In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


VIA VERDE É NOTICIA

 

Via Verde regista meio milhão de transacções em interoperabilidade

 

Todos os automobilistas espanhóis podem circular livremente em território nacional

 

 

O projecto-piloto de interoperabilidade entre Portugal e Espanha, iniciado no final do ano passado pela Via Verde Portugal, já permite a todos os automobilistas espanhóis circular livremente em território nacional.

 

Entre Julho e Setembro de 2013 foi realizado meio milhão de transacções por cerca de 42 mil clientes espanhóis em Portugal.

 

A Via Verde Portugal já firmou acordos com 32 entidades espanholas emissoras de Via Verde, dos quais:

 

- 25 emissores financeiros (representados pela NovaGalicia)

- 7 emissores não financeiros (representados pela Ressa e pela Via Verde)

 

Actualmente, o serviço Via Verde Traveller está disponível nas auto-estradas espanholas AP9, AG55 e AG57 (operadas pela Audasa), prevendo-se, num futuro próximo, o seu alagamento a outras auto-estradas em Espanha.

 

Numa primeira fase, a Via Verde Portugal enviou 80 mil convites de adesão à Via Verde Traveller a clientes portugueses, tendo sido adoptado o critério de proximidade geográfica à região da Galiza.

 

Estes convites foram, progressivamente, alargados aos restantes clientes particulares.

 

Os clientes que ainda não tenham sido contactados pela Via Verde (e que sejam portadores de identificador MDR) poderão inscrever-se apartir do site www.viaverde.pt.

 

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

 

MENINAS

 

 

Isto nem sempre pode ser carros, por isso a "receita de hoje" passa por estas beldades, esperando que os nossos leitores apgajas1gajas2gajas3gajas4gajas5gajas6gajas7gajas8reciem.....

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

A TOYOTA EM FUJI - WEC

 

 

 

fuji1fuji2fuji3fuji4fuji5fuji6fuji7fuji8fuji9fuji12fuji14fuji15fuji16fuji17fuji18fuji19fuji20Grupo de imagens da prova que a Toyota venceu no passado fim de semana na pista de Fuji, por sinal a pista de testes do construtor nipónico.

 

VOLANTE EUROFORMULA 2013

 

VOLANTE EUROFORMULA 2013


Anthoine Hubert - VencedorAnthoine Hubert_vainqueur_du_Volant_Euroformula_2013_Photo_Claude_Rozet indiscutível

 

As seleções mais , Thomas Bacle (24 anos ) , Kévin Bole - Besancon (21), Amaury Bonduel (15), Timothé Buret (18) , Ben Creed ( 18) , Simon Crochart (21), Rémy Deguffroy (18) , Jules Gounon (18) , Antoine Hubert ( 17) , Tom Le Coq (18) , Dylan Pereira ( 16) , William Westerloppe ( 20) foi cabeça a cabeça na semi -final no La Châtrecircuit ao volante de Formula Renault 2.0 traçada em lotes e calibrado com pneus novos pelo instrutor chumbo, Joël de Miguel .
Desde o início Anthoine Hubert provou ser mais rápido , à frente de Remy Deguffroy , Dylan Pereira, Simon Crochart , Tom Le Coq e Jules Gounon que o júri decidiu qualificar como seus tempos eram tão perto e sua melhor volta cronometrada tão bom. Os motoristas , em seguida, escolheu a ordem do turno , de acordo com a sua classificação , o que colocou Remy Deguffroy primeiro, seguido por Antoine Hubert , Dylan Pereira, Simon Crochart e Tom Le Coq .
Para a final, todos os pilotos usaram a mesma monolugares equipados com novos pneus aquecidos por Enzo Guibbert , o campeão de 2012. A melhor média de cinco voltas seria o decisivo .
Quando os seis candidatos tinha terminado seu turno , o presidente , Philippe SINAULT , bem como os membros do júri Gilles Gaignault ( Autonews Info) , Pierre GILBERT (Driving evolução) , Olivier Lombard (motorista) , Nelson Panciatici (Alpine Driver); Pierre Ragues (Alpine motorista ) declarou , por unanimidade Anthoine Hubert o vencedor.
Com uma média de 36'' 066 Anthoine Hubert dominou a frente final Remy Deguffroy com 36'' 619 , seguido por Dylan Pereira com 36'' 673, Jules Gounon with36 '' 745, Simon Crochart com 36'' 805 e Tom Le Coq com 37'' 039 .
Memorável foram as performancesofDylan Pereira e Simon Crochart que não têm experiência anterior no automobilismo , bem como os de todos os outros pilotos que fizeram esforços determinados para o fim!
Uma vez que a sua vitória confirmada, Anthoine HUBERT nos disse em confiança: " É claro que eu estou feliz. As condições não eram as mais fáceis , a pista tinha mudado desde a semi- final. Neste tipo de competição você tem que investir -se completamente , fui tudo para fora e eu consegui uma boa média. No carro eu tive as sensações físicas direita e eu podia sentir que eu não estava fazendo mal. Agora eu posso pensar no próximo ano e eu gostaria de dirigir na Eurocup de Formula Renault . Por uma questão de fato, eu acabei de voltar de um teste em Barcelona com a Tech 1 , onde eu terminei em segundo Rookie e nono no ranking global de cerca de 30 motoristas. Para um dia descoberta ele foi muito bem. A equipe ficou satisfeita também. Se eu conseguir o orçamento juntos, eu gostaria de dirigir com a Tech 1 em 2014. "

ForLaurent Fradon , o Diretor da Escola EUROFORMULA , Anthoine Hubert é um campeão digno : " É claro que estou muito feliz com este resultado lógico vendo como Anthoine dominou as seleções desde o início, e depois a semi -final ea final. Estamos todos felizes , inclusive Joel de Miguel nosso instrutor , e os nossos engenheiros , Jacques e Quentin, ter vencedor anoutstanding . Ele deve progredir em 2014 na Eurocup Formula Renault e ser um crédito tothe La circuito Châtre e nossa Escola EUROFORMULA ".

A palavra final vem de Philippe Sinault , Presidente do Júri : " Sua vitória era óbvia. Eu não estou surpreso . Anthoine demonstrou condução muito elegante com excelentes times. No final, valeu a pena. Meu chapéu para Laurent Fradon para manter sua Volant indo. Ele está de parabéns , mesmo ! "

Anthoine Hubert segue os rastros de Paul Loup Chatin (2010) , Simon Gachet (2011) e Enzo Guibbert (2012) e ele será premiado com a bolsa 60.000 € , bem como o RALF TECH WRXSteel híbrido relógio!

A data agora está definido para a final do « VOLANTE EUROFORMULA » de 2014, com uma nova e importante opção que deve ajudar os jovens motoristas progresso nas melhores condições possíveis .

 

LAMBO DE KEVIN- CONWAY VENCEU

LAMBORGHINI DE KEVIN-CONWAY VENCEU TROFEU NOS ESTADOS UNIDOS

 

Kevin e Conway, foram os vencedores do Troféu Lamborghini que decorreu este ano do outro lado do Atlãntico, e que trouxe para as pistas norte americanas dezena e meia de unidade dos construtor italiano.lambo-kevin conway_2013_campeaotrofeulambousa

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

TROFEU MITSUBISHI NO BRASIL

 

 

O maior país da Américatt1tt2tt3tt4tt5tt6tt7tt8 do Sul leva a efeito um interessante Troféu todo o terreno, que permite a participação de diferentes modelos da Mitsubsihi, tal como documentam as imagens que hoje apresentamos.

 

TOM CRUISE EM NOVO FILME

TOM CRUISE EM NOVO FILME

 

O actor norte americano vai estar envolvido de novo num filme de automobilismo, onde Tom Cruise,onde desta feita surge como um dos pilotos da equipa de Ford GT 40, que participou em 1966 nas 24 Horas de Le Mans(que ventom cruise_a_lceu,ocupando os três lugares do pódio, algo inédito na maior prova maratona do mundo), que teve como adversário a equipa da Ferrari com os 3330 P 3

 

VETTEL REI E SENHOR NA TERRA DOS MARAJÁS

GRANDE PRÉMIO DE FÓRMULA 1 - INDIA

 

VETTEL REI E SENHOR NAS TERRAS DOS MARAJÁS

 

 

Uma vez os Red Bull Renault ficaram à frente na 2ª sessaõ de treinos liindia1india2india3india4india5india7india8india9india14india15india16india17india18india21india22india23india24india25india26india28india29india30india31india33india34india35india36india37india38india41india42india43india44india45india46india47india48india49india50india100india300india400india401india402india403india404india405india406india408india409vres para o Grande Prémio de Fórmula 1 na India.Alias a superiordade dos Red Bull é de tal ordem, que Webber, acabou por secundar o seu colega Vettel, tendo atrás de si o Lotus Renault de Grosjean, o Mercedes de Hamilton, que por sua vez teve no seu encalço o Ferrari de Alonso e o Mercedes de Hamilton.

 

A 7ª posição foi para o Ferrari de Massa, seguido pelo Lotus Renault de raikonen, ficando o "top ten" completo com os McLaren Mercedes de Perez e Button.

 

CRÓNICA DE JOÃO FERNANDO RAMOS

 

JOÃO FERNANDO RAMOS no Mundial de Ralis / dia 4 - Rali da Catalunha


jfr 4

Crónicas diárias de João Fernando Ramos, o piloto e jornalista que alinhará este fim-de-semana no RALI DA CATALUNHA, prova pontuável para o Campeonato do Mundo de Ralis da FIA.

 

DIA 4 – O DIA DOS DETALHES E DOS “TUGAS” EM TODA A PARTE

 

É OFICIAL! O rali já se sente hoje por toda a cidade! Há milhares de adeptos com roupas coloridas de olhos e ouvidos atentos a tudo. O nosso dia começou com o reconhecimento da última especial, que vai decorrer mesmo no centro de Salou, pelo meio de um jardim. É uma grande ideia para trazer os adeptos para mais perto de pilotos e máquinas num percurso muito técnico, escorregadio, mas que será de encher o olho a quem for assistir. Às oito e meia da manhã, estavam as notas tiradas e o dia ficava guardado para muitos pequenos acertos que ainda faltavam e para o encontro com os portugueses que lá nos vão acenando sempre que se cruzam comigo e com o Janela.

 

O parque de assistência já está completo e na RMC reviram-se os carros, um a um, com toda a atenção. São dez “carrinhos” de competição naquela avenida central do parque do mundial, assistidos pelo nosso amigo Roberto Mendez, que assume a direção de tudo e está sempre presente. Cada piloto tem dois mecânicos em permanência com quem acertamos tudo o que é preciso, desde pneus, gasolina, água, braçadeiras de vários tamanhos, o sítio do macaco e da chave de rodas elétrica, o local onde vamos guardar os capacetes e as horas de entrada e de saída. O supervisor desta grande equipa espanhola é português - engenheiro de profissão, homem que nasceu em terra mítica de ralis, Fafe, com a frontalidade e a competência das gentes do norte garante toda a eletrónica dos carros e a ligação entre os diversos pilotos e todos aqueles mecânicos e equipas de apoio. Hoje o Gaspar Leite esteve divertido a acertar o “trip-meter” com o Janela, que nos vai permitir navegar com maior exactidão durante todo o rali. Tem sempre um sorriso, tal como eu, sempre que as coisas parecem mais difíceis, ou mesmo impossíveis.

 

Não é caso único entre as grandes equipas do mundial. Na Volkswagen são portugueses alguns dos melhores mecânicos que tomam conta do carro do campeão do mundo e dos seus dois companheiros. Na Ford há igualmente portugueses em destaque na imensa equipa que este ano quase ganhou o campeonato. Também na Citroen se fala português. A mulher da imagem da equipa é das nossas e o carro onde Loeb tantas vezes ganhou teve mão “tuga”, a mesma que agora trata do carro do tão querido nestas paragens, Dani Sordo. Noutras equipas mais pequenas também se vai ouvindo um “Olá João! Então? Hoje não há noticias?”

 

Pilotos somos apenas dois, eu e o Paulo Freire, que vai também tripular um Mitsubishi Evo X de uma outra grande equipa espanhola. É verdade que merecíamos ter aqui um piloto para lutar pela vitória, mas o nosso país, que forma todos estes quadros de excelência, está apenas a trabalhar para a exportação de mão-de-obra altamente qualificada. Tenho orgulho nestes, dos nossos, que aqui são reconhecidos e acarinhados. São mesmo alguns dos melhores do mundo.

 

Ao começo da tarde sentei-me de novo ao volante para avaliar a eficácia dos novos pneus do WRC e dos travões. Há mudanças nos regulamentos e é fundamental perceber como se comporta o carro na travagem e a curvar. Este carro é pura emoção, mas assusta quando se volta a andar a fundo depois de uma tão longa paragem. A última vez que o guiei foi no Rali de Portugal…já lá vão uns largos meses… São contingências de um piloto como eu, que não tem tempo para nada, nem para se dedicar mais um bocadinho a um desporto onde sou tão feliz.

 

Em cada pausa, um regresso à assistência para um acerto e para o Gaspar confirmar as leituras da telemetria que regista toda a nossa condução. Sempre que saio do carro, mais adeptos portugueses, mais votos de boa sorte, a pedir um brinde e um Beirão, mais novos amigos a trocar endereços de FB.  Já andam por aqui umas centenas que vão estar nas especiais a noite toda e depois nos dois dias seguintes. Amanhã começa o rali com a partida no centro de Barcelona, perante a grande catedral gótica. Depois, será uma noite “à antiga” para chegarmos a Salou já de madrugada. Confesso que estes são os momentos de maior ansiedade, onde só queremos mesmo que comece o rali.

 

Até amanhã a todos, e não deixem de acompanhar a nossa aventura no mundial de ralis! 

 

NISSAN REGISTA FORTES VENDAS

 

NISSAN REGISTA FORTES VENDAS EM SETEMBRO NA EUROPA

 

 

NISSAN REGISTA FORTES VENDAS EM SETEMBRO NA EUROPA

  • Vendas robustas dos crossovers líderes Qashqai e Juke
  • Quota de mercado em Setembro de 2013 chega a 4,0%, em linha com 2012
  • Rússia e Reino Unido continuam a ser mercados de alto desempenho

A Nissan anunciou a venda de 66.303 unidades em Setembro na Europa. Desde o início do ano até ao final de Setembro, as vendas da Nissan na Europa atingiram as 480.709 unidades, impulsionadas pelos sempre populares crossovers Qashqai e Juke. Os resultados da Nissan em Setembro de 2013 indicam um desempenho estável em todos os mercados, principalmente no Reino Unido, onde a Nissan tem uma forte presença ao nível da produção e onde as vendas aumentaram 400% no último mês. Outros mercados com desempenho significativo para a Nissan em Setembro foram a Rússia, com mais de 15.000 vendas, subindo 15% comparativamente ao ano anterior, e a França, com mais de 5.700 vendas.

 

Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

VODAFONE MEXEFEST

Vodafone Mexefest


Todos os espaços do Festival.

 

A Música vai mexer com a Avenida da Liberdade, desde o Marquês de Pombal até ao Rossio:

 

Hotel Florida, BES Arte & Finança, Cinema São Jorge I e II, Delta Q Avenida, Estação Vodafone FM (Estação Ferroviária do Rossio), Sala Super Bock Super Rock (Ateneu Comercial de Lisboa), Sociedade de Geografia de Lisboa, Coliseu dos Recreios, Igreja de S. Luís dos Franceses, Casa do Alentejo, Palácio da Independência, Vodafone Bus I e II

29 e 30 de Novembro, Avenida da Liberdade, Lisboa

www.vodafonemexefest.com | facebook.com/vodafonemexefest

 

O Vodafone Mexefest é um festival de formato singular. Agita-se com o movimento do público e consequente vibração que os espaços da Avenida da Liberdade adquirem nas duas noites recheadas de música nova e surpreendente. O festival cresce artística e estruturalmente, tornando-se num evento que promove novos artistas, novos trabalhos e apresentações únicas, mas também espaços que se juntam para um casamento perfeito. A geografia do Vodafone Mexefest prospera.

Na edição deste ano, os concertos realizar-se-ão em espaços que percorrem a Avenida da Liberdade, desde o Marquês de Pombal descendo até ao Rossio, entre os que têm sido casa do festival e os que a ele se juntam nesta edição.

As Salas I e II de um dos ícones culturais da cidade com mais de 60 anos de história – o Cinema São Jorge – voltarão a preencher-se com duas noites de música.

A Estação Vodafone FM (Estação Ferroviária do Rossio) é de novo paragem para a arte do som e consequente bem-vinda agitação. Com uma história de mais de um século, sofreu renovação há uma mão cheia de anos transformando-se num dos espaços artísticos mais carismáticos da capital.

Localizado na Rua das Portas de Santo Antão, o Ateneu Comercial de Lisboa, casa da Sala Super Bock Super Rock é lugar centenário e sempre dedicado ao saber, à ciência, ao desporto, mas também às actividades culturais.

Tal como o Ateneu Comercial de Lisboa, também a Sociedade de Geografia de Lisboa será um dos lugares do Vodafone Mexefest. Fundada em 1875, a ciência é  a dimensão que tem vindo a explorar. No entanto, é há dois anos parceira do festival que mexe com a cidade, abrindo as portas para um conhecimento feito de notas e muita devoção.

Na mesma rua mora a Igreja de São Luís dos Franceses. Estrutura épica e com uma espiritualidade que pode ir para além das fronteiras da fé, este lugar mistura o clássico com o cosmopolitismo geográfico onde se insere, servindo na perfeição para sons que servem outros ouvidos.

A Casa do Alentejo já foi casino. Tem mais de duzentos anos de idade e nas suas paredes uma forte influência árabe. Volta a receber alguns dos mais íntimos concertos do Vodafone Mexefest.

A rolar do topo da Avenida da Liberdade até aos Restauradores estarão os dois autocarros que, juntos, se designam por Vodafone Bus. O Vodafone Bus é, provavelmente, um dos palcos mais sui generis e apetecíveis do mundo. Aqui, a música é heroína e personagem principal.Salas que serão lugares preferidos no Vodafone Mexefest e mais novos espaços se juntam à festa:

O BES Arte & Finança é nome já anunciado e assento de excelência onde a cultura, nas suas mais variadas facetas, tem merecido destaque.

O imaginário cinematográfico é há muito elemento musical. Por isso, é com alegria que se confirma a inclusão no Vodafone Mexefest do Hotel Florida. Um dos hotéis mais garbosos da cidade e com o universo da 7ª arte como temática conceptual.

O charme e a elegância também são alguns dos epítetos que podemos atribuir ao Vodafone Mexefest. Desta forma, o nº 144 da Avenida da Liberdade, onde habita o Delta Q Avenida, é o par perfeito para um enlace arquitectónico e artístico.

O Coliseu dos Recreios, uma das salas mais emblemáticas de Lisboa, será lugar para a excelência dos concertos dos dias 29 e 30 de Novembro. Inaugurado em 1890, mantém nos dias de hoje doses de encanto e importância incomparáveis.

No outro extremo da Avenida estará ainda o Palácio da Independência. Antiga casa de Almeida Garrett, acrescentará nobreza e beleza a um já por si distinto festival. 


Vodafone Mexefest. De palco em palco, a Música mexe na cidade.

Mais novidades a anunciar brevemente.


 

Já confirmados:

Alba lua; A.M.O.R.; Autre Ne Veut; The Bloom Twins; Cícero, MoMo e Wado; D'Alva; Daughter; Discotexas Picnic Live – Da Chick, Mirror People, Moullinex, Mr. Mitsuhirato, Xinobi; Erlend Øye; Haruko; Gisela João; Glasser; J-K; John Grant; JUBA; La Yegros; Lil Silva; The Lazy faithful; The Legendary Tigerman; Márcia convida Samuel Úria e António Zambujo; Moonface; Nástio Mosquito; Octa Push; Oh Land; Olivier Libaux; peixe : avião; Savages; Sensi; Sequin; SILVA; Tropics; Vahagn &The Sky People Wavves; Woodkid.

Informação de Bilhetes


 

Preço dos Bilhetes

Preço único: €40

Troca obrigatória por pulseira no Cinema São Jorge a partir de dia 28 de novembro

Locais de Venda

www.blueticket.pt - Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês (Lisboa e V. N. Gaia), Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Abep, Estações de Correios, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, www.ticketline.pt - Reservas e informações 1820 (24 horas), www.bilheteiraonline.pt, Coliseu de Lisboa.
Bilheteira do festival no Cinema São Jorge a partir de dia 28 de novembro.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS WSR RENAULT NA CATALUNHA

 

 

Mais um grupo de imagens das World Series Renaultren1ren2ren3ren4ren5ren6ren7ren8ren9ren10ren11ren12ren14ren15ren16ren17ren18ren19ren20ren21ren100ren101ren102ren103ren104ren105ren106ren107ren108 que decorreram no passado fim de semana no circuito espanhol da Catalunha.

 

CAM DE LUTO

CLUBE AUTOMOVEL DO MINHO DE LUTO

camlutoheldermedalhas

O CAM está de luto, pois um dos seus comissários faleceu hoje, restando a toda a equipa do  www.velocidadeonline.com,  apresentar as mais sentidas condolência ao CAM,assim como à familia e amigos do falecido.

 

QUER APRENDER???

QUER APRENDER A CONDUZIR?lambo2diastrackacademyhockenheim2728out

 

A Lamborghini vai levar a efeito este fim de semana um curso de conduçao, para os proprietáriso dos carros da marca, que terá amanha e domingo do circuito de Hockenheim.

 

RESULTADOS RENAULT

 

Informações Trimestrais , 30 de setembro de 2013

 

Dinâmica positiva do negócio na Europa. A actividade internacional impactado negativamente pela situação do mercado theIranian

• As receitas do Grupo Renault somaram € 7998000000 no terceiro trimestre de 2013, queda de 3,2 % ano-a- ano.
• As receitas de automóveis caíram 3,4% para 1 € 7483000000 , impactado negativamente pelo câmbio ratesand uma diminuição na dealers'inventories independentes.
• Inscrições subiu 3,1% ano a ano para 614.888 unidades.
• Registrationsand quota de mercado aumentou na Europa, impulsionado pelo sucesso de novos modelos ( novo Clio, Sandero e novo Captur ) .
• As vendas internacionais representaram 52 % do total do grupo , apesar da situação do mercado iraniano.
• O grupo está mantendo o seu outlook 2013 : crescimento das vendas, a margem automotiveoperating positivo e um fluxo de caixa positivo automotivo operacional livre .


Resultados comerciais Q3 2013 : destaques
Em um mercado automotivo global , que aumentou 4,6% , os emplacamentos do Grupo Renault somaram 614.888 unidades , um aumento de 3,1% no ano. Todas as regiões, com exceção da Ásia-Pacífico , registrou crescimento de vendas e melhoria da quota de mercado.

O mercado na Europa parece estar se estabilizando em um nível baixo , crescendo 2,5% no terceiro grupo quarter.The registrou um aumento de 10,2 % nas vendas e um aumento de 0,6 pontos de quota de mercado , para 9,1% , enquanto prossegue a sua política de vendas virtuoso. Esse melhor desempenho também foi impulsionado pelo sucesso dos novos modelos lançados no final de 2012 e início de 2013.
Desde o seu lançamento , em março, thegroup já vendeu mais de 48.000 unidades do Captur , agora o crossover do segmento B mais vendido na Europa.

Quota de mercado inFrancecame to26.4 % , com um aumento no número de registros , devido em grande parte para o sucesso do Captur e novo Clio, que é o veículo mais vendido na França, todos os segmentos combinados.
No Reino Unido , o mercado wherethe expandiu 11,6% , o grupo foi beneficiado com o lançamento da gama Dacia , com o total de registros de até 42,5% .
Na Espanha , onde o mercado cresceu 8,9 % sobre o trimestre , os emplacamentos do grupo cresceu 30,0% .
O grupo também aumentou a sua quota de mercado na Itália por cerca de 2 pontos, com inscrições até 28,1% em um mercado em baixa de 3,9%.
Na Alemanha, onde o mercado continuou a contrair 1,3% , grupo matrículas caiu 3,0% .
A marca Renault ocupa a terceira posição na Europa, com um marketshare de 7,0% , um aumento de 0,2 pontos.
A marca Dacia postou seus melhores resultados trimestrais de sempre, com uma quota de mercado de 2,1%.

Fora da Europa , o grupo Renault cresceu 4,8 %, excluindo Iran. Incluindo o impacto da actividade no país ( -23.000 unidades no trimestre ) , as inscrições do grupo caíram 2,6%. As vendas fora da Europa representaram 52 % do total , uma queda de 3 pontos em 2012.
Na Região das Américas , os registros aumentou 0,5% em um mercado que diminuiu 2,8%.
No Brasil, segundo maior mercado do grupo, a Renault ganhou de volta quota de mercado e atingiu o seu melhor resultado trimestral de 7,1% , depois de um primeiro semestre que foi interrompido por uma parada de produção na fábrica de Curitiba necessária para aumentar a capacidade de produção. Em um mercado em queda de 10 %, após um particularmente forte no terceiro trimestre de 2012, inscrições de grupo caiu 5,1% no Brasil.
Na Argentina, o automotivemarket permaneceu dinâmica (até 18,7% ), apesar da situação económica, whilegroup inscrições subiram 18,1% .

Em theEurasia Região , o volume de vendas subiu 18,2% em um mercado que caiu 4,2%. Na Rússia , o mercado caiu 7,8% , mas registros do grupo continuará a crescer fortemente (até 17,5%) , graças ao apelo do Duster . A Rússia é o terceiro maior mercado para a Renault no mundo whileRenault é o número dois locallybehind marca Lada .

Inscrições em theEuromed - Região da África subiram 2,9% em um mercado em baixa de 4,6%. Na Turquia, um mercado que cresceu 7,6% , os emplacamentos subiram 34,3% , impulsionado pelo sucesso do New Symbol Clio. Inscrições de grupos na Argélia caiu 30,3% após a contracção do mercado de 23,4% em relação ao trimestre . Em Marrocos, Dacia e Renault são as marcas líderes de mercado , com uma quota de 39,3 % do mercado , de 5,2 pontos .

Em theAsia -Pacífico , grupo inscrições diminuiu 30,4% em um mercado que cresceu 6,1 %. Excluindo o Irã , o grupo registrou um aumento de 6,6% na Região. Na Índia , as vendas ficaram estáveis ​​(queda de 0,6%) em um mercado que encolheu 5,0% . O grupo postou uma quota de mercado de 1,6% (até 0,1 pontos) , graças ao Duster .
Na Coréia do Sul , a situação comercial estabilizado eo grupo recuperou a quota de mercado (até 0,4 pontos) através de um aumento de 16,4% nas vendas, em um mercado que cresceu 6,0%.


Q3 2013 receitas por segmento operacional
O faturamento do Grupo chegou a 7,998 € millionin terceiro trimestre de 2013, queda de 3,2 % 1.
As receitas de automóveis caíram 3,4% de 1 a 7483 € milhões. A queda nas moedas de vários países emergentes ( peso argentino , real , rublo russo, rupia andIndian ) representaram fóruns impacto negativo de 5,7 pontos . No entanto , o efeito theprice foi positivo em 0,9 pontos , graças à política de preços virtuoso em curso na Europa e no impacto do aumento dos preços internacionais para compensar a queda em algumas moedas. O efeito do produto de mistura é negativa em 1,3 pontos , mostrando a evolução contrastada das vendas nos segmentos B e C . O efeito mix regional, impactado positivamente 1,2 pontos . O efeito de volume de vendas é um ponto includingthe impacto positivo de 0,1 negativo vindo da redução nas atividades inventories.Other distribuidoras independentes de que as vendas de veículos built- up, peças e componentes de powertrain para parceiros, tiveram um impacto positivo de 1,3 pontos .
Financiamento das Vendas ( RCI Banque ) contribuiu com € 515.000.000 para as receitas do grupo, de 0,4 % ano a ano . Média de empréstimos foi de € 24500000000 em terceiro trimestre de 2013, um aumento de 2,5 %. O número de novos contratos de financiamento cresceu 25 %, para 286,3 mil no trimestre.


perspectiva
O grupo continua no bom caminho para cumprir os seus objectivos para o ano de 2013:
• registros mais altos do grupo em todo o mundo ;
• A margem operacional positiva Automotive ;
• fluxo positivo Automotive operacional de caixa livre .


As receitas consolidadas do grupo Renault

( € milhões) 2013 2012
Restated1 Mudança
2013/2012
 
1 º trimestre
Automotive 7.736 8.852 -12,6%
Financiamento das vendas 529 519 1,9 %
Totalizar 8.265 9.371 -11,8%

2 º trimestre
Automotive 11.647 10.701 8,8 %
Vendas Financiamento 529 550 -3,8%
Total de 12.176 11.251 + 8,2%
 
3 º trimestre
Automotive 7.483 7.748 -3,4%
Financiamento das vendas 515 513 0,4 %
Totalizar 7.998 8.261 -3,2%
 
9 meses
Automotive 26.866 27.301 -1,6%
Vendas Financiamentos 1.573 1.582 -0,6%
Totalizar 28.439 28.883 -1,5%

 

SUGESTÃO FIM DE SEMANA

 

: TRIBECA Jazz Club (programação fim de semana)


Boa tarde,

 

O TRIBECA continua apostar na musica ao vivo, num ambiente diferente, onde pode jantar e depois assistir a um concerto.

Hoje Sexta 23h30 - Os Até Jazz

Amanha Sábado 23h30 - Quarteto Luísa de Carvalho

apoie a musica ao vivo, visitando-nos....

Reserve para jantar connosco!

TRIBECA Jazz Club & Restaurante

Rua 31 de Janeiro 147

4000-543 Porto

    +351. 967 477 527

    +351. 914 922 099

www.tribecajazzclub.com

 

ATENÇÃO LEITORES : A NÃO PERDER

 

pode parecer que estamos parados, mas tal não corresponde à verdade, pois estamos a preparara uma série de artigos, que acreditamos que vai ser do agrado dos nosos leitores, mesmo assim temos uma série de noticias, que poderão ser já consultadas, na qual sugerimos :

- COMUNICADO LUIS RAMALHO - APPA - A NÃO PERDER DE LER
- CRÓNICA DE FRANCISCO SANTOS- PREÇOS DOS COMBUSTIVEIS DESCEM DE NOVO
- HONDA DE PORTAS ABERTAS
- GALERIA DE IMAGENS CIRCUITO BOAVISTA - PROTÓTIPOS E GRUPO 5- NÃO PERDER DE VISITAR
- VETTEL NA FRENTE NA INDIA - F 1
- PROBLEMAS NO JAPÃO - MOTOS
- ANTÓNIO NOGUEIRA ESTEVE EM BOM PLANO NO ALGARVE
- VODAFONEMEXEFEST
- PEDRO NUNO ASPIRA AO PÓDIO - MOTOS
- ALFA DE MARTINE ESTEVE EM GUIMARÃES
- - BALANÇO POSITIVO PARA EXPOCLÁSSICO
NOVO DESAFIO PARA A DUNLOP

Esteja atento, mais novidades dentro de minutos

 

COMUNICADO LUIS RAMALHO - APPA

COMUNICADO LUIS RAMALHO - APPA

 

 

Aos praticantes do TT
Depois de alguns anos de " adormecimento" a APPA voltou ao terreno porque entende que, finalmente, vale a pena trabalhar em função de um desporto automóvel melhor porque temos, do lado da FPAK, um grupo de pessoas que quer ajudar e ser ajudada. 
Nesse sentido, e a exemplo do que se está a fazer noutras modalidades, estamos a tentar recolher o maior número possível de opiniões no sentido de ajudar a FPAK a tomar as melhores decisões possíveis para os diversos campeonatos que se disputam em Portugal. Debaixo deste desiderato ocorreu ontem uma reunião - onde estiveram presentes representantes das varias áreas do TT - com a qual se pretendia elaborar dois documentos , um para entregar na federação com algumas sugestões passiveis de serem colocadas em pratica de imediato e outro para se distribuir aos pilotos. Este ultimo será um inquérito que permitirá a resposta imediata a algumas perguntas muito objectivas e com o qual se pretende avaliar as opiniões dos pilotos relativamente a algumas questões. Nesse sentido solicitava que, por mensagem  para o meu mail - Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar - me fizessem chegar os Vossos mails para que o inquérito pudesse ser distribuído pelo maior número possível de praticantes, quer estejam ou não no activo.
Precisamos de todos, e nao somos muitos!
Obrigado a todos
Luís Ramalho

 

CRÓNICA DE FRANCISCO SANTOS

CRÓNICA DE FRANCISCO SANTOS

 

OS MILHÕES da FÓRMULA 1 e FELIPE MASSA na WILLIAMS.
Ontem, o meu amigo brasileiro Américo Teixeira Jr escrevia no seu blog (www.diariomotorsport.com.br) que Felipe Massa está indo para a Williams com um contrato de cinco anos, sem ter de levar dinheiro, ou seja, irá receber um ordenado de Frank Williams.
Para mim, foi uma decisão certa para os dois lados, embora ache muito estranho o contrato ser de cinco anos, tendo Felipe já 33, e o atual estado da F1 não aconselhar s contratos tão longos. Para Frank Williams é a certeza de ter um piloto de grande experiência, e um ex-vice-campeão mundial, o que lhe será útil na obtenção de mais alguns patrocínios de vulto. E, assim, o Brasil não ficará sem nenhum piloto na F1, o que iria acontecer pela primeira vez em muitos anos. 
Ayrton Senna com Frank Williams, nos testes de 1983, em Donington Park.
 
Como de costume, muitos brasileiros fizeram comentários a este seu texto (ao contrário dos portugueses que se retraem muito mais e só meia dúzia comenta no Facebook os meus textos).
E, alguns desses comentários focavam o facto de Felipe de certamente receber uns milhões enquanto grande parte da população brasileira continua a gter grandes dificuldades económicas. Além de eu não acreditar que Massa vá receber o mesmo que auferia em Maranello (contingências de finalde carreira…) , esta questão do dinheiro que as estrelas da Fórmula 1 e de outros tipos de desporto recebem é muito controversa. Não nos esqueçamos, primeiro, que enquanto um executivo de topo pode viver profissionalmente uns 30 anos – ou mais – recebendo um salário de alguns milhões por ano, um atleta – seja de F1 ou de basketball ou de futebol ou de futebol americano ou de ténis, para referir apenas algumas modalidades – tem uma vida útil muito menor.
Hoje, infelizmente não posso desenvolver mais o assunto pois tenho de ir para o hospital para me ser implantado um desfibrilador no peito, no seguimento do meu infarto de há três semanas, mas no domingo desenvolverei mais este tema socioeconómico, comparando os salários dos desportistas de topo com o Produto Interno Bruto per Capita dos seus respetivos países, e esses leitores do artigo do “Diário Motorsport” vão ficar tão boquiabertos quanto eu. 
Os salários dos pilotos de Fórmula 1
Entretanto deixo-vos a lista de salários atuais dos pilotos de F1, para pensarem um pouco no assunto:
O Business Book de 2013 publicou há uns meses, antes da temporada deste ano, os salários dos pilotos de Fórmula 1, em euros:
1 – Lewis Hamilton (Mercedes) e Fernando Alonso (Ferrari) – €20 milhões 
3 – Jenson Button (McLaren) – €16 milhões 
4 – Sebastian Vettel (Red Bull) – €12 milhões 
5 – Nico Rosberg (Mercedes) – €11 milhões 
6 – Mark Webber (Red Bull) – €10 milhões 
7 – Felipe Massa (Ferrari) – €6 milhões 
8 – Kimi Raikkonen (Lotus) – €3 milhões (mais US$50.000 por ponto conquistado ou seja, até hoje, mais US$8,85 milhões).
9 – Sérgio Perez (Mclaren) – €1,5 milhões 
10 – Romain Grosjean (Lotus), Pastor Maldonado (Williams) e Nico Hulkenberg (Sauber) – €1 milhão 
13 – Valteri Bottas (Williams) – €600.000 
14 – Jules Bianchi (Marussia) e Adrian Sutil (Force India) – €500.000 
16 – Paul di Resta (Force India), Jean Eric Vergne (Toro Rosso) e Daniel Ricciardo (Toro Rosso) – €400.000 
19 – Esteban Guitirez (Sauber) – €200.000 
20 – Charles Pic (Caterham), Giedo van der Garde (Caterham) e Max Chilton (Marussia) – €150.000 euros.
Claro que a estes salários haverá, penso eu (dependendo do critério do “Business Book” que tratarei de descobrir nos próximos dias), que somar os contratos publicitários pessoais de alguns pilotos que não os incluíram nos seus acordos com a respetiva equipa.

 

PREÇOS DOS COMBUSTIVEIS DESCEM

 

O comportamento dos mercados antecipa uma descida do preço dos combustíveis a partir de segunda-feira.

O custo de ambos os combustíveis nos postos de abastecimento vai ser revisto em baixa a partir de segunda-feira. As descidas vão sentir-se tanto nas bombas das principais gasolineiras como nos postos das denominadas marcas brancas, que normalmente têm preços mais baixos.

A contribuir para a queda dos preços esteve a descida das cotações da gasolina (4,71%) e do gasóleo (3,84%) nos mercados internacionais, que acompanham a desvalorização do crude (2,96%). A valorização do euro face à 'nota verde' - que atingiu esta semana máximos de dois anos - também vai ajudar à queda dos preços dos combustíveis para os consumidores europeus, dado que a matéria-prima é negociada em dólares.

O preço de referência do litro de gasolina em Portugal é actualmente de 1,535 euros. Já o gasóleo vale 1,375 euros por litro. As cotações podem no entanto variar nos postos de abastecimento, já que o preço fixado na rede tem ainda em conta o nível de concorrência, da oferta e da procura em cada mercado e o nível de custos fixos de cada posto.

De acordo com o último relatório de Bruxelas, depois de impostos, o preço médio da gasolina 95 octanas praticado em Portugal é o décimo mais caro em toda a UE. Já o gasóleo ocupa a 14ª posição entre os 27 países do espaço comunitário.

Fonte : Diário Económico

 

HONDA DE PORTAS ABERTAS

HONDA DE PORTAS ABERTAS

 

A Honnda e a sua rede de concessionários vai estar de portas abertas este fim de semana para a apresentação da sua ultima novidade, o CRX 1.6, que assim chegou ao mercado nacional.Por isso caro leitor se quiser experimentar esta novidade, já sabe, só tem de se dirigir a um concessionário, e sentir as emoções...ao volhondaante

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

PROTÓTIPOS E GRUPOS 5 NO CIRCUITO DA BOAVISTA

FOX 8646FOX 8647FOX 8648FOX 8649FOX 8650FOX 8651FOX 8652FOX 8653FOX 8654FOX 8655FOX 8656FOX 8657FOX 8658FOX 8659FOX 8660FOX 8661FOX 8662FOX 8663FOX 8664FOX 8665FOX 8666FOX 8667FOX 8668FOX 8669FOX 8670FOX 8671FOX 8672FOX 8673FOX 8674FOX 8675FOX 8676FOX 8677FOX 8678FOX 8687FOX 8688FOX 8689FOX 8690FOX 8691FOX 8692FOX 8693FOX 8694

 

VETTEL NA FRENTE NA INDIA

GRANDE PRÉMIO DA INDIA DE FÓRMULA 1

 

VETTEL NA FRENTE

 

 

A sessão de treinos livres para o Grande Prémio da India, já conduziu Vettel para a frente. pois Fernando Aloinso ficou com a oitava melhor marca, no entanto este Grande Premio da India, deverá ser o último a ter lugar isso porque muitos problemas, estão a ensobrar esta edição.

 

 

 

As questões financeiras que sobraram do Grande Prémio do ano passado, ainda estão por resolver, e assim pelos vistos há dividas perante o fisco, que ainda não foram cumpridas.Depois para o povo indiano a Fórmula 1 não tem quase significado nenhum, isso já para não falar do transito catastrófico nos acessos à pista.Depois por aquilo que aconteceu com a equipa da McLaren, que foi afectada no hotel por uma praga de mosquitos, que obrigou inclusive à mudança de unidade hoteleira.

Mas os problemas não se ficam por aqui, por pouco Rosberg não matou uma vaca...em plena auto estrada, e outros pilotos estão a tomar precauções contra eventuais doenças.

Para 2014, o Grande Prémio da India já não faz parte do calendário, o que dificilmente poderá voltar a ser reintegrado.

 

Sobre as dividas da organização do Grande Prémio, o Supremo Tribunal da India, que está a estudar o caso, pretende que cerca de um quarto das receitas provenientes da bilheteira seja congeladaf1indiaf2indiaf3indiaf4indiaf5indiaf6indiaf8india, de forma a começar a serem liquidadas as dividas de 2012.Por outro lado, segundo a óptica do fisco indiano, o Grande Prémio de Fórmula 1 é considerado um espectáculo de entretenimento e não de desporto, o que não deixa de ser curioso esta análise.

 

PROBLEMAS NO JAPÃO

Treinos de motociclismo no Grande Prémio do Japão adiados devido a neblina

A sessão de treinos de Moto3 estava agendada para as 09:00 locais (02:00 em Lisboa) e a de MotoGP para as 09:55 (02:55 em Lisboa), mas foram adiadas devido à fraca visibilidade na pista por causa da neblina.

A prova japonesa é a penúltima de ambos os campeonatos.

Agência Lusa

 

ANTÓNIO NOGUEIRA ESTEVE EM BOM PLANO NO ALGARVE

 

ALGARVE HISTORIC FESTIVAL

 

ANTÓNIO NOGUEIRA ESTEVE EM BOM PLANO NO ALGARVE

 

António Nogueira venceu a primeira corrida no Historic Touring Car Challenge, onde participou ao volante do seu Ford Capri.A verdade é que o fim de semana não começou lá muito bem, como nos descreveu “ a sessão de treinos foi cheia de problemas, pois apenas consegui fazer uma volta, por cima ainda chovia, o que não deu para extrair o máximo do carro.Com isso acabei por partir um veio na caixa de velocidades, que me deixou imóvel na recta da meta”.

 

Depois da equipa da AMNSport ter actuado, António Nogueira desforrou-se e bem, cortando a linha de chegada na 2ª posição, não dando qualquer tipo de chance aos seus mais directos adversários.

Após ter ido ao pódio receber o troféu, disse-nos “ correu bem, sem problemas de maior, fiz um arranque muito bom, depois de sair da terceira fila da grelha e assegurei logo a segunda posição atrás do líder, o que me mantive até final”.Mas para a segunda corrida, o resultado seria outro, como nos explicou “ uma vez mais larguei muito bem, e fui para a liderança, só  que não entendo fui obrigado a fazer um drive through, isso por não respeitar os limites da pista, isso segundo o colégio de comissários. Depois quando venho às boxes , não me deixaram partir, e perdi mais de dois minutos parado. Logo  vi que deviam estar a brincar comigo, pois perante tal cenário de prova, nem valia a pena regressar à pista, e mais não fiz do que desistir, quase diria parece que isto é tirado dum filme que aconteceu comigo aqui no Algarve há uns anos atrás”, e mais não disse.Imagem 252

 

VODAFONE MEXEFEST

Vodafone Mexefest


Todos os espaços do Festival.

 

A Música vai mexer com a Avenida da Liberdade, desde o Marquês de Pombal até ao Rossio:

 

Hotel Florida, BES Arte & Finança, Cinema São Jorge I e II, Delta Q Avenida, Estação Vodafone FM (Estação Ferroviária do Rossio), Sala Super Bock Super Rock (Ateneu Comercial de Lisboa), Sociedade de Geografia de Lisboa, Coliseu dos Recreios, Igreja de S. Luís dos Franceses, Casa do Alentejo, Palácio da Independência, Vodafone Bus I e II

29 e 30 de Novembro, Avenida da Liberdade, Lisboa

www.vodafonemexefest.com | facebook.com/vodafonemexefest

 

O Vodafone Mexefest é um festival de formato singular. Agita-se com o movimento do público e consequente vibração que os espaços da Avenida da Liberdade adquirem nas duas noites recheadas de música nova e surpreendente. O festival cresce artística e estruturalmente, tornando-se num evento que promove novos artistas, novos trabalhos e apresentações únicas, mas também espaços que se juntam para um casamento perfeito. A geografia do Vodafone Mexefest prospera.

Na edição deste ano, os concertos realizar-se-ão em espaços que percorrem a Avenida da Liberdade, desde o Marquês de Pombal descendo até ao Rossio, entre os que têm sido casa do festival e os que a ele se juntam nesta edição.

As Salas I e II de um dos ícones culturais da cidade com mais de 60 anos de história – o Cinema São Jorge – voltarão a preencher-se com duas noites de música.

A Estação Vodafone FM (Estação Ferroviária do Rossio) é de novo paragem para a arte do som e consequente bem-vinda agitação. Com uma história de mais de um século, sofreu renovação há uma mão cheia de anos transformando-se num dos espaços artísticos mais carismáticos da capital.

Localizado na Rua das Portas de Santo Antão, o Ateneu Comercial de Lisboa, casa da Sala Super Bock Super Rock é lugar centenário e sempre dedicado ao saber, à ciência, ao desporto, mas também às actividades culturais.

Tal como o Ateneu Comercial de Lisboa, também a Sociedade de Geografia de Lisboa será um dos lugares do Vodafone Mexefest. Fundada em 1875, a ciência é  a dimensão que tem vindo a explorar. No entanto, é há dois anos parceira do festival que mexe com a cidade, abrindo as portas para um conhecimento feito de notas e muita devoção.

Na mesma rua mora a Igreja de São Luís dos Franceses. Estrutura épica e com uma espiritualidade que pode ir para além das fronteiras da fé, este lugar mistura o clássico com o cosmopolitismo geográfico onde se insere, servindo na perfeição para sons que servem outros ouvidos.

A Casa do Alentejo já foi casino. Tem mais de duzentos anos de idade e nas suas paredes uma forte influência árabe. Volta a receber alguns dos mais íntimos concertos do Vodafone Mexefest.

A rolar do topo da Avenida da Liberdade até aos Restauradores estarão os dois autocarros que, juntos, se designam por Vodafone Bus. O Vodafone Bus é, provavelmente, um dos palcos mais sui generis e apetecíveis do mundo. Aqui, a música é heroína e personagem principal.Salas que serão lugares preferidos no Vodafone Mexefest e mais novos espaços se juntam à festa:

O BES Arte & Finança é nome já anunciado e assento de excelência onde a cultura, nas suas mais variadas facetas, tem merecido destaque.

O imaginário cinematográfico é há muito elemento musical. Por isso, é com alegria que se confirma a inclusão no Vodafone Mexefest do Hotel Florida. Um dos hotéis mais garbosos da cidade e com o universo da 7ª arte como temática conceptual.

O charme e a elegância também são alguns dos epítetos que podemos atribuir ao Vodafone Mexefest. Desta forma, o nº 144 da Avenida da Liberdade, onde habita o Delta Q Avenida, é o par perfeito para um enlace arquitectónico e artístico.

O Coliseu dos Recreios, uma das salas mais emblemáticas de Lisboa, será lugar para a excelência dos concertos dos dias 29 e 30 de Novembro. Inaugurado em 1890, mantém nos dias de hoje doses de encanto e importância incomparáveis.

No outro extremo da Avenida estará ainda o Palácio da Independência. Antiga casa de Almeida Garrett, acrescentará nobreza e beleza a um já por si distinto festival. 


Vodafone Mexefest. De palco em palco, a Música mexe na cidade.

Mais novidades a anunciar brevemente.


 

Já confirmados:

Alba lua; Alex D'Alva Teixeira; A.M.O.R.; Autre Ne Veut; The Bloom Twins; Cícero, MoMo e Wado; Daughter; Discotexas Picnic Live – Da Chick, Mirror People, Moullinex, Mr. Mitsuhirato, Xinobi; Erlend Øye; Haruko; Gisela João; Glasser; J-K; John Grant; JUBA; La Yegros; Lil Silva; The Lazy faithful; The Legendary Tigerman; Márcia convida Samuel Úria e António Zambujo; Moonface; Nástio Mosquito; Octa Push; Oh Land; Olivier Libaux; peixe : avião; Savages; Sensi; Sequin; SILVA; Tropics; Vahagn &The Sky People Wavves; Woodkid.

Informação de Bilhetes


 

Preço dos Bilhetes

Preço único: €40

Troca obrigatória por pulseira no Cinema São Jorge a partir de dia 28 de novembro

Locais de Venda

www.blueticket.pt - Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês (Lisboa e V. N. Gaia), Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Abep, Estações de Correios, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, www.ticketline.pt - Reservas e informações 1820 (24 horas), www.bilheteiraonline.pt, Coliseu de Lisboa.
Bilheteira do festival no Cinema São Jorge a partir de dia 28 de novembro.

 

PEDRO NUNO ASPIRA AO PÓDIO

 

Navarra: Pedro Nuno quer terminar temporada no pódio


Jovem piloto de partida para a última corrida da Copa de Espanha


1070073 642215112456051_2087055583_n1074262 642871699057059_1754601407_o1186141 675485625795666_379377923_n1269863 675107755833453_1404743536_o De regresso à Península Ibérica, desta feita a Navarra, cuja previsão meteorológica não contempla precipitação para o fim de semana, Pedro Nuno não esconde o entusiasmo com a corrida de domingo. A estreia no circuito é mais um desafio para o jovem piloto, que define como objetivo, para esta última prova da Copa de Espanha, a chegada ao pódio. 

 

A disputa da última prova da Copa de Espanha de pré-moto3 no próximo dia 27, que encerra a temporada 2013 de  Pedro Nuno, ocupa já o pensamento do piloto português, que tem dedicado o seu tempo e esforço à sua condição física. Em competição com mais 33 pilotos, na categoria de pré Moto 3, o jovem português que faltou a 3 jornadas deste campeonato está, ainda assim, classificado entre os melhores: "O Campeonato da Copa de Espanha é muito competitivo, mas o facto de ter participado na Copa Moriwaki, em simultâneo, não me permitiu estar presente em todas as provas. Apesar desta impossibilidade, dei sempre o meu máximo para alcançar bons resultados, e isso espelha-se na classificação final ", explica. 

 

 Num circuito desconhecido ao piloto, caraterizado por uma reta de 800 metros e várias curvas (6 à esquerda, e 9 à direita), os objetivos não estão esquecidos, estando o pódio na mira de Pedro Nuno, que pretende terminar a temporada com motivos para celebrar. "Navarra é uma pista que não conheço, pelo que vou ter que a aprender ao mesmo tempo que encontro uma boa afinação. Estou preparado, e o pódio é o meu objetivo!", avança o português de Vila Franca de Xira.

 

Os treinos livres começam amanhã, às 11h30. "O meu objetivo é acabar a última prova da época a ganhar mais experiência, e se possível no pódio, para terminar esta temporada em grande!", conclui Pedro Nuno, antes de voltar ao trabalho.

 

 

ALFA DE MARTINE ESTEVE EM GUIMARÃES

 

ALFA ROMEO 156 DE MARTINE PEREIRA ESTEVE NA EXPO CLÁSSICOS EM GUIMARÃES


expo7

O Alfa Romeo 156 GTA de Martine Pereira esteve no passado fim de semana presente na Expo Clássicos, em local de grande destaque. Sobre esta participação, Martine Pereira, falou-nos um pouco “ é importante poder mostrar o meu Alfa Romeo 156 ao maior numero de pessoas, nas rampas o carro é visível, mas num evento desta categoria o retorno é bem maior, por isso desde a primeira hora que resolvi participar, e acrescento que no próximo ano cá estarei de novo”, disse-nos.

 

BALANÇO POSITIVO PARA EXPO CLÁSSICOS

 

Certame dedicado em 2013 aos Clássicos desportivos
Expo Clássicos com balanço muito positivo

 

Com uma excelente participação de público, a Expo Clássicos - 6º Salão de Automóveis e Motos Antigos de Guimarães, este ano dedicada aos clássicos desportivos, saldou-se num êxito e confirmou-se como um evento de referência.

Contando com cerca de 200 automóveis e motos antigas, que preencheram todos os espaços disponíveis do Multiusos de Guimarães, a Expo Clássicos registou nos dias 19 e 20 de outubro uma excelente adesão de público, superior a 10 mil entradas.

Tendo como Comissário o antigo piloto de automobilismo António Rodrigues, embaixador de Guimarães 2013 - Cidade Europeia do Desporto, o certame reuniu viaturas únicas de alguns dos maiores colecionadores nacionais, muitos deles antigos pilotos de competição nos anos 60, 70 e 80. A área principal de exposição foi transformada numa pista de competição para valorizar e destacar alguns desses carros, enquanto a zona de galerias do Multiusos ficou destinada aos expositores das mais variadas áreas ligadas ao tema dos clássicos.

Coleção de Ferraris, Excalibur, Mercedes Pagode (50 anos), Porsche 911 (50 anos), MGB (50 anos), Aston Martin e Lamborghini foram alguns dos atrativos da Expo Clássicos, para além da participação de clubes e das áreas de comércio de veículos - particulares, comércio (peças, motociclos e velocípedes c/s motor, automobilia). A Expo Clássicos teve em permanência uma competição de slot cars (Guimarães Slot Clube), participações de empresas e clubes de motos e automóveis antigos de todo o País e foi ponto de encontro de prova de automóveis antigos e regularidade histórica, passeios dos Carochas do Berço, vespistas e Bicavalaria do Minho. No exterior do Multiusos foi também criado um parque de clássicos destinado a particulares.

“Sempre acreditamos que a Expo Clássicos é um evento com futuro em Guimarães e a demonstração disso é que voltamos a este ponto de encontro e de forma surpreendente”, afirmou Amadeu Portilha, Presidente da Direção da Tempo Livre, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Guimarães e Presidente da Comissão Executiva de Guimarães CED 2013, relembrando que o certame foi um o sucesso e que a Expo Clássicos está perfeitamente consolidada.

“A estratégia adotada, de aposta em temas gerais e nas exposições temáticas associadas a efemérides e acontecimentos relevantes da história do automóvel, representa o grande elemento diferenciador da Expo Clássicos”, explica o autarca. Realçando que ao êxito de 2013 “não é alheia a colaboração do senhor António Rodrigues, uma figura emblemática do desporto automóvel vimaranense”, Amadeu Portilha destacou também o trabalho realizado “graças a uma parceria que funciona extraordinariamente bem entre a Tempo Livre e o CAAG Clube de Automóveis Antigos de Guimarães”, sublinhando “o sucesso deste diálogo colaborante entre as duas entidades”.

Na opinião de Eduardo Guimarães, Presidente do CAAG - Clube de Automóveis Antigos de Guimarães, o tema deste ano “foi enriquecedor da nossa memória e fez reviver o ambiente mágico das competições automóveis, numa exposição em que tudo se fez para que a qualidade patenteada em edições anteriores fosse mantida e, acima de tudo, constituísse mais um digno evento deste 2013 em que a Cidade de Guimarães se afirmou como Cidade Europeia do Desporto”.

Contribuindo para a divulgação do património cultural e histórico que constituem os automóveis e motos antigos, a Expo Clássicos tem por objetivo promover o conhecimento, a promoção e a divulgação junto de colecionadores e admiradores de veículos de propulsão mecânica com mais de 25 anos, a aquisição e troca de veículos, restaurados ou para restauro, peças, equipamentos, acessórios e ferramentas da época e a aquisição e troca de livros, manuais, brinquedos e miniaturas.

A Expo Clássicos teve o patrocínio da Hermotor - Ford, Super Bock, Vitalis, Sumol, FNAC, Gelados Olá e Bogani (fornecedor oficial),  sendo media partners a Topos & Clássicos, Motor Clássico, Auto Vintage, Rádio Santiago, O Comércio de Guimarães, Desportivo de Guimarães e O Povo de Guimarães.

 

 

NOVO DESAFIO PARA A DUNLOP

 

Motegi, o próximo desafio para os pilotos Dunlop

 

Os pilotos de Moto2 e Moto3 voltam a optar pelos pneus macios para enfrentar o Circuito de Motegi, depois de terem desafiado o asfalto agressivo do Circuito de Phillip Island, onde os compostos duros estavam na ordem do dia.

 

O circuito de Motegi, com 4,8 quilómetros de extensão, conta com 14 curvas, 8 à direita e 6 à esquerda. O "stop-start" carateriza a volta nesta pista com retas longas e curvas lentas mais técnicas. A Dunlop centrou-se na estabilidade do pneu dianteiro durante as travagens bruscas, enquanto o composto suave do pneu traseiro fornece a tração necessária para puxar a moto das curvas em aceleração total.

Depois de analisar os dados sobre o desempenho dos pneus durante a temporada, a Dunlop elegeu compostos mais suaves do que em 2012. Prevê-se que estes pneus tragam mais ritmo às equipas, depois de se voltar bater o recorde na volta mais rápida na Austrália em Moto2 e Moto3.

Escolha de pneus:

  • Moto2: Dianteiros 120/75R17, 302 (médio) e 345 (duro) - Traseiros, 195/75R17, 3854 (suaves) y 3855 (médios)
  • Moto3: Dianteiros: 95/75R17 (médio e duro); Traseiros: 115/75R17 (suave e médio)

Como é habitual, ambas as categorias vão dispor de três conjuntos de pneus de piso molhado e é acrescentado um conjunto extra no caso de os treinos serem com chuva.

"Depois do fim de semana agitado em Phillip Island, confiamos na nossa escolha de pneus para o circuito de Motegi. Conhecemos bem esta pista e ao participarmos nos campeonatos japoneses estamos conscientes das mudanças do circuito e das suas características ", afirma Clinton Howe, director de Operações de Moto2.

 

"Em Motegi, a temperatura dos pneus traseiros vai ser significativamente mais baixa. Qualquer questão que surja deverá estar relacionada com a forma como os pilotos podem travar e acelerar, o mais rápido possível, depois das curvas lentas”, acrescenta.

 

“Existe a possibilidade de que o Campeonato de Moto2 termine aqui, depois do azar que Scott Redding teve a semana passada. Se Scott não pontuar este fim de semana e Pol Espargaró conquistar 10 pontos ou mais que Scott, o campeonato será de Pol ", conclui Clinton Howe.

 

 

Acerca de Dunlop

A Dunlop é um dos maiores fabricantes de pneus para motos com um impressionante currículo de sucessos no motociclismo. A vasta experiência competitiva da Dunlop proporcionou o desenvolvimento de tecnologias inovadoras para pneus concebidos para o uso no dia-a-dia. Sempre com o objetivo de transmitir total confiança aos motociclistas, a Dunlop oferece a todos os tipos de motociclistas o desempenho e a durabilidade das mais recentes tecnologias de pneus. Em 2013 celebra-se o 125º aniversário da Dunlop e a criação do pneu pela mão do nosso fundador.

Muitos dos principais fabricantes de motociclos e scooters, incluindo KTM, Triumph, Honda, Kawasaki, Suzuki e Yamaha, aplicam produtos Dunlop de origem.

 

Dunlop MotegiDunlop Motegi_2

 

 

OLIVEIRA QUER RECUPERAR PONTOS

 

Motegi: Miguel Oliveira focado em recuperação de pontos



 GH10420 GH10535 GH12446 Pela terceira semana consecutiva, Miguel Oliveira disputa mais uma etapa do Campeonato do Mundo de MotoGP, desta feita em Motegi, no Japão, completando o circuito asiático. Na penúltima corrida prevista no calendário da competição, o piloto português está focado numa recuperação de pontos que lhe permita aproximar-se do 5.º lugar na classificação geral.

Sem pausas entre provas, e depois de se ter visto impedido de lutar pela posição que desejaria, na Austrália, Miguel Oliveira deixa a queda do fim-de-semana passado para trás, sempre motivado e determinado a dar o seu melhor.

Para o Circuito de Twin Ring, com um traçado de velocidade de 4,64 km e uma oval de 2,4 km, os objetivos estão já definidos. Miguel Oliveira, que pretende competir diretamente com o grupo da frente, quer conquistar pontos e voltar a brindar o público com os seus desempenhos habituais. “A queda em Phillip Island comprometeu pontos para o Campeonato, pelo que aqui em Motegi quero consolidar o 6.º lugar e aproximar-me do 5.º. Este é um circuito longo, com travagens e acelerações fortes, e onde o motor é muito importante”, explica o piloto, dedicado ao trabalho desde o primeiro momento.

De regresso às madrugadas, na hora portuguesa, os primeiros treinos no Japão estão marcados para sexta-feira, às 01:00 e 05:10 horas.

 

ANDRÉ MENDES QUER IR AO PÓDIO

 

Campeonato Nacional de Todo o Terreno

31 de Outubro a 2 de Novembro

Baja 500 Portalegre

André Mendes vai lutar pelo pódio

 

  • Piloto albicastrense já renovou o título de vice-campeão nacional
  • Vitória em Alcoutim foi o ponto alto da temporada

 

Andre Mendes, aos comandos de um Quad Speedfreak, vai disputar nos dias 1 e 2 de Novembro a Baja 500 Portalegre, aquela que é a mais importante e mítica competição nacional de todo-o-terreno e que conta com uma enorme projeção internacional.

 

O jovem albicastrense, que esteve em grande nível ao longo de toda a temporada, apresenta-se na prova alentejana com o título de vice-campeão nacional já assegurado e disposto a lutar por um lugar no pódio, de preferência a posição mais alta.

 

Ao longo de 2013, André Mendes alcançou uma vitória na Baja TT Terras de Alcoutim e por quatro vezes foi segundo classificado. Apenas a desistência na prova de abertura da temporada o impede agora de partir para a prova organizada pelo ACP em condições de discutir o título de campeão.

 

André Mendes sabe que triunfar na prova que lançou o todo-o-terreno em Portugal, ainda ele não tinha nascido, seria um feito incrível, mas mesmo tendo consciência das dificuldades que vai ter de enfrentar para o conseguir, o piloto acredita que vale a pena lutar por isso:

 

“Vou partir para a prova de Portalegre sem qualquer tipo de necessidade de defender um resultado no campeonato. Os títulos já estão atribuídos, pelo que apenas tenho de me concentrar na corrida, esforçar-me por fazer o meu melhor, andar bem e contar com a excelente máquina que tenho ao meu dispor. Tenho um adversário que já mostrou ser fortíssimo, a quem apenas consegui ganhar uma corrida esta temporada e que também vai querer vencer, como outros que vão participar nesta fabulosa prova. Mas acredito que tenho a minha quota-parte de hipóteses e vou trabalhar para que possa chegar à vitória. Se não o conseguir quero pelo menos terminar num lugar de pódio”, salienta o jovem André Mendes.

 

A Baja 500 Portalegre arranca no derradeiro dia do mês de Outubro, com a realização das verificações administrativas e técnicas. No dia seguinte, 1 de Novembro, terá lugar uma Super Especial, num setor seletivo com 5,52 km, cujo resultado definirá a ordem de partida para a etapa do dia seguinte, tendo em conta a particularidade do regulamento que irá permitir aos cinco mais rápidos escolher uma posição de largada entre os 20 primeiros. A etapa do dia seguinte terá uma extensão total de 380 km.

 

Classificação do Campeonato Nacional de TT / Quads (após seis provas)

1º Beto Borrego, 108 pontos; 2º André Mendes, 88; 3º Rui Cascalho, 65; 4º Luís Engeitado, 57; 5º António Moreira, 50.

Andr Mendes_01Andr Mendes_02Andr Mendes_03Andr Mendes_04

 

 

PR de 24 de Outubro de 2013

 

TUDO PRONTO PARA O G.P.INDIA DE F 1

TUDO PRONTO PARA O GRANDE PRÉMIO DA INDIA DE FÓRMULA 1

 

Tudo a postos para o Grande Prémio da India de Fórmula1, que vaio ter lugar já este fim de semana.Será que Vettel vai continuar a vencer?Resta esperar para ver.f1f1indiaf2indiaf3indiaf4indiaf6indiaf7indiaf8indiaf9indiaf10indiaf20indiaf21indiaf22indioaf23indiaf24indiaf25indiaf26indiaf27indiaf29indiaf30indiaf31indiaf40indiaf41indiaf42indiaf43indiaf44indiaf45indiaf46indiaf50indiaf60indiaf61india

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

Mais um grupo de imagens da prova do passado fiest1est2est3est4est5est6est7est8est9est10est11est12est14est15est16est17est18est19est20est21est22est23m de semana no Estoril.

 

 

Fotos de Olavo Morais OnRacer - www.velocidadeonline.com

 

ALBUQUERQUE NO GT OPEN

 

Filipe Albuquerque alinha na última prova do GT Open em Barcelona

 

2013 russia_albuquerque8 Depois do anúncio da participação de Filipe Albuquerque na última jornada do FIA GT Series, é agora tempo para anunciar a participação na última ronda do International GT Open no Circuito de Montmeló em Espanha com o objectivo de preparar a corrida do FIA GT.

 

O piloto português vai estar ao volante do Audi R8 LMS da WRT e fará equipa com o Gentleman Driver, Yves Weerts: "O objectivo de alinhar nesta corrida visa sobretudo ganhar ritmo ao volante do R8 e adaptar-me à estrutura técnica. Vai funcionar como um teste de preparação para a corrida no Azerbeijão do FIA GT", referiu.

 

Não há por isso metas concretas: "Não vou estar a correr para ganhar até porque vou fazer equipa com um piloto com menos experiência, mas claro que vou querer tirar o melhor partido possível deste fim-de-semana para estar o melhor preparado possível para a corrida do FIA GT", concluiu Filipe Albuquerque entusiasmado por ter a oportunidade de competir em provas de referência internacional.

 

A corrida do International GT Open tem lugar a 9 e 10 de Novembro em Barcelona (Espanha).

 

 

COLECÇÃO

COLECÇÃO

 

Caro leitor, que tal esta colecçao que é propriedade de uma só pessoa que no nosso ponto de vista deve ser um grande felizardo, perante o naipe de modelos expostos.coleccao

 

CRÓNICA DE JOÃO FERNANDO RAMOS

 

CRÓNICA - JOÃO FERNANDO RAMOS no Mundial de Ralis / dia 3 - Rali da Catalunha

Crónicas diárias de João Fernando Ramos, o piloto e jornalista que alinhará este fim-de-semana no RALI DA CATALUNHA, prova pontuável para o Campeonato do Mundo de Ralis da FIA.

 

DIA 3 – JÁ CHEIRA A RALI!

 

Cá estou mais uma vez a partilhar convosco mais um dia de preparação para o Rali da Catalunha.

 

Hoje foi o dia mais exigente desde que aqui chegamos. No menu, o reconhecimento de quatro especiais, as mais longas e sinuosas desta fabulosa prova. Ainda era de noite quando entrámos em Riudecanyes, percurso que enfrentaremos na sexta já depois da meia-noite e repetimos no sábado pela manhã. Já conhecíamos este troço, o mais difícil do rali com um sector de uns cinco quilómetros que deve ter das maiores concentrações de curvas apertadas do mundo! A especial começa com uma zona larga, rápida, para depois se chegar à primeira zona espectáculo, onde temos que rodar o carro numa rotunda perante uma vasta zona de espectadores a aplaudir. Depois começa essa tal alucinante descida com muito trabalhinho de braços e um desgaste brutal de travões e pneus. Nem sei como vai ser fazer aquilo à noite, mas para quem vai ver deverá ser algo inesquecível.

 

Mais tarde, fomos redescobrir Priorat, uma especial com mais de quarenta quilómetros de pura emoção e muita condução. É o troço de que mais gosto e no sábado teremos que fazer aquele fantástico gancho onde estão sempre bandeiras portuguesas, ainda melhor que no ano passado.

 

A paragem para almoço foi numa tasca catalã, para o Janela pedir o “bocadillo” com presunto, a que hoje acrescentei o tomate. Estava delicioso e é o que se pode comer no curto tempo de pausa antes de voltar à estrada. Não podemos perder nenhum dos minutos, nem tentar facilitar na estrada. A Catalunha está pejada de radares de velocidade, e aqui nem os pilotos de rali receberão condescendência ao prevaricar. É impressionante o resultado desta atenta vigilância! Não vemos por aqui aquelas figuras armadas em pilotos fora de pista a fazer daquelas “coisas” que normalmente acabam mal…

 

Já ao cair da tarde chegámos ao parque de assistência, para acertar os bancos e os cintos do carro, já devidamente decorado e preparado ao mais ínfimo detalhe pela RMC, e foi ainda possível dar uma curta volta para testar as luzes para a etapa nocturna. Não é segredo para ninguém, adoro este carro e os dias com esta equipa estão a ser verdadeiramente únicos! Amanhã logo pelas oito da manhã avançamos para reconhecer a super-especial, que será disputada no meio de um jardim bem no centro da localidade de Salou - depois vamos tratar de ajustar as afinações do carro a meio da tarde.

 

Tudo em torno do rali se prepara para o arranque da competição. Até aqui fizemos apenas o nosso trabalhinho de casa e de campo, que correu lindamente. Já há por aqui muitos portugueses a seguir a prova - hoje já celebrámos com uns quantos a nossa presença. Serão todos bem-vindos!

De novo, até amanhã, e se puder, ainda está a tempo de se meter ao caminho e vir assistir ao vivo a um dos melhores ralis do Mundo… a seguir ao nosso é claro!!

 jfr 4jfr 5

 

GT MOTIVE

GT Motive aproxima-se dos seus clientes com uma dupla presença na EquipAuto 2013

Para fazer valer a sua posição como um interveniente de proximidade, a GT Motive optou por uma presença estratégica ao lado dos seus parceiros CEGAA e FFC no salão Equip’Auto 2013.

alt Por ocasião da 21ª edição da Equip’Auto, a GT Motive, especialista em soluções de gestão de sinistros, bases de dados e ferramentas de avaliações para a indústria automóvel, apresentou a todos os profissionais da reparação as suas novas soluções, cada vez mais eficientes e mais económicas. A escolha de uma presença em dois stands distintos colocou a GT Motive no centro da atividade dos seus clientes. Este evento imperdível foi também uma ocasião para discutir os projetos lançados no quadro do plano de inovação tecnológica apoiado, desde os finais de 2012, pela aliança estratégica com a Mitchell International.

A GT Motive opta por uma dupla presença:

• na qualidade de parceiro exclusivo, no âmbito das avaliações, do Conselho Europeu dos Grupos de Agentes Automobilísticos (CEGAA), a GT Motive esteve presente no primeiro Espaço Europeu dos Agentes no Pavilhão 5 - Stand K122. A empresa, com uma vocação internacional, aproveita esta oportunidade para afirmar o seu apoio à abordagem europeia do CEGAA. A GT Motive, com efeito, desenvolveu acordos com os grupos de agentes de três marcas francesas, o GAR (Renault), o GAAP (Peugeot) e o GNAP (Citroën), membros do CEGAA.

• na qualidade de membro da Federação Francesa da Carroçaria (FFC), a GT Motive expos de igual modo no centro do village de l’innovation (espaço da inovação) impulsionado pela FFC (Pavilhão 5 - Stand F052). A GT Motive pretende, através desta presença e dos acordos específicos com a FCC em prol dos fabricantes de carroçarias-oficinas de reparação, demonstrar o seu compromisso junto do ramo.

"Pretendemos dar o nosso contributo para permitir que os profissionais da reparação disponham de ferramentas de grande rendimento e inovadoras a preços competitivos. No contexto económico atual parece-nos fundamental apoiar os nossos clientes que confiam em nós desde a criação da GT Motive França em 2007", explica Benoît Leclair, Diretor Principal da GT Motive França.

A aliança estratégica com a gigante norte-americana, Mitchell International, líder nos EUA em termos de soluções de gestão de sinistros, permite alavancar a GT Motive para o primeiro plano. Na Europa, a GT Motive enceta uma verdadeira mudança tecnológica, sustentada por 28 milhões de euros de investimento ao longo dos próximos cinco anos. A empresa desenvolve atualmente novas soluções na nuvem. Trata-se de soluções de comunicação revolucionárias na área de gestão de sinistros que visam, através de plataformas de comunicação inovadoras, acelerar todas as etapas do processo e para integrar eficazmente todos os intervenientes da gestão de sinistros.

Uma importante parceria da GT Motive França

A Equip’Auto foi de igual modo uma oportunidade para a GT Motive anunciar o nascimento de uma parceria estratégica em França. Esta nova aliança com uma empresa líder na área de ferramentas de gestão, confirmará a vontade do grupo em se posicionar na qualidade de interveniente tecnológico de proximidade. 

A GT MOTIVE NA EQUIP’AUTO DE 16 A 20 DE OUTUBRO DE 2013

CEGAA – GT MOTIVE: PAVILHÃO 5 – ALA K - STAND 122
FFC – GT MOTIVE : PAVILHÃO 5 - ALA F - STAND 052


GT Motive

 

TIAGO NA LUTA CONTRA O CANCRO

Tiago Monteiro contra o cancro             

 

Tiago Monteiro é um dos rostos da campanha publicitária da Liga Portuguesa Contra do Cancro que está neste momento a ser desenvolvida em conjunto com o Peditório Nacional para aquela instituição. A campanha é um grito de protesto contra a doença protagonizada por figuras públicas, de vários quadrantes. A Tiago Monteiro juntaram-se também, Mariza, André Villas-Boas, Cláudia Vieira, Núria Madruga e Paulo Pires.

 

O objectivo desta campanha foi criar um conceito de revolta e uma linguagem de protesto contra essa terrível doença, captando a atenção e sensibilizando os cidadãos para contribuírem para esta causa tão nobre.

 

Tiago Monteiro aceitou assim de imediato o convite endereçado pela Happy Brands para integrar a campanha: "É a doença do nosso século e não podemos ser de todo indiferentes. Espero com esta contribuição sensibilizar as pessoas para este drama. Todos juntos com uma pequena contribuição que seja podemos ajudar milhares de pessoas. Peço com esta minha participação que todas as pessoas contribuam para o peditório nacional a favor desta causa tão nobre", disse o piloto português.

 

Link para o vídeo da campanha: https://vimeo.com/77585228 

 

 

 

FELIX DA COSTA EM TESTES

FELIX DA COSTA EM TESTES

 

Hoje voltei à acção num teste de World Series 3.5 em Barcelona com a equipa Carlin. De manhã trabalhámos no desenvolvimento do set up do carro deles, melhorando em algumas áreas e à tarde terminámos com o 3º melhor tempo. Sempre um prazer trabalhar e ajudar esta equipa, grande sentimento de família aqui.

 

ARAUJO COMPETIÇÃO EM JEITO DE BALANÇO

ARAUJO COMPETIÇÃO EM TEMPO DE BALANÇO

 

Campeonato de Portugal de Sport Protótipos

Araújo Competição, trinta e cinco anos, 15 títulos ao serviço do desporto automóvel.

 

Disputou-se este fim de semana, a ultima prova do campeonato de Portugal de Sport Protótipos, tendo a Araújo Competição vencido na categoria CN, com os pilotos Gonçalo Araujo / João Luís.
Esta dupla encarou a prova com especial cuidado, pois se a Gonçalo Araujo bastava terminar uma das corridas, João Luís tinha de terminar as duas. 
A dupla recebeu por parte do chefe de equipa a ordem de não arriscarem, no entanto a pedido de Gonçalo Araújo, foi cedida autorização para durante as voltas inicias da primeira corrida conduzir sem limitações, podendo assim Gonçalo Araújo relembrar os tempos em que competia com os melhores pilotos mundiais, aquando da participação da Araújo competição no Radical Word Cup, prova em que se consagrou Campeão do Mundo.
Relativamente ao restante pelotão, a dupla Gonçalo Inácio/César Machado, tiveram uma recta final cheia de percalços, tendo esta situação condicionado a classificação final do campeonato, algo não espectável no início do mesmo em virtude da qualidade dos pilotos em causa, desejando a Araujo Competição as maiores felicidades desportivas a esta dupla para 2014.
A terceira viatura CN, Mário Melo/Paulo Costa, ao contrário da dupla anterior tiveram um final mais feliz, tendo terminado no pódio, na Boavista, Portimão e Estoril.
Francisco Abreu, perdeu o campeonato, derivado aos inúmeros problemas que o afectaram na Boavista e, a uma decisão polémica por parte do colégio desportivo na prova do Algarve, mesmo assim o excelente piloto, demonstrou a sua qualidade, ao ter lutado, com uma viatura menos potente, Radical SR3, pela vitoria à geral, por diversas vezes, tendo perdido para o Wolf no Algarve a uma curta distancia de 0,06 décimas e lutado na ultima prova até ao momento de um contacto com uma viatura aquando da luta cerrada entre os pilotos do Wolf e o do Radical SR3.
Mais uma vez a Araujo Competição prestou um serviço ao automobilismo português tendo lançado novos pilotos de grande craveira César Machado, Francisco Abreu, e confirmado a qualidade de Gonçalo Inácio. 
Terminado o Campeonato a Araújo Competição, principal equipa em numero de participantes do Sport Portotipos, espera o aparecimento de novos Teams em 2014.

Saudações desportivas até 2014

Fernando Araújo


 

FELIX DA COSTA ESPERANÇADO

Félix da Costa admite «boas notícias a caminho» sobre o seu futuro

 

Depois da desilusão de segunda-feira, o piloto português revela que há boas notícias em desenvolvimento.

Félix da Costa admite «boas notícias a caminho» sobre o seu futuro

O piloto português António Félix da Costa admitiu hoje que «podem estar boas notícias a caminho» sobre o seu futuro, depois de segunda-feira ter sido anunciado que não integrará a equipa de Fórmula 1 da Toro Rosso em 2014.

«Depois do choque da notícia desta semana, a verdade é que muita coisa se passou, todos os dias têm havido novos desenvolvimentos e podem estar boas notícias a caminho», afirmou o piloto, citado pela sua assessoria de imprensa.

Na terça-feira, Félix da Costa disse, também em comunicado, estar «triste» com a notícia de que não vai integrar a equipa de Fórmula 1 da Toro Rosso na próxima época.

«Esta é uma notícia que ninguém em Portugal queria ouvir, mas a Red Bull optou pelo Daniil Kvyat para a Toro Rosso em 2014 e o objetivo de entrar na Fórmula 1 como piloto titular não foi, para já, atingido», afirmou.

A Toro Rosso, escuderia de segunda linha da Red Bull, anunciou segunda–feira que o piloto russo Daniil Kvyat iria fazer equipa com o francês Jean-Eric Vergne na próxima temporada do Mundial de Fórmula 1.


Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa

 

FELIX DA COSTA DE NOVO EM MACAU

Félix da Costa regressa a Macau para defender título

 

Piloto português, que integra a Red Bull Junior Team, regressa a Macau para alinhar pela Carlin, a mesma equipa com que venceu em 2012.

Félix da Costa regressa a Macau para defender título

António Félix da Costa, o primeiro português a vencer o Grande Prémio de Macau de Fórmula 3 a correr por Portugal, regressa este ano ao território para defender o título de 2012, anunciou a assessoria de imprensa do piloto.

De acordo com o comunicado, depois de terminar no terceiro lugar a World Series by Renault com o registo de três vitórias, Félix da «foi chamado pela Red Bull para defender as cores da equipa inglesa Carlin, depois de uma intensa pressão da organização no sentido de contar com o piloto português no Grande Prémio de Macau de Fórmula 3», quando se celebra a 60.ª edição do Grande Prémio.

«Não esperava estar este ano em Macau, mas sempre disse que se trata do meu circuito preferido e encaro este convite como uma grande honra» referiu o piloto, acrescentando que tudo fará para levar «nova vitória para Portugal», embora não parta «obcecado com esse objetivo».

António Félix da Costa reconhece o elevado nível dos pilotos que participam na corrida de Fórmula 3 do Grande Prémio de Macau, mas acredita que a Carlin tem as «armas necessárias para lutar pela vitória». 
Para poder participar no Grande Prémio de Macau, António Félix da Costa vai disputar no próximo fim de semana, em Inglaterra, a prova Taça Snetterton da especialidade.

Citado no mesmo comunicado de imprensa, Trevor Carlin, patrão da equipa Carlin, manifestou satisfação por poder contar com Félix da Costa nos 60 anos do Grande Prémio de Macau.

«Ele foi excelente em Macau no ano passado e, como grande piloto que é, quando surgiu a oportunidade aproveitou para voltar este ano», disse, ao salientar que no circuito citadino de Macau «há muitos fatores envolvidos e o talento e a velocidade nem sempre são suficientes para vencer».

Além de Félix da Costa, a prova de Fórmula 3 de Macau teve como vencedores nomes como Ayrton Senna, Michael Schumacher e David Coulthard, e, apesar de estar a correr por Macau, o primeiro português a cortar vencer a corrida foi André Couto, no ano 2000, no primeiro Grande Prémio após a transferência de poderes de Portugal para a China.


Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

ASTON MARTIN EM TOKYO

 

 

Na comemoração do seu centenário, a Aston Martin comemorou o facto na cidadeast1ast2ast3ast4ast5tokyo de Tokyo no Japão.

 

COPA PETROBRAS - BRASIL

Brasileiro de Marcas: J.Star Racing chega à Tarumã para sexta etapa


A sexta etapa do campeonato acontece neste final de semana e os pilotos da equipe paulista estarão no comando dos modelos Chevrolet Cruze

As duas corridas válidas pela sexta etapa da Copa Petrobras de Marcas marcadas para o próximo domingo no lendário Autódromo de Tarumã, em Viamão, na Grande Porto Alegre (RS), terá o piloto Thiago Marques, no comando do veículo #1 e Leandro Romera a bordo do #88, nos Chevrolet Cruze da equipe J.Star Racing.

Leandro Romera conhece bem a pista e espera que o campeonato se fortaleça e, que a disputa entre as marcas seja ainda mais forte. O piloto não disputou a etapa de Brasília no mês passado. "Fico feliz em defender a Chevrolet novamente, mesmo sabendo que a pista não nos favorece, mas a equipe tem se empenhado e espero estar competitivo", observa o piloto de São Caetano do Sul (SP).

Romera acrescenta que uma boa estratégia para a corrida será essencial. "Tarumã é um circuito rápido, por conta disso dificulta as ultrapassagens por isso é importante largar na frente. Espero que os Chevrolet Cruze evoluam e estejam entre os Top 5 este ano, pois em 2012 não foram muito bem", enfatiza.

Para o piloto Thiago Marques que fará sua segunda prova pela equipe J.Star Racing, a expectativa é de muito trabalho e de reação no final de semana em busca de melhores resultados. "É só nisso que temos que pensar. A equipe tem a base para fazer a coisa acontecer, precisamos mesmo é acreditar que farão melhorias no GM Cruze. A realidade é de que teremos um fim de semana difícil. Quem sabe um pódio na segunda prova onde inverte-se o grid", declara o curitibano.

A pista gaúcha também já é uma antiga conhecida de Thiago. "É um circuito legal e de muita coragem. Historicamente dos circuitos que mais obtive resultados positivos", disse. "Na etapa de abertura da Copa Petrobras de Marcas em 2011, fomos terceiro colocado. Em 2013, éramos segundo quando fui tocado pelo Toyota do Denis Navarro, enfim, um lugar onde guardo boas recordações", finaliza o piloto.

A equipe J.Star Racing conta com patrocínio da Trend Bank, IPQ Instituto de Psiquiatria, Schahin, TB Multiserviços, Duralitte, PPR, Dimep Sistemas, Yuny, Unitalo - Centro Universitário Ítalo Brasileiro, AC Delco, Minerva S.A., Atua Construtora, Dicid, Soluções Madis Rodbel, Malas Cruzeiro, Colonial Rodas, Kasinski Revolucionária e Benfica.

Programação - Copa Petrobras de Marcas

Sábado - 26 de outubro

09h50 - 10h35- 1º Treino livre - Grupo "A"
10h45 - 11h30- 1º Treino livre - Grupo "B"
12h30 - 13h15- 2º Treino livre - Grupo "A"
13h25 - 14h10- 2º Treino livre - Grupo "B"
16h10 - 16h20- Classificação

Domingo - 27 de outubro

Corrida 1
09h05 - Largada (30 minutos de prova + 1 volta)
09h40 - Pódio
11h15 às 12h00 - Visitação aos boxes

Corrida 2
12h45 - Largada (30 minutos de prova + 1 volta)
13h20 - Pódio

Mais informações:
Blog: jstarracing.wordpress.com
Facebook: JStarRacing
Twitter: @JStarRacing

Calendário da Copa Petrobras de Marcas:


Etapa 1 - 07 de abril - Interlagos (SP)
Etapa 2 - 21 de abril - Brasília (DF)
Etapa 3 - 21 de julho - Interlagos (SP)
Etapa 4 - 25 de agosto - Curitiba (PR)
Etapa 5 - 29 de setembro - Brasília (DF)

Etapa 6 - 27 de outubro - Tarumã (RS)
Etapa 7 - 17 de novembro - Cascavel (PR)
Etapa 8 - 1º de dezembro - Curitiba (PR)


Luciano Santos/SigCom
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Piloto Thiago Marques
Alta | Web

Luciano Santos/SigCom
Clique na imagem para fazer o Donwload...
#1 J.Star Racing
Alta | Web

Luciano Santos/SigCom
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Piloto Leandro Romera
Alta | Web

Luciano Santos/SigCom
Clique na imagem para fazer o Donwload...
#88 J.Star Racing
Alta | Web

 

N SEGUROS COM NOVIDADES

 

N Seguros na 1º Corrida Montepio “para mais tarde recordar”

 


É já no próximo dia 27 que Lisboa acolhe a 1º Corrida Montepio, à qual se junta a N Seguros, a Seguradora Directa do Grupo Montepio, que marcará presença com uma acção “para mais tarde recordar”. Com partida dos jardins de Belém, na Praça do Império, a Corrida Montepio terá o Rio Tejo como companheiro de viagem e a N Seguros a dar o sinal de partida, através de diversas acções de activação dirigidas aos participantes e a todos os que estiverem presentes na iniciativa.

 

 

 

Espaço “Às voltas com a sorte”

 

No espaço N Seguros “Ás voltas com a sorte”, todos os participantes da corrida podem encontrar a Roda da Sorte e habilitar-se a ganhar brindes, descontos de parceiros associados ou vouchers de desconto na subscrição de um seguro N Seguros. Ainda neste espaço, os vencedores do passatempo que está a decorrer no Facebook N Seguros, podem levantar os dorsais da corrida.

 

Espaço “Para mais tarde recordar”

 

Na Corrida, a N Seguros marca presença com um pódio onde os participantes podem ser fotografados e receber uma fotografia impressa no momento, numa moldura digital, que servirá “para mais tarde recordar”.

 

Para Silvia Ramiro, responsável de Marketing da N Seguros, «estar presente junto do público N Seguros é uma forma de transmitir e evidenciar os valores e posicionamento da marca. A segurança, comodidade e qualidade no serviço são alguns dos valores que pretendemos transmitir e a relação de proximidade acaba por ser alcançada através deste tipo de iniciativas que valorizamos pelo contributo e impacto de natureza social e humanitária».

 

A 1ª Corrida Montepio - Corremos uns pelos outros - é dedicada ao projeto “Portugal Mais Feliz”, da Cruz Vermelha Portuguesa. A solidariedade assumirá o primeiro lugar nesta iniciativa, através da doação do total angariado a partir das inscrições à Cruz Vermelha Portuguesa.

 

O projecto “Portugal Mais Feliz” tem por objectivo apoiar as famílias em várias áreas, como a alimentação, apoio financeiro, desenvolvimento de competências pessoais e sociais, integração escolar e/ou profissional, saúde e outras que se revelem necessárias e adequadas.

 

Com partida dos jardins de Belém, na Praça do Império, a 1.ª Corrida Montepio apresenta duas modalidades de participação “Corrida” ou “Caminhada” variando o percurso e a distância:

Modalidade Corrida (10 km): Belém, Praça do Império > Pedrouços > Belém > Av. da Índia > Av. 24 de julho > Av. Infante Santo > Av. 24 de julho > Av. da Índia > Belém, Praça do Império

Modalidade Caminhada (3km): Belém, Praça do Império > Pedrouços > Belém, Praça do Império

 

 

NOTICIAS DO BRASIL

 

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Edson Jr e os pilotos na Academia FIA
Alta | Web

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Na pista aulas práticas
Alta | Web

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Aulas teóricas
Alta | Web

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Edson Coelho Júnior
Alta | Web

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Edson Jr. recebendo certificado
Alta | Web

 

 

Edson Jr. chega à final na Seleção Americana para Academia da FIA


O piloto brasileiro foi classificado entre os top 6 das Américas no processo realizado pela Federação Internacional de Automobilismo no México

Após um intensivo de quatro dias de testes e avaliações no Autódromo Miguel E. Abed em Puebla, no México, o piloto Edson Coelho Junior foi um dos seis finalistas na seleção 2013/14, escolhidos pela FIA Institute Young Driver Excellence Academy (Academia do Instituto FIA), dos novos talentos de 17 a 23 anos. O evento aconteceu na semana passada, entre os dias 14 e 17 de outubro.

"Concluí uma experiência muito interessante e sem dúvidas positiva para minha carreira. Tive a oportunidade de representar o Brasil na seletiva americana para a Academia de jovens pilotos da Federação Internacional de Automobilismo. Nestes quatro dias, contei com o apoio de dirigentes da FIA, uma série de profissionais em diversas áreas ligadas ao esporte e, claro, outros 11 jovens e talentosos pilotos de outros países do continente", observou o mineiro Edson Junior, de João Monlevade.

No último dia do evento, a seleção dos 12 pilotos foi reduzida a seis, que passaram por uma entrevista e competiram em uma rápida sessão na pista. Eles foram Edson Martins Coelho Junior ( 18, Brasil) , Mauricio Hernandez (18, Costa Rica), Juan Diego Hernàndez Leiva (17, Guatemala), Jorge Cevallos (19, México ), Skylar Robinson (17, EUA) e Diego Ferreira (19, Venezuela).

"Fomos submetidos a uma série de testes, não só dentro da pista, mas também fora dela, fisicamente e psicologicamente. Me esforcei bastante para representar meu país da melhor forma possível, me saí muito bem nas curtas sessões de pista com os 'Legend Cars' e, com isso, consegui ser um seis finalistas do evento", continuou Edson, mencionando os carros que foram utilizados para avaliar as habilidades de pilotagem dos participantes - pequenos modelos equipados com motor de motocicleta.

"Não fui o selecionado hoje. De toda forma, ter sido classificado como um dos seis melhores das Américas foi um resultado excelente. Além disso, pude fazer uma série de amizades e contatos importantes; e reter informações que podem fazer a diferença na minha carreira. Ainda há uma chance de eu participar da Academia: três das oito vagas disponíveis serão preenchidas por aqueles que eles considerarem os melhores finalistas dos processos seletivos de todos os continentes", explicou o piloto.

"Gostaria de agradecer aos envolvidos nessa conquista: à CBA, pelo reconhecimento e pela oportunidade de representar o país; aos meus patrocinadores, que estão sempre me apoiando e tornando possíveis estes acontecimentos; e a todos os amigos e familiares que estiveram torcendo pelo meu sucesso. Muito obrigado, são todos muito importantes!", finalizou Edson Coelho, que compete nos dias 02 e 03 de novembro, na sétima etapa da Mercedes-Benz Grand Challenge, no Autódromo de Tarumã, localizado na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

O piloto Edson Coelho Júnior conta com patrocínio de Fiolux, Nestlé, EMC Sistemas, Neide Buffet e AvantGarde Motors.


 

TAÇA DE PORTUGAL EM BRAGA

 

TAÇA DE PORTUGAL DE KARTING 2013


26 e 27 OUTUBRO 2013


CLUBE AUTOMÓVEL DO MINHO * KARTÓDROMO INTERNACIONAL DE BRAGA

 


No próximo dia fim-de-semana, dias 26 e 27 de Outubro, o KIB vai receber a TAÇA DE
PORTUGAL DE KARTING 2013 (Prova mais importante do Calendário Nacional da
modalidade).
Numa organização do Clube Automóvel do Minho vão competir nove dezenas de pilotos
com idades a partir dos 5 anos.
O dia de sábado está reservado para treinos livres e cronometrados, com uma corrida
de cada uma das categorias a ser efectuada a partir do meio da tarde.
No Domingo, na parte da manhã será efectuada uma corrida de cada uma das
categorias seguidas de um Desfile de todos os pilotos participantes, a realizar no
período de almoço.
Na parte da tarde de Domingo teremos as corridas finais cujo vencedor de cada uma
das categorias será proclamado Vencedor da Taça de Portugal de Karting 2013.
Estes pequenos bólides, pilotados por grandes pilotos de tenra idade mas de grande
capacidade e eficácia, trazem a todos os que venham assistir às corridas, momentos de
beleza competitiva que dificilmente se encontra noutras modalidades.
As categorias presentes são:
Iniciação com pilotos dos 5 aos 7 anos
A categoria Cadete com pilotos dos 7 aos 10 anos
E a categoria Juvenil dos 10 aos 12 anos
A categoria Júnior está aberta a pilotos dos 10 aos 15 podendo a partir dessa
idade competir nas 2 categorias seguintes, X30 e X30 shifter.
Em disputa estará também o “Troféu Memorial Carlos Caiano”, homenageando o
destacado e falecido colaborador da área técnica do Clube Automóvel do Minho e que
será entregue ao Melhor Piloto eleito pela Comunicação Social presente neste Evento.
A entrada é livre e o Clube Automóvel do Minho terá muito prazer em contar com a
vossa presença.

 

 

 

LISTA DE INSCRITOS

 

 

3 CARLOS FIGUEIREDO 52 P DAVID FIGUEIREDO 51 P HONDA BIREL
4 CABO DO MUNDO KART TEAM 808 P MANUEL PAIS-VIEIRA 252 P HONDA FA
5 ANDRÉ MARQUES 242 P LOURENÇO MARQUES 241 P HONDA BIREL
7 PAULO DUARTE 144 P ADRIAN MALHEIRO 143 P HONDA PAROLIN
9 SÉRGIO VAZ P FRANCISCO VAZ P HONDA BIREL
10 SÉRGIO MONTEIRO 950 P TOMÁS MONTEIRO 949 P HONDA BIREL
11 MIGUEL PINTO COELHO 1409 P FREDERICO PINTO COELHO 1408 P HONDA BIREL
13 ART - LUIS MARTINS 1274 P TOMÁS MARTINS 1273 P HONDA LH
15 HELDER COUTEIRO 780 P MIGUEL COUTEIRO 779 P HONDA BIREL
TAÇA DE PORTUGAL DE KARTING
26 e 27 Outubro 2013
LISTA DE INSCRITOS
INICIAÇÃO
16 ART - GIANLUCA TESTA 1163 P RODRIGO TESTA 1162 P HONDA LH
17 VERÓNICA SANTOS 2602 P RAFAEL CORDEIRO 2601 P HONDA BIREL
18 ACÁCIO SOUSA 1868 P FILIPE SOUSA 1867 P HONDA BIREL
22 MIGUEL PINTO COELHO 1409 P DUARTE PINTO COELHO 1407 P HONDA BIREL
23 ART - CECÍLIA ARAÚJO 1736 P MATILDE ARAÚJO 1735 P HONDA LH
25 AGOSTINHO LIMA P JOSÉ DANIEL P HONDA
27 SQUADRAMOTORS 256 P PEDRO RILHADO 258 P HONDA BIREL
29 JOAQUIM ALVES 1344 P GUILHERME ALVES 1343 P HONDA TOPKART
33 JAIME PINTO COELHO 1402 P JOÃO PINTO COELHO 1401 P HONDABIREL

48 DUARTE FERREIRA 303 P DUARTE FERREIRA 302 P HONDA BIREL

 

 

 

HORÁRIOS

 

 

 

TAÇA DE PORTUGAL DE KARTING 2013
Braga, 26 e 27 de Outubro de 2013
ADITAMENTO 1 - HORÁRIO
SÁBADO, 26 Outubro 2013 LOCAL X30 SHIFTER X30 JÚNIOR JUVENIS CADETES INICIAÇÃO
Verificações Administrativas Secretariado
Sorteio de Motores Zona Técnica      09:00
Treinos livres oficiais (10´) Pista 09:00 09:15 09:30 09:45 10:00 
Treinos livres oficiais (10´) Pista 10:15 10:30 10:45 11:00 11:15 11:30
Aquisição voucher para Pneus Motorhome/Tenda do Fornecedor 10:30 - 10:55 10:55 - 11:20 11:20 - 11:45 11:45 - 12:10 12:10 - 12:35 
Marcação de pneus e entrega carburante Zona Técnica 10:55 - 11:20 11:20 - 11:45 11:45 - 12:10 12:10 - 12:35 12:35 - 13:00 
Treinos livres oficiais 20´ (Iniciação 10’) Pista 11:45 12:10 12:35 13:00 13:25 13:50
Verificações Técnicas Iniciais Zona Técnica 12:15 12:40 13:05 13:30 13:55 14:20
Publicação das listas de Participantes Quadro Oficial da Prova
Abertura do Parque de Montagem de pneus Zona Técnica 14:05 14:20 14:35 14:50 15:05 15:20
Fecho do acesso à zona da pré-grelha Zona Técnica 14:25 14:40 14:55 15:10 15:25 15:40
Treinos cronometrados 10´ Pista 14:30 14:45 15:00 15:15 15:30 15:45
Publicação Classificação dos TC e Grelhas de Partida Quadro Oficial da Prova
Abertura do Parque de Montagem de pneus Zona Técnica 15:55 16:15 16:35 16:55 17:15 17:35
15' após término dos respectivos treinos cronometrados
afixação imediatamente após terminarem as VT de cada categoria
09:00 / 11:00
Fecho do acesso à zona da pré-grelha Zona Técnica 16:10 16:30 16:50 17:10 17:30 17:50
1ª CORRIDA DE QUALIFICAÇÃO Pista 16:15 16:35 16:55 17:15 17:35 17:55
Afixação classificações provisórias Quadro Oficial da Prova
DOMINGO 27 de Outubro 2013 LOCAL JÚNIOR JUVENIS CADETES INICIAÇÃO X30 X30 SHIFTER
Marcação Pneus Chuva (categorias autorizadas) Zona Técnica
Treinos de Carburação 5’ Pista 09:30 09:40 09:50 10:00 10:10 10:20
Abertura do Parque de Montagem de pneus Zona Técnica 10:40 11:00 11:20 11:40 12:00 12:20
Fecho do acesso à zona da pré-grelha Zona Técnica 10:55 11:15 11:35 11:55 12:15 12:35
2ª CORRIDA DE QUALIFICAÇÃO Pista 11:00 11:20 11:40 12:00 12:20 12:40
Afixação classificações provisórias Quadro Oficial da Prova
DESFILE DE APRESENTAÇÃO DAS EQUIPAS
Abertura do Parque de Montagem de pneus Zona Técnica 14:05 14:30 14:55 15:20 15:45 16:10
Fecho do acesso à zona da pré-grelha Zona Técnica 14:25 14:50 15:15 15:40 16:05 16:30
CORRIDA FINAL Pista 14:30 14:55 15:20 15:45 16:10 16:35
Verificações Técnicas Finais Zona Técnica
Afixação classificações provisórias Quadro Oficial da Prova
Distribuição de Prémios (Oficiosa) Pódio
Afixação classificações Finais Oficiais Quadro Oficial da Prova
ESTE ADITAMENTO FOI APROVADO PELA FPAK EM 17 DE OUTUBRO DE 2013
afixação imeditamente após a conclusão das VT de cada categoria
afixação até 15' após o final de cada corrida
09:00 / 10:00
afixação até 15' após o final de cada corrida
imeditamente após o término da corrida final de cada categoria
afixação até 15' após o final de cada corridaIMG 4183_cpia

 

SIMULADOR IUC

 

SIMULADOR IUC

 

A Proposta de Orçamento do Estado para 2014 aumenta as taxas do Imposto Único de Circulação (IUC).

 

Face ao novo cenário apresentado, a Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel (ANECRA) disponibilizou na sua página um simulador do Imposto Único de Circulação (IUC) que permite ao utilizador saber, para qualquer tipo de veículo, o valor a pagar em 2014 e comparar com o valor atual.

 

Aceda aqui ao simulador.

 

CRM MOTOSPORT EM GRANDE

 

CRM Motorsport e Wolf Racing Cars fecham com
Chave de Ouro

pit 77
A CRM Motorsport, representante oficial da Wolf Racing Cars para a Península Ibérica,
fechou o Campeonato de Portugal de Sport Protótipos com Chave de Ouro.
Como já era conhecido, para além dos Pilotos António Ricciardi/Nuno Santos, juntaram-se
também Ivan Bellarosa e Guglielmo Belloti/António Mastroberardino, também eles em Wolf
GB08, e a restante estrutura técnica de Fábrica, onde mais uma vez ficou bem presente a
forte ligação entre o representante Ibérico e a Fábrica.
Tudo começou no Sábado onde as sessões de treinos livres e treinos cronometrados tiveram
lugar. Já se previa uma competitividade mais elevada que nas corridas anteriores, face à
qualidade e quantidade de concorrentes presentes à partida, e os treinos cronometrados
revelaram isso mesmo. Ivan Bellarosa garantiu a Pole
Position para as duas corridas, Guglielmo Belotti/ António Mastroberardino qualificaram-se
em 5º e 6º e António Ricciardi/Nuno Santos em 6º e 4º. Toda a equipa Wolf estava assim
posicionada para as 2 corridas a disputar no Domingo, com uma duração de 50 minutos
cada uma.
P2/2
Na primeira corrida Ivan Bellarosa e Gonçalo Araújo (em Norma 20FC) começaram por
marcar um ritmo forte na frente. Nas posições seguintes assistiu-se a uma interessante luta
onde se encontrava a dupla António Ricciardi/Nuno Santos. Gonçalo Araújo cedo revelou
problemas no seu Norma, deixando assim espaço para Ivan Bellarosa e os adversários que
o perseguiam, ocuparem o 2º lugar, que depois de uma corrida isenta de erros a todos os
níveis, veio mesmo a ser ocupado por António Ricciardi/Nuno Santos, que garantiram assim
o 1º e 2º lugar para a Wolf Racing Cars.
Na segunda corrida, Ivan Bellarosa voltou a largar na frente mostrando-se novamente
imbatível perante a concorrência, assim como a dupla António Ricciardi/Nuno Santos que
voltou a garantir mais um segundo lugar, que lhe valeu o 1º lugar em termos de Campeonato
em ambas as corridas.
António Ricciardi referiu ainda “Sem palavras para descrever o fim de semana assim como
toda época. Trabalho inacreditável de toda a estrutura CRM Motorsport e Wolf Racing Cars
que nos permitiram fazer uma grande época. Uma época que para nós era de pura
aprendizagem, permitiu ainda que conseguimos ser a equipa com mais vitórias no
campeonato e assim terminar o campeonato na terceira posição.
Só me resta agradecer ao meu team mate Nuno Santos pelo seu desempenho, e ao Tiago
Raposo de Magalhães pelo seu trabalho extraordinário, pelo seu profissionalismo e
sobretudo pelo seu empenho! Estamos todos de parabéns! Felizmente para nós o nosso ano
desportivo ainda não acabou, teremos novidades brevemente! Um especial agradecimento
aos patrocinadores Tranquilidade e Europ-Assistance e também ao Ivan Belarosa por toda a
ajuda que me deu.”
Nuno Santos “ Foi um fim de semana muito produtivo, onde toda a equipa esteve
irrepreensível, aproveitando também a presença da equipa de fábrica da marca que
representamos com muito orgulho e onde ficou provado que a rapidez aliada à fiabilidade
são determinantes numa corrida de 50 minutos, em que as últimas 5 corridas foram ganhas
por nós. Resta-me agradecer ao meu grande team mate António Ricciardi, ao nosso grande
CEO Tiago Raposo de Magalhães, ao grande RIKI e Paulo por tudo, assim como a todos os
que nos ajudaram e apoiaram de várias maneiras, querendo destacar todo o staff da
ONRacer, Ivan e Maurizio Bellarosa (Wolf Racing Cars) e como não poderia deixar de ser
aos patrocinadores e às nossas famílias!”
Para Tiago Raposo de Magalhães, responsável máximo da CRM Motorsport “Este foi sem
dúvida o melhor desfecho possível que se poderia desejar. Estamos todos a viver o resultado
de um trabalho conjunto que começa em Itália onde o nosso “Lobo” (Wolf) é produzido,
passa pela nossa oficina onde é cuidadosamente mantido, assistido e afinado e finalmente
pelas mãos dos nossos Pilotos que brilhantemente o conduziram à vitória nas últimas 5
corridas pontuáveis para o Campeonato. Não fico por isto ofuscado quanto ao Futuro, pois
será certo que continuaremos a trabalhar com temos feito até aqui, de forma a garantir os
nossos objectivos. Envio um agradecimento muito especial a toda a família Bellarosa na qual
nos sentimos integrados, aos meus Pilotos António Ricciardi e Nuno Santos, que revelaram
possuir o perfil certo para este ano de estreia e ao nosso mecânico principal Ricardo Estriga,
que também tem estado à altura de um Projecto deste nível. Fechou-se aqui mais um
capitulo e agora é tempo de olhar para frente a para a próxima grande prova que temos já
aqui no Estoril, onde iremos disputar uma prova do Campeonato mais disputado da
actualidade neste tipo de carros, VdeV”

 

GOODYEAR ELEITA

 

Goodyear eleita uma das 100 empresas mais inovadoras pela Thomson Reuters

 

 

A Goodyear acaba de integrar o Top 100 Global Innovator da Thomson Reuters 2013, sendo reconhecida como uma das empresas mais inovadoras do mundo. Este é o terceiro ano consecutivo que a Goodyear é reconhecido pela Thomson Reuters.

 

"Este reconhecimento comprova o mérito da Goodyear como líder em inovação. O mercado que temos de enfrentar no que respeita ao desenvolvimento de novos produtos, inserido na competitividade global da indústria, é fundamental e ajuda-nos a alinhar os nossos esforços em I&D com a estratégia global da empresa. Ou seja, ajuda-nos a criar valor sustentável para o mercado ", disse Richard J. Kramer, presidente e CEO da Goodyear.

 

Desde o pneu radial para todo o ano, até à aplicação de componentes que respeitam o meio ambiente, como o óleo de soja e o biolsopreno, a Goodyear tem uma reputação como líder em inovação na indústria de pneus. Para saber mais sobre os marcos da Goodyear em inovação, ao longo da história, visite: http://www.goodyear.com/en-US/company/tire-history.

 

"O Top 100 Global Innovators de Thomson Reuters demonstra mais uma vez que há empresas que continuam a crescer, a criar oportunidades de emprego e estão na vanguarda na conceção de novos produtos e serviços", disse David Brown, CEO da Thomson Reuters IP Solutions.

 

O ranking, uma iniciativa da Thomson Reuters’ IP Solutions, premeia as 100 empresas e instituições de todo o mundo que são exemplos de inovação através da análise de uma série de parâmetros e métricas próprias. O relatório completo está disponível em http://www.top100innovators.com.

 

Acerca de Goodyear

A Goodyear é uma das maiores empresas de pneus do mundo. Emprega perto de 69 mil pessoas e produz os seus produtos em 52 unidades de produção em 22 países a nível global. Os dois Centros de Inovação em Akron, Ohio (EUA) e Colmar-Berg, no Luxemburgo, procuram desenvolver produtos e serviços topo de gama, que estabelecem um padrão de tecnologia e desempenho para o setor.

A gama de pneus da Goodyear Dunlop Europa para veículos comerciais e autocarros inclui mais de 400 pneus diferentes cobrindo 55 tamanhos. Muitos dos principais produtores mundiais de veículos comerciais utilizam pneus Goodyear de raiz, incluindo a DAF, Iveco, MAN, Mercedes-Benz, Renault Trucks, Scania e Volvo.  A Goodyear também fornece os principais fabricantes de reboques. Com a Fleet First, que inclui a rede de serviços TruckForce, ServiceLine 24h de assistência na estrada, sistema de gestão FleetOnlineSolutions Internet e Goodyear Retread Technologies, a Goodyear fornece uma das gamas mais alargadas de serviços especializados na indústria.

Para mais informação sobre a Goodyear e seus produtos consulte: http://www.goodyear.eu

 Tire shot_EfficientGrip_AA_Edition_3

 

OPEL ASTRA BATE RECORDE

 

Recorde de 24 horas: Opel Astra é o Diesel de produção mais rápido do mundo


O anel de velocidade do centro de testes de Millbrook, em Inglaterra, foi palco para a tentativa de recorde de ‘endurance’ e velocidade protagonizada por 12 pilotos que se revezaram em turnos ao volante de dois Opel Astra 2.0 CDTI de produção em série. Para cada automóvel, a jornada representou uma distância de 4800 km com curtas paragens que não excederam 22 minutos no total. A média resultante foi de 201 km/h, o que deverá fixar um novo recorde mundial para veículos de passageiros da classe FIA com motores Diesel sobrealimentados de 1600 a 2000 cm3 de cilindrada. Na totalidade, a equipa de testes da Opel e da marca irmã Vauxhall obteve registos de 12 recordes mundiais e seis recordes britânicos de resistência e velocidade. (...)
 
 
 

 

 

NISSAN ELEVA ANÁLISE AO DESEMPENHO

 

NISSAN ELEVA A ANÁLISE DE DESEMPENHO COM O EMPOLGANTE NOVO VÍDEO NISMO

 

 

NISSAN ELEVA A ANÁLISE DE DESEMPENHO COM O EMPOLGANTE NOVO VÍDEO NISMO

  • O Atleta Nismo Peter Pyzera defronta o base jumper David Barlia, num desafio arrebatador
  • Inovadores arneses biométricos recolhem dados dinâmicos dos atletas à medida que enfrentam os Alpes suíços
  • O JukeRide - centro de análise de desempenho Nismo - mostra a tecnologia que está por detrás do Programa de Desenvolvimento de Pilotos da Nissan

A Nissan revelou a primeira de uma série de impressionantes curtas-metragens Nismo que demonstram a tecnologia inovadora e o entusiasmo que animam os automóveis Nismo e os Atletas Nismo.

 

Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

Mais

Vídeo Relacionados

Vídeo Relacionados

Mais

 

NASCIMENTO DE NOVO PROMOTOR PARA A VELOCIDADE

NASCIMENTO DE NOVO PROMOTOR PARA AS PROVAS DE VELOCIDADE

 

 

Nasceu um novo conceito de velocidade nacional, que pretende relançar, dinamizar e projetar os eventos integrados num calendário próprio, para um plano bem elevado no panorama do motorsport português: chama-se PROmotorsport.
Após termos analisado os últimos anos da velocidade em Portugal e constatado o desajuste de alguns campeonatos e troféus a uma realidade nacional à qual não podemos ficar indiferentes, resolvemos avançar com uma proposta inovadora, devidamente sustentada numa realidade que muitos até agora ignoraram e criar uma fórmula nova que seja finalmente o garante de um futuro credível da categoria, no panorama automobilístico português:
A PROmotorsport resulta da associação entre a CRM Motorsport e o Portugal Motorsport e tem como líderes e criadores desta conceção inovadora, Tiago Raposo de Magalhães, Artur Lemos e Luís Caramelo, que terão a seu cargo a elaboração, implantação e realização de uma série de eventos de velocidade em 2014, em colaboração com os responsáveis das organizações desportivas de cada circuito e comissões organizadoras de cada Serie ou Troféu.
Como é do conhecimento geral a FPAK cedeu os direitos de promoção dos Campeonatos Nacionais de Velocidade até finais de 2014, a uma outra entidade e por acharmos que até à data, todos os restantes troféus e corridas de contorno, que integraram os fim de semana promovidos por essa mesma entidade, não tiveram a projeção devida, resolvemos, até por indicação e sugestão de alguns deles, avançar com esta proposta, que em devido tempo entregámos na FPAK mas para a qual ainda não obtivemos resposta.
Em qualquer dos casos, como a PROmotorsport não se propõe organizar nenhuma competição fora da égide da FPAK – todos os troféus que integrarão os nossos eventos estarão devidamente autorizados pela FPAK, os clubes têm e terão alvará organizativo e os pilotos, licenças desportivas – não seremos, caso se mantenha o promotor dos CNV, o “outro” promotor, mas sim um promotor paralelo, com os mesmos direitos e regalias, exceção feita aos Campeonatos Nacionais de Velocidade.
Nesta altura, a PROmotorsport já tem a confirmação da participação nos seus eventos, de três categorias: Single Seater Series by Fórmula G, Classic Super Stock by Fórmula G e Super 7 by Kia. 
Foram encetadas conversações após contactos baseados no mútuo interesse, com o Troféu Fiat 500 Abarth, a organização dos FEUP-Desafio Único, Campeonato de Portugal de Sport Protótipos e também a Historic Endurance, que se mostraram disponíveis para ouvir as nossas propostas e admitem fortemente a possibilidade de integrarem os “Pro Motorsport Events”.
A PROmotorsport aposta claramente em fins de semana de dois dias apenas – sábado e domingo – e num número máximo de 6 series/troféus por fim de semana, mas aceita integrar mais troféus nacionais ou internacionais interessados em partilhar os circuitos nas nossas datas, desde que a sua presença não prejudique os nossos parceiros anuais.
Apostamos ainda na promoção de cada evento, antes, durante e depois, no imediatismo da informação e na qualidade da mesma, na importância da televisão, rádio e imprensa escrita, nas acções locais, no “broadcast eletrónico” e ainda na internacionalização dos nossos eventos, como meio de captação de mercados externos, importantes para as marcas e serviços envolvidos com cada um dos nossos parceiros.
Parceiros que serão tratados de forma igual; Não haverá troféus com maior ou menor importância, nem parentes pobres, ou ricos; Há formas de, ao longo do ano, irmos equilibrando a visibilidade das participações dos diversos parceiros e os que contactámos, já podem confirmar que se trata de uma fórmula justa, que não admite contestações.
Finalmente, há uma clara aposta na animação do paddock e da pista, para manter o pouco público que há atualmente interessado e para tentar cativar mais gente para as corridas, que transformaremos numa festa em cada circuito onde, em 2014, a PROmotorsport estiver presente.
São claras e agora públicas, as nossas intenções. A PROmotorsport quer fazer a diferença na velocidade nacional em 2014 e as nossas propostas estão em cima da mesa, são do conhecimento de todos os agentes que se interessam pelo motorsport e por isso estamos confiantes de que, juntando todas estas sinergias, as nossas ideias vão vingar em prol do desporto automóvel português.
Nasceu um novo conceito de velocidade nacional, que pretende relançar, dinamizar e projetar os eventos integrados num calendário próprio, para um plano bem elevado no panorama do motorsport português: chama-se PROmotorsport.Após termos analisado os últimos anos da velocidade em Portugal e constatado o desajuste de alguns campeonatos e troféus a uma realidade nacional à qual não podemos ficar indiferentes, resolvemos avançar com uma proposta inovadora, devidamente sustentada numa realidade que muitos até agora ignoraram e criar uma fórmula nova que seja finalmente o garante de um futuro credível da categoria, no panorama automobilístico português:A PROmotorsport resulta da associação entre a CRM Motorsport e o Portugal Motorsport e tem como líderes e criadores desta conceção inovadora, Tiago Raposo de Magalhães, Artur Lemos e Luís Caramelo, que terão a seu cargo a elaboração, implantação e realização de uma série de eventos de velocidade em 2014, em colaboração com os responsáveis das organizações desportivas de cada circuito e comissões organizadoras de cada Serie ou Troféu.Como é do conhecimento geral a FPAK cedeu os direitos de promoção dos Campeonatos Nacionais de Velocidade até finais de 2014, a uma outra entidade e por acharmos que até à data, todos os restantes troféus e corridas de contorno, que integraram os fim de semana promovidos por essa mesma entidade, não tiveram a projeção devida, resolvemos, até por indicação e sugestão de alguns deles, avançar com esta proposta, que em devido tempo entregámos na FPAK mas para a qual ainda não obtivemos resposta.Em qualquer dos casos, como a PROmotorsport não se propõe organizar nenhuma competição fora da égide da FPAK – todos os troféus que integrarão os nossos eventos estarão devidamente autorizados pela FPAK, os clubes têm e terão alvará organizativo e os pilotos, licenças desportivas – não seremos, caso se mantenha o promotor dos CNV, o “outro” promotor, mas sim um promotor paralelo, com os mesmos direitos e regalias, exceção feita aos Campeonatos Nacionais de Velocidade.Nesta altura, a PROmotorsport já tem a confirmação da participação nos seus eventos, de três categorias: Single Seater Series by Fórmula G, Classic Super Stock by Fórmula G e Super 7 by Kia. Foram encetadas conversações após contactos baseados no mútuo interesse, com o Troféu Fiat 500 Abarth, a organização dos FEUP-Desafio Único, Campeonato de Portugal de Sport Protótipos e também a Historic Endurance, que se mostraram disponíveis para ouvir as nossas propostas e admitem fortemente a possibilidade de integrarem os “Pro Motorsport Events”.A PROmotorsport aposta claramente em fins de semana de dois dias apenas – sábado e domingo – e num número máximo de 6 series/troféus por fim de semana, mas aceita integrar mais troféus nacionais ou internacionais interessados em partilhar os circuitos nas nossas datas, desde que a sua presença não prejudique os nossos parceiros anuais.Apostamos ainda na promoção de cada evento, antes, durante e depois, no imediatismo da informação e na qualidade da mesma, na importância da televisão, rádio e imprensa escrita, nas acções locais, no “broadcast eletrónico” e ainda na internacionalização dos nossos eventos, como meio de captação de mercados externos, importantes para as marcas e serviços envolvidos com cada um dos nossos parceiros.Parceiros que serão tratados de forma igual; Não haverá troféus com maior ou menor importância, nem parentes pobres, ou ricos; Há formas de, ao longo do ano, irmos equilibrando a visibilidade das participações dos diversos parceiros e os que contactámos, já podem confirmar que se trata de uma fórmula justa, que não admite contestações.Finalmente, há uma clara aposta na animação do paddock e da pista, para manter o pouco público que há atualmente interessado e para tentar cativar mais gente para as corridas, que transformaremos numa festa em cada circuito onde, em 2014, a PROmotorsport estiver presente.São claras e agora públicas, as nossas intenções. A PROmotorsport quer fazer a diferença na velocidade nacional em 2014 e as nossas propostas estão em cima da mesa, são do conhecimento de todos os agentes que se interessam pelo motorsport e por isso estamos confiantes de que, juntando todas estas  sinergias, as nossas ideias vão vingar em prol do desporto automóvel português.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

STOCK NA BOAVISTA

 

Grupo de imagens desta categoria no circuito da Boavista.

 

FOX 8811FOX 8812FOX 8813FOX 8814FOX 8815FOX 8816FOX 8817FOX 8818FOX 8819FOX 8820FOX 8821FOX 8822FOX 8823FOX 8824

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.com

 

REDE AUTOCREW ABRE EM ILHAVO

Rede AutoCrew inaugura primeira oficina em Ílhavo

A mais recente Rede Oficinal da Bosch chegou a Ílhavo a 11 de Outubro, esta será a 11ª oficina AutoCrew em Portugal e a primeira no município de Ílhavo.

altA empresa João Santos Capote Lda., sediada em Ílhavo desde 1978, é a mais recente Oficina da rede oficinal AutoCrew em Portugal.
A oficina abriu as suas portas no dia 11 de outubro para apresentar este novo conceito oficinal à comunidade local.

Ao longo dos últimos 35 anos esta empresa tem defendido valores como seriedade, flexibilidade, confiança e orientação ao cliente. Agora, através da adesão à rede AutoCrew, a empresa tem ao seu alcance uma atualização em áreas como a “Técnica automóvel” e/ou “marketing e Comunicação”.

Miguel Capote, responsável pela oficina, afirma que “a decisão de fazer parte da nova rede Autocrew em Portugal deveu-se ao facto basear a atividade oficinal numa tradição de atualização técnica e de manutenção de elevados padrões de qualidade no atendimento ao cliente”.

Ao integrar a Rede AutoCrew, a empresa João Santos Capote irá fornecer uma gama de serviço completo para veículos para todas as marcas e modelos, desde a inspeção e manutenção, eletricidade / eletrónica, trabalho geral de mecânica, diagnóstico, injeção a gasolina, serviços de veículos diesel, sistemas de travagem, gestão de motor, pneus e suspensão.

A inauguração da oficina AutoCrew Ílhavo contou com um programa diverso que abrangeu várias atividades para todas as idades, tais como, workshops para o público feminino e exposição de viaturas clássicas desportivas.

“No ano em que comemoramos o 35º aniversário da empresa fazemos, também, uma grande aposta ao nível da modernidade. Este é um evento para a comunidade de Ílhavo, para os nossos amigos e clientes. Para além de darmos a conhecer este novo serviço, pretendemos criar uma tarde diferente em família”, conclui Miguel Capote.



jscapote (1) jscapote (2) jscapote (3) jscapote (4) jscapote (5)
 

ACB NO PICO

 

ACB Racing no Pico com Henrique Moniz para revalidar o título das duas rodas

O II Rali Ilha do Pico volta a encerrar o Campeonato dos Açores de ralis e assume especial importância para Henrique Moniz e Jorge Diniz que mais uma vez entregam a assistência do C2 R2 Max à ACB Racing. Também Rafael Botelho vai usar a logística da ACB Racing tal como já tem acontecido noutras provas do campeonato.

3º Classificado no campeonato de absolutos e comandante nas categorias 2 Rodas Motrizes e Troféu de Ralis dos Açores para carros com cilindradas até aos 1600, o jovem piloto micaelense terá que fechar todas as contas para garantir as excelentes posições que ocupa nas várias classificações à entrada para o rali do Pico.

Ao contrário da postura habitual de Henrique Moniz, que costuma privilegiar o andamento rápido e o  espetáculo proporcionado ao público, desta vez o piloto pretende encarar a prova de forma mais contida. "Este rali será muito difícil de gerir, uma vez que temos de ser racionais e abdicar de andar depressa para sermos consistentes" explica Henrique Moniz que, no entanto, não abdica, como sempre de "fazer o nosso melhor e tentar dignificar todos os que connosco trabalham e que apoiaram este projecto. Toda a equipa está unida, focada e vamos dar tudo para conseguirmos concretizar os nossos objectivos." Na hora das decisões, o jovem piloto do C2 R2 Max termina agradecendo "a todos os que estão sempre ao nosso lado, desde a HM Sport à ACB Racing, não esquecendo os meus patrocinadores, familiares e amigos por toda a confiança que têm demonstrado em nós."

Para a ACB Racing o Rali Ilha do Pico encerra o campeonato dos Açores mas não a atividade da época. "Como é sabido, vamos do Pico diretamente para a Baja Portalegre 500 onde vamos dar assistência à Mazda BT 50 do Açores TT Team na principal prova do TT nacional e que conta ainda para a Taça do Mundo FIA de Bajas", lembra António Castelo Branco. Mas como os desafios são para se encarar um de cada vez, o líder da ACB Racing afirma que ainda não chegou a hora de pensar em Portalegre. "Primeiro queremos muito ajudar o Henrique Moniz a garantir todos os seus objetivos e para isso estamos prontos a dar o máximo para que tudo corra pelo melhor no Pico. Seria fantástico terminar o Campeonato dos Açores ajudando os nossos pilotos a alcançar títulos e é nisso que estamos totalmente focados", conclui António Castelo Branco.henrique-moniz-anteviso-Pico-2013

 

AS ANDANÇAS DE JOÃO FERNANDO RAMOS

 

CRÓNICA - JOÃO FERNANDO RAMOS no Mundial de Ralis / dia 2 - Rali da Catalunha

jfr1 1jfr1 2jfr 3

Crónicas diárias de João Fernando Ramos, o piloto e jornalista que alinhará este fim-de-semana no RALI DA CATALUNHA, prova pontuável para o Campeonato do Mundo de Ralis da FIA.

 

DIA 2 – COMEÇAM OS RECONHECIMENTOS

 

Olá de novo! Hoje a partida de casa foi pelas sete e um quarto, menos uma hora em Portugal. Ainda era de noite, e com a rádio a tocar em fundo e o José Janela a indicar o caminho até à primeira especial do dia, fui literalmente em piloto automático, sem pensar, obedecendo apenas ao “vira aqui…atenção à velocidade, cuidado com o cruzamento”. 

 

Colldejou  tem pouco mais de 26 quilómetros  e é uma nova versão de um troço que fizemos em sentido contrário no ano passado. Temos que anotar cada curva, como a vamos abordar, se podemos ou não cortar a trajectória aproveitando as bermas, as distâncias entre curvas, o piso, os pontos de travagem… são muitos páginas cheias de alguns hieróglifos apenas ao alcance de alguns! Logo pela madrugada confesso que é demasiada informação, mas rapidamente acordamos e entramos no ritmo. Não há margem para erros. Apenas passamos duas vezes em cada especial, na primeira a tirar notas, na segunda a confirmar e a somar mais alguns dados. Vou ditando cada nota para o Janela anotar e vamos acertando os dois se é mesmo a melhor forma de fazer aquela curva. Este é um trabalho de grande cumplicidade, de entreajuda levada ao limite.

 

Seguimos sempre concentrados, sem apartes nem comentários, mas a meio da especial sorrimos os dois…

- Lembras-te daqueles cromos que estavam ali no ano passado?

- Sim…crominhos mesmo!

 

É a seguir a uma lomba cega, numa zona a descer com uma esquerda 2 ao fundo. Mal fizemos a lomba já com o carro na travagem forte, não é que um grupo de maduros estava na beira da estrada de calças em baixo, mostrando um naipe de rabos brancos a quem ali chegava já pendurado nos travões… este é também um rali de verdadeiros apaixonados pelos automóveis! Já chegaram e já estão por todo o lado, muitos até já a acampar nas especiais. Os ralis são um mundo à parte, uma tradição, um conjunto de rituais e experiências que só quem as vive pode descrever com conhecimento de causa, e acima de tudo… entender, o que nem sempre é fácil explicar!

 

Reconhecemos hoje cinco troços, num bom ritmo e acho que temos excelentes notas para fazer um belo rali! Para manter a tradição, um furo numa das classificativas de terra, que estão com um piso extremamente rápido, mas traiçoeiro. Amanhã há mais, de novo cedo, muito cedo!...

 

Esta noite ainda iremos à assistência que já trabalha nos carros, beber um Beirão e um Delta e colocar a conversa em ordem. É uma avenida inteira com carros da RMC no parque de assistência do mundial. É um orgulho e uma responsabilidade imensa estar aqui, no meio dos melhores do mundo. Até amanhã, com o segundo dia de reconhecimentos.

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TRIAL 4X4

Campeonato Nacional Trial 4x4

CNTrial 4x4 | Taça Rock Crawler | Promoção | Super Proto

Irmãos Lourenço vence em Paredes


Irmãos Lourenço vence em Paredes
 

Foi em clima de festa que se coroarão vencedores e campeões, naquela que foi uma das melhores edições do Campeonato Nacional de Trial 4x4 em pleno Parque da Cidade de Paredes. Foram cinco etapas plenas de emoção e uma das mais competitivas dos últimos anos, que culminou com nova enchente no palco urbano da “capital” do trial. Com um programa recheado de muita animação e competição o Clube TT Paredes Rota dos Móveis moveu escavações e elevou arranha-céus, proporcionando às quatro dezenas de participantes as melhores condições para a prática da modalidade, perante constantes ameaças de chuva, que afinal até nem apareceu!
Pelo segundo ano consecutivo Luís Jorge manteve a chama do título bem viva na cidade de Paredes. O piloto da «Hortícolas Team», acompanhado por Miguel Costa, terminou a derradeira jornada do Campeonato Nacional de Trial 4x4 na segunda posição, que lhe valeu renovar o ceptro nacional: “valeu a pena! Foi mais uma jornada de muito vontade, dedicação, trabalho e, acima de tudo, a crença de vencer para poder retribuir todo o empenho de uma equipa magnifica que nos tem acompanhado, desde os mecânicos, família e patrocinadores, obrigado a todos…”, revelou no final Luís Jorge. O Parque da cidade de Paredes estava repleto de máquinas, pilotos, ação, adrenalina, muito trial e, acima de tudo, milhares de espectadores que assistiram a um espetáculo único de trial. A vitória, segunda da temporada, depois de Lousada, foi para a dupla dos irmãos Lourenço, Ricardo e Paulo da «Pizzaria Refugio» que ainda mantinha matematicamente a esperança de poder chegar ao título. No entanto, não dependiam apenas de si, muitas contas teriam que ser feitas. A missão da dupla de Pedras Salgadas foi cumprida… vencer, mas, teriam que aguardar o que poderia fazer Luís Jorge e Miguel Costa. Ainda pairou no ar alguma possibilidade…, depois dos contratempos por que passou o campeão nacional, ao ficar sem travões no Suzuki e sem o motor do guincho que queimou (recolhendo às boxes para proceder à reparação). Mas, as conquistas têm mais sabor com sofrimento e muita luta, argumentos que transbordam na vontade de vencer de Luís Jorge. Depois de cair para sexto da geral e com a prova a meio, a dupla de Torres Vedras encetou uma recuperação fantástica, sem igual a si próprio ao colocar nos obstáculos toda a experiencia e capacidade de vencer todas as adversidades. E assim, colocava um ponto final nas contas do título! Após a primeira hora de prova e, depois de solucionados os problemas de travões no Jeep, Ricardo Lourenço não cedeu e foi-se embora, apenas travado já na reta final quando a roda da frente se encaixou num dos pneus que servia de dificuldade num dos muitos obstáculos do traçado, acabando por perder algum tempo, terminando com um total de 12 voltas. Na terceira posição, e após conquistar o melhor tempo no prólogo – realizado na noite de sábado (uma das novidades do evento), voltou a surgir, a exemplo de Vimioso, Alexandre Lemos (Team serrão), desta feita acompanhado pelo regressado Carlos Filipe, com uma jornada muito eficiente e técnica, acusando apenas alguns problemas com o bloqueio da frente e o alternador que deixava de carregar que forçaram a recolher às boxes ainda antes da prova terminar. Ainda na luta por um lugar do pódio, Pedro Costa e Filipe Alves cederam já na reta final, devido à quebra da junta homocinética da Nissan que bloqueava a direção, acabando na quarta posição, ainda na mesma volta da «Hortícolas» e do «Team Serrão», completando este trio 10 voltas. Já distantes deste quarteto e liderando um segundo pelotão, Ricardo Teles e Ricardo Rocha (LRT), também não passaram ilesos às adversidades, essencialmente com a mola da suspensão do Defender que se soltava, para além de dois furos. A «TaBoTeam», com Flávio Gomes e Pedro Nascimento terminou na mesma volta da «LRT», ocupando a quinta posição, numa prova que ficou marcada pela quebra da caixa de velocidade do Jeep Wrangler, privando a dupla de Bragança de lutar por um lugar no pódio. A «Churrasqueira Brasa d’Ouro» com a dupla Desidério Pinhal/Miguel Pinhal, alcançou em Paredes a melhor prestação da temporada, contando desta feita co a plena colaboração do Land Rover. Terminaram ainda, Roger Puyal e Humberto Reis (Roger Auto) na oitava posição, com a dupla da Trofa a abandonar a uma hora do final com a caixa de transferência da Toyota Hilux partida; na frente do aniversariante Paulo Campos da «Disco Campos» acompanhado como habitualmente por Vítor Rodrigues. A formação de Vila Pouca de Aguiar bem queria chegar ao champanhe mas a quebra do turbo praticamente no inicio da prova e a quebra da transmissão na derradeira hora, inviabilizaram qualquer ofensiva. A fadiga e o desgaste do material ficou bem evidente na constante correria para as boxes com as viaturas fustigadas pela traição do material que teimava em não colaborar e, em algumas circunstâncias, pela dureza da pista e insistência do piloto em ultrapassar o obstáculo, querendo, evidenciar em demasia a sua teimosia!
Numa prova de competição em que o risco é elevado, a prova de Paredes ficou marcada por um incidente durante a realização do prólogo, com o navegador da equipa «Padaria Flor de Ermesinde», António Sousa. Felizmente encontra-se livre de perigos e em plena recuperação, os primeiros socorros pelos bombeiros prestados no local, foi um trabalho exemplar. A direção do CNTrial4x4 e todos elementos interventivos na organização da prova de Paredes assim como pilotos, navegadores e assistentes, desejam as rápidas melhores a António Sousa (To-Zé).      
Como vem sendo tradição, a gala de entrega de prémios do CNTrial4x4 está agendada para 17 de novembro no Restaurante Assador.pt no Porto.
 
Três dezenas na Taça e Promoção
A exemplo da competição “rainha” também a Classe Promoção deu por terminada a sua competição. Na Classe 1 a vitória foi para a «Sucatas David Rocha» com Renato Rocha e Sérgio Pereira a garantirem o título nesta categoria.
 
 
Rui Dias regressa para vencer
Regresso imaculado de Rui Dias e Nuno Araújo (Dinapaca) à competição após mais de um ano de ausência, premiado com a vitória na Classe 2, a categoria “rainha” da Promoção. A dupla do Ebro Patrol realizou uma prova plena de êxito ao completar onze voltas ao circuito “urbano” do parque da cidade de Paredes sem grandes percalços, apenas ressentindo-se da 5ª velocidades que de quando em vez não engrenava. Não fosse os inúmeros problemas mecânicos causados no Toyota BJ 73 (veio transmissão frente partido, cabo do guincho rebentado, cabeçote danificado e motor a aquecer…) e a penalização de uma volta – que abrangeu ainda mais 5 equipas por - violação do circuito, Carlos Rodrigues e José Sobral bem que possuíam argumentos para lutar pelo triunfo. A dupla da Amadora que fez a sua estreia no CNTrial4x4 assegurou um merecido segundo lugar, na frente dos «Furões TT-Vimioso» que registaram o melhor tempo no Prolog noturno que abriu esta jornada. Os irmãos Cameirão, Bruno e Paulo, asseguraram igual posição na competição. Ao terminar na quarta posição, a «JMF» conquistou o ceptro no ano de estreia na competição, com Frederico Fernandes e António Azevedo a gerirem na perfeição os pontos e a mecânica do Jeep Wrangler. E, nem mesmo os dois furos lhes retirou a calma e o discernimento na altura de gerir os lugares que os separavam dos principais opositores. Bruno Teles e António Fonseca (LRT) alcançarem em Paredes o pior resultado da temporada – quinto, condicionados pelo aquecimento do motor do Defender e da barra de direção que empenou. Talvez fosse, a par da «JMF» um dos principais candidatos a vencer a Classe 2, mas para isso, a dupla da «JiiPark» teria que vencer e esperar que Frederico Fernandes não os secundasse. As ambições de Nelson Sousa e Tiago Santos submergiram-se com o rebentar do cabo do guincho e um borne de bateria que derreteu logo no inicio da prova, obrigando a longa paragem, não indo além da sexta posição final, conservando a segunda posição do campeonato. Já distante de qualquer discussão dos lugares mais cimeiros, a «Judas 4x4» liderou um terceiro pelotão, com Nuno Urbano e Fábio Loureiro a completarem 3 voltas, perdendo pelo meio meia hora para reparar o motor de arranque do Nissan Patrol. A marcar a sua estreia na competição, a «Vicar» apenas completou uma volta e, não foi por vontade de Vítor Fernandes e Domingos Silva que não fizeram mais, mas sim, pela cedência do bloqueio da frente do Suzuki Samurai logo no primeiro obstáculo, terminando na oitava posição, na frente de «Canelas Pneus», que também acabou afetada com inúmeros problemas para resolver no Nissan Patrol com trabalho extra para António Silva e Rui Ferreira, obrigando a regressar mais cedo às boxes.
 
Renato Rocha levou tudo.
Na Classe 1, a «Sucatas David Rocha» completou a sua cavalgada triunfo rumo ao tão anunciado titulo. Renato Rocha e Sérgio Pereira apenas não venceram em Moimenta da Beira, tendo contabilizado quatro triunfos em cinco possíveis. Mesmo acusando problemas de travões, devido à cedência do tubo de travões sensivelmente a meio da prova, a dupla do Nissan viria a beneficiar da penalização imposta às equipas do «Team Estação serviço Sequeiros/OFM» e «Luís Soares Duarte Wines», saltando de terceiro para o topo da classificação, na frente da dupla Paulo Silva/César Carneiro (Nissan) que garantiu a segunda posição por escassos 13s sobre Luís Soares e Eric Paul (Defender). Numa fase de equilibrou e com todas as equipas a completarem a terceira volta a «FastLane» liderava o pelotão na estreia do Range Rover, mas, a correia do alternador traiu a dupla Manuel Silva/Tiago Couto, caindo para a quarta posição final, na frente do «Team BotaFuma», autor da melhor volta no prólogo. Bruno Silva e António Figueiredo, estreantes no campeonato perderam a liderança à passagem da primeira hora quando empenharam a barra de direção do Nissan. A sexta e última posição ficou na posse da «Sopedra 4x4/Kaiser», com Carlos Rosa e Pedro Silva a recolherem o Defender às boxes com problemas de embraiagem ainda não estava concluída a primeira hora de prova.
 
Victor Silva estreia-se a vencer
Entre os Suzuki’s da Classe Samurai, Victor Silva (Team Suzuki Fafe) e Pedro Oliveira (Autodiesel/Offroad Projects) proporcionaram um dos duelos mais interessantes da temporada. Depois de conquistar o melhor tempo no prólogo Oliveira e Sandro Magina apenas comandaram até à passagem da segunda volta, por troca com Silva e Eduardo Noya. No entanto, rapidamente a recuperaram, até que, a dupla do «Team Suzuki de Fafe» chamou a si as despesas da corrida aquando da quarta passagem pela linha de meta e, não mais abdicou dela. Pedro Oliveira e Sandro Magina terminaram na segunda posição com as mesmas nove voltas e a escassos 17,9s dos vencedores que se estrearam no lugar mais alto do pódio. Com a segunda posição em Paredes a «Autodiesel/Offroad Projects» garantiu o título na competição. O pódio ficou completo com a presença da dupla Filipe Bernardo/Pedro Miranda (Team Auto Socorro) que liderou um segundo pelotão. Numa posição abaixo e com as mesmas seis voltas, terminaram Floriano Maia e Rui Magina (Team Flora/Auto diesel), tendo ficado privado de alguns argumentos mecânicos para atacar um lugar do pódio ainda a prova ia no seu inicio, com problemas com o cabo do acelerador, a ventoinha e o ARB… Ambas com quatro voltas, e por esta ordem, terminaram as duplas André Moreira/Fábio Magalhães (Trava e Embraia) e Álvaro Costa/Carlos Pires (Samurai 4x4 Extreme), fechando o lote das equipas classificadas na Classe Samurai. A «Trava e Embraia» necessitou de trabalho extra para recompor o semieixo da frente e a transmissão do Suzuki; enquanto a «Samurai 4x4 Extreme» apanhou um susto logo na primeira volta com o Suzuki a tombar e a danificar o guincho.
 
Tri de Domingos Parente
Na Taça Rock Crawler, Domingos Parente e João Pinto (CarJaime/Troqouro), chegaram a Paredes já com o título, mas quiseram reafirmar a sua candidatura ao vencer pela terceira vez, consecutiva, esta temporada. A dupla de Gondomar que ficou privada do pleno funcionamento do guincho com hora e meia de prova, viu os principais candidatos ao triunfo abdicarem desse propósito após concluírem a segunda volta, a cerca de meia hora do final. Emanuel Costa e Gerado Sampaio (EC4x4) optaram por regressar às boxes quando ainda estavam na liderança – posição que tinham já conquistado no prólogo e não mais a renunciaram, devido a sintomas de cedência do bloqueio de trás após ser detetada uma fuga de valvulina no Crawler Chevy. Ainda nesta mesma volta, Paulo Candeias e Albertino Silva (Standcandeias/PJ) temeram o pior quando um barulho estranho no motor do Crawler fazia temer o pior, optando por recolher às boxes com uma viela a “grilar”. Com estrada livre, Domingos Parente não rejeitou a oportunidade e assumiu a liderança, terminando com quatro voltas cumpridas, na frente de Jorge Silva e José Pires (Paljet), com menos uma volta e sem mazelas mecânicas no Crawler. Na Classe Super Proto – reservada aos participantes do “Extreme 4x4”, Cláudio Carapeta e Luís Santos (Team Tanqueluz/LM4) foram uns solitários vencedores, completando apenas uma volta – e a muito custo. A dupla do Montijo ficou privada da direcção e do guincho do Nissan Proto logo após o arranque e só a vontade e o querer os moveu a tal sacrifício! 

Classificações da Prova de Paredes


 


 
  

  


 

NOVIDADES FUCHS

Novidade FUCHS - MAUTO 092013 XTL® para Motores Veículos Pesados

A nova e exclusiva tecnologia XTL® (Xtreme Temperature Lubrication) da FUCHS, para lubrificantes de motores é agora alargada aos óleos para os motores dos veículos pesados.

alt
1) Redução efectiva no consumo de
combustível;

2) Menor envelhecimento do óleo;

3) Circulação melhorada;

4) Melhor arranque a frio;

5) Maior vida útil do turbocompressor;

6) Baixo consumo de óleo.



São alguns dos vários benefícios desta inovadora tecnologia XTL® de que pode vir a beneficiar com a utilização regular dos óleos de motor - TITAN CARGO MAXX SAE 10W-40 e TITAN CARGO MAXX SAE 5W-30. Os valores do consumo de combustível, do arranque a frio, da protecção do motor e do consumo de óleo, foram medidos e comparados com os óleos convencionais de viscosidades equivalentes. Os testes mostraram que a tecnologia XTL® proporciona uma real economia de combustível que se mantém ao longo de todo o intervalo de mudança de óleo, resultando num potencial de poupança considerável no que diz respeito ao consumo de combustível, que pode chegar a 0,5%.


Fuchs

 

VERDES GANHAM TERRENO

Verdes ganham terreno

Previsão dos designers da BASF concretiza-se na actual colecção de tendências da indústria automóvel.

alt As cores do mundo automóvel caracterizam-se por progresso e funcionalidade. As cores da colecção de tendências BASF deste ano denominada «Making Headway» predizem este olhar positivo sobre o futuro. «Com novas tecnologias, novos modelos e novos conceitos de mobilidade, desenha-se no horizonte uma mudança de valores. Neste contexto, o verde, enquanto cor de crescimento e novo começo, desempenha um papel preponderante,» explica Mark Gutjahr, Director de Design da BASF para a Europa.

Esta tendência de cor, que os designers da BASF identificaram no ano passado, quando começou a emergir, está agora a ganhar terreno. Após mais de uma década de cores discretas, em que o preto, o prateado, o branco e, mais recentemente, o castanho deixaram as suas marcas nas estradas, o panorama automobilístico está agora a tornar-se mais colorido.

Verde deixa para trás a sua imagem ecológica  

A emergência da paleta de cores verdes no futuro do sector automóvel não se deve à sua ligação lógica àecologia e à imagem de uma natureza impoluta. Os novos verdes que vão revestir os automóveis nos próximos três ou quatro anos fazem questão de deixar para trás a sua imagem ecológica. «Não estamos a encontrarrespostas às perguntas sobre a mudança de valores da sociedade numa visão romântica de "regresso à natureza", mas antes em soluções e tecnologias inteligentes», diz Gutjahr. Neste contexto, o verde representa novos valores, tais como franqueza, responsabilidade e individualidade, bem como harmonia e equilíbrio, factores que se estão a tornar cada vez mais importantes na sociedade.

Tendência global com cores regionais


O contexto global atribui uma importância crescente às questões da individualidade e o verde vem inaugurar cores ousadas de automóveis e reforçar uma mudança para uma diferenciação mais baseada na cor. Por outro lado, este estudo da equipa de design global da BASF identificou claras diferenças a nível regional. Apesar de o verde ser globalmente relevante, as suas manifestações na Ásia/Pacífico, América do Norte e Europa são muito variadas. Na Europa, a linguagem de design caracteriza-se pela excelência e qualidade, a qual se traduz nas cores simultaneamente equilibradas e ousadas da R-M. Os tons verdes escuros e esmeralda apresentam estruturas extremamente complexas e efeitos moderados. Os verdes intensos são refinados com nuances douradas. Enquanto a Europa vive uma busca de novos valores, a Ásia prefere os temas da natureza, relaxamento e harmonia, os quais exercem uma grande influência sobre a sua gama de cores. Na Ásia, antecipam-se cores de automóveis subtis mas multifacetadas. Por exemplo, pastéis vibrantes servem para contrapor o cinzento das grandes cidades. O vasto leque de cores da tendência é claramente demonstrado pelo portefólio da América do Norte. As cores ali utilizadas reflectem claramente clareza e franqueza. Além disso, a gama de cores verdes-amarelas está a adquirir uma importância crescente nas cores como, por exemplo, «limão».

Chegou a hora de ter mais cor

A grande variedade de novos verdes também demonstra claramente que existe agora uma maior flexibilidade para as cores dos automóveis. Este evento tornar-se-á ainda mais viável no futuro graças a novas categorias de efeitos e temas, tais como pinturas mate e texturadas, que irão criar, simultaneamente novas exigências em termos de tecnologia e design. Gutjahr reconhece a oportunidade que advém da complexidade. «Os novos métodos e pigmentos vão permitir a implementação de inovações como, por exemplo, a nova categoria de efeitos "XSpark" da BASF.»



Basf (1) Basf (2)

 

J.SILVA TEM PARA VENDA

J.SILVA TEM PARA VENDA IMEDIATA

 

 

ATENÇÃO LEITORES

 

 

FORD RACING...
Hoje fomos ás prateleiras buscar maia umas relíquias para vender aos aficionados FORD.

1 Arvore de Cames Ford 1100 (Ref. 1100 Ny- Lyn)....... 50,00 €
1 Arvore de Cames Ford Pinto (Ref. H8)...................... 50,00 €
1 Grupo cónico atlas 3,91.............................................100,00 €
1 Painel Instrumentação Ford....................................... 50,00 €

Se as peças saírem bem, vamos buscar mais algumas surpresas....

 

A JUSTA OPINIÃO DE FRANCISCO SANTOS

A JUSTA OPINIÃO DE FRANCISCO SANTOS

 

O nome de Francisco Santos dispensa apresentações, pois este senhor para além de ex piloto, onde recebeu a alcunha de Chico Cambalhotas, esteve muito anos ligado ao mundo da Fórmula 1e ao jornalismo, para além de eventos diversos, e sobre o que aconteceu a António Felix da Costa, Francisco Santos faz uma observação bem interessante e que reproduzimos na integra, pois merecer ser lida por todos os nossos leitores.

 

 

FÓRMULA 1 – O HABITUAL MUNDO CÃO DOS MILHÕES
Desde 1969 que a sigo a Fórmula 1 como jornalista. Una anos mais de perto, indo à maioria dos GPs, outros apenas pesquisando tudo cobre cada corrida e escrevendo o meu anuário de 1972 a 2009. 
A realidade – a gora que nos sentimos todos muito chocados pelo erro da Red Bull (leia-se Helmut Marko) em não promover António Félix da Costa à equipa Toro Rosso – é que sempre a Fórmula 1 se moveu em volta de interesses comerciais. Mas agora está demais. Como aponta – e bem – o nosso amigo Helder de Sousa, citando o meu ex-colega da F1, Joe Saward, esta decisão errada põe em causa todo o propósito do Red Bull Junior Team.
F.Santos e A.Félix da Costa, no Renault Passion Days 2013, no seu 22º aniversário.
 
Mais um erro de Helmut Marko
Para quê tanto trabalho e tanto investimento se, depois, os 15 milhões de um qualquer patrocinador russo mais o tamanho do potencial mercado russo fazem com que o nosso “Formiga” seja preterido por Daniel Kvyat.
No comunicado oficial do AFC, ele continuará a pertencer à “família Red Bull”. Que “bela” família, como aliás já tinha demonstrado ser em várias ocasiões para com o australiano Mark Webber em termos de laços familiares …
Pelo menos, mais um ano da Fórmula Renault 3.5 com as cores (e o dinheiro) da Red Bull… Temos confiança que a Carlin no próximo ano acerte melhor o carro que a Arden o fez para o António este ano e que os resultados sejam mais consistentes, pois as qualidade do piloto só tendem a melhorar, claro.
Mas, no fundo, no fundo, este é o problema de todos os portugueses de talento no desporto – o tamanho do nosso mercado.
 

O JURI DO CARRO DO ANO

O JURI DO CARRO DO ANO

 

 

Sem dúvida alguma que é deveras louvável, que a iniciativa levada a efieto pelo semanário Auto Sport, para premiar todos os anos os modelos que chegam ao mercado Português é importante.Assim a formação do juri é importante, pois assim um certo numero de jornalistas podem assim dar a sua opinião sobre os modelos A B, ou C.

 

O que me deixa surpreso, é que de vinte e dois jornalistas, não existe sequer um site, entre os jurados, pois já existe em Portugal, diversos sites que têm o comércio e industria nos seus conteúdos, com a máxima seriedade e isenção , alguns deles com uma existência há mais duma década, como o caso do www.velocidadeonline.com,  e que não entendo porque razão estes sites que também são orgaõs de comunicação social registados não têm o mesmo direito que os restantes jornais e revistas que fazem parte.

 

Poderia alongar-me muito mais, mas não quero terminar, sem chamar a atenção dum factor, é que os sites que existem em Portugal na actualidade, conseguem reunidos ter maior numero de leitores e visitantes que os orgãos que surgem entre os jurados do Carro do Ano.Aliás esta louvável iniciativa, que já existe há uma série de anos, também não contempla todas as televisões e rádios existentes em Portugal, pois na lista de jurados não vejo nem a RTP nem a TVI,nem a Porto Canal por exemplo.No campo das rádios, falta a Rádio Comercial, aliás surge a Rádio Renascença, onde curiosamente o ex jornalista António Nicolau já não faz parte dos quadros, e creio que esta emissora de rádio já não tem no "ar"nenhum programa de automóveis, mas este senhor continua como jurado(o que não percebo).Por outro lada, a revista semanal Auto Hoje também não faz parte....Mas a actual lista de jurados é a seguinte :

 

Jornal A BOla - Santos Neves

 

Jornal Auto Sport - Pedro Mendes

 

Diário de Noticias - Silva Pires

 

Revista Visão - Cáceres Monteiro

 

Semanário Expresso - Rui Cardoso

 

Revista Exame - João Ferreira

 

Jornal Noticias - Armando Fonseca Junior

 

Jornal I - António Mendes NUnes

 

Jornal o Jogo - Adalberto ramos

 

Rádio REnascença - António Nicolau

 

RDP Antena 1 - Costa Martins

 

SIC NOticias - Rui Reis

 

Sport TV - Vitor Abreu

 

TSF - Paulo Tavares

 

REvista Autofoco - José Caetano

 

Jornal Correio da Manhã - Rui Faria

carrro

Jornal Público  - Carla Ribeiro

 

Jornal de Negócios - Adriano Oliveira

 

Volante - Liliana Carvalho

 

Jornal Record - Paulo R.Soares

 

Revista Carros e Motores - Miguel Rodrigues

 

Revista ACP - António Xavier

 

 

CARDOSO CAMPEÃO NOS ABARTH

 

Exibição de campeão garantiu o título

 

 

Nuno Cardoso sagrou-se, no passado domingo, como o primeiro vencedor do TrofeoAbarth 500 ao vencer a derradeira corrida da temporada que encerrou no Autódromo do Estoril. O piloto de Vila das Aves partiu para a dupla jornada com uma boa vantagem no comando da classificação mas não deixou os créditos por mãos alheias e, como foi hábito durante a competição, subiu por duas vezes ao pódio, depois de terminar a primeira corrida em segundo lugar e vencido a última do ano. 

 

A concentração durante todo o fim-de-semana e o óptimo trabalho efectuado por toda a equipa permitiu a Nuno Cardoso realizar duas excelentes corridas e mostrar que foi, claramente, o piloto mais forte no ano de estreia do trofeu. “Consegui terminar o ano da mesma forma que comecei, a vencer. Encaramos todas as provas com o mesmo empenho procurando sempre o melhor resultado possível. Ainda que a conquista do título fosse o grande objectivo nesta prova, mantivemos a mesma toada e voltamos a fazer duas grandes corridas”, começa por dizer o piloto apoiado pela OZ Energia, O Meu Gás, CiberCar e Quinta do Rio.

 

Este foi sem dúvida o melhor desfecho para a temporada que marcou o regresso à competição. “Tinha-me proposto a dois objectivos quando iniciei este projecto. Divertir-me neste regresso à competição e fazer um trabalho muito sério de divulgação da imagem dos patrocinadores. Acho que estes dois foram conseguidos e nada melhor que juntar isto a conquista do título”, afirma ainda Nuno Cardoso.

 

Defender o título na próxima temporada é o desejo do piloto avense que espera que “o trabalho desenvolvido e os resultados obtidos permitam montar um projecto ainda melhor estruturado. Aos meus patrocinadores, que me proporcionaram este regresso ao desporto automóvel, ao staff que me garantiu condições excepcionais para ter um excelente rendimento, à família e amigos, que sempre me acompanharam, o meu muito obrigado. Este título é de todos eles”, concluiu o vencedor do TrofeoAbarth 500

 NC EST02NC EST03

 

CIRCUITO DA BOAVISTA PERTENCE AO PASSADO?

A MINHA OPINIÃO

 

 

POR JOÃO  RAPOSO

 

 

Depois do presidência de Rui Rio á frente dos destinos da Câmara Municpal do Porto, chegados  esta altura, questiona-se qual irá ser o futuro na cidade do Porto do Circuito da Boavista, da Extreme Sailing e da Red Bull Air Race.Para já, ontem foi a toma de posse do novo Presidente da Câmara, Rui Moreira, que dois dias antes, deu uma grande entrevista à SIC, onde abordou os principais problemas da cidade, e que apoios é que a entidade camarária poderá dar.As palavras proferidas por Rui Moreira foram animadores por um lado, mas desanimadopras pelo outro, pois ao longo da sua conversa, apenas se falou no apoio à cultura na cidade do Porto, mas do circuito da Boavista e da Extreme Sailing....nada.

 

 

Ainda estamos longe  de 2015, para nova edição do circuito da Boavista, mas perante as palavras do novo Presidente de Câmara do Porto, fiquei com a sensação, que isto vai pertencer ao passado, Deus permita que me engane.A questão da vinda à cidade do Porto das Red BUll Air Race, para 2014, está posto de lado por completo, pois o novo calendário desta competição já foi publicado, e a cidade do Porto, não está incluida. Depois em relação à Extreme Sailing, nada para já se sabe.Não será demais recordar, que todos estes eventos deram à cidade do Porto um contributo decisivo na implementação do Turismo na cidade, isso é um facto inegável, basta ver que este  ano no circuito da Boavista, a cidade do Porto esteve mais de 17 horas no Eurosport, que é o canal de desporto mais visto em todo o globo.Esperemos que o novo Presidente da Câmara Municipal do Porto, não fique alheio a estes importantes eventos, que já estão pagos em termos de investimentos iniciais, e que possamos no próximo ano ter de novo os catamarans da Extreme Sailing nas águas do rio Douro, assim como em 2015 de novo o Circuito da Boavista e a Red Bull Air Race.Vamos esperar para ver, esperando que hajam verbas para estes impoortantes eventos, que em todos so casos tiveram mais de 100.000 espectadoresboavista1boavista2boavista3 que seguiram de perto todos os acontecimentos, e deram uma projecção nunca vista na cidade do Porto, para todo o globo.

 

ALTERAÇÕES NA ESTRUTURA DA NISSAN EM PORTUGAL

ALTERAÇÕES NA ESTRUTURA DA NISSAN EM PORTUGAL

 

 

 

Dadas as várias alterações de estrutura da Nissan em Portugal, segue-se um resumo com o pedido de actualização na V. base de dados e de distribuição pelas pessoas relevantes dentro da  organização

 

 

Guillaume Pelletreau  - Country Director

António Pereira Joaquim – Director de Comunicação

Isilda Amaral – Directora de Marketing

Diogo Jardim – Director de Vendas

Rui Costa – Director de Qualidade e Desenvolvimento de Rede

Francisco Gião – Director de Após-venda

 

 

Morada da

NISSAN IBERIA S.A. – Sucursal em Portugal

Lagoas Park, Edifício 4

2740-267 Porto Salvo

Telefone geral: +351 21 839 2500

 

ANTEVISÃO G.P. F1 NA INDIA

Antevisão do Grande Prémio da Índia

Deli, 24-27 de Outubro 2013

A PIRELLI NOMEIA OS PNEUS P ZERO MÉDIOS E MACIOS PARA A ÍNDIA

 India, a nova adição ao calendário da F1 em 2011, tem algumas mudanças de elevação influentes e uma larga variedade de curvas, tornando-a uma pista verdadeiramente espetacular que exige muito dos pneus, especialmente devido às altas temperaturas ambientes. Após dois anos de nomeações dos pneus duro e macio no circuito Buddh, este ano a Pirelli optou por nomear o pneu médio P Zero White (Branco) e o pneu macio P Zero Yellow (Amarelo).

Paul Hembery: “Decidimos pelo P Zero White médio e pelo P Zero Yellow macio para a Índia este ano, o que pensamos ser a melhor combinação para o circuito de Buddh e que levará a uma corrida mais renhida. Nos últimos dois anos seguidos usámos, na verdade, os compostos duro e macio, que pode ter sido uma decisão um pouco conservadora, por isso este ano optámos por uma escolha mais agressiva e macia. Como resultado, tal como na última corrida no Japão, não estamos à espera de grandes variações em tempos de volta entre os dois compostos. Consequentemente, a estratégia que fez muita diferença no Japão, deverá fazer diferença também na Índia. Tivemos apenas uma paragem nas boxes o ano passado na Índia, mas este ano estamos à espera de duas – o que também dará aos pilotos e às equipas mais oportunidades para mudar de posição. Com as variações de elevação e uma larga variedade de curvas, a Índia fornece aos pneus um verdadeiro teste, pois temos forças a virem de todas as direções, por isso a gestão dos pneus será mais uma vez muito importante. Como de costume, deverá estar um tempo quente na Índia, o que também aumenta a degradação termal. Isto parece ser uma corrida decisiva para o campeonato, por isso esperamos que a nossa escolha de pneus possa ajudar a tornar esta competição uma corrida de alta qualidade.”

Jean Alesi: “Antes de falarmos da Índia, gostava de voltar ao Grande Prémio do Japão, que é uma corrida que gostei muito de ver. Julgo que mostrou verdadeiramente a diferença que as estratégias podem fazer, e o mais incrível é o resultado renhido que podemos ver mesmo com estratégias completamente diferentes a serem usadas. A tensão e o espetáculo que isto cria para os que estão a assistir à corrida são fantásticos. Quanto à Índia, não é um circuito em que eu tenha corrido, mas ouvi bons comentários dos pilotos. No entanto, há uma perspetival mais lata: julgo que termos corridas em territórios como a Índia é tremendamente importante pois há um enorme potencial desportivo e comercial. Para além de pilotarem os carros, os pilotos têm uma responsabilidade de verdadeiros embaixadores para o desporto: despertar o interesse na F1 e em todos os que estão envolvidos nela. Este papel de embaixadores é mais importante em lugares como a Índia do que em Monza, por exemplo, que já acolhe a F1 há muitos anos. Vemos um grande entusiasmo pelo desporto em geral na Índia, em particular o cricket, e seria fantástico se a F1 pudesse ter o mesmo tipo de seguidores.”

O circuito do ponto de vista dos pneus:Uma das áreas mais exigentes do circuito é o complexo das curvas 10 e 11: ambas as quais surgem em rápida sucessão quase como uma única curva. Os pneus têm de aguentar a força lateral de alta energia durante sete segundos. O pneu dianteiro esquerdo sofre o maior esforço, e tem de aguentar uma força de aceleração de até 4G’s à saída da curva, onde é necessária a máxima aderência para manter a linha de condução.

A curva 4 é outra área crucial do circuito. Aqui, os carros desaceleram dos 320km/h aos 90km/h em apenas 140 metros. Os pneus são sujeitos a uma força de desaceleração de 3,6G’s, mas ainda assim têm de garantir a estabilidade e precisão nas áreas de travagem.

A Índia também tem uma das mais longas recatas do ano, que tem mais de um quilómetro de comprimento. Os pneus rodam a cerca de 50 voltas por segundo a alta velocidade, e no final da reta a temperatura na banda de rodagem excede 100ºC.

Notas técnicas dos pneus:A reta das boxes é uma das mais longas da F1 com cerca de 600 metros. Isto leva a uma perda significativa de tempo quando se muda de pneus, o que é um fator importante quando se considera a estratégia.

A superfície da pista na Índia é geralmente não muito abrasiva. No entanto, tendo-se estreado apenas há dois anos, o asfalto está a evoluir. Ao longo do tempo, o asfalto novo tende a tornar-se mais abrasivo, à medida que o betume na superfície desaparece, deixando expostas as pedras que formam o asfalto. Esta abrasividade aumenta, o que tem um efeito sobre o desgaste dos pneus.

Todos os que chegaram ao fim no ano passado – onde foram usados compostos duros e macios - pararam apenas uma vez, mais ou menos na volta 30. A estratégia mais popular foi a de começar com o composto macio e acabar com o duro, embora um ou dois pilotos mais abaixo na grelha tenham usado a estratégia oposta com vantagem.

As escolhas de pneus:

 

PZero Red

PZero Yellow

PZero White

PZero Orange

Austrália

Supermacio

 

Médio

 

Malásia

 

 

Médio

Duro

China

 

Macio

Médio

 

Bahrain

 

 

Médio

Duro

Espanha

 

 

Médio

Duro

Mónaco

Supermacio

Macio

Médio

 

Canadá

Supermacio

 

Médio

 

Grã-Bretanha

 

 

Médio

Duro

Alemanha

 

Macio

Médio

 

Hungria

 

Macio

Médio

 

Bélgica

 

 

Médio

Duro

Itália

 

 

Médio

Duro

Singapura

Supermacio

 

Médio

 

Coreia

Supermacio

 

Médio

 

Japão

 

 

Médio

Duro

India

 

Macio

Médio

 

Outras notícias da Pirelli:

Na ronda final do Campeonato de Itália da Ralis, o Rali de Sanremo, a Pirelli conseguiu o título de fabricantes com a Peugeot Itália pela quinta vez. O título de pilotos já tinha sido atribuído a Umberto Scandola, ao volante de um Skoda equipado com Pirelli, na ronda anterior.

A Pirelli patrocinou uma regência numa das mais prestigiadas universidades dos Estados Unidos. A Pirelli estabeleceu a “Regência Pirelli para o Professor Convidado em Estudos Italianos” para um período de cinco anos na Universidade de Princeton em New Jersey. O objetivo é promover o estudo da história e da cultura italianas.

A Pirelli lançou uma marca dedicada de pneus P Zero de estrada para o recentemente revelado Alfa Romeo 4C, que deu a volta ao Nurburgring em 8m04s com pneus Pirelli P Zero Trofeo. O novo pneu foi feito especificamente para as características de performance do Alfa Romeo, com ‘AR’ inscrito na parede lateral.

A ronda final do Campeonato Britânico de Ralis apoiado pela Pirelli também aconteceu este fim-de-semana. O piloto da Citroën Osian Pryce ganhou o rali com pneus Pirelli enquanto o antigo Star Driver UK da Pirelli Jukka Korhonen arrebatou o título.

 

 

AUDI BISA

 

Audi bisa título de campeão do mundo no Japão*


• A chuva provocou a interrupção das 6 Horas de Fuji


• Audi já virtual campeão de Construtores e de Pilotos


• Duval / Kristensen / McNish consolidaram a liderança no campeonato


 A Audi bisou os títulos de Construtores e de Pilotos no Campeonato Mundial de Resistência (WEC) no Japão. O sucesso com o R18 e- tron quattro foi alcançado pelo Audi Sport Team Joest em circunstâncias algo adversas: a chuva forte que inundou o circuito de Fuji provocou que não fosse realizada uma única volta em condições normais de corrida.
Sempre rodando atrás do safety-car e numa altura em que a corrida foi dada como concluída, os líderes do campeonato - Loïc Duval / Tom Kristensen / Allan McNish – terminaram como a melhor equipa Audi ao assegurar o segundo lugar na classificação geral, enquanto os seus companheiros Marcel Fässler / André Lotterer / Benoît Treluyer – concluíram na quarta posição na categoria LMP1.
Consequentemente, a discussão pelo título de pilotos será decidida entre as duas equipas da Audi nas duas derradeiras jornadas da temporada.
Na sexta das oito jornadas do WEC 2013 prevaleceram sempre condições meteorológicas muito difíceis. A chuva foi constante, razão pela qual a direção da corrida decidiu iniciar as 6 Horas de Fuji com os carros atrás do safety car. Condições que nunca se alteraram ao longo dos 4.563 quilómetros de extensão do traçado japonês, sendo a corrida interrompida após oito voltas. O regresso à pista voltou a ser atrás do safety car, após duas horas e meia de paragem, a que se seguiu nova interrupção 22 minutos mais tarde. Mais duas horas, e os participantes iniciaram novamente atrás do safety car, sendo a corrida finalmente dado como terminada depois de cumprida apenas uma volta.

Como resultado e segundo os regulamentos, devido à distância encurtada da corrida, foram concedidos apenas metade dos pontos equivalentes às suas posições em pista. Faltando cumprir as duas últimas jornadas, a Audi é já o virtual campeão do WEC 2013, contando com uma vantagem de 66,5 pontos, superior à pontuação máxima que os seus opositores possam assegurar nas derradeiras duas corridas.
Como melhor equipa da Audi na corrida os líderes da classificação - Loïc Duval / Tom Kristensen / Allan McNish – que haviam partida do quarto lugar, concluíram a corrida na segunda posição, consolidando a sua vantagem no campeonato de pilotos para 40,75 pontos. Este trio subiu na classificação ao beneficiar, entre outros coisas, do fato de um dos carros da Toyota (segundo nos treinos) não ter assumido o seu lugar na grelha de partida. Como resultado, o carro teve que partir das boxes, não lhe sendo permitida qualquer ultrapassagem devido à presença em pista do safety-car.
Já o segundo Audi teve o infortúnio pelo seu lado. André Lotterer / Marcel Fässler / Benoît Treluyer ocuparam a primeira posição da grelha, mas alguns detritos prejudicaram a entrada de ar na admissão do motor, o que levou a Audi Sport Team Joest a realizar uma reparação por razões de segurança. A equipa realizou a operação quando havia perspetivas de uma melhoria do tempo e, portanto, um reiniciar normal da corrida. Mas ao contrário verificou-se uma chuva ainda mais forte, pelo que os atuais campeões tiveram de se contentar com a quarta posição na sua categoria e 26 º lugar na geral. Pela primeira vez em quase um ano, os Audi da categoria LMP não venceram. Em Xangai, irá acontecer dentro de três semanas a próxima jornada do WEC. Uma corrida em que a Audi poderá ter a provável oportunidade para comemorar um novo título antecipado, na classificação de pilotos.
* Sujeito à publicação oficial dos resultados pela FIA
Declarações após a corrida
Dr. Wolfgang Ullrich (Diretor da Audi Motorsport): "Gostaríamos muito de ter proporcionado uma grande corrida para os muitos entusiastas japoneses. Infelizmente, o tempo impediu que isso acontecesse e ninguém pode ser responsabilizado por isso. A paragem da corrida foi a única decisão razoável, pois haverá de ser dada sempre prioridade à segurança. Estamos felizes com o título do Campeonato do Mundo, mas gostávamos que o ter garantido em circunstâncias diferentes. Tenho a certeza de que os fãs japoneses podem esperar uma grande corrida em Fuji no próximo ano."
Chris Reinke (Diretor Audi da categoria LMP): "Merecemos ter vencido o título no Campeonato Mundial porque mostramos sempre um eficaz desempenho e grandes prestações durante a temporada. Para Fuji planeávamos um resultado diferente, mas as condições meteorológicas barraram esse caminho. Foi uma corrida fora do comum. Toda a equipa está orgulhosa pela conquista do título de campeão."



Classificação Final

 

Audi Campeo_WEC_2013Audi Duval_Kristensen_McNish_WEC_2013Audi Duval_Kristensen_McNish_WEC_Fuji
1. Lapierre / Nakajima / Wurz (Toyota) 16 voltas em 2h 56m 05,785s
2. Duval / Kristensen / McNish (Audi R18 e-tron quattro), a 1,901s
3. Beche / Belicchi (Lola-Toyota), a 3,872s
4. ...
26. Fässler / Lotterer / Tréluyer (Audi R18 e-tron quattro), a 2m 49,150s
Assim vão os Campeonatos – Pilotos: 1°s McNish, Duval e Kristensen, 147 pontos; 2°s Lotterer, Tréluyer e Fässler, 106,25; 3°s Davidson, Buemi e Sarrazin, 81,25; etc.
Construtores: 1° Audi, 164 pontos; 2° Toyota, 97,5.
Próxima e última jornada: 6 Horas de Xangai (9 de novembro)

 

MONTEIRO E TARQUNI CONFIRMADOS NA HONDA

 

Tiago Monteiro e Gabriele Tarquini
confirmados para a próxima época


A Honda confirmou hoje que irá manter a sua equipa de pilotos para a temporada de 2014 do World
Touring Car Championship. A extensão dos contratos com os pilotos Gabriele Tarquini e Tiago
Monteiro é resultado directo da competitividade demonstrada por ambos ao volante do Honda Civic
WTCC no seu ano de estreia no Campeonato FIA WTCC.
Ao fazer o anúncio oficial, Hideo Sato, General Manager da Honda Motor Sports Division destacou
as performances dos pilotos nesta temporada: “Sempre que se inicia um novo projecto com um
novo carro existem muitas áreas que queremos melhorar rapidamente. Graças à habilidade,
experiência e conhecimentos técnicos do Gabriele e do Tiago, em conjunto com o seu trabalho
árduo com a equipa, foi possível efectuar grandes progressos, e de forma rápida, já este ano.
Projecto global ambiental que representa o compromisso da Honda para com o meio
ambiente e as gerações vindouras. O símbolo circular representa a terra e o sol com
céu azul (ar limpo), água limpa e terra verde, A linha branca a meio representa uma
estrada, onde se realiza a liberdade da mobilidade. O coração representa o pensamento
e a paixão da Honda, no compromisso com o nosso ambiente.
Pilotos
Ambos têm lutado por conseguir os melhores resultados para o Honda Civic WTCC e terem
alcançado duas vitórias e muitas posições no pódio é excelente. Para 2014, espero que as
mudanças no regulamento possibilitem uma temporada de competição dinâmica e entusiasmante.
Estou certo que os nossos dois experientes pilotos, com o conhecimento profundo que têm do Civic,
serão a chave do nosso sucesso. Estou muito satisfeito por poder contar com ambos na Família
Honda Racing em 2014, para mais uma temporada competitiva sem dúvida.”
Tarquini, que venceu o Campeonato em 2009 e é actualmente, segundo na tabela classificativa,
mostrou-se muito satisfeito por permanecer no projecto da Honda: “Estou orgulhoso da relação já
longa que tenho com a Honda, uma relação iniciada no British Touring Car Championship e que
permanece até hoje. Temos um excelente espírito de equipa onde todos trabalham para o mesmo
objectivo que é vencer corridas. Desenvolvemos este carro para ser um vencedor e em breve
iniciaremos os trabalhos para o carro de 2014 – ver a Honda renovar a confiança depositada em
mim é um grande prémio.”
Também para o piloto português Tiago Monteiro, este é um momento de grande orgulho: “É uma
grande honra para mim, ver-me envolvido neste projecto desde o seu início e poder participar
activamente no desenvolvimento do Honda Civic WTCC que se tornou num carro altamente
competitivo e vencedor. Trabalhar com toda a estrutura da Honda é um privilégio a vários níveis.
Para 2014, espero continuar o bom trabalho que temos desenvolvido e em conjunto com a equipa e
o Gabriele poder atingir muitos pódios. Já estou ansioso pelo começo da nova temporada.”

 

SPEED FESTIVAL CIRCUITO VASCO SAMEIRO

 

CIRCUITO VASCO SAMEIRO


BRAGA 2 NOVEMBRO 2013


SPEED FESTIVAL

 


SECRETARIADO – BOXE 19

 


CARROS ADMITIDOS / CATEGORIAS:
- CLÁSSICOS / CLÁSSICOS MODERNOS – Reservado a carros clássicos, clássicos modernos / contemporâneos ou outros a que o ClubRacing reconheça interesse. Limite: 40 carros.
- CARROS DE COMPETIÇÃO – Reservado a carros de competição / Clássicos Históricos / Modernos ou outros a que o ClubRacing reconheça interesse. Limite 40 carros.
- FÓRMULAS – Reservado a fórmulas / monolugares, com ou sem apêndices aerodinâmicos, carros tipo Lotus Seven / Caterham / Westfield ou outros a que o ClubRacing reconheça interesse. Limite 40 carros.
- SUPER DESPORTIVOS MODERNOS – Reservado a carros super desportivos modernos ou outros a que o ClubRacing reconheça interesse. Limite: 40 carros.
CAPACETE OBRIGATÓRIO
COMPROVAR INSCRIÇÃO E LEVANTAR O AUTOCOLANTE PARA ACESSO À PISTA NA BOXE 19
ClubRacing
SPEED FESTIVAL
REGULAMENTO

 

 

CIRCUITO VASCO SAMEIRO
BRAGA 2 NOVEMBRO 2013
9.00/15.00 SECRETARIADO (BOXE 19)
9.30 CLÁSSICOS / CLÁSSICOS MODERNOS (30m)
10.00 CARROS DE COMPETIÇÃO (30m)
10.30 FÓRMULAS (30m)
11.00 CLÁSSICOS / CLÁSSICOS MODERNOS (30m)
11.30 CARROS DE COMPETIÇÃO (30m)
12.00 FÓRMULAS (30m)
12.30 CLÁSSICOS / CLÁSSICOS MODERNOS (30m)
13.00 CARROS DE COMPETIÇÃO (30m)
13.30 FÓRMULAS (30m)
14.00 CLÁSSICOS / CLÁSSICOS MODERNOS (30m)
14.30 CARROS DE COMPETIÇÃO (30m)
15.00 FÓRMULAS (30m)
15.30/17.30 SUPER DESPORTIVOS MODERNOS (2h)
*sujeito a alteração
** Comprovar inscrição e levantar o autocolante para acesso à pista no secretariado, boxe 19, entre as 9h e as 15hFSpeed Nov13_CartazWeb

 

VODAFONE MEXEFEST

Vodafone Mexefest


Novas confirmações:

Alba Lua, The Lazy Faithfull, JUBA, Sequin, The Bloom Twins e D’Alva 

29 e 30 de Novembro, Avenida da Liberdade, Lisboa

www.vodafonemexefest.com | facebook.com/vodafonemexefest

 

O cartaz do Vodafone Mexefest não pára de ganhar volume. Mais nomes internacionais e lusos confirmam-se para uma edição de luxo.
 

De França, os Alba Lua. Sobre eles, respeitáveis da música como os organizadores dos festivais South by South West ou Canadian Music Week, dizem maravilhas assim: “uma das melhores bandas novas de 2013”. Com o debut “Inner Sounds”, revelam-se, de facto, como um dos projectos mais interessantes da margem alternativa do momento. Senhores de vários estilos – vão do pop ao rock psicadélico -, não enganam tal o tamanho da excelência das suas composições.
 

Mais a norte vivem as The Bloom Twins. Há 6 meses mudaram-se da Ucrânia natal para Londres, maravilhando tudo e todos com a sua beleza física e o encanto das suas canções. As gémeas Anna e Sonia Kuprienko oferecem melodias de candura pop deliciosamente ingénuas.
 

De Portugal, mais 4 projectos. Os 2 primeiros, vencedores do Casting Vodafone Mexefest do ano passado, prometem surpreender.  O quarteto portuense The Lazy Faithfull está quase a lançar o seu disco de estreia pela Chifre e o palco do Vodafone Mexefest vai ser o lugar certo para apresentarem as novas canções. Num jeito punk revivalista, prometem uma noite de electricidade e cheia de energia. Os JUBA – mais 4 rapazes – fazem do rock e do psicadelismo as armas precisas para atingir os sentidos de todos os que os vêem ao vivo. Têm um disco novo para mostrar; chama-se “Mynah” e vai desfilar pela Avenida da Liberdade.


Sequin é a ideia electro pop de Ana Miró. Guarda um conjunto de temas na gaveta mas que têm como destino uma edição em formato CD. Estes segredos sonoros serão desvendados num dos palcos do Vodafone Mexefest.


Alex D’Alva Teixeira, ou simplesmente, D’Alva, não vem sozinho e com os seus parceiros Ben Monteiro (o produtor de sempre de Teixeira), Vitor H. Azevedo e Ricardo Ramos (ex-Iconoclasts), e Gonçalo de Almeida (Tiago Guillul), vem, com a atitude dedicada e muito entusiasmada de sempre, fazer soar ao vivo alguns dos temas da sua ainda curta carreira, e outros do disco que em breve editará. Canções pop com traços de electrónica , por este rapaz da Moita.
 

Imperdível!


Vodafone Mexefest. De palco em palco, a Música mexe na cidade.

Mais novidades a anunciar brevemente.


 

Já confirmados:

Alba lua; Alex D'Alva Teixeira; A.M.O.R.; Autre Ne Veut; The Bloom Twins; Cícero, MoMo e Wado; Daughter; Discotexas Picnic Live – Da Chick, Mirror People, Moullinex, Mr. Mitsuhirato, Xinobi; Erlend Øye; Haruko; Gisela João; Glasser; J-K; John Grant; JUBA; La Yegros; Lil Silva; The Lazy faithful; The Legendary Tigerman; Márcia convida Samuel Úria e António Zambujo; Moonface; Nástio Mosquito; Octa Push; Oh Land; Olivier Libaux; peixe : avião; Savages; Sensi; Sequin; SILVA; Tropics; Vahagn &The Sky People Wavves; Woodkid.

 

Novas confirmações


 

 

Alba Lua

 

Bio

Têm poucos anos de história mas os Alba Lua, de Bordéus, constituídos por 4 elementos, são já os preferidos de muitos dos amantes da boa nova música, e aclamados por alguns como uma das melhores bandas de 2013. Depois de um ep em 2010, estrearam-se no corrente ano com o longa duração, “Inner Seasons”. Difícil de catalogar, o disco tanto explora a pop mais celestial, como o rock psicadélico, sem nunca desdenhar da folk contemplativa. Música fulgurante para muitos gostos sem saber como desiludir.

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"When I'm Roaming Free"

 

 

 

The Lazy faithfull


 

Bio

Pegam na robustez das guitarras dos anos 70 para, num êxtase punk, distribuírem vigorosos riffs que contribuem, infalivelmente, para a festa. Tommy Hogg (voz e guitarras), João Ramos (guitarras), Rafael Silver (baixo) e Gil Costa (bateria). Têm um Ep na bagagem e preparam-se para lançar o debut em formato lp na Chifre, em 2014.

Sites e Vídeos

Site Oficial

Facebook


"Nothing Goes On"

 

 

 

JUBA

Bio

Os JUBA, banda de João Isaac, Joel Lucas, Miguel Marinho, e Tomás Frias, foram convidados para tocar na edição do ano passado do Vodafone Mexefest com um ep no reportório - “Bloodvessels”. Agora, os 4 rapazes têm muito mais para oferecer pois na bagagem guardam o fresquíssimo longa duração chamado, “Mynah”. O rock cortante, aqui e ali psicadélico e, esparsas vezes, de águas calmas, confirma a competência do quarteto. Preparem-se, os JUBA vão voltar ao Vodafone Mexefest.

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Lion King"

 

 

 

Sequin

 

Bio

Ana Miró, a menina que dá corpo e alma ao projecto Sequin, apresenta o seu som no tema, “Beijing” – a faixa disponível na grande rede. Vem ao Vodafone Mexefest com muitas das canções que constituirão o disco de estreia. Do que já se ouviu: electro pop sem preconceitos, agradavelmente primitivo e muito genuíno.

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Flamingo"

 

 

 

The Bloom Twins

Bio

As gémeas Anna e Sonia Kuprienko estão a dar muito que falar. Há pouco mais de meio ano estabelecidas em Londree, têm 17 anos de idade, mas a beleza já as projectou para as capas de revistas como a Tank, iD, Schon e a Vogue Italiana. No entanto, é também com a música que andam a espalhar magia e encantamento. Fazem canções pop, singelas, com alguma electrónica, e elementos melódicos mais clássicos trazidos pelo som da flauta. E cantam, docemente.

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Fahrenheit"

 

 

 

D'Alva

Bio

A sonoridade punk, com pop e electrónica dentro, mas também cheio de “portugalidade”, é oferecida por Alex D’Alva Teixeira, com a companhia de Ben Monteiro (o produtor de sempre de Teixeira), Vitor H. Azevedo e Ricardo Ramos (ex-Iconoclasts), e Gonçalo de Almeida (Tiago Guillul). Sempre embalado pelo selo “Flor Caveira”, editou em 2012 o ep “Não é um Projecto”. Em 2013, com o tema “Homologação”, vinca-se o som do disco que aí vem.

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Homologação"

 

 

Informação de Bilhetes


 

Preço dos Bilhetes

Preço único: €40

Troca obrigatória por pulseira no Cinema São Jorge a partir de dia 28 de novembro

Locais de Venda

www.blueticket.pt - Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês (Lisboa e V. N. Gaia), Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Abep, Estações de Correios, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, www.ticketline.pt - Reservas e informações 1820 (24 horas), www.bilheteiraonline.pt, Coliseu de Lisboa.
Bilheteira do festival no Cinema São Jorge a partir de dia 28 de novembro.

 

MAN VENCE DE FORMA CATEGÓRICA

 

Rallye Oilibya du Maroc 2013

 

Vitória categórica da MAN no Rali de Marrocos

 

A equipa OLEOBAN/MAN Portugal teve uma atuação notável na 14ª edição do Rallye Oilibya du Maroc, conquistando o primeiro lugar da classe camiões. Com este resultado a equipa portuguesa trouxe para a MAN mais uma importante vitória numa das mais cotadas competições mundiais de Todo-o-Terreno, repetindo o triunfo alcançado em 2010.

 

O team composto por Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho venceu três das seis etapas disputadas, numa prova em que a concorrência na categoria camião era muito forte, com nove equipas inscritas na respetiva classe, das quais sete concluíram a competição. A equipa lusa bateu-se de forma notável com adversários muito poderosos entre os quais se destacavam os Tatra, da formação checa Bonver Dakar Project e os GINAF da equipa oficial, com o holandês Kees Koolen a terminar em segundo lugar na categoria camião.

 

A extrema dureza do traçado, que cruzou extensas passagens de areia, os longos cordões de dunas do Erg Chebbi e Erg Chegaga, bem como zonas inéditas de montanha e pistas que alternaram entre o sinuoso e o muito rápido, confirmou toda a robustez e fiabilidade do MAN TGS que percorreu os 2051 quilómetros, distribuídos por seis dias de prova, sem qualquer problema mecânico.

 

Elisabete Jacinto, piloto oficial da MAN Portugal, elogiou a performance do seu MAN TGS em competição e a qualidade da navegação do seu co-piloto: “o José Marques foi, mais uma vez, exímio no seu desempenho. Para além disso tenho de destacar a grande fiabilidade do nosso MAN e o excelente trabalho de manutenção que tem sido feito pela equipa e que nos permitiu fazer as etapas sem qualquer tipo de problemas”.

 

A piloto alcançou ainda uma excelente posição no top 20 da classificação conjunta auto/camião, colocando o MAN TGS no 17º posto absoluto, entre os 56 concorrentes que terminaram uma prova que contou com 73 equipas na lista de inscritos.

 

Após esta participação no Rali de Marrocos, a equipa OLEOBAN/MAN Portugal centra agora as suas atenções no Africa Eco Race 2014, a grande maratona africana que se inicia nos últimos dias do mês de Dezembro de 2013.

 MAN TGS_no_Rali_de_MarrocosTeam OLEOBAN_MAN_Portugal_vence_Rali

 

MONTEIRO CONTINUA EM 2014 NA HONDA

 

HONDA confirma Tiago Monteiro e Gabriele Tarquini WTCC em 2014               

 

 

A HONDA confirma que os seus pilotos para o Campeonato do Mundo de Carros de Turismo em 2014 será Tiago Monteiro e Gabriele Tarquini dando assim seguimento ao programa desportivo começado em finais de 2012. A prorrogação dos contratos dos pilotos para 2014 reflete o sucesso competitivo alcançado pelo Honda Civic, no primeiro ano de competição no WTCC.

 

Hideo Sato, Diretor Geral do Departamento Motorsport da Honda elogiou  a performance dos pilotos na presente temporada: "Desenvolver um novo carro e um novo programa desportivo implica sempre trabalhar contra o relógio. Graças à experiência e conhecimentos técnicos do Tiago e do Gabriele, assim como o trabalho em equipa temos feito rapidamente grandes progressos. Ambos deram o seu melhor para levar o Civic a conseguir bons resultados tal como aconteceu com as duas vitórias e os vários pódios alcançados. Estou muito contente por tê-los na seio da família Honda Racing para 2014, que será certamente uma temporada difícil."

 

Tiago Monteiro está satisfeito por poder dar seguimento ao trabalho desenvolvido até agora: "É uma grande honra para mim estar envolvido neste projeto desde o início e participar ativamente no desenvolvimento do Honda Civic que se tornou um carro altamente competitivo e vencedor. Trabalhar com toda a equipa da Honda é um privilégio a todos os níveis. Para 2014 quero continuar o bom trabalho que temos vindo a desenvolver com a equipa e com o Gabriele e alcançar muito mais sucessos. Estou ansioso para o início da nova temporada."

 

Gabriele Tarquini, que venceu o Campeonato em 2009 tem o prazer de continuar com a campanha Honda: "Estou orgulhoso do relacionamento longo que mantenho com a Honda desde o Campeonato Britânico de Carros de Turismo até aos dias de hoje. Temos um bom espírito de equipa e estamos todos a trabalhar com o objetivo de ganhar corridas. Desenvolvemos este carro num modelo vencedor e em breve vamos começar com o carro de 2014. É uma enorme recompensa ver a Honda renovar os votos de confiança no meu trabalho."

 

 

 

 

 

AUDI VENCE EM TODAS AS FRENTES

 

Depois do título de pilotos de Mike Rockenfeller, a Audi conquista também título de Equipas


Audi Sport_Team_Phoenix_DTMRockenfeller Audi_Sport_Team_Phoenix_DTM_01Rockenfeller Audi_Sport_Team_Phoenix_DTM_02

Audi Sport Team Phoenix vence classificação das equipas no DTM

Final emocionante perante 122 mil espectadores em Hockenheim

Mattias Ekström perde lugar no pódio depois de uma colisão

 

Três títulos de campeão para a Audi num único dia: após a vitória de Construtores e Pilotos, a duas corridas do fim no Campeonato Mundial de Resistência (WEC), o dia continuou a sorrir à marca dos quatro anéis na derradeira jornada do DTM 2013. Num final emocionante no circuito de Hockenheim, a Audi Sport Team Phoenix garantiu o título de equipas depois de ter também já conquistado a vitória entre os Pilotos. Na classificação de Construtores, a Audi assegurou o segundo lugar.

 

GALERIA DE IMAGENS

mr1GALERIA DE IMAGENS DO ESTORIL

 

Grupo de imagens captadas pelo nosso amigo Mário Monteiro das provas que tiveram lugar no passado fim de semana no autódromo do Estoril.Fotos de Mário Monteiro - www.velocidadeonline.commr2mr3mr4mr5mr7mr8mr10mr11mr12mr12mr14mr15mr16mr17mr18mr19mr20mr21mr22mr23mr24mr25mr25mr26mr27mr28mr29mr30mr31mr32mr33mr34mr35mr36mr37mr38mr39mr40mr41mr42mr43mr43mr43mr45mr46mr47mr48mr49mr50mr51mr52mr53mr54mr55mr56mr57mr58mr59

 

JOÃO FERNANDO RAMOS NA CATALUNHA

 

CRÓNICA - JOÃO FERNANDO RAMOS no Mundial de Ralis - Rali da Catalunha

Damos hoje início às crónicas diárias de João Fernando Ramos, o piloto e jornalista que alinhará este fim-de-semana no RALI DA CATALUNHA, prova pontuável para o Campeonato do Mundo de Ralis da FIA.

 

DIA 1 – VERIFICAÇÕES

 

Olá a todos desde a Catalunha, local onde se vai disputar mais um dos ralis do Mundial. Fique desde já a saber que os ralis começam bem antes dos verdadeiros dias de corrida. Antes de tudo começar, é preciso reunir as condições necessárias para aqui estar, o que não é mesmo nada fácil. Depois, adquirir a necessária forma física para um desafio desta dimensão, e por fim, ganhar mão ao carro, o que atendendo ao facto de ser um piloto privado que faz ralis por paixão, é sempre mais difícil com poucos quilómetros de teste, e só depois começa a aventura.

 

Hoje, Segunda-feira, o dia foi para verificar se todos os documentos estão em ordem, desde a licença desportiva e carta de condução, aos documentos do carro e da equipa. É o primeiro momento de encontro de todos os pilotos e de muitos dos diretores de equipa, num momento simples mas revelador da verdadeira dimensão democrática deste de desporto. Todos são tratados de igual forma, esperam na mesma fila e mostram os mesmos documentos. O José Janela continua a sua luta com os mapas, as horas e o plano de treinos. Tudo parece demasiado apertado, com tantas horas e tantos quilómetros para reconhecer em apenas dois dias.

 

O Navegador é fundamental nestes momentos. Será ele que vai anotar tudo o que é preciso para se passar rápido e em segurança em cada especial. Temos apenas duas passagens em cada especial, a velocidade muito controlada e em carros praticamente de série e sem um bom navegador não há piloto que seja capaz de terminar um rali destes.  Temos que formar uma verdadeira equipa, na partilha, na descoberta do risco e na abordagem a cada situação. Apenas dependemos de nós e do carro. Vamos sair cedo esta Terça, muito cedo para Colldejou. Serão pouco mais de 26 quilómetros em asfalto a que se junta no programa do dia mais outras três especiais em terra.

 

Este é um rali misto, com uma etapa noturna, muitas zonas espetáculo e que mobiliza milhares de pessoas. Salou já está em festa e é com um tremendo orgulho que aqui estamos, entre os melhores do mundo. Amanhã vos contarei dos primeiros reconhecimentos e algumas histórias desta nossa semana no WRC!jfr1 1jfr1 2

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

WSRENAULT EM BARCELONA

 

 

ren1ren2ren3ren4ren5ren6ren7ren8ren9ren10ren11ren12ren14ren15ren16ren17ren18ren19ren20ren21ren22ren23ren24ren25ren26ren27ren28

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

TROFEU PEUGEOT

 

 

peu1peu2peu3peu4peu5peu6peu7peu8peu9peu10Grupo de imagens referentes aos troféus Peugeot que se realizam em diferentes países europeus.

 

MOTA FREITAS NOS SINGLE SEATERS

MORA FREITAS NOS SINGLE SEATERS

 

O piloto de Viana do Castelo adquriu um Fórmulmotafreitasffa Ford, para assim poder participar nas provas de Single Seaters, não se sabendo ainda se a estreia será ainda esta época, na derradeira prova desta competição.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

 

hr1hr2hr3hr4hr5hr6hr7hr8hr9hr10HELDER RODRIGUES EM ACÇÃO

 

O piloto português tem-se distinguido pelos resultados alcançados nas provas em que tem participado, um pouco por todo o mundo.

 

RODRIGO CORREIA DE REGRESSO A BRAGA

 

Rodrigo Correia, piloto de Karting ENI regressa à pista de Braga

Apesar de uma recente lesão a jogar futebol o piloto alinha este fim-de-semana na Taça de Portugal 2013

O jovem piloto de Oliveira de Frades regressa já nos dias 26 e 27 de Outubro ao Kartódromo Internacional de Braga.

A pista da Palmeira homologada pela CIK-FIA Grau A, traz boas recordações ao Rodrigo Correia, onde alcançou já alguns dos seus melhores resultados para o seu palmarés e para a ainda recente, mas já recheada “Galeria” de Troféus.

Como a “Grande Festa Anual do Karting” a Taça de Portugal reúne várias centenas de pilotos com um programa muito intenso ao longo do sábado e domingo próximos.

Apesar de uma lesão contraída no passado sábado que colocou o Rodrigo Correia a caminhar e ir às aulas esta semana com recurso a duas muletas, a vontade de competir e o reconhecimento para com os seus patrocinadores e apoiantes, reforçam todo a garra que o piloto de 9 anos quer mostrar em pista na última corrida do ano!

Participando na Categoria Cadete, Rodrigo Correia alinhará a partir das 10.00h de sábado na 1ª Sessão de Treinos Livres Oficiais (10´):

- 11.15h - 2ª Sessão de Treinos Livres Oficiais (10´),

- 13.25h – 3ª Sessão de Treinos Livres Oficiais (20´),

- 15.30h – Treinos Cronometrados (10´),

- 17.35h – 1ª Corrida de Qualificação.

No domingo:

- 10.10h – Treinos de Carburação (5´),

- 12.20h – 2ª Corrida de Qualificação,

- 13.00 / 13.30h – Desfile de Apresentação das Equipas

- 16.10h – CORRIDA FINALIMG 00241IMG 7699

 

DECISÃO FINAL EM PHOTOFINISH

 

Super Seven by KIA decide-se com photofinish!


Este fim-de-semana, no autódromo do Estoril, o troféu Super Seven by KIA voltou às pistas e
como sempre, foi um dos principais destaques do programa. Integrado no Estoril Motorsport
Weekend, começaram a manhã de domingo com uma sessão de treinos cronometrados
disputada até à última volta, quando Nuno Santos/André Correia conseguiram tirar o melhor
tempo a Ricardo Megre com uma diferença de 0,048s! Na terceira posição ficou Gonçalo
Lobo do Vale, sendo que a diferença entre todos foi, como habitualmente, bastante curta.
Esperava-se assim mais um conjunto de corridas muito disputadas.
No arranque da primeira manga, Ricardo Megre conseguiu ganhar vantagem em relação ao
restante pelotão, com Nuno Santos, Gonçalo Lobo do Vale, Sebastião Brion e Nuno

Carvalho a rodarem muito juntos e a proporcionarem ao público presente várias trocas de
posições. Os irmãos Duarte e Luis Lisboa, fizeram a corrida sempre juntos, trocando de
posições entre eles várias vezes. André Pimenta, com alguns problemas no seu Seven
perdeu o contacto com o grupo da frente e Manuel Matos e Hugo Araújo tiveram também
várias trocas de posições. Paulo Teixeira continua a sua adaptação ao seu Super Seven e a
evoluir.
Nas últimas voltas, Ricardo Megre começou a sentir problemas de aquecimento no seu
Seven enquanto Nuno Santos com um ritmo muito forte começou a ganhar tempo ao líder da
corrida. No final, Megre conseguiu aguentar a pressão de Santos mas terminaram a corrida
separados apenas por 0,098s! Sebastião Brion levou a melhor sobre Gonçalo Lobo do Vale e
Nuno Carvalho enquanto que entre irmãos, Luis Lisboa conseguiu levar a melhor sobre
Duarte Lisboa. Em oitavo acabou André Pimenta seguido de Manuel Matos, Hugo Araújo e
Paulo Teixeira.
Alinhados na grelha para a segunda corrida e com algumas equipas a trocarem de pilotos,
Ricardo Megre era obrigado a arrancar das boxes porque teve de resolver o problema de
aquecimento do seu Seven.
Dada a partida, rapidamente se formou um grupo na frente constituído por Nuno Carvalho,
Gonçalo Lobo do Vale, André Correia e um surpreendente Duarte Lisboa que mostrava aqui
um excelente andamento. Ricardo Megre, tinha de se aplicar para conseguir passar o
segundo pelotão constituído por Luis Lisboa, Salvador Posser Andrade, André Pimenta,
Manuel Matos e Hugo Araújo.
Com o desenrolar da corrida, Megre chegou à frente mas não teve tarefa nada fácil para
conseguir ganhar, sendo que só se conseguiu definir o vencedor em photo-finish! Ricardo
Megre, Nuno Carvalho e Gonçalo Lobo do Vale ficaram separados por 0,080s! Na quarta
posição acabou Duarte Lisboa com uma das melhor exibições do ano e em quinto André
Correia que sofreu problemas de aquecimento no seu Seven. No pelotão perseguidor nada
se alterou sendo que Salvador Posser Andrade teve a infelicidade de abandonar perto do
final.
Depois das equipas de assistência darem os habituais retoques nos Seven, estavam
reservadas para a tarde mais duas mangas.
Mais uma vez, Ricardo Megre levou a melhor e ganhou a terceira manga. Mas como sempre,
não teve a tarefa nada facilitada, tendo trocado de posições com o piloto da pole-position,
Nuno Santos e com Nuno Carvalho. Duarte Lisboa, repetiu a excelente exibição da segunda
manga e terminou novamente na quarta posição, seguido do seu irmão Luis Lisboa. Depois
de resolvidos os problemas com o seu Seven, Salvador Posser Andrade terminou na sexta
posição, seguido de Hugo Araújo, Manuel Matos e Paulo Teixeira. Gonçalo Lobo do Vale e
André Pimenta tiveram percalços mecânicos e foram obrigados a abandonar.
Na última corrida do dia, o vencedor permaneceu inalterado, tendo Ricardo Megre levado a
melhor sobre o segundo classificado Nuno Carvalho. Como sempre, as lutas em pista foram
uma constante e os Super 7 conquistaram a atenção de todos os que estiveram presentes

no autódromo do Estoril. O lugar mais baixo do pódio ficou para Sebastião Brion que se não
tivesse tido alguns percalços mecânicos no seu Seven poderia ter andado mais na frente.
André Correia terminou na quarta posição, seguido de Duarte Lisboa, Gonçalo Lobo do Vale
que não conseguiu resolver os problemas mecânicos do seu Seven. Na sétima posição
terminou Luis Lisboa que teve um fim-de-semana bastante constante e em oitavo Hugo
Araújo, seguido de André Pimenta que apesar de ter conseguido rodar bastante depressa
nesta manga, teve de arrancar das boxes e não conseguiu chegar ao pelotão da frente. A
fechar Manuel Matos e Paulo Teixeira.
No final das contas, no somatório das mangas 1 e 2, Ricardo Megre venceu, na segunda
posição ficou André Correia/Nuno Santos e a fechar o pódio Gonçalo Lobo do Vale . Nas
mangas 3 e 4 as contas foram novamente a favor de Ricardo Megre, seguido de Nuno
Carvalho e André Correia/Nuno Santos.
Declarações dos principais protagonistas:
-­‐ Ricardo Megre: ““Foi uma jornada em cheio! Nos treinos tive um problema de travões
e mais tarde um problema com a junta da cabeça. Na primeira manga, comecei por
ganhar vantagem mas com a temperatura do motor a subir acabei por abrandar.
Assegurei a vitória mas sabia que se continuasse assim o motor não iria conseguir
fazer a segunda manga. Optei por ir as boxes, encher o radiador de água fresca e
líquido anticongelante e saí atrás de todos. À entrada para a última curva era
segundo, mas consegui sair bem do cone de ar e terminei com apenas uma roda de
vantagem e um triunfo decidido pelo photofinish. Para as duas mangas da parte da
tarde já tive a oportunidade de trocar a junta da cabeça, mas voltei a ter problemas
de travões. Foi uma jornada onde me deu muito prazer ter regressado à competição
já que tive muitos e interessantes duelos. Saí do Estoril com quatro subidas ao pódio
o que foi estupendo”.
-­‐ André Correia: “Resultado do fim-de-semana: P2 na parte da manhã e P3 na parte
da tarde. Foi bom para o campeonato que dificilmente fugirá das mãos do Nuno
Carvalho que sempre foi muito regular ao longo do ano.
Foi um fim-de-semana muito bom e com grandes corridas cheias de emoção de
principio ao fim tanto para pilotos como para o público.
Quero agradecer muito o trabalho da CRM Motorsport durante o fim-de-semana em
especial o Luis que foi o mecânico principal do meu carro
Por ultimo de salientar a grande exibição do Nuno Santos neste fim-de-semana!”
-­‐ Nuno Santos: “Gostei muito deste fim-de-semana de corridas do Super Seven by KIA
em grande parte devido à utilização da curva do tanque e das lutas que tive em
pista. Consegui fazer a pole-position numa sessão muito disputada, mas na primeira
corrida quando ia a discutir a liderança com o Megre cometi um erro e perdi bastante
tempo. Depois ainda consegui acabar completamente colado ao Ricardo Megre mas
não deu para ganhar. Na segunda corrida a história repetiu-se e acabei muito
próximo da primeira posição. O carro esteve muito bem o fim-de-semana todo!”
Estoril SuperSevenbyKIAEstoril SuperSevenbyKIA1
-­‐ Nuno Carvalho: “Foi dos fins-de-semana mais cansativos que já tive no Super Seven
by KIA! Como sempre ando no limite e o meu objectivo é estar no pódio mas alguns
pilotos como o Nuno Santos e o Sebastião Brion estão em grande forma e a dar
muita luta. Comecei as corridas com calma com um 5º lugar na primeira corrida mas
depois decidi atacar mais a fundo e acabei sempre no pódio nas restantes corridas.
Gostei muito da curva do tanque pela sua exigência! Estou muito satisfeito e espero
que na próxima corrida os habituais pilotos do Super Seven by KIA voltem a
aparecer”.
-­‐ Gonçalo Lobo do Vale: “Tivemos problemas com o carro ao longo de toda a jornada
o que condicionou bastante o nosso desempenho. De sábado para domingo
trocámos a caixa de velocidades mas o carro já perdia liquido anticongelante o que
não nos dava bons indicios para as corridas. Consegui um bom 3º lugar nos treinos e
na primeira corrida perdi apenas uma posição. A segunda corrida foi muito
emocionante porque acabámos em photo-finish e diverti-me muito. Optámos por
trocar a junta da cabeça no intervalo entre as corridas mas não conseguimos
terminar a operação a tempo e comecei a terceira corrida a meio. Arranquei de
ultimo para a quarta corrida e pouco pude fazer para chegar aos lugares da frente.
Gostei muito da curva do tanque porque veio criar um novo desafio para todos”.
Os Super Seven by KIA voltam às pistas a 30 de Novembro e 1 de Dezembro no Autódromo
do Estoril

 

CARCLASSE APOIA

 

Em Lisboa, nos dias 25 e 26 de Outubro

CARCLASSE APOIA PORTUGAL WINE LADIES TASTING

 

*Modelos Classe A, Classe B, CLA e GLK disponíveis para test-drive

 

 

 

A Carclasse – Concessionário e Oficina Autorizada Mercedes Benz e smart – associa-se ao primeiro “Portugal Wine Ladies Tasting”, uma prova de vinhos organizada por um grupo de 12 produtoras portuguesas que levarão até à capital cerca de 60 vinhos de várias regiões do país para degustação. A iniciativa, que se realiza no próximo dia 25 e 26, no Hotel Altis Belém, em Lisboa, conta com o apoio da Carclasse, que disponibilizará uma selecção de viaturas para test-drive. Os modelos Classe A, Classe B, CLA e GLK estarão disponíveis no exterior daquela unidade hoteleira para todos aqueles que pretendam experimentar pelas ruas da cidade o conforto, a elegância e a robustez da Mercedes Benz.

 

Grupo Portugal Wine Ladies

 

O Grupo Portugal Wine Ladies é formado por mulheres de diferentes áreas da produção e comercialização do vinho: Catarina Vieira (Herdade do Rocim), Francisca van Zeller (Quinta Vale D. Maria), Luisa Amorim (Quinta Nova da Nossa Sra. do Carmo), Madalena Sacadura Botte (Quinta da Bica), Mafalda Guedes (Herdade do Peso, Sogrape), Maria Castro (Quinta da Pellada), Maria Manuel Maia (Poças), Rita Cardoso Pinto (Quinta do Pinto), Rita Fino Magalhães (Monte da Penha), Rita Nabeiro (Adega Mayor), Sandra Tavares da Silva (Quinta de Chocapalha) e Teresa Barbosa (João M Barbosa Vinhos). 

 

As 12 produtoras conheceram-se no âmbito de uma reportagem “Princesas do Vinho” (in Diário de Notícias, por Fernando Melo) e, após várias conversas, entenderam unir-se para a promoção dos seus vinhos. “Este primeiro evento servirá como modelo para outros que queremos realizar fora do país, para promovermos os vinhos portugueses pelo mundo”, explicam.

 

CLAClasse AClasse B No dia 26 de Outubro a Portugal Wine Ladies Tasting abre as portas ao Público entre as 15h00 e as 21h00.

 

O custo da entrada é de 8 euros, com direito a copo de prova e a uma experiência única em Portugal.

 

Carclasse – Duas décadas de qualidade norteiam sucesso do concessionário

 

A Carclasse é, atualmente, um dos mais importantes concessionários nacionais das marcas Mercedes-Benz e smart, das quais tem representação para toda a região do Minho, onde está presente com instalações próprias nas cidades de Braga, Barcelos, Vila Nova de Famalicão, Guimarães e Viana do Castelo. Lisboa marcou o primeiro passo de expansão da rede do concessionário fora da zona Norte com a abertura de um dos maiores espaços de exposição, venda e oficina de automóveis do país.

 

Hoje em dia, a Carclasse é considerada um dos mais importantes concessionários nacionais, quer no universo Daimler quer no panorama nacional multimarcas. Para além da Mercedes-Benz, smart e Evobus, representa também a Suzuki, a Land Rover e o serviço pós-venda da MG Rover.

 

Com sede em Braga, a empresa tem conhecido um desenvolvimento de referência no setor automóvel nas últimas duas décadas, resultante da evolução sustentada da comercialização e do serviço pós-venda, cuja qualidade e profissionalismo são amplamente reconhecidos pelos clientes. O sucesso da empresa tem-se traduzido também no crescimento das infraestruturas, prova inequívoca de que Carclasse tem consolidado a sua presença no setor automóvel.

 

 

CONCURSO DIA FORD

 

Vencedora do Concurso ‘Dia Ford’ Recebe Novo Fiesta EcoBoost e Oferece à Associação ‘Acreditar’ o Valor do

seu Antigo Automóvel

 

  • Ford Lusitana entregou o prémio à vencedora do concurso “Dia Ford”, o novo Ford Fiesta 1.0 EcoBoost 100cv

 

  • A premiada seleccionou a Associação Acreditar para doar o valor do seu antigo automóvel

 

  • Esta acção registou um elevado número de inscrições online e de visitas às concessões Ford, superando largamente o objectivo

 

 

Ford13 DiaFord02Ford13 DiaFord11 A Ford Lusitana entregou recentemente o prémio à vencedora do concurso “Dia Ford”, Ana Isabel Neves, um novo Ford Fiesta 1.0 EcoBoost.

 

Uma das particularidades deste concurso levado a efeito pela Ford Lusitana consistia no facto do premiado ter de oferecer o seu antigo automóvel a uma instituição de solidariedade social por si seleccionada. A Ana Isabel Neves escolheu a ‘Acreditar’ como destinatária da sua doação.

 

“Estamos muito satisfeitos com o resultado desta acção que tinha como objectivo principal promover o envolvimento dos clientes com os concessionários da nossa rede oficial, o que foi inteiramente alcançado”, afirmou Miguel Branco, director de marketing da Ford Lusitana. “O número de registos online e de inscrições validadas nos concessionários superou largamente o nosso objectivo inicial.”

 

Na mesma ocasião da entrega do novo Fiesta EcoBoost à vencedora do “Dia Ford”, foi entregue a Margarida Cruz, directora-geral da Associação ‘Acreditar’, o cheque correspondente ao valor do antigo automóvel da premiada.

 

“Para a Ford Lusitana foi muito gratificante podermos com este concurso contribuir para apoiar uma instituição cujo trabalho é de uma indiscutível relevância”, acrescentou Miguel Branco.

 

ASTON MARTIN NA AUSTRIA

ASTON MARTIN NA AUSTRIA

 

Na comemoração dum século de existência, a Aston Martin marcou presença no fim de semana na pista austriaca da Red Bull, conforme imagens anexas.ast1ast2ast3ast4astaustria

 

VILA REAL CONFIRMADO PARA 2014

CIRCUITO DE VILA REAL CONFIRMADO PARAS 2014

 

 

 

Embora nada tenha sido confirmado oficialmente, tudo indica que para 2014, a velocidade nacional vai passar pelo mitico circuito de Vila Real, sendo assim um ponto alto da época, que consegue congregar sempre uma elevada participação, isso já para não falar dos milhares de espectadores que ocorrem à capital transmontana.vilareal

 

PORTUGAL FORA DO CALENDÁRIO DAS WSR

PORTUGAL FORA DO CALENDÁRIO DAS WORLD SERIES RENAULT

 

 

Portugal não foi bafejado na atribuição duma das provas da WSR que irá ter lugar em 2014 na Europa.Assim nove provas estão assim confirmadas e são as seguintes :

 

 

- 12-13 Abril - Monza - Itália

 

- 26-27 Abril - Motorland Aragon - Espanha

 

- 24 - 25 Maio - Mónaco

 

- 31 Maio - 1 JUnho - Spa - Bélgica

felix3

- 28 - 29 Junho - Moscovo - Russia

 

- 12-13 Julho - Nurburgring - Alemanha

 

- 13 - 14 Setembro - Hungaroring - Hungria

 

- 27 - 18 Setembro - Paul Ricard - França

 

- 18 - 19 Outubor - Jerez de la Frontera - Espanha

 

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

MOTORSHOW 2013

 

 

Mais uma série de im,agens do Motorshow que decorreu nos pavilões da Exponor em Leça.

 

 

Fotos de JoFOX 2208FOX 2209FOX 2210FOX 2211FOX 2212FOX 2213FOX 2214FOX 2215FOX 2216FOX 2217FOX 2218FOX 2219FOX 2220FOX 2221FOX 2222FOX 2223FOX 2224FOX 2225FOX 2226FOX 2227FOX 2228FOX 2229FOX 2230FOX 2231FOX 2232FOX 2233FOX 2234FOX 2235FOX 2236FOX 2237FOX 2238FOX 2239FOX 2240FOX 2241FOX 2242FOX 2243FOX 2244FOX 2245FOX 2246FOX 2247FOX 2248FOX 2249FOX 2250FOX 2251FOX 2252FOX 2253FOX 2254FOX 2255FOX 2256FOX 2257FOX 2258FOX 2259FOX 2260FOX 2261FOX 2262FOX 2263FOX 2265ão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

DECEPÇÃO NAS HOSTES LUSITANAS

Félix da Costa perde lugar na Toro Rosso

    Kayat é o atual segundo classificado da GP3 Series, com duas vitórias em Grande Prémios. Na escolha também terá pesado o poderio financeiro russo.

    Félix da Costa perde lugar na Toro Rosso

    António Félix da Costa perdeu o lugar de preferência que ostentava para ocupar uma das vagas da Toro Rosso para a próxima temporada da Fórmula 1.

    O piloto português foi ultrapassado pelo russo Daniil Kvyat, piltoto de 19 anos que assim será colega de Jean-Eric Vergne em 2014. Relembre-se que Daniel Ricciardo será piloto da Red Bull na próxima temporada, fazendo dupla com Sebastian Vettel.

    Félix da Costa integra o programa de jovens pilotos da Red Bull e já chegou a fazer testes pela equipa campeã mundial em 2012, ano em que foi terceiro classificado no campeonato GP3 e venceu o Grande Prémio de Macau.

    «Se um jovem piloto demonstra talento, paixão e um alto nível de ética laboral, damos-lhe uma hipótese. É nessa perspetiva que escolhemos o Kvyat», afirmou o consultor da Red Bull para o desporto automóvel, Helmut Marko.

    «É um sonho tornado realidade e quero agradecer à Red Bull e à Toro Rosso por me darem esta oportunidade sem preço. Desde que comecei no karting que queria chegar à Fórmula 1 e agora esse desejo vai tornar-se realidade na próxima época», confessa Kvyat, num comunicado divulgado pela Toro Rosso.

    Kvyat é o atual segundo classificado da GP3 Series, com duas vitórias em Grande Prémios. Na escolha também terá pesado o poderio financeiro russo.


    Conteúdo publicado por SportInforma

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

STOCK CAR - BRASIL

 

stock1stock2stock3stock4stock5stock6

Grupo de imagens da ultiuma prova de stock cars no Brasil, na pista de Curitiba.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

WSR NA CATALUNHA

 

Mais um grupo de imagens das WSR que estiveram este fim de semana que passou no circuito de Barcelona.ren1ren2ren3ren4ren5ren6ren8ren9ren10ren11ren12ren14ren15ren17ren18ren19ren20ren21ren100ren101ren102ren103ren104ren105ren106ren107rern7

 

NOVO LAMBO VENENO ROADSTER

NOVO LAMBO ROADSTER

 

 

lamboveneno1lamboveneno2lamboveneno3Eis mais uma criação da casa de Ferrucio Lamborghini , trata-se da versão aberta do Veneno, que se recorde foi apresentada no salão de Genebra,

 

Esta versão aberta do Veneno, possui as mesmas caracvteristicas dos eu irmão mais velho, e para apenas se sabe que cada unidade terá um custo de "apenas" 3,3 milhões de dólares, e serão apenasa fabricas nove unidades...nem mais uma.

 

RALIS NO BRASIL

 

Foto: Marcelo Machado

As motos literalmente voaram
Alta | Web

Foto: Minoru Takatori

O rali encantou os presentes na Estância de Ilha Comprida
Alta | Web

Foto: Minoru Takatori

Super Prime um show para o público
Alta | Web

Foto: Marcelo Machado

Disputas acirradas entre os UTVs
Alta | Web

Foto: Minoru Takatori

Foram 310 quilômetros de disputas
Alta | Web

 

 

Rally da Ilha: Disputas eletrizantes e muita velocidade em meio a paisagens litorânea


Neste final de semana Ilha Comprida viveu as emoções da 6ª e 7ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Baja

Mais uma grande prova do Campeonato Brasileiro de Rally Baja foi realizada, o Rally da Ilha, organizado pela Arena Promoções e Eventos. Neste sábado e domingo, pilotos das categorias motos, quadriciclos e UTVs se reuniram na Estância Balneária de Ilha Comprida - extremo Sul de São Paulo -, no Vale do Ribeira, para a 6ª e 7ª etapas da temporada 2013. O 6º Rally da Ilha contou com aproximadamente 310 quilômetros de especiais - trecho cronometrado - que foram percorridos em dois dias.

Além das areias à beira mar (em um brinde para os olhos), o certame também destacou as paisagens da Mata Atlântica, quando adentrou por um setor de vegetação fechada. O piso foi predominantemente de areia fofa, segurando muito os pneus dos veículos.

Os competidores inscritos precisaram ao longo da prova mostrar suas habilidades. Para a etapa disputada no sábado foram quatro especiais cronometradas, sendo duas voltas em Super Prime (circuito composto de dois quilômetros). Já no domingo foram mais três especiais cronometradas, sendo duas voltas e um Super Prime.

Os campeões de 2013

O acumulado dos dias na geral para as motos foi marcado pela predominância na dianteira das equipes paulistas que fizeram bonito. O vencedor foi Ramon Sacilotti (Super Production), com o tempo acumulado de 2h45min59s. Seguido por Rodolpho Costa (Production Aberta) e Júlio Cesar Zavatti (Super Production), em segundo e terceiro.

Ramon Sacilotti além do título do Rally da Ilha 2013 também conquistou neste domingo o bicampeonato Brasileiro de Rally Baja na categoria Super Production. "O rally da ilha foi fantástico mais uma vez, consegui fazer quatro voltas sem erros e imprimir um bom ritmo pra sair com a vitória. A prova tem uma característica de bastante areia, que eu gosto muito de andar, e mais uma vez a marcação estava perfeita", comemorou o piloto de São José dos Campos (SP).

O Rally da Ilha revelou cenários maravilhosos do litoral paulista. Pela categoria quadriciclos quem levou a melhor foi o acriano Osmar de Mendonça Junior, com o tempo de 3h13min44s, em segundo o paulista Gabriel Varela e em terceiro o paranaense Matheus Machado Praetorius.

Os UTVs se comportaram com uma desenvoltura fenomenal. Eles deram um show à parte nas trilhas de areia fina e fofa. O lugar mais alto do pódio na geral ficou com o paulista Rodrigo Varela (Super Production) com o tempo de 2h57min27s, logo em seguida o paranaense Tiago de Rosa Larosso (Super Production) e o catarinense Murilo Caetano (Production).

Nova categoria

Na categoria Experimental para motos (pilotos que nunca correram uma prova de rali) que tiveram a oportunidade de andar ao lado dos principais pilotos do Brasil e de grandes nomes do esporte. Francisco Madonado deixou seus concorrentes para trás e garantiu a primeira colocação. Depois em segundo veio Gabriel Borges (Patos de Minas/MG) e André Murilo Tavella (Botucatu/SP).

Mais informações pelo site www.rallydailha.com.br, Facebook: facebook.com/arenapromocoeseventos.arena e facebook.com/rallydailha.

A sexta edição do Rally da Ilha será válida pela 6ª e 7ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, com supervisão da CBM - Confederação Brasileira de Motociclismo, da CBA - Confederação Brasileira de Automobilismo e da FASP - Federação de Automobilismo de São Paulo.

RESULTADOS DO RALLY DA ILHA 2013, APÓS DOIS DIAS:

Motos e Quadriciclos:

1) 3 Ramon Sacilotti (SP), SPR, 2h45min59
2) 1 Rodolpho Costa (SP), PDA, 2h47min13
3) 7 Júlio Cesar Zavatti (SP), SPR, 2h53min55
4) 2 Guilherme Piva (MG), PDA, 2h59min10
5) 9 Otávio Hort Filho (SC), PD2, 3h06min16
6) 14 Bill Zanelato (SP), MAR, 3h07min10
7) 33 Osmar de Mendonça Junior (AC), QUAD, 3h13min44
8) 32 Gabriel Varela (SP), QUAD, 3h17min13
9) 56 Francisco Madonado, EXP, 3h17min34
10) 18 Bruno Ayrton Leles (MG), PD2, 3h18min25
11) 34 Matheus Machado Praetorius (PR), QUAD, 3h21min13
12) 15 Andres Lourenzo Suarez (SP), OV 40, 3h24min04
13) 25 Gabriel Borges (MG), EXP, 3h31min39
14) 10 Luiz dos Santos Neto (SP), PDA, 3h32min29
15) 24 André Murilo Tavella (SP), EXP, 3h41min50
16) 22 Luís Henrique Rodrigues (AC), OV 40, 3h42min44
17) 11 Antonio Arnaldo Borges da Silva (SP), OV 40 , 3h46min38
18) 12 Luiz Fernando Menuzzo (SP), MAR, 5h05min00
19) 16 Luiz Albano Pegorari Filho (SP), MAR, 5h24min31
20) 6 Beto do Carmo (SP), OV 40, 5h31min10
21) 17 Luciano Henrique de Almeida (MT), MAR, 5h35min19
22) 35 Ricardo Praetorius (PR), QUAD, 5h41min13
23) 8 Igor Torres (GO), PD2, 5h54min13
24) 55 André Luís Falsarella (SP), EXP, 6h00min36
25) 27 Rodrigo Khezam (SP), EXP, 6h58min27
26) 31 Diogo Zonato (PR), QUAD, 7h23min32
27) 37 Renato Tiusso Segre Ferreira, EXP, 11h30min00
28) 38 Fabiano Alves Tavares (GO), PD2, 11h37min40

UTV

1) 46 Rodrigo Varela (SP), USP, 2h57min27
2 51 Tiago de Rosa Larosso (PR) UPD, 3h15min37
3) 45 Murilo Caetano (SC), UPD, 3h21min42
4) 44 André Hort (SC), USP, 6h22min05
5) 47 João Luís Coelho (SC), UPD, 6h44min04
6) 43 Denísio Casarini Filho (SP), USP, 6h45min49
7) 42 Aristides Mafra Junior (SC) USP, 8h18min39
8) 50 Gilberto Augusto Mayorga Junior (SP), USP, 8h34min34
9) 41 Nuno Fojo (SP), USP, 9h50min00


 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA  DE IMAGENS

 

 

ALMS EM ROAD ATLANTA - ESTADOS UNIDOS

 

Imagens da prova deste fim de semana que teve lugar em Road Atlanta nos Estados Unidosprot1prot2prot3prot4prot5roadatlantaprot6prot7prot8prot9prot10prot11prot12

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

VOLTA AO MINHO

 

 

Grupo de imagens captadas pelas objectivas de Armindo cerqueira da Foto GTI na VOlta ao Minho

 

 

0103050607080910111213141516171819202122232425262728B29303132.Fotos de Armindo Cerqueira - Foto GTI - www.velocidadeonline.com

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

MOTO GP - PHILLIPE ISLAND

 

moto1moto2moto3moto4moto5moto6moto7moto8

Mais uma série de imagens da prova do Moto GP em Phillipe Island na Austrália.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

lamb1lamb2fontanaUSAlambo3lambo4lambo5lambo6lambo8lambo9lambo10

TROFÉU LAMBORGHINI NOS ESTADOS UNIDOS

 

 

O troféu Lamborghini vitiou no passado fim de semana a pista americana da Fontana nos Estados Unidos, onde disputou mais uma jornada desta competição monomarca.

 

GALERIA DE IMAGENS

CLÁSSICOS EM GUIMARÃES

 

Grupo de imagens relativas à exposição de clássicos que estiveram expostos este fim de semana em Guimaraões da autoria do nosso colaborador e amigo Armindo Cerqueira da Foto GTI:

 

010203040506070809101112-0213141516

Fotos de Armindo Cerquiera - Foto GTI - www.velocidadeonline.com

 

TT NO BRASIL

 

Lucas Moraes e Kaique Bentivoglio vencem a rodada dupla da Mitsubishi Cup em Mogi Guaçu, SP

A dupla paulista confirma a boa fase, supera a concorrência e garante a vitória na mais difícil etapa da Cup 2013



Se vencer uma etapa da Mitsubishi Cup já é um desafio, vencer duas seguidas, em um mesmo final de semana, é tarefa para quem tem off road e velocidade na veia! Lucas Moraes e Kaique Bentivóglio entraram na pista neste domingo deixando de fora todos os títulos e conquistas passadas, mas atentos a usar toda a sua experiência em prol de um único objetivo: a vitória. Sim, é verdade que todos largam com o mesmo intuito, mas só um vence. O que o diferencia do restante? Um conjunto de fatores, que vai desde o talento até a garra de sentir curva por curva, domar o carro segundo a segundo e, de tanto empenho, ser o mais rápido dentre os desafiantes aos limites do dia.

Aspas
"A pista de hoje foi diferente da de ontem. Em comum somente uns 3 km e as características básicas: piso de terra batida, ainda enlameado, escorregadio, rodeado por plantações de cana e entrecortadas por curvas de nível. Ao todo 33km de ritmo intenso e 1000% de concentração. O Kaique fez uma navegação perfeita, que foi fundamental para o nosso rendimento conjunto. E aí, vencemos de novo! Sensacional poder comemorar esse título porque a Cup é um prova de pressão intensa, de briga por décimos de segundos, e tivemos a tranquilidade necessária para nos manter crescentes, fazendo um 2º lugar na 1ª volta e depois dois primeiros nas duas baterias finais", conta Lucas.

"A próxima etapa será a última da temporada e decisiva para o título. Mas, só por hoje ainda estou me sentido na pista. Foi incrível! O Lucas foi perfeito. Foram, ao todo, seis especiais no limite e sem cometer um erro sequer. Já estamos prontos para a decisão, determinados a fazer nosso melhor e conscientes que nossos concorrentes vem com tudo! Vai ser a prova mais disputada da temporada", fala Kaique.

E por falar na próxima
Dia 23 de novembro, em Campinas, a Mitsubishi Cup fará a sua última etapa da temporada 2013. A diferença entre as duplas na categoria Triton ER Máster, na qual Lucas e Kaique lideram, é bem acirrada. Por isso, desde já eles sabem a responsabilidade que terão para superar os concorrentes e garantir mais uma vitória. E quanto a isso, só há mais uma coisa a dizer: pode vir quente Cup, a gente vai ferver! 
 

SISTEMA DE PROTECÇÃO 3M

 

Sistema de Protecção 3M Dirt Trap

 

Para melhorar a produtividade da área de pintura, a 3M apresenta o Sistema de Protecção Dirt Trap, que captura sujidade e pulverizações, reduzindo e facilitando a manutenção da cabine de pintura.

 

O Sistema de Protecção 3M Dirt Trap é composto por material de proteção e por uma película protetora. O material de proteção é branco e auto-adesivo e foi criado para proteger as paredes e chão da cabine de pintura, atrair as poeiras, sujidade e pulverizações e melhorar a luminosidade das áreas de trabalho. Já a Película Protectora 3M Dirt Trap é transparente e auto-adesiva, protegendo as janelas e luzes de acumulação de pulverizações.

 

As vantagens do Sistema de Protecção 3M Dirt Trap passam pelo aumento da produtividade da cabine de pintura, reduzindo a manutenção diária e períodica, pela economia de tempo de acabamento e aumento da satisfação do cliente, pela proteção do investimento, minimizando o tempo de inactividade da cabine. É o ideal para sistemas de pintura à base de água, agarrando a sujidade e ajudando a reduzir o tempo de polimento e acabamento.

 

Conselhos de aplicação:

1 – Limpe a cabine removendo a sujidade

2 – Instale o Material de Protecção 3M™ Dirt Trap nas paredes, de baixo para cima

3 – Instale o Material de Protecção 3M™ Dirt Trap em qualquer superfície sólida do isso da cabine

4 – Instale a Película Protectora 3M™ Dirt Trapr em janelas e luzes

 

Kit de introdução Dirt Trap – P.V.R - 396,67€

Dispensador Dirt Trap – P.V.R - 260,67€

Dispensador film transparente – P.V.R - 50,29€

 

 

 

Acerca da 3M

A 3M capta a força das novas ideias e transforma-as em milhares de produtos  inventivos. A 3M é uma empresa de inovação com 30.000 milhões de dólares em vendas, e que emprega 84.000 colaboradores em todo o mundo e tem operações em mais de 65 países. Para mais informação consulte o website www.3m.pt ou siga a empresa no Twitter.

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt