In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


AUDI A 6 - 2.0 TDI

 

Audi A6 2.0 TDI 190 S tronic ultra - O caminho para a sustentabilidade
Audi A6_ultra_01Audi A6_ultra_02Audi A6_ultra_03

• Melhor relação preço/potência/eficiência do segmento C

• Consumo misto inferior em 12% face ao motor 2.0 TDI 177 multitronic

• Emissões de CO2 de apenas 114 g/km para o Limousine e 119 g/km para o Avant

 

O Audi A6 passou a contar com mais um importante trunfo para reforçar o seu posicionamento no mercado: o potente e económico motor TDI Ultra de 2.0 litros com 190 CV de potência e um binário de 400 Nm, constante entre as 1.750 e 3.000 rotações por minuto.

O conceito Audi ultra reúne todas as tecnologias eficientes da Audi com o propósito de reduzir as emissões de CO2 e o consumo de combustível. Para o efeito, contribuem os avanços tecnológicos empreendidos em muitas áreas, em particular na área da construção leve e das tecnologias de propulsão.

 

Com a sétima geração do A6, que teve início de comercialização em Fevereiro de 2011, a Audi revolucionou a gama superior do mercado com múltiplas inovações tecnológicas e uma construção extremamente leve, rígida e segura devido ao inteligente conceito de construção híbrida em alumínio e aço. Para além da diminuição do peso do conjunto, foram aplicadas no Audi A6 C7 outras tecnologias que tornaram os motores mais leves e potentes, a direção assistida eletromecânica, o sistema Audi drive select com função efficiency, o sistema start-stop e aerodinâmica apurada com Cx 0,26. Assim, foi possível uma redução de 21 % nos consumos de combustível face à sexta geração, ao mesmo tempo que aumentou a potência e agilidade do conjunto.

 

 

GM EM MAUS LENÇÓIS?

GM enfrenta quarta investigação por atraso em chamada à revisão de automóveis

Segundo informaram, jornais norte-americanos nas suas edições 'online', na noite de terça-feira, está a ser conduzida uma investigação preliminar, por delegados do Ministério Público de Nova Iorque, para determinar se o fabricante automóvel cumpriu as leis.

Nem o Departamento de Justiça nem a GM teceram comentários sobre a eventual abertura de uma investigação ao caso.

Agência Lusa

 

SCHUMI DE NOVO EM FOCO

Pequenos sinais de melhoria dão esperança a família de Schumacher

"Estamos e mantemo-nos confiantes de que Michael vai melhorar e vai acordar. Por vezes temos pequenos e encorajadores sinais, mas também sabemos que temos de ser muito pacientes", referiu a família do ex-piloto, em comunicado, lido pela porta-voz Sabine Kehm.

Schumacher contínua em coma num hospital de Grenoble, em França, depois de ter tido um acidente de esqui a 29 de dezembro, em Meribel, nos Alpes franceses.

Agência Lusa

 

INCERTEZAS PARA A RED BULL E VETTEL

Incertezas ameaçam "penta" de Vettel e Red Bull

 

O Mundial de Fórmula 1 arranca este domingo, na Austrália.

Incertezas ameaçam
Sebastian Vettel e a Red Bull iniciam domingo a perseguição ao quinto título mundial de Fórmula 1, após uma pré-temporada marcada por sucessivos problemas mecânicos, que fazem antever uma tripla ameaça ao recente domínio da escuderia.
Depois de uma época de 2013 que o fez emergir como o mais jovem piloto de sempre a alcançar um quarto cetro consecutivo, o alemão, que terá outro australiano como companheiro de equipa - Daniel Ricciardo (ex-Toro Rosso) em vez de Mark Webber -, procura agora igualar o recorde do compatriota Michael Schumacher, único na história a alcançar cinco títulos seguidos.
Apesar de repetirem o papel de "cabeças de cartaz" da 65.ª edição da competição, Vettel e Red Bull iniciam a nova época envoltos num "manto" de incertezas, dada a dececionante performance nos testes de pré-época, que levou inclusivamente o tetracampeão a antever muitas dificuldades para sequer terminar o Grande Prémio inaugural, na Austrália.
"Neste momento, conseguir terminar uma corrida já será um feito. Se metade dos pilotos desistir, então teremos hipóteses de amealhar alguns pontos", ironizou Vettel, depois do insucesso nos testes realizados no início do mês, no Bahrain. O português António Felix da Costa é um dos pilotos de testes e suplente.
O novo monolugar RB10 revelou-se um "adversário" de última hora para a escuderia anglo-austríaca, que terá de redobrar os esforços, num ano que se adivinha de enorme competição, tendo em conta o poderio de adversários como Ferrari, Mercedes e a surpreendente Williams.
Na Ferrari, o espanhol Fernando Alonso prepara-se para iniciar a quinta temporada ao serviço do emblema de Maranello, mas o maior destaque vai para o regresso de Kimi Raikkonen à marca italiana - pela qual se sagrou campeão mundial, em 2007 -, ocupando o lugar que pertencia a Felipe Massa, que rumou à Williams.
No entanto, a expetativa maior no "Grande Circo" deste ano prende-se com o desempenho da Mercedes, que tem sido apontada como uma séria candidata ao título, não só pelo potencial dos pilotos Lewis Hamilton (campeão em 2008) e Nico Rosberg, mas também pela supremacia que o motor da marca tem revelado, em comparação com os rivais.
Já a Williams, poderá assumir-se como surpresa na edição deste ano e intrometer-se na luta entre trio de favoritos, contando agora com o reforço Massa. Depois de oito anos ao serviço da Ferrari, o brasileiro fará dupla com o ambicioso Valteri Bottas, que se destacou nos testes realizados no Bahrain.
Por seu lado, a McLaren-Mercedes parece surgir arredada desta luta, pelo menos numa fase inicial, embora as aspirações da marca passem certamente por superar o quinto lugar da geral de construtores do ano passado, contando para isso com a experiência do britânico Jenson Button (campeão em 2009) e com a irreverência do estreante dinamarquês Kevin Magnussen, de 21 anos, campeão de Fórmula Renault 3.5 em 2013.
Entre as alterações para o Mundial deste ano, a mais sensível diz respeito aos novos motores V6 Turbo (1,6 litros), que substituem os V8 (2,4), baixando a potência de 760 cavalos e 18.000 rotações para 608 cavalos e 15.000 rotações, o que dará origem a um barulho menos intenso dos motores.
As dianteiras dos monolugares foram igualmente modificadas, com um "bico" mais baixo e um "design" que originou os mais variados comentários, quase todos eles considerando que os "bólides" estão mais feios.
O Campeonato do Mundo de Fórmula 1 de 2014 mantém as 11 equipas do ano transato, enquanto no plantel de pilotos destacam-se as estreias do sueco Marcus Ericsson (Caterham), do russo Daniil Kvyat (Toro Rosso) e de Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes), além do regresso do japonês Kamui Kobayashi (Caterham).
O Grande Prémio da Austrália volta a ser o primeiro de um calendário com 19 provas, registando-se o regresso do GP da Áustria, ausente desde 2003, e a estreia do GP da Rússia, que será disputado no circuito de Sochi.
A 65.ª edição do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 arranca este domingo, no circuito de Melbourne, às 06h00 (hora portuguesa), e termina a 23 de novembro, em Abu Dahbi.


Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa

 

NOVA CANTER EURO VI

 

Nova Canter Euro VI Ecofficiency


- Mais eficiente, económica e amiga do ambiente -

 


 Ecofficiency: as tecnologias que tornam a Canter mais eficiente, económica e amiga do ambiente
 Motor: aumento da pressão de injecção para 2.000 bar
 Relações finais de diferenciais mais longos para melhores consumos
 Euro 5b+ disponível na gama 3,5t e 6,0t. O Euro VI está disponível nas versões 6,5t, 7,5t e 8,55t
 ESP de série em toda a gama
 Canter 4WD: agora equipada com redutoras para maior capacidade todo-o-terreno
 Canter Eco Hybrid: maior redução de consumo de combustível na utilização citadina
 Nova Canter 9C: até 6 toneladas de capacidade de carga
 Versões disponíveis de fábrica com caixa de carga: báscula e caixa aberta


FUSO – uma marca do Grupo Daimler 2

412263 01_RANGE_LINE_4C
Com mais de 140.000 unidades produzidas à escala mundial, a Fuso Canter é um sucesso internacional no segmento dos camiões ligeiros e claramente o modelo best seller dentro da Daimler Trucks.
A introdução de medidas mais restritivas no que respeita às emissões dos carros, Euro 5b+ e Euro VI, melhorou significativamente a performance da robusta Canter. Com estas medidas, não só o ambiente saiu a ganhar, também os proprietários vêem o custo de utilização baixar devido à redução dos consumos (redução de até 9% face às versões Euro V), responsabilidade do pacote Ecofficiency. Esta é a Canter mais eficiente das 8 gerações até agora produzidas, mas também a mais segura, fruto dos vários itens de segurança foram acrescentados à já longa lista de equipamento de série da Canter.
A nova geração Canter, designada por Canter TF1, introduz as seguintes novidades face à geração anterior:
- Ecofficiency
- Euro 5b+
- Aumento da pressão da injecção para 2.000 bar
- Utilização de óleo de baixa viscosidade
- Start-Stop
- Relações finais de diferenciais optimizadas
- Euro VI (adicional ao Euro 5b+)
- AdBlue em todas as versões
- Pneus de baixa resistência ao rolamento
- Aumento do tamanho do DPF e Catalizador
- ESP standard em toda a gama
- Jantes de 16” de série nas versões de 3,5 ton
- Canter 4WD agora com caixa de transferência
- Canter Eco Hybrid com novo mapeamento da caixa que potencia a utilização do motor eléctrico
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 3
A Canter
Com 50 anos de história e 8 gerações de desenvolvimento, produzida na fábrica do Tramagal desde 1980, a Canter é um chassis-cabina com o conceito de cabina avançada (cab over engine). Este conceito permite fazer camiões mais compactos, melhorando a manobrabilidade e permite ainda uma maior variedade de carroçamentos bem como um acesso ao motor mais fácil para a manutenção preventiva diária.
A Canter tem a gama mais completa no seu segmento. Com 73 versões, a Fuso Canter permite que cada cliente tenha um camião à sua medida. De seguida apresentamos resumidamente as várias combinações possíveis.
Toda a gama está equipada com um elevado nível de equipamento de série, de onde se destacam os seguintes equipamentos:
- Start-Stop
- ESP
- ABS com EBD
- Fecho centralizado com comando à distância
- Computador de bordo
- 4 discos de travão
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 4
- Travão de escape
- Luzes diurnas
- Porta-luvas com chave
- Banco do condutor com suspensão (cab. larga de 150 e 175 cv)
- 3 anos de garantia ou 100.000 km
- 3 anos de assistência em viagem
Em termos de equipamentos opcionais e à disposição dos clientes, a Canter apresenta também uma lista completa e generosa de onde se destacam os seguintes itens:
- Ar condicionado automático
- Ar condicionado manual duplo (independente frente/trás nas cabinas duplas)
- Airbag condutor e passageiro
- Sistema eléctrico de 24V
- Depósito de combustível adicional de 70L
- Diferencial traseiro autoblocante
- Bluetooth
Caixa de velocidade DUONIC ® de dupla embraiagem
A caixa de velocidades DUONIC® de dupla embraiagem, um dos elementos mais avançados tecnologicamente da gama, é a primeira caixa a usar esta tecnologia num camião ligeiro. A unidade é baseada numa caixa manual de 6 velocidades com dois discos de embraiagem húmidos hidráulicos e um sistema de controlo electrónico.
A grande vantagem do sistema de dupla embraiagem consiste em ter a próxima velocidade pré-engrenada, tornando a passagem de caixa mais rápida, suave e sem interrupção do fluxo de potência. Outra das vantagens deste sistema é ajudar o condutor a tornar a sua condução mais eficiente, reduzindo o consumo de combustível.
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 5
A transmissão DUONIC® de dupla embraiagem combina a conveniência de uma caixa automática com a eficiência de uma transmissão mecânica manual. A prática função de marcha lenta é útil para as manobras a baixa velocidade.
A Canter Eco Hybrid: transforma o trabalho citadino em oportunidades de poupar combustível
A Canter Eco Hybrid, o primeiro camião do seu segmento a receber um sistema híbrido e a ser produzido em série na Europa. Este prático sistema permite poupar até 23% de combustível, comparado com uma Canter convencional, em rotas citadinas. Esta poupança permite um retorno de investimento em apenas 2 a 3 anos de utilização. Ao mesmo tempo, o ambiente beneficiará da redução de várias toneladas de emissões de CO2 e de um decréscimo do nível de ruído.
Nesta nova geração, a introdução das normas Euro VI bem como o melhoramento do mapeamento da caixa aliado a uma relação final do diferencial mais longa, permitem optimizar ainda mais o consumo de combustível.
A Canter Eco Hybrid combina o motor ultra eficiente de 3 litros diesel, 150 cv (110 kW) e um binário máximo de 370 N.m, com um motor eléctrico de 40 kW (55 cv) e 200 N.m. Desta junção nasce um camião amigo do ambiente, eficiente e robusto, preparado para todos os tipos de trabalho e com capacidade de transportar 4.800 kg de carga.
O motor eléctrico, que dispõem de toda a potência e binário desde o início, é auxiliado por um conjunto de baterias com capacidade de 2 Ah e que são carregadas com a energia da travagem. Este conjunto é oferecido com uma garantia da marca de 5 anos.
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 6
Equipada exclusivamente com a eficiente caixa de velocidades DUONIC®, agora com novo mapeamento optimizado para a gama Eco Hybrid e que até aos 10 km/h utiliza apenas o motor eléctrico, esta versão transforma o trabalho citadino em oportunidades únicas de poupar combustível. Da lista de equipamento de série fazem ainda parte o Start-Stop, ESP e airbag para o condutor.
Canter 4WD: nenhum local é inacessível para a nova gama Canter
Um dos ex libris da gama Canter é a versão de tracção integral. Designada por 6C18, com um peso bruto de 6,5 ton, disponível em cabina simples e dupla e equipada com o motor de 175 cv e 430 N.m, a Canter 4WD é ideal para trabalhos em zonas não pavimentadas, como por exemplo estaleiros de construção, manutenção de postes de alta tensão e serviços de bombeiros. Para os serviços municipais, existe ainda a possibilidade de utilização como limpa-neves, com a aplicação de pá e espalhador de sal. A sua largura reduzida de apenas dois metros, significa que se consegue deslocar em locais exíguos.
O sistema 4x4 pode ser activado sempre que necessita, o que significa uma reacção rápida às mudanças de terreno e uma condução eficiente quando está em estradas em que necessita apenas de 4x2. Outro item indispensável e o diferencial traseiro autoblocante até 70%.
A grande novidade desta última geração é vir equipado com uma caixa de transferência. A redutora instalada aumenta a tracção num factor de 1,987, aumentando ainda mais a capacidade da Canter 4WD se deslocar em terrenos difíceis, mesmo em locais cuja inclinação elevada, pois esta Canter tem a incrível capacidade de superar inclinações de até 60%.
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 7
A Canter 9C AMT
Esta nova geração da Canter apresenta uma nova gama de peso bruto, 8,55 ton, designada por 9C15 ou 9C18, dependendo da potência. Estas novas versões da gama permitem oferecer aos clientes um carro com uma capacidade de carga de 6 toneladas, o que representa 1 tonelada adicional face à geração anterior Euro V.
A Canter mais pesada está disponível com caixa de velocidades Duonic® de dupla embraiagem, 4 distâncias entre eixo (dos 3.400 aos 4.750mm), motor de 3,0l e dois níveis de potência, 150cv e 175cv.
Com capacidade de carga de 5.995kg, um peso bruto no eixo dianteiro de 3.100kg e de 6.000kg no eixo traseiro, a Canter 9C AMT é o carro ideal para quem precisa de um carro económico mas com elevada capacidade de carga.
Em resumo, a nova geração da Fuso Canter tem a gama mais completa de sempre e uma das gamas mais completas do mercado, como se pode ver na imagem seguintes:
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 8
Qualquer que seja o trabalho ou necessidade a gama Canter possuiu o veículo adequado para garantir que o trabalho é realizado correctamente, de forma eficiente, segura e com o maior conforto.

 

SUGESTÃO TRIBEKA

 

TRIBECA Jazz Club e Eleanor Dubinsky


Dia 28 de Março - Evento especial com Eleanor Dubinsky

Eleanor Dubinsky, é uma das novas brilhantes vozes e música dos Estados Unidos. Compositora, para além da voz, toca vários instrumentos, desde Guitarras, Violoncelo, Contra-baixo, piano, etc.
Movimenta-se na área do indie pop/folk/rock, mas também na world music, principalmente depois de ter vivido no Brasil uma temporada, que a levou a tocar com alguns famosos músicos daquele país e a aprender um pouco de português

Esteve o ano passado de passagem de férias por Portugal, visitando entre outros locais, Porto e Lisboa e aí tomou conhecimento com vários músicos portugueses através do conhecimento que teve com Sara Tavares e a Luísa Sobral, chegando a tocar como convidada num concerto desta última.

Apaixonou-se por Portugal e, com novo disco, resolve vir promover o mesmo na Europa, acontecendo assim o seu primeiro grande e único concerto de apresentação no Porto, num dos mais prestigiados locais não só da Invicta mas de Portugal, o Tribecca que a vai receber no próximo dia 28 pelas 23h30. Um concerto que vai ser uma grande surpresa para todos os que tiverem o privilégio de poderem estar presentes neste espaço acolhedor e íntimo

 

OLIVEIRA MAIS CONFIANTE

 

Jerez: Miguel Oliveira mais forte e confiante para o início da temporada

 

00TestJerez14 FEBRERO_M3_XXXX_JDR1834_1024x683No regresso aos treinos, para a última sessão de testes pré-temporada que decorrem entre amanhã e quinta-feira (11 a 13 de Março), Miguel Oliveira afirma estar confiante para o início da época. Os últimos testes em Jerez evidenciaram problemas elétricos e mecânicos na Mahindra, que apenas podem ser solucionados em fábrica, obrigando a uma coordenação cada vez maior entre a mesma e a equipa. Para o piloto português, as falhas que inicialmente poderiam ser apontadas como fraquezas, têm-se revelado pontos fortes, expondo a eficácia e cooperação de todos, no desenvolvimento de uma moto mais rápida e competitiva.

 

Pronto para o encerrar de mais uma ronda de testes pré-época, ao comando da MGP30, Miguel Oliveira prepara-se, no circuito de Jerez, para a primeira jornada do ano no Qatar, que aguarda já com alguma ansiedade. "Pessoalmente, sinto-me cada vez mais forte fisicamente e preparado para começar a temporada", começa por explicar.

 

Com alguns problemas técnicos e falhas elétricas associadas à Mahindra, os treinos nem sempre têm decorrido de forma tranquila, demonstrando, porém, uma versatilidade e eficácia da equipa na sua resolução, que tem tranquilizado o piloto “A equipa e a fábrica têm trabalhado muito para identificar e solucionar eventuais problemas técnicos e isso dá-me confiança extra, no sentido que demonstra o empenho que todos temos para vencer com este projeto que há um ano atrás começava do zero.”, refere o piloto de apenas 19 anos.

 

Para estes dias de testes, o jovem piloto espera identificar problemas e resolvê-los numa Mahindra que se mostra “cada vez mais rápida”, remata o piloto português.

 

SKODAS DOMINARAM RALI DE GUIMARÃES

 

ŠKODA Fabia S2000 com domínio absoluto no Rali de Guimarães


KODA Pedro_Meireles_-_Rali_de_GuimaraesKODA Ricardo_Moura_-_Rali_de_Guimaraes

> Meireles / Castro conquistam segunda vitória da temporada

> Moura / Costa conquistam segundo lugar a 0,3s dos vencedores

Um rali de cortar a respiração...! Depois de um Rali Serras de Fafe ganho por 1,3s, Pedro Meireles venceu novamente no Rali Cidade de Guimarães, agora com 0,3s de vantagem sobre Ricardo Moura, que entrou para a derradeira classificativa na Penha com 3,1s de avanço sobre o piloto vimaranense. Uma dobradinha para os seus ŠKODA Fabia S2000 que dominaram quase por completa esta segunda jornada do Campeonato Nacional de Ralis.

 

VENDAS DA AUDI AUMENTAM

 

Audi AG: vendas mundiais aumentaram novamente em Fevereiro


• Cerca de 117.500 veículos vendidos em todo o mundo, um aumento de 6,8 por cento
• Audi com grande crescimento no Brasil, Turquia e Coreia do Sul
• Luca de Meo, Diretor de Vendas e Marketing da Audi AG: "O A3 Limousine vai ser lançado nos
principais mercados de vendas - China e Estados Unidos - na primavera"

 

 

 Em fevereiro, a Audi AG vendeu cerca de 117.500 veículos em todo o mundo, o
que representou um aumento de 6,8 por cento em relação ao mesmo período do ano passado. Desde o início do
ano, as vendas tiveram um crescimento de 9,3 por cento, para cerca de 242.400 unidades. Os números de vendas
da Audi subiram, mais uma vez, em todas as regiões do mundo no mês passado. Cerca de um terço do
crescimento do volume foi alcançado na Europa. Com aumentos significativos na Alemanha, Reino Unido e Itália,
o crescimento na Europa foi de 5,3 por cento. Na China, a Audi completou as vendas deste mês -
consideravelmente reduzido devido ao feriado do Ano Novo - com um aumento de 6,9 por cento em relação a
fevereiro de 2013.
"A Audi continuou no mês de fevereiro um início de ano positivo, apesar dos notáveis efeitos não recorrentes em
importantes mercados exteriores", destaca Luca de Meo, Diretor de Vendas e Marketing da Audi AG. "Na Europa, vários
mercados estão a ganhar estabilidade pese embora ainda permanecem num nível baixo. Nesta região já estamos
presentes como novo A3 Limousine, que também será lançado na China e nos Estados Unidos, os seus dois mercados de
venda mais importantes, nas próximas semanas".

Toda a nova gama A3 continua a registar elevadas taxas de crescimento, até 43,0 por cento em fevereiro (para 19.568
unidades) em todo o mundo. Na procura por outros modelos, os maiores aumentos aconteceram em particular com o
A7 Sportback (+8,8 %) e com o Q7; por sua vez, as vendas deste SUV aumentaram 31,8 por cento, para 4.589 unidades.
A Turquia é um dos mercados onde a Audi está a ser particularmente bem sucedida, atraindo novos clientes com
vários modelos, em especial o A3 Limousine: em fevereiro, a marca dos quatro anéis entregou 1.105 carros neste
mercado, o equivalente a um incremento de 29,2 por cento em relação ao registado há um ano atrás. Desde o início do
ano, o aumento de vendas acumulado é de 34,2 por cento. Em muitos países do Sul da Europa, a Audi também vendeu
mais carros do que há um ano atrás, como em Espanha, onde as entregas aumentaram 1,6 por cento (para 4.149
veículos) e acima de tudo em Itália, com um aumento de 16,0 por cento (para 4.202 unidades). A Alemanha (+10,1 %,
para 21.806 carros) e o Reino Unido (+8,3 %, para 4.820 carros) registaram um crescimento significativo, confirmando
o mês positivo para a Audi na Europa (5,3 %). Durante os primeiros dois meses, cerca de 111.600 veículos foram
vendidos, representando um crescimento de 6,5 por cento no continente europeu.
No continente americano, o Brasil manteve em fevereiro o enorme ritmo de crescimento verificado também em
janeiro: com 1.115 unidades vendidas, a Audi Brasil mais que duplicou as vendas do mês de Fevereiro de 2013 (260,8
%). Nos Estados Unidos, os concessionários da Audi aguardam atualmente pelo lançamento do A3 Limousine no
mercado. O modelo desenvolvido especificamente com o objetivo dos desejos dos clientes norte-americanos e
chineses, será lançado no mercado dos EUA em abril. Enquanto isso, apesar dos efeitos das condições meteorológicas
extremas verificadas recentemente, as vendas da Audi America em fevereiro atingiram o nível do mesmo mês do ano
anterior, com a entrega de 10.881 unidades.
Entre os mercados da Ásia, a Coreia do Sul está a tornar-se cada vez mais importante para a Audi: em fevereiro, as
estatísticas de vendas subiram 61,8 por cento, para 2.187 unidades, um aumento de 42,3 por cento desde janeiro. Em
fevereiro, a Audi alcançou também um elevado aumento de dois dígitos no Japão (+19,3 %, para 2.731 veículos). Em
contrapartida, o feriado de Ano Novo dominou o mês passado na China. Nos restantes dias de vendas, 32.358 clientes
receberam o seu Audi, um aumento de 6,9 por cento. De janeiro a fevereiro, as vendas da Audi na China subiram 13,2
por cento, para 76.884 unidades.

 

 

Vendas Audi no Mundo em 2014

Audi S3_Limousine
Vendas Audi Fevereiro Acumulado do Ano
2014 2013 Variação 2013 2014 2013 Variação 2013
Mundo 117.500 110.024 + 6,8% 242.400 221.782 + 9,3%
Europa 57.800 54.934 + 5,3% 111.600 104.809 + 6,5%
-Alemanha 21.806 19.804 + 10,1% 39.232 34.415 + 14,0%
- Reino Unido 4.820 4.451 + 8,3% 15.603 14.329 + 8,9%
- França 5.109 5.368 - 4,8% 9.156 9.379 - 2,4%
- Itália 4.202 3.622 + 16,0% 8.021 7.389 + 8,6%
- Espanha 4.149 4.082 + 1,6% 7.431 6.836 + 8,7%
- Rússia 2.905 2.800 + 3,8% 4.528 4.525 + 0,1%
Estados Unidos 10.881 10.877 + 0,0% 20.982 20.933 + 0,2%
México 1.011 889 + 13,7% 2.035 1.742 + 16,8%
Brasil 1.115 3099 + 260,8% 2.224 784 + 183,7%
China (inc. Hong Kong) 32.358 30.268 + 6,9% 76.884 67.946 + 13,2%
- Fim –
O Grupo Audi vendeu 1.575.500 veículos da marca Audi em 2013, tendo a Companhia registado uma receita bruta de € 37 mil milhões e um lucro
operacional de € 3,74 mil milhões até ao final de setembro de 2013. A Audi está presente em mais de 100 mercados e produz veículos em Ingolstadt
e Neckarsulm (Alemanha), Györ (Hungria), Bruxelas (Bélgica), Bratislava (Eslováquia), Martorell (Espanha), Kaluga (Rússia), Aurangabad (Índia),
Changchun (China) e Jacarta (Indonésia). A marca dos quatro anéis produz veículos também em Foshan (China) desde dezembro de 2013, bem
como em São José dos Pinhais (Brasil) a partir de 2015 e e em San José Chiapa (México) a partir de 2016. Subsidiárias integrais da Audi AG incluem a
quattro GmbH (Neckarsulm), Automobili Lamborghini SpA (Sant'Agata Bolognese / Itália) e o fabricante de motos desportivas Ducati Motor
Holding S.p.A. (Bolonha / Itália). O Grupo emprega mais de 70.000 colaboradores em todo o mundo, incluindo 50.000 na Alemanha. O investimento
total estimado é de cerca de € 22 mil milhões entre 2014 e 2018 - principalmente em novos produtos e na ampliação e na sustentabilidade de novas
tecnologias. Paralelamente, a Audi faz jus à sua responsabilidade corporativa estabelecendo como estratégia o princípio da sustentabilidade para os
seus produtos e processos de produção. O objetivo final é o de alcançar níveis neutros de CO2 em termos de mobilidade.

 

BENTLEY ANUNCIA MELHORIAS

 

Bentley anuncia melhorias nos níveis de luxo e nas
prestações dos modelos Continental e Flying Spur

 


• Estilo renovado e uma maior potência para o modelo porta-estandarte
Continental GT Speed, o automóvel mais rápido jamais produzido pela
Bentley
• Disponíveis pacotes de luxo em todos os modelos da gama Continental
• A nova Limousine de luxo Flying Spur desperta a atenção a novos clientes
pela potência do seu motor V8
• Os novos modelos GT Speed e Flying Spur V8 foram apresentados no
Salão de Genebra

 


 A Bentley anunciou um conjunto de opções de luxo e de
atualizações nas características para a gama Continental - inserida nos Grande
Turismo de luxo – em que se destacam um desenho com um estilo renovado e ainda
maior potência, binário e prestações do seu modelo porta-estandarte, o Continental
GT Speed. Também a nova Limousine de luxo Flying Spur está agora disponível com o
potente e eficiente motor Bentley V8 de 4.0 litros com duplo turbocompressor.
Alteração com a qual o construtor de Crewe torna ainda mais atrativa esta Limousine
para um mais amplo leque de clientes dos modelos deste segmento de luxo. Os novos
modelos foram apresentados no Salão Automóvel de Genebra.
Continental GT Speed com potência e design melhorados
As capacidades dinâmicas do porta-estandarte Bentley Continental GT Speed foram
ampliadas ainda mais nesta versão 2014, nomeadamente numa melhoria das
prestações e nos seus inigualáveis e luxuosos níveis de acabamentos.


O emblemático motor W12 de 6.0 litros bi-turbo da Bentley levou ao limite as suas
capacidades, debitando agora uma potência de 635 CV (467 kW) e um binário
máximo sem precedentes de 820 Nm. O novo Bentley GT Speed Coupé atinge uma
velocidade máxima de 331 km/h, o que lhe possibilita passar a ser o modelo de grande
produção mais rápido jamais produzido pela marca, enquanto a melhorada variante
descapotável alcança os 327 km/h. A versão mais potente da gama Continental
apresenta um set-up do chassis “Speed”, evidenciando uma suspensão com mais baixa
geometria e maior rigidez, o que lhe permite oferecer os melhores níveis de
prestações e luxo disponíveis num modelo de Grande Turismo.
As prestações dinâmicas adicionais do modelo do topo da gama Continental são
complementadas com um visual ainda mais apelativo. Pela primeira vez, as formas do
marcante difusor dianteiro, as discretas embaladeiras laterais e o elegante difusor
traseiro possuem acabamentos com a mesma cor da carroçaria. O novo GT Speed
possui uma aparência ainda mais marcante graças ao acabamento em tonalidade escura
das jantes Speed de 21 polegadas, aos grupos óticos e aos farolins. As alterações
exteriores são ainda complementadas com pinças dos travões pintadas em vermelho e
uma elegante sigla cromada “Speed” nos guarda-lamas dianteiros, enquanto uma nova
cor para a carroçaria exclusiva desta versão – Candy Red – é acrescentada à paleta de
cores disponíveis.
O interior do GT Speed também apresenta alterações visuais, começando por uma
combinação de cores completamente nova e exclusiva dos modelos Speed. Partindo
de um interior numa só tonalidade escura foi acrescentada uma cor contratante nos
painéis das portas, nos painéis traseiros, na cobertura do tablier, na consola e na
alavanca de velocidades. Várias costuras também contrastantes são propostas em
opção em vários elementos do habitáculo; como uma nova opção surgem os
revestimentos diamante acolchoados com motivos em forma de losango nos bancos e
nas portas. A sigla Speed está bordada nos apoios de cabeça dianteiros e traseiros,
enquanto um subtil mas elegante e distinto “Speed” embeleza o tablier no lado do
passageiro.

 


Mais luxo para a gama Continental em 2014
Durante o ano de 2014, além do lançamento dos novos modelos Speed, serão
apresentadas diversas melhorias em toda a gama Continental. As opções são
propostas em separado, havendo agora sete pacotes distintos de especificações
disponíveis:
 Especificação Premier: realça o habitáculo do Continental com opções
adicionais de caracter tecnológico e de conforto. Inclui bancos ventilados e
com massagem, sistema de som de suprema fidelidade Naim for Bentley, uma
câmara de visão traseira, duplo apoio de braços dianteiro e chave de cortesia.
 Especificação de Desenho Interior: reúne o melhor dos artesões da
Bentley num habitáculo com o máximo nível de personalização. Inclui costuras
contrastantes em todo o habitáculo e tapetes com costuras em pele também
contrastantes. A aplicação opcional de “ponto cruz”, que necessita de um
trabalho artesanal de 37 horas e mais de 600 metros de linha, transmite-lhe um
nível inigualável em cada detalhe.
 Especificação GT Clássica: opção disponível para o modelo GT W12,
destinada a destacar os traços de desenho tradicionais com grelhas dianteiras
cromadas brilhantes, portas e painéis traseiros com zonas em verniz, o piso da
bagageira forrado da mesma cor do interior e a cobertura de arrumação da
consola central elaborada manualmente que realça o seu acabamento.
 Especificação “Quatro Estações”: aumenta ainda mais o nível de conforto
dos modelos Continental Convertible ao conduzir sem capota em dias mais
frios. Inclui aquecimento dos bancos na zona da cabeça, corta-ventos amovível
e um volante aquecido.
 Especificação Mulliner Driving: este pacote, disponível em todos os
modelos Continental, inclui um conjunto de características desportivas tais
como revestimentos diamante acolchoado com motivos em forma de losango
nos bancos e nas portas, alavanca de velocidades serrilhada, pedaleira em liga
perfurada e tampões “Jewel” nos depósitos de combustível e de óleo.
 Especificação desportiva GT V8 S: inclui travões cerâmicos em fibra de
carbono com pinças pintadas em vermelho, saídas dos tubos de escape
desportivas (Sports) e painéis em fibra de carbono no tablier.

 


 Especificação Mulliner Styling Clássica: este pacote, disponível para os
modelos GT W12 e GT Speed, acentua a elegante silhueta do Continental com
um difusor dianteiro, embaladeiras laterais e um difusor traseiro, todos
fabricados em fibra de carbono.
Os primeiros modelos da gama Continental começam a ser entregues no verão.
Flyung Spur: a melhor Limousine do mundo do segmento de luxo
O Bentley Flying Spur está equipado com um novo motor V8, oferecendo aos clientes
uma nova interpretação desta Limousine de luxo. Esta versão V8, que complementa o
porta-estandarte Flying Spur W12, permite a oportunidade de experimentar a
combinação de um modelo com uma carroçaria clássica, elegante, escultural e com
uma distinta construção artesanal com a mais avançada tecnologia. O Flying Spur V8
irá cativar novos clientes à Bentley, os quais desejem possuir um veículo Premium, em
relação à sua atual Limousine de topo de gama.
O consagrado motor V8 de 4.0 litros bi-turbo da Bentley desenvolve uma potência de
507 CV (373 kW) e um binário máximo de 660 Nm; valores que transmitem ao
Flying Spur V8 uma aceleração 0-100 km/h em 5,2 segundos e uma velocidade máxima
de 295 km/h. A estas impressionantes prestações haverá que acrescentar uma
autonomia de 840 quilómetros graças ao elevado nível de eficiência do motor, que
inclui o sistema de desativação dos cilindros, inteligente gestão térmica e sistema de
recuperação elétrico.
Como no caso do Flying Spur W12, o motor transmite a potência através de uma
transmissão automática ZF de 8 velocidades a um sistema de tração total permanente
que proporciona a melhor estabilidade, independentemente do piso da estrada ou das
condições meteorológicas. No novo Flying Spur V8, o conforto em andamento é um
fator de máxima importância. Como tal, a sua suspensão pneumática independente
computorizada maximiza a absorção dos impactos e o isolamento acústico.

 


O Flying Spur V8 diferencia-se do modelo mais musculado, a versão porta-estandarte
W12, em subtis detalhes de desenho. Os embelezadores das duplas saídas de escape
ovalizadas fazem recordar a presença da força motriz alternativa, enquanto a distinto e
célebre sigla alada da Bentley reluz ao centro com uma zona avermelhada que
caracteriza os modelos equipados com motores V8. As grelhas do para-choques
dianteiro apresentam um acabamento em preto, inserindo uma “wing” também em
preto.
O Flying Spur V8 possui a bordo um completo conjunto de características
tecnológicas, que lhe permitem ser o lugar ideal para trabalhar ou relaxar durante as
deslocações. Um inovador controlo remoto do ecrã tátil (Touch Screen Remote),
oculto num compartimento da consola central traseira que é aberta com um pequeno
toque num botão, permite controlar os sistemas de climatização e de entretinimento
do veículo desde o conforto proporcionado pelo lugares traseiros, enquanto a
especificação Multimedia opcional inclui um completo e ainda mais extenso sistema de
entretinimento desde os lugares traseiros.
O Flying Spur V8 apresenta uma combinação de cores interiores numa só tonalidade,
com inserções decorativas em madeira Dark Fiddleback Eucalyptus, um banco único
com três lugares, apoio de braço dianteiro, jantes em liga Classic de 19 polegadas com
acabamentos em preto e uma paleta de sete cores de pintura para a carroçaria,
enquanto para o interior podem ser eleitas quatro tonalidades.
Os clientes que desejem atualizar o seu Flying Spur V8 podem optar pelo
Flying Spur V8 Mulliner. A especificação Mulliner Driving inclui revestimentos
acolchoados em tonalidade diamante com motivos em forma de losango, alavanca de
velocidades serrilhada, pedaleira em liga perfurada, guarnições em pele com relevo,
tampões “Jewel” dos depósitos de combustível e de óleo e a sigla alada da Bentley
bordada em todos os apoios de cabeça. As jantes em liga de 20 polegadas pintadas
com cinco raios são de série, assim como o sistema «4+1» dos bancos traseiros, que
inclui assentos totalmente reguláveis com apoio lombar e aquecimento. A gama de
faixas envernizadas de série é ampliada para incluir os luxuosos acabamentos

 


Dark Stained Burr Walnut e Piano Black, estando ainda disponível uma gama completa de
17 cores de pele e quatro combinações de cores adicionais.
As primeiras unidades do Flying Spur V8 começam a ser entregues no decorrer da
próxima primavera.
Bentley Continental GT Speed
Motor
Tipo W12 de 6.0 litros com duplo turbocompressor
Potência máxima 635 CV (467 kW) / 6.000 rpm
Binário máximo 820 Nm / 1.700 rpm
Transmissão
Tipo
ZF automática tipo Quickshift de 8 velocidades e com
patilhas de mudanças integradas no volante
Tração
Permanente às quatro rodas com distribuição 40:60 à frente
e atrás
Relações de transmissão
1.ª: 4,71; 2.ª: 3,14; 3.ª: 2,1; 4.ª: 1,67; 5.ª: 1,29;
6.ª: 1,00; 7.ª: 0,839; 8.ª: 0,667
Relação final 2,85
Travões
Dianteiros
Discos ventilados de 405 mm (travões de disco
de 420 mm com orifícios perfurados transversais de
carbono/carboneto de silício opcionais)
Traseiros
Discos ventilados de 335 mm (travões de disco
de 356 mm com orifícios perfurados transversais de
carbono/carboneto de silício opcionais)
Jantes e Pneus
Jantes 9.5 J x 21”
Pneus 275/35 ZR 21
Direção
Tipo
ZF Servotronic de pinhão e cremalheira, assistida e variável,
dependendo da velocidade
Voltas de topo a topo 2,6 voltas
Diâmetro de viragem 11,3 m
Suspensão

 


Dianteira
Dupla forquilha com quatro fixações, suspensão pneumática
com auto nivelamento controlado por computador, barra
estabilizadora
Traseira
Trapezoidal multilink, suspensão pneumática com auto
nivelamento controlado por computador, barra estabilizadora
Amortecedores
Controlo contínuo do amortecimento, regulado para o
máximo rendimento dinâmico
Dimensões
Distância entre eixos 2.746 mm
Comprimento total 4.806 mm
Largura (da carroçaria) 1.944 mm
Largura (incluindo espelhos) 2.227 mm
Altura total 1.394 mm
Depósito de combustível 90 litros
Capacidade do porta-bagagens 358 litros
Peso sem carga (UE) 2.320 kg
Peso bruto do veículo 2.750 kg
Prestações
Velocidade máxima 331 km/h
Aceleração 0-100 km/h 4,2 segundos
Aceleração 0-160 km/h 9,0 segundos
Consumos (ciclo UE)*
Urbano 22,2 litros/100 km
Estrada 10,1 litros/100 km
Combinado 14,5 litros/100 km
Emissões de CO2 338 g/km
Controle de emissões EU 6
Bentley Flying Spur V8
Motor
Tipo V8 de 4 litros com doble turbocompressor

Potência máxima 507 CV (373 kW) / 6.000 rpm
Binário máximo 660 Nm / 1.750 rpm
Transmissão
Tipo
ZF automática tipo Quickshift de 8 velocidades e com
patilhas de mudanças integradas no volante
Tração
Permanente às quatro rodas com distribuição 40:60 à frente
e atrás
Relações de transmissão
1.ª: 4,71; 2.ª: 3,14; 3.ª: 2,1; 4.ª: 1,67; 5.ª: 1,29;
6.ª: 1,00; 7.ª: 0,839; 8.ª: 0,667
Relação final 2,85
Travões
Dianteiros
Discos ventilados de 405 mm (travões de disco
de 420 mm com orifícios perfurados transversais de
carbono/carboneto de silício opcionais)
Traseiros
Discos ventilados de 335 mm (travões de disco
de 356 mm com orifícios perfurados transversais de
carbono/carboneto de silício opcionais)
Jantes e Pneus
Jantes 9.0 J x 19”
Pneus 275/45 ZR 19
Direção
Tipo
ZF Servotronic de pinhão e cremalheira, assistida e variável,
dependendo da velocidade
Voltas de topo a topo 2,8 voltas
Diâmetro de viragem 12,1 m
Suspensão
Dianteira
Dupla forquilha com quatro fixações, suspensão pneumática
com auto nivelamento controlado por computador, barra
estabilizadora
Traseira
Trapezoidal multilink, suspensão pneumática com auto
nivelamento controlado por computador, barra estabilizadora
Amortecedores
Controlo contínuo do amortecimento, regulado para o
máximo rendimento dinâmico
Dimensões
Distância entre eixos 3.066 mm
Comprimento total 5.299 mm
Largura (da carroçaria) 1.976 mm

Largura (incluindo espelhos) 2.208 mm
Altura total 1.488 mm
Depósito de combustível 90 litros
Capacidade do porta-bagagens 475 litros
Peso sem carga (UE) 2.425 kg
Peso bruto do veículo 2.972 kg
Prestações
Velocidade máxima 295 km/h
Aceleração 0 a 100 km/h 5,2 segundos
Aceleração 0 a 160 km/h 11,2 segundos
Consumo (ciclo UE)*
Urbano 15,6 litros/100 km
Estrada 8,1 litros/100 km
Combinado 10,9 litros/100 km
Emissões de CO2 254 g/km
Controles de emissões EU 6
* Os valores de consumo de combustível são provisórios e estão sujeito à homologação tipo.
Bentley Continental_GT_SpeedBentley Continental_GT_Speed_ConvertibleBentley Flying_Spur
PR BENTLEY

 

TESTES PRODUTIVOS PARA ALBUQUERQUE

 

Testes produtivos para Filipe Albuquerque no Estoril

 

Os dois dias de testes de Filipe Albuquerque no Autódromo do Estoril ao volante do Zytek LMP2 da JOTA com que vai disputar esta época o European Le Mans Series foram bastante produtivos, especialmente o dia de hoje, onde as condições atmosféricas ajudaram ao desenvolvimento de todo o trabalho.

 

Cerca de 80 voltas ao Circuito do Estoril serviram para Filipe Albuquerque conhecer a sua nova máquina ao mesmo tempo que testou várias soluções que ajudaram a encontrar um compromisso base que se ajuste a si e aos seus companheiros de equipa, Simon Dolan e Harry Tincknell.

 

"Foi um teste muito importante para mim e para toda a equipa. Foi a melhor forma de nos conhecermos. Ficámos a perceber que formamos uma equipa bastante coesa em termos de andamento e que temos a mesma forma de trabalhar no que toca a afinação do carro. São premissas importantes", começou por referir Filipe Albuquerque.

 

Os três pilotos dividiram a condução do Zytec em 'stints' mais curtos no primeiro dia e mais longos durante o dia de hoje: "Encontrámos uma boa base de trabalho. Focamos muito do nosso trabalho no teste aos pneus que também correram bem. Há claro, ainda muito trabalho a fazer, mas o primeiro passo foi dado e acredito que estamos no bom caminho para iniciarmos o campeonato ao melhor nível", continuou Albuquerque.

 

Este teste serviu também a Filipe para revalidar a opinião que têm condições para discutir o título: "Apesar de sermos pilotos com experiências distintas, o Simon Dolan tem vários anos de corridas de resistência pese embora seja um Gentleman Driver, o Harry Tincknell vem da F3 e é o mais inexperiente e eu trago todo o 'background' da Audi, acho que temos todas as condições para lutar pelo título. Estou bastante entusiasmado com este Campeonato, que é bastante interessante e que me vai ajudar a preparar da melhor forma possível as 24h de Le Mans", referiu Albuquerque que este ano vai competir em carros tão variados como o Audi R18, Zytec e Audi R8 das categorias LMP1, LMP2 e GT respectivamente. Uma vantagem e que demonstra bem a polivalência e capacidade de adaptação do piloto luso.

 

Agora que o teste terminou no Estoril, tempo de Albuquerque mudar o 'chip' e enfrentar as 12h de Sebring nos Estados Unidos este fim-de-semana aos comandos do Audi R8 da Flying Lizard.

 

 estoril albuquerqueestoril albuquerque1estoril albuquerque2

 

NOVO CLASSE V

 

Preços de comercialização do novo Classe V

 

Na estreia mundial do novo Mercedes-Benz Classe V, no complexo olímpico de Munique, a Mercedes-Benz apresentou o seu mais recente modelo de maiores dimensões da sua família dos veículos ligeiros de passageiros. Com o novo Classe V, a Mercedes-Benz redefine as referências no segmento nomeadamente em relação aodesign, conforto, versatilidade, eficiência e segurança.

 

Com o seu lançamento no mercado Português, o novo Classe V estará disponível com um motor turbo-diesel tecnologicamente avançado com duas versões de potência. O motor de quatro cilindros com 2,1 litros está disponível nas versões com 163 cv (120 kW) e 190 cv (140 kW). O motor, com designação interna OM 651, comprovou o seu valor em quase todos os modelos da Marca, desde o Classe A até ao Classe S. Os engenheiros da Mercedes-Benz melhoraram-no especificamente para o novo Classe V, tendo-se focado na combinação do desempenho superior de um motor de seis cilindros com a eficiência exemplar de um motor de quatro cilindros. No modelo topo de gama V 250 BlueTEC, isto resulta numa gama de binário e de potência comparável ao do anterior turbo-diesel V6 de três litros, apesar de o novo veículo consumir até 28% menos de combustível e cumprir, graças ao BlueTEC, a norma de emissões Euro 6.

 

O novo Classe Vencontra-se disponível para o mercado nacional com duas motorizações Diesel, que apresentam os seguintes valores de comercialização:

 

Modelos

Cilindrada

Transmissão

Potência

Preços (IVA incluído)

V 220 CDI

2.143cc

Caixa manual 6 velocidades

163cv

49.575

V 220 CDIAvantgarde

2.143cc

Caixa manual 6 velocidades

163cv

57.095

V 250 BlueTEC

2.143cc

Caixa automática

190 cv

54.879

V 250 BlueTECAvantgarde

2.143cc

Caixa automática

190cv

62.400

 Classe V_1Classe V_2Classe V_3

 

MEO SUDOESTE

MEO Sudoeste


#TUSOVIVES1X

Elenco de luxo na Noite de Receção ao Campista:

 

#DimitriVegas&LikeMike
#MartinGarrix
#JayHardway
#PedroCazanova

#MEOSW #6A10AGOSTO2014
#ZAMBUJEIRADOMAR
#10DIASCAMPISMOGRATIS



www.meosudoeste.pt | www.facebook.com/meosudoeste

 

 

Do primeiro ao último minuto, do acorde de boas vindas àquele que marca a despedida, tudo conta no MEO Sudoeste. Por isso, o arranque da 18ª edição do maior Festival de verão português na Noite de Receção ao Campista, faz-se com um elenco de luxo dos melhores Djs da actualidade.

A confirmar a qualidade destas primeiras horas de festa, uma dupla que é das mais solicitadas pelos fãs do maior festival de verão: a dupla belga Dimitri Vegas & Like Mike. DJ’s residentes do maior festival de música electrónica do mundo – o Tomorrowland - vão atuar no MEO Sudoeste para abrir em grande a 18ª edição do Festival. Com um sólido 6º lugar na lista de melhores DJ’s do mundo, Dimitri Thivaios e Michael Thivaios  são já um caso sério a nível planetário e vão levar Zambujeira do Mar ao rubro.

Um dos Djs do momento, novíssimo e de talento incrivelmente precoce, chama-se Martin Garrix. Com o tema “Animals” foi nº1 em Inglaterra, Bélgica e Holanda, atingindo o top 5 de outros países como Espanha ou Alemanha. É um dos nomes mais falados na cena electrónica actual e promete confirmar o seu génio na primeira noite de música no MEO Sudoeste de 2014.

Outro jovem, mas já de créditos firmados e colaborador assíduo de Martin Garrix, tendo o tema “Wizard” como grande cartão-de-visita é Jay Hardway. Igualmente músico (baterista) e produtor, tem sido elogiado por gigantes como Tïesto, Fatboy Slim, Hardwell, R3hab, entre outros.

De Portugal, o experiente DJ lisboeta Pedro Cazanova. Com mais de 15 anos de carreira, tem passado pelos melhores clubes nacionais, tendo tocado muitas vezes no estrangeiro. Domina com mestria o House, mas navega com competência por outras águas como o funky. Caber-lhe-á a responsabilidade de abrir a primeira noite do 18º MEO Sudoeste.
 

De 1 a 10 de agosto, as melhores férias do verão, com a melhor música do momento porque…

#TUSOVIVES1X!

 

Já confirmados:

6 de Agosto (Noite de Receção ao Campista):

Dimitri Vegas & Like Mike, Martin Garrix, Jay Hardway, Pedro Cazanova
 

Dia 7 de Agosto
Hardwell, John Newman, Tom Odell

Dia 9 de Agosto
Jamie Cullum

 

Mais novidades a anunciar brevemente.

 

Novas confirmações


 

Dimitri Vegas & Like Mike

Bio

Da pequena e desconhecida cidade belga Willebroek para o mundo, a dupla de irmãos Djs Dimitri Vegas e Like Mike estão, como se costuma dizer, no topo da cadeia alimentar – se a metáfora servir para as coisas da electrónica. Passam pelos melhores clubes do planeta – Pacha de Ibiza e Nova Iorque, Mansion em Miami, Ministry of Sound em Londres, entre outros -, e são hoje DJs residentes do maior festival de música electrónica do mundo, o Tomorrowland. Estão nos lugares cimeiros das tabelas que avaliam o djing mundial e por onde passam arrastam multidões devotas e ávidas do seu som.

Sites e Vídeos

Site Oficial

Facebook


 
  Dimitri Vegas & Like Mike Live @Tomorrowland
 

 

Martin Garrix

Bio

Tem apenas 17 anos e, tal como muitos outros jovens da sua idade, segue a rotina dos estudos e de muitas outras dinâmicas correspondentes à sua condição etária. No entanto, muito depois do sol se pôr, Martin Garrix distingue-se dos demais, porque, dentro de uma cabine de DJ, há poucos como ele. Com Jay Hardway co-produziu os hits “Error 404” e “Wizard”, mas o seu maior êxito chama-se “Animals”. O tema foi nº1 em Inglaterra, Bélgica e Holanda, atingindo o top 5 de outros países como Espanha ou Alemanha. Martin Garrix domina igualmente a arte da remistura, arriscando com ousadia reinventar temas originais de Dimitri Vegas, Like Mike e Sander van Doorn. Um talento precoce para conhecer no MEO Sudoeste.


 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook


 
 Animals
 

 

 

Jay Hardway

Bio

O talento de Hardway revelou-se cedo. Como baterista, produtor ou DJ, as qualidades do jovem artista holandês têm sido reconhecidas pelos seus pares, como Tiesto, Fatboy Slim, Hardwell, R3hab, entre outros – até há pouco tempo deuses inspiradores – e os temas trabalhados a meias com Martin Garrix, “Error 404” e “Wizard”, têm tido um fenomenal sucesso nas pistas de dança, escalando os lugares cimeiros de plataformas como o Beatport, e conquistado milhões de visualizações no YouTube. Através de assíduos podcasts ou de energéticas perfomances ao vivo como DJ, Jay Hardway começa a tornar-se num fenómeno que importa conhecer.
 

 

 

 

 

Sites e Vídeos

Site Oficial

Facebook


 Error 404

Pedro Cazanova

Bio

Mestre do House, Cazanova, DJ alfacinha, iniciou-se nas cabines em 1997. Desde então, tem percorrido os mais reconhecidos clubes portugueses – tocou igualmente em diversos países estrangeiros - e partilhado pratos com nomes nacionais e internacionais como, Dennis Ferrer, Miguel Migs, Copyright, Claude Monnet, Shovell, Kentphonik, Dj Vibe, Carlos Manaças, Xl Garci, entre outros. Experiente, com carreira sólida e elogiada, já venceu alguns prémios que confirmam os seus atributos: Noite.pt para DJ Revelação e para “Melhor Dance” (por ‘Selfish Love’) e “DJ Revelação”.
 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook



Selfish Love

 

 

Informação de Bilhetes


 

Preço dos Bilhetes

Passe 5 dias €95;
 

Bilhete Diário €48;
 

Fã Pack Exclusivo FNAC, edição limitada com passe 5 dias: €70.

MUSICard CP: €125

Locais de Venda

www.blueticket.pt - Call Center 707 780 000, No Facebook em www.facebook.com/blueticketbilhetes, lojas FNAC,  lojas Worten, El Corte Inglês, Centros Comerciais Dolce Vita, Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Abep, Agência Alvalade, Estações de Correios, www.ctt.pt, lojas Media Markt, Bilheteiras MEO Arena, Turismo de Lisboa, MMM Ticket, C. C. Mundicenter e U-Ticketline (ISCTE) www.ticketline.pt - Reservas e informações 1820 (24 horas) | A partir do Estrangeiro ligue +351 21 794 14 00 | Mobilidade condicionada ligue +351 21 780 36 70, delegações ACP.

 Em Espanha: www.breakpoint.es

 

PROGRAMA FIDELIZAÇÃO MY PEUGEOT

 

Programa de Fidelização MyPeugeot


Peugeot renova o seu Cartão Cliente com novas vantagens


A Peugeot Portugal está a implementar o novo Programa de Fidelização «MyPeugeot»,
um pacote de conteúdos e vantagens que visa incrementar os níveis de satisfação e,
consequentemente, de fidelização dos seus clientes para com a Marca. Com uma
reformulação do Cartão Cliente existente, o novo Cartão MyPeugeot, permite ao cliente
aceder a vantagens exclusivas, sendo de destacar o desconto em combustível de 5
cêntimos / litro na rede de estações da Repsol.
A Peugeot Portugal está a lançar o Programa de Fidelização MyPeugeot, através do qual
pretende criar uma relação mais próxima com os seus clientes. Para o efeito, foi criado um
programa que contempla um alargado conjunto de benefícios com vista a cativar os seus
clientes, garantindo-lhes uma maior satisfação ao longo de toda a sua associação com a
Marca. A destacar a parceria com a Repsol que atribui um desconto de 5 cênt por litro em
combustíveis nas estações de serviço aderentes.
"Queremos com este programa estar mais próximos dos nossos clientes. Queremos
conhecê-los, acompanhá-los e acima de tudo saber responder às suas necessidades em
cada momento, garantido algo fundamental para nós: a sua satisfação. O nosso objectivo
passar por criar relações fortes e duradouras com os nossos clientes, concedendo-lhes
benefícios que os aliciem a permanecer na Marca, quer nas operações de após-venda, quer
na renovação das viaturas actuais", explica Nuno Marques, Director de Marketing da
Peugeot Portugal.


O programa MyPeugeot em resumo


O programa MyPeugeot é baseado na conjugação de duas ferramentas, o espaço pessoal
MyPeugeot (acessível pelo endereço mypeugeot.peugeot.pt) e o Cartão MyPeugeot.
O espaço pessoal MyPeugeot possibilita ao Cliente o acesso a diversas informações:
consulta do histórico de operações realizadas e das operações previstas com alertas
automáticos, marcação online de visitas à oficina, consulta de contratos (Peugeot Service,Programa MyPeugeot_-_Todos_Km_contam
de financiamento, etc), informação útil sobre a viatura do Cliente (manual de bordo,
vídeo,etc) entre muitas outras.
O novo Cartão MyPeugeot, associado ao programa, é transversal a todas as actividades
da Marca e está intimamente ligado ao cliente e não à viatura em particular. A adesão ao
Cartão MyPeugeot é totalmente gratuita e garante, de imediato, ao cliente um conjunto de
vantagens, traduzidas numa oferta inicial de 100 pontos, a acumular com os que forem
obtidos em função dos gastos feitos na rede Peugeot. Garantem depois acesso a
descontos em factura nas operações em oficina, bem como nos acessórios no 1º ano da
viatura e acesso a campanhas personalizadas. Adicionalmente, a Peugeot aposta num
Preço Garantido para o Cliente MyPeugeot em determinados serviços de após-venda.
Como grande mais valia, o Cartão MyPeugeot garante um desconto de 5 cênt/litro em
combustível nas estações de serviço Repsol aderentes, podendo ser acumulado com as
promoções em vigor nos pontos de venda.
Todos os detalhes do Programa de Fidelização MyPeugeot estão disponíveis para
consulta em serviço.peugeot/cartão-mypeugeot ou na Rede de Concessionários e
Reparadores Autorizados Peugeot.

 

GALP FROTA BUSINESS

 

Galp Frota Business dá descontos no combustível a empresas do sector agrícola

 


A Galp Energia aumentou a família de cartões Galp Frota Business com o lançamento do Galp Frota Business Agrícola, um cartão que permite às empresas do sector agrícola com frotas de pequena e média dimensão acederem a descontos adicionais na aquisição de combustíveis.
Este cartão atribui descontos imediatos entre os 4 e os 6 cêntimos por litro no gasóleo agrícola, enquanto nos combustíveis rodoviários atribui os mesmos descontos do Galp Frota Business. Em ambos os casos, os descontos aumentam com os volumes de consumo.
O Galp Frota Business Agrícola não tem qualquer custo de adesão e está acessível aos titulares do cartão microcircuito emitidos pelo Ministério da Agricultura e do Mar, que permite o abastecimento de gasóleo agrícola. O cartão pode ser utilizado nos postos aderentes em Portugal Continental. Os descontos não são acumuláveis com outras campanhas em vigor.
Este cartão vem fortalecer e ampliar os descontos que a Galp Energia oferece aos seus clientes regulares. Até fevereiro, já tinham sido emitidos cerca de meio milhão de cartões e vendidos mais de 130 milhões de litros de combustível que usufruíram de descontos Galp Frota Business.
Conheça todas as vantagens e condições do Galp Frota Business Agrícola em www.galpenergia.com.

 

OBSERVADOR CETELEM

 

Estudo Observador Cetelem analisa mercado automóvel na Europa

Crédito: meio de financiamento automóvel

ideal para os portugueses

 

 

 

O recurso ao crédito impõe-se como uma solução quase incontornável para financiar a compra de carro: para os consumidores portugueses, o meio de financiamento ideal do automóvel é o crédito (63%), em todas as suas formas: crédito clássico, mas também locação (ALD, LEA). Conclusões de um estudo do Observador Cetelem que revela que, neste ponto, Portugal segue a tendência europeia.

 

68% dos europeus escolhem optar pelo crédito na hora de comprar carro. Menos de um em cada três prefere comprar o seu veículo a pronto, mas os Britânicos (47%) e os Alemães (42%) são mais favoráveis a esta solução do que os seus vizinhos. A compra do automóvel totalmente a crédito seduz mais os Turcos (23%), os Italianos (15%), os Espanhóis e os Alemães (14%). O recurso ao crédito é mais sistemático entre os Turcos (88%), os Italianos (77%) e os Espanhóis (75%).

 

No caso específico de Portugal, quando questionados sobre qual o meio ideal de financiamento automóvel, 37% dos consumidores indica que a “compra a pronto” é a melhor das opções. Os restantes referem diferentes opções de crédito: uma parte considerável refere a “compra mista” (28%), ou seja, pagar uma parte a pronto e outra a crédito. Os restantes dividem-se entre o “leasing” (18%), a “compra 100% a crédito” (10%) e o “ALD” (7%).

 

«Para financiar um bem automóvel, o recurso ao crédito ou ao aluguer aparecem como soluções interessantes aos olhos dos europeus em geral e dos portugueses em particular. Estas formas de financiamento são, para certas famílias, os únicos meios de acesso ao automóvel; para outras é talvez uma oportunidade para subirem de gama, saltarem para o mercado dos veículos novos, anteciparem uma compra ou simplesmente evitarem recorrer à poupança bloqueada ou remunerada» afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem

 

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões, para o Caderno Automóvel 2014, foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de novembro de 2013, em oito países da Europa (Alemanha, França, Itália, Portugal, Espanha, Bélgica, Reino Unido e Turquia), com amostras representativas das populações nacionais (pelo menos 600 pessoas por país), num total de 4.830 pessoas questionadas pela Internet.

 

 

RICARDO MARQUES VENCE

 

Ricardo Marques garante primeira vitória do ano e lidera Campeonato

 

RICARDO MARQUESRICARDO MARQUES.jpg_2RICARDO MARQUES.jpg_5RICARDO MARQUES.jpg_6
Com apenas duas provas realizadas no seu novo Peugeot 208 R2, a dupla Ricardo Marques e Paulo Marques não podia
estar mais satisfeita com o balanço final do Rally Cidade de Guimarães, a segunda ronda do Campeonato Nacional de Ralis.
A prova em piso de asfalto marcou um novo desafio para a dupla, já que foi a estreia com este carro neste tipo de piso.
Preparando bem o rali, com alguns testes muito produtivos em termos de setup, a dupla entrou logo a vencer na Super
Especial de sexta feira à noite, completamente repleta de público, o que torna esta especial citadina num sucesso.
No verdadeiro dia de prova entraram ao ataque, reforçando a sua liderança nos RC4, rodando já dentro dos 10 primeiros.
Ao longo da manhã foram sempre acumulando vantagem, que lhes permitia terminar assim a secção na liderança dos RC4
e partir para as ultimas 4 especiais centrados em não deixar fugir esta vitória.
Durante a tarde voltaram a estar em pleno com um andamento forte, gerindo da melhor forma a sua corrida, contando
com um Peugeot 208 perfeito, que acabou por os levar ao lugar mais alto do pódio, garantindo assim o primeiro triunfo
nos RC4.
Como nos refere o piloto de Vieira do Minho “Conseguimos fazer um bom trabalho de casa para esta prova. Os testes
correram bem, conseguimos evoluir ainda mais na adaptação ao 208, pelo que a confiança em prova foi muito maior.
Entramos logo ao ataque, tudo foi correndo em pleno, o carro esteve excelente, e dou os meus parabéns à AR Vidal Racing
pelo excelente carro que nos propuseram para este rali. Ficamos muito satisfeitos com o desempenho do novo pneu que a
Michelin dispõe, já dentro do novo regulamento FIA e desta forma foi um justo prémio para toda a equipa termos
alcançado este triunfo. Parabéns ainda a toda a organização do Rally e à Rádio Alto Ave pelo excelente trabalho de
cobertura da prova.”
Com este resultado, o piloto assume a liderança do Campeonato Nacional de Ralis RC4, estando já centrado em preparar a
sua próxima prova. “Está a ser um bom inicio de época, mas queremos evoluir ainda mais. Com mais testes, mais
quilómetros com o carro acredito que podemos ir ainda mais além, pelo que vamos trabalhar ao máximo para estar
melhores na próxima prova. Aproveitamos ainda para agradecer uma vez mais aos nossos patrocinadores Magellan, Grupo
Mare Nostrum e Navegador, por terem acreditado neste projecto. Sem eles, esta época não seria possível”, concluiu
Ricardo Marques.
A equipa prossegue o Campeonato com a realização de mais uma edição do Sata Rally Açores, estando ainda a ser
estudada a possibilidade de alinhar numa prova extra, antes da prova em Ponta Delgada.

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

Bangkok


Pelas dez e meia da manhã deixei Siem Reap em direção à fronteira com a Tailândia. Quase que uma única recta de 150 Km em bom piso levam-nos até Krong Paoy Paet.
Passava pouco de meio dia quando aí cheguei. O homem que tratava do Carnet estava a almoçar mas dez minutos depois apareceu e rapidamente carimbou o documento. Ao chegar à secção de passaportes com a moto deparei com uma enorme fila de turistas, acabados de descarregar de uma camioneta. Um dos guardas fronteiriços propôs-me carimbar o Passaporte por seis dólares. Ofereci-lhe cinco e quando lhe passava o dinheiro para a mão surgiu o chefe que, com o ar mais natural do mundo, pegou nas notas que estavam na mão do entristecido homem, colocou-as dentro do Passaporte e partiu, regressando dois minutos depois com o carimbo de saída colocado.
Passei para a parte Tailandesa. Dois rapazes, um com os seus vinte anos e outro de uns trinta, estavam sentados por trás de uma mesa ao ar livre. Comandavam uma cancela manual que abriam e fechavam de vez em quando, não percebi bem com que critério. Carros, camiões ou pequenas motos, todos tinham que carimbar um papel e passaporte junto destes homens. No meio da mesa um cesto para as gorjetas, à vista de todos, em que quase toda a gente que por ali passava colocava ora moedas ora uma nota, neste caso retirando, pelas próprias mãos, o troco em moedas do cesto, conforme o que cada um achava justo. Os dois homens só olhavam para o cesto quando começava a ficar cheio de notas. Nessa altura o mais velho pegava no molho e colocava-as num saco que tinha ao lado da mesa.
Não senti que quem não contribuísse para o cesto fosse tratado de forma diferente. Influencia sim, teve a farda de um oficial superior a passar com um amigo, sem deixar gorjeta, que deixou os rapazes nervosos e apressados.
Tive que ali ficar à espera, durante duas horas, de um seguro que me obrigaram a fazer para a moto, por não aceitarem o internacional que trazia, e assisti em direto e a cores em como aquele dinheiro das gorjetas serviu não só para pagar a um fornecedor de Tabaco que apareceu com três pacotes de 20 maços para o rapaz mais velho como para quando ele enviou outro empregado carregar-lhe o telemóvel. O dinheiro com que paguei o seguro, que um suposto empregado da companhia veio trazer, também foi para dentro do saco azul.
Passava das três da tarde quando finalmente passei a fronteira e parti a caminho de Bangkok, a 250 Km de distancia. A estrada era boa mas, à medida que me aproximava da cidade, o transito intensificava-se até que, a uns cinquenta quilómetros, se começam a formar enormes filas que consegui ir passando mas muito devagar.
Entrei em Bangkok já de noite. É como uma cidade europeia mas mais espalhada em extensão e menos em altura. A Tailândia tem uma economia muito diferente da dos últimos países por onde passei até ali chegar. Fui ter a casa de uns amigos onde tinha combinado deixar a moto durante os próximos seis meses, até regressar à viagem. No dia seguinte, véspera de apanhar o avião para Lisboa, fiquei a tratar de lavar a moto, guardá-la na garagem, desligar a bateria e lavar fato, botas e capacete, que estavam num estado lastimoso.
Entretanto, desde o dia que passei na floresta do Cambodja estava com uma dor no ombro direito que pensei ser resultado de um desastre que tinha tido na marginal há cerca de um ano, que ainda tem dado dores, esporadicamente. Mas esta dor de agora agravava-se de dia para dia e ontem, depois do duche, reparei numa espécie de sinal, alto, que não me lembrava de ter. Tinha uma ponta solta de maneira que lhe dei um puxão forte para o conseguir arrancar. Era uma carraça, que se alimentara do meu corpo nos últimos cinco dias.

 

AUDI E A LIGAÇÃO A SEBRING

AUDI E A LIGAÇÃO A SEBRING

 

Esta é sem duvida algaudi1audi2audi3audi4audi5audi6audi7audi8audi9audi10uma uma pista querida para a Audi, onde tem vencido ao longo dos ultimos anos, na qual neste grupo de imagens pode-se ver as máquinas ganhadoras.

 

ACIDENTE JOSÉ PEDRO FONTES

ACIDENTE JOSÉ PEDRO FONTES

 

O piloto do Porto não teve muita sorte na estreia do seu Porsche no rali de Guimarães, quando foi opbrigado a desistir, depois de ter batido, conforme as imagens da autoria de Rui Reis, que ilustra assim este momento decisivo, e que hipotecou todas as hipóteses de Fontes poder aspirar à vitória.

 

Fotos de Rui Reis - www.velocidadeonline.comacidentejpf-byruireisacidente1acidente2

 

MEIRELES VENCE EM GUIMARÃES

MEIRELES VENCE EM GUIMARÃES

 

 

Apenas 0,3 segundos foi a diferença que permitiu a Pedro Meireles ao volante do seu Skoda vencer o rali de Guimarães, conseguindo bater  João Barros e Adruzilo Lopes que completaram assim o pódio.

 

Fotos de Be Pe Motorsport, e Raurino Monteiro - www.velocidadeonline.comgui1gui2be pe_motorsportphotosgui3gui4gui5gui6gui7gui8gui9gui10gui11gui12gui14gui15gui16gui17gui18gui19gui20gui21gui22gui23gui24gui25gui26gui27gui28gui29gui30gui31gui32gui33gui34gui35gui36gui37gui38gui39gui40gui40gui41gui42gui43gui44gui45gui46gui47gui48gui49gui50gui51gui52gui53gui54gui55gui56gui57gui58gui59gui60gui61gui62gui63gui64gui65gui66gui67gui68gui69gui70gui71gui72gui100gui101gui102gui103gui104gui105gui106gui107gui108

 

RECORDAR É VIVER

RECORDAR É VIVER

 

 

Hoje recordamos o violento acidente protagonizado em 1987 no circuito de Vila Real, onde envolveu o BMW 635 de Manuel Facid1acid2acid3acidvilareal1987ernandes e o BMW M 3 de Pequepê, que felizmente não feriu com gravidade nenhum dos pilotos, o mesmo não se pode dizer  dos carros que ficaram em péssimo estado, conforme imagens da época.

 

OGIER VENCEU NO MÉXICO

RALIDO MÉXICO

 

SEBASTIEM OGIER VENCEU RALI DO MEXICO

 

Pelos vistos a Volkswagen continua a não ter oposião ao seu nivel, ao rubricas mais uma vitória no Mundiald este ano, por sinal a 3ª .A surpresa desta jornada, foi o desempenho da Hyundai que acabou com Neuville na 3ª posição, tendo á sua frente o outro Polo de Latvala.

 

Para não deixcar de varirar, Kubica acabou por capotar de novo, numa prova para esquecder um pouco para a Ford e Citroenmex1mex2mex3mex4mex5mex6mex6mex7mex8mex9mex10mex11mex21mex22mex23mex24mex25mex30mex31mex200mex201mex202mex203mex204mex206mex207mex208mex209mex210mex211mex212mex214mex215mex300mex301mex302mex400mex401mex404mex405mex406mex407mex408mex409mex410mex411mex412mex414mex500mex501mex502mex503mex504mex505mex507mex508mex509mex512mex600mex601

 

ALBUQUERQUE JÁ RODOU NO ESTORIL

 

 

IMG 3779_2

Filipe Albuquerque já se estrou com o Zytek LMP2 da JOTA no Estoril

Teve lugar hoje, no Autódromo do Estoril, o primeiro contacto de Filipe Albuquerque com o Zytek LMP2 da JOTA com que vai disputar esta época o European Le Mans Series, programa de preparação para as 24h de Le Mans com o Audi R18.

Um dia dedicado à adaptação ao carro e a toda a estrutura técnica que o irá acompanhar ao longo de toda a época: "Fiz vários 'stints' de 5 a 10 voltas cada para ir conhecendo o carro e o seu comportamento. Essa foi a principal preocupação para o dia de hoje", disse o piloto português que dividiu a condução do monolugar com os seus companheiros de equipa Simon Dolan e Harry Tincknell.

Habituado a carros tão distintos como o Audi R8 e o Audi R18, Filipe não escondia a satisfação de: "Estar a pilotar um carro que não é fechado. Foi um 'deja vu' engraçado. Há muito tempo que não sentia a chuva a bater-me no capacete. O dia de hoje teve essa particularidade".

No que diz respeito ao carro propriamente dito: "É muito distinto do Audi R18 que é munido de tecnologia altamente avançada. Tudo é diferente, quer em termos de aerodinâmica, controle de tracção, etc. O Zytek tem a direcção e o acelerador mais pesados. É um carro que obriga a um período de adaptação que acho foi conseguido ao longo do dia de hoje. Amanhã estaremos novamente todo o dia em pista e o trabalho será outro", disse Filipe Albuquerque com a certeza: "Que este programa não poderia ser melhor. Vai ser crucial para a minha preparação para as 6h de Spa e as 24h de Le Mans com o Audi R18 e-tron quattro", concluiu.

Amanhã Filipe Albuquerque estará novamente em pista no Circuito do Estoril das 9h às 18h antes de partir na terça-feira para os Estados Unidos para disputar as 12h de Sebring.

 

 

 

SUCESSO NO RALI MORRETES

morretes2


O Rally de Morretes Foi um Sucesso.

A primeira etapa do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade disputada no litoral do estado foi um sucesso. Totalmente aprovada por pilotos e navegadores, que voaram baixo nos 64km de competição.

 

A novidade dessa etapa foi o piso. Todas as especiais foram no asfalto, nas estradas próximas a Serra do Mar, que alternavam entre curvas abertas e retas longas. Nós não estamos acostumados com especiais só de asfalto, foi muito gostoso o rally, bastante técnico. comentou Mirtillo Trombini.

A média de velocidade foi muito alta, um show de pilotagem para o público que compareceu para prestigiar o evento.

Para o piloto Luccas Arnone a prova também estava perfeita Um rally muito diferente, inteiro de asfalto, primeira vez que tem no Brasil uma etapa 100% de asfalto. Uma novidade para todo mundo. A estrutura do rally está fantástica, os trechos muito bem fechados, a população está comparecendo para assistir, muito legal o apoio do público

Dos 14 competidores que largaram na primeira especial, 11 completaram até a 7° e última especial. Segundo Marcos Marcola o grid estava acima da expectativa. “ Estão reunidos aqui 5 dos melhores pilotos do Brasil, é uma satisfação correr no Campeonato Paranaense de Rally

Na categoria CBR 2 o vencedor foi Rafael Túlio / Gilvan Jablonski que completaram as 7 especiais com o tempo de 0:28:23.1, seguido pela dupla Marcos Marcola / Gilson Rocha que chegaram 24 segundos atrás, e em terceiro Heitor Pavesi / Felipe Costa.

O campeão da categoria CBR2, Rafael Túlio conta que  foi um rally diferente “Super legal, estou gostando de andar no asfalto. É um rally diferente, um rally que a gente quase não anda. Não temos muita tradição no Brasil de rally de asfalto, como temos na Europa, mas estamos começando a ter uma tradição, com essa prova de Morretes"

Na categoria CB3 os mais rápidos foram: Marco Malucelli / Guilherme Trombini que completaram a prova com o tempo de0:29:03.1, segundos por Hamilton de Castro / Tony Matias e em terceiro Jeann Schaicoski / Jefferson Valdes. 

O Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade continua dia 15 de maio em Ponta Grossa

Para a realização do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade, o RPMC conta com apoio da Chronosat Cronometragem, WZ Studio e Cross Brasil.

 

Resultados:

CBR2

1 - RAFAEL TULIO / GILVAN JABLONSKI 

2 - MARCOS MARCOLA / GILSON ROCHA

3 - HEITOR PAVESI / FELIPE COSTA

4 - JEAN PIMENTEL / THIAGO OSTERNACK

5 - LUCCAS ARNONE / ANDREY KARPINSKI

NC - MAURICIO NEVES / LEANDRO FERRARINI

 

CBR3

 

1 - MARCO MALUCELLI / GUILHERME TROMBINI 

2 - HAMILTON DE CASTRO / TONY MATIAS

3 - JEANN SCHAICOSKI / JEFFERSON VALDES

4 - LEONARDO ZETTEL / FREDERICO ZETTEL

5 - MARCOS TOKARSKI / KANA RIBEIRO

6 - OSMAN DIDI / MURILO HEKAVE

NC - MIRTILLO TROMBINI / RAFAEL 

NC - PERCI HULTMANN /

 

CONVIDADOS:

1-  MARCELO LEANDRO / LUAN ROSSI 

 

Acompanhe todas as notícias e informações pelos nossos canairno oficiais:

www.rallypr.com.br

https://www.facebook.com/RallyPR

www.twitter.com/RallyParana

http://instagram.com/rallyparana

 

Calendário do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade.

 

07 de Março – Rally de Morretes
15 de Maio – Ponta Grossa
12 de Julho – Rally de Balsa Nova
19 de Setembro – Rally de Cascavél
08 de Novembro – Local a definir
05 de Dezembro – Rally de Curitiba

 Foto: Rafa Bonilha

 

 

GAGO TERMINOU EM SEGUNDO

 

Diogo Gago segundo em Guimarães

 

Diogo Gago e Jorge Carvalho levaram o Citroen C2 R2 ao segundo posto das duas rodas motrizes nacionais no Rali Cidade de Guimarães, inscrevendo ainda o seu nome entre os vencedores de troços na prova organizada pelo Targa Clube.

 

A dupla do Citroen C2 R2 entrou disposta a alcançar a primeira vitória do ano entre os duas rodas motrizes do Nacional de Ralis, mas o pequeno carro francês apresentou problemas de rendimento desde bem cedo, comprometendo de forma decisiva a prova da jovem dupla.

 Diogo Gago_Rali_Cidade_de_Guimares_2014

O jovem piloto que conta com os apoios de Hotel Pedras Rubras, Pedro Pinto Automóveis, Marisco Galvão, Pirelli e QF contava após a prova que “na saída das zonas mais lentas, o nosso Citroen C2 R2 demorava muito a desenvolver e perdíamos dessa forma tempo precioso nas zonas mais técnicas, onde sabíamos que podíamos fazer uma diferença maior para a concorrência. Para além disso, não podíamos deixar subir muito as rotações, pois o motor começa a ‘embrulhar-se’, pelo que foi de todo impossível poder fazer melhor. A nossa equipa de assistência ainda procurou descortinar o problema na assistência, mas tal não foi possível e o segundo lugar das duas rodas motrizes e a vitória em duas especiais na RC4 foram o máximo que conseguimos fazer com as contingências mecânicas que tivemos”.

 

Diogo Gago destaca ainda assim que “apesar dos problemas de rendimento do nosso carro, lutámos pelas vitórias em especiais e inscrevemos mesmo o nosso nome entre os vencedores de troços neste rali. Queríamos vencer e é com esse pensamento que vamos encarar o nosso próximo desafio”.

 

A próxima prova do Campeonato Nacional de Ralis será o Rally de Portugal, prova igualmente pontuável para o Mundial de Ralis e que terá lugar entre os dias 3 e 6 de Abril.

 

RUIVO VENCEU EM GUIAMARÃES

 

Campeonato de Ralis Norte


Rali Cidade de Guimarães/Targa Clube


João Ruivo consegue vitória no Campeonato Promoção 2RM

 

Joo Ruivo_Guimares2014
Arrancando para o Rali Cidade de Guimarães / Targa Clube com o objetivo de lutar pelo pódio no Campeonato de Ralis Norte – Promoção 2RM, João Ruivo e Emídio Magalhães conseguiram a vitória, nesta segunda etapa do ano da competição.
Com um andamento muito forte, o piloto famalicense deitou para trás o azar da primeira prova do ano e provou que há que contar com ele para a restante temporada, conseguindo ainda um quinto lugar em termos gerais.
João Ruivo entrou bem no rali, com um quarto lugar absoluto na Super Especial de abertura e, depois, manteve-se sempre entre os mais rápidos e melhor da sua categoria: “Andámos num ritmo muito alto em todas as classificativas num rali muito bom para nós, pois a jogar em «casa» sentimos muito o apoio do público e dos amigos”, começou por afirmar João Ruivo, destacando ainda: “Não me lembrava de fazer uma prova assim. Não tínhamos um despique com ninguém em especial, mas atacámos sempre e vencemos a nossa classe e categoria que era o objetivo”.
O piloto de Famalicão não se esqueceu do seu navegador Emídio Magalhães nesta prova: “Apesar de ter poucos ralis, já está a um nível muito alto e acho que estamos a criar um grande navegador, para além do grande amigo que é”.
Apesar do triunfo, de manhã ainda houve um pequeno percalço: “Tivemos um pequeno problema com os travões. Tínhamos calços para pisos de terra, pois os de asfalto não chegaram. No teste que fizemos, os de piso de terra reagiram bem, mas com troços maiores perdem a eficácia na parte final. Corrigimos o que pudemos para a última secção, mas não ficaram a cem por cento”.
A terminar, o piloto não escondeu a sua: “Emoção com a nossa prestação e muito motivado para o resto da época. Andámos muito depressa mas sempre com confiança. A Fernando Costa Motorsport colocou-nos um carro ótimo e isso ajudou, tal como os nossos patrocinadores, a quem agradecemos.”

 

NOTICIAS DO BRASIL


Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Velocult
Alta | Web

Velocult lança hall da fama do automobilismo brasileiro em sua quinta edição

A partir deste domingo (9), com 20 carros originais e vários objetos, exposição gratuita no Conjunto Nacional resgata a história do automobilismo brasileiro e traz como novidade o hall da fama, do qual farão parte pilotos consagrados como Emerson e Wilson Fittipaldi, Ingo Hoffmann e Chico Serra

A partir deste domingo (9), no Conjunto Nacional, os apaixonados por velocidade vão poder viajar pela história do automobilismo brasileiro na quinta edição da Velocult - Semana Cultural da Velocidade, exposição anual que resgata a memória da modalidade no país, unindo esporte e cultura. Entre as máquinas da mostra, que vai até o dia 29 deste mês, estão a carretera de Chico Landi; o Willys Interlagos de Bird Clemente; e o Opala Stock Car de Paulo Gomes.
 
Este ano, a grande novidade é o hall da fama, do qual farão parte Emerson e Wilson Fittipaldi, Ingo Hoffmann, Chico Serra, Bird Clemente, Mario Cesar de Camargo Filho e Paulo Gomes, entre outros. Eles vão eternizar suas marcas no dia 17 (um dia após a abertura da temporada 2014 da Fórmula 1), durante o coquetel oficial para convidados, no Cine Livraria Cultura.

Com 20 carros originais, a Velocult retrata diversos momentos históricos e valiosos do esporte a motor no Brasil, com veículos que conquistaram grandes vitórias nas pistas nacionais. E também mantém viva a chama de uma fase inesquecível do automobilismo, que gerou grandes nomes e os tornou conhecidos mundialmente, servindo de inspiração para as novas gerações de ídolos.

A exposição relembra uma época saudosa, em que o caráter garagista das corridas era um dos principais pontos do automobilismo brasileiro, seja com a construção e adaptação de carros que marcaram a história dos autódromos, como as carreteras utilizadas até meados da década de 60 - como o lendário veículo de Camillo Christófaro - ou ainda a partir dos anos 70, com a realização de corridas com carros de turismo fabricados no Brasil, devidamente preparados, incluindo Simcas, DKW’s e Gordinis, que passaram a formar a carreira de grandes pilotos.

A Velocult, que integra o calendário de eventos oficiais da cidade de São Paulo, é uma iniciativa do designer e ex-piloto Paulo Soláriz, que cresceu nas pistas. Entre seus trabalhos de destaque, estão os troféus do GP Brasil de F1 e Indy 300 SP.
A Petrobras, pelo segundo ano consecutivo, patrocina a exposição. Por sua excelência como uma das maiores empresas do mundo, com tecnologia e inovação em todos os seus campos de ação, investe no automobilismo nacional da atualidade e se preocupa com o resgate e preservação da rica base histórica deste esporte que cativa e encanta os brasileiros.

O Condomínio Conjunto Nacional, tradicional na cidade de São Paulo, mais uma vez cede seu amplo espaço para a exposição dos veículos e demais itens que remetem à brilhante história automobilismo nacional.


Paulo Soláriz

Desde os quatro anos de idade, quando levado pelo pai para assistir sua primeira corrida no Autódromo de Interlagos em 1956, o designer Paulo Soláriz tornou-se frequentador assíduo das corridas. Cresceu como expectador de parte desta história, presenciando o exato momento em que se dava o chamado "Crepúsculo das Carreteras", período em que as máquinas importadas e adaptadas para corridas cediam espaços para os carros da iniciante, porém vigorosa, indústria nacional. Foi nesse período que surgiram as grandes equipes e pilotos como Bird Clemente, Luiz Pereira Bueno, Chico Lameirão e Wilson Fittipaldi, cuja ida do irmão Emerson para a Fórmula 1 abriu porta para muitos brasileiros.

Soláriz, de posse de todos esses referenciais, somados à sua experiência como piloto, executou projetos na área técnica do automobilismo e motociclismo. Após a consagração de seu trabalho como artista, que inclui um expressivo trabalho sobre Ayrton Senna, com pinturas em óleo sobre tela, surgiu a vontade de compartilhar com o grande público a experiência de acompanhar o desenvolvimento do automobilismo nacional. Assim nasceu, em 2010, a Velocult.


Agenda:
Exposição: 5ª edição da VeloCult - Semana Cultural da Velocidade (www.velocult.com.br)
Quando: de 9 a 29 de março
Onde: Espaço Cultural Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073).
Visitação grátis: 8h às 22h (de segunda a sábado) e das 11h às 22h aos domingos e feriados. 
 

ARC PERDEU POR POUCO EM GUIMARÃES

 

Campeonato Nacional de Ralis

 

 

Rally Cidade de Guimarães 2014

 

 

 

VITÓRIA FUGIU POR 3 DÉCIMAS DE SEGUNDO

 

Ricardo Moura perde pela menor diferença de sempre numa prova do Campeonato Nacional de Ralis

 

 

ADRUZILO LOPES VOLTA A VENCER PRODUÇÃO

 

DIOGO SALVI CONTINUA A EVOLUIR

 

 

 

Este foi sem dúvida o rali mais competitivo e emotivo dos últimos anos. Quatro líderes diferentes, e a constante incerteza em relação ao resultado final, dominou a edição deste ano do Rallye Cidade de Guimarães.

 

Depois de terem sido os primeiros comandantes da prova, Ricardo Moura e António Costa acabariam por perder o rali na última especial de classificação, numa altura em que tinham voltado à liderança do rali com 3,1 segundos de vantagem. No final deste último troço, já disputado durante a noite, o tricampeão nacional de ralis viria a perder 3,4 segundos, acabando por ficar no 2º lugar, a apenas três décimas de segundo do vencedor.

 

Primeiro que tudo, quero dar os parabéns aos vencedores. Cometi dois erros neste rali que poderão ter ditado o resultado final. Na terceira especial de classificação, na passagem por um ribeiro, assustei-me e perdi os necessários níveis de confiança. Depois, no último troço, disputado já de noite, optei por não ligar os faróis suplementares”, desabafou Ricardo Moura.

 

Bastante mais felizes estavam Adruzilo Lopes e Vasco Ferreira. A dupla do Subaru Impreza da ARC Sport voltou a vencer o Agrupamento de Produção e alcançou o 4º lugar da classificação geral. Com este resultado, Adruzilo Lopes conquistou o 2º lugar absoluto do Campeonato Nacional de Ralis 2014.

 

 

 

 

Foi a segunda vitória consecutiva do ano, em duas provas disputadas. Foi um grande rali, pois não estava à espera de andar tão perto dos S 2000 e dos R5. Queria dar os meus parabéns à ARC Sport, pois o carro esteve sempre num grande nível”, disse Adruzilo Lopes.

 

Diogo Salvi está cada vez mais adaptado à condução do seu novo Ford Fiesta R5. Depois de terem conquistado um excelente 2º tempo na Super Especial de abertura, Diogo Salvi e Paulo Babo conseguiram evoluir bastante neste seu primeiro contacto com o asfalto.

 

Gostei desta prova em asfalto, embora eu precise de testar mais. O carro esteve sempre bem, apesar de necessitar de algumas afinações. O resultado só não foi melhor devido a um furo na primeira especial da tarde que nos fez perder demasiado tempo”, declarou Diogo Salvi.

 

Para a ARC Sport este foi também um rali repleto de emoções, do princípio até ao fim.

 

Essencialmente, temos a sensação do dever cumprido. Os pilotos tiveram todos num excelente nível, proporcionando um bom espectáculo. Quero dar os meus parabéns ao Pedro Meireles e ao Mário Castro e reafirmar que conto com uma equipa fantástica”, disse Augusto Ramiro.

 

A próxima prova a contar para o Campeonato Nacional de Ralis é o Vodafone Rally de Portugal, agendado para os dias 3 a 6 de Abril.

 ARC Sport_-Rali_de_Guimaraes_-_Diogo_Salvi_01ARC Sport_-_Rali_de_Guimaraes-_Ricardo_Moura_01ARC Sport_-_Rali_de_Guimaraes_-_Adruzilo_Lopes_01

 

RALIS NO BRASIL

 

Foi Dada a Largada para o Rally  de Morretes.

 

Nesta noite de sexta feira a cidade de Morretes, no litoral do estado ficou movimentada com a largada promocional da 1ª etapa do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade. Os apaixonados por automobilismo prestigiaram importantes nomes do rally nacional que largaram para essa marcante prova de retorno do campeonato estadual.

 

Amanhã será um dia repleto de velocidade para os pilotos e navegadores que competirão num total de 64,1 km divididos em 7 especiais, todas de asfalto.  A expectativa das equipes é grande, pois fazia tempo que não se disputava provas de rally no estado. É uma vitória para todos o retorno do campeonato paranaense.

 

No sábado a programação começa ao 12:18 com a largada do primeiro carro na especial Hakuna Matata, e só termina na especial noturna com largada as 21:13. Para quem gosta de rally e quiser acompanhar a prova, clique aqui para baixar o mapa,  e programação completa.

 

 

 

Para a realização do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade, o RPMC conta com apoio da Chronosat Cronometragem, WZ Studio e Cross Brasil.

 

Acompanhe todas as notícias e informações pelos nossos canais oficiais:

www.rallypr.com.br

https://www.facebook.com/RallyPR

www.twitter.com/RallyParana

http://instagram.com/rallyparana

 

 

Google Maps:

Largada Especial Hakuna Matata: 12h:18min , 13h:21min,  14h:24min

https://goo.gl/maps/kTvb6

Chegada Especial Hakuna Matata: 12h:30min , 13h:40min,  14h:45min

https://goo.gl/maps/QyyJR

Largada Especial São João:  16h:27min e 17h:30min

https://goo.gl/maps/QyyJR

Chegada Especial São João:  16h:40min e 17h:50min

https://goo.gl/maps/kTvb6

Largada Especial Morretes: 20h:25min , 21h:13min

https://goo.gl/maps/6znM9

Chegada Especial Morretes: 20h:35min, 21h:23min

https://goo.gl/maps/bOczL

Centro de Convenções de Morretes:

Rua Antônio Vieira dos Santos, 217

https://goo.gl/maps/mMBmN

 

 

Programação Rally de Morretes:

Sexta-Feira – 07 de Março de 2014

19:30h- Largada Promocional

 

Sábado – 08 de Março de 2014

12:00h- Saída do primeiro carro do Parque de Apoio

12:18h- SS1 – Hakuna Matata 1

13:21h- SS2 – Hakuna Matata 2

14:24h- SS3 – Hakuna Matata 3

15:09h- Parque de Apoio

16:27- SS5 – São João 1

17:30- SS6 – São João 2

18:00h- Parque de Apoio

20:25h- SS7 – Morretes 277 1

21:13h- SS8 – Morretes 277 2

22:45h- Festa de premiação do Rally de Morretes

 

Calendário do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade.

07 de Março – Rally de Morretes

15 de Maio – Ponta Grossa

12 de Julho – Rally de Balsa Nova

19 de Setembro – Rally de Cascavél

08 de Novembro – Local a definir

05 de Dezembro – Rally de Curitiba

 foto3foto7foto15

 

RESUMOS DOS TESTES DOS F 1 NO BAHRAIN

teste183teste184teste185teste186teste191teste192teste193teste194teste195teste196teste198teste199teste201teste202teste203teste204teste205teste210teste211teste212teste215teste216teste217teste218teste219teste220teste221teste222teste223teste224teste225teste226teste227teste230teste231teste232teste233teste234teste235teste252testes100testes101testes103testes107testes143testes250RESUMO DOS TESTES DOS F1 NO BAHRAIN

 

 

A segunda sessão de testes para as equipas de F 1, estão encerradas, faltando apenas uns dias para o inicio da época, que pelos vistos pode vir a prometer.

 

Um aspecto a reter foi o fraco desempenho do motor da Renault, que deixou equipas como a Red Bull, Toro Rosso, Lotus e Caterham uns furos abaixo da concorrência.Em conjunto estas equipas apenas percorreram quase centena e meia de voltas ao circuito, emquanto a Mercedes, por exemplo fez quatro vezes mais...

 

Logo no primeiro dia, o Force India de Perez fez o melhor tempo, trazendo atrás de si o Ferrari de Alonso e o McLaren de Button, surgindo depois Hamilton num Mercedes e Bianchi no Marussia Ferrari.Os pilotos da Mercedes não puderam fazer melhor, isso motivado por problemas na caixa de velocidades, que obrigou a umas paragens não programadas, para assim solucionar.Curiosamente também a McLaren debateu-se com problemas na caixa de velocidades.Um aspecto curioso, é que no final do primeiro dia, as equipas que usam motores Mercedes já tinham percorrido uma distância equivalente a sete Grandes Premios sem problemas de maior, a não ser o que sucedeu com a caixa de velocidades.

 

Assim neste primeiro dia da segunda bateria de testes, Perez ficou com o melhor tempo, tendo atrás de si o Ferrari de Alonso, e o Red Bull de Ricciardo, seguido pelo Williams de Massa, e o McLaren de Button.

 

Mas no dia seguinte logo de manhá, seria Magnussen a levar a melhor fazendo o melhor crono, com o Ferrari de Raikonen no seu encalço, seguido pelo Williams de Massa, pelo Toro Rosso de Kvyat e o Force India de Hulkenberg.Mas a verdade é que depois seria o Williams de Massa a passar para a frente, trazendo a reboque o Mercedes de Rosberg e o Ferrari de Raikonen.Só depois aparece o McLaren de Magnussen, seguido pelo Toro Rosso de Kvyat, e o Force India de Hulkenberg.

 

O derradeiro dia, seria o Williams de Bottas a fazer o melhr tempo, sempre seguido pelo Ferrari de Alonso, e pelo Toro Rosso de Vergne, surgindo depois o Sauber de Sutil, o Force India de Hulkenberg, e finalmente o McLaren de Button.Após o intervalo do almoço, todos os pilotos vão para a pista, mas Botas continua com o melhor tempo, tendo sempre Alonso na sua esteira, seguido pelo Force India de Hulkenberg, pelo Sauber de Sutil, e pelo Mclaren de Button.

 

Mas esta sessão de testes ficaria encerrada com o tempo canhão do Mercedes de Hamilton, que teve sempre bem perto de si o Williams de Bottas, e o Ferrari de Alonso.Só depois aparece o Force India de Hulkenverg, o Toro Rosso de Vergne 

 

Fazendo as contas dos quilometros percorridos, a Mercedes totalizou cerca de 4972 km, seguida pela Williams com 4893, ficando este pódio completo com a Ferrari com 4488 km.Depois aparece a McLaren com 4156 km, a Sauber com 4039.

 

Nas posições sdeguintes ficaram as seguintes equipas :

 

Force India - 3974 km

Caterham - 3313 km

Toro Rosso - 2436 km

Red Bull - 1705 km

Marussia - 1686 km

Lotus - 1288 ikm

 

Texto de João Raposo e fotos de diferentes agencias - www.velocidadeonline.com

 

JOAO RAMOS VAI REGRESSAR AO TT

JAO RAMOS VAI REGRESSAR MESMO AO TT

 

João RARAMOSamos está de regresso ao TT, onde está época irá participar ao volante do Toyota RAV 4, que nesta fase está a ser alvo duma profunda revisão.Depois de ter participado em provas de velocidade, eis que João ramos regressa ao tipo de prova que mais gosta, como nos confirmou " sempre gostei muito de provas de todo o terreno, e ter aquele RAV 4 encostado, há que aproveitar os meios que temos, e pelo menos é mais umc arro a correr.Sei perfeitamente que vão competir outras máquinas bem superiores ao RAV, mas vou correr para me divertir, sei das limitações do meu carro, mas espero fazer o melhor possivel, e acima de tudo divertir-me2.

 

Nos projectos do piloto passava por adquirir uma Hilux, identicas às que alinharam no ultimo Dakar, mas os custos acabaram por abandonar a ideia.

 

PAULO GONÇALVES DISTINGUIDO

 

Paulo Gonçalves distinguido por
“Mérito Desportivo” pelo IPDJ


Piloto português alcançou o título de Campeão do Mundo de Ralis
Todo-o-Terreno na temporada de 2013

Paulo Gonalves_IPDJ_07_de_Maro_de_2014
Paulo Gonçalves foi hoje distinguido por “Mérito Desportivo” pelo Instituto Português do
desporto e Juventude, face à conquista do título de Campeão do Mundo na modalidade
de motociclismo Todo-o-Terreno, numa cerimónia que teve lugar no Teatro Thalia, em
Lisboa, cuja entrega dos prémios deu-se pela Obtenção de Resultados de Mérito
Desportivo referentes ao ano de 2013.
A cerimónia, que reuniu os mais diversos atletas portugueses de âmbito olímpico, entre
outros, foi presidida pelo Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luís
Marques Guedes, contando ainda com a presença do Secretário de Estado do Desporto
e Juventude, Emídio Guerreiro, e do Presidente da Federação de Motociclismo de
Portugal, Manuel Marinheiro.
Paulo Gonçalves, piloto português que regista o maior número de títulos alguma vez
alcançado no motociclismo em Portugal, mostrou-se bastante lisonjeado pela distinção.
“Ser distinguido por feitos no motociclismo foi realmente muito gratificante para
mim. Esta distinção, perante tantos atletas olímpicos, é muito importante pois o
motociclismo fica muitas vezes esquecido e tanto eu como todos estes atletas que
aqui marcaram presença, juntos, levamos além-fronteiras o nome do nosso
Portugal. É um orgulho muito grande para mim poder dar esse contributo, mais
ainda fazendo aquilo que verdadeiramente gosto”, salientou o piloto de Esposende.
O piloto português irá estar em 2014 à procura da renovação do título mundial, numa
temporada que arranca já no início do mês de Abril em Abu Dhabi.

 

EMOÇÓES SKODA NO SALÃO DE GENEBRA

 

As emoções da ŠKODA” no Salão Automóvel de Genebra



Espetacular estudo de design de um coupé, novas variantes do Octavia e maior diversidade de modelos

 

> Destaque em Genebra: estudo de design "Škoda VisionC "  - uma Marca em movimento

 

> “Estudo emocionante” revela os próximos desenvolvimentos na linguagem de design da ŠKODA

 

> Gama ŠKODA alarga oferta com novas variantes de diferentes modelos e ainda com maior personalização

 

> Novo ŠKODA Octavia Scout: um aventureiro ideal para a família e os momentos de lazer

 

> A ofensiva CNG continua: ŠKODA Octavia pela primeira vez com propulsão a gás

 

> Novo ŠKODA Octavia L & K: exclusivo, elegante e equipamentos de topo de gama

 

> Visual desportivo: versões Monte Carlo nos ŠKODA Yeti, Rápid Spaceback e Citigo

 

> 2013: ano de sucesso com novos modelos representou o segundo melhor ano de vendas na história da ŠKODA


KODA Octavia_Scout_01KODA Octavia_Scout_02KODA Octavia_Scout_03KODA VisionC_Study_Design_01

A ŠKODA continua num ritmo em crescendo. No Salão de Genebra, o dinamismo da Marca é enfatizado com toda uma série de novos modelos e variantes. Presença maior da ŠKODA em Genebra é espetacular estudo de um coupé " ŠKODA VisionC " que deixa antever o dinamismo de futuros modelos como ainda o desenvolvimento na linguagem de desenho elevado para um próximo nível. Como estreia mundial, a Marca revela os novos ŠKODA Octavia Scout e ŠKODA Octavia G-TEC com propulsão a gás natural. O novo ŠKODA Octavia está em exposição também pela primeira vez com o topo de gama Laurin & Klement. Paralelamente, a ŠKODA apresenta três novas séries especiais denominadas Monte Carlo: com caracter desportivo irão alargar a oferta das gamas Yeti, Rapid Spaceback e Citigo. Em 2013, a ŠKODA vendeu 920.800 veículos em todo o mundo, o que representou o segundo melhor ano de vendas na história da Marca.

 

OLIVEIRA NEM SEQUER ALINHOU

 

Caixa de velocidades impede Carlos Oliveira de alinhar em Guimarães


carlos oliveiracarlos oliveira_2

O piloto de Guimarães Carlos Oliveira já não irá estar à partida da segunda edição do Rallye Cidade de Guimarães, prova inaugural do Campeonato Nacional de Ralis RGT.

O Piloto navegado por José Janela, fez ontem a sua apresentação oficial em Guimarães, numa cerimónia que reuniu os seus sponsors, imprensa entre convidados e amigos.

Hoje de manhã numa sessão de testes para finalizar os preparativos para o rali, ao fim de 3 quilómetros, a caixa de velocidades partiu, numa situação que a equipa ainda não entendeu, visto esta ter sido acabada de revisionar.

Como nos refere Carlos Oliveira “Desta feita não tivemos a sorte do nosso lado. Mal iniciamos o teste passado 3 quilómetros notamos que algo não estava bem no carro, onde acabamos por verificar que a caixa de velocidades tinha cedido.

A equipa técnica tentou a todo custo solucionar o problema, mas derivado à sua gravidade, vai ser impossível conseguirmos alinhar na prova, pois além do timing ser pequeno para a intervenção e de se ter tentado várias alternativas, não dispomos do material necessário para a sua substituição.

É uma situação que deixa toda a equipa desmoralizada, mas são contingências a que estamos sujeitos no automobilismo e que nada há a fazer senão aguardar pela próxim
 

SEAT APRESENTA NA ALEMANHA NOVA IMAGEM

 

SEAT apresenta na Alemanha a nova imagem corporativa


SEAT inaugura o seu principal concessionário em
Berlim


/ O primeiro Concessionário com a nova identidade corporativa
/ Mostra a expansão da Rede de vendas da SEAT
/ O desenho corporativo juvenil simboliza os valores da Marca
/ À festa de inauguração assistiram 600 convidados

 


A SEAT inaugurou um novo concessionário em Berlim, sendo o principal e
também o primeiro a apresentar a nova imagem corporativa da marca. Na capital alemã, uma das
cidades mais dinâmicas da Europa, o novo concessionário SEAT, com os seus 7.500 metros
quadrados, oferece espaço suficiente para mostrar a estratégia de crescimento e êxito da marca.
Entre os 600 convidados que assistirão à inauguração esteve o embaixador de Espanha em
Berlim, Juan Pablo García-Berdoy.
“A nova imagem estabelece uma relação perfeita entre a identidade corporativa da SEAT e o
design da marca, ilustrando os seis valores fundamentais da companhia: design, dinamismo,
espírito jovem, eficiência, fiabilidade e acessibilidade”, explicou Jürgen Stackmann, presidente
de SEAT.
O andar de baixo do novo edifício dispõe de uma sala de exposição ampla, una zona de serviço
com duas plataformas para veículos, um total de doze áreas de oficina e um espaço para entrega
das viaturas ao cliente. No primeiro andar estão os escritórios e salas de reuniões com uma
superfície total de 3.600 metros quadrados, as novas instalações oferecem espaço para 35
boxes. A sustentabilidade ecológica foi um aspecto prioritário tido em conta durante o processo
de construção. O edifício é abastecido pelo sistema de aquecimento urbano do distrito e
processa a água que utiliza, o que evita que sejam geradas águas residuais nas oficinas. Além
disso, SEAT utilizou a tecnologia LED, de alta eficiência energética, para a iluminação da sala de
exposição e das áreas exteriores.
O novo design corporativo e a nova imagem dos concessionários, materializa-se pela primeira
vez em Berlim e caracteriza-se pelo uso das cores branco e encarnado e por linhas diagonais,
elementos que criam um envolvimento aberto e acolhedor. Esta imagem representa mais um
passo no desenvolvimento da imagem da SEAT, uma vez que a identidade corporativa e o design
estão alinhados com a plataforma da marca. Além disso evidenciam-se claramente os seis
valores da companhia: design, dinamismo, espírito jovem, eficiência, fiabilidade e
acessibilidade.
A origem da elegância e precisão da nova imagem corporativa da SEAT manifesta-se na utilização
do traço horizontal, que evoca a Avenida Diagonal de Barcelona. Esta linha consolida uma visão
criativa e é uma parte essencial do ADN da SEAT. Os toques vibrantes do design espanhol, dão
vida ao conjunto: iluminações cálidas, sombras com contrastes, perspectivas dinâmicas e um
carácter alegre, que liga as pessoas a um novo estilo de vida híbrido: ao mesmo tempo racional e
emocional.
Os novos elementos visuais têm como dupla inseparável o encarnado paixão e o branco, cálido y
dinâmico, e o inconfundível selo cromado do logótipo de SEAT. A evolução deste logótipo
simboliza a transformação testada pela própria companhia, um equilíbrio entre a componente
racional e os elementos mais emocionais da marca espanhola. Caracterizado pelas suas linhas
simétricas em permanente tensão, o símbolo cromado está esculpido com precisão e encontrase
ancorado na modernidade, sob uma subtil linha de inspiração industrial. O seu desenho
exclusivo mostra o renovado compromisso da SEAT com a tecnologia, com a precisão, a
excelência da engenharia e da inovação, ao mesmo tempo que o encarnado continua a evocar a
alma da marca espanhola.
A SEAT é a única empresa do setor automóvel com capacidade para desenhar, desenvolver, fabricar e
comercializar automóveis em Espanha. Integrada no Grupo Volkswagen, a multinacional, com sede central
em Martorell (Barcelona), exporta cerca de 80% da sua produção e está presente em mais 75 países. Em
2013, a SEAT vendeu no mundo, 355.000 unidades.
O grupo SEAT conta com 14.000 profissionais e tem três centros de produção: Zona Franca, El Prat de
Llobregat e Martorelll (Barcelona), onde são fabricados, entre outros, os famosos modelos Ibiza e Leon. A
fábrica do Grupo Volkswagen em Palmela (Portugal) produz o SEAT Alhambra, a fábrica de Bratislava
(Eslováquia) o novo SEAT Mii e a fábrica de Mladá Boleslav (República Checa) o novo SEAT Toledo, todas
elas fábricas do Grupo Volkswagen.
A multinacional espanhola conta também com um Centro Técnico que se configura como um hub de
conhecimento e que acolhe mais de 1000 engenheiros, com o objetivo de impulsionar a inovação do
investidor industrial número um em I+D+i de Espanha. De acordo com o seu compromisso com o meioambiente,
a SEAT desenvolve a sua atividade principal segundo critérios de sustentabilidade para a
redução de CO2, eficiência energética, assim como reciclagem e reutilização de recursos

 

WILLIAMS NÃO ESQUECEU SENNA

WILLIAMS NÃO ESQUECEU AYRTON SENNA

 

A equipa de Fórmula 1 da Williams não esqueceu Ayrton Senna, e assim uma vez mais nos narizes dos seus monolugares, lá surge a alusão ao piloto brasileiro, que faz estasenna duas decadas de ausência, desde o seu fatidico acidente na pista de Imola em Itália.

 

SUCESSO COMPLETO PARA A ESSENCIA DO VINHO

SUCESSO COMPLETO PARA A EDIÇÃO 2014 DA ESSENCIA DO VINHO

 

 

Casa cheia de expositores e publico marcaram presença ao longo dos cinco dias no Palácio da Bolsa, na cidade do Porto, que uma vez mais foi um sucesso a todos os niveis.

 

Na sua 10ª edição, já tem mais de 160.000 visitantes, na qual no ano passado recebeu 23.000 visitantes, e centena e meia de joranlistas.Mais de três mil vinhos estiveram prontos a serem provados, oridundos de 350 produtores portugueses e  estrangeiros.

 

De referir que as exportação de vinhos portugueses tiveram um incrementoev em 2013 de 2,4%, com receitas na ordem dos 725 milhões de euros.

 

FERRARI PORTUGAL CUMPRIU TESTES EM MONZA

 

Ferrari Portugal cumpriu dia de testes em Monza

 

ferrari portugal
Os pilotos da Ferrari Portugal que este ano vão disputar o Blancpain Endurance Series cumpriram mais um dia de testes ao volante do Ferrari 458 GT3 em Monza para preparar da melhor forma possível a participação naquele Campeonato.
Filipe Barreiros, Francisco Guedes e Peter Mann aproveitaram o tempo em pista para ganharem mais ritmo competitivo mas também para ao longo do dia melhorarem os seus tempos por volta.
"Foi um teste produtivo. No início da manhã perdemos algum tempo com um problema de acerto mas depois rodámos o mais que pudemos. Os tempos foram melhorando gradualmente e no final ficámos satisfeitos com o trabalho que desenvolvemos" disse Filipe Barreiros.
Agora, o próximo teste acontece já na próxima semana em Paul Ricard: "O teste oficial do Campeonato com todos os pilotos que vão fazer a temporada. Só aí vamos conseguir perceber onde nos situamos face aos nossos adversários, mas acredito que vamos estar em boa posição, até porque o objectivo para este ano é vencer a nossa categoria", referiu Francisco Guedes confiante.

 

TWIN´S FESTEJOU O 40 º ANIVERSÁRIO

TWIN´S FESTEJOU 40º ANIVERSÁRIO

 

Foi na passada sexta feira que o Twin´s na Foz do Douro - PortoTWINS11 se engalanou para comemorar os 40 anos de existência, na qual se traduzui num grande sucesso com "casa cheia", com a presença de um dos fundadores, JoséLuis kendall, que mostrou a muita gente os seus dotes para dançar, mostrando que quem sabe não esquece....

 

Sucesso completo, que reuniu muita gente conhecida, atéaltas horas da noite, foi a festa de uma mais conhecidas discotecas da cidade do Porto, sempre cheia de galmour.

 

PIRELLI E A FÓRMULA1

 

PIRELLI E equipas de Fórmula Um


2014 aprovado em - TEMPORADA DE PNEUS TEST PROGRAMAÇÃO


 Na sequência do acordo entre a Pirelli ea Fórmula Um equipes 11 , com a aprovação da FIA , está aqui a programação dos dias dedicados ( um por equipe ) que cada equipe irá se dedicar ao pneu a testar este ano , dentro do calendário 2014 de teste na temporada existente.
Teste Bahrain (8-9 de Abril)

teste110teste111teste112teste114teste115teste116teste117teste118teste118teste119teste119teste120teste121teste122teste123teste124teste124teste125teste126teste127teste128teste129teste130teste140teste141teste142teste170teste171teste130teste172teste173teste174teste175teste176teste177teste178teste180
Day1 CATERHAM
MERCEDES Day2 e WILLIAMS
Teste de Barcelona (13-14 de Maio)
Day1 Sauber e Toro Rosso
Day2 McLaren e Force India
Teste de Silverstone (8-9 de Julho)
Day1 FERRARI e LOTUS
Day2 RED BULL e Marussia


O acordo , finalizado em todos os que foi caindo no teste final de pré-temporada Bahrain ( a partir de 27 fevereiro - 2 março ) , estipula que cada equipe vai dedicar um dia por ano exclusivamente para testar os mais recentes produtos e desenvolvimentos de Pirelli , no âmbito do Existente calendário de teste. A definição desse cronograma de testes de pneus tem - beens acordado por todas as partes envolvidas.
Durante os últimos dois dias de calendário de teste deste ano (Abu Dhabi, 25-26 de Novembro ) Pirelli vai fornecer todas as equipes com pneus protótipos , em preparação para a temporada de 2015.
Cada equipa terá de dedicar um dia de testes este ano para os pneus para 2015 , como está escrito na última regulamentação desportiva (artigo 22.6h ) . Esta nova regra é o resultado de pedidos de Pirelli para os formuladores de regras da Fórmula Um , no final da última temporada. Os pneus que cada equipe usará caindo sobre TICs Nomeado dias de teste de pneus serão fornecidos pela Pirelli e não formam parte atribuída dos 135 conjuntos para fins de teste a cada ano.

 

DUNLOP TERMINA TESTES

 

DUNLOP TERMINA OS TESTES DE MOTO2 NA AUSTRÁLIA COM ÊXITO

A marca finalizou os testes com 3 novas especificações de pneus para a competição.

 

As Moto2 rodaram de forma tão rápida como as MotoGP em alguns setores do circuito.

 

Depois da mudança significativa que se produziu em Phillip Island com a renovação do asfalto do circuito em 2013, a Dunlop esteve a realizar testes durante três dias com duas equipas e quatro pilotos. O objetivo era encontrar pelo menos duas opções para a prova de Moto2 deste ano. Depois dos bem-sucedidos e produtivos testes, a marca acabou com pelo menos três novas especificações testadas na distância da prova.

 

A durabilidade era o foco principal do teste, mas o ritmo também foi importante. Os pneus e os pilotos não dececionaram. O ritmo foi consistente com os tempos de prova de 2013 e mais veloz no caso de Rabat, que não só rodou mais rápido que o ano passado nos três dias, mas em cada dia foi, pelo menos, meio segundo mais rápido que a volta mais rápida de 2013.

 

O seu melhor tempo foi 1:32.168 no segundo dia, 0,36 segundos mais rápido que o tempo com o qual se conseguiu a pole position de 2013. No primeiro setor, uma secção estreita e revirada, Rabat mostrou a força dos pneus e o seu ritmo superando no teste todas as motos exceto duas de MotoGP.

 

A Dunlop fez um esforço significativo desenvolvendo nove pneus com o objetivo de encontrar a melhor solução para as novas condições do asfalto australiano. Os novos compostos destacam-se pela baixa geração de calor e resistência ao mesmo, bem como pelas novas construções da banda de rodagem e cinta. As equipas Mapfre Aspar e Marc VDS conseguiram fazer umas impressionantes 838 voltas e 3.727 km durante os três dias.

 

No primeiro dia testou-se o pneu utilizado na prova de 2013 para estabelecer uma referência. Rabat deu 50 voltas no total com o pneu e, ainda que se pensasse que a superfície da pista se tinha desgastado ligeiramente desde o último outubro, era possível ver sinais da alta temperatura que indicavam a necessidade de um pneu mais duro.

 

O pneu que ofereceu o melhor rendimento e a formulação preferida nas opções analisadas na primeira jornada utilizou-se também na segunda jornada juntamente com outras seis opções que foram avaliadas no dia mais quente dos três quando as temperaturas atingiram 40ºC, mais oito graus que o dia da prova do ano passado. 

 

As três opções preferidas foram postas à prova novamente no último dia de testes e foram recolhidos dados de todos os pilotos, o que servirá para escolher os nomeados para a prova que se irá realizar dentro de sete meses. Antes disso, uma das opções deverá ser escolhida para Sachsenring que tem cargas semelhantes nas curvas de alta velocidade.

 

As três opções são compostos duros como se esperava para um circuito abrasivo com diferentes caraterísticas de resistência. Os três pneus têm construções diferentes com dois compostos, um dos quais é completamente novo para este ano.

 

"Em primeiro lugar, queremos agradecer às equipas e pilotos por darem 100% durante os três dias de testes. Trabalharam de forma árdua para ajudar-nos a encontrar a melhor solução dando inúmeras voltas a um grande ritmo. Estamos encantados por ter três boas opções para as próximas provas. Rodámos com cada uma dessas opções mais de 30 voltas, o que combinado com o circuito mais maduro dá-nos uma margem de segurança, já que as provas vão trazer sempre exigências adicionais em relação aos testes. Agora vamos avaliar todos os dados que reunimos de forma a elegermos as opções mais adequadas para a prova em outubro” declara Nigel Nock, responsável de I&D da Dunlop.

 

“Trabalhámos com dois pneus novos. Gosto de um deles. Com esse as sensações são boas porque o pneu faz muitas voltas e não se torna mais lento. Gosto deste clima para testá-los. Também dedicámos um dia a trabalhar os novos pneus e o desempenho com a moto” refere Nico Terol, Mapre Aspar Team Moto2.

 

“Parece que os tempos de volta estão a um bom nível. Quando sai pela primeira vez, senti que o nível de aderência era um pouco mais baixo, mas parece que com mais voltas a aderência melhora. Creio que agora estamos mais ou menos no mesmo nível a que estaremos no fim-de-semana da prova” acrescenta Mika Kallio, Marc VDS Moto2.

 

 

Acerca de Dunlop

A Dunlop é um dos maiores fabricantes de pneus para motos com um impressionante currículo de sucessos no motociclismo. Dunlop é um parceiro técnico da Suzuki Endurance Race Team, Honda TT Legends, Kawasaki e Honda e o único fornecedor de pneus para Moto2 e Moto3.

 

A vasta experiência competitiva da Dunlop proporcionou o desenvolvimento de tecnologias inovadoras para pneus concebidos para o uso no dia-a-dia. 2013 foi o ano do 125º aniversário da  Dunlop e da invenção da roda com pneu por parte do nosso fundador.

 

Os pneus Dunlop estavam na mota que ganhou o primeiro campeonato de 500cc em 1949 e dominou as competições durante as seguintes décadas. Em 1991 uma moto de Superbikes com pneus Dunlop ganhou o primeiro de três campeonatos do Mundo consecutivos e em 2008 Marco Simoncelli escolheu a Dunlop para aquela que seria a vitória número 200 da Dunlop num Grande Prémio na categoria de 250cc., numa fase em que a Dunlop conseguiu 17 Campeonatos do Mundo.

 

Em 2010 a Dunlop converteu-se no único fornecedor oficial de Moto2, e em 2012 também de Moto3. As corridas de resistência foram dominadas pelos pilotos e equipas Dunlop com nove títulos mundiais dos 11 disputados desde 2002. Os pneus da corrida da Dunlop estão montados como equipamento original em muitas das marca líderes do mundo das duas rodas como Honda, Kawasaki, KTM e Suzuki.

 Dunlop Testes_Moto2_Austrlia

 

KART - BRASIL

 

Geral - Duda Naves: A resenha de uma paixão!

 

Aos doze anos de idade, o piloto paulista Duda Naves (D2 Motorsport) já chama a atenção do público, da midia especializada e, claro, dos concorrentes, por seu talento e determinação, que resultam em belíssimas performances nas pistas brasileiras.

 

Paixão é algo que não se explica. Basta visualisar o objeto de sua paixão e o mundo à volta parece parar, ficando toda a atenção é voltada exclusivamente para ele. As pupilas dos olhos ficam imediatamente dilatadas, os batimentos cardíacos ficam acelerados e a adrenalina aumenta significativamente no sangue.

 

Como a maioria dos garotos de sua faixa etária, Duda é um esportista nato e pratica muay thai e corrida de rua, além de sempre pedalar forte com sua bike. Fã declarado de Ayrton Senna “Porque era rápido, agressivo. O melhor de todos”, segundo suas proprias palavras, Duda aproveita suas horas de folga para jogar video game. Claro, sempre com jogos de corridas, afinal este é o objeto de sua maior paixão.

 

Aos três anos de idade Duda Naves já dizia para todos que ia ser piloto. Mesmo pequenino e “sem tamanho” para ocupar um cockpit, Duda sempre pedia aos seus pais para andar de kart e, em todos os seus trabalhos de escola, Duda desenhava a si próprio como piloto, fato que chamava atenção de seus professores.

 

Com cinco anos de idade foi a um treino do GP Brasil de F1 e foi o momento em que seus pais acabaram percebendo o quanto ele gostava daquilo, pois já era capaz de identificar todos os pilotos pela pintura dos capacetes.

 

Após anos pedindo para andar de kart, quando completou oito anos de idade, foi, finalmente, levado ao indoor infantil do Kartódromo Granja Viana. Foi surpresa preparada por seus pais e quando Duda viu a pista, ainda do lado de fora do kartódromo, ficou louco e disse: “Carambra, isso aqui é um kartódromo! Eu vou andar!”.

 

Desse momento em diante foi como se tivesse trocado todo o sangue por gasolina. Foi impossível parar. Impossível dizer não…

 

Os desenhos escolares agora começavam transmutar-se em realidade. Duda Naves já tinha seu primeiro kart, macacão, capacete, luvas e sapatilhas. Treinava com afinco e no finalzinho da temporada de 2010 fez sua estréia nas pistas, disputando pela categoria Mirim as três ultimas rodadas do “play-off” da Copa São Paulo de Kart Granja Viana.

 

No ano seguinte (2011), já na categoria Cadete, Duda Naves fez sua primeira temporada completa na modalidade. Em meio a pilotos mais experientes, disputou a Copa São Paulo de Kart Granja Viana, maior certame regional do esporte no país, levando para casa o título de Campeão da Taça de Prata.

 

Um “rookie” definitivamente atrevido, já que com apenas sete corridas disputadas em sua “carreira” resolveu disputar em Interlagos, a “Meca” do kartismo Brasileiro, o Campeonato Brasileiro de Kart. Os grids da Cadete alinharam 46 bólidos, com os mais destacados pilotos do Brasil, mas o “rookie atrevido” tratou de mostrar seu valor e nas corridas classificatórias alinhou seu kart na primeira fila da grelha, ocupando a P2 do grid.

 

A falta de experiencia cobrou um preço alto de Naves, que conseguiu sua classificação para a Final, mas tendo de largar na 25ª posição do grid. Determinado e com uma tocada impecável, Duda foi galgando posições na finalíssima, que definiria o título e os melhores do Brasil na temporada. Em poucas voltas já estava na P5, que lhe garantiria uma das cobiçadas “vagas” no pódio. Colou na traseira do quarto colocado, que acossava o concorrente que seguia na P3. Restando duas voltas para a bandeirada final o quarto partiu para o ataque, “enroscando-se” com o terceiro colocado. Naves conseguiu frear forte e desviar, mas acabou perdendo algumas posições. Não havia mais tempo para recuperação e Duda Naves terminou seu primeiro Brasileiro de Kart em décimo, fechando o top ten da Cadete. Nada mal para um estreante!

 

Na temporada 2012 Duda Naves ampliou sua área de operações, disputando concomitantemente o Campeonato Paulista de Kart e a Copa São Paulo de Kart Granja Viana, pela classe Cadete e, pela categoria Super Cadete participou, no Kartódromo Beto Carrero (SC), de seu segundo Campeonato Brasileiro de Kart.

 

Ao mesmo tempo estreou em nova categoria, tornando-se no Brasil um dos precursores na classe internacional Rotax MiniMax. Novamente foi um dos destaques da categoria, encerrando o campeonato na terceira colocação, amealhando nove pódios nas dez etapas disputadas na Granja Viana.

 

O ano de 2013 marcou uma importante mudança na carreira de Duda Naves: A troca dos karts “pequenos” da Mirim, Cadete, Super-Cadete e Rotax MiniMax, pelos maiores – e mais pesados - chassis “de adulto”. As referências espaciais mudam completamente, bem como a força fisica passa a ter grande valor. Foi um ano de grande aprendizado nas categorias Rotax Junior Max, Junior Menor e na U-13 do KantanKart, categoria formada aos exatos moldes do kartismo europeu, utilizando chassis monomarca produzido pela PCR italiana e motores Parolin, os mesmos utilizados no Academy Trophy da CIK/FIA.

 

A sina dos Naves

 

Duda é sobrinho-tetraneto de Maria Victória Naves, avó dos irmãos Sebastião e Joaquim Naves, personagens do "O Caso dos Irmãos Naves", um dos maiores erros judiciais da história do Brasil.

 

Para quem desconhece o assunto, os irmãos Sebastião José Naves (1902-1964) e Joaquim Rosa Naves (1907-1948) viviam e eram comerciantes de cereais em Araguari, interior de Minas Gerais, no ano de 1937. Tinham, para seu comércio, um caminhão em sociedade com seu primo Benedito Pereira Caetano (1905-1967), rapaz ambicioso e dado a trapalhadas.

 

Em uma jogada comercial arriscada Benedito contraiu dividas que não poderia pagar e resolveu “desaparecer” de Araguari, levando nos bolsos 90 contos de réis, uma pequena fortuna para aquela época. Sebastião e Joaquim informaram à policia o desaparecimento do primo, mas, o Tenente militar Francisco Vieira dos Santos, o "Chico Vieira" (1897-1948), vindo de Belo Horizonte para substituir o delegado de policia, “suspeitou” que Sebastião e Joaquim teriam matado Benedito para ficarem com o dinheiro deste.

 

Temido como um homem truculento e adepto de torturas, Chico Vieira foi, em verdade, o maior vilão e causador do grande erro judiciário dessa história. Prendeu os irmãos Naves, suas esposas e a mãe destes, conhecida como Don'Ana. Todos foram espancados e torturados, por meses, sem o menor reconhecimento de autoria do onirico roubo e assassinato que lhes era imputado.

 

Foram absolvidos em dois julgamentos por juri popular, mas era um período e exceção política, com a vigência do Estado Novo de Getulio Vargas o Tribunal de Justiça resolveu alterar o resultado, condenando os irmãos a 25 anos e meio de prisão. Após cumprirem 8 anos e 3 meses de prisão, os irmãos Naves foram colocados em liberdade condicional.

 

Em 1948 "Chico Vieira" morreu, de derrame cerebral. Três meses depois também morreu Joaquim Naves, por doenças decorrentes das torturas sofridas. Sebastião tentava então encontrar uma forma de provar sua inocência e limpar o nome da família.

 

Quatro anos depois, em 24 de julho de 1952, a pseuda “vítima” dos irmãos Naves, Benedito, reapareceu vivo em Nova Ponte, jurando não ter sabido de nada que ocorrera nos vinte anos decorridos de seu desaparecimento…

 

Em meados de 1953, os irmãos Naves são finalmente inocentados oficialmente de toda e qualquer acusação de crime. O advogado de defesa, João Alamy Filho, escreveu nos anos 60 o livro “O Caso dos Irmãos Naves”, em qual narra toda a história obscura vivenciada por seus clientes, os irmãos Naves. O cineasta Luís Sérgio Person também filmou em 1967 “O Caso dos Irmãos Naves”.

 

Em homenagem aos primos ancestrais, a pintura do antigo capacete de Duda Naves levava estampado o brasão heraldico da Família Naves, trazendo consigo a atávica sina da familia Naves de vivenciar na própria pele as injustiças.

 

Como um certame europeu em solo tupiniquim, o Kantan Kart realiza quatro provas em cada uma de suas rodadas, duas classificatórias, a Pré-Final e a Final. O vencedor da etapa é aquele piloto que perdeu menos pontos no cômputo dos resultados.

 

Na terceira rodada da temporada 2013 do Kantan Kart, disputado no Kartódromo de Nova Odessa, no interior paulista, Duda Naves foi P2 nas duas provas classificatórias e na Pré-Final. A corrida Final foi emocionantemente disputadíssima, com Naves largando em quarto, para, em poucas voltas, assumir a P2 na classificação geral (as duas classes KK e U-13 correm juntas, em grid único), colado no para-choque do líder da corrida.

 

Inteligentemente foi estudando o traçado do adversário e, no momento certo, deu o bote, assumindo a ponta da competição. No finalzinho da prova recebeu o ataque de um piloto extremamente agressivo da categoria KK, pelo que optou em não dificultar a ultrapassagem a garantir a vitória em sua classe U-13. Um corridão de “gente grande” que evidenciou não apenas o talento do jovem kartista, mas, também, sua maturidade, ao evitar um possível acidente “desnecessário”, que que a luta era de classes distintas.

 

Após os cálculos do matemático Oswald de Souza Balarin, Duda Naves e Marcel Coletta haviam empatado, com seis pontos perdidos cada. Todavia, o injusto critério de desempate apontado pelo regulamento desportivo, definia que, ao invés do resultado da prova Final – a mais longa e mais importante – se observasse o resultado da quase inócua tomada de tempos classificatórios.

 

Duda Naves ganhou mas não levou. Certamente entrara em cena a sina da família Naves!

 

Waltinho Savaglia não é descendente de Chico Vieira, reconheceu o erro e já providenciou a alteração do regulamento desportivo.

 

Ano novo, vida nova

 

Sempre sob a competente orientação de seu “coach”, o piloto João Cunha, Duda Naves abriu a temporada de 2014 sob os cuidados de uma nova equipe, a D2 Motorsport, comandada pelo ex-piloto Danilo Ramalho e tendo como “tunner” do #111 o experiente “meca” Renato “Pressão” Chicarelli. Será, certamente, um ano de boas colheitas, já que permanece nas categorias Rotax Junior Max, Junior Menor e U-13, devendo disputar ao longo do ano os certames da Granja Viana, Paulista, Paulista Light, Kantan Kart e o Campeonato Brasileiro de Kart.

 

Pelo sim, pelo não, Duda Naves trocou seu heraldico capacete por um novo Arai branquinho, que mutantemente adesiva diferentemente à cada nova etapa. “Esperamos que nesse ano, Duda, em nova equipe, esteja mais competitivo e em condições de brigar por vitórias e muitos podios”, esclareceu seu pai Eduardo Oliveira, na abertura da temporada 2014.

 

A temporada 2014, aliás, começou com o evento conjunto do Campeonato Paulista de Kart e SBK 14. E esse foi justamente um daqueles finais de semana para Naves não guardar na memória. P12 no grid da Junior Menor, Duda acabou envolvido em um acidente na primeira volta da primeira bateria do sábado e outro na largada da segunda bateria, quando foi, literalmente, atropelado por um açodado concorrente, que subiu por suas costas e passou em cima de seu capacete.

 

Além de ficar novamente fora da corrida e fechar a etapa do Paulista com a pontuação zerada, Duda machucou as costas e costelas, o que acabou influindo significativamente no resultado das das corridas de domingo, que eram exclusivas do SKB- Super Kart Brasil.

 

Com muitas dores nas costelas, Duda fez o oitavo tempo na prática classificatória, a apenas quatro décimos do pole position. Mas nas corridas, com mais voltas a serem percorridas, as dores não lhe permitiram ir além da P11 na terceira corrida e P13 na Final, que contou com oito voltas à mais para percorrer.

 

Uma semana depois da dolorida experiência Duda Naves estava de volta no Kartódromo Ayrton Senna, ou como é simplesmente conhecido: Kartódromo de Interlagos. Era vez da etapa de abertura da Copa São Paulo Light de Kart, que realiza suas etapas em sistema de rodada dupla, ou seja, com duas baterias para cada categoria inserta na grade de programação.

 

Com intensiva terapia as dores nas costelas estavam melhores, embora ainda persistiam e, claro, potencializavam no decorrer das corridas. Na tomada de tempos classificatórios, Duda garantiu a P11 para largar na primeira corrida.

 

Autorizada a largada, o piloto da D2 Motorsport partiu para o ataque e começou a galgar rapidamente posições. No terço final de corrida ocupava a quarta posição, brigando pela P3, mas ao tentar superar o concorrente os bolidos de enroscaram e perderam varias posições. Com a faca nos dentes Naves partiu para a recuperação, porém a prova era curta e a bandeira a quadros baixou quando ocupava a P10.

 

Na segunda bateria, Duda Naves procurou manter o mesmo train de corrida, mas os demais concorrentes também haviam melhorado seus ajustes e dificultaram sua progressão. Foi uma bela corrida, repleta de disputas, que culminou com a sétima colocação na linha de chegada.

 

Na semana seguinte outra maratona de provas em Interlagos. O terceiro final de semana seguido com “residência fixa” na pista que revelou seu ídolo Ayrton Senna, Rubens Barrichello, Tony Kanaan, Helio Castro Neves, Felipe Massa e tantos outros talentos internacionais. Desta vez a quarta etapa do Kantan Kart, certame que segue o calendário europeu de provas, com um “time” diferente dos certames do calendário nacional. Todavia, os organizadores optaram por “nacionalizar” esse ítem do “menu” no Kantan Kart e a rodada foi também válida com primeira etapa do campeonato 2014.

 

P3 no grid das provas classificatórias de sábado, Duda venceu com categoria a primeira corrida classificatória, cruzando a linha final na terceira colocação da “geral” e à frente de pilotos com expêriencia internacional. Novamente um “baixinho” da U-13 na frente dos “grandões” da KK.

 

Na largada da segunda corrida foi, literalmente, atingido por um verdadeiro míssil, cujo condutor parece ter esquecido que tinha de fazer a curva. De resultado, Duda teve a barra de direção de seu kart entortada, o que o obrigou a ingressar na área de reparos para um conserto rápido, antes de voltar à pista com o resultado final irremediavelmente comprometido, mas buscando perder o menor numero de pontos possível.

 

No domingo as finais da etapa e na corrida Pré-Final Duda Naves foi quinto na classificação geral e P2 em sua classe, a U-13, após belíssimo e intenso combate pela quarta posição com Giuliano Raucci, um dos kartistas mais destacados do Brasil, que corre regularmente na Europa e é um dos dez melhores do mundo na KF2.

 

Na Final repetiu o posicionamento, completando a prova na segunda colocação da U-13, mesma posição que ocupou no pódio da categoria. Tanto no campeonato 2013/1014, quanto na Copa Everlast Energy Drink Kantan 2014, Duda Naves é o vice-lider na tabela de pontos.

 

"A etapa foi muito legal. O kart tava bem acertado e rápido. Gostei porque consegui chegar em primeiro na 1ª bateria, na segunda não tive muita sorte e me bateram na largada. No domingo a 3ª corrida foi muito boa. Perdi posições na largada mas me recuperei bem e consegui chegar em 2º na minha categoria. Na última também fiquei em 2º e garanti o 2º lugar no pódio", detalhou Duda Naves.

 

Sem qualquer final de semana para descanso, na semana seguinte Duda Naves continuava acelerando forte. Desta vez naquele que considera seu “quintal de casa”, o belíssimo Kartódromo Granja Viana, que também abria sua temporada de provas com a realização da primeira etapa 2014 da Copa São Paulo de Kart Granja Viana.

 

A categoria em que Duda compete nesse certame é a Rotax Max Junior, uma das classes equipadas com os motores produzidos pela empresa canadense Bombardier em sua unidade fabril da Austria. Para quem não (ainda) sabe a Bombardier fabrica aviões, vagões ferroviários, snowmobile, jet-ski e UTVs.

 

Na prática classificatória, que definiu a ordem de largada dos micromonopostos na primeira das duas baterias, Duda conquistou a quarta posição. Sua melhor volta foi apenas 0s097 (noventa e sete centésimos de segundo) “mais lenta” que a do pole position, o que significava que menos de um décimo de segundo separava os quatro primeiros do grid, fator que prenunciava uma prova mais que emocionante.

 

Com boa largada, Naves conseguiu assumir a P3 na veloz Curva Dois do circuito, superando João Rosate. Na volta seguinte levou o troco, voltando a figurar na P4. Mais uma volta e reassumiu por instantes a P3, na sequencia de uma tentativa frustrada de Rosate tomar a segunda colocação, mas acabou superado por Luca Parizotto, que vinha na cola do “embolado” quarteto de liderança.

 

Mais algumas voltas e Rosate atacou, ultrapassando Duda, que caiu para a quinta posição. A batalha pela terceira posição esquentava, com Rosate superando Parizotto, que não se deu por vencido, mas tinha Naves também atacando e querendo a posição. Melhor para Rafael Reis, que vislumbrou o espaço, veio lançado e superou o trio, de uma só vez, para ser o novo P3 da disputada corrida.

 

Duda também ultrapassou Parizotto e Rosate, voltando a ocupar a quarta posição. Todavia, faltando quatro voltas para a checkered flag, Rosate forçou muito o “aprouch” para tentar a ultrapassagem sobre Naves. A manobra não deu certo e Duda acabou fora da pista, perdendo muitas posições. Duda Naves conseguiu retornar, mas completou a corrida na melancólica 20ª colocação.

 

Por conta dessa “gentileza”, Duda teve de largar na segunda prova no final do pelotão. Com maestria não buscou fechar o traçado para o contorno da veloz Curva 1 do circuito e contornou a variante “por fora” em espetacular derrapagem controlada. Mantendo a linha externa desceu velozmente para a segunda curva, já ocupando a P12.

 

A partir de então o pupilo de João Cunha tratou de imprimir um ritmo alucinante de corrida. Estabeleceu na quinta passagem a segunda melhor volta da prova e tratou de ir galgando posições. Um corridão, que culminou com a sétima colocação no descerrar da bandeira a quadros.

 

Na soma dos resultados da etapa, Duda Naves (D2 Motorsport) ficou com a 12ª colocação da etapa e na tabela de pontos do campeonato.

 

No proximo final de semana (8 e 9/03) Duda Naves disputa no Kartódromo Arena Kirin, em Itu, a quinta etapa do campeonato 2013/14 do Kantan Kart, também segunda etapa da Copa Everlast Energy Drink Kantan 2014.

 

 

 Duda Naves_img_1201_1_Foto_ClaudioReis-PlanetKart_ImagesDuda Naves_img_3669_1_Foto_CrisReis_PlanetKart_ImagesDuda Naves_img_3909_1_PlanetKart_Images

 

OBSERVADOR CETELEM

 

Estudo Observador Cetelem analisa tendências do mercado automóvel na Europa

Portuguesas associam liberdade e independência ao automóvel

 

 

 

Mais do que os homens, as mulheres associam a liberdade e independência ao automóvel. Esta visão positiva do automóvel sobressai sobretudo em Portugal, onde 71% das mulheres aliam espontaneamente a noção de liberdade ao automóvel, contra apenas 61% dos homens (+10 pontos de diferença). Encontra-se um cenário semelhante na Alemanha, Bélgica e Itália (+9 pontos nestes três países). Estas conclusões integram o Caderno Automóvel 2014 do Observador Cetelem apresentado recentemente.

 

Neste mesmo estudo, as mulheres portugueses também se destacam por não atribuírem muita importância à posse automóvel. À pergunta “poderia imaginar nunca possuir viatura durante toda a vida”, 29% das consumidoras portuguesas responderam “sim”, uma percentagem superior à dos homens (23%). Esta tendência contradiz com a europeia na qual existem mais mulheres do que homens a estarem ligadas à posse de viatura.

 

Outra tendência no feminino em destaque no estudo é o facto das mulheres portuguesas que preveem, no futuro, a utilização de um veículo que não lhes pertença serem em menor número do que os homens. Enquanto 48% dos homens se projetam bem na utilização partilhada, a percentagem de mulheres é apenas de 34%.

 

«A perceção que as consumidoras portuguesas têm do futuro automóvel parece estar ainda um pouco nublada. Se por um lado não concebem em pleno a ideia de partilhar o automóvel, encarando-o como algo que lhes confere uma sensação de independência e liberdade, por outro surgem como pouco “viciadas” no volante, admitindo poderem passar bem sem possuírem uma viatura durante toda a vida» afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

 

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões, para o Caderno Automóvel 2014, foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de novembro de 2013, em oito países da Europa (Alemanha, França, Itália, Portugal, Espanha, Bélgica, Reino Unido e Turquia), com amostras representativas das populações nacionais (pelo menos 600 pessoas por país), num total de 4.830 pessoas questionadas pela Internet.

 

 

EQUIPAS CHEGARAM AO ESTORIL PARA TESTES

EQUIPAS CHEGARAM AO ESTORIL PARA TESTES

 

Já se encontram no autódromo  do Estoril, as equipas que vão testar durante dois dias, na qual o destaque para vai a equipa Juta, que vai ter Filipe Albuquerque ao volante, e a equipa de Sebastien Loeb, com o Audi R 8 LM.

 

 

Texto de João Raposo e fotos de Mário Monteiro no Estoril - www.velocidadeonline.comtestesestoril1testesestoril2testesestoril3testesestoril4testesestoril5testesestoril6testesestoril7testesestoril8

 

TESTES NO ESTORIL PARA FILIPE ALBUQUERQUE

 

 

Filipe Albuquerque prepara European Le Mans Series no Autódromo do Estoril


CA2 0446

Filipe Albuquerque vai estar nos próximos dias 9 e 10 de Março (Domingo e Segunda-feira) no Autódromo do Estoril ao volante do LMP2 Zytec Z11SN da JOTA para preparar a sua participação no European Le Mans Series (ELMS).

Depois de assegurar a sua participação nas 24h de Le Mans e nas 6h de Spa enquanto piloto oficial da Audi no Audi R18 e-tron quattro, foi a vez do anúncio da participação no ELMS que será composto por cinco provas, uma delas no Estoril no mês de Outubro.

Esta participação que visa levar o piloto português e a sua equipa do título no Campeonato servirá também de preparação para as 24h de Le Mans aliás, como o Dr. Wolfgang Ullrich, chefe da Audi Sport fez questão de mencionar: "A JOTA é o lugar certo para colocar os nossos pilotos de fábrica. É uma equipa que soma sucessos no Mundial, no Europeu de Endurance e também em Le Mans. É a equipa certa para permitir ao Filipe evoluir rapidamente e adaptar-se a esta nova realidade na sua carreira, por forma a estar ao seu melhor nível naquele que é o seu projecto principal para este ano ao volante do Audi R18 e-tron quattro", disse.

Para Filipe este será o primeiro contacto com o Zytec: "Vai ser um teste muito importante sobretudo porque se vai realizar em casa, numa pista que conheço bastante bem. Será um carro muito distinto do LMP1 Audi R18 que tenho pilotado ultimamente mas estou certo que a adaptação será fácil e que vamos fazer um bom trabalho nestes dois dias de teste", concluiu Albuquerque.

Após este teste Filipe parte para os Estados Unidos da América onde vai disputar as 6h de Sebring a 15 e 16 de Março pontuável para o Campeonato americano Tudor United Sportscars Championship.

 

 

 

 

OFICINAS OPTIMISTAS PARA 2014

 

OFICINAS OPTIMISTAS PARA 2014

 

 

O ano que passou, foi sem dúvida alguma difícil para grande parte das oficinas em Portugal, mas a verdade é que visitamos algumas  oficinas especializadas na reparação automóvel, e o optimismo é a palavra de ordem, quando algumas delas tiveram um ano de consolidação, onde não faltou trabalho.

A Auto Avioso situada em Avioso na Maia, uma oficina especializada na reparação de tractores agrícolas, automóveis (mecânica, chapeiro e pintura),onde Pedro Cunha e José Rocha os dois sócios, começaram por logo por nos dizer “ antes de mais temos de ser optimistas, há que olhar em frente, e temos sempre de tentar levar isto na positiva. Para nos o ano de 2013 foi difícil, mas crescemos um, pouco mais”.Sobre os objectivos foram claros” para 2014 vamos continuar a crescer, e já estamos a pensar mudar de instalações, pois estas começam a ficar pequenas para os serviços que temos, já iniciamos o estudo deste projecto, e esperamos em breve poder mudar, para algo que nos ofereça a nós melhores condições de trabalho, e com isso melhores serviços para os nossos clientes.

Pelo mesmo diapasão, rege-se Hélder Monteiro da TBR Service, uma empresa especializada na preparação de viaturas 4x4, que logo nos afirmou “ para 2014 estamos optimistas, pois o ano de 2013, foi bem melhor do que o de 2012, esse bem difícil. Sobrevivemos, e agora estamos a consolidar os nossos serviços na qual para 2014 queremos melhorar ainda mais a qualidade dos nossos serviços. Por outro lado, em termos de instalações iremos fazer algumas alterações para dar uma imagem diferente”.De referir que a TBR Car Service, faz todo o tipo de preparação mecânica para viaturas 4x4, onde a sua grande especialidade é a preparação deste tipo de viaturas para grande expedições, onde segundo Hélder Monteiro “ muitos dos nossos clientes fazem por ano incursões por Marrocos, deserto do Sahara, e recentemente tivemos dois Land Rover Discovery que fizeram uma expedição do Porto a Bissau na Guiné e regressaram sem problemas de maior. Para além disso no nosso espaço temos uma área, onde temos exposto uma série de acessórios para este tipo de actividade”.

 

 

Opinião diferente, foi a manifestada por Miguel Leão, principal responsável pela Auto Miguel Leão, que vê o 2014, como um ano cheio de dificuldades, isso pelo menos no ramo da reparação automóvel multimarcas, “ temos der ser bem realistas, e ter os pés bem assentes no chão, há muito trabalho, mas há pouca gente que sabe trabalhar, e penso que o ano de 2014 vai ser pior do que foi 2013.Sou de opinião que  temos de mudar de mentalidade para podermos sobreviver”.Curiosamente  a Carlindo situada nos arredores da cidade do Porto, não está nada animada para 2014, conforme nos disse um dos gerentes Sr.Carlos, que sem “papas na língua “ meu amigo, o ano de 2014 irá ser de novo muito difícil, estou pessimista, pois aqui não vejo hipóteses de crescer, não há trabalho, depois os clientes não pagam, em suma muitos problemas, para ser franco não sei o que irá ser o futuro”.

 

Bem diferente á a posição  na António Cruz – Reparações Automóveis, na qual António Américo, depois de pensar um pouco disse-nos logo “ esta empresa é ainda familiar, temo-nos conseguido manter o mesmo movimento nos últimos anos, não nos podemos queixar. Para 2014 as nossas perspectivas são as mesmas, não temos grandes oscilações em termos de movimentos de clientes, aliás felizmente tenho clientes fieis para a nossa grande especialidade que é a mecânica geral multimarcas. Apenas em 2012 tive algumas flutuações em trabalhos que fiz para algumas empresas que depois fecharam, mais nada”.

Texto e fotos de João Raposo

 

NOVO AYGO DA TOYOTA

 

NOVO AYGO - o X que marca o caminho

ABORDAGEM ÚNICA DA TOYOTA AO SEGMENTO A

O novo AYGO foi inspirado pela determinação de Akio Toyoda para produzir automóveis melhores e, que que sejam ainda mais divertidos de conduzir. Partindo dos pontos fortes do atual AYGO foram incluídas as últimas novidades presentes dos mais recentes modelos, aliando design e prazer de condução com uma nova e mais divertida abordagem de desenvolvimento. O AYGO segue o conceito de design ‘J-Playful’; uma ligação à contemporânea cultura dos jovens no Japão, que privilegia formas extrovertidas e que se destaquem. Desde o iconográfico novo design ‘X’ da dianteira até à gama de opções de personalização, todas as decisões de design e de engenharia do novo AYGO foram realizadas especificamente com vista a diversão de quem o conduz.


“A minha principal motivação foi a de criar um automóvel que fizesse com que as pessoas se apaixonassem por ele” afirma David Terai, engenheiro-chefe do novo AYGO. “Tradicionalmente, o apelo dos carros do segmento A resulta do seu caráter prático e das suas formas compactas, além do preço atrativo. Mas, muitas vezes, falta-lhes ser mais apetecíveis. Os elementos que fazem com que despertem o desejo por um automóvel, pormenores que fazem com que lêssemos o catálogo vezes sem conta enquanto decidimos a compra são elementos que não estavam muito presentes. O design tem normalmente um tratamento secundário e não há muito equipamento por onde escolher.”. Acrescentando, “Parece existir um entendimento implícito entre os engenheiros que projetam os automóveis e os designers, de que os condutores dos carros pequenos não passam muito tempo sentados ao volante, e por essa razão, não se importam de ter que estabelecer compromissos. Eu simplesmente não posso acreditar que isso seja verdade e estou convencido que estes condutores – como quaisquer outros – querem um automóvel de que se possam orgulhar e a minha última missão foi precisamente a de criar esse automóvel.”.

Esta abordagem explica porque razão o novo AYGO tem como ponto de partida a herança deixada pela primeira geração, que já dava alguns indícios de querer rejeitar os estereótipos básicos e convencionais que predominam no segmento A. Apesar das suas dimensões compactas, tem uma aparência que causa impacto, com linhas clássicas em alguns aspectos e ao mesmo tempo de sofisticação, mas sempre divertidas. É um design que faz com que os clientes tomem uma posição; o que quer dizer que não vai agradar a todos. David Terai confirma que esta foi precisamente a sua intenção.

“Se perseguirmos uma ligação emocional entre o cliente e o design temos que aceitar que os gostos são diferentes”, afirma. “E num mercado cheio de propostas, é melhor ter um design que consegue apaixonar metade das pessoas do que ter um design ao qual ninguém se opõe. É por isso que o novo AYGO se quer destacar.”.

E vai consegui-lo. Tanto o design interior, como exterior, foram concebidos de tal forma que permitem uma ampla variedade de diferentes opções. Por isso, o novo AYGO não só será divertido de conduzir como será fácil e engraçado de personalizar de acordo com as preferências de cada um. E cada uma das personalidades de cada condutor vai corresponder um gosto específico.

Por outro lado, cerca de 10 peças à volta do veículo podem ser facilmente substituídas por outras de cores ou formas diferentes, permitindo que os clientes possam criar o seu próprio AYGO. Esta construção/abordagem só foi possível graças a uma construção inteligente e a uma estratégia de construção cuidadosamente pensada para que esta personalização pudesse ser simples e acessível, de modo a que tanto o preço, como os tempos de entrega, fossem compatíveis com o que é esperado num modelo do segmento A.

A vida a bordo é agora ainda mais agradável graças ao aumento do espaço no habitáculo e a um conjunto de inovadores equipamentos idealizados para se poderem adaptar ao estilo de vida de um grupo de clientes jovens, que deverão ser os principais destinatários do novo AYGO. O exemplo que mais se destaca é o do sistema multimédia x-touch. O seu ecrã tátil a cores de 7” controla numerosos sistemas a bordo e a possibilidade de conetividade Mirrorlink com o smartphone permite que o carro seja integrado naturalmente nas ocupadas vidas online que todos vivem atualmente.

O Novo AYGO está equipado com uma versão aprimorada do reconhecido e premiado motor a gasolina, de 3 cilindros, 1.0 litros VVT-i da Toyota. Continuando a ser um dos mais leves da sua classe, este notável bloco incorpora um conjunto de diversas revisões que melhoram as performances e ajudam a alcançar uma eficiência na utilização de combustível e nas baixas emissões de CO2 colocando-o na liderança do segmento.

Com o desenvolvimento do novo Toyota AYGO terminado, o engenheiro-chefe Terai é um homem satisfeito: “Queria evitar os habituais compromissos feitos no segmento A criando algo de que me pudesse sentir orgulhoso. Quando olho para o carro ele faz-me sorrir e apaixona-me, pelo que sinto que fui bem-sucedido.”.  A esperança da Toyota é a de que os sorrisos não se fiquem por aqui e que o novo AYGO possa trazer um sentido de diversão irreverente tanto para os condutores como para os passageiros.

1Seb12Seb13Seb4Seb14Seb25-26Seb7-27Seb28Seb-def
 

NOVAS FICHAS TÉCNICAS DAYCO

Novas Fichas Técnicas Dayco

A Dayco acaba de anunciar a introdução de novas fichas técnicas ao seu Catálogo de Produtos.

 Na página da Dayco na internet, www.daycoaftermarket.com, estão disponíveis as seguintes e novas instruções de montagem.

Todas as Fichas Técnicas (Technical Information) podem ser encontradas no Catálogo Web Dayco em www.daycocatalogue.com, ou consultando a Área Reservada da Garaje Virtual Dayco.



Dayco

 

AXALTA COATING FAZ INVESTIMENTOS

A Axalta Coating Systems investe 60 milhões de dólares na Alemanha

Expansão da Capacidade de Produção de Produtos Aquosos.

 A Axalta Coating Systems, fornecedor líder global de tintas líquidos e em pó, anunciou o compromisso de investir 60 milhões de dólares em Wuppertal, Alemanha, para construir uma instalação de última geração para aumentar a sua capacidade de produção de tintas industriais em base aquosa.
A produção de tintas aquosas, no novo centro de operações está prevista para ter inicío no primeiro trimestre de 2015.

Wuppertal passa a ser o centro mais importante das 35 instalações de fabricação de Axalta a nível Mundial o investimento irá reforçar o site Wuppertal e Alemanha como centro de operações de fabricação de tintas à base de água de Axalta na região da Europa, Oriente Médio e África (EMEA). Este investimento representa o compromisso da empresa na fabricação de tintas à base de água que respeitam as regras do meio ambiente ​​para os clientes Axalta do OEM Construtores e repintura, transporte público comercial, industrial em geral, e os segmentos de arquitetura e decoração. Além de fabricar produtos para a Europa Ocidental, os produtos fabricados em Wuppertal, continuarão a ser exportados para a Europa Oriental, Ásia e América Latina.

A unidade, de última geração, utilizará uma tecnologia de fabricação que irá melhorar a eficiência da produção, reduzindo o desperdício, e ajudando a minorar ainda mais o impacto ambiental das operações, e correspondem as necessidades crescentes dos clientes da Axalta. A produção adicional de tintas base aquosa constitui uma reacção directa ao interesse crescente dos clientes por produtos ecologicamente responsáveis.

“Estamos extremamente motivados com a nossa capacidade de construir novas unidades na Europa, e especialmente em Wuppertal,” explicou Charlie Shaver, Axalta Chairman e CEO. “Na Alemanha encontramos algumas das melhores engenharias para automóvel do mundo, e é ainda o país de origem de alguns dos nossos clientes chave. Tendo como base o nosso grande legado, com origem em Wuppertal em 1866, estamos optimistas quanto ao constante crescimento de clientes que poderemos atender no futuro.” 

A unidade vai produzir tintas para alguns dos maiores fabricantes de automóveis Europeus, que actualmente são já clientes da Axalta. Uma série de marcas de repintura automóvel, líderes da Axalta, incluindo as suas marcas principais Standox®, Spies Hecker® e Cromax®, utilizadas pelas oficinas, serão igualmente fabricadas nesta nova unidade, ajudando deste modo a expandir a sua oferta de pintura aquosa de última geração.

“A nossa decisão de investir na Alemanha reflete não só o nosso compromisso para com os nossos clientes, mas também a nossa confiança na economia Alemã e na maior região EMEA,” explicou Otmar Hauck, Axalta’s Chief Operating Officer na região EMEA. “Construir em Wuppertal é também uma homenagem aos nossos funcionários e à sua dedicação quer à nossa empresa quer aos nossos clientes.” 

A Axalta desempenha um papel de liderança no desenvolvimento da tecnologia aquosa, quer para as OEM´s quer para os clientes de repintura. O processo de produção de produtos em base aquosa da empresa utiliza um sistema de tecnologia aquosa de forma a produzir “Tintas para a indústria automóvel Lean e Green” que as OEMs podem utilizar para reduzir significativamente os compostos orgânicos voláteis (COVs), o consumo de energia e o investimento necessário para suportar a tecnologia tradicional da fabricação de tintas. O processo “Tintas para a indústria automóvel Lean e Green” traduz-se na economia de demãos de primário e de 3 demãos húmidas que podem alcançar um desempenho mais eficaz sem tempos de espera entre demãos. O aumento da produtividade traduz-se em resultados finais melhorados para os clientes enquanto se continuam a produzir acabamentos ainda com mais qualidade nos veículos.

A notícia de hoje sucede a outros anúncios recentes de investimento. Em Fevereiro, a Axalta anunciou a terceira etapa de um programa de investimento de três anos de 32 milhões de dólares para a expansão da capacidade de produtos aquosos no Brasil. Em Janeiro, a Axalta dá início da construção de um novo projecto para a capacidade de expansão de produtos aquosos em Xangai, para atender o crescimento da fabricação de automóveis na China. O investimento de 50 milhões de dólares tinha sido anunciado em Maio de 2013.




Axalta Wuppertal Operations Center Axalta

 

TOPCAR E A FORMAÇÃO

A Topcar ministrou 2.850 horas de formação, em 2013, à sua rede de oficinas

Cumprindo o seu ambicioso plano de formação anual, a rede de oficinas Topcar totalizou um volume de 2.850 horas de formação certificada, em 2013.

 Este volume de horas foi alcançado através das 14 sessões de formação que ocorreram durante 2013: 6 ações de mecatrónica, 6 ações de colisão e 2 ações comercial e gestão de clientes. Para Marco Silva, gestor da rede Topcar: “este resultado espelha o forte investimento que fazemos na melhoria das competências e do conhecimento dos profissionais da nossa rede de oficinas. A formação é uma das nossas grandes bandeiras, pois acreditamos que só através da aprendizagem contínua conseguimos acompanhar a evolução tecnológica deste setor. Além disso, toda a nossa formação é certificada, contribuindo para as obrigações legais da oficina. Dado o crescimento da rede, acreditamos que este volume de horas de formação irá ser superado, em 2014.”

Complementando a formação Topcar, as oficinas têm acesso a um Centro de Assistência Técnica exclusivo. Em 2013, as oficinas utilizaram 400 vezes este serviço, demontrando ser uma solução de apoio técnico rápida e eficaz para as oficinas.



Topcar (2)

 

PORTUGUESES PREFEREM OS HIBRIDOS

Portugueses preferem os híbridos

Dentro de dez anos, os consumidores portugueses pensam que a maioria das viaturas andará com motorização híbrida (35%), seguidas pelas viaturas elétricas (16%) e pelos biocombustíveis (10%), segundo um Estudo do Observador Cetelem que analisa mercado automóvel na Europa.

Os veículos a gasolina e diesel terão assim praticamente desaparecido de circulação. Quando questionados sobre que tipo de motorização prefere na próxima aquisição automóvel, a maioria dos portugueses (24%) prefere os híbridos. Conclusões da edição 2014 do estudo Caderno Automóvel do Observador Automóvel.

A progressão dos híbridos é fulgurante quando comparamos os resultados do Observador Cetelem 2014 com os de 2009: o híbrido recolhe mais escolhas não só em Portugal, mas um pouco por toda a Europa. Comparativamente com 2009, em 2014, os portugueses acreditam que irão optar com maior frequência por uma monotorização híbrida (+8%) e pela elétrica (+10%), na compra da próxima viatura. Por outro lado, a percentagem de «indecisos» diminui (-7%), sinal de um melhor conhecimento das energias alternativas disponíveis no mercado.

Nas conclusões sobre a análise das tendências de futuras compras automóveis, o Observador Cetelem indica que a preferência por veículos híbridos e elétricos em detrimento das opções de gasolina, diesel/biocombustível é uma visão otimista, mas muito radical, dado que a dinâmica de renovação do parque automóvel não permite prever um efeito tão acentuado num horizonte temporal tão reduzido. Indicam também que a projeção a dez anos deixa lugar a algumas incertezas: cerca de um Europeu em cada quatro não se pronuncia sobre a energia maioritária dos veículos em circulação dentro de dez anos (24%).

«A poluição automóvel é um problema bem identificado pelos consumidores europeus e pelos portugueses em particular. Contudo, muitos pensam que este problema estará resolvido dentro de dez anos. Uma solução possível será a multiplicação das motorizações alternativas aos veículos a gasolina ou diesel. Deste modo, cerca de um português em cada quatro pondera adquirir um veículo híbrido na sua próxima compra: uma proporção em alta comparativamente à edição de 2009 que era de 16%» afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões, para o Caderno Automóvel 2014, foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de novembro de 2013, em oito países da Europa (Alemanha, França, Itália, Portugal, Espanha, Bélgica, Reino Unido e Turquia), com amostras representativas das populações nacionais (pelo menos 600 pessoas por país), num total de 4.830 pessoas questionadas pela Internet.




carro-hibrido Híbridos

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

FÓRMULA 1 DOS MARES

 

Mais um grupo de imagens dos Fórmula 1 dos mares, numa prova que teve lugar no Médio Oriente.f1marf2marf3marf4marf5marf6marf7marf8marf9marf10marf14marf15marf16marf17marf18marf19marf20marf21marf22marf23marf24marf25mar

 

SEGUNDO WOLF JÁ CÁ ESTÁ

SEGUNDO WOLF JÁ CÁ ESTÁ

 

T2wolfemportugalal como tinhamos anunciado há uns dias atrás já chegou ás instalações da CRM Motorsports o segundo Wolf, na qual aogra irá ser alvo de revisão, para depois serem feitos alguns testes.Para já ainda nada se sabe quem serão os pilotos que o irão conduzir.

 

ANUNCIO SUGESTIVO DA BOSS

ANUNCIO SUGESTIVO DA BOSS

 

A marca alemã de fatos para homem não pára de inovar, e assim fez este spot publicitário num barco à vela, que conforme as fotos demonstram ficou deveras espectacular...bossboss2boss3boss4boss5boss6

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

RED BULL EM ABU DHABI

 

Algumas imagens da prova da Red Bull Air Race, na primeira jornada deste ano, no regresso à actividade depois de três anos de ausência.redbull1redbull2redbull3redbull4redbull5redbull6redbull7redbull8redbull10

 

NOVA SÉRIE CLIO RS

 

NOVA SÉRIE LIMITADA CLIO R.S. 200 EDC MONACO GP : RAÇA E PRESTÍGIO

 

Para evocar o Grande Prémio do Mónaco a Renault criou a assinatura Monaco GP que já baptizou, em diferentes momentos, o Laguna Coupé, o Mégane Coupé e o Mégane R.S. Chegou agora a vez do Clio R.S. 200 EDC receber a prestigiante designação « Monaco GP ».

  • Uma forte personalidade aliada ao espírito desportivo e à elegância são os elementos distintivos desta nova série limitada do Clio R.S. 200 EDC.
  • Esta séria limitada é numerada e será comercializada, a partir de Abril, em vinte mercados diferentes onde se inclui Portugal.

Clio RS_Monaco_GPClio RS_Monaco_GP_Clio RS_Monaco_GP_Interior
 

CIVIPARTS É NOTICIA

 

CIVIPARTS LANÇA GAMA PARA VEÍCULOS DE PESO 3,5T


A Civiparts lançou recentemente,em parceria com a Blue Print, a oferta para veículos de peso aproximado de 3,5 toneladas.

Esta oferta, composta por cerca de 2.500 referências, destina-se aos modelos Isuzu N series e F series, Mitsubishi Canter e Fuso, Nissan Atleon e Cabstar e Toyota Dyna.

A gama de produto é bastante completa, sendo composta por material de manutenção: motor e gestão do motor, embraiagem, suspensão e direcção, travagem, transmissão, máquinas eléctricas e escovas limpa pára-brisas.

Este lançamento vem complementar a oferta de gama já existente para veículos LCV: Mercedes Sprinter e IvecoDaily; bem como para os modelos Mitsubishi L300/ L400, Toyota Hiace, Nissan Vanette, Hyunday H1/ H100, Opel Movano e Renault Master.

 

ADV250 Civiparts_Advert_MOD

 

RODRIGO CORREIA COM APOIO DA ENI

 

Rodrigo Correia renova apoio e pelo terceiro ano é

piloto ENI Lubrificantes e Gasolina

O jovem piloto de 10 anos já em contagem decrescente para a época de 2014

Depois do sucesso da parceria entre o piloto Rodrigo Correia e a ENI, a época de 2014 aproxima-se já do seu início e entre a equipa do piloto e a empresa, está já garantido que as cores da marca italiana com fortes tradições nos desportos motorizados vão voltar a marcar presença nas pistas de Karting e nos eventos em que o jovem de Oliveira de Frades vai participar por todo o país.

Não só pelas suas capacidades desportivas, como também pelas exibições e divulgação da modalidade do Karting desde alguns dos principais eventos motorizados, como em outras organizações e festas locais, Rodrigo Correia conquistou os públicos e a comunicação social que não se inibiu em destacar o talento deste jovem piloto.

De Karting ou de Mini Moto4, Rodrigo Correia conquistou centenas de milhares de espectadores de provas internacionais como a Rampa Internacional da Falperra, a prova de Braga a contar para o Campeonato Europeu de Montanha, á qual também acorrem dezenas de milhares da afición espanhola, nomeadamente da Galiza.

O grande e prestigiante evento motorizado que é hoje a Rampa do Caramulo no panorama nacional, rendeu-se também às “habilidades” de Rodrigo Correia que com as meninas da ENI passeou charme e simpatia pelo evento do Museu do Caramulo hoje com um rico programa com participantes portugueses e estrangeiros.

Numerosos e diversos foram os palcos que em 2013 tiveram a oportunidade de partilhar bons momentos com o Rodrigo Correia, da Expofacic, uma das maiores feiras portuguesas às provas do Campeonato Nacional de Perícias como em Pombal, Mangualde, Leiria, Satão ou Alcobaça, sem esquecer os mais de 10.000 espectadores que aplaudiram ininterruptamente durante as exibições na Concentração Motard aos Remédios – Lamego.

A correr a sua 3ª época na categoria Cadete, Rodrigo Correia, prepara-se para disputar o Campeonato Nacional de Karting e Troféu Rotax nas pistas de Vila Real, Leiria, Braga, Fátima e Bombarral e, a Taça de Portugal de 2014 no Bombarral.

Rodrigo Correia_ENI_Rampa_do_Caramulo_2013Rodrigo Correia_Piloto_ENI_Rampa_do_Caramulo_2013
 

REGULAMENTO FOTO RALI 2014 - ANGOLA

 

REGULAMENTO

FOTORALI 2014

                                                             

O ConcursoFOTORALI é umainiciativa da Organização do CampeonatoAngolano de Rali/Raid, comopatrocínio da EmpresaCARGO, que visa promover a Fotografiana area dos DesportosMotorizadosafim de se resgatar a história dos Ralisem Angola.

O FOTORALI é constituídopor 9 concursoscorrespondentesaos 9 Ralisque se realizamdurante o CampeonatoAngolano de Rali/Raid de 2014. 

 

PARTICIPAÇÃO

O ConcursoFOTORALI estáaberto a todososamantes de fotografia

 

REGRASGERAIS

Ainscrição é gratuita.

O tema do concurso é RALI/RAID.

As fotografiasdeverãoserenviadaspara o email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar e terão um email deconfirmação de recepção das fotografias.

As fotografiasdeverãoserenviadasatéquarta-feiraseguinteaoRalicorrespondente.

As fotografiasconcorrentestêm de sertiradasdurante o Ralicorrespondente.

Casosejanecessário o Júripoderásolicitar a comprovação de que a foto se refereaoRaliemcausa.

Cadaparticipantepodeapresentar a concursoaté 10 fotografias a cores ou a preto e branco.

Se necessárioaorganizaçãoreserva o direito de solicitarosoriginais das fotografiasconcorrentes.

 

JÚRI

Aavaliação dasfotografiasseráefectuadapor um júricompostopelo director da prova, por umrepresentante da empresa Cargo e 2 fotógrafosprofissionais.

O júriavaliará asfotografiasbaseando-se nahistória da fotografia, nacompetênciatécnica dasfotografias e nagrelhade  critérios e pontuações.

 

CRITERIOSDE AVALIAÇÃO

 

 IMPACTOVISUAL - Beleza da imagem e o sentido de oportunidade no momentoemqueafotografiafoicaptada.

 

 CRIATIVIDADEE INOVAÇÃO - Originalidade e a perspectiva da fotografia.

 

 ESPECTACULARIDADEDESPORTIVA - Expressão do movimentocaptadonafotografia.

 

 TECNICA -Enquadramento e técnicasutilizadasnafotografia.

 

 ÁREAENVOLVENTE - Envolvimento entre o objecto da fotografia e aarea envolvente.  

                                                                                  

FOTO Nº, CRITÉRIO,TOTAL PONTOS

 1,2,3,4,5

 

Porrazões de transparecia e credibilidade a organizaçãodivulgará a grelhacompleta e resultadosfinaisporfotografia e membro do júri,assimcomoenviará a cadaconcorrentepara o seuendereçoeletronicoosreferidoresultados.

 

As fotografiasvencedoras e a grelha de critérios de pontuaçãoserãopublicadas no FORUMANGOLAOFFROAD e napágina do concurso e napágina do CARR no FACEBOOK, assimcomoosresultados do concurso e as restantesfotografiasconcorrentes antes do Raliseguinte.

 

ESPECIFICAÇÕESDA FOTOGRAFIAS

As especificaçõesdas fotografiasqueserãoaceitessão as seguintes:

Imagens no formatoJPGcomficheirosnãoinferiores a 1MG e nãosuperiores a 2 MG.

As seguintesmodificaçõestécnicasnasimagens:

Remoção de olhosvermelhospelouso de flash e pontos de póou de sujidade do sensor da câmara.

O melhoramento doaspecto natural das fotografiascom as seguintesfunçõescorretivas:

Brilho

Contraste

Saturação

A cropagemsó senecessáriodesdeque o formato rectangular original da fotografiaequivalenteaotamanho A4, não se altere.

Qualquermodificaçãofora das acimadescritas, as fotografiasserãoautomaticamentedesclassificadas.

Aorganização doconcursoreserva-se o direito de utilizar as fotografiasconcorrentesparaacçõespromocionaisnãolucrativas. Naspublicaçõesserásalvaguardadasempreaindicação do autor das fotografias.

Oscasosomissos dopresenteregulamentoserãoresolvidospelojúri.

Osparticipantescuja as suasfotografiassejamvencedorasdeverãoforneceraorganização o original semqualquermodificaçãoda fotografia, no espaço de 8 diasapósosresultados do concursoenviandopara o email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

 

 

PRÉMIOS

Osprémiosaatribuirsãoosseguintes:

 

  1ºPrémio - KZ 70.000,00

  2ºPrémio - KZ 50.000,00

  3ºPrémio  - KZ 30.000,00

  2MençõesHonrosas

 

Osprémiosmonetários, desteconcursoserãoduplicadossemprequeosconcorrentes a quemosmesmossejamatribuídospeloJúrinãosejamresidentesnaProvínciaonde serealize a competiçãoemcausa.

Osprémiosserãoentreguesnadistribuição dos prémios do Raliseguinte.

Osprémiosreferentesao ultimo Raliserãoentregues aquando da entrega dos prémiosfinaisdo CampeonatoAngolano de Rali/Raid.

 

No sentido demotivarnovosparticipantesaoconcurso e de criaroportunidadeaosconcorrentescommenoshabilidadestécnicas e equipamentos, osprémios emençõeshonrosasnãoserãoacumuláveis.

Um concorrentecujasduasfotografiasincorporemoscincoprimeirosclassificadossóreceberá oprémio da suamelhorclassificação.

 

No final do Campeonato de rali/raid CARR seráfeitaumapequena gala paraentrega de premios do mesmo,onde a organização do FOTORALI faráumaexposição de todas as fotografiasvencedorasdurante a epoca 2014.

 

EmcadaRali, o 3 melhoresfotografosreceberam a pontuação de 15, 10, e 5 pontosrespectivamente, queacomularão no final do campeonato e permitirãoapurarpela soma dos resultados das provaso melhorfotografo do ano a quemseráatribuido um trofeu.

 

 

 

 

 

A  OrganizaçãoPANFLETO

 

RAFA MATOS

 

À espera do início da temporada na Stock Car, Rafa Matos confirma presença em mais três etapas do United Sportscar Championship, em busca de novo título

A prioridade é o segundo ano completo no Brasileiro de Stock Car, mais uma vez defendendo a equipe Hot Car, e com expectativa de ótimos resultados depois do bom desempenho nos treinos coletivos de Curitiba. Mas, como o calendário permite e o talento de Rafa Matos (Bardahl/Ativas/Symantec/Belvitur) também é conhecido além-fronteira, ele terá uma segunda missão na temporada. Depois de comandar o protótipo Oreca-Chevrolet da Performance Tech Motorsports rumo ao terceiro lugar nas 24h de Daytona, na categoria LMPC, ele recebeu e aceitou o convite para defender o time em mais três etapas do Tudor United Sportscar Championship (TUSC), a começar pelas tradicionais 12h de Sebring, dia 15, quando terá a seu lado David Ostella e Charlie Shears.

Rafa terá a chance de brigar por um campeonato dentro do campeonato, já que Daytona, Sebring e as provas de Watkins Glen (27 de junho) e Petit Le Mans (4 de outubro), todas de maior duração, compõem o North-American Endurance Cup, ou NAEC. "Fiquei muito feliz com o convite e a possibilidade de continuar com a Performance Tech depois da ótima experiência em Daytona. Como as datas não coincidem, terei a chance de correr em três provas tradicionais e num campeonato que entrou numa nova fase depois da união entre a American Le Mans Series e a Grand-Am patrocinada pela Nascar, que tem na endurance norte-americana sua grande aposta", explica Rafa. Ele conhece bem os três circuitos que o aguardam – já comandou neles protótipos LMP2 e LMPC e a Ferrari 458 GT da Risi Racing ao longo dos 11 anos em que acelerou exclusivamente nos EUA.

Ele aproveita para agradecer a Hot Car, na pessoa de Amadeu Rodrigues, e à Bardahl, por terem dado o sinal verde para o programa paralelo. "Todos entenderam que a oportunidade não prejudicaria em nada nosso trabalho na Stock; pelo contrário, o importante é permanecer o máximo possível em ação. Como ex-piloto dos bons, o Amadeu sabe disso mais do que ninguém", destaca.







Acompanhe todas as notícias e informações pelos nossos canais oficiais:

www.rallypr.com.br

https://www.facebook.com/RallyPR

www.twitter.com/RallyParana

http://instagram.com/rallyparana

 

 

PEUGEOT LANÇA KICK TO BRAZIL

 

PEUGEOT lança #KickItToBrazil


A incrível jornada de uma bola de futebol através
de 5 continentes: para seguir no Facebook e Instagram


Acompanhe a história de uma bola de futebol «globetrotter» que passará por uma cadeia de
pessoas, contando na sua aventura com o apoio de veículos PEUGEOT. Em parceria com o
Facebook, a marca organiza este fantástico périplo através de cinco continentes. Esta original
acção, que pode ser seguida nas redes sociais Facebook e Instagram, contribui para o
desenvolvimento da política de responsabilidade social e ambiental da PEUGEOT no Brasil.
A PEUGEOT propõe uma aventura internacional, social e solidária
Pulando e rolando através de desertos e montanhas, oceanos e florestas, nas costas de um elefante
ou dentro de uma canoa, encontrando-se com as diferentes populações no seu caminho, uma bola
de futebol vai passar de mão em mão numa viagem única, integrada numa acção de
desenvolvimento sustentável.
Esta bola será o elo de ligação entre os internautas e a marca, convidando-os a escolher qual o
passo seguinte a dar e a conhecer os membros da equipa «Kick it to Brazil», garantindo a interacção
nos acontecimentos e encontros do quotidiano. Em cada fase, aqueles que se encontrarem no
caminho da bola poderão contar e partilhar as suas experiências no Facebook
(facebook.com/Kickit2Brazil), no Instagram (instagram.com/kickittobrazil) e também no portal
dedicado à operação, em www.kick-it-to-brazil.com.
100 dias, 5 continentes, mais de 30 países
O pontapé de saída desta incrível viagem é dado no dia 6 de Março, em Paris. A bola fará, a partir
daí, a sua viagem em redor do planeta em apenas 100 dias, atravessando mais de 30 países e outras
tantas fronteiras
Serão utilizados todos os meios de transporte disponíveis, incluindo automóveis, bicicletas, motos,
aeronaves, mas também meios locais de transporte, de modo a permitir que a bola complete a sua
jornada. As viaturas oficiais do evento serão da gama Crossover da PEUGEOT (2008, 3008 e 4008).
Cada país atravessado acolherá eventos dedicados, muitos deles improvisados, dependendo da
criatividade das populações. Todos os dias será difundida uma curta-metragem, a ser partilhada no
Facebook e no «site» www.kick-it-to-brazil.com.
Promover a imagem e a paixão da PEUGEOT no mundo
Esta campanha em prol da imagem marca um novo meio de comunicação, realizado em parceria
com o Facebook, líder entre as redes sociais, deixando uma marca verdadeiramente global. A
PEUGEOT pretende criar uma forte ligação entre a marca e todas as gerações em redor do mundo
e, em particular, fora da Europa, onde a PEUGEOT regista um forte crescimento.
Facebook, um potente parceiro mediático
Como plataforma internacional com mais de 1.230 milhões de utilizadores activos, incluindo 945
milhões nos suportes móveis, o Facebook é o parceiro mediático natural de sustentação a esta
operação. No Facebook e no Instagram, todos os utilizadores da Internet de todo o mundo podem
participar na jornada, através da partilha das suas histórias, fotos e vídeos, fazendo-o através do
portal www.kick-it-to-brazil.com.
«One Kiss, One Tree», uma iniciativa de apoio à operação «Poço de Carbono
Peugeot-ONF» no Brasil
No âmbito desta viagem, para cada foto de um beijo dado à bola que seja colocado «online» no
portal www.kick-it-to-brazil.com, a PEUGEOT contribuirá para a acção científica e ambiental «Poço
de Carbono PEUGEOT-ONF», no Brasil. Este projecto arrancou em 1999 e conta com o
compromisso de continuidade até 2038 por parte da PEUGEOT.
A contribuição da PEUGEOT relativa a esta viagem única assentará na plantação de um conjunto de
árvores adicionais, as quais se irão juntar às 2 000 000, de 50 espécies diferentes, já introduzidas no
âmbito deste grande projecto ambiental.
A pegada de carbono da viagem ver-se-á, assim, totalmente compensada e os créditos dela obtidos
terão um âmbito científico, ecológico e socioeconómico inerente ao projecto «Poço de Carbono
PEUGEOT-ONF» da floresta amazónica.
Imagem ParisImagem Paris_2
A bola terminará a sua viagem a 12 de Junho próximo na Amazónia do Brasil, no coração do Poço de
Carbono.
A aventura pode ser seguida em www.kick-it-to-brazil.com e a experiência complementada nas
redes sociais com o «tag» #KickItToBraz

 

RALIS NO BRASIL

Vai Começar! Primeira Etapa do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade.

Tudo pronto para o Rally de Morretes.

Amanhã,  sexta feira dia 07 de março começa em Morretes a primeira etapa do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade. 16 duplas vão competir entre si nas categorias 4x2 e 4x2 super em 7 especiais sendo 2 noturnas. Totalizando 64,1 km de trechos cronometrados .

 Se você  gosta de velocidade, o Rally de Morretes é uma ótima oportunidade para acompanhar, e ver de perto algumas das melhores duplas brasileiras pisando fundo e voando baixo pelas estradas do litoral Paranaense. 

Sexta feira a festa começa as 19:30 no centro de Morretes, com a largada promocional. Sábado a programação começa 12:18 com a largada da primeira especial do dia.

Baixe o mapa e a programação completa clicando aqui. E veja como chegar e assistir o Rally.  

E não esqueça. Chegue cedo para curtir um dia cheio de emoções e velocidade. 

Para a realização do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade, o RPMC conta com apoio da Chronosat Cronometragem, WZ Studio e Cross Brasil. 

 

Acompanhe todas as notícias e informações pelos nossos canais oficiais:

www.rallypr.com.br

https://www.facebook.com/RallyPR

www.twitter.com/RallyParana

http://instagram.com/rallyparana

 rally 20131224_1297999818

 

RENAULT REINVENTA O TWINGO

 

A RENAULT REINVENTA O TWINGO


Vinte anos depois do primeiro modelo com este nome, a Renault ousou reinventar
o Twingo com a apresentação da terceira geração.
Com uma arquitectura de motor traseiro o novo Twingo:


 É ágil com um raio de viragem de 8,65 m, (um metro menos, em média, que
os seus concorrentes directos).
 Tem uma excelente habitabilidade com 22 cm adicionais no interior, apesar
de o comprimento exterior ser 10cm inferior ao da anterior geração.
 É prático com as suas 5 portas, o piso totalmente plano e um comprimento
de carga de 2,20 m.
 Oferece a melhor visibilidade dianteira da sua categoria, com uma posição
de condução elevada, uma vantagem particularmente apreciada em meio
urbano.
Por debaixo da mala, em posição traseira, o Twingo dispõe de um económico e enérgico
motor a gasolina, de 3 cilindros (atmosférico ou turbo).
O Novo Twingo é o único modelo citadino do mercado com uma dupla oferta
multimédia com o rádio R & Go através de um smartphone ou do R-Link®.
O Novo Twingo é um herdeiro directo da linhagem do Twingo e do Renault 5.

NOVO TWINGO : DIVERTIDO, ULTRA-MANOBRÁVEL E COM UMA EXCELENTE
HABITABILIDADE
O espírito do Twingo está de volta
Com o seu estilo dinâmico, o Novo Renault Twingo tem um carácter FUN marcado
desde logo pelas cores da carroçaria que recuperam o espírito do Twingo original e
conferem ao automóvel diferentes personalidades: « feminina » ou « masculina »,
« desportiva » ou « vintage ». No interior, tal como no exterior, a cor é omnipresente.
« O Novo Twingo inspirou-se no Twingo original mas, também, no R5. É uma
interpretação moderna de um automóvel urbano e inovador em termos de estilo e
arquitectura. O Novo Twingo é um automóvel citadino divertido, lúdico e cheio de
energia.»
Laurens van den Acker – Director do Design Industrial da Renault
Estilo divertido e dinâmico
Tal como no Twingo original, o Novo Twingo tem uma oferta de quatro cores que lhe
conferem uma forte personalidade: azul pastel, vermelho, amarelo e branco. « Twingo’s
spirit is back ! »
A sua original arquitectura de motor traseiro permite que, com apenas 3,59 m de
comprimento e as rodas colocadas nos 4 cantos da carroçaria, o novo Twingo tenha uma
distância entre eixos de 2,49 m, o que garante uma generosa habitabilidade interior.
A face dianteira recupera os novos códigos de design da marca Renault com o logo de
grandes dimensões colocado sobre um fundo negro. A entrada de ar na parte inferior dá
ainda mais força à expressividade da dianteira do Novo Twingo.
Os manípulos das portas traseiras dissimulados na carroçaria deixam antever um modelo
de 3 portas mas, pela primeira vez na sua história, o Twingo dispõe de 5 portas.

Ultra-manobrável + prático + habitável = Novo Twingo
Ao desenvolver uma arquitectura de motor traseiro, a Renault escolheu propor, para o
Novo Twingo, uma agilidade e uma habitabilidade muito para além do que faria supor o
seu comprimento de apenas 3,59 m.
A agilidade é o primeiro benefício retirado desta arquitectura já que o Novo Twingo tem
um diâmetro de viragem de apenas 8,65 m, o que corresponde a um metro menos que
os seus concorrentes directos.
O acesso ao interior, a sensação de espaço e a visão panorâmica são favorecidas pela
posição de condução elevada. Com um capô dianteiro curto, o Novo Twingo oferece a
melhor visibilidade para a dianteira.
O Novo Twingo possui mais 22 cm – do painel de bordo ao portão traseiro – que a
anterior geração, apesar de o seu comprimento total ser 10 cm inferior. Com uma
distância entre eixos de 2,49 m (+13 cm do que no anterior Twingo), a habitabilidade
interior é uma referência na sua categoria.
Por cima do motor, a bagageira de 219 dm3 é particularmente funcional devido à sua
forma rectangular que não é prejudicada pelas cavas das rodas. O banco traseiro é
rebatível 50/50 e liberta uma superfície de carga totalmente plana de 1,35 m. O banco do
passageiro dianteiro pode também ser rebatido oferecendo assim um comprimento total
de carga de 2,20 m num automóvel de apenas 3,59 m de comprimento!
A evocação moderna de uma importante linhagem
« Com o Novo Twingo nós aproveitámos uma herança única que é a do Twingo e do
R5. Estes modelos tinham um espírito próprio e guiaram- nos no nosso trabalho de
conceber um automóvel citadino extremamente moderno e com um forte carácter. »
Kenneth Melville, Director de Design Gama A e B (Twingo, Clio, Captur)
A forma dos faróis dianteiros bem como o desenho do portão traseiro são traços de
carácter que evocam o emblemático R5 Turbo que dispunha também de motor traseiro.

No interior, um ambiente lúdico e ligado ao mundo
« Nós trabalhámos para criar um interior dinâmico e lúdico, com várias possibilidades de
personalização, incluindo nas superfícies de arrumação, com o objectivo de recriar o
icónico interior do Twingo original. Ao mesmo tempo desportivo e lúdico, o posto de
condução foi concebido como se tratasse de um cockpit. »
Laurent Negroni, Designer de Interior do Renault Twingo
O habitáculo é « aberto » ao exterior com a posição de condução elevada e um párabrisas
de grandes dimensões que oferecem uma visibilidade recorde para a dianteira
(12 graus).
A harmonia do interior joga no contraste entre o preto e o branco. A banda lateral do
painel de bordo, as inserções no volante, os arejadores e os painéis das portas são
brancos num habitáculo completamente negro.
Estará igualmente disponível um ambiente mais desportivo com inserções de vermelho
sobre a cor preta dominante.
Uma dupla oferta de conectividade: com um smartphone com o R & GO® ou
através do R-Link da última geração
Graças à aplicação R & GO®, com download gratuito para os clientes do Novo Twingo, é
possível ligar automaticamente um smartphone ao rádio do automóvel. Esta ligação
Motor traseiro: uma inovação para os engenheiros de motores
A escolha de uma arquitectura de motor traseiro exigiu uma profunda alteração do
motor de forma a implantá-lo num espaço mais reduzido. Os motores do Twingo
foram objecto de uma nova arquitectura para que fosse possível a sua inclinação a
49,º de forma a reduzir a sua altura e preservar o volume da bagageira.
O Novo Twingo será equipado com dois motores a gasolina da última geração:
- Um novo motor atmosférico SCe 70 que é uma declinação da gama TCe. Este
motor tricilíndrico de 999 cm3 desenvolve 70 cv e é especialmente adaptado para a
utilização urbana, com um binário de 91Nm disponível logo a partir das 1.000 rpm.
- O motor Energy TCe 90, de 898 cm3 turbo confere ao Novo Twingo uma particular
dinâmica e prazer de condução graças aos seus 90 cv e um binário de 135Nm.
dá acesso a um menu com 4 funções concebidas para utilização a bordo de um
automóvel:
 Navegação 3D (Copilot® Premium),
 Telefone (Contactos, Bluetooth®…),
 Media (rádios web com reconhecimento áudio dos títulos e dos artistas),
 Computador de bordo (Renault Driving eco2, funções adicionais face ao painel de
bordo, e-guide)
O rádio R & GO® possui um suporte universal para fixação no painel de bordo que
permite receber o smartphone. A aplicação R & GO® está disponível em ambiente
Androïd e iOS e funciona igualmente em modo « tablet ».
Em alternativa a esta oferta estará disponível a última versão do sistema Multimédia
integrado R-Link, « R-Link Evolution », que dispõe de um ecrã activo (possibilidade de
fazer zoom ou de fazer desfilar a informação).
Um Twingo à medida de cada um: personalização por fora e por dentro
Através da oferta de cores, strippings para a carroçaria e de ambientes para o interior, é
possível adaptar o Twingo à personalidade de cada um: mais « masculina » ou mais
« feminina », « zen » ou « desportiva » ou, ainda, « vintage » com grafismos inspirados
nos do R5.
O cliente pode personalizar o seu Novo Twingo com motivos exteriores e interiores
coordenados em função das cores da carroçaria.
- Decoração exterior: coques dos retrovisores, grelha e protecções laterais
- Decoração interior: banda lateral do painel de bordo, arejadores, inserções no volante.
O Novo Renault Twingo irá dispor, também, de um tecto de abrir eléctrico em tela.
Renault e Daimler: uma parceria frutífera num projecto ambicioso
Em 2008 os engenheiros da Renault partiam do zero para criar o futuro Twingo com um
objectivo extremamente ambicioso : criar um modelo icónico, à altura do nome Twingo,
que fosse também um símbolo do espírito de inovação da marca Renault. Desde logo a
Renault pensou na adopção de uma arquitectura de motor traseiro mas essa solução
tinha custos de desenvolvimento elevados. É assim que se cruzam os interesses da
Renault e da Daimler que, por seu lado, estudava o desenvolvimento dos futuros Smart
de 2 e 4 lugares. Em Abril de 2010 é assinado o acordo para o arranque de um projecto
comum.
Novo Renault_TwingoNovo Renault_Twingo_Novo Renault_Twingo_interior
Os dados do Novo Twingo
Dimensões:
Comprimento: 3,59 m
Largura: 1,64 m
Altura: 1,55 m
Ângulo de visibilidade para a dianteira: 12,1 graus
Diâmetro de viragem: 8,65 m
Distância entre eixos: 2,49 m
Comprimento máximo de carga: 2,20 m
Bagageira: 219 litros
Superfícies de arrumação no interior: 52 litros
Motores :
SCe 70 : 3 cil. 999 cm3 atmosférico; 70 cv; 91 Nm
TCe 90 : 3 cil. 898 cm3 turbo ; 90 cv ; 135 Nm
Contacto Assessoria de Imprensa: Ana Gil: +351 21 836 10 12
Sites Internet : www.renault.pt - www.media.renault.com
O Novo Twingo no ecrã…
A Renault disponibiliza, desde já, para o grande público uma experiência interactiva,
lúdica e inovadora, através do site www.nouvelletwingo.renault.com. O internauta
poderá interagir com o Novo Twingo, comprovar a sua agilidade e descobrir o interior a
360°. Através deste site é igualmente possível descobrir a dupla oferta multimédia
disponível no Novo Twingo: R & GO e R-Link Evolution.

 

DUNLOP E MERCEDES AMG EM GENEBRA

 

Dunlop e Mercedes-AMG no Salão do Automóvel de Genebra 2014

 

4@11@9@11@9@5xe" filled="f" stroked="f">image002.png@01CF3936.ACC9D780" >A Dunlop, um dos principais fabricantes mundiais de pneus de elevado e ultraelevado desempenho, centrou a sua atenção em reforçar o seu posicionamento como marca desportiva e dinâmica na edição 2014 do Salão do Automóvel de Genebra. Como tal, para além do Mercedes-Benz CLA 45 AMG que estará presente em Genebra com o pneu Dunlop Sport Maxx RT em exibição do seu stand de Genebra, a Dunlop foi recentemente eleia para equipar vários dos principais modelos de automóveis da AMG.

 

Dunlop como equipamento original de muitos modelos Mercedes-AMG

Atualmente, a cooperação entre a Dunlop e a Mercedes-AMG abrange vários modelos de automóveis citadinos. Em 2012, o modelo Mercedes-Benz C 63 AMG Coupé Black Series foi equipado com Dunlop Sport Maxx Race. Em 2013, os modelos A 45 AMG e CLA 45 AMG foram igualmente lançados com o pneu Dunlop Sport Maxx RT instalado, graças ao seu desempenho de travagem otimizado e manuseamento preciso. Neste momento, o modelo SLS AMG GT "Final Edition" é equipado com o pneu Dunlop Sport Maxx Race de série. Além destas instalações, a Dunlop fornece igualmente instalações para modelos, como ML 63 AMG, SL 65 AMG e CL 63 AMG. Todos estes pneus são desenvolvidos pela Dunlop especificamente para a Mercedes-AMG, sendo identificáveis pela marca "MO" presente nos pneus.

 

Desenvolvimento bem-sucedido de um pneu de corrida para o SLS AMG GT3

Alargando a sua área de influência para o mundo das corridas, a Dunlop colabora como parceiro tecnológico do departamento desportivo de clientes da AMG e tem estado a desenvolver pneus de corrida avançados para o Mercedes-Benz SLS AMG GT3 desde 2011. Testemunho da bem-sucedida e continuada cooperação entre as empresas são as inúmeras vitórias em corridas do Campeonato VLN Endurance em Nürburgring, a par da joia da coroa que foi a vitória na corrida de 24 horas em Nürburgring em 2013.

 

Acerca de Dunlop

A Dunlop é um dos maiores fabricantes de pneus de altas e ultra altas prestações do mundo e conta com um impressionante currículo de vitórias em competições desportivas.

 

A vasta experiência competitiva da Dunlop proporcionou o desenvolvimento de tecnologias inovadoras para pneus concebidos para o uso no dia-a-dia. Sempre com o objetivo de transmitir total confiança aos motociclistas, a Dunlop oferece a todos os tipos de motociclistas o desempenho e a durabilidade das mais recentes tecnologias de pneus, como a tecnologia RunOnFlat, que equipam veículos galardoados como o Mini, BMW 1 Series, 3 Series, 5/6 Series, X5/X6 e outros.

 

Muitos dos principais fabricantes de automóveis do mundo, como Alfa Romeo, AMG, Audi, Bentley, BMW, Jaguar, Lexus, Mercedes-Benz, VW e Porsche, são equipados de origem com pneus Dunlop.

 Dunlop Sportmaxxcopy

 

NOVO FORD FOCUS

 

Novo e Avançado Focus Lidera Presença da Ford em Genebra; Novo Mustang e Novo Edge Concept Fazem Também a Sua Estreia Neste Salão

 

  • A Ford estreia, em termos europeus, um conjunto de novos modelos de produção e de ‘concepts’, para além de divulgar avançadas novas tecnologias no Salão de Genebra de 2014

 

  • O novo Focus apresenta-se através de um elegante e emocional novo design exterior, modelo que redefine por completo o seu interior, com um ‘layout’ mais intuitivo; integra avançadas soluções de apoio à condução, bem como novos motores

 

  • O novo Ford Mustang, o primeiro com comercialização confirmada na Europa após quase 50 anos de produção, conta com motores de potência e performance de classe mundial

 

  • O novo Ford Edge Concept dá claras indicações sobre as tecnologias, design dinâmico e qualidade de construção que irão definir o novo SUV de grandes dimensões que virá para a Europa

 

  • A Ford apresenta, pela primeira vez na Europa, o C-MAX Solar Energi Concept, o primeiro modelo de sempre propulsionado a energia solar, antecipando o que poderá ser o potencial veículo limpo do futuro

 

  • A Ford expõe, também, em estreia na Europa a Ford Ranger do Rally Dakar, depois de completar a mais exigente prova do mundo, realizada na América do Sul

 

  • Estreia na Europa, no novo Ford Focus, do sistema Ford SYNC 2, integrando um ecrã de toque de 8 polegadas, a cores e alta resolução, controlo por voz de sistemas de entretenimento, navegação, climatização e telemóveis

 

 A Ford Motor Company faz hoje a estreia europeia em palcos de salões de um conjunto de novos veículos que destacam os progressos já alcançados na transformação da companhia, operada em torno do produto.

 

O novo Ford Focus que estará à venda no segundo semestre de 2014; o novo Ford Mustang que chega à Europa em 2015; e o novo Ford Edge Concept que antecipa a direcção a tomar em tecnologia, design e acabamentos daquele que será o novo SUV de grandes dimensões da companhia na Europa. Eles estão entre os mais de 25 novos veículos que a Ford irá lançar ao longo dos próximos cinco anos.

 

A Ford também apresenta em Genebra, e pela primeira vez na Europa, o C-MAX Solar Energi Concept, um veículo alimentado a energia solar, o primeiro do género, bem como a Ford Ranger do Rally Dakar. Destaque ainda, no Velho Continente, para a tecnologia SYNC 2, que permite aos condutores controlar os sistemas a bordo das suas viaturas, usando comandos de voz, simples e naturais, e um ecrã de toque de 8 polegadas, a cores e de alta resolução.

 

“Em Setembro de 2012, prometemos transformar o nosso negócio na Europa, através do poder da nossa estratégia One Ford,” disse Stephen Odell, Presidente da Ford da Europa, Médio Oriente e África. “O nosso compromisso visava acelerar o desenvolvimento de produto e trazer mais veículos e tecnologias aos nossos clientes, em vez de nos acomodarmos e esperar que a recessão passasse. Prometemos lançar pelo menos 25 novos veículos durante um período de cinco anos. Até agora apresentámos onze, mas são esperados pelo menos mais dez só em 2014.”

 

Novo Focus com um design emocional

O novo Focus apresenta-se com um elegante e emocional novo design, integrando a nova imagem da Ford e um interior de enorme beleza e acabamentos; é o primeiro modelo a oferecer a nova tecnologia de Estacionamento Perpendicular em modo mãos livres, que ajuda o condutor nas manobras de marcha atrás em espaços de estacionamento lado a lado com outras viaturas; o sistema Alerta de Trânsito Cruzado, que alerta os condutores quando saem de um lugar de estacionamento para os veículos que podem estar próximos de se cruzarem atrás deles; e a Assistência à Saída do Estacionamento, ajudando os condutores a sair de um estacionamento em paralelo.


O carácter desportivo e o apelo à condução vêm-se reforçados através de uma grelha de design horizontal e de um interior com formato ‘cockpit’. O novo Focus marca, também, a estreia europeia do SYNC 2, avançado sistema de conectividade ‘in-car’ da Ford, bem como dos novos motores de 1,5 litros, EcoBoost a gasolina e TDCi diesel, e do bloco de 1,0 litros EcoBoost com 99 g/km de CO2*.

 

O novo Focus será, também, o primeiro modelo Ford na Europa a oferecer uma versão melhorada do sistema de Travagem Activa em Cidade, evoluído para passar a operar a velocidades até aos 50 km/h, bem como o sistema de Assistência à Pré-Colisão, que funciona de forma similar ao sistema de Travagem Activa em Cidade, mas com uma muito maior abrangência em termos de detecção de veículos, ajudando o condutor caso este circule a velocidades mais elevadas. A tecnologia MyKey da Ford surge também em estreia no novo Focus.

 

Distintamente Mustang

A comercialização do novo Ford Mustang está confirmada na Europa pela primeira vez, depois de quase 50 anos de produção, prometendo níveis de classe mundial em termos de performance, abraçando todo o património e estatuto do Mustang como ícone mundial, registando nove milhões de unidades vendidas.

 

Equipado com os novos e potentes blocos de 2,3 litros EcoBoost e V8 de 5,0 litros, o novo Mustang integra, igualmente, um conjunto de soluções de conveniência e de ajuda à condução, como o sistema SYNC 2 e Modos de Condução Seleccionáveis para ajuste do esforço dispendido na direcção, resposta do motor, transmissão e definições do controlo de estabilidade electrónico.

 

O novo Mustang estará disponível em variante coupé ou descapotável, ambos integrando um design desenvolvido a partir do zero, embora retendo todos os clássicos elementos-chave do Mustang, reconhecidos pelos fãs do modelo da Europa e do mundo.

 

 

Ford Edge Concept define-se por um design elegante

O novo Ford Edge Concept deixa claras indicações sobre as tecnologias, design e qualidade de construção que irão definir o novo SUV de grandes dimensões a lançar na Europa.

 

Entre as avançadas e automatizadas tecnologias de condução incluem-se um sistema protótipo de estacionamento, operado por controlo remoto, que pode ser operado a partir de dentro ou fora do veículo, bem como sistemas para evitar a colisão com obstáculos, actualmente em desenvolvimento pela Ford.

 

Com um design cuidadosamente esculpido e fluido, o exterior comunica a capacidade atlética, confiança e conteúdos do modelo, complementados por um interior concebido com materiais e acabamentos ‘premium’, indiciando que o primeiro grande SUV topo-de-gama da Ford para a Europa irá superar as expectativas do segmento.

 

C-MAX Solar Energi Concept

O C-MAX Solar Energi Concept da Ford é o primeiro automóvel alimentado a energia solar, conseguida a partir de um acumulador especial que actua como uma lente de aumento, que direcciona a intensidade dos raios solares para os painéis solares colocados no tejadilho do veículo, garantindo os mesmos níveis de performance que o C-MAX Energi plug-in hybrid.

 

A Ford estima que 75 por cento das viagens feitas por um condutor comum poderiam ser realizadas a energia solar e que o C-MAX Solar Energi Concept poderia reduzir o volume anual de emissões de gases com efeito de estufa em cerca de quatro toneladas. O veículo poderia ter uma autonomia superior a 30 quilómetros** com uma carga solar de um dia, economizando-se mais de 1.000 Euros por ano em combustível, com base na utilização de um utilizador médio europeu.***

 

Também exposto na Europa pela primeira vez estará a Ford Dakar Ranger, acabada de completar o Rally Dakar, aquela que foi a sua prova de estreia. Com base na variante 4x4 de cabine dupla da Ford Ranger de produção, entretanto modificada pela Neil Woolridge Motorsport, com apoio da Equipa de Desenvolvimento de Produto Global da Ford, a Ford Ranger Dakar apresenta uma carroçaria em material composto, avançados componentes de baixo peso e um motor V8 de 5,0 litros com 350 cv.

 

Ecrã táctil e controlo por voz com o SYNC 2

A tecnologia Ford SYNC 2 permite o controlo do sistema de navegação, climatização, telemóveis e entretenimento com recurso a comandos vocais naturais, integrando um ecrã de toque de 8 polegadas, a cores e alta resolução, numa estreia na Europa.

 

O simples toque do botão de controlo vocal, com a expressão "estou com fome", fará aparecer uma lista de restaurantes locais, enquanto os destinos de navegação podem ser solicitados através da morada completa.

 

Estreando-se na Europa no novo Focus, o SYNC 2 oferece múltiplas opções de conectividade, incluindo duas entradas USB. A apresentação de conteúdos dividida no ecrã apresenta marcadores de estrada e intersecções com enorme detalhe em 3D, bem como o guia de viagens da MICHELIN e o Guia Verde MICHELIN.

 

“Somos, na Europa e neste momento, uma companhia diferente da que éramos há 18 meses,” disse Odell. “E daqui a 18 meses, a transformação dos nossos stands será ainda mais dramática. O resultado será uma Ford ainda mais vibrante e emocionante na Europa."

 

NewFordFocus 07_LR

 


* Os consumos e emissões de CO2 referidos foram medidos de acordo com as últimas actualizações das especificações técnicas da Regulamentação Europeia (EC) 715/2007 e (EC) 692/2008. Os resultados poderão diferir dos valores alcançados noutras regiões do globo devido a diferentes ciclos de condução diferentes e regulamentos específicos desses mercados. Os consumos e emissões de CO2 referem-se a uma variante de um veículo e não a um único modelo. Os procedimentos de base aos testes aplicados permitem a comparação entre diferentes tipos de veículos e diferentes construtores. Para além da eficiência de combustível de um automóvel, os comportamentos ao volante, bem como outros factores não-técnicos desempenham um papel determinante nos consumos de combustível e emissões de CO2 de um automóvel. O CO2 é o principal gás de estufa responsável pelo aquecimento global. Os resultados poderão diferir dos valores alcançados noutras regiões do globo devido a diferentes ciclos de condução diferentes e regulamentos específicos desses mercados.

 

** Estimativas de consumos de combustível, emissões de gases de efeito estufa e a qualidade do ar são meros indicadores e emitidos pela Agência Norte-Americana de Protecção Ambiental - Departamento de Transportes e Qualidade do Ar (U.S. Environmental Protection Agency - Office of Transportation and Air Quality).

 

*** Considerando um custo de € 1,5 por litro de combustível

 

 

 

Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company, empresa global da indústria automóvel, sediada em Dearborn, Michigan (EUA), produz e distribui automóveis em seis continentes. Com cerca de 181.000 empregados e 65 fábricas em todo o Mundo, conta no seu portfólio automóvel com as marcas Ford e Lincoln. A empresa disponibiliza serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre a Ford e os seus produtos, por favor visite www.corporate.ford.com.

 

A Ford Europa é responsável pela produção, comercialização e pós-venda da marca Ford em 50 mercados individuais, empregando aproximadamente 47.000 pessoas nas suas instalações e cerca de 67.000 pessoas no âmbito das ‘joint-ventures’ e restantes parcerias. Em complemento à Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Ford Customer Service Division e 22 unidades fabris (13 detidas na totalidade ou em regime de ‘joint venture’ consolidada, mais nove em regime de ‘joint venture’ não consolidada). Os primeiros automóveis Ford foram enviados para a Europa em 1903, o mesmo ano da fundação da Ford Motor Company. A produção na Europa teve in
 

GOODYEAR ALCANÇA CLASSIFICAÇÃO

 

Goodyear alcança classificação BA para SUV na etiqueta europeia de pneus


Empresa estende elevadas classificações aos segmentos SUV e crossover


A Goodyear apresentou no Salão Automóvel de Genebra uma seleção de pneus para SUV, que se destacam por terem alcançado uma elevada classificação na etiqueta de pneus da UE. Esta série de pneus para o segmento de SUV e crossover, destacam-se os pneus EfficientGrip SUV com rótulo BA, eleitos como equipamento original do novo Nissan Qashqai 2014, equipado com pneus Goodyear pela primeira vez. Por outro lado, destacam-se os pneus Eagle F1 Asymmetric para SUV, que conquistaram a classificação BB na etiqueta europeia de pneus.
O compromisso continuado da Goodyear com o cumprimento dos requisitos do rótulo do pneu da UE continua a expandir os seus recentes êxitos neste campo. A entrada em vigor da etiqueta de pneus da UE completa um ano e meio e a Goodyear foi a primeira a aceitar o desafio sendo pioneira ao lançar um protótipo de pneu AA. A empresa possui igualmente um dos portfólios de pneus com as classificações mais elevadas disponível no mercado, liderada pelo recente lançamento de EfficientGrip Performance para automóveis do segmento pequeno e médio, com classificação BA na maioria dos tamanhos disponibilizados.
A Goodyear, uma empresa com fortes classificações no rótulo para automóveis de segmento pequeno e médio, está agora a concentrar a sua atenção nos mercados do segmento de SUV e de automóveis de crossover urbano, exibindo os pneus com elevadas classificações para estes
segmentos no Salão do Automóvel de Genebra.
O pneu EfficientGrip SUV será apresentado com o tamanho 215/60 R17 em Genebra e é o primeiro pneu desta gama com tais classificações elevadas (BA) no rótulo do pneu. Estas classificações do rótulo ajudam a fornecer alguns dos benefícios chave do pneu EfficientGrip SUV. Graças a uma menor resistência ao rolamento e à tecnologia FuelSaving da empresa ajudam a reduzir o número de abastecimentos do combustível e emissões de CO2, alcançando a classe B nos parâmetros de resistência ao rolamento. Em pisos molhados, as resinas com tração especial desenvolvidas pela Goodyear oferecem uma maior aderência ao piso molhado, um dos principais fatores responsáveis pela alta classificação de A no na componente de aderência ao piso molhado, a melhor classificação disponível.
As altas classificações da Goodyear surgem reforçadas com o pneus para SUV que conta com a excelente classificação BB na etiqueta: Eagle F1 Asymmetric SUV. Este pneu é o primeiro da sua categoria a obter uma classificação BB do rótulo de pneu da UE.
“Desenvolvendo pneus com uma classificação elevada no âmbito do rótulo do pneu da UE tem sido uma prioridade chave para a Goodyear ao longo dos últimos dois anos”, declarou Michel Rzonzef, Vice-Presidente da Divisão Empresarial de Pneus para os Consumidores na Goodyear EMEA. “Desde a sua introdução temos apoiado a ideia de que o novo rótulo do pneu desempenharia um papel importante no processo de tomada de decisões de compra dos concessionários de pneus e dos consumidores finais e isto foi confirmado pela nossa pesquisa em curso. Obviamente que estamos igualmente a favor de fornecer um pneu bem equilibrado, que seja um líder em termos de critérios do rótulo, mas também nos 50 critérios estabelecidos nos nossos testes internos para assegurar que fornecemos um produto de qualidade”.
Uma investigação independente recente financiada pela Goodyear confirmou que o rótulo do pneu está a desempenhar um papel importante na decisão de compra do pneu, revelando que actualmente 53% dos concessionários usam o rótulo na sua argumentação1 de vendas e que a
1 Fonte Ipsos: 1150 Entrevista telefónica na Alemanha, França, Itália, Polónia, Reino Unido e Espanha. Junho-Julho 2013GYDU Close_up_of_generic_tire_label_in_dealershipGYDU Customers_should_still_seek_dealer_advice
influência no comportamento de compra dos consumidores já é de 36%2.
“Actualmente estamos a expandir a nossa oferta de produtos e a avançar as nossas tecnologias avançadas para os mercados do segmento de SUV e de automóveis de crossover urbano”, prosseguiu Rzonzef. “É um segmento que é frequentemente considerado um desafio no que diz respeito à eficiência em termos de consumo de combustível e acreditamos que podemos desempenhar o nosso papel na mudança disto através de, entre outras coisas, as classificações do rótulo do pneu da UE. À medida que o mercado do segmento de SUV e do automóvel de crossover urbano cresce, também aumentará a procura de pneus com classificações elevadas no âmbito do rótulo do pneu europeu. O nosso compromisso e empenho no cumprimento dos requisitos do rótulo do pneu europeu e com os nossos parceiros fabricantes de automóveis nesta área é firme e esperamos anunciar novos êxitos neste campo no futuro”.

 

GALP ENERGIA DESENVOLVE LUBRIFICANTES PARA A KTM

 

Galp Energia desenvolve lubrificantes especiais para a KTM e Husqvarna em Portugal


A Galp Energia, líder do mercado de lubrificantes em Portugal, vai desenvolver uma gama de lubrificantes com
características específicas para motociclos KTM e Husqvarna, marcas importadas em exclusivo para Portugal pela
Jetmar que, em contrapartida, passa a recomendar os novos lubrificantes Galp Moto Action Race para todos os
veículos KTM e Husqvarna.
Estes lubrificantes para motores a quatro tempos e caixas de velocidades de motos (lubrificação conjunta com a do
motor), com grades de viscosidade 5W40, 10W50 e 10W60, asseguram a proteção reforçada e prolongada contra o
desgaste e a corrosão sob todas as condições de utilização. Além disso, mantêm o motor limpo e proporcionam uma
elevada fiabilidade boa performance.
A parceria abrange outros produtos destinados ao veículos de duas rodas – lubrificantes para motores a dois
tempos, óleos para suspensões, fluídos de travões, sprays para correntes de transmissão e anti-furos – e o apoio a
pilotos oficiais KTM e Husqvarna, em provas nacionais de enduro, todo-o-terreno, motocross e supercross.
KTM e Husqvarna
A KTM é a líder do segmento de todo-o-terreno a nível mundial e nos últimos anos tem protagonizado uma forte
ofensiva nos segmentos de estrada, suportando o alargamento constante da sua gama com uma forte estratégia no
campo desportivo e o estabelecimento de acordos industriais com fabricantes na Índia e na China, que lhe permitem
construir modelos de baixa capacidade a preços mais competitivos e também atacar alguns dos mercados mais
importantes do globo.
Com a recente aquisição da Husqvarna, o centenário construtor de origem sueca especializado no todo-o-terreno, a
KTM reforça a sua posição neste mercado, beneficiando de uma partilha de soluções técnicas de ponta que colocam
estes novos modelos no topo da sua categoria.
Lubrificantes da Galp Energia
A Galp Energia está presente em todas as fases da cadeia, do desenvolvimento e produção à comercialização e
distribuição de lubrificantes, o que lhe permite controlar na íntegra a qualidade dos seus produtos, reconhecidos
pela sua tecnologia e performance e recomendados por várias marcas de automóvel. Os lubrificantes Galp Energia
são formulados para minimizar o desgaste do equipamento, prevenir a ferrugem e erosão, e arrefecer os
componentes dos motor.

 

MERCADO AUTOMÓVEL FEVEREIRO 2014

Mercado Automóvel fevereiro 2014: Nível baixo há um ano atrás acentua crescimento

Nos dois primeiros meses de 2014 foram comercializados em Portugal 23.608 veículos automóveis, o que representou um crescimento de 38,3 por cento face a igual período de 2013.

No mês de Fevereiro de 2014 o mercado situou-se nas 12.702 unidades, ou seja, mais 44,3 por cento do que em igual mês do ano anterior.

Apesar do crescimento verificado em Fevereiro deste ano, o mercado encontra-se abaixo dos níveis registados em anos anteriores a 2012, sendo de assinalar que o volume de vendas observado no mês homólogo de 2013, que lhe serve de comparação, foi anormalmente baixo, tal como pode ser verificado no gráfico seguinte.

O mercado de veículos ligeiros (ligeiros de passageiros mais comerciais ligeiros), em Fevereiro de 2014 registou um crescimento de 44,9 por cento relativamente a igual mês do ano anterior. Quanto ao mercado no período acumulado de Janeiro a Fevereiro de 2014, verificou-se um crescimento homólogo de 38,5 por cento.

Por tipos de veículos observou-se a seguinte evolução das vendas:

1. Automóveis Ligeiros de Passageiros
No mês de Fevereiro de 2014, foram comercializados em Portugal 10.541 automóveis ligeiros de passageiros, o que correspondeu a um crescimento de 40,2 por cento face ao mês homólogo do ano anterior.

Nos dois primeiros meses de 2014 as vendas de veículos ligeiros de passageiros situaram-se nas 19.801 unidades, o que se traduziu numa variação positiva de 36,2 por cento relativamente ao período homólogo de 2013. 

2. Veículos Comerciais Ligeiros
No mês de Fevereiro de 2014 foram vendidos em Portugal 2.000 veículos comerciais ligeiros, o que representou um aumento de 76,2 por cento.

No período de Janeiro a Fevereiro de 2014 o mercado atingiu 3.320 unidades, tendo-se registado um aumento de 54,1 por cento face ao período homólogo do ano anterior. 

3. Veículos Pesados
Quanto ao mercado de veículos pesados de passageiros e de mercadorias, em Fevereiro de 2014 verificou-se um crescimento de 8,8 por cento por cento em relação ao período homólogo, tendo sido comercializados 161 veículos desta categoria.

Nos primeiros meses de 2014 as vendas situaram-se nas 487 unidades, o que representou um crescimento de 31,3 por cento relativamente ao período homólogo do ano anterior.



Fevereiro Vendas

 

FERRARI PORTUGAL NAS 12H DE MUGELLO

 

Ferrari Portugal nas 12h de Mugello

 

ferrari portugal
Depois do terceiro lugar conseguido nas 24h do Dubai, primeira prova pontuável para as 24h Series, a AF Corse decidiu estender a sua participação neste Campeonato e convidou Filipe Barreiros para estar novamente ao volante do Ferrari 458 GT3 fazendo equipa com Ilya Melnikov, Alexander Talkanitsa Sénior e Alexander Talkanitsa Júnior na categoria Pro-Am nas 12 de Mugello (Itália) que têm lugar a 14 e 15 de Março.
Depois da estreia naquele Campeonato que se revelou bastante interessante em termos competitivos e de figurino, esta participação visa manter a equipa, a AF Corse na luta pelo título. Uma meta que Filipe Barreiros acredita ser possível de alcançar.
"A equipa optou por manter dois pilotos que correram no Dubai, eu e o russo Melnikov e apostou em dois novos pilotos, os Talkanitsa Sénior e Júnior. Pai e filho que venceram este fim-de-semana a segunda corrida do GT Open Winter Series. São dois pilotos muito fortes que vão ajudar certamente a equipa a atingir os seus objectivos", disse Filipe Barreiros. "Será uma prova diferente, mais curta e num circuito muito distinto, mas isso não inviabiliza as nossas ambições, que se mantém", explicou Filipe Barreiros.
Manter o registo de bons resultados é a meta principal: "Acredito que podemos lutar pela vitória na nossa classe. É para isso que vamos trabalhar. Não posso no entanto esquecer, que este tipo de corridas são uma preparação fenomenal para o Blancpain Endurance Series, que arranca em Abril. Nessa altura vou estar com um ritmo competitivo diferente que vai ajudar ao desempenho", rematou Filipe Barreiros que encara estas corridas das 24h Series extra Campeonato, já que o seu foco se centra no Blancpain onde fará equipa com Francisco Guedes e Peter Mann.
O fim-de-semana de corrida vai ser diferente do habitual. As sessões de treinos livres e qualificação têm lugar na sexta. A primeira parte da corrida no Sábado e a restante no Domingo.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TRIAL 4X4

 

Campeonato Nacional de Trial 4x4 2014
2000 metros de muito trial


Estamos a pouco mais de uma semana do arranque do Campeonato Nacional de Trial 4x4
2014! Enquanto em Santa Maria da Feira a pista já está elaborada, as inscrições para as 5
categorias do CNT 2014 começaram a bom ritmo.
A edição de 2014 do Campeonato Nacional de Trial 4x4 é composta por 5 categorias que
correm em 3 pistas com níveis de dificuldades distintas:
- pista 1: Campeonato Nacional Trial 4x4 Super Proto
- pista 2: Campeonato Nacional Trial 4x4 Absoluto e Campeonato Nacional Trial 4x4 XL
- pista 3: Troféu Nacional Trial 4x4 Suzuki e Campeonato Nacional Trial 4x4 Promoção
Mário Castro, da organização local desta primeira prova, adiantou que “a pista já está
elaborada e tem aproximadamente 2000 metros de extensão. É uma pista com muito trial,
composta por 15 obstáculos: 3 desenhados e 12 completamente naturais, num misto entre
pedra, rampas, sulcos e muito mais. Santa Maria da Feira está preparada para receber o
arranque do CNTrial 4x4”. É assim esperado um dia de verdadeiro e duro trial, bem ao jeito que as
terras de Santa Maria da Feira já habituaram as equipas e os amantes da modalidade.
As pré-inscrições para esta jornada inaugural em Santa Maria da Feira já terminaram, mas as
equipas ainda se podem inscrever até 8 de março.
Recordamos que no final das 6 provas (Santa Maria da Feira, Torres Vedras, Valongo,
Alenquer, Mação e Paredes) serão apurados 5 campeões nacionais - um em cada categoria!


Patrocinadores para 2014


Prestes a entrar na sua quarta época, é bem visível para todos o crescimento do Campeonato
Nacional de Trial 4x4. Numa continuada avaliação ao impacto e potencial de mediatismo veiculado
pelos órgãos de comunicação social das ações do CNTrial4x4, a organização deu continuidade ao
excelente trabalho desenvolvido pela empresa especializada na análise da comunicação – Cision.
Recordamos quem em 2012 se registou um crescimento do potencial de retorno de 512%, atingindo
um valor que rondava um milhão e trezentos mil euros de retorno. Em 2013 a política seguida
continuou a ser de crescimento, e o valor de retorno ultrapassou os números conseguidos no ano
anterior.


Todo este crescimento tem sido acompanhado de perto por equipas, público e comunicação
social, mas também por importantes patrocinadores. Por isso, na nova época que se aproxima a
organização do CNT 4x4 mantém a parceria com 3 sponsors bem conhecidos de todos:
- Eni
- Reviclap
- OFM
O mediatismo da principal competição do trial em Portugal chamou também a atenção de
novos sponsors que se juntam agora ao grupo de patrocinadores oficiais do CNT 4x4 2014:
- AveiMaster: empresa especializada na importação e distribuição de equipamentos e
acessórios industriais, pertencente a um grupo com mais de 15 anos de experiência na área de
importação, exportação e distribuição nacional e internacional
- Maxxis: uma das empresas líderes do mercado do pneu de alta performance, com filiais e
centros de difusão em 130 países. Os pneus Maxxis foram distinguidos com o prémio mundial de
excelência (World Excellence Award) em 2001
- Favaíto: dispensa apresentações. Este aperitivo feito de uva moscatel galego da região de
Favaios até já foi eleito o melhor vinho português, num concurso em Bordéus. Atualmente, as
pequenas garrafas de moscatel asseguram 44% das vendas no mercado de aperitivos.
Organização do Campeonato Nacional de Trial 4x4 e patrocinadores têm para oferecer às
equipas que se inscrevam pela primeira vez no Campeonato Nacional de Trial 4x4 um casaco polar
do CNT 4x4 2014.


Lista Inscritos Provisória

cartaz s_m_feirapolar cnt_2014
Nº Nome equipa Piloto Navegador Localidade Viatura Classe
3 Preparações
Badinho 4x4 Pedro Costa Filipe Alves Stª Maria
Feira Nissan Navara CNTrial
4 TÁBÔ TEAM
4X4
Flávio
Gomes
Pedro
Nascimento Bragança Jeep Wrangler CNTrial
5 Jipes e
companhia Dino Alves Ricardo Silva V.N. Gaia Nissan Patrol CNTrial
6 Brasa d'ouro
Sesimbra
Desiderio
Pinhal Miguel Pinhal Sesimbra Land Rover CNTrial
7 Padaria Flor de
Ermesinde Miguel Rios Carlos Ermesinde
Nissan Patrol
GR CNTrial
8 Revi-Clap Domingos
Diniz Mickael Diniz Calvão/Vagos Suzuki Jimny CNTrial
9 Monstter.pt Pedro Alves Mário Silva V.N. Gaia Land Rover
Defender CNTrial
10 TUFF4X4 Vitor Sousa Diogo Barros V.N.
Famalicão TOYOTA HILUX CNTrial
11 Nordhigiene António
Calçada
Pedro
Rodrigues Bragança Suzuki Samurai CNTrial
12 Carnes Oliveira Elisio
Oliveira Artur Capela Guimarães Opel Frontera CNTrial
21 LM4-Team
Tanqueluz
Cláudio
Carapeta Luis Santos Loures Nissan Proto CNTrial XL
22 Malpevent Team
4x4
Marco
Polónio Tiago Santos Aveiro Jeep Wrangler CNTrial XL
23 Copy-Link /
M150
Hernani
Pinheiro César Carneiro Mirandela Nissan Navarra CNTrial XL
10
1
Team CarJaime /
Troqouro
Domingos
Parente João Pinto Gondomar RockCrawler
Nissan Super Proto
10
3 Paljet Jorge Silva José Pires Rio Tinto Crawler Super Proto
41
EXPERINÉDITA
/ OFFROAD
RACE TEAM
Mário
Campos Luis Esteves Albergaria-a-
Velha Suzuki Samurai Troféu
Suzuki
42
J2 GYM
OFFROAD
TEAM
JOEL
TIAGO
SOUSA
RUI MIGUEL
FREITAS
MAGINA
Fafe Suzuki Samurai Troféu
Suzuki
43 LowGear 4x4 Filipe
Bernardo Pedro Miranda Baião Daihatsu Rocky Classe 1
44 Intima 4x4 Nélio Fraga João Gomes Bragança Daihatsu Classe 1
45 LUIS SOARES
DUARTE
Luis Soares
Duarte Eric Nurmi Vila Real Land Rover
Defender Classe 1
46 Team BotaFumo Bruno Silva António
Figueiredo
Stª Maria
Feira
Nissan Patrol
GR Classe 1
47 Canelas Pneus António
Silva Pedro Campas Vale Cambra Nissan Patrol
GR Classe 1
Designação das Classes
CNTrial CNTrial XL Super Proto
Classe 1 e Troféu
Suzuki
Programa Oficial
SABADO 15 / 03 / 2014
16.00 - 20.00 Secretariado, verificações técnicas e administrativas (Alameda do Tribunal).
16.00 - 20.00 Parque fechado (Alameda do Tribunal).
20.30 Briefing com pilotos (Auditório dos Bombeiros Voluntários de Santa Maria da Feira).
DOMINGO 16 / 03 / 2014
08.00 - 09.00 Abertura parque fechado
08.00 - 12.00 Secretariado, verificações técnicas e administrativas (Alternativa no local prova)
09.00 Deslocação até local da prova
10.00 - 12.00 Prologo para qualificações pré-grelha
12.15 Publicação de tempos
13.00 - 14.00 Pausa para almoço
14.00 - 14.20 Entrada em Parque Fechado / Grelha de Partida
14.25 Neutralização/Briefing
14.30 - 17.30 Inicio prova Resistência Campeonato Nacional Trial 4x4 (3 horas)
15.30 - 17.30 Inicio prova de Resistência Classes da Promoção (2 horas)
17.35 Divulgação das classificações Oficiais Provisórias
18.00 Divulgação das classificações Finais Oficiosas
18.00 Cerimónia de entrega dos prémios
Direcção da Prova e outras Informações:
Clube Trilhos do Nordeste
Diretor Prova: Rui Fernandes (964645199)
Organização local: Mário Castro (919251196)
Site | www.trilhosdonordeste.pt
Informações e Documentos obrigatórios CNTrial4x4:
Antero Bessa | 966501745 | Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar site: www.cntrial4x4.com
Secretariado: Susana Garcez | 912301388
INSCRIÇÕES:
Classe Valor inscrição
até 8 março
Campeonato Nacional 210€
Classes Promoção 110€
A Inscrição inclui:
a) Apoio logístico, Seguro de R. Civil, Seguro Ac. Pessoais, Lembranças de participação, 6 entradas
no recinto.
b) "Pré-inscrição" só será aceite quando acompanhada com o respectivo pagamento até ao dia 28
fevereiro 2014
c) As Inscrições no tempo normal só serão aceites quando acompanhadas do respectivo pagamento
até ao dia 8 de março 2014, o fecho das inscrições será até ao dia 08 de março 2014.
d) Pagamento à ordem de Trilhos do Nordeste Clube TT ou Transferência NIB:0036 0486 9910 3108
3709 6.
e) Publicação da Lista Oficial das equipas inscritas será dia 9 de março 2014.
NOTA: As equipas na sua inscrição devem mencionar se tem boxes partilhadas com outras equipas.
EMERGÊNCIAS:
Bombeiros Voluntários Santa Maria da Feira Telefone: 256 377 600
Policia Segurança Publica (Santa Maria da Feira) Telefone: 256 300 030
Guarda Nacional Republicana (Santa Maria da Feira) Telefone: 256 377 260
Hospital S. Sebastião (Santa Maria da Feira) Telefone: 256 379 700
COMO CHEGAR / Coordenadas GPS:
Parque Fechado:
40º55´38,56”N / 8º32´41,60”O
Pista:
40º56´19,33”N / 8º30´39,50”O
ONDE DORMIR:
Hotel Pedra Bela
Distancias: 1000mts Pista trial / 4500mts Secretariado / Parque Fechado
Preço: Single 30,50€, Duplo 35,00€, Triplo 45,00€.
Inclui: Pequeno-almoço, jacúzi, sauna, banho turco, piscina, ginásio e internet.
Contato: 256 910 350
Coordenadas GPS: 40º57´02,20”N / 8º30´49,22”O
Hotel dos Loios:
Distancias: 4500mts Pista trial / 100mts Secretariado / Parque Fechado
Contato: 256 379 570
Coordenadas GPS: 40º55´34,71”N / 8º32´41,38”O
Nova Cruz Hotel:
Distancias: 7000mts Pista trial / 1700mts Secretariado / Parque Fechado
Preço: Single / Duplo 35,00€.
Contato: 256 371 400
Coordenadas GPS: 40º55´31,13”N / 8º33´38,17”O

 

HOJE CONDUZIMOS

 

HOJE CONDUZIMOS

 

MERCEDES E 220

 

RENOVAÇÃO TOTAL

 

No mundo automóvel, o nome Mercedes é, e sempre será Mercedes, uma vez mais a marca alemã volta a apostar num dos seus modelos “ponta de lança”, a Serie E# 220 D, que desta vez prima pelo requinte a todos os níveis, e os engenheiros da marca de Estugarda não brincaram em serviço e conceberam algo que com certeza irá fazer mossa na concorrência.

 

 

O novo Class E da Mercedes cortou com os modelos das séries anteriores, renovou-se quase na totalidade, mostrando a sua grandiosidade, usufruindo duma silhueta atractiva que chama à atenção pela sua beleza.

O design empregue no novo Mercedes Class E 220 D, é no nosso ponto de vista excelente, com muito bom gosto, com uma estética incontornável e comprovada ergonomia. Tendo em conta a linha de equipamento da série Avantgarde, surge a estrela da marca colocada ao centro e a nova grelha do radiador de duas lamelas. Lateralmente também apresenta proporções mais acentuadas no interior destaca-se pelo painel  de instrumentos, nova configuração da consola central com o relógio analógico de muito bom gosto, com um estilo clássico, e os materiais utilizados de qualidade de construcção.Assim as principais novidades neste novo Mercedes Class E são os novos faróis frontais, pára-choques e capot completamente novos com linhas mais expressivas e fluidas. Ainda sobre os faróis parcialmente com LED ( de série) e integralmente com LED ( opcional).Novas luzes na retaguarda com tecnologia led, e a dinâmica do design Elegance, pode-se distinguir pelos elementos ornamentais cromados, e no interior pelos elementos em madeira de raiz de nogueira e acentuado conforto.

A desportiva linha de equipamento Avantgarde, apresenta-se com um novo visual ainda mais dinâmico, com a estrela ao centro da grelha do radiador com duas lamelas.

 

 

A segurança tão importante nos dias de hoje não foi de modo algum descurado pela Mercedes, e o Class E inclui sistemas activos e passivos, que protegem os sete ocupantes de forma eficiente. O sistema Pre-Safe Plus permite detectar perigos eminentes à frente do veículo, e introduzir medidas de segurança para os ocupantes, podendo reagir a potenciais riscos atrás do veículo. O assistente de faixa de rodagem (opcional) reconhece as marcações da via, e potenciais perigos, como por exemplo o trânsito em sentido contrário. Por outro lado o assistente de luzes máximo adaptativo Plus, dá o seu contributo em termos de segurança. O sistema Collision Preventention Assist de série, evita os embates frontais, causados por uma distância demasiado curta do veiculo da frente. Assim, entra os sistemas de segurança, que equipa o Mercedes Class E, de salientar os nove air-bags de série, e o attention Assist e Collision Prevention Assist, com o sistema de travagem adaptativo. Como opção surge o assistente de luzes de máximos adaptativas , Inteligent Light System ( sistema de luzes inteligente com faróis em Led), e Pack de assistência à condução Plus com Bas Plus e assistente de cruzamentos. Em suma o novo Mercedes Class E , é dos carros mais seguro que circula nas estradas por todo o Mundo, onde equipamento de segurança não lhe falta, conforme aquilo que até agora descrevemos.

O conforto do Mercedes Class E, é deveras elevado, ao abrir do lado do condutor e sentamo-nos, a primeira coisa que se sente é a qualidade da pele empregue nos assentos. O assento em si é envolvente, e mal colocamos o cinto, o  mesmo reajusta-se automaticamente ao corpo do condutor. Espaço interior é algo que não falta, mas todos os milímetros foram devidamente aproveitados. De referir o modelo que ensaiamos dispõe de sete lugares, surgindo os dois últimos integrados na mala, que poderão ser utilizados quando necessários. Excelente é a aparelhagem sonora que equipa o Mercedes Class E, aliás todo o interior é sumputuoso.Para quem viaja nos bancos de trás, espaço para a pernas é algo que não falta. A bagageira é soberba, e tal como já informamos os bancos que existem na bagageira, rebatidos originam uma ampla mala. Tendo em conta as dimensões do Mercedes Class E, surge o Pack de estacionamento. O sistema de estacionamento activo, torna-se um precioso auxiliar no estacionamento, com a ajuda das câmaras (dependendo da versão), que sinalizam a área circundante, que mostram os potenciais obstáculos vistos de cima no display central. Em opção surge a câmara de marcha-atrás digital que é mais um auxiliar no auxilio às manobras de estacionamento.

 

 

Em termos de interiores, este Mercedes Class E transporta sete adultos com toda a comodidade e segurança. Graças às soluções inteligentes, de acordo com as necessidades de cada um, adapta-se ao dia a dia, num ambiente de  trabalho ou lazer, e tudo isso graças ao banco rebatível, no compartimento de carga, que fica com uma volumetria de 1950 litros. Ainda no domínio do conforto, de salientar a direcção electromecânica para conforto de direcção acrescido( de série), áudio 20 CD, baseada na nova geração de telemétrica, easy-pack – Quickfield, com encostos traseiros rebatíveis assimetricamente, com accionamento conforto ( de série). O porta bagagens easy-pack com accionamento electromecânico ( de série) – sistema de estacionamento activo com novas funções, como o estacionamento perpendicular e função de direcção e travagem, e finalmente o hands-free Acess (acesso mãos livres), abertura automática da tampa da com um movimento do pé ( é opção).

 

 

A Mercedes assim como outras marcas quer dar o seu contributo para o meio ambiente, e neste capitulo tentou com sucesso inovar, e isso começa nos motores a gasóleo e gasolina, que surgem equipados com uma série de optimizações integradas, que no Classe E contribuem para a baixa de valores do consumo e das emissões, sem comprometer a disponibilidade do propulsor e das suas perfomances.Entre as funções que o Mercedes Class E, usufrui, destacamos a função Eco Start-Stop de série, indicador Eco que permite verificar a eficiência do comportamento de condução inteligente, gestão do alternador com recuperação de energia do rolamento ( às vezes ficamos com a ideia que estamos ao volante dum carro híbrido, que na realidade não o é)A direcção directa electromecânica dá um certo gozo na condução, e no manuseio desta carrinha de razoáveis dimensões, e o mais curioso é que esta direcção permite economizar combustível em função da necessidade da necessidade de energia. A station da Mercedes E 220 D, está classificado nas emissões Euro 6 ( das mais evoluídas) para algumas motorizações a diesel com tecnologia Blue Tec.Em termos de motorizações de referir o novo propulsor a gasolina de quatro cilindros para a série E 200 e E 250.

A Class E da Mercedes já vem equipada em algumas versões com o distronic Plus, que permite uma condução autónoma, e ajuda o condutor a manter a distância para o veículo da frente, e manter a velocidade programada, não medindo apenas a distância à frente, pois o sistema orienta-se pelas marcações no piso da estrada, e auxilia o condutor a manter-se na sua faixa. Para ajudar em tudo isto, surgem dois radares , um sensor e uma câmara colocada atrás do pára-brisas, executando o sistema movimentos no sentido da direcção, para apoiar o condutor, e assim a combinação de todos estes factores oferece conforto e descontracção ao condutor.

 

 

Sobre equipamento é algo que não falta à Mercedes E 220, e assim de série surgem os faróis parcialmente com Led. Em termos de interiores, surge o volante multifunções, revestido a pele confort, um novo painel de instrumentos, e display central com ecrã plano a cores. Os materiais usados no interior são de elevada qualidade, elementos ornamentais em alumínio, iluminação ambiente e novo design dos bancos. A porta da bagageira Easy-Pack tem accionamento electromecânico. A função Easy-Pack-Quickfield, os encostos traseiros são rebatíveis na proporção 1/3 – 2/3.Para além disso surge a integração de novas tecnologias como a direcção directa, suspensão pneumática no eixo traseiro, collision Prevention Assist, sistema Pre-Safe, para além dos nove airbags. A série E da Mercedes 220 D, oferece duas linhas, para além do pack Exclusive, e desportivo exterior. Depois temos o pack AMG, que é constituído por uma nova saia dianteira com elemento cromado, três entradas de ar, para além das saias laterais com novo design e saia traseira com inserção cromada mais larga, para além dos terminais de escape cromados de saídas duplas. Mas já que falamos de extras, é algo que não falta, e damos como exemplo faróis integralmente em Led,pack de estacionamento, assistente de limite de velocidade, acesso de mãos livres que permite por exemplo poder abrir e fechar a mala com um movimento de pé.Em termos de interiores a gama Elegance permite sete combinações diferentes, enquanto a versão Avantgarde fica pelas cinco combinações. Em relação às cores da carroçaria, dispõe de duas cores sólidas, oito cores metalizadas e duas cores extras.

 

 

Ainda sobre o Mercedes Class E 220 D, infelizmente o preço final dos carros em Portugal, incide na cilindrada, e esta foi uma forma da Mercedes fazer chegar a um maior numero de clientes, para usufrui de algo muito interessante. Inicialmente pensamos que o motor 220 diesel iria penalizar, isso tendo em conta as dimensões e a volumetria, poderia tornar a carrinha lenta, mas na realidade estávamos bem enganados, pois a E 220 D mexe-se muito bem, e acima de tudo é económica, mas deixemos de mais conversa, se sentiu curiosidade em saber, e quer sentir tudo aquilo eu lhe acabamos de anunciar, que tal visitar uma concessão da marca e testar, e assim caro leitor poder ver se estamos ou não desfasados da realidade.

FOX 3909FOX 3910FOX 3911FOX 3912FOX 3913FOX 3914FOX 3915FOX 3916FOX 3917FOX 3918FOX 3919FOX 3920FOX 3921FOX 3922FOX 3923FOX 3924FOX 3925FOX 3926FOX 3927FOX 3928FOX 3929FOX 3930FOX 3931FOX 3932FOX 3933FOX 3934FOX 3936FOX 3937

Texto e fotos de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

SERÁ ESTA A VERSÃO DEFINITIVA?

SERÁ ESTA A VERSÃO DEFINITIVA?

 

 

Surgiu esta manhã imagens do que poderá ser a decoração definitiva que os Williams irão ostentar no Mundial de Fórmula 1, com as côres da Martini, por sinal muito bonita.wiiliamsmartini5williamsmartiniwilliamsmartini1williamsmartini4williamsmartini6

 

ALBUQUERQUE COM PROGRAMA ALARGADO

 

 

 

Filipe Albuquerque com programa desportivo alargado para 2014


European Le Mans Series é o novo desafio



Depois da confirmação da Audi que Filipe Albuquerque vai disputar as 24h de Le Mans no Audi R18 e-tron quattro, é agora a vez de anunciar que o piloto português vai ter o seu projecto desportivo para 2014 alargado. Albuquerque vai participar pela primeira vez no European Le Mans Series com a JOTA ao volante do LMP2 Zytec Z11SN. Os primeiros testes ao volante da nova máquina estão previstos para os dias 10 e 11 de Março no Autódromo do Estoril. Assim como a última corrida do Campeonato que acontece igualmente no traçado português em Outubro.

norinsring albuquerque3

Uma participação que ajudará ao projecto principal e que visa levar a Audi à vitória nas 24h de Le Mans. Filipe não esconde no entanto o objectivo de lutar pelo título neste Campeonato. Para isso, vai poder contar com a vasta experiência da JOTA, que o ano passado falhou o título por pouco, e com a ajuda dos seus companheiros de equipa, Simon Dolan e Harry Tincknell.

Para Filipe Albuquerque o alargamento do seu programa num Campeonato desta natureza só poderá ser vantajoso: "Estou muito satisfeito por poder disputar o ELMS e sobretudo de ter condições de lutar pelo título. A equipa tem um vasto historial e com muitos sucessos, o que será uma mais valia. Para além disso, é a melhor forma de me preparar para as 24h de Le Mans e para as 6h de Spa com o Audi R18 e-tron quattro", começou por dizer.

A primeira corrida acontece a 18 e 19 de Abril em Silverstone mas Filipe vai começar desde já a preparação: "O primeiro contacto com o carro vai acontecer no Estoril. Vai ser um teste importante para conhecer o carro, a equipa técnica e os outros pilotos. Tenho pela frente um ano animado em termos de competição e estou muito focado em ser sucedido em todos os desafios", rematou Albuquerque entusiasmado por testar no Estoril, um circuito que tão bem conhece.

O Campeonato será composto por cinco corridas e um teste oficial. As corridas acontecem em Silverstone a 18 e 19 de Abril, em Imola a 17 e 18 de Maio, em Spielberg a 19 e 20 de Julho, em Paul Ricard a 13 e 14 de Setembro e no Estoril a 18 e 19 de Outubro.

 

 

 

NISSAN NO DIA MUNDIAL...

 

NO DIA MUNDIAL DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A NISSAN DÁ RESPOSTA AOS 10 MITOS DO VEÍCULO ELÉCTRICO

 

 

NO DIA MUNDIAL DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A NISSAN DÁ RESPOSTA AOS 10 MITOS DO VEÍCULO ELÉCTRICO

- No Dia Mundial da Eficiência Energética, a Nissan demonstra como a mobilidade 100% eléctrica é uma opção real -

Frequentemente a mobilidade sustentável é associada pela opinião pública a barreiras que ainda não são superáveis e que impedem considerar um veículo eléctrico como uma efectiva alternativa aos poluentes veículos tradicionais.

No Dia Mundial da Eficiência Energética, que se celebra hoje, dia 5 de Março, a Nissan apresenta a sua resposta aos dez mitos mais habituais relacionados com o veículo eléctrico, recolhidos a partir das impressões dos condutores e concessionários da Nissan e que demonstra porque o veículo eléctrico pode de facto ser um contribuidor para a poupança energética e para a melhoria do meio ambiente.


Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

GOODYEAR APRESENTA PROTÓTIPO

 

Goodyear apresenta protótipo de pneu para os SUV do futuro no Salão do Automóvel de Genebra de 2014

 

  • O protótipo resulta de esforços constantes da empresa para desenvolver produtos inovadores para aplicações futuras.

 

  • O protótipo vai estar no Hyundai Concept Intrado a estrear no evento suíço.

image003.png@01CF389C.41C44870" >A Goodyear Dunlop apresenta um novo protótipo para os pneus para os SUV do futuro, na edição 2014 do Salão Internacional do Automóvel de Genebra. O novo protótipo, concebido como parte da pesquisa sobre potenciais tecnologias de pneus que a Goodyear tem em curso, responde ao constante esforço da Goodyear para desenvolver produtos inovadores e para aplicações futuras.

Este novo conceito ainda não tem uma designação específica, mas expande o conceito base de um pneu para SUV convencional com um sulco central de grande dimensão - havendo uma superfície de contacto menor com a estrada graças a este sulco. Assim, poderá existir uma melhoria na resistência ao rolamento total do pneu, garantindo-se os esforços contínuos para melhorar a eficiência em termos de consumo de combustível e reduzir as emissões de CO2 dos automóveis. A redução da resistência ao rolamento significa que os motores dos automóveis não precisam de funcionar tão intensamente para fazer avançar o pneu contra a fricção resultante do seu contacto com o piso.

O sulco central foi também concebido para afastar grandes quantidades de água e lama da superfície de contacto em condições em que o piso esteja molhado, o que seguramente possibilita a melhoraria à aderência ao piso molhado em geral.

Ao contrário de muitos outros conceitos, este pneu Goodyear não junta dois pneus de pequena dimensão num só aro; pelo contrário, expande o conceito do pneu com superfície de contacto duplo numa carcaça única de pneu para SUV. Esta abordagem significa que o pneu consegue suportar o peso da carga de um SUV, e simultaneamente disponibiliza os benefícios de um pneu com uma superfície de contacto dupla. Adicionalmente, a remoção de um pedaço grande de borracha do pneu para criar o sulco traduz-se numa redução do peso global do pneu; isto fornece um produto mais leve que utiliza menos borracha na sua produção. O novo conceito faz parte de um esforço continuado da Goodyear para investir no desenvolvimento de soluções sustentáveis para o futuro distante.

Na Goodyear, estamos sempre a trabalhar para identificar oportunidades para desenvolvimentos futuros”, afirmou Jean-Pierre Jeusette, Director-Geral do Centro de Inovação da Goodyear em Luxemburgo (GICL). “Passamos inumeras horas a discutir, analisar, aprender, conceber e desenvolver novas ideias e conceitos nas nossas instalações de investigação e desenvolvimento na Europa e Estados Unidos. O resultado deste raciocínio resulta frequentemente em conceitos de pneus que são então utilizados para estimular desenvolvimentos posteriores. Este pneu não é diferente, e apresenta ao mundo um exemplo do nosso processo de desenvolvimento levado  cabo pela Goodyear antes de lançar um novo produto para o mercado. Não é de maneira alguma o único protótipo que estamos a analisar para aplicações semelhantes, o que reflete a complexidade do processo de engenharia de pneus que temos de percorrer para lançar produtos novos e inovadores no mercado, hoje e no futuro”.

Ainda que o pneu ainda seja um protótipo e não tenha sido concebido para ser um produto comercializável, já figura no Hyundai Intrado Concept. A marca coreana recorre ao mesmo por ser una peça chave no que à melhoria na resistência ao rolamento e aderência ao piso molhado diz respeito, dois parâmetros chave da etiqueta europeia do pneu.

Características adicionais incorporadas no pneu incluem texturas hidrofóbicas com auto-limpeza, concebidas para afastar a lama e outras substâncias sólidas do rasto do pneu, texturas com capacidade de absorção do ruído avançada nos sulcos do rasto, que permitem reduzir o ruído produzido pelo pneu ao rolar sobre o alcatrão.

“A análise de possíveis soluções futuras ajuda-nos a fornecer muitas das tecnologias em uso actualmente”, explicou Jeusette. “Quando revelamos ao mundo um conceito de pneu com uma classificação AA do rótulo do pneu europeu em 2012, isso abre caminho para o desenvolvimento de um novo e completo portfólio de pneus com classificações elevadas para o mercado europeu. A gama atual de pneus EfficientGrip Performance da Goodyear disponibiliza alguns dos pneus com as classificações mais elevadas disponíveis comercialmente no mercado. Os conceitos constituem uma parte integrante do nosso processo de desenvolvimento, e ajudam-nos a identificar e fornecer novas tecnologias concebidas para melhorar a segurança na estrada e aumentar conforto durante  condução, bem como para a alcançar novos êxitos em soluções sustentáveis para os nossos produtos”.

O protótipo também prevê uma solução possível em relação à mobilidade já que incorpora duas câmaras duplas de ar («Twin Air Chambers» - uma de cada lado) ambas interligadas através de um sistema de válvula que permite ao pneu continuar a rolar mesmo após a perfuração de uma ou ambas as câmaras de ar.

O pneu é um protótipo puro e é resultado das pesquisas em curso da Goodyear. O seu rasto e conceção geral foram desenvolvidos para inspirar futuros produtos e não para ser instalado num automóvel.

 

Acerca de Goodyear

A Goodyear é uma das maiores empresas de pneus do mundo. Emprega perto de 69 mil pessoas e produz os seus produtos em 52 unidades de produção em 22 países a nível global. Os dois Centros de Inovação em Akron, Ohio (EUA) e Colmar-Berg, no Luxemburgo, procuram desenvolver produtos e serviços topo de gama, que estabelecem um padrão de tecnologia e desempenho para o setor. Para mais informações acerca da Goodyear, visitar www.goodyear.com/corporate

Para mais informação e novidades sobre a Goodyear, consulte www.goodyear.eu ou a página de Facebook e Twitter.

 Goodyear concept_tire_view_3-4

 

LEXUS EM GENEBRA

 

SALÃO AUTOMÓVEL DE GENEBRA 2014

Estreia Europeia do Novo LEXUS RC no Salão Automóvel de Genebra 2014

  • Estreia Europeia do novo Lexus RC coupé no Salão Automóvel de Genebra de 2014
  • Estreia Mundial do pack F SPORT no RC, com elementos exclusivos de design e aperfeiçoamentos dinâmicos
  • Lexus RC 300h com motorização híbrida contempla um bloco de 2.5 litros previsto para a Europa em 2015
  • Lexus RC 350, motor 3.5 litros, V6 acoplado a uma transmissão de 8 velocidades sequencial vai ser lançado no mercado russo no final de 2014

O novo Lexus RC coupé tem a sua estreia Europeia no salão automóvel de Genebra de 2014, que também assinala a apresentação mundial do pack F SPORT.

O coupé de estilo agressivo vai estar disponível com uma escolha entre duas motorizações: uma híbrida com o sistema Lexus Hybrid Drive aliado a um bloco 2.5 litros a gasolina, no RC 300h, que vai chegar à Europa durante 2015, e um V6 de 3.5 litros acoplado a uma transmissão sequencial de 8 velocidades, disponível na Rússia no final de 2014.

Tendo sido inicialmente apresentado no salão automóvel de Tóquio, em 2013, o RC é um modelo criado de raiz e não uma variante de 2 portas de um sedã. Feito sobre a base da plataforma do GS, as suas dimensões e características são totalmente diferentes das gamas de modelos GS e IS.

A nova gama RC usufrui dos mais recentes desenvolvimentos tecnológicos na Lexus, incluindo um novo Interface de Controlo Remoto Táctil (RTI) operado por toque e, em estreia na Lexus, um melhorado sistema de segurança de Monitor de Ângulo Morto (BSM).

Atraindo a atenção de clientes mais jovens, a nova gama RC eleva o perfil da marca Lexus junto de uma audiência mais vasta. As linhas do seu design aliado a uma experiência de condução envolvente injetam um apelo emocional ainda maior no ADN da Lexus, que já é conhecido pela sua qualidade de construção, refinamento e fiabilidade.

lexusgt1lexusgt2lexusgt3
 

JOSÉ PEDRO FONTES ESTREIA PORSCHE EM GUIMARÃES

JOSÉ PEDRO FONTES ESTREIA PORSCHE EM GUIMARÃES

 

 

Este fim de semana, JoséPedro Fontes vai estrear um novo Porsche, que com certeza que irá dar que falar.Este carro foi adquirido pelo piloto portuenses aos irmãos Cabral, pois este chássi, foi aquele que teve uma aparatosa saida de pista no autodromo do EStoril, tendo ficado um bocado danificadozepedrofontes, mas o carro foi todo recuperado.Por outro lado, fala-se em termos de bastidores, que José Pedro Fontes poderá fazer a prova de Vila Real com este carro, tendo a seu lado Miguel Barbosa.

 

FILIPE ALBUQUERQUE NO ELMS

FILIPE ALBUQUERQUE NO ELMS

 

 

Para aFILIPEALBUQUERQUElém do programa de provas com a Audi Filipe Albuquerque anunciou hoje no seu Facebook, que irá participar no European Le Mans Series na equipa Jota, onde irá ser colega de equipa de Simon Dolan e Harry Tincknell.

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

Cambodja 2


Depois daquele dia passado na floresta, caí na cama, de rastos, às dez da noite. Acordei às seis e pelas sete estava a tomar o pequeno almoço numa das barracas da vila, ao lado de um talho de rua onde uma cabeça de vaca olhava para mim. Aqui não há pão e ovos também não se usam ao pequeno almoço. Tive que me adaptar a comer uma espécie de esparguete com ervas e sementes mergulhado num caldo quente. Não era mau. A menina ainda me propôs juntar uns pedaços de carne ou miolos de vaca àquela sopa mas preferi não arriscar.
Parti pelas oito e meia para percorrer de volta os 65 Km de estrada de terra que me tinham levado até ali. Desta vez pude rodar a 90 Km/h nas partes de melhor piso e fiz aquele trajeto numa hora. Já perto do fim, com as vibrações, soltaram-se os parafusos que prendem o vidro da carenagem e encostei numa “chafarica” de um miúdo que reparava pequenas motos, para recolocar as fixações. Uma jovem cliente, que esperava estendida numa rede presa na parede da barraca que a sua moto ficasse pronta, levantou-se quando ouviu o barulho da “Cross Tourer” a chegar.
Arranquei, já com o vidro no sítio, vinte minutos depois e apanhei a partir dali uma boa estrada alcatroada durante uns cem quilómetros e depois outros 150 Km de mau piso, com vários troços em terra batida.
Nesta zona do Norte do Cambodja não há bombas de gasolina como as conhecemos mas apenas comerciantes que, com um bidão e uma bomba manual, vendem gasolina à porta de casa ou do estabelecimento, protegidos por um chapéu de sol. Muitas vezes não é má mas mais cara que nas bombas convencionais, onde nestes países é vendida ao equivalente a um euro por litro.
À medida que rodo para sul a temperatura vai aumentando e hoje chegou aos 40º o que, mesmo sem forros no fato, dá para suar bastante. De vez em quando ponho-me em pé para o ar entrar pelo blusão.
Nos últimos cem quilómetros do dia voltei a apanhar estrada boa mas, quando estava a cerca de 60 Km de Kampong Cham, a cidade em que tinha planeado ficar, tive o meu primeiro furo da viagem. Por sorte estava a atravessar uma aldeia e quando olhei para o outro lado da rua havia uma dessas oficinas de motos locais. Parei para reparar o furo e eles estranharam o pneu ser “tubeless”, “como os dos carros”, referia o patrão. Foram a uma oficina que repara rodas de carros buscar um taco e, meia hora depois estava outra vez na estrada.
Kampong Cham é uma cidade gira, sobre o rio, onde volto a encontrar turistas.
No dia seguinte parti só por volta do meio dia para percorrer os 270 Km que me separavam de Siem Reap. Voltei a apanhar uma parte em terra batida e mais uma vez os suportes do vidro, que já estão em mau estado e não tenho para substituir, se desapertaram.
Siem Reap é fantástica, atravessada por um estreito rio, com um ambiente extraordinário. Instalei-me num pequeno Hotel, junto ao rio, cujo proprietário é um francês, filho de mãe vietnamita, sobrinho da rainha do Cambodja e casado com uma mulher local linda. Recebeu-me de forma fantástica e convidou-me para jantar com a família.
Á noite dei uma passeio a pé pela cidade. Uma animada rua com letreiros pendurados a anunciarem Pub’s Street é preenchida com bares e restaurantes cheios de turistas ocidentais, com música ao vivo em vários deles cujo som se mistura com o das bandas de rua, dando um ambiente de festa exótico ao local.
Ali a prostituição também é um dos atrativos turísticos e os homens dos táxis locais, pequenas motos com um reboque atrelado onde levam os passageiros, não se cansam de perguntar: “do you want a girl for bum, bum”?
Na manhã seguinte fui visitar a cidade velha e ao ver, da avenida de entrada, o Palácio de Angkor Wat, tive a mesma sensação de quando, há muitos anos atrás, vi pela primeira vez a imagem de Petra, na Jordania, com o sol da manhã a bater-lhe na fachada, em cima do dorso de um cavalo, ao descer o estreito desfiladeiro que ali nos leva. Sentimos uma falta de ar de encantamento por imagens que não são possíveis de reproduzir fotograficamente.
Aquele que é o maior monumento religioso do mundo foi mandado construir no século XII pelo rei Khmer Suryavarman II. Embora seja considerado um templo, na altura Indhu, era a residência do Rei. É rodeado por um enorme lago artificial em forma de quadrado e naquelas instalações, que incluíam duas piscinas em pátios interiores e jardins fabulosos, chegaram a viver 12.500 pessoas, incluindo, segundo reza a história, 18 bispos hindhus e 615 bailarinas.
Comecei a imaginar o maravilhoso que deveria ser Reinar naquela época, naquele palácio, com as bailarinas sempre a dançarem à nossa volta e os bispos a perdoarem-nos os pecados.
Fui visitar depois outras ruinas desta fabulosa velha cidade de Angkor Wat onde está incluído o Palácio Ta Prohm, considerado “World Heritage Site” pela Unesco. Esteve ao abandono durante séculos e quando o decidiram restaurar, já em pleno século XXI, optaram, e bem, por manter as seculares árvores que entretanto tinham crescido à volta e dentro das ruínas, dando-lhe um aspecto fantasmagórico, aproveitado para as filmagens de “Tomb Raider”.  

 

DUNLOP APRESENTA PNEU INTELIGENTE

 

Dunlop apresenta protótipo de pneu inteligente no Salão Internacional do Automóvel de Genebra

 

A tecnologia de chip-in-tire consiste na inserção de um chip no pneu que comunica diretamente com o computador de bordo de forma a melhorar o seu desempenho

 

A Goodyear Dunlop Tires Europa anuncia a apresentação de um novo protótipo de pneu no Salão Automóvel de Genebra de 2014. Este pneu foi concebido para melhorar o desempenho nas curvas, travagem e estabilidade graças a uma ligação direta entre um microchip incorporado no pneu e o computador de bordo do automóvel.

 

O sistema, desenvolvido em colaboração com a Huf, um importante fabricante de sistemas de bloqueio mecânicos e eléctricos, sistemas de monitorização da pressão de pneus e sistemas telemáticos para a indústria automóvel em todo  mundo. Este sistema foi concebido com base na tecnologia de microchip sem bateria conectada ao interior do pneu.  O sistema envia informação sobre a pressão, temperatura e detalhes de identificação do pneu para o computador de bordo do automóvel. O sistema computadorizado central do automóvel consegue - com base nessa informação - ajustar automaticamente os algoritmos de controlo longitudinal e lateral do veículo para melhorar as prestações de condução.

 

As melhorias desta inovação incluem uma redução da distância de travagem quando o ABS é ativado, melhor resposta a efetuar as curvas, melhoria da estabilidade da guinada e a otimização do vínculo entre o pneu e os sistemas de controlo da estabilidade, todos com base em dados fornecidos pelo pneu.

 

“Os actuais sistemas de controlo avançados podem beneficiar consideravelmente de informação específica transmitida pelos pneus”, afirmou Marc Engel, Engenheiro Principal da Goodyear Dunlop“Sempre soubemos que quando conseguíssemos recolher esta informação, poderíamos fornecer novos níveis de desempenho das prestações do veículo. No presente, estamos a apresentar um primeiro passo real nessa direcção à medida que começamos a descodificar a quantidade de informação recebida pelo pneu para melhorar e reforçar a experiência de condução – trata-se de um importante passo em frente”.

 

Ao introduzir os dados do pneu diretamente no sistema, esta nova tecnologia ajuda o automóvel a melhorar o seu desempenho geral, incluindo redução das distâncias de paragem quando o sistema ABS e melhorando a estabilidade, graças à informação fornecida pelo sistema eletrónico de controlo da estabilidade (ESC).

 

“As propriedades do pneu mudam significativamente e o tipo de pneu, insuflação e temperatura do pneu desempenham um importante papel”, prosseguiu Engel. “Se um veículo conhecer essas propriedades dinâmicas, os seus sistemas de controlo podem considerar estas informações e fornecer um melhor desempenho global”.

 

Nesta nova tecnologia, o chip está incorporada no pneu e não no seu aro.  Isto significa que é possível agora incorporar no chip informação específica do pneu. A colocação no interior do pneu significa também que o chip não está sujeito a danos durante o processo de montagem do pneu em relação a sistemas em que o chip é montado na haste da válvula. Os consumidores poderão beneficiar do novo sistema quando trocarem os seus pneus por pneus novos com chips incorporados.

 

Esta tecnologia foi desenvolvida em colaboração com a Huf, um fabricante líder de sistemas elétricos e mecânicos de bloqueio, sistemas de controle de pressão dos pneus e sistemas de telemática para a indústria automóvel mundial.

 

A empresa instalou este novo sistema nos pneus Dunlop SportMaxx RT e está atualmente a testar o sistema para implementação no mercado. Nesta fase ainda não está previsto nenhum programa de lançamento para o mercado.

 

 

Acerca de Goodyear

 

A Goodyear é uma das maiores empresas de pneus do mundo. Emprega perto de 69 mil pessoas e produz os seus produtos em 52 unidades de produção em 22 países a nível global. Os dois Centros de Inovação em Akron, Ohio (EUA) e Colmar-Berg, no Luxemburgo, procuram desenvolver produtos e serviços topo de gama, que estabelecem um padrão de tecnologia e desempenho para o setor. Para mais informações acerca da Goodyear, visitar www.goodyear.com/corporate

Para mais informação e novidades sobre a Goodyear, consulte www.goodyear.eu ou a página de Facebook e Twitter.Dunlop conecptTire07Goodyear Dunlop_Chip_in_tire

 

NOVO AUDI TT

 

O novo Audi TT

 


A nova geração de um clássico modelo completamente revisto está pronto para “subir ao palco”
como uma verdadeira estrela: o Audi TT e o Audi TTS vão ter as suas estreias mundiais no Salão Automóvel de Genebra (estes
veículos não estão atualmente disponíveis para venda; aguardam pela respetiva homologação, não são abrangidos pela
Diretiva 199/94/EC). A terceira geração do compacto desportivo volta novamente a ser cativante em todos os sentidos, com o
seu design emocional e qualidades dinâmicas de exceção. O novo Coupé é caracterizado pela utilização de tecnologias
inovadoras nas suas motorizações e no conceito de visualização e controlo do display, incluindo o Audi virtual cockpit.
"O Audi TT é sinopse de um autêntico ícone de design e de um modelo de elevadas prestações que permite uma condução de topo ",
destaca o Prof. Dr. Ulrich Hackenberg, Membro do Conselho de Administração para o Desenvolvimento Técnico da Audi AG. "Com
a nova geração, estamos a transmitir ao condutor uma tecnologia ainda mais fácil de utilizar; tal como seria de esperar de um
verdadeiro e genuíno carro desportivo."


Design exterior


Quando a primeira geração do Audi TT chegou ao mercado em 1998 aconteceu verdadeira uma revolução de design: a linguagem
do seu design exteriormente coerente e geométrica tornou-se num verdadeiro ícone pleno de carisma. Para esta terceira geração
deste compacto carro desportivo, os designers reinterpretaram uma série de conceitos da primeira geração do TT de 1998, de uma
forma diversificada e dinâmica.


Na parte dianteira do novo Audi TT dominam as linhas horizontais. A grelha Singleframe é muito mais ampla e mais plana do que
acontecia no modelo anterior, com uma poderosa linha que a divide em duas zonas. Dois contornos em forma de V sobressaem no
capot do motor. A posição do logótipo dos quatro anéis também é nova: estão agora posicionados na seção dianteira do capot,
fazendo ecoar semelhanças com o R8 (consumo combinado de combustível entre 14,9-12,4 l/100 km; emissões de CO2 combinadas
entre 349 – 289 g/km. Lâminas dividem as grandes entradas de ar, que direcionam parte do fluxo da frente para os flancos.

Os estreitos grupos óticos, conferem ao novo TT um design caraterístico. Tecnologia Xénon plus é aplicada como equipamento de
série, mas a Audi propões como equipamento opcional os faróis com tecnologia LED ou ainda com a inovadora e pioneira
tecnologia LED Matrix, onde díodos controlados individualmente são responsáveis pelo feixe de luz principal. Nas duas versões
existe um contorno inconfundível criado pela faixa de separação nos faróis, que é também iluminada.
Os faróis LED Matrix LED são compostos por 12 LED’s e incluem outra inovação da Audi: intermitentes dinâmicos que se acendem
sequencialmente na direção em que o condutor está a conduzir. A luz de curva recorre aos dados de navegação para deslocar o
cone de luz na curva antes do volante ser virado.
De perfil, o novo Audi TT é igualmente esguio e musculado; parece que repousar numa posição baixa na estrada como se estivesse
pronto a atacar. Com 4,18 metros, o Coupé é quase do mesmo comprimento que o seu antecessor, apesar da sua distância entre
eixos ter crescido em 37 mm (agora de 2,505 metros), evidenciando distâncias muito curtas entre o centro da roda e os limites
dianteiro e traseiro. A largura é de 1,832 metros, continuando a apresentar a mesma altura da anterior geração: 1,353 metros.
Muitos detalhes do perfil do novo Audi TT são uma reminiscência do design clássico da primeira geração. O contorno da
embaladeira com uma poderosa aresta, juntamente com as largas cavas das rodas, constitui entidades geométricas distintas. Na
frente, a linha do guarda-lamas intersecta com a união do capot, linha que continua pela porta e se estende até à parte traseira. A
inclinação do pilar C transmite ao TT uma imagem poderosa e atlética.
A forma plana dá a impressão de ser uma unidade independente e a ligeira inclinação das janelas laterais traseiras confere-lhe uma
tensão adicional. O tampão do depósito de combustível no painel do lado direito possui a clássica forma de um círculo rodeado de
parafusos; basta um leve toque no logótipo TT e o tampão será aberto. Este formato é mais uma vez uma reminiscência do TT da
primeira geração. A novidade é a de que não existe tampão do depósito propriamente dito. Tal significa que não há a necessidade
de ser retirado e o bocal da mangueira da bomba de abastecimento é diretamente introduzido na abertura do depósito, tal como
acontece num carro de competição.
Na seção traseira também as linhas horizontais permitem reforçar a sensação de largura e desportivismo do TT. Juntamente a
tecnologia de faróis em LED ou LED Matrix, as luzes traseiras possuem também intermitentes dinâmicos. Tal como na secção
dianteira existe uma faixa iluminada que forma um contorno de luz de circulação diurna – outra inovação da Audi. A estreita
terceira luz de liga as duas unidades de cada lado, estando imediatamente abaixo do contorno do spoiler traseiro. Desempenha um
papel essencial na definição da silhueta da luz traseira.
A uma velocidade de 120 km/h um spoiler ergue-se da tampa da bagageira para melhorar a resistência do ar e as forças
aerodinâmicas descendentes. Todas as motorizações possuem duas generosas ponteiras de escape redondas e posicionadas no
difusor. Como todos os modelos Audi S, o TTS tem quatro saídas de escape ovais.

O opcional pacote exterior S line altera o design do para-choques, entradas de ar, grelha Singleframe, embaladeiras e ainda o
difusor traseiro com um formato mais acentuado e desportivo. Ao mesmo tempo, o dinamismo é ainda maior com a montagem de
jantes de 18 polegadas e uma carroçaria rebaixada em 10 mm.
A carroçaria
A construção de baixo peso é uma das áreas de especialização da Audi. A segunda geração do Audi TT já apresentava uma
carroçaria com estrutura Audi Space Frame (ASF) fabricada em alumínio e aço. Para o novo TT, a Audi utilizou este tipo principal de
construção de forma ainda mais sistemática de acordo com o princípio: a quantidade certa do material certo no lugar exato para
otimizar quaisquer funções.
Na estrutura inferior da carroçaria do Coupé foram otimizadas as cargas axiais, e foi construída com recurso a ligas de aço de alta ou
ultra resistência. Nas seções da célula do habitáculo que está sujeita às maiores tensões estruturais, foram montados painéis de aço
moldado e endurecido, ambos com uma altíssima resistência mas, em simultâneo, leves, representando assim 17 por cento do peso
total da carroçaria. As embaladeiras laterais e estrutura do tejadilho são fabricadas em perfis de alumínio extrudido, que são unidos
à estrutura através de uniões em alumínio fundido. Este princípio estrutural criou uma carroçaria muito rígida e segura. As secções
laterais e o tejadilho em alumínio complementam a estrutura. O capot do motor, portas e tampa da bagageira também foram
fabricadas em metal ligeiro.
Em termos globais, os engenheiros da Audi conseguiram, pela segunda vez consecutiva, reduzir significativamente o peso em vazio
do Audi TT. Na transição entre a primeira e a segunda geração, em 2006, a redução chegou até 90 kg e agora a variante equipada
com o motor 2.0 TFSI do novo TT é mais leve em cerca de 50 kg que o seu antecessor.
O baixo peso total é mais uma prova de perícia da Audi na área da construção de baixo peso. O seu impacto é positivo,
especialmente na aceleração, dinâmica de condução e no consumo de combustível.
O interior
No interior, também o estilo é tão subtil que quase parece flutuar, evocando a personalização e caráter de um puro desportivo
como é o novo Audi TT. Tal como acontece com o exterior, as linhas horizontais e superfícies enfatizam a largura do interior. A
consola do túnel central - que suporta a zona dos joelhos quando se conduz mais rapidamente em zonas sinuosas - e os painéis das
portas tem formas fluidas similares.
A regra foi a mesma mais uma vez: "menos é mais". Formas claras e linhas puristas sublinham tanto a leveza e a desportivismo
intransigente do interior do Audi TT. Dois outros engenhosos truques tecnicamente inovadores permitiram aos designers criar um
painel de instrumentos que é impressionantemente delgado: o ecrã tradicional do computador de bordo e o ecrã do MMI foram
combinados para formar uma unidade central e digital, o chamado Audi virtual cockpit.

O Audi virtual cockpit é pela primeira vez o foco de atenção num dos modelos de produção da marca. O painel de instrumentos
totalmente digital exibe todas as informações diretamente em frente do condutor, o que significa que não há necessidade de um
monitor central MMI. Esta solução permitiu aos designers ter a liberdade para “emagrecer” de tal forma a arquitetura do painel de
instrumentos seguindo o princípio de construção ultra leve da Audi.
Com suas linhas claras e pleno de operacionalidade inovadora, o interior da nova geração do TT foi redesenhado a partir do zero.
Visualizado de cima o tablier assemelha-se a uma asa de avião. Os difusores de ar do sistema de climatização continuam a
apresentar um formato redondo, uma característica clássica do TT, transmitindo uma reminiscência dos motores a jato. Os
controlos para o sistema do ar condicionado estão alojados nos referidos difusores. No eixo dos respetivos difusores surge em
pequenos ecrãs a indicação do nível de aquecimento de cada banco; velocidade do ventilador; a temperatura e a distribuição do
caudal de ar. Localizados junto às saídas de ar centrais estão os interruptores para a luz de aviso de emergências e das funções
secundárias, possuindo um fácil acesso.
Todos os elementos do novo conceito de operacionalidade do Audi TT estão focados no condutor. O novo volante multifunções
deste compacto desportivo apresenta um fundo plano, com elementos de alumínio a emoldurar os seus braços. O airbag do
condutor integrado no volante ocupa menos 40 por cento de espaço sem comprometer a segurança e, portanto, enfatiza a
sensação de leveza visual. Os botões de controlo inseridos sobre os braços permitem controlar quase todas as funções, incluindo o
ultra moderno sistema de ”infotainment”. O menu está estruturado para permitir ao condutor usá-lo como um smartphone e inclui
uma função de pesquisa de texto (através do MMI). Graças ao MMI touch localizado na consola central, o condutor pode aceder às
funções de “scroll” e “zoom” em listas e mapas. O condutor pode também aceder a outras opções de uma forma mais simplificada;
no futuro isso será possível usando apenas dois em vez de quatro botões na área em redor do botão rotativo do MMI.
As inovações no interior do Audi TT incluem os bancos desportivos com encostos de cabeça integrados e uma posição mais baixa
que na geração anterior. Como opção – e como equipamento de série no TTS – existem os recentemente desenvolvidos bancos
desportivos S caracterizados por um contorno ainda mais pronunciado em que os apoios laterais podem ser regulados de forma
pneumática.
Inúmeros detalhes evidenciam os elevados padrões de qualidade do interior e com uma qualidade artesanal que a Audi transmitiu
ao novo TT. Incluem a nova alavanca de velocidades, o preciso botão rotativo do MMI e os acabamentos das coberturas dos
altifalantes com molduras de luz no opcional sistema de som Bang & Olufsen.
O novo Audi TT de 2+2 lugares é um carro desportivo perfeitamente adaptado para uma utilização quotidiana. O porta-bagagens
tem capacidade de 305 litros (mais 13 litros que na anterior geração) e pode ser ampliado ao dobrar-se os encostos dos bancos
traseiros para a frente.

Cores e equipamentos


O novo Audi TT oferece uma paleta muito mais diversificada de cores do que o seu antecessor. Há 11 cores exteriores, uma das
quais é exclusiva para o pacote S line. Sete das cores na gama são novas para o TT e duas delas são completamente novas para a
Audi: Cinzento Nano e Vermelho Tango. Há também duas pinturas adicionais disponíveis para o TTS – Preto Pantera com efeito
cristal pérola e a altamente expressiva cor Azul Sepang.
Também é proposta uma nova gama de cores para o interior: os Audi TT e TTS oferecem três diferentes cores interiores. Pela
primeira vez, a Audi disponibiliza um interior de dois tons, incluindo costuras contrastantes desportivas para os modelos S.
O equipamento para o novo Audi TTS inclui elementos interiores adicionais que lhe transmitem uma maior personalização: cores
selecionáveis nos contornos dos bancos desportivos S, nas molduras da consola central e os anéis dos difusores das saídas de ar. Os
clientes com gostos mais exclusivistas têm muitas de opções para a personalização do seu veículo. Estão disponíveis revestimentos
para os estofos em vários padrões de tecidos ou de couro, bem como três pacotes de couro. Os bancos desportivos S têm como
característica costuras em diamante na secção central.
Um destaque especial é o pacote de design exclusivo, que compreende uma combinação de duas cores de couro: castanho escuro
murillo nos bancos e uma tonalidade pedra cinza levemente metálica nos apoios de braços, e suporte de joelho. Alternando com
costuras contrastantes, em alumínio escuro; com a pintura correspondente para os elementos interiores e com os tapetes especiais;
outras características destes elegantes acabamentos dos revestimentos.
Para os modelos TTS, os designers da Audi criaram uma textura inovadora com tecnologia laser para as abas do painel de
instrumentos: possuem uma superfície ligeiramente levantada com padrão em favo de mel que transmite ao Audi TTS um toque
desportivo único.


Controlos e ecrãs


O conceito operacional para o novo TTS foi revisto a partir do zero, em linha com o caráter genuíno de um carro desportivo, com
todos os elementos a concentrarem-se no condutor. Há duas variantes disponíveis do volante multifunções. Os condutores ao
selecionarem a versão de topo, podem ativar quase todas as funções, sem desviar a visão da estrada.
A segunda unidade de controlo é o terminal MMI também recém-desenvolvido na consola do túnel central. Dois interruptores
ativam o sistema de navegação e de mapas, telefone, rádio e menus de media. Há dois botões em ambos os lados do botão rotativo
central, complementado por um menu principal e um botão rotativo. O condutor pode facilmente introduzir os destinos utilizando
o touchpad na parte superior do botão rotativo (disponível a partir do pacote Connectivity) – o MMI reconhece a sua caligrafia
pessoal. O condutor pode também aceder às funções de “scroll” e “zoom” em listas e mapas

A estrutura do menu do MMI se assemelha-se ao de um smartphone, incluindo a pesquisa de texto livre. Todas as funções
importantes podem ser acedidas diretamente. Um destaque especial é a procura direta no MMI. Isso permite que começar a
escrever imediatamente ao navegar, sem ter que usar uma forma definida. Na maioria dos casos, a introdução de quatro letras é
suficiente para ver destinos relevantes em toda a Europa. Os dois botões laterais ativam funções dependentes de contexto (botão
direito) e opções (botão esquerdo). A lógica de funcionamento é fácil e intuitiva e permite uma utilização completamente nova.
Juntamente com as operações possíveis utilizando o painel de controlo, o Audi TT oferece uma outra possibilidade: o sistema de
controlo por voz. A Audi está também a abrir novos caminhos nesta área. Pela primeira vez no Audi TT, são utilizados controlos de
voz naturais que permitem comandos simples - como "leve-me a Munique" ou "quero falar com a Sabine" - para controlar os
sistemas do veículo sem a necessidade de tirar as mãos do volante.
Ao contrário dos mostradores analógicos convencionais, o novo TT destaca o Audi virtual cockpit. Com os seus gráficos brilhantes
com efeitos 3D e altamente detalhados, o painel de instrumentos virtual da Audi possui um monitor TFT a cores de 12,3 polegadas,
estabelecendo novos padrões neste âmbito. Os condutores podem alternar entre dois modos de visualização. No modo clássico, o
velocímetro e o conta-rotações estão em primeiro plano, enquanto no modo "infotainment", os instrumentos virtuais são
minimizados. O espaço que é então criado oferece uma ampla dimensão de exibição para funções tais como o mapa do sistema de
navegação. No Audi TTS existe um terceiro modo desportivo. Aqui, o conta-rotações em posição central domina o painel.
Com uma resolução de 1.440 x 540 pixels, o monitor TFT possui gráficos brilhantes processados através do processador Tegra 30 da
série Tegra 3 oriundo do líder de mercado Nvidia. No contorno inferior do cockpit virtual da Audi, estão as informações relativas à
temperatura exterior, hora e quilometragem que estão permanentemente visíveis. Símbolos de aviso ou de informação também
podem ser aqui visualizados.
As motorizações (todos os valores de consumo e de prestações são provisórios)
A Audi oferece o novo TT e TTS com três motores diferentes de quatro cilindros com turbocompressor e injeção direta. As
potências estão compreendidas entre 184 Cv (135 kW) e 310 Cv (228 kW). Os dois motores a gasolina TFSI e o bloco TDI combinam
a poderosa força motriz com a máxima eficiência. O sistema start-stop é de série.
Para o lançamento do TT, o motor 2.0 TDI estará disponível com caixa manual e tração dianteira. Debita uma potência de 184 Cv
(135 kW) e um binário máximo de 380 Nm. Esta versão do novo desportivo da marca dos quatro anéis acelera dos 0-100 km/h em
7,2 segundos e atinge uma velocidade máxima de 235 km/h. O consumo médio de combustível é de apenas 4,2 l/100 km e as
emissões de CO2 são de 110 g/km, um novo recorde mundial na categoria dos desportivos.
O TDI 2.0 possui dois veios de equilíbrio, árvores de cames ajustáveis e um sistema de injeção common-rail com uma pressão
máxima de 2.000 bar. O Audi TT 2.0 TDI cumpre a norma EU6 e graças à sua alta eficiência possui a denominação "ultra".

Por sua vez, o motor 2.0 TFSI está disponível em duas versões - uma primeira com uma potência de 230 Cv (169 kW) para a versão
TT e uma segunda que debita uma potência de 310 Cv (228 kW) para variante TTS. Ambas as versões possuem diversas tecnologias
ultramodernas: a injeção indireta adicional completando a injeção direta FSI, o sistema Audi valvelift (AVS) para regular o curso da
válvula de escape e a gestão térmica que utiliza um módulo de válvula rotativa e um coletor de escape integrado na cabeça do
cilindro.
No Audi TT 2.0 TFSI o binário máximo é de 370 Nm entre as 1.600 e as 4.300 rpm. Acelera o Coupé - que está equipado com uma
caixa manual de 6 velocidades e tração dianteira - de 0 a 100 km/h em 6,0 segundos e atinge uma velocidade máxima limitada
eletronicamente a 250 km/h.
Na versão com sistema S tronic de 6 velocidades e tração integral quattro destacam-se: aceleração 0-100 km/h em 5,3 segundos;
velocidade máxima de 250 km/h; consumo médio de combustível de 6,8 l/100 km e emissões de CO2 de 159 g/km. A transmissão de
dupla embraiagem engrena cada uma das seis relações sem qualquer interrupção de tração percetível e no modo manual pode ser
controlada através de patilhas no volante. No modo "efficiency" do Audi drive select, o sistema S tronic ativa a função “roda livre”,
logo que o condutor retire o seu pé do pedal do acelerador.
O Audi TTS está no topo das prestações. Acelera dos 0-100 km/h em 4,7 segundos e a velocidade máxima é limitada
eletronicamente a 250 km/h. O motor 2.0 TFSI possui um binário máximo de 380 Nm entre as 1.800 e as 5.500 rpm. Um sistema de
flaps instalado no sistema de escape modula o som desportivo do escape tornando-o ainda mais rico. A transmissão manual é de
série. A opcional caixa automática S tronic inclui a função launch control, que proporciona uma aceleração máxima e eficaz para um
arranque ainda mais desportivo.

 


Sistema quattro


No novo Audi TT, o sistema de tração permanente quattro proporciona maior estabilidade, tração e prazer de condução. Um
sistema agora mais consistente que foi otimizado especialmente para o novo TT. A embraiagem com controlo electro-hidráulico
está montada no eixo traseiro. A conceção especial da bomba reduz o peso em cerca de 1,5 kg, quando comparada com a do
modelo anterior. A distribuição do binário do motor entre os eixos é controlada eletronicamente em frações de segundo.
A inteligência da transmissão quattro – por outras palavras, o software que determina com precisão a distribuição de binário por
cada eixo foi especialmente desenvolvido para ser aplicado no novo TT. A inovadora filosofia de controlo monitoriza
constantemente as condições envolventes, o tipo de condução e os desejos do condutor. Isto significa que a distribuição ideal de
binário é calculada e as características dinâmicas do TT são adaptadas para cada situação.
O sistema quattro em conjunto com o Audi drive select permite ao condutor do novo Audi TT poder regular as propriedades da
tração permanente de acordo com as suas necessidades individuais. No modo "auto" é otimizada a tração, a estabilidade e
dinâmica de condução. No modo "dynamic", o binário é distribuído ao eixo traseiro mais cedo e em maior grau, o que significa que a
dinâmica de condução é reforçada ainda mais, especialmente em estradas com baixos coeficientes de atrito.

Paralelamente com a otimização da dinâmica de condução, os avanços realizados no sistema quattro também se concentraram
sobre a sua eficiência. No modo “efficiency” a distribuição de binário é regulado para otimizar o nível de eficiência. Determinar as
condições de condução e o tipo do condutor permitem otimizar o controlo do sistema quattro em termos de eficiência, o que pode
até resultar na paralisação temporária do sistema de transmissão quattro. Neste modo de operação, o software inteligente
monitoriza cuidadosamente a situação de condução e ativa o sistema quattro antes que seja exigido binário em todas as quatro
rodas. Desta forma, a unidade quattro oferece a máxima eficiência, juntamente com um nível de tração e dinâmica que são típicas
do sistema quattro.

 


O chassis


O chassis também reflete o apuro tecnológico por detrás do novo TT. A suspensão dianteira baseia-se numa estrutura McPherson;
componentes de alumínio reduzem o peso das massas não suspensas do chassis. A suspensão traseira de quatro braços processa as
forças longitudinais e transversais de forma separada.
Um destaque especial é a nova e terceira geração do sistema de controlo de amortecimento adaptativo Audi Magnetic Ride. Em
comparação com a versão anterior, foi melhorado no que respeita à expansão das suas características dinâmicas, controlo e
precisão, bem como da facilidade de utilização. O Audi Magnetic Ride pode ser regulado em três configurações (comfort - auto -
dynamic) através do Audi drive select. Com a pressão de um botão permite que o TT abrace a estrada de forma mais firme ou que o
deixe rolar de forma suave. A tecnologia Magnetic Ride permite um ultra- rápido controlo das forças de amortecimento, o que
significa que em todas as situações de condução há um contato ideal entre a roda e a estrada.
Desta forma, a excelente dinâmica de condução do novo Audi TT é otimizada e o controlo da carroçaria garante também um
excelente grau de conforto. O sistema é único neste segmento de mercado. O Audi Magnetic Ride pertence ao equipamento de
série no Audi TTS e está disponível como uma opção para todas as outras versões do TT.
Outro destaque é a direção progressiva: a caixa de direção foi projetada para que a sua relação se torne mais direta com o girar do
volante. Desta forma, o novo TT pode ser conduzido com agilidade e precisão com pouco movimento do volante em zonas urbanas
e em estradas sinuosas. A direção eletromecânica progressiva traduz-se numa elevada eficiência e adapta a sua assistência à
velocidade, constituindo a base para os sistemas de assistência opcionais Audi active lane e park assist.
Com o elaborado desenho do chassis e uma rígida configuração, o novo Audi TT deixa-se conduzir de uma forma soberba em todas
as situações. A carroçaria é rebaixada em 10 mm no TTS, ou com o pacote desportivo S line e com o sistema de controlo de
amortecimento adaptativo Audi magnetic ride.
O sistema de condução dinâmica Audi drive select é uma opção para o novo Audi TT, mas de série no TTS. Controla as
características do motor e a assistência de direção. O condutor pode escolher entre os modos comfort, auto, dynamic e efficiency e
modos individual. Além disso, o Audi drive select influência vários sistemas opcionais: o S tronic, o sistema quattro o Audi magnetic
ride. No modo eficiência, o Audi Drive Select intervém no sistema de ar condicionado e no sistema start-stop, em conformidade
com as necessidades nesse momento.

Estão disponíveis 11 versões diferentes de rodas. O TT 2.0 TFSI e o 2.0 TDI estão equipados de série com jantes de liga leve de 17
polegadas. A Audi oferece outros tipos de jantes com diâmetros de 17, 18 e 19 polegadas e pneus até 245 /35 R19. O departamento
quattro GmbH também oferece rodas com um diâmetro até 20 polegadas.
Os discos de travões dianteiros são ventilados e, dependendo da versão do motor, possuem um diâmetro até 338 mm. O novo
travão de estacionamento eletromecânico que o condutor aciona pressionando um botão está integrado no sistema de travagem
traseiro. O TTS utiliza travões com pinças fixas de alumínio recentemente desenvolvidas para travar as rodas dianteiras. Estas, são
cinco quilos mais leves do que o modelo antecessor. Um outro exemplo da experiência da Audi na construção de baixo peso.
O controlo de estabilidade eletrónico (ESC), que pode ser desligado em parte ou completamente, complementa perfeitamente o
desempenho dinâmico do veículo. Em zonas sinuosas, a vectorização do binário verifica-se. Se necessário, o binário do motor é
distribuído a partir da roda dianteira interior para a roda da frente do lado de fora (tração dianteira) ou, em modelos quattro
também para as rodas traseiras. Graças à diferença das forças de propulsão, o carro curva facilmente, o que é bastante útil para o
condutor. Desta forma, as curvas podem ser abordadas com grande precisão e de forma neutra, o que aumenta significativamente
o dinamismo e a estabilidade do TT. O modo Sport destina-se a uma condução particularmente desportiva, facilitando o controlo
da direção num momento de drifting.
A maneira como todos os componentes interagem e harmonizam, aumenta a agilidade e consequentemente, o prazer de condução
que um Audi TT oferece como, aliás, assim seria de esperar de um verdadeiro carro desportivo.
O equipamento
Todas as versões do novo Audi TT Coupé estão generosamente equipados de série. Juntamente com as características já referidas
anteriormente, o rádio com MMI e o travão de estacionamento eletromecânico merecem uma menção especial. As opções incluem
além dos bancos desportivos S em couro e com variadíssimas opções de acabamento, a chave de conveniência, os sistemas hold
assist e assistente de máximos, o interior com o pacote de iluminação em LED, aquecimento dos bancos dianteiros e o pacote
porta-objetos e de bagagem.
No que respeita ao infotainment, os clientes podem escolher entre várias opções. O pacote Connectivity possui um touchpad, MMI
touch. No topo da gama está o sistema de navegação MMI plus com a sua generosa memória flash, dois leitores de cartão, leitor de
DVD, Bluetooth interface e sistema de controlo de voz. O chip T30 da série Tegra 3 do líder de mercado Nvidia, que é utilizado na
nova geração da plataforma de infotainment modular, controla todas as funções de navegação e multimédia no carro e em
conjunto com o processador, apresenta todo o conteúdo no Audi virtual cockpit.
O sistema Audi connect complementa na perfeição o sistema de navegação MMI plus. O mesmo liga o novo TT à internet usando o
rápido protocolo de transmissão de dados LTE. O ponto de acesso Wi-Fi integrado, permite aos passageiros poderem navegar na
internet e consultarem o seu e-mail quando quiserem, enquanto o condutor pode contar com os serviços personalizados do Audi
connect.
Audi TTC_01Audi TTC_02Audi TTC_03Audi TTC_04
O pacote de infotainment é completado por componentes atraentes. O Audi Phone Box liga sem problemas um telemóvel ao
veículo. O seu componente principal é uma antena universal que está integrada no compartimento de arrumação do apoio de
braços central. Graças à proximidade, o telefone comunica com a antena, que utiliza um amplificador para transmitir os sinais para
a antena do carro.
O sistema de som Bang & Olufsen apresenta um amplificador de 14 canais e 12 altifalantes; os woofers nas portas brilham na
escuridão graças a uma moldura de luz discreta e regulável.
Sistemas de assistência sofisticados e eficazes fazem a condução do novo TT numa experiência ainda mais agradável. Como opção,
o carro pode ser equipado com o Audi side assist, que utiliza sensores de radar montados na secção traseira para ajudar os
condutores a mudar de faixa de rodagem com mais segurança; reconhecimento de sinais de trânsito com base numa câmara; Audi
active lane assist, que ajuda o condutor a manter-se na sua faixa de rodagem atuando ligeiramente sobre a direção; o sistema de
ajuda de estacionamento com sensores atrás e à frente com visão seletiva de obstáculos, que orienta o veículo para espaços de
estacionamento adequados e o sistema de segurança Audi pre sense basic.

 

HORÁRIOS RALI PONTE DE LIMA

HORÁRIOS RALI PONTE DE LIMA

 

Eis os horários do Rali Ponte de Lima

 

 

 

 

Rali Ponte de Lima

 

Sábado, 3 de Maio de 2014

 

20H30                        Partida – Largo de Camões

20H58                        1ª PE – Fornelos-Serdedelo 1 (13,70 Km )

22H00                        Chegada – Avenida 25 de Abril

 

Domingo, 4 de Maio de 2014

 

10H00                        Partida – Av. 25 de Abril

10H31                        2ª PE – Cerquido 1 (9,43 Km )

10H49                        3ª PE – Estorãos 1 (8,19 Km )

11H22                        4ª PE – Fornelos – Serdedelo 2 (13,70 Km )

11H54                        Chegada Reagrupamento – Av. 25 de Abril

13H00                        Partida – Reagrupamento – Av. 25 de Abril

13H46                        5ª PE – Cerquido 2 (9,43 Km )

14H04                        6ª PE – Estorãos 2 (8,19 Km )

15H27                        Chegada – Pódio – Largo de Camões

 

A prova terá um total de 144,55 km dos quais 62,64 km são de Provas Especiais.

 

LAMY CONTINUA COM A ASTON MARTIN

LAMY CONTINUA COM A ASTON MARTIN

 

Pedro Lamy irá estar integrado esta época na equipa da Aston Martin, onde irá correr com um Vantage GT 3 que irá ostentar as côres da Bilstein, e terá como colegas de equipa Turner e Mucke.Para já o que está assegurado é a participação nas 24 Horas de Spa e Nurbrugring, embora o piloto português possa eventualmente lamy participar em mais provas.

 

DTM ACOLHE MAIS UM EX PILOTO DE FÓRMULA 1

DTM ACOLHE MAIS UM EX PILOTO DE FÓRMULA 1

 

Mais um ex piloto de Fórmula 1 dirige-se para o DTM, referimo-nos a Petrov, que depois de ter testado um Mercedes na pista do Algarve este ano,ficou entusiasmado com as prestações do carro da marca de  EVitaly-Petrov 2885765stugarda, e assim o ex piloto da Caterham, deverá ficar com um dos lugares, embora a Mercedes ainda não anunciasse quem irão ser os seus pilotos

 

PISTA DE KARTING DE BRAGA

PISTA DE KARTING EM BRAGA APROVADO

 

 

O Clube Automóvel do Minho levou a cabo uma série de alterações na pista de karting, de forma a poder receber os principais campeonatos que se organizam a nível mundial.Os responsaveis do Karting estiveram ha umas semanas em Braga, e no decorrer do dia de hoje, foram os elementos da FPAK a verificar se todos os requisitos foram cumpridos, tendo agora a pista recebido o certificado de renovação para a organização de todos os tipos de apista provas de karting a nível mundial.

 

TOYOTA - MARCA DE CONFIANÇA

 

Toyota "MARCA DE CONFIANÇA" escolhida pelos portugueses pelo quinto ano consecutivo

A Toyota alcança pelo 5º ano consecutivo a distinção de marca automóvel de confiança dos portugueses em 2014 segundo a votação dos leitores da revista Selecções do Reader’s Digest. Este barómetro que anualmente audita a opinião do consumidor português sobre a confiança que depositam nas variadas marcas de diferentes produtos e serviços que influenciam no seu quotidiano e que se destacam, fruto da sua qualidade e fiabilidade intrínseca.

Ocupando o lugar de destaque desde 2010, altura em que a Toyota é eleita Marca de Confiança pela primeira vez, na edição de 2014 os portugueses reforçaram a sua escolha de confiança na Toyota com 42% dos votos (subindo 18 pp), significando um aumento da distância para a segunda marca mais votada, ao mesmo tempo que atinge o mais elevado valor de votos neste estudo para a categoria automóvel.

Segundo o mesmo inquérito, os consumidores apontam como características necessárias para se alcançar o estatuto de Marca de Confiança, entre outras, a oferta de produtos e serviços de grande qualidade; a credibilidade e fiabilidade; um bom atendimento e serviço; a deteção e resposta às necessidades dos clientes; e por fim a experiência pessoal da marca. Neste contexto, com esta eleição a Toyota vê reconhecida a sua atuação de organização e marca em prol da satisfação dos clientes.

Importante para a obtenção deste bom resultado tem sido a dinâmica da marca ao longo do ano 2013 com a apresentação de novos produtos, como o novo RAV4, o novo Corolla, o novo Verso e o alargamento da gama Auris com a introdução da carrinha, que tem tido uma boa recetividade por parte dos portugueses. Esta inovadora Auris Touring Sports que para além dos seus atributos como a versatilidade, conforto, equipamento e qualidade de construção, marcou o mundo automóvel ao ser a primeira carrinha do segmento a disponibilizar uma motorização híbrida juntamente com as versões convencionais a gasolina e diesel.

O estudo Marcas de Confiança é conduzido anualmente pela Revista Selecções do Reader’s Digest em vários países. Em Portugal, esta edição contou com uma amostra de cerca de 12.000 assinantes da revista que foram convidados a responder por via postal ao inquérito composto por perguntas abertas, voto direto e sem sugestão. A taxa de participação foi de 7% devolvendo uma margem de erro de 3,1%.

 Qualidade01

 

CAMPEONATO IBÉRICO DE MONTANHA

CAMPEONATO IBÉRICO DE MONTANHA

 

A FPAK e a Federação Espanhola chegaram a um acordo para a realização duma Taça Ibérica de Montanha, composta por quatro provas que são as seguintes :

 

26-27 Abril - Rampa de Ubrique - Espanha

 

10-11 Maio - Rampa da Falperra - Potiago-reis-nunorganista-top-35-77ec-55e7rtugal

 

17-18 Maio - Rampa Fito - Espanha

 

20-21 Setembro - Rampa da Penha - POrtugal

 

 

GONÇALO INÁCIO NA SINGLE SEATERS

GONÇALO INÁCIO NA SINGLE SEATERS

 

O piloto de Lisboa, que tinha no seu projecto de corridas para esta época correr num Radical SR 3, preparado pela Araujo Competição, com tudo o que aconteceu à equipa de Odivelas, levou a que Inácio derivasse este seu projecto para os Single Seaters, ao volante dum Fórmula Ford.gonalo

 

TESTE FIESTA I-DRIVE EM BRAGA

 

Elogios ao comportamento dinâmico e facilidade de condução

Duas dezenas de pilotos ensaiaram

Fiesta da i-drive Cup em Braga

A i-drive Cup encerrou, no circuito de Braga, a fase pré-competição com a definição do set up final do Ford Fiesta Ecoboost Trend 1.0 e um teste proporcionado a duas dezenas de pilotos oriundos da região Norte que haviam manifestado interesse em conhecer as suas características. As impressões destes potenciais candidatos a participar na competição promovida pela Q&F não poderiam ser mais positivas, como revelou José Pedro Fontes, responsável pelo desenvolvimento, a nível técnico, do Fiesta da i-drive Cup e que acompanhou os jovens pilotos em pista:

“O comportamento dinâmico do Fiesta, a facilidade de condução e, também, o desempenho do motor, apesar de ser um 1.0, foram o que mais surpreendeu os pilotos que tiveram oportunidade de conduzi-lo. Na verdade, e pelas opiniões que recolhi, não esperavam um carro tão homogéneo e interessante de guiar”, adiantou Fontes.

Antes da sessão de testes reservada aos pilotos e que teve a duração de uma tarde, José Pedro Fontes finalizou o trabalho que tinha vindo a desenvolver desde o início deste projeto da i-drive Cup, ao definir a relação de caixa que irá ser utilizada.

“O carro melhorou bastante com este acerto da relação de caixa, na sequência dos dois testes anteriores, não surgindo, por outro lado, qualquer problema mecânico, o que é muito positivo e diz bem da fiabilidade do conjunto. Em resumo, direi que é um carro de competição interessante para jovens pilotos que desejem iniciar uma carreira nas provas de velocidade”, concluiu.

A próxima sessão de testes da i-drive Cup, destinada a proporcionar aos pilotos oriundos da região Sul um contacto com o Ford Fiesta Ecoboost Trend 1.0, está agendada para o dia 16 de março (domingo), no Autódromo do Estoril.

 

Fotos Be-Pe Motorsport - www.velocidadeonline.combrag1brag2brag3-bepe motorsportphotosbrag4brag5brag6brag7brag8brag9brag10brag11brag12brag14brag15brag16brag17brag18brag19brag20brag21brag22brag23brag24brag25brag27brag28brag29brag31brag32brag33brag34brag35brag36TesteBragaPilotosTestesBragaPilotos1

 

20ºSUPER BOCK SUPER ROCK



20º Super Bock Super Rock


Novas confirmações:

Panda Bear
Erlend Øye 

SKATERS
Vintage Trouble

Fã Pack exclusivo FNAC, edição limitada, à venda com desconto de 20€ no passe de 3 dias.

17, 18, 19 de Julho, Herdade do Cabeço da Flauta
Junto à Praia do Meco, Sesimbra

 

www.superbocksuperrock.pt | facebook.com/sbsr

 

20 edições de Super Bock Super Rock para celebrar nos próximos dias 17, 18 e 19 de Julho. Junto à Praia do Meco em Sesimbra, desfilarão os melhores representantes dos que fazem da música uma arte.

 

Quatro novos nomes se confirmam para um cartaz em que a melhor Música é soberana. Panda Bear, o projecto a solo de Noah Lennox vai passar pelo Meco no dia 17 para inebriar todos aqueles que recebem de forma bem-vinda os sons que misturam a electrónica, harmonias world e, aqui e ali, o rock psicadélico e reverberado, quando chega subtilmente em riffs precisos. É um dos membros criadores dos Animal Collective e reconhecido pelos pares e público como um artista genial e inventivo. Nasceu no estado do Maryland, mas é na capital portuguesa que reside há uns anos. Com 4 álbuns no repertório, prepara um novo disco que, com grande probabilidade, passará num sublinhado forte pelo palco do 20º Super Bock Super Rock.


Outro dos convidados para o Meco, também no primeiro dia do festival, é Erlend Øye. Dele, podemos esperar a boa disposição do costume e o incrível repertório de canções pop que construiu. Com carreira feita como uma das metades dos Kings Of Convenience, conquistou com as suas canções gordas de melodia, com guitarras cristalinas e notas sensíveis mas, muitas vezes, luminosas. É um dos músicos mais queridos pelo público português e dele pode esperar-se sempre o melhor.

Também do lado de lá do Atlântico, pela primeira vez no nosso país, os quatro magos do rock mais tradicional e energético que possam imaginar: Vintage Trouble. Banda constituída por Ty Taylor, Nalle Colt, Rick Barrio e Richard Danielson, estrearam-se em 2011 com o magnífico “The Bomb Shelter Sessions”, obra maior de canções que nos remetem para o melhor de nomes como Rolling Stones, Ike and Tina Turner, Jimi Hendrix, entre outros. Ao vivo são explosivos e não deixam os blues misturados com o rock por mãos alheias. Como provarão a 17 de julho, no Meco.

De Nova Iorque, também eles em estreia, uma das surpresas de 2014. Têm apenas dois anos de história mas os SKATERS correm o risco de, com as suas canções simples, conquistar os melhores adjectivos. Acabam de editar o álbum de estreia “Manhattan” e terão uma das suas provas de fogo no último dia do Super Bock Super Rock de 2014.

 

Mais novidades a anunciar brevemente.

Já confirmados:

Dia 17 – Massive Attack, Disclosure, Tame Impala, Metronomy, Jake Bugg, Panda Bear, Erlend Øye, Vintage Trouble, The Cat Empire

Dia 18 - The Legendary Tigerman, Woodkid

Dia 19 – Foals, Albert Hammond Jr., SKATERS


 

 

Novas confirmações


 

image

Panda Bear

 

Bio

Noah Benjamin Lennox é Panda Bear. Membro fundador dos extraordinários Animal Collective, tem há muito uma carreira sólida a solo, feita de criações sonoras difíceis de catalogar. Norte-americano de Baltimore, vive em Portugal e por aqui – e daqui -, vai lançando, nos últimos anos, as suas pérolas discográficas, resolvidas de sons experimentais, beats africanos, electrónica farta e inundada de reverb. Numa suma simplista, o som de Panda Bear é hipnótico e incomparável. Com 4 Lps editados, “Panda Bear” (1998), “Young Prayer” (2004), “Person Pitch“ (2007) e “Tomboy” (2011), prepara, neste momento, o novo “Panda Bear Meets the Grim Reaper”, registo que, com toda a certeza, vai ser alvo de destaque no Super Bock Super Rock de 2014.

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Surfer's Hymn"

 

 

image

Erlend Øye


 

Bio

Erlend Øye é um nome por muitos reconhecido e apreciado. Mestre de uma pop feliz como uma das metades dos Kings Of Convenience, aventurou-se também na electrónica mais dançável dominando pratos em cabinas de djing e em projectos como The Whitest Boy Alive. Quase nómada, tem palmilhado e viajado pelo mapa todo, ávido dos sítios das pessoas e das pessoas dos sítios – tudo longe da cidade de Bergen, onde nasceu. De Londres a Berlim, de Manchester a Siracusa. Viveu durante um ano na bella Itália, banhando-se de sol e de toda a felicidade possível. "La Prima Estate" foi uma das canções mais animadas do ano de 2013. Para ouvir, quem sabe dançar, mas com certeza sorrir, Erlend Øye no Super Bock Super Rock.
 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"La Prima Estate"

 

 

image

Vintage Trouble

Bio

Imaginem um regresso aos anos 60/70, colorido, mas na bagagem, um perfume moderno, para se misturar com o passado. É esta a oferta dos Vintage Trouble. Quarteto californiano, explora os vibrantes sons do rock e dos blues, serpenteando por memórias sonoras de nomes como Otis Redding, Ike and Tina Turner, Jimi Hendrix, Led Zepellin, entre outros. O som retro dos Vintage Trouble é ocupado pelos melhores e mais vibrantes riffs de guitarra, e ao vivo são imparáveis. Têm na carteira o disco “The Bomb Shelter Sessions”, um disco de puro, duro e brilhante rock ‘n’ roll.
 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Run Like The River"

 

image

SKATERS

 

Bio

Tudo pode começar por uma circunstância fortuita, nada programada, lúdica e sem estratégia. Os SKATERS surgiram assim. Há dois anos, numa festa, em Nova Iorque, Michael Ian Cummings conheceu o guitarrista inglês Josh Hubbard. Umas semanas mais tarde, Hubbard, quis materializar a ideia formada e por isso, junto com Cummings, convidaram o baterista Noah Rubin e o baixista Dan Burke para 3 concertos. Certo é que poucos meses depois assinaram um contrato com a editora Warner Bros. Records. Com o disco de estreia, “Manhattan“, lançado em Fevereiro os 4 rapazes surpreendem e de que maneira. Canções directas, in your face, banhadas de rock ‘n’ roll com um cheirinho a garage e cozinhada com temperos melódicos. SKATERS, no Super Bock Super Rock.
 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"I Wanna Dance But I Don't know How"

 

 

Informação de Bilhetes


 

Preço dos Bilhetes

Passe 3 dias: 90€
 

Fã Pack Fnac (edição limitada): 70€
 

Bilhete Diário: 48€
 

MUSICard CP: 120€

Locais de Venda

www.blueticket.pt, www.facebook.com/blueticketbilhetes - Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês, Centros Comerciais Dolce Vita, Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Abep, Estações de Correios, www.ctt.pt, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, Bilheteiras MEO Arena, Delegações ACP, MMM Ticket, C. C. Mundicenter e U-Ticketline (ISCTE) www.ticketline.pt - Reservas e informações 1820 (24 horas) | A partir do estrangeiro ligue +351 21 794 14 00.
 

Em Espanha: www.breakpoint.es
 

 

ARC SPORT EM GUIMARÃES

 

Campeonato Nacional de Ralis

 

 

Rally Cidade de Guimarães 2014

 

 

 

ARC SPORT COM O ENTUSIASMO DE SEMPRE

 

Ricardo Moura, Adruzilo Lopes e Diogo Salvi procuram bons resultados

 

 

 

Depois da terra de Fafe, eis que chega o asfalto de Guimarães. Para a ARC Sport e para os seus pilotos, todas as atenções continuam concentradas no Minho para a segunda jornada do Campeonato Nacional de Ralis de 2014.

 

Com apenas 15 dias de diferença em relação à primeira prova do ano, o Rally Cidade de Guimarães é um desafio exigente para equipas e pilotos, tal como considera o tricampeão nacional de ralis.

 

Não tenho um bom conhecimento do Rally de Guimarães, pois no ano passado desistimos prematuramente. Este ano o campeonato começou mal, com uma desistência azarada no Rallye Serras de Fafe, quando liderava a prova desde o início. Em Guimarães queremos fazer melhor que o ano passado e trazer novo ânimo à equipa, depois do rombo a todos os níveis que sofremos na primeira prova do ano. Quero deixar uma nota positiva para a ARC Sport e realçar, uma vez mais, o excelente desempenho e grande dedicação que demonstrou neste curto espaço de tempo, de apenas quinze dias, entre as duas provas. Um tempo inaceitável que prejudica grandemente pilotos e equipas. Acho ainda importante salientar a parceria com a Novo Modelo Europa, que nos possibilita, uma vez mais, a utilização do Skoda”, afirmou, Ricardo Moura, que faz equipa com António Costa no Skoda Fabia S 2000.

 

Depois de ter estado à beira da vitória na edição do ano passado, Adruzilo Lopes regressa a Guimarães ao lado de Vasco Ferreira e ao volante do Subaru Impreza R4 da ARC Sport.

 

Vamos tentar fazer o melhor possível. O ano passado estivemos na luta pela vitória, mas este ano deverá ser diferente, pois contamos com adversários mais rápidos e mais equipados. No entanto, e como é nosso hábito, estamos movidos pelo entusiasmo de sempre”, disse Adruzilo Lopes.

 

 

 

 

Diogo Salvi e Paulo Babo estrearam em Fafe o novo Ford Fiesta R5. Para piloto e navegador, bem como para toda a equipa da ARC Sport, foi uma estreia muito positiva. Em Guimarães será a estreia no asfalto, onde se esperam excelentes evoluções.

 

Queria, acima de tudo, ganhar ritmo no asfalto nesta prova e tentar andar o mais rápido possível”, confirmou Diogo Salvi.

 

 

Um forte espírito de equipa volta a mover a formação de Aguiar da Beira, que está como sempre unida na defesa dos interesses dos seus pilotos.

 

Esta é a primeira prova de asfalto do ano, e juntos tudo faremos para que os nossos pilotos encontrem os seus objectivos. Desejamos voltar a estar à altura dos acontecimentos”, afirmou Augusto Ramiro, responsável pela ARC Sport.

 

O Rally Cidade de Guimarães conta este ano com uma Super Especial nocturna, na próxima 6ª feira às 21h00, junto ao Estádio D. Afonso Henriques. No Sábado, 8 de Março, a prova terá mais nove provas especiais de classificação a disputar entre as 09h00 e as 18h00.

 ARC Sport_-_Rallye_Serras_de_Fafe_-_Adruzilo_Lopes_01ARC Sport_-_Rallye_Serras_de_Fafe_-_Diogo_Salvi_01ARC Sport_-_Rallye_Serras_de_Fafe_-_Ricardo_Moura_01

 

PIRELLI PATROCINA G.P.ESPANHA E HUNGRIA

 

PIRELLI PARA SER Patrocinador Principal

 


DO ESPANHOL E 2014 Grande Prêmio da Hungria

 


Estas duas rodadas agora será oficialmente Chamado de FORMULA 1 GRAN PREMIO DE ESPAÑA PIRELLI 2014 (08-11 maio) eo FORMULA 1 MAGYAR PIRELLI NAGYDÍJ 2014 (24-27 julho).
Esta última iniciativa reforça o compromisso da Pirelli à Fórmula Um, no âmbito do contrato de fornecimento de corrente que atravessa a 2016.

 

Google Tradutortestes107testes143testes250testes251testte197tetes102

 

PARA OS HOMENS DE BARBA RIJA...

Sempre a pensar em si e no seu Pai



Aparador de_barba_Philips_Serie_9000O Dia do Pai aproxima-se e comprar um presente nem sempre é uma tarefa fácil. A Philips sugere para o Dia do Pai a gama de cuidado pessoal masculino. Preste tributo ao seu Pai com as máquinas de barbear eléctricas e os aparadores de barba Philips porque o melhor Pai do Mundo, merece a melhor experiência.




Porque a imagem e os cuidados pessoais são cada vez mais importantes e relevantes no dia-a-dia, a Philips continua a inovar nesta área com produtos de elevada qualidade e segurança. A Philips sugere para o Dia do Pai as máquinas de barbear SensoTouch. Uma máquina de barbear eléctrica que proporciona a melhor experiência de barbear a seco ou a húmido, uma pele totalmente suave e livre de irritações, o sonho de qualquer homem!

A melhor experiência de barbear com o sistema GyroFlex 3D

A máquina de barbear Philips SensoTouch 3D RQ1250 proporciona a melhor e mais avançada experiência de barbear de sempre, a SensoTouch conta com o sistema GyroFlex 3D, que segue cada contorno do rosto, assim como com cabeças UltraTrack, que cortam todos os pêlos em apenas algumas passagens.
Para além de permitir um barbear com controlo e precisão perfeitos, a Philips SensoTouch 3D RQ1250 conta com sistema AquaTec – para um barbear confortável e refrescante, a seco ou a húmido, com ou sem espuma – e com tecnologia SkinGlide, que através da reduzida fricção, minimiza a irritação da pele.

PVP (aproximado): 229.99€

O único aparador de barba do mundo com guia laser

O aparador de barba Philips Serie 9000, com guia laser é 100% à prova de água, ideal para resultados simétricos e definidos com a máxima precisão.
Este aparador conta com lâminas de alto desempenho e suaves para a pele, visor LED para regulação de comprimento e indicação do nível de bateria bem como autonomia sem fios de 60 min.
O sistema exclusivo de guia laser do aparador de barba da Philips projecta uma linha precisa de luz para pré-determinar o estilo antes de aparar. Possui um aparador de precisão reversível com dupla face: um dos lados é um aparador de alta precisão de 32 mm e do outro lado possui um aparador de precisão com 15 mm de largura, perfeito para zonas pequenas.

PVP (aproximado): 119.99€


Campanha promocional Philips para o Dia do Pai


A campanha promocional Philips para o Dia do Pai, oferece ao cliente a possibilidade de receber descontos na compra de qualquer máquina da gama SensoTouch (até 60€ na compra da SensoTouch 3D e até 40€ na compra da SensoTouch 2D).*

Sob a assinatura “Sempre a pensar em si e no seu Pai” a campanha promocional da Philips tem início a 1 de Março de 2014 e finaliza a 31 de Março de 2014.

*Consulte o folheto promocional em: http://www.philips.pt/e/promo/promotions/general/PhilipsDiaPai.html

 

OBSERVADOR CETELEM

 

Estudo Observador Cetelem analisa mercado automóvel na Europa

Portugueses preferem os híbridos

 

 

 

Dentro de dez anos, os consumidores portugueses pensam que a maioria das viaturas andará com motorização híbrida (35%), seguidas pelas viaturas elétricas (16%) e pelos biocombustíveis (10%). Os veículos a gasolina e diesel terão assim praticamente desaparecido de circulação. Quando questionados sobre que tipo de motorização prefere na próxima aquisição automóvel, a maioria dos portugueses (24%) prefere os híbridos. Conclusões da edição 2014 do estudo Caderno Automóvel do Observador Automóvel.

 

A progressão dos híbridos é fulgurante quando comparamos os resultados do Observador Cetelem 2014 com os de 2009: o híbrido recolhe mais escolhas não só em Portugal, mas um pouco por toda a Europa. Comparativamente com 2009, em 2014, os portugueses acreditam que irão optar com maior frequência por uma monotorização híbrida (+8%) e pela elétrica (+10%), na compra da próxima viatura. Por outro lado, a percentagem de «indecisos» diminui (-7%), sinal de um melhor conhecimento das energias alternativas disponíveis no mercado.

 

Nas conclusões sobre a análise das tendências de futuras compras automóveis, o Observador Cetelem indica que a preferência por veículos híbridos e elétricos em detrimento das opções de gasolina, diesel/biocombustível é uma visão otimista, mas muito radical, dado que a dinâmica de renovação do parque automóvel não permite prever um efeito tão acentuado num horizonte temporal tão reduzido. Indicam também que a projeção a dez anos deixa lugar a algumas incertezas: cerca de um Europeu em cada quatro não se pronuncia sobre a energia maioritária dos veículos em circulação dentro de dez anos (24%).

 

«A poluição automóvel é um problema bem identificado pelos consumidores europeus e pelos portugueses em particular. Contudo, muitos pensam que este problema estará resolvido dentro de dez anos. Uma solução possível será a multiplicação das motorizações alternativas aos veículos a gasolina ou diesel. Deste modo, cerca de um português em cada quatro pondera adquirir um veículo híbrido na sua próxima compra: uma proporção em alta comparativamente à edição de 2009 que era de 16%» afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem

 

 

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões, para o Caderno Automóvel 2014, foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de novembro de 2013, em oito países da Europa (Alemanha, França, Itália, Portugal, Espanha, Bélgica, Reino Unido e Turquia), com amostras representativas das populações nacionais (pelo menos 600 pessoas por país), num total de 4.830 pessoas questionadas pela Internet.

 

 

HERTZ PATROCIONADOR OFICIAL

 

Hertz patrocinador oficial da 21ª edição

do Algarve Cup



A Hertz é o rent-a-car oficial da 21ª edição do Torneio Mundial de Seleções Femininas – Algarve Cup – que decorre entre 5 e 12 de março. Este torneio reúne 12 das melhores seleções femininas do mundo – Alemanha; Áustria; China; Coreia do Norte; Dinamarca; EUA; Islândia; Japão; Noruega; Portugal; Rússia e Suécia e  decorre nos estádios do Algarve.

ALGARVE CUP_Selecao_Nacional

A Seleção Nacional integra o grupo C e o seu primeiro jogo decorrerá no dia 5 de março com a seleção da Áustria. No dia 7 defrontará a Rússia e no dia 10 a Coreia do Norte. Os jogos serão transmitidos um pouco por todo o mundo, tendo este torneio a cobertura televisiva por parte de 64 países. 

A Hertz enquanto patrocinador oficial vai oferecer em 4 jogos da eliminatória um aluguer de fim-de-semana de uma viatura da fun collection à melhor jogadora em campo da seleção nacional.

Ao patrocinar esta competição a Hertz vem reforçar a parceria estabelecida com a Federação Portuguesa de Futebol. 

 

RALIS EM ANGOLA

 

Rally leva solidariedade ao Namibe



  É com grande satisfação que me dirijo a Vossas Excelências, no sentido de deferirem o apelo que fazemos, e sabendo de que são sensíveis a causas humanitárias.

 Nos próximos dias 8 e 9 de Março tem inicio o Campeonato Nacional de Rallys de Angola, tendo conhecimento das dificuldades que estão a passar alguns povos nesta zona de Angola devido ás secas que tem assolado o Pais nos últimos anos as equipas GT RADIAL RACING TEAM e MM RACING TEAM lideradas pelos Pilotos Luso Angolanos Rómulo Branco, vice campeão do Mundo e de Angola na classe T2 e Rodrigo Meira Morais Campeão Nacional de Angola na época transacta decidiram levar a efeito um apelo de solidariedade ás restantes equipas, amigos e empresas criando para o efeito um post no facebook https://www.facebook.com/events/250754741770173/?source=1

As pessoas e empresas interessadas em colaborar têm superado todas as expectativas, a ajuda que inicialmente iria ser transportada até este povo nos veículos de apoio destas equipas vai ter que ser transportada via aérea até ao Namibe, dai  até á comunidade Muhimba partirá na sexta-feira dia 7 de Março uma caravana de veículos 4x4 e de Unimogues disponibilizados pelos Municípios vizinhos ou em Helicópteros da Força Aérea que se também se disponibilizou para esta ajuda. 

 Contamos também com a divulgação desta noticia em todos os meios de comunicação social que se queiram aliar a este evento bem como o vosso testemunho aquando da entrega, gostaríamos que nos ajudassem a divulgar a devolução do sorriso a estes Homens, Mulheres e crianças para que no futuro mais pessoas possam contribuir em ações desta natureza.

 

 

PRIMEIROS TESTES PARA BRUNO MAGALHAES

 

Primeiros testes do ano para Bruno Magalhães na Sardenha

 


Bruno Magalhães teve o seu primeiro teste de preparação da época 2014 na Sardenha,
Itália, ao volante do Peugeot 207 S2000. Cerca de 100 quilómetros percorridos em terra
com vista à preparação da primeira corrida da temporada, o Rali da Acrópole na Grécia
pontuável para o Campeonato Europeu de Ralis.
Bruno Magalhães e o seu navegador Carlos Magalhães, vão disputar a primeira prova
ainda com o 207 S2000 e só depois, no SATA Rally Açores, com o novo Peugeot 208 T16.
Este teste revelou-se de primordial importância já que o piloto português está afastado da
competição há alguns meses.
"A última vez que competi em terra foi no Rali dos Açores do ano passado. Foi bom
voltar a esta realidade. Fizemos cerca de 100 quilómetros com o intuito de ganhar ritmo
competitivo mas também, da preparar uma das etapas do Rali da Acrópole que será em
terra. A outra, será em asfalto, e essa só quando estivermos já na Grécia é que vamos
prepará-la. O carro não teve qualquer evolução desde a última vez que o pilotei, pelo
que a esse nível não houve qualquer trabalho a fazer. Em suma, foi um bom teste e do
meu ponto de vista muito importante, para o arranque da temporada", rematou Bruno
Magalhães que este ano vai disputar seis provas do Campeonato Europeu de Ralis.
O Rali da Grécia vai para a estrada a 28 de Março e tem o seu término a 30 de Março.
sardenha bmagalhaes

 

RUIVO EM GUIMARÃES

 

Campeonato de Ralis Norte


Rali Cidade de Guimarães/Targa Clube


João Ruivo quer lutar pelo pódio no Campeonato Promoção 2RM

 

Ruivo Serras_Fafe
João Ruivo, fazendo desta vez equipa com Emídio Magalhães, alinha esta sexta e sábado no Rali Cidade de Guimarães / Targa Clube, a segunda etapa do Campeonato de Ralis Norte, com a intenção clara de conseguir o melhor resultado possível.
Depois de um arranque azarado no Rali Serras de Fafe, onde não passou do primeiro troço com uma transmissão partida, o piloto de Famalicão espera lutar por uma boa classificação geral e na sua categoria, neste caso, a Promoção 2 Rodas Motrizes.
Voltando a tripular o Peugeot 206 GTI, já com os olhos postos na nova época do Desafio Modelstand, que deve arrancar no Rali de Penela, para além, naturalmente do Campeonato Norte, João Ruivo espera poder efetuar o maior número de quilómetros, chegando ao melhor compromisso para enfrentar esta nova temporada: “Para esta prova sabemos que temos adversários com carros mais competitivos que o nosso, mas queremos lutar pela melhor posição possível”, começa por referir o piloto não esquecendo o objetivo principal: “Gostava muito de chegar ao pódio, pois o meu navegador é de Guimarães e eu vivo nesta cidade neste momento”.
De resto, João Ruivo refere também que esta prova foi preparada ao pormenor: “Verificámos tudo ao pormenor e ainda vamos fazer um derradeiro teste antes do rali. O problema que nos afetou em Fafe está resolvido e por isso, estão reunidas todas as condições para poder ter uma boa prestação”, concluiu.

 

OPEL EM GENEBRA

 

A Opel no Salão Internacional de Genebra 2014 - Resumo
Dois ADAM, um Astra superdesportivo e um motor 1.0 Turbo
- quatro estreias mundiais da Opel no Salão de Genebra

 


 

JAGUAR CONFIRMA BERLINDA

 

JAGUAR CONFIRMA QUE A SUA FUTURA BERLINA DESPORTIVA COMPACTA SE IRÁ CHAMAR XE E IRÁ ESTREAR A AVANÇADA PLATAFORMA MONOBLOCO EM ALUMÍNIO E A NOVA FAMÍLIA DE MOTORES `INGENIUM´

 

jaguar land_rover_rgb_logoJAGUAR XE_engine_image_040314_05JAGUAR XE_image_040314_01JAGUAR XE_monocoque_biw_image_040314_02Jagua XE_EMC_002

  • Jaguar confirma o nome XE para a sua nova berlina desportiva compacta.
  • O Jaguar XE será o primeiro modelo da Jaguar construído sobre a plataforma Da7 apresentada durante o passado Salão Automóvel de Frankfurt no protótipo C-X17.
  • Será a primeira berlina do seu segmento a integrar um chassis monobloco produzido integralmente em alumínio, o que o tornará no modelo mais avançado, eficiente e requintado do segmento.
  • O Jaguar XE será o primeiro a incorporar a nova família de motores diesel e gasolina de quatro cilindros e dois litros de cilindrada de elevada performance e eficiência, denominada Ingenium.
  • Estes motores serão produzidos nas novas instalações do Engine Manufacturing Centre, em Wolverhampton.
  • 2 por quilómetro.

 

A Jaguar confirmou hoje a produção da sua nova berlina desportiva compacta denominada XE.

Ralph Speth, Chief Executive Officer Jaguar Land Rover, confirmou esta informação durante a jornada inaugural do Salão Internacional Automóvel de Genebra: “Há algumas semanas anunciámos que o nosso novo centro de produção de motores, Engine Manufacturing Centre, iria produzir uma nova família de motores de quatro cilindros, de construção leve, prestações elevadas e eficiência exemplar. O primeiro destes novos motores Ingenium irá impulsionar a nossa nova berlina desportiva compacta, que ser irá chamar XE e cuja produção será iniciada no final deste ano”.

O Jaguar XE será o primeiro modelo de produção construído sobre a avançada plataforma em alumínio Da7 revelada com o protótipo C-X17 no Salão Automóvel de Frankfurt 2013. As primeiras unidades deste novo Jaguar irão chegar em 2015 e será o primeiro modelo do seu segmento a incorporar um chassis monobloco produzido integralmente em alumínio.
A utilização extensiva deste material proporciona uma combinação de peso reduzido e rigidez que se reflete diretamente no comportamento, performance e eficiência do futuro XE. Os novos motores Ingenium e o avançado chassis em alumínio são o complemento perfeito.

A nova família de motores Ingenium irá disponibilizar uma gama completa de potências, indo ao encontro de todos os requisitos, combinando performance elevada com as mais recentes inovações em termos de eficiência sem sacrificar o prazer de condução.

A família de motores Ingenium disponibiliza uma flexibilidade inédita na Jaguar Land Rover.
O seu design avançado irá permitir a sua utilização tanto em posição longitudinal como transversal e permitirá direcionar a potência tanto para o eixo traseiro como para as quatro rodas. A combinação de performance e eficiência permitirá aos motores Ingenium disponibilizar prestações de até 300 km/h e emissões inferiores a 100 gramas de CO2 por quilómetro.

Kevin Stride, Vehicle Line Director, declarou: "O desenvolvimento do XE centrou-se em proporcionar aos nossos clientes a berlina mais avançada, eficiente e requintada do seu segmento. Estamos muito orgulhosos com os nossos progressos até agora e esperamos poder demonstrar em breve o que conseguimos”.

Ian Callum, Director of Design, comentou: “O novo XE tem todos os atributos que distinguem um Jaguar da última geração, mais compacto em termos de dimensões mas mantém o design de grande impacto. Os nossos clientes têm grandes expectativas para este modelo. Não podemos esquecer que estamos a desenhar um Jaguar e que deve ser tão atraente como apaixonante de conduzir, tão brilhante num circuito como prático no dia-a-dia. Isto foi exatamente o que conseguimos com o novo Jaguar XE.”

O nome escolhido para o novo XE continua a progressão lógica da denominação das berlinas XF e XJ da Jaguar. As especificações técnicas completas e os detalhes da gama serão comunicados brevemente. A chegada do XE ao mercado está prevista para meados de 2015. 

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt