In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


VELOCIDADE TERMINOU NO ESTORIL

 

ENCONTRADOS OS CAMPEÕES NACIONAIS DE
VELOCIDADE NUM RACING WEEKEND EMOCIONANTE
A Velocidade Nacional esteve este fim de semana no Autódromo do Estoril, naquela
que foi a jornada de encerramento para os Campeonatos Nacionais de Velocidade e
para alguns Troféus Monomarca e já são conhecidos os novos Campeões Nacionais:
José Pedro Fontes e Miguel Barbosa no CNV Filipe Matias (H71), Rui Costa (H75) e
Kiko Mora (H81) no CNC, Arnaldo Marques (H71), José Fafiães (H75) e Pedro Gaspar
(H81) no CNC 1300 e por fim a dupla Francisco Carvalho/António Costa nos Abarth
500.
Foi um fim de semana que encheu o paddock do Autódromo Estoril, com as diversas categorias a
emprestarem um fantástico colorido ao palco que recebeu a dupla jornada de encerramento de
2014, no que respeita aos Campeonatos Nacionais de Velocidade.
Corridas muito disputadas, campeões confirmados e algumas surpresas nas classificações finais,
principalmente entre os troféus e categorias de clássicos, marcaram dois dias de corridas em que até
o tempo ajudou a facilitar a vida a todos os presentes e contribuiu para que a tarefa dos homens do
MCE saísse facilitada, até porque se afigurava tarefa bastante difícil, cumprir um horário tão
compacto, em que nem a pausa para o almoço era contemplada.
MCE que estreou no sábado um fantástico sistema de Live-Timing, talvez o mais eficaz das pistas
portuguesas, com uma rapidez de resposta impressionante – quase ao segundo – e que é de saudar,
pois representa um enorme salto qualitativo, para as corridas a disputar nesta pista.
Ontem já tinham sido disputadas três corridas; Duas de Super 7 by Kia – com o vencedor a ser
sempre Nuno Santos – e a primeira do CNV em que saíram vencedores Francisco Abreu e Luís Sá
Silva. O programa de Domingo abriu com o Challenge Desafio Único e encerrou com os CSS e já estão
encontrados os Campeões Nacionais de Velocidade 2014 – José Pedro Fontes e Miguel Barbosa – e
ainda o vencedor do Troféu Fiat 500 Abarth, precisamente, António Costa e Francisco Carvalho.
CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE
A segunda corrida do CNV este fim-de-semana ficou marcada pelas contas que cada piloto fazia em
relação ao campeonato. Indiferente a tudo isso Luís Sá Silva tirou o melhor partido da pole position e
liderou desde os primeiros metros, sendo seguido de perto na fase inicial por Stefano de Val. Mais
para trás Pedro Salvador abandonava e Miguel Barbosa geria a corrida sem correr riscos. Depois das
paragens Francisco Abreu continuou a liderar com o carro do Team Novadriver, enquanto José Pedro
Fontes subia para terceiro, lugar que lhe garantia matematicamente o título. Com o segundo lugar
final, Stefano de Val assegurou o título na categoria de Sport Protótipos. “Na fase inicial o Stefano
ainda tentou atacar, mas depois acabou por ser uma corrida tranquila. Perdia um pouco no
EVENT REPORT 2 –ESTORIL
primeiro sector, mas respondia nos seguintes. O ritmo foi bom desde o início e acabou por ser uma
boa vitória”, explicou o piloto angolano Luís Sá Silva. Miguel Barbosa e José Pedro Fontes festejavam
o título. “Foi uma corrida sempre a fazer contas. Não entrei em nenhuma luta que nos pudesse
colocar em risco, mas também não queria deixar a distância aumentar muito para os da frente.
Quero dar os parabéns a toda à equipa, ao Zé Pedro e aos patrocinadores por este campeonato”,
afirmou Barbosa. Por seu lado Fontes referia que “é sempre mais difícil correr desta forma. Forcei
no início para chegar a terceiro, posição que nos colocava a cobro de qualquer surpresa, mas
depois foi gerir e nas últimas voltas parece sempre que o carro está a fazer um barulho qualquer
esquisito”.
CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS CIRCUITOS – CNCC 1300/LEGENDS CLASSIC CUP
Na corrida conjunta do Campeonato Nacional de Clássicos e da Legends Classic Cup Luís Barros
começou por dominar na fase inicial, mas depois o Ford denotou problemas e o piloto foi obrigado a
abandonar. Ficou na frente João Macedo e Silva, que depois se limitou a gerir a corrida para terminar
com grande vantagem sobre Rui Costa, até porque este estava mais a pensar no título nacional de
históricos 75. João Carlos Novo fechou o pódio e venceu entre os Legends Classic Cup.
Na primeira corrida destinada aos 1300, Pedro Miguel Gaspar venceu, na frente de José Fafiães e José
Filipe Nogueira. “Acabou por ser uma corrida tranquila. No início ainda tive alguma pressão do João
Carlos Novo, mas depois fiquei sozinho. Com o abandono do Luís Barros acabou por ser uma vitória
de certa forma fácil, com mais de 30 segundos de vantagem”, explicou Macedo e Silva.
Na segunda corrida a história foi quase tirada a papel químico, com triunfo tranquilo de Macedo e
Silva, na frente de Rui Costa, sendo que desta vez a novidade foi o terceiro lugar que ficou para Luís
Silva que foi igualmente o melhor da Legends Classic Cup. Entre os 1300 vitória para José Fafiães, com
Pedro Gaspar e José Filipe Nogueira a completarem o pódio.
TROFÉU ABARTH 500
A primeira corrida do fim-de-semana entregou praticamente o título do Troféu Abarth 500 há dupla
Francisco Carvalho/António Costa. O piloto da Guarda largou da pole position e impôs rapidamente
um ritmo impossível de seguir pelo resto da concorrência. No caminho para a vitória fez ainda a volta
mais rápida, o que o deixava a dois pontos do título. “Hoje quero, acima de tudo, dedicar esta vitória
ao João Lopes, que foi o jornalista que mais escreveu sobre mim ao longo da minha carreira. Depois
dizer que acabou por ser uma corrida tranquila, depois de um início muito forte”, disse o piloto da
Guarda. A batalha pelo segundo lugar também cedo ficou resolvida, porque José Carlos Pires
arrancou melhor que Nuno Cardoso e depois de conseguir colocar uma margem de 1,5s para o
adversário geriu essa diferença até ao final.
Na segunda corrida José Carlos Pires largou da pole position e apesar de não ter feito o melhor dos
arranques conseguiu manter a vantagem. Depois com a aproximação de José Rodrigues a Nuno
Cardoso, o líder tirou partido disso e cavou uma diferença irrecuperável. “Não fiz o melhor dos
arranques, mas fiquei na frente. Consegui um ritmo rápido, mas percebi que o José Rodrigues se
estava a chegar ao Nuno e acabei por tirar partido disso. Acabei o ano em beleza”, disse o
vencedor. Com José Rodrigues e Nuno Cardoso em terceiro estavam encontrados os campeões. O
EVENT REPORT 2 –ESTORIL
quinto lugar de António Costa chegou e sobrou para juntamente com Francisco Carvalho festejar o
título.
SUPER 7 BY KIA
No segundo dia de corridas do Troféu Super 7 by KIA, Nuno Santos confirmou o pleno e ganhou a
terceira e quarta mangas, ganhando assim a segunda corrida e dando um importante passo rumo ao
objectivo maior que é a conquista do campeonato. “Foi de facto um fim-de-semana perfeito, não só
pelas quatro vitórias, como também pelo campeonato, uma vez que este resultado foi um passo
muito importante. Sabia que os meus adversários estavam rápidos e por isso tive sempre de dar o
máximo”, resumiu o vencedor. Eduardo e Ricardo Leitão conseguiram ficar com o segundo lugar,
deixando o último espaço na tribuna dos vencedores ao espanhol Jaime Fuster.
CHALLENGE DESAFIO ÚNICO
Como sempre acontece, as corridas do Desafio Único foram animadas dentro e fora da pista, tanto na
primeira como na segunda corrida. Entre os Alfa Romeo David e Sérgio Saraiva ganharam a primeira
corrida e com isso ficaram mutio perto de fazer a festa do título. “Até ao momento das paragens
estivémos sempre perto dos líderes e na altura da paragem assumimos o comando. Depois levei
um toque que me desalinhou um pouco o carro e me fez perder o contacto com a frente da corrida.
Voltei a recuperar e o meu rival levou um “drive through” e assumi o comando para ganhar”,
resumiu David Saraiva. Joaquim Soares e António Barros terminaram em segundo, deixando o
terceiro lugar para Tiago e Hugo Mesquita.
Nos Fiat Punto o título absoluto já estava entregue, mas em jogo estava o destinado aos circuitos,
que ficou igualmente para André Pinto e João Brites. “Desde o Algarve que eramos campeões
absolutos e também já tinhamos garantido o de rampas, faltava só o de circuitos. Controlei o ritmo
do líder, pois sabia que depois da troca de pilotos o João era mais forte e acabou por ser a
estratégia certa, pois ganhámos e conquistámos o título que faltava”, disse André Pinto. Tiago Vilela
e Hugo Negrais foram segundos, ao passo que Bernardo Maia e Gonçalo Rodrigues ficaram com o
derradeiro degrau do pódio.
A segunda corrida com a discussão do título como pano de fundo foi muito nervosa e acabou antes
dos 50 minutos, em virtude de um toque que obrigou à interrupção da prova. No final das contas, a
vitória ficou para José João Magalhães e Paulo Rodrigues, mas mais importante o título foi para as
mãos de Luís e Raúl Delgado. Com exclusões pelo meio, o pódio ficou completo com Tiago e Hugo
Mesquita no segundo posto e José e Diogo Rocha a fecharem o pódio.
Nos Fiat Punto nova vitória para André Pinto e João Brites, com Tiago Vilela e Hugo Negrais a
repetirem o segundo lugar, ficando desta vez o pódio completo com Vasco e Manuel Barros.
CLASSIC SUPER STOCK
Na primeira corrida de Classic Super Stock embora a diferença no final dê uma ideia de alguma
facilidade na vitória de Rui Azevedo, o que é facto é que o piloto do Ford passou por algumas
dificuldades na fase inicial. “A primeira posição da grelha é muito perto do semáforo e devido à pala
EVENT REPORT 2 –ESTORIL
não arranquei bem e depois tive de ir atrás deles. O António Magalhães estava a ser um adversário
duro, mas depois ficou para trás. Pareceu fácil, mas empenhei-me a fundo”, resumiu Azevedo, que
foi naturalmente o melhor da classe E4. Luís Ribeiro foi segundo e ganhou a classe F4, enquanto
Manuel Menezes fechou o pódio e venceu a categoria F3. Carlos Fernandes levou a melhor na F3,
Rafael Pinto e Carlos Pedro ganharam na D4. Fernando Mayer Gaspar e Madalena Gaspar foram os
vencedores na classe C2 e João e Miguel Ribeiro ganharam nos D2.
A fechar o dia no Autódromo do Estoril decorreu a segunda corrida dos CSS. E desta vez Rui Azevedo
não se deixou surpreender pelo semáforo e venceu com autoridade. “Foi uma corrida engraçada, em
que acabei por me divertir sozinho. Como sempre a CarTrofa entregou-me um carro fantástico e
estou muito contente com esta corrida”, explicou o vencedor, que foi ainda o melhor dos E4.
António Raposo de Magalhães e Luís Sousa Ribeiro fecharam o pódio, com Sousa Ribeiro a ganhar
nos F4. Manuel Cabral Menezes venceu nos F3, Carlos Fernandes nos E3, Rafael Pinto e Carlos Pedro
nos D4, João e Miguel Ribeiro nos D2 e por fim Fernando Mayer Gaspar e Madalena Gaspar nos C2.
SINGLE SEATER SERIES
Ao contrário do que tem sido hábito, a primeira corrida dos Single Seaters foi bem mais morna que o
habitual. Gonçalo Inácio fez um bom arranque e isolou-se. Ainda se pensou que Tiago Raposo de
Magalhães poderia seguir o líder, mas isso não veio a suceder e Inácio acabou por caminhar de forma
tranquila para a vitória. “Fiz um bom arranque, mas pensei que o Tiago me ia seguir. Ainda passei
duas voltas a olhar para os espelhos, mas depois percebi que estava sozinho e nas últimas duas
voltas geri o ritmo”, afirmou. Atrás de Tiago Raposo de Magalhães ficou Diogo Lopes que encerrou o
pódio. António Mendonça ganhou na classe FK70, António Raposo de Magalhães nos FK80, Vasco
Sampaio nos FK90 e Francisco Pereira e Pedro Charrais nos FV.
A segunda prova do dia foi aquilo que tem sido hábito. Tiago Raposo de Magalhães e Gonçalo Inácio
discutiram a vitória metro a metro, trocando de posições por algumas vezes ao longo da corrida,
acabando no final por prevalecer Raposo de Magalhães por menos de um segundo. Espectacular foi
igualmente a luta pelo terceiro lugar, com Diogo Lopes a acabar por passar por Paulo Sá Silva já na
parte final da corrida, depois do angolano ter defendido mal uma trajectória. Ainda tentou
responder, mas acabaram os dois a par, com a vantagem a cair para o lado de Lopes por 12 milésimos
de segundo. “Foi uma corrida à imagem do que sucedeu em Portimão. A luta foi de princípio a fim,
com total fair play e agradeço à minha equipa que me deu um carro fantástico que me permitiu
vencer”, esclareceu no final Tiago Raposo de Magalhães.
António Raposo de Magalhães ganhou nos FK80, António Mendonça nos FK70, Vasco Sampaio nos
FK90 e Francisco Pereira e Pedro Charais nos FV.
AUTÓDROMO ESTORIL, 05 OUT de 2014 OaaMG 0077B_Copy_CopyCampees Nacionais_-_CNV_CopyCSS PARTIDA_CopyFrancisco Carvalho_-_Abarth_CopyGONALO INCIO_-_SSS_CopyJM SILVA_-_CNC_CopyLUIS SILVA_-_LCC_CopyMAGALHES -_RODRIGUES_-_FEUP_CopyNuno Santos_-_S7_CopySARAIVA -_FEUP_CopyS Silva_-_F._Abreu_-_Corrida_1_e_2_CNV_Copy

 

VELOCIDADE TERMINOU NO ESTORIL

 

ENCONTRADOS OS CAMPEÕES NACIONAIS DE
VELOCIDADE NUM RACING WEEKEND EMOCIONANTE
A Velocidade Nacional esteve este fim de semana no Autódromo do Estoril, naquela
que foi a jornada de encerramento para os Campeonatos Nacionais de Velocidade e
para alguns Troféus Monomarca e já são conhecidos os novos Campeões Nacionais:
José Pedro Fontes e Miguel Barbosa no CNV Filipe Matias (H71), Rui Costa (H75) e
Kiko Mora (H81) no CNC, Arnaldo Marques (H71), José Fafiães (H75) e Pedro Gaspar
(H81) no CNC 1300 e por fim a dupla Francisco Carvalho/António Costa nos Abarth
500.
Foi um fim de semana que encheu o paddock do Autódromo Estoril, com as diversas categorias a
emprestarem um fantástico colorido ao palco que recebeu a dupla jornada de encerramento de
2014, no que respeita aos Campeonatos Nacionais de Velocidade.
Corridas muito disputadas, campeões confirmados e algumas surpresas nas classificações finais,
principalmente entre os troféus e categorias de clássicos, marcaram dois dias de corridas em que até
o tempo ajudou a facilitar a vida a todos os presentes e contribuiu para que a tarefa dos homens do
MCE saísse facilitada, até porque se afigurava tarefa bastante difícil, cumprir um horário tão
compacto, em que nem a pausa para o almoço era contemplada.
MCE que estreou no sábado um fantástico sistema de Live-Timing, talvez o mais eficaz das pistas
portuguesas, com uma rapidez de resposta impressionante – quase ao segundo – e que é de saudar,
pois representa um enorme salto qualitativo, para as corridas a disputar nesta pista.
Ontem já tinham sido disputadas três corridas; Duas de Super 7 by Kia – com o vencedor a ser
sempre Nuno Santos – e a primeira do CNV em que saíram vencedores Francisco Abreu e Luís Sá
Silva. O programa de Domingo abriu com o Challenge Desafio Único e encerrou com os CSS e já estão
encontrados os Campeões Nacionais de Velocidade 2014 – José Pedro Fontes e Miguel Barbosa – e
ainda o vencedor do Troféu Fiat 500 Abarth, precisamente, António Costa e Francisco Carvalho.
CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE
A segunda corrida do CNV este fim-de-semana ficou marcada pelas contas que cada piloto fazia em
relação ao campeonato. Indiferente a tudo isso Luís Sá Silva tirou o melhor partido da pole position e
liderou desde os primeiros metros, sendo seguido de perto na fase inicial por Stefano de Val. Mais
para trás Pedro Salvador abandonava e Miguel Barbosa geria a corrida sem correr riscos. Depois das
paragens Francisco Abreu continuou a liderar com o carro do Team Novadriver, enquanto José Pedro
Fontes subia para terceiro, lugar que lhe garantia matematicamente o título. Com o segundo lugar
final, Stefano de Val assegurou o título na categoria de Sport Protótipos. “Na fase inicial o Stefano
ainda tentou atacar, mas depois acabou por ser uma corrida tranquila. Perdia um pouco no
EVENT REPORT 2 –ESTORIL
primeiro sector, mas respondia nos seguintes. O ritmo foi bom desde o início e acabou por ser uma
boa vitória”, explicou o piloto angolano Luís Sá Silva. Miguel Barbosa e José Pedro Fontes festejavam
o título. “Foi uma corrida sempre a fazer contas. Não entrei em nenhuma luta que nos pudesse
colocar em risco, mas também não queria deixar a distância aumentar muito para os da frente.
Quero dar os parabéns a toda à equipa, ao Zé Pedro e aos patrocinadores por este campeonato”,
afirmou Barbosa. Por seu lado Fontes referia que “é sempre mais difícil correr desta forma. Forcei
no início para chegar a terceiro, posição que nos colocava a cobro de qualquer surpresa, mas
depois foi gerir e nas últimas voltas parece sempre que o carro está a fazer um barulho qualquer
esquisito”.
CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS CIRCUITOS – CNCC 1300/LEGENDS CLASSIC CUP
Na corrida conjunta do Campeonato Nacional de Clássicos e da Legends Classic Cup Luís Barros
começou por dominar na fase inicial, mas depois o Ford denotou problemas e o piloto foi obrigado a
abandonar. Ficou na frente João Macedo e Silva, que depois se limitou a gerir a corrida para terminar
com grande vantagem sobre Rui Costa, até porque este estava mais a pensar no título nacional de
históricos 75. João Carlos Novo fechou o pódio e venceu entre os Legends Classic Cup.
Na primeira corrida destinada aos 1300, Pedro Miguel Gaspar venceu, na frente de José Fafiães e José
Filipe Nogueira. “Acabou por ser uma corrida tranquila. No início ainda tive alguma pressão do João
Carlos Novo, mas depois fiquei sozinho. Com o abandono do Luís Barros acabou por ser uma vitória
de certa forma fácil, com mais de 30 segundos de vantagem”, explicou Macedo e Silva.
Na segunda corrida a história foi quase tirada a papel químico, com triunfo tranquilo de Macedo e
Silva, na frente de Rui Costa, sendo que desta vez a novidade foi o terceiro lugar que ficou para Luís
Silva que foi igualmente o melhor da Legends Classic Cup. Entre os 1300 vitória para José Fafiães, com
Pedro Gaspar e José Filipe Nogueira a completarem o pódio.
TROFÉU ABARTH 500
A primeira corrida do fim-de-semana entregou praticamente o título do Troféu Abarth 500 há dupla
Francisco Carvalho/António Costa. O piloto da Guarda largou da pole position e impôs rapidamente
um ritmo impossível de seguir pelo resto da concorrência. No caminho para a vitória fez ainda a volta
mais rápida, o que o deixava a dois pontos do título. “Hoje quero, acima de tudo, dedicar esta vitória
ao João Lopes, que foi o jornalista que mais escreveu sobre mim ao longo da minha carreira. Depois
dizer que acabou por ser uma corrida tranquila, depois de um início muito forte”, disse o piloto da
Guarda. A batalha pelo segundo lugar também cedo ficou resolvida, porque José Carlos Pires
arrancou melhor que Nuno Cardoso e depois de conseguir colocar uma margem de 1,5s para o
adversário geriu essa diferença até ao final.
Na segunda corrida José Carlos Pires largou da pole position e apesar de não ter feito o melhor dos
arranques conseguiu manter a vantagem. Depois com a aproximação de José Rodrigues a Nuno
Cardoso, o líder tirou partido disso e cavou uma diferença irrecuperável. “Não fiz o melhor dos
arranques, mas fiquei na frente. Consegui um ritmo rápido, mas percebi que o José Rodrigues se
estava a chegar ao Nuno e acabei por tirar partido disso. Acabei o ano em beleza”, disse o
vencedor. Com José Rodrigues e Nuno Cardoso em terceiro estavam encontrados os campeões. O
EVENT REPORT 2 –ESTORIL
quinto lugar de António Costa chegou e sobrou para juntamente com Francisco Carvalho festejar o
título.
SUPER 7 BY KIA
No segundo dia de corridas do Troféu Super 7 by KIA, Nuno Santos confirmou o pleno e ganhou a
terceira e quarta mangas, ganhando assim a segunda corrida e dando um importante passo rumo ao
objectivo maior que é a conquista do campeonato. “Foi de facto um fim-de-semana perfeito, não só
pelas quatro vitórias, como também pelo campeonato, uma vez que este resultado foi um passo
muito importante. Sabia que os meus adversários estavam rápidos e por isso tive sempre de dar o
máximo”, resumiu o vencedor. Eduardo e Ricardo Leitão conseguiram ficar com o segundo lugar,
deixando o último espaço na tribuna dos vencedores ao espanhol Jaime Fuster.
CHALLENGE DESAFIO ÚNICO
Como sempre acontece, as corridas do Desafio Único foram animadas dentro e fora da pista, tanto na
primeira como na segunda corrida. Entre os Alfa Romeo David e Sérgio Saraiva ganharam a primeira
corrida e com isso ficaram mutio perto de fazer a festa do título. “Até ao momento das paragens
estivémos sempre perto dos líderes e na altura da paragem assumimos o comando. Depois levei
um toque que me desalinhou um pouco o carro e me fez perder o contacto com a frente da corrida.
Voltei a recuperar e o meu rival levou um “drive through” e assumi o comando para ganhar”,
resumiu David Saraiva. Joaquim Soares e António Barros terminaram em segundo, deixando o
terceiro lugar para Tiago e Hugo Mesquita.
Nos Fiat Punto o título absoluto já estava entregue, mas em jogo estava o destinado aos circuitos,
que ficou igualmente para André Pinto e João Brites. “Desde o Algarve que eramos campeões
absolutos e também já tinhamos garantido o de rampas, faltava só o de circuitos. Controlei o ritmo
do líder, pois sabia que depois da troca de pilotos o João era mais forte e acabou por ser a
estratégia certa, pois ganhámos e conquistámos o título que faltava”, disse André Pinto. Tiago Vilela
e Hugo Negrais foram segundos, ao passo que Bernardo Maia e Gonçalo Rodrigues ficaram com o
derradeiro degrau do pódio.
A segunda corrida com a discussão do título como pano de fundo foi muito nervosa e acabou antes
dos 50 minutos, em virtude de um toque que obrigou à interrupção da prova. No final das contas, a
vitória ficou para José João Magalhães e Paulo Rodrigues, mas mais importante o título foi para as
mãos de Luís e Raúl Delgado. Com exclusões pelo meio, o pódio ficou completo com Tiago e Hugo
Mesquita no segundo posto e José e Diogo Rocha a fecharem o pódio.
Nos Fiat Punto nova vitória para André Pinto e João Brites, com Tiago Vilela e Hugo Negrais a
repetirem o segundo lugar, ficando desta vez o pódio completo com Vasco e Manuel Barros.
CLASSIC SUPER STOCK
Na primeira corrida de Classic Super Stock embora a diferença no final dê uma ideia de alguma
facilidade na vitória de Rui Azevedo, o que é facto é que o piloto do Ford passou por algumas
dificuldades na fase inicial. “A primeira posição da grelha é muito perto do semáforo e devido à pala
EVENT REPORT 2 –ESTORIL
não arranquei bem e depois tive de ir atrás deles. O António Magalhães estava a ser um adversário
duro, mas depois ficou para trás. Pareceu fácil, mas empenhei-me a fundo”, resumiu Azevedo, que
foi naturalmente o melhor da classe E4. Luís Ribeiro foi segundo e ganhou a classe F4, enquanto
Manuel Menezes fechou o pódio e venceu a categoria F3. Carlos Fernandes levou a melhor na F3,
Rafael Pinto e Carlos Pedro ganharam na D4. Fernando Mayer Gaspar e Madalena Gaspar foram os
vencedores na classe C2 e João e Miguel Ribeiro ganharam nos D2.
A fechar o dia no Autódromo do Estoril decorreu a segunda corrida dos CSS. E desta vez Rui Azevedo
não se deixou surpreender pelo semáforo e venceu com autoridade. “Foi uma corrida engraçada, em
que acabei por me divertir sozinho. Como sempre a CarTrofa entregou-me um carro fantástico e
estou muito contente com esta corrida”, explicou o vencedor, que foi ainda o melhor dos E4.
António Raposo de Magalhães e Luís Sousa Ribeiro fecharam o pódio, com Sousa Ribeiro a ganhar
nos F4. Manuel Cabral Menezes venceu nos F3, Carlos Fernandes nos E3, Rafael Pinto e Carlos Pedro
nos D4, João e Miguel Ribeiro nos D2 e por fim Fernando Mayer Gaspar e Madalena Gaspar nos C2.
SINGLE SEATER SERIES
Ao contrário do que tem sido hábito, a primeira corrida dos Single Seaters foi bem mais morna que o
habitual. Gonçalo Inácio fez um bom arranque e isolou-se. Ainda se pensou que Tiago Raposo de
Magalhães poderia seguir o líder, mas isso não veio a suceder e Inácio acabou por caminhar de forma
tranquila para a vitória. “Fiz um bom arranque, mas pensei que o Tiago me ia seguir. Ainda passei
duas voltas a olhar para os espelhos, mas depois percebi que estava sozinho e nas últimas duas
voltas geri o ritmo”, afirmou. Atrás de Tiago Raposo de Magalhães ficou Diogo Lopes que encerrou o
pódio. António Mendonça ganhou na classe FK70, António Raposo de Magalhães nos FK80, Vasco
Sampaio nos FK90 e Francisco Pereira e Pedro Charrais nos FV.
A segunda prova do dia foi aquilo que tem sido hábito. Tiago Raposo de Magalhães e Gonçalo Inácio
discutiram a vitória metro a metro, trocando de posições por algumas vezes ao longo da corrida,
acabando no final por prevalecer Raposo de Magalhães por menos de um segundo. Espectacular foi
igualmente a luta pelo terceiro lugar, com Diogo Lopes a acabar por passar por Paulo Sá Silva já na
parte final da corrida, depois do angolano ter defendido mal uma trajectória. Ainda tentou
responder, mas acabaram os dois a par, com a vantagem a cair para o lado de Lopes por 12 milésimos
de segundo. “Foi uma corrida à imagem do que sucedeu em Portimão. A luta foi de princípio a fim,
com total fair play e agradeço à minha equipa que me deu um carro fantástico que me permitiu
vencer”, esclareceu no final Tiago Raposo de Magalhães.
António Raposo de Magalhães ganhou nos FK80, António Mendonça nos FK70, Vasco Sampaio nos
FK90 e Francisco Pereira e Pedro Charais nos FV.OaaMG 0077B_Copy_CopyCampees Nacionais_-_CNV_CopyCSS PARTIDA_CopyFrancisco Carvalho_-_Abarth_CopyGONALO INCIO_-_SSS_CopyJM SILVA_-_CNC_CopyLUIS SILVA_-_LCC_CopyMAGALHES -_RODRIGUES_-_FEUP_CopyNuno Santos_-_S7_CopySARAIVA -_FEUP_CopyS Silva_-_F._Abreu_-_Corrida_1_e_2_CNV_Copy

 

ANDREA DE CESARIS MORREU

ANDREA DE CESARIS MORREU

 

O antigo piloto de Fórmula 1, falecu ontem vitima dum acidente de moto em Italia.A toda a sua familia e fãs as mais sentidas condolências de toda a nossa equipa.andreacesaris2 Copyandreacesaris3 Copyandreacesaris Copy

 

LOBATO VENCEU NO ESTORIL

 

Rafael Lobato vence a corrida de abertura no Estoril

Mais uma vitória para Rafael Lobato, a nona esta época, no Autódromo do Estoril onde decorre a última jornada do Campeonato Nacional de Velocidade. O piloto de Vila Real e o seu companheiro de equipa Armando Parente, voltaram a subir ao lugar mais alto do pódio na categoria C3, numa prova que ficou marcada por alguns contratempos.

As qualificações realizadas esta manhã, atribuíram aos pilotos do Radical SR3 a oitava posição da grelha à geral. Nesta primeira corrida coube a Parente efectuar o arranque: "O importante era passar a primeira curva sem perder posições e sem incidentes. O Armando fê-lo com toda a destreza. Depois  impôs o seu ritmo e fez um 'stint' irrepreensível", começou por explicar Rafael Lobato.

Estava no entanto prestes a acontecer o primeiro contratempo da corrida: "Sem grande explicação e na altura da troca de pilotos o carro foi abaixo e levámos algum tempo a pô-lo a funcionar. Perdemos segundos preciosos. Mas talvez por isso, entrei em pista ainda mais determinado em recuperar o tempo perdido. Consegui ser bastante rápido e ao mesmo tempo regular. Mas outro susto estava para vir. Na última curva fiquei sem gasolina e só consegui concluir a prova, porque nesse preciso momento o primeiro classificado terminava a corrida e porque o embalo que trazia me permitiram cruzar a meta. No meio do azar acabámos por ter sorte", concluiu Rafael Lobato que soma a nona vitória no Nacional de Sport Protótipos na classe C3 entre 10 possíveis.

Amanhã realiza-se a última prova da época e Rafael quer levar para Vila Real o pleno de vitórias.

Resultados da prova em: www.racingweekend.com.ptestoril rafael_lobato_Copy

 

RIAD TT EM GÓIS

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

Raid TT a Góis

12 e 13 de Setembro

 

Maio, Borrego e Ferreira os primeiros líderes

  • Tripla histórica da Yamaha nas duas rodas
  • Mário Patrão sofreu queda violenta mas continua em prova

 

Com um setor seletivo de vinte quilómetros, disputou-se hoje a primeira etapa do Raid TT a Góis, sexta e penúltima jornada do campeonato promovido pela Federação de Motociclismo de Portugal.

 

A competição moto ficou marcada pela tripla histórica conquistada pela equipa Yamaha que colocou os seus três pilotos nas três primeiras posições, vencendo as respetivas classes (TT1, TT2 e TT3). Luís Teixeira foi 2º e Sebastian Buhler o 3º classificado. O líder do campeonato Mário Patrão sofreu uma violenta queda, logo aos 5 km de corrida, mas conseguiu terminar embora perdendo 4m47s para António Maio.

 

Entre os Quad foi sem surpresa que o mais rápido foi Beto Borrego, que gastou menos 20s que o 2º classificado, Luís Engeitado. Nas posições seguintes ficaram Ricardo Carvalho e Bruno Ferreira, todos eles em Yamaha.

 

Na competição que envolve UTV e Buggy, foi o Rage pilotado por António Ferreira que averbou o melhor tempo à frente de um trio de pilotos utilizando Polaris 1000: Teo Viñaras, João Lopes e Jorge Monteiro.

 

O Raid TT a Góis prossegue amanhã com os concorrentes a enfrentar, a partir das 9h30m, um troço com 110 km de extensão, que será repetido a partir das 12h30m.

Informações sobre a prova em www.goismotoclube.pt

Classificações em: www.timingpro.com/scores2_mysql.php?ID_PROVA=102
 

EXTREME SAILING EM NICE

 

Alinghi imparável e cobri o título na final shoot-out de amanhã mesa. Saiba como eles fizeram isso com a SAP Sailing Analytics, aqui.
  - Realteam em curso para o seu terceiro pódio do ano, em segundo lugar.
  - Qualquer uma frota de 11 fortes são matematicamente capaz de um resultado nos três primeiros no confronto final de amanhã. Não perca! Live from 1530, hora local (GMT +2).
  - Repetição de hoje agarrando Stadium Racing, aqui.

O terceiro dia de competição, na Riviera Francesa para a década de 40 extremos pode vir a ser um dos dias mais marcantes de toda a 2014 temporada, com o leaderboard bem e realmente arrombada. Havia uma abundância de manda-chuvas no ranking, mas os movimentos mais significativos vieram de Alinghi, que veio a Nice com uma vantagem de um ponto delgado no ranking da série, entre eles ea equipe de desafiá-los para o título temporada, The Wave , Muscat. O suíço teve um impressionante 54 pontos de um possível 70, enquanto os Omanis só poderia adicionar 21 a sua contagem, eo resultado: Alinghi chumbo, The Wave, Muscat durar entrar em confronto final de amanhã, deixando The Wave, Muscat agora a planear os seus danos estratégia de limitação.

Explicando o que funcionou para eles hoje, Morgan Larson comentou: "Às vezes, o ar puro, se você se concentrar apenas em seu posicionamento, suas táticas e suas partidas e ignorar os outros barcos - ele funciona. Essa foi a nossa estratégia nesta manhã; ignorar os outros barcos. Eu sei que eu manter o meu olho solto no The Wave, Muscat o tempo todo, ea equipe me lembrar de apenas navegar o barco bem, e nós fizemos isso - que por sua vez vai colocar a pressão sobre eles. É trabalho, mas ainda há muitas corridas pela frente. "

Para os campeões de Omã foi um dia de vela que vai querer esquecer. Mas enquanto o time está para baixo, eles não são de forma e quando a pressão é sobre, Leigh McMillan tem mais capacidade suficiente para enfrentar o desafio e se recuperar, o que tático da equipe Sarah Ayton estava prestes positivo: "Foi um dia muito difícil - as condições eram tais que, se você teve um bom começo, então você pode levar tanto para a esquerda ou para a direita e que é eram os ganhos foram Como uma equipe que são sólidos, os nossos papéis, rotinas, a sinergia no. barco é bom - por isso vamos ter um pouco de tempo para refletir sobre o nosso desempenho e ter outra chance amanhã ".

Realteam, que liderou a regata desde o primeiro dia, fez bem em manter a sua posição no pódio e dirigir-se para amanhã, em segundo lugar, apenas 10 pontos atrás do Alinghi, e três à frente do Emirates Team New Zealand, de certa forma para o alívio dos Skipper Jérôme Clerc. "Foi um dia difícil para nós, somos surpreendidos por classificação geral porque não acho que nós tivemos um bom dia. O plano de ataque para amanhã é continuar a navegar como fizemos nos primeiros dias, é bastante regular e trabalho de estratégia. A mentalidade também vai desempenhar um papel amanhã porque vai ser complicado; todo mundo vai querer atacar e estar no pódio. "

Sete corridas foram navegou, e com tanta coisa em jogo, as equipes levou muitos riscos nas condições de luz, muitas vezes rolando os dados e tentando romper com o pacote para fazer ganhos. Na pista apertada e congestionado, os erros foram punidos duramente; subestimar o início e não havia volta, encontrar-se preso em um buraco no vento e sofredor as conseqüências. Aqueles que poderiam minimizar os erros e ficar fora de problemas chegou ao topo, e foi um grande dia de corridas para Rob Greenhalgh e da equipe do Sultanato de Oman, Oman Air, marcando duas vitórias para atualizar sua posição durante a noite da oitava para a quarto no fim do jogo. "Foi um dia difícil, nós não começou de forma brilhante, mas depois tivemos uma série de resultados razoáveis ​​durante todo o tempo", disse Greenhalgh "Fomos bem na direção do vento e fez algumas boas decisões. Vamos sair amanhã e fazer o melhor que pudermos -. A equipe fez um excelente progresso e esperamos continuar a "

Atrás deles é JP Morgan BAR que teve um dia consistentemente inconsistente como grande parte da frota, atualmente em quinto lugar e levando o meio do pelotão. Apenas um ponto atrás são os novos garotos do Down Under em GAC Pindar, e embora tenha sido uma curva de aprendizagem nesta temporada a equipe está melhorando Lei pela Lei, como capitão Nathan Wilmot explicou: "Eu acho que aprendi muito ao longo do último par de regatas. Geralmente estamos sendo mais consistente, embora tivemos algumas corridas ruins hoje. Eu acho que nós estamos aprendendo muito e lá em cima lutando no topo da frota em um monte de corridas, por isso só tenho que tentar mantê-lo e espero que nós vamos continuar fazendo isso venha Sydney. "

Gazprom Team Russia caiu alguns lugares na tabela classificativa, e terminar o dia empatados em pontos com a Red Bull Sailing Team, em sétimo lugar. Roman Hagara e sua tripulação tiveram um dia muito melhor, fazendo o tipo certo de ondas para subir de décimo primeira-oitava no fim do jogo e seu duplo campeão olímpico capitão Roman Hagara explicou o que era diferente: "Sentamo-nos como uma equipa ontem e tentaram analisar todas as coisas que fizemos que eram maus e bons, e depois veio com um plano para hoje. Então, nós temos melhorado continuamente ao longo dos últimos três dias, e é isso que vamos tentar fazer amanhã. "

Como é a maneira pela Extreme Sailing Series, a corrida final o dobro de pontos pode ser um tiroteio que sempre tem voltas e reviravoltas, e esperar que amanhã seja diferente, com qualquer time matematicamente capaz de um resultado nos três primeiros no fim do jogo . Assista ao vivo a partir de 1530, hora local (GMT +2) em extremesailingseries.com Este não é um que você vai querer perder!

Lei Extreme Sailing Series ™ 7 agradáveis ​​classificação após o Dia 3, 22 corridas (4.10.14)
Posição / Equipe / Pontos
  1 Alinghi (SUI) Morgan Larson, Anna Tunnicliffe, Pierre-Yves Jorand, Nils Frei, Yves DeTrey 135 pontos.
  2 Realteam por Realstone (SUI) Jérôme Clerc, Arnaud Psarofaghis, Bruno Barbarin, Bryan Mettraux, Thierry Wasem 125 pontos.
  3 Emirates Team New Zealand (NZL) Peter Burling, Glenn Ashby, Blair Tuke, Jeremy Lomas, Edwin Delaat 122 pontos.
  4 Oman Air (OMA) Rob Greenhalgh, Ted Hackney, Kyle Langford, Hashim Al Rashdi, Musab Al Hadi 120 pontos.
  5 JP Morgan BAR (GBR) Ben Ainslie, Nick Hutton, Paul Campbell-James, Bleddyn Mon, Matt Cornwell 110 pontos.
  6 GAC Pindar (AUS) Nathan Wilmot, Seve Jarvin, Hugh Styles, Tyson Lamond, James Wierzbowski 109 pontos.
  7 Gazprom Team Russia (RUS) Igor Lisovenko, Phil Robertson, Garth Ellingham, Pete Cumming, Aleksey Kulakov 106 pontos.
  8 Red Bull Sailing Team (AUT) Roman Hagara e Hans-Peter Steinacher, Mark Bulkeley, Thomas Cjakgak, Stewart Dodson 106 pontos.
  9 Groupama Sailing Team (FRA) Franck Cammas, Tanguy Cariou, Valentin Bellet, Arnaud Jarlegan, Devan Le Bihan 105 pontos.
  10 SAP Extreme Sailing Team (DEN) Jes Gram-Hansen, Rasmus Kostner, Thierry Douillard, Christian Kamp, Brad Farrand 98 pontos.
  11 The Wave, Muscat (OMA) Leigh McMillan, Sarah Ayton, Pete Greenhalgh, Kinley Fowler, Nasser Al Mashari 95 pontos.

 

Google Tradutorext8 Copyext9 Copyext10 Copyext11 Copyext12 Copyext14 Copyext15 Copyext16 Copyext17 Copy

 

PÓDIO ESCAPA POR POUCO À ARAUJO COMPETIÇÃO

 

CNV Estoril, Corrida 1, Sábado 4 Outubro 2014

Quarto o resultado possível para a Araújo Competição


Gonçalo Araújo e Miguel Cristovão concluíram a corrida deste Sábado do CNV na quarta posição, lutando com uma menor estabilidade em curva do Norma M20FC face aos seus adversários mais diretos.

Logo nos treinos, tornou-se notório que, embora a velocidade de ponta do protótipo da Araújo Competição fosse equivalente à dos outros carros da classe, até com ligeira vantagem nalguns sectores, a capacidade de entrar em curva ainda a travar, mantendo a estabilidade do conjunto, não estava no seu melhor, acabando por ditar o resultado da dupla.

Restou a consolação de terem batido uma das equipas candidatas ao título, o Tatuus de Carlos Vieira e Pedro Salvador, já que a corrida acabaria por ser ganha pelo estreante Luís Sá, em dupla com Francisco Abreu no Tatuus da Nova Driver, com Stefano de Val segundo e Fontes/Barbosa terceiros. Assim, o título vai decidir-se na corrida de amanhã, com a Araújo Competição já fora dessa luta.

"Foi o resultado possível, claramente não estávamos nos nossos dias " - disse Gonçalo Araújo após a chegada.

"O problema é que perdíamos um pouco de estabilidade a entrar em curva... foi uma corrida difícil, mas o resultado acabou por ser melhor do que me atrevi a esperar depois dos treinos" - disse por sua vez Miguel Cristovão.

Entretanto, nas Single Seaters Series, o piloto da Araújo Competição Gonçalo Inácio averbou a pole para as duas corridas de amanhã no seu Mygale com as cores da Koala, Socorsul e Quimitejo.
aaMG 0020_CopyaaMG 0077B_Copy

 

FÁBIO MOTA QUALIFICOU-SE

 

Fábio Mota qualifica-se entre os primeiros

Fábio Mota revelou um andamento extremamente competitivo ao longo das qualificações da ronda de Jerez de la Frontera da Clio Cup España, assegurando o quarto lugar na grelha de partida para a primeira corrida e o quinto para a segunda.

O piloto apoiado pela Würth, Sika, Projectiva, Serafim Marques, Wetor e Glassdrive chegou ao circuito andaluz apostado em prosseguir a sua evolução na categoria, um dos mais exigentes troféus da Renault em toda a Europa, e em alcançar um bom conjunto de resultados.

 

Desde cedo que Fábio Mota mostrou estar em condições de se bater por um lugar nas três primeiras linhas das grelhas de partida, conquistando o quarto posto para a primeira prova e o quinto para a segunda. “O ritmo está muito alto, mas consegui assinar o quinto crono em ambas as sessões de qualificação, subindo um lugar na primeira devido à penalização de um adversário. O carro está muito bom, o que me deixa com mais confiança para atacar. São dois bons resultados que nos abrem boas perspectivas, mas temos que continuar a trabalhar”, frisou o jovem de Gaia.

 

Fábio Mota espera amanhã duas corridas muito duras, mas está preparado para se bater por duas boas classificações. “Está muito calor e este circuito exige muito dos pneus, portanto, teremos que ter isso em atenção e encontrar uma boa solução para as provas de amanhã. Sabemos que temos uma concorrência muito forte, mas vamos lutar para conseguirmos conquistar dois bons resultados”, afirmou o representante português na Clio Cup España.

 

As duas corridas disputam-se amanhã, sendo a primeira composta por doze voltas ou vinte e cinco minutos e a segunda por dezoito voltas ou quarenta minutos.FMota FT_14019_Copy

 

HELDER EM 4º EM MARROCOS

 

Campeonato do Mundo de Todo-o-Terreno

Rallye Oilibya du Maroc 2014

3 a 9 de Outubro

Hélder Rodrigues em 4º na etapa inaugural

 

Hélder Rodrigues iniciou hoje a sua participação no Rallye Oilibya Maroc, a última etapa do Campeonato do Mundo de Todo-o-Terreno, averbando o 4º melhor tempo na etapa.

 

O piloto da Honda, que é também apoiado pela Red Bull e MEO, está aos comandos da nova Honda CRF450 Rally, recentemente apresentada, mas perdeu algum tempo nesta etapa inaugural devido a um problema no seu equipamento de road-book.

 

 

Não quis correr riscos neste primeiro dia de Rali. Pilotei de forma regular mas tive um pequeno problema com o rod-book e por causa disso a minha preocupação foi chegar ao final da etapa sem mais contratempos. O 4º lugar de hoje é uma boa posição para a etapa de amanhã. Vou sair de trás e tentar recuperar algum do tempo perdido hoje”, referiu Hélder Rodrigues.

 

A etapa de amanhã do Rallye Oilibya du Maroc compreende um sector seletivo com 211 quilómetros e a travessia do Erg Chebi.

 

Mais informações sobre a prova em: http://rallyemaroc.npo.fr  CH_5647_Copy

 

JOÃO BARBOSA VENCEU

Parabéns João Barbosa

Bastou uma hora de prova, para que no lugar mais alto do pódium da United SportsCar Championship se falasse Português!

As contas são fáceis de fazer: à partida para as 10 Horas de Road Atlanta João Barbosa e o companheiro de equipa, Christian Fittipaldi, têm 316 pontos, mais 22 do que os seus principais adversários. O simples facto de se classificarem garante-lhes mais 22 pontos e portanto, mesmo que os actuais segundos classificados vençam, terminam atrás dos homens do Corvette número cinco e como tal, já se fala Português neste campeonato.

João Barbosa nasceu no Porto, em onze de Março de 1975. Iniciou-se nos kartes, em 1988, com 13 anos, na Categoria Primavera, que venceu. Depois de uma carreira brilhante nos kartes, passou pela Fórmula Ford nacional, onde foi campeão e rumou a Itália, onde após vencer a Fórmula Alfa Boxer em 95, viu a sua carreira passar para o plano internacional.

Após realizar um teste com a Minardi, rumou aos Estados Unidos. Iniciou-se na Rolex Cup, pilotando para a Mosler. Foi nesta equipa que aceitou um dos desafios mais interessantes da sua carreira, desenvolver o Mosler MT 900r.

João Barbosa é hoje um dos mais notáveis pilotos de GT´s do Mundo e as três vitórias conseguidas nas 24 Horas de Daytona, duas delas na classificação geral, em 2010 e 2014. A vitória neste Campeonato, mais não é do que o culminar de uma época brilhante, que coloca um português no topo de uma das mais prestigiadas competições a nível mundial.

vitoria-de-joao-barbosa-thefworld

 

GONÇALVES EM 2º EM MARROCOS

 

Paulo Gonçalves foi segundo no
arranque do Rali de Marrocos
Piloto português, atual Campeão do Mundo de Ralis Todoo-
Terreno, procura renovar do título na prova marroquina
Paulo Gonçalves, Campeão do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno, começou hoje
a edição de 2014 do Rali de Marrocos, última prova do calendário mundial e
onde o piloto português da Honda oficial venceu em 2013 para chegar ao título.
Nesta que foi a primeira etapa do Rali de Marrocos, Paulo Gonçalves partiu
bem cedo por ordem inversa à classificação atual do “Mundial” de Ralis Todoo-
Terreno, na frente, portanto, de Marc Coma, e no final acabou por ser o
segundo classificado a 1m49s do vencedor Joan Barreda, também Honda.
“Foi uma etapa já bastante longa, difícil, com muita navegação, dunas,
pistas de montanha com muita pedra. Arrancámos atrás, havia imenso pó,
em algumas partes foi perigoso tentar ultrapassar os pilotos que iam à
nossa frente, mas no final acho que fiz uma boa etapa, consegui ser
segundo do dia, faltam cinco dias de corrida, serão certamente dias
difíceis mas iremos continuar a lutar dia após dia para conseguir aqui um
bom resultado neste Rali de Marrocos”, salientou Paulo Gonçalves.
A segunda de seis etapas do Rali de Marrocos liga Erfoud a Merzane com uma
“especial” cronometrada na ordem dos 211 quilómetros.
A diferença de dez pontos para o líder Marc Coma, que hoje foi terceiro
classificado, faz com que Paulo Gonçalves dependa nãoPaulo Gonalves_Marrocos_04_de_Outubro_de_2014_1_CopyPaulo Gonalves_Marrocos_04_de_Outubro_de_2014_2_Copy

 

SOUSA CONFIANTE

 

Última Hora: Bernardo Sousa vence Classificativa 14 e acaba o 2º dia a 5,7 s do líder.

 

“Ainda podemos ganhar, faltam ainda 5 classificativas”

 

BERNARDO SOUSA A 9,5 s DO 1º AINDA ACREDITA NA VITÓRIA NO RALI DE FRANÇA/ ALSÁCIA

 

 A dupla portuguesa Bernardo Sousa/ Hugo Magalhães está em 2º lugar, a escassos 9,5 s do líder da prova, o francês Q. Gilbert, no final da classificativa 13 do Rali de França/ Alsácia, vertente WRC2.

 

Bernardo Sousa efectuou um pião na especial 12 e perdeu preciosos segundos. Na ultima especial “um troço muito arriscado, resolvemos não dar tudo e os outros aproveitaram para ganhar mais algum tempo”, disse o piloto.

 

“A partir de agora vamos dar tudo”, referiu, acrescentando que” ainda podemos ganhar e faltam 5 classificativas”.

 

A prova tem como líder agora o francês Quentin Gilbert que pilota um Ford Fiesta R5 e que tem 9,5 s de vantagem sobre a dupla portuguesa. Em 3º, mantém-se outro francês, Sebastien Chardonnet ao volante de um Citroen DS3 R5, a 36,2 s.

 

Hoje ainda se corre a especial 14 com 4,86 km. Amanhã, Domingo, restam quatro classificativas que perfazem 63,38 kms.

Recorde-se que o piloto português é 11º da geral do Mundial WRC2, com apenas quatro provas disputadas. Cada piloto, das 13 provas do Mundial, pontua apenas sete, das quais contam as seis melhores.

 

PARENTE COM DIFICULDADES

 

Dia difícil para Álvaro Parente

Álvaro Parente teve uma corrida difícil em Hockenheim, terminando no décimo sétimo posto depois de continuados problemas de travões o terem impedido de alcançar um bom resultado na primeira prova da última ronda do ADAC GT Masters.

O português foi escalado pela McLaren GT para disputar a última etapa da competição ao volante do McLaren MP4-12C da MRS GT-Racing, mas o fim-de-semana não lhe tem corrido da melhor forma devido a questões técnicas no carro inglês.

Durante as qualificações de ontem as afinações e os problemas deram muito trabalho à formação germânica, tendo Álvaro Parente e Florian Spengler registado o décimo nono e vigésimo terceiro tempos.

A MRS GT-Racing esteve a trabalhar de modo a resolver os problemas sentidos, mas os travões continuaram a dar dores de cabeça à equipa e aos pilotos. “Temos sentido problemas desde os treinos-livres e temos vindo a trabalhar de modo a tentar resolvê-los. Em termos de comportamento o carro está um pouco melhor, mas continuamos a sentir problemas na travagem. Tivemos que lutar com o carro ao longo de toda a prova e isso reflectiu-se no nosso andamento. Dei o máximo que podia, mas era impossível ir mais além”, sublinhou Álvaro Parente.

O piloto da McLaren GT espera que os problemas que tem sentido possam ser debelados pela MRS GT-Racing até à corrida de amanhã, dado que só assim será possível recuperar e alcançar resultados de acordo com o seu palmarés. “A equipa está a tentar resolver a questão com o sistema de travagem, dado que nas condições actuais será muito difícil conseguir realizar uma boa prova amanhã. Caso tenhamos o carro em bom estado, vamos dar o nosso melhor para recuperarmos e conquistarmos um bom resultado”, apontou Álvaro Parente.

A corrida de amanhã terá a duração de uma hora e terá o seu início às 10h55m.AParente FT_14034_Copy

 

A LUTA DE SOUSA

 

“Ainda podemos ganhar, faltam ainda 5 classificativas”

 

BERNARDO SOUSA A 9,5 s DO 1º AINDA ACREDITA NA VITÓRIA NO RALI DE FRANÇA/ ALSÁCIA

 

 A dupla portuguesa Bernardo Sousa/ Hugo Magalhães está em 2º lugar, a escassos 9,5 s do líder da prova, o francês Q. Gilbert, no final da classificativa 13 do Rali de França/ Alsácia, vertente WRC2.

 

Bernardo Sousa efectuou um pião na especial 12 e perdeu preciosos segundos. Na ultima especial “um troço muito arriscado, resolvemos não dar tudo e os outros aproveitaram para ganhar mais algum tempo”, disse o piloto.

 

“A partir de agora vamos dar tudo”, referiu, acrescentando que” ainda podemos ganhar e faltam 5 classificativas”.

 

A prova tem como líder agora o francês Quentin Gilbert que pilota um Ford Fiesta R5 e que tem 9,5 s de vantagem sobre a dupla portuguesa. Em 3º, mantém-se outro francês, Sebastien Chardonnet ao volante de um Citroen DS3 R5, a 36,2 s.

 

Hoje ainda se corre a especial 14 com 4,86 km. Amanhã, Domingo, restam quatro classificativas que perfazem 63,38 kms.

Recorde-se que o piloto português é 11º da geral do Mundial WRC2, com apenas quatro provas disputadas. Cada piloto, das 13 provas do Mundial, pontua apenas sete, das quais contam as seis melhores.

 

JACINTO EM MARROCOS

JACINTO EM MARROSCOS

 

 

 

 

 

Já está disponível na Internet o clip referente às verificações da equipa OLEOBAN® no Rallye Oilibya du Maroc 2014.

Veja as imagens no Youtube:

http://www.youtube.com/watch?v=ds5IdQ01vok&;feature=youtu.be

 

FERODO QUEIMADO

 

MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA !!!!!!

Aqui vão as esperadas classificações da Super-Especial do Motor Show da Classic Expo Internacional do Ribatejo.

A distribuição dos "VALIOSOS" Troféus deste evento ocorrerá no "Jantarinho" de Novembro. Sim... Novembro!!! É que este mês não há Jantar mas... há PIQ-NIQ em Sintra no Próximo dia 10 de Outubro.

Vamos, mais uma vez, apoiar o "Grandioso Team do Ferodo Queimado" (e os outros também) no Rallye de Portugal Histórico na grande "NOITE DE SINTRA".

A Composição do Tem Ferodo Queimado é a seguinte:

5 - José Carvalhosa Dias / Nuno Rodrigues - Porsche 911

14 - José Manuel Matos / Rui "Martini" - Volvo 144S

18 - Paulo Marques / João Martins - BMW 1600

27 - Paulo Grosso / Susana Cordeiro - Ford Escort

82 - Rui Salgado / Luis Godinho - VW Golf GTI

Depois de analisarmos o local habitual, detetamos que o mesmo se encontra impraticável (devido as chuvadas que têm caído ultimamente) para pormos lá os nossos Popós.

Assim resolvemos "Mudar o poiso" e vamo-nos juntar com a malta da Tertúlia "Alfacinha" da 5ª a Fundo no entroncamento situado no final da "Lagoa Azul" inicio da "Peninha" (próximo da Malveira da Serra).

As regras são as mesmas dos anos anteriores - TRÁS O TEU E COME DE TODOS. E a concentração está marcada para as 19:00/19:30 no Ramalhão (Bombas da BP - S. Pedro de Sintra) e dai partimos em "peregrinação" para o local.

Confirma a presença e o que estás a pensar trazer para partilhar até 4ª feira (dia 8).

A Camelaria

p.s.-Consultar as classificações da Super-Especial através do Blog

 


http://ferodoqueimado.blogspot.com
Facebook
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar " target="_blank"> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Associação do Ferodo Queimado
NIPC: 509398251
Rui Alves, Luís Silva, Paulo Marques, Joaquim Serrão, Victor Borges da Costa

 

RAMPA DA PENHA 3 CONFIRMADA

A Rampa da Penha vai ser o palco da última prova do CNM 2014.

Depois da anulação da Rampa da Senhora da Graça, o Demoporto reuniu as condições necessárias para a realização da última prova do Campeonato, que tem já data marcada para 25 e 26 do corrente mês de Outubro. Assim, o campeoanto regressa à Penha, em Guimarães, 

Recordamos que as duas edições da Rampa da Penha, realizadas este ano, se pautaram pelo sucesso, reunindo listas de inscritos bem interessantes, com a presença de vários pilotos espanhóis e de muito público, que assistiu a dois optmos fins-de-semana de corridas. Os próximos dias 25 e 26 não vão ser, certamente, excepção.

alt Joana Barbosa, a primeira classificada entre as senhoras, na Rampa da Penha I - Foto de Nuno Organista

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2014 Grande Prêmio do Japão - Qualifying
ROSBERG NO PÓLO utilizando meio de pneu: AMBOS MERCEDES capaz de salvar
Pneus em Q2 e manter um conjunto NOVO PARA A PROVA
TEMPO QUENTE CONTINUA NA QUALIFICAÇÃO em Suzuka
DOIS pit stops é o mais rápido ESTRATÉGIA Se a corrida permanece seco:
TUFÃO PHANFONE AINDA É UMA AMEAÇA
 Pela oitava vez este ano, há uma fila all-Mercedes, com Nico Rosberg líder Lewis Hamilton. Ambos os pilotos utilizado estratégia de pneus durante a qualificação, sendo as únicas pessoas capazes de completar apenas uma corrida em Q2 com pneus médios, nomeados juntamente com o pneu duro neste fim de semana. Como resultado, Rosberg e Hamilton são os únicos pilotos do top 10 para ter um novo conjunto de pneus médios para a corrida.
As condições quentes visto ontem continuou durante a qualificação, com temperaturas de 27 graus centígrados e uma temperatura da pista de 38 graus no início da sessão. Apenas os Mercedes, Williams, McLaren, Red Bulls e Ferrari de Fernando Alonso usado apenas o pneu duro para passar Q1.
Daquele ponto em diante, todos os pilotos usaram o pneu médio só: agora calculado em pouco mais de meio segundo mais rápido do que o disco, com a diferença de desempenho entre os dois compostos tendo descido, como resultado da evolução pista.
O pneu médio é susceptível de ser o mais crucial para a corrida - por isso os motoristas tentou manter tantos conjuntos frescos quanto possível, por causa da degradação térmica alta. No Q2, apenas os pilotos da Mercedes foram capazes de salvar um jogo de pneus médios (em comparação com os outros) através do preenchimento de apenas uma corrida. Como todos os corredores Q3, eles fizeram duas corridas na sessão final. Rosberg definir seu colo pólo em sua segunda corrida, e apesar de a pista foi ficando cada vez mais rápido, ninguém foi posteriormente capaz de vencê-lo.
Williams Valtteri Bottas, que se classificou em terceiro lugar, foi a única pessoa além de Hamilton para chegar a menos de um segundo de pólo. Na última sessão de treinos livres desta manhã, Rosberg foi novamente o mais rápido usando o pneu médio.
O diretor de automobilismo da Pirelli, Paul Hembery, disse: "Mais uma vez, não houve grandes surpresas hoje - na pista, pelo menos. A diferença de desempenho entre os dois compostos desceu ligeiramente, como prevíamos, mas o meio ainda é esperado para ser o principal pneu de corrida. Isso é supondo que não chova, é claro, e ainda há um forte elemento de dúvida sobre isso por causa do tufão nas proximidades. Assim, poderia ser uma história muito diferente amanhã e vai ser interessante ver o que acontece. "
O preditor estratégia Pirelli:
A estratégia de duas paradas tende a ser melhor para a corrida de 53 voltas (que também foi a estratégia vencedora no ano passado). A estratégia ideal é começar com o pneu médio, mudar para o meio novamente na volta 22 e, finalmente, para o disco na volta 42 Algumas equipes podem tentar um três-rolha, caso em que a forma mais rápida é começar com o pneu médio , mude para médio novamente na volta 18, média de novo na volta 33, e, finalmente, duro na volta 47 - embora este seja teoricamente em torno de sete segundos mais lento. Se chover, a estratégia vai para fora da janela: torna-se então uma questão de antecipar e reagir às mudanças nas condições da melhor forma possível. Se as condições são mais frias do que foram hoje e na sexta-feira, o que também pode afetar os níveis de degradação e, portanto, de estratégia.
Compostos mais rápidos FP3:
  Rosberg 1m33.228s nova Médio
  Hamilton 1m34.210s rígido novo
  Alonso 1m34.439s nova Médio
Top 10 utilização de pneus:
  Rosberg 1m32.056s nova Médio
  Hamilton 1m32.703s nova Médio
  Bottas 1m33.128s nova Médio
  Massa 1m33.527s nova Médio
  Alonso 1m33.740s nova Médio
  Ricciardo 1m34.075s nova Médio
  Magnussen 1m34.242s nova Médio
  Botão 1m34.317s nova Médio
  Vettel 1m34.432s nova Médio
  Raikkonen 1m34.548s nova Médiof1 Copyf2 Copyf3 Copyf4 Copyf5 Copyf6 Copyf7 Copyf8 Copyf9 Copyf10 Copy

 

CAMPOS NA CORRIDA DOS CAMPEÕES

 

Miguel Campos representa Portugal no Azerbeijão

 

Corrida dos campeões com nomes importantes dos ralis internacionais

 

Miguel Campos vai ser uma das estrelas convidadas na primeira Corrida dos Campeões, que se realiza no Azerbeijão, já no próximo sábado, dia 11. É o único português presente no evento com a chancela da federação local e que conta com a participação de pilotos da região e um elenco de ilustres convidados. Nesse lote estão vários campeões da Europa e outros nomes importantes do panorama internacional, como Simon Jean-Joseph ou Renato Travaglia.

 

A Corrida dos Campeões é uma iniciativa que põe 12 pilotos (um deles é Miguel Campos) frente a frente e com carros iguais num circuito indoor desenhado no moderno complexo multiusos, o Crystal Hall, em Baku, a capital do Azerbeijão. O vice-campeão europeu em 2003 vai enfrentar os seus adversários ao volante de Volkicars, um modelo muito popular naquela região do globo e que já conta com campeonatos em cinco países (Turquia, Moldávia, Bulgária, Turquemenistão e Líbano). O Azerbeijão é o sexto país a receber esta competição e a Corrida dos Campeões é o grande evento promocional para a época que começa em 2015.

 

Para Miguel Campos, integrar o lote de estrelas convidadas para participar nesta iniciativa é um desafio. Foi com enorme satisfação que recebi o convite. Aceitei-o de pronto. Vai ser um desafio muito interessante. Todos vamos pilotar carros iguais e totalmente novos para os pilotos que não participam no V1 Challenge, o campeonato onde correm os Volkicars, afirmou o piloto.

 

Cruzar um continente inteiro para representar Portugal na Corrida dos Campeões que se realiza no Azerbeijão é, também, uma honra e o reconhecimento do valor de Miguel Campos além-fronteiras. Este convite só demonstra como os resultados que atingimos nas nossas carreiras são reconhecidos internacionalmente. Senti-me muito honrado quando fui desafiado para fazer parte deste espectáculo. A organização preocupou-se em procurar nomes importantes do automobilismo internacional e sinto que é uma grande responsabilidade porque vou para a Corrida dos Campeões em representação do meu país, explicou o famalicense.

 

A Corrida dos Campeões realiza-se no sábado, dia 11, em Baku, a capital do Azerbeijão, e tem como aliciantes extra prémios monetários bastante interessantes. O vencedor recebe um total de 10 000 dólares (8 000 euros), enquanto o segundo e o terceiro classificados levam para casa 5 000 dólares (4 000 euros) e 2 500 dólares (2 000 euros), respectivamente.IMG 2367_Copy

 

NOVO MOTOR HONDA PARA A F 1

 

Honda Revela Imagem do Novo Motor de F1

 

 

 

 

 

Durante o próximo Grande-Prémio de F1, agendado para este fim-de-semana no Circuito de Suzuka, Japão, a Honda vai revelar em primeira mão a imagem do seu motor de F1 que está actualmente em desenvolvimento. Durante o fim-de-semana, a Honda fará também uma exposição histórica dos modelos F1 e será divulgada a sonoridade deste novo motor. O vídeo desse evento será partilhado com o público, através dos sites Honda na Internet e dos meios de comunicação social, a partir de 6 de Outubro de 2014.

 

 

Para mais informações acerca deste motor F1, visite:

http://world.honda.com/Formula-1/powerunit/

 

 

Para mais informações acerca do stand da Honda, visite:

http://world.honda.com/motorsports/2014/news06/

 

 

Último vídeo do motor F1:

http://world.honda.com/motorsports/video/20141006/

 

 

 

 

 

 

Nas palavras de Yasuhisa Arai, Director do Centro de R&D da Honda e líder do projecto F1:

 "Com vista à participação da Honda na época de F1 para 2015, os trabalhos de desenvolvimento do novo motor F1 estão agora a chegar à sua fase mais importante no nosso centro de R&D em Sakura (Tochigi, Japão), para onde transferimos o desenvolvimento de toda a competição automóvel no início deste ano. No seguimento das simulações já realizadas, avançámos agora para a fase seguinte, onde este motor passará por testes completos no banco de potência e já com ligação aos sistemas de turbo-compressor e de recuperação de energia. Entretanto, a nossa base de operações de competição em Milton Keynes, Reino Unido, já está totalmente funcional. Por agora revelamos uma imagem deste novo motor que temos em desenvolvimento e sobre o qual toda a equipa está focada, preparando o início da próxima época de F1, que acontecerá daqui por 6 meses. Brevemente teremos mais novidades."

 Honda F1_Copy

 

NACIONAL TT PROSSEGUE EM GÓIS

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

Raid TT a Góis

12 e 13 de Setembro

 

Nacional de TT prossegue em Góis

  • Mário Patrão, Beto Borrego e Jorge Monteiro na liderança
  • Conquista antecipada de títulos anima esta jornada

 

Com base em Góis terá este fim-de-semana lugar a sexta e penúltima jornada do campeonato promovido pela Federação de Motociclismo de Portugal. A prova irá arrancar com os dois campeões nacionais e um ex-campeão na liderança das respetivas disciplinas: Mário Patrão (Motos), Beto Borrego (Quads) e Jorge Monteiro (UTV/Buggy), são por isso os pilotos que estarão na linha de mira dos seus mais diretos adversários. Na prova do ano passado, destes três apenas Jorge Monteiro não triunfou nesta corrida, que teve como vencedor nos UTV & Buggy o atual Campeão Nacional Nuno Tavares, um dos grandes ausentes da edição deste ano.

 

 Beto Borrego_Yamaha_Copy

 

EXTREME SAILING EM NICE

 

Apenas 26 pontos separam primeiro do décimo primeiro lugar depois de dois dias - pouco mais do que o dobro de pontos finais corrida de domingo - no que está se preparando para ser um dos atos mais íntimos da temporada.
  - Alinghi em marcha - o barco média mais rápido na água com o relógio mais pontos do que qualquer outra equipe. Leia mais da SAP Sailing Analytics, aqui.
- Com apenas seis dias de corrida deixou este ano, a batalha pelo pódio Series 2014 é feroz - e da luta por trás não é menos intrigante.

  Skipper suíço Jérôme Clerc conseguiu lutar contra os desafios da embalagem invadindo a manter Realteam no topo da classificação no segundo dia do Extreme Sailing Series ™ em Nice, como a pressão aumenta com apenas dois dias de corridas restantes. O interesse dos fãs na praia era enorme - e assim é a expectativa sobre as equipes, com toda a conversa dockside já focado nas implicações desta Lei nas posições 2014 Series. Apenas 26 pontos separam primeiro do décimo primeiro lugar no final do jogo - pouco mais do que a última corrida o dobro de pontos - no que está se preparando para ser um dos mais próximos, e mais importante, Atos da temporada.

Atrás Realteam toda uma série de equipes estão começando a realmente desafiar. Montando em sua onda de sucesso dos campeonatos mundiais de 49er, e sua nomeação para Marinheiros ISAF mundial do ano, Pete Burling e parceiro vela normal Blair Tuke e as mãos experientes na Emirates Team New Zealand, tinha claramente a estratégia vencedora funcionou. Os Kiwis começou o dia em sexto, e uma série de resultados consistentes elevou-os para segundo. Falando sobre a sua rotação equipe nesta temporada, Burling comentou: "Todo evento que você entrar, você entra com o objetivo de ganhar dele. A coisa boa é que eu só navegou cerca de oito dias com Jero (Lomas) e quatro com Glenn (Ashby) e, obviamente, carrega com Blair, mas a combinação é apenas ficando mais forte e mais forte. "Indo a falar sobre corrida do dia : "Eu não acho que nós tivemos realmente um grande dia, então pensei que seria um pouco mais para trás no placar do segundo, mas nós somos apenas um par de pontos da liderança, que é o que nós estamos olhando para assim nós estamos muito felizes de estar em contato e ainda ser melhorar a forma como estamos velejando. "

Gazprom Team Russia continuou a impressionar, mantendo o contacto com o grupo da frente, em terceiro lugar, com os líderes da Série atuais agora apenas um ponto atrás deles. Depois de lutar para sair dos blocos de ontem, a equipe suíça estava em marcha hoje, marcando mais pontos do que qualquer outro, levando 49 a partir de um possível 70 Falando sobre o estado de espírito e comunicação a bordo que ajudou a equipe para torná-lo seu dia, leme Morgan Larson comentou: "Anna (Tunnicliffe) nos disse durante a corrida de hoje: você sabe o que, nós não precisamos de vencer corridas, só precisamos de ganhar pontos e se conseguirmos terços durante todo o dia eu vou estar super feliz. Então, essas são palavras de um campeão que tem a confiança, e ela é definitivamente isso. Foi bom para todos nós, para ouvi-lo, porque estávamos à procura de um pouco de magia para vencer as corridas. "

A batalha está sendo travada por trás com JP Morgan BAR e GAC Pindar amarrado em 75 pontos, e os campeões da Série defendendo a onda, Mascate um ponto atrás - uma posição desconfortável para Leigh McMillan que está lançando para a terceira série consecutiva ganhar este ano. Mas como McMillan destacou, ainda há um longo caminho a percorrer e muito mais pontos para a tomada. "Nós temos a abundância de jogo deixou em nós para os próximos dias, embora possa não parecer na tabela de classificação. Nós fizemos um monte de coisas bem, mas infelizmente os erros que cometemos eram grandes e nos custou um monte de pontos. Estamos a trabalhar bem em equipe, a consistência onboard é realmente bom - vamos continuar a empurrar ".

Sete raças barlavento-sotavento foram navegou na brisa do mar luz típica do Mediterrâneo e belo sol entregando uma tarde impressionante de corrida. O Groupama Sailing Team barco casa lutou para replicar ontem ganhando forma, apenas adicionando Vença uma corrida para seu registro, juntamente com uma série de resultados na zona de rebaixamento, o que deixa o barco casa em nono lugar. Skipper Franck Cammas, no entanto, acredita que é possível virar o jogo: "Ganhamos uma corrida de hoje e que é uma coisa positiva e mostra que somos capazes de fazer. Agora só precisamos de ser mais consistente. É tudo sobre os detalhes e metros perdidos aqui e ali, e isso é o que faz toda a diferença. "

SAP Extreme Sailing equipe encontrou a forma que faltava ontem, para garantir duas vitórias. A equipe de clock de um credíveis 40 pontos, mas se esforçou - como muitos - para a consistência nas condições complicadas, e terminar o dia empatados em pontos no fim da cauda da classificação com a Red Bull Sailing Team.

Amanhã é o penúltimo dia em Nice, ea pressão sobre as equipes é palpável, com todo mundo melhorar corrida a corrida, e montar a pressão. A próxima corrida travada é certo para manter os fãs na borda de seus assentos, mesmo até ponteiro dupla de domingo - assistir ao vivo a partir de 1530, hora local, (GMT +2) com Land Rover Global de embaixador da marca Hannah Branco e David Carr no extremesailingseries .com.

Lei Extreme Sailing Series ™ 7 agradáveis ​​classificação após o Dia 2, 15 corridas (3.10.14)
Posição / Equipe / Pontos
  1 Realteam por Realstone (SUI) Jérôme Clerc, Arnaud Psarofaghis, Bruno Barbarin, Bryan Mettraux, Thierry Wasem 92 pontos.
  2 Emirates Team New Zealand (NZL) Peter Burling, Glenn Ashby, Blair Tuke, Jeremy Lomas, Edwin Delaat 84 pontos.
  3 Gazprom Team Russia (RUS) Igor Lisovenko, Phil Robertson, Garth Ellingham, Pete Cumming, Aleksey Kulakov 82 pontos.
  4 Alinghi (SUI) Morgan Larson, Anna Tunnicliffe, Pierre-Yves Jorand, Nils Frei, Yves DeTrey 81 pontos.
  5 JP Morgan BAR (GBR) Ben Ainslie, Nick Hutton, Paul Campbell-James, Bleddyn Mon, Matt Cornwell 75 pontos.
  6 GAC Pindar (AUS) Nathan Wilmot, Seve Jarvin, Hugh Styles, Tyson Lamond, James Wierzbowski 75 pontos.
  7 The Wave, Muscat (OMA) Leigh McMillan, Sarah Ayton, Pete Greenhalgh, Kinley Fowler, Nasser Al Mashari 74 pontos.
  8 Oman Air (OMA) Rob Greenhalgh, Ted Hackney, Kyle Langford, Hashim Al Rashdi, Musab Al Hadi 73 pontos.
  9 Groupama Sailing Team (FRA) Franck Cammas, Tanguy Cariou, Valentin Bellet, Arnaud Jarlegan, Devan Le Bihan 71 pontos.
  10 SAP Extreme Sailing Team (DEN) Jes Gram-Hansen, Rasmus Kostner, Thierry Douillard, Christian Kamp, Brad Farrand 66 pontos.
  11 º Red Bull Sailing Team (AUT) Roman Hagara e Hans-Peter Steinacher, Mark Bulkeley, Thomas Czajka, Stewart Dodson 66 pontos.

 

Google Tradutorext1 Copyext2 Copyext3 Copyext4 Copyext5 Copyext6 Copyext7 Copy

 

DUAS DECADAS DE COMPETIÇÃO

Pedro Salvador festeja 20 anos de corridas

Este fim-de-semana Pedro Salvador estreia um capacete comemorativo dos 20 anos de carreira.

Um capacete Simpson para simbolizar duas décadas, mais de 7300 dias com as corridas de pano de fundo. Com este mote a TZI Design desenvolveu a imagem que Pedro Salvador vai ter durante a próxima época. Este capacete é fruto da parceria que o piloto desenvolve com a Heads Motorsport.

Mas este fim-de-semana, Pedro Salvador está também a lutar pelo título absoluto nas duas últimas corridas do Campeonato Nacional de Velocidade (CNV), que têm lugar no Autódromo Fernanda Pires da Silva.

“Estou completamente concentrado na prova deste fim-de-semana, pois estou empenhado em conseguir este campeonato, juntamente com o Carlos (Vieira n.d.r.). Ambos estamos cientes de que vai ser  uma espécie de “tudo ou nada”, pois temos consciência do valor dos adversários, que tudo farão, também, para vencer.” Comenta Pedro Salvador.

Quanto ao aniversário, confessa que “ser campeão era para mim um belo presente, mas se a sorte não estiver do nosso lado, acho que estes anos têm sido fantásticos e por isso terei sempre razão para estar feliz no fim da prova, seja qual for o resultado. “ remata o candidato ao título.

Durante o fim-de-semana, Pedro Salvador vai ainda experimentar um automóvel eléctrico, desenvolvido pelos departamentos de Engenharia Mecânica e de Engenharia Electrotécnica e de Computadores, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

“Estou expectante quanto ao VEC (Veículo Electrico de Competição n.d.r.), pois acho que a FEUP tem feito uma grande trabalho em prol do desporto automóvel e acho que este carro, será mais um bom exemplo de como uma Faculdade pode ser um laboratório para desenvolver projectos com retorno no dia-a-dia.” Termina Pedro Salvador. 

alt Pormenor do novo capacete de Pedro Salvador

 

SOUSA CARDOSO NO MUSEU DE TRANSPORTES

 

IV Geração Souza-Cardoso

Quando nos propuseram este tema, despertamos para uma realidade que, para além da ligação familiar que nos une, há também uma forte ligação artística, nas suas diferentes vertentes, que até então nos tinha passado despercebida, dado os nossos diferentes percursos… ligação essa transmitida através de quatro gerações por esse "tio" que não chegamos a conhecer, mas que nos legou algo mais além da sua obra…

Assim convidamo-los a reflectir connosco através desta mostra de arquitectura, pintura, desenho e dança que legado foi esse que o Amadeo nos deixou…

 

 

YAMAHA PODE SER CAMPEÃ

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

Raid TT a Góis

4 e 5 de Outubro

 

Equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy

 

Pilotos Yamaha podem ser (já) campeões

Equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy com excelente temporada

 

 

A Equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy inicia no próximo dia 4, Sábado, a sua participação no Raid TT a Góis, a sexta e penúltima etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, onde dois dos seus pilotos poderão antecipadamente conquistar títulos nas respetivas Classes.

 

Na corrida, que terá Góis como centro nevrálgico, tanto Sebastian Buhler, como Luís Teixeira partem na liderança, respetivamente, da Classe TT1 e TT3 e se vencerem este Raid TT a Góis serão automaticamente campeões. Já António Maio, que teve um início de temporada marcado por uma queda, irá lutar pela vitória de forma a levar a disputa do título absoluto para a derradeira jornada, que terá lugar em Portalegre.

 

Depois de um excelente triunfo alcançado em Idanha-a-Nova, António Maio apresenta-se muito motivado, salientando que “apesar de um início de temporada muito complicado continuo a depender exclusivamente de mim para ser campeão. Sei que tenho de ganhar esta corrida e estou preparado para dar tudo por tudo para conquistar essa vitória. A equipa tem sido inexcedível no apoio e na preparação da minha Yamaha e eu quero dar-lhes essa alegria”.

 

Ocupando o 3º lugar absoluto e a liderança na classe TT1, o mais jovem piloto da equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy, Sebastian Buhler refere que “sei que posso terminar a corrida e ser campeão, mas o mais importante agora é preocupar-me em fazer uma boa prova e continuar a dar grandes alegrias à uma equipa que me tem ajudado imenso nesta minha fase de evolução no todo-o-terreno. Por outro lado quero desfrutar ao máximo da corrida e ter como sempre tem acontecido o prazer e o gozo de ter à minha disposição uma moto excelente e muito bem preparada para poder competir”.

 

Depois de três vitórias na classe e três subidas ao pódio absoluto, Luís Teixeira que ocupa também o 3º lugar absoluto a par com o seu companheiro de equipa acredita que “a conquista do título na classe TT3 está mais próximo mas para isso tenho continuar a manter o nível que consegui ter nas corridas anteriores. Estou muito motivado e não me canso de agradecer o excelente trabalho que a equipa tem feito e a magnífica moto que tenho ao meu dispor em cada jornada do campeonato”.

 

Para Frederico Fino, chefe de equipa e também piloto, volta a ficar do lado de fora concentrando os seus esforços na gestão da formação Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy. “A equipa tem sido este ano muito bem-sucedida. Alcançámos resultados fantásticos em Alcoutim e mais recentemente em Idanha que gostaríamos de repetir. Cada um dos nossos pilotos vai lutar pela vitória e equipa continua a trabalhar para que lhes seja possível serem bem-sucedidos”.

 

O Raid TT a Góis inicia-se com uma primeira especial com cerca de 20 quilómetros de extensão, a disputar na tarde de Sábado, dia 4 de Outubro. No dia seguinte os concorrentes irão enfrentar, a partir das 9h30m, um troço com 110 km de extensão, que será repetido a partir das 12h30m.

 

Informações sobre a prova em www.goismotoclube.pt Antnio Maio_Copy

 

LAND ROVER É NOTICIA

 

LAND ROVER REVELA DETALHES DA SUA EXPERIÊNCIA ESPACIAL

 

 

Land Rover_Discovery_Sport_Spaceport_America_Copy

  • A Land Rover apresenta vídeo espetacular com todos os detalhes da próxima aventura espacial promovida no concurso `Galactic Discovery´.
  • As cenas desvelam a experiência que os futuros astronautas vão poder viver na sua viagem além fronteiras.
  • A Land Rover oferece a quatro amigos a possibilidade de ganhar uma viagem ao espaço no concurso `Galactic Discovery´, uma iniciativa pioneira da qual sairá vencedor um grupo de aspirantes a astronautas que vão viver a derradeira aventura das suas vidas.

 

A Land Rover acaba de revelar os novos detalhes sobre a experiência que os quatro afortunados vencedores do concurso `Galactic Discovery´ podem esperar no seu voo espacial.

Este vídeo foi criado no âmbito do recente acordo entre ambas as marcas britânicas que proporcionou o lançamento concurso da Land Rover, o `Galactic Discovery´, no qual a marca oferece a oportunidade única a quatro amigos de ganharem uma viagem ao espaço.

Avaliado em mais de 1 milhão de dólares, o prémio final vai levar futuros astronautas numa incrível viagem que terá início nos Estados Unidos. Aqui, nas instalações da “Spaceport America”, no Novo México, vão receber intensa preparação e treinos, durante três dias. De seguida, os quatro vencedores vão poder viver a mesma experiência que Bear Grylls, no voo espacial a bordo da aeronave SpaceShipTwo da Virgin Galactic, onde vão atingir velocidades de Mach 3.5, experimentar a gravidade zero e desfrutar das vistas absolutamente únicas do planeta Terra.

Segundo Gabi Whitfield, Global PR Director da Land Rover, “sabíamos que uma viagem ao espaço ia gerar muitas expectativas um pouco por toda a parte, mas também temos a consciência de que esta é uma área quase desconhecida para a maior parte das pessoas. Queríamos que todos os concorrentes do ‘Galactic Discovery’ pudessem conhecer melhor o prémio que está ao seu alcance, para que se sintam empolgados por poder fazer parte desta experiência sem precedentes”.

O vídeo mostra algumas imagens dos voos de teste realizados até à data pela Virgin Galactic, assim como animações que dão uma ideia mais completa do que é esta experiência. O narrador descreve, passo a passo, a aventura espacial dos vencedores do  `Galactic Discovery´, desde sua a chegada às instalações Virgin Galactic Gateway to Space, na Spaceport America, até ao momento da subida vertical em direção ao espaço a uma velocidade de Mach 3.5, culminando no seu regresso a terra firme.

A narração do filme é feita por Mike Moses, Vice President of Operations da Virgin Galactic. É ele o responsável por todos os aspetos relacionados com os voos espaciais, incluindo o desenvolvimento das naves espaciais WhiteKnightTwo e SpaceShipTwo e o treino e formação das tripulações. Moses juntou-se à Virgin Galactic depois de uma brilhante carreira na NASA onde, entre outros feitos de destaque, liderou a Mission Management Team, a equipa responsável pelo lançamento de missões espaciais.

O filme mostra ainda as instalações do Spaceport no deserto do Novo México, incluindo o edifício Gateway to Space, do arquiteto Norman Foster, aquela que será a casa de chegada e partida da Virgin Galactic quando se iniciarem as primeiras expedições. Este é o segundo vídeo publicado sobre o concurso `Virgin Galactic´, sendo criado pela Land Rover para aproximar ainda mais os participantes à experiência de uma viagem espacial, algo que agora está ao alcance de todos.

O vídeo “Winners experience” pode ser visto em http://youtu.be/lQdkq7czqN8 

Informação, imagens e vídeos sobre a Land Rover em www.media.landrover.com

Mais vídeos em alta resolução em www.broadcast.jaguarlandrover.com

 

Notas à redação:

Sobre Land Rover:

-         A Land Rover produz autênticos veículos 4x4 que proporcionam uma verdadeira abrangência de capacidades em toda a gama disponível desde 1948. O Defender, Freelander, Discovery, Range Rover Sport, Range Rover e Range Rover Evoque definem cada um dos diferentes setores do mundo 4x4. Atualmente, os produtos Land Rover são comercializados em aproximadamente 180 mercados de todo o mundo.

Sobre o Land Rover Galactic Discovery:

-         As inscrições para o concurso `Land Rover Galactic Discovery´ estão abertas até ao dia 21 de novembro de 2014. Para mais informação sobre as termos e condições, visite: http://www.landrover.com/gotospace

Sobre o novo Discovery Sport:

-         A Land Rover apresentou o novo Discovery Sport, o SUV compacto Premium mais versátil do mundo e o mais recente membro da família de veículos Discovery. Único no seu segmento, o avançado desenho do Discovery Sport combina, numa superfície compacta, a possibilidade de ter 5+2 lugares.

Sobre Land Rover e Virgin Galactic

-         A Land Rover e a Virgin Galactic anunciaram a sua parceria global em abril de 2014 durante a apresentação do Virgin Galactic SpaceShipTwo, o primeiro veículo espacial comercial de passageiros do mundo, e do novo carro da Land Rover, o Discovery Vision Concept. Esta colaboração reflete uma visão partilhada do espírito pioneiro, da inovação tecnológica e do espírito de aventura e ilustra o desejo de superar os limites limites dos viajantes das próxima geração.

-         A colaboração entre a Land Rover e a Virgin Galactic centra-se em partilhar a sua experiência em engenharia e design com vista à melhoria da investigação e desenvolvimento, de possíveis colaborações ao nível do design, de projetos exclusivos e de iniciativas únicas e envolventes de ambas as marcas.

-         Tanto a Land Rover como a Virgin Galactic partilham a vontade de inspirar e motivar os jovens de hoje a dedicarem-se profissionalmente à engenharia, à ciência e à tecnologia, áreas que contribuem para mudar a forma como vamos viajar no futuro.

-         A premiada iniciativa “Inspiring Tomorrow´s Engineer´s”, destina-se a melhorar a formação nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática e já formou mais de 328 mil jovens britânicos. Este programa educativo utiliza os Education Business Parternship Centres, os seus cinco centros, desenvolvendo formações e desafios criativos aos estudantes, que reproduzem os processos reais do design, testes e sistemas de engenharia. Este programa promove ainda eventos em escolas e career shows.

-         O ‘Galactic Unite’ foi criado pela comunidade “Virgin Galactic Future Astronaut” de forma a promover a criação de mais oportunidades nas áreas STEM, para os jovens do mundo inteiro, e a desenvolver as suas competências através da formação, empreendedorismo e inspiração “espacial”. O objetivo do ‘Galactic Unite’ é motivar e oferecer qualificações a uma geração de pessoas que vai potenciar a emergente indústria espacial e aplicar as suas capacidades na resolução de desafios globais. Esta iniciativa aproveita a dinamização e fascínio das viagens espaciais para estimular toda uma nova geração a interessar-se por estes temas, bem como para desenvolver conteúdo educativo inovador, programas de formação premiados e atividades relacionadas com o espaço.

 

 

 

 

DELPHI APRESENTA NOVIDADES

Delphi apresenta Sistemas de Visão de Segurança para Veículos Comerciais na Feira IAA CV

As tecnologias de segurança activa da Delphi destacam as mais recentes novidades em sistemas avançados de assistência ao condutor.

Com os fabricantes a esforçarem-se para cumprirem as regulamentações que sairão no próximo ano, a Delphi Automotive PLC (NYSE: DLPH) vai mostrar várias tecnologias de segurança activa na Feira IAA de Veículos Comerciais (Stand n º A04 - Hall 17) que podem revelar-se fundamentais para o mercado dos veículos comerciais.

Os sistemas de travagem de emergência autonóma (AEB) e de aviso de saída de faixa (LDW) serão obrigatórios na Europa para todos os veículos comerciais pesados novos a partir de 1 de novembro de 2015. Os sistemas AEB, como os oferecidos pela Delphi deverão ajudar a reduzir os acidentes rodoviários até 27 por cento*, enquanto que a ajuda dos sistemas LDW tornam a mudança de faixa mais segura, que é uma das principais causas de acidentes em veículos comerciais.

"A Delphi esteve na vanguarda dos sistemas de segurança avançados durante anos", disse Jugal Vijayvargiya, Presidente da Delphi Electronics & Safety. "Ouvimos atentamente os nossos clientes de veículos comerciais e desenvolvemos sistemas que fornecem segurança ao condutor antes, durante e depois de um acidente; o nosso objetivo é ajudar o condutor a evitar colisões. Conhecemos os nossos clientes e temos uma capacidade inigualável para executar os seus programas com excelência. Mais importante ainda, a segurança é o objetivo fundamental em tudo o que fazemos na Delphi, e o nosso compromisso com esse imperativo é incorporado nas soluções de tecnologia que estamos a oferecer aos nossos clientes de veículos comerciais".

Travagem de emergência autonóma e de aviso de saída de faixa
Os sistemas AEB da Delphi oferecem um desempenho líder da indústria em veículos comerciais e de prevenção de colisões com peões. O AEB, ou travagem de colisão iminente, utiliza dados dos sensores de radar e visão da Delphi. Esses sensores detectam uma colisão iminente, avisa os condutores do potencial perigo e automaticamente aciona os travões se o condutor não responder de forma adequada. Os sistemas de aviso de saída de faixa também utilizam os sensores de visão para detectar um desvio involuntário do veículo da estrada e, em seguida, fornecem avisos ao condutor.

A empresa assinou contratos para estas tecnologias com vários fabricantes mundiais de veículos comerciais.

A Delphi também apresentará os seus sensores de visão e radar, que oferecem o melhor desempenho de custo no mercado atual. A câmara inteligente de visão frontal IFV-100 da Delphi permite vários dispositivos de segurança activa, incluindo LDW, aviso de colisão frontal, controlo automático dos faróis e reconhecimento de sinais de trânsito. Os sistemas serão integrados na produção de veículos comerciais em 2015.

O radar de médio alcance da Delphi (MRR-T) é um radar de 76GHz de custo eficiente para todas as aplicações em veículos comerciais. Permite o controlo de cruzeiro adaptativo e de travagem de emergência avançada em ambientes urbanos. A produção em veículos comerciais vai começar no início de 2017.

Os especialistas da Delphi estarão disponíveis para entrevistas durante a IAA. Para mais informações, entre em contato com as relações de media da Delphi.



Delphi_forward_collision_warning
 

TRW LANÇA PASTILHAS

TRW lança pastilhas de travão DTEC

A TRW usou a Automechanika deste ano, em Frankfurt, como plataforma para o lançamento da DTEC.

Significando "Dust-reducing Technology" (tecnologia de redução de pó), a DTEC é uma pastilha de travão visualmente atrativa, que oferece menos 45 por cento de poeira mantendo a performance nos 100 por cento; jantes mais limpas sem compromissos, do especialista líder em segurança automóvel.

Richard Adgey, Gestor de Grupo de Produtos para Sistemas de Travagem da TRW, explicou: "A DTEC elimina a escolha que os condutores tinham habitualmente de fazer entre o elevado desempenho do material de (baixa) fricção metálica e a reduzida quantidade de pó de uma formulação cerâmica, disponibilizando ambos. Trata-se verdadeiramente de uma inovação na travagem, que irá mudar o negócio global da fricção para sempre."

Fabricadas pela TRW, através da utilização de uma formulação de fricção de primeira qualidade, desenvolvida internamente, as pastilhas de travão DTEC foram testadas exaustivamente, para cumprirem de forma exata as normas da indústria.

Concebida para ser esteticamente atrativa com um calço vermelho TRW, bem como em conformidade com o foco principal da TRW "Pensamento mais ecológico", a gama inicial será constituída por um número referências para aplicações selecionadas que satisfazem as necessidades dos veículos de gama alta. Em linha com o objetivo da TRW de oferecer as peças mais seguras e acessíveis a um mercado global, o plano passa por fabricar, até 2015, com a formulação DTEC, as 150 pastilhas TRW de maior rotação, cobrindo 75% do parque automóvel europeu.

"Enquanto líderes globais no fornecimento do "Corner Module" (travagem, direção e suspensão), acreditamos firmemente que a segurança automóvel nunca deve ser comprometida", continuou Richard.

"Os nossos engenheiros de classe mundial têm estado a trabalhar nesta formulação há algum tempo, estando agora convictos de que temos uma pastilha de travão capaz de oferecer máximo desempenho e a condução mais segura com uma travagem precisa, satisfazendo as necessidades do condutor perspicaz."



red_shim_pads_with_packaging
 

NOVOS CATÁLOGOS FEDERAM MOGUL

Federal-Mogul - Novos catálogos

A Federal-Mogul lançou recentemente um catálogo composto de produtos de motor para veículos de origem francesa - Grupo PSA e Renault. A respetiva versão PDF pode ser descarregada clicando na imagem.

CATMX1402

O novo catálogo da Federal-Mogul Motorparts fornece a especialistas em motores franceses a mais recente informação sobre produtos de motor com a tecnologia do Equipamento Original. É a longa experiência da Federal-Mogul no desenvolvimento de produtos inovadores dentro da sua gama de marcas excepcionais que incluem: AE® para válvulas, veios de excêntricos e correias; Payen® para juntas, jogos de juntas e pernos; Nural® em pistões e conjuntos; Goetze® em jogos de segmentos e camisas; e Glyco® para chumaceiras de motor. Tudo fabricado dentro das mais estritas especificações do Primeiro Equipamento.


 

MANN FILTER

Os corredores MANN-FILTER completam 3.027 kms na Maratona de Saragoça 2014

A MANN + HUMMEL Ibérica patrocinou pelo terceiro ano consecutivo, o reconhecido evento da cidade de Saragoça, cumprindo o seu compromisso social com o desporto.

A MANN + HUMMEL Ibérica mostra mais uma vez o seu compromisso com o desporto, patrocionando mais uma edição da Maratona de Saragoza 2014, com 174 participantes que percorreram 3.027 quilómetros, a mesma distância entre, por exemplo, Zaragoza e Bucareste.

"A distância significativa para um grupo de trabalhadores que compartilham os valores de esforço e aperfeiçoamento. Prova disso é o aumento do número de participantes na Maratona, em mais 32%, e também nos 10 quilómetros percorridos a mais, um aumento de 38%", destaca a empresa.

Esta corrida tornou-se numa prova com maior presença da MANN-FILTER, que registou um enorme sucesso, já que os corredores da equipa termiram em terceiro, quarto e quinto lugares entre os 1.500 atletas participantes.

O evento, realizado no último domingo, teve um tom emocional, já que todos os funcionários da empresa que participaram no evento realizado, levararam uma fita da Virgen del Pilar, padroeira da cidade, no seu pulso, em homenagem ao companheiro, Paco Oñate, trabalhador da MANN + HUMMEL Ibérica que corria esta maratona há anos e não pôde disputá-la este ano por problemas de saúde.



MANN-FILTER_MARATON
 

MERCADO AUTOMÓVEL EM CRESCIMENTO

Mercado automóvel cresce 35,7% em Setembro

Mercado Automóvel Nacional em Setembro de 2014.

No mês de Setembro de 2014 foram vendidos em Portugal 11.986 veículos automóveis ligeiros e pesados, ou seja, mais 35,7 por cento do que em igual mês do ano anterior.

Em termos acumulados, nos primeiros nove meses do ano, foram vendidos em Portugal 127.020 veículos automóveis, o que representou uma variação homóloga positiva de 38,4 por cento. Confirma-se, assim, a desaceleração do crescimento do mercado verificada nos primeiros meses do ano, a qual se deve ao facto do mercado automóvel ter iniciado a sua recuperação na segunda metade de 2013.

Como pode ser observado no gráfico, mesmo com a variação positiva registada em Setembro, o mercado continua a manter-se abaixo dos níveis registados em anos anteriores a 2011. Constata-se que o volume de vendas observado no mês de Setembro situa-se claramente abaixo da média dos últimos quinze anos (17.026 veículos).

O mercado de veículos ligeiros (ligeiros de passageiros mais comerciais ligeiros), em Setembro de 2014 evidenciou um crescimento de 34,6 por cento relativamente a igual mês do ano anterior, ascendendo a um total de 11.646 veículos. Nos primeiros nove meses de 2014, o mercado fixou-se nas 124.970 unidades, o que correspondeu um crescimento homólogo de 38,3 por cento.

Por tipos de veículos observou-se a seguinte evolução das vendas:

1. Automóveis Ligeiros de Passageiros
No mês de Setembro de 2014, foram vendidos em Portugal 9.688 automóveis ligeiros de passageiros, ou seja, mais 31,5 por cento do que no mês homólogo do ano anterior.

Nos primeiros nove meses de 2014 as vendas de veículos ligeiros de passageiros totalizaram 107.391 unidades, o que se traduziu numa variação positiva de 35,3 por cento relativamente a igual período homólogo de 2013.

2. Veículos Comerciais Ligeiros

No mês de Setembro de 2014 foram vendidos em Portugal 1.958 veículos comerciais ligeiros, o que representou um crescimento de 52,4 por cento.

No período de Janeiro a Setembro de 2014 o mercado ascendeu a 17.579 veículos, o que representou um aumento de 60,4 por cento face ao período homólogo do ano anterior.

3. Veículos Pesados
Quanto ao mercado de veículos pesados de passageiros e de mercadorias, em Setembro de 2014 verificou-se um forte acréscimo de 92,1 por cento em relação ao mês homólogo do ano anterior, tendo sido comercializados 340 veículos desta categoria.

Nos primeiros nove meses de 2014 as vendas situaram-se nas 2.050 unidades, o que representou um acréscimo do mercado de 42,0 por cento relativamente ao período homólogo de 2013.

[1] - Este mercado passou a incluir os veículos todo-o-terreno desde Janeiro de 2003 e monovolumes com mais de 2.300 kg de peso bruto desde Janeiro de 2008.
[2] - O mercado de ligeiros compreende todos os veículos até 3.500 Kg de peso bruto, incluindo os automóveis ligeiros de passageiros, os veículos todo-o-terreno e os comerciais ligeiros (os quais incluem os seguintes segmentos: chassis-cabinas, furgões, derivados de passageiros e pick-up´s).



Mercado
 

INTERESCAPE EM DUAS FRENTES

Interescape marca presença em mais uma edição da AutoClássico e na nova ExpoMecância

A decorrer de 3 a 5 de outubro, na Exponor.

Com 3 stands a Interescape vai assim, reforçar o posicionamento da marca do segmento automóvel e apresenta diversos produtos e serviços que garantem melhorar a experiência do automobilista.



Interescape Edíficio

 

GUERRA DE FEIRAS ABERTA

A “guerra” das feiras está aberta

“expoMECÂNICA” no Porto concorre com “MECÂNICA” na Batalha a partir de agora. A nova feira no Porto abriu portas e promete ser a partir de 2014 o novo ponto de encontro do sector da reposição e pós venda automóvel em Portugal.

De 3 a 5 de Outubro, o mercado de reposição automóvel em Portugal, apresenta na Exponor - Feira Internacional do Porto, uma nova feira denominada “expoMECÂNICA“ que promete fazer frente à feira da "MECÂNICA" promovida pela ExpoSalão na Batalha e que terá lugar entre 30 de Outubro a 2 de Novembro de 2014, naquela que será a sua 4.ª edição.

Com 110 expositores de diversos sectores ligados ao pós-venda automóvel, a última edição da "MECÂNICA" na Batalha, recebeu, segundo números da organização, cerca de 25.000 visitantes, 75% dos quais eram profissionais.

A "expoMECÂNICA" no Porto, aposta na afirmação pela novidade do espaço, o futuro ditará quem permanecerá na senda das feiras em Portugal, dificilmente haverá lugar para dois eventos anuais.

A ExpoSalão na Batalha, promete levar a cabo uma intensa campanha de divulgação junto dos meios de comunicação nacional, naturalmente lutando pela afirmação de um espaço que já foi só seu no panorama das feiras do após venda em Portugal.

Uma das vantagens da Feira do Porto, é naturalmente o facto de se centrar numa grande cidade, a Feira da Batalha, por seu turno, aposta na sua experiência e na equidistância da sua localização, mas se a experiência de organização joga a favor da feira da “MECÂNICA” na Batalha, o factor novidade tornou possível um novo evento que veio baralhar as contas das feiras do pós venda em Portugal. A Feira da Batalha realiza-se em simultâneo com a “EXPOAUTO”, o único salão automóvel que se realiza em Portugal e que vai na sua 21ª edição, enquanto a Feira do Porto, realiza-se em simultâneo com a AUTOCLÁSSICO - XI Salão Internacional do Automóvel e do Motociclo Clássico e de Época. Qual a melhor alavanca? O futuro ditará. Para já, a “guerra” das feiras do pós venda está aberta.

 



Exponor

 

BEAR GRYLLS VIAJA PARA O ESPAÇO

 

BEAR GRYLLS VIAJA PARA O ESPAÇO

COM A LAND ROVER E A VIRGIN GALACTIC

 

4

 

  • Bear Grylls vai levar a cabo uma espetacular aventura espacial com a Virgin Galactic no seu papel de Embaixador mundial da Land Rover.
  • A Land Rover oferece a quatro amigos a possibilidade de ganharem a sua própria viagem ao espaço através do concurso `Galactic Discovery´, uma iniciativa pioneira da qual sairão vencedores aspirantes a astronautas que vão viver a derradeira aventura das suas vidas.
  • O reconhecido explorador britânico junta-se assim a mais de 700 futuros astronautas que vão fazer esta viagem exclusiva da Virgin Galactic.

 

A Land Rover confirmou a próxima aventura de Bear Grylls: viajar para o espaço.

Depois da sua recente entrevista com Piers Morgan, na televisão inglesa, na qual Grylls se tornou um trending topic nas redes sociais, a Land Rover confirmou que o reconhecido aventureiro vai além fronteiras, como embaixador mundial da marca britânica.

Esta derradeira aventura de Bear Grylls torna-se possível graças ao acordo celebrado entre a Land Rover e a Virgin Galactic, que têm o privilégio de lhe proporcionar um bilhete de ida e volta ao espaço. O explorador junta-se, assim, ao seleto grupo de 700 futuros astronautas da Virgin Galactic, vindos de todos os cantos do mundo, que já reservaram o seu lugar para viverem esta experiência única de viajar ao espaço.

Sobre a sua próxima façanha, Grylls revelou que esta viagem ao espaço é uma das poucas aventuras que preocupa a sua mulher, confessando que teve de a convencer de que tem a intenção de regressar.

O recente acordo entre ambas as marcas britânicas proporcionou o lançamento concurso da Land Rover, o `Galactic Discovery´, no qual a marca oferece a oportunidade única a quatro amigos de ganharem uma viagem ao espaço. Avaliado em mais de um milho de dólares, o prémio final vai levar futuros astronautas numa incrível viagem que terá início nos Estados Unidos. Aqui vão ter uma intensa preparação e treinos, durante três dias, nas instalações da “Spaceport America”, no Novo México. De seguida, os quatro vencedores vão poder viver a mesma experiência que Bear Grylls, no voo espacial a bordo da aeronave ‘SpaceShipTwo’ da Virgin Galactic, onde vão atingir velocidades de Mach 3.5, experimentar a gravidade zero e desfrutar das vistas absolutamente únicas do planeta Terra.

Para Bear Grylls, “este prémio é, realmente, uma experiência ímpar na vida. Estive no topo do Evereste e olhei para cima a pensar que ‘agora já só há um sítio mais alto para ir´. Como humanos, está na nossa natureza chegar a sítios onde nunca se tenha estado, e agora quatro amigos vão ter a oportunidade de fazer precisamente isto.”

No passado dia 3 de setembro a Land Rover apresentou o concurso ‘Galactic Discovery’ que vai enviar um grupo de quatro pessoas ao espaço. Mais informação em landrover.com/gotospace

Informação, imagens e vídeos sobre a Land Rover em www.media.landrover.com

Mais vídeos em alta resolução em www.broadcast.jaguarlandrover.com

 

Notas à redação:

Sobre Land Rover:

-         A Land Rover produz autênticos veículos 4x4 que proporcionam uma verdadeira abrangência de capacidades em toda a gama disponível desde 1948. O Defender, Freelander, Discovery, Range Rover Sport, Range Rover e Range Rover Evoque definem cada um dos diferentes setores do mundo 4x4. Atualmente, os produtos Land Rover são comercializados em aproximadamente 180 mercados de todo o mundo.

Sobre o Land Rover Galactic Discovery:

-         As inscrições para o concurso `Land Rover Galactic Discovery´ estão abertas até ao dia 21 de novembro de 2014. Para mais informação sobre as termos e condições, visite: http://www.landrover.com/gotospace

Sobre o novo Discovery Sport:

-         A Land Rover apresentou o novo Discovery Sport, o SUV compacto Premium mais versátil do mundo e o mais recente membro da família de veículos Discovery. Único no seu segmento, o avançado desenho do Discovery Sport combina, numa superfície compacta, a possibilidade de ter 5+2 lugares.

Sobre Land Rover e Virgin Galactic

-         A Land Rover e a Virgin Galactic anunciaram a sua parceria global em abril de 2014 durante a apresentação do Virgin Galactic SpaceShipTwo, o primeiro veículo espacial comercial de passageiros do mundo, e do novo carro da Land Rover, o Discovery Vision Concept. Esta colaboração reflete uma visão partilhada do espírito pioneiro, da inovação tecnológica e do espírito de aventura e ilustra o desejo de superar os limites limites dos viajantes das próxima geração.

-         A colaboração entre a Land Rover e a Virgin Galactic centra-se em partilhar a sua experiência em engenharia e design com vista à melhoria da investigação e desenvolvimento, de possíveis colaborações ao nível do design, de projetos exclusivos e de iniciativas únicas e envolventes de ambas as marcas.

-         Tanto a Land Rover como a Virgin Galactic partilham a vontade de inspirar e motivar os jovens de hoje a dedicarem-se profissionalmente à engenharia, à ciência e à tecnologia, áreas que contribuem para mudar a forma como vamos viajar no futuro.

-         A premiada iniciativa “Inspiring Tomorrow´s Engineer´s”, destina-se a melhorar a formação nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática e já formou mais de 328 mil jovens britânicos. Este programa educativo utiliza os Education Business Parternship Centres, os seus cinco centros, desenvolvendo formações e desafios criativos aos estudantes, que reproduzem os processos reais do design, testes e sistemas de engenharia. Este programa promove ainda eventos em escolas e career shows.

-         O ‘Galactic Unite’ foi criado pela comunidade “Virgin Galactic Future Astronaut” de forma a promover a criação de mais oportunidades nas áreas STEM, para os jovens do mundo inteiro, e a desenvolver as suas competências através da formação, empreendedorismo e inspiração “espacial”. O objetivo do ‘Galactic Unite’ é motivar e oferecer qualificações a uma geração de pessoas que vai potenciar a emergente indústria espacial e aplicar as suas capacidades na resolução de desafios globais. Esta iniciativa aproveita a dinamização e fascínio das viagens espaciais para estimular toda uma nova geração a interessar-se por estes temas, bem como para desenvolver conteúdo educativo inovador, programas de formação premiados e atividades relacionadas com o espaço.

 

 

 

 

 

PEDRO SALVADOR EM DISCURSO DIRECTO

PEDRO SALVADOR EM DISCURSO DIRECTO

 

 

 

 enorme e que acabou com a desistência. No final fica a satisfação de ter a consciência tranquila de que tudo fiz para vencer. Obrigado aos patrocinadores e parceiros que foram essenciais para a minha presença neste Campeonato. À Veloso Motorsport pela dedicação e entrega que tiveram durante a época, à minha namorada por toda a paciência e apoio que foi fundamental numa temporada em q a sorte nada quis conosco, e ao meu companheiro de equipa Carlos Vieira. Obrigado também a todos que manifestaram o seu apoio nas mais diversas formas. E claro, muitos parabéns aos campeões!

 

 

GONÇALO INÁCIO EM JEITO DE BALANÇO

GONÇALO INÁCIO EM DISCURSO DIRECTO

 

Fim-de-semana Positivo

Após ter feito a pole position, na primeira corrida de hoje após um bom arranque e ter conseguido obter uma boa vantagem nas primeiras voltas consegui vencer e fazer a volta mais rápida da corrida, partindo assim do primeiro lugar para a segunda.

Na segunda corrida arranquei bem e conseguir manter o primeiro lugar até à terceira volta, altura em que o Tiago Magalhães me passou, depois de várias trocas de posição com ele nas restantes voltas não consegui mais que o segundo lugar.

Parabéns ao Tiago Magalhães pela vitória, grande corrida.

Gostava de agradecer o apoio de todos os presentes e daqueles que mesmo não estando presentes manifestaram o seu apoio.

As contas do campeonato não estão fáceis pois tenho uma desistência, mas vou acreditar até ao fim e fazer sempre o melhor possível, continuando a acreditar.

Próxima prova no Estoril dias 29 e 30 de Novembro.

 

 

NORMA DA TORRES RALLY TEAM FOI PONTO DE ATRACÇÃO

NORMA DA TORRES RALLY TEAM FOI PONTO DE TRACÇÃO

 

Tal como prevíamos o Constálica Rallye de Vouzela foi um Sucesso! O vencedor foi Carlos Matos e a organização está de parabéns e foi uma verdadeira festa. Quem assistiu sabe!... Teve bons automóveis, bons pilotos, gente bonita (como uma Miss Portugal) disco ao Ar livre, muito público, com muitos ingredientes que deveriam fazer parte integrante do nosso desporto! Tem todas as condições para ser um Sucesso ainda maior e de valor no Futuro...

 

ANIMAÇÃO HOJE NO ESTORIL

 

PRIMEIRAS VOLTAS E PRIMEIRAS EMOÇÕES NO
RACING WEEKEND QUE DECIDE OS CAMPEONATOS
A Velocidade Nacional está de regresso ao Autódromo do Estoril, naquela que será a
jornada de encerramento para os Campeonatos Nacionais de Velocidade e para
alguns Troféus Monomarca, num programa bem completo que inclui o CNV, os CNCC
e CNCC 1300, LCC e ainda os troféus Classic Super Stock, Single Seater Series, Super 7
by KIA, Challenge Desafio Único e Troféu Abarth 500, que irão por certo garantir uma
grande animação na pista do Estoril.
Uma lista de inscritos bastante completa nas diversas categorias, com o CNV a apresentar um boa
diversidade e quantidade de carros, num campeonato em que a luta está ao rubro, mas o recorde de
inscrições verifica-se entre os participantes nos Classic Super Stock e Single Seater Series, com esta
categoria a apresentar uma novidade; a estreia de um Single Seater muito especial, pois não é nada
mais nada menos do que o Van Diemen RF 81 que pertenceu a… Ayrton Senna da Silva e que nesta
ocasião será pilotado por António Raposo de Magalhães.
Depois de várias sessões de treinos livres e cronometrados – que se iniciaram esta manhã, já se
disputou a primeira corrida do CNV, campeonato que está ao rubro e para o qual vamos com certeza
conhecer os campeões de 2014. Para já, neste primeiro embate, saíram vencedores Francisco Abreu
e Luís Sá Silva, o que significa que a segunda corrida, a disputar amanhã, mantém na luta para o
título, as duplas José Pedro Fontes/Miguel Barbosa, Stefano de Val e Carlos Vieira/Pedro Salvador.
Hoje duas mangas também para os Super 7 by KIA, com vitórias para Nuno Santos.
CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE
Como tem sido hábito, a corrida do Campeonato Nacional de Velocidade foi espectacular. Francisco
Abreu largou da pole position, mas pouco depois foi suplantado por José Pedro Fontes. O líder do
campeonato manteve o comando da corrida até ao momento da ultrapassagem a um concorrente
atrasado. Nessa altura foi mostrada bandeira amarela no final da recta, o que lançou alguma
confusão no pelotão, até porque depois não foi mostrada bandeira verde. Quem lidou melhor com
toda a situação foi Francisco Abreu que aproveitou para se isolar. No momento da troca de pilotos, a
diferença era superior a seis segundos, mas no regresso à pista Stefano de Val estava colado a Luís Sá
Silva. Percebeu-se depois que o italiano parou tempo a menos na boxe e por isso foi penalizado com
um “drive through”. No final vitória tranquila para a dupla Francisco Abreu/Luís Sá Silva, com Stefano
de Val a ser segundo e José Pedro Fontes/Miguel Barbosa a fecharem o pódio. Nas contas do
campeonato, a dupla portuguesa precisa apenas de um terceiro lugar amanhã para conquistar o
título. “Foi emocionante. Quando regressei à pista tinha o Stefano de Val colado a mim. Só mais
tarde é que soube que ele não tinha cumprido o tempo de paragem nas boxes. Ele passou para a
minha frente num momento de uma dobragem. Um piloto mais lento fechou a trajectória e eu tive
de levantar o pé. Ele aproveitou e passou os dois. No final, com a penalização dele acabámos por
vencer e estou muito feliz com esta minha estreia”, explicou o angolano Luís Sá Silva.
EVENT REPORT 1 –ESTORIL
CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS CIRCUITOS – CNCC 1300
Este fim-de-semana no Estoril, os pilotos do Campeonato Nacional de Clássicos correm em conjunto
com os Legends Classic Cup. Embora a pole position da corrida tenha ficado para o mais rápido dos
LCC; João Macedo e Silva foi o melhor dos clássicos com o segundo tempo, logo seguido por Rui
Costa. No que diz respeito aos Clássicos 1300, José Fafiães assinou a melhor marca, ele que com a
ausência de Vítor Araújo conquistou desde já o título da categoria Clássicos 1300 – H75. Pedro
Gaspar, já campeão nos H81 ficou com o segundo tempo, dixando Arnaldo Marques com a terceira
marca.
LEGENDS CLASSIC CUP
Desta vez os pilotos dos Legends Classic Cup terão um pelotão mais alargado, em virtude da junção
com o CNCC, o que proporciona uma grelha bem mais composta e certamente duas corridas mais
espectaculares. Luís Barros voltou a impor a lei do Ford Sierra RS 500, mas desta vez a luta promete
ser mais interessante, pois os melhores do CNCC ficaram muito perto. Luís Silva e João Carlos Novo
ficaram com o segundo e terceiro tempos.
TROFÉU ABARTH 500
O Troféu Abarth 500, bem como os Campeonatos Nacionais de Velocidade e Clássicos, decide-se no
Estoril. Francisco Carvalho é líder do campeonato, juntamente com o colega de equipa António Costa,
e não deu qualquer hipótese à concorrência, ao colocar mais de 1,5s entre si e o segundo mais rápido
que foi José Carlos Pires. Nuno Cardoso, que defende o título, foi terceiro. Para a segunda corrida os
três primeiros foram os mesmos, mas por outra ordem. José Carlos Pires foi desta vez o mais veloz,
na frente de Nuno Cardoso, enquanto António Costa ficou com a terceira marca.
SUPER 7 BY KIA
Depois do espectáculo que foi a passagem do Troféu Super 7 by KIA pelo Algarve, a jornada deste
Sábado teve um pouco menos de emoção. Nuno Santos foi o mais rápido na qualificação e arrancou
da melhor forma para a primeira manga. Rapidamente se isolou e deixou Gonçalo Lobo do Vale
sozinho no segundo lugar. Assim, o grande motivo de interesse foi a discussão pela terceira posição
entre Eduardo Leitão e Nuno Carvalho, que se resolveu a favor do primeiro por menos de meio
segundo.
A segunda manga teve história idêntica. Nas primeiras voltas Gonçalo Lobo do Vale conseguiu
acompanhar Nuno Santos e os dois travaram um interessante duelo, até ao momento em que Santos
conseguiu ganhar uma pequena vantagem, que foi aumentando até ao final. Vindo de trás Jaime
Fuster chegou-se a Lobo do Vale e acabou por lhe roubar o segundo posto por curta margem, mas
sem que isso tivesse interferência no final das duas mangas. Ricardo Leitão foi quarto na segunda
manga e com isso acompanhou Nuno Santos e Gonçalo Lobo do Vale à tribuna dos vencedores.
“Foi mais fácil que em Portimão. Na primeira corrida controlei sempre, mas na segunda não
ataquei logo no início e o Gonçalo proporcionou uma bela luta, mas sempre muito leal. Sabia que
se conseguisse ganhar uns metros podia depois aumentar a vantagem e foi o que fiz”, explicou o
primeiro vencedor do dia, no Autódromo Estoril.
EVENT REPORT 1 –ESTORIL
CHALLENGE DESAFIO ÚNICO
Os primeiros pilotos a fazerem-se à pista do Estoril foram os homens do Desafio Único, com a sessão
de treinos livres a abrir o dia às 8h00 da manhã. As sessões de qualificação realizaram-se ainda antes
da hora do almoço. Para a primeira corrida, Luís e Raúl Delgado obtiveram o melhor tempo, batendo
por 56 milésimos dos primos Saraiva, David e Sérgio. Os líderes do campeonato, Alexandre Gonçalves
e Paulo Ribeiro vão sair amanhã apenas do quinto posto para a primeira corrida. No que diz respeito
à primeira fila ela vai ser igual para a segunda corrida de Domingo, com Alexandre Gonçalves e Paulo
Ribeiro a ganharem dois lugares, arrancando por isso de terceiro.
No que diz respeito aos pilotos dos Fiat Punto, Tiago Vilela e Hugo Negrais levaram a melhor sobre
Vasco e Manuel Barros, ficando os lideres do campeonato, André Pinto e João Brites com a terceira
marca. Para a segunda corrida o segundo classificado manteve-se, enquanto o primeiro e terceiro
trocaram de posições. Assim, Pinto e Brites saem na frente, seguidos por Vasco e Manuel Barros e
depois a dupla Vilela/Negrais.
CLASSIC SUPER STOCK
Os Classic Super Stock tinham uma lista de inscritos de 28 carros, mas nem todos se apresentaram
nos treinos cronometrados. Rui Azevedo no Ford da categoria E4 foi o mais rápido, deixando o
melhor dos adversários, António Raposo de Magalhães, a mais de um segundo. Alexandre Nogueira
foi terceiro e o melhor dos E3. Luís Sousa Ribeiro fez a melhor marca entre os F4, Rafael Pinto e
Carlos Pedro foram os melhores nos D4, nos D2 domínio de João e Miguel Ribeiro, na classe C2 os
melhores foram a dupla Fernando Mayer Gaspar e Madalena Gaspar.
Na segunda sessão Rui Azevedo repetiu o domínio, desta vez na frente de Luís Sousa Ribeiro, o
melhor dos F4. Alexandre Nogueira foi outra vez terceiro e por consequência o melhor dos E3. Nos
D4 brilhou na segunda sessão Paulo Faria, nos D2 voltou a ficar na frente a dupla João e Miguel
Ribeiro, enquanto nos C2 outra vez em destaque Fernando Mayer Gaspar e Madalena Gaspar.
SINGLE SEATER SERIES
Foram 21 os Single Seaters que se apresentaram no Estoril para a jornada deste fim-de-semana. O
destaque maior vai para o modelo apresentado por António Raposo de Magalhães, um Van Diemen
que foi tripulado por Ayrton Senna, quando o brasileiro passou pela Fórmula Ford. Em pista a luta foi
animada ao longo da sessão de qualificação, com Gonçalo Inácio a ficar com o melhor tempo, na
frente de Diogo Lopes, Tiago Raposo de Magalhães e Paulo Sá Silva. Como sempre, as corridas dos
Single Seaters vivem das suas inúmeras classes e aí Fernando Gaspar foi o mais rápido nos FK80,
António Mendonça nos FK70 e Pedro Charais nos FV.
Estoril RW_-_CNV_Corrida_1_-_Winner_CopyNunOrganistA-2 CopyNunOrganistA-12 CopyNunOrganistA-13 Copy

 

JOÃO LOPES QUER TITULO

 

Raid TT a Góis

2 e 5 de Outubro

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2014



João Lopes em luta pelo título

Dupla da JL Racing ocupa o 2º lugar no campeonato

 

A dupla João Lopes/Bruno Santos irá enfrentar, a partir de amanhã, a sexta e penúltima etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2014. Aos comandos do Polaris RZR 1000 o piloto inscrito pela equipa JL Racing/Firststop/Pneudirecto, bem como o seu navegador ocupam à partida para o Raid TT a Góis a 2ª posição absoluta do campeonato, a nove pontos do comandante.

João Lopes que, depois de vários títulos de campeão nacional alcançados nos Quad, enveredou posteriormente pela modalidade UTV/Buggy, sagrou-se em 2012 campeão desta disciplina e luta agora por reconquistar esse título.

“O nosso grande objetivo para esta temporada é o de reconquistar o título que alcançámos em 2012. Estamos a trabalhar nesse sentido de forma a conseguir ter uma máquina fiável, que nos permita continuar a terminar todas as corridas, como aconteceu até aqui. Depois vamos também ter de ser aguerridos e lutar por uma boa posição, de preferência diminuindo a desvantagem para o nosso mais direto adversário e levar a decisão do título para Portalegre , refere João Lopes, o piloto da JL Racing/Firststop/Pneudirecto.

 

O Raid TT a Góis inicia-se com uma primeira especial com cerca de 20 quilómetros de extensão, a disputar na tarde de Sábado, dia 4 de Outubro. No dia seguinte os concorrentes irão enfrentar, a partir das 9h30m, um troço com 110 km de extensão, que será repetido a partir das 12h30m.

Informações sobre a prova em www.goismotoclube.ptJoo Lopes_CopyJoo Lopes_Polaris_1000_01_Copy

 

HYUNDAY RENOVA APOSTA

 

Hyundai renova patrocínio à Estoril Praia SAD, pelo
terceiro ano consecutivo
 Parceria enquadrada na estratégia global da marca Hyundai;
 Espírito “New Thinking. New Possibilities” presente na decisão deste
patrocínio.
Em linha com a estratégia global da Hyundai, o Entreposto V.H., através da
marca que representa, assinou pelo terceiro ano consecutivo, um contrato de
patrocínio com a Estoril Praia SAD para a época desportiva 2014/2015, com
vista a obter notoriedade e explorar canais alternativos, ao mesmo tempo que
divulga e apoia o futebol nacional.
Luis Pedro Reis, Vice-Presidente da Comissão Executiva do Entreposto SGPS e
Administrador e Director Geral do Entreposto V.H., referiu: “Para uma marca
que aspira a criar novas possibilidades através de uma nova forma de
pensamento, como é a Hyundai, faz todo o sentido associar-se a uma entidade
desportiva como a Estoril Praia SAD, que projecta fazer renascer a prática do
futebol numa área geográfica que estava um pouco esquecida neste capítulo.”
Para além do espaço com o logótipo Hyundai sobre o número do jogador, nas
costas das camisolas da equipa de Futebol Profissional, utilizadas nos jogos
das competições da Primeira Liga, a Hyundai está ainda presente no “back
drop” da sala de conferências de imprensa do Estádio António Coimbra da
Mota, nos jogos das competições da Primeira Liga, no site oficial da Estoril
Praia SAD, na comunicação nas redes sociais e em placards no próprio estádio
do clube.
Tiago Ribeiro, Presidente do Estoril mencionou: “É uma enorme satisfação
saber que uma marca como a Hyundai aposta e apoia mais uma época
desportiva no Estoril Praia SAD.”
Como parte do acordo estabelecido entre as duas entidades, estão ao serviço
da Estoril Praia SAD, 5 viaturas da marca Hyundai, nomeadamente um Santa Fé
conduzido pelo presidente da Estoril SAD Tiago da Silva Prado Ribeiro, dois i40
Station Wagon, um ix20 e uma Hyundai Starex.
Como complemento a este patrocínio e numa óptica de formação, dotando as
gerações vindouras de competências para atingirem o sucesso na prática
desportiva, a Hyundai patrocina ainda a equipa de Juniores 2ºAno.Hyundai Estoril_Copy

 

CANAL ODISSEIA COM NOVO PROGRAMA

 

Com apresentação de Brian Johnson, o carismático

cantor dos AC/DC

 

ODISSEIA ESTREIA EM EXCLUSIVO

“CARS THAT ROCK”

 

 

 

 

Na série “Cars That Rock”,  que estreia em exclusivo no Odisseia dia 6 de outubro, às 22h30, os espectadores são convidados a acompanhar Brian Johnson, o carismático cantor dos AC/DC e um verdadeiro amante de carros, numa digressão pelas fábricas da Porsche, Bugatti, Lamborghini,  Mini, Rolls Royce ou Bentley, para perceber como conseguiram transformar os seus produtos em verdadeiros ícones do automobilismo.

 

Esta série documental de seis episódios de 60 minutos, viaja toda as segunda-feiras, sempre às 22h30, até tália, França, Alemanha e Inglaterra para conhecer as histórias que se escondem por detrás de alguns dos carros mais fascinantes do mundo e que conseguiram cumprir amplamente o nosso fascínio pela velocidade.

 

Em cada um dos seis episódios, Brian partilha as histórias que se escondem atrás de alguns dos carros mais fascinantes do mundo, fala com especialistas, com alguns dos seus proprietários mais ilustres e tenta tirar o máximo rendimento na pista dos melhores carros do mundo.

 

“Mini”, “Bugatti”, “Rolls Royce”, “Lamborghini”  “Bentley” e “Porsche” são carros que despertam sentimentos de admiração, inveja e orgulho e que se serão “desmontados peça-a-peça” pelo Odisseia semanalmente de 6 de outubro a 10 de novembro.

 

Além de vocalista dos AC/DC, uma das maiores e mais influentes bandas de rock de todos os tempos, Brian Johnson é um verdadeiro apaixonado por carros possuindo uma vasta coleção de joias exclusivas de quatro rodas e um vasto palmarés ligado às corridas de clássicos.

 

Ficha técnica:

Título Original: Cars that Rock with Brian Johnson

Realizador: Michael Nuvoletta

Produtora: Back2Back Productions

 País de Origem: Reino Unido

Ano de Produção: 2014

 

 

Em outubro estreamos…

 

  1. 1.          Segunda-feira 6, 22h30
  2. 2.         Segunda-feira 13, 22h30
  3. 3.RollsSegunda-feira 20, 22h30
  4. 4.Segunda-feira 27, 22h30

 

E em novembro…                                        

 

  1. 5.          Segunda-feira 3, 22h30
  2. 6.                                                                    Segunda-feira 10, 22h30

 

CANAL ODISSEIA - EM BUSCA DO EXTRAORDINÁRIO

 

O Odisseia exibe a melhor seleção de documentários internacionais e as produções nacionais mais relevantes, adaptadas às preferências da audiência portuguesa. Atualidade, ciência e natureza marcam presença num canal atual, surpreendente, rigoroso e de qualidade. 

 

Produzido pela Chello Multicanal, empresa independente líder na produção de canais temáticos em Espanha e Portugal, o Odisseia é distribuído em todos os operadores da televisão por cabo: Zon TV Cabo, Meo, Cabovisão, Optimus e Vodafone PT.

 

www.odisseia.pt

Facebook.com/odisseia.pt

@CanalOdisseia

 CarsThatRock2 CopyCarsThatRock5 CopyCarsThatRock8 Copy

 

NOIVA ESPACE DA RENAULT

 

A RENAULT REINVENTA O ESPACE

 

 

Figura de proa da marca, o Renault Espace reinventa-se sob as linhas fluidas de um grande crossover, elegante, e sedutor que recupera as linhas do concept-car revelado há um ano em Frankfurt.

Capitalizando sob os pontos fortes que estiveram na base dos 30 anos de sucesso do Renault Espace – luminosidade, modularidade e conforto – este novo conceito seduz pela fluidez do seu design que evoca prazer e pelo cockpit acolhedor. O prazer de condução é reforçado pela agilidade e pelo dinamismo absolutamente excepcionais num automóvel com estas dimensões, graças a uma significativa redução do peso - até -250 quilos do que o actual modelo Espace - e ao novo sistema Renault Multi-Sense®. Este dispositivo coordena o conjunto das tecnologias para aumentar o prazer de condução e o bem-estar a bordo: sistema 4 control®, suspensão pilotada e ambiente interior luminoso e acústico. O Novo Renault Espace confere ao condutor o poder de controlar verdadeiramente todos os parâmetros de uma experiência de condução e de vida a bordo que pode personalizar à medida dos seus desejos.

 

"A Renault reinventa o Novo Espace sob as linhas de um grande crossover. Figura de proa da nossa gama, o novo Espace encerra em si todo o ADN da Renault: um design ao serviço da emoção, uma experiência inédita de vida a bordo, astuciosas inovações que respondem aos mínimos desejos do condutor e dos seus passageiros. A Renault deu uma atenção muito especial à qualidade de concepção e de fabrico do Novo Espace que marca a primeira etapa da renovação dos modelos topo de gama da Renault."

Carlos Ghosn – CEO da Renault  

 

 

 

 

 


NOVO ESPACE, O DESEMPENHO DE UM CROSSOVER FLUIDO E ELEGANTE

 

Há 30 anos atrás, o Renault Espace revolucionou o panorama automóvel. Hoje, o Novo Espace renasce sob as linhas de um elegante crossover que à luminosidade e modularidade do automóvel familiar acrescenta estilo, eficiência e prazer de condução. Graças às inovações que propõe e à emoção que suscita, o Novo Espace materializa mais do que nunca o espírito renovador do design da Renault.

 

O Novo Espace é fiel às linhas do concept-car apresentado no Salão de Frankfurt e que constitui a pétala "Wisdom" - a da abertura de espírito, dos prazeres e das sensações – da estratégia de design da Renault. O Novo Renault Espace é um crossover generoso nas proporções, na tecnologia, nos equipamentos e nas emoções que oferece a bordo. É um convite à viagem dirigido tanto ao condutor como aos passageiros."

Laurens van den Acker - Director do Design Industrial da Renault

 

Novo Espace exterior: fluidez, elegância e robustez

 

Em clara ruptura com o estilo clássico do monovolume, o Novo Renault Espace adopta o estilo dinâmico de um crossover. Com 4,85 m de comprimento, na configuração de 5 ou 7 lugares, 1,87 m de largura, 1,68 m de altura (menos 63 mm do que o Renault Espace actual) e uma linha de cintura sobrelevada, o Novo Espace tem um perfil extremamente elegante. A distância entre-eixos de 2,88 m (mais 16 mm do que o actual Grand Espace) contribui para esta sensação de dinamismo, ao mesmo tempo que favorece o espaço interior.

As medidas do Cx de 0,30  e do SCx de 0,845 m2 confirmam a eficácia aerodinâmica das suas linhas.

 

Com uma face dianteira de linhas bem definidas, o Novo Renault Espace exibe orgulhosamente o logótipo e os códigos de identidade dos modelos Renault. O Novo Espace possui uma assinatura luminosa DRL (Daytime Running Light) facilmente reconhecível.

 

Ao adoptar de série a tecnologia full LED, os blocos ópticos integram dois módulos LED "Pure Vision" que desempenham as funções de médios e de máximos. O feixe preciso e intenso emite uma luz semelhante à do sol: 20% mais potente do que um feixe de halogéneo que melhora o conforto de visão nocturna.

 

O perfil musculado do Renault Espace é realçado pelas jantes com um diâmetro que pode ir até às 19 polegadas no equipamento de série (e às 20 polegadas, em opção).

A integração cuidada dos retrovisores exteriores, numa posição recuada ao nível da base do pára-brisas, revela a originalidade no tratamento da visão para a retaguarda que caracteriza as gerações anteriores do Renault Espace.

 

Para deixar entrar a luz, o Novo Espace está dotado de um pára-brisas panorâmico de 2,8 m2 que inclui um tecto em vidro fixo estrategicamente situado por cima dos bancos dianteiros.

 

A elegância requintada do Novo Espace é favorecida pela altura mais reduzida que compensa uma distância ao solo ligeiramente sobrelevada de 16 cm (mais 4 cm do que o Renault Espace actual). A distância entre-eixos de 2,88 m (mais 16 mm do que o actual Grand Espace) contribui para esta sensação de dinamismo, ao mesmo tempo que favorece o espaço interior disponível.

 

Novo Espace interior: elevada tecnologia, conforto e bem-estar a bordo

 

"O interior acolhedor do Novo Espace transmite aos seus passageiros o prazer de viajar no conforto de um jacto privado. Na tradição dos seus antecessores, o novo crossover da Renault é espaçoso, luminoso e confortável para todos os seus ocupantes. Um único tipo de carroçaria é utilizado para as configurações de 5 ou 7 lugares. No entanto, o grande crossover da Renault vai mais longe e privilegia, de uma forma muito especial, o prazer proporcionado ao seu condutor."

Stéphane Maiore – Chefe de design interior

 

High-Tech

Elemento central de um habitáculo inovador, a consola central suspensa – em perfeita combinação com a caixa EDC - insere-se com extrema harmonia no cockpit do Novo Renault Espace. Num estilo propositadamente simples, estão reunidos nesta consola os comandos essenciais: botão rotativo multifunções, acesso Multi-Sense®, botão para o travão de estacionamento automático e tecla do regulador/limitador de velocidade. As guias de luz realçam os seus contornos. As quatro possibilidades de revestimento interior e a integração perfeita do grande ecrã multimédia vertical de 8,7 polegadas R-Link 2® (de série) contribuem para o ambiente high-tech.

 

A alavanca de velocidades, que controla a caixa EDC, acciona um comando shift by wire eléctrico, cuja compacidade permitiu a criação da consola suspensa. A sua original ergonomia e a suavidade ao toque tornam-na num apoio do pulso funcional e agradável para pilotar o R-Link 2®.

 

Na sua frente o condutor dispõe de um conjunto de instrumentos totalmente digital: um ecrã TFT de alta resolução e configurável substitui os tradicionais quadrantes. Este sistema permite controlar a selecção e o modo de afixação das informações desejadas. A afixação a cores e numa posição elevada contribui para tornar a condução mais segura. À semelhança dos instrumentos de que dispõem os pilotos de avião, este dispositivo projecta uma imagem no campo de visão do condutor (com uma distância virtual de 2 metros). Sem desviar os olhos da estrada, o condutor terá à sua disposição as informações sobre: velocidade instantânea, orientação de navegação, alerta de limites de velocidade e ajudas à condução.

 

A iluminação do ambiente interior personalizável contribui fortemente para o bem-estar a bordo do Novo Renault Espace. Consoante o modo de condução escolhido, pode exibir uma tonalidade  verde, azul, amarela, vermelha ou violeta. As zonas de luz que iluminam suavemente a parte superior dos pilares centrais e traseiros valorizam o volume do Novo Espace. A cor dominante dos instrumentos de bordo e do ecrã R-Link®, comandada pelo sistema Multi-Sense®, combina com a iluminação ambiente escolhida.

 

Habitabilidade

O comprimento habitável disponível contribui imediatamente para a primeira impressão de um grande espaço interior que beneficia todos os passageiros, nomeadamente os da segunda fila que dispõem de um dos melhores raios ao nível dos joelhos desta categoria de veículos (até 308 mm na configuração de 5 lugares).

 

O Novo Espace beneficia também de variados espaços de arrumação. Em frente do passageiro dianteiro, a gaveta Renault Easy Life – semelhante à que tem feito um enorme sucesso no Renault Captur - transforma o tradicional porta-luvas numa enorme gaveta (12 L) estética, prática e facilmente acessível, mesmo para o condutor. O destrancamento eléctrico permite abri-la com um simples toque. Entre os dois bancos dianteiros, sob o apoio de braço, está disponível um espaço de arrumação com 7,4 L. À esquerda do volante, há um compartimento de 0,3 L e na consola, à direita da alavanca de velocidades, existe um espaço de arrumação fechado com 0,5 L. No seu interior, uma tampa deslizante esconde discretamente as entradas USB, cartões SD, mini jack e ainda um porta-bebidas amovível. Sob a consola, há uma zona de arrumação aberta com a capacidade de 1 litro. Na face traseira da consola, em baixo, há uma gaveta de arrumação com a capacidade de 2,5 L para os passageiros da segunda fila. Os painéis das portas, por seu lado, dispõem também de compartimentos de arrumação com uma capacidade de 2x 2,5 L à frente e 2x 0,85 L atrás.

 

O volume da bagageira, medido até ao nível do tapa-bagagens, é de 660 dm3 (Espace de 5 lugares). Com o Novo Espace, o acesso mãos livres é total. A abertura e o fecho do portão traseiro eléctrico são activados com um movimento do pé sob o pára-choques. O grau máximo de abertura do portão traseiro pode ser regulado para facilitar a sua utilização em espaços de altura limitada (parques de estacionamento subterrâneos, garagem, etc).

 

Confortável

 

Atrás, os três bancos individuais, idênticos entre si, transportam confortavelmente os passageiros da segunda fila e os da terceira fila estão preparados para receber mais duas pessoas. Todos os bancos traseiros são rebatíveis no piso, libertando assim, um espaço de carga totalmente plano e com a capacidade de 2040 dm3.

 

 

Modularidade "One Touch": o toque de magia que faz desaparecer os bancos

 

Na esteira dos seus antecessores, o novo crossover da Renault teve, também, de reinventar a modularidade e a versatilidade interiores. Agora, os bancos individuais das duas filas traseiras são totalmente rebatíveis no piso. Também neste domínio, o condutor tem a última palavra: com a modularidade one touch, os bancos do novo Renault Espace podem ser totalmente rebatidos, um a um ou em conjunto, com um simples clique, qualquer que seja a posição dos apoios de cabeça.

 

Esta modularidade pode ser decidida com toda a simplicidade,

-       à distância:

  1. oa partir do posto de condução, visualizando e seleccionando o ou os bancos a rebater com uma pressão no ecrã táctil do R-Link 2®
  2. oa partir do porta-bagagens, premindo o ou os botões dedicados a cada banco no bloco de comandos, situadopainel lateral esquerdo.

-        directamente no banco, baixando a alavanca manual situada na face lateral de cada banco.

 

A acção de rebatimento simultâneo de todos os bancos segue uma cinemática suave, na qual cada banco se move um após outro, como num jogo de dominó. O rebatimento total dos bancos para o piso é obtido com uma única acção mecânica das molas e, por conseguinte, por gravidade.

 

Nova geração R-Link ®: mais rica e também mais intuitiva

 

O tablet conectado, intuitivo e inovador da Renault continua a evoluir para oferecer uma experiência de condução ainda mais rica. Em estreia no Novo Espace, o R-Link 2® é o piloto capaz de controlar as principais funções do automóvel.

 

Uma ergonomia "automóvel" sempre irrepreensível: o R-Link 2® distingue-se de todos os outros sistemas pela sua ergonomia pensada para a utilização a bordo. Graças a ele, o carácter útil e a simplicidade de um tablet entram no Novo Espace.

 

Um novo ecrã capacitivo, maior e com formato vertical: O R-Link 2® possui um ecrã de 8,7’’ disposto na vertical. Capacitivo, torna intuitivas as acções de zoom com apenas dois dedos e de passagem das informações com o habitual gesto de deslizar sem largar a superfície do ecrã. A orientação vertical reforça o conforto de utilização dos menus e de leitura das informações afixadas. As funções de controlo, apresentadas numa posição inferior, são facilmente acessíveis, ao mesmo tempo que as de informação situadas mais acima se mantêm no eixo de visão.

 

 

Cada vez mais funções intuitivamente integradas: Em complemento dos comandos físicos, a afixação do R-Link 2® controla com notável intuitividade as tecnologias dedicadas ao prazer do condutor e dos passageiros: 4Control, suspensões pilotadas, ajudas à condução, ambiente acústico e luminoso, e até mesmo a regulação dos bancos dianteiros ou ainda o rebatimento individual dos bancos traseiros.

 

Um sistema áudio BOSE Surround para uma experiência totalmente imersiva

Parceiros de longa data, a Renault e a BOSE conceberam, em conjunto, um sistema áudio à medida do Novo Espace, oferecendo pela primeira vez na gama Renault o som BOSE Surround, graças à tecnologia BOSE Centerpoint® 2.

 

O Novo Espace supera uma nova etapa no realismo sonoro, ao proporcionar uma experiência absolutamente imersiva com o som Surround. Os 12 altifalantes asseguram uma difusão do som semelhante à de uma actuação ao vivo. O som é rico e equilibrado, em todas as circunstâncias e para todos os ocupantes, quer estejam sentados à frente ou atrás, do lado esquerdo ou do lado direito.

 

Graças à tecnologia exclusiva Centerpoint®2 da BOSE, que converte o sinal estéreo em sinal multicanal, tanto o condutor como os seus passageiros podem desfrutar do realismo do som Surround. Para alcançar este nível de desempenho tão elevado, a BOSE utiliza igualmente um circuito de tratamento digital do sinal, cuja patente lhe pertence, para difundir todas as tonalidades da música e, deste modo, oferecer uma experiência digna de uma sala de concertos.

 

O sistema Surround BOSE do Novo Renault Espace num relance:

- Som Surround: uma experiência imersiva; condutor e passageiros são envolvidos num som rico e equilibrado, qualquer que seja o lugar que ocupem.

- Doze altifalantes de elevado desempenho, dos quais uma caixa de graves: distribuição do som no espaço e envolvência dignos de uma actuação ao VIVO.

- Um amplificador de elevada eficácia BOSE Energy Efficient Series® controla todo o sistema, consumindo menos energia do que um amplificador linear convencional.

- Tecnologia Centerpoint® 2: o algoritmo exclusivo da BOSE converte o sinal das fontes estéreo em sinal multicanal para oferecer um som Surround.

- Tratamento digital do sinal BOSE: equalização por medida, com integração das características acústicas do automóvel de forma a obter uma restituição com todas as tonalidades da música.

 

 

 

 

 

A Renault sublima o prazer de condução ao volante do Espace

 

"Uma experiência de condução que pode ser alterada à medida dos seus desejos, numa diversidade de comportamentos bem definidos: é o que será proposto no Novo Espace. Graças ao sistema Multi-Sense®, o condutor, ao comando de todas as tecnologias que contribuem para o prazer de condução, entre elas o sistema 4Control® e a suspensão pilotada, poderá escolher a personalidade de que deseja desfrutar na sua condução e na vida a bordo. É um pouco como ter vários automóveis num só: o Novo Renault Espace terá para oferecer uma diversidade de temperamentos de forte carácter e aplicá-los-á convocando todos os sentidos do condutor e dos seus passageiros."

Gérard Payen – Director de Programa Adjunto

 

Revolução tecnológica Multi-Sense ®

O que é o Multi-Sense® da Renault? É o dispositivo que comanda e coordena os efeitos das tecnologias integradas no Novo Espace. Actua nomeadamente no sistema 4Control®, na suspensão pilotada, na direcção, no motor e na caixa EDC, nos instrumentos de bordo e ainda na sonoridade do motor e na iluminação ambiente.

 

Com o Novo Espace, a Renault explora uma dimensão inédita do prazer de condução que abre as portas a novas sensações e dá ao condutor a extraordinária possibilidade de escolher as emoções que quer viver. Este prazer imediato, vivido em cada instante, a qualquer velocidade, é proporcionado por uma nova tecnologia imaginada pela Renault e à qual deu o nome Multi-Sense®. O sistema Multi-Sense® coloca todos os dispositivos técnicos do Novo Espace em perfeita sintonia com a diversidade de desejos do condutor. Desejo de uma condução desportiva, de uma condução serena ou mais económica… O Novo Renault Espace adapta-se integralmente, mudando de temperamento num abrir e fechar de olhos.

 

Graças ao novo sistema Renault Multi-Sense®, o Novo Espace abre as portas às sensações pretendidas através de quatro modos pré-programados: "Eco", "Confort", "Neutro", "Sport" e um modo "Perso" que pode ser configurado livremente.

 

Cada um destes modos cria uma emoção de condução específica, através da definição e da coordenação apropriadas:

- da resposta do motor

- das leis de passagem das relações da caixa EDC

- dos parâmetros do sistema 4Control®

- das regulações da suspensão

- da variação da força aplicada no volante

 

E o ambiente a bordo harmoniza-se com estas escolhas, modificando:

- a tonalidade da iluminação interior: verde, azul, branco, vermelho, violeta

- o estilo, as informações afixadas e a cor dos instrumentos

- a sonoridade do motor

- o modo de funcionamento do ar condicionado

 

Estes modos e as diferentes regulações são comandados através do ecrã R-Link 2® ou com o auxílio do botão situado na consola central. Os menus, ergonomicamente concebidos e claramente afixados, bem como os atalhos das principais funções, oferecem um acesso intuitivo ao rico sistema Multi-Sense® da Renault.

O controlo do 4Control® no centro do Multi-Sense®

Inovação com a assinatura Renault, o chassis 4Control® (4 rodas direccionais) gera a viragem das rodas traseiras. Em estrada, a precisão da direcção e a estabilidade multiplicam o prazer nas curvas encadeadas. Na cidade, o chassis 4Control proporciona uma manobrabilidade extraordinária a baixa velocidade. No momento de estacionar ou de fazer inversão de marcha, a dimensão do veículo é totalmente esquecida, de tal forma é desconcertante a sua agilidade. Em situação de emergência, as 4 rodas direccionais contribuem também para a serenidade, pela sensação de reactividade que transmite ao condutor. A Renault é o único construtor a propor um sistema deste tipo num crossover.

 

Uma diversidade de tecnologias ao serviço da facilidade de condução e da segurança (ADAS)

 

O Novo Renault Espace dispõe de um vasto conjunto de dispositivos de ajuda à condução e de segurança cuja função é alertar ou auxiliar o condutor.

 

Segurança: regulador de velocidade adaptativo, travagem activa em caso de emergência.

Alertas: alerta para saída involuntária da faixa de rodagem, alerta de distância de segurança, de excesso de velocidade com reconhecimento dos painéis de sinalização, aviso de ângulo morto.
Facilidade: Ajuda ao estacionamento dianteiro, traseiro, lateral, câmara de marcha-atrás, comutação automática dos máximos para médios, afixação das informações em posição elevada, travão de estacionamento automático, ajuda ao arranque em declive, acesso mãos-livres com função de portão traseiro eléctrico.

 

O Novo Renault Espace é capaz de estacionar sozinho (ou quase), graças ao sistema Easy Park Assist. Depois de ter ajudado o condutor a localizar um lugar para estacionar, medindo o espaço disponível com o auxílio dos seus sensores, o sistema assume totalmente o controlo da direcção durante as manobras de estacionamento. O sistema Easy Park Assist está apto a realizar as operações necessárias para estacionar em paralelo, em espinha e na perpendicular. Em qualquer dos casos, o condutor tem sempre a possibilidade de interferir na travagem e na aceleração durante as manobras.

 

Lugar à eficiência

 

O Novo Renault Espace foi concebido para proporcionar conforto e prazer de condução. Os engenheiros da Renault refinaram o seu aerodinamismo, reduziram muito o peso do automóvel e equiparam-no com eficientes motores da última geração, que beneficiam da tecnologia downsizing, associados a caixas automáticas EDC de dupla embraiagem.

 

Mais leve 250 kg, mais sóbrio 20%

 

O Novo Espace apresenta-se com uma redução significativa da massa, que pode ir até aos 250 kg se comparado com a versão longa do Espace IV. Este ganho de 13% reparte-se equitativamente entre: carroçaria, plataforma, cadeia cinemática e equipamentos.

 

Nova plataforma: a Renault inaugura no Novo Espace a plataforma modular CMF (Common Module Family) e combina materiais leves: alumínio para as portas e o capô, plástico Noryl para os guarda-lamas dianteiros, termoplástico para o portão traseiro.

 

Aerodinâmica refinada: O Cx de 0,30 (- 0,031 vs. Espace actual) e o SCx de 0,845 m2 (- 0,086  vs. Espace actual) permite reduzir o consumo, sobretudo na autoestrada.

 

O Novo Espace dispõe de três motores 1.6 L turbo: um a gasolina e dois a Diesel, ainda mais eficientes quando animam uma carroçaria particularmente aerodinâmica e leve. O ganho conseguido em termos de consumo e de emissões de CO2 ultrapassa os 20%, quando comparado com o actual modelo dotado de desempenhos comparáveis.

 

Três motorizações, novas tecnologias 100% úteis

 

Com o Novo Espace, a Renault concretiza a integração duas tecnologias anunciadas no Salão de Frankfurt de 2013.

- A tecnologia Twin Turbo no motor Energy dCi 160: um turbocompressor, de pequenas dimensões e baixa inércia reduzida para os baixos regimes, enquanto um segundo turbocompressor entra em acção nos regimes mais elevados. O elevado binário está rapidamente disponível para uma condução flexível, enérgica e acelerações rápidas.

- A caixa automática com um novo comando Shift-by-Wire - uma estreia na gama Renault - associada a dois dos três motores. Esta solução, com origem na Fórmula 1, optimiza a precisão e a suavidade dos comandos e participa também na excelência do design: a ausência de ligação mecânica permitiu integrar elementos emblemáticos, como a consola suspensa e a alavanca de velocidades compacta e em posição elevada.

 

Três motores turbocomprimidos, a mesma cilindrada…

 

Diesel:

Energy dCi 160 EDC com tecnologia Twin Turbo: 1,6L, 160 cv e 380 Nm de binário a partir das 1750 rpm.

Com esta motorização o novo crossover da Renault distingue-se pela sua suavidade, poder de reacção, e pelo enorme conforto de condução que proporciona, graças à transmissão EDC de 6 relações e dupla embraiagem. A combinação absolutamente inédita do Energy dCi 160 com a caixa automática EDC e os diversos modos de condução Multisense fazem do Novo Espace um automóvel orientado, sem dúvida, para o prazer e para as sensações.

 

Energy dCi 130:  1,6L, 130 cv e 320 Nm de binário a partir das 1750 rpm.

Este motor está associado a uma caixa de 6 velocidades de comando manual. Foi especialmente concebido a pensar nos clientes cuja prioridade é o conforto e uma utilização económica.

 

Gasolina (não disponível em Portugal):

Energy TCe 200 EDC: 1,6L, 200 cv e 260 Nm de binário a partir das 2500 rpm.

Para os clientes que preferem uma motorização a gasolina, o Novo Espace dispõe de um novo motor especialmente vocacionado para o dinamismo e as sensações. O o motor Energy TCe 200 é uma versão evoluída do motor que equipa o Clio R.S e está equipado com uma nova transmissão EDC, de dupla embraiagem, de 7 relações curtas para proporcionar ao condutor o máximo prazer.

 

EDC: com o Novo Espace aparecem também duas novas caixas de velocidades ao melhor nível da tecnologia. A caixa automática EDC (Efficient Dual Clutch) de 6 ou 7 relações, que equipa dois dos três motores, oferece conforto, dinamismo e reactividade, com um consumo controlado. O sistema Multi-Sense® influencia também as leis de passagem das relações das caixas EDC, em função do modo de condução escolhido.

 

100% Stop and Start: todos os motores do Novo Espace beneficiam do sistema Stop & Start que, para além de oferecer um funcionamento confortável e suave, permite recuperar a energia cinética gerada pela desaceleração.

 

Inspiração da F1: o encadeamento de sofisticados turbocompressores não é o único elo de ligação entre o 1.6 Renault Energy F1 e o 1.6 Renault Energy dCi. O bloco Energy dCi 160 Twin Turbo integra algumas tecnologias directamente retiradas da experiência da Renault na F1, nomeadamente no que diz respeito ao arrefecimento e à redução das vibrações:

- um sistema de circulação transversal de água para um arrefecimento rápido e eficaz da câmara de combustão,

- segmentos de geometria U-Flex (em forma de "u"): muito flexível, a geometria em U permite a adaptação do segmento à deformação do cilindro (provocado pela temperatura e pela pressão) para obter o melhor compromisso entre eficácia e vibrações,

 

O motor Energy dCi 160 Twin Turbo, com dupla sobrealimentação, adopta um sistema de injeção de 1800 bars de pressão.

 

Renault Espace: os genes da inovação ao serviço de 30 anos de sucesso

Foi necessária à Renault uma visão vanguardista e uma boa dose de audácia para ousar lançar o Renault Espace, no (convencional) contexto automóvel de 1984. O Renault Espace criou o conceito de monovolume, abrindo ao mesmo tempo espaço para um novo segmento que iria fazer escola: o de um automóvel de extraordinária habitabilidade, hiper-modulável e com as prestações dinâmicas de um automóvel estradista. Com o passar do tempo, o Renault Espace impôs-se no mercado pela originalidade e riqueza das suas prestações, ao ponto de o seu conceito e o seu nome se tornarem uma verdadeira marca. Por nunca ter deixado de evoluir e ter progredido em todos os domínios, o Renault Espace continua sem um verdadeiro rival no mercado automóvel, depois de terem sido produzidas mais de um milhão e duzentas e quarenta mil unidades e após quatro gerações. Hoje, a Renault volta a aceitar o desafio da inovação e reinventa o Renault Espace com a visão única de um automóvel familiar dinâmico e sedutor que promete um prazer de condução, e de vida a bordo, personalizável.                                             

 

"Renault Quality Made"

No Renault Espace, a prioridade é a qualidade

 

Qualidade de concepção:

Eficiência: uma arquitectura eficiente e uma optimização ao mais elevado nível das tecnologias, dos materiais e dos processos (alumínio, Noryl™, termoplásticos) foram combinados de modo a que o Novo Renault Espace perdesse até 250 quilos comparativamente com um Renault Espace actual comparável.

 

Durabilidade: o Novo Renault Espace realizou com sucesso os testes mais difíceis, como é o caso da simulação de 3 anos de circulação em 3 meses. O Novo Renault Espace saiu, assim, vencedor de 5,5 milhões de quilómetros, 520 horas de testes de resistência extrema e 450 horas de testes climáticos. As novas funcionalidades, como a modularidade one touch e o portão traseiro eléctrico do Novo Renault Espace, foram sujeitas a testes desenvolvidos especificamente para comprovar a sua fiabilidade.

 

Qualidade de fabrico:

Uma montagem cuidada: são efectuadas em cada carroçaria, no mínimo, 5000 medições. Além destas medições, a conformidade permanente é controlada em 45 pontos prioritários que garantem a perfeita geometria do Novo Renault Espace e a qualidade exterior apercebida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Novo-Renault-Espace CopyNovo-Renault-Espace interio_CopyNovo-Renault-Espace _Copy
 

MIAS NOVIDADES BRIDGESTONE

 

Bridgestone apresenta novos pneus na Intermot

 

 

 

Os visitantes da Intermot não vão querer perder o stand da Bridgestone (pavilão 7.1, stand E030 e F031). Na feira internacional de motociclos, scooter e e-Bike, que ocorre entre 1 e 5 de outubro, em

Colônia, na Alemanha, a Bridgestone, maior fabricante de pneus a nível mundial, irá apresentar a gama completa dos seus produtos, incluindo três novas introduções.

 

Um pneu para todos os pilotos

A Bridgestone vai apresentar a sua gama de pneus para motociclos que garante satisfazer todo o tipo de pilotos.

 

Será apresentado o vencedor do teste realizado pela PR magazine Reifentest 2014, o Battlax Hypersport S20 EVO, cujo desgaste do pneu traseiro revela uma longevidade e uma melhoria no manuseamento, bem como com uma aderência das curvas com ângulos elevados, fazendo com que seja um dos melhores produtos no mercado. Será igualmente apresentado o Battlax V02, ideal para pilotos de corrida. Este pneu revela uma longevidade irrepreensível, garantido maior tempo de volta aos pilotos, graças ao mais recente desenvolvimento de compostos da Bridgestone. Por último, serão também apresentados o Battlax BT45, para o segmento touring, o Battlax SC Ecopia, para scooters, o Exedra Max, para uma condução especializada, e o Battlecross X30, ideal para motocross.

 

Novos produtos

A Intermot será também a ocasião ideal para a Bridgestone apresentar três novos produtos. Será possível descobrir as mais recentes introduções da gama Battlax no segmento Touring, Sport e Adventure.

 

 

Motos fora de série

O stand não só irá ter pneus como principal atração. Duas motos fora de série serão também apresentadas com o objetivo de provar que o “verde” não significa lento.

 

A “superbike” elétrica Sarolea SP7, ágil e com capacidade de alternar entre os 0 e os 100 quilômetros por hora em 2,8 segundos, conseguindo um record de 250 quilômetros por hora em plena aceleração, estará no stand da Bridgestone, equipada com os pneus de corrida da marca, Battlax V02. Esta moto participou da TT da Ilha de Man acabando em quarto lugar, um grande feito, considerando se ter tratado da primeira vez que esta moto participou num evento destes!

 

A lendária Suzuki GSX-R edição especial estará também em exposição no stand da Bridgestone, equipada com pneus Battlax S20 EVO pneus.

 

Torne-se um piloto Bridgestone

Uma vez no stand da Bridgestone, poderá habilitar-se a ser selecionado para um teste para piloto da Bridgestone e, ainda, um ganhar um casaco com capuz (VR46).

 

 

 

 

 

MERCEDES TROPHY

 

Equipa Latina vence a MercedesTrophy World Final 2014

 

Em 1989, quando teve lugar o primeiro MercedesTrophy, participaram seis países europeus. 25 anos depois, o MercedesTrophy é uma série global de torneios por convite para amadores em mais de 60 países. Atualmente são mais de 60.000 participantes todos os anos – e ao longo dos anos, perto de um milhão de clientes e fans da marca compareceram no tee de saída do MercedesTrophy.

 

O evento da Taça das Nações no aniversário de 2014 foi ganho pela equipa Latina, com 185 pontos no total. O segundo lugar foi ocupado pela equipa do Reino Unido, com 182 pontos, seguida pela equipa da China com 181 pontos. O prémio Team Spirit Award, cujo vencedor é escolhido pelos participantes, foi atribuído à equipa da Austrália.

 

As mais altas classificações individuais por pontos na MercedesTrophy World Final foram conseguidas pelos seguintes jogadores: o vencedor, com 64 pontos, foi Josh Bunch, da equipa dos EUA. O melhor resultado da Classe A, com 73 pontos, foi conseguido por Felipe Montenegro, da equipa Latina. A Classe B foi ganha por Nick Lawrence, do Reino Unido, com 72 pontos, enquanto Oleg Pavlichenko, da equipa da Europa do Leste e Central, conquistou a Classe C com 73 pontos. O embaixador da marca Mercedes-Benz, Martin Kaymer, o rosto do MercedesTrophy, chegou  a Estugarda na segunda-feira vindo diretamente da Ryder Cup, para entregar os troféus na cerimónia de entrega de prémios. Os embaixadores da marca Bernhard Langer e Louis Oosthuizen também participaram na World Final, nos eventos especiais “Beat the pro” contra os participantes, e conversaram com eles numa série de sessões “Meet & Greet”.

 

Durante as suas atividades desportivas, os participantes puderam sentir a marca e experimentar os seus produtos em primeira mão com visitas guiadas ao Mercedes-Benz Museum, à fábrica de Sindelfingen e à Mercedes-AMG em Affalterbach, bem como test drives dos mais recentes modelos. O veículo de destaque da MercedesTrophy World Final deste ano foi o S-Class S 63 AMG Coupé, que foi apresentado na última noite por Ola Källenius, responsável por Sales and Marketing da unidade de negócio Mercedes-Benz Cars.

 

Os participantes na MercedesTrophy World Final lutaram pelo lugar final na competição especial “Drive to the Major” deste ano, que acabou por ser ganha por Oleg Pavlichenko da equipa da Europa do Leste e Central. Todos os que participaram no MercedesTrophy a nível mundial têm igualmente a oportunidade de participar noutro evento golfístico único. Os concorrentes podem conquistar um lugar no torneio de qualificação do “Monday After Event” na competição “Straightest Drive”. Como patrono oficial do mais antigo torneio de golfe do mundo, a Mercedes-Benz tem a oportunidade de oferecer uma saída do campo onde, na véspera, os golfistas profissionais competiram pela vitória. Além disso, os vencedores podem assistir ao Open Championship como convidados VIP da Mercedes-Benz.

 

Também este ano foram recolhidos donativos em todos os torneios MercedesTrophy para a Fundação Laureus Sport for Good. Na World Final houve também uma classificação especial para o “Laureus Longest Drive”. A Mercedes-Benz é um membro fundador da fundação, que combate problemas sociais em todo o mundo utilizando fundos angariados através do desporto. Patrocina atualmente mais de 150 projetos sociais a nível mundial, destinados sobretudo a ajudar crianças e jovens afetados pela pobreza, sem abrigo, guerra, violência, abuso de drogas, descriminação e SIDA. MercedesTrophy World_Final_Copy

 

BRIDGESTONE COM NOVIDADES

 

Todas as novidades sobre o novo Battlax Adventure A40

Bridgestone leva níveis de desempenho da gama Battlax para o segmento aventura

 

Battlax Adventure A40 dianteira e traseira

 

A Bridgestone alargou a gama de pneus Battlax, destinada a motos de desporto e de corrida, para o segmento aventura, ao apresentar o novo Battlax Adventure A40 na Intermot, em Colónia, entre 1 e 5 de outubro. O novo pneu proporciona uma utilização mais abrangente ao longo do ano para os utilizadores de motos trail que apesar de apelarem à aventura são em grande parte utilizadas em estrada.

 

Combinando a herança do Battlax adquirida no MotoGP, com a performance comprovada do pneu Battle Wing (até aqui o pneu da marca indicado para motos trail), a Bridgestone criou um pneu “Adventure” que proporciona uma melhor tração e estabilidade, especialmente em superfícies molhadas e de maior durabilidade.

 

Com o objetivo de proporcionar maior prazer e segurança em todas as condições

 

O objetivo dos engenheiros da Bridgestone foi o de melhorar significativamente a condução do Battle Wing em piso seco e molhado - sem sacrificar a sua considerável estabilidade e durabilidade – proporcionando aos motociclistas de aventura um maior prazer e segurança em todas as estradas e em todas as condições.

 

O resultado deste desenvolvimento técnico é o Battlax Adventure A40. Numa primeira fase, foi melhorada a condução em piso seco, sem perda de estabilidade através de um novo perfil de pneu dianteiro, que produz uma maior área de contato com ângulos altos de inclinação, resultando numa melhor aderência em curva; foram igualmente adicionados blocos maiores na banda de rodagem para adicionar rigidez na estabilidade nas curvas; e, foi ainda construído um cinto mono-espiral no pneu dianteiro para melhorar a absorção de choque, garantindo um maior conforto e menos fadiga ao piloto.

 

 

Novo design do sulco acrescenta aderência em piso molhado e estabilidade em curva

 

Em segundo lugar, o desempenho em piso molhado foi melhorado com a revisão do composto existente, incorporando agora uma tecnologia NanoPro-Tech da Bridgestone, para ajudar a reduzir a criação de calor causada pela deformação do pneu.

 

Paralelamente, a Bridgestone redesenhou os padrões de piso do A40 para melhorar tanto o desempenho em piso molhado como a estabilidade. Ao redesenhar os ângulos dos sulcos do pneu dianteiro, a estabilidade nas curvas foi significativamente melhorada. Sulcos mais largos na dianteira e na traseira melhoraram a depuração de água e o desempenho em piso molhado. A disposição dos sulcos no pneu traseiro facilitam blocos maiores, para uma maior rigidez, o que proporciona maior estabilidade nas curvas.

 

''Com o novo Battlax Adventure A40, a Bridgestone garante uma maior estabilidade, oferecendo níveis mais elevados de desempenho em piso seco e molhado”, afirma Jake Rønsholt, Managing Director Consumer Business Unit, da Bridgestone Europa.

 

Testes confirmam que a performance do Battlax Adventure A40 em piso molhado melhorou significativamente, quando comparado com o Battle Wing. Oferecendo um melhor controlo em aderência e em distâncias de travagem. Testes em piso seco revelam um alto nível de estabilidade em linha reta e facilidade de direção, alcançado sem uma redução na vida do pneu.

 

“A Bridgestone testou o Battlax Adventure A40 numa larga variedade de estradas europeias, em diferentes condições, e estamos confiantes de que os pilotos amantes de uma condução desportiva vão gostar do seu desempenho, ainda mais seguro”.

 

 

 

 (1) Condições dos testes: Terreno de provas da Bridgestone. Veículo: Yamaha Super Tenere, Suzuki DL1000 (modelo antigo), BMW R1200GS (modelo antigo) e testes de fricção.



Bridgestone aperfeiçoa capacidades desportivas com o Battlax RS10

Redesenhado para dominar as estradas mais difíceis e as pistas de corrida

 

Novo Battlax RS10, pneu dianteiro e traseiro

 

A Bridgestone redesenhou o design e acrescentou compostos à nova fórmula para melhorar o desempenho da sua gama Battlax, agora visíveis no seu mais recente pneu: Battlax Racing Street RS10.

 

Exibido entre os dias 1 e 5 de outubro na Intermot, na Alemanha, este novo pneu, concebido para motos desportivas cujos proprietários também gostam de fazer corridas em circuito, oferece aos entusiastas desta modalidade um maior manuseamento e um maior controlo. Prevê ainda uma aceleração rápida na saída das curvas, um reforço da resposta na direção, uma maior precisão em linha reta, uma maior facilidade de controlo da direção e uma confiante estabilidade na travagem, especialmente em superfícies secas. Os compostos foram especialmente reformulados, estando estrategicamente localizados, por forma a assegurar um baixo atrito.

 

"O objetivo é produzir pneus radiais de alto desempenho para motociclistas de sport touring e motos naked, considerados aqueles que, embora preferiram a estrada, ocasionalmente gostam de levar as suas máquinas para uma pista. Este novo pneu da Bridgestone consegue proporcionar-lhes uma boa aderência e performance, de forma a conseguirem explorar os mais elevados níveis de prazer de condução”, afirma Jake Rønsholt, Managing Director Consumer Business Unit, da Bridgestone Europa.

 

 

Análises técnicas do MotoGP™

 

Para aumentar a aderência em piso seco e os níveis de desempenho, embora mantendo os níveis atuais de desempenho em piso molhado, os engenheiros da Bridgestone concentraram os testes e desenvolvimentos nos níveis de aderência, estabilidade e amortecimento.

 

Em primeiro lugar, a área de contato foi melhorada através do desenvolvimento de novos padrões, tanto para a dianteira como para a traseira, com sulcos alinhados na direção, que atuam sobre o pneu nas curvas, utilizando técnicas de análise desenvolvidas no programa da Bridgestone MotoGP™. O objetivo foi o de aumentar a rigidez dos blocos e adicionar mais estabilidade ao comportamento, fazendo com que o piloto tenha uma maior sensação de confiança na estabilidade em travagem e na fase de aceleração.

 

Esta estabilidade nas curvas é reforçada graças ao design 3D das paredes da ranhura que acrescenta rigidez aos blocos da banda de rodagem. No padrão do pneu traseiro existem ranhuras separadas para promover o tipo certo de deformação que ajuda a aumentar a aderência e aceleração à saída das curvas.

 

Compostos reformulados

 

Os níveis mais elevados de aderência ao longo de um intervalo de temperatura mais amplo são adicionados através do uso de um composto recentemente desenvolvido que proporciona aos pilotos um manuseamento superior e uma precisão em linha reta. O perfil do RS10 também foi revisto, dando ao novo pneu uma maior área de contato, produzindo uma melhor aderência.

 

Em termos de construção, o Battlax RS10 foi revisto para melhorar nas curvas, adicionando estabilidade e proporcionando uma condução mais suave. O cinto mono-espiral do pneu da frente é feito com um aço mais duro, o que melhora a rigidez da zona de contacto. O pneu traseiro também tem uma construção na parede lateral mais suave (para uma condução mais suave) e é 650 gramas mais leve que o antecessor RS10 (BT003 Racing Street), reduzindo o efeito giroscópio e tornando mais fácil a inclinação nas curvas. O composto do pneu traseiro adotou uma nova cobertura, para reforçar a rigidez da banda de rodagem.

 

Os testes da Bridgestone foram realizados no circuito de corridas internacionais Autopolis, no Japão, em Junho de 2014, e revelaram que o novo Battlax RS10 oferece níveis significativamente mais altos de aderência na traseira, permitindo um desempenho mais rápido. À venda na Europa a partir de janeiro de 2015, os pneus dianteiros estarão disponíveis nas medidas 120/70 ZR17 e os traseiros nas medidas 190/55 ZR17 e 200/55 ZR17.

 

 

 

Bridgestone apresenta novo Battlax Sport Touring T30 EVO

A melhor combinação entre turismo confortável e manuseamento desportivo

Novo Battlax Sport Touring T30 EVO dianteira e traseira

 

A Bridgestone melhorou a performance em piso molhado do Battlax T30, com o lançamento do novo Battlax Sport Touring T30 EVO, com o objetivo de proporcionar aos condutores do segmento de Sport Touring a combinação perfeita entre tranquilidade, desempenho, versatilidade e prazer na condução. É graças ao último composto e tecnologia no desenho do piso que a Bridgestone conseguiu desenvolver este pneu, sem sacrificar o já conhecido desempenho em condições de piso seco do seu antecessor, o T30.

 

O T30 EVO foi desenvolvido para dar resposta ao crescente número de motociclistas que têm demonstrado interesse por um pneu de passeio que lhes ofereça o verdadeiro prazer de condução, através de um desempenho consistente e confortável em superfícies molhadas e secas, combinado com manuseamento e diversão desportiva. O objetivo técnico da Bridgestone era manter a excelente performance do T30 em pisos secos, melhorando-a na situação de piso molhado.

 

Novos compostos desenvolvidos para uma maior segurança em piso molhado

 

O desempenho em piso molhado foi alterado graças ao desenvolvimento de compostos com uma nova fórmula que aumenta o atrito em superfícies molhadas. Um novo composto aplicado ao pneu dianteiro, em combinação com um composto recentemente desenvolvido no centro do pneu traseiro, irão melhorar o desempenho no manuseamento e comportamento em piso molhado, sem sacrificar o desempenho já existente em piso seco, ao longo de um intervalo de funcionamento de temperaturas mais amplo, bem como proporcionar uma maior estabilidade, nomeadamente em motos mais pesadas.

 

Os dados dos testes realizados pela Bridgestone no terreno e em laboratório (1) mostram que o novo Battlax T30 EVO oferece até 20% mais aderência, controlo deslizante e tração em superfícies molhadas do que o anterior T30, dando aos pilotos distâncias de travagem mais curtas e uma maior sensação de controlo.

 

 

 

Reengenharia nos padrões do piso

 

A outra parte da equação é o desenho do piso T30 EVO. Aqui, o padrão do pneu traseiro foi redesenhado com sub-ranhuras estendendo-se até a faixa central, o que aumenta a canalização de água para longe da área de contacto, dando aos pilotos uma tração mais segura em condições de chuva. Ao mesmo tempo, as curvas das ranhuras foram movidas para cima, para criar uma nervura ao longo da faixa central, adicionando rigidez no contacto com o piso para estabilizar durante a aceleração. Esta mudança também aumenta o tamanho da área de contato com o ângulo de inclinação, acrescentando maior aderência e permitindo ao piloto curvar em maior segurança.

 

“"Com o nosso novo Battlax T30 EVO, a Bridgestone é agora capaz de oferecer aos amantes do segmento “Touring” uma combinação adequada entre uma condução desportiva em piso seco e uma maior segurança em piso molhado", afirma Jake Rønsholt, Managing Director Consumer Business Unit, da Bridgestone Europe.

 

 

O novo Battlax T30 EVO será progressivamente introduzido na Europa a partir de Fevereiro de 2015 com as medidas 120/70ZR17, para o pneu dianteiro, 180/55ZR17 e 160/60ZR17 para o pneu traseiro.

 

 

 

 

(1) Condições dos testes: Terreno de provas da Bridgestone. Veículo: Suzuki GSF. Medidas: 1250S 120/70ZR17M/C, 180/55ZR17M/C.

 

 

 

 

 

 

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2014 Grande Prêmio do Japão - Sessões Práticas
  HAMILTON mais rápido para MERCEDES P ZERO NO BRANCO MÉDIO DE PNEUS
Menos de um segundo separa o MÉDIO E COMPOSTOS DURO
INCERTEZA SOBRE O TEMPO PARA O RESTO DO FIM DE SEMANA
 tempo em Suzuka neste fim de semana Seem previsto para ser cheia de contrastes, com temperaturas durante os treinos livres de hoje tão quente quanto o verão europeu, chegando a 29 graus centígrados ambiente e 41 graus na pista, em meio à possibilidade de chuva torrencial mais tarde, se um tufão nas proximidades afeta a região. Até o final do FP2, já havia algumas gotas de chuva na pista.
É evidente que esta terá um impacto profundo na estratégia de pneus, com as lições aprendidas com os treinos livres não necessariamente relavant para a qualificação e corrida. Os P Zero Laranja duro e P Zero Branco pneus médios foram nomeados para o GP do Japão, com todos os pilotos Completando FP1 usando apenas o mais duro dos dois compostos como normal. Na parte da tarde, FP2 incluído Ambos os compostos com séries mais longas e diferentes cargas de combustível para simular as condições de qualificação e corrida. Isto permitiu que as equipes de calcular os níveis esperados de desgaste dos pneus e degradação.
O tempo mais rápido do dia foi de setembro pelo piloto da Mercedes (e líder do campeonato) Lewis Hamilton, com um valor de referência de 1m35.078s no FP2 - na segunda volta rápida de sua execução com novos pneus médios. Até agora, há uma diferença no tempo de volta de cerca de 0,8-1,0 segundos entre os dois compostos, embora seja provável que venha para baixo como o fim de semana passa e as borrachas de traçado.
A história foi feita hoje também para a Fórmula Um e Pirelli, quando o holandês Max Verstappen se tornou o piloto mais jovem a participar de um grande fim de semana prix e usar os pneus P Zero, com a idade de apenas 17 anos e três dias.
Paul Hembery: "Após o primeiro dia de funcionamento foram lá sem grandes surpresas de nossa parte: em vez dos pontos de interrogação são todos sobre o tempo. E, obviamente, o uso de pneus vai ser muito marcadas por isso. Este é um dos circuitos mais exigentes do ano para os pneus como eles estão constantemente em curva, travagem ou aceleração: não há trégua real em qualquer lugar no colo. Estes Apesar demandas significativas, ainda estamos esperando 02:58 pit stops para a maioria dos motoristas, em circunstâncias normais, enquanto o desgaste e degradação ainda estão muito Dentro dos limites que seria de esperar. Graining tem sido extremamente contida, bem como: quase insignificante. Só uma coisa é certa, que é o que há muito mais por vir a partir deste fim de semana. "
FP1: FP2:
1 Rosberg 1m35.461s 1m35.078s Hamilton Médio Difícil 1 usado novo
2 Hamilton Rosberg 1m35.318s 1m35.612s Hard 2 usado nova Médio
3 Alonso 1m36.037s 1m36.279s duro Médio Bottas novo 3 novos
Estatísticas de pneus do dia:
  Difícil Médio Intermediate Wet
kms impulsionado * 3790 1527 0 0
foram utilizados grupos geral ** 67 20 0 0
maior número de voltas ** 22 20 0 0
* O número acima apresenta o montante total de Quilômetros conduzido em FP1 e FP2, hoje, todos os condutores combinados.
Para agravar **, todos os drivers combinado.
Pirelli fatos do dia:
Se um furacão atinge o Grande Prêmio do Japão, não seria a primeira vez que isso que tem acontecido. Em 2004, perto de Suzuka tufão dizimado ação de sábado, forçando qualificação de ser adiadas para domingo de manhã. Uma solução para evitar esse risco poderia ser para segurar o grand prix mais cedo do que o previsto, mas isso quase nunca aconteceu na história da Fórmula Um. No Grand Prix tem sido realizada em um sábado desde a África do Sul em 1985 Em 1976, o primeiro Grande Prêmio do Japão em Fuji foi atingida por um tufão que atrasou o início e James Hunt acabou resultando em ser coroado campeão do mundo depois de uma corrida caótica - como alguém que assistiu a corrida do filme recentemente saberá.

 

Google Tradutor

 

TIAGO MONTEIRO DOMINA TUDO E TODOS

TIAGO MONTEIRO DOMINA TUDO E TODOS

 

De forma surprendete, Tiago Monteiro venceu todas as sessões de treinos da jornada do WTCC que está a ter lugar este fim de semana na China.O dominio de MOnteiro tem sido de tal ordem, que os Citoren não conseguiram mostrar a sua superioridade, tendo atrás de si o Citoren de LOpez, Micheliz, Ma Qing Hua e Loeb.wr31 CopyWT1 CopyWT2 CopyWT3 CopyWT4 CopyWT5 CopyWT6 CopyWT7 CopyWT9 CopyWT10 CopyWT11 CopyWT12 Copywt30 Copywt40 Copywt111 Copywt112 Copy

 

EXTREME SAILING EM NICE

 

Ventos fracos dominou o dia da Lei 7 do Extreme Sailing Series ™ abertura em Nice, França pedindo precisão pin-point das equipes como a batalha no ato penúltimo da turnê mundial 2014 iniciou-se a águas cristalinas do Mediterrâneo. Houve mudança no ar com as equipas mais recentes no circuito chamando os tiros e Realteam tinha todo o direito táticas e velocidade do barco como a média equipa mais rápida de acordo com a vela funcional analytics SAP. A equipe suíça marcados dois primeiros lugares e dois segundo de acabamento final de um dia na pole position, e capitão Jérôme Clerc comentou: "Com estas condições de vento de luz, é ainda mais difícil de estar à frente o tempo todo, mas eu acho que temos sido capazes para encontrar uma boa estratégia para o dia. Eu acho que temos que continuar com esse espírito e tentar limitar as corridas ruins. "

Apesar de não ter marcado na segunda corrida depois de navegar o caminho errado, enquanto líder, Gazprom Team Russia navegou um dia impressionante, marcando duas vitórias para reivindicar segundo lugar da geral, em igualdade de pontos com o equipamento all-francesa em Groupama Sailing Team, comandado por Franck Cammas em o encerramento do jogo. Capitão da equipe da Rússia Phil Robertson, que só assumiu o leme no Ato 5 Cardiff, falou sobre 'ajuste fino' A Extreme Racing 40 para vento fraco. "Todo o seu set-up muda com sua afinação do equipamento e velocidade sábio, todo o equilíbrio das mudanças de barco. Falamos sobre Esses fatores após cada corrida, se precisamos fazer nenhuma alteração ou não e como um todo, bate-papo sobre o que podemos melhorar. Isso foi muito bom hoje e os meninos colocaram em um grande esforço para se certificar de que estávamos indo rápido. O truque agora é só continuar jogando isso. A parte difícil é ter um outro dia como este ao longo dos próximos três dias, e manter o mais consistente possível quando não estamos tendo um grande dia eu sei que essa é a chave. "

A equipe australiana GAC Pindar, liderado pelo medalhista de ouro olímpico Nathan Wilmot tiveram o seu melhor começo para uma regata deste ano, saindo dos blocos rapidamente e navegar de forma consistente para terminar o dia em quarto lugar. Legal como sempre, Wilmot, comentou: "Nós só ficava ligando algumas boas corridas de vez em quando, e no ar mais leve você tem um pouco mais de tempo para pensar sobre o que está acontecendo. Nós apenas tentamos navegar o barco rápido em torno do curso e ficar longe de problemas com todo mundo e parece ter funcionado bem hoje. É muito difícil lá fora, e isso pode ser frustrante, por isso é muito difícil para o cérebro Quando tentando descobrir para onde ir, mas se podemos manter o barco indo em torno do curso bem nós vamos estar lá fazendo tudo certo no final. "

Ben Ainslie e os britânicos em J.P Morgan BAR fez o tipo certo de ondas nas corridas de abertura, e parecia estar em forma imperiosa, mas uma penalidade na terceira corrida Seguido por uma colisão linha de partida com o Alinghi lhes custar pontos valiosos. Os ingleses terminar o dia em um quinto lugar credível, empatado com a Emirates Team New Zealand, dirigido aqui por Pete Burling, fresco de uma defesa bem sucedida do 49er título Mundial na Espanha. Arqueiro do JPMorgan BAR Matt Cornwell explicou como era no curso. "Foi muito complicado, muito leve e muito fácil de colocar-se em situações em que você está olhando para ser entre os três primeiros, e, em seguida, muito rapidamente você pode estar na zona de rebaixamento, eu sei que é muito difícil de acertar Essas chamadas. Acho que foi o mesmo para todos e há um monte de equipes lá fora que parecia frustrado com corrida de hoje, mas na verdade eu acho que estamos todos em pontos semelhantes e é tudo muito apertado. "

Não era uma história tão bonita para o atual líder da Série Alinghi, e seus parceiros de duelo de longa data The Wave, Muscat Tanto que encontraram-se na metade inferior da frota de mais de topo hoje. O par terminar o dia empatado em 39 pontos em sétimo lugar, deixando-se com um pouco de trabalho para fazer nos próximos três dias.

Apesar de conseguir terminar um punhado das três principais corridas no meio, Oman Air, Red Bull Sailing Team e SAP Extreme Sailing Team no Lutou nos ares leves terminando o dia em nona-décimo primeira respectivamente. O dia de abertura é apenas um shakedown do que está por vir nos próximos três dias aqui em Nice, e esperar amoras abundância voltas e reviravoltas na tabela de classificação. Assista ao vivo de corridas de amanhã de 1530, hora local (GMT +2) em extremesailingseries.com.

Lei Extreme Sailing Series ™ 7 agradáveis ​​classificação após o dia 1, 8 corridas (10/02/14)
Posição / Equipe / Pontos
  1 Realteam por Realstone (SUI) Jérôme Clerc, Arnaud Psarofaghis, Bruno Barbarin, Bryan Mettraux, Thierry Wassem 51 pontos.
  Gazprom 2 Team Russia (RUS) Igor Lisovenko, Phil Robertson, Matt Adams, Pete Cumming, Aleksey Kulakov 48 pontos.
  3 Groupama Sailing Team (FRA) Franck Cammas, Tanguy Cariou, Valentin Bellet, Arnaud Jarlegan, Devan Le Bihan 48 pontos.
  4 GAC Pindar (AUS) Nathan Wilmot, Seve Jarvin, Hugh Styles, Tyson Lamond, James Wierzbowski 45 pontos.
  5 J.P BAR Morgan (GBR), Ben Ainslie, Nick Hutton, Paul Campbell-James, Bleddyn Mon, Matt Cornwell 44 pontos.
  6 Emirates Team New Zealand (NZL) Peter Burling, Glenn Ashby, Blair Tuke, Jeremy Lomas, Edwin Delaat 44 pontos.
  7 Alinghi (SUI), Morgan Larson, Anna Tunnicliffe, Pierre-Yves Jorand, Nils Frei, Yves DeTrey 39 pontos.
  8 The Wave, Muscat (OMA), Leigh McMillan, Sarah Ayton, Pete Greenhalgh, Kinley Fowler, Nasser Al Mashari 39 pontos.
  9 Oman Air (OMA), Rob Greenhalgh, Ted Hackney, Kyle Langford, Hashim Al Rashdi, Musab Al Hadi 33 pontos.
  10 Red Bull Sailing Team (AUT), Roman Hagara e Hans-Peter Steinacher, Mark Bulkeley, Shaun Mason, Stewart Dodson 30 pontos.
  11 SAP Extreme Sailing Team (DEN) Jes Gram-Hansen, Rasmus Kostner, Thierry Douillard, Christian Kamp, BradEXT1 CopyEXT2 CopyEXT3 CopyEXT4 CopyEXT5 CopyEXT6 CopyEXT7 CopyEXT8 CopyEXT9 CopyEXT10 CopyEXT11 CopyEXT12 CopyEXT14 CopyEXT15 CopyEXT16 CopyEXT17 CopyEXT18 CopyEXT19 CopyEXT20 CopyEXT21 CopyEXT22 CopyEXT100 CopyEXT101 CopyEXT102 CopyEXT103 CopyEXT104 CopyEXT105 CopyEXT106 CopyEXT107 CopyEXT109 CopyEXT110 CopyEXT111 CopyEXT112 CopyEXT114 CopyEXT116 CopyEXT117 CopyEXT118 CopyEXT119 Copy

 

HELDER RODRIGUES EM MARROCOS

 

Campeonato do Mundo de Todo-o-Terreno

Rallye Oilibya du Maroc 2014

3 a 9 de Outubro

Hélder Rodrigues ao ataque em Marrocos

 

Hélder Rodrigues inicia no próximo Sábado, dia 4 de Outubro, a sua participação no Rallye Oilibya Maroc, a última etapa do Campeonato do Mundo de Todo-o-Terreno e o derradeiro grande teste antes da tão esperada participação no Dakar 2015.

 

Piloto oficial do Team HRC, Hélder Rodrigues, que triunfou neste mesmo rali em 2011, irá apresentar-se aos comandos da nova Honda CRF450 Rally, recentemente apresentada e com a qual a equipa aposta em vencer o Dakar.

 

O piloto da Honda, que é também apoiado pela Red Bull e MEO, apresenta-se nesta derradeira jornada do Campeonato do Mundo de Todo-o-Terreno muito motivado e com um objetivo claro de lutar pela vitória.

 

“Tenho treinado muito, estou bem preparado e apesar de o meu grande objetivo ser o Dakar estou muito motivado para, neste rali de Marrocos, dar o meu melhor para conseguir um bom resultado. Se for a vitória melhor ainda. É uma prova de que gosto muito. Já aqui venci e foi também aqui que me estrei nesta nova fase da minha carreira como piloto do Team HRC”, referiu Hélder Rodrigues.

 

O Rallye Oilibya du Maroc compreende seis etapas e um total de quase mil e quinhentos quilómetros disputados ao cronómetro. A prova parte de Erfoud onde amanhã terão lugar as verificações administrativas e técnicas e terá a derradeira etapa a terminar em Marraquexe.

 

Mais informações sobre a prova em: http://rallyemaroc.npo.frHlder Rodrigues_CopyHlder Rodrigues_nos_Sertes_Copy
 

AUDI COM NOVIDADES EM PARIS

 

O desportivismo do Audi TT redesenhado
O Audi TT Sportback concept car
em estreia mundial no Salão de Paris
• Escultura desportiva alongada: um concept que reinterpreta o Audi TT
• Prof. Dr. Hackenberg , Membro do Conselho de Desenvolvimento da Audi AG:
"o concept TT Sportback alia dois conceitos para ser um potencial novo membro
da gama TT"
• Motor 2.0 TFSI de 4 cilindros debita 400 Cv e um binário máximo de 450 Nm
• Novidade é também o facelift da gama A6
Um automóvel desportivo com quatro lugares e cinco portas: a Audi
apresenta em estreia mundial o concept TT Sportback no Mondial de l’Automobile em Paris. O exterior deste
concept evoca a de design do clássico TT, mas desenvolvida numa nova e alongada escultura. Está equipado com
um motor 2.0 TFSI de elevadas prestações que debita uma potência de 400 Cv (294 kW).
"Com o TT, a Audi criou um dos ícones do design automóvel dos últimos 20 anos", salienta o professor Dr. Ulrich
Hackenberg, Membro do Conselho para o Desenvolvimento Tecnológico da Audi AG. "Nos anos seguintes,
desenhámos os nossos elegantes e desportivos Audi A5 Sportback e Audi A7 Sportback. No concept Audi TT Sportback
estamos agora a unir os dois conceitos para criar um potencial novo membro da gama TT."

O concept Audi TT Sportback cativa com o seu potente motor de 400 Cv (294 kW) que está acoplado a uma
transmissão S tronic de sete velocidades, recorrendo a tração ao sistema integral permanente quattro. A aceleração
dos 0-100 km/h é de apenas 3,9 segundos. A sofisticada suspensão e um centro de gravidade baixo garantem uma
condução plena de dinamismo, enquanto a carroçaria integra inúmeros componentes leves fabricados em alumínio. A
iluminação por laser que complementa os “máximos” em LED destaca-se em cada um dos faróis. Esta inovação da
Audi aumenta significativamente a segurança ao conduzir durante a noite.
O Audi virtual cockpit domina o interior com um design elegante que impera num genuíno concept-car; o ecrã de 12,3
polegadas substitui os instrumentos convencionais e o monitor MMI. No ecrã são visualizados gráficos de alta
resolução e é permitido ao condutor escolher entre vários níveis de exibição. No terminal MMI, o botão rotativo possui
um touchpad que é utilizado para introduzir caracteres como num smartphone. O controlo do sistema de climatização
foi transferido para os difusores das saídas de ar.
Desenho exterior
O concep-car Audi TT Sportback de cinco portas apresenta um comprimento total de 4,47 metros, uma largura de 1,89
metros e uma altura de 1,38 metros, enquanto a distância entre eixos é de 2,63 metros. Em comparação com a nova
gama TT, é 29 centímetros mais comprido, mais largo em 6 centímetros, enquanto a distância entre eixos teve um
acréscimo de 12 centímetros. A altura é inferior em 3 centímetros, em relação ao novo TT.
Apresentando uma cor em vermelho Mars, a carroçaria é uma afirmação de poderosa elegância: linhas de elevada
precisão fazem fronteira com superfícies atleticamente arqueadas. O desenho utilizou a linguagem das formas do
Audi TT para desenvolver uma nova escultura desportiva e alongada.
As distintas linhas horizontais na extremidade frontal do novo Audi TT Sportback concept reforçam um visual amplo e
desportivo. Tendo a sigla quattro posicionada no contorno inferior, a grelha Singleframe é mais plana e larga do que
no Coupé de duas portas e com uma grelha em favo de mel com um visual resplandecente de alumínio escuro.
As laterais da grelha Singleframe têm continuidade sobre o capot do motor com linhas swage, transmitindo-lhe um
contorno desportivo. Normalmente para a Audi, o design tem uma forma global coerente, com todas as linhas e
superfícies do show car ligadas entre si de uma maneira lógica.
A parte dianteira do Audi TT Sportback concept possui outra característica na forma das generosas entradas de ar.
Contornadas por rebordos pronunciados, as entradas de ar têm a aparência de estruturas individuais complementadas
com uma grelha em favo de mel que preenche o seu interior. Uma terceira entrada, por baixo da grelha Singleframe,
www.audi-mediaservices.com www.3 audi.pt
faz a união entre as outras duas. A lâmina que dá estrutura à Singleframe desperta ainda mais o olhar deste show car,
ao mesmo tempo que melhora a aerodinâmica.
Outra característica típica no desenho do TT são os faróis recém-redesenhados com separadores que demonstram
uma assinatura única na luz de circulação diurna. No Audi TT Sportback concept, o destaque está no feixe de luz
fornecido por tecnologia laser: em cada farol, um módulo composto por quatro poderosos díodos geram um feixe de
luz que ilumina a estrada em várias centenas de metros. A iluminação por laser, que é ativada a partir dos 60 km/h,
complementa o poderoso feixe de luz LED. Para o condutor, este é um incentivo significativo para a visibilidade e
segurança; uma câmara é usada para detetar e localizar outros utentes da estrada.
Este conceito de iluminação é rodeado pelo indicador de mudança de direção dinâmico, também aplicado nos farolins
em LED. Os indicadores dinâmicos são compostos por uma série de díodos individuais que iluminam um após o outro
a partir do interior para o exterior, indicando a direção selecionada pelo condutor.
O concept-car Audi TT Sportback possui uma postura poderosa na estrada e apresenta pequenas distâncias entre os
eixos e as extremidades do modelo. Os generosos semi círculos das cavas das rodas, cada um com 3 centímetros de
espessura para o exterior aumentam ainda mais o poder visual. O semicírculo dianteiro define o contorno do capot, o
qual tem continuidade na linha tornado através das portas para a extremidade traseira.
As embaladeiras, que ligam os semi-círculos das rodas, também possuem uma aparência possante. Ao estilo clássico
de um automóvel desportivo, os espelhos retrovisores estão posicionados sobre a parte superior da porta. A parte
lateral direita inclui o tampão circular do depósito de combustível, outro ícone clássico do TT.
As formas musculadas do veículo alongam-se em direção à parte traseira. Uma filosofia de desenho que está em
consonância com a linha Sportback que a Audi implementou nas gamas A5 e A7. O plano pilar C flui elegantemente
desde o perfil lateral para a parte traseira, transmitindo um visual compacto e elegante. Os contornos arredondados
do óculo traseiro são uma homenagem ao TT original.
A parte traseira do Audi TT Sportback concept também apresenta formas esculturais, com cinco linhas horizontais
que enfatizam a sua largura. Os farolins numa peça única - que também incluem separadores verticais inspirados pelo
R18 - formam estruturas independentes. Estes são ligados um ao outro pelo contorno do compartimento de bagagem,
o que constitui uma poderosa guarnição contínua. A superfície da chapa da matrícula está localizada na parte
sombreada do spoiler. As duas grandes saídas elípticas do sistema de escape estão embutidas no difusor e ligados por
uma lâmina.

O interior
O condutor e os passageiros entram no Audi TT Sportback concept através de portas com vidros das janelas sem
moldura. O interior exibe precisão e um desenho desportivo à semelhança do TT e cumpre com as funcionalidades de
um veículo de 5 portas. Tal é sublinhado pelas inserções Slimline no painel de instrumentos e portas, bem como uma
longa consola central. Costuras feitas à mão destacam-se na consola central e desde a parte dianteira do tejadilho até
à zona do compartimento de bagagem, dando uma elegância desportiva ao interior. O tejadilho também tem um
contorno elegante que acentua o comprimento do interior. Os bancos desportivos com apoios de cabeça integrados
são afilados e reguláveis.
Há espaço para duas pessoas na parte traseira, em bancos individuais com apoios de cabeça integrados. Os bancos
estão separados por compartimentos funcionais e um confortável apoio de braços. Os encostos podem ser rebatidos
para que grandes objetos também possam ser acomodados no compartimento de bagagem.
As linhas musculadas e tensas criadas pelos designers da Audi no interior do show car estão intimamente orientadas
com o TT de produção. Quando visto de cima, o painel de instrumentos lembra a asa de um avião e as cinco saídas de
ar redondas são uma reminiscência de motores a jato. Os controlos para o aquecimento dos bancos, a recirculação do
ar, temperatura, distribuição e intensidade do fluxo de ar estão localizados nos seus eixos. A omissão do clássico
painel de controlo do ar condicionado e do monitor MMI tornou possível desenhar o painel de instrumentos dentro de
uma arquitetura elegante e leve que está totalmente focado no condutor.
O Audi virtual cockpit, o painel de instrumentos digital, substitui a filosofia tradicional da instrumentação e do monitor
central MMI. O condutor pode configurar o ecrã de 12,3 polegadas com várias funcionalidades, a fim de visualizar
gráficos de alta resolução. O sistema é operado através do volante multifunções ou do terminal MMI. O touchpad
localizado no botão rotativo é utilizado para introduzir caracteres e também processa vários gestos com os dedos. O
conduto pode aumentar o zoom no mapa como se estivesse a operar um smartphone.
De acordo com o carácter de elegância desportiva, o interior do Audi TT Sportback concept é definido pela utilização
de materiais de elevada qualidade. O painel de instrumentos e a área superior dos painéis das portas são em cinza
granito de cor escura. Os apoios de braços das portas, consola central e os bancos são revestidos com um novo tipo de
couro macio em tonalidade bege, destacando um aspeto particularmente natural e brilhante. A parte superior das
portas está revestida em Alcantara bege. Os estofos apresentam um padrão de diamante. Os apoios laterais dos
bancos destacam faixas especiais em couro cinza escuro com costuras em vermelho, usando uma técnica especial de
costura.
O painel de instrumentos e os frisos das portas possuem inserções decorativas, com um visual de alumínio escuro.
Outros detalhes neste campo são fornecidos pelas aplicações nas laterais dos bancos e pelos acabamentos dos anéis

nos difusores de ventilação. O conceito de cor e material é completado por tapetes pretos em borracha, que também
é utilizado no piso da bagageira.
Motor e transmissão
O motor 2.0 TFSI do concept-car Audi TT conceito Sportback cativa com suas características de desempenho: debita
uma potência de 400 Cv (294 kW) às 6.400 rpm, com uma potência específica/litro de 200 Cv (147 kW). O motor de
quatro cilindros possui um binário máximo de 450 Nm entre as 2.400 e as 6.000 rpm; mais de 300 Nm já estão
disponíveis a apenas 1.900 rpm. O motor de elevadas prestações limita o consumo de combustível para uma média de
7,0 l/100 km, o que equivale a emissões de CO2 de 162 g/km.
Como membro da família de motores Audi EA 888, existe um pacote abrangente de tecnologia de ponta para esta
unidade turbo de injeção direta. A regulação do veio de excêntricos nos lados da admissão e do escape e o sistema
Audi valvelift, o qual varia o curso das válvulas de escape em duas fases, garantem um enchimento otimizado das
câmaras de combustão. Em carga parcial, a injeção indireta complementa a injeção direta FSI. O coletor de escape
incorporado na cabeça dos cilindros é um componente importante da gestão térmica do motor. O fluxo do líquido
refrigerante é regulado por um módulo poderoso de slides rotativos.
Para gerar esta potência máxima, o motor 2.0 TFSI sofreu profundas modificações, incluindo êmbolos especiais em
alumínio, com um canal de refrigeração integrado e uma cambota fabricado em aço forjado de ultra-elevada
resistência. O cárter é novo e foi fabricado numa liga de fundição de alta resistência, enquanto a cabeça do cilindro foi
concebida para o aumento da taxa de fluxo do combustível. O turbo também foi transformado e possui uma pressão
aumentada até um máximo de 1,8 bar. Possui uma pá de turbina de fluxo misto, que é conhecida pela particularmente
rapidez no arranque.
As capacidades desta unidade de quatro cilindros são de tirar o fôlego. O motor turbo de injeção direta turbo acelera o
concept-car Audi TT Sportback de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos, demonstrando excelentes características de
resposta a 7200 rpm até à velocidade máxima. O som desportivo é ainda mais ressonante com um desempenho em
elevadas rotações do motor.
A potência do motor é transmitida a uma compacta transmissão S tronic de sete velocidades com um layout de três
modos que executa mudanças de relações diretas em alguns centésimos de segundo. O condutor pode utilizar a
transmissão de dupla embraiagem em dois programas automáticos ou assumir o controlo através das pastilhas no
volante multifunções.
A potência é transmitida à estrada através do sistema de tração permanente integral quattro. Para a distribuição ideal
do de peso, a embraiagem multidiscos acionada hidraulicamente e controlada eletronicamente está localizada no eixo

traseiro. A unidade quattro controla ativamente a distribuição do binário entre os eixos em milésimos de segundo,
contribuindo para a dinâmica de exceção do veículo.
Chassis
A suspensão também reflete o conhecimento tecnológico que está por trás do Audi TT Sportback concept. A
suspensão dianteira baseia-se num sistema de McPherson; componentes construídos em alumínio reduzem o peso
das massas não suspensas. A suspensão traseira four-link pode processar as forças longitudinais e transversais
separadamente.
As grandes rodas têm um diâmetro de 21 polegadas e um formato de pneus na dimensão 255/30. Os quatro discos de
travões, wave discs, de 18 polegadas também contribuem para a economia de peso.
O Controlo de Estabilidade Eletrónico (ESC) dá o toque final para a dinâmica.
Uma sub-função do ESC atua apenas no limite. Através da aplicação de uma pressão mínima nos travões das rodas no
interior da curva, com menos tração, o controlo seletivo do binário da roda desvia o binário do motor para as rodas no
exterior da curva. Para o condutor, isso representa um comportamento neutro, com maior estabilidade e tração.
Carroçaria
A carroçaria tem um papel importante no conceito de construção leve do concept-car Audi TT Sportback com base na
plataforma transversal modular (MQB). Toda a parte da frente é fabricada em aço. O piso do habitáculo dispõe de
elementos de elevada resistência, componentes de aço moldados a quente que, devido às suas propriedades de
resistência, apresentam paredes finas e leves. A estrutura do habitáculo, os painéis exteriores, as portas e o tejadilho
são produtos semi-acabados clássicos da Audi fabricados em liga de alumínio, perfis extrudidos e chapas em metal.
Com o conceito em materiais compósitos, a carroçaria representa a última evolução do Audi Space Frame (ASF). A sua
construção híbrida garante que o show-car apresente um baixo centro de gravidade, ideal para uma condução
desportiva.

Os novos Audi A6 e A6 Avant
Tecnologia inovadora e um visual redesenhado
para um vencedor nato
• Dr. Ulrich Hackenberg: "O Audi A6 representa a tecnologia inovadora e, ao mesmo tempo, a
reivindicação premium da Audi"
• Novos motores tornam a gama A6 ainda mais eficiente e poderosa
• Novos sistemas de infotainment e de assistência à condução
definem novos padrões
A Audi reformulou completamente a gama A6. Novos motores, transmissões e faróis, além de um novo sistema
de infotainment, tornam as variantes Limousine e Avant mais eficientes, mais potentes, mais atraentes e mais
sofisticadas do que nunca. O versátil A6 allroad quattro o S6, S6 Avant e o superdesportivo RS 6 Avant também
apresentam novos recursos.
"Com o novo Audi A6, estamos a escrever o próximo capítulo de uma história de sucesso de exceção, porque representa a
tecnologia inovadora e reivindica o estatuto premium da Audi", destaca o professor Dr. Ulrich Hackenberg, Membro do
Conselho de Desenvolvimento Técnico da Audi AG. "O Audi A6 estabelece novos padrões em diversas áreas técnicas:
carroçaria ultra leve com muitos componentes em alumínio, motores potentes e altamente eficientes, chassis desportivo e
avançados sistemas de assistência à condução e multimédia."
Linhas precisas enfatizam as superfícies horizontais atleticamente tensas. Numa frase: o design dos modelos A6
resume precisão e elegância desportiva. Todos os pormenores foram cuidadosamente definidos e desenhados para
esta nova geração, destacando-se as alterações na grelha Singleframe, nos faróis, nas entradas de ar, nos parachoques,
nas embaladeiras, nos farolins e nas saídas de escape. A Audi oferece opcionalmente faróis com tecnologia
LED ou tecnologia Matrix LED, em combinação com intermitentes dinâmicos.
Graças à sua inteligente conceção de construção, a carroçaria é extremamente rígida e segura. Numerosos
componentes de alumínio e de aço moldados a quente (hot-shaped steel form) formam a espinha dorsal de um
conceito de construção sistematicamente leve. O novo A6 1.8 TFSI apresenta um peso em vazio (sem condutor) de
apenas 1.535 kg. O conforto vibracional é excelente, com nível de ruído no habitáculo extremamente baixo.
www.audi-mediaservices.com www.8 audi.pt
O estilo enérgico do exterior é extensível ao espaçoso interior. Cada detalhe documenta o nível intransigente da
qualidade familiar aos condutores da Audi. Cores elegantes e materiais cuidadosamente selecionados enfatizam uma
atmosfera de culto. A nova seleção de cores interiores incluem Cinzento Flint (A6) e Vermelho Salsa (S6), direcionadas
para clientes particularmente exigentes.
Os bancos dianteiros estão disponíveis com funções de ventilação e de massagem opcionais, com controlo simples. O
sistema de rádio MMI rádio e o sistema de ar condicionado automático são oferecidos de série. O porta-bagagens do
Audi A6 Avant oferece uma volumetria entre 565 e 1.680 litros e muitos recursos práticos. Um portão com abertura
automática controlada por sensores de movimento é uma opção, tornando o carregamento ainda mais fácil.
Os novos modelos A6 também estão muito à frente da concorrência no que concerne aos sistemas de infotainment,
com configurações que vão até ao sistema de navegação MMI plus com MMI touch. O sistema de navegação de topo
com um ecrã de oito polegadas retrátil automaticamente é baseado numa nova plataforma tecnológica que utiliza o
rápido chip Tegra 30 concebido pela Nvidia, um parceiro da Audi. O módulo suplementar Audi connect transfere de
forma rápida dados através do sistema LTE fornecendo ainda serviços online ao veículo, incluindo um novo media
streaming app’s.
Bastante completa e muito atraente é também a oferta de sistemas de assistência à condução, caso do adaptive cruise
control com função stop & go. O Audi side assist, que utiliza sensores de radar para verificar o tráfego atrás do veículo
ao mudar de faixa de rodagem, trabalha em conjunto com o Audi active lane assist, o qual impede mudanças
involuntárias da respetiva faixa de rodagem. O assistente de visão noturna (Night vision) inclui agora ainda mais
funções. Importantes Informações adicionais podem ser acedidas através do opcional head up display.
Gama de motores totalmente revista
A gama de motores para os novos A6 e A6 Avant inclui três unidades TFSI com potências entre 190 Cv (140 kW) e 333
Cv (245 kW) e cinco blocos TDI em que as potências estão compreendidas entre 150 Cv (110 kW) e 326 Cv (240 kW).
Todos os motores cumprem a norma de emissões Euro 6 e as emissões de CO2 foram reduzidos até 22 por cento. Na
Audi, os motores a gasolina e diesel mais eficientes ostentam o rótulo "ultra". Em combinação com a nova
transmissão S tronic, a versão 1.8 TFSI ultra consome apenas 5,7 l/100 km, o que corresponde a 133 g/km de CO2. O
modelo 2.0 TDI ultra com 150 Cv atinge um valor de consumo extremamente baixo (sem restrições no que diz respeito
ao equipamento): 4,2 l/100 km, o que corresponde 109 g/km de CO2.
O motor a gasolina no topo da gama é o bloco 3.0 TFSI, que foi amplamente revisto. Os engenheiros da Audi também
redesenharam completamente inúmeros aspetos do motor 3.0 TDI clean diesel que oferece potências de 218 Cv (160
kW) e de 272 Cv (200 kW). O 3.0 TDI biturbo clean diesel debita uma potência de 320 Cv (235 kW). Outra versão comAudi A6_Avant_CopyAudi A6_Limousine_CopyAudi TT_Sportback_Concept_Car_01_CopyAudi TT_Sportback_Concept_Car_02_CopyAudi TT_Sportback_Concept_Car_04_Copy
326 Cv (240 kW) com boost momentâneo de 346 Cv (255 kW) será destinado a equipar séries especiais - A6 3.0 TDI
competition e A6 Avant 3.0 TDI competition - com o qual a Audi comemora os 25 anos de tecnologia TDI.
O diesel de elevadas prestações está acoplado a uma transmissão tiptronic de oito velocidades. Todas as outras
variantes do motor podem ser equipadas com a reformulada caixa manual de 6 velocidades, particularmente leve e de
baixo atrito, ou com uma transmissão S tronic de 7 velocidades. Nas versões com tração dianteira, a caixa de dupla
embraiagem foi totalmente revista e substitui a caixa multitronic. Os motores a partir de 272 Cv (200 kW) com tração
integral permanente quattro o modelo podem ser complementados com o diferencial traseiro desportivo, que
distribui ativamente a potência entre as rodas traseiras.
O chassis com as suas sofisticadas suspensões também combina o conforto supremo com a agilidade desportiva. O
Audi drive select é de série e a Audi oferece a escolha entre três tipos suspensões como opção: desportiva, desportiva
S line e pneumática adaptável. No A6 Avant 2.0 TDI ultra com 190 Cv (140 kW), as molas são concebidas em polímero
reforçado com fibra de vidro (PRFV), uma inovação da Audi que poupa aproximadamente 4,4 kg de peso, reduz o
consumo de combustível e melhora tanto a precisão como o conforto vibracional. As rodas possuem dimensões entre
17 e 20 polegadas.
Pura sofisticação: o novo Audi A6 allroad quattro
O novo Audi A6 allroad quattro, que se baseia no A6 Avant, possui uma carroçaria plena de robustez e com proteções
inferiores em aço inoxidável. O design é robusto e musculado, com faixas verticais na grelha Singleframe. A oferta
inclui quatro quatro motores V6 – o 3.0 TFSI e três versões do bloco 3.0 TDI. A suspensão pneumática adaptável é de
série.
Desportivismo e um terceiro e novo nível de potência: os novo S6, S6 Avant e RS 6 Avant
O novo Audi S6 e S6 Avant são veículos desportivos para uma utilização diária. A versão 4.0 TFSI está equipada com
um motor V8 biturbo que debita uma potência de 450 Cv (331 kW) e acelera a Limousine dos 0-100 km/h em escassos
4,4 segundos (4,6 segundos no S6 Avant). O consumo médio de combustível é de apenas 9,2 l/100 km na Limousine e
de 9,4 l/km no Avant, o equivalente a 214 e 219 g/km de emissões de CO2, respetivamente. Esta eficiência deve-se em
grande parte ao sistema cilindro em sistema cylinder on demand (COD), que só ativa quatro dos oito cilindros sob
carga parcial.
O equipamento de série nos novos Audi S6 e S6 Avant inclui tração integral permanente quattro e a suspensão
pneumática adaptável, que reduz a altura ao solo da carroçaria em 20 mm. As pinças de travões estão pintadas em
preto mate e as jantes de série têm 19 polegadas.
www.audi-mediaservices.com www.10 audi.pt

 

NOVO SKODA FABIA APRESENTADO EM PARIS

 

Prêt-à-porter: novos ŠKODA Fabia
e ŠKODA Fabia Break estreiam em Paris
> Estreia mundial: o novo compacto é a estrela do Mondial de l'Automobile
> Simplesmente mais carro: desenho emocionalmente mais rico e tecnologia
inovadora estão em destaque
> Tecnologia de veículos de categorias superiores: excelente em termos de
segurança, meio ambiente e conforto
> Um típico ŠKODA: o maior porta-bagagens do seu segmento e muita soluções
“Simplesmente Geniais”
> Vendas ŠKODA em grande expansão: crescimento de 13,4 por cento nos
primeiros oito meses; volume de negócios e lucro operacional aumentou
significativamente no primeiro semestre do ano
> Presença da ŠKODA em Paris com um espaço de 1.625 m2 no pavilhão 4
–Levantou-se o pano do novo ŠKODA Fabia:
no Mondial de l'Automobile (2 a 19 outubro de 2014), o novo compacto da
Marca de Mladá Boleslav faz uma dupla estreia mundial através da versão de
cinco portas e da variante Break. Moderno, dinâmico e cheio de emoção, o novo
ŠKODA Fabia desfila na “passerelle” de Paris.
O modelo da terceira geração também oferece sistemas inovadores de segurança, de
conforto e de entretenimento que normalmente são apenas encontrados em veículos de
categorias superiores. Paralelamente, a terceira geração do Fabia é mais ecológica do
que nunca. A bagageira possui uma impressionante capacidade de 330 litros, o maior
valor do seu segmento. O novo ŠKODA Fabia estará disponível na Europa já em
novembro, iniciando a sua comercialização em Portugal no início de 2015. Algum tempo
depois será a vez do lançamento do Fabia Break. Com esta dupla de sucesso, a Marca
Checa continua a sua maior ofensiva de sempre na apresentação de novos modelos.
Depois do ŠKODA Octavia, o ŠKODA Fabia é o modelo mais vendido da Marca, um
verdadeiro best-seller com um total de quase 3,5 milhões de unidades vendidas desde
1999. As suas notáveis qualidades tornam o Fabia num dos veículos mais populares da
sua categoria. Completamente revista, a nova e terceira geração do Fabia estabelece
novos padrões em todos os sentidos. "O novo ŠKODA Fabia é, sob todos os aspetos,
mais carro e oferece tecnologia inovadora e um design pleno de emotividade", destaca o

Dr. hc Winfried Vahland, CEO da ŠKODA. "Um grande carro para o coração e a mente,
ideal para a mobilidade moderna urbana de hoje. Estamos muito confiantes de que o
novo Fabia vai escrever mais um capítulo na história de sucesso do modelo, conquistar
novos grupos de Clientes e, como um pilar importante da nossa estratégia de
crescimento, fortalecer ainda mais o brilho da Marca nos mercados internacionais ",
acrescenta o professor Vahland.
O novo ŠKODA Fabia é o primeiro modelo de grande produção da ŠKODA que destaca a
linguagem de design da Marca com um desenho mais expressivo e emocionalmente mais
rico. Pela primeira vez, os designers ŠKODA utilizaram os elementos de design do
espetacular protótipo “VisionC” para um veículo de produção em série. Ao mesmo tempo,
alguns componentes oriundos da ŠKODA Motorsport podem também ser vistos. A
aparência significativamente afiada deste hatchback e da variante Break enfatizam
formas cristalinas, linhas precisas e um elevado nível de precisão em cada detalhe. O
Fabia e Fabia Break apresentam proporções equilibradas e mais suaves e são 90 mm
mais largos e 31 mm mais baixos do que os seus antecessores. Além disso, destacam
uma vasta gama de elementos funcionais personalizados, tanto para o exterior como
para o interior.
Carro compacto, tecnologia de vanguarda
Pela primeira vez na ŠKODA, o novo Fabia está disponível com a tecnologia MirrorLink™
(para ligar um smartphone ao veículo e com a nova função SmartGate. A ŠKODA
transfere todos os requisitos do smartphone ao veículo, de fácil utilização e por um preço
razoável. Graças a novos motores (quatro blocos a gasolina e três a diesel), uma redução
significativa de peso - até 980 kg na versão com menor peso - e melhorias na
aerodinâmica, consumos e valores de emissões o novo ŠKODA Fabia apresenta
consumos reduzidos até 17 por cento. O mais eficiente ŠKODA Fabia estará disponível
em 2015: a versão 1.4 TDI GreenLine de 75 Cv (55 kW) que apresenta um consumo
médio de apenas 3,1 l/100 km, o que corresponde a emissões de CO2 de 82 g/km.
O novo ŠKODA Fabia oferece também sistemas inovadores de segurança e de conforto
que equipam modelos de segmentos superiores do mercado. Disponível pela primeira vez
num Fabia é o “Front Assistant “ com função de travagem de emergência em cidade (City
Emergency Braking Function) e travões multicolisões. O “Front Assistant” utiliza um
sensor de radar para medir de forma contínua a distância para o veículo que circula à
frente. Sempre que a distância é muito pequena, o assistente intervém com o nível de
intensidade necessário, a fim de evitar uma colisão, a partir de avisos visuais e acústicos
até uma ligeira travagem para uma paragem de emergência automática. Por sua vez, os
travões multicolisão reduzem o risco do veículo se envolver numa colisão frontal na
sequência de um acidente. O sistema ativa automaticamente os travões e deteta uma
primeira colisão.

O novo Fabia também oferece outros sistemas de segurança: Deteção de Fadiga (Driver
Activity Assistant) Speedlimiter, Hill-Hold Control (controlo de arranques em subidas) e
um monitor de pressão dos pneus eletrónico. Para maior conforto, os opcionais incluem o
sistema KESSY (Keyless Entry), sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, a nova
direção assistida electro mecânica e um grande teto panorâmico em vidro. Ao mesmo
tempo, o novo Fabia impressiona pelo muito espaço oferecido e ainda pelas acrescidas
19 características de funcionalidade “Simplesmente Geniais”.
ŠKODA cresceu 13,4 por cento de janeiro a agosto em termos globais
O novo ŠKODA Fabia é um dos pilares da Marca Checa checo para um crescimento
sustentado ainda maior nos próximos anos. O objetivo da estratégia de crescimento da
ŠKODA é aumentar as vendas globais até pelo menos 1,5 milhões de veículos por ano.
Para conseguir este valor, a Marca vai lançar um modelo novo ou revisto, em média, a
cada seis meses. Só este ano e até agora, a ŠKODA apresentou os novos ŠKODA Octavia
G-TEC e ŠKODA Octavia Scout, bem como três novas variantes desportivas Monte Carlo
para os ŠKODA Citigo, ŠKODA Rapid Spaceback e ŠKODA Yeti.
Este ano, a Marca Checa tem assegurada uma excelente performance de vendas. De
janeiro a agosto de 2014, as entregas globais aumentaram 13,4 por cento, para um total
de 678.500 veículos, um novo recorde para este período. As vendas na Europa
aumentaram 16,1 por cento e na China em 10,9 por cento. O novo ŠKODA Octavia está a
ter uma excelente aceitação: na Europa Ocidental, o best-seller alcançou um aumento de
vendas de cerca de 41,4 por cento até ao final de agosto. As vendas dos ŠKODA Rapid e
do ŠKODA Yeti também atingiram um aumento significativo.
O bom desempenho da ŠKODA também se reflete na vertente financeira. O volume de
negócios cresceu para um novo recorde de quase seis mil milhões de euros
(5.974.000.000 €), no primeiro semestre de 2014, um aumento de 20,3 por cento em
comparação com o primeiro semestre de 2013 (4.966.000.000 €). Ao mesmo tempo, o
lucro operacional aumentou 74,9 por cento, para 425 milhões de euros face ao mesmo
período do ano anterior.
A campanha de lançamento dos modelos da ŠKODA é complementada por significativos
investimentos nos mercados internacionais e no mercado doméstico, na República Checa.
Na China, o mais forte mercado individual da ŠKODA, o novo ŠKODA Octavia está a ser
produzido desde há alguns meses. Este ano, a gama de modelos da ŠKODA para a China
irá crescer para seis modelos com fabricação local, sendo produzidos em cooperação com
a Shanghai Volkswagen (SVW) num total de três fábricas chinesas. A produção de
modelos ŠKODA na Rússia acontece em dois locais: Nizhny Novgorod, em colaboração
com o russo Grupo GAZ e na fábrica da Volkswagen sedeada em Kaluga.

Na República Checa, a ŠKODA já está a operar no novo centro de motores em Mladá
Boleslav, no início de setembro. Juntamente com o Grupo Volkswagen, a Marca investiu
mais de 45 milhões de euros na expansão da tecnologia ŠKODA existente e no Centro de
Desenvolvimento perto da sede da ŠKODA em Mladá Boleslav. A construção teve uma
duração de apenas dois anos. Com o novo centro de motores, a ŠKODA está a expandir
ainda mais a sua experiência em desenvolvimento e produção de motores e de outros
sistemas de propulsão.

Novo ŠKODA Fabia: simplesmente mais carro
> Apelativo: design com proporções alegres, cores frescas, variedade de opções
de distintas jantes
> Ligações inteligentes: o primeiro ŠKODA com tecnologia MirrorLink™ e
SmartGate
> Prático: dimensões externas compactas, interior espaçoso para passageiros e
bagagens; bagageira com 330 litros de capacidade, o melhor valor da sua
categoria
> Tecnologia: MQB (Plataforma Modular Transversal Matrix) e sistemas de
assistência para melhorar a segurança e o conforto
> Amigo do ambiente: com um peso de 980 kg e uma nova gama de motores
com redução de consumos até 17 por cento; mais baixas emissões de CO2 até 82
g/km
> Personalização: novas combinações de cores e inovador conceito interior
> Um típico ŠKODA: 19 práticas soluções “Simplesmente Geniais”, sendo 10
novas
> Bestseller: quase 3,5 milhões de ŠKODA Fabia vendidos no mundo desde 1999
> ŠKODA Fabia de 5 portas estreia em novembro de 2014; Skoda Fabia Break
no início de 2015
Amor à primeira vista. Um veículo desenhado para despertar emoções. Tanto o
modelo de 5 portas como o Break desta terceira geração impressiona com
proporções alegres combinadas com uma linguagem de design que é
significativamente mais nítida, mais dinâmica e emocional. A ŠKODA oferece
agora uma segurança inovador, conforto e sistemas de entretenimento até
agora inéditos nesta categoria dos compactos.
Um conjunto de sistemas que anteriormente eram reservados para os segmentos de
carros superiores. Um destaque: agora pode “emparelhar” o Fabia com um smartphone
via MirrorLink ™ e SmartGate. Apesar de mais tecnologia, esta nova versão é até 65 kg
mais leve e até 17 por cento mais eficiente em termos de consumo do que o modelo
anterior. A versão mais leve do Fabia pesa apenas 980 kg. Como já é tradicional na
ŠKODA, o carro oferece muito espaço, uma babageira que passa a ser a referência nesta
categoria e a maior funcionalidade com a introdução de 19 soluções “Simplesmente
Geniais”. O novo ŠKODA Fabia estará disponível na versão de 5 portas a partir de
novembro; o Fabia Break surgirá no mercado no início de 2015.

"O novo ŠKODA Fabia é o carro ideal para a mobilidade moderna e urbana. É compacto e
oferece muito espaço para os passageiros e a respetiva bagagem, um design moderno e
atraente, grande eficiência e segurança, reunindo todos os valores da ŠKODA", salienta o
Dr. hc Winfried Vahland, CEO da ŠKODA. "Ao projetar a terceira geração, o nosso
objetivo era apresentar uma tecnologia inovadora no segmento dos carros compactos. O
nosso objetivo principal focou-se no meio ambiente, poupança de combustível, segurança
e conforto. A terceira geração do novo ŠKODA Fabia terá grande um impacto visual com
a sua linguagem de design mais desportiva e emocionalmente mais rica. O fato de que
somos capazes de oferecer este veículo a um preço acessível comprova a vitalidade da
nossa Marca. Pensamos que este novo carro vai escrever mais um capítulo na história de
sucesso do Fabia e trazer novos grupos de clientes para a Marca", acrescenta Vahland.
O Fabia é o segundo carro mais vendido da Marca, logo após o ŠKODA Octavia. Desde
sua estreia em 1999, a ŠKODA já vendeu quase 3,5 milhões de Fabia em todo o mundo
até à data (31 de agosto de 2014).
Desde o início, o ŠKODA Fabia encarnou todas as excelentes qualidades dos modelos da
ŠKODA: muito espaço interior e dimensões exteriores compactas, uma ampla gama de
soluções de conveniência, poupança de combustível, tecnologia fiável e de vanguarda e
excelente relação preço/qualidade. É esta combinação que fez com que o Fabia sempre
fosse um dos carros mais populares de sua categoria.
Um grande número de prémios de renome mundial confirmou este sucesso. A segunda
geração do Fabia ganhou uma série impressionante de prémios nacionais e internacionais
desde 2007 Entre os mais importantes prémios internacionais está o "Red Dot Design
Award”. Na Alemanha, os galardões incluem o "Golden Steering Wheel”,'”Carro de
Empresa do Ano” e o “Sensible Car” (Fabia Break), sendo ainda nomeado "Most
Affordable Small Car” pelos “AutoTrophy” e o melhor carro importado entre os
compactos. Na Grã-Bretanha, o Fabia ganhou, entre outros, o prémio de o "Melhor
Compacto abaixo de £ 16.000” num concurso do “The Caravan Club” e o “Carro
Compacto do Ano” no concurso promovido pelo grupo escocês de jornalistas do setor
automóvel.
Pura emoção: design tonificante e desportivo
"O desenho do novo ŠKODA Fabia representa a evolução da linguagem de design
ŠKODA," destaca o Dr. Frank Welsch, Membro do Conselho de Desenvolvimento Técnico
da ŠKODA. "Pela primeira vez, um veículo da ŠKODA incorpora elementos de desenho do
estudo de design VisionC. Com suas proporções desportivas, o ŠKODA Fabia é moderno,

jovial e desportivo. Também transferimos alguns dos genes de nossos carros de ralis
para criar os mais ricos e emocionais atributos de sempre ao Fabia", diz o Dr. Welsch.
As proporções ideais, formas cristalinas, uma interação diferente de luz e sombra, linhas
precisas e contornos afilados marcam a nova geração do ŠKODA Fabia, evidenciando um
aumento impressionante no carisma emocional da Marca. O novo ŠKODA Fabia é 8 mm
mais curto, 90 mm mais largo e 31 mm mais baixo do que o seu antecessor (Skoda
Fabia Break: 10 mm mais comprido, 90 mm mais largo e 31 mm mais baixo). A parte
dianteira transmite maior segurança e imponência graças à maior largura de elementos
distintivos, como os faróis, largos e afilados, vidros cristalinos, uma grelha do radiador
com as lâminas características e o logótipo da Marca no "nariz" do capot do motor. Os
designers destacaram o grafismo entre a grelha e as luzes, demarcando todas as linhas e
contornos, como nos dois frisos distintos inseridos a partir do exterior para o interior do
capot.
A nítida linha tornado e a chamada linha “wing” realçam o perfil lateral e sublinham a
aparência dinâmica do Fabia. Pilares com uma pequena espessura, o contraste entre tons
claros e escuros, bem como um conjunto de novas e atraentes gamas de jantes
complementam a sua aparência distinta.
A parte traseira do Fabia e do Fabia Break exalam energia e segurança. Límpidos
contornos com mais uma ênfase nas linhas horizontais. Tal como acontece com todos os
veículos da ŠKODA, os designers deram especial atenção ao formato dos farolins, agora
com um novo e mais escuro contraste. No estilo da tradição do cristal checo, cada
detalhe foi polido para alcançar o maior brilho e luminosidade. Naturalmente, os farolins
do Fabia mantem a forma típica em “C” da ŠKODA.
Uma estreia na ŠKODA é a possibilidade de configuração individual do Fabia, tanto no
exterior como no interior. Por exemplo, os Clientes do modelo hatchback podem escolher
entre quatro cores para o tejadilho, os espelhos retrovisores exteriores e as rodas. Todos
os detalhes de um interior completamente novo impressionam pela sua elevada
qualidade, acabamentos precisos, uma ênfase horizontal e uma grande variedade de
cores e de combinações de tonalidades.
Primeiro modelo da ŠKODA com MirrorLink™ e SmartGate
Os sistemas de informação e entretenimento do novo ŠKODA Fabia possuem um conceito
totalmente novo e são na tecnologia da Volkswagen MIB (modular infotainment matrix).
Permitem uma série de aplicações atraentes anteriormente indisponíveis num carro
compacto, incluindo um ecrã táctil. Os clientes podem escolher entre três sistemas de
rádio.

O novo Fabia é o primeiro ŠKODA a oferecer a opção de fácil ligação com um smartphone
graças à chamada tecnologia MirrorLink ™, que permite a visualização e operação de
aplicativos de smartphones selecionados na tela e visualizados no ecrã do sistema de
entretenimento Bolero. O novo ŠKODA Fabia também está equipado com a função
SmartGate, permitindo a visualização, armazenamento e utilização de determinados
dados do veículo. Um exemplo é o próprio aplicativo da ŠKODA Drive app, que permite
aos condutores visualizarem o quão eficiente é a sua condução em qualquer tipo de
viagem. O MFA Pro app exibe as funções do computador de bordo e conteúdos no display
multifunções (MFA) dos smartphones. Mais aplicativos estarão disponíveis no futuro.

ŠKODA Fabia com novos motores e
consumos reduzidos até 17 por cento
> Novo ŠKODA Fabia apresenta uma nova família de motorizações
> Valores de poupança de consumo e de emissões chegam até 17 por cento
> Quatro blocos a gasolina e três motores diesel compatíveis com a norma EU6
> No topo da eficiência está o novo ŠKODA Fabia GreenLine: 3,1 l/100 km;
CO2 de 82 g/km
O novo ŠKODA Fabia estabelece novos padrões em termos de consumo de
combustível e emissões de CO2. O novo Fabia apresenta uma redução no
consumo de combustível que chega até 17 por cento em relação ao seu
antecessor, tornando-o o mais eficiente de todos os tempos em termos de
consumos combustível e no que concerne ao meio ambiente. O novo lineup de
motorizações (quatro a gasolina e três motores diesel) está em conformidade
com a norma de emissões EU6.
Todas as versões do novo ŠKODA Fabia serão equipadas com motores de baixos
consumos de combustível de última geração. Contabilizando a variante GreenLine, os
clientes em países da UE terão uma escolha de quatro blocos a gasolina e três motores
diesel, todos eles compatíveis com a nova regulamentação de emissões EU6, oferecendo
de série o sistema start-stop e recuperação de energia cinética. A oferta de transmissões
será repartida entre uma caixa manual ou automática DSG de dupla embraiagem.
Os novos motores a gasolina disponíveis são de 3 e 4 cilindros baseados na tecnologia
modular MQB. Os blocos 1.0 MPI de 3 cilindros oferecem injeção indireta, enquanto os
motores de 4 cilindros turbo possuem injeção estratificada (TSI), o mesmo acontecendo
com o motor de 1.2 litros. O leque de potência está compreendido entre os 60 Cv (44
kW) e os 110 Cv (81 kW).
Os motores diesel disponíveis para o novo ŠKODA Fabia são repartidos entre três níveis
de potência do novo bloco de 1.4 litros turbo de 3 cilindros com injeção direta e sistema
common-rail. O bloco do motor foi produzido em liga de alumínio. Os valores de potência
não foram alterados (55 a 77 kW) à semelhança da segunda geração do Fabia, embora o
motor seja agora de 1.4 litros (e não de 1.6 litros como anteriormente).

Posteriormente, em 2015, será a vez do lançamento do motor mais eficiente em termos
de consumo de combustível: a versão GreenLine do ŠKODA Fabia 1.4 TDI de 75 Cv (55
kW). Um sistema start-stop, recuperação de energia cinética e pneus otimizados de baixa
resistência ao rolamento em combinação com melhorias ao nível da aerodinâmica do
veículo permitem assegurar um consumo de combustível de apenas 3,1 l/100 km, o
equivalente a emissões de CO2 de escassos 82 g/km.
A partir de 2015, o ŠKODA Fabia GreenLine será o modelo mais amigo do ambiente da
Marca, superado apenas pelo sistema CNG que equipa o ŠKODA Citigo G-TEC.
O peso do novo ŠKODA Fabia é inferior até 65 kg em relação à atual geração, consoante
o nível de equipamento: por exemplo a versão base equipada com o motor 1.0MPI de 3
cilindros apresenta um peso em vazio (sem condutor) de apenas 980 kg.
A terceira geração do Fabia destaca a correta estratégia delineada pela ŠKODA na
produção de veículos amigos do ambiente, dando clarividência ao compromisso da Marca
de que a mobilidade ambiental deve ser cada vez mais acessível rumo a um futuro mais
limpo, em benefício dos Clientes e do planeta. Os modelos ŠKODA GreenLine, Green tec
e G-TEC, já disponíveis na gama de modelos da ŠKODA, são casos concretos desta
diretriz da Marca.
Chassis eficiente e com um máximo conforto
O novo chassis do ŠKODA Fabia foi desenhado para proporcionar o máximo conforto e
sempre a melhor estabilidade. As ligações perfeitamente reguladas na interação entre a
nova direção electro mecânica, os novos motores e a redesenhada montagem destes
últimos permitiram melhorar significativamente a configuração do chassis. Outros
benefícios não menos importantes no modelo estão nas vias dianteira e traseira mais
largas (30 mm) e numa distância entre eixos acrescida em 5 mm. O desenho do novo
Fabia é baseado num conceito modular, com base na sua maior parte na tecnologia MQB
da Volkswagen; por exemplo, motores, direção eletro-mecânica e uma grande parte dos
componentes elétricos (arquitetura elétrica, tais como ECU’s, painel de instrumentos,
entretenimento e sistemas de assistência).
Apesar desta elevada tecnologia e conforto, os designers conseguiram reduzir
significativamente o peso do veículo. Em comparação com a segunda geração, o no

Segurança ao nível de veículos de categorias superiores
O novo Fabia vem equipado com sistemas de segurança de última geração que foram
previamente utilizados para as classes de veículos de segmentos superiores. O opcional
“Front Assistant” com função de travagem de emergência em cidade integrada (City
Emergency Braking Function),trava automaticamente o veículo até uma imobilização
total, reduzindo o risco de colisões traseiras. O sistema de travões multi-colisões irá
diminuir automaticamente a velocidade do veículo após um acidente para evitar uma
outra colisão. O Assistente de Fadiga do Condutor ( Driver Activity Assistant) deteta
fadiga do condutor, enquanto o novo Speedlimiter pode impedir que o carro exceda uma
velocidade pré-estabelecida. Por sua vez o “Hill Hold Control” ajuda os condutores a
arrancar em subidas sem o veículo recuar. Além disso, o novo Fabia está equipado de
série com um monitor eletrónico da pressão dos pneus.
O novo ŠKODA Fabia também apresenta melhorada a função do bloqueio eletrónico do
diferencial XDS+ (de série), o que maximiza a tração nas curvas.
Elementos de segurança passiva incluem até seis airbags perfeitamente regulados para a
interação com os cintos de segurança de três pontos.
O conforto é uma prioridade
Novidade no ŠKODA Fabia é também o KESSY (Keyless Entry Start and Exit System),
sistema de entrada e saída do veículo com bloqueio automático. Sensores de
estacionamento à frente e na parte traseira também fazem a sua estreia nesta geração
do Fabia. Anteriormente, esta tecnologia estava disponível apenas para a parte traseira
do Fabia.
O Assistente de Chuva-Luz (Rain-Light Assistant) garante uma visibilidade otimizada com
sensores integrados de luz e chuva. O sensor de chuva controla automaticamente a
frequência limpa para-brisas, enquanto o sensor de luz desliga o interruptor dos
“mínimos”, dependendo das condições de luz.
Outra estreia no ŠKODA Fabia é o novo C-EPS (coluna elétrica de direção assistida), o
que economiza peso e combustível e substitui a direção assistida electro-hidráulica
utilizada anteriormente.
Pela primeira vez, os Clientes podem encomendar o Fabia com um grande teto
panorâmico de vidro que aumenta o fator de bem-estar a bordo.

Muito espaço e 19 soluções “Simplesmente Geniais”
Tanto o modelo de 5 portas com o Break do novo ŠKODA Fabia impressionam por
oferecer muito espaço e ainda maior funcionalidade. A gama Fabia passa a oferecer 19
soluções “Simplesmente Geniais”.
Nenhum outro carro compacto oferece tanto espaço no porta-bagagens como o novo
ŠKODA Fabia. O modelo de 5 portas possui uma volumetria base de 330 litros (1.150
litros com os bancos traseiros rebatidos), enquanto o compartimento de bagagens do
novo ŠKODA Fabia Break tem uma capacidade entre 530 e 1.395 litros,
O habitáculo é 21 mm mais largo (na frente) e 8 mm mais comprido. Os ocupantes dos
bancos dianteiros podem desfrutar de mais espaço, pese embora as dimensões globais
do Fabia sejam menores.
Um máximo de 19 soluções “Simplesmente Geniais” faz do novo ŠKODA Fabia um dos
veículos mais práticos no seu segmento. Novas funcionalidades no Fabia incluem: um
raspador de gelo na tampa do depósito de combustível; uma armação multimedia
localizada no porta-copos à frente; um compartimento de armazenamento extra para o
colete refletor; um espaço próprio para lixo localizado na porta; redes de
armazenamento nos contornos interiores dos bancos dianteiros; porta-garrafa nas portas
traseiras para garrafas de 0,5 litro; sistemas MirrorLink ™ e Smartgate, bem como um
piso de bagageira falso ajustável no ŠKODA Fabia Break. Além disso, um espaço
destinado para uma garrafa de 1,0 litros já está disponível no porta-luvas.
O carro também apresenta uma série de outros grandes detalhes como vários suportes,
ganchos e redes no porta-bagagens.

Novo ŠKODA Fabia Break: prático e funcional
em todos os sentidos
› Estreia mundial do novo ŠKODA Fabia Break no Mondial de l’Automobile
em Paris
O melhor na categoria: bagageira agora com uma capacidade de 530 litros;
interior é mais longo e mais largo
› ‘Simplesmente Geniais’: até um total de 17 soluções, das quais 10 são novas
› Emocional e abundante: desenho moderno, interior personalizado
› Ligação: o novo ŠKODA Fabia Break com as tecnologias MirrorLink™ e
SmartGate
Segurança de nível superior e conforto com base nos modernos sistemas de
assistência MQB
› Amigo do ambiente: até 17% mais eficiente na poupança de combustível;
emissões de CO2 reduzidas até 82 g/km
Personalizado: inovador conceito interior
› Bestseller: líder no Mercado no seu segmento: mais de 1,1 milhões de
unidades vendidas do ŠKODA Fabia Break em todo o mundo desde 2000
› Lançamento no Mercado no início de 2015
Levantou-se o pano para o novo ŠKODA Fabia Break: estreia mundial no Salão
de Paris. O novo Fabia Break é o modelo mais popular no segmento de carros
compactos e a terceira geração do Fabia Break estabelece mais uma vez
padrões com o seu espaço, funcionalidade e utilização ecológica. O novo
desenho é baseado na expressiva e emocional linguagem de design. Está
equipado com sistemas de segurança de topo, de conforto e de entretenimento,
antes só disponíveis em veículos de segmentos superiores, entre eles a nova
tecnologia MirrorLink ™ e SmartGate para ligação com o carro de um
smartphone. O novo Škoda Fabia Break estará disponível na Europa a partir de
Janeiro de 2015.
"O novo ŠKODA Fabia Break é a combinação perfeita de espaço, funcionalidade e design
emocionalmente rico. Além disso, oferece a mais moderna e avançada tecnologia",
destaca o Prof. Dr. hc Winfried Vahland , CEO da ŠKODA. "Um carro moderno e jovial
que representa os melhores valores da ŠKODA com o maior espaço interior no segmento

dos compactos. Ao mesmo tempo corresponde amplamente às maiores exigências nos
domínios das ligações móveis e de personalização", acrescenta o professor Dr. Vahland.
Apenas algumas semanas após o lançamento do novo modelo ŠKODA Fabia de 5 portas,
o novo ŠKODA Fabia Break vai surgir nos primeiros mercados europeus no início de 2015
com esta nova geração, pretendendo a Marca continuar a senda de sucesso desta
popular carrinha. Desde 2000, o ŠKODA Fabia Break tem pertencido ao portfólio da gama
de modelos da ŠKODA. Até o momento (até de 31 de agosto de 2014) a ŠKODA já
entregou mais de 1,1 milhões de Skoda Fabia Break aos seus Clientes.
Desde o seu lançamento, o ŠKODA Fabia Break encarnou todas as elevadas qualidades
exibidas pelos modelos da ŠKODA: muito espaço interior no seio das dimensões
exteriores compactas, muitas soluções práticas, baixo consumo de combustível,
tecnologia fiável e excelente relação preço/equipamento. Essa combinação tornou o
ŠKODA Fabia Break um best-seller no segmento dos carros compactos.
Excelente espaço: a maior capacidade da bagageira no seu segmento
Compacto no exterior, o novo ŠKODA Fabia Break oferece muito espaço para os seus
cinco ocupantes e respetivas bagagens. A capacidade da mala é de 530 litros (1.395
litros com o banco traseiro rebatido) valor que é o maior no seu segmento. A volumetria
base aumentou em 25 litros em relação ao seu antecessor.
Os bancos traseiros podem ser dobrados para baixo em duas posições o que aumenta a
flexibilidade do interior. Volumes até 1,55 metros de comprimento podem ser
acomodados dentro do carro. O piso de carga possui 960 mm de largura, 2 mm maior do
que no modelo anterior. A grande porta traseira abre até uma altura de 1,9 metros e
possui uma largura de 1,028 metros. O acesso ao piso de carga é de apenas 611 mm, o
que facilita sobremaneira as operações de carga e descarga das bagagens.
Ao mesmo tempo, o interior do carro está maior (até 21 mm) e mais longo (em 8 mm),
embora a cota exterior seja agora ligeiramente inferior. Também existe mais espaço para
o condutor e passageiro da frente.
Até um total de 17 soluções “Simplesmente Geniais”
O novo ŠKODA Fabia Break não só têm muito espaço, mas também é mais prático e mais
inteligente do que nunca. Até um total de 17 soluções “Simplesmente Geniais” tornam a
vida mais fácil no Fabia Break, dez delas totalmente novas para este modelo.
O novo ŠKODA Fabia Break está disponível com um piso da bagageira falso regulável
(como um extra opcional). Esta é uma prateleira amovível que divide a bagageira em

dois compartimentos horizontais, que permite o armazenamento em dois níveis. Basta
deslizar a prateleira em duas ranhuras para prende-lo na sua posição superior. Para
facilitar a carga e descarga, a plataforma também pode ser bloqueada num ângulo. Para
utilizar o porta-bagagens sem divisão, basta deslizar a prateleira na sua posição mais
baixa.
A nova tecnologia MirrorLink ™ traz aplicações para smartphones (apps), incluindo a
navegação para o display do sistema de entretenimento. Com a função SmartGate,
alguns dados do veículo podem ser visualizados, salvos e acedidos em aplicativos no
smartphone do utilizador.
Pura emoção: desenho desportivo e máxima versatilidade e funcionalidade
Como o modelo de 5 portas, o novo Fabia Break impressiona com elementos de design
oriundos do protótipo VisionC, proporções dinâmicas e uma moderna linguagem de
design.
As novas e equilibradas proporções transmitem ao novo ŠKODA Fabia Break linhas
precisas e contornos afilados, sendo uma prova da produção de alta qualidade e de
acabamentos precisos.
O novo ŠKODA Fabia Break é 10 mm mais comprido, 90 mm mais larga e 31 mm mais
baixo do que seu antecessor. A frente é idêntica ao modelo de 5 portas, transmitindo de
ar confiante, graças à maior largura e forte ênfase das linhas horizontais. Elementos
distintos são, como no hatchback, os faróis largos, afiladas, o corte de vidro cristalino, a
grelha do radiador com lâminas características e o logótipo da marca no "nariz" do capot
do motor.
O perfil lateral transmite dinamismo e emoção. A silhueta do carro parece como se fosse
feito numa única peça. Um efeito criado por uma linha tornado, bem como os pilares
finos, o jogo de luz e sombra, a linha do tejadilho levemente inclinada para trás e a gama
completamente nova e atraente de rodas.
A parte traseira do Skoda Fabia Break exala dinamismo e segurança. Os farolins luzes
traseiras na típica forma em “C” da ŠKODA têm um contraste com contorno escurecido.

Jozef Kabaň, Diretor de Design da ŠKODA
fala sobre o novo ŠKODA Fabia: prático e
cheio de emoção
Jozef Kabaň, Diretor de Design da ŠKODA, fala sobre as exigências, a forma e a
função do novo ŠKODA Fabia, numa altura em que a Marca divulga as primeiras
fotos da terceira geração deste novo modelo.
Pergunta: Há alguns meses atrás, o estudo de design '”ŠKODA VisionC” deu-nos um
primeiro olhar da futura linguagem de design da ŠKODA. De que maneira o novo ŠKODA
Fabia reflete esta evolução?
Jozef Kabaň: Demonstrámos com esse estudo que a ŠKODA é capaz de combinar
funcionalidade com design expressivo, emocional e de formas bem definidas. Esta nova
orientação de design é o próximo passo no desenvolvimento da nossa Marca e o novo
ŠKODA Fabia é o primeiro modelo a comunicar esta linguagem de design. Baseando-se
em elementos do estudo de design do “ŠKODA VisionC”, o Fabia é mais expressivo, mais
dinâmico e desportivo.
Pergunta: Porquê mais emocional?
Jozef Kabaň: Como em qualquer novo carro de uma marca o desenvolvimento do
design acontece ao longo do tempo. Nos últimos anos, a ŠKODA consolidou o seu nome,
de forma sistemática através da produção de carros com grande funcionalidade e espaço
interior acima da média. Sentimos que agora é o momento certo para criar uma ligação
mais forte entre a funcionalidade dos nossos carros e um design expressivo e emocional.
Pode dizer-se que estamos a regressar às nossas origens. A ŠKODA tem uma tradição de
produzir veículos orientados para o design, plenos de emoção, como o lendário ŠKODA
Popular Monte Carlo dos anos 30 do século passado. Queremos viver hoje estes padrões
de outrora.
Pergunta: O facto de o carro ter um design mais emocional significa que perde algumas
funcionalidades?
Jozef Kabaň: Não, muito pelo contrário. Apesar de toda a sua emotividade, o novo
ŠKODA Fabia continua a ser fiel às suas virtudes fundamentais e é mais espaçoso,
prático, económico e dotado de soluções “Simply Clever” do que nunca. Apesar do seu
design mais dinâmico, aumentámos o espaço em diversas áreas importantes. A
bagageira é maior, apresentando-se como uma das maiores do seu segmento, o interior
também possui cotas maiores e é mais amplo. Além disso, oferecemos até um total de

dez novas soluções "Simply Clever", incluindo a tecnologia MirrorLink, disponível num
veículo ŠKODA pela primeira vez (para ligar um smartphone ao veículo). Este carro
compacto é até 17% mais económico, e está equipado com sistemas de assistência
inovadores provenientes de veículos de uma categoria superior.
O nosso novo Fabia prova que a emotividade e a funcionalidade se complementam
perfeitamente.
Pergunta: De uma perspetiva de design, o que é de destacar no novo ŠKODA Fabia?
Jozef Kabaň: Durante o desenvolvimento da terceira geração do Fabia, concentrámonos
na criação de um veículo desportivo, com um design de formas claras e precisas. O
resultado é um carro compacto, jovem e moderno que estabelece novos padrões no seu
segmento.
Pergunta: Quais os elementos de design utilizados para ser alcançando tal objetivo?
Jozef Kabaň: Em primeiro lugar, as proporções do carro são mais compactas. O novo
ŠKODA Fabia é mais plano e mais amplo do que anteriormente, transmitindo-lhe uma
postura mais robusta na estrada. Também trabalhamos ao nível das arestas e de linhas
claras, apresentando elementos de design cristalinos. Isto permitiu-nos atingir um maior
contraste e uma interação muito distinta entre luzes e sombras. Um conjunto de
elementos que dão ao veículo um caráter único e auto confiante.
Pergunta: O carro parece muito mais consistente do que anteriormente. É apenas
devido às suas novas proporções?
Jozef Kabaň: Não apenas por causa disso. A frente do carro é um exemplo: projetamos
a grelha dianteira e os faróis para que se apresentem, como um todo, opticamente mais
possantes. Isso faz o carro parecer mais largo, assim como o capot, poderosamente
contornado pelos dois frisos laterais bem demarcados. Os faróis largos e de corte preciso,
juntamente com os faróis de nevoeiro, permitem dar ênfase a esse efeito de largura. A
clara estrutura horizontal da parte traseira do carro também demonstra uma linha
possante. A poderosa silhueta, juntamente com a linha tornado criam mais dinâmica.
Pergunta: Cada vez mais os Clientes querem adicionar um toque pessoal ao seu carro.
O que pode o novo Fabia oferecer-lhes?
Jozef Kabaň: Há mais oportunidades de personalizar o Fabia do que nunca: estão
disponíveis 15 cores diferentes de carroçaria, bem como um novo conceito de cor
especial, permitindo ao Cliente selecionar individualmente a cor do tejadilho, jantes e dos
espelhos retrovisores exteriores. Oferecemos três níveis de equipamento e inúmeras
opções para o interior do veículo.
Pergunta: Qual é o significado dos elementos cristalinos?

Jozef Kabaň: A ŠKODA orgulha-se da sua herança originária da Boémia. As linhas
precisas, o contorno claro e o traço dos faróis do novo Fabia homenageiam a tradição
Checa na arte vidreira e em cristais com um elevado grau de precisão, destacando assim
acabamentos de alta qualidade. As formas dos faróis são particularmente
impressionantes.

Novo ŠKODA Fabia
O novo ŠKODA Fabia com linhas mais bem
delineadas torna-se mais amplo do que a
geração anterior conferindo-lhe uma postura
mais robusta. Para além disso tem linhas
precisas e contornos claros, tornando o design
mais cristalino.
Novo ŠKODA Fabia
Durante o desenvolvimento da terceira geração
do Fabia, a Marca concentrou-se na criação de
um veículo desportivo com um o design de
formas nítidas e precisas. O resultado é um
carro compacto jovem e moderno, que
estabelece novos padrões no seu segmento.
KODA Fabia_01_CopyKODA Fabia_02_cpia_CopyKODA Fabia_Break_01_CopyKODA Fabia_Break_02_Copy

 

JOÃO SOUSA NO MOTORSHOW

 

João Sousa no Motorshow Porto
Depois da boa exibição no Ralicross Montalegre II onde dominou por completo a Divisão Super 2000, João Sousa está já pronto para o seu próximo desafio, a XII Edição do Motorshow Porto.
Para o piloto de Vila Real “ é bastante importante marcar presença em eventos desportivos com o impacto e retorno como tem o Motorshow Porto.
É um evento recheado de grandes nomes do automobilismo nacional e internacional, situado num grande centro urbano onde milhares de pessoas se deslocam para assistir a este grande espectáculo proporcionado por todos os pilotos, assim como visitar toda a parte de expositores que acompanha o evento”, adiantou João Sousa.
Para o piloto do Peugeot 306 Maxi em termos de resultados desportivos, o mais importante é mesmo dar espectáculo e depois sessão a sessão ver até onde é possível chegar.
“Em relação aos tempos vamos ver sessão a sessão como corre sem qualquer pressão já que o mais importante vai ser mesmo animar o público tentando dar o melhor show possível”, concluiu o piloto de Vila Real.
O Motorshow Porto, que este ano conta com um traçado renovado, abrirá as portas ao público esta sexta feira a partir das 15h00 no Pavilhão 5 da Exponor. O evento prolonga-se pela fim de semana com as várias sessões de qualificação e ficando para domingo à tarde as duas corridas finais.joo sousa_Copy

 

ALBUQUERQUE EM MONZA

 

Filipe Albuquerque preparou em Monza ataque ao título no Estoril

Filipe Albuquerque esteve nos últimos dois dias em Monza a preparar a última corrida da temporada do European Le Mans Series no Autódromo do Estoril a 18 e 19 de Outubro onde se pode sagrar Campeão. Ao volante do Zytek da Jota, o piloto português juntou-se aos seus companheiros de equipa Simon Dolan e Harry Tincknell e preparou afincadamente todos os detalhes.

"Rodámos bastante com o Zytek nestes dois dias. Esse era, assim como os testes aos pneus, o programa para estes dois dias. Estamos a duas semanas da última corrida. Será um tudo ou nada para nós e é importante chegarmos ao Estoril com o ritmo certo. Penso que estamos no bom caminho e muito cientes dos passos que temos de seguir para chegar à vitória. Só o lugar mais alto do pódio nos interessa", disse Filipe Albuquerque.

Até ao dia da prova, estão programadas uma série de iniciativas promocionais em torno do evento conforme informações no site da prova: 4hestoril.acdme.pt Imola albuquerque7_Copy

 

AUTOCLÁSSICO PORTO

 

Tudo pronto para o AutoClássico Porto  

     

A partir de amanhã e até domingo, o Porto volta a converte-se na capital do veículo clássico e de época com a realização da 12ª edição do AutoClássico Porto, a maior feira do género em toda a Península Ibérica.

 

Com a presença de cerca de 300 expositores e ocupando mais de 30.000 metros quadrados do recinto da Exponor, o AutoClássico Porto é já um evento obrigatório na agenda de todos os aficionados de carros e motos de época, tendo recebido mais de 30 mil visitantes em 2013.

 

Na sua edição de 2014, o AutoClássico vai prestar, como vem sendo habitual, uma série de homenagens a diferentes modelos ou marcas, como serão os casos do 50º aniversário do Ford Mustang e do Fiat 850, os 90 anos da MG ou os 110 anos de história da Rolls Royce.

 

De resto, e também como é tradição neste certame, será disputado mais um Motorshow Porto, num renovado traçado que este ano ocupará os pavilhões 4 e 5 da Exponor e que se prolongará para o exterior.

 

Tal como sucedeu em 2007, o consagrado piloto finlandês Markku Allen será o cabeça-de-cartaz desta edição.

 

O AutoClássico Porto é um evento que tem o apoio da Câmara Municipal do Porto, através da PortoLazer.

 

 

Horários:

•        Sexta-feira, 3 de outubro: das 15h00 às 21h00

•        Sábado, 4 de outubro: das 10h00 às 21h00

•        Domingo, 5 de outubro: das 10h00 às 20h00

 

SOUSA QUER VENCER EM FRANÇA

 

BERNARDO SOUSA QUER VITÓRIA EM FRANÇA

 

20140261997 Copy20140262310 Copy A dupla portuguesa Bernardo Sousa/ Hugo Magalhães inicia amanhã a sua participação no Rali de França, prova integrada no Mundial de Ralis vertente WRC2.

 

O piloto português, ao volante de um Ford Fiesta RRC, afirmou que quer lutar pela vitória e tem capacidades e carro para isso. “Como se provou no 1º dia do Rali da Alemanha em que terminamos na frente ao fim do 1º dia”, justificou.

 

Para ainda atingir o topo da classificação do Mundial, a dupla nacional tem ainda três ralis para o alcançar, mas terá que os ganhar, facto que Bernardo de Sousa considera “difícil, mas não impossível”.

 

O rali francês inclui 18 classificativas em três dias (3 a 5 de Outubro) num total de cerca de 300 kms.

 

No 1º dia, sete classificativas para 114,75 kms; No 2º, sete classificativas para 125, 5 kms; e, no Domingo, quatro classificativas que perfazem 63,38 kms.

Recorde-se que o piloto português é 11º da geral do Mundial WRC2, com apenas 4 provas disputadas. Cada piloto, das 13 provas do Mundial, pontua apenas sete, das quais contam as seis melhores.

 

IMPORTANTE

 

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Graças ao esforço conjunto entre Full Eventos e Pro Motorsport, e após proposta feita pelo
Tiago Raposo Magalhães, a prova do Estoril já não irá contar com a grelha conjunta entre o
Legends Cup Circuitos (LCC) e o Classic Super Stock (CSS).
Ambos os promotores chegaram à conclusão que, neste caso excecional, por não estarem
inscritos pilotos que costumam participar tanto em provas dos LCC como do CNCC e CNCC
1300, seria um forte incentivo ao espetáculo, criar duas boas grelhas para este fim-desemana.
Deste modo, e como resultado das excelentes relações entre Full Eventos e Pro
Motorsport, a grelha conjunta será entre o CNCC e o LCC, permitindo assim que o Classic
Super Stock tenha uma grelha isolada.
Estoril, 2 de Outubro de 2014

 

IMPORTANTE

 

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Graças ao esforço conjunto entre Full Eventos e Pro Motorsport, e após proposta feita pelo
Tiago Raposo Magalhães, a prova do Estoril já não irá contar com a grelha conjunta entre o
Legends Cup Circuitos (LCC) e o Classic Super Stock (CSS).
Ambos os promotores chegaram à conclusão que, neste caso excecional, por não estarem
inscritos pilotos que costumam participar tanto em provas dos LCC como do CNCC e CNCC
1300, seria um forte incentivo ao espetáculo, criar duas boas grelhas para este fim-desemana.
Deste modo, e como resultado das excelentes relações entre Full Eventos e Pro
Motorsport, a grelha conjunta será entre o CNCC e o LCC, permitindo assim que o Classic
Super Stock tenha uma grelha isolada.

 

ATLANTIC CAR WASH

 

Europa e África na mira da expansão

Atlantic Car Wash abre novoS centroS

em Braga E LISBOA

 

*Conceito inovador de lavagem automóvel, sem recurso a água, com produtos 100% biodegradáveis

 

 

*Franchising disponível para todo o país

 

A Atlantic Car Wash, uma rede inovadora de centros de lavagem automóvel portuguesa, sem utilização de água, continua o seu processo de expansão, com a abertura de uma nova unidade no Hospital de Braga, que se junta às quatro móveis recentemente abertas na cidade de Lisboa.

 

Para o final deste mês, está prevista a abertura de mais uma unidade no Centro Comercial Allegro, em Setúbal, sendo o objectivo da empresa abrir dez novos centros em Lisboa e um por capital de distrito, nos próximos dois anos. Pedro Novo, responsável da Atlantic Car Wash adianta que “a extensão deste novo conceito de lavagem automóvel ao resto do país, quer em centros fixos, quer móveis, passa pela aposta no franchising, captando novos parceiros para o negócio”. A internacionalização está também na mira da Atlantic Car Wash. “Estamos já em avançadas negociações para parcerias, nomeadamente junto de alguns países europeus e africanos”, acrescenta. No Porto, cidade onde nasceu a marca, a Atlantic Car Wash conta com oito centros fixos e duas unidades móveis.

 

Sem utilizar água, o conceito da Atlantic Car Wash possibilita uma limpeza de qualidade ao automóvel, com uma poupança média efectiva de 250 litros por carro. Desde o início da sua actividade, a Atlantic Car Wash já conseguiu uma poupança de água superior a dois milhões de litros, pormenor da maior importância numa altura em que a água se torna um bem cada vez mais escasso, exigindo-se a sua utilização responsável.

 

Este processo assume, assim, uma vertente ecológica e de responsabilidade social, utilizando apenas produtos 100% biodegradáveis, de que a empresa é representante exclusiva em Portugal. Inicialmente localizados em hospitais, os centros Atlantic Car Wash estenderam a sua presença em Portugal a diversos parques empresariais, através de unidades móveis que se deslocam até ao local (empresas ou domicílios), onde se encontram as viaturas para lavar.

 

Os serviços podem ser prestados também em hotéis, health clubs, clubes de golfe, aeroportos, parques empresariais e centros comerciais, entre outros, desde que exista um elevado fluxo de visitantes.Para alguns casos, pode inclusivamente ser apresentado como um serviço de valor acrescentado disponibilizado aos clientes.

 

Limpeza segura sem riscos

Este sistema de lavagem sem água da Atlantic Car Wash assenta na utilização de uma cera especial. Após a aplicação, a sujidade fica suspensa, permitindo limpar o carro sem o riscar, um processo efectuado de forma rápida e segura, com a simples passagem de um pano de microfibras de elevada qualidade. Desta forma, o veículo fica limpo, encerado e protegido por mais tempo, juntando-se ainda o facto de tal procedimento ser aconselhável para a pintura do automóvel e para o meio ambiente.

 ACW1 CopyACW2 Copy

 

JAGUAR E LAND ROVER APRESENTAM NOVIDADES EM PARIS

 

JAGUAR XE E LAND ROVER DISCOVERY SPORT DESLUMBRAM EM PARIS

NO DIA DA SUA APRESENTAÇÃO MUNDIAL

 

JaguarLandRover Paris_Motorshow_CopyJaguarLandRover Paris_Motorshow_Land_Rover_Discovery_Sport_CopyJaguarLandRover Paris_Motorshow__Jaguar_XE_Copy 

 

  • A Jaguar Land Rover apresenta os seus novos modelos, XE e Discovery Sport, no Salão Automóvel de Paris.
  • A sede histórica da companhia em Wolverhampton, West Midlands, volta a ser o centro de atividade graças aos novos motores Ingenium.
  • A criação de mais de 2.300 postos de trabalho e o investimento de 2.000 milhões de libras reforça o compromisso da Jaguar Land Rover para com o Reino Unido.
  • A Jaguar Land Rover duplicou a sua gama de modelos e investiu mais de 10,000 milhões de libras nos últimos cinco anos.
  • A Land Rover lança a linha Barbour e Jaguar revela a coleção `Heritage '57 Collection´ integrada nas novas coleções de produtos e acessórios das  marcas.

 

A Jaguar Land Rover, o fabricante líder de veículos Premium do Reino Unido, apresentou hoje os seus modelos revolucionários Jaguar XE e Land Rover Discovery Sport no Salão Automóvel de Paris, reforçando o seu compromisso para com o desenvolvimento contínuo da sua gama e a expansão internacional dos seus produtos.

Dr. Ralf Speth, Chief Executive Officer da Jaguar Land Rover, declarou: “O Jaguar XE e o Land Rover Discovery Sport representam um renascer para a indústria automóvel britânica. A Jaguar Land Rover está a conseguir resultados sólidos e as suas vendas a nível mundial encontram-se num excelente período. Os nossos programas de lançamento de produtos e os nossos planos de produção estão no bom caminho, dado que a nossa gama de veículos atrai uma quantidade cada vez maior de clientes”.

O novo Jaguar XE representa uma parte integral da expansão da Jaguar Land Rover e é o primeiro modelo a utilizar a família de motores Ingenium, uma gama de motores de alta tecnologia que inclui mecânicas a gasolina e diesel de quatro cilindros e emissões ultra reduzidas que é produzida no novo Engine Manufacturing Centre, localizado na região das West Midlands.

Graças à nova família de motores Ingenium que será incorporada no XE e nos futuros produtos Jaguar e Land Rover, o Engine Manufacturing Centre representou um investimento de 500 milhões de libras, permitindo a criação de 1.400 postos de trabalho. O núcleo histórico de produção da companhia em Wolverhampton retoma a produção de motores graças a este centro novo e avançado.

A apresentação do Land Rover Discovery Sport representa a chegada do primeiro membro da nova família Discovery e integra a estratégia da Jaguar Land Rover, que prevê a introdução de 50 novos produtos ou atualizações nos próximos cinco anos.

O novo Discovery Sport será produzido na galardoada fábrica de Halewood, em Merseyside, após um investimento de vários milhões de libras destinado a suportar o desenvolvimento da nova família Discovery. Este faz parte dos 3.500 - 3.700 milhões de libras que a Jaguar Land Rover irá investir este ano nos seus projetos internacionais e de desenvolvimento de novos produtos.

O SUV compacto Premium foi apresentado em Paris com a carroçaria metalizada Phoenix Orange e foi exposto junto ao simulador fora de estrada da Land Rover que se assemelha a uma impressionante queda de água.

Nas palavras de Phil Popham, Group Marketing Director: “Tanto o Discovery Sport como o XE representam evoluções impressionantes para a Jaguar Land Rover, demonstrando o nosso compromisso em continuar ia investir em novos modelos e inovação”.

“Com preços partir de 37.000 e 36.350 euros, respetivamente, o XE e o Discovery Sport são os veículos mais vanguardistas da Jaguar Land Rover, com os quais exploramos novos segmentos do mercado, em complemento a representarem uma alteração radical na carteira de clientes de ambas marcas”.

A Jaguar Land Rover, além de apresentar os seus dois novos modelos, revelou as suas novas coleções de produtos em Paris, como a `Barbour for Land Rover´, uma linha exclusiva de vestuário que representa a parceria de duas marca britânicas icónicas por excelência, que será estreada na temporad         a outono-inverno 2014.

A `Heritage '57 Collection´ da Jaguar, inspirada no 60º aniversário do Jaguar D-Type, integra uma gama completa de produtos de marca associados sucesso do veículo com o n.º 3, pilotado por Ron Flockhart e Ivor Beub para a Ecurie Ecosse. Por exemplo, os artigos mais representativos, como a mala de viagem e o casaco em couro Jaguar Heritage, foram produzidos em Inglaterra com couro suave e flexível da marca Pittards.

No início deste mês, a Jaguar Land Rover anunciou os seus resultados sólidos em agosto, com valores de vendas a particulares de 30.249 veículos no total, o que representa um aumento de 9% em relação ao mesmo período do ano passado. Durante os primeiros oito meses do ano, a Jaguar Land Rover vendeu 304.854 veículos, uma melhoria de 13% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Mais informação e imagens sobre a Jaguar Land Rover disponível em www.media.jaguarlandrover.com

Mais informação e imagens sobre a Jaguar Land Rover disponível em www.media.jaguarlandrover.com

Mais vídeos em alta resolução em www.broadcast.jaguarlandrover.com

 

Nota para os editores:

Sobre a Jaguar Land Rover

-         A Jaguar Land Rover tem planos ambiciosos em termos de crescimento sustentável e rentabilidade.

-         Em 2013, a Jaguar Land Rover comercializou 425.006 veículos, o que representa um crescimento de 19% em relação a 2012. Destes, 76.668 veículos correspondem à Jaguar e 348,338 à Land Rover.

-         A Jaguar Land Rover irá investir entre 3.500 e 3.700 milhões de libras (4.235 milhões de €) na sua gama de produtos e nas suas fábricas durante o ano fiscal que termina em março de 2015.

-         A Jaguar Land Rover é um dos maiores exportadores do Reino Unido as exportações representam aproximadamente 85% das suas receitas.

 

PEUGEOT ´É O PATROCIONADOR PRINCIPAL

 

PEUGEOT Patrocinador Principal da 15ª Festa do
Cinema Francês
O evento organizado pela Embaixada de França, pelo Institut Français de Portugal e
pela Rede das Alliances Françaises em Portugal, celebra este ano o seu 15º aniversário,
contando com a PEUGEOT Portugal como patrocinador principal. Crescendo em termos
de mediatismo e dimensão, o evento deste ano irá decorrer em 18 cidades a nível
nacional, mais oito do que o ano passado.
Começa hoje, dia 2 de Outubro, a 15ª edição da
Festa do Cinema Francês, no Cinema São Jorge,
em Lisboa, aquela que se espera ser a edição
mais recheada de qualidade, diversidade e
quantidade desde evento ao longo destes 15
anos. Trata-se de uma vitrina cultural francesa
com maior visibilidade e também a mais
conhecida dos portugueses, em que se tenta
trazer França até nós, uma festa à imagem de
França: a França que amamos, a França da
diversidade, da hospitalidade, da convivialidade e
da proximidade do outro (Jean-François Blarel –
Embaixador de França em Portugal).
Até 28 de Novembro, altura em que termina, no Funchal, esta 15ª edição da festa do
Cinema Francês, são esperados cerca de 50.000 espectadores ao longo de 140 sessões,
contando com 25 ante-estreias, uma homenagem a Alain Resnais e um ciclo dedicado a
Marcel Pagnol. A grande novidade da presente edição é a Festa na Aldeia, onde filmes
franceses serão projectados num ecrã insuflável, num total de 6 aldeias, entre as quais Vila
Chã de Braciosa, Palaçoulo, Malhadas, São Martinho, Lage e Escariz.
Esta parceria, torna-se mais uma aposta por parte da PEUGEOT Portugal para promover e
apoiar a arte, depois de já ter estado associada ao projecto MONTRA - Mostra de Artes by
Peugeot City, onde este ano pretende elogiar as 11 artes existentes, entre elas a música,
pintura, escultura, literatura, teatro ou a dança.
COMUNICADO DE IMPRENSA
02 de Outubro

 

BRONCA NA SUPER 7 BY KIA????

 

Super 7 by KIA 2014

4 e 5 de Outubro / Autódromo do Estoril

 

Promotor impede Ricardo Megre de competir

Piloto da Megre Motorsport/Pneuvita não entende a decisão

 

Ricardo Megre, o piloto e responsável da equipa Megre Motorsport/Pneuvita foi impedido de se inscrever em mais uma jornada do Super 7 by KIA competição na qual, luta pela liderança, aos comandos de um Caterham Seven e na qual já por quatro vezes se sagrou campeão.

 

Com o espírito sempre muito competitivo que o caracteriza, Ricardo Megre tem sido muito crítico sobre a gestão desportiva e técnica do Super 7 by KIA, apontando-lhe diversas falhas, mas a justificação para esta inesperada e inconcebível tomada de posição do promotor tem, segundo o piloto, outros contornos para além das críticas por ele apontadas:

 

Exigiu-me que me retratasse com conhecimento à Comissão executiva do troféu, fazendo um pedido de desculpas ao diretor de prova da última corrida disputada no Algarve e a um piloto do Super 7 by KIA por uma situação que ocorreu no ano passado, sob pena de não aceitar mais a minha inscrição em nenhuma prova”, salienta Ricardo Megre que acrescenta:

 

“Em relação ao que se passou no Algarve é o próprio diretor a dizer-me, que não houve qualquer motivo para uma atitude dessa natureza, entendendo como um desabafo, o diálogo havido comigo no intervalo de duas corridas. Confirmou-me também que não encarou o mesmo como nenhum desacato ou insulto pessoal a si próprio. Já a outra situação é do foro pessoal e continuo a entender que a razão está comigo, no sentido em que o promotor do troféu não deveria interferir, muito menos obrigar-me a pedir desculpa por escrito com conhecimento da Comissão executiva do troféu, avisando que não me iria inscrever em mais prova nenhuma do Super 7 by KIA”.

 

Ricardo Megre refere ainda que “nunca fui alvo de qualquer penalização ou processo desportivo/disciplinar desde 1994 altura em que me iniciei nos Kartings. Desde o meu regresso em 2010, defendi e promovi publicamente o troféu Super 7 by KIA, afirmando por inúmeras vezes que é o troféu mais divertido e competitivo em que alguma vez participei”. E conclui Ricardo Megre:

 

 

 

“Ser acusado pelo promotor de não ter o espírito “Club Racing” do troféu, por criticar as várias falhas técnicas que tenho constatado nestes últimos anos, e por último, de só me interessar em ganhar o troféu, deixam-me bastante desiludido... Sempre gostei dos troféus mono marca pela sua igualdade técnica entre todos os participantes, e sempre corri com o objetivo de lutar pela vitória. Sempre fui assim e sempre serei, até que não consiga mais manter a minha rapidez e competitividade em pista. E este impedimento ultrapassa tudo o que imaginava ser possível por parte de um promotor”.

 

Na sequência deste impedimento de competir aplicado pelo promotor do Super 7 by KIA, Ricardo Megre vai agora fazer uma exposição à FPAK, entidade que tutela esta competiçãoRicardoMegre CopyRicardo Megre_Copy
 

LUIS MOTA NO RALI DE BAIÃO

 

Luís Mota de Serpa para Baião
A Competisport regressou em força e depois da participação no Rali Cidade de Serpa, ruma agora para o Norte para o Rali de Baião.
Em Serpa prova em piso de terra pontuável para o Campeonato de Ralis Sul, a equipa fez uma prova regular, sobretudo a partir do momento em que os seus principais adversários desistiram, aproveitando esta prova sobretudo para ganhar ritmo, visto estarem parados já há alguns meses.
Luís Mota e Alexandre Ramos levaram o Mitsubishi EVO VII preparado pela Domingos Sport a um brilhante terceiro lugar da geral final, que lhes permite agora manter a segunda posição em termos absolutos no campeonato, numa altura onde faltam ainda disputar mais três provas.
Este fim-de-semana, Luís Mota e Alex Ramos seguem até Baião, onde o Clube Automóvel de Amarante irá levar para a estrada a sexta ronda do Campeonato Ralis Norte.
A prova em pisos de terra será importante em termos de contas para o campeonato, já que além de Baião falta apenas o Rali de Gondomar para o encerrar da temporada.
O Rali de Serpa foi assim um excelente teste para a dupla e para o Mitsubishi Lancer EVO VII, que em Baião são novamente candidatos a um lugar nos três primeiros. No momento a dupla ocupa a terceira posição no campeonato em termos absolutos, sendo também os terceiros no campeonato destinado à Promoção.
O Rali de Baião vai para a estrada no Sábado (dia 4), com os concorrentes a terem pela frente uma dupla passagem pelas especiais de Aboboreira, Baião e Queimada, totalizando no total 143,76 quilómetros, dos quais 63,28 disputados em contra relógio.
Piloto/Co-Piloto
Luís Mota/Alexandre Ramos
André Mota/Eurico Adãoluis mota_1_Copyluis mota_2_Copy

 

MÁRIO PATRÃO PODE SER CAMPEÃO

 

Mário Patrão pode ser Campeão em Góis
Piloto de Seia poderá somar o seu sétimo título nacional
absoluto consecutivo na 21.ª edição da prova beirã
Mário Patrão participa no próximo fim-de-semana na sexta e penúltima prova
da edição de 2014 do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, em Góis,
estando em jogo a conquista antecipada daquele que poderá vir a ser o seu
sétimo título consecutivo na categoria Absoluto da competição nacional.
Apostado a 100% na modalidade de Todo-o-Terreno, depois de um percurso
que já faz de Mário Patrão um dos pilotos mais vencedores no Motociclismo em
Portugal, o piloto de Seia apresenta-se em Góis pronto a discutir a vitória final
que na jornada anterior deixou escapar devido ao desgaste do pneu traseiro
nos últimos quilómetros de chegada a Idanha-a-Nova.
“Perdemos a última prova, mas fomos segundos e conseguimos mais um
importante lugar para a luta pela renovação do título nacional. Se tudo
correr na perfeição em Góis, uma prova que muito aprecio, o título pode
ser uma vez mais nosso. O objetivo é dar o máximo e no final fazemos as
contas. Espero a habitual moldura humana que tanto apoio me tem dado
ao longo destas épocas, o meu muito obrigado a todos eles e a todos os
patrocinadores que me acompanham a cada desafio”, salientou o piloto do
Crédito Agrícola, RR Motos e Suzuki.
Em Góis, com a prova a cargo do Moto Clube local, a atividade tem início no
Sábado, 4 de Outubro, com um Prólogo de vinte quilómetros. No Domingo, os
pilotos enfrentarão mais dois troços cronometrados na ordem dos 110
quilómetros traçados entre Góis e Arganil.
Acompanhe Mário Patrão em www.facebook.com/MarioPatraoFansMrio Patro_Todo-o-Terreno_02_de_Outubro_de_2014_Copy

 

LISTA DE INSCRITOS - 2014 FIA HILL CLIM

LISTA DE INSCRITOS - 2014 FIA HILL CLIMB - LUXEBURGO

 

 

 

1 FAGGIOLI Simone ITA Norma M20FC-Zytek 2 E2-SC 2998
Best Lap srl
2 MERLI Christian ITA Osella PA2000-Honda 2 E2-SC 2000
Merli C.
3 BERGUERAND Eric CHE Lola B99-Cosworth 2 E2-SS 3000
Atelier de la Tzoumaz
4 BENES Milos CZE Osella FA30-Zytek 2 E2-SS 2998
Czech National Team
5 HAUSER David (U25) LUX Wolf GB08F1 2 E2-SS 2995
Racing Experience
6 BORMOLINI Fausto ITA Reynard K02-Mugen 2 E2-SS 3000
Best Lap srl
7 SCHATZ Geoffrey (U25) FRA Reynard 95D-Mugen 2 E2-SS 2999
Schatz G.
8 THOMAS Alban FRA Reynard 01KL-Mugen 2 E2-SS 2998
Thomas A.
9 RIVA Tiziano CHE Reynard 92D-Cosworth 2 E2-SS 3000
Squadra Corse Quadrifoglio
10 NAPIONE Renzo Maria * ITA Reynard K02-Cosworth 2 E2-SS 2990
Napione R.
11 ZAJELSNIK Patrik SVN Norma M20F-Mugen 2 E2-SC 2998
V Racing Velenje Slovenia
12 DE CONINCK Jelle BEL Norma M20F-BMW 2 E2-SC 2997
Belgian Hillclimb Team
14 ZERLA Adriano ITA Osella PA21S Evo-Honda 2 E2-SC 2000
Zerla A.
15 MAGLIONA Omar ITA Osella PA21S Evo-Honda 2 E2-SC 2000
Magliona O.
16 ROLLINGER Tommy LUX Osella FA30-Zytek 2 E2-SS 2998
Rollinger T.
17 MADRIAN Ferdinand AUT Norma M20F-NME 2 E2-SC 2998
Madrian F.
18 MARCHAL Jacques BEL Norma M20F-BMW 2 E2-SC 2990
Belgian Hillclimb Team
19 HUBERT Martine (FEM) FRA Norma M20F-BMW 2 E2-SC 2995
Hubert M.
20 GONAY Emmanuel BEL Norma M20F-BMW 2 E2-SC 2998
Belgian Hillclimb Team
21 HUBERT Georges BEL Norma M20F-BMW 2 E2-SC 2998
Belgian Hillclimb Team
22 PITTORI Maurizio ITA Osella FA30-Zytek 2 E2-SS 2998
Best Lap srl
23 ROASIO Maurizio ITA Osella FA30-Zytek 2 E2-SS 2998
Best Lap srl
24 RITCHEN Billy FRA Dallara F303/5-Mercedes 2 E2-SS 1999
Ritchen B.
25 BUCKINGHAM Paul GBR Dallara F305/7-Mercedes 2 E2-SS 1999
Buckingham P.
26 LOEUILLEUX Anthony FRA Tatuus-Honda Formula Master 2 E2-SS 2000
Loeuilleux A.
27 MANDL Anton AUT Dallara F301-Opel 2 E2-SS 1998
Mandl A.
28 CANTE Cécile (FEM) FRA Dallara F306-Opel 2 E2-SS 1998
Cante C.
2014 FIA HILL CLIMB MASTERS – ENTRY LIST Page 2
29 DEBRUYNE Frank DEU Dallara F303-Opel 2 E2-SS 1998
CR Racing Team
30 NOVY Lubor CZE Dallara JSC302-Opel 2 E2-SS 1998
Novy L.
31 SVOBODA Milan CZE Dallara JSC302-Opel 2 E2-SS 1998
Svoboda M.
32 TRNKA Peter (U25) CZE Gloria C8FT-Yamaha 2 E2-SS 1000
AMK Ecce Homo
33 BOVIER Jean-Pierre CHE Osella PA20S-BMW 2 E2-SC 3000
Bovier J.-P.
34 BORMOLINI Andrea (U25) ITA Osella PA21 Junior-Honda 2 E2-SC 2000
Bormolini A.
35 FOLTA Sebastian * POL Formula Opel Lotus 2 E2-SS 1998
Folta S.
36 WOLPERT Mathieu (U25) DEU BSR 389 F3-BMW 2 E2-SS 1996
Motorsport-Club Stuttgart
37 MEIERS Robert DEU Dallara F300-Toyota 2 E2-SS 1998
Meiers R.
38 LINDEN Léon * LUX Dallara F304-Opel 2 E2-SS 1998
Linden L.
39 BRAQUET Roland LUX Tatuus FR2000-Renault 2 E2-SS 1998
Braquet R.
40 WOLPERT Uwe DEU UWR WFK 07-Honda 2 E2-SC 1998
Motorsport-Club Stuttgart
41 D’ACRI Francesco DEU Elia Avrio ST09-Suzuki 2 E2-SC 1400
D’Acri F.
42 MICHL Dan CZE Lotus Evora 2 E2-SH 2970
Czech National Team
43 PREGARTNER Herbert AUT Porsche 911 GT2 RSR 2 E2-SH 3500t
MSC Rottenegg
44 SCHMITTER Philippe FRA Renault Mégane Trophy 2 E2-SH 3458
Schmitter P.
45 HOVEMANN Holger DEU Opel Kadett C V8 GT/R 2 E2-SH 5727
ADAC Nordbaden
46 STEHLIK Karel CZE Mitsubishi Evo Eclipse 2 E2-SH 2014t
KV Motorsport Klub v ACR
47 CICHA Veronika (FEM) CZE Mitsubishi Lancer WRC 05 2 E2-SH 2297t
KV Motorsport Klub v ACR
48 FOLLONIER Grégory * CHE GFA Austin Cooper RS 2 E2-SH 1298
Ecurie 13 Etoiles - Valais
51 WERVER Nicolas FRA Porsche 997 GT3 Cup 1 GT 3600
Werver N.
52 BODSON Yanick BEL Porsche 997 GT3 Cup 1 GT 3600
Royale Ecurie Ardennes
53 STEFANOVSKI Igor MKD Mitsubishi Lancer Evo IX 1 N 2000t
AKK Prosport
54 MUHVIC Tomislav HRV Mitsubishi Lancer Evo IX 1 N 1998t
AKK Petar Klepac
55 MALY Jaromir CZE Mitsubishi Lancer Evo VIII 1 A 1994t
Czech National Team
56 DUDA Grzegorz POL Mitsubishi Lancer Evo X R4 1 S20 1998t
Duda G.
57 VOJACEK Lukas CZE Mitsubishi Lancer Evo VIII 1 A 1998t
Czech National Team
58 PEDRONI Gabriella (FEM) ITA Mitsubishi Lancer Evo VIII 1 A 1998t
Pedroni G.
59 SCHWEIGER Christian AUT Mitsubishi Lancer Evo VIII 1 A 1998t
Schweiger C.
60 CORREIA Manuel PRT Skoda Fabia S2000 1 S20 1995
Correia M.
61 HOUZELOT Bruno FRA Mitsubishi Lancer Evo IX R4 1 S20 1998t
Houzelot B.
62 WIEDENHOFER Stefan * AUT Mitsubishi Lancer Evo IX R4 1 S20 1998t
Wiedenhofer S.
63 KOVALCIK Michal Jr (U25) SVK Skoda Octavia WRC 1 (TBC) 1999t
Slovak National Hillclimb Team
2014 FIA HILL CLIMB MASTERS – ENTRY LIST Page 3
64 MASZCZYK Krzysztof (U25) POL Mitsubishi Lancer Evo 1 A 1997t
Maszczyk K.
65 JURENA Peter SVK Mitsubishi Lancer Evo IX 1 N 2000t
Slovak National Hillclimb Team
66 SLOBODZIAN Marcin (U25) POL Mitsubishi Lancer Evo IX 1 N 1998t
Slobodzian P.
67 SZENE Raul Rikardo ROU Mitsubishi Lancer Evo IX 1 N 1998t
Szene R.
68 WISNIOWSKI Bartlomiej (U25) POL Mitsubishi Lancer Evo IX 1 N 1998t
Wisniowski B.
69 DRESZER Maciej (U25) POL Mitsubishi Lancer Evo VIII 1 N 1997t
Dreszer M.
70 WANEK Roland DEU Mitsubishi Lancer Evo IX 1 N 1997t
Wanek R.
71 ARELLANO Hugo LUX Citroën DS3 R3T 1 A 1598t
Arellano H.
72 BRUCKNER Gilles LUX Ford Fiesta 1 A 1600
Bruckner G.
73 STARCK Corentin (U25) BEL Renault Clio 3 Cup 1 A 1998
Belgian Hillclimb Team
74 PAVLU Dominik (U25) CZE Renault Clio 3 Sport 1 A 1998
Maly J.
75 GOEDERT Georges LUX Renault Clio 3 Cup 1 A 1998
Goedert G.
76 DONKELS Daniel LUX Renault Clio 3 Cup 1 A 1998
Donkels D.
77 BECKER Sandra (FEM) LUX Alfa Romeo 147 1 A 1998
Becker S.
78 CABELO Steve FRA Honda Civic Type-R 1 N 2000
Cabelo S.
79 MICHOTTE Yvan BEL Peugeot 206 RC 1 N 1998
Belgian Hillclimb Team
81 MORAN Scott * GBR Gould GR61X-NME 3 OpSS 3500
Moran S.
82 SCHATZ Nicolas FRA Norma M20FC-BMW 3 OpSC 3999
Schatz N.
83 PETIT Sébastien FRA Norma M20FC-BMW 3 OpSC 3998
Petit S.
84 FRANTZ Cyrille FRA Norma M20FC-BMW 3 OpSC 3998
Frantz C.
85 WILLIS Trevor GBR OMS 28-RPE 3 OpSS 3200
Willis T.
86 HALL Will * GBR Force WH XTEC-Nissan 3 OpSS 3500
Hall W.
87 WARWICK Darren GBR Dallara F399-Vauxhall 3 OpSS 1998
Warwick D.
88 NEW Tom GBR Gould GR55-Judd 3 OpSS 4000
New T.
89 McKINLEY Simon IRL Lant RT2-Warrior 3 OpSS 2400
McKinley S.
90 VILLA Javier ESP BRC B49-Suzuki 3 OpSC 1000
Langreo Motor Club
91 STEPHENS Rory IRL Radical SR8-RPE Hayabusa 3 OpSC 2600
Stephens R.
92 MICALLEF Mark MLT Radical Prosport-Suzuki 3 OpSC 1298t
Micallef M.
93 MUSCAT Jason MLT Radical Clubsport-Kawasaki 3 OpSC 1109t
Muscat J.
94 McKINLEY Deirdre (FEM) IRL Reynard Opel-Lotus 3 OpSS 2000
McKinley D.
100 ZLATKOV Nikolay BGR Audi Sport Quattro S1 3 E1 2200t
Prospeed Motorsport
101 GIULIANI Fulvio ITA Lancia Delta Evolution 3 E1 2000t
Best Lap srl
102 STOLZ Herbert DEU Porsche 935 DP2 3 E1 3480t
Stolz H.
2014 FIA HILL CLIMB MASTERS – ENTRY LIST Page 4
103 BRATSCHI Ronnie * CHE Mitsubishi Lancer Evo 8 EGMO 3 E1 2200t
Ecurie Biennoise
104 NAGORSKI Tomasz POL Subaru Impreza 4 Turbo 3 E1 1990t
Nagorski T.
105 « DUBAI » POL Mitsubishi Lancer Evo IX 3 E1 2002t
« Dubai »
106 GABAT Andreas Ing. AUT Ford Escort Cosworth 3 E1 2352t
Gabat A.
107 SCHAGERL Karl AUT VW Golf Rallye TFSI-R 3 E1 2008t
Schagerl K.
108 POINSIGNON Yannick * FRA CG Simca Turbo 3 OpTCGT 1428t
Poinsignon Y.
109 RUCH René * CHE Ferrari 355 GT 3 E1 4000
Equipe Bernoise
110 PAILER Felix AUT Lancia Delta Integrale 3 E1 2128t
Pailer F.
111 NEFF Frédéric * CHE Porsche 996 Cup 3 E1 3800
Atelier de la Tzoumaz
112 DROTAR Igor SVK Skoda Fabia WRC 3 E1 1999t
Slovak National Hillclimb Team
113 SCHNELLMANN Roger * CHE Mitsubishi Lancer Evo 8 J-Spec 3 E1 1997t
Rennclub Untertoggenburg
114 CERMAK Jan CZE Mitsubishi Colt Evo 600 3 E1 2322t
KV Motorsport v ACR
115 GRZESINSKI Rafal POL Mitsubishi Lancer Evo 3 E1 1997t
Grzesinski R.
116 DEWULF Philippe * BEL Citroën Xsara WRC 3 E1 1700t
Belgian Hillclimb Team
117 KOVALCIK Michal Sr SVK Skoda Fabia S2000 3 E1 1999t
Slovak National Hillclimb Team
118 SBROLLINI Marco ITA Lancia Delta Evo 3 E1 1996t
Sbrollini M.
119 EDWARDS Keith GBR Audi Sport Quattro S1 E2 3 E1 2200t
Edwards K.
120 MEIXNER Richard CZE Mitsubishi Lancer Evo VIII 3 E1 2300t
KV Motorsport v ACR
121 DIEULANGARD David FRA Seat Leon SuperCopa 3 OpTCGT 1985t
Dieulangard D.
122 WIEBE Björn DEU Renault Laguna BTCC 1997 3 OpTCGT 1998
MSC Odenkirchen 1924 eV.
123 WIEBE André (U25) DEU Renault Laguna BTCC 1998 3 OpTCGT 1998
MSC Odenkirchen 1924 eV.
124 AMBRUZ Peter SVK Vauxhall Vectra ST 3 E1 1998
Slovak National Hillclimb Team
125 WIEBE Hans Peter DEU Renault Laguna BTCC 1996 3 OpTCGT 1998
MSC Odenkirchen 1924 eV.
126 MARION Philippe FRA Seat Leon SuperCopa 3 OpTCGT 2000t
Marion P.
127 PULIC Nico HRV BMW M3 STR 3 OpTCGT 3200
Pulic N.
128 EMOND Stéphane BEL BMW M3 E36 3 OpTCGT 3200
Belgian Hillclimb Team
129 WARBURTON David (U25) GBR Caterham 7 3 OpTCGT 2500
Warburton D.
130 CARROLL Eanna IRL Honda Civic EG6 Hatchb. 3 OpTCGT 1797t
Carroll E.
131 CAT Pascal FRA BMW M3 E36 3 OpTCGT 3201
Cat P.
132 MÄCHLER Albin * CHE BMW M4 Coupé 3 OpTCGT 2979t
ACS Schweiz
133 COURROYE Pierre (U25) FRA Porsche 997 GT2 3 OpTCGT 3600t
Courroye P.
134 BICCIATO Rudi ITA Mitsubishi Lancer Evo VI 3 OpTCGT 1995t
Bicciato R.
135 SILVA Luis PRT Mitsubishi Lancer Evo VI 3 OpTCGT 1998t
Silva L.
2014 FIA HILL CLIMB MASTERS – ENTRY LIST Page 5
136 REIS Edgar PRT Renault Clio RS 3 OpTCGT 1998
Reis E.
137 GLADYSZ Marcin POL VW Scirocco 3 E1 2000t
Gladysz M.
138 BOTEZ Vasile Sorin ROU Mitsubishi Lancer Evo VI 3 E1 1998t
Botez V.S.
139 AASERUD Tom Einar * NOR Volvo S40 16v 2.9 3 OpTCGT 2890
Aaserud T.E.
140 MURRAY Keith GBR Audi 80 Quattro 3 OpTCGT 1415t
Murray K.
141 DENISET Didier FRA R5 Turbo Tour de Corse 3 OpTCGT 1397t
Deniset D.
142 FLIK Bea (U25 / FEM) DEU Renault Megane Cup 3 OpTCGT 1998
MSC Odenkirchen 1924 eV.
143 ROHR Werner * CHE Toyota Corolla AE86 3 OpTCGT 1600
Equipe Bernoise
144 SCHULTE Manfred DEU Citroën AX 1.6 16v 3 OpTCGT 1600
Schulte M.
145 KATAJA Mikko FIN Toyota Starlet VHT Racing 3 OpTCGT 1583
Kataja M.
146 FAULHABER Stefan DEU Opel Kadett Rise 8v 3 OpTCGT 1599
MSC Odenkirchen 1924 eV.
147 DWANE Robert (U25) IRL Mini Falcon 3 OpTCGT 1399
Dwane R.
148 MANGION Ryan (U25) * MLT Ford Escort MkI T Spaceframe 3 OpTCGT 1600t
Mangion R.
149 DE SAEDELEER Bart * BEL Fiat 500 vrc 3 OpTCGT 1300
Belgian Hillclimb Team
150 OSTERMANN Thomas DEU BMW E30 Hartge 3 OpTCGT 2476
Ostermann T.
151 STOLL Jochen DEU Peugeot 306 S16 3 OpTCGT 1998
Stoll J.
152 VEIT Kevin (U25) DEU BMW 320is E30 3 OpTCGT 1990
Veit K.
153 ORTH Ralf DEU BMW 320is E30 3 OpTCGT 1990
Orth R.
154 GOLDBACH Markus DEU Renault Clio II RS 3 OpTCGT 1998
MSC Odenkirchen 1924 eV.
155 SCHWILDEN Eric BEL Peugeot 205 GTi 3 E1 1996
Belgian Hillclimb Team
156 VALENTINY Charel LUX Mitsubishi Lancer Evo VII 3 E1 1997t
Valentiny C.
157 SCHILLING Nico LUX Subaru Impreza WRX Sti 3 E1 2457t
Schilling N.
158 TAUS Kerstin (U25 / FEM) AUT Mitsubishi Lancer Evo 3 E1 1997t
Taus K.
159 STEINER Chris * CHE Toyota Celica GT4 3 OpTCGT 1997t
ACS Schweiz
160 DARAND Anthony BEL Peugeot 106 3 OpTCGT 1599
Belgian Hillclimb Team
161 MARCHIONE Canio LUX Fiat 127 3 E1 1397
Marchione C.
162 COURTNEY Jo IRL Fiat Cinquecento 3 OpTCGT 1108
Courtney J.
163 HERING Ronny DEU VW Scirocco GTi 3 OpTCGT 1588
Hering R.

 

FIA HILL CLIMB NO LUXEBURGO

 

FIA da escalada do monte Mestres: encontro com os campeões!
Mestres de Curso de Côte de la FIA: les Campeões seront au rendez-vous!
O conceito do "FIA da escalada do monte de mestrado," que será um lugar concorrência levando pela primeira vez em 11-12 de Outubro, às Eschdorf (LUX) convenceu os melhores especialistas nas disciplinas. A lista de inscritos é de qualidade excepcional.
O campo Reunidos é simplesmente real: os reis e rainhas - - de subida de montanha, provenientes de 22 países diferentes, vai realizar sua primeira cúpula anual do Grão-Ducado do Luxemburgo. Nunca antes um moderno hill climb contados tantas nacionalidades diferentes entre os seus concorrentes. Ao todo, 154 motoristas se reunirão ao pé da estrada arborizada e sinuosa que sobe-se para o coração da pequena aldeia de Eschdorf, onde os pequenos becos e vielas servirá como o paddock.
O 'Mestres' já ganhou seu primeiro aposta: a de Reunindo na mesma lista de entrada grandes campeões que nunca se encontraram antes, e os carros que cumpram os regulamentos que, por vezes, são muito diferentes. Montagem mais disponível uma enorme variedade de veículos (touring, rali, circuito, GT e protótipos de carros monolugares) na mesma competição é uma característica distintiva de subidas - algo que encanta o público também. Mas essa diversidade vai assumir uma nova dimensão com os Mestres: de fato, a arte do dia de subida de montanha varia consideravelmente dependendo Se ela é praticada na Europa continental, nas ilhas britânicas, em Malta ou na Escandinávia.
A FIA da escalada do monte de mestrado vai despertar a curiosidade mútua - entre motoristas, mecânicos, patrocinadores, funcionários e espectadores - Comparado com o que acontece em outros lugares. Então, uma vez que a curiosidade técnica e cultural diminuiu, o veredicto do cronômetro vai cair: Inevitavelmente, o valor do evento esportivo terá precedência na tarde de domingo, assim como a busca do ouro, prata e bronze que irão Stephen Schwartz vence a ser os três melhores pilotos das três categorias em disputa e para os três melhores times da Copa das Nações. Neste último caso, é a regularidade dos quatro pilotos em cada equipe nacional que prevalecerá.
O conceito des "Masters de Curso de Côte de la FIA," Concurso noite nós não la première édition 11-12 octobre à ces Eschdorf (LUX), um convaincu les meilleurs Specialistes de la disciplinas. La liste des engagés leste d'une qualité exceptionnelle.
O planalto leste tout simplement Reuni real: les rois - Reines et - de la montagne, en proveniência de 22 paga différents, tiendront leur premier annuel au Sommet Grão-Ducado do Luxemburgo. Jamais curso une de côte n'a moderna Reuni Autant de nationalites différentes parmi ses pilotes. En tout, ils seront 154 se um apresentador au pied de la route et sinueuse boisée aqui Grimpe jusqu'au petit coeur du village d'Eschdorf, et les não ruelles moindres allées feront escritório de paddock.
Les 'Mestres' ont déjà remporté um par premier: réunir celui de même sur une liste des grands campeões aqui se engaja de ne se sont encore jamais Rencontres et des voitures à des réglementations aqui obéissent Parfois forte différentes. Rassembler dans une même une grande variété compétition de voitures (voitures de tourisme de rallye, de circuito, GT, protos, monoplaces) est le propre de Côte des cursos - ce qui fait aussi leur charme AUPRES du público. Mais cette diversité vai Encore prendre une autre dimensão lors en effet, arte de la côte curso de vários qu'il selon sensiblement des 'Masters' se pratique sur le continente européen, dans Les Iles britanniques, à Malte OU en Parken.
Les Mestres de Curso de Côte de la FIA éveilleront o curiosité mutuelle des uns et des autres - qu'ils soient PILOTES, mécaniciens, apoiadores, officiels UO spectateurs - relação nominal à ce qui se fait et-nos lá. Puis, les técnicas et CULTURELLES curiosités passées, tombera o veredicto du Chronomètre: inévitablement, os esportes valeur de l'événement prendra o dessus le dimanche après-midi, ainsi que la quetë aux médailles d'Or, d'argent et de promessas de bronze aux trois premiers des pilotes en trois categorias piolhos et aux trois estreias equipes évoluant dans le cadre de la Coupe des Nations. Pour cette dernière, c'est l'aptidão à la quatre régularité des pilotes de chaque equipe nationale prévaudra aqui.
Tetes Serie De Les DES MASTERS
Fort de títulos de Campeão setembro d'Europe et de títulos de Campeão dix d'Italie, Simon Fagg noite à la fois de ces 'Masters' O astro et l'homme à battre. O évoluera en Categoria 2, as células aqui rassemble les monoplaces, voitures de sport et conformes silhuetas à la réglementation de la FIA. Rosto à ele et à sa Norma-Zytek, les pretendentes aux médailles seront les Italiens Christian Merli (Osella-Honda) Fausto et Bormolini (Reynard-Mugen F3000), o Suisse Eric Berguerand (B99-Cosworth Lola F3000), o Tchèque Milos Benes (Osella-Zytek), a Luxembourgeois David Hauser (Wolf GB08F1 V8) et les Français Geoffrey Schatz et Alban Thomas (tous deux sur Reynard-Mugen F3000).
O Catégorie 1 des voitures homologuées promet de tourner à un match between parte d'une, les Français du Porsche GT Nicolas Werver (quádruplo campeão de França) et du Belge Yanick Bodson, et d'autre parte, a de Plethore Mitsubishi Lancer Evo, não Celles des deux postado nos últimos Campeões d'Europe en titre, o Macédonien Igor Stefanovski (2014) et le croata Tomislav Muhvic (2013).
O Catégorie 3 à noite à la fois la moins conventionnelle et la plus heteróclito. O espectro des voitures noite Lg estreante du proto de Fiat 500 pour se terminer avec une monolugares Gould GX55 au moteur Judd jadis poids en Formule 1, Mais não o Cylindrada a été à portée 4 litros! Et ces deux Entre Deux extremos se logeront Audi Sport Quattro S1, une multitude de Mitsubishi, Subaru, Porsche, Ferrari, et survitaminées Escort Cosworth Lancia Delta, les meilleures monoplaces Britannique et du Championnat de les fameuses Norma V8 de 4 litros aqui dictent loi dans leur o Championnat de France. Les candidats aux médailles en seront 3 Catégorie d'ailleurs à chercher parmi les pilotes de ces Dernières (o quíntuplo campeão de França Nicolas Schatz, Sébastien Petit, Cyrille Frantz) et les parmi pilotes britanniques, Trevor Willis, Will Hall et surtout Scott Moran, verdadeiro icône de la claro en côte de Grande-Bretagne, depuis qu'il y détient o recorde de absolu victoires - 123 en compte um pessoal filho compteur!
Les Mestres de Curso de Côte sont conjointement Organiza par l'Union des Pilotes, o Automóvel Club de Luxemburgo et la FIA. La journée du samedi 11 octobre consacrée noite aux Essais, avec trois montées pilote derramar chaque. O lendemain, montées de trois sont programmées curso, Des 09:30 a.m ..
Liste des engagés: clique aqui
Despeje d'informations mais:
www.fia.com/championship/events/fia-hill-climb-masters/2014/eschdorf
Sítio web de l'organisateur: www.hillrace.lu
OS MESTRES Chasers
Com seus sete títulos de campeão europeu e dez títulos de Campeão de Itália, Simon Fagg será o Superstar Ambos Estes Mestres e o homem a bater. Ele estará competindo na categoria 2, que consiste em monopostos, carros esportivos e silhuetas que cumpram os regulamentos da FIA. Opondo-se a ele e sua Norma-Zytek, os candidatos para as medalhas serão os italianos Christian Merli (Osella-Honda) e Fausto Bormolini (Reynard-Mugen F3000), da Suíça Eric Berguerand (Lola-Cosworth F3000), Milos Benes, da República Checa (Osella-Zytek), do Luxemburgo David Hauser (Wolf V8) e Geoffrey franceses e Alban Thomas Schatz (cada um dirigindo um Reynard-Mugen F3000).
Categoria 1 - carros homologados - promete oferecer uma correspondência entre, por um lado, a Porsche GTs da da França, Nicolas Werver (Campeão quádruplo da França) e da Bélgica Yanick Bodson, e por outro lado, a multiplicidade de Mitsubishi Lancer Evos, incluindo os do dois últimos Campeões da Europa, o macedônio Stefanovski (2014) e Tomislav Muhvic da Croácia (2013).
Categoria 3 será o mínimo Ambos convencional e o mais heterogéneo. O espectro de carros será ampla, começando com o Fiat 500 protótipo e terminando com um monolugar GX55 Gould com um motor Judd anteriormente utilizada na Fórmula 1, mas com uma cilindrada aumentada Na 4 litros! E entre esses dois extremos veremos dois Audi Quattro Esporte S1S, uma multidão de Mitsubishis turbinados, Subarus, Porsches, Ferraris, Escort Cosworths e Lancia Deltas, os melhores monolugares no campeonato britânico e do famoso padrão de 4 litros V8 Isso carros estabelecer a lei no Campeonato Francês. Motoristas destes carros também serão candidatos para as medalhas na categoria 3 (cinco vezes campeão da França Nicolas Schatz, Sébastien Petit, Cyrille Frantz), assim como motoristas britânicos: como Trevor Willis, Will Hall e acima de tudo, Scott Moran, um verdadeiro ícone subida de montanha na Grã-Bretanha, já que ele detém o recorde absoluto para o número de vitórias - 123 deles, para ser mais preciso!
A escalada do monte Mestres são solidariamente Organizado pela Union des Pilotes, o Automóvel Club de Luxemburgo e da FIA. Sábado, 11 de outubro será dedicado aos heats prática, com três subidas de cada condutor. No dia seguinte, três baterias de corrida estão programadas, a partir das 09h30
Lista de itens: clique aqui
Mais informações:
www.fia.com/championship/events/fia-hill-climb-masters/Image Poster_Copy

 

VODAFONE MEXEFEST

Vodafone Mexefest


Novas confirmações:
Sinkane
Shura
Johanna Glaza
Meu Kamba Soundsystem


 

28 e 29 de novembro, Avenida da Liberdade, Lisboa


 

www.vodafonemexefest.com | facebook.com/vodafonemexefest

 


Faltam menos de 2 meses para o arranque da edição de 2014 do Vodafone Mexefest. Com um dos melhores cartazes de sempre, anunciam-se agora mais convidados para abrilhantar a festa na Avenida da Liberdade: Sinkane, Shura, Johanna Glaza e Meu Kamba Soundsystem.

De Brooklyn, o músico de origem sudanesa Sinkane. Ahmed Gallab é um multi-instrumentista extraordinário, dono de uma voz de timbre falsete e com um dom para a composição singular. A sua música resulta híbrida mas harmoniosa, misturando sons africanos com eletrónica, pop, funk e até jazz. Com três discos no reportório, o segundo lançado pela DFA de James Murphy (LCD Soundsystem), o artista, que já acompanhou em palco e em estúdio nomes como Caribou e Eleanor Friedberger, lançou em 2014 “Mean Love”. Vem ao Vodafone Mexefest com este produto incrivelmente sedutor, capaz de pôr todos a dançar com uma rapidez infalível.

Shura é Aleksandra Denton. Com dois singles editados, “Touch” e “Just Once”, conquistou reconhecimento junto dos pares e da crítica. Os seus temas tornaram-se velozmente hits. São feitos de eletrónica cantada, com ritmos sedutores muito melódicos. Tudo soa de forma contemporânea mas sem desprezar alguns dos sons que resultaram numa certa música de dança que reinou no final dos anos 80 e inícios dos 90.

Johanna Glaza tem apenas dois singles editados, “Silence Is Kind” e “Letter to New York”, mas a sua música levitante e etérea conquistou facilmente a crítica e o público. Feitas de folk, delicadas e belas, as composições de Johanna Glaza servem na perfeição os corações mais sensíveis.

De Portugal, Meu Kamba Soundsystem. Ideia que resulta do trabalho de dois nomes há muito reconhecidos por terras lusas: Rocky Marsiano e Rui Miguel Abreu. Marsiano, ícone do hip-hop luso, e Abreu, radialista e jornalista de méritos firmados, juntaram-se para, sobre temas de algumas das antigas colónias portuguesas, misturar o presente com a tradição. A fórmula ganhou o título Meu Kamba, foi lançada e está disponível para audição online. Disco sedutor e muito dançável, promete agitar a noite do Vodafone Mexefest.


 


Vodafone Mexefest. De palco em palco, a Música mexe na cidade.

Mais novidades a anunciar brevemente.


 

Já confirmados:
Adult Jazz, Capicua, Cloud Nothings, Curtis Harding, Deers, Duquesa, I Break Horses, JJ, Johanna Glaza, Kindness, King Gizzard & The Lizard Wizard, Meu Kamba Soundsystem, Modernos, Perfume Genius, Sensible Soccers, Sharon Van Etten, Shura, Sinkane, St. Vincent, The Fresh & Onlys, Throes + The Shine, Tiago Iorc, Tune-Yards.
 

 

Novas confirmações


 

image

Sinkane

 

Bio

Ahmed Abdullahi Gallab cresceu até aos seis no Sudão mudando-se no final dos anos 90 para os Estados Unidos. A memória e vivências culturais dos tempos africanos são-lhe inspiração aplicando o espírito musical do país de origem nas suas composições. Não há música como a de Sinkane, porque é incomparável na fusão dançante que faz dos sons de África com o funk, acrescentando elementos electro-pop e jazzy. Para além do seu talento autoral, foi músico de palco e de estúdio de, entre outros, nomes como Caribou e Of Montreal. Como Sinkane, acompanhado pela sua banda estreou-se com um título homónimo em 2009, tendo mais tarde lançado um segundo registo pelo DFA de James Murphy (LCD Soundsystem), “Mars”. Os sons cheios de groove, balanço e encanto rítmico de Sinkane ganharam nova edição, já este ano, com o extraordinário “Mean Love”.



 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"How We Be"

 

 

image

Shura

 

Bio

Filha de mãe russa e pai inglês, Aleksandra Denton, londrina de adopção, começou muito cedo a compor, competindo com o irmão (DJ de drum &bass) nas aventuras musicais. Shura constrói temas eletrónicos muito leves e com uma estrutura melódica declaradamente pop. Canta amores e desamores, sempre num jeito delicado e fluído. Estreou-se com a faixa 'Touch', caindo nas boas graças de pares como Dev Hynes ou Jessie Ware. Entretanto, entre remisturas e outras colaborações, lançou o single 'Just Once', mais uma peça que nos transporta para um universo que vive de um enlace sonoro que combina os sons do presente com outros dos finais dos anos 80, inícios dos 90.





 

Sites e Vídeos

Site Oficial

Facebook


"Touch"

 

 

image

Johanna Glaza

Bio

A música de Johanna Glaza é encantadora. Remete-nos para universos onde a fantasia e o sonho são componentes protagonistas. Há uns anos, num apartamento vitoriano do norte de Londres, a auto-didacta Glaza começou a explorar os sons que habitavam na sua cabeça... tudo num piano centenário. Viajou para Nova Iorque e por lá inspirou-se definitivamente para seguir caminho na arte musical. De regresso a Londres, edita dois Eps que rapidamente conquistam exclamação e elogios, “Silence Is Kind” (novembro de 2013) e “Letter to New York" (Julho de 2014). Muitas vezes comparada a Kate Bush, Johanna Glaza é um nome imperdível.




 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Letter to New York"

 

 

image

Meu Kamba Soundsystem

Bio

Há 6 anos radicado em Amesterdão, o Mc-produtor D-Mars é um dos ícones do hip-hop luso, tendo estado presente na compilação Rapublica, de 94. O seu lado mais multifacetado alberga o nome Rocky Marsiano. Depois de “Music For All Seasons”, está de volta em 2014 com “Meu Kamba”. A nova edição resulta da colaboração com o jornalista e radialista, Rui Miguel Abreu. Abreu escolheu uma série de discos de música das antigas colónias portuguesas para que Marsiano, com precisão, manipulasse os sons de Angola, Moçambique, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, acrescentando às cadências africanas beats eletrónicos irresistíveis, mantendo à tona a genuinidade da música do terceiro continente mais extenso.  



 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook
 

 

 

Informação de Bilhetes


 

Preço dos Bilhetes

Preço único: €40

Troca obrigatória pelo próprio por pulseira no Coliseu de Lisboa a partir de dia 27 de novembro

Locais de Venda

www.blueticket.pt - Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês (Lisboa e V. N. Gaia), Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Abep, Estações de Correios, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, www.ticketline.pt - Reservas e informações 1820 (24 horas), www.bilheteiraonline.pt, Coliseu de Lisboa.
Bilheteira do festival no Coliseu de Lisboa a partir de dia 27 de novembro.

Espanha: www.breakpoint.es, lojas FNAC, Carrefour Viajes e Halcón Viajes

Inglaterra: www.seetickets.com

Alemanha: www.ticketmaster.de

França: lojas FNAC www.fnac.com, Carrefour www.carrefour.fr, Géant, Magasins U, Intermarché, www.francebillet.com
 

 

30 ANOS SEAT IBIZA CELEBRADOS EM PARIS

 

A SEAT celebra SEAT celebra SEAT celebra SEAT celebra SEAT celebra SEAT celebra SEAT celebra SEAT celebra os 30 anos 30 anos 30 an os 30 an os dos dos d o IbizaIbizaIbiza Ibiza em Parisem Parisem Paris em Paris em Parisem Paris
/ Assinalam-se três décadas desde a estreia do campeão de vendas na capital francesa
/ SEAT amplia a família do Leon com o novo X-PERIENCE
/ As vendas mundiais crescem acima de 10% e o Leon equipara-se ao Ibiza
IBIZA30ANOS Copy O SEAT Ibiza e Paris reencontraram-se 30 anos depois. A marca espanhola celebrou hoje o 30º aniversário do seu ícone, no primeiro dia do Salão do automóvel da capital francesa. O presidente da SEAT, Jürgen Stackmann, apareceu perante os meios de comunicação social junto à primeira unidade do Ibiza, que se apresentou em 1984 em Paris. O Ibiza é o melhor embaixador da SEAT nos últimos 30 anos, o veículo mais vendido com mais de 5 milhões de unidades e o mais exportado.
O presidente da SEAT explicou, durante a apresentação que o Ibiza nasceu da união da “engenharia alemã e do design mediterrâneo”, dois valores que continuam ainda hoje presentes na marca. “O Ibiza foi o primeiro veículo totalmente desenvolvido pela SEAT e foi a chave para definir o nosso ADN, o nosso espírito jovem e determinar o que somos”, salientou.
Stackmann referiu ainda, que na estratégia de crescimento da SEAT “temos agora um segundo pilar robusto, o novo Leon” e anunciou: “Pela primeira vez, o Leon equiparou-se em termos de vendas ao Ibiza. A SEAT chegou com êxito ao segmento dos compactos e começamos a mudar o foco da nossa marca para uma gama superior”.
São precisamente as vendas do Leon que estão a impulsionar o crescimento da SEAT em 2014, como já aconteceu em 2013. Até agora a marca regista um aumento superior a 10% pelo segundo ano consecutivo. As vendas do Leon estão a crescer este ano em 60%, depois de ter já registado uma melhoria de 44% em 2013.
Leon X-PERIENCE, a família continua a crescer A grande novidade da marca em Paris é o Leon X-PERIENCE, uma versão com look de off-road e tracção às quatro rodas, que vem deste modo aumentar a gama , atraindo novos clientes. O Leon X-PERIENCE foi desenvolvido com base na carroçaria familiar ST que, desde o seu lançamento em finais de 2013, já vendeu mais de 30.000 unidades.
Disponível com motores TDI e TSI entre 110 e 184 CV, com dois tipos de transmissão, manual e DSG, o Leon X-PERIENCE tem uma altura ao solo de mais 27 mm face à versão base e incorpora o novo sistema Haldex de quinta geração, um dos mais avançados e eficientes
do seu segmento, que consiste numa embraiagem multidisco accionada hidraulicamente e com gestão electrónica.
O novo Leon X-PERIENCE, que chegará à rede de concessionários a partir do próximo mês de Novembro, também dispõe de sistemas de assistência ao condutor de última geração, tais como o controlo dinâmico EDS (bloqueio electrónico do diferencial em ambos os eixos), XDS (diferencial eletrónico para maior tracção em curva), ESC (programa electrónico de estabilidade) e o sistema de travagem pôs-colisão, que proporcionam a máxima segurança. Como toda a família Leon, o novo X-PERIENCE é produzido na fábrica de Martorell.
Edição especial do Ibiza 30 anos O Ibiza também é protagonista no stand da SEAT em Paris, com uma nova versão denominada “30º Aniversário Edição Limitada”, já disponível na rede de concessionários da marca, que comemora os 30 anos deste modelo. O novo Ibiza está disponível com o motor 1.6 TDI CR de 105 CV e equipamento Style, na carroçaria SC, de 3 portas.
No exterior diferencia-se dos restantes modelos da gama pela sua cor Bege Balea, faróis de xenon dianteiros e LEDs traseiros, jantes de liga leve de 17” de cor preta, bem como retrovisores exteriores e grelha frontal. Tem ainda um logo exclusivo colocado na traseira e no pilar B. No interior, destaque para a câmara traseira, que se incorpora pela primeira vez na gama Ibiza, assim como os estofos em Alcântara com pespontos bege, o volante, caixa de velocidades e travão de mão em pele também com pespontos bejes, SEAT Portable System, chave personalizada e tapetes específicos.
Em Portugal a Edição Especial Ibiza 30 anos está disponível em várias motorizações com equipamento FR, em vez de Style.
SEAT é a única companhia no seu sector com a capacidade total de desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis, em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 75 países. As vendas globais da SEAT, em 2013, totalizaram um volume de 355,000 unidades traduzindo-se em 6,473 milhões de euros em receitas, valores recorde na história da marca.
O Grupo SEAT emprega 14,000 profissionais nos seus três centros de produção em Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem sucedidos modelos Ibiza e Leon. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Alhambra em Palmela (Portugal), o Mii em Bratislava (Eslováquia) e o Toledo em Mladá Boleslav (República Checa).
A multinacional espanhola também tem um Centro Técnico, um ‘núcleo de conhecimento’, com um total de cerca de 900 engenheiros, que têm como objetivo, contribuírem como força impulsionadora de inovação, do investidor industrial número um em I&D em Espanha. Em linha com o seu compromisso declarado na proteção ambiental, a SEAT baseia a sua atividade central na sustentabilidade, nomeadamente na reduçã

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

OS F1 DOS MARES

 

Mais um grupo de imagens das ultimas duas provas dos F 1 dos mares.bo1 Copybo2 Copybo3 Copybo4 Copybo5 Copybo6 Copybo8 Copybo9 Copybo10 Copybo11 Copybo12 Copybo14 Copybo15 Copybo16 Copybo17 Copybo18 Copybo19 Copybo20 Copy

 

ALGUMAS IMAGENS DE PARIS

ALGUMAS IMAGENS DO SALÃO DE PARIS

 

Eis alguns dos "brinquedos " exposto no Salão Automóvel de Paris.Deliciem-se....salao1 Copysalao2 Copysalao3 Copysalao4 Copysalao5 Copysalao6 Copysalao7 Copysalao8 Copysalao9 Copysalao10 Copysalao11 Copy

 

RALI DO PAUL NA COVILHÃ

 

RALI DO PAUL 2014
5 DE OUTUBRO
Domingo, 5 de Outubro, a freguesia do Paul será palco da primeira edição do “Rali
do Paul”, uma prova de regularidade em conformidade com o Código Desportivo
Internacional FIA.
A prova, organizada pelo Clube Automóvel de Castelo Branco e pela Casa do
Povo do Paul, com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã, terá uma forma
especial de classificação, percorrida por três vezes pelos concorrentes, sempre no
sentido ascendente. O percurso de 1,36 Km situa-se na Estrada Municipal Paul –
Barco, mais precisamente entre o Santuário da Nossa Senhora das Dores e o
Cruzeiro do Paul.
As inscrições nesta prova terminaram no dia 29 de Setembro. 0502_Rally_Paul_cartaz_Copy

 

NOVO SISTEMA AUDIO HONDA

 

Novo sistema áudio e informação Honda Connect passa a equipar, de origem, os modelos europeus Civic, Civic Tourer e CR-V
 O sistema Honda Connect oferece conveniência e facilidades de ligação durante a viagem
 Gama alargada de funções acessíveis através de um ecrã de 7 polegadas
 Funcionalidades de utilização como num smartphone, com acesso semelhante por "aperto, varrimento e toque" com os dedos
 Utilização ininterrupta, num sistema equipado com um dos processadores dual-core mais rápidos da indústria
 Equipamento de origem no Civic, Civic Tourer e CR-V de 2015
Revelado no Salão Automóvel de Paris, o sistema Honda Connect oferece enorme conveniência e fantásticas possibilidades de ligação durante a viagem, com uma vasta gama de funcionalidades – apresentadas num ecrã de 7 polegadas. Instalado de origem, este sistema estará disponível pela primeira vez nos modelos Civic, Civic Tourer e CR-V da Honda para o próximo ano.
De utilização fácil e intuitiva, o sistema Honda Connect funciona em plataforma Android 4.0.4 e emprega as mesmas funcionalidades de utilização que um telemóvel desta plataforma, com acesso semelhante às funções por "aperto, varrimento e toque" com os dedos. O ecrã pode ser personalizado de acordo com as preferências de cada utilizador. O sistema possui duas "máscaras" (skins) diferentes, permitindo ao utilizador personalizar o sistema e os ícones por cores tornam rápida e simples a navegação pelos ecrãs de toque.

O sistema Honda Connect permite aos ocupantes dos bancos dianteiros acederem de forma rápida a todas as funções, desde as informações do veículo e a câmara traseira, às suas músicas favoritas e aos seus telemóveis ligados por Bluetooth. As funções deste novo sistema incluem: acesso à internet, aplicações pré instaladas, Honda App Center (centro de aplicações Honda para smartphone), sistema opcional Garmin de navegação por satélite e opções do sistema áudio: (leitor de CDs opcional), rádio com transmissão de áudio AM/FM/DAB (digital) e via internet, interface para telemóvel e ligação Bluetooth, câmara traseira com linhas-guia dinâmicas e uma série de outras informações do veículo, tais como conta-quilómetros parciais, indicadores de consumos e tempos de viagem.
Este sistema possui uma utilização ininterrupta graças ao seu processador NVIDIA Tegra 3 específico para automóvel, um dos mais rápidos da indústria.
Ligação Bluetooth e acesso à internet
Tal como sugerido pelo seu nome, o novo sistema Honda Connect oferece excelentes possibilidades de ligação, mantendo os utilizadores Honda sempre ligados e em segurança na estrada. A ligação Bluetooth permite ao utilizador ligar o seu smartphone ao sistema de Telefone Mãos-Livres do automóvel, mantendo o modo de interacção "tipo smartphone" através do sistema Honda Connect.
O sistema Honda Connect também é compatível com a tecnologia MirrorLink, oferecendo ligação ininterrupta entre o sistema e o smartphone do utilizador – desde que este último seja compatível. Esta tecnologia permite ao utilizador visualizar o ecrã do seu smartphone através do sistema Honda Connect e aceder às aplicações do seu smartphone.
Com o sistema Honda Connect, o utilizador também pode ligar-se à internet através da ligação WiFi do seu Smartphone ou via Router WiFi Móvel, permitindo uma utilização total da internet a bordo, desde que o veículo esteja parado, possibilitando a pesquisa de pontos de interesse ou serviços perto da posição do veículo. O sistema vem com uma série de aplicações pré-instaladas e o utilizador pode descarregar outras do Honda App Center.
Aplicações Pré-Instaladas – Aha
O sistema Honda Connect vem com uma série de aplicações pré-instaladas incluindo a app "Aha", que permite o acesso fácil aos conteúdos sem obrigar o condutor a desviar os olhos da estrada. A aplicação Aha oferece milhares de estações de rádio, com programação tão diversa como música, notícias, podcasts e livros em formato áudio – para além de feeds de notícias de diversos meios de comunicação social e serviços locais. O interface integrado e de fácil utilização coloca na ponta dos seus dedos tudo o que necessita, desde a sua conta de Twitter até às mais recentes informações meteorológicas, ao toque fácil e seguro de um botão. A app Aha também inclui pesquisas de Pontos-de-interesse, ajudando o utilizador a encontrar o restaurante ou o hotel mais próximo.
sistema Honda_Connect_Copy
Aplicação Opcional - Sistema de Navegação Garmin
Como opção, o sistema galardoado Garmin de navegação por satélite pode ser totalmente integrado no sistema Honda Connect. Os mapas pré-carregados possibilitam a navegação por áreas sem recepção de sinal de telemóvel e os milhões de pontos-de-interesse permitem ao utilizador encontrar facilmente tudo o que procura.
As instruções de voz, detalhadas "manobra-a-manobra", são complementadas por funções de navegação avançada, para que o condutor possa ultrapassar facilmente as situações de trânsito mais complicadas. A função de indicação da faixa de rodagem mostra ao condutor qual a faixa de rodagem em que o veículo deve seguir para efectuar a manobra que se segue e a visualização de cruzamentos "photoReal" oferece navegação por fotos reais de cruzamentos e saídas de vias de rodagem. O sistema também inclui funções em tempo real para evitar congestionamentos de trânsito, alertas de limites de velocidade, visualização 3D de edifícios, visualiz

 

AYGO ARTE NO SALÃO DE PARIS

 

AYGO ''Arte'' em exposição no Salão de Paris 2014

Aygo-exp-Paris Copy

• Novo AYGO “ARTE” desenvolvida por artistas de rua e visitantes ao longo do Salão de Paris 2014 
• Novo design e decoração a cada dia de exposição
• Demonstração da fácil e rápida capacidade de personalização da nova geração AYGO

A Toyota vai expor uma versão exclusiva do novo Toyota AYGO intitulada “ARTE”, no Salão de Paris 2014.

Partindo de um AYGO de cor branca, 3 artistas franceses de renome internacional vão personalizar a carroçaria, rodas e vidros. O espaço Toyota vai contar com a presença de Monsta, Stom500 e Ekiem, que ao longo da exposição vão permitir a todos os visitantes verem in loco a sua forma de trabalhar e a sua visão de personalização do AYGO.

O AYGO “ARTE” é a demonstração de como é fácil e rápido personalizar a nova geração AYGO.

As peças exteriores de carroçaria que são facilmente substituídas na nova geração AYGO – a grelha em forma de ‘X’, as aplicações do para-choques traseiro, as aplicações nos guarda lamas dianteiros e nas jantes – e no interior – o espelho do painel de instrumentos, da consola central, das saídas de ventilação, no punho da alavanca de velocidades e a sua envolvente – podem ser rapidamente substituídos por cores alternativas, mesmo após vários anos de utilização, permitindo adaptar o design da nova geração AYGO ao gosto dos clientes

A Toyota encontra-se localizada no pavilhão 4, no Salão de Paris 2014.

 

VELOSO QUER TÍTULOS

 

Veloso Motorsport ao ataque do título no Estoril

 

 

O Autódromo do Estoril recebe no próximo fim-de-semana de 04 e 05 de Outubro, a última jornada do Campeonato Nacional de Velocidade e do Challenge Desafio Único, competições onde a Veloso Motorsport está envolvida. Na disciplina rainha da velocidade nacional, Carlos Vieira e Pedro Salvador, que tripulam um bonito protótipo Tatuus PY12 podem chegar ao título, pelo que será uma prova totalmente ao ataque, com duas vitórias a garantirem o triunfo absoluto em 2014 sem que seja preciso o recurso à calculadora. Estes dois pilotos lideram o ranking dos pilotos com mais vitórias em 2014, com quatro triunfos nas seis jornadas disputadas até agora.

 

Vamos para a última prova do ano motivados para vencer e garantir o título nesta competição. Temos tido alguns azares ao longo do ano, azares esses que nos impedem de liderar o campeonato nesta altura e de traduzir com justiça o nosso andamento. Temos tudo para conseguir os triunfos e assim cumprir o nosso principal objectivo para este ano, ou seja a conquista do título absoluto no Campeonato Nacional de Velocidade.” Referiram Vieira e Salvador.

 

Num ano onde a aprendizagem, tomou o lugar principal nos objectivos dos irmãos Sérgio e Eugénio Montez, esta derradeira prova de 2014 servirá para os dois pilotos do Norma M20FC traduzirem em bons resultados, o ensinamento que só a competição em pista proporciona aos dois jovens pilotos.

 

Estamos de facto optimistas para esta última jornada de 2014, que se disputa numa pista que ambos gostamos muito e onde temos vindo a testar com alguma regularidade. É por isso com bastante motivação que vamos enfrentar esta prova, tentando andar a um ritmo alto e ainda mais próximo dos primeiros. Esperemos que os incidentes e azares que nos tem perseguido ao longo do ano se “esqueçam” de nós nesta prova, para assim podermos tentar um resultado que nos deixe a sorrir.” Afirmaram Eugénio e Sérgio Montez.

 

Depois da estreia na competição automóvel, com a participação na Rampa Capital do Móvel ao volante do Aston Martin Vantage V8 da Veloso Motorsport, Miguel Lobo vai fazer agora a sua primeira prova em circuito, alinhando neste mesmo carro no nacional de velocidade. Lobo vai ter como companheiro de equipa, Tomás Ortigão, vencedor do concurso Savora Racing Challenge. Se este último já conhece bem a pista do Estoril, para Lobo tudo será novo, mas nada que arrefeça o entusiamo do jovem piloto.

 

Vamos com muita vontade de fazer bem as coisas e se pudermos, vencer a nossa categoria, o que se não adivinha seja muito fácil. Acima de tudo, o objectivo principal é divertir-me ao máximo e aprender o que puder em relação a este tipo de provas, até porque para 2015, estar presente nesta competição é um dos objectivos e por isso há que começar a “desbravar” o caminho. O meu colega de equipa conhece bem a pista, enquanto eu conheço o carro da prova, com o qual fiz em termos oficiais, a Rampa de Paços de Ferreira. Temos uma equipa que eu acho equilibrada e por isso as expectativas são elevadas. ” Disse Miguel Lobo

 

Por último, a presença da Veloso Motorsport no Challenge Desafio Único – FEUP 3 pode vir a saldar-se num terceiro lugar final no troféu, com os jovens pilotos Tiago e Hugo Mesquita a tentarem levar o Alfa Romeo 156 a essa posição de honra.


Vamos dar o máximo para pelo menos ficar à frente dos nossos mais directos adversários. Sabemos que pela nossa inexperiência neste circuito, estaremos em desvantagem em relação a outros concorrentes, mas pelo que já provamos este ano, podemos fazer sempre mais e melhor. Vamos atacar a prova com ambição e chegar ao terceiro lugar absoluto no Troféu, esse é o grande objectivo para o Estoril. Estamos convictos que este será um fim-de-semana para relembrar.” Disseram Tiago e Hugo Mesquita.

 VMS021014b CopyVMS021014c CopyVMS021014 Copy

 

TT EM ANGOLA

 

Considerando que as provas realizadas em 2014 sofreram um aumento substancial a nível de quilometragem nas Provas Especiais de Classificação – ESPECIAIS, os 5 minutos previstos no ponto 5º do Artigo 10º do Regulamento do CARR 2014 não têm qualquer significado.
A partir desta data passa a vigorar a percentagem de 20% sobre o melhor tempo da classe que será adicionado ao tempo do último classificado da classe.
Desta maneira é indiferente se a Especial tem muita ou pouca quilometragem.
O restante texto mantem-se inalterado.

 

LISTA DE INSCRITOS

 

 

 

 

 

1 M TDA  - Paixão Automovel Helde rWaviuty Coelho  Honda CRF 450 X
4 M Fernando Oliveira Husqvarna TE310
11 M Tempo de Aventura Team Angola Henrique Van Undem KTM XC-F 450
13 M Nomadas Racing Team Pedro Vilela KTM ECW 450
25 M Nomadas Racing Team Ricardo Almeida Honda CRF 450 R
30 M Nomadas Racing Team Joshua Teixeira KTM EXC 300
46 M Welwitchia Estiva  Yvens dos Santos Yamaha WR 450
79 M Laufer Racing Team Fernando Rodrigues Yamaha WR 250
81 M Marta Oliveira Husqvarna TE250
111 M Alavaro Dias KTM EXC 530
363 M MM Racing Team José Mira KTM EXC 400 (2006)
11 Q QUAD
19 Q Nomadas Racing Team Ludgério Chaves Yamaha YFZ 450
48 Q Nomadas Racing Team Carlos Pinto Polaris Scrambler 850
73 Q Trevotech Racing Team Carlos Sá Polaris Scrambler XP 850
83 Q Laufer Racing Team Bruno Santos Yamaha YFZ 450
148 Q Tempo de Aventura Team Angola Hamilton Gonçalves Yamaha Raptor 700
229 Q Nomadas Racing Team Ali Chamseddine KTM XC 525
300 Q Nomadas Racing Team Mauro Mirrado Yamaha Raptor 700
343 Q MM Racing Team Rui Cunha Suzuki LTR 450 S*F
353 Q Pajó Trindade Honda TRX 450
391 Q MM Racing Team Miguel Cardoso KTM XC 525
525 Q Nomadas Racing Team Marco Vieira Polaris Outlaw 525
7 TT PICK-UP/JIPE
8 TT Speedykotas Team by Cargo Maló Almeida João Paulo Mitsubishi Pajero 3.5G
23 TT R&R Team Ricardo Reis N/N Mitsubishi Pajero Evolution 3.2D
27 TT GTRadial Rally Team Romulo Branco N/N Mitsubishi Pajero Evolution 3.5G
34 TT Tempo de Aventura Team Angola Hugo Carvalho Patricia Marques Mitsubishi Pajero 2.8D
86 TT Team Bastonados Ricardo Sequeira Ania Mota Mitsubishi Pajero Evo Proto 3.2D
334 TT Rali Raid Racing Sandro Dias Dario Guerreiro Mazda BT 50 3.0D
888 TT BEKO/Viprangola Racing Team Miguel Raposo Nissan Proto TT 3.0D
17 E ESPECIAIS
3 E2 Tropicália/Welvitchia Racing Team José Roxo Polaris RZR XP 900
5 E2 Tropicália/Welvitchia Racing Team Carlos Maio Polaris RZR XP 900
10 E2 Aderson Martins Polaris RZR XP 900
12 E2 Tropicália/Welvitchia Racing Team Edwin Santos Polaris RZR XP 900
16 E2 Tempo de Aventura Team Angola Luis Abrantes Polaris RZR XP 900
18 E2 JB Racing - Draft João Lota Polaris LF RZR 1000
22 E2 Laufer Racing Team José Santos Polaris 800
28 E2 JB Racing - Draft Nuno Filhó Polaris RZR XP 900
44 E2 Elevens Ups & Downs Xana Santos Polaris RZR XP 900
70 E2 Paulo Trindade Polaris RZR XP 1000
100 E2 Elevens Ups & Downs Mário Fontes Polaris RZR XP 900
112 E2 Cristiano Cristovão Polaris RZR XP 900
123 E2 Elevens Ups & Downs Bruno Santos Polaris RZR XP 1000
222 E2 Social Team Deborah Almeida Can Am Maverick 1000
333 E2 MM Racing Team Rodrigo Morais Polaris RZR XP 1000
555 E2 Elevens Ups & Downs João Paulo Amaral Polaris RZR XP 900
666 E2 Social Team João Guerra Can Am Maverick 1000
46 TOTAL

 

CRM NO ESTORIL

 

CRM MOTORSPORT LUTA PELO TÍTULO DO CNV
E DEFENDE LIDERANÇA DOS SSS NO ESTORIL
A CRM Motorsport vai para o Estoril cheia de confiança, tanto para as corridas do CNV,
como para a luta pela vitória nos SSS, com Stefano de Val a depender apenas de si próprio
para conquistar o título absouto e de Sport Protótipos e Tiago Raposo de Magalhães a
defender a sua posição de líder entre os competitivos monolugares.
A derradeira prova do Campeonato Nacional de Velocidade, será determinante para a atribuição dos títulos
absolutos e de Sport Protótipos e uma vez mais entre os protagonistas estará a CRM Motorsport, com
Stefano de Val ao volante do Wolf, na luta pelo lugar mais alto do pódio, de novo numa pista desconhecida,
mas onde as suas capacidades poderão fazer de novo a diferença.
O Italiano tem a possibilidade de vencer o Campeonato Absoluto – tornando-se Vencedor do Campeonato
Nacional de Velocidade e não Campeão Nacional, pois tem licença italiana – e está nesta altura na frente da
categoria Sport Protótipos. A vitória à geral não se afigura fácil, até porque o piloto não disputou nenhuma
das provas de montanha, mas tentará fazer um “milagre”, dependendo exclusivamente de si próprio para
conseguir alcançar os seus objetivos, já que confia nas possibilidades da equipa e na competitividade do
Wolf.
O segundo Wolf da CRM será pilotado por José Pedro Faria, que irá continuar a sua evolução ao volante do
do carro e para esta corrida apresentar-se-há a solo, garantindo assim a possibilidade de fazer mais
quilometros e também perceber qual a sua performance fisica quando solicitado 50 minutos ao voltante.
Para as duas provas que marcam o regresso dos Single Seaters às pistas, Tiago R. Magalhães que ocupa o
primeiro lugar, está agora apostado em gerir a vantagem sobre os seus adversários, deixando para eles a
iniciativa de tentarem ganhar e recuperar pontos.
Como nota de destaque a CRM leva até ao Estoril, outro SSS; António R. Magalhães estreia-se ao volante de
um Van Diemen RF81 (ex-Ayrton Senna) que se apresentará no Estoril com as cores com que correu em
1981. Um carro que por certo vai concentrar muitas atenções.
HORÁRIO CNV
Sábado
8.40 – 9.00 – Treino Livre 1
11.30 – 11.50 – Treino Livre 2
14.30 – 14.45 – CRONO 1
14.50 – 15.05 – CRONO 2
17.59 – 18.49 – CORRIDA 1
Domingo
13.24 – 14.14 – CORRIDA 2
Lisboa, 30 de Setembro de 2014 O Gabinete de Imprensa
HORÁRIO SSS
Sábado
9.45 – 10.05 – Treino Livre
12.40 – 13.00 – CRONO
Domingo
10.00 – 10.20 – CORRIDA 1
16.34 – 16.54 – CORRIDA 2G53A0044 Copy

 

JAGUAR ESTREIA COLECÇÃO HERITAGE

 

JAGUAR ESTREIA A SUA COLEÇÃO HERITAGE ´57

 

Coleccin Jaguar_Heritage_57_1_CopyColeccin Jaguar_Heritage_57_2_CopyColeccin Jaguar_Heritage_57_3_CopyColeccin Jaguar_Heritage_57_4_Copy

 

  • A marca britânica lança sua coleção Heritage ´57 produzida pela equipa de design da marca e inspirada no Jaguar D-Type 3 vencedor de Le Mans em 1957.
  • Esta nova coleção presta homenagem ao 60º aniversário do Jaguar D-Type.
  • Os elementos mais exclusivos da coleção incluem o casaco em couro Jaguar Heritage e a mala inspirada na competição, produzidos em couro Pittards.
  • A coleção inclui uma gama completa de itens para oferta com motivos inspirados no Jaguar D-Type.
  • A coleção Heritage ´57 estará disponível através da Rede Oficial de Concessionários Jaguar* e através de www.jaguar.com a partir de novembro.

*Disponibilidade varia conforme os mercados.

 

A Jaguar anuncia o lançamento da nova coleção Heritage ´57 no Salão Automóvel de Paris, uma gama de produtos inspirada na celebração do 60º aniversário do icónico Jaguar D-Type.

Os designers da Jaguar criaram uma gama completa de produtos para oferta para comemorar o período de maior sucesso da marca britânica nas 24 Horas de Le Mans, utilizando o mítico Jaguar D-Type com o número 3 da equipa `Curie Ecosse´ como elemento principal de design da coleção.

Ian Callum, Director de Design da Jaguar comentou: “É sempre agradável recordar os bons momentos do passado, especialmente algo tão glorioso quanto o D-Type da `Ecurie Ecosse´. A coleção distingue-se pela cor azul característica da sua carroçaria e pequenos detalhes inspirados no vitorioso número 3.

Estes são os produtos principais da coleção.

Heritage ´57 Men´s Brown Leather Jacket

Este casaco clássico em couro é produzido no Reino Unido pela Pittards, um especialista mundialmente reconhecido na produção de couro da mais elevada qualidade. O casaco incorpora o logótipo Jaguar Heritage em relevo no peito e o número 3 na manga. É complementado pelo forro com design inspirado no Jaguar D-Type em acção no circuito de Le Mans.

 

Heritage ´57 Racing Holdall

Da mesma forma que o casaco em couro Heritage, esta mala de grande capacidade é produzida pelo especialista britânico de Somerset, Pittards. Esta mala é inspirada no número 3 do D-Type de competição e apresenta detalhes cuidados como os fechos inspirados nos utilizados no capot do desportivo britânico.

 

Heritage ´57 Jaguar D-Type Collector´s Model

Este modelo à escala 1/18 demora mais de 300 horas a produzir manualmente e é uma reprodução exata cada elemento do Jaguar D-Type.

 

Heritage ´57 T-Shirt 24 Heures

T-shirt de elevada qualidade decorada com uma ilustração clássica do D-Type de competição e o característico logótipo Jaguar Heritage.

 

Heritage ´57 Paddock Shirt

Esta elegante camisa representa a interpretação moderna do passado de sucesso da Jaguar na competição. Logótipo Jaguar Heritage bordado no peito, manga com o número 3 do Jaguar D-Type `Ecurie Ecosse´.

 

A coleção Heritage ´57 inclui t-shirts, casados, camisas, malas, capas para iPad, e inclusivamente uma carteira em couro, todas decoradas com o mesmo motivo, o Jaguar D-Type. Encontram-se também disponíveis porta-chaves, botões de punho e um urso de peluche para crianças.

 

G.P.JAPÃO DE F 1

GRANDE PRÉMIO DO JAPÃO DE F 1

 

A VEZ DE ROSBERG

 

 

Na sessão de treinos livres o dominio foi inteiro Hamilton e Rosber, mas no momento exacto seria este ultima a ter acessso à pole position para o Grande P´remio do Japão, na qual a Mercedes domina a seu belo prazer.A segunda linha é pertença da Williams com Bottas e Massa, que por sua vez tem atrás de si o Ferrari de nAlonso, o Red Bull de Ricciardo, e os McLaren de Magnussen e Button.Para compeltar o "top ten" fala referir o 9º lugar de Vettel, seguido pelo Ferrari de Raikonen.F1 CopyF2 CopyF3 CopyF4 CopyF5 CopyF6 CopyF7 CopyF8 CopyF9 CopyF10 CopyF11 CopyF12 CopyF14 CopyF15 CopyF17 CopyF18 CopyF19 CopyF20 CopyF21 CopyF22 CopyF23 CopyF24 CopyF26 CopyF27 CopyF29 CopyF30 CopyF31 CopyF32 CopyF34 CopyF35 CopyF36 CopyF37 CopyF38 CopyF39 CopyF40 CopyF41 CopyF42 CopyF43 CopyF44 CopyF45 CopyF47 CopyF48 CopyF59 CopyF60 Copyf100 Copyf101 Copyf102 Copyf103 Copyf104 Copyf105 Copyf200 Copyf201 Copyf202 Copyf203 Copyf204 Copy

 

A NOVA MASCOTE DE SANDE E CASTRO

A NOVA MASCOTE DE SANDE E CASTRO

 

Francisco Sande e Castro está a dar uma volta ao mundo ao volante dum Honda.Assim sempre que possivel temosd acesso às suas excelente crónicas sobre cada etapa efectuada, estado desta feita ainda na Tailandia, na companhai de sua filha que em breve regressa a Lisboa.Numa das suas visitas, Sande e Castro vistiou o "lar" destes gatinhos....será que vai trazer um para Lisboa???SANDEECASTRO Copy

 

RED BULL AIR RACE PREPARA-SE PARA LAS VEGAS

RED BULL AIR RACE PREPARA-SE PARA LAS VEGAS

 

Toda a comitiva da Red Bull Air race, já se encontra em Las Vegas, para disputar no próximo fim de semana na penultima jornada deste ano.REDBULL-LASVEGAS CopyREDBULL1 Copy

 

AUTOCLÁSSICO - MOTORSHOW JÁ ABRIU

AUTOCLÁSSICO - MOTORSHOW

 

Foi ontem por volta das 15 horas que as portas da Exponor em Matosinhos se abriram para mais uma eddição do Autoclássico-Motorshow, que completou todo o espaço existente, conforme as imagens anexas.

 

Um espectáculo a não perder

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 1745_CopyFOX 1746_CopyFOX 1747_CopyFOX 1748_CopyFOX 1749_CopyFOX 1750_CopyFOX 1751_CopyFOX 1752_CopyFOX 1755_CopyFOX 1756_CopyFOX 1757_CopyFOX 1758_CopyFOX 1759_CopyFOX 1760_CopyFOX 1761_CopyFOX 1762_CopyFOX 1763_CopyFOX 1764_CopyFOX 1765_CopyFOX 1766_CopyFOX 1767_CopyFOX 1768_CopyFOX 1769_CopyFOX 1770_CopyFOX 1771_CopyFOX 1772_CopyFOX 1774_CopyFOX 1775_CopyFOX 1776_CopyFOX 1777_CopyFOX 1778_CopyFOX 1779_CopyFOX 1780_CopyFOX 1781_CopyFOX 1782_CopyFOX 1784_CopyFOX 1785_CopyFOX 1786_CopyFOX 1787_CopyFOX 1788_CopyFOX 1789_CopyFOX 1790_CopyFOX 1791_CopyFOX 1792_CopyFOX 1793_CopyFOX 1794_CopyFOX 1795_CopyFOX 1796_CopyFOX 1797_CopyFOX 1798_CopyFOX 1800_CopyFOX 1801_CopyFOX 1802_CopyFOX 1803_CopyFOX 1804_CopyFOX 1807_CopyFOX 1808_CopyFOX 1809_CopyFOX 1810_CopyFOX 1812_CopyFOX 1813_CopyFOX 1814_CopyFOX 1815_-_Cpia_CopyFOX 1816_CopyFOX 1817_-_Cpia_CopyFOX 1818_CopyFOX 1819_CopyFOX 1820_CopyFOX 1821_CopyFOX 1822_CopyFOX 1823_CopyFOX 1824_CopyFOX 1825_CopyFOX 1826_CopyFOX 1827_CopyFOX 1828_CopyFOX 1829_CopyFOX 1830_CopyFOX 1831_CopyFOX 1832_CopyFOX 1833_CopyFOX 1834_CopyFOX 1835_CopyFOX 1837_CopyFOX 1838_CopyFOX 1840_CopyFOX 1841_CopyFOX 1842_CopyFOX 1843_CopyFOX 1844_CopyFOX 1845_CopyFOX 1846_CopyFOX 1847_CopyFOX 1848_CopyFOX 1849_Copy

 

 

 

ATITUDE ESPERADA POR PARTE DE VETTEL

Sebastian Vettel fora da Red Bull Racing!

Foi na madrugada de hoje que a Red Bull anunciou que o piloto alemão irá deixar a equipa no fim da época. Entretanto, Christian Horner já afirmou que Vettel vai ser piloto Ferrari em 2015, muito provavelmente no lugar de FernandoAlonsoOficial.

Com a saída de Vettel, é Daniil Kvyat quem se vai juntar a Daniel Ricciardo em 2015, deixando um lugar vago na Scuderia Toro Rosso

 

 

TORRES RALLY TEAM EXPÕE NORMA

CARLOS TORRES EXPÕE NORMA

 

 

 

Para quem não conhece o TORRES Rally TEAM informamos que é uma equipa desportiva no setor automóvel, que iniciou a sua actividade em 1973 e conseguiu diversas vitórias a nível nacional e internacional. Para nos conhecer melhor pode-os encontrar na Internet, através por exemplo do nosso site: www.torresrallyteam.comou mesmo buscando nos motores o nosso nome no Google, etc.

Mais informamos que, a equipa vai ter a honra de estar exposta com a sua Barqueta Norma M20 FC em frente à Câmara Municipal de Vouzela integrando-se na "festa" do Rali Constalica de Vouzela.

Desta maneira pensamos que chegamos mais facilmente aos nossos aficionados/público do desporto automóvel e também apoiamos quem tenta melhorar o nosso desporto! Estamos certos que este Rally vai ser uma alegre surpresa em termos organizativos...

Nesta época de defeso, estamos a ponderar de que forma vamos estar presentes no desporto automóvel em 2015, no entanto continuaremos com actividades até final deste ano.

 

LE MANS SERIES EM SLOT

LE MANS SERIES EM SLOT

 

Já começou o campeonato de Le Mans Series em slot no Slot Center de Matosinhos, que consegui congregar na primeira jornada uma excelente lista de inscritos, conforme imagens anexas.slot1 Copy_-_Cpiaslot2 Copy_-_Cpiaslot3 Copy_-_Cpiaslot4 Copy_-_Cpiaslot5 Copy_-_Cpiaslot6 Copy_-_Cpiaslot7 Copyslot8 Copyslot10 Copy

 

RALI HISTÓRICO NDML

 

Estão abertas inscrições para a ultima prova a contar para o Classic Cup 2014, o Rallye Histórico NDML ( Regularidade ) a ir para a estrada no proximo dia 25 Outubro, com partida e chegada em Ansião.
Terá uma extensão de 275 km do quais cerca de 158 serão "Provas de Regularidade".
Publicamos o Regulamento ( Provisório ) e o Boletim de Inscrição que depois de preenchido deverá ser remetido para o NDML presencialmente ou para o email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar " target="_blank"> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar até às 17:00h do dia 14 de Outubro.
Qualquer esclarecimento ou duvida poderão ser colocados através do email  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar " target="_blank"> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar , ou directamente nos nossos serviços no Kartodromo de Leiria pelo telefone 244 814 214 ou através do fax 244 851 866.
Siga todas as actualizações no nosso site em www.rallyeverdepino.com ou na nossa página do Facebook

-- 

Saudações Desportivas

Núcleo Desportos Motorizados de Leiria

www.rallyeverdepino.com
www.kart-leiria.com
Facebook
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar " target="_blank"> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar " target="_blank"> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

phone:+351 244 814 214 

fax: +351 244 851 866 

Kartódromo dos Milagres

Lugar da Triste-Feia

Apartado 493

2416-904 LEIRIA - PORTUGAL

 

SEAT APRESENTOU NOVO LEON

 

A SEAT apresenta o novo Leon X-PERIENCE

/   Tração permanente às quatro rodas e look off-road

/   Com tecnologia inovadora para conduzir em todos os terrenos

/   Disponível na carroçaria ST e motores TDI e TSI entre 110 e 184 CV

SEATXP34Rear2 1_Copy Jürgen Stackmann, presidente da SEAT, apresentou esta tarde o novo Leon X-PERIENCE, durante o encontro do Grupo Volkswagen com os meios de comunicação social, que antecede a inauguração do Salão do Automóvel de Paris, que será amanhã.

Com a chegada do novo Leon X-PERIENCE, a gama do compacto espanhol continua a crescer, oferecendo novas opções que se adaptam a um maior número de clientes. Esta nova versão do Leon, desenvolvida com base na carroçaria familiar designada como ST, introduz uma aparência off-road, com opção de tracção permanente às quatro rodas e uma maior altura ao solo de 27 mm face à versão base. Disponível com motores TDI e TSI entre 110 e 184 CV, com dois tipos de transmissão, manual e DSG, o Leon X-PERIENCE é uma veículo com personalidade própria, graças ao seu design, tecnologia, bem como grande funcionalidade e versatilidade.

No discurso no encontro do Grupo Volkswagen, Jürgen Stackmann afirmou: “O nosso novo Leon X-PERIENCE é um automóvel versátil, com uma combinação perfeita de design emocional e grande funcionalidade, ao mesmo tempo que tem a aparência off-road e um interior de alta qualidade. A melhor opção para combinar negócios e o tempo livre, a família e o desporto, dispondo de uma ampla gama de sistemas que ajudam o condutor. O novo Leon X-PERIENCE é o passo seguinte na estratégia da nossa marca e consolidará o êxito alcançado pelo Leon”.

 

O SEAT Leon X-PERIENCE, que estará disponível nos Concessionários durante o próximo mês de Novembro, incorpora um dos sistemas de tracção integral permanente mais avançados e eficientes do seu segmento: o sistema Haldex de quinta geração, que consiste numa embraiagem multidisco, accionada hidraulicamente e com gestão electrónica. Além disso conta com sistemas de assistência ao condutor de última geração, como por exemplo, o controlo dinâmico EDS (bloqueio electrónico do diferencial em ambos os eixos), XDS (diferencial eletrónico para maior tracção em curva), ESC (programa electrónico de estabilidade) e  o sistema de travagem pôs-colisão, que proporcionam a máxima segurança.

Com uma completa e variada oferta composta por três carroçarias, versões de alta performance como o CUPRA, e de excepcional eficiência como o ECOMOTIVE, bem como as versões TGI, o SEAT Leon tornou-se uma referência no seu segmento, como evidenciam os excelentes resultados de vendas alcançados tanto em Espanha como nos restantes mercados.

Amanhã, às 8H30, terá lugar a conferência de Imprensa da SEAT no Salão do Automóvel de Paris 2014.

SEAT é a única companhia no seu sector com a capacidade total de desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis, em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 75 países. As vendas globais da SEAT, em 2013, totalizaram um volume de 355,000 unidades traduzindo-se em 6,473 milhões de euros em receitas, valores recorde na história da marca.

           

O Grupo SEAT emprega 14,000 profissionais nos seus três centros de produção em Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem sucedidos modelos Ibiza e Leon. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Alhambra em Palmela (Portugal), o Mii em Bratislava (Eslováquia) e o Toledo em Mladá Boleslav (República Checa).

 

A multinacional espanhola também tem um Centro Técnico, um ‘núcleo de conhecimento’, com um total de cerca de 900 engenheiros, que têm como objetivo, contribuírem como força impulsionadora de inovação, do investidor industrial número um em I&D em Espanha. Em linha com o seu compromisso declarado na proteção ambiental, a SEAT baseia a sua atividade central na sustentabilidade, nomeadamente na redução de emissão de CO2, eficiência energética e reciclagem de recursos, bem como a sua reutilização. 

 

NOVO JAGUAR XE

 

NOVO JAGUAR XE

 

Jag XE_Gama_Copy

  • O novo Jaguar XE é o veículo para os entusiastas da condução do segmento das berlinas médias.
  • A primeira carroçaria monobloco do segmento com elevado conteúdo de alumínio.
  • Proporções dinâmicas com um habitáculo deslocado para a traseira para proporcionar o design clássico de um veículo de tração traseira.
  • A berlina Jaguar mais leve, compacta e rígida.
  • O Jaguar mais aerodinâmico de sempre: Cx de 0,26
  • Sistema de suspensão dianteira com triângulos duplos sobrepostos e traseira com Integral Link para um comportamento preciso e uma condução excecional.
  • Motor Ingenium 2.0 diesel de alta performance: 163 CV; 3,8 l/100 km, 99 g/km CO2.
  • V6 3.0 Supercharged: 340 CV; 0 a 100 km/h em apenas 5,2 segundos.
  • Caixa automática de oito velocidades e caixa manual de seis.
  • A direção assistida elétrica proporciona uma resposta que se irá transformar na norma a seguir, com redução de até 3 porcento nas emissões de CO2.
  • Novo sistema intuitivo de informação e entretenimento InControl com ecrã táctil de 8”.
  • Estreia mundial do Jaguar All-Surface Progress Control: um sistema revolucionário que maximiza a tração a baixa velocidade em condições adversas.
  • Jaguar Drive Control com modos Eco, Normal, Inverno e Dinâmico.
  • A tecnologia de câmaras estereoscópicas torna possível a implementação de sistemas como o Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência; o Aviso de Saída de Faixa e os Máximos Automáticos com uma precisão excecional.
  • O Head Up Display com projeção laser de imagens a cores de alto contraste.
  • Sistema de accionamento automático do capot para proteção adicional dos peões

 

Com um design concebido para proporcionar uma condução entusiasmante, o Jaguar XE redefine o conceito de berlina desportiva e será o veículo selecionado pelos entusiastas da condução dentro do seu segmento. O sistema de tração traseira, a construção avançada de peso reduzido, o design aerodinâmico, o interior luxuoso e os níveis excecionais de requinte e comportamento refletem a visão do fundador da empresa, Sir William Lyons: «Um veículo é o mais próximo a algo com vida que jamais conseguiremos criar».

O XE de tração traseira é o único veículo do seu segmento que utiliza uma carroçaria monobloco com elevado conteúdo de alumínio. Esta estrutura, extremamente robusta e leve, em conjunto com a suspensão dianteira de triângulos duplos sobrepostos e um eixo traseiro Integral Link, têm um papel fundamental em assegurar que o comportamento dinâmico do XE represente o novo patamar do seu segmento.

A experiência da Jaguar, líder a nível mundial na construção de estruturas em alumínio, permite níveis excecionais de consumo de combustível e emissões: com os novos motores Ingenium diesel, o XE consome apenas 3,8 litros aos 100 km e emite 99 g/km de CO2, tornando-se no Jaguar mais eficiente de sempre.

Equipado com o motor de gasolina 3.0 V6 Supercharged do prestigiado Jaguar F-TYPE, o XE S acelera de 0 a 100 km/h em apenas 5,2 segundos e atinge uma velocidade máxima eletronicamente limitada a 250 km/h.

O comportamento dinâmico do XE cumpre plenamente as expectativas das suas linhas sedutoras, e a atração emocional é reforçada por abordagens inovadoras à eficiência, desde a aerodinâmica até aos motores avançados da família Ingenium”, declarou Kevin Stride, Vehicle Line Director do Jaguar XE.

O Jaguar XE, com o seu elevado conteúdo em alumínio, é o primeiro modelo desenvolvido com base na nova arquitectura modular da Jaguar Land Rover. A longa distância entre eixos de 2.835 mm e a posição de condução baixa resultam em proporções perfeitas e no perfil aerodinâmico de um coupé desportivo.

O habitáculo disponibiliza níveis excecionais de conforto e espaço. O requinte dos seus materiais e acabamentos é combinado com a tradicional qualidade de acabamentos artesanais da Jaguar para proporcionar um interior inigualável no seu segmento. O novo sistema de informação e entretenimento InControl da Jaguar tem uma importância vital no habitáculo do novo Jaguar XE: o seu ecrã táctil inovador de 8” permite o acesso de forma rápida e intuitiva a todas as funções e equipamentos, bem como a aplicações de dispositivos com sistema operativo iOS ou Android.

O XE incorpora alguns dos sistemas de assistência ao condutor mais avançados de sempre. O sistema All Surface Progress Control, desenvolvido com base nas décadas de experiência da Jaguar Land Rover em sistemas de tração para condução fora de estrada, funciona como um controlo velocidade de cruzeiro a baixa velocidade que pode recuperar a tração de forma eletrónica numa questão de milissegundos e é ideal para pisos de aderência reduzida, como estradas cobertas de neve.

A tecnologia Head Up Display laser projeta imagens a cores de elevado contraste no pára-brisas que informam o condutor sobre a velocidade e apresentam instruções de navegação com a máxima nitidez e o mínimo de distrações. O HUD por laser projeta não apenas imagens de qualidade excepcional como utiliza também um módulo quase um terço mais leve que os sistemas atuais, mantendo a claridade da imagem mesmo sob luz solar direta.

Uma câmara estereoscópica foi instalada atrás do pára-brisas para proporcionar ao XE uma visão tridimensional da estrada à sua frente. Este sistema, que proporciona medições de velocidade e distância muito precisas aos objetos que se aproximam, é utilizada em funções que incluem o Sistema de Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência, o sistema de reconhecimento de sinais de trânsito e o sistema de aviso de saída de faixa.

O XE é a berlina Jaguar mais rígida e aerodinâmica de sempre. É também o primeiro veículo Jaguar a incorporar um sistema de direção assistida elétrica, que foi calibrado para proporcionar uma resposta e sensibilidade excecionais com um consumo de energia inferior aos sistemas hidráulicos. O XE proporciona também o custo de propriedade mais reduzido e as credenciais ambientais mais sustentáveis de todos os veículos Jaguar.

A estrutura com conteúdo elevado de alumínio do Jaguar XE é produzida nas novas instalações da fábrica Jaguar Land Rover em Solihull, especialmente construídas para o efeito. Integra um investimento superior a 1.800 milhões de euros que permitirá criar 1.700 postos de trabalho nestas instalações inovadoras e versáteis no Reino Unido.

O Jaguar XE representa o nível de acesso à gama de berlinas Jaguar, que é completada pelo XF e o XJ.

 

A GAMA XE

Do luxo à alta performance mais requintada, a gama XE disponibiliza modelos que se adaptam na perfeição a todas as preferências: berlinas desportivas para satisfazer os requisitos de qualquer condutor.

Todos os XE foram concebidos para proporcionar uma combinação inigualável de resposta da direção, conforto, requinte e performance. Estes atributos são complementados por um design exterior elegante e proporções perfeitas, dos materiais de elevada qualidade e da meticulosa atenção a todos os detalhes que definem o interior.

A gama é composta pelos seguintes modelos:

  • Pure

O modelo base da gama XE, o modelo Pure*, encontra-se equipado com bancos em tecido de elevada qualidade, incorpora um acabamento preto brilhante nos painéis das portas e o ‘Arco Riva’ no tablier

  • Prestige

O revestimento em couro Taurus com costura contrastante proporciona um interior moderno e mais luxuoso, que é completado com uma iluminação ambiente aureolar em fósforo azul. Incorpora a opção de bancos refrigerados perfurados e o acabamento dos painéis das portas e o ‘Arco Riva’ foi produzido em Alumínio Brushed.

  • Portfolio

O modelo XE mais luxuoso, o Portfolio, incorpora uma gama completa de opções de cores para o luxuoso couro Windsor com perfuração Herringbone. O tablier integra revestimento superior e inferior independentes em duas cores que são complementados com costura dupla na mesma cor para um acabamento verdadeiramente personalizado. Os revestimentos em alumínio integram um acabamento Alumínio Embossed.

  • R-Sport

Os bancos encontram-se revestidos em couro Taurus e integram inserções exclusivas em tecido Technical Mesh. Os acabamentos do ‘Arco Riva’ e das portas foram realizados em Alumínio Etched com acabamento de superfície gravado, e as proteções das embaladeiras e o volante desportivo apresentam a designação da marca R-Sport. O exterior foi maximizado com um discreto spoiler traseiro e o tratamento distinto Noble Chrome nas grelhas laterais. A suspensão desportiva permite um comportamento ainda mais excecional.

  • S

O XE mais desportivo encontra-se equipado com um interior inspirado na competição. Os bancos em couro Taurus apresentam painéis revestidos em Suedecloth e tanto as proteções das embaladeiras como o volante desportivo em couro incorporam o logótipo S. As portas e o ‘Arco Riva’ incorporam acabamento em Alumínio Dark Hex, e a consola central apresenta acabamento em Gloss Black. As entradas de ar no pára-choques dianteiro, de dimensões superiores, insinuam a potência latente do V6 Supercharged. As extensões das embaladeiras, o spoiler traseiro, o painel inferior traseiro Gloss Black, as pinças de travão Red e as jantes em liga leve forjadas opcionais ‘Propeller’ de 20” completam o conjunto.

*SE no Reino Unido

 

DESIGN

O novo XE, a berlina desportiva Jaguar mais avançada de sempre, é imediatamente reconhecível como um verdadeiro Jaguar; a sua carroçaria em alumínio foi criada com base nos princípios fundamentais de proporções perfeitas e eficiência aerodinâmica. O design e a experiência a bordo do novo XE superam todos os veículos do seu segmento.

 

Forma e função sem compromissos

Sempre na vanguarda da inovação, a Jaguar criou o protótipo da primeira berlina desportiva da história com o icónico Mk II, um veículo que proporcionava o comportamento e a performance de um desportivo numa elegante carroçaria de quatro portas. O novo XE foi inspirado neste legado único, combinando a experiência inigualável da Jaguar na construção em alumínio de peso reduzido com linhas requintadas, arestas vincadas e superfícies executadas com elevada atenção ao detalhe.

O XE é o primeiro modelo concebido utilizando a nova arquitetura modular da Jaguar. Esta estrutura avançada, que irá servir de base a diferentes modelos de diversos segmentos, foi desenvolvida para utilizar a combinação de materiais mais inteligente, incluindo alumínio, aço de alta resistência e magnésio, proporcionando uma flexibilidade de produção excecional.

Nas palavras de Ian Callum, Director of Design da Jaguar, “proporções magníficas e uma sensação dinâmica são a essência do design Jaguar. Queríamos criar uma sensação profunda de movimento, e proporcionámos ao XE um design dinâmico e objetivo sem compromissos. As proporções exteriores elegantes, de baixo perfil e semelhantes às de um coupé desportivo conjugam-se num conjunto eficiente que é instantaneamente reconhecível como um verdadeiro Jaguar.”

O capot esculpido de linhas robustas reflete os conhecimentos da Jaguar na produção de componentes em alumínio e proporciona uma aparência musculada. A linha de cintura transmite uma sensação de movimento, enquanto que a forma dos painéis laterais traseiros é inspirada no F-TYPE Coupé.

As luzes diurnas características em J são outro elemento do design Jaguar, instantaneamente reconhecíveis. Os farolins traseiros herdam um detalhe de design de grande impacto: a linha horizontal que interseta a ótica circular inspirada no icónico E-Type.

 

Design elegante e baixa resistência aerodinâmica

A Jaguar tem uma longa história de produção de veículos excecionais com uma aerodinâmica eficiente. O novo XE segue a tradição de forma e função sem compromissos: a sua forma aerodinâmica tem o coeficiente de resistência aerodinâmica mais baixo de sempre num Jaguar, com um Cx de apenas 0,26. Este feito notável é fruto de 1.200 simulações de dinâmica computacional de fluidos que representam mais de quatro milhões de horas de processador.

O perfil de baixa resistência aerodinâmica da carroçaria foi maximizado com características que complementam todas as melhorias introduzidas. Entre as inovações incorporadas encontram-se as condutas de ar do pára-choques dianteiro, que direcionam o fluxo de ar laminar sobre as rodas dianteiras para redução da resistência aerodinâmica. Estas são combinadas com painéis inferiores de peso reduzido que se prolongam até ao silenciador traseiro, criando uma superfície integral praticamente uniforme, proporcionando também uma redução significativa da redução da resistência aerodinâmica.

 

 

Habitáculo amplo e luxuoso

As expectativas criadas pelo exterior do XE são complementadas pelo seu interior. O habitáculo espaçoso envolve os bancos dianteiros com uma consola central elevada que transmite aos ocupantes a sensação do cockpit de um avião. O ecrã táctil de 8 polegadas do novo sistema de informação e entretenimento InControl ocupa o lugar central nas curvas amplas do tablier. Nos modelos equipados com caixa automática, o seletor de velocidades exclusivo rotativo eleva-se da consola central: o XE ganha vida.

Os bancos dianteiros envolventes encontram-se posicionados a uma altura reduzida, pelo que o condutor beneficia de uma postura semelhante à de um veículo desportivo, disponibilizam a opção de aquecimento e refrigeração e 14/14 ajustes elétricos. Os bancos traseiros podem também ser aquecidos e rebatidos 40:20:40, pela primeira vez num Jaguar, permitindo acesso à bagageira.

O XE demonstra que o design elegante e aerodinâmico não limita o espaço interior. Todos os passageiros desfrutam de um espaço generoso para a cabeça e pernas, e as costas dos bancos dianteiros proporcionam ainda mais espaço para os passageiros traseiros do XE.

Tecidos técnicos, couros da máxima qualidade e detalhes como a costura dupla contrastante proporcionam uma qualidade exclusiva ao habitáculo. Os acabamentos Gloss Black, as texturas do alumínio, os acabamentos contemporâneos em madeira e o acabamento em fibra de carbono realçam a sensação de luxo e acabamento artesanal.

 

Estrutura da Carroçaria

A Jaguar tem mais experiência na construção com alumínio do que qualquer outro fabricante. Os conhecimentos e experiência incomparáveis na produção com este material leve culminaram na estrutura revolucionária da carroçaria do novo XE. Trata-se do primeiro modelo concebido com base na nova arquitetura modular da Jaguar e é o único veículo do seu segmento com monobloco com elevado conteúdo de alumínio.

 

 

 

Leve, rígido e seguro

Após o desenvolvimento do XJ em alumínio em 2003, do XK, do XJ atual e do F-Type, a experiência da Jaguar culminou na nova carroçaria monobloco com elevado conteúdo de alumínio do XE. O XE é a berlina Jaguar mais rígida de sempre e nenhum outro veículo do segmento médio contém mais alumínio.

A carroçaria do Jaguar XE contém mais de 75% de alumínio, superando em larga escala qualquer outro veículo do seu segmento. Isto proporciona-nos uma estrutura de carroçaria leve com um peso inigualável: é leve, mas extremamente sólida e com níveis extremamente elevados de rigidez torsional e segurança, sem comprometer o design ou o requinte do veículo”, confessa Dr Mark White, Chief Technical Specialist, Lightweight Vehicle Technologies.

O XE é o primeiro modelo concebido utilizando a nova arquitetura modular da Jaguar. Esta estrutura avançada, que irá servir de base a diferentes modelos de diversos segmentos, foi desenvolvida para utilizar a combinação de materiais mais inteligente, incluindo alumínio, aço de alta resistência e magnésio, proporcionando uma flexibilidade de produção excecional.

Para o XE, a necessidade de satisfazer os exigentes requisitos de condução, comportamento, eficiência e segurança, tornou necessária uma carroçaria monobloco com elevado conteúdo de alumínio. Quando Jaguar começou a trabalhar no primeiro XJ em alumínio, a carroçaria da berlina de luxo continha aproximadamente 70 porcento de materiais convencionais e 30 porcento de ligas de alta resistência. No novo XE, estas proporções foram invertidas.

As ligas em alumínio de alta resistência, incluindo a AC300 e a AC600, foram também utilizadas em zonas como os pilares A, nas estruturas que conferem proteção em caso de embate tanto na secção dianteira como na traseira e nas travessas longitudinais que formam o habitáculo. Os pilares B são produzidos em alumínio de alta resistência reforçado com aço de resistência ultra elevada, com uma camada de espuma de alta densidade no interior.

Tudo isto torna o habitáculo extraordinariamente rígido, evitando intrusões em caso de embate. O novo Jaguar XE foi concebido para cumprir as normas internacionais mais exigentes de testes de embate com o objetivo de conseguir a classificação máxima de 5 estrelas no Euro NCAP e US NCAP.

Da mesma forma, a proteção dos peões atinge um novo patamar: as propriedades de absorção de energia do capot em alumínio são maximizadas com um sistema articulado de elevação que cria um espaço adicional entre a parte inferior e as estruturas rígidas, como o motor, torres de suspensão e a antepara.

 

Liga de alumínio reciclado: estreia mundial.

A sustentabilidade representa uma parte importante da história da utilização do alumínio na Jaguar. A reciclagem deste material tão valioso permite uma redução das emissões totais de CO2 e o XE é o primeiro veículo do mundo a utilizar alumínio RC 5754, uma liga que se é obtida principalmente a partir de material reciclado. Resultado de vários anos de investigação, contém apenas uma pequena quantidade de material primário, o fundamental para conseguir proporcionar as propriedades mecânicas necessárias.

Os aços, incluindo aços avançados de resistência elevada e ultra elevada, são utilizados em componentes como a plataforma inferior, os painéis das portas e da bagageira. Estes materiais satisfazem requisitos específicos geométricos, de resistência e rigidez destes componentes e contribuem também para a distribuição ideal de peso do XE. O magnésio fundido encontra-se também presente: este material ultra leve é utilizado na produção do suporte dianteiro e da travessa transversal da plataforma.

 

Incorporação de tecnologias inspiradas na engenharia aeroespacial

Em 2003, a substituição de soldaduras por pontos por uma combinação de rebites auto-perfurantes e adesivos estruturais, uma técnica comprovada na produção aeroespacial, representou outra alteração profunda na engenharia das carroçarias Jaguar. Estas técnicas permitem uma conceção de uniões extremamente otimizada com uma combinação extraordinária de resistência, rigidez e durabilidade. Uma vantagem adicional, que é realmente difícil de conseguir com processos de soldadura tradicional, é a compatibilidade de materiais diferentes.

Para evitar qualquer risco de corrosão galvânica entre os painéis de aço e alumínio, a carroçaria monobloco do XE integra cinco camadas de proteção entre os dois materiais. A primeira é uma camada protetora de zinco sobre os componentes de aço. As uniões são cheias com adesivo estrutural e, de seguida, a carroçaria é submetida a cataforese. É aplicado um selante de uniões e, por fim, a pintura.

CHASSIS

As berlinas Jaguar sempre se destacaram pela sua combinação incomparável de conforto sublime com um comportamento dinâmico extraordinário. O novo XE irá elevar este princípio a um novo patamar graças à suspensão dianteira de triângulos duplos sobrepostos, à suspensão traseira Integral Link e à incorporação, pela primeira vez na Jaguar, de direção assistida elétrica. O objectivo deste desenvolvimento é tornar-se no veículo de escolha para os entusiastas da condução neste segmento.

 

Ágil, sensível, confortável.

A conceção do XE de raiz e a utilização de uma arquitetura totalmente nova proporcionou à equipa de engenheiros a oportunidade pouco habitual de desenvolver um veículo sem as exigências impostas por plataformas anteriores e os componentes comuns. O novo Jaguar XE integra o chassis mais sofisticado dos veículos do seu segmento e irá tornar-se numa referência em termos de requinte e comportamento: será, sem sombra de dúvida, a escolha dos verdadeiros entusiastas da condução.

A estrutura leve e rígida da carroçaria, os motores transversais e a tração traseira do XE representaram o ponto de partida perfeito para todo o desenvolvimento. Onde a maioria dos concorrentes utilizam simplesmente a suspensão dianteira tipo MacPherson, os responsáveis do comportamento dinâmico da Jaguar insistiram na superioridade da configuração de triângulos duplos sobrepostos.

Os Jaguar sempre foram reconhecidos por proporcionar um equilíbrio entre comportamento preciso e qualidade de rolamento elevada. O XE representa o expoente máximo de tudo o que a empresa aprendeu ao longo dos anos, e combina uma condução requintada com um comportamento excecional, incomparáveis neste segmento”, declarou Mike Cross, Vehicle Integrity Chief Engineer da Jaguar.

A rigidez da geometria de sopé foi também uma consideração importante. Esta característica - a resistência à carga lateral em curva - tem uma importância crucial para proporcionar uma sensibilidade, qualidade e precisão de direção inigualáveis. Para manter a massa não suspensa ao mínimo, as mangas de eixo dianteiras em alumínio, leves e robustas, são produzidas a partir de componentes fundidos através de um processo de produção patenteado. Da mesma forma, foi conseguida uma redução adicional de peso graças às barras estabilizadoras e molas produzidas em aço mais rígido e de secção inferior.

A geometria da suspensão dianteira foi otimizada de raiz para se adaptar às configurações de tração às quatro rodas e tração traseira. Os pontos de montagem da suspensão permitem um alojamento eficiente da mola e do amortecedor - um fator fundamental para conseguir proporcionar a altura reduzida do capot - essencial para conseguir o design elegante do XE e a máxima proteção de peões em caso de embate.

Os amortecedores foram meticulosamente calibrados para proporcionar a qualidade de rolamento pela qual os veículos Jaguar são reconhecidos e o controlo da carroçaria necessário para uma condução ágil.

 

Integral Link: a suspensão traseira mais sofisticada do segmento.

A Jaguar avaliou as suspensões convencionais multi-braço que são comuns no segmento, mas estas não conseguiam disponibilizar os atributos dinâmicos exigidos para o novo XE.

A solução foi Integral Link: um sistema normalmente instalado em veículos de segmentos superiores, que disponibiliza os valores ideais de rigidez lateral e longitudinal necessários para o comportamento preciso e suave do XE.

Para manter o peso ao mínimo, foi utilizado alumínio de forma extensa: os braços e tirantes superiores são forjados, enquanto que as mangas de eixo e os tirantes inferiores são de fundição oca, maximizando a redução de peso.

 

Nova direção assistida elétrica

A resposta da direção, firme e directa, é um elemento essencial do ADN da marca Jaguar e, provavelmente, um dos que mais contribui para que a primeira impressão proporcionada pelo veículo transmita imediatamente a sua resposta dinâmica apurada.

A assistência hidráulica foi utilizada tradicionalmente na direção assistida porque proporciona um comportamento mais natural e intuitivo. A direção assistida elétrica permite um potencial incrível de calibração e uma eficiência energética muito superior aos sistemas hidráulicos tradicionais, mas os engenheiros da Jaguar não a tinham considerado uma tecnologia suficientemente madura até recentemente.

Como resultado, o novo XE é o primeiro Jaguar a utilizar direção assistida elétrica e disponibiliza uma capacidade de resposta imediata e a sensação de ligação esperada de uma berlina desportiva Jaguar. Todo o hardware do sistema foi otimizado para redução das reações violentas e da fricção, o inimigo de uma sensação de direção natural, enquanto que o software de controlo foi aperfeiçoado durante uma fase exaustiva de calibração. Os algoritmos de controlo puderam inclusivamente ter em consideração alterações na temperatura ambiente, assegurando uma resposta uniforme da direção independentemente das condições atmosféricas.

Funções como a assistência da direção e o seu grau de dureza, que variam de forma subtil conforme velocidade, o sistema de direção compensa também alterações na inclinação da estrada, evitando que o veículo se desvie da sua trajetória.

A EPAS reduz também as emissões de CO2 do XE em 3 e em 2 porcento nos modelos a gasolina e diesel, respetivamente.

 

Travões de alta performance

O caráter dinâmico do novo XE é complementado pela especificação do sistema de travagem. Em ambos os eixos foram incorporadas pinças flutuantes de peso reduzido e discos de grandes dimensões, com diâmetros entre 316 mm e 350 mm no eixo dianteiro e entre 300 mm e 325 mm no traseiro.

Os discos dianteiros ventilados beneficiam de refrigeração adicional em virtude das condutas incorporadas na suspensão, que direcionam o ar para o centro dos discos.

O cérebro eletrónico do sistema de travagem de última geração é mais leve, mais pequeno e mais potente que os módulos anteriores, e permite uma gama completa de funções que melhoram a segurança, estabilidade e o comportamento dinâmico.

 

 

Controlo da Distribuição do Binário em Curva através da Travagem (Torque Vectoring by Braking)

Uma das funções mais impressionantes do novo Jaguar XE é o Controlo da Distribuição do Binário em Curva através da Travagem, uma tecnologia inovadora comprovada no F-TYPE Coupé e agora disponibilizada de série do novo XE.

Esta inovação de alta tecnologia diminui o início da subviragem, travando ligeiramente as rodas interiores de forma independente e conforme necessário, para manter o veículo na trajetória ideal em curva.

A intervenção é subtil e praticamente impercetível ao condutor, que beneficia também de um comportamento mais neutro, menor esforço na direção e, em última análise, de uma experiência de condução mais recompensadora.

 

MOTOR

O XE encontra-se equipado com uma gama de motores de quatro e seis cilindros a gasolina e diesel que disponibilizam uma combinação de performance, requinte e eficiência que proporcionam emissões de CO2 desde 99 g/km e uma velocidade máxima eletronicamente limitada a 250 km/h. Todos os motores incorporam injeção direta e distribuição variável para proporcionar uma combustão limpa e silenciosa e uma capacidade de resposta excecional. Os sistemas inteligentes Stop-Start e a carga regenerativa inteligente reduzem adicionalmente o consumo de combustível. A potência é transmitida às rodas traseiras através da caixa automática de oito velocidades e manual de seis, de funcionamento suave.

 

Suave, requintado e eficiente

A Jaguar lança o novo XE com uma família de motores igualmente nova: Ingenium. Este design modular avançado irá incorporar versões diesel e a gasolina e foi criado de raiz para proporcionar uma performance, eficiência e requinte inigualáveis.

Os primeiros motores Ingenium incorporados no Jaguar XE são o diesel 2.0 de quatro cilindros com a opção de dois níveis de potência e binário: 163 CV e 380 Nm e 180 CV e 430 Nm. A versão de 163 CV torna o XE no Jaguar mais eficiente de sempre, com valores de consumos e emissões de 3,8 l/100 km e 99 g/km de CO2 em ciclo europeu combinado.

Com mais de 3,2 milhões de quilómetros de testes, a família de motores Ingenium representa o ponto central da futura estratégia Jaguar de motores com emissões reduzidas de CO2. Irá também cumprir as exigências mais rigorosas da legislação mundial em matéria de emissões de gases de escape.

A nova geração de motores diesel Ingenium foi concebida e produzida integralmente na nossa nova fábrica de motores em Wolverhampton. Aproveitámos todas as oportunidades para garantir que o seu design se encontrasse na vanguarda das evoluções técnicas, tendo como objetivo atingir os níveis mais elevados de eficiência, performance e requinte ”, confessa Ron Lee, Group Chief Powertrain Engineer, Jaguar Cars

Todos os motores Ingenium foram desenvolvidos de raiz pelos engenheiros da Jaguar e serão produzidos com base num bloco em alumínio de paredes finas e camisas em aço fundido: proporcionam o melhor equilíbrio entre peso, acabamento de superfície e robustez.

O sistema de refrigeração dividida do motor, o controlo preciso do termóstato e a bomba de água variável mecânica permitem manter o líquido de refrigeração no bloco e, em simultâneo, manter a circulação em canais transversais na cabeça. Desta forma, o motor atinge a temperatura normal de funcionamento mais rapidamente, reduzindo a fricção e, consequentemente, o consumo de combustível.

Foram também reduzidas as perdas parasitas: a bomba de óleo com controlo eletrónico ajusta o seu caudal em conformidade com o regime, carga e temperatura do motor, e os jatos de refrigeração dos pistões funcionam apenas quando é necessário.

A distribuição variável encontra-se presente há muitos anos em todos os motores Jaguar a gasolina e agora as versões Ingenium diesel incorporam também esta tecnologia. A temporização variável das válvulas de escape permite um aquecimento mais rápido do catalisador, minimizando as emissões nocivas durante a fase crítica de aquecimento.

O combustível é introduzido nas câmaras de combustão através de um sistema Common Rail de 1.800 bar. As características chave são níveis baixos de ruído, alta eficiência e excelente atomização da mistura.

Os motores Ingenium diesel caracterizam-se pela entrega de binário rápida desde regimes baixos, o que é conseguido através de turbo compressores muito eficientes de geometria variável. O binário máximo é mantido numa gama ampla de regimes, assegurando uma capacidade de resposta e aceleração instantâneas quando o condutor o exija.

A performance não é conseguida à custa do aumento do consumo de combustível: com a caixa manual de seis velocidades, a versão do novo Jaguar XE equipada com o motor de 163 CV e 380 Nm, disponibiliza o valor excepcional de 99 g/km de emissões de CO2.

Na versão mais potente de 180 CV e 430 Nm, os valores são igualmente impressionantes, tanto nos modelos equipados com caixa manual como automática.

 

Redução de emissões: combustão limpa e tratamento posterior avançado

Em complemento a um sofisticado sistema de recirculação de gases de escape, os engenheiros da Jaguar integraram a mais avançada tecnologia de tratamento posterior de gases de escape no XE: um sistema de redução catalítica seletiva (SCR) muito eficaz assegura que as emissões de NOx não excedem os limites fixados no regulamento Euro 6.

 

Os motores a gasolina de quatro cilindros combinam performance com eficiência

A gama de motores a gasolina do Jaguar XE começa na unidade 2.0 turbo de injeção direta e quatro cilindros que foi apresentada na berlina Jaguar XF. Otimizado para o novo XE, este motor requintado e leve encontra-se disponível com dois níveis de potência: 200 CV e 320 Nm e 240 CV e 340 Nm.

Estes motores produzidos integralmente em alumínio, com um peso de apenas 138 kg, encontram-se equipados com um veio de equilíbrio duplo para anular as forças de segunda ordem, proporcionando a suavidade e potência de um seis cilindros atmosférico num conjunto mais compacto e eficiente.

Uma característica inovadora é a carcaça do turbo integrada no colector de escape. Em complemento à redução de peso, o catalisador atinge a temperatura de ativação mais rapidamente, reduzindo as emissões. A inércia reduzida permite uma capacidade de resposta extraordinária.

V6 S: níveis de potência excecionais

Os clientes que desejem a máxima performance e uma sonoridade estimulante desde o ralenti irão apreciar o XE S, que partilha o motor com o aclamado F-TYPE: um 3.0 V6 Supercharged. A injeção directa de pulverização direcionada e distribuição variável otimizam a sua potência e binário em todos os regimes de funcionamento. O ângulo de 90º entre cilindros disponibiliza espaço para o compressor Roots Twin Vortex, enquanto que a suavidade é assegurada por um veio de equilíbrio. Com 340 CV/450 Nm, este motor proporciona ao XE S uma aceleração, facilidade de condução e performance realmente excecionais: acelera de 0 a 100 km/h em apenas 5,2 segundos, e a velocidade máxima está limitada eletronicamente a 250 km/h.

 

Escolher o melhor: nova caixa manual de seis velocidades

A caixa manual do novo Jaguar XE é caracterizada pelo seu acionamento suave e pela precisão das suas passagens de caixa que, graças ao seu escalonamento abrangente, proporciona uma combinação excelente de performance e requinte.

Em complemento às passagens de caixa suaves, a caixa contribui também para os consumos de combustível excelentes do XE. A sua carcaça leve em liga de alumínio reduz o peso, enquanto que detalhes como eixos ocos e carretos aligeirados tornam a transmissão ainda mais leve.

Na procura pela eficiência optou-se também por um sistema de cárter semi-seco em vez de se basear no método habitual de lubrificação por imersão, com as perdas parasitas inerentes. Assim, o óleo encontra-se separado das engrenagens por uma divisória leve em polímero e é pulverizado sobre os componentes móveis utilizando uma bomba compacta.

 

Caixas automáticas de oito velocidades otimizadas

A produção do XE com elevado conteúdo de alumínio permite também disponibilizar uma versão nova e leve da caixa ZF 8HP de oito velocidades que é utilizada nas berlinas XJ e XF, pesando cerca de 10 kg menos.

Ao disponibilizar a relação perfeita para qualquer situação, o módulo eletrónico monitoriza os estilos de condução e adapta os padrões de seleção de velocidades conforme apropriado. A estratégia de controlo inteligente torna ainda mais eficazes os modos selecionados no sistema Jaguar Drive Control. No modelo XE S de alta performance, a caixa encontra-se equipada com patilhas incorporadas no volante, proporcionando ao condutor o controlo manual absoluto das passagens de caixa para uma experiência ainda mais envolvente.

 

Sistemas avançados de assistência ao condutor

A Jaguar desenvolveu um conjunto de tecnologias para tornar a condução mais segura, descontraída e divertida. Desde sistemas que melhoram a tração a baixa velocidade em condições adversas até sistemas de travagem inteligente que utilizam câmaras estereoscópicas para analisar a estrada à frente do veículo, o XE é a opção inteligente no segmento de veículos médios.

 

Gestão de tração: All Surface Progress Control

O sistema All Surface Progress Control é incorporado pela primeira vez a nível mundial no novo XE. Este sistema exclusivo de controlo de tração, semelhante a um sistema de controlo de velocidade de cruzeiro a baixa velocidade, irá disponibilizar ao XE capacidades inigualáveis entre os veículos de tração traseira do seu segmento em quaisquer condições meteorológicas.

All Surface Progress Control é a tecnologia ideal para pisos de aderência reduzida como estradas cobertas de neve, gelo e até relva molhada. Desenvolvido com base nas décadas de experiência em sistemas de tração fora de estrada da Jaguar Land Rover, o sistema All Surface Progress Control pode recuperar a tração de forma eletrónica mais rapidamente que o condutor.

O sistema funciona entre 3,6 km/h e 30 km/h, e é ativado utilizando os interruptores do controlo de velocidade de cruzeiro incorporados no volante. Após ter selecionado a velocidade desejada, o condutor concentra-se na direção e o veículo encarrega-se do resto, assegurando um progresso suave no terreno sem perdas de tração e sem que o condutor tenha que tocar nos pedais. Apesar de estar apenas disponível com caixas automáticas, o sistema All Surface Progress Control é compatível com todos os motores. Os pneus de inverno conseguem maximizar a eficácia do sistema All Surface Progress Control.

 

HUD a laser: a informação onde é necessária

Uma estreia na Jaguar e na indústria automóvel, o HUD do XE projeta imagens a cores de alto contraste diretamente na linha de visão do condutor, é mais pequeno e quase um terço mais leve que os sistemas TFT atuais.

As imagens virtuais parecem ‘flutuar’ a dois metros à frente do condutor. Ao apresentar informações como a velocidade, instruções de navegação passo a passo, sinais de trânsito e as configurações do controlo de velocidade de cruzeiro, a atenção do condutor permanece sempre onde é mais necessária: na estrada à sua frente.

O alto contraste tem uma resistência elevada ao esbatimento das imagens em condições de luz solar directa. Uma vantagem adicional da tecnologia laser é que as imagens permanecem visíveis embora o condutor utilize óculos polarizados.

 

As coisas claras: tecnologia de câmara estereoscópica.

O novo XE é um dos primeiros veículos do seu segmento a incorporar uma câmara estereoscópica. Este sensor inovador proporciona uma visão tridimensional da estrada à frente do veículo e é a base dos sistemas de reconhecimento de sinais de trânsito e do Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência.

A câmara estereoscópica direcionada para a frente encontra-se montada à frente do espelho retrovisor e pode detetar veículos a até 100 metros de distância. Se os algoritmos no módulo de controlo do Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência determinam que é provável a ocorrência de uma colisão, o sistema de travagem prepara-se e o condutor recebe um aviso visual no tablier e, quando incorporado, no HUD. Se o condutor não tomar nenhuma medida, é ativada automaticamente toda a força de travagem: o Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência permite evitar a colisão ou reduzir a sua intensidade a velocidades de até 80 km/h.

O sistema de reconhecimento de sinais de trânsito obtém informação da câmara estereoscópica para avisar o condutor sobre os limites de velocidade, incluindo limites temporários devido, por exemplo, a obras na estrada. Para assegurar a fiabilidade do sistema, os dados da câmara são sempre cruzados com a informação sobre limites de velocidade do sistema de navegação. O condutor tem a possibilidade de selecionar uma opção que permite a apresentação de avisos quando são ultrapassados os limites de velocidade: uma coroa circular pisca em redor da imagem do limite de velocidade, mas não é ativado nenhum aviso sonoro.

Em complemento aos sinais da estrada a câmara estereoscópica avançada ‘vê’ também as marcas na estrada e esta função é utilizada no sistema de aviso saída de faixa do XE. Se o sistema determina que o veículo abandona a sua faixa não intencionalmente, avisa o condutor através de vibração no volante.

A câmara estereoscópica pode também auxiliar o condutor a ver com maior clareza: o sistema de máximos automáticos permite uma utilização otimizada dos máximos, tornando a condução noturna mais segura. A ligação entre os faróis e os algoritmos de tratamento de imagem da câmara permite a funcionalidade de máximos automáticos comutar automaticamente para médios quando são detetados veículos em sentido contrário.

 

Sempre a olhar para a frente: Controlo de Velocidade de Cruzeiro Adaptativo.

O novo sistema de Controlo de Velocidade de Cruzeiro Adaptativo do XE torna as viagens em auto-estrada mais confortáveis. Um radar de longo alcance de 77 GHz monitoriza a estrada à frente do veículo, permitindo que este mantenha uma distância predeterminada aos veículos da frente.

O sistema de Controlo de Velocidade de Cruzeiro Adaptativo pode também iniciar o Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência se deteta uma colisão iminente.

 

Sempre alerta: Monitor de Ângulo Morto e Sensor de Aproximação de Veículos e Detector de Veículos em Marcha-atrás.

O novo XE pode também ser equipado com um sistema que monitoriza a área atrás do veículo, tornando as manobras de ultrapassagem mais seguras. Um radar de médio alcance de 24 GHz deteta a presença de veículos que se aproximem rapidamente da traseira: um ícone pisca nos espelhos para alertar o condutor do possível perigo. Quando o veículo entra no ângulo morto, o ícone é ligado permanentemente.

O lugar certo: estacionamento mais fácil.

O esforço de estacionamento em lugares de espaço reduzido é uma coisa do passado. O novo XE pode ser equipado com os Sistemas de Estacionamento Paralelo e Perpendicular que se encarregam das tarefas mais complicadas. Os sensores ultra sónicos medem o espaço e, se for considerado apropriado, permitem que o veículo controle a direção durante as manobras de estacionamento paralelo e perpendicular, enquanto o condutor controla apenas o travão e o acelerador. Uma função de saída de estacionamento direciona também o XE ao sair do lugar de estacionamento.

A saída de lugares de estacionamento em marcha-atrás é muito mais segura com o Detector de Veículos em Marcha-atrás. Os sensores utilizados no Monitor de Ângulo Morto detetam os veículos que se aproximam e que o condutor não pode ver e ativam um aviso.

 

Informação, entretenimento e conectividade

Desde apps para smartphones e WiFi, até sistemas de áudio de alta qualidade desenvolvidos em parceria com os especialistas mundialmente reconhecidos da Meridian, o novo XE disponibiliza um conjunto de tecnologias concebidas para manter os ocupantes informados e entretidos, tornando cada viagem numa experiência ainda mais completa.  

Perfeitamente posicionado no tablier, o ecrã táctil de oito polegadas é o elemento central do novo sistema de informação e entretenimento InControl do XE.

Neste mundo cada vez mais ligado e em constante mudança, as tecnologias a bordo representam uma parte integral da experiência de condução. Com o novo XE introduzimos um conjunto vanguardista de sistema de ajuda ao condutor e sistemas de entretenimento. Concebidos e desenvolvidos de raiz, irão garantir que cada viagem é mais simples, descontraída, segura e recompensadora, sem esforço”. Dr Mike Bell, Global Connected Car Director da Jaguar

O ecrã táctil integra uma interface de utilizador nítida e intuitiva concebida para permitir um acesso rápido e simples a todas as características e funções. O controlo por voz simplifica adicionalmente o sistema: InControl responde a comandos por voz simples sem a necessidade de navegar pelos menus, permitindo ao condutor manter a sua atenção na estrada.

Apesar de se tratar de uma função inicialmente desenvolvida para o topo de gama da Jaguar, o XJ, a tecnologia DualView encontra-se agora disponível no XE. Esta inovação, a primeira no seu segmento, permite que o ecrã táctil apresente informação do veículo ao condutor enquanto, simultaneamente, o passageiro dianteiro vê um filme.

Os smartphones estão a mudar a nossa forma de interagir com o mundo que nos rodeia. As aplicações do sistema InControl da Jaguar permitem aos utilizadores acesso total às apps do seu smartphone através do ecrã táctil do XE, desde realizar uma chamada até encontrar um lugar de estacionamento ou reservar um quarto de hotel. Algumas das apps mais populares são iheartradio, INRIX, Glympse, Stitcher, cityseeker e Parkopedia.  

O XE funciona também como um ponto de acesso WiFi, permitindo a ligação de vários dispositivos à Internet: a antena do veículo disponibiliza o melhor sinal possível.

InControl Remote da Jaguar permite a ligação ao veículo de utilizadores de smartphones com sistemas operativos iOS ou Android onde quer que se encontrem, através da app especialmente desenvolvida. Esta tecnologia permite uma série de funções, desde verificar a quantidade combustível no depósito e destrancar ou trancar as portas, a configurar o sistema de ar condicionado automático do XE para cada um dos sete dias da semana.

InControl Secure melhora a segurança disponibilizando monitorização proativa do veículo. Em caso de furto do XE, o serviço de monitorização pode trabalhar em parceria com as forças policiais para localizar e recuperar o veículo.

InControl Protect disponibiliza outra garantia: no caso improvável de uma avaria, transmite à Assistência Jaguar otimizada a sua localização e os dados de diagnóstico do veículo para minimizar os atrasos na sua viagem. Caso aconteça o impensável e ocorra uma colisão, efetuará automaticamente uma chamada SOS e avisará os serviços de emergência.

 

Qualidade de som: áudio Premium da Meridian.

Para os condutores que desejem uma condução descontraída com música, o XE inclui pela primeira vez no segmento a tecnologia de áudio Meridian. O produto mais recente da longa colaboração entre Jaguar e os especialistas de áudio britânicos de Meridian, o sistema de 11 altifalantes inclui um subwoofer potente desenvolvido especificamente para o XE. A utilização de algoritmos exclusivos garante a melhor reprodução de som possível e adaptam a experiência à acústica interior. Com um sistema de música e informação e entretenimento tão avançado, o Jaguar XE irá criar um novo patamar dentro do seu segmento em termos de entretenimento de alta qualidade para o condutor e passageiros, que será difícil de superar.

A gama Jaguar XE será disponibilizada com um PVP a partir de 43.005 €. As primeiras unidades irão chegar ao mercado em junho de 2015.

 

PEUGEOT É LIDER

 

 
Peugeot208 CopyPeugeot308 Copy

PEUGEOT líder de mercado em Setembro

 

A PEUGEOT foi a Marca mais vendida em Portugal, durante o mês de Setembro. Com o 1º lugar nas vendas de veículos de passageiros e de comerciais ligeiros, a PEUGEOT alcança o lugar cimeiro nas vendas com 11,6% de quota de mercado. Estes resultados são a prova de um produto bem orientado para o nosso mercado, como é o caso do PEUGETO 208 e do PEUGEOT Partner, a liderarem respectivamente, cada um do seus segmentos.

A PEUGEOT Portugal terminou o mês de Setembro com 1.349 unidades vendidas no conjunto dos dois mercados (VP + VCL), o que representa 11,6% de quota de mercado, traduzindo um aumento de +71,2% face a Setembro de 2013. De realçar também que estes resultados permitem à PEUGEOT ascender ao segundo lugar em vendas em acumulado, com 12.044 unidades vendidas, que representam um aumento de 41,5% face aos primeiros 9 meses de 2013.

Para Alfredo Amaral, Director Geral da Peugeot Portugal este resultado demonstra toda a força dos produtos da Marca e a orientação de cada um deles para os diversos tipos de clientes, quer sejam particulares, quer sejam empresas. O novo PEUGEOT 308, carro do ano 2014, e os recentes lançamentos como é o caso dos PEUGEOT 108 e PEUGEOT 508, são a prova disso. Por outro lado, e com uma imagem de Marca cada vez mais forte, como é comprovada pela eleição da Marca Escolha do Consumidor 2014, a aplicação de uma estratégia comercial adaptada, mostra os seus resultados, posicionando a Marca Peugeot como uma referência no nosso mercado.

 

JOÃO PAULO MATOS PRONTO PARA O ESTORIL

 

SINGLE SEATERS – ESTORIL

 

JOÃO PAULO MATOS PRONTO PARA O ESTORIL

FOX 6135_Copy

Depois dos brilhantes resultados alcançados no autódromo de Portimão, João Paulo Matos tem tudo a postos para a jornada deste fim de semana no autódromo do Estoril.

Sobre o fim de semana que se aproxima, o piloto do Porto começou por nos dizer” vou para lutar pela melhor posição possível, em termos de categoria estou classificado na 2ª posição, pois à minha frente está o meu amigo e colega de equipa Victor Rodrigues. Vou tentar repetir o que fiz na pista de Portimão, esse é o meu objectivo, esperando que não surjam surpresas com o carro. Estou a contar com duas corridas muito disputadas, aliás basta ver a excelente lista de inscritos, coma mais de duas dezenas de participantes, o que atesta a qualidade deste campeonato de monolugares”.

 

TOYOTA É NOTICIA

 

A Toyota tem uma longa reputação na inovação automóvel, em diversos segmentos marcando a história do mundo automóvel.

Há 20 anos, a empresa criou um novo segmento de mercado com o seu pioneiro e engenhoso Toyota RAV4. Diferente na sua essência de um 4x4 tradicional, o RAV4 contava com um motor de 2.0 litros a gasolina montado transversalmente dentro de uma carroçaria monocoque, suspensão independente às quatro rodas e com numa carroçaria muito compacta (apenas 3,69 m de comprimento) tudo isto aliado a um design aspiracional e progressivo.

Lançado no Japão em 1997 e na Europa em 2000, o Prius foi o primeiro veículo híbrido a ser produzido em massa. Utilizando um exclusivo sistema híbrido Toyota, que estabeleceu um marco importante na indústria em termos de desenvolvimento de motorizações e que acabou por definir novos padrões para o prazer de condução silencioso e ecologicamente responsável.

Em 2012, a Toyota lançou o GT86 que recebeu um reconhecimento a nível mundial. Pelas suas características que, recorre a uma combinação única no mundo de motor de cilindros opostos montado à frente com tração traseira, o compacto veículo desportivo, desenvolvido com foco no condutor de 2+2 lugares, permite uma condução divertida, intuitiva e apurada dinamicamente através de uma resposta precisa e instantânea até mesmo perante as mais pequenas solicitações.

Hoje, aproveitando o conhecimento e experiência ao longo destes 20 anos de criatividade da Toyota, o Concept C-HR reúne o engenhoso conceito geral que esteve na origem do primeiro RAV4, apresenta a próxima geração da sofisticada tecnologia de motorização full hybrid (estreada no Prius) e, inspirado pelo GT86, tendo como alvo novos níveis de dinamismo e agilid
 

GARAGEM AURORA PRESENTE NO ESTORIL

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

 

AUTÓDROMO DO ESTORIL

 

 

GARAGEM AURORA PRESENTE NO ESTORIL

 

Depois do tremendo sucesso ocorrido na pista de Portimão há umas semanas atrás em que todos os carros preparados sob a égide da Garagem Aurora venceram, e marcaram presença no pódio em diferentes categorias. Por isso Eduardo Santos Júnior, quer reeditar o mesmo feito este fim de semana no autódromo do Estoril, onde a Garagem Aurora vai somente ter a seu cargo o Porsche 911 RSR de João Macedo e Silva.

Sobre as expectativas para este fim de semana, Eduardo Santos Júnior disse-nos “ se conseguirmos repetir o feito de Portimão, é lógico que me sinto muito feliz, pois não será demais recordar que o João Macedo e Silva venceu as duas corridas, e se isso acontecer de novo seria um encerrar de época em grande, tenho esperanças que corra tudo pelo melhor”.

As verificações técnicas do Porsche 911 RSR têm lugar na 6ª feira, com os treinos no dia de sábado e as duas corridas no dia de domingo.FOX 5836_CopyFOX 5837_Copy

 

JUNO DA COMVAL RACING EM EXPOSIÇÃO NA EXPONOR

 

JUNO DA COMVAL RACING EM EXPOSIÇÃO NA EXPONOR


FOX 1814_CopyFOX 1815_-_Cpia_Copy

A Comval Racing tem exposto o Juno CN 09 com que foi Campeão de Montanha, este fim de semana nos pavilhões da Exponor em Matosinhos, integrado no Autoclássico-Motorshow. Assim está previsto que Pedro Castanon, o piloto de Santiago de Compostela esteja presente neste evento, por sinal o maior da Península Ibérica, onde irá ver uma sessão de autógrafos.

 

COMVAL RACING NO ESTORIL

A Comval Racing e o piloto Paulo Sá Silva irão alinhar este fim de semana em mais uma prova do campeonato Single Seater Series. Paulo Sá Silva tem evoluido bastante ao longo deste competitivo campeonato e o que começou por ser uma aprendizagem tem-se vindo a desenvolver com vista a um lugar no pódio até ao final do ano. As condições estão reunidas e o piloto vai para a pista com toda a vontade de fazer melhor do que o excelente lugar na última prova em Portimão.

Até já!

A equipa,
Comval Racing

Foto: A Comval Racing e o piloto Paulo Sá Silva irão alinhar este fim de semana em mais uma prova do campeonato Single Seater Series. Paulo Sá Silva tem evoluido bastante ao longo deste competitivo campeonato e o que começou por ser uma aprendizagem tem-se vindo a desenvolver com vista a um lugar no pódio até ao final do ano. As condições estão reunidas e o piloto vai para a pista com toda a vontade de fazer melhor do que o excelente lugar na última prova em Portimão.Até já!A equipa,Comval Racing

 

BARBOSA-FONTES QUEREM O TITULO

 

BP Ultimate Vodafone Team à conquista do título
Miguel Barbosa e José Pedro Fontes lideram com 8 pontos de vantagem

Ocupando a liderança do Campeonato Nacional de Velocidade à partida para a derradeira jornada, a dupla Miguel Barbosa / José Pedro Fontes apresenta-se, no próximo fim-de-semana, no Autódromo do Estoril, com naturais ambições de conquistar o título.

A formação do BP Ultimate Vodafone Team, que vai competir aos comandos de um Tatuus PY 012, parte para esta jornada extremamente motivada, mas ciente que, com apenas oito pontos de vantagem, vai ser necessário muito trabalho e rigor para conseguir atingir o seu grande objetivo.

“Chegámos a esta derradeira jornada com oito pontos de vantagem que são importantes, mas não significativos. O nosso objetivo é a conquista do título, mas estamos conscientes que vamos ter pela frente concorrentes muito fortes. Estamos, todavia, muito motivados e altamente empenhados em dar o nosso melhor”, salienta Miguel Barbosa.

O seu companheiro de equipa, José Pedro Fontes, destaca que: “é com grande expectativa e motivação que encaro este fim-de-semana. Tudo está em aberto. Vamos encarar prova a prova e o objetivo passa por tentar vencer a primeira. Ganharmos este campeonato deixar-me-ia muito satisfeito”, revela o piloto da BP Ultimate Vodafone Team.

Do programa desta competição constam, para o CNV, duas sessões de treinos livres de 20m no Sábado - uma pelas 8h40m e outra pelas 11h30m. Este primeiro dia compreende também a realização da primeira corrida, com 50m de duração, o que irá acontecer pelas 17h49m no fecho do programa. No Domingo, será disputada a segunda corrida, com idêntica duração e arranque marcado para as 14h29m. MBarbosa AlgarveRaceWeekend2014_24_300dpi_CopyMBarbosa AlgarveRaceWeekend2014_26_300dpi_Copy

 

APRESENTAÇÃO LAND ROVER EM PARIS

 

APRESENTAÇÃO LAND ROVER DISCOVERY SPORT EM PARIS,

AO MAIS PURO ESTILO BRITÂNICO

 

Land Rover_Paris_02_CopyLand Rover_Paris_03_CopyLand Rover_Paris_04_Copy

  • O Discovery Sport fez a sua espetacular revelação, no rio Sena, em pelo centro de Paris, a bordo de uma embarcação de 80 metros de comprimento.
  • A presença da modelo e atriz Rosie Huntington-Whiteley despertou o interesse da imprensa de todo o mundo.
  • A apresentação tinha ainda sete pares de botas Wellington gigantes de forma a destacar a versatilidade dos sete lugares do Discovery Sport.
  • O Discovery Sport será protagonista absoluto no stand da Land Rover do Salão Automóvel de Paris, no próximo dia 2 de outubro.

 

A apresentação do novo Land Rover Discovery Sport, ao verdadeiro estilo britânico, aconteceu hoje em Paris em antecipação à sua estreia oficial que acontece amanhã, no Salão Automóvel. Dois Land Rover Discovery Sport fizeram uma espetacular aparição a bordo de uma enorme embarcação, que atravessava o rio Sena, em celebração da chegada do novo SUV compacto Premium da marca britânica.

Os Land Rover Discovery Sport demonstraram as suas capacidades durante a apresentação junto a sete coloridos e gigantes pares de botas Wellington. A versatilidade promovida pela disposição dos 5+2 lugares deste SUV compacto e as suas capacidades únicas fora de estrada, tornam o novo Discovery Sport um veículo ideal para as famílias.

A presença de Rosie Huntington-Whiteley na passerelle flutuante da Land Rover, depois da sua participação na  Semana da Moda de Paris, foi a surpresa do dia. A modelo e atriz de 27 anos, conhecida por ser uma das modelos Angel da marca Victoria’s Secret e pelas suas atuações em  Transformers: Dark of The Moon e em Mad Max: Fury Road, levou o seu inigualável estilo até à capital francesa a bordo do novo Discovery Sport, do qual desceu para a enorme passerelle flutuante da Land Rover.

Huntington-Whiteley conheceu, em primeira mão, o design premium do interior e as capacidades do novo Land Rover. Teve um papel protagonista na apresentação, causando o frenesim da imprensa ao pousar junto do Discovery Sport e de um par de galochas de 4,5 metros de altura, com o padrão da icónica bandeira ‘Union Jack’, do Reino unido.

 

Depois da apresentação do Discovery Sport aos meios de comunicação social, a embarcação de 80 metros de comprimento continuou o seu percurso pelo rio Sena, passando por monumentos tão emblemáticos como a Torre Eiffel e a catedral de Notre Dame, chamando a atenção de todos os transeuntes.

Dada a importância deste novo SUV compacto Premium da Land Rover, o Discovery Sport vai ser o único veículo em exposição no stand da marca británica, no Salão Automóvel de Paris, durante o primeiro dia de apresentação à imprensa (2 de outubro).

 O Discovery Sport fez já a sua apresentação digital no ‘Spaceport America’, as instalações do Virgin Galactic, no Novo México, no passado dia 3 de setembro. Nesta ação, a Land Rover apresentou os detalhes do seu concurso ‘Galactic Discovery’, uma iniciativa da qual sairá vencedor um grupo de quatro amigos que terão a possibilidade de fazer uma viagem ao espaço. O concurso provocou a curiosidade dos media internacionais e as inscrições estão abertas até ao próximo dia 21 de novembro em www.landrover.com/gotospace.

“Desenvolvido e desenhado para tornar-se no SUV compacto Premium mais capaz e versátil do mundo, o Discovery Sport vai despertar o interesse não só dos atuais clientes Land Rover como também de um novo grupo de pessoas que talvez nunca tenham pensado conduzir um Land Rover”, disse Gerry McGovern, Design Director e Chief Creative Officer da Land Rover.

O Discovery Sport é, simplesmente, o veículo mais bem conseguido do seu segmento”, acrescenta.

As vendas dos veículos Land Rover continuam em crescimento depois do recorde registado em 2013. No ano passado, a Land Rover comercializou 348.338 veículos, o que representa um aumento de 15% em relação ao exercício anterior, e a tendência indica que este ano será registado um novo máximo.

O Discovery Sport vai ser produzido nas premiadas instalações da Land Rover, em Halewood, Liverpool, e será comercializado, em 2015, em mais de 170 mercados de todo o mundo, tal como o Land Rover Discovery de sete lugares.

No passado dia 3 de setembro, a Land Rover apresentou o concurso ‘Galactic Discovery’ que vai enviar um grupo de quatro pessoas ao espaço. Mais informação em landrover.com/gotospace

 

N SEGUROS COM PARCERIA COM A MIDAS

 

N Seguros estabelece parceria com oficinas Midas para oferta de descontos nas revisões automóvel

 

 

 

A mais recente parceria estabelecida entre a Seguradora Direta do Grupo Montepio e as oficinas Midas visa promover um maior conforto e segurança auto, a preços reduzidos, para todos os clientes N Auto e N Moto.

 

No âmbito da sua política de melhoria de serviços, com valor acrescentado para os clientes, a preços competitivos, a N Seguros lança este mês de Outubro, uma campanha com descontos de 20% na subscrição dos produtos N Auto e N Moto e com oferta de 20€ na revisão do veículo seguro.

 

Segundo Sílvia Ramiro, responsável pelo Marketing da N Seguros «além de um seguro adequado às necessidades de cada um dos nossos clientes, procuramos, com esta campanha, ter o melhor serviço a preços reduzidos nas revisões das suas viaturas. Relembramos, ainda, que as revisões são fundamentais, não só para otimizar o rendimento e longevidade do veículo, como também, para assegurar a total segurança na estrada».

 

O desconto, válido até 31 de Março de 2015, é limitado à utilização de um desconto por revisão podendo ser utilizado em qualquer uma das 57 oficina Midas espalhadas pelo país, mediante apresentação de Carta Verde válida da N Seguros.

 

Com preços competitivos, as soluções N Auto procuram responder às necessidades de cada cliente através da subscrição de produtos desenhados para diferentes segmentos - jovens, seniores, mulheres e para todos os que pretendem uma proteção total ou, simplesmente, o essencial. Para o segmento moto a N Seguros disponibiliza os pacotes N Moto Start e N Moto Top. Em ambas as opções este produto é subscrito com uma cobertura de Assistência em Viagem e Proteção Jurídica.

 

 banner NSeguros_Copy

 

MOTA MOTIVADO

 

Fábio Mota motivado para as decisões

 

Fábio Mota disputa no próximo fim-de-semana mais uma etapa da Clio Cup España, a quinta da temporada, esperando alcançar em Jerez de la Frontera mais um conjunto de bons resultados, muito embora saiba que terá que se aplicar a fundo face a uma concorrência extremamente competitiva.

 

O piloto português tem vindo a ser um dos protagonistas da competição do país vizinho, liderando actualmente a classificação reservada a estreantes e imiscuindo-se, consistentemente, na luta pelas posições do pelotão da frente.

 

No próximo fim-de-semana, num traçado de que gosta, o jovem de Gaia conta prosseguir a sua evolução na categoria, estando, porém, consciente de que a oposição continuará muito forte. "É com muita satisfação que volto a Jerez la Frontera, um circuito onde sempre tive um enorme prazer de pilotagem, desde a minha primeira visita. Espero conseguir estar ainda mais forte que na prova anterior. Contudo, sei que a concorrência estará bem preparada, pois alguns dos meus adversários disputaram a prova da Clio Eurocup realizada no circuito de Paul Ricard, no fim-de-semana passado. Tentaremos entrar da melhor forma possível, aproveitando ao máximo os treinos-livres”, afirmou o piloto apoiado pela Würth, Sika, Projectiva, Serafim Marques, Wetor e Glassdrive.

 

Para além dos seus adversários, Fábio Mota está convicto de que também as condições climatéricas serão determinantes, o que exigirá muito de homens e máquinas numa fase decisiva da competição. “Tudo indica que teremos um fim-de-semana quente, sendo a consistência muito importante para alcançar um bom resultado final. Estamos a entrar na derradeira fase da temporada e acredito que iremos ter muita disputa por qualquer posição em pista, o que tornará esta prova ainda mais aliciante”, concluiu com motivação o português.

 

Fábio Mota entrará em pista no próximo sábado, para disputar os treinos-livres e a qualificação, tomando parte nas corridas no domingo.FMota FT_14018_Copy

 

ELMS NO ESTORIL

 

Última prova do ELMS no Estoril
Festa dentro e fora da pista para toda a família
Está cada vez mais próxima a grande festa das corridas de Endurance em Portugal. Tempo para levantar um pouco o véu sobre o que se irá passar nas 4 Horas do Estoril, nos dias 18 e 19 de Outubro, a derradeira prova do campeonato European Le Mans Series de 2014.
Para criar um evento memorável, a ACDME repensou o conceito de “fim-de-semana de corridas” de modo a oferecer, não só uma prova de desporto motorizado, mas sobretudo uma grande festa para as famílias, em que os automóveis serão apenas uma das atracções.
O preço dos bilhetes é um ponto importante já que haverá acesso livre às bancadas, tendo a entrada no “paddock” um preço simbólico de 5 euros. Para minimizar ainda mais os custos, foi criada uma parceria com a CP, de modo a que os comboios de longo curso ofereçam um desconto de 30 por cento a quem apresentar o bilhete de “paddock” na bilheteira, e os comboios suburbanos das linhas de Sintra e Cascais terão um bilhete único, de ida e volta, a 1 euro a quem anunciar na bilheteira que vai para o Autódromo ver as 4 Horas do Estoril. De Cascais e de Sintra haverá um serviço de “transfer” gratuito até ao circuito.
No dia 11 de Outubro pelas 16h no Fórum Sintra, onde estará o carro do piloto Filipe Albuquerque em exposição, tempo para uma sessão de autógrafos com o piloto que se pode sagrar Campeão no Estoril mas também Filipe Barreiros outro dos pilotos portugueses em competição. No dia 12 de Outubro também pelas 16h mas desta feita na FNAC do Cascaishopping, Filipe Albuquerque junta-se a Miguel Faísca onde este último tem o seu carro em exposição para uma conversa animada sobre a prova do Estoril com o comentador do Eurosport, João Carlos Costa.
Os espectadores com bilhete de “paddock” terão acesso ao interior do circuito, à bancada VIP no fim da recta da meta e a parte do terraço sobre as boxes. Existirão simuladores da GT Academy e mesmo um verdadeiro sport-protótipo de competição, onde o piloto Rafael Lobato (o mais jovem campeão nacional de automobilismo de sempre) irá explicar o funcionamento de um protótipo, para além de realizar voltas à pista com passageiros sorteados entre os espectadores. Em hora a determinar, estes poderão realizar o “pit walk” pelas boxes e, cereja no topo do bolo, participar na sessão de autógrafos com todos os pilotos presentes, havendo oferta de posters e bilhetes postais alusivos a cada equipa. Um “must”!
Saindo do “paddock” para a área de acesso livre, teremos junto à bancada B uma “Fun Zone” para os mais jovens, mas não só. Haverá insufláveis (Olá / Max), zona de jogos tradicionais (Ben & Jerry's), espaço CP Kids e uma esplanada (Olá / Lipton). Debaixo da bancada A estarão em exposição veículos clássicos provenientes do museu privado das Estradas de Portugal. Na Bancada E será recriado um hábito dos anos 70, com um parque para clássicos que irão ficar expostos no interior do espaço antigamente referenciado por “Peão Norte”. Por fim, por baixo das bancadas A e B, será criada uma feira de modelismo, arte, livros e outros produtos, um pouco à imagem do que se faz nas 24 Horas de Le Mans. Ranchos folclóricos, escolas de dança, bandas filarmónicas e até o Hummer da Red Bull servirão de animação complementar.
Argumentos não faltam para uma visita ao Circuito do Estoril a 18 e 19 de Outubro.
Todas as informações sobre o evento em: http://4hestoril.acdme.pt/
Sobre a ACDME:
A A.C.D.M.E. – Associação de Comissários de Desportos Motorizados do Estoril, foi fundada a 20 de Novembro e oficializada a 18 de Dezembro de 1979, sem fins lucrativos. As suas actividades desenvolveram-se no campo desportivo, promovendo e organizando eventos de desportos motorizados. Durante os seus trinta e quatro anos de existência, esta Associação promoveu e organizou várias manifestações desportivas, desde a mais simples prova de Karting às mais complexas provas de Fórmula 1.ELMS Copy

 

PROMOTOR WRC APRESENTA NOVO PUBLIC RELATIONS

 

WRC Promoter Nomeia PR e Comunicações gerente
Mark Wilford_WRC_Copy WRC Promoter, a empresa responsável por todos os aspectos comerciais do Campeonato do Mundo de Ralis FIA, tem Mark Wilford nomeado seu PR e Comunicações Manager.
Wilford Tem amoras do que 25 anos de experiência em jornalismo automobilismo internacional e relações públicas. Ele entrou em funções com efeito imediato.
Depois de treinar como jornalista, Wilford trabalhou em vários jornais regionais na Inglaterra, premiado nacional de escritores de esportes. Ele também cobriu ralis na Grã-Bretanha por vários jornais nacionais.
Mudou-se para relações públicas e conseguiu Ford mundial da Europa equipe de serviços de mídia de automobilismo há 18 anos, principalmente com foco em programa WRC da empresa. Ele já trabalhou em mais de 250 rodadas do WRC.
Experiência no automobilismo de Wilford inclui também a Fórmula 1 e World Touring Cars e ele tem escrito para o site oficial do WRC desde o início de 2013.
"Estamos muito felizes em recebê-Mark para a nossa equipa internacional", disse o diretor da WRC Promotor Oliver Ciesla.
"Ele é um cara bem conhecida e respeitada no seio da comunidade WRC e possui vasta experiência de trabalhar ao lado as principais partes interessadas, incluindo os da FIA, equipes, mídia, organizadores do rali e patrocinadores.
"Sua nomeação vai reforçar a nossa equipa à medida que continuamos a progredir em nosso objetivo de aumentar a exposição global do WRC para o benefício dos fãs do esporte e parceiros comerciais", acrescentou Ciesla.

Sobre WRC Promoter GmbH

WRC Promoter GmbH é uma empresa conjunta da Red Bull Mídia House eo
realização mídia desportista. Ele é responsável por todos os aspectos comerciais do Campeonato do Mundo de Ralis FIA, incluindo formatos de transmissão, produção de TV e na comercialização de mídia global e direitos de patrocínio. O Promotor também tem a responsabilidade de aumentar o número de participantes e os locais propostos que formam o calendário da FIA WRC.

O Campeonato Mundial de Rali é rali série prémio da FIA. WRC mostra automobilismo autêntico, carros de alta performance e melhores pilotos do mundo competem em ambientes dramáticos que vão desde o gelo ea neve da Escandinávia para o calor sufocante da Sardenha. Fundada em seu formato atual em 1973 WRC Participantes batalha para os pilotos e fabricantes títulos mundiais em comícios, abrangendo 13 países e quatro continentes. Mais informações podem ser encontradas em www.wrc.com e www.wrcplus.com.

 

NOVO JAGUAR XE

 

NOVO JAGUAR XE

 

Jaguar XE_Portfolio_Interior_CopyJag XE_Gama_CopyJag XE_Prestige_2_Copy

 

  • O novo Jaguar XE é o veículo para os entusiastas da condução do segmento das berlinas médias.
  • A primeira carroçaria monobloco do segmento com elevado conteúdo de alumínio.
  • Proporções dinâmicas com um habitáculo deslocado para a traseira para proporcionar o design clássico de um veículo de tração traseira.
  • A berlina Jaguar mais leve, compacta e rígida.
  • O Jaguar mais aerodinâmico de sempre: Cx de 0,26
  • Sistema de suspensão dianteira com triângulos duplos sobrepostos e traseira com Integral Link para um comportamento preciso e uma condução excecional.
  • Motor Ingenium 2.0 diesel de alta performance: 163 CV; 3,8 l/100 km, 99 g/km CO2.
  • V6 3.0 Supercharged: 340 CV; 0 a 100 km/h em apenas 5,2 segundos.
  • Caixa automática de oito velocidades e caixa manual de seis.
  • A direção assistida elétrica proporciona uma resposta que se irá transformar na norma a seguir, com redução de até 3 porcento nas emissões de CO2.
  • Novo sistema intuitivo de informação e entretenimento InControl com ecrã táctil de 8”.
  • Estreia mundial do Jaguar All-Surface Progress Control: um sistema revolucionário que maximiza a tração a baixa velocidade em condições adversas.
  • Jaguar Drive Control com modos Eco, Normal, Inverno e Dinâmico.
  • A tecnologia de câmaras estereoscópicas torna possível a implementação de sistemas como o Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência; o Aviso de Saída de Faixa e os Máximos Automáticos com uma precisão excecional.
  • O Head Up Display com projeção laser de imagens a cores de alto contraste.
  • Sistema de accionamento automático do capot para proteção adicional dos peões

 

Com um design concebido para proporcionar uma condução entusiasmante, o Jaguar XE redefine o conceito de berlina desportiva e será o veículo selecionado pelos entusiastas da condução dentro do seu segmento. O sistema de tração traseira, a construção avançada de peso reduzido, o design aerodinâmico, o interior luxuoso e os níveis excecionais de requinte e comportamento refletem a visão do fundador da empresa, Sir William Lyons: «Um veículo é o mais próximo a algo com vida que jamais conseguiremos criar».

O XE de tração traseira é o único veículo do seu segmento que utiliza uma carroçaria monobloco com elevado conteúdo de alumínio. Esta estrutura, extremamente robusta e leve, em conjunto com a suspensão dianteira de triângulos duplos sobrepostos e um eixo traseiro Integral Link, têm um papel fundamental em assegurar que o comportamento dinâmico do XE represente o novo patamar do seu segmento.

A experiência da Jaguar, líder a nível mundial na construção de estruturas em alumínio, permite níveis excecionais de consumo de combustível e emissões: com os novos motores Ingenium diesel, o XE consome apenas 3,8 litros aos 100 km e emite 99 g/km de CO2, tornando-se no Jaguar mais eficiente de sempre.

Equipado com o motor de gasolina 3.0 V6 Supercharged do prestigiado Jaguar F-TYPE, o XE S acelera de 0 a 100 km/h em apenas 5,2 segundos e atinge uma velocidade máxima eletronicamente limitada a 250 km/h.

O comportamento dinâmico do XE cumpre plenamente as expectativas das suas linhas sedutoras, e a atração emocional é reforçada por abordagens inovadoras à eficiência, desde a aerodinâmica até aos motores avançados da família Ingenium”, declarou Kevin Stride, Vehicle Line Director do Jaguar XE.

O Jaguar XE, com o seu elevado conteúdo em alumínio, é o primeiro modelo desenvolvido com base na nova arquitectura modular da Jaguar Land Rover. A longa distância entre eixos de 2.835 mm e a posição de condução baixa resultam em proporções perfeitas e no perfil aerodinâmico de um coupé desportivo.

O habitáculo disponibiliza níveis excecionais de conforto e espaço. O requinte dos seus materiais e acabamentos é combinado com a tradicional qualidade de acabamentos artesanais da Jaguar para proporcionar um interior inigualável no seu segmento. O novo sistema de informação e entretenimento InControl da Jaguar tem uma importância vital no habitáculo do novo Jaguar XE: o seu ecrã táctil inovador de 8” permite o acesso de forma rápida e intuitiva a todas as funções e equipamentos, bem como a aplicações de dispositivos com sistema operativo iOS ou Android.

O XE incorpora alguns dos sistemas de assistência ao condutor mais avançados de sempre. O sistema All Surface Progress Control, desenvolvido com base nas décadas de experiência da Jaguar Land Rover em sistemas de tração para condução fora de estrada, funciona como um controlo velocidade de cruzeiro a baixa velocidade que pode recuperar a tração de forma eletrónica numa questão de milissegundos e é ideal para pisos de aderência reduzida, como estradas cobertas de neve.

A tecnologia Head Up Display laser projeta imagens a cores de elevado contraste no pára-brisas que informam o condutor sobre a velocidade e apresentam instruções de navegação com a máxima nitidez e o mínimo de distrações. O HUD por laser projeta não apenas imagens de qualidade excepcional como utiliza também um módulo quase um terço mais leve que os sistemas atuais, mantendo a claridade da imagem mesmo sob luz solar direta.

Uma câmara estereoscópica foi instalada atrás do pára-brisas para proporcionar ao XE uma visão tridimensional da estrada à sua frente. Este sistema, que proporciona medições de velocidade e distância muito precisas aos objetos que se aproximam, é utilizada em funções que incluem o Sistema de Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência, o sistema de reconhecimento de sinais de trânsito e o sistema de aviso de saída de faixa.

O XE é a berlina Jaguar mais rígida e aerodinâmica de sempre. É também o primeiro veículo Jaguar a incorporar um sistema de direção assistida elétrica, que foi calibrado para proporcionar uma resposta e sensibilidade excecionais com um consumo de energia inferior aos sistemas hidráulicos. O XE proporciona também o custo de propriedade mais reduzido e as credenciais ambientais mais sustentáveis de todos os veículos Jaguar.

A estrutura com conteúdo elevado de alumínio do Jaguar XE é produzida nas novas instalações da fábrica Jaguar Land Rover em Solihull, especialmente construídas para o efeito. Integra um investimento superior a 1.800 milhões de euros que permitirá criar 1.700 postos de trabalho nestas instalações inovadoras e versáteis no Reino Unido.

O Jaguar XE representa o nível de acesso à gama de berlinas Jaguar, que é completada pelo XF e o XJ.

 

A GAMA XE

Do luxo à alta performance mais requintada, a gama XE disponibiliza modelos que se adaptam na perfeição a todas as preferências: berlinas desportivas para satisfazer os requisitos de qualquer condutor.

Todos os XE foram concebidos para proporcionar uma combinação inigualável de resposta da direção, conforto, requinte e performance. Estes atributos são complementados por um design exterior elegante e proporções perfeitas, dos materiais de elevada qualidade e da meticulosa atenção a todos os detalhes que definem o interior.

A gama é composta pelos seguintes modelos:

  • Pure

O modelo base da gama XE, o modelo Pure*, encontra-se equipado com bancos em tecido de elevada qualidade, incorpora um acabamento preto brilhante nos painéis das portas e o ‘Arco Riva’ no tablier

  • Prestige

O revestimento em couro Taurus com costura contrastante proporciona um interior moderno e mais luxuoso, que é completado com uma iluminação ambiente aureolar em fósforo azul. Incorpora a opção de bancos refrigerados perfurados e o acabamento dos painéis das portas e o ‘Arco Riva’ foi produzido em Alumínio Brushed.

  • Portfolio

O modelo XE mais luxuoso, o Portfolio, incorpora uma gama completa de opções de cores para o luxuoso couro Windsor com perfuração Herringbone. O tablier integra revestimento superior e inferior independentes em duas cores que são complementados com costura dupla na mesma cor para um acabamento verdadeiramente personalizado. Os revestimentos em alumínio integram um acabamento Alumínio Embossed.

  • R-Sport

Os bancos encontram-se revestidos em couro Taurus e integram inserções exclusivas em tecido Technical Mesh. Os acabamentos do ‘Arco Riva’ e das portas foram realizados em Alumínio Etched com acabamento de superfície gravado, e as proteções das embaladeiras e o volante desportivo apresentam a designação da marca R-Sport. O exterior foi maximizado com um discreto spoiler traseiro e o tratamento distinto Noble Chrome nas grelhas laterais. A suspensão desportiva permite um comportamento ainda mais excecional.

  • S

O XE mais desportivo encontra-se equipado com um interior inspirado na competição. Os bancos em couro Taurus apresentam painéis revestidos em Suedecloth e tanto as proteções das embaladeiras como o volante desportivo em couro incorporam o logótipo S. As portas e o ‘Arco Riva’ incorporam acabamento em Alumínio Dark Hex, e a consola central apresenta acabamento em Gloss Black. As entradas de ar no pára-choques dianteiro, de dimensões superiores, insinuam a potência latente do V6 Supercharged. As extensões das embaladeiras, o spoiler traseiro, o painel inferior traseiro Gloss Black, as pinças de travão Red e as jantes em liga leve forjadas opcionais ‘Propeller’ de 20” completam o conjunto.

*SE no Reino Unido

 

DESIGN

O novo XE, a berlina desportiva Jaguar mais avançada de sempre, é imediatamente reconhecível como um verdadeiro Jaguar; a sua carroçaria em alumínio foi criada com base nos princípios fundamentais de proporções perfeitas e eficiência aerodinâmica. O design e a experiência a bordo do novo XE superam todos os veículos do seu segmento.

 

Forma e função sem compromissos

Sempre na vanguarda da inovação, a Jaguar criou o protótipo da primeira berlina desportiva da história com o icónico Mk II, um veículo que proporcionava o comportamento e a performance de um desportivo numa elegante carroçaria de quatro portas. O novo XE foi inspirado neste legado único, combinando a experiência inigualável da Jaguar na construção em alumínio de peso reduzido com linhas requintadas, arestas vincadas e superfícies executadas com elevada atenção ao detalhe.

O XE é o primeiro modelo concebido utilizando a nova arquitetura modular da Jaguar. Esta estrutura avançada, que irá servir de base a diferentes modelos de diversos segmentos, foi desenvolvida para utilizar a combinação de materiais mais inteligente, incluindo alumínio, aço de alta resistência e magnésio, proporcionando uma flexibilidade de produção excecional.

Nas palavras de Ian Callum, Director of Design da Jaguar, “proporções magníficas e uma sensação dinâmica são a essência do design Jaguar. Queríamos criar uma sensação profunda de movimento, e proporcionámos ao XE um design dinâmico e objetivo sem compromissos. As proporções exteriores elegantes, de baixo perfil e semelhantes às de um coupé desportivo conjugam-se num conjunto eficiente que é instantaneamente reconhecível como um verdadeiro Jaguar.”

O capot esculpido de linhas robustas reflete os conhecimentos da Jaguar na produção de componentes em alumínio e proporciona uma aparência musculada. A linha de cintura transmite uma sensação de movimento, enquanto que a forma dos painéis laterais traseiros é inspirada no F-TYPE Coupé.

As luzes diurnas características em J são outro elemento do design Jaguar, instantaneamente reconhecíveis. Os farolins traseiros herdam um detalhe de design de grande impacto: a linha horizontal que interseta a ótica circular inspirada no icónico E-Type.

 

Design elegante e baixa resistência aerodinâmica

A Jaguar tem uma longa história de produção de veículos excecionais com uma aerodinâmica eficiente. O novo XE segue a tradição de forma e função sem compromissos: a sua forma aerodinâmica tem o coeficiente de resistência aerodinâmica mais baixo de sempre num Jaguar, com um Cx de apenas 0,26. Este feito notável é fruto de 1.200 simulações de dinâmica computacional de fluidos que representam mais de quatro milhões de horas de processador.

O perfil de baixa resistência aerodinâmica da carroçaria foi maximizado com características que complementam todas as melhorias introduzidas. Entre as inovações incorporadas encontram-se as condutas de ar do pára-choques dianteiro, que direcionam o fluxo de ar laminar sobre as rodas dianteiras para redução da resistência aerodinâmica. Estas são combinadas com painéis inferiores de peso reduzido que se prolongam até ao silenciador traseiro, criando uma superfície integral praticamente uniforme, proporcionando também uma redução significativa da redução da resistência aerodinâmica.

 

 

Habitáculo amplo e luxuoso

As expectativas criadas pelo exterior do XE são complementadas pelo seu interior. O habitáculo espaçoso envolve os bancos dianteiros com uma consola central elevada que transmite aos ocupantes a sensação do cockpit de um avião. O ecrã táctil de 8 polegadas do novo sistema de informação e entretenimento InControl ocupa o lugar central nas curvas amplas do tablier. Nos modelos equipados com caixa automática, o seletor de velocidades exclusivo rotativo eleva-se da consola central: o XE ganha vida.

Os bancos dianteiros envolventes encontram-se posicionados a uma altura reduzida, pelo que o condutor beneficia de uma postura semelhante à de um veículo desportivo, disponibilizam a opção de aquecimento e refrigeração e 14/14 ajustes elétricos. Os bancos traseiros podem também ser aquecidos e rebatidos 40:20:40, pela primeira vez num Jaguar, permitindo acesso à bagageira.

O XE demonstra que o design elegante e aerodinâmico não limita o espaço interior. Todos os passageiros desfrutam de um espaço generoso para a cabeça e pernas, e as costas dos bancos dianteiros proporcionam ainda mais espaço para os passageiros traseiros do XE.

Tecidos técnicos, couros da máxima qualidade e detalhes como a costura dupla contrastante proporcionam uma qualidade exclusiva ao habitáculo. Os acabamentos Gloss Black, as texturas do alumínio, os acabamentos contemporâneos em madeira e o acabamento em fibra de carbono realçam a sensação de luxo e acabamento artesanal.

 

Estrutura da Carroçaria

A Jaguar tem mais experiência na construção com alumínio do que qualquer outro fabricante. Os conhecimentos e experiência incomparáveis na produção com este material leve culminaram na estrutura revolucionária da carroçaria do novo XE. Trata-se do primeiro modelo concebido com base na nova arquitetura modular da Jaguar e é o único veículo do seu segmento com monobloco com elevado conteúdo de alumínio.

 

 

 

Leve, rígido e seguro

Após o desenvolvimento do XJ em alumínio em 2003, do XK, do XJ atual e do F-Type, a experiência da Jaguar culminou na nova carroçaria monobloco com elevado conteúdo de alumínio do XE. O XE é a berlina Jaguar mais rígida de sempre e nenhum outro veículo do segmento médio contém mais alumínio.

A carroçaria do Jaguar XE contém mais de 75% de alumínio, superando em larga escala qualquer outro veículo do seu segmento. Isto proporciona-nos uma estrutura de carroçaria leve com um peso inigualável: é leve, mas extremamente sólida e com níveis extremamente elevados de rigidez torsional e segurança, sem comprometer o design ou o requinte do veículo”, confessa Dr Mark White, Chief Technical Specialist, Lightweight Vehicle Technologies.

O XE é o primeiro modelo concebido utilizando a nova arquitetura modular da Jaguar. Esta estrutura avançada, que irá servir de base a diferentes modelos de diversos segmentos, foi desenvolvida para utilizar a combinação de materiais mais inteligente, incluindo alumínio, aço de alta resistência e magnésio, proporcionando uma flexibilidade de produção excecional.

Para o XE, a necessidade de satisfazer os exigentes requisitos de condução, comportamento, eficiência e segurança, tornou necessária uma carroçaria monobloco com elevado conteúdo de alumínio. Quando Jaguar começou a trabalhar no primeiro XJ em alumínio, a carroçaria da berlina de luxo continha aproximadamente 70 porcento de materiais convencionais e 30 porcento de ligas de alta resistência. No novo XE, estas proporções foram invertidas.

As ligas em alumínio de alta resistência, incluindo a AC300 e a AC600, foram também utilizadas em zonas como os pilares A, nas estruturas que conferem proteção em caso de embate tanto na secção dianteira como na traseira e nas travessas longitudinais que formam o habitáculo. Os pilares B são produzidos em alumínio de alta resistência reforçado com aço de resistência ultra elevada, com uma camada de espuma de alta densidade no interior.

Tudo isto torna o habitáculo extraordinariamente rígido, evitando intrusões em caso de embate. O novo Jaguar XE foi concebido para cumprir as normas internacionais mais exigentes de testes de embate com o objetivo de conseguir a classificação máxima de 5 estrelas no Euro NCAP e US NCAP.

Da mesma forma, a proteção dos peões atinge um novo patamar: as propriedades de absorção de energia do capot em alumínio são maximizadas com um sistema articulado de elevação que cria um espaço adicional entre a parte inferior e as estruturas rígidas, como o motor, torres de suspensão e a antepara.

 

Liga de alumínio reciclado: estreia mundial.

A sustentabilidade representa uma parte importante da história da utilização do alumínio na Jaguar. A reciclagem deste material tão valioso permite uma redução das emissões totais de CO2 e o XE é o primeiro veículo do mundo a utilizar alumínio RC 5754, uma liga que se é obtida principalmente a partir de material reciclado. Resultado de vários anos de investigação, contém apenas uma pequena quantidade de material primário, o fundamental para conseguir proporcionar as propriedades mecânicas necessárias.

Os aços, incluindo aços avançados de resistência elevada e ultra elevada, são utilizados em componentes como a plataforma inferior, os painéis das portas e da bagageira. Estes materiais satisfazem requisitos específicos geométricos, de resistência e rigidez destes componentes e contribuem também para a distribuição ideal de peso do XE. O magnésio fundido encontra-se também presente: este material ultra leve é utilizado na produção do suporte dianteiro e da travessa transversal da plataforma.

 

Incorporação de tecnologias inspiradas na engenharia aeroespacial

Em 2003, a substituição de soldaduras por pontos por uma combinação de rebites auto-perfurantes e adesivos estruturais, uma técnica comprovada na produção aeroespacial, representou outra alteração profunda na engenharia das carroçarias Jaguar. Estas técnicas permitem uma conceção de uniões extremamente otimizada com uma combinação extraordinária de resistência, rigidez e durabilidade. Uma vantagem adicional, que é realmente difícil de conseguir com processos de soldadura tradicional, é a compatibilidade de materiais diferentes.

Para evitar qualquer risco de corrosão galvânica entre os painéis de aço e alumínio, a carroçaria monobloco do XE integra cinco camadas de proteção entre os dois materiais. A primeira é uma camada protetora de zinco sobre os componentes de aço. As uniões são cheias com adesivo estrutural e, de seguida, a carroçaria é submetida a cataforese. É aplicado um selante de uniões e, por fim, a pintura.

CHASSIS

As berlinas Jaguar sempre se destacaram pela sua combinação incomparável de conforto sublime com um comportamento dinâmico extraordinário. O novo XE irá elevar este princípio a um novo patamar graças à suspensão dianteira de triângulos duplos sobrepostos, à suspensão traseira Integral Link e à incorporação, pela primeira vez na Jaguar, de direção assistida elétrica. O objectivo deste desenvolvimento é tornar-se no veículo de escolha para os entusiastas da condução neste segmento.

 

Ágil, sensível, confortável.

A conceção do XE de raiz e a utilização de uma arquitetura totalmente nova proporcionou à equipa de engenheiros a oportunidade pouco habitual de desenvolver um veículo sem as exigências impostas por plataformas anteriores e os componentes comuns. O novo Jaguar XE integra o chassis mais sofisticado dos veículos do seu segmento e irá tornar-se numa referência em termos de requinte e comportamento: será, sem sombra de dúvida, a escolha dos verdadeiros entusiastas da condução.

A estrutura leve e rígida da carroçaria, os motores transversais e a tração traseira do XE representaram o ponto de partida perfeito para todo o desenvolvimento. Onde a maioria dos concorrentes utilizam simplesmente a suspensão dianteira tipo MacPherson, os responsáveis do comportamento dinâmico da Jaguar insistiram na superioridade da configuração de triângulos duplos sobrepostos.

Os Jaguar sempre foram reconhecidos por proporcionar um equilíbrio entre comportamento preciso e qualidade de rolamento elevada. O XE representa o expoente máximo de tudo o que a empresa aprendeu ao longo dos anos, e combina uma condução requintada com um comportamento excecional, incomparáveis neste segmento”, declarou Mike Cross, Vehicle Integrity Chief Engineer da Jaguar.

A rigidez da geometria de sopé foi também uma consideração importante. Esta característica - a resistência à carga lateral em curva - tem uma importância crucial para proporcionar uma sensibilidade, qualidade e precisão de direção inigualáveis. Para manter a massa não suspensa ao mínimo, as mangas de eixo dianteiras em alumínio, leves e robustas, são produzidas a partir de componentes fundidos através de um processo de produção patenteado. Da mesma forma, foi conseguida uma redução adicional de peso graças às barras estabilizadoras e molas produzidas em aço mais rígido e de secção inferior.

A geometria da suspensão dianteira foi otimizada de raiz para se adaptar às configurações de tração às quatro rodas e tração traseira. Os pontos de montagem da suspensão permitem um alojamento eficiente da mola e do amortecedor - um fator fundamental para conseguir proporcionar a altura reduzida do capot - essencial para conseguir o design elegante do XE e a máxima proteção de peões em caso de embate.

Os amortecedores foram meticulosamente calibrados para proporcionar a qualidade de rolamento pela qual os veículos Jaguar são reconhecidos e o controlo da carroçaria necessário para uma condução ágil.

 

Integral Link: a suspensão traseira mais sofisticada do segmento.

A Jaguar avaliou as suspensões convencionais multi-braço que são comuns no segmento, mas estas não conseguiam disponibilizar os atributos dinâmicos exigidos para o novo XE.

A solução foi Integral Link: um sistema normalmente instalado em veículos de segmentos superiores, que disponibiliza os valores ideais de rigidez lateral e longitudinal necessários para o comportamento preciso e suave do XE.

Para manter o peso ao mínimo, foi utilizado alumínio de forma extensa: os braços e tirantes superiores são forjados, enquanto que as mangas de eixo e os tirantes inferiores são de fundição oca, maximizando a redução de peso.

 

Nova direção assistida elétrica

A resposta da direção, firme e directa, é um elemento essencial do ADN da marca Jaguar e, provavelmente, um dos que mais contribui para que a primeira impressão proporcionada pelo veículo transmita imediatamente a sua resposta dinâmica apurada.

A assistência hidráulica foi utilizada tradicionalmente na direção assistida porque proporciona um comportamento mais natural e intuitivo. A direção assistida elétrica permite um potencial incrível de calibração e uma eficiência energética muito superior aos sistemas hidráulicos tradicionais, mas os engenheiros da Jaguar não a tinham considerado uma tecnologia suficientemente madura até recentemente.

Como resultado, o novo XE é o primeiro Jaguar a utilizar direção assistida elétrica e disponibiliza uma capacidade de resposta imediata e a sensação de ligação esperada de uma berlina desportiva Jaguar. Todo o hardware do sistema foi otimizado para redução das reações violentas e da fricção, o inimigo de uma sensação de direção natural, enquanto que o software de controlo foi aperfeiçoado durante uma fase exaustiva de calibração. Os algoritmos de controlo puderam inclusivamente ter em consideração alterações na temperatura ambiente, assegurando uma resposta uniforme da direção independentemente das condições atmosféricas.

Funções como a assistência da direção e o seu grau de dureza, que variam de forma subtil conforme velocidade, o sistema de direção compensa também alterações na inclinação da estrada, evitando que o veículo se desvie da sua trajetória.

A EPAS reduz também as emissões de CO2 do XE em 3 e em 2 porcento nos modelos a gasolina e diesel, respetivamente.

 

Travões de alta performance

O caráter dinâmico do novo XE é complementado pela especificação do sistema de travagem. Em ambos os eixos foram incorporadas pinças flutuantes de peso reduzido e discos de grandes dimensões, com diâmetros entre 316 mm e 350 mm no eixo dianteiro e entre 300 mm e 325 mm no traseiro.

Os discos dianteiros ventilados beneficiam de refrigeração adicional em virtude das condutas incorporadas na suspensão, que direcionam o ar para o centro dos discos.

O cérebro eletrónico do sistema de travagem de última geração é mais leve, mais pequeno e mais potente que os módulos anteriores, e permite uma gama completa de funções que melhoram a segurança, estabilidade e o comportamento dinâmico.

 

 

Controlo da Distribuição do Binário em Curva através da Travagem (Torque Vectoring by Braking)

Uma das funções mais impressionantes do novo Jaguar XE é o Controlo da Distribuição do Binário em Curva através da Travagem, uma tecnologia inovadora comprovada no F-TYPE Coupé e agora disponibilizada de série do novo XE.

Esta inovação de alta tecnologia diminui o início da subviragem, travando ligeiramente as rodas interiores de forma independente e conforme necessário, para manter o veículo na trajetória ideal em curva.

A intervenção é subtil e praticamente impercetível ao condutor, que beneficia também de um comportamento mais neutro, menor esforço na direção e, em última análise, de uma experiência de condução mais recompensadora.

 

MOTOR

O XE encontra-se equipado com uma gama de motores de quatro e seis cilindros a gasolina e diesel que disponibilizam uma combinação de performance, requinte e eficiência que proporcionam emissões de CO2 desde 99 g/km e uma velocidade máxima eletronicamente limitada a 250 km/h. Todos os motores incorporam injeção direta e distribuição variável para proporcionar uma combustão limpa e silenciosa e uma capacidade de resposta excecional. Os sistemas inteligentes Stop-Start e a carga regenerativa inteligente reduzem adicionalmente o consumo de combustível. A potência é transmitida às rodas traseiras através da caixa automática de oito velocidades e manual de seis, de funcionamento suave.

 

Suave, requintado e eficiente

A Jaguar lança o novo XE com uma família de motores igualmente nova: Ingenium. Este design modular avançado irá incorporar versões diesel e a gasolina e foi criado de raiz para proporcionar uma performance, eficiência e requinte inigualáveis.

Os primeiros motores Ingenium incorporados no Jaguar XE são o diesel 2.0 de quatro cilindros com a opção de dois níveis de potência e binário: 163 CV e 380 Nm e 180 CV e 430 Nm. A versão de 163 CV torna o XE no Jaguar mais eficiente de sempre, com valores de consumos e emissões de 3,8 l/100 km e 99 g/km de CO2 em ciclo europeu combinado.

Com mais de 3,2 milhões de quilómetros de testes, a família de motores Ingenium representa o ponto central da futura estratégia Jaguar de motores com emissões reduzidas de CO2. Irá também cumprir as exigências mais rigorosas da legislação mundial em matéria de emissões de gases de escape.

A nova geração de motores diesel Ingenium foi concebida e produzida integralmente na nossa nova fábrica de motores em Wolverhampton. Aproveitámos todas as oportunidades para garantir que o seu design se encontrasse na vanguarda das evoluções técnicas, tendo como objetivo atingir os níveis mais elevados de eficiência, performance e requinte ”, confessa Ron Lee, Group Chief Powertrain Engineer, Jaguar Cars

Todos os motores Ingenium foram desenvolvidos de raiz pelos engenheiros da Jaguar e serão produzidos com base num bloco em alumínio de paredes finas e camisas em aço fundido: proporcionam o melhor equilíbrio entre peso, acabamento de superfície e robustez.

O sistema de refrigeração dividida do motor, o controlo preciso do termóstato e a bomba de água variável mecânica permitem manter o líquido de refrigeração no bloco e, em simultâneo, manter a circulação em canais transversais na cabeça. Desta forma, o motor atinge a temperatura normal de funcionamento mais rapidamente, reduzindo a fricção e, consequentemente, o consumo de combustível.

Foram também reduzidas as perdas parasitas: a bomba de óleo com controlo eletrónico ajusta o seu caudal em conformidade com o regime, carga e temperatura do motor, e os jatos de refrigeração dos pistões funcionam apenas quando é necessário.

A distribuição variável encontra-se presente há muitos anos em todos os motores Jaguar a gasolina e agora as versões Ingenium diesel incorporam também esta tecnologia. A temporização variável das válvulas de escape permite um aquecimento mais rápido do catalisador, minimizando as emissões nocivas durante a fase crítica de aquecimento.

O combustível é introduzido nas câmaras de combustão através de um sistema Common Rail de 1.800 bar. As características chave são níveis baixos de ruído, alta eficiência e excelente atomização da mistura.

Os motores Ingenium diesel caracterizam-se pela entrega de binário rápida desde regimes baixos, o que é conseguido através de turbo compressores muito eficientes de geometria variável. O binário máximo é mantido numa gama ampla de regimes, assegurando uma capacidade de resposta e aceleração instantâneas quando o condutor o exija.

A performance não é conseguida à custa do aumento do consumo de combustível: com a caixa manual de seis velocidades, a versão do novo Jaguar XE equipada com o motor de 163 CV e 380 Nm, disponibiliza o valor excepcional de 99 g/km de emissões de CO2.

Na versão mais potente de 180 CV e 430 Nm, os valores são igualmente impressionantes, tanto nos modelos equipados com caixa manual como automática.

 

Redução de emissões: combustão limpa e tratamento posterior avançado

Em complemento a um sofisticado sistema de recirculação de gases de escape, os engenheiros da Jaguar integraram a mais avançada tecnologia de tratamento posterior de gases de escape no XE: um sistema de redução catalítica seletiva (SCR) muito eficaz assegura que as emissões de NOx não excedem os limites fixados no regulamento Euro 6.

 

Os motores a gasolina de quatro cilindros combinam performance com eficiência

A gama de motores a gasolina do Jaguar XE começa na unidade 2.0 turbo de injeção direta e quatro cilindros que foi apresentada na berlina Jaguar XF. Otimizado para o novo XE, este motor requintado e leve encontra-se disponível com dois níveis de potência: 200 CV e 320 Nm e 240 CV e 340 Nm.

Estes motores produzidos integralmente em alumínio, com um peso de apenas 138 kg, encontram-se equipados com um veio de equilíbrio duplo para anular as forças de segunda ordem, proporcionando a suavidade e potência de um seis cilindros atmosférico num conjunto mais compacto e eficiente.

Uma característica inovadora é a carcaça do turbo integrada no colector de escape. Em complemento à redução de peso, o catalisador atinge a temperatura de ativação mais rapidamente, reduzindo as emissões. A inércia reduzida permite uma capacidade de resposta extraordinária.

V6 S: níveis de potência excecionais

Os clientes que desejem a máxima performance e uma sonoridade estimulante desde o ralenti irão apreciar o XE S, que partilha o motor com o aclamado F-TYPE: um 3.0 V6 Supercharged. A injeção directa de pulverização direcionada e distribuição variável otimizam a sua potência e binário em todos os regimes de funcionamento. O ângulo de 90º entre cilindros disponibiliza espaço para o compressor Roots Twin Vortex, enquanto que a suavidade é assegurada por um veio de equilíbrio. Com 340 CV/450 Nm, este motor proporciona ao XE S uma aceleração, facilidade de condução e performance realmente excecionais: acelera de 0 a 100 km/h em apenas 5,2 segundos, e a velocidade máxima está limitada eletronicamente a 250 km/h.

 

Escolher o melhor: nova caixa manual de seis velocidades

A caixa manual do novo Jaguar XE é caracterizada pelo seu acionamento suave e pela precisão das suas passagens de caixa que, graças ao seu escalonamento abrangente, proporciona uma combinação excelente de performance e requinte.

Em complemento às passagens de caixa suaves, a caixa contribui também para os consumos de combustível excelentes do XE. A sua carcaça leve em liga de alumínio reduz o peso, enquanto que detalhes como eixos ocos e carretos aligeirados tornam a transmissão ainda mais leve.

Na procura pela eficiência optou-se também por um sistema de cárter semi-seco em vez de se basear no método habitual de lubrificação por imersão, com as perdas parasitas inerentes. Assim, o óleo encontra-se separado das engrenagens por uma divisória leve em polímero e é pulverizado sobre os componentes móveis utilizando uma bomba compacta.

 

Caixas automáticas de oito velocidades otimizadas

A produção do XE com elevado conteúdo de alumínio permite também disponibilizar uma versão nova e leve da caixa ZF 8HP de oito velocidades que é utilizada nas berlinas XJ e XF, pesando cerca de 10 kg menos.

Ao disponibilizar a relação perfeita para qualquer situação, o módulo eletrónico monitoriza os estilos de condução e adapta os padrões de seleção de velocidades conforme apropriado. A estratégia de controlo inteligente torna ainda mais eficazes os modos selecionados no sistema Jaguar Drive Control. No modelo XE S de alta performance, a caixa encontra-se equipada com patilhas incorporadas no volante, proporcionando ao condutor o controlo manual absoluto das passagens de caixa para uma experiência ainda mais envolvente.

 

Sistemas avançados de assistência ao condutor

A Jaguar desenvolveu um conjunto de tecnologias para tornar a condução mais segura, descontraída e divertida. Desde sistemas que melhoram a tração a baixa velocidade em condições adversas até sistemas de travagem inteligente que utilizam câmaras estereoscópicas para analisar a estrada à frente do veículo, o XE é a opção inteligente no segmento de veículos médios.

 

Gestão de tração: All Surface Progress Control

O sistema All Surface Progress Control é incorporado pela primeira vez a nível mundial no novo XE. Este sistema exclusivo de controlo de tração, semelhante a um sistema de controlo de velocidade de cruzeiro a baixa velocidade, irá disponibilizar ao XE capacidades inigualáveis entre os veículos de tração traseira do seu segmento em quaisquer condições meteorológicas.

All Surface Progress Control é a tecnologia ideal para pisos de aderência reduzida como estradas cobertas de neve, gelo e até relva molhada. Desenvolvido com base nas décadas de experiência em sistemas de tração fora de estrada da Jaguar Land Rover, o sistema All Surface Progress Control pode recuperar a tração de forma eletrónica mais rapidamente que o condutor.

O sistema funciona entre 3,6 km/h e 30 km/h, e é ativado utilizando os interruptores do controlo de velocidade de cruzeiro incorporados no volante. Após ter selecionado a velocidade desejada, o condutor concentra-se na direção e o veículo encarrega-se do resto, assegurando um progresso suave no terreno sem perdas de tração e sem que o condutor tenha que tocar nos pedais. Apesar de estar apenas disponível com caixas automáticas, o sistema All Surface Progress Control é compatível com todos os motores. Os pneus de inverno conseguem maximizar a eficácia do sistema All Surface Progress Control.

 

HUD a laser: a informação onde é necessária

Uma estreia na Jaguar e na indústria automóvel, o HUD do XE projeta imagens a cores de alto contraste diretamente na linha de visão do condutor, é mais pequeno e quase um terço mais leve que os sistemas TFT atuais.

As imagens virtuais parecem ‘flutuar’ a dois metros à frente do condutor. Ao apresentar informações como a velocidade, instruções de navegação passo a passo, sinais de trânsito e as configurações do controlo de velocidade de cruzeiro, a atenção do condutor permanece sempre onde é mais necessária: na estrada à sua frente.

O alto contraste tem uma resistência elevada ao esbatimento das imagens em condições de luz solar directa. Uma vantagem adicional da tecnologia laser é que as imagens permanecem visíveis embora o condutor utilize óculos polarizados.

 

As coisas claras: tecnologia de câmara estereoscópica.

O novo XE é um dos primeiros veículos do seu segmento a incorporar uma câmara estereoscópica. Este sensor inovador proporciona uma visão tridimensional da estrada à frente do veículo e é a base dos sistemas de reconhecimento de sinais de trânsito e do Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência.

A câmara estereoscópica direcionada para a frente encontra-se montada à frente do espelho retrovisor e pode detetar veículos a até 100 metros de distância. Se os algoritmos no módulo de controlo do Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência determinam que é provável a ocorrência de uma colisão, o sistema de travagem prepara-se e o condutor recebe um aviso visual no tablier e, quando incorporado, no HUD. Se o condutor não tomar nenhuma medida, é ativada automaticamente toda a força de travagem: o Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência permite evitar a colisão ou reduzir a sua intensidade a velocidades de até 80 km/h.

O sistema de reconhecimento de sinais de trânsito obtém informação da câmara estereoscópica para avisar o condutor sobre os limites de velocidade, incluindo limites temporários devido, por exemplo, a obras na estrada. Para assegurar a fiabilidade do sistema, os dados da câmara são sempre cruzados com a informação sobre limites de velocidade do sistema de navegação. O condutor tem a possibilidade de selecionar uma opção que permite a apresentação de avisos quando são ultrapassados os limites de velocidade: uma coroa circular pisca em redor da imagem do limite de velocidade, mas não é ativado nenhum aviso sonoro.

Em complemento aos sinais da estrada a câmara estereoscópica avançada ‘vê’ também as marcas na estrada e esta função é utilizada no sistema de aviso saída de faixa do XE. Se o sistema determina que o veículo abandona a sua faixa não intencionalmente, avisa o condutor através de vibração no volante.

A câmara estereoscópica pode também auxiliar o condutor a ver com maior clareza: o sistema de máximos automáticos permite uma utilização otimizada dos máximos, tornando a condução noturna mais segura. A ligação entre os faróis e os algoritmos de tratamento de imagem da câmara permite a funcionalidade de máximos automáticos comutar automaticamente para médios quando são detetados veículos em sentido contrário.

 

Sempre a olhar para a frente: Controlo de Velocidade de Cruzeiro Adaptativo.

O novo sistema de Controlo de Velocidade de Cruzeiro Adaptativo do XE torna as viagens em auto-estrada mais confortáveis. Um radar de longo alcance de 77 GHz monitoriza a estrada à frente do veículo, permitindo que este mantenha uma distância predeterminada aos veículos da frente.

O sistema de Controlo de Velocidade de Cruzeiro Adaptativo pode também iniciar o Sistema Inteligente de Travagem Autónoma de Emergência se deteta uma colisão iminente.

 

Sempre alerta: Monitor de Ângulo Morto e Sensor de Aproximação de Veículos e Detector de Veículos em Marcha-atrás.

O novo XE pode também ser equipado com um sistema que monitoriza a área atrás do veículo, tornando as manobras de ultrapassagem mais seguras. Um radar de médio alcance de 24 GHz deteta a presença de veículos que se aproximem rapidamente da traseira: um ícone pisca nos espelhos para alertar o condutor do possível perigo. Quando o veículo entra no ângulo morto, o ícone é ligado permanentemente.

O lugar certo: estacionamento mais fácil.

O esforço de estacionamento em lugares de espaço reduzido é uma coisa do passado. O novo XE pode ser equipado com os Sistemas de Estacionamento Paralelo e Perpendicular que se encarregam das tarefas mais complicadas. Os sensores ultra sónicos medem o espaço e, se for considerado apropriado, permitem que o veículo controle a direção durante as manobras de estacionamento paralelo e perpendicular, enquanto o condutor controla apenas o travão e o acelerador. Uma função de saída de estacionamento direciona também o XE ao sair do lugar de estacionamento.

A saída de lugares de estacionamento em marcha-atrás é muito mais segura com o Detector de Veículos em Marcha-atrás. Os sensores utilizados no Monitor de Ângulo Morto detetam os veículos que se aproximam e que o condutor não pode ver e ativam um aviso.

 

Informação, entretenimento e conectividade

Desde apps para smartphones e WiFi, até sistemas de áudio de alta qualidade desenvolvidos em parceria com os especialistas mundialmente reconhecidos da Meridian, o novo XE disponibiliza um conjunto de tecnologias concebidas para manter os ocupantes informados e entretidos, tornando cada viagem numa experiência ainda mais completa.  

Perfeitamente posicionado no tablier, o ecrã táctil de oito polegadas é o elemento central do novo sistema de informação e entretenimento InControl do XE.

Neste mundo cada vez mais ligado e em constante mudança, as tecnologias a bordo representam uma parte integral da experiência de condução. Com o novo XE introduzimos um conjunto vanguardista de sistema de ajuda ao condutor e sistemas de entretenimento. Concebidos e desenvolvidos de raiz, irão garantir que cada viagem é mais simples, descontraída, segura e recompensadora, sem esforço”. Dr Mike Bell, Global Connected Car Director da Jaguar

O ecrã táctil integra uma interface de utilizador nítida e intuitiva concebida para permitir um acesso rápido e simples a todas as características e funções. O controlo por voz simplifica adicionalmente o sistema: InControl responde a comandos por voz simples sem a necessidade de navegar pelos menus, permitindo ao condutor manter a sua atenção na estrada.

Apesar de se tratar de uma função inicialmente desenvolvida para o topo de gama da Jaguar, o XJ, a tecnologia DualView encontra-se agora disponível no XE. Esta inovação, a primeira no seu segmento, permite que o ecrã táctil apresente informação do veículo ao condutor enquanto, simultaneamente, o passageiro dianteiro vê um filme.

Os smartphones estão a mudar a nossa forma de interagir com o mundo que nos rodeia. As aplicações do sistema InControl da Jaguar permitem aos utilizadores acesso total às apps do seu smartphone através do ecrã táctil do XE, desde realizar uma chamada até encontrar um lugar de estacionamento ou reservar um quarto de hotel. Algumas das apps mais populares são iheartradio, INRIX, Glympse, Stitcher, cityseeker e Parkopedia.  

O XE funciona também como um ponto de acesso WiFi, permitindo a ligação de vários dispositivos à Internet: a antena do veículo disponibiliza o melhor sinal possível.

InControl Remote da Jaguar permite a ligação ao veículo de utilizadores de smartphones com sistemas operativos iOS ou Android onde quer que se encontrem, através da app especialmente desenvolvida. Esta tecnologia permite uma série de funções, desde verificar a quantidade combustível no depósito e destrancar ou trancar as portas, a configurar o sistema de ar condicionado automático do XE para cada um dos sete dias da semana.

InControl Secure melhora a segurança disponibilizando monitorização proativa do veículo. Em caso de furto do XE, o serviço de monitorização pode trabalhar em parceria com as forças policiais para localizar e recuperar o veículo.

InControl Protect disponibiliza outra garantia: no caso improvável de uma avaria, transmite à Assistência Jaguar otimizada a sua localização e os dados de diagnóstico do veículo para minimizar os atrasos na sua viagem. Caso aconteça o impensável e ocorra uma colisão, efetuará automaticamente uma chamada SOS e avisará os serviços de emergência.

 

Qualidade de som: áudio Premium da Meridian.

Para os condutores que desejem uma condução descontraída com música, o XE inclui pela primeira vez no segmento a tecnologia de áudio Meridian. O produto mais recente da longa colaboração entre Jaguar e os especialistas de áudio britânicos de Meridian, o sistema de 11 altifalantes inclui um subwoofer potente desenvolvido especificamente para o XE. A utilização de algoritmos exclusivos garante a melhor reprodução de som possível e adaptam a experiência à acústica interior. Com um sistema de música e informação e entretenimento tão avançado, o Jaguar XE irá criar um novo patamar dentro do seu segmento em termos de entretenimento de alta qualidade para o condutor e passageiros, que será difícil de superar.

A gama Jaguar XE será disponibilizada com um PVP a partir de 43.687 €. As primeiras unidades irão chegar ao mercado em junho de 2015.

Mais informação, imagens e vídeos sobre a Jaguar em www.media.jaguar.com

Mais vídeos em alta resolução em www.broadcast.jaguarlandrover.com

 

 


ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS*

JAGUAR XE 2.0 Diesel 163 CV

MOTOR E TRANSMISSÃO

Cilindrada

1.999 cc

Número de cilindros

4

Válvulas por cilindro

4, DOHC

Diâmetro / curso

83/ 92,4 mm

Relação de compressão

15,5:1

Alimentação

Injeção direta Common Rail, 1.800 bar, turbo compressor de geometria variável

Potência

163 cv @ 4.000 rpm

Binário

380 Nm entre 1.750 e 2.500 rpm

Caixa de Velocidades

ZF 8HP45 8 velocidades automática

Getrag M66 6 velocidades manual

PERFORMANCE

0-100km/h

8,4 s. (Manual)

8,2 s. (Automático)

Velocidade máxima

227 km/h. (Manual)

227 km/h (Automático)

Consumo combinado homologado

3,8 l/100 km. (Manual)

3,9 l/100 km (Automático)

Emissões de CO2

99 g/km. (Manual)

104 g/km (Automático)

DIMENSÕES

Comprimento

4.672 mm

Largura com/sem espelhos

2.075 /1.850 mm

Altura

1.416 mm

Distância entre eixos

2.835 mm

Tara

Desde 1.474 kg. (Manual)

Desde 1.500 kg (Automático)

Capacidade da bagageira

450 litros

Capacidade do depósito de combustível:

47 litros

*Dados estimados pelo fabricante


ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS*

JAGUAR XE 2.0 Diesel 180 CV

MOTOR E TRANSMISSÃO

Cilindrada

1.999 cc

Número de cilindros

4

Válvulas por cilindro

4, DOHC

Diâmetro / curso

83/ 92,4 mm

Relação de compressão

15,5:1

Alimentação

Injeção direta Common Rail, 1,800 bar, turbo compressor de geometria variável

Potência

180 CV @ 4.000 rpm

Binário

430 Nm entre 1.750 e 2.500 rpm

Caixa de Velocidades

ZF 8HP45 8 velocidades automática

Getrag M66 6 velocidades manual

PERFORMANCE

0-100km/h

7,8 s. (Manual)

7,8 s. (Automático)

Velocidade máxima

230 km/h. (Manual)

230 km/h (Automático)

Consumo combinado homologado

4,2 l/100 km. (Manual)

4,2 l/100 km (Automático)

Emissões de CO2

109 g/km. (Manual)

109 g/km (Automático)

DIMENSÕES

Comprimento

4.672 mm

Largura com/sem espelhos

2.075 /1.850 mm

Altura

1.416 mm

Distância entre eixos

2.835 mm

Tara

Desde 1.550 kg. (Manual)

Desde 1.565 kg (Automático)

Capacidade da bagageira

450 litros

Capacidade do depósito de combustível:

56 litros

*Dados estimados pelo fabricante


ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS*

JAGUAR XE 2.0 Gasolina 200 CV

MOTOR E TRANSMISSÃO

Cilindrada

1.999 cc

Número de cilindros

4

Válvulas por cilindro

4, DOHC

Diâmetro / curso

87,5/ 83,1 mm

Relação de compressão

10:1

Alimentação

Injeção direta 150 bar, turbo compressor

Potência

200 CV @ 5.500 rpm

Binário

280 Nm entre 1.750 e 4.000 rpm

Caixa de Velocidades

ZF 8HP45 8 velocidades automática

PERFORMANCE

0-100km/h<