir todas as incidências da prova e da carreira de João Correia no facebook através do link: https://www.facebook.com/joaocorreiarallydriver

 JOAO CORREIA_5_Copy

 

SUGESTÃO DO DIA

 

Márcia
Palco EDP, 18 de julho

Atuação de Benjamin Clementine alterada de dia 18 para o dia 17 de julho, no Palco EDP.


16, 17, 18 de julho, Parque das Nações
www.superbocksuperrock.pt | facebook.com/sbsr


A 21ª edição do Super Bock Super Rock está quase a chegar, mas ainda a tempo de acrescentar uma novidade para rechear um cartaz já imperdível, um dos mais vibrantes, seguros e elogiados nomes da música portuguesa dos nossos dias: Márcia.


 


 

Depois de “Dá” (2010) e de “Casulo” (2013), a autora e intérprete está de volta com um extraordinário conjunto de onze canções chamado “Quarto Crescente”. O disco contou com a produção de Dadi Carvalho, músico de créditos firmados, mais reconhecido pelo seu trabalho como produtor (Marisa Monte, Tribalistas, Carminho, A Cor do Som, Caetano Veloso...). Gravado entre Lisboa e o Rio de Janeiro, conta com colaborações de luxo como Criolo ou Vinicius Cantuária. O registo é de uma beleza infalível, imenso de palavras que se arrumam em melodias pensadas e tratadas ao pormenor, variado de ritmos e figurará com toda a certeza, nas listas dos Melhores do Ano de 2015. O single “A Insatisfação” já roda por aí, e será seguramente um dos pontos altos do concerto de 18 de julho no Palco EDP.
 

 Facebook | Vídeo - A Insatisfação 



Por motivos de agenda do artista, Benjamin Clementine tocará no dia 17 de julho e não dia 18 como inicialmente anunciado, no Palco EDP.


 

Cartaz Completo:
 

16 de julho

Palco Super Bock - Sting, Noel Gallagher’s High Flying Birds, The Vaccines,
Milky Chance
, Madeon

Palco EDP - SBTRKT, Little Dragon, Perfume Genius, King Gizzard & The Lizard, Kate Tempest, Artista Tradiio

Palco Carlsberg - Toro Y Moi, Mirror People, Xinobi

Palco Antena 3 – Gala Drop, Duquesa, PZ


17 de julho

Palco Super Bock - Blur, Jorge Palma & Sérgio Godinho, dEUS, The Drums

Palco EDP - Bombay Bicycle Club, Savages, Kindness, Sinkane, Benjamin Clementine, Artista Tradiio: Isaura

Palco Carlsberg - Gramatik, MGDRV, Stereossauro

Palco Antena 3 – Best Youth, Da Chick, White Haus


18 de julho

Palco Super Bock - Florence + The Machine, FFS (Franz Ferdinand & Sparks), Crystal Fighters, Rodrigo Amarante

Palco EDP - Banda do Mar, Unknown Mortal Orchestra, Palma Violets, Márcia, Modernos, Artista Tradiio: Captain Boy

Palco Carlsberg - Criolo, Throes + The Shine, Djeff Afrozila

Palco Antena 3 – We Trust, D'Alva, Thunder & Co.

 

Informação de Bilhetes


 

Preço dos Bilhetes

Passe 3 dias: 95€

Bilhete Diário: 50€

Fã Pack FNAC: 80€

Lisboa Camping & Bungalows:
3 noites 17€
4 noites 23€
5 noites 29€

 

Locais de Venda

Blueticket, Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês, ABEP, Portimão Arena ;Turismo de Lisboa; lojas Media Markt; Bilheteiras MEO Arena; rede PAGAQUI; Agências Top Atlântico, Facebook Música no Coração

Get a Fest

Espanha: Ticketmaster, Masqueticket, Atrapalo, lojas FNAC, Carrefour Viajes e Halcón Viajes

Reino Unido: Seetickets, Radario

Alemanha: Ticketmaster

França: lojas FNAC, online em FNAC, Carrefour, Géant, Magasins U, Intermarché, France Billet

Festicket

 

 

DUNLOP COM OFERTA

Dunlop oferece até 30€ em combustível na compra de pneus para motas

 

Promoção em vigor de 1 de junho a 31 de julho de 2015,  para clientes que comprem um conjunto de pneus Dunlop SportSmart 2, RoadSmart II ou Trailmax.

 

A Dunlop lançou uma promoção[1] dirigida a motociclistas durante 5 semanas: na compra de um conjunto de pneus SportSmart 2. RoadSmart II ou TrailSmart irão receber um cartão de combustível no valor de 30€. Para além disso, ao trocar um dos pneus dianteiros ou traseiros dos modelos referidos, a Dunlop oferece um cartão no valor de 10€.

 

A mecânica de promoção é muito fácil. Para participar, o usuário deve guardar a fatura, registar a sua compra no site www.lovedunlop.com e seguir as instruções indicadas.

 

Com esta nova promoção, a Dunlop quer ajudar os motociclistas do nosso país na hora de enfrentar novos desafios ao comando da sua mota.

 

 

 

Sobre Dunlop

A Dunlop é um dos principais fabricantes mundiais de pneus de altas e muito altas prestações, com um impressionante historial de êxitos em desportos motorizados. A Dunlop é o parceiro técnico da Suzuki Endurance, Honda TT Legends, Kawasaki e Honda e o único fornecedor de pneus para a Moto2 e Moto3.

 

A vasta experiencia da Dunlop em corridas deu lugar a tecnologias inovadoras aplicadas a pneus desenhados para a condução diária. 2013 foi o 125º aniversário da Dunlop e a introdução do nosso fundador de pneus.

 

Os pneus Dunlop estavam na mota que ganhou o primeiro campeonato de 500cc em 1949 e dominou as competições durante as décadas seguintes. Em 1991 uma mota de Superbikes com pneus Dunlop ganhou o primeiro de três campeonatos consecutivos do Mundo e em 2008 Marco Simoncelli escolheu pneus Dunlop, fazendo a vitória número 200 da Dunlop num Grande Prémio na categoria 250cc, numa fase em que a Dunlop conseguiu 17 Campeonatos do Mundo

 

Em 2010 a Dunlop tornou-se no único fornecedor oficial de Moto2 e em 2012 também de Moto3. As corridas de resistência têm sido dominadas pelos pilotos e equipas Dunlop, com nove títulos mundiais dos 11 disputados desde 2002. Os pneus para corrida da Dunlop são o equipamento original de muitas marcas líderes do mundo das duas rodas como Honda, Kawasaki, KTM e Suzuki.

 

Para mais informações sobre a Dunlop e os seus produtos, visite www.dunlop-tires.com.  ou as nossas

contas deTwitter e Facebook..



[1] Esta promoção está sujeita aos termos e condições, que pode consultar ao completar o formulário de informação e participação. O cartão só é válido nas estações de serviço Repsol e é limitado a um por cada compra dos conjuntos indicados.AA1 Copy

 

TRI DE ANTÓNIO MAIO

 

Baja TT Cidade Europeia do Desporto 2015

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

30 e 31 de Maio

Tri de António Maio na estreia de António Moreira e Teo Viñaras

  •          Espectacular 3º lugar de Dorothee Ferreira

 

Com as vitórias de António Maio nas motos, António Moreira nos Quad e Teo Viñaras nos UTV terminou ontem a Baja Cidade Europeia do Desporto, Loulé 2015, quarta jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. Se o triunfo de António Maio estava dentro dos prognósticos e o de Teo Viñaras confirma o espanhol como um dos mais forte candidadtos ao título, já o triunfo do veterano António Moreira nos Quad foi de todo inesperado. Espectacular foi o 3º lugar absoluto conquistado pela francesa Dorothee Ferreira.Andr Jesus_CopyAntnio Maio_Copy

 

MORA COM PROBLEMAS EM MONZA

Monza: para esquecer e para recordar

Se é possível imaginar céu e inferno numa corrida de automóveis, então certamente que a prova de Monza, a segunda do Campeonato de Itália de GT poderá entrar nos anais, com Francisco Mora e Aiden Wright a serem protagonistas do melhor e do pior que uma corrida pode dar.

No sábado o australiano fez a partida. Arrancou da  21ª posição. Pode não parecer brilhante, mas Monza é um circuito em que o conhecimento é fundamental para fazer tempos e Wright ressentiu-se disso. Doze voltas era tudo o que o piloto da Sports & You tinha feito e o tempo da qualificação foi justamente conseguido na 12ª volta.

Partiu muito bem, sempre tentando evitar as confusões que pudessem acontecer no meio do pelotão e rapidamente entrou nos tempo de prova. A corrida foi feita de trás para a frente, chegou ao 15º lugar, altura em que rumou à box para passar os comandos do Mercedes a Francisco Mora. Até aí: céu.

Francisco Mora tomou o controlo do carro, mas apenas conseguiu dar mais duas voltas: “senti o motor falhar, aparentemente por falta de gasolina e imediatamente começou a aquecer. Segui para a box, antes que pudesse acontecer algo mais grave, que comprometesse a nossa participação na segunda corrida.” Começava o inferno de Sábado.

Domingo, após ter sido solucionado o problema na bomba de gasolina, foi a vez de Mora arrancar. “Parti da 17ª posição e acho que rapidamente encontrei o meu ritmo. Estava a fazer tempos idênticos aos da frente e o meu objectivo era andar o mais rápido possível, ganhar tempo, mas sempre a pensar em poupar o carro para não comprometer um bom resultado que era possível.”

O piloto nortenho entrou no grupo dos 12 da frente, mantendo um ritmo rápido, eficiente e seguro. Cumpriu a primeira meia hora de prova e seguiu para a box, para passar o Mercedes SLS AMG da Sports & You ao australiano.

O problema é que o carro já não saiu da box. O sistema electrónico entrou em modo de segurança, por razões ainda desconhecidas, e assim começava um novo inferno. A perspectiva de um bom resultado caia por terra.

mora wright52 mora wright 5

 

DTM - E A SUPREMACIA AUDI CONTINUOU

DTM - E A SUPREMACIA AUDI CONTINUOU

 

Depois da Audi ter ocupado as primeiras posições no pódio na 1ª corrida, para a segunda corrida do fim de semana do DTM, a "cena" foi a mesma, com J.Green a vencer de novo, repartindo as restantes posições do pódio com os seus colegas de equipa M.Ekstrom e M.Molina.Na 4ª e 5ª  posição e para não varias, mais dois Audi, o de T.Scheider e E.Morten, e só depois surge o primeiro Mercedes, ripulado por D.Juncadella.Só na 14ª posição surge o piloto portugues Felix da Costa.dtm1 Copydtm2 Copydtm3 Copydtm4 Copydtm5 Copydtm6 Copydtm7 Copydtm8 Copydtm9 Copydtm10 Copydtm11 Copydtm12 Copydtm13 Copydtm14 Copydtm15 Copydtm16 Copydtm17 Copydtm18 Copydtm19 Copydtm20 Copydtm21 Copydtm22 Copydtm23 Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

RED BULL AIR NRACE NA CROÁCIA

 

Grupo de imagens referentes à jornada do passado fim de semana , pela primeira vez nos céus da Croácia.red1 Copyred2 Copyred3 Copyred4 Copyred5 Copyred6 Copyred7 Copyred8 Copyred8 Copyred9 Copyred10 Copyred11 Copyred12 Copy

 

TEAM VESTAS CONTINUA EM TESTES

VOLVO OCEAN RACE

 

TEAM VESTAS CONTINUA EM TESTES

 

O barco do team Vestas, continua com testes intensivos em pleno rio Tejo, com vista á preparação da próxima etapa da Volvo Ocean race, que está de partida de hoje a uma semana em direcção a França.DE referir nas imagens hoje publicadas , mostramos a todos os nosso leitores o que aconteceu a este barco em pleno Oceano Indico.vestas1 Copyvestas2 Copyvestas3 Copyvestas4 Copyvestas5 Copyvestas6 Copyvestas7 Copyvestas8 CopyVESTAS10 CopyVESTAS12 CopyVESTAS13 CopyVESTAS15 CopyVESTAS16 CopyVESTAS17 CopyVESTAS18 CopyVESTAS19 CopyVESTAS20 CopyVESTAS21 CopyVESTAS22 CopyVESTAS23 CopyVESTAS24 CopyVESTAS29 Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

re2 Copyre3 Copyre4 Copyre6 Copyre7 Copyre8 Copyre9 Copyre10 Copyre11 Copyre12 Copyre13 Copyre14 Copyre15 Copyre17 Copyre18 Copyre19 Copyre20 Copyre21 Copyre22 Copyre23 Copyw18 Copyw17 Copyw16 Copyw15 Copyw14 Copyw12 Copyw11 Copyw9 Copyw8 Copyw7 Copyw6 Copyw5 Copyw4 Copyw3 Copyw2 Copyw1-wsrspa CopyGALERIA DE IMAGENS

 

WORLD SERIES BY RENAUL ESTIVERAM EM SPA

 

Grupo de imagens relativas à passagem da s World Series by Renault pela pista belgas de Spa, onde a dupla Miguel ramos-António Coimbra não tiveram a sorte pelo seu lado, e foram colocados fora de pista.re1 Copy

 

RALI DE PORTUGAL - PUBLICO

RALI DE PORTUGAL

 

PUBLICO

 

Imagens relativas ao público presente nas zonas espectáculo.

 

Fotos de António Faria - www.velocidadeonline.comp1-fotosantoniofariapublico Copyp2 Copyp3 Copyp4 Copyp5 Copyp7 Copyp8 Copyp9 Copyp10 Copyp11 Copyp12 Copyp13 Copyp14 Copyp15 Copyp16 Copy

 

RALI DE PORTUGAL

RALI DE PORTUGAL

 

A PASSAGEM DO RALI DE PORTUGAL POR VALONGO

 

Eis um grupo de imagens captadas pelas objectivas de Nuno Organista, na passagem do rali de Portugal, pelo centro de Valongo, no final da 3ª etapa, a caminho dos pavilhões da Exponor em Matosinhos.A quantidade de espectadores era tanta, que alguns dos pilotos de fábrica chegaram a parar os seus carros, para saudar todos os espectadores presentes.

 

Fotos de Nuno organista - www.velocidadeonline.comorg34 Copyorg33 Copyorg32 Copyorg31 Copyorg30 Copyorg29 Copyorg28 Copyorg27 Copyorg26 Copyorg25 Copyorg24 Copyorg23 Copyorg22 Copyorg21 Copyorg20 Copyorg19 Copyorg18 Copyorg17 Copyorg16 Copyorg15 Copyorg14 Copyorg12 Copyorg11 Copyorg10 Copyorg9 Copyorg8 Copyorg7 Copyorg6 Copyorg5 Copyorg4 Copyorg3 Copyorg2 Copyorg1 Copy

 

GALERIA DE IMAGENS - RAMPA DA FALPERRA

GALERIA DE IMAGENS

 

RAMPA DA FALPERRA

 

Mais uma série de imagens da zona de pré-partida da rampa da Falperra.

 

Fotos de João raposo - www.velocidadeonline.comFOX 8099_CopyFOX 8350_CopyFOX 8351_CopyFOX 8425_CopyFOX 8426_CopyFOX 8427_CopyFOX 8428_CopyFOX 8429_CopyFOX 8430_CopyFOX 8431_CopyFOX 8432_CopyFOX 8433_CopyFOX 8434_CopyFOX 8435_CopyFOX 8436_CopyFOX 8437_CopyFOX 8439_CopyFOX 8440_CopyFOX 8441_CopyFOX 8443_CopyFOX 8444_CopyFOX 8445_CopyFOX 8447_CopyFOX 8448_CopyFOX 8449_CopyFOX 8450_CopyFOX 8451_CopyFOX 8452_CopyFOX 8453_CopyFOX 8454_CopyFOX 8455_CopyFOX 8456_CopyFOX 8457_CopyFOX 8458_CopyFOX 8459_CopyFOX 8460_CopyFOX 8461_CopyFOX 8462_CopyFOX 8463_CopyFOX 8613_CopyFOX 9130_Copy_Copy

 

AS NECESSIDADES DE TIAGO MONTEIRO

AS NECESSIDADES DE TIAGO MONTEIRO

 

Face aos compromissos assumidos, Tiago Monteiro por vezes tem de recorrer ao uso de jactos privados, de forma a poder chegar aos diferentes locais onde tem compromissos, como foi o caso do piloto do Porto, que depois dos testes que teve em Le Mans, teve de recorrer a este tip+o de transporte para o levar para Bratislava,onde tem um compromisso da Brose, que foi a empresa responsável pelo aluger deste jatoi.NECESSIDADASTIAGO Copy

 

PEDRO ALMEIDA IMBATIVEL

 

Pedro Almeida imbatível

 

Pedro Almeida, um jovem de 17 anos dominou por completo o fim de semana de Castelo Branco no Campeonato Nacional de Rallycross na divisão Super 1600.

O piloto de Famalicão venceu as três mangas de qualificação e a final, com uma vantagem de 8 segundos para Bruno Gonçalves em Citroen Saxo Kit Car. O espanhol Gerardo Gonzalez foi terceiro ao volante de um Ford Fiesta R2.

 

No final, Almeida disse "Tive um bom arranque que me fez ficar na frente, comecei a ganhar vantagem ao longo da corrida, na passagem pela Joker Lap continuei na frente com algum avanço, mas nas duas últimas voltas o motor começou a aquecer e tive de poupá-lo."11088615 841442949226599_2048956465015554221_o_Copy11174800 459844584171710_2640764686296089377_n_Copy

 

RALICROSS DE CASTELO BRANCO- SÁBADO

51º Ralicross de Castelo Branco - Domingo

Um belo sol a convidar para um dia bem passado nas corridas, foi a ajuda de São Pedro para o programa que a Escuderia de Castelo Branco preparou, no Complexo de Desportos Motorizados de Castelo Branco.

E se estava tudo montado para que corrresse bem e a promessa de boas corridas se mantivesse no ar, os pilotos cumpriram e colocaram o muito público a aplaudir.

Destaque para a Super Iniciação 1400 - Troféu Ernesto Gonçalves, em que os mais jovens se bateram como homens de barba rija e deram um verdadeiro show de condução e, sobretudo, de desportivismo na pista do Lanço Grande.

Tempos e classificaçoes disponíveis em: http://kronoracing.com/resultados/2015?id=24

Finais

Kartcross

Impressionante a forma como todos chegam à primeira curva e todos saem incólumes. Juan Vega (Speed Xtreem) chega à frente, Nuno Bastos (ASK EVO 2011) é uma espécie de sombra e pouco depois já está a fazer sombra ao piloto espanhol.

Pedro Rosário (Semog Bravo ER), vem de trás e vai furando até ser terceiro e inconformado com a posição, pressiona. Pouco depois já está a perseguir o primeiro lugar, que ainda é posse de Nuno Bastos.

Vega cede mais um lugar. Desta vez é Luís Oliveira (Semog 600) que após tentar ser terceiro, por duas vezes, faz jus ao ditado: “à terceira é de vez”. Apesar de ter o pódium à vista não tem um segundo de descanso, com o Juan Veja a tentar recuperar o lugar que foi seu e a andar colado, a meio segundo.

Ligeiramente mais atrás aparecia Jorge Francisco (Semog Bravo), que tinha em José Mota (Semog Bravo) um adversário que não dava descanço.

Nuno Bastos segue para a vitória, Pedro Rosário é segundo e Luís Oliveira ocupa a posição que restava do pódium. 

IMG 4475 Nuno Bastos (ASK EVO 2011) e Pedro Rosário (Semog Bravo ER)

Super Cars e Super Nacional 4WD

Dany Moreau (Renault Clio) partiu na frente, José Cruz (Peugeot 306) partiu de último, fruto dos problemas sentidos nas duas corridas anteriores, e furou por entre a concorrência, até chegar a segundo. Carlos Fernandes (Toyota Celica) e Daniel Costa (Citroen Saxo Bimotor) discutem o terceiro posto e a liderança na Super Nacional 4 WD.

O Peugeot de José Cruz parece falhar um pouco nos regimes mais baixos, mas isso não o impede de "lançar uma OPA" ao primeiro lugar, objectivo que atinge e mantém até ao final da corrrida. 

IMG 4409 José Cruz (Peugeot 306) 

Super 1600

Que grande início de corrida! Tudo começa com Bruno Gonçalves (Citroen Saxo Kit-car) a avançar ligeiramente na partida, trava para não queimar a luz verde e atrasa-se ligeiramente no arranque. Pedro Almeida (Peugeot 206 S1600) é que não está com meias medidas e assegura a liderança com esforço e um toque com Bruno Gonçalves na curva um. Um incidente natural de corrida, com dois concorrentes a entrarem a par e o de fora a levar a pior.

Helder Ribeiro (Citroen C2) e Pedro Ribeiro (Peugeot 206) andam por perto, muito por perto, com cada centímetro de pista a ser diputado como se fosse o último refrigerante do deserto.

Pedro Almeida, alheio a pressões, preocupa-se em andar para a frente e ganha vantagem sobre os adversários, que andam a trocar de posições, num “ora agora passo eu, ora agora passas tu”, que coloca  a assistência ao rubro.

Bruno Gonçalves acaba por levar a melhor, sobre Gerardo Polido (Ford Fiesta), que enquanto andavam todos a discutir, foi passando passando e acabou no terceiro lugar do pódium.

Pedro Ribeiro e Hélder Ribeiro seguiram, respectivamente, o espanhol na classificação final.

IMG 4740 Pedro Almeida (Peugeot 206 S1600)

Super Nacional 

João Oliveira (Peugeot 206) colocou-se cedo na frente da corrida, algo do tipo “candeia que vai à frente…” e dessa forma conseguiu ir dilatando uma vantagem, enquanto os outros discutiam o segundo posto.

Por “os outros”, entenda-se Tiago Martins (VW Golf) e Tiago Seguro (Peugeot 306). Com o decorrer da prova as posições mantêm-se e os concorrentes separam-se rodando sem grandes pressões.

José Fábrica (Peugeot 205 GTi) roda em quarto e pelo meio ainda perde a posição para Bruno Ferreira (Honda Civic). Pouco depois é o Peugeot de Fábrica que passa no quarto posto  aí termina.

A última história da corrida é quase uma repetição de algo que já vimos: Rui Cardoso (Reanult Clio) ultrapassa Magda Olivieira (Toyota Yaris) e a classificação fica encerrada.   

Super Iniciação 1400 

Leandro Macedo (VW Polo) parece ser um especialista de finais. Arrancou melhor, do lado esquerdo da pista, mas com Santinho Mendes a furar entre a concorrência, um toque com José Eduardo Rodrigues na primeira curva, mas o piloto do Toyota a aguentar, se bem que ficando um pouco mais para trás.

Mendes, que de Santinho só tem o nome, imprime um ritmo diabólico  que lhe permite manter-se na frente, mas com um grande esforço. Entretanto chega a vez de Francisco Silva mostrar que também conta para a classificação, vai para primeiro, com uma luta titânica pelo meio.

Joker laps a trocarem as voltas a todos e o público (muito) a vibrar com uma das melhores corridas do fim-de-semana.

De repente é Eduardo Rodrigues que aparece no segundo posto. A meta está à vista e estão todos colados, qualquer um pode ganhar. Definitivamente esta não é uma corrida para meninos, embora os pilotos sejam todos menores de idade.

A final só se decide sobre a meta e é… José Eduardo Rodrigues quem ganha por três décimas(!) de vantagem sobre Francisco Silva, um verdadeiro demónio que bateu Santinho por menos de duas décimas de segundo. Leandro Macedo foi quarto, mas a diferença de meio segundo para o terceiro, deixa-o certamente com um certo sabor a pódium. Que grande corrida! 

IMG 9606 José Eduardo Rodrigues (Toyota Starlet) 

Super Buggys

Ludgero Santos (Toniauto TNTT) voltou a arrancar melhor que todos os outros e a dominar a final do Super Buggys. Luís Santos (Toniauto TNTT) rapidamente assumiu a segundo posição, até seguir para a Joker Lap, quando foi substituído por António Santos (Toniauto TNTT).

O clã santos domina a prova, “açambarca” o pódium e segue sem mais percalços. O memso não Manuel Guerreiro, pois o Atmos Strong fica pelo caminho na segunda volta.

Em aberto está a quesão do do quarto posto, que termina nas mãos de Paulo Cardeira (Atmos Strong), seguido de Alexandre Tomás (Atmos) e Arménio Rodrigues (Atmos Strong).

IMG 9552 Ludgero Santos (Toniauto TNTT)

Corrida 3

Kartcross

Mais uma corrida espectacular, com Juan Veja (Speed Xtreem) a valer-se da pole-position para se colocar na frente e escapar à natural “confusão” da primeira curva.

Jorge Francisco (Semog Bravo) não dá tréguas ao piloto espanhol e Nuno Bastos (ASK EVO 2011) anda por perto. Pedro Rosário (Semog Bravo) fura desde lá de trás e rapidamente está sobre Nuno Bastos, que entretanto já tinha ultrapassado Jorge Francisco.

Super Cars

José Cruz (Peugeot 306) partiu da última posição, depois do mau resultado na corrida anterior e cá de trás viu Dany Moreau (Renault Clio) a ir para a frente.

A oposição, era protagonizada por Carlos Fernandes (Toyota Celica GT4), que era também o líder da Super Nacional 4WD, à frente de Daniel Costa (Citroen Saxo Bimotor).

José Cruz, sempre em último, a braços com um carro que se recusava a andar, desistiu à segunda volta e foi para a box, talvez na esperança de conseguir resolver os problemas sentidos e ainda fazer um bom resultado na final que se avizinha.   

Super 1600

Mais uma corrida com sabor a final e discussão q.b. até ao baixar da bandeira xadrês. Bruno Gonçalves (Citroen Sxo Kit-car) até começo bem e levou a melhor sobre Pedro Almeida (Peugeot 206 S1600). Helder Ribeiro (Citroen C2) roda colado e opta por seguir para a Joker Lap.  Pedro Ribeiro (Peugeot 206) passa pelo terceiro posto, mas logo de seguida perde de novo para Hélder Ribeiro.

Entretanto já Pedro Almeida tinha passado Bruno Gonçalves, que ”não tira o pé” e segue a pressionar até ao fim.

Super Nacional

Serie A: João Oliveira (Peugeot 206) faz um bom arranque e tem meio caminho andado para ser primeiro. Com duas voltas corridas e já tem quatro segundos de vantagem sobre Bernardo Maia (Citroen AX GTi). Rui Cardoso (Renault Clio) cumpre as voltas que o levariam até ao terceiro lugar do pódium, não fosse o facto de Bruno Ferreira (Honda Civic) o passar na última volta. 

Serie B: de bastante mais disputada que a precedente. Tiago Seguro (Peugeot 306) arranca na frente, mas logo de seguida já tido sido batido por Tiago Martins (VW Golf). José Fábrica (Peugeot 205) anda por perto.

Na segunda metade Martins descola dos adversários e passam a rolar separados. Nem mesmo as visitas ao lado mais lento da pista, a tal Joker Lap que todos têm que cumprir uma vez, serve para baralhar a classificação. Magda Oliveira (Toyota Yaris) termina no quarto lugar.

Super Iniciação 1400 

Santinho Mendes (Peugeot 205) parece estar apostado em apagar da memória a corrida anterior. Partiu como uma bala, desde vez após aparecer a luz verde e colocou-se na frente. José Eduardo Rodrigues (Toyota Starlet) é uma espécie de sombra e Leandro Macedo (VW Polo) não perde nada para os da frente.

O Citroen AX GTi de Francisco Silva é que parece não colaborar e roda bem mais devagar do que todos os outros. As Joker Laps voltaram a baralhar tudo e José Eduardo Rodrigues bate a concorrência, já quase na chegada. Leandro Macedo sobe a segundo e Mendes corta em terceiro.

Super Buggys

Ludgero Santos (Toniauto TNTT) soma e segue nos Super Buggys. Domina a terceira corrida desde o arranque e mais uma vez a oposição vem de António Santos (Toniauto TNTT)m que trás Luís Santos (Toniauto TNTT) completamente colado, a duas décimas.

Maunuel Guerreiro (Atmos Strong) desiste com problemas mecânicos e o clã Santos segue para o pódio.

Corrida 2

Kartcross

Juan Veja (Speed Xtreem) chega à frente à Curva Um. Logo a seguir há mais 12 kartcross que curvam mais ou menos ao mesmo tempo, mas passam quase todos. “Quase” porque dois atrazam-se com um toque.

Os espanhóis estão em alta nesta corrida e a oposição a Juan Veja é protagonizada Alfonso Gonzales (Semog Bravo). Corrida discutida ao décimo, com Luís Oliveira (Semog 600) a atacar o segundo e cruzar a meta na terceira posição, faltando-lhe três décimas para ficar um pouco mais à frente.

Super Cars

Chapa amolgada q.b. num início de corrida atribulado. Sérgio Ventura (BMW 4X4) arranca bem, mas cruza para o lado esquerdo da pista e não consegue evitar o toque em José Cruz (Peugeot 306). A manobra corre-lhe mal, segue-se o toque de frente nos rails, muitos piões a história acaba aqui para o BMW.

José Cruz segue, mas logo de seguida faz um pião. O Peugeot estava completamente desalinhado e a corrida termina também para Cruz.

Dany Moreau (Renault Clio) passa a ser um líder descansado, pois Carlos Fernandes (Toyota Celica) é segundo e não parece ter hipóteses de se chegar mais à frente. Daniel Costa (Citroen Saxo Bimotor) é o terceiro classificado.  

IMG 4766a O toque no arranque: Dany Moreau na frente, José Cruz é segundo e Sérgio Ventura, no BMW, depois de embater no muro.

Super 1600

corrida, com Helder Ribeiro (Citroen C2) e Pedro Almeida (Peugeot 206) a rodarem colados. O homem do Peugeot opta por seguir para a Joker Lap e essa estratégia deu frutos no futuro.

Bruno Gonçalves segue na frente, Pedro Almeida aproxima-se dos dois da frente. Com a entrada nas Joker Lap dos restantes, tudo se complica para o primeiro e segundo e simplifica para Pedro Almeida, que ganha a prova. Corrida imprópria para cardíacos, como habitualmente nos Super 1600, com Pedro Ribeiro (Peugeot 206) a vir lá de trás e ainda chegar a até terceiro, depois de Helder Ribeiro ficar pela quarta volta, com problemas mecânicos no C2.

Super Nacional

Serie A: João Oliveira (Peugeot 206) arrancou na frente, mas sem poder descansar, pelo menos na volta inicial. Tiago Martins (VW GOlf) andava a menos de meio segundo, mas isto seria “sol de Pouca dura”. O motor do Golf começava a falhar e o líder distanciava-se. José Fábrica (Peugeot 205) ia-se aproximando.

Lá para trás, Magda Oliveira (Toyota Yaris) era ultrapassada por Rui Cardoso, que subia ao quarto lugar. Entretanto José Fábrica passa para a segunda posição, por troca com Tiago Martins, já quase  com a meta à vista. 

Serie B: Tiago Seguro (Peugeot 306) arrancou melhor do que os outros e foi ficando na frente da prova, sem grandes sobressaltos. Bernardo Maia (Citroen AX GTi) era segundo e Bruno Ferreira mais parecia estar a cumprir calendário, pois de novo era visível que nem tudo estava perfeito no Honda Civic. Com o aproximar do fim da corrida o interesse cresce e aquilo que parecia um dado adquirido, passa a ser pressão da forte, por parte do homem do AX, que terminou completamente colado à traseira do Peugeot.

Super Iniciação 1400 

Santinho Mendes (Peugeot 205) arrancou como um tiro. Foi para a frente da corrida, mas Francisco Silva (Citroen AX GTi) estava muito perto e pouco depois optou por seguir para a Joker Lap. Mendes, pouco depois fazia o mesmo e Leandro Macedo (VW Polo) era líder, até também ele ter que optar pela Joker Lap e então sim, a classificação ficar regularizada.

Santinho Mendes regressa à primeira posição e Francisco Silva é segundo, mas só enquanto a mecânica do AX lhe permite. Leandro Macedo, defende-se dos ataques de José Eduardo Rodrigues, mas mesmo assim termina em segundo, com Rodrigues logo a atrás.

No final, Santinho Mendes foi penalizado em 30 segundos, por falsa partida. Recebeu uma advertência para fazer uma segunda Joker Lap, mas não terá visto a bandeira e perdeu a corrida, com os 30 segundos a mais. Leandro Macedo passa a ser o vencedor da segunda corrida.

Super Buggys

Ludgero Santos (Toniauto TNTT) escolheu a posição central para a arrancar, pois podia fazê-lo depois de vencer a corrida anterior e viu-se que a escolha foi acertada. Partiu na frente e por lá foi ficando.

Do lado diametralmente oposto, no que a sorte diz respeito, esteve Alexandre Tomás, que viu o motor do Atmos calar-se na primeira curva e aí terminava a prova.

Luis Santos (Toniauto TNTT) foi segundo no arranque e aí cumpriu a corrida, com António Santos (Toniauto TNTT) sempre a pressionar. 

Corrida 1

Super 1600

Pedro Almeida foi quem partiu melhor para a primeira corrida. Arrancou bem da terceira posição e chegou à frente à primeira curva. Menos bem esteve Bruno Gonçalves, que ficou por fora na Curva Um e de uma assentada viu-se no quarto posto.

O homem do Citroen Saxo não desanima e rapidamente está colado à traseira do C2 de Hélder Ribeiro. Discute-se a segunda posição, e Ribeiro leva a melhor. Lá na frente Anda Pedro Almeida, a ganhar tempo, sem se incomodar com discussões.

Hugo Lopes finalmente alinhou, depois de ter resolvido os problemas de caixa.

Super Cars

José Cruz (Peugeot 306) partiu por dentro e teve que se esforçar para não deixar de ser primeiro no fim da recta da meta. Dany Moreau (Renault CLio) teve que se defender, dos fortes ataques que Sérgio Ventura (BMW 4X4) lhe lançava, com um ou outro toque à mistura.

O francês do Renault Clio não terminava a segunda volta, Daniel Costa (Citroen Saxo Bimotor) herdava o terceiro posto. Com um final de corrida descansado.

Kartcross

Foi uma partida atribulada, com  a Curva Um a ficar “entupida” por uma amálgama de Kartcross. Quem levou a melhor, foram Nuno  Bastos (ASK EVO 2011) e Pedro Rosário (Semog Bravo), que deixaram a confusão para trás e ficaram a discutis a primeira posição.

O terceiro posto é posse de Jorge Francisco (Semog Bravo), que tem em José Luís Pereira (AG 600 Honda)  um adversário duro de roer. Rodam frente com traseira durante a maior parte da corrida. As posições seguintes são igualmente discutidas dois a dois e de acordo com a rapidez com que se “desenvencilharam” da molhada da Curva Um.

Com a meta quase à vista, meio pião coloca Pedro Rosário fora da luta. O Semog fica virado de frente para o rail e foi impossível retomar o andamento. A classificação fica fechada com   Nuno Bastos em primeiro, seguido de Jorge Francisco e José Luís Pereira.

 

EQUIPA NISSAN NISMO

Equipa Nissan Nismo prepara 24 horas de LE MANS após três dias de testes nos EUA

Dois Nissan GT-R LM NISMO rodaram durante três dias no NCM Motorsports Park, em Kentucky.

Dois Nissan GT-R LM NISM completaram esta semana um teste de três dias na pista de NCM Motorsports Park, no Kentucky (EUA), no âmbito dos preparativos finais para a prova das 24 Horas de Le Mans no próximo mês. O propósito do teste foi o de continuar o desenvolvimento do Nissan GT-R LM NISMO, melhorando continuamente o desempenho do carro até à prova de Le Mans.

A equipa completa dos pilotos dos LM P1 da Nissan participou no teste, incluindo Harry Tincknell que chegou directamente da sua recente vitória entre os LM P2 na prova de Spa do FIA World Endurance Championship.

"É óptimo que todos os testes até agora se tenham traduzido em progressos", disse Tincknell. "Quanto mais nos aproximamos do ritmo, mais difícil é melhorar os tempos... mas nós continuamos a melhorar. O próximo grande desafio é o dia do teste de Le Mans. Le Mans é a corrida mais difícil do mundo e queremos um resultado respeitável. Tivemos alguns atrasos, mas estamos a trabalhar afincadamente. Vamos lá com os pés no chão, para obter o melhor resultado possível".

A Nissan anunciou uma mudança na equipa de pilotos da Nissan para Le Mans, com Marc Gene a mudar para um papel consultivo. As formações para os três GT-R LM NISMO são assim:

# 23 - Max Chilton (GB), Jann Mardenborough (GB), Olivier Pla (FRA)
# 22 - Alex Buncombe (GB), Michael Krumm (GER), Harry Tincknell (GB)
# 21 (apenas Le Mans) - Tsugio Matsuda (JAP), Lucas Ordonez (ESP), Mark Shulzhitskiy (RUS)

O piloto russo Mark Shulzhitskiy juntou-se à equipa LM P1 e teve a sua primeira experiência no GT-R LM esta semana. Shulzhitskiy ganhou o GT Academy Rússia em 2012 e, desde então, correu na GT3 e LM P2, fazendo a sua estreia Le Mans em 2014.

"Estou muito impressionado com o empenho e trabalho que está a ser feito pela equipa e mesmo não correndo em Le Mans estarei lá de corpo e alma para ajudar com o meu conhecimento e experiência nesta grande corrida", afirmou Gene. "A Nissan está a inovar muito com o GT-R LM. Le Mans é sempre um desafio enorme e acho que a melhor maneira de eu ajudar a equipa está assumindo um papel consultivo. Estou muito entusiasmado para ver como o carro se vai se apresentar nas 24H de Le Mans".

A equipa Nissan NISMO está agora de volta à sua base em Indianápolis para concluir a construção do terceiro GT-R LM antes de ir para Silverstone, Reino Unido, para os preparativos finais para Le Mans.

"Obviamente gostaríamos de ter mais tempo, mas tivemos três bons dias de trabalho através de uma longa lista de testes", disse Ben Bowlby, Team Principal e Director Técnico da equipa Nissan de LM P1. "O nosso foco agora vai centrar-se na afinação destes dois carros e em completar a construção do terceiro. Estou muito feliz com os pilotos que se aplicaram a fundo esta semana e estou ansioso para chegar à pista para o dia de testes em Le Mans".



Nissan
 

INDIEPARTS

INDIEPARTS: UMA NOVA IMAGEM DO ESPÍRITO CREATE

A INDIEPARTS surgiu da necessidade da CREATE em ter uma oferta de produto complementar às marcas premium que distribui.

Desde dia 12 de maio que a INDIEPARTS entrou numa segunda fase da sua curta vida:

- Uma nova imagem, mais associada à CREATE;
- Uma nova assinatura, transpondo o “espírito create” para uma marca de produtos;
- Novas embalagens, adequadas ao posicionamento da marca e;
- Novas linhas de produto, que a tornam a marca perfeita para complementar a oferta da produtos e marcas premium da CREATE.

A INDIEPARTS surgiu da necessidade da CREATE em ter uma oferta de produto complementar às marcas premium que distribui. A gama é constituída por cerca de 1000 referências que estão ao dispor dos clientes através da rede de lojas CREATE por todo o país.

Dia 12 de Maio marcou o lançamento da nova imagem, passando os clientes receber o produto INDIEPARTS nas novas caixas.

Para além disso a INDIEPARTS passará a incorporar na gama ainda mais referências de todo o tipo de produtos que sejam necessários para complementar gamas dos fornecedores atuais da CREATE. “Vamos continuar a ser fiéis à nossa estratégia de marcas premium e para conseguir suprir algumas lacunas de gama que os nossos fornecedores têm, passaremos a recorrer ao mercado para conseguir essas referências que passarão a ser comercializadas com a imagem INDIEPARTS. Assim teremos cada vez mais e melhores soluções de produtos para as oficinas nossos clientes”, refere Pedro Proença, Diretor de Marketing da CREATE.

“ A imagem da INDIEPARTS, em termos de logo, fontes e embalagem, não correspondia ao que é a imagem da CREATE no mercado e à estratégia de comercialização de marcas premium. Por isso foi nossa prioridade dar uma nova roupagem à marca e enfocá-la ao que é o verdadeiro espírito do Grupo, serviço e valor acrescentado” diz Pedro Proença.



Indieparts
 

CIVIPARTS COMERCIALIZA

Civiparts comercializa gama de equipamentos oficinais KS Tools

Mediante acordo firmado com o fornecedor para os mercados onde atua, a Civiparts tem agora disponível na sua gama de Equipamentos Oficinais, a marca alemã KS Tools.

Esta reconhecida marca de equipamentos possui uma vasta gama de aplicações para veículos pesados com um catálogo com mais de 17.000 artigos e também website com vídeos, imagens e características dos equipamentos que servem de suporte à correcta e eficaz pesquisa das necessidades de cada cliente.

Enquadrada nas várias ações conjuntas previstas e, para além de suportes de comunicação da marca, a Civiparts colocará à disposição para fornecimento imediato cerca de 330 referências de produto e para o lançamento da marca, terá ativa uma campanha promocional de 18 de Maio a 31 de Julho com 4 artigos de elevado consumo.



KS Tools
 

BRAKE SYSTEM ACADEMY

BRAKE SYSTEM ACADEMY 2.0: Tecnologia e Partilha

A Brembo apresentou na autopromotec 2015 a nova versão 2.0 da formação Brembo para profissionais da reparação e manutenção.

A Brembo sempre considerou o seu know-how como um valor a compartilhar com os profissionais do sistema de travagem e, por isso, a oferta dedicada ao mercado do pós-venda nunca negligenciou a formação nem a atualização técnica.

Desde 2011 para completar o programa tradicional de formação em sala de aula, a Brembo também oferece aos seus parceiros a formação digital Brake System Academy: um DVD, disponível em mais de 20 línguas, que aprofunda os aspetos mais técnicos dos componentes do sistema de travagem, o seu funcionamento e manutenção.

Desde então, mais de 5.000 mecânicos de todo o mundo (desde Itália, Alemanha, Polónia, França, até à China e aos Estados Unidos) têm participado no programa de formação Brembo, que é complementado por um site dedicado inteiramente aos profissionais do mercado do pós-venda: www.bremboparts.com. Este site dispõe de uma seção técnica muito completa, com boletins específicos para as aplicações mais populares e fichas técnicas dos principais sistemas de travagem, além de um programa de certificação on-line, através do qual a Brembo reconhece as competências adquiridas.



Brembo_Premuim range_floating disc
 

AUTOMOTIVE DIAMONDS

Automotive Diamonds nomeado para «Loyalty Awards 2015»

O programa de fidelização multimarca para oficinas independentes - “automotive Diamonds” - foi nomeado para os prestigiantes prémios de fidelização “Loyalty Awards 2015”, para a região EMEA (Europa, Médio Oriente e África).

Como o único programa nomeado da indústria automóvel, o ‘automotive Diamonds’ venceu concorrentes fortes para garantir um lugar, na lista de nomeados, ao lado de marcas globais famosas como a Heineken, a L’Oreal e a Vodafone, na categoria Programa de Fidelização do Ano B2B.

Com diversos patrocinadores – Comarch, ICLP, Aimia, Ketchup, Visa e Avios -, o anúncio dos vencedores dos ‘The Loyalty Awards 2015’ terá lugar no dia 9 de junho, em Londres.

“Estas são notícias fantásticas,” comentou Alexander Knorn, porta-voz do programa ‘automotive Diamonds’.

“Quando o programa foi lançado, em 2010, pela TRW, a ideia sempre foi que este deveria ser uma aliança de vários parceiros a operar nos principais mercados europeus.

Foi este quadro internacional de marketing concertado que fez do programa ‘automotive Diamonds’ um pioneiro no mercado de pós-venda automóvel.

“Passados cinco anos, o programa está agora presente em 10 países com cinco parceiros: TRW, Denso Aftermarket, Gates, Philips e Sogefi. O facto do trabalho, empenho e êxito de todos ser reconhecido desta forma, só nos motiva para melhorarmos cada vez mais o programa e a experiência de utilização para todos os membros.”

A mecânica do programa ‘automotive Diamonds’ é simples. Depois de efetuarem o registo, as oficinas ganham pontos, ou ‘diamonds’, com a compra dos produtos dos parceiros. Estes pontos podem ser trocados por prémios à sua escolha. Para além disso, todos os parceiros têm a possibilidade de realizar promoções segmentadas dos seus produtos. Isto assegura uma utilização eficaz de orçamentos e uma grande receptividade, por parte dos membros, em relação a ofertas individuais e relevantes.

“Programas como este estão a tornar-se cada vez mais populares, como forma de recompensar os clientes pela sua fidelidade continuada. Com esta nomeação do programa «automotive Diamonds», num ano em que os organizadores viram um aumento de 30% nas adesões de novos membros, reforça o facto de que o «automotive Diamonds» está a preencher com êxito uma necessidade do setor,” concluiu Alexander.

De momento, o programa está implementado nos seguintes países, sob diferentes combinações de marcas: Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Países Baixos, Reino Unido, República Checa, Polónia e Portugal.

Poderá encontrar toda a informação em: www.automotivediamonds.com



Finalist 2015
 

ALEXANDRA RAMOS NO SATA RALI DOS AÇORES

 

Alexandre Ramos e Sandra Ramos na 50ª edição do Sata Rallye Açores

É já no próximo dia 4 de junho que arranca mais uma edição do Sata Rallye Açores, prova pontuável para o Europeu de Ralis, Nacional de Ralis e ainda Campeonato de Ralis dos Açores

A edição de 2015 será especial já que trata-se da 50ª edição da prova a cargo do Grupo Desportivo Comercial, num ano em que a prova volta a contar com uma lista de participantes que ascende quase às 8 dezenas!

Alexandre Ramos e Sandra Ramos irão efetuar a sua terceira participação na prova em piso de terra, tendo como grande objetivo subir ao pódio final do rali.

A dupla de Sintra irá alinhar inseridos entre os concorrentes do Campeonato de Ralis dos Açores, utilizando o pequeno mas competitivo Peugeot 106 XSI.

Como nos refere Alexandre Ramos “ Conseguimos reunir os apoios necessários e vamos estar novamente à partida do Sata Rallye Açores. O nosso grande objetivo é terminar a prova!

Nas participações anteriores tivemos alguns azares mecânicos e fomos forçados a desistir em ambas as participações. Para a presente edição fizemos algumas melhorias no carro, penso que irá estar mais fiável e também competitivo, pelo que contamos que à terceira participação nos seja possível alcançar o pódio final!

O Rali não é nada fácil, bastante extenso e duro, sobretudo para nós que partimos depois de mais de setenta equipas! Vamos tentar gerir da melhor maneira a mecânica do carro, dar o nosso melhor e acima de tudo também nos divertir! Deixo ainda um especial agradecimento a todos os nossos patrocinadores, Plantaruil, Magoflor, HS Publicidade, VJPR Auto, Kumho Tyres e Maximiano Dias por tornarem possível a participação numa prova como é o Sata Rallye Açores!”

O Rali terá um total de 714,21 quilómetros, entres os quais 226,67 disputados em contra relógio pelas 17 provas especiais de classificação que irão decorrer ao longo de três dias de prova! O pódio final será em Ponta Delgada, no sábado pelas 19h02.alex ramos_2_Copyalex ramos_Copy

 

MANUEL CASTRO NOS AÇORES

 

Manuel Castro em estreia nos Açores! A ilha de S. Miguel vai ser palco já a partir do dia 4 de junho da 50ª edição do Sata Rallye Açores, prova que como habitualmente estará sobe a responsabilidade do Grupo Desportivo Comercial. Conhecido pelas fantásticas paisagens que servem de plano de fundo às especiais de classificação, a edição de 2015 que marca as bodas de ouro do rali conta com uma excelente lista de participantes repartidos pelo ERC, nacional de ralis e ainda para o campeonato de ralis dos Açores. Manuel Castro e Luís Costa irão estar à partida da prova em piso de terra, fazendo a sua estreia neste rali. A grande ambição é mesmo terminar a extensa prova e amealhar o máximo de pontos para o campeonato, já que consecutivos azares mecânicos têm comprometido as contas em termos de campeonato para a dupla do Mitsubishi EVO IX R4. Como nos refere o piloto de Guimarães “é um rali totalmente novo para mim já que será a minha estreia nos Açores. Tivemos alguns atrasos na entrega de algumas peças para o nosso EVO IX pelo que não conseguimos efetuar qualquer teste de preparação para a prova. Vamos tentar rodar alguns quilómetros no Monday Test ou no shakedonw de forma a rodar um pouco com o carro antes do arranque do rali e encontrar um bom setup para as exigentes especiais que vamos ter. Em termos desportivos queremos lutar pelos lugares do pódio entre os carros do Grupo N, mas acima de tudo terminar o rali, pois é muito importante pontuar para o campeonato para até ao final da época conseguirmos ainda recuperar algumas posições”. O Sata Rallye Açores terá um total de 17 provas especiais de classificação, com o arranque “desportivo” a ter lugar na quinta-feira à tarde. No total serão três dias de prova, num percurso de 714,21 quilómetros, sendo que 226,67 serão disputados em contra relógio. O final do rali será sábado, em Ponta Delgada, pelas 19h02.manuel castro_2_Copymanuel castro_Copy

 

COMPETISPORT NO RALI DOS AÇORES

 

Competisport com dupla presença na 50ª edição do Sata Rallye Açores
A Competisport irá marcar uma forte presença na edição das bodas de ouro do já mítico Sata Rallye Açores que terá palco nos próximos dias 4 a 6 de junho na ilha de S. Miguel.
A equipa do Cartaxo irá ter na prova em piso de terra duas duplas, com Luís Mota e Carlos Ramiro inscritos no Campeonato Nacional de Ralis e André Mota e Eurico Adão no Campeonato de Ralis dos Açores.
Depois da vitória em Baião no FPAK Norte, Luís Mota regressa uma vez mais à bonita ilha com uma boa novidade já que irá estrear um novo Mitsubishi EVO IX adquirido recentemente pela equipa. Sem oportunidade para testes, o primeiro contacto com o EVO será já no rali onde o principal objetivo é mesmo rodar. Sendo um tipo de piso onde o piloto desportivamente tem mais que provas dadas, será sempre um serio candidato aos lugares do pódio entre os concorrentes do agrupamento RC2N. Outra novidade será o seu copiloto, já que desta feita será Carlos Ramiro a ocupar a backet do lado direito, pois Alexandre Ramos também irá estar à partida do rali.
Em estreia na prova açoriana estará o jovem André Mota. Parado já há algum tempo, o piloto parte para o rali com o principal objetivo de terminar a prova. Como nos refere o piloto navegado por Eurico Adão “já estou parado há algum tempo pelo que as primeiras especiais servirão sobretudo para voltar a ganhar ritmo de prova e aproveitar cada especial para conhecer melhor o carro. Vamos tentar fazer uma prova em evolução, o rali é muito longo e exigente, vai ser a minha estreia nesta prova, pelo que a nossa grande ambição é mesmo terminar, desfrutar do rali e claro tentar chegar no final a um bom resultado”.
André Mota, irá estar inserido no Campeonato de Ralis do Açores com o mesmo EVO VI com o qual Luís Mota venceu o Rali de Baião.
O Rali vai para a estrada desportivamente na 5ª feira com a realização da primeira especial às 17h00.
Seguem-se mais 16 especiais ao longo de três dias de prova, num total de 714,21 quilómetros, entre os quais 226,67 disputados em contra relógio. O pódio final da prova do Grupo Desportivo Comercial está previsto para as 19h02 de Sábado em Ponta Delgada.LUIS MOTA_2_Copyluis mota_Copy

 

CONGRESSO

Congresso: O futuro próximo do pós-venda independente e os avanços tecnológicos

O segundo dia da AutopromotecEdu acolheu o Congresso com o tema «O futuro próximo do pós-venda independente e os avanços tecnológicos: os protagonistas em comparação».

Dia dois da AutopromotecEDU 2015, um local de encontros para alargar o conhecimento sobre o pós-venda e as atividades de serviços, que foi a anfitriã do congresso "O futuro próximo do pós-venda independente e os avanços tecnológicos: os protagonistas em comparação", um momento de troca e debate entre a ANFIA, fabricantes de equipamentos, a TEXA e redes independentes liderados pela Groupauto, Magneti Marelli, e Rhiag, moderado por Nicola Giardino, editor chefe da AutopromotecNEWS.

Existem várias novidades técnicas regulamentares e de mercado que estão a empurrar o pós-venda independente para uma mudança na sua direção e que obrigam a uma reflexão séria sobre como as oficinas de reparação automóvel independentes podem e devem enfrentar o mercado. Assim, o debate sobre as iniciativas começou pelas redes independentes, para dar às suas oficinas o apoio necessário, em que os equipamentos são necessários para lidar com a crescente complexidade e o impacto resultante sobre os custos e sobre o que está implicado ao ter que servir os clientes que cada vez mais consistem em frotas de veículos e utilizadores profissionais.

O congresso "O futuro próximo do pós-venda independentes e avanços tecnológicos: os protagonistas em comparação" destacou uma série de questões interessantes de que vale a pena refletir e trabalhar, tendo em vista os desafios que estão a tomar forma no futuro para todo o setor do pós-venda independente.

Os carros estão a mudar, os clientes estão a mudar (estão a surgir frotas de veículos, por exemplo) e os equipamentos estão a mudar. A questão é se oficinas de reparação de automóveis estão prontas para lidar com todas essas mudanças. De acordo com Paolo Vasone - ANFIA - hoje em dia é preciso ter uma "rede" a todos os níveis. Por exemplo, os principais fabricantes de componentes vêm a ANFIA como uma "casa comum", onde podem trocar ideias, unir os seus esforços e compartilhar recursos.

As grandes empresas estão conscientes dos negócios, mas as oficinas têm que mostrar a mesma consciência, de acordo com Simone Guidi, da Groupauto. A intenção da Groupauto a este respeito é de trabalhar conjuntamente com os reparadores de veículos que são capazes de criar valor acrescentado com serviços adequados, de modo a que os clientes finais, os condutores, possam contar com uma rede de apoio de "classe superior" para o seu veículo.

Explorar o valor da sua equipa é outra questão fundamental de acordo com Stefano Sancassani, da Magneti Marelli Checkstar. É necessário ajudar as oficinas mais empreendedoras com uma perspetiva mais ampla para encontrar uma forma de transmitir aos clientes o valor acrescentado do seu trabalho por meio de projetos de marketing específicos, tal como os fabricantes fazem.

Para competir com as redes oficiais de fabricantes de automóveis, especifica Frédéric Servajean (Officine A posto - Rhiag), é preciso agir e trabalhar no mesmo nível, oferecendo entre outras coisas uma imagem adequada e garantias de rede. O verdadeiro negócio das oficinas de reparação de automóveis não é tanto os clientes, que obviamente têm de ser mantidos cuidadosamente como ativos estabelecidos, mas obter novos clientes através, por exemplo, de uma imagem coordenada que transmita confiança.
A constante universal com que se tem trabalhar nos dias de hoje, acrescenta Manuele Cavalli (Texa), é a própria mudança. Para a Texa, um operador de hi-tech, é uma prerrogativa fundamental. A empresa é capaz de propor constantemente novas soluções praticamente "on demand" de acordo com as exigências momentâneas das oficinas de reparação. Mecatrônica, em resumo, significa que uma empresa é capaz de responder rápida e eficientemente às necessidades dos clientes que se estão a mover cada vez mais rápido. Por esta razão, por exemplo, um instrumento ad hoc foi desenvolvido para manter constantemente os condutores ligados às oficinas, no caso de avarias ou de uma simples manutenção.

No geral, houve numerosos sinais muito interessantes que surgiram a partir do congresso. A importância da internet para que seja feita uma resposta de forma rápida e cada vez mais precisa na encomendar peças. O mundo da reparação, tem, como muitos outros, que se tornar ainda mais seletivo: não há alternativa à alta qualidade, com base em formação constante e apropriada, para se conseguir manter os desafios diários. Não é por acaso que o bom desempenho duma oficina depende do bom desempenho do concessionário local peças de reposição. As ferramentas de trabalho, como por exemplo, sistemas de diagnóstico, têm que ser, ao mesmo tempo, mais completas mas também fáceis de utilizar. Por último, mas não menos importante, é sempre necessário instalar peças sobressalentes de origem confiável.

Com esta importante oportunidade para trocar ideias, a Autopromotec confirma o seu foco especial nos novos problemas enfrentados no mercado de reposição, e a sua determinação em promover uma série completa de iniciativas, como congressos, no âmbito que se estende para além do próprio Comércio Justo, a fim de promover o crescimento de negócios sustentáveis na cadeia de produção.



AutopromotecEdu
 

LISTA DE INSCRITOS RAMPA DA COVILHÃ

 

MONTANHA DE REGRESSO Á RAMPA DA COVILHÃ/SERRA DA ESTRELA

 

Será já no próximo fim-de-semana, a 6 e 7 de Junho que a competição voltará a percorrer o asfalto da Rampa da Serra da Estrela, com a organização a cargo do CAMI Motorsport em parceria com a autarquia da Covilhã.

Reunindo os principais nomes da Montanha nacional, o fantástico traçado serrano será palco da próxima jornada do Campeonato Nacional da especialidade, com a atividade competitiva a iniciar-se no Sábado pelas 15h30 com a primeira subida de treinos, estando prevista a última subida para Domingo, dia 7 pelas 12h30.

O CAMI Motorsport orgulha-se de ser o responsável pelo regresso da Rampa da Covilhã / Serra da Estrela, a um local que já recebeu por diversas vezes, provas de gabarito internacional, e que ocupa agora o seu devido lugar no calendário competitivo de 2015.

Paralelamente à prova do campeonato nacional, realiza-se igualmente uma prova de rampa-sprint que reunirá um outro lote de participantes, que ajudarão a dar ainda maior brilho e relevância a este regresso.


LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA


nº 102 - Rui Ramalho - Juno

nº 103 - João Fonseca - Norma M 20

nº 108 - Paulo Ramalho - Juno

nº 151 - Joaquim Rino - BRC CM 05

nº 152 - Nuno Guimarães - BRC CM 02

nº 153 - Bernardo Sá NOgueira - Silver Car

nº 202 - Joaquim Teixeira - Porsche 997 GT 4

nº 203 - Edgar Reis - Porsche 997 GT 3

nº 244 - Manuel Correia - Skoda Fabia S 2000

nº 245 - Joana Barbosa - Fiat 500 Abarth


nº 251 - Mário Teixeira - Ford Fiesta

nº 290 - Nelson Trindade - Subaru Impreza

nº 291 - Romulo Mineiro - Mitsubishi Evo IX

nº 292 - Pedro Saraiva - Mitsubishi Evo IX

nº 301 - Tiago Reis - Ford Fiesta

nº 322 - Francisco Marrão - Seat Leon

nº 323 - José Correia - Seat Leon Eurocup

nº 324 - Ricardo Goimes - Seat Leon Copa

nº 325 - Luis Nunes - Seat Leon Copa

nº 349 - Luis Silva - BMW E 30

nº 350 - Sérgio Nogueira - Citroen Saxo

nº 351 - Paulo Nogueira - Citroen Saxo

nº 362 - Victor Ramos - Ford EScort

nº 363 - Martine Perteira - Alfa Romeo GTA

nº 401 - José Pedro Gomes - Ford Escort

nº 410 - José Pedro Figueiredo - Datsun 1200

nº 411 - Anibal Rolo - Datsun 240 Z

nº 412 - Flávio Sainhas - Ford Escort

nº 414 - Carlos santos Volkswagen


 

RAMPA SANTA MARTA FOI APRESENTADA

rampastamarta Copy
 

MANUEL CORREIA QUER VENCER CATEGORIA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

FOX 8099_Copy

RAMPA DA COVILHÃ

 

 

MANUEL CORREIA QUER VENCER CATEGORIA NA RAMPA DA COVILHÃ

 

Sendo a rampa da Covilhã uma das preferidas por parte de Manuel Correia, o piloto do Skoda Fabia S 2000, que está optimista para a prova do próximo fim de semana.

Assim Manuel Correia começou logo por nos dizer “quero lutar pela vitória em termos da minha categoria, ainda não vi a lista de inscritos, mas o meu objectivo é poder ficar igualmente o melhor classificado em termos de geral, pode não ser tarefa fácil, mas é por isso que participo, sempre a dar o meu máximo em cada subida, e os tempos que tenho feito estão à vista. Por outro lado espero poder divertir-me o mais possível”.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

GT OPEN NO ESTORIL

 

Mais um grupo de imagens referente à prova do GT Open na sua passagem pelo autódromo do Estoril, onde apresentamos um conjunto de imagens alusivas aos bastidores desta cometição de GT e não só.

 

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 6831_CopyFOX 6832_CopyFOX 6833_CopyFOX 6834_CopyFOX 6835_CopyFOX 6836_CopyFOX 6837_CopyFOX 6838_CopyFOX 6845_CopyFOX 6846_CopyFOX 6847_CopyFOX 6848_CopyFOX 6849_CopyFOX 6850_CopyFOX 6850_CopyFOX 6853_CopyFOX 6854_CopyFOX 6856_CopyFOX 6857_CopyFOX 6860_CopyFOX 6862_CopyFOX 6863_CopyFOX 6863_CopyFOX 6865_CopyFOX 6866_CopyFOX 6868_CopyFOX 6870_CopyFOX 6872_CopyFOX 6873_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

VELOCIDADE EM JARAMA

 

Grupo de imagens referentes às provas de velocidade que estão a decorrer este fim de semana na pista de Jarama, onde se encontra a correr o piloto do Porto, Fábio Mota, que obteve a pole position.Todas as fotos são da autoria do nosso amigo e colaborador Rafa Sanchez.

 

Fotos de Rafa Sanchez - www.velocidadeonline.comrafa36 Copyrafa35 Copyrafa34 Copyrafa33 Copyrafa32 Copyrafa31 Copyrafa30 Copyrafa29 Copyrafa28 Copyrafa27 Copyrafa26 Copyrafa25 Copyrafa24 Copyrafa23 Copyrafa22 Copyrafa21 Copyrafa20 Copyrafa19 Copyrafa18 Copyrafa17 Copyrafa16 Copyrafa15 Copyrafa14 Copyrafa12 Copyrafa11 Copyrafa10 Copyrafa9 Copyrafa8 Copyrafa7 Copyrafa7 Copyrafa6 Copyrafa5 Copyrafa4 Copyrafa3 Copyrafa2 Copy

 

RALI DE PORTUGAL

RALI DE PORTUGAL

 

PUBLICO

 

Muitos milhares de espectadores portugueses  eeszpanhois ocorreram às zonas espectáculo montadas pela organização, medida aplaudida pela FIA, e o Rali de Portugal já garatiu  a sua participação no Mundial em 2016, por isso estamos todos de parabéns.

 

Fotos de António Faria - www.velocidadeonline.comk1-fotosantoniofaria Copyk2 Copyk3 Copyk4 Copyk19 Copyk18 Copyk17 Copyk16 Copyk15 Copyk14 Copyk13 Copyk12 Copyk11 Copyk10 Copyk9 Copyk8 Copyk7 Copyk6 Copyk5 Copyk4 Copyk3 Copyk2 Copy

 

RALI DE PORTUGAL

RALI DE PORTUGAL

 

ESPECTADORES ATENTOS

 

Em pleno parque de assistência do rali de Portugal, situado nos Pavilhões da Exponor em Matosinhos, encontramos dois espectadores atentos, que observavam de perto algumas das assistências das marcas de fábrica, referimo-nos ao piloto Filipe Madureira, com certeza a comparar a mecânica do seu Fiat PFILIPEMADUREIRA Copyunto ou Nissan Micra.A seu lado Francisco Zamith, conhecido jornalista, especializado em ralis, que com certez dava a sua opinião sobre o que via ao piloto de Gondomar.

 

TREINOS E TESTES EM LE MANS

TREINOS E TESTES EM LE MANS

 

Os participantes à próxima edição das 24 Horas de Le Mans, já começaram os testes, onde  marcas como a Porsche, Audi, Toyota e Nissan apostam a sério, conforme as imagens anexas.

lm2 Copy

lm3 Copylm4 Copylm6 Copylm7 Copylm8 Copylm9 Copylm10 Copylm11 Copylm12 Copylm14 Copylm15 Copylm16 Copylm17 Copylm18 Copylm18 Copylm19 Copylm20 Copylm21 Copylm22 Copylm23 Copylm25 Copylm26 Copylm30 Copylm1 Copy

 

RUI COELHO DE REGRESSO?

RUI COELHO DE REGRESSO ÀS PISTAS?

nada está confirmado a nível oficial, mas no seu facebook, Rui Coelho afirma que poderá voltar às pistas em Portugal, ao volante do mesmo Ford Escort com que correu há uns anos atrás.Vamos esp+erar para ver se o Escort preto e dourado volta às pistas.regresso-ruicoelho Copy 

 

FINALMENTE A VITÓRIA

 

MIGUEL OLIVEIRA CONCRETIZA SONHO DE CRIANÇA E CONQUISTA PRIMEIRA VITÓRIA DA SUA CARREIRA NO CAMPEONATO DO MUNDO

 

Dia histórico para Portugal: Hino português soa pela primeira vez no Moto GP

 

AAA7 CopyAAA8 CopyHoje é um dia histórico para Miguel Oliveira, para o motociclismo, Moto GP e para Portugal. O piloto português venceu pela primeira vez um Grande Prémio na sua carreira. É também a primeira vez que o hino português é ouvido numa corrida do mais antigo e prestigiado  campeonato do mundo de motociclismo, o Moto GP.

 

A sexta etapa do Campeonato de Moto GP teve um desfecho histórico para o português Miguel Oliveira que partiu de 11º lugar e chegou a estar em 14º, assumindo o comando a 12 voltas do final, tendo precisado de se defender algumas vezes e de reconquistar a sua posição. O jovem da Charneca da Caparica foi extremamente consistente e marcou o ritmo de corrida, tendo inclusivamente feito várias vezes a volta mais rápida. Foi um desempenho estrondoso para o português da Red Bull KTM Ajo que foi o primeiro português de sempre a subir ao pódio no mundial de motociclismo de velocidade, algo feito 5 vezes e que já nesta temporada tinha feito o seu melhor desempenho em Espanha com o 2º lugar.

 

"É um dia em grande para mim. Conseguir ter a primeira vitória na minha carreira. Ser o primeiro e único português a ganhar uma prova de motociclismo é fantástico!  Tive uma boa estratégia, a moto correspondeu.  Foi muito bom, sinto me mais confiante. Precisamos de continuar este trabalho e de continuar a melhorar a moto. Sabemos que esta não é a moto perfeita mas temos que tentar adaptá-la a cada situação. Houve uma boa estratégia durante a corrida; liderei durante grande do tempo e foi difícil não cometer erros. Quero agradecer a todos aqueles que acreditaram sempre em mim, em particular à minha família, equipa e patrocinadores: Fludo, ACP, Shark, Red Bull, Banco Bic, Mobilada, Motoval, Coluer." referiu o piloto português.

 

MARTINE PEREIRA CONTINUA ADAPTAÇÃO AO ALFA ROMEO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

 

MARTINE PEREIRA CONTINUA ADAPTAÇÃO AO ALFA ROMEO


FOX 8050_Copy

Cada vez mais adaptado ao seu Alfa Romeo GTA, Martine Pereira está preparado para mais uma jornada do Campeonato Nacional de Montanha, que no próximo fim de semana irá assentar arrias nas fraldas da Serra da Estrela, com a realização de mais uma rampa da Covilhã. Sobre as expectativas, para esta prova, o piloto de Vila Nova de Famalicão disse-nos ” sinto-me cada vez mais adaptado ao comportamento em prova do Alfa Romeo GTA, e fruto disso são os tempos que tenho feito nas provas anteriores, sempre a melhorar os meus tempos em cada subida. Por isso estou satisfeito com os resultados alcançados, e agora na Rampa da Covilhã, a filosofia de participação será a mesma. Por isso em termos de objectivos, é lutar para continuar a melhorar os meus tempos, e lutar pelo melhor lugar em termos de classificação á geral “.

 

NOVA COUTRY MANAGER PARA A PENINSULA IBÉRICA

Nines García de la Fuente nomeada Country Manager para Espanha e Portugal da Delphi

Garcia conta com mais de 11 anos de experiência no mercado pós-venda.

A Delphi Product & Service Solutions anunciou a recente incorporação de Nines García de la Fuente à  empresa como Country Manager para Espanha e Portugal. Com mais de 11 anos de experiência no mercado do pós-venda nacional e internacional, Garcia será responsável por liderar as estratégias de negócios que suportam as necessidades dos consumidores.



ninesgarcia

 

JOAQUIM CANDEIAS É PRESIDENTE

Joaquim Candeias, Presidente da DPAI/ACAP, eleito para a Direção da FIGIEFA

A eleição foi feita na Assembleia-Geral eleitoral realizada por esta Federação, no dia 20 de Maio.

Joaquim Candeias, Presidente da DPAI/ACAP (Comércio Independente de Peças), foi eleito para a Direcção da FIGIEFA, durante a Assembleia-Geral eleitoral realizada por esta Federação, no dia 20 de Maio, em Bolonha, cidade anfitriã da Autopromotec 2015.

Fundada em 1956, a FIGIEFA é a Federação Internacional e o interlocutor político, em Bruxelas, de 25 Associações representativas, a nível mundial, de 22 países. O seu papel é monitorizar e acompanhar a elaboração de legislação, com o objectivo de manter uma concorrência livre e efectiva no Aftermarket, bem como defender o direito dos consumidores à escolha da oficina onde pretendem manter ou reparar os seus veículos.

A eleição de Joaquim Candeias para o Órgão Executivo desta Federação, resulta do reconhecimento do trabalho da DPAI/ACAP na defesa do IAM em Portugal e facilitará o acesso, por parte das empresas associadas, a informação indispensável à preparação das melhores estratégias futuras.



Joaquim Candeias
 

VOLVO OCEAN RACE EM LISBOA

VOLVO OCEAN RACE EM LISBOA

 

Com toda a frota a ser alvo de reparações, desta feita apresentamos mais umas imagens da chegada da frota da Volvo Ocean race ao rio tejo em Lisboa.volvo1 Copyvolvo2 Copyvolvo3 Copyvolvo4 Copyvolvo5 Copyvolvo7 Copyvolvo8 Copyvolvo9 Copyvolvo10 Copyvolvo11 Copyvolvo12 Copyvolvo14 Copyvolvo15 Copyvolvo16 Copyvolvo17 Copyvolvo18 Copy

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt