In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


4 HORAS DE BRAGA - GALERIA DE IMAGENS

4 HORAS DE BRAGA

 

GALERIA DE IMAGENSFOX 2417_CopyFOX 2418_CopyFOX 2420_CopyFOX 2421_CopyFOX 2422_CopyFOX 2423_CopyFOX 2424_CopyFOX 2425_CopyFOX 2426_CopyFOX 2428_CopyFOX 2429_CopyFOX 2430_CopyFOX 2431_CopyFOX 2432_CopyFOX 2433_CopyFOX 2434_CopyFOX 2435_CopyFOX 2437_CopyFOX 2439_CopyFOX 2440_CopyFOX 2441_CopyFOX 2442_CopyFOX 2443_CopyFOX 2444_CopyFOX 2445_CopyFOX 2446_CopyFOX 2447_CopyFOX 2449_CopyFOX 2451_CopyFOX 2452_CopyFOX 2453_CopyFOX 2454_CopyFOX 2455_CopyFOX 2456_CopyFOX 2458_CopyFOX 2460_CopyFOX 2461_Copy

 

Primeiras imagens das 4 Horas de Braga e mais imagens do Troféu Feup.

 

Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline,.com

 

DIOGO SOUSA CONQUISTA 3º LUGAR NO CAMPEONATO

 

250 KM DO ESTORIL

 

SINGLE SEATER SERIES

 

DIOGO SOUSA CONQUISTA 3º LUGAR NO CAMPEONATO

 

No passado fim de semana realizou-se a última e derradeira prova do Single Seater Series. Esta teve lugar no Autódromo do Estoril e contou com a participação de mais 20 pilotos em pista.

 

 

 As más condições atmosféricas que se fizeram sentir no dia de sábado dificultaram o trabalho do jovem piloto da Comval Racing ao tentar encontrar o setup correto para o seu monolugar.

 

Diogo Sousa começou por nos dizer: "Devido às condições da pista com piso muito molhado, a afinação do carro é mais complicada. No entanto, com a ajuda da minha equipa, acabámos por conseguir encontrar um bom setup para estas condições. Na primeira corrida, no sábado, tive que me manter sempre concentrado para não cometer erros, pois sabia que seriam difíceis de recuperar. Consegui rodar no 4º lugar mas tive uma saída de pista após falhar um ponto de travagem, caindo para 6º lugar. Mais tarde, surgiram bandeiras vermelhas devidas a um despiste. Neste momento, já tinha conseguido recuperar o 4º lugar. No entanto, quando ocorrem estas situações, só é válida a última volta antes da interrupção da corrida, o que me impediu de alcançar um bom resultado, terminando em 6º lugar. No domingo, com a pista seca, o objetivo seria recuperar posições e lutar pelos lugares do pódio. Concretizei o mesmo, chegando a estar em luta com os três primeiros. Todavia, acabei a corrida em quinto lugar, subindo a quarto devido a uma penalização de um adversário. Não foram os resultados que pretendia ter (comparando os resultados com os das últimas provas), mas a equipa fez um trabalho irrepreensível ao longo do ano, agradeço-lhes muito, bem como aos meus patrocinadores - os pilares de toda esta jornada - por me apoiarem nesta excelente época, a qual terminei em 3º lugar no campeonato, apesar de possuir o carro mais antigo do pelotão, na respetiva classe. Por fim, e como não poderia faltar, um enorme agradecimento aos meus pais, namorada e amigos - os meus maiores motivadores. Sem eles nada disto seria possível“ disse-nos.

 FOX 0683_CopyFOX 0724_CopyFOX 0743_Copy

 

MAIS IMAGENS DO SALÃO DE AVEIRO

MAIS IMAGENS DO SALÃO DE AVEIRO

 

Fotos de JoFOX 2381_CopyFOX 2382_CopyFOX 2383_CopyFOX 2384_CopyFOX 2385_CopyFOX 2386_CopyFOX 2387_CopyFOX 2388_CopyFOX 2389_CopyFOX 2390_CopyFOX 2391_CopyFOX 2392_CopyFOX 2393_CopyFOX 2395_CopyFOX 2396_CopyFOX 2397_CopyFOX 2399_CopyFOX 2400_CopyFOX 2401_CopyFOX 2402_CopyFOX 2403_CopyFOX 2405_CopyFOX 2406_CopyFOX 2407_CopyFOX 2408_CopyFOX 2409_CopyFOX 2410_CopyFOX 2411_CopyFOX 2412_CopyFOX 2413_CopyFOX 2414_CopyFOX 2415_Copyão Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

EURASIA

Eurasia secure double Fuji podium in Asian Le Mans Series


Hot off a double victory last time out Zhuhai, Eurasia Motorsport had to be content with a double podium finish today (4 December 2016) in the second round of the 2016/2017 Asian Le Mans Series at Fuji.
In a tense four-hour endurance event, Gustavo Menezes guided the #35 Jackie Chan DC Racing Oreca 03R Nissan to the chequered flag in second position having managed a race-long misfire that cost the team three-seconds a lap and forced fuel stop with just eight minutes remaining.
 
Menezes took the final stint of the race after teammates Ho-Pin Tung started from second place on the grid, leading early on and handing over to Thomas Laurent who battled hard against eventual race winner Race Performance.
 
“It was a decent result all things considered,” stated Team Principal Mark Goddard. “We really had to manage the misfire closely from lap 20 (of 137). We were losing time, but perhaps more importantly, we were using more fuel than we would have liked and that meant we had to pit right at the end. Thankfully we had a big enough gap to the third-placed car and Gustavo was able to bring the car home in second position.”
 
Eurasia also secured third place in the LMP3 category with Hiroki Yoshida, James Winslow and David Cheng taking advantage of a rivals’ tyre issue to secure the final podium position in the #1 Jackie Chan DC Racing Ligier. However, as the team celebrated the double podium, things did not go so well for Aidan Read, Scott Andrews and Williams Lok in the #99 WinEurasia Ligier as a fuel pickup issue compromised the race from the outset.
 
Having qualified in fifth position, Read took to the start but almost immediately reported a problem back to the pits. The team lost time before pitting for extensive repairs before finally calling it a day after 59 laps.
 
“It was a shame that we never really got the #99 car up to speed,” said Goddard. “The fuel issue meant we were off the pace and despite the best efforts of the WinEurasia team, we had to retire the car. It was a shame for Aidan, Scott and William, but these things happen in racing and we’ll aim to bounce back next time out in Thailand.”
 
The Asian Le Mans Series reconvenes 6-8 January 2017 at Buriram, Thailand.
alt

 

MOTOS NO BRASIL

 

Diego Faustino é o campeão da temporada 2016 do SuperBike

Confira as duas corridas deste domingo em Interlagos - SP

alt

A 9ª etapa do SuperBike Brasil aconteceu hoje, dia 04 de dezembro, no Autódromo de Interlagos - São Paulo (SP). Confira abaixo os resultados das duas rodadas da categoria principal do campeonato.

Corrida 2 -  Fora da disputa do campeonato, Alex Barros vence 2ª bateria da SuperBike

Alex Barros (#4), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing, foi o vencedor da segunda bateria da etapa final da SuperBike, prova realizada na tarde deste domingo (4) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP). O piloto – o maior representante da motovelocidade brasileira – fez uma excelente prova. Barros largou da terceira posição e já na primeira curva assumiu a vice-liderança da corrida, ficando somente atrás de Diego Faustino (#68), da equipe Honda.

E já a segunda volta da prova marcou o desfecho do campeonato. Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team, que vinha na disputa do título, teve problemas mecânicos com sua moto e abandonou a corrida. Com isso, Diego Faustino garantiu o tricampeonato da SuperBike antes mesma da prova acabar.

Retornando a disputa na pista, Alex Barros assumiu a dianteira na segunda volta e iniciou um belíssimo pega com Faustino pela liderança. Com ritmos muito próximos, os dois pilotos dividiram a primeira posição na maior parte da corrida. Enquanto Barros levava uma pequena vantagem nos trechos de reta, o virtual campeão se saia melhor nas curvas, e com isso a disputa seguia indefinida.

Porém, na segunda metade da prova, Alex Barros manteve o alto desempenho e viu o adversário afrouxar o punho. Com isso, o piloto da equipe BMW abriu vantagem e seguiu na ponta até receber a bandeirada em primeiro. O atual campeão, Diego Faustino, encerrou a prova na vice-liderança e faturou o segundo título consecutivo e o tricampeonato Brasileiro.

A terceira posição foi para Diego Pierluigi (#84), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing. O piloto argentino não conseguiu acompanhar o ritmo dos ponteiros e fez uma corrida bastante solitária. Já o quarto lugar ficou com Wesley Gutierrez (#134), da equipe Kawasaki Racing Team. O piloto paranaense conquistou a posição somente na volta final, quando conseguiu ultrapassar José Luiz "Cachorrão" (#51), da equipe Honda. Com isso, Cachorrão acabou recebendo a bandeirada em quinto.

Pela SuperBike Pro Amador, o vencedor da segunda bateria foi Jeferson Marchesin Friche (#6), da equipe HG Motos Racing. Com o resultado, o piloto obteve o título Brasileiro da categoria. Já a vice-liderança da prova ficou com o piloto Roque dos Santos (#21), da Playstation / PRT. Na sequência, Rui Luiz Alves (#78), da Pro Racing Team, obteve o terceiro lugar, logo à frente de Fábio Nallin (#47), da Misano Racing Team, em quarto, e de Daniel Toloni (#3), da Misano Racing Team, na quinta posição.

Pela Pro Estreante, Davi Lara Costa (#12), da equipe JC Racing Team, garantiu a vitória na segunda bateria. Já vice-liderança foi para Luciano Pokemon (#77), da equipe Pkm Racing, que com o resultado conquistou o título da categoria.

Na SuperBike Pro Master, a primeira colocação ficou com Elson Tenebra Otero (#2), da equipe Suzuki/Econs/Concard/CNM. O piloto venceu o embate particular com Jirios Semaan Abboud (#100), da equipe BH Racing, que ficou logo atrás, em segundo. Porém, com o resultado, Jirios garantiu o título da categoria.

Corrida 1 -  Diego Faustino vence 1ª bateria da final e assume liderança da SuperBike

Em uma prova eletrizante do início ao fim, Diego Faustino (#68), da equipe Honda, levou a melhor e venceu a primeira bateria da grande final da SuperBike, corrida realizada neste domingo (4) no Autódromo de Interlagos em São Paulo (SP). Com o resultado, Faustino assume a liderança na tabela classificatória e fica mais perto do tricampeonato na categoria.

Diego Faustino largou na segunda marca e desde o início da prova travou um embate intenso com Alex Barros (#4), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing, e com Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team, seu adversário direto pelo título. Com um ritmo muito intenso, os três pilotos rapidamente se distanciaram dos demais. Faustino acabou sendo ultrapassado por Barros e neste momento passou a perseguir os dois ponteiros. Na quarta volta, o atual campeão da SuperBike já havia conseguido assumir a dianteira após acelerar forte e ultrapassar os dois líderes. Porém, por muito pouco não acabou pagando caro. O piloto de Londrina (PR) perdeu de leve a traseira da sua moto e quase tomou um high side.

Este cenário de intensas disputas se repetiu ao longo de toda a corrida. Na segunda metade da prova, Alex Barros conseguiu fazer a ultrapassagem assumir, temporariamente, a primeira posição. Porém, Faustino deu o troco e retomou a liderança. Na volta final, os três pilotos mantiverem ao alto nível de pilotagem. Faustino recebeu a bandeirada em primeiro, menos de dois décimos à frente de Alex Barros. Já a terceira posição ficou com Danilo Lewis, que com este resultado, pela primeira vez na temporada, deixou a liderança do campeonato - está em segundo, quatro pontos atrás de Faustino.

A quarta posição na prova foi para Diego Pierluigi (#84), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing. O piloto não conseguiu acompanhar o ritmo dos ponteiros e nas voltas finais quase foi surpreendido por Maico Teixeira (#36), da Honda, que diminuiu a vantagem do argentino para apenas quatro décimos e recebeu a bandeirada na quinta posição.

Pela categoria Pro Amador, o vencedor foi Alex Borges (#44), da equipe Pitico Race Team. O piloto teve um bom desempenho na bateria o foi nono mais rápido no geral. Já a vice-liderança ficou com o piloto Jeferson Marchesin Friche (#6), da equipe HG Motos Racing. Na sequência, Fábio Nallin (#47), da Misano Racing Team, obteve o terceiro lugar, logo à frente de Rui Luiz Alves (#78), da Pro Racing Team, em quarto, e de Arivaldo Lopes Neto (#21), da Pitico Race Team, na quinta posição.

Pela categoria Pro Estreante, Luciano Pokemon (#77), da equipe Pkm Racing, garantiu a vitória na primeira bateria. A vice-liderança ficou com Juracy Rodrigues "Black" (#560), da equipe Black Day Racing Team, logo à frente de Davi Lara Costa (#12), da JC Racing Team, em terceiro.

Já na SuperBike Pro Master, a primeira colocação ficou com Jirios Semaan Abboud (#100), da equipe BH Racing. O piloto venceu o embate particular com Elson Tenebra Otero (#2), da Suzuki/Econs/Concard/CNM, ficou logo atrás, em segundo.

O SuperBike Brasil tem Patrocínio Silver Honda, Mobil, Pirelli e Yamaha. Patrocínio Bronze Premium de Kawasaki, Ducati e MotoSchool. Patrocínio Bronze de Shark, Diafrag, Alpinestars e Tutto Moto.

 


 


Diego Faustino é o campeão da temporada 2016 do SuperBike
Divulgação VGCOM / SBK BRASIL
baixar em alta resolução

 

 

GALERIA DE IMAGENS - SALAO AUTOMOVEL DE AVEIRO

GALERIA DE IMAGENS

 

11ª EDIÇÃO SALÃO AUTOMÓVEL E MOTOCICLO DE AVEIRO

 

Grupo de imagens da 11ª edição do Salão Automóvel e do Motociclo de Aveiro que fechou as suas portas ontem à noite.O testemunho aqui está, com destaque para a presença na feira de dois dos Porche de António NoFOX 2321_CopyFOX 2322_CopyFOX 2323_CopyFOX 2326_CopyFOX 2327_CopyFOX 2328_CopyFOX 2329_CopyFOX 2331_CopyFOX 2332_CopyFOX 2333_CopyFOX 2334_CopyFOX 2335_CopyFOX 2336_CopyFOX 2337_CopyFOX 2338_CopyFOX 2340_CopyFOX 2342_CopyFOX 2345_CopyFOX 2346_CopyFOX 2347_CopyFOX 2348_CopyFOX 2349_CopyFOX 2350_CopyFOX 2351_CopyFOX 2352_CopyFOX 2355_CopyFOX 2356_CopyFOX 2357_CopyFOX 2358_CopyFOX 2359_CopyFOX 2360_CopyFOX 2361_CopyFOX 2362_CopyFOX 2363_CopyFOX 2364_CopyFOX 2365_CopyFOX 2366_CopyFOX 2367_CopyFOX 2368_CopyFOX 2369_CopyFOX 2370_CopyFOX 2371_CopyFOX 2373_CopyFOX 2374_CopyFOX 2375_CopyFOX 2376_CopyFOX 2377_CopyFOX 2378_CopyFOX 2379_CopyFOX 2380_Copygueira, assim como os Porsche preparados pela Garagem Aurora.Para além disso, de referir a presença também em força da ewquipa da Motofil entre outras.

 

texto e fotos de JOão Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

NUNO SANTOS REGRESSA A BRAGA

Teste de R300 valeu segundo à geral e vitória na classe

Nuno Santos experimentou carro de 2017 nas 4H de Braga

Nuno Santos participou nas 4 Horas de Braga, realizadas neste domingo, ao volante do Super 7 by Kia R300 para preparar a nova temporada e, em conjunto com Luís Calheiros Ferreira e os irmãos Eduardo e Ricardo Leitão, conquistou o segundo posto absoluto e venceu na classe.

alt
Depois de uma experiência no Autódromo Internacional do Algarve, no final de Outubro, que apenas serviu para aumentar a curiosidade, Nuno Santos teve o primeiro teste real ao Super 7 by Kia R300, carro que vai utilizar no troféu do próximo ano, durante as 4 Horas de Braga. Numa equipa constituída por quatro pilotos, teve a oportunidade de fazer o máximo número de voltas e conhecer melhor o carro que o deixou extremamente entusiasmado.
 
“É uma grande diferença. Dá um gozo tremendo de pilotar. É mais potente, a caixa sequencial é muito mais rápida e os pneus mais largos atrás, em conjunto com uma suspensão mais evoluída, tornam-no bastante mais rápido em curva. Não tenho dúvidas que vai ser fantástico”, explicou Nuno Santos que deixou a pista bracarense com um sorriso rasgado.
 
Relativamente à corrida, e depois das sessões de treinos terem servido, essencialmente, para o piloto se adaptar ao R300, Nuno Santos teve a responsabilidade de fazer o arranque. “Parti muito bem e passei logo para segundo. Procurei ser regular e entregar o carro aos meus companheiros de equipa numa boa posição. Apesar de estar sol, como choveu durante a noite, nunca apanhei a pista totalmente seca e foi impossível de ir ao limite, mas a experiência foi extremamente positiva e o resultado muito bom. Só ficámos atrás de um sport-protótipo que é consideravelmente mais rápido que o nosso. Adorámos o conceito das provas de resistência e equacionamos repetir”, afirmou o piloto.
 
Cumprida esta prova, Nuno Santos pendura o equipamento de competição em 2016. O objectivo passa, agora, por preparar a nova temporada. A participação no Super 7 by Kia está garantida, mas existem algumas hipóteses em cima da mesa que estão a ser equacionadas.
 

CAMPEÕES FEUP

Foto de Diogo Gonçalves Race Page.
SOMOS CAMPEÕES!!!!

Decorreu hoje a última corrida do Campeonato Nacional dos FEUP em Braga e à entrada da derradeira jornada, o campeonato ainda se encontrava por decidir e conseguimos resolver isso logo na primeira corrida com um 2º lugar que me dava logo matematicamente o título! Na segunda manga, já foi para o divertimento, a corrida foi ganha pelo grande Afonso Cidrais e eu fiquei na 2ª posição.
Apesar de oficialmente só eu ser campeão, existe um monte de pessoas que também o são, a começar pelos meus pais por me permitirem continuar a fazer o que mais gosto e por todos os sacrifícios feitos, ao meu irmão pela ajuda que presta tanto nos circuitos como fora deles, à minha namorada pelo apoio incondicional, e a todos os meus amigos!
Seria injusto não referir o meu companheiro de equipa em quase todo o campeonato que fez um trabalho soberbo, e a toda a equipa Jalcar pela entre ajuda, pelo maravilhoso convívio que é proporcionado por esta união, a todos o meu muito obrigado e todos somos campeões!!!!

 

GALA FIA - E ANTÓNIO FELIX DA COSTA NÃO FALTOU

 

GALA FIA

 

E ANTÓNIO FELIZ DA COSTA NÃO FALTOU

 

 

 

 

GALA DA FIA

 

GALA DA FIA

 

TIAGO MONTEIRO E NIKO ROSBERG JUNTOS

 

 

 

  1. .

 

WEC 2017

 

WEC 2017

 

EQUIPA DA PORSCHE.....

 

  1. O segrdo mal escondido. Neel Jani junta-se a Andre Lotterer e Nick Tandy no Porsche #1 no WEC 2017. No #2, Timo Bernhard e Brendon Hartley recebem a companhia de Earl Bamber.

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

Na noite em que cheguei a Chicago fui jantar a um “Portillos” que havia perto do Hotel. São restaurantes italianos baratos que penso só existirem aqui mas com enorme sucesso. Utilizam o sistema Americano de se fazer o pedido ao balcão e pagar para depois chamarem pelo numero da encomenda e entregarem o jantar num tabuleiro que levamos para a mesa. As bebidas são compradas diretamente no bar. Este Portillos, tal como os outros, tem enorme sucesso e está sempre com muito movimento. Pedi uma “Peasant’s pasta” que estava optima.

No dia seguinte dei uma volta pela cidade e fui visitar o sensacional Art Institute of Chicago, que rivaliza com os bons museus de arte europeus.
No terceiro andar, reservado à arte moderna, uma completa coleção que inclui quadros de Miro, Chagall, Picasso, Dali, Braque, Matisse e ... um do nosso Amadeu Souza Cardoso. No andar de baixo, da arte Contemporânea, o destaque vai para Andy Warhol mas expõe obras de muitos outros autores famosos, algumas, como de costume, a fazerem-nos duvidar da qualidade do artista quando o leva a produzir, por exemplo, um quadro totalmente branco com uma moldura amarela seguida de outra castanha. Ou, simplesmente, um monte de rebuçados, embrulhados no seu papel, a um canto da sala. Apetece tirar um e comer mas provavelmente iria preso por danificar uma obra de arte. Modernices que me recuso a entender.
Acabei por estar só um dia em Chicago, que me soube a pouco, mas o tempo iria piorar e tive medo que começasse a nevar o que me poderia prender por ali.
Arranquei na tarde em que visitei o museu e andei pouco mais de cem quilómetros.
No dia seguinte estava a chover forte e não ameaçava parar. Ainda pensei em ficar pelo Motel mas não tive paciência. Passei o dia debaixo de chuva e com 5 a 6º de temperatura. Pelas cinco da tarde encontrei um Motel em Fort Wayne, Indiana, perto de Decatur, onde queria visitar a fábrica da Monaco, as melhores motorhomes americanas. Não me lembrei que era dia de “Thanksgiving” que é esta desculpa americana para reunirem a família um mês antes do Natal. Estavam fechados até à segunda feira seguinte. Continuei em direção a Washington e qual não foi o meu espanto quando, sem prever, estava a passar à porta da fábrica americana da Honda, onde fazem o novo NSX. Também estava obviamente fechada mas o segurança deixou-me entrar, para tirar umas fotografias no Hall onde estava não só um dos novos NSX, como outro despido de carroçaria e um dos antigos, idêntico ao que Senna costumava usar em Portugal.
Esta zona de Illinois é onde estão sediadas muitas das industrias americanas, como a General Motors e constatei que foram buscar alguns dos nomes das suas marcas a cidades locais como Pontiac, Plymouth, etc.
Segui depois em direção a Washington DC. Esta zona dos Estados Unidos tem vegetação e campos cultivados com pequenas vilas típicas pelo meio, onde as casas são quase todas em madeira pintada com um pouco de terreno relvado à volta. Exatamente como vemos nos filmes.
Os dias continuam frios mas pelo menos não chove. Numa mercearia de bomba de gasolina comprei umas luvas em tecido grosso por dois dólares que passei a colocar por cima das que tinha e me protegem bem do frio.
Washington D.C., a capital, não pertence a nenhum dos estados americanos. É uma cidade encaixada entre Maryland e Virginia com um estatuto próprio e onde está a Casa Branca, o Capitol, onde se reúne o Congresso, o Pentágono, etc. É também aqui a sede da Smithsonian, uma espécie de Gulbenkian americana, proprietária dos principais museus da cidade, dos melhores dos Estados Unidos.
 

NIKO ROSBERG EXPLICA

 

Nico Rosberg, o Campeão do Mundo de Fórmula 1 em 2016, anunciou hoje o abandono da competição com efeito imediato;

  • Desde Alain Prost, em 1993, é o primeiro piloto a terminar a sua carreira logo após vencer o título de Campeão do Mundo;
  • Nico Rosberg: “Vencer o título de Campeão do Mundo com os Silver Arrows foi a minha conquista de que mais me orgulho”;
  • Toto Wolff: “Uma decisão corajosa que prova a força de carácter do Nico.”

 

Num discurso carregado de emoção antes da cerimónia de 2016 dos FIA Prize Giving, em Viena de Áustria, Nico revelou as razões que levaram à sua decisão que foi tomada a seguir à sua conquista no passado domingo em Abu Dhabi.

 

Nico Rosberg decide terminar a sua carreira
• Nico Rosberg, o Campeão do Mundo de Fórmula 1 em 2016, anunciou hoje o abandono da competição com efeito imediato; • Desde Alain Prost, em 1993, é o primeiro piloto a terminar a sua carreira logo após vencer o título de Campeão do Mundo; • Nico Rosberg: “Vencer o título de Campeão do Mundo com os Silver Arrows foi a minha conquista de que mais me orgulho”; • Toto Wolff: “Uma decisão corajosa que prova a força de carácter do Nico.”
 
Num discurso carregado de emoção antes da cerimónia de 2016 dos FIA Prize Giving, em Viena de Áustria, Nico revelou as razões que levaram à sua decisão que foi tomada a seguir à sua conquista no passado domingo em Abu Dhabi.
Nico completou um total de 206 Grandes Prémios e venceu 23, o que lhe permite ocupar o 12º lugar na lista dos vencedores em toda a história da competição, a par de Nelson Piquet. Conquistou 30 pole positions (8º melhor de sempre) e 20 voltas mais rápidas.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
No passado domingo em Abu Dhabi tornou-se o primeiro piloto Alemão a vencer um Campeonato do Mundo de Fórmula 1 ao volante de um Mercedes-Benz Silver Arrow.
Nico Rosberg: 
“Ao longo dos meus 25 anos de carreira no desporto automóvel, o meu grande sonho foi sempre a conquista do título de Campeão do Mundo de Fórmula 1. Através do trabalho árduo, com sofrimento e sacrifícios, este era o meu objetivo. Agora consegui alcançá-lo. Trepei a minha montanha, cheguei ao topo e sinto-me realizado. Neste momento, o meu maior sentimento é de profundo agradecimento a todos os que me apoiaram nesta conquista.
“Permitam-me que vos diga, esta temporada foi extremamente difícil. Pressionei até aos limites em todas as situações após as desilusões dos últimos dois anos; eles estimularam a minha motivação para níveis que nunca tinha sentido. Obviamente que isso também teve impacto nas pessoas que eu amo – foi um sacrifício de toda a família para colocar tudo atrás do nosso objetivo. Não tenho palavras para expressar o meu agradecimento à minha esposa Vivian; ela foi incrível. Ela compreendeu que este era o grande ano e a nossa oportunidade para vencer e deu-me espaço para recuperar entre todas as provas, cuidando todas as noites da nossa filha, aceitar a situação quando as coisas ficaram complicadas e colocar o nosso campeonato em primeiro lugar. 
“Quando venci a prova de Suzuka, a partir do momento em que o destino do título estava nas minhas mãos, começou a surgir uma enorme pressão e pensei em terminar a minha carreira desportiva caso
 
 
 
 
 
 
 
17 Copy18 Copy
 
 
 
 
 
vencesse o Campeonato do Mundo. No domingo de manhã em Abu Dhabi eu sabia que poderia ser a minha última corrida e esse sentimento deu-me lucidez antes da partida. Sabendo que poderia ser a última vez, quis desfrutar de todos os momentos da experiência… e então as luzes desligaram e a seguir fiz as 55 voltas mais intensas da minha vida. Tomei a minha decisão na segunda-feira à noite. Após refletir durante um dia, as primeiras pessoas a quem transmiti a minha decisão foi a Vivian e o Georg (Nolte, da equipa do Nico), seguidas do Toto.
“A única coisa que dificulta a minha decisão é o facto de colocar os elementos da minha equipa numa situação difícil. Mas o Toto compreendeu. Ele sabia que eu estava totalmente convencido da minha decisão e isso tranquilizou-me. O meu maior orgulho na minha carreira no desporto automóvel será sempre a conquista do campeonato do mundo com esta incrível equipa, os Silver Arrows.
“Agora estou apenas a desfrutar do momento. Vou saborear as próximas semanas, refletir sobre a temporada e desfrutar de todas as experiências futuras. Só depois irei pensar o que a vida me reserva e qual o meu próximo passo…” 

 

HUGO ARAUJO CAMPEÃO

Hugo Araújo vence Super Seven by KIA 2016
Com todas as decisões adiadas para a última prova do campeonato, o Super Seven by KIA2016 chegou à sua fase final com mais de 60 sevens em pista no Estoril Racing Festival.
 
No dia de Sábado o mau tempo abateu-se sobre o traçado do Estoril na hora em que iniciava o treino cronometrado. 
 
“O Nuno entrou com afinação de seco mas iremos ter que mudar o Setup pois está a chover torrencialmente” – comentava o piloto logo no início do treino cronometrado.
 
Depois do Setup alterado foi a vez do piloto minhoto assumir os comandos do #99. Até bem perto do final ainda discutiu a pole position mas na última tentativa a formação do #99 acabou por ver abortada a sua melhor volta devido a bandeiras amarelas acabando por ficar com o 3º melhor crono.
 
“Obviamente que nos interessava o ponto pela Pole Position mas infelizmente não conseguimos. Nada está perdido, o 3º posto mantém-nos no grupo da frente na partida para a corrida1 de amanhã. Nestas condições era fundamental não perder o grupo da frente mas também levar o carro incólume para as provas de amanhã.” 
 
– frisou o piloto apoiado pelo Grupo COPEFI, Seegno, GVB, OPT, TRAMA, RVP, Playdriver, GTCompetizione – Autódromo Virtual de Braga, The Racing Mind Coach e PepeRacingDesign.
 
Na 1ª corrida de Domingo o sol começava a brilhar mas a pista ainda não estava 100% seca. Nuno Santos assumiu a partida e levou o Caterham #99 para o reabastecimento e troca de pilotos em 3º lugar. Um atraso no processo de reabastecimento levou a equipa a perder 7 posições, tendo caído para o 10º lugar. 
 
No entanto Hugo Araújo com um andamento fortíssimo consegue recuperar 5 posições até final e cumprir a volta mais rápida, cortando a meta em 5º lugar. Estava lançado o mote para a corrida2 uma vez que a vitória na corrida2 ainda entregaria o título a Hugo Araújo.
 
“Ainda temos a 2ª corrida. Mostramos que temos bom ritmo, realizamos a melhor volta da corrida e senão fosse o atraso no reabastecimento estaríamos certamente a lutar pela vitória. Vamos analisar o que não correu bem e atacar forte para vencer a corrida e o campeonato!” 
 
Largando da posição 22 à geral e 5º entre os portugueses, Hugo Araújo que desta vez assumiu a partida realizou um excelente arranque chegando à curva 2 já em 2º lugar dos portugueses, indo em busca do 1º, Ricardo Leitão.
 
 
 
 
 
 
À segunda volta Hugo Araújo já liderava entre os portugueses e seguia a abrir vantagem rodando consistentemente no segundo 58. Na volta 6, consegue realizar o melhor crono da corrida, com a marca de 1:58.185 que passou a ser também a melhor marca de um Super Seven by KIA ao circuito do Estoril!
 
O piloto conseguiu abrir um fosso de 16 segundos para o seu mais direto adversário e desta vez tudo correu sem problemas no reabastecimento e troca de pilotos, com Nuno Santos a assumir os comandos do #99 na primeira posição sensivelmente a 20 minutos do final da prova.
 
Com uma toada forte e consistente Nuno Santos geriu a margem até final, levando a equipa do Seven #99 a cortar a meta em primeiro lugar, vencendo a corrida e com Hugo Araújo a sagrar-se o Vencedor do Super Seven by KIA 2016!
 
“Estou muito contente com este desfecho. Fomos a única equipa que não realizou os treinos privados durante o fim-de-semana e isso trouxe-nos algumas dificuldades no início, mas nada que nos demovesse do nosso objetivo. Sabíamos que estávamos apenas dependentes de nós próprios para agarrar este troféu, os nossos índices de confiança estiveram no máximo e conseguimos esta importante vitória” salientou satisfeito o piloto minhoto.
 
“Como já tive oportunidade de o dizer, foi um ano fantástico! Nunca tinha vencido no Estoril e poder juntar a vitória no troféu é a cereja no topo do bolo. Se juntarmos as corridas internacionais, ganhamos 4 em 6, 3 poles e 4 voltas mais rápidas. Fomos também a equipa com mais pontos, se somarmos os pontos individuais de cada dupla de pilotos. Julgo que é caso para dizer, tarefa cumprida” 
 
Argumentos que o vencedor do Troféu Super Seven by KIA 2016 fez questão de realçar para depois dedicar “esta vitória aos meus patrocinadores, fans, família e amigos bem como ao meu team mate Nuno Santos sem nunca esquecer a grande equipa técnica da CRM encabeçada pelo Rui Almeida”.
 
A formação do #99 prepara já a próxima época 2017 tendo em vista a participação na nova classe R300 no Super Seven by KIA.
 
 16 Copy

 

FRANCO SPORT ENCERROU TEMPORADA

 

3 Horas TT Vila de Fronteira

25 e 26 de novembro

 

 

Franco Sport encerrou temporada em Fronteira

Tânia Diogo a melhor nos CanAm

 

 

A encerrar a temporada de 2016, a Franco Sport esteve presente na grande festa de final de ano das competições nacionais de todo-o-terreno com dois veículos a competirem nas 3 Horas TT Vila de Fronteira. Esta competição destinada exclusivamente a UTV/Buggy estava como habitualmente inserida no programa das famosas 24 Horas que mais uma vez trouxeram até à vila alentejana muitos milhares de visitantes.

 

A formação da Franco Sport era a mesma que no mês anterior tinha estado na 30ª edição da Baja Portalegre 500, com Mário Franco a pilotar o Yamaha YXZ 1000R SS SE, enquanto Tânia Diogo fazia a sua segunda corrida aos comandos do CanAm Maverick Turbo acompanhada de Tiago Vieira.

 

Nos treinos cronometrados que se realizaram na sexta-feira, Mário Franco ficou a 6s de um lugar no Top 10, enquanto Tânia Diogo, na sua estreia em provas de circuito, obtinha o 22º tempo entre quase três dezenas de participantes.

 

No dia seguinte, a dupla alenquerense viu a partida ser dada pelas 8 horas da manhã para esta prova de resistência com três horas de duração. Mário Franco foi forçado a abandonar quando rodava entre os primeiros classificados. Com muita regularidade Tânia Diogo foi progredindo na classificação e terminou a corrida num excelente 11º lugar, 3ª posição entre as 5 senhoras participantes e melhor concorrente aos comandos de um CanAm.

.14 Copy15 Copy

 

JANTAR DE NATAL FERODO QUEIMADO

 

Viva Camelaria!!!

Vamos la encerrar o ano em grande e premiar os nossos “campeões” no melhor jantar anual de tertúlia: A GALA DE NATAL (E DOS CAMPEÕES)!!!

Assim, e para dar a devida importância ao evento vamos jantar num dos locais mais emblemáticos de Santarém e do Ribatejo - Jardim das Portas do Sol - no Restaurante TEJÁ (Lounge El Galego).

Como este foi um ano cheio de provas e de emoções e com muito para contar, assim entre as histórias acumuladas ao longo de um ano de Campeonato Nacional de Ralis de Regularidade e a habitual participação da “nossa princesa” nas 24 TT de Fronteira, vamos consagrar os Tertúlianos que se destacaram (e que elevaram mais alto o nosso Barrete) durante este ano mas mais variadas disciplinas do desporto automóvel.

E, como é Natal, a nossa tertúlia não vai ser na primeira quinta feira mas sim na próxima quarta-feira  - dia 7 de Dezembro.

Para além da habitual confraternização e contagem de mentiras, vai ser ainda, mais uma ocasião para troca de ideias e projectos para 2017, pelo que ninguém pode faltar.

Até lá!!!... Tragam fome, sede e as respectivas cábulas para ninguém perder pitada dos acontecimentos deste ano.

Confirmações até Segunda-Feira,dia 05/12/15.

Aquele valent'abraço dos 

Camelos

 

GALA ETCC EM PARIS

 

Richard and Mackschin collect trophies following standout FIA ETCC seasons

The winners of the FIA European Touring Car Cup’s Super 2000 and Super 1600 categories were honoured at the ETCC Awards Ceremony, which took place beneath the Eiffel Tower on the banks of the River Seine in Paris this evening.

Kris Richard (Switzerland) and Niklas Mackschin (Germany) collected their trophies for winning the ETCC Super 2000 Cup and ETCC Super 1600 Cup respectively as the all-action ETCC season was celebrated in the French capital.

Other drivers recognised during the evening included Petr Fulín (Czech Republic) and Norbert Nagy (Hungary), who finished second and third in ETCC S2000, plus Germans Andreas Rinke and Kevin Hilgenhövel, who placed second and third in ETCC S1600. There was also recognition for the German motorsport federation, the DMSB, following its victory in the ETCC Nations’ Cup.

François Ribeiro, Head of Eurosport Events, the ETCC promoter, joined FIA representatives Zoltán Balla and Rod Parkin in presenting the trophies to the various winners. 

Kris Richard (Switzerland, Honda Civic): S2000 position: First Points: 109 Wins: 5 Poles: 1 Fastest laps: 1
“I am very happy to be ETCC champion at my first attempt. Looking back, I have two races that really mattered to me. The first was in Le Castellet, this was not a good race but in the first race they put me into a spin and I did the fastest lap with a bad rear axle and that was one of my best races. And also winning at the Nürburgring, the best race track on the planet and that was also one of the best races of course. I hope I can continue with touring cars next year and I hope also with Honda but what comes next I don’t know.”

Niklas Mackschin (Germany, Ford Fiesta): S1600 position: First Points: 138 Wins: 8 Poles: 3 Fastest laps: 6
“To win this title again makes me happy and proud. Thanks to my team for a really good job all season and last season when I won the title for the first time. I hope to drive in Super 2000 next year, hopefully against Petr and Kris. I really hope and it looks good. It has been a good season for me with lots of wins and some interesting battles. I am already looking to the future.”

The 2017 FIA European Touring Car Cup season gets underway at Monza in Italy from 28-30 April. Visits to the Hungaroring, Nürburgring Nordschleife, Vila Real, Zolder and newcomer Most follow with the Czech venue hosting the action from 6-8 October.11 Copy12 Copy13 Copy

 

RECORDAR É VIVER

RECORDAR É VIVER

 

O nosso amigo e colaborador Armindo Cerqueira mandou-nos estas duas fotos retiradas com certeza do seu bau de recordações, deste vosso "escriba", nos tempos em que rera mais jovem...como o tempo passa.....

 

Estas fotos referem-se a um rali organizado pelo Targa Clube, presumo que isto seja em 1988 ou 1989, onde acompanhaei Fernando Pres, que nessa altura dava os "primeiros passos " nos ralis, com o seu Ford Sierra Cosworth procedente de provas de pista.Nessa altura o navegador de Fernando Prres era Jo20 Copy21 Copyão Baptista.

 

BRUNO OLIVEIRA EM FRONTEIRA

 

24 Horas TT Vila de Fronteira

25 a 27 de novembro

 

Bruno Oliveira vence em Fronteira

 

Equipa apoiada pelas Termas da Ferraria realizou uma prova fantástica

 

Bruno Oliveira, piloto apoiado pelas Termas da Ferraria alcançou, naquela que é a maior prova de resistência em todo-o-terreno realizada no continente europeu, as 24 horas TT Vila De Fronteira, um notável resultado, triunfando numa das várias classes da prova.

 

O quarteto composto por Bruno Oliveira, Pedro Silva, Alexandre Ferreira e Helder Marques venceu a Classe Promoção C onde estava inserida a Nissan Navara preparada e assistida pela Jesuíta Motorsport. Os quatro pilotos foram ainda os segundos melhores entre as equipas portuguesas numa prova onde estiveram 600 pilotos presentes, muitos dos quais oriundos de diversos países da Europa.

 

Bruno Oliveira realçou “a excelente preparação da Nissan. Foi único aquilo que nos aconteceu. Foram 24H sem percalços, sempre a rolar, a imprimir um bom ritmo. A equipa de assistência foi fantástica e os pilotos também fizeram um trabalho notável. Estamos de parabéns. A dada altura ainda equacionámos atacar a quinta posição, mas não queríamos correr riscos, por em causa o sexto lugar à geral e a vitória na nossa classe, pelo qe optámos por manter o ritmo e segurar a posição. Desportivamente estamos muitos satisfeitos. Por outro lado, a promoção que nesta prova tivemos oportunidade de fazer em torno das Termas da Ferraria, particularmente junto das muitas centenas de estrangeiros presentes resultou num fim-de-semana fantástico”.

Mais informações sobre a prova em www.24horastt.com7 Copy8 Copy9 Copy10 Copy

 

BRIDGESTONE AUMENTA PREÇOS

 

Bridgestone aumenta preços em toda a gama

 

A Bridgestone Europe anunciou, no dia 1 de dezembro, a intenção de subir os preços dos seus pneus para veículos Ligeiros, Comerciais, 4x4 e Motos, em cerca de 3%, e dos seus pneus para veículos Pesados, em cerca de 1%. Estes aumentos são um reflexo do crescente investimento nos colaboradores, tecnologia e novos produtos para todas as gamas e marcas do Grupo Bridgestone. Estes incluem o novo Bridgestone DriveGuard, o Turanza T001 Evo e o Dueler A/T001. Na Firestone, incluem-se o Roadhawk e o Vanhawk 2 e, na categoria Pesados, a apresentação da nova gama On/Off nas marcas Bridgestone e Firestone, assim como o lançamento da gama Bridgestone Nordic-Drive. 

 

BOSCH É NOTICIA

 

Bosch e Universidade do Aveiro na vanguarda do desenvolvimento de soluções para as casas inteligentes

  Bosch e Universidade de Aveiro assinam protocolo de I&D determinante para o ambiente e a dinâmica de inovação da região

  Serão desenvolvidas novas soluções inovadoras e eficientes, focadas no aquecimento e tratamento de água

  A partir de Aveiro a Bosch gere a unidade de negócios de soluções de água quente para todo o Grupo Bosch

  Cerca de 150 novos postos de trabalho altamente qualificados

  Investimento de cerca de 19 milhões de euros

O Primeiro-Ministro, António Costa, e o Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, estiveram esta sexta-feira, dia 02, na Bosch Termotecnologia, em Aveiro, para a cerimónia de assinatura do projeto Smart Green Home. Esta parceria entre a Bosch e a Universidade de Aveiro terá um investimento de 18,8 milhões de euros até 2019. Os membros do Governo inauguraram ainda o novo edifício de Investigação e Desenvolvimento (I&D), construído para receber mais pessoas para a equipa de I&D que dará suporte ao Smart Green Home. Cerca de 150 novos colaboradores altamente qualificados serão contratados para o projeto, que vai permitir o desenvolvimento de soluções inovadoras para ambiente doméstico, com uma perceção de conforto melhorada, associada a uma maior sustentabilidade e menor impacto ambiental.

Para o reitor da Universidade de Aveiro, Manuel Assunção, “estamos perante um projeto que vem confirmar a importância que a Universidade de Aveiro atribui à cooperação com o tecido empresarial, colocando o conhecimento nela gerado ao serviço das empresas e da economia do país. É uma iniciativa exemplar de cooperação universidade-empresa abrangente, envolvendo investigadores nas áreas de TICE, Energia, Ambiente e Materiais, que desenvolverão investigação multidisciplinar em colaboração com Bosch, visando o desenvolvimento de produtos inovadores”.

 

O Smart Green Home irá centrar-se, essencialmente, em seis linhas de I&D de produtos e serviços: bombas de calor e sistemas de condicionamento e tratamento de ar; aquecimento por combustão de gás; aquecimento elétrico; tratamento de água; interface e comunicação para equipamentos de conforto; e controlo integrado de sistemas residenciais. A Bosch e a Universidade de Aveiro farão uma investigação integrada em conectividade, energias renováveis, eficiência energética, reciclagem e materiais inteligentes para soluções inovadoras em residências sustentáveis, com o máximo conforto e segurança.

Para Sérgio Salústio, Vice-Presidente Sénior de Engenharia de Produto da Bosch Termotecnologia, “ao estabelecermos esta parceria com a Universidade de Aveiro, estamos a possibilitar o desenvolvimento de tecnologias que marcam o presente e moldam o futuro. Com este projeto, criaremos soluções inovadoras que, não só aumentam a qualidade de vida das pessoas, mas também tornam as casas inteligentes ainda mais sustentáveis. Tudo isto a partir de Portugal.”

Com o Smart Green Home, a Bosch em Aveiro pretende conseguir novas oportunidades de negócio nos vários segmentos em que atua. Rüdiger Saur, Presidente da Bosch Termotecnologia, explica que “a forte colaboração com a Universidade de Aveiro, através do projeto Smart Green Home, vai permitir o reforço das competências de I&D da empresa e a expansão do portfólio de soluções desenvolvidas em Aveiro. Com este projeto, pretendemos continuar a crescer e a responder às necessidades do mercado global. Ou seja, criaremos soluções cada vez mais eficientes e com um custo competitivo que possa ser suportado pelos mais de 60 países para os quais exportamos.”

A partir de Aveiro, a empresa gere a unidade de negócios de soluções de água quente para todo o Grupo Bosch e desenvolve e fabrica aparelhos de aquecimento a gás, aparelhos de aquecimento elétricos e bombas de calor. Em 2014, a Bosch Termotecnologia iniciou um novo ciclo de desenvolvimento com atividades de I&D para soluções de climatização e conetividade para a casa do futuro. Estas atividades elevaram para 170 o número de investigadores e especialistas em engenharia a trabalhar na Bosch em Aveiro, sendo 47 novos colaboradores desde o início do ano. 

Para além do Primeiro-Ministro e do Ministro da Economia, estiveram presentes na cerimónia o reitor da Universidade de Aveiro, Manuel Assunção; o Presidente da Câmara de Aveiro, José Ribau Esteves; os Secretários de Estado da Internacionalização e da Indústria, Jorge Costa Oliveira e João Vasconcelos; os administradores da Bosch, Rüdiger Saur, Sérgio Salústio e Carlos Ribas; o Presidente e o Administrador da AICEP, Miguel Frasquilho e Luís Henriques; bem como a FCT, o Compete, entre outros.

 

WTCC 2016

 

Dominant WTCC Race of Germany win double in May earns prestigious award
*Fans flock to meet Citroën
’s world title winner

Less than 24 hours after officially being crowned World Touring Car champion for a third year in succession at the FIA Prize Giving ceremony in Vienna on Friday evening, José María López became the proud recipient of the WTCC Nürburgring Nordschleife Best Driver Trophy in recognition of his stunning victory double at the legendary venue earlier this season.

Representatives of Eurosport Events, the WTCC promoter, were unanimous in their decision to award López the striking bronze trophy.

The presentation was made by the WTCC’s Eric Nève during the penultimate day of the Essen Motor Show in Germany (3 December), where López was a guest of honour at the Citroën stand, the marque he represented for the bulk of his WTCC career.

“I’m very happy to receive this trophy,” said López, 33. “I thought I deserved to win the trophy last year as well so I really wanted to win it this year. The Nürburgring Nordschleife is the most special track in the world, the ‘Green Hell’ and different from anything you have experienced before. It’s something amazing to be flat out on this track. You have jumps, high-speed corners, a long straight, a long lap, it’s amazing. Of course with Fangio winning there and Carlos Reutemann winning there, the track has a strong connection with Argentina, my country, and it’s a very special place for Argentinian people. I look forward to come back to this amazing track one day.”

López became the first driver since Jacky Ickx and Jochen Mass in 1983 to win an FIA world championship race at the Nürburgring Nordschleife when he triumphed in the first of two races in 2015. He follows Hugo Valente as the second recipient of the Best Driver Trophy, which was instigated to coincide with the WTCC’s multi-year agreement to race at the iconic German track.

Of his visit to the Essen Motor Show, where he took time out of his schedule to meet fans, sign autographs and conduct media interviews, López said: “I was here in 2014 so I knew it was a very big event. People in Germany are very big fans of motor racing so it’s a pleasure to meet them.”

López: WTCC’s King of the Ring in numbers
Nürburgring Nordschleife WTCC starts: 4
Nürburgring Nordschleife WTCC wins: 3
Nürburgring Nordschleife WTCC podiums: 1
Nürburgring Nordschleife WTCC pole positions: 2
Nürburgring Nordschleife WTCC fastest laps: 2
Nürburgring Nordschleife WTCC best lap (qualifying): 8m35.541s (2016, record)
Nürburgring Nordschleife WTCC best lap (race): 8m40.688s (2015, record)

The FIA World Touring Car Championship will return to Nürburgring Nordschleife from 25-27 May 2017 with WTCC Race of Germany forming the fourth event of the upcoming season. López is taking s break from WTCC action to contest the FIA Formula E Championship in 2017.3 Copy4 Copy5 Copy

 

NOTICIAS DO BRASIL

 

Circuito dos Cristais recebe Festival Brasileiro de Marcas e Pilotos

Evento acontece neste final de semana; pilotos de vários campeonatos regionais do país se unem para correr no mais novo autódromo brasileiro

Depois de receber, com grande sucesso, as principais categorias do automobilismo brasileiro com a Stock Car, Copa Petrobras de Marcas e Campeonato Brasileiro de Turismo, o Circuito dos Cristais está preparado para mais um evento de velocidade no município de Curvelo (MG). O Festival Brasileiro de Marcas e Pilotos, que acontece neste final de semana, reúne cerca de 25 pilotos que competem nos vários campeonatos regionais do país.

Toda a programação se resume ao sábado (3) e domingo (4) com treinos livres, classificação e duas corridas de 25 minutos no sábado, que classificarão os melhores para a final, a ser disputada no domingo às 14 horas.

O Festival Brasileiro de Marcas e Pilotos traz carros e pilotos federados nos estados de Minas Gerais, Goiás, Paraná, São Paulo, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. Cerca de 20 carros já estão confirmados, e a expectativa da Federação Mineira de Autombilismo (FMA), organizadora do evento, é que 30 competidores alinhem no grid do traçado de 4.420 metros.

A prova, independente e aberta aos carros de competição da classe Turismo 1.600 cm³; e não vale pontos para nenhum dos campeonatos estaduais. O regulamento para a prova foi unificado pela Confederação Brasileira de Automobilismo - já que cada regional tem seu próprio conjunto de regras.

A entrada ao público é gratuita, mas haverá cobrança de estacionamento. Confira a programação do evento:

Sábado 03/12:
Treino livre: 11hrs
Tomada de Tempo: 14hrs
1a.Prova: 16hrs

Domingo 04/12:
Warm Up: 09h30
2a. Prova: 11h00
3a. Prova: 14h00
Pódio: 16h00

Estacionamento INTERNO: R$ 20,00
Estacionamento EXTERNO: R$ 10,00
ENTRADA FRANCA

 

Após as disputas da Stock Car, Circuito dos Cristais volta a receber competições (TecRacing/Divulgação)

Após as disputas da Stock Car, Circuito dos Cristais volta a receber competições (TecRacing/Divulgação)
Alta  | Web

Festival Brasileiro de Marcas e Pilotos acontece neste final de semana (TecRacing/Divulgação)

Festival Brasileiro de Marcas e Pilotos acontece neste final de semana (TecRacing/Divulgação)
Alta  | Web

 

MOTOS NO BRASIL

 

Após longo afastamento, Carlos 'Pássaro' retorna às pistas para a final do SBK Brasil

   A etapa final do SuperBike Brasil, que será realizada neste domingo (4) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), será bastante especial para Carlos Rocha ‘Pássaro’ (#77), da equipe Duda Racing. O piloto paulistano, que compete pela Copa Kawasaki Ninja 300, retorna às pistas após pouco mais de um ano afastado da motovelocidade, período que dedicou a se recuperar de lesões sofridas nas costelas e na coluna. Com a saúde em dia, porém, com oito quilos a mais, Pássaro vai estrear na temporada justamente na última rodada, que pela primeira vez será disputa em São Paulo.

“Estou 100%. Porém, mais pesado e fora de forma. Isto será um complicador. Mas estou muito feliz por voltar a correr. E o mais legal é que vamos reunir a equipe com os membros que faziam parte na temporada de 2012/2013 que estavam afastados. Fizemos questão de chamar até a grid girl que nos acompanhou naquela temporada”, comenta o piloto.

O retorno de Pássaro às pistas foi anunciado pela equipe Duda Racing nesta semana através das mídias sociais:

“É com grande felicidade que a equipe Duda Racing Team informa que, após um ano e dois meses, o piloto Carlos Rocha ‘Pássaro’ estará de volta às pistas na última etapa do SuperBike Brasil que acontecerá nesse final de semana (2/3/4 de dezembro) no Autódromo de Interlagos. Estamos muito empolgados com a volta desse grande piloto que já conquistou o vice-campeonato Paulista e Brasileiro além de vários pódios pela Duda Racing. Só temos a lhe desejar as boas-vindas e um ótimo retorno”, escreveu a equipe.

De volta às pistas, Carlos Pássaro destaca que seu objetivo na etapa final será ‘andar forte e representar bem a equipe’, porém, entende que as chances de garantir pódio serão pequenas devido ao alto nível e ritmo intenso dos adversários. 

Na última temporada, Pássaro participou de apenas três corridas e obteve, respectivamente, um nono, um sétimo e um 11º lugares na categoria principal da Ninja 300. Em 2014, os resultados foram melhores. O piloto encerrou o ano na terceira posição do classificatório geral. 

A 9ª e decisiva etapa do SuperBike Brasil será disputada neste domingo (4) e pela primeira vez realizada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Assim como na rodada anterior, as duas categorias principais – SuperBike e SuperSport – terão duas baterias em disputa. A programação inicia nesta sexta-feira com os treinos livres. No sábado, os pilotos voltam à pista para as sessões classificatórias que definem a ordem dos grids de largada. Já no domingo, o clima esquenta e chega ao seu ápice com as corridas que irão definir os campeões da temporada 2016.

Os ingressos para assistir à final seguem disponíveis. As entradas de paddock, que dão acesso exclusivo à área dos boxes, custam R$ 40 e são vendidas pelo site Ticket Fácil (ticketfacil.com.br/eventos/superbike). Já a arquibancada é gratuita. Basta retirar o bilhete em um dos postos conveniados em destaque abaixo.

SERVIÇO:

Final do SuperBike Brasil

Quando: sexta, sábado e domingo (2, 3 e 4 de dezembro)

Onde: Autódromo de Interlagos

Endereço: Av. Sen. Teotônio Vilela, 261, Interlagos, São Paulo (SP)

Ingressos: arquibancada gratuita; entrada de paddocck R$ 40

 


Carlos Rocha
Eduardo Azeredo - VGCOM
baixar em alta resolução

 


"Pássaro" voando baixo na pista
Ricardo Santos -VGCOM
baixar em alta resolução

 


Carlos Rocha
Ricardo Santos - VGCOM
baixar em alta resolução

 


VGCOM também está de luto
baixar em alta resolução
 

ANTÓNIO COSTA COM TEMPORADA POSITIVA

 

Temporada muito positiva
 
António Costa finalizou, com um excelente resultado no Rali de Amarante/Baião disputado no passado fim-de-semana, a sua temporada desportiva de 2016 onde disputou quatro ralis aos comandos do Renault Clio R3 e teve ainda uma passagem pelos Açores para, com um Citroen Saxo, competir no Rali Ilha Azul – Além Mar. 
 
Nas cinco provas em que participou, António Costa teve a oportunidade de se bater com pilotos de todos os campeonatos nacionais e regionais, tendo conseguidos resultados que não deixou ninguém indiferente. “Tive uma época bastante interessante pois disputei provas pontuáveis para o Nacional de Ralis, Campeonato FPAK, Regionais e até na Ilha do Faial e consegui bater-me com muitos pilotos bem mais experientes que eu. Mesmo que os resultados não fossem o mais importante, pois não estava inscrito em nenhum campeonato, é sempre bom perceber que posso discutir posições de relevo em termos de classificação geral. Foi uma temporada muito positiva”, afirma o piloto amarantino.
 
Apesar de todas as provas terem merecido especial atenção, a última disputada em Amarante foi, para o piloto da casa “fechar o ano com chave de ouro”. Num rali muito difícil dadas as condições climatéricas, que colocaram as especiais bastante escorregadias, o piloto navegado por Nuno Rodrigues da Silva teve uma prestação irrepreensível e o resultado final foi obviamente assinalável. “Terminei a temporada no rali de casa sendo o terceiro mais rápido de todos os concorrentes presentes, e o melhor entre os carros de duas rodas motrizes. Não poderia estar mais satisfeito com este desfecho pois, num rali muito exigente, consegui discutir um lugar entre os primeiros da classificação. Além disso, o apoio que senti por parte dos amarantinos, durante todo o rali, fez com que este resultado fosse ainda mais especial”, afirma António Costa que, por razões regulamentares impostas pela FPAK, não consta na classificação geral da prova, mas apenas no Grupo X5. 
 
Mas nem só a competição marcou a despedida da temporada 2016 de António Costa e toda a sua equipa. No dia seguinte à prova, familiares, amigos, patrocinadores e os vencedores do passatempo levado a cabo durante a semana que antecedeu o rali, tiveram a oportunidade de se sentar no banco do lado direito do Renault Clio R3 preparado pela ARC Sport e verificar, na primeira pessoa, as qualidades de pilotagem de António Costa. “Não queria terminar o ano sem poder proporcionar um dia diferente a quem me apoia neste projecto. Para além do convívio é sempre importante conseguirmos mostrar por dentro um pouco daquilo que encontramos normalmente nas provas. Penso que foi um dia em cheio e a melhor forma de terminar uma época onde cresci muito como piloto”, frisou o piloto apoiado pelo Município de Amarante, Imomodelo, Quinta dos Castelares, ARC Sport, Madalenaginasio, CM Construções, QF, CSP, Tílias Lounge Bar, e Moinho Centro Histórico. 1 Copy2 Copy

 

A 10 COM LIMITAÇÕES

 

Trabalhos de reparações diversas na A10 – Arruda dos Vinhos/ Carregado

 

Entre 05 e 07 de Dezembro

 

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) informa que no âmbito das reparações e beneficiação do Sublanço Nó A9/A10 / Arruda dos Vinhos /Carregado, da A10  irão existir algumas implicações na circulação, as quais serão as seguintes:

 

Entre 05 e 07 de Dezembro

Corte de via direita permanente, no Nó da Arruda dos Vinhos/ Carregado, entre os km’s 17 e 18.

 

Entre 05 e 06 de Dezembro

Corte de via direita e central permanente, no Nó da A9/ A10 – Arruda dos Vinhos, entre os km’s 3 e 5.

 

 

A Brisa agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas e espera contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação, estando certa de que os possíveis incómodos serão largamente compensados pelo nível de qualidade, segurança e conforto que resultam de uma auto-estrada melhor adaptada às necessidades de quem a utiliza.

 

Para informação actualizada poderá ainda consultar o site www.viaverde.pt.

 

 

MOTOS NO BRASIL

 

A Sacramento Racing encerra a temporada de competições neste sábado (3) no GP 6 Horas de Cross Country. O time das motocicletas KTM ainda promove curso de pilotagem com o chefe de equipe Nielsen Bueno neste domingo (4), sendo que as atrações fazem parte do Sacramento Camp, no complexo do Shopping SerrAzul, em Itupeva (SP). O evento inédito promete agitar o mercado off-road e traz programação imperdível (confira abaixo).

O GP 6 Horas deve atrair cerca de 200 competidores. A Sacramento Racing entra forte na briga e será representada pelas duplas Gustavo Pellin / Vinícius Calafati (classe Super Production), Nielsen Bueno /Washington Murilo Silva “Caipirinha” (Super Production), Cassiano Tebaldi / Maurício Ghiraldelli (Over 40), Fábio Campos / Márcio Joanita (Over 40) e Washington Silva “Caipira” / Fábio Bizarria (Over 40). Diego Colett e Maurício Rizzon encaram as seis horas ininterruptas do desafio sozinhos, na classe Iron Man.

“A corrida é muito bacana, sempre uma grande confraternização entre os pilotos no fim da temporada. Vamos correr em casa e, além de nos divertir, vamos buscar o pódio”, disse Nielsen Bueno. No domingo, o curso de pilotagem será uma oportunidade única de aprender com o multicampeão off-road e os atletas da Sacramento Racing.

“Depois de uma breve parte teórica, vamos para a pista ensinar na prática as dicas de pilotagem, posicionamento e transposição de obstáculos. O objetivo é que todos se divirtam ainda mais nas trilhas após o curso”, concluiu Bueno. A equipe Sacramento Racing é patrocinada por KTM Sacramento, Pirelli, Alpinestars, Motul, Bell, Dafra, Edgers Racing, 100% e Start Racing.

Sacramento Camp – Além do GP 6 Horas e do curso de pilotagem com Nielsen Bueno, o Sacramento Camp reservou uma série de atrações para agitar o fim de semana da família off-road. Haverá passeios nas trilhas para os fãs de quadriciclos e UTVs, show room de marcas, test drive com produtos Polaris, KTM e Dafra e a cerimônia de premiação do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM e da Copa EFX. Veja a programação:

1º Sacramento Camp
Local: Complexo do Shopping SerrAzul (km72 da Rodovia dos Bandeirantes), em Itupeva-SP
Inscrições e mais informações: 11 44966080 / 11 999970207 / www.sacramentobr.com.br/camp

Programação*
3/12 – Sábado
Das 8h às 17h – Recepção e show room de produtos
Das 9h às 12h30 – Passeio na trilha para proprietários de quadriciclos e UTVs
Das 10h às 16h – GP 6Horas de Cross Country
Das 13h às 15h – Almoço de confraternização
Das 19h às 22h30 – Jantar Sacramento Outlet Premium

4/12 – Domingo
Das 8h às 17h – Recepção e show room de produtos
Das 9h às 12h30 – Passeio na trilha para proprietários de quadriciclos e UTVs
Das 9h às 15h – Curso de pilotagem KTM com Nielsen Bueno, chefe de equipe da Sacramento Racing
Das 13h às 15h – Almoço de encerramento

* A programação está sujeita a alterações. 

Sobre a Sacramento MotorSports – A Sacramento MotorSports traz os melhores equipamentos e produtos para quem encara a trilha ou a estrada como estilo de vida. O conceito da marca foi criado em fevereiro de 2008 pelo empresário e piloto Fábio Wolf Campos, após uma viagem que teve no roteiro a cidade de Sacramento, na Califórnia.

Influenciado pela cena do motociclismo nos Estados Unidos, Campos inaugurou um restaurante e uma boutique temáticos no Shopping SerrAzul, do qual é administrador desde 1994. O local, construído sobre a Rodovia dos Bandeirantes, em Itupeva (SP), é o único shopping aéreo do mundo e logo tornou-se um dos principais pontos de encontro de motociclistas do Brasil, além de sediar renomadas competições off-road.

De lá para cá, com restaurante e boutique ampliados, a Sacramento MotorSports ganhou força com a inauguração das concessionárias KTM Sacramento em Curitiba (PR), uma das quatro revendas “FlagShip” da marca austríaca de motocicletas no país, e Polaris Sacramento, com os UTVs e quadriciclos norte-americanos na loja do Shopping SerrAzul. A Sacramento ainda expandiu no modelo híbrido franchising, com sua primeira unidade no Outlet Premium Brasília.

A empresa ainda incentiva o esporte por meio da equipe Sacramento Racing, criada em 2013 e hoje chefiada pelo piloto e multicampeão off-road Nielsen Bueno. Para saber mais sobre a Sacramento MotorSports, acesse o site oficial


Nielsen Bueno, chefe de equipe da Sacramento Racing, ministra curso de pilotagem neste domingo (4)
Cr�dito: Caf� Fotos/Mundo Press

Sacramento Racing disputa o GP 6 Horas de Cross Country neste s�bado (6)
Cr�dito: Caf� Fotos/Mundo Press

 

TT NO BRASIL

 

31º Rally da Meia Noite 2016 encerra temporada 2016 do Rally Paraná

Evento será no próximo dia 10 de dezembro, que conta pontos para o Campeonato Brasileiro de Rally 4x4. As inscrições já estão abertas pelo www.jeepclubedecuritiba.com.br

A cidade de Curitiba, receberá nos dias 09 e 10 de dezembro, o 31º Rally da Meia Noite - tradicional prova do calendário paranaense promovido pelo Jeep Clube de Curitiba, que todos os anos encerra a temporada de competições. A etapa valerá pela 6ª etapa e última da 4ª edição do Rally Paraná, para as categorias Master, Graduados, Turismo e Light. O evento ainda reúne competidores de dentro e fora do Estado, apaixonados por provas fora de estrada na modalidade de regularidade e que competem em uma prova 100% noturna.

Para esta prova estão abertas inscrições para a categoria Tradicional Raid, a qual deu origem ao Rally da Meia Noite, a previsão é de muitos Jeeps Willys, além das categorias Light (para iniciantes) e Passeio Noturno (com trilhas moderadas).

"A prova noturna não parece, mais é muito mais segura do que uma prova diurna. O rali de regularidade usamos estradas abertas e à noite o risco de encontrar alguém é nulo, também durante a madrugada aproveitamos bem estes trechos com médias bem justas o que deixa a prova com um tempero diferente de qualquer outra prova. Andar à noite dentro das trilhas é algo que todo competidor de rali deveria experimentar, é uma emoção ímpar!", comenta Vinícius Gunha, diretor de prova.

Para este ano, está sendo organizada uma super festa na largada. "O primeiro carro partirá à meia-noite de sexta para sábado, na tradicional gangorra que este ano receberá efeitos especiais de luzes e gelo seco. Em todas as edições o público vibra com a passagem dos competidores. No ano passado, foram aproximadamente 1000 pessoas que acompanharam a apresentação das 155 duplas participantes do evento. A festa começa a partir das 20 horas, com shows de bandas de rock, encontro de carros antigos, entre outras atrações", destacou Gunha.

O certame terá aproximadamente 140 quilômetros de trecho cronometrado por trilhas da região metropolitana de Curitiba, onde os competidores acelerarão em um percurso belíssimo. "O Rally da Meia Noite tem por tradição ser extremamente técnico e exigente. Deveremos estar preparados fisicamente, pois o ritmo de disputa é intenso, com obstáculos que exigem muito dos competidores", Vanderlei Hirt, diretor e organizador do Rally Paraná.
.
"Este é o 6º ano que sou diretor de provas do Rally da Meia Noite, é uma alegria imensa organizar uma prova desta magnitude e com 31 anos consecutivos de história, que sem dúvidas é a prova mais tradicional do Brasil, e conta com toda sua "pompa" na festa de largada", acrescenta Vinícius.

"Podemos dizer que o campeonato alcançou seus objetivos, mesmo em um ano atípico, conseguimos manter todo o calendário do Rally PR, dito senão como o melhor dos regionais do Brasil, é um deles", conclui Hirt.

O Rally Paraná, que está em sua 4ª edição, tem patrocínio de Ouro Trilha Eurocar, Zenz Bonés, Dispauto, Barracão do Jeep, Mamute Off Road, Fábrica das Cópias, Palácio das Cópias. e Barracão Off Road. Organização do Jeep Clube de Curitiba. A supervisão é da Federação Paranaense de Automobilismo. Apuração da Totem.

Programação do 31º Rally da Meia Noite - 6ª etapa Rally Paraná:

Sexta-feira, 09 de dezembro
20 horas - Abertura do evento e apresentação das equipes

Sábado, 10 de dezembro
00h00 - Largada
14h00 - Festa de premiação
LOCAL: Armazém Garagem ( BR 277 - Km2 um pouco à frente do Parque Barigui)

Classificação do Rally Paraná (cinco primeiros colocados)

Master

Piloto
1) Roberto Ardigo, Apucarana (PR), 234 pontos
2) Otávio Enz, Apucarana (PR), 232
3) Andre Pereira Queiroz, Curitiba (PR), 215
4) Leandro Moor, Apucarana (PR), 176
5) Hamilton Medeiros, Curitiba (PR), 154

Navegador
1) Jhonatan Ardigo, Apucarana (PR), 234 pontos
2) Allan Enz, Apucarana (PR), 232
3) Ronaldo William Santos, Curitiba (PR), 215
4) Marcos Maia Panstein Melado, Curitiba (PR), 173
5) Eduardo Ortolan, Cascavel (PR), 135

Graduados
Piloto
1) Marcelo Sapateiro, Curitiba (PR), 227 pontos
2) Mauri Glir Junior, Curitiba(PR), 200
3) Irineu Pereira Pedroso, Cascavel (PR), 175
4) Eraldo Franzoi, Curitiba (PR), 160
5) Agnaldo Reis, Apucarana (PR), 149

Navegador
1) Rafael Pinto, Curitiba (PR), 227 pontos
2) Henrique Glir, Curitiba (PR), 200
3) Artur Scotton, Cascavel (PR), 175
4) Antenor Neto de Oliveira, Cascavel (PR), 160
5) Andre Reis, Apucarana (PR), 149

Turismo

Piloto
1) Leonardo Menarim, Castro (PR), 274 pontos
2) Dirceu Araujo Salla, Curitiba (PR), 180
3) José Maluf, Curitiba (PR), 173
4) Marcos Latorama, Umuarama (PR), 156
5) Deonilson de Araujo Salla, Curitiba (PR), 128

Navegador
1) Adriana Micheli, Castro (PR), 274 pontos
2) Leonardo Farias Chanceller, Curitiba (PR), 180
3) Hugo Boscolo, Toledo (PR), 173
4) André Latorama, Umuarama (PR), 156
5) Emerson Coleti, Curitiba (PR), 128

Mais informações:
Site:
www.rallyparana.webnode.com
Facebook: RallyParanaPR

Calendário Campeonato Paranaense de Rally 4x4

Etapa 1 - 27 de fevereiro - Cascavel
Etapa 2 - 07 de maio - Castro
Etapa 3 - 09 de julho - Apucarana
Etapa 4 - 27 de agosto - Rally do Cachorro Louco - Curitiba
Etapa 5 - 15 de outubro - Apucarana

Etapa 6 - 10 de dezembro - Rally da Meia Noite - Curitiba

 

A prova atrairá competidores de diversas cidades do Paraná e de outros Estados (Foto: Myckael Allan )

A prova atrairá competidores de diversas cidades do Paraná e de outros Estados (Foto: Myckael Allan )
Alta  | Web

A prova será noturna terá largada zero hora do dia 10 de dezembro em Curitiba (Foto: Lucas Antonio)

A prova será noturna terá largada zero hora do dia 10 de dezembro em Curitiba (Foto: Lucas Antonio)
Alta  | Web

A programação da sexta etapa começa na sexta-feira, dia 09/12, às 20 horas (Foto: Igor Quirrenbach de Carvalho)

A programação da sexta etapa começa na sexta-feira, dia 09/12, às 20 horas (Foto: Igor Quirrenbach de Carvalho)
Alta  | Web

Rally da Meia Noite marca a sexta e a última etapa da temporada do Rally Paraná (Fotos: Lucas António)

Rally da Meia Noite marca a sexta e a última etapa da temporada do Rally Paraná (Fotos: Lucas António)
Alta  | Web

O calendário 2016 conta com seis etapas em cidades paranaenses (Foto: Lucas Antonio)

O calendário 2016 conta com seis etapas em cidades paranaenses (Foto: Lucas Antonio)
Alta  | Web

 

MOTOS NO BRASIL

 

A etapa final do Campeonato Brasileiro de Motocross é a atração deste fim de semana (3 e 4) na cidade de Cornélio Procópio, no Paraná. A competição patrocinada pela Rinaldi reúne feras da modalidade para definir os campeões das categorias MX1, MX2 e MXJr. O único que garantiu a taça de forma antecipada foi o esloveno Roman Jelen, da classe MX3, que defende a equipe Honda Ipiranga IMS Rinaldi.

As corridas terão como palco o Centro de Treinamento das Corujas, no Parque de Exposições Arthur Höffig, e ainda valem pelo Campeonato Paranaense. “Espero que a final tenha ótimas disputas. Vou entrar na pista para me divertir e com bastante tranquilidade, como sempre – ainda mais porque já ganhei o Brasileiro”, disse Jelen. “Quero fechar o ano com uma vitória e torcer pelos meus companheiros de equipe.”

Caio Lopes será o representante da Honda Ipiranga IMS Rinaldi na classe MX2. “Estou bastante animado. Como é a etapa final, vou para o tudo ou nada. Eu me preparei bastante e pretendo fechar o ano com um bom resultado, no pódio”, disse o piloto, sexto colocado na classificação. O Team Rinaldi ainda conta com o jovem talento Gabriel Andrigo na bateria da classe MXJr. Os pilotos utilizarão pneus dos modelos SR 39, RMX 35 e HE 40, da linha off-road da fábrica gaúcha.

Brasileiro de Motocross 2016 – 6ª etapa (Final)
Local: Centro de Treinamento das Corujas, no Parque de Exposições Arthur Höffig (BR-369, km 83) - Cornélio Procópio (PR)

Programação*
Sábado (3/11)

Treinos livres
Das 8h às 8h20 – MX3 (Campeonato Brasileiro e Paranaense)
Das 8h25 às 8h40 – Intermediária (Paranaense)
Das 8h45 às 9h – MX 65cc (Paranaense)
Das 9h05 às 9h35 – MX2 (Brasileiro e Paranaense)
Das 9h40 às 9h55 – MX4 e MX5 (Paranaense)
Das 10h às 10h20 – MXJR BR / 85cc e 150cc (Paranaense)
Das 10h25 às 10h40h – Mini Motos (Paranaense)
Das 10h45 às 11h15 – MX1 (Brasileiro e Paranaense)
Das 11h20 às 11h35 – Júnior (Paranaense)
Das 11h40 às 11h55 – Força Livre Nacional (Paranaense)

Treinos cronometrados
Das 12h30 às 12h50 – MX3 (Brasileiro e Paranaense)
Das 12h55 às 13h10 – Intermediária (Paranaense)
Das 13h15 às 13h30 – MX 65cc (Paranaense)
Das 13h35 às 14h05 – MX2 (Brasileiro e Paranaense)
Das 14h10 às 14h25 – MX4 e MX5 (Paranaense)
Das 14h30 às 14h50 – MXJr (Brasileiro / 85cc e 150cc (Paranaense)
Das 14h55 às 15h10 – Mini Motos (Paranaense)
Das 15h15 às 15h45 – MX1 (Brasileiro e Paranaense)
Das 15h50 às 16h05 – Júnior (Paranaense)
Das 16h10 às 16h25 – Força Livre Nacional (Paranaense)

Provas

16h50 – MX3 (Brasileiro e Paranaense)
17h20 – Intermediária (Paranaense)
17h50 – Pódio MX3 e Intermediária
18h – 65cc (Paranaense)
18h30h –. MX2 (Paranaense)
19h – Força Livre Nacional (Paranaense)
19h20 - Pódio 65cc, MX2 e Força Livre Nacional (Paranaense)

Domingo (4/11)
Warm Up

Das 8h às 8h20 – MX2 (Brasileiro)
Das 8h25 às 8h40 – MX4 e MX5 (Paranaense)
Das 8h45 às 9h – Júnior (Paranaense)
Das 9h05 às 09h15 – Mini Motos (Paranaense)
Das 9h20 às 09h40 – MX1 e MX3 (Brasileiro e Paranaense)
Das 9h45 às 10h – MXJr (Brasileiro) / 85cc e 150cc (Paranaense)

Provas
10h20 – MX4 e MX5 (Paranaense)
10h50 – Júnior (Paranaense)
11h20 – Mini Motos (Paranaense)
11h50 – Pódio MX4, MX5, Júnior e Mini Motos
12h40 - MX2 (Brasileiro) - 1ª bateria
13h40 - MX1 (Brasileiro) - 1ª bateria
14h40 - MXJr (Brasileiro) / 85cc e 150cc (Paranaense)
15h10 - Pódio da classe MXJr / 85cc e 150cc
15h30 - MX2 (Brasileiro) - 2ª bateria
16h10 - Pódio da classe MX2
16h30 - MX1 (Brasileiro) - 2ª bateria
17h15 - Pódio da classe MX1

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2008 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial.  


Roman Jelen, do Team Rinaldi, � campe�o brasileiro de motocross da classe MX3
Cr�dito: Maur�cio Arruda/Mundo Press

Caio Lopes, piloto de motocross do Team Rinaldi
Cr�dito: Maur�cio Arruda/Mundo

 

TCR É NOTICIA

 

The TCR Middle East series was launched in Bahrain

 

 

The new TCR Middle East series was officially launched yesterday at the Bahrain International Circuit during a race day of the national BIC 2000 championship.

 

The event featured a press conference that was attended by representatives of the local media and two test sessions that offered the local drivers the opportunity to sit at the wheel of a Volkswagen Golf TCR provided by Engstler Motorsport; 45 of them registered for the test.

Representatives of Audi Sport Customer Racing, JAS Motorsport and Romeo Ferraris were also present to meet the teams and explain the technical features of their cars and how to order them.

 

Bahrain International Circuit Chief Executive Shaikh Salman bin Isa Al Khalifa commented: “We would like to thank TCR for their passion and drive in organising the first-ever TCR Middle East Series. We fully support this championship and we are excited to see its contributions to the vibrant motorsport culture in the region. We look forward to hosting the third and final round of the season in March of 2017 and we expect a full grid of some of the most talented racers from our part of the world.”

 

TCR promoter Marcello Lotti thanked Shaikh Salman and BIC before saying: “The TCR global community is growing faster than expected. We already have a number of regional and national series around the world, but we want more. The TCR Middle East is the latest addition and we are pleased to see that it is attracting so much interest from the local teams and drivers.”

 

The TCR Middle East series will kick off at Dubai Autodrome on 12/13 January 2017 as part of the 24 Hours of Dubai race meeting; two further rounds will follow at Abu Dhabi’s Yas Marina Circuit on February 9/10 and Bahrain International Circuit on March 9/10.

 

.


Click to Download
Click to Download
Click to Download

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

Em St. Louis fui ainda visitar um pequeno museu de motos, junto ao stand do concessionário local da Triumph e Ducati, e o Art Museum, no Forest Park, o segundo maior parque de cidade nos Estados Unidos, a seguir ao Central Park.

O Art Museum é alimentado financeiramente por doadores que preenchem um quadro à entrada que refere os nomes de quem deu entre 100.000 e 250.000 dólares ou quem contribuiu, entre privados e firmas locais, de 250 a 500.000 ou entre 500.000 e um milhão de dólares. Uma solução tipicamente americana que não “encaixaria” em qualquer outro país no mundo.
Estas fenomenais ofertas permitem que o museu tenha obras não só de grandes artistas americanos como quadros de Picasso, Van Gogh, Monet, etc.
Por fim visitei o sensacional City Museum. O fundador, que morreu ao capotar um Caterpilar quando trabalhava numa das suas obras, projetou uma estrutura que parece saída de um filme do Harry Potter, com um autocarro de escola que dá a ideia de estar em equilíbrio no topo do prédio de sete andares, velhos aviões pendurados por ferros junto a torres de castelos em pedra ou guaritas de palácios metálicas, tudo ligado por estreitos túneis construídos em grossos arames que as crianças se entretêm a percorrer ou enormes escorregas em chapa que descem no interior ou exterior de uns andares para os outros, bares extravagantes, estátuas de dragões e animais imaginários, tudo com uma criatividade original e genial. Fui lá num domingo à tarde e o museu estava cheio de famílias com muitas crianças a divertirem-se de uma forma que faziam lembrar crianças das gerações em que nos pendurávamos nas árvores e descíamos as ruas de carrinhos de rolamentos. Numa altura em que os miúdos se habituaram a ficar fechados em casa agarrados aos computadores, é refrescante verificar que ainda é possível entretê-los com outras coisas.
Em St. Louis fui ainda com os Gunther, familia em casa de quem fiquei, assistir a um concerto de um fantástico guitarrista russo no Sherton, uma “velha” sala de espetáculos relativamente pequena e intimista.
Depois de quatro dias bem passados em St. Louis fiz-me à estrada a caminho de Chicago. O tempo arrefeceu bastante e parece que o inverno veio para ficar. Na estrada estão entre 5 e 6º e não se vê mais nenhuma moto a circular. Quando paro nas bombas de gasolina ou pequenos restaurantes de “fast food” para almoçar as pessoas olham para mim como se de um extra terrestre se tratasse e perguntam-me se o blusão tem aquecimento eléctrico ou se a moto tem pneus de neve. Como só saí perto do meio dia não cheguei a Chicago e fiquei num Motel de beira de estrada para atingir a cidade na tarde do dia seguinte. Pelo caminho, sempre que pude, fiz desvios pela “Historic 66” que acabava, ou começava, precisamente em Chicago. A cidade, junto ao enorme lago Michigan, ganhou grande projeção quando St. Louis recusou a passagem da linha férrea, no início do século XX, por temerem trouxesse gente má à cidade, e esta fez o seu trajeto para a costa ocidental através de Chicago.
Cheguei a meio da tarde. A menina da recepção disse-me que, para estacionar a moto, só na garagem do Hotel ao lado.
- Quanto custa?
- Uns 40 dólares.
- O quê??? Nem pensar. E na rua?
- Terá que colocar moedas a cada duas horas até à meia noite e a partir das sete da manhã.
- Também não me parece. Vou deixá-la em cima do passeio.
- Em cima do passeio??? É proibido. Acho que a vão rebocar.
- Com o cadeado na roda é complicado. E lá estacionei a moto no passeio, com um ar bem arrumado e imenso espaço para os peões.
O porteiro preto, rapaz dos seus trinta anos, achou graça e quando me trazia as malas para o quarto disse a rir-se:
- I like you, man. You’re cool.  
 

TEAM ARFDG MOTORSPORT NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

4 HORAS DE BRAGA

 

TEAM ARFDG MOTORSPORT NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

Uma parte do Team ARFDG Motorsport vai alinhar este fim de semana nas 4 Horas de Braga com João Vilas Boas e Jorge Gonçalves.Segundo Jorge Gonçalves, “ esta participação é uma brincadeira, vou acima de tudo para brincar, e divertir-me ao máximo.Só espero que o meu colega Paulo Silva me deixe conduzir, e quando chegar ao meu “turno” , o Datsun esteja em condições….”João Vilas Boas acrescentou “ tal como disse o Jorge Gonçalves , tambem vou para me divertir, dar o meu melhor, e espero que o caro e a equipa corfrespondam, para assim podermos fazer um bom resultado nesta mitica prova do nosso automobilismo “, disse-nos.JO1 CopyJO2 Copy

 

JOSÉ TEIXEIRA QUER VENCER AS 4 HORAS DE BRAGA

 

4 HORAS DE BRAGA

 

JOSÉ TEIXEIRA QUER VENCER AS 4 HORAS DE BRAGA

 

José Teixeira quer vencer as 4 Horas de Braga ao volante do seu Radical SR 3. O piloto portugues radicado na Suiça, não espera facilidades como nos confidencoiu “ já vi a lista de inscritos, e tenho adversários de respeito.Por isso vou-me  concentrar ao máximo, não cometer erros, andar sempre a fundo, para assim poder ultrapassar este obstáculo, que é o acesso à vitória.Espero que o meu colega de equipe tenha o mesmo ritmo que eu, e que esteja tudoa a 100% com o carro, para no final podermos festejar no pódio “, disse-nos.

 JT1 CopyJT2 Copy

 

JOAQUIM SOARES OPTIMISTA PARA BRAGA

 

4 HORAS DE BRAGA

 

JOAQUIM SOARES OPTIMISTA PARA BRAGA

 

Joaquim Soares vai estar este fim de semana em duas frentes em Braga, pois irá alinhar no sábado na derradeira prova da Feup com o seu Alfa Romeo, para no dia de domingo participar nas 4 Horas de Braga.Segundo Joaquim Soares “ espero que tudo me corra bem, quer na prova de sábado quer no do ingo.Na provas das 4 Horas quero chegar ao final, se possivel o melhor classificado possivel, tenho como colegas de equipa nomes bem sonantes do nosso automobilismo, por isso estou optimista para a obtenção de bons resultados”, disse-nos.js2js3

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

Saí de Cuba ainda em direção ao Sul pois tinha ideia de apanhar a famosa “Route 66” em Albuquerque para nela percorrer o caminho até St. Louis, cerca de 1700 Km.

A estrada mais famosa dos Estados Unidos, construída em 1926, ia de Chicago a Los Angeles e, durante décadas, foi a estrada preferida para ligar o Oriente à costa Ocidental do país. Começou por ser em terra mas em 1938 tornou-se a primeira, nos Estados Unidos, a ser totalmente alcatroada.
Hoje em dia cheguei à conclusão que está longe de existir como era. Na parte que percorri entre Albuquerque e Oklahoma há apenas pequenos troços, outra parte tendo sido “engolida” pela autoestrada que construíram no mesmo trajeto. Quando circulamos nessa autoestrada nos locais das vilas há sinais a indicar “Historic Route 66”. Para os americanos, tudo o que tem mais de cinquenta anos é histórico. Nestes locais a estrada que passa dentro das vilas ainda é a original “Route 66” para pouco depois voltar a desembocar na auto estrada. Nestas pequenas partes em que existe, nos cerca de 900 Km que separam Albuquerque de Oklahoma, a estrada tem muitas bombas de gasolina e velhos cafés abandonados, com carros velhos e podres encostados à porta. A velha estrada perdeu os clientes para a autoestrada e o comércio faliu. Parece um filme de holocausto onde as pessoas tiveram que abandonar o local rapidamente depois de uma catástrofe e tudo ficou como estava, os elementos da natureza tratando de desfazer o que ainda estava de pé.
Insólito, no meio de todo este abandono, é terem montado nos terrenos de uma velha estação de serviço, uma moderna estação de carregamento de carros eléctricos das que a Tesla tem implantado um pouco por todo o país, para que os seus clientes possam viajar através dos Estados Unidos tendo sempre onde carregar as baterias.
A partir de Oklahoma a situação muda. A velha “66” ainda lá está, a paisagem é menos desértica que no Estado do México, e as vilas e cidades estão mais arranjadas, até com um ou outro museu dedicado à famosa estrada.
Fui visitar o museu em Elk City e nesse dia acabei por ficar em Tulsa.
No dia seguinte deixei o Hotel mais cedo que o costume pois tinha um longo caminho a percorrer até St. Louis, onde iria ficar em casa de amigos. Voltei a abandonar a autoestrada sempre que indicavam desvios através da “Historic Route 66”. As pequenas vilas por onde passamos têm sinais em hotéis, velhas bombas de gasolina ou cafés a recordar a ligação à velha via. O numero 66 ficou na memória de todos os automobilistas.
Uma história curiosa é a de um velho homem do petróleo texano, um tal Mr. Philips, que procurava um nome para as bombas de gasolina que iria lançar no mercado. Quando passava na “66” e achou que o seu “chauffeur” ia depressa de mais perguntou-lhe a que velocidade circulavam.
-“A 66”, respondeu o homem. Vamos a 66 milhas na Route 66.
Ao que o patrão respondeu:
- Boa Ideia. Vou chamar-lhe 66, Philips 66. E assim ficou.
Fiquei em St. Louis durante quatro dias. Recebi lá as peças da suspensão que tinha que mudar na moto mas depois de ter desmontado parte das ligações ao amortecedor cheguei à conclusão que faltava o rolamento do olhal do amortecedor de maneira que voltei a montar tudo com as velhas peças, adiando a reparação para outra cidade.
Em St. Louis fui visitar um fantástico museu automóvel em que a maioria dos carros estava também à venda. Um réplica com peças verdadeiras de um protótipo Ferrari de 1959, que o dono me contou ter sido construído com peças roubadas pelos empregados da fábrica, saltava à vista, assim como outra excelente réplica de um Jaguar “C”, também dos anos 50.
Nesse dia ainda visitei o “History Museum” que gostei imenso. Nunca tinha visto um intitulado museu de História onde as peças mais antigas tinham pouco mais de cem anos.
Numa das salas mostravam o que foi a fantástica exposição internacional organizada em St. Louis em 1904 e que revolucionou a cidade e lhe deu enorme projeção. Na altura St. Louis foi mesmo o maior polo financeiro nos Estados Unidos, a seguir a New York. A cidade é banhada pelos rios Missouri e Mississippi, o que ajudava nos transportes da época, fazendo florescer a sua economia.
Outra sala tinha em exposição brinquedos dos anos 50, 60 e 70 enquanto uma terceira tinha mais um museu dedicado à “Route 66”. Duas velhotas olhavam para uma pintura de um “drive In” com umas duas dezenas de carros dos anos 50 e 60. Uma lista com os modelos convidava os visitantes a acertarem nas marcas e modelos dos carros. Uma das velhas começou a identificar os carros e não falhou um.
- Você percebe mesmo de carros, disse-lhe.
- Sim. Tinha três irmãos mais velhos.
 

PASCOAL VENCE QUASE EM CASA

 

Baião Rally Team vence em Amarante
A Baião Rallye Team terminou a sua temporada de 2016 da melhor forma com o triunfo da dupla Vítor Pascoal e Pedro Alves no Rali de Amarante | Baião, a última prova do Campeonato de Ralis FPAK e Taça de Ralis FPAK Terra.
A prova que esteve a cargo do Clube Automóvel de Amarante não foi um desafio de todo fácil para as equipas, já que a muita chuva, nevoeiro e também a neve, deixaram as especiais de classificações muito escorregadias e muito propícias a erros.
Vítor Pascoal e Pedro Alves regressaram aos 4x4 e alinharam na prova em piso de terra com um Mitsubishi EVO IX, numa prova especial, já que estavam a correr em casa! Este regresso não podia ter melhor desfecho, com a dupla a ser os mais rápidos após as 7 provas especiais de classificação, saindo de Amarante ainda com o triunfo na Categoria X5.
Como refere Vítor Pascoal, “Foi um rali que nos deu um enorme prazer já que estávamos há cerca de 1 ano sem realizar provas em pisos de terra. 
Entramos bem no rali e mesmo com condições muito difíceis ganhamos logo cerca de 30 segundos aos nossos mais directos adversários na primeira especial do dia. Ao longo de toda a prova, os pisos estiveram sempre muito escorregadios e muito difíceis e era fácil errar. 
Terminamos a manhã na frente do rali, com 1 minuto para gerir da parte da tarde e foi isso que fizemos! Contudo, na última especial, tivemos um percalço nos últimos quilómetros, com o tubo da admissão desencaixado, o que nos fez perder imenso tempo! Foram uns longos 5 kms que nunca mais acabavam, mas foi importante, pois quer eu quer o Pedro nunca perdemos a concentração e tentamos aproveitar ao máximo o pouco que tínhamos do “carro” naquele momento. 
Foi uma grande e importante vitória para nós. Aproveito para deixar um agradecimento especial ao Fevinor Rali Team, à nossa excelente dupla de mecânicos, Miguel Costa e Rui Ferreira, pois foram dias de muito trabalho para nos colocar um carro em perfeitas condições para lutar pela vitória no rali e ao meu navegador que mais uma vez este irrepreensível. 
Por fim quero agradecer a todos os nossos patrocinadores que são o nosso principal motor neste projecto e em todos aqueles que nos apoiaram quer neste rali quer ao longo da época”.12 Copy13 Copy

 

JOÃO VIEIRA EM AMARANTE

 

João Vieira termina no pódio num rali difícil!
Foi em Amarante que terminou a época do Campeonato de Ralis FPAK, com nova edição do Rali de Amarante | Baião!
A prova disputou-se em piso de terra e esteve sob a responsabilidade do Clube Automóvel de Amarante, que mesmo com condições climatéricas nada fáceis, conseguiu proporcionar a todos um excelente evento.
Para João Francisco Vieira e Emanuel Figueiredo, o rali foi encarado com bastante otimismo, pois estavam a participar no seu “rali” e na sua “cidade”. Contudo a tarefa em impor um bom ritmo não foi fácil, já que as especiais estavam muito escorregadias, com todas as equipas a sentirem naturais dificuldades em rodar nestas condições. Ainda assim a dupla do Peugeot 206 Gti não deixou os seus créditos por mãos alheias e conseguiu bons resultados à geral, mesmo lutando em condições desiguais. Após as 7 especiais de classificação, a dupla de Amarante terminou num merecido 3º lugar da categoria P1e 9º da geral! Um excelente resultado, que vem mostrando a grande evolução e competitividade que a dupla conseguiu alcançar na sua época de estreia.
Em balanço, o piloto adiantou que “é um orgulho correr em casa! O Clube Automóvel de Amarante conseguiu montar um rali fabuloso, com troços inigualáveis comparativamente a qualquer rali de terra disputado em Portugal e apesar de as condições meteorológicas não colaborarem, o publico aderiu em massa. 
Como se previa um dia sem chuva, tínhamos delineado um rali ao ataque. Contudo, o piso escorregadio que se fazia sentir obrigou-nos a uma mudança de postura, gerir o andamento sem qualquer erro. Conseguimos, e o resultado espelhou isso mesmo, um 9º lugar à geral, e um fabuloso 3º lugar na classe! De referir que os critérios para a definição da classe nos colocam numa luta completamente desleal e seria de todo impossível alcançar o Pedro Antunes ou o Hugo Mesquita. Gostaríamos de dar mais um passo para a próxima época, mas naturalmente tudo depende dos apoios.
Um agradecimento muito especial aos nossos patrocinadores, Município de Amarante, Jorge Amortecedores, Rapidsport, Inovpeças, Mcoutinho, EF Treino Personalizado, Standarte, Gift Caffe, e Madalena Ginásio.”9 Copy10 Copy11 Copy

 

WTCC 2016

 

López, Muller and Monteiro receive FIA trophies in Vienna
*Matton collects WTCC makes’ award for Citroën

The top three drivers in this season’s FIA World Touring Car Championship were honoured at the FIA Prize Giving ceremony in Vienna this evening (Friday 2 December) where Citroën received the World Touring Car Championship for Manufacturers’ accolade.

José María López (Argentina) was presented with his trophy for winning the World Touring Car Championship for Drivers for the third season running on the back of eight wins – including a victory double at the Nürburgring Nordschleife – seven pole positions and eight fastest laps. Yvan Muller (France) collected his trophy for finishing runner-up to his works Citroën team-mate, while Tiago Monteiro (Portugal) was handed the third-place trophy in recognition of the factory Honda driver’s best season so far in the WTCC, which is promoted by Eurosport Events.

Muller had earlier joined López, plus other world title winners including Sébastien Ogier (WRC) and Nico Rosberg (F1) at the FIA Champions’ Press Conference in the Austrian capital. A four-time World Touring Car champion, last week’s WTCC season finale in Qatar marked Muller’s retirement from full-time competition following a standout career.7 Copy8 Copy

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

Deixei Monument Valley pelas onze da manhã em direção a Oriente, através de longas rectas traçadas no deserto. Fiz um pequeno desvio para passar em “Four Corners”, o único ponto nos Estados Unidos onde quatro Estados se encontram, os de Utah, Colorado, Arizona e New México. Isto é território Índio, que apanha grande parte do Arizona e regiões dos outros três estados. Nos séculos XIX e XX houve vários acordos feitos entre o governo dos Estados Unidos e diversas tribos de Índios para definirem qual o território que eles poderiam ocupar mas tem havido sempre contestações por parte dos Índios. O que aconteceu na prática foi que os Estados Unidos deixaram para os Índios, na sua grande maioria, terreno de deserto, estéril e seco, onde nem erva daninha cresce. Nalguns locais foi descoberto gás natural, os Índios montaram algumas industrias e uns poucos fizeram fortuna mas a maioria da população dos Native Americans, como eles gostam de ser chamados, vive com muito pouco. Eles são totalmente diferentes dos Americanos, não só na cultura como na maneira de pensar e agir. São muito espirituais e dão imensa importância à terra em si, onde os seus antepassados viveram e os descendentes hão de viver. Nunca aceitaram a ideia de lhes terem ocupado as terras que consideravam suas não como propriedade física mas como local onde viveriam ao ritmo a que estavam habituados, de há muitas centenas de anos a esta parte. Não dão grande importância aos bens materiais mas, como qualquer mortal, gostam de ter o mínimo para viver. Por tudo isso sentimos uma certa infelicidade na expressão da maioria. São pessoas frias e à primeira vista parecem antipáticos mas quando falamos um pouco com eles percebemos que são boa gente. O Índio que me atendeu no parque de campismo era tão frio e antipático que me fez lembrar os franceses que, com um pouco de conversa mudam de atitude.

Os americanos, de um modo geral, são o oposto. Simpáticos no primeiro contacto dizem-nos logo: Olá, como está você hoje? De onde vem? Para onde vai? Mas no fundo sabemos que obviamente se estão nas tintas para como nos sentimos naquele dia ou de onde e para onde vamos. Claro que é simpático da parte deles mas as frases saem-lhes da boca para fora automaticamente, sem qualquer sentimento. A partir de ali a conversa raramente se aprofunda, porque os atrapalha, sem saberem como reagir.
As tribos, principalmente os Navajo e os Apache, os mais numerosos, sem poderem cultivar as terras que lhes calharam, dedicam-se a negócios pouco lucrativos de produção de colares e artefactos que vendem aos turistas, enquanto o seu governo recebe os impostos sobre a gasolina que se vende no território para além de explorarem os poucos locais turísticos existentes na região, cujo maior será Monument Valley, mas sem jeito nem convicção.
Quando deixei “Four Corners” parei na primeira cidade que encontrei, para almoçar qualquer coisa. Era Shiprock, uma pequena cidade dos Navajo, com menos de 9000 habitantes. Fui a uma Pizzaria comprar uma dose com quatro fatias mas só tive fome para duas. Quando saí com a caixa na mão tentei procurar um Índio a quem a dar mas não foi evidente. Eles são incapazes de pedir mas acabei por a oferecer a um que veio fazer conversa por causa da moto e ficou radiante, dando-me um forte abraço. Quando parti um outro viu a cena e veio-me perguntar se não tinha sobrado pizza. Arrependi-me de não ter ido comprar outra para este ultimo mas só pensei nisso quando já tinha arrancado.
Passados uns quilómetros a caminho do Sul passamos por uma placa que indica território Apache.
Nesse dia fui ficar a Cuba, a umas 70 milhas de Albuquerque. A senhora do Motel era Espanhola mas de início até pensei que fosse cubana e perguntei-lhe se a terra se chamava Cuba por ter muitos cubanos.
- Não, aqui não vivem cubanos, mesmo se muitos vêm da Florida para aqui se casarem por causa do nome da terra. Penso que se chama assim porque em tempos idos era um local com muita água e portanto designaram-no como um depósito de água, “una Cuba de água”.
 

SERÁ ASSIM A DECORAÇÃO DO CITROEN PARA 2017?

  1. Será assim a decoração do C3 WRC 2017?

 

E QUEM SUBSTITUI ROSBERG NA MERCEDES???

  1. A ESPECULAÇÃO está em alta para quem irá calçar as botas de Rosberg na Mercedes. Alonso, Max, Vettel e uma série de outros nomes. Permitam-me só a pergunta. Acredito que todos esses pilotos já viram os planos dos carros das suas actuais equipas para 2017; muitos já os guiaram em simulador. E agora saem? As equipas iam deixar? Não vejo como. Por isso, há sempre a solução Pascal Wehrlein...

 

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

NOS 67 ANOS de história da F1, talvez seja uma das notícias que causou maior espanto. As mortes também surpreenderam, mas de forma diferente, apesar de caírem como um martelo, até mais marcante.
Outros campeões saíram de cena, uns pela porta grande, outros nem tanto. Mas quase sempre com aviso prévio, se não oficial, pelo menos havendo rumores dessa possibilidade.
Não foi o caso Nico Rosberg. Surgiu como uma flecha, disparada do escuro, mas certeira, penetrante, marcante. Apanhou-nos a todos desprevenidos.
A primeira pergunta foi: porquê? Sabemos agora que Rosberg começou a pensar nisso no Japão. Sabemos que na fase inicial da corrida de Abu Dhabi lhe veio à memória que podia ser aquela a última vez que guiava um F1. Fica a ideia que conquistado o título mundial de pilotos cumpriu um sonho, quase lhe chamaria um destino. Riscou mais um item na sua bucket list.
Percebe-se agora melhor o ar destroçado na conferência de imprensa pós-corrida de Abu Dhabi. Claro que vivera uma montanha de emoções na pista. Claro que era o extravasar de um sentimento que estava recalcado há três anos, sobretudo desde a derrota nos EUA, em 2015. Mas havia mais. Talvez já um vazio, ou quem sabe uma espécie de luz ao fundo do túnel. Se calhar até o não querer encarar a realidade de frente, com receio de deixar, num gesto ou numa palavra, escapar a novidade que se fabricava, cada vez mais forte, no seu cérebro.
No fundo, estava a formar um novo puzzle pessoal. Suplantar a perda, dando início a uma nova existência: ser marido, pai, filho, ter uma vida normal, sem dedicar todo o tempo a um objectivo - ser melhor que o seu nemesis, bater Lewis Hamilton, o amigo que se tornou rival, numa relação de gestão imensamente complicada.
Rosberg saiu em alta. É a minha primeira análise. Não quer ir mais a jogo. Esgotou a vontade. Nem os 50 milhões que conseguiu, ainda este ano, por mais dois anos de contrato (até 2018) o fizeram demover. Porque dinheiro nunca foi motivação. Dinheiro sempre teve. Não lhe acrescenta nada, não lhe abre as portas da “vida bella”. Talvez não queira, sim, ser terceiro, nem quarto… nem mesmo segundo. Já esteve no topo. E o sabor da vitória, da glória, não tem par. O que vier a seguir não será mais do que… igual. Mesmo que vença mais Grandes Prémios, mais títulos.
Terá Rosberg medo de novo confronto? Não me parece. Sabe que numa volta o inglês é capaz de ser melhor. Mas este ano é ele o campeão. E mereceu ser.
"Fecha a loja" numa altura em que a F1 muda e não há certezas que a Mercedes seja tão dominadora a partir daqui. Rosberg não quer viver de novo as desilusões dos tempos da Williams, nem do início da aventura Mercedes. Esperou muito tempo pela primeira vitória. E mais que ninguém pelo primeiro título, conseguido depois de ultrapassados os 200 GP.
Disse-o no domingo no Bandeira de Xadrez: Rosberg sabe que nunca será o campeão do povo, pelo seu passado, pelas origens. Fica sempre a ideia que viveu na "passadeira vermelha", o que está longe de ser verdade nas corridas, pois teve de trabalhar no duro para alcançar o Everest de um piloto de automóveis.
Esta saída extemporânea dá-lhe uma aura especial e coloca no mapa o seu ceptro, para sempre. E este campeonato estava destinado a ter no futuro a importância de um 1996, para dar apenas um exemplo. O título de 2016 iria esfumar-se no tempo, até porque o campeão nem foi o piloto que venceu mais GP, nem sequer o que conquistou mais pódios. Assim tornou-se inesquecível...

 

WTCC 2016 - VOLVO NO PÓDIO

 

Polestar Cyan Racing termina ano no pódio

 

A Polestar Cyan Racing conquistou um excelente resultado na última prova do ano no Campeonato do Mundo de Carros de Turismo – FIA WTCC, que se realizou no Qatar, no Losail International Circuit.

 

Com efeito, Thed Björk, ao volante de um Volvo S60 Polestar TC1 conquistou, na 2ª corrida do dia, o 2º lugar cruzando a meta somente a 1 segundo do líder.

”A equipa deu-me um excelente carro o que me permitiu lutar pela vitória no entanto, o Mehdi Bennani fez uma prova sem erros e não me deixou espaço para ultrapassar. Apesar de querer conquistar aqui a nossa segunda vitória, reconheço que este resultado espelha o nosso progresso na parte final da temporada.” - Thed Björk

Este foi o ponto final na temporada de estreia da Polestar Cyan Racing no WTCC ano em que conseguiu 23 top-10, 5 top-5, um 2º lugar e 1 vitória sendo de destacar que ambos os lugares do pódio foram conquistados nas últimas duas corridas da temporada.

”Terminar o ano no pódio é uma injeção de moral importante para todos. O Thed fez um trabalho fantástico na luta pela vitória. Este ano de aprendizagem excedeu as nossas expectativas e deixa-nos com vontade de fazer mais e melhor ” - Alexander Murdzevski Schedvin -  Head of Motorsport Polestar.6 Copy

 

MAIS SUCESSOS PARA A MARTINSPEED

Campeões Nacionais TCC 2016 fecham a época com chave de ouro.


A derradeira prova do Campeonato Nacional de Velocidade de Turismos (TCR + TCC) decorreu no passado fim-de-semana, 26 e 27 de Novembro, no circuito do Estoril.

A MartinsSpeed e os seus pilotos Tiago Ribeiro e Luís Soares Carneiro tiveram um fim-de-semana bem animado a representar as cores da Ciberfix, Quinta da Pitarrela - Turismo, DreamIt - Fashion, Grab & GoSC Arquitectos, Architoys, Leonor Soares Carneiro, Jewellery Design e Habipenaguião. Estiveram a competir pela primeira vez com o VW Golf GTI 2.0 em condições de chuva, um novo e grande desafio para a dupla, já que as contas do campeonato estavam resolvidas a seu favor.



A primeira dupla corrida do fim-de-semana começou com pista molhada. Jogava-se a lotaria dos pneus, já que algumas equipas apostaram na rápida secagem da pista e optaram por slicks. A maioria jogou pelo “seguro” e os pneus de chuva revelaram-se a melhor opção, de resto a aposta da equipa MartinsSpeed. Ambos os pilotos mostraram uma excelente adaptação e triunfaram individualmente nas suas corridas, somando o máximo de pontos para a equipa.
 
Para a dupla corrida da tarde as condições meteorológicas melhoraram e a pista secou. A regra imponha inverter a sequência do alinhamento de Pilotos da manhã e assim Luís Carneiro foi o primeiro a competir, registando sempre bons tempos com quatro pneus slick novos. Para Tiago Ribeiro estava reservada a corrida final e a mais emotiva. Motivado por não perder terreno para os TCR menos rápidos, o piloto da Régua com um TCC conseguiu baixar pela primeira vez dos dois minutos por volta, registando um fantástico 1.58.8, logrando ainda terminar na frente de um dos Honda Civic TCR.



Para Tiago Ribeiro esteFoi um fim-de-semana cheio de boas emoções e muita adrenalina pois em provas anteriores apenas competimos com outros TCC e estávamos muito longe do ritmo da categoria mais rápida. De facto senti-me muito, muito bem na minha segunda corrida e ataquei forte desde o primeiro momento, acreditando sempre que o meu ritmo me faria estar próximo de alguns TCR quando os pneus novos por eles montados deixassem de ser tão eficientes. Assim foi e pudemos fazer uma corrida disputadíssima e sempre a acreditar.” Quanto à época que agora termina “a equipa atingiu todos os objectivos a que se propôs. Apesar de não dispor do carro mais competitivo nos TCC, vencemos a maioria das provas em confronto directo com a concorrência, ganhámos o título de campeões e ficamos mais próximos de lutar com alguns TCR. Acreditamos que 2017 vai ser muito melhor, pois teremos mais concorrência nos TCC e a perspectiva de um campeonato ibérico parece-nos muito positivo, pois é garantida muita competitividade directa. Parabéns pelo titulo de campeão, muito merecido, do Francisco Mora nos TCR e a todos os que participaram neste campeonato, com um formato muito inteligente e com pilotos que asseguram um futuro risonho para a velocidade. Existe uma nova geração de jovens muito talentosos que em conjunto com pilotos experientes dão um brilho ímpar a esta competição, como há muito não se via.”
 
Para Luis Carneiro “estas 4 provas foram muito interessantes pois pudemos experimentar o nosso carro em condições muito difíceis. O dia de treinos e a primeira corrida foi um teste à nossa capacidade de condução. A verdade é que no final, provámos que mesmo com um carro menos competitivo que os TCR, conseguimos um andamento muito interessante e andar relativamente perto. Relembro que a diferença de tempos entre o VW Golf Cup idêntico ao nosso e o Seat Leon MK3 Eurocopa era de cerca de 10 segundos por volta em circuitos com extensões entre 4Kms a 4,5Kms. Dada ainda a maior rapidez dos TCR, diria que estivemos sempre muito bem. 
Fica como maior registo da época a vitória em Vila Real, um verdadeiro sonho. Que tudo isto se repita em 2017, pelo meu lado tudo farei para defender o titulo agora conquistado. Parabéns ao Francisco Mora e a todos os pilotos que fizeram esta época no CNV. Foi claramente o inicio de um período muito positivo para a velocidade nacional.”
 
Luís Martins, líder da equipa MartinsSpeed: “Em primeiro lugar quero dar os parabéns a esta fantástica dupla que fez uma época brilhante. Nós optamos por apostar nos TCC e cumprimos por completo os nossos objectivos. Para o próximo ano queremos voltar e posso já adiantar que vamos ter dois carros nesta categoria, por isso quem estiver a pensar participar pode desde já nos contactar e reservar lugar. Esta é uma categoria que pode ser muito competitiva, pois existem muitos carros em Espanha e com o Ibérico só tem a crescer, sendo de longe muito mais económica para os pilotos.”


 

Calendário CNVT 2016

14 Maio a 15 Maio - Braga Racing Weekend
25 Jun a 26 Jun - Vila Real Racing Weekend
09 Jul a 10 Jul - Portimão Racing Weekend
10 Set a 11 Set - Jerez Racing Weekend    
26 Nov a 27 Nov - Estoril Racing Weekend

MartinsSpeed Racing Team
A MartinsSpeed é uma jovem equipa sediada na transmontana cidade de Vila Real, que se dedica ao Desporto Automóvel de Competição. Liderada pelo Piloto Luís Martins, a história desta equipa começou a escrever-se em 1997, quando o próprio, com apenas 17 anos, ganhou o concurso “Onde estão os Ases” e recebeu como prémio a participação no Campeonato Nacional de Fórmula Ford/97.
 
Após esta excelente experiência, Luís Martins somou diferentes desafios em múltiplas competições. Um caminho onde o Piloto Nortenho adquiriu uma vasta experiência e know-how, e que o motivou a lançar um projecto à sua imagem, a equipa MartinsSpeed. Uma equipa dedicada inteiramente ao desenvolvimento, aluguer e assistência de veículos de competição, por onde já passaram diversos Pilotos Profissionais e Gentlemen Drivers, com vários títulos conquistados.
 
Palmarés
Campeões Nacionais de Velocidade de Turismos TCC (2016)
Campeões Nacionais de Montanha (2016, 2014, 2012 e 2011)
Vencedores do Campeonato Nacional de Montanha (2015)
Vencedores dos 200km de Formula-Ford (2014)
Vice-Campeões Nacionais de Montanha (2013)
Campeões Ibéricos de Montanha (2012)
Campeões Nacionais de Sport Protótipos (2010)
Vice-Campeões da Taça de Sport Protótipos (2010, 2012)
Vice-Campeões Nacionais de Sport Protótipos (2009)
Vice-Campeões da Taça de Velocidade (2002)





 

 

S 90 E 70 ENTRE OS FINALISTAS

 

 

S90/V90 entre os 7 finalistas do Car of the Year

 

Foram divulgados os finalistas da edição 2017 do Car of the Year.

Os novos Volvo S90/V90 fazem parte do reduzido leque de 7 finalistas numa edição que recebeu 30 candidatos.

Este é o segundo ano consecutivo no qual a Volvo vê os seus novos modelos chegarem à votação final. Na edição anterior, também o XC90 (modelo que desde o seu lançamento já recebeu mais de 120 distinções em todo o mundo) foi um dos automóveis finalistas tendo mesmo obtido o 2º lugar na classificação final.

A votação final será efetuada em Março de 2017 e o vencedor anunciado no Salão Internacional de Genebra. Nessa votação, cada elemento do júri terá de distribuir os seus 25 pontos entre, pelo menos, 5 dos automóveis nomeados.

O prestigiado Car of the Year (http://www.caroftheyear.org/) foi instituído em 1964. Desde então, tem vindo a distinguir anualmente, o automóvel que, para o júri, constitui a melhor nova proposta que tenha sido colocada à venda nos 12 meses anteriores à atribuição desse título. Atualmente, o júri é composto por 58 jornalistas especializados provenientes de 22 países europeus.

Os Novos Volvo S90 e V90 foram recentemente introduzidos no mercado e têm vindo a receber bastantes distinções. Recorde-se que, em Portugal, a V90 é um dos modelos candidatos ao Troféu Carro do Ano – Volante de Cristal 2017.5 Copy

 

 

ANTÓNIO CAMILO NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

4 HORAS DE BRAGA

 

ANTÓNIO CAMILO NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

Depois da sua participação na Legend´s Cup, eis que o Citroen Saxo de António Camilo regressa de novo às pistas, desta feita já este fim de semana no circuito Vasco Sameiro em Braga para disputar as 4 Horas de Braga.Mas António Camilo, desta feita vai ter partilhar o volante do Citroen Saxo com o seu irmão Emanuel Camilo, que marca o seu regresso às pistas, depois de mais uma década de ausência e de José Balça.

 

Sobre o que o espera o piloto de Vial Real “ para já quero chegar ao fim, sem problemas, é uma corrida longa.Já vi a lista de inscritos, há muitas e diversificadas máquinas, para além de chegar ao fim, quero lutar pela vitória em termos de agrupamento e classe, esperando que o carro esteja a 100%, para assim poder atingir os objectivos pretendidos”, disse-nos

 camilo1 Copycamilo2 Copycamilo3 Copy

 

MOTOS NO BRASIL

 

Resumo do campeonato na categoria SuperBike

Danilo Lewis venceu três corridas e ocupa a liderança da temporada 2016. O piloto de Osasco segue em busca de seu primeiro título na categoria SuperBike. O atual campeão, Diego Faustino, vem logo atrás e visa alcançar o adversário. A diferença entre os dois caiu para apenas quatro pontos após a rodada dupla em Goiânia. E correndo por fora, o paranaense Wesley Gutierrez está na terceira posição e ainda sonha em conquistar o campeonato. Mas para isso precisaria vencer e contar com o tropeço dos ponteiros.

A contagem regressiva foi iniciada para a grande final da temporada 2016 do SuperBike Brasil e as disputas pelas primeiras posições prometem ficar mais quentes do que nunca. A etapa decisiva será realizada no Autódromo de Interlagos, neste domingo (4), e mais uma vez com direito a rodada dupla. Até então, este tem sido o ano de Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team. O piloto da cidade de Osasco (SP) venceu três das oito etapas realizadas e mantém a liderança da categoria SuperBike de ponta a ponta.

O campeonato deste ano iniciou prometendo grandes emoções. Nomes importantes do motociclismo nacional e latino-americano aderiram à competição. Já nas etapas iniciais, entraram para a disputa o paranaense Wesley Gutierrez (#134), da equipe Kawasaki Racing Team, o paulista Diego Pretel (#88), da BMW Motorrad Alex Barros Racing, o argentino Marco Solorza (#55), da JC Racing Team, e o italiano Sebastiano Zerbo (#81), da BMW Motorrad Alex Barros Racing. Estes quatro pilotos prometiam brigar pelas primeiras posições juntamente com o bicampeão da SuperBike Maico Teixeira (#36), da equipe Honda, o atual detentor do título, Diego Faustino (#68), também da Honda, e seu companheiro de equipe José Luiz "Cachorrão" (#51).

(1ª etapa em Interlagos – a disputa mais acirrada do campeonato)

Logo na 1ª etapa, realizada em Interlagos, essa disputa foi bastante quente. Faustino, Zerbo, Gutierrez e Lewis brigaram pela vitória até os últimos instantes. Na corrida – que foi a mais disputada do campeonato até então – os quatro pilotos revezaram posições e a definição saiu apenas na volta final. Gutierrez, que chegou a vislumbrar a vitória, cometeu um erro no tempo de frenagem em uma curva, na penúltima volta, passou reto e perdeu diversas posições. Com isso, Lewis conseguiu assumir a ponta e ficar com a vitória. Faustino faturou a vice-liderança e Zerbo, o terceiro lugar.

(2ª etapa em Interlagos - Lewis vence com folga)

Na corrida seguinte, a 2ª etapa, Lewis manteve o bom desempenho e, desta vez, venceu a prova com bastante folga – foram quase 10 segundos de vantagem. Enquanto isso, Maico garantiu a vice-liderança, com Gutierrez em terceiro, Zerbo em quarto e Faustino completou o pódio com o quinto lugar.

(3ª etapa em Interlagos – corrida das reviravoltas)

A 3ª etapa foi a corrida das reviravoltas e a prova a ser esquecida para Faustino. O atual campeão mantinha a liderança da corrida e buscava sua primeira vitória na temporada. Porém, na última volta, ele acabou se chocando com Solorza, quando o argentino forçou uma ultrapassagem malsucedida e os dois acabaram indo parar no chão. Zerbo também abandonou a corrida após sua moto ter ‘quebrado’ nas voltas finais. Assim, a vitória caiu de bandeja para Lewis, que manteve o 100% de aproveitamento no campeonato. Cachorrão ficou com a segunda posição, seguido por Maico Teixeira em terceiro, Fernando Guerra (#913), da Motonil Motors, em quarto, e Bruno Corano (#34), da Kawasaki Racing Team, em quinto.

(4ª etapa em Interlagos – superação e vitória de Faustino)

A 4ª etapa foi marcada pelo grande desempenho de Faustino que lhe rendeu a primeira vitória na temporada. O piloto largou dos boxes e iniciou sua escalada por posições. Somente na reta final da última volta, Faustino conseguiu a ultrapassar o então líder, Lewis, para receber a bandeirada em primeiro por apenas quatro centésimos de vantagem. Lewis ficou com a segunda posição, seguido por Cachorrão em terceiro, Wesley em quarto e Diego Pretel em quinto.

(5ª etapa em Interlagos – Faustino domina prova em pista molhada)

Na primeira prova com chuva da temporada, Faustino teve uma vitória incontestável. O piloto disparou na frente e ampliou sua vantagem – para mais de oito segundos - até receber a bandeirada em primeiro. Enquanto isso, Cachorrão faturou a vice-liderança, com Maico Teixeira em terceiro, Wesley Gutierrez em quarto e Zerbo em quinto. Lewis não fez uma boa corrida e encerrou a prova apenas na sétima posição.

(6ª etapa em Curitiba – o início do domínio argentino)

O grande nome da 6ª etapa, em Curitiba, foi o do argentino Diego Pierluigi (#84), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing. O piloto entrou para a competição no meio do calendário e interferiu diretamente na disputa do título, que vinha sendo travada por Lewis e Faustino. Pierluigi assumiu a ponta ainda nas primeiras voltas e em seguida começou a abrir vantagem até receber a bandeirada em primeiro. Enquanto isso, Faustino, que vinha em segundo, sofreu uma queda na parte final da corrida e ficou apenas com a nona posição. Lewis, que poderia com isso ampliar ainda mais sua vantagem, foi somente o quinto. Já a vice-liderança da prova foi para Wesley Gutierrez, seguido por Marco Solorza em terceiro e Sebastiano Zerbo em quarto.

(7ª etapa em Londrina – Pierluigi x Faustino: o argentino leva a melhor)

A 7ª etapa, em Londrina, foi marcada pela intensa disputa entre Pierluigi e Faustino pela liderança da prova. Os dois dispararam na frente dos adversários e cravaram consecutivas voltas rápidas. Correndo em casa, Faustino vinha na ponta com o argentino logo atrás, que estudava a melhor forma de tomar a posição. Este cenário se repetiu até a penúltima volta quando, enfim, Pierluigi realizou uma manobra arrojada e assumiu a liderança. Com isso, o argentino obteve sua segunda vitória consecutiva no campeonato. Mesmo sem alcançar o lugar mais alto no pódio, Faustino conquistou pontos importantes com a vice-liderança. Seu adversário direto, Lewis, foi o terceiro, seguido por Wesley Gutierrez em quarto e Maico Teixeira.

(8ª etapa em Goiânia – o domínio dos ‘hermanos’ )

Primeira bateria: Mesmo após sofrer uma queda feia nos treinos, o argentino Diego Pierluigi conseguiu voltar à pista, acelerar forte e vencer com folga a primeira corrida da rodada dupla. Esta foi a terceira vitória consecutiva do piloto. Seu conterrâneo Marco Solorza (#55), da equipe JC Racing Team, garantiu a segunda colocação após realizar uma grande prova e ganhar diversas posições. Wesley Gutierrez ficou com o terceiro lugar, seguido pelos pilotos da Honda, Diego Faustino e Maico Teixeira, que se tocaram na volta final e com isso permitiram a ultrapassagem de Wesley.

Segunda bateria: Marco Solorza fez novamente uma grande corrida e venceu a segunda bateria, marcada pelas mudanças de condição de pista e pelo procedimento de bandeira amarela – para resgate de um piloto. Assim como na 1ª prova, Solorza ganhou diversas posições e assumiu a dianteira. A vice-liderança foi para Wesley Gutierrez. O piloto da Kawasaki não conseguiu impedir a ultrapassagem do argentino e ficou em segundo. Diego Faustino fechou a terceira posição e diminuiu para quatro pontos a vantagem de Lewis no campeonato, que recebeu a bandeirada logo atrás, em quarto. Já o quinto lugar no pódio ficou com Maico Teixeira.

Confira abaixo a classificação da categoria SuperBike após a 8ª etapa do campeonato:

1º - Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team – 146 pontos

 - Diego Faustino (#68), da Honda – 142 pontos

 - Wesley Gutierrez (#134), da Kawasaki Racing Team – 120 pontos

 - Maico Teixeira (#36), da Honda – 105 pontos

 - José Luiz "Cachorrão" (#51), da Honda – 99 pontos

 - Marco Solorza (#55), da JC Racing Team– 82 pontos

 - Diego Pierluigi (#84), da BMW Motorrad Alex Barros Racing – 76 pontos

 - Sebastiano Zerbo (#81), BMW Motorrad Alex Barros Racing – 63 pontos

 - Diego Pretel (#88), da BMW Motorrad Alex Barros Racing – 46 pontos

10º - Marcelo Skaf (#177), da Pitico Race Team – 41 pontos

FINAL - SUPERBIKE BRASIL:

9ª etapa do SuperBike Brasil

Dias: 02, 03 (treinos livres e classificatórios) e 04 de dezembro (corridas)

Onde: Autódromo José Carlos Pace

Endereço: Av. Sen. Teotônio Vilela, 261 - Interlagos, São Paulo (SP)

Arquibancada gratuita

 

 

RITA OLIVEIRA - 5º EM FRONTEIRA

24 Horas TT Vila de Fronteira

25 a 27 de novembro

 

Rita Oliveira vence Senhoras e fica no top 5 em Fronteira

Equipa Vangest com três carros à partida e todos à chegada

 

Rita Oliveira, aos comandos de um Polaris RZR 1000 Turbo preparado pela JL Racing, conquistou o quinto lugar absoluto nas 3 Horas TT Vila de Fronteira, competição destinada aos buggy/UTV inserida no programa das 24 Horas TT de Portugal.

 

Nesta que foi a derradeira prova desta temporada, e também aquela em que a piloto se aventurou sozinha em competição, Rita Oliveira conseguiu o seu melhor resultado de sempre numa competição de todo-o-terreno na linha do que já havia mostrado em Portalegre. A vencedora da Taça das Senhoras no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, teve como colegas de equipa e adversários o seu pai Carlos Oliveira, aos comandos Yamaha YXZ 1000R, e o seu habitual navegador Luís Engeitado que pilotou um Polaris RZR 1000.

 

Carlos Oliveira terminou a competição no 10º lugar. Estava a fazer uma excelente prova quando furou e perdeu tempo na assistência. Luís Engeitado, por outro lado já rolava em terceiro quando teve um problema na correia do seu Polaris, vindo a terminar no 13º posto.

 

A prova começou bem para a piloto inscrita pela equipa Vangest que, apesar de a dada altura ter perdido dois lugares, conseguiu, a 26 minutos do final, gerir a competição da melhor forma e dar mais três voltas ao percurso, ganhou vantagem, recuperou à geral e alcançou um lugar no Top 5 da competição. “é uma prova que adoro, muito ao meu jeito, mas também muito dura porque havia muita lama. Tinha más expetativas para o início, mas acabou por correr tudo bem. A dada altura fiquei sem noção das posições ocupadas, mas a 26 minutos do final percebi que tinha de dar mais três voltas. Entrei na última volta a dois minutos do final, o que me deu uma grande vantagem e a possibilidade de entrar no top 5”, refere Rita Oliveira que acrescenta: “O quinto lugar tem um sabor especial porque no Portalegre ficámos com o andamento e não com o resultado: rolámos na sexta posição, mas acabámos por não conseguir ocupar uma posição de topo. Esta conquista é uma forma excelente para terminar as competições deste ano. Foi uma prova muito dura, mas bem gerida e disputada, estou muito satisfeita, até porque esta é a primeira competição que disputo sozinha”.

 

De recordar que Rita Oliveira renovou o título de campeã nacional entre as senhoras ao vencer seis das sete provas disputadas, tendo ainda terminado em posições de destaque todas as jornadas que compuseram o calendário desportivo do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

 1 Copy2 Copy3 Copy

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race 2016 já tem seu melhor piloto estreante, Eduardo Berlanda leva o título

Torneio Rookie Of The Year, que compreende as oito etapas da temporada 2016, foi conquistado por antecipação pelo catarinense

Aos 30 anos, em sua primeira temporada na Sprint Race Brasil, Eduardo Berlanda, piloto de Florianópolis (SC), faz história e conquista de forma antecipada seu segundo título no ano, o minitorneio Rookie Of The Year, o qual concorrem pilotos estreantes, tendo participado em até três etapas nos anos anteriores da categoria, e prêmio de R$25.000,00 a ser usado de crédito em 2017.

"Fico muito feliz com a conquista. É muito gratificante chegar em meio a tantos talentos na categoria e conseguir um bom desempenho desde o início. Entretanto gostaria de ressaltar que não teria conseguido sem a ajuda do meu irmão, já que ele é responsável por me mostrar a dinâmica e acerto total do carro. Mas acima de tudo,metade dos pontos vieram dos esforços e conquistas dele; então este título não é meu, e sim nosso", destaca Eduardo.

Após a realização da penúltima etapa, em outubro na cidade de Cascavel, Eduardo Berlanda chegou aos 293 pontos e não pode mais ser alcançado por Marcus Peres e Lucas Peres (pai e filho), que aparece na segunda colocação com 163 pontos. Desta forma, o piloto catarinense é o campeão da temporada 2016. O encerramento do campeonato está previsto para os dias 16, 17 e 18 de dezembro, em Interlagos.

Eduardo participou da Stock Light em 2009, já disputou campeonatos em provas de kart na categoria Graduados e, também, no Metropolitano de Marcas e Pilotos na Marcas A. Neste ano, a adaptação à nova categoria foi tão rápida quanto o carro na pista.

Em curto espaço de tempo, o piloto mostrou talento e ousadia em parceria com Wanderlei, passando a ser presença constante no alto do pódio da Sprint Race Brasil - das 14 corridas do ano, pontuou em 12, com sete vitórias, um dois segundos lugares e, três terceiros. "Tivemos um início de campeonato muito bom, e além das expectativas", comentou o piloto.

"O Dudu chegou pronto na Sprint Race. Apesar de ser seu primeiro ano na categoria, ele fez um ano impecável. Se adaptou muito rápido ao carro, e sem dúvidas é um dos melhores pilotos que já tivemos, tanto que vai para última etapa praticamente empatado na disputa pelo título", declarou Thiago Marques, organizador da Sprint Race.

Os irmãos catarinenses seguem na vice liderança, a apenas três pontos do líder Luca Milani, e na etapa final buscarão o título do campeonato da categoria PRO. Na oitava etapa do ano as chances estão equivalentes, serão 100 pontos estarão em jogo. "Estamos muito felizes por estar disputando o título até a última etapa. Sabemos que para conquistá-lo precisamos estar com o conjunto em perfeitas condições, por isso estamos nos preparando muito, com muito foco, e acreditamos que a equipe da Sprint Race esteja fazendo um ótimo trabalho de equalização de todos os carros da categoria", finalizou.

No início do ano, Eduardo havia conquistado ao lado do irmão Wanderlei Berlanda Junior o Winter Cup, que compreende as etapas 2, 3 e 4, configurando seis corridas (premiação de 20 mil reais para serem usados como crédito no ano seguinte).

Assim, os campeões da quinta edição dos minitorneios são: Eduardo Berlanda/Wanderei Berlanda Junior, Winter Cup; Luca Milani da Final Cup e Eduardo Berlanda da Rookie Of The Year.

A oitava e etapa final da Sprint Race Brasil 2016 será no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos,na capital de São Paulo, no dia 18 de dezembro, com pontuação dobrada. As transmissões ficam por conta dos canais BandSports e PlayTV, como também do Programa Acelerados no SBT com os episódios do Reality Show da Sprint Race.

A Sprint Race têm patrocínio da Albriggs, aQuamec, Pirelli, Ecopads, Vaz, Fremax e Rio Custom.

Classificação do Rookie Of The Year

1) Eduardo Berlanda, 293 pontos
2) Marcus/ Lucas Peres, 163
3) Jorge Martelli, 160
4) Guido Cotta, 135
5) Claudio Bushmann, 109
6) Beto Giorgi, 98

Classificação do Final Cup (Etapas 5, 6, e 7)

1) 77 Luca Milani (PRO), 141 pontos
2) 87 Jorge Martelli/ Kau Machado (GP), 87
3) 82 Gerson Campos/ Cassio Cortes (GP), 83
4) 17 Eduardo Berlanda e Wanderlei Berlanda Jr (PRO), 94
5) 78 Lucas Peres/Marcus Peres (GP), 77
6) 7 Vinícius Margiota (GP), 80
7) 13 Raphael Campos (PRO), 61
8) 23 Guido Cotta (PRO), 50
9) 88 Beto Giorgi/ Esio Vichiesi (PRO), 23

Classificação do Winter Cup (Etapas 2, 3, e 4)

1) Berlanda Jr/ Eduardo Berlanda, 163 pontos
2) Luca Milani, 113
3) Beto Giorgi, 80
4) Guido Cotta, 71
5) Claudio Buschmann, 70
6) Matheus Marini, 48

Programação de pista em Interlagos

Sexta feira, 16 de dezembro

08h40 às 09h20 - Treino EXTRA (Exclusivo organização)
13h50 às 14h30 - 1° Treino OFICIAL
14h50 - Briefing
16h45 às 17h25 - 2° Treino OFICIAL

Sábado, 17 de dezembro

07h00 às 07h10 - Exclusivo organização
08h30 às 09h30 - Estudo de telemetria
10h20 às 10h50 - Classificatório

Corrida 1
16h00 - Alinhamento dos carros
17h05 - Placa de 5 minutos
17h10 - Saída para volta de aquecimento + 23 min. + 1 volta

Domingo, 18 de dezembro

Corrida 2
09h50 - Alinhamento dos carros
10h55 - Placa de 5 minutos
11h00 - Saída para volta de aquecimento + 23 min. + 1 volta
11h30 - Pódio

FINAL - SPRINT RACE BRASIL:
8ª etapa - Dias: 16, 17 e 18 de dezembro
Onde: Autódromo José Carlos Pace
Endereço: Av. Sen. Teotônio Vilela, 261 - Interlagos, São Paulo (SP)

 

Eduardo Berlanda é o estreante com maior número de pontos na temporada 2016 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Eduardo Berlanda é o estreante com maior número de pontos na temporada 2016 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Piloto Eduardo Berlanda (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Piloto Eduardo Berlanda (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Eduardo Berlanda divide o carro #17 com o irmão Wanderlei Berlanda Junior (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Eduardo Berlanda divide o carro #17 com o irmão Wanderlei Berlanda Junior (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Sprint Race #17 comandado por Eduardo Berlanda (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Sprint Race #17 comandado por Eduardo Berlanda (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

O belíssimo capacete do piloto Eduardo Berlanda (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

O belíssimo capacete do piloto Eduardo Berlanda (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

 

MOTOS NO BRASIL

 

SuperBike Brasil faz história e vai estrear Interlagos após reforma na grande final

Grande Final será no Autódromo de Interlagos, dia 04 de dezembro

alt

Este domingo (4) é dia de festa para a motovelocidade nacional. O SuperBike Brasil faz história e pela vez na era recente do esporte uma final de campeonato será realizada no Autódromo de Interlagos, o grande berço e maior palco do motociclismo brasileiro. E além da definição dos títulos da temporada 2016 e promessa de recorde tanto de público quanto de pilotos inscritos, a rodada decisiva marca o retorno da competição à capital paulista, em um esforço da organização do SuperBike para se fechar o ano com chave de ouro no autódromo recém-reformado.

“Vamos usar Interlagos completo, com os boxes e toda a infraestrutura, que depois da reforma ficou sensacional. É uma conquista para a motovelocidade fazer um encerramento da temporada em São Paulo, algo que nunca existiu e que agora o SuperBike pretende que se repita nos próximos anos. Estamos fazendo história”, comemora o piloto e organizador do SuperBike Brasil, Bruno Corano.

A avaliação geral é que Interlagos está ‘melhor do que nunca’. Toda a área de paddock e os boxes passaram por uma profunda reformulação e agora contam com refeitórios e salas de apoio com ar condicionado. A pista também recebeu melhorias. Foram feitas novas zebras e áreas de escape em alguns pontos do traçado, além de retoques no asfalto. Assim, a 9ª e última etapa do campeonato vai oferecer aos pilotos as condições ideais para competir, nesta que será a estreia da motovelocidade no autódromo reformulado.

O maior ícone do país no esporte também comemora a disputa da final em Interlagos. O ex-piloto Alexandre Barros – duas vezes quarto colocado no MotoGP (2002 e 2004) – participa do SuperBike Brasil com suas duas equipes e comenta que a rodada decisiva em São Paulo é ainda mais especial por aproximar os patrocinadores justamente na decisão em que se pode comemorar o título.

“A grande final em Interlagos sem dúvida vai ser emocionante e muito disputada em todas as categorias. Ter a última etapa em São Paulo é bacana, porque ficamos mais perto de nossos patrocinadores e parceiros, e a logística facilita para todo mundo. Nosso Team Estrella Galicia 0,0 está na briga pelo título na Copa Honda CBR 500R com o José Duarte, e vale ressaltar que estivemos muito competitivos o ano todo, com dois pilotos sempre entre os primeiros. Chegamos à final com um deles com bastante chance. Vamos fazer de tudo e trabalhar muito para conquistar esse campeonato. Na equipe BMW Motorrad, tivemos um ano de altos e baixos, mas estamos terminando a temporada bem competitivos, e já estamos nos preparando para o ano que vem”, comentou o ex-piloto.

Novamente com duas baterias em disputa na SuperBike e SuperSport, a final do SuperBike Brasil promete ser um grande espetáculo. O título segue completamente em aberto na categoria de elite e o atual líder Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team, vai fazer de tudo para assegurar o seu primeiro campeonato. E o retrospecto em Interlagos está ao lado dele. Nas cinco corridas realizadas em São Paulo neste ano, Lewis foi o vencedor em três. Porém, Diego Faustino (#68), da equipe Honda, não vai deixar barato. Apenas quatro pontos de distância do ponteiro, o atual campeão vai acelerar ao máximo para alcançar seu terceiro título brasileiro.

E o show na pista deve se repetir nas demais categorias. A etapa final terá ao todo nove largadas com início previsto para as 9h deste domingo (4). Ainda dá tempo para garantir o ingresso e fazer parte dessa prova que será única. As entradas de paddock, que dão acesso exclusivo aos boxes, custam R$ 40 e são vendidas pelo site Ticket Fácil. Já a arquibancada é gratuita. Basta retirar o bilhete em um dos pontos conveniados.

Confira a ordem de largada da final do SuperBike Brasil, rodada realizada neste domingo (4) em Interlagos:

9h01: Honda Junior Cup

9h46: Copa Honda CBR 500R

10h30: SuperBike – 1ª bateria

11h30: SuperSport – 1ª bateria

12h20: SuperStreet/Yamaha R3 Cup

13h12: Copa Kawasaki Ninja 300

14h11: SuperBike – 2ª bateria (Transmissão ao vivo do canal Fox Sports 2)

15h09: SuperBike Light

15h55: SuperSport – 2ª bateria

O SuperBike Brasil tem Patrocínio Silver Honda, Mobil, Pirelli e Yamaha. Patrocínio Bronze Premium de Kawasaki, Ducati e MotoSchool. Patrocínio Bronze de Shark, Diafrag, Alpinestars e Tutto Moto.

FINAL - SUPERBIKE BRASIL:

9ª etapa do SuperBike Brasil

Dias: 02, 03 e 04 de dezembro

Onde: Autódromo José Carlos Pace

Endereço: Av. Sen. Teotônio Vilela, 261 - Interlagos, São Paulo (SP)

Arquibancada gratuita

 


Autódromo de Interlagos após reforma
Jose Cordeiro/SPTuris
baixar em alta resolução

 


Autódromo de Interlagos após reforma
Jose Cordeiro/SPTuris
baixar em alta resolução

 


Autódromo de Interlagos após reforma
Jose Cordeiro/SPTuris
baixar em alta resolução

 


Em 2016 conseguimos reunir uma média de 100 - 150 pilotos por etapa
Paulo Henrique Cruz - VGCOM
baixar em alta resolução

 


Nós também estamos de luto!!
 

JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

4 HORAS DE BRAGA

 

JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

José Francisco Cerqueira foi integrado na equipa da JC Group, onde este fim de semana vai participar nas 4 Horas de Braga ao volante do mesmo Seat Leon, com que participou esta época no Campeonato Nacional de Montanha.Já habituado ao carro, José Francisco está optimista na obtenção dum bom resultado, como nos confidenciou “ na realidade conheço o carro, que vai ser o mesmo com que corri no Nacional de Montanha, mas o grande objectivo é terminar a corrida, que é muito longa e dura para a mecânica.Depois é cortar a linha de chegada o mais bem classifcado possivel, e agradeço o convite que me foi feito pelo José Correia, ao qual quero corresponder com o meu melhor desempenho, com muita concentração, e espero que tudo nos corra pelo melhor”.

 jfc1 Copyjfc2 Copy

 

PAULO SOUSA NOS 250 KM DO ESTORIL EM DUAS FRENTES

 

A prova dos 250 Km do Estoril é, de entre todas, a minha preferida. E é também a preferida da minha equipa, que, tal como no ano passado foi constituída pelo Marco Moreira e Domingos Laranjeira (chefe de equipa e responsável técnico) e pelos meus dois filhos mais velhos, Diogo e Marta, responsáveis pela cronometragem rigorosa dos tempos das três paragens obrigatórias e por manterem o pai hidratado.

                Nos treinos optamos por afinações de chuva, sabendo que teríamos que as manter para a prova. Tudo normal, P19 em cerca de 50.

                Na prova decidimos uma estratégia em que faríamos a paragem mais longa com reabastecimento logo na primeira e as duas mais rápidas nas seguintes. Correndo tudo bem subiríamos na classificação depois da última paragem.

                Infelizmente não chegamos lá. A prova foi interrompida antes, por causa de um enorme acidente ocorrido na recta da meta. Felizmente estava na zona da chicane e vi os semáforos vermelhos, o que me fez rumar às boxes com o carro inteirinho e a respirar saúde.

                O facto de ser noite, aliado à chuva, criou uma situação de péssima visibilidade que terá provocado o acidente. Foi um mau fim de época para o Historic Endurance e o ambiente entre todos era um bocado dramático. As corridas têm sempre uma componente de risco e é também esse risco que lhes confere o fascínio. Só que implica o pagamento de um preço, por vezes um preço muito elevado.

                A classificação foi ordenada pelas posições da antepenúltima volta antes do acidente e o Sonett acabou em 15.º.

 

                No dia seguinte alinhei com um Mini integrado nos 250 Km dos CSS. Num Mini do Daniel Saavedra, fazendo equipa com ele e com o Francisco Abreu. Ambiente fantástico, equipa maravilha e boa disposição constante.

                Fiz a largada e corri cerca de meia hora sempre em luta e ultrapassagens constantes. Entreguei o carro ao Daniel em segundo dos Mini, muito perto do primeiro e à frente do que veio a vencer. Infelizmente o Mini teve uma pequena avaria e não chegou ao fim. Mesmo assim foi amigo: deixou que todos os três corressem.

                Nota interessante: a minha melhor volta foi em 2:27:7; a melhor volta dos Minis foi 2:27:6 e a melhor volta do Mini vencedor foi 2:27:8. Vai ser um Troféu com diversão garantida. FOX 1880_CopyFOX 1888_Copy_Copy

 

VICTOR RODRIGUES E JOÃO PAULO MATOS NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

VW Scirocco de Victor Rodrigues / João Matos (Fast & Kinetic) nas 4 horas de Braga.

Na sequência da recente participação no IHE - Iberian Historic Endurance - Algarve Classic Festival iremos participar nas 4 horas de Resistência de Braga, já no próximo fim de semana.

Será um regresso após a última participação em dezembro de 2012, neste carro e nesta prova, então com um gratificante 3º lugar na classificação final. Definimos como objetivo desta participação torná-la num momento de convívio para o conjunto de amigos da “Fast &Kinetic” e despedirmo-nos do VW Scirocco, como hoje se encontra (a recente participação no Algarve despertou novo interesse no VW Scirocco que, para ser competitivo, carece de melhoramentos na suspensão, direção, travões, entre outros que se farão em 2017).

Não temos outro objetivo que não seja terminar as 4 horas, com uma classificação tão boa quanto possível. Em 2012 corremos para obter uma boa classificação geral; este ano participaremos porque gostamos do traçado e sentimos vontade de voltar a andar com o VW, nesta pista.

Os apoios são os de sempre, LineaMédica SA – Central São Dinis, a apoio técnico e logístico da Fast & Kinetic. 1 Copy

 

LIVRARIA ASCARI COM NOVIDADES

 

Caro Leitor,

Aproxima-se o Natal e aqui vão as nossas primeiras sugestões.

Por aqui, encontra novidades - uma delas em Português, -  um livro em destaque a um preço especial. E se espreitar as nossas PROMOÇÕES na nossa pagina, vai encontrar excelentes surpresas. 

São boas leituras para si e para oferecer a quem partilha consigo o gosto pelos automóveis e motos.

Se não encontrar o que procura, lembre-se que na nossa página (www.ascari.pt) encontra outros artigos, entre eles promoções e novidades!

 

Boas leituras!  

 

 

 

Resumindo...

PORTUGUÊS

PROMOÇÃO

NOVIDADE - AUTOMOVEL

NOVIDADE - MOTO

NOVIDADE

 

PORTUGUÊS

Enzo Ferrari: Memorias completas


Biografia de Enzo Ferrari

Um texto em registo memorialístico escrito pelo carismático fundador da mítica escuderia. Estas «Memórias» são, por um lado, um retrato multifacetado, repleto de episódios e personagens de relevância histórica, social, política e desportiva que interessarão certamente a vários públicos. Por outro, são um relato muito interessante de uma Itália industrial do período anterior e posterior às duas guerras mundiais, mas, também, uma história do automóvel em Itália (e no mundo) e de que forma as corridas de automóveis contribuíram para introduzir e aperfeiçoar inovações que mais tarde passaram a integrar os modelos de fábrica, como se aquelas fossem um laboratório para o desenvolvimento dos carros feitos em série. E é, ainda, um conjunto de factos, feitios e características dos grandes pilotos de corrida ao longo de muitas décadas.

(Autor: vários,Idioma: Português, 388 págs, capa dura , 16X23 cms, 600 fotos)

 

Preço: 25.00 Euros

      SAIBA MAIS...  

 

 

PROMOÇÃO

Ford Capri - The Essential Buyer's Guide



Guia para o comprador ou proprietário de um Capri .

Integralmente ilustrado a cores, indica as características e pormenores de cada ano de 1969 a 1986 (excpto RS) e os Capri Mercury Americanos de 1970 a 1977.

(PUB 11/2009, Autor: Mark Paxton, Idioma: Inglês, 64 págs, capa mole, 20X14 cms, 100 fotos) .

Preço Editor: 15,00 Eur (12.99 Libras)

Preço Ascari: 10.00 Eur
(limitado ao stock existente)  

  SAIBA MAIS... 

 

 

NOVIDADE - AUTOMOVEL
Factory Original Ford RS Cosworths

 

Guia completo de originalidade em todos as vertentes desportivas dos modelos RS Cosworts. Cobre o motor, transmissão, carroçaria, acabamentos e interiores, electricidade, equipamentos e painel de instrumentos, vários componentes e ainda as cores de pintura e interiores.

Cada modelo tem o seu próprio capítulo, composto por uma descrição em texto integral e análise acompanhada por fotografias a cores mostrando exemplos notáveis dos carros em todos os aspectos.

(PUB 11/2016, Autor:Dan Williamson; idioma: Inglês, 168 págs, 25X25 cms, capa dura, 500 fotos)

 

Preço: 48.00 Euros 

SAIBA MAIS... 

 

 

NOVIDADE - MOTO

AJS & Matchless: Complete Story



A AMC (Associated Motor Cycles) produziu algumas das motocicletas britânicas mais emblemáticas da década de 1940 e 1950.
 
Este livro, é uma história do desenvolvimento das singles e a de dois cilindros, aborda a parte desportiva  e contempla especificações técnicas de todos os modelos.

(PUB 09/2016, Autor: Matthew Vale, Idioma: Inglês, 192 págs, capa dura, 21X27 cms, 200 fotos ).

Preço: 28.00 Euros

SAIBA MAIS...

 

 

Estes artigos encontram-se em stock, pelo que podem estar consigo em 24 horas. Encomende pela net ou simplesmente por telefone, ligando agora mesmo: 225025520 ou 93 550 85 85. Recebe os livros à cobrança, ou pagando via paypal ou ainda num multibanco mais próximo.

A escolha é sua e não podia ser mais simples! Se não encontrou aqui o que procura, visite a nossa página, mande-nos um email, ou se tiver Messenger, adicione o nosso email à sua lista de contactos e fale connosco on-line. Teremos muito gosto em o/a ajudar.

E, como é hábito, não esqueça a Garantia Ascari: se não ficar inteiramente satisfeito/a com a sua compra basta devolve-la para ser reembolsado.

Boas leituras!

Fátima Rodrigues 

Manuel Pinheiro

Livraria ASCARI - Web:www.ascari.pt

- MSN/Mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar - Telef.Fax: 225025520 - TLM: 93 550 85 85 - SKYPE: Ascari Online

 

4 HORAS DE BRAGA - HORÁRIOS

4 HORAS DE BRAGA . HORÁRIOS

 

 

SÁBADO - 03 / 12 / 2016  08:00 FECHO DA PISTA Início Duração Final CATEGORIA TIPO 09:00 02:25 11:25 4 HORAS RESISTÊNCIA TREINOS PRIVADOS 11:30 00:25 11:55 CN FEUP2 E FEUP3 TREINOS LIVRES 12:00 00:25 12:25 4 HORAS RESISTÊNCIA TREINOS PRIVADOS 12:30 00:25 12:55 CN FEUP2 E FEUP3 TREINOS CRONO 13:00 00:30 13:30 4 HORAS RESISTÊNCIA TREINOS LIVRES 13:50 00:25 14:15 CN FEUP2 E FEUP3 CORRIDA 1 PARTIDA ROLANTE  14:25 00:30 14:55 4 HORAS RESISTÊNCIA TREINOS CRONO 16:20 00:25 16:45 CN FEUP2 E FEUP3 CORRIDA 2 PARTIDA ROLANTE  16:50   CN FEUP2 E FEUP3 ENTREGA DE PRÉMIOS PÓDIO DO KIB
 
DOMINGO - 04 / 12 / 2016 09:00 FECHO DA PISTA Início Duração Final CATEGORIA TIPO 09:00 00:15 09:15 4 HORAS RESISTÊNCIA WARM-UP
10:00 04:00 14:00 4 HORAS RESISTÊNCIA
CORRIDA  PARTIDA ROLANTE
14:10   4 HORAS RESISTÊNCIA
ENTREGA DE PRÉMIOS  PÓDIO DO KIB

 

LISYA DE INSCRITOS - 4 HORAS DE BRAGA

 

 

 

LISTA DE INSCRITOS - 4 HORAS DE BRAGA

 

 

7CRM MOTORSPORTEduardo LeitãoLuis FerreiraNuno SantosRicardo LeitãoCATHERAM R300MODERNOS 8
15MONTEIROS COMPETIÇÕESMiguel MonteiroEduardo MonteiroVOLVO 850PÓS-CLÁSSICOS6
22LINEA MÉDICA / CENTRAL S. DINISVictor RodriguesJoão MatosVW SCIROCCO 1.6 GLCLÁSSICOS1
31MARTINSSPEEDAlex PereiraJosé PiresVW GOLF R35MODERNOS 8
33VELOSO MOTORSPORTJoão CarvalhoLuis NunesSEAT LEON TCRMODERNOS 9
71GILBERTO BRITORomeu PintoCarlos FerreiraGilberto BritoFIAT PUNTO 85PÓS-CLÁSSICOS4
75PEDRO DIAS Pedro Dias Gaspar LeiteFrancisco LeiteFIAT PUNTOPÓS-CLÁSSICOS4
100SPEED GIRLS Daniela MarquesJoana BarbosaSofia MoutaCristina SilvaFIAT UNO PÓS-CLÁSSICOS4
226TIAGO VILELATiago VilelaHugo NegraisFIAT PUNTO 85PÓS-CLÁSSICOS4
233FERNANDO CHARAISFernando CharaisNuno SoaresRicardo Pereira Jorge CruzDATSUN 1200 CLÁSSICOS1
252JC GROUP RACING TEAMJosé CorreiaRicardo GomesJosé FranciscoSEAT LEON 1.8MODERNOS8
4 HORAS RESISTÊNCIA DE BRAGA 19ª EDIÇÃO 03 e 04 Dezembro 2016 LISTA DE INSCRITOS
252
282COMVAL RACINGPedro MatiasJoão MestreJoão DuarteWESTFIELDMODERNOS 7
304HERDMAR - JOMOTEXAbel MarquesSérgio MonteiroRui CastroFIAT TIPOPÓS-CLÁSSICOS5
318ANTÓNIO CAMILOEmanuel CamiloJosé BalçaAntónio CamiloCITROEN SAXOPÓS-CLÁSSICOS4
322PAULO FERRAZPaulo Ferraz11028Carlos GonçalvesNNNNFIAT PUNTO 85PÓS-CLÁSSICOS4
327MANUEL FERNANDESArnaldo MarquesPedro CarvalhoNNNNFIAT PUNTO 85PÓS-CLÁSSICOS4
328SOLAR QTA. PORTELA / JOÃO TÃOJoão TãoAugusto SoaresHugo AlvesSimplício TaveiraCITROEN SAXO CUP PÓS-CLÁSSICOS4
335JOAQUIM SOARESJoaquim SoaresRui GonçaloAntónio BarrosFIAT PUNTO 85PÓS-CLÁSSICOS4
363ANDRÉ MARTINSAndré Martins11571Luis AlvesNuno FigueiredoFIAT PUNTO 85PÓS-CLÁSSICOS4
397AMOB RACING Vasco BarrosManuel BarrosRENAULT CLIO RSPÓS-CLÁSSICOS5
400OS RESISTENTESRicardo GomesSérgio FreitasMiguel RodriguesNNHONDA LOGO MODERNOS7
401MULTIPROJECTUS IRui GarciaNNNNNNBMW 635 CSICLÁSSICOS3
402MULTIPROJECTUS IIPedro OliveiraNNNNNNBMW 635 CSICLÁSSICOS3
403PT RACING Paulo AntunesJosé TeixeiraRADICAL SR3SPORT / PROTÓTIPOS10
404PDAUTO / DG - GRUPO DGPaulo SilvaTiago MoreiraJorge GonçalvesJoão Vilas BoasDATSUN 1200 CLÁSSICOS1
411KANGAROO RACING TEAMPedro MartinsMiguel PinheiroGil OliveiraFIAT PUNTOPÓS-CLÁSSICOS4
412JOAQUIM SOARESJoaquim SoaresPedro PereiraTiago PereiraAdruzilo LopesHONDA CIVICPÓS-CLÁSSICOS4

 

PEDRO OLIVEIRA EM DUAS FRENTES EM BRAGA

 

TROFÉU FEUP – 4 HORAS DE BRAGA

 

PEDRO OLIVEIRA EM DUAS FRENTES ESTE FIM DE SEMANA EM BRAGA

 

Pedro Oliveira vai ter um fim de semana deveras ocupado, onde não vai parar um minuto que seja, pois a partir de amanhã irá disputar uma prova decisiva em termos de Troféu Feup, com o Fiat Punto, onde poderá ainda ter aspirações a poder vencer o troféu, para além de querer ganhar a corrida.Depois no domingo, nova participação nas 4 Horas de Braga, onde irá partilhar o volante do Fiat Punto com mais três pilotos.Sobre aquilo que o espera Pedro Oliveira foi claro “ tenho uma série de dificuldades à minha espera, não vai ser um fim de semana fácil. Vai exigir muito de mim, principalmente no sábado, em que se irão decidir o titulo no Troféu Feup.Não estou á espera de qualquer facilidade por parte dos meus adversários, espero que o carro esteja perfeito, e se assim for estou confiante que posso ganhar a corrida, e quem sabe o troféu, embora isso já não dependa só de mim, mas sim de terceiros.Para a prova de domingo, o stress será menor, mas vou para a pista confiante, muito concentrado, sem cometer erros, para assim também poder fazer um bom resultado para a equipa “ disse-nos.

 FOX 3681_Copy

 

COMPETISPORT GARANTE TITULO

 

Competisport garante o título do FPAK e da Taça em Amarante!
Apesar das condições climatéricas difíceis que se abateram no Rali de Amarante | Baião, a Competisport fechou mais duas competições com um balanço muito positivo, angariando mais dois títulos na prova a cargo de Clube Automóvel de Amarante que se disputou em piso de terra e encerrou o Campeonato de Ralis FPAK e a Taça de Ralis FPAK Terra.
A Competisport marcou presença com a dupla Luís Mota e Alexandre Ramos, alinhando com um Mitsubishi EVO VI, uma vez mais equipado com os novos MRF Tyres.
Num rali que não foi fácil, a dupla acabou por não entrar bem na prova, já que um ligeiro erro na Super Especial em Amarante, fez com que a dupla perdesse algum tempo, mas nada estava perdido pois havia ainda mais 6 especiais no dia seguinte.
No sábado, os pisos estavam bastante escorregadios, mas a dupla entrou bem na prova e rodou sempre nos lugares do pódio, ascendendo à 3ª posição da geral, para não mais o largar, garantindo assim o 2º lugar na Taça de Ralis FPAK Terra. Com este resultado de Luís Mota, a Competisport amealhou mais dois títulos absolutos, sagrando-se Campeã Ralis FPAK Equipas, vencendo também a Taça de Ralis FPAK Terra equipas!
Como salientou André Mota, responsável pela Competisport, “o rali começou mal na super especial com um erro que obrigou o Luís Mota a fazer marcha atrás para corrigir, perdendo bastante tempo.
Durante o dia de sábado estiveram um pouco mais retraídos, pois estavam a perceber como os MRF funcionavam com o piso naquelas condições. E a verdade é que os pneus funcionaram lindamente e puderam defender o 3º lugar na prova. 
Os pneus tiveram um comportamento fantástico com estas condições, com chuva e lama e a durabilidade deles tem surpreendido bastante, pois ainda é o mesmo jogo neste carro desde Mortágua, cumprindo o rali todo sem percas de performance!”1 Copy2 Copy3 Copy

 

MOTOS NO BRASIL

 

Afastado do esporte há 30 anos, Marco Greco retorna para a final do SBK Brasil

alt

  A grande final do SuperBike Brasil, prova realizada neste domingo (4) no Autódromo de Interlagos, vai contar com a presença de um grande veterano das pistas. Marco Greco, de 53 anos, confirmou participação e irá disputar a última rodada da temporada 2016 pela categoria SuperBike Light Master. O ex-piloto paulistano vai integrar a equipe Tecfil Racing Team e utilizará o numeral #4 em sua moto.

Marco Greco tem uma vida inteira ligada ao esporte a motor. Na década de 1980, participou do Mundial de Motovelocidade pelas categorias 350cc e posteriormente 500cc. Em seguida, decidiu trocar as motos pelos carros. Correu na Formula 3000 e chegou a ser piloto de testes na Fórmula 1. Entretanto, foi nos Estados Unidos em que teve seu maior sucesso. Greco participou de oito temporadas da Formula Indy e no campeonato 1996–1997 obteve a 3ª colocação.

Agora, depois de 30 anos afastado da motovelocidade e 15 do esporte a motor, Marco Greco decidiu retornar às pistas após receber incessantes convites de amigos para participar de uma corrida especial para ex-pilotos do MotoGP. A prova foi no mês de outubro, em Goiânia, porém, por um capricho do destino, Greco acabou não correndo. Sua moto quebrou durante o warm-up.

“Nem foi tão ruim assim. Com apenas cinco voltas no treino classificatório, fiquei na 8ª posição. Nada mal em um Mundial de Masters depois de tantos anos fora das pistas”, avalia Greco.

Desta forma, a final do SuperBike Brasil será o primeiro teste real de Marco Greco numa prova de motovelocidade. E as dificuldades serão diversas. A questão física é uma delas. O ex-piloto revela que perdeu 15 quilos, mas que ainda está longe do condicionamento ideal para alcançar um alto desempenho. Já com relação à pilotagem, Greco fez seu primeiro teste na pista de Interlagos nesta quarta-feira (30).

“Treinei ontem (quarta) na chuva e foi tudo dentro do prognóstico para o reconhecimento da moto e para a minha adaptação à pista, pois depois da mudança do traçado de Interlagos, nunca mais andei no circuito”, comenta Greco.

Agora resta aguardar e conferir o desempenho do ex-piloto. Os treinos livres da SuperBike Light Master serão disputados nesta sexta-feira e os classificatórios no sábado. Já a largada da categoria está programada para as 15h09 deste domingo. 

FINAL - SUPERBIKE BRASIL:

9ª etapa do SuperBike Brasil

Dias: 02, 03 (treinos livres e classificatórios) e 04 de dezembro (corridas)

Onde: Autódromo José Carlos Pace

Endereço: Av. Sen. Teotônio Vilela, 261 - Interlagos, São Paulo (SP)

Arquibancada gratuita

Mais informações: www.superbike.com.br

 

 

FRANCISCO ABREU SEM SORTE NO SEU REGRESSO ÀS PISTAS

 

250 KM DO ESTORIL

 

FRANCISCO ABREU SEM SORTE NO SEU REGRESSO ÀS PISTAS

 

No seu regresso às pistas, Francisco Abreu ao volante dum Mini de troféu não teve a sorte pelo seu lado, pois na corrida o pequeno carro britânico seria obrigado a renunciar, como nos foi explicado Foi muito giro ser convidado pelo Diogo Ferrao a participar nesta prova e fazer equipa com Daniel Savedra e Paulo Sousa. Foi muito engraçado e desafiante esta prova pois nunca tinha guiado um Mini, de volante à direita e de noite!Foi uma experiência muito interessante e a equipa teve um excelente ambiente, infelizmente um problema na embraiagem fez com que tivéssemos de acabar a nossa prova a poucos minutos do fim.Agradeço ao Diogo Ferrao ter se lembrado de mim, ao Daniel Savedra a excelente recepção que me fez e ao Paulo Sousa a grande gestão da prova.fabreu1 CopyFOX 1888_Copy

 

EXCELENTE 13º LUGAR FINAL PARA HERCULANO ANTAS

 

24 HORAS DE FRONTEIRA

 

EXCELENTE 13º LUGAR FINAL PARA HERCULANO ANTAS

 

 

 

Herculano Antas terminou a edição das 24 Horas de Fronteira na 13ª posição á geral ao volante do Mercedes ML, na sua segunda participação nesta maratona de todo o terreno.Segundo Herculano Antas “ esta minha segunda participação nas 24 Horas de Fronteira, correu bem, esta prova foi feita ao volante do Mercedes ML, na qual partilhei o volante com os pilotos franceses Jean Luc Baudet e Stephane Hermann do Team GPSM 36, conseguindo ver a bandeira de xadrez na 13ª posição à geral, entre as noventa  equipas inscritas e que alinharam.Não foi uma prova fácil, longe disso, as condições atmosféricas não facilitaram, assim como o terreno onde a prova se desenrolou, , mas esta posição foi em minha opinião excelente”

 

Sem antes terminar Herculano Antas  acrescentou “ quero agradecer a todos que de algum modo contribuiram para a concretização deste projecto”HERCULANO1 Copyherculano Copy

 

FIM DE SEMANA NÃO MUITO FÁCIL PARA A GARAGEM AURORA NO ESTORIL

 

250 KM DO ESTORIL

 

 

HISTORIC ENDURANCE

 

 

 

FIM DE SEMANA NÃO MUITO FÁCIL PARA A GARAGEM AURORA NO ESTORIL

 

O fim de semana passado no autódromo do Estoril, não foi de modo algum fácil para a equipa da Garagem Aurora, onde os três carros que participaram , apenas um chegou ao final.Assim, segundo Eduardo Santos Júnior “ os problemas surgiram com o Porsche da dupla espanhola Salvador Albinam/Diaz Tejeiro, que face aos problemas mecânicos  foram logo solucionados, e a equipa só não quis participar na corrida por desentendimentos com o organizador.Quanto ao Porsche 911 da outra dupla espanhola Luiz Lopez/Alvaro Rodriguez, não tiveram a sorte pelo seu lado, pois foram um dos protagonistas da carambola que acabou por envolver uma série de carros , sendo a prova interrompida para a evacuação dos pilotos sinistrados.Nessa altura, o terceiro Porsche 911  com o  António Torres da Silva e eu ao volante, ficamos classificados segundo a organização da prova em 13º lugar â geral. As condições de condução no meu turno estavam incriveis, as condições na pista eram muito dificieis, a chover muito, péssima visibilidade, ao ponto de nas ultimas três voltas fazer a recta da meta do autódromo do Estoril a 100km/h, não se via nada com o escuro da noite, com os faróis e o spray deixado pelos meus adversários, foram minutos dificieis, confesso “ disse-nos o preparador.

 FOX 2475_Copy

 

GIANFRANCO MOTORSPORT COM DIFICULDADES NO ESTORIL

 

SINGLE SEATERS – ESTORIL

 

GIANFRANCO MOTORSPORT COM DIFICULDADES NO ESTORIL

 

 

 

O fim passado não foi de forma alguma  fácil para a equipa da Gianfranco Motorsport, pois o mesmo não correu como o esperado.Segundo Ginho Rodrigues “ isto nas corridas por vezes surgem contratempos que não esperamos, e foi isso que acontceu no passado fim de semana no Estoril, na qual problemas mecânicos acabaram por impedir que o monolugar da Gianfranco conduzido por Tiago Mesquita acabasse por não poder alinhar na 1ª corrida.Um problema na caixa de velocidades, impediu que pudessemos ter participado , mas conseguimos superar este obstáculo”.

 

 

 

A verdade é que o carro da Gianfranco Motorsport, partiu da última posição, onde depois Tiago Mesquita foi autor duma notável recuperação até à oitava posição.Segundo Ginho Rodrigues “ na segunda corrida as coisas estiveram melhor, e o TiagoFOX 0663_Copy Mesquita foi autor dum excelente resultado, e estou convencido, que se a corrida tivesse mais umas voltas, a recuperação seria maior”

 

 

 

PRESENTE NAS 4 HORAS DE BRAGA E TROFÉU FEUP

 

O fim de semana que se aproxima, vai prometer no seio da Gianfranco Motorsport, que vai ter em pista um Fiat Punto e um Alfa Romeo.Assim segundo Ginho Rodrogues “ no sábado, iremos disputar a derradeira jornada do Trofé Feup, com o Fiat Punto que será conduzido a solo pelo Pedro Oliveira.Ao volante do Alfa Romeo irá estar o Tó Zé e o Tiago Mesquita, e espero que tudo nos corra pelo melhor, para assim poder obter as melhores classificações possiveis.Para domingo, na prova das 4 Horas, o Fiat Punto estará de novo na pista, e será conduzdo por Manuel Sousa e Pedro Oliveira, havendo ainda a estreia de dois  pilotos João Ribeiro Santos e José Ribeiro.O objectivo aqui  é ser o melhor Punto em pista, vamos lutar para que isso aconteça, estamos todos prontos para mais um desafio “, disse-nos.

 

 

CADDILAC APRESENTA NOVO PROTÓTIPO

CADDILAC APRESENTA NOVO PROTÓTIPO

 

Eis a ultima obra prima da Caddilac, para correr nos Estados Unidos.A1 CopyA2 CopyA3 Copy

 

CALENDÁRIO 2017 - CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

 

CALENDÁRIO PARA 2017

 

  1. 2017 FORMULA 1 CALENDAR
    March 26 Australia, Melbourne
    April 9 China, Shanghai...
    April 16 Bahrain, Sakhir
    April 30 Russia, Sochi
    May 14 Spain, Barcelona
    May 28 Monaco, Monte Carlo
    June 11 Canada, Montreal
    June 25 Azerbaijan, Baku
    July 9 Austria, Red Bull ring
    July 16 UK, Silverstone
    July 30 Hungary, Hungaroring
    August 27 Belgium, Spa
    September 3 Italy, Monza
    September 17 Singapore, Marina Bay
    October 1 Malaysia, Sepang
    October 8 Japan, Suzuka
    October 22 USA, Austin
    October 29 Mexico, Mexico City
    November 12 Brazil, Interlagos *
    November 26 Abu Dhabi, Yas Marina

 

MAIS NOVIDADES PARA O WTCC 2017

WTCC 2017 COM MAIS NOVIDADES

 

  1. A prova do WTCC em Moscovo e a  segunda corrida de Xangai caiem do calendário 2017 do WTCC, que fica assim reduzido a 10 jornadas. Confirma-se o regresso de Monza e de Macau. Vila Real no mesmo fim-de-semana de Baku F1.
    Outras novidades - mais pontos na corrida principal: 30-23-19-16-13-10-7-4-2-1.
    Pode ser introduzida uma joker-lap, tal como no Ralicross, mas apenas nos circuitos citadinos. Mas ainda não está confirmado.

 

SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

  1. APENAS faltava a confirmação oficial: ExxonMobil troca McLaren por Red Bull na F1.

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

 

 

 

The Craters of the Moon fica num deserto ao sul do Estado de Idaho. Há uma pequena vila a cerca de 30Km, Arco, onde fiquei essa noite.

Os pneus que me tinham montado na fabrica da Honda no Japão já estão nas ultimas. Duraram menos que o costume, talvez por as estradas americanas serem mais abrasivas que o normal, para ganharem aderência nos períodos de chuva ou neve. Como o local é isolado atestei o depósito antes de sair Arco e até Eden, o meu próximo destino, perto de Salt Lake City, tentei não ultrapassar os 120 Km/h com medo que o pneu traseiro, já com arames à vista, pudesse estoirar. As cidades e vilas por onde tinha passado desde que deixei Seattle eram demasiado pequenas para que algum concessionário tivesse em stock pneus para a Cross Tourer.
Os primeiros cem quilómetros foram através de uma estrada de faixa única em cada sentido que cruza o deserto. Passei junto a uma central nuclear e, pouco depois, afastada da estrada dois ou três quilómetros, vejo Atomic City, uma pequena cidade que foi a primeira no mundo a ser totalmente alimentada a energia nuclear.
Em Eden ía ficar em casa de um homem que me foi apresentado por uma amiga comum que vive em Cape Town, na Africa do Sul e, por telefone, pedi ao Ross para me tentar encontrar um jogo de pneus na região de Salt Lake City. Acabou por me informar que só havia um jogo num concessionário BMW e outro num da Honda, de entre os perto de dez da região. A razão talvez seja o facto de nos Estados Unidos não venderem estas motos pois quase todas as Honda de grande cilindrada são Gold Wing ou réplicas das Harley.
O Ross, que só conheci quando cheguei a casa dele mas que já me tinha dito que poderia lá ficar o tempo que quisesse, é uma pessoa encantadora. Médico reformado tem cinco filhos de três casamentos e vive nesta casa fantástica sobre um lago no Norte do Utah. Aqui a maioria da população são Mormon e feverosos apoiantes do Trump, como ele, que chegou ao ponto de contribuir financeiramente para a campanha. O Ross é um tipo grande, bonacheirão, simpático, divertido e inteligente. Uma pessoa que veio de baixo e subiu a pulso, abrindo um consultório de sucesso depois de se formar. Os bisavós, contava-me, chegaram a esta terra, de carroça, no final do século XIX quando não havia aqui absolutamente nada. Tive conversas interessantíssimas com ele e ajudou a mudar a opinião generalizada que tinha do povo americano.
Quando entrei nos Estados Unidos e aqui critiquei os americanos pelas conversas que tive e ouvi nos autocarros, uma das minhas irmãs, que cá viveu muitos anos, discordou da minha opinião e pediu que fizesse uma reavaliação depois de atravessar o país. Ainda vou a meio mas confesso que, depois dos muitos contactos que tive com pessoas de diversos meios sociais, incluindo os polícias que me pararam na estrada, a minha opinião mudou.
Cheguei a casa do Ross no Sábado à tarde e os concessionários fecham, normalmente, à segunda de maneira que nesses dias, para além de me mostrar a região, apresentou-me a família que vive por perto e aproveitei para mudar o filtro de ar à moto, que não fazia desde a Indonésia, e substituir as pastilhas de travão da frente, que estavam no fim. Quando acabei de mudar o filtro, operação trabalhosa na Cross Tourer pois obriga a desmontar as carenagens e levantar o depósito de combustível, pus a moto a trabalhar mas só uns segundos, para não deixar poluição na garagem. Quando, na terça feira de manhã, me preparava para arrancar quis pôr a moto a funcionar mas ela não pegou. Voltei a desmontar tudo e verificar as fichas eléctricas que pude mas o problema não se resolveu. O que se passou foi porque, por a região de Eden estar a cerca de 1600 metros de altitude e o filtro velho estar muito sujo, a electrónica da moto tinha regulado o sistema para pouca pressão de gasolina pois o motor também recebia pouco ar. Ao desligar a moto poucos segundos depois de ela ter pegado não dei tempo ao sistema de se autorregular e assim, quando a quis voltar a pegar, respirando bem através de um filtro novo, não tinha pressão de gasolina suficiente para pegar. Tentei fazer um “reset” ao sistema a partir de uma gravação que o Ross encontrou na internet mas sem sucesso.
Assim, na quarta feira de manhã carregamos a moto num atrelado e levámo-la ao concessionário local. Quando lá chegámos disseram-me que tinham uma lista de espera na oficina de dois meses mas, depois de explicar que estava em viagem, prontificaram-se a receber logo a moto. O computador deles não tinha o “software” para esta moto, por não ser aqui vendida, nem o próprio importador, que eles entretanto contactaram mas, depois da minha explicação sobre o que se tinha passado, acabaram por conseguir pôr a moto a trabalhar e, para meu espanto, não me cobraram nada pela intervenção. Sensacional.
De ali parti para o concessionário que tinha o jogo de pneus reservado para mim, o quinto jogo que monto desde que comecei a viagem.

 

NOVO RFENAULT CLIO

 

NOVO RENAULT CLIO: AINDA MAIS APAIXONANTE

 

Há um novo Renault Clio! Com pequenos grandes pormenores que o tornam ainda mais apaixonante. A assinatura luminosa Full LED, a nova grelha dianteira e os novos pára-choques sobressaem no exterior. No interior, destaque para os novos materiais que lhe conferem a imediata perceção de um grande salto qualitativo e, também, para os novos equipamentos tecnológicos, como o sistema Easy Park Assist (estacionamento mãos-livres) e o R.Link Evolution. Uma referência, ainda, para a introdução na gama dos motores diesel 1.5 dCi 110 e gasolina TCe 120, ambos associados a caixas manuais de seis velocidades e que dão uma nova dinâmica ao Novo Clio. Disponível a partir de 14.300€, com as carroçarias berlina e Sport Tourer, o novo Renault Clio oferece, tal como toda a gama Renault, a garantia de 5 anos10 Copy11 Copy12 Copy

 

VELOSO MOTORSPORT NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

Veloso Motorsport alinha nas 4H de Resistência de Braga


NOTA DE REDACÇÃO:


O www.velocidadeonline.com é neste caso totalmente alheio quer à qualidade, quer ao teor deste artigo em termos de imprecisões e erros apresentados pelo race spirit como autor deste texto.9 Copy

 

 

Depois da brilhante passagem pelo Circuito do Estoril, onde conquistou o título Nacional de Velocidade, a Veloso Motorsport prepara já a sua participação nas 4H de Resistência de Braga, evento que tem lugar no próximo fim-de-semana de 3 e 4 de Dezembro, no Autódromo Vasco Sameiro.

 

A equipa liderada por Luis Veloso inscreve um dos seus SEAT Leon Cup Racer, que vai ter ao volante o campeão da Montanha, Luis Nunes, e ainda o jovem piloto João Carvalho. Esta dupla tem por missão lutar pelo triunfo nesta popular prova, esperando-se que estejam reunidas as condições para mais um fim-de-semana de grandes alegrias para a formação nortenha.

 

“Vamos tentar terminar o ano em festa, conseguindo o triunfo nestas 4H de Braga. Como é normal, não será uma tarefa fácil, dada a concorrência e também devido à duração da prova, que é um duro teste às mecânicas destes carros, preparados para corridas menos longas, mas que já venceram com esta equipa, uma das corridas mais longas do mundo, as 48H disputadas no Algarve. Tenho confiança na grande capacidade técnica da Veloso Motorsport e acredito na fiabilidade deste carro para chegarmos ao fim em primeiro lugar. Este será também o meu regresso às pistas ao fim de cerca de 15 anos e depois de várias temporadas na montanha, pelo que estou também motivado e curioso para saber como será a minha performance aqui em Braga.” Disse Luis Nunes.

 

As 4H de Braga são organizadas pelo Clube Automóvel do Minho e têm o seguinte programa/horário:

 

 

03.12.2016 – Sábado

14H00 - Treinos Livres (30m)
15H30 - Treinos Cronometrados (60m)

04.12.2016 – Domingo

09H00 - Warm Up (30m)
10H00 - Corrida (4H)

 

 

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

 

 

Deixei Anaconda pelas onze da manhã a caminho de Yellowstone, mais um dos National Parks que pretendia visitar.

Cheguei a West Yellowstone pelas três e meia da tarde, deixei a bagagem no Hotel e fui visitar o parque. O homem da recepção estranhou eu aparecer de moto nesta altura do ano mas com um ar de “há malucos para tudo” disse:
- Talvez se safe
A volta ao parque são nada menos que 200 Km.
É fantástico porque tem não só muita vegetação, rios e um enorme lago mas também animais selvagens que se passeiam pelo parque. Uns 30 Km depois de entrar estava uma manada de búfalos junto à estrada e parei para tirar fotografias, só mais tarde reparando num sinal a dizer “não se aproxime dos búfalos que podem atacar”.
Yellowstone está a cerca de 2400 metros de altitude e o trajeto de volta ao parque passava por uma zona de montanha mais alta onde a temperatura baixou para os 2º. Aí não só havia neve como placas de gelo em algumas zonas da estrada. Felizmente tinha deixado a mala e o saco no Hotel porque por quatro ou cinco vezes a moto andou de lado em cima do gelo mas, porque ia mais leve, consegui controlar o “slide” sem ir ao chão.
Pelo caminho fui parando diversas vezes, não só para tirar fotografias como para observar os geiseres que há um pouco por todo o parque, com água a ferver a sair da terra, por vezes a correr em pequenos riachos fumegantes que depois vão desaguar nas águas geladas dos rios de grandes caudais. Espetacular.
Entretanto, com isto tudo, começou a ficar noite o que não calhava nada, principalmente pelos animais à solta pelo parque.
Quando estava já noite cerrada, ainda a uns 40 Kms da saída do parque, deparei com três carros parados porque estava uma manada de búfalos a atravessar a estrada. Parei junto a eles até que o primeiro decidiu avançar, lentamente, por entre os búfalos, seguido dos outros dois. Eu de moto, não podia ficar ali parado à mercê dos animais mas também era complicado avançar pelo meio dos búfalos. Pus-me então do lado esquerdo do terceiro jipe que avançava devagar, entre ele e a berma alta, o carro a servir-me de escudo para os búfalos. Mas eis que, a bimba da mulher que ia ao volante, atrapalhou-se com a moto e parou. Os dois carros que iam à frente seguiram , os búfalos voltaram a ocupar a estrada toda e ali ficámos nós no meio, numa situação complicada.
- Avance à frente, dizia-me a “cabra”.
- Não. Quero ir ao seu lado.
- Mas eu não quero. E arrancou encostando-se à berma sem me deixar espaço. Sem poder ficar parado, rodeado de animais, tive que arrancar atrás dela e passar no meio dos búfalos, alguns quase a tocarem-me e o meu ritmo cardíaco a mudar no sentido contrário ao das focas quando mergulham, passando de setenta para cento e setenta pulsações por minuto. Será que não vai dar a algum para embirrar com o barulho da moto, pensava. Lá fui avançando, devagar e a tremer, até passar toda a manada e depois, já livre daqueles, ultrapassar a “vaca” e insultá-la, enquanto ela fechava o vidro do jipe. Passou-me o frio.
No dia seguinte, voltei a adormecer depois do despertador tocar e perdi o pequeno almoço. Fui mais tarde tomá-lo a um simpático café onde conheci um interessante casal de americanos, que meteram conversa por causa da moto. Ela tinha estado em Portugal nos anos 80 e a filha, que trabalhava no Luxemburgo, disse-lhe que tinha ficado encantada com Lisboa.
Segui depois viagem a caminho do que chamam “Craters of the Moon”. Na prática não tem nada a ver com a Lua e é uma enorme zona coberta de lava que, não tendo sido expelida por um vulcão, saiu de enormes rachas que abriram na terra. Formou uma paisagem de rochas pretas que nos anos sessenta os americanos acharam que seria o mais parecido que havia na terra com a paisagem lunar tendo ali levado os astronautas antes de pousarem na lua para treinos. De aí vem o nome daquele local inóspito, do género do que tinha visto há uns anos numa das ilhas Canárias.
 

MOTOS NO BRASIL

 

Ingressos do 2° lote para o Salão Moto Brasil estarão à venda

Compra de ingressos pode ser feita em pontos fixos em São Paulo e Rio de Janeiro e também pela internet

alt

- Quem quiser garantir o ingresso mais barato, precisa se apressar. A partir de amanhã, quinta-feira – 01/12 – estará à venda o 2° lote de ingressos para o Salão Moto Brasil 2017 - um dos maiores eventos de duas rodas do país, que acontece de 26 a 29 de janeiro, no Riocentro, Rio de Janeiro. O valor passar a ser R$ 30 por dia.

Com ponto de venda móvel e fixos no Rio de Janeiro, pontos fixos em São Paulo e também pela internet, basta escolher a forma mais cômoda para efetuar a compra.   

No Rio de Janeiro, os ingressos podem ser encontrados na All Motos (Copacabana), Candice Cigar (Barra da Tijuca), Copacabanas MC (Copacabana), Dragon's Motos (Maracanã), Gaucho Motos (Tanque), MN Óleo Moto Express (Campo Grande), Motocenter n 1 (São Francisco Xavier), Moto Rio/ Dafra (Botafogo e Taquara), Moto Skull (Campo Grande), Rei das Motos (Taquara) e Rio Harley Davidson (Recreio dos Bandeirantes). Já em Niterói, Fazzy Custom (Santa Rosa) e Quadricenter (Itaipu). Em Nova Iguaçu, a venda é feita no R11 Motos (Centro) e, em Duque de Caxias, na Moto Ralf (25 de agosto). Uma outra opção é o ponto de venda móvel, que leva o ingresso até onde a pessoa está.

Em São Paulo, a venda é feita no PHD Pimenta (Vila Guilherme) e no Shopping Moto Aventura (Centro).

As pessoas de outros estados ou que preferem a comodidade das compras online, os ingressos também estão à venda no www.ingressorapido.com.br.

O Salão Moto Brasil acontecerá de 26 a 29 de janeiro de 2017, dessa vez no pavilhão 4 do Riocentro, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, com muitas novidades. Os apaixonados por motos não podem perder o evento para toda família que une negócios, entretenimento, turismo e educação.

Salão Moto Brasil

Na sua 7ª edição, o Salão Moto Brasil, já está consolidado no calendário anual do motociclismo nacional e é um dos maiores do setor no Brasil. Com o intuito de gerar negócios, entretenimento, educação e turismo, o evento tem expositores das principais montadoras, fabricantes e distribuidoras de motopeças e acessórios, além de shows, atrações e um público qualificado e apaixonado por duas rodas. Tem como principais apoiadores AMO-RJ (Associação dos Motociclistas do Estado do Rio de Janeiro), Prefeitura do Rio de Janeiro, Rio Conventions & Visitors Bureau e RioTur.  

Salão Moto Brasil 2017 - Rio de Janeiro - RJ

Dias: 26, 27, 28 e 29 de janeiro

Informações sobre os pontos de venda: www.salaomotobrasil.com.br/ingressos

Pavilhão 4 do Riocentro - Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ

Horário de funcionamento: quinta e sexta das 14 às 22h, sábado das 12h às 22h e domingo das 12h às 20h

 


Vista aérea do Riocentro, Rio de Janeiro
Divulgação
baixar em alta resolução

 


Salão Moto Brasil, um dos maiores eventos de duas rodas do país
Divulgação
baixar em alta resolução

 

 

MAIS NOVIDADES PARA O WTCC 2017

 

FIA World Motor Sport Council approves introduction of category for TCN2 cars
*Main Race and WTCC MAC3 get new points structure
*Allowance for ‘joker’ laps in sporting regulations
*Two-day events to control expenditure

The FIA World Touring Car Championship will get an extra tier in 2017 with the launch of FIA WTCC-2, part of a rules revamp approved by the FIA World Motor Sport Council in Vienna today, designed to further increase the WTCC’s appeal and spectacle.

Catering for cars built to the world governing body’s TCN2 technical regulations, WTCC-2 will provide an accessible starting point for drivers and teams aiming to reach touring car racing’s top echelon, albeit in a high-profile and competitive environment.

WTCC-2 will be administered by the same team behind the WTCC from the FIA and Eurosport Events. The WTCC-2 sporting and technical regulations will be published shortly by the FIA.

TCN2 cars are designed for use in national and international competitions and are equipped with up to two-litre turbocharged engines, sequential gearboxes, homologated roll cages and limited aerodynamic aids. They also benefit from safety fuel cells and side-impact protective door foam.

François Ribeiro, Head of Eurosport Events, the WTCC promoter, said: “In the current economic climate we recognise the challenges being faced by drivers and teams to secure the finances required to race a TC1 World Touring Car. While the WTCC will clearly remain the pinnacle of touring car racing, WTCC-2 will provide a good platform for aspiring World Touring Car champions of the future to showcase their talents on a global stage, compete for an FIA title, but at a reduced cost by limiting WTCC-2 to TCN2-specification cars, which are more affordable to prepare and maintain. WTCC-2 competitors will benefit from the high event organisation standards, global media exposure and promotional activities in common with the WTCC.”

WTCC MAC3 takes two
Following the success of Manufacturers Against the Clock (WTCC MAC3) season one, the Tour de France-inspired team trial – a first for international motorsport – will continue with more points on offer and the debut of Team Volvo Polestar in store in 2017. Although eight points will continue to be awarded to the second-placed team, the winning line-up gets 12 points (up two from 2016).

Joker laps for WTCC
The WTCC’s sporting regulations for 2017 will include the allowance for FIA World Rallycross-style ‘joker’ laps to be introduced subject to the approval of the FIA’s Safety and Circuit Commissions. Aimed primarily at spicing up the action during the street races in Marrakech and Vila Real, ‘joker’ laps cannot be taken until the third lap of a race and their addition at events will be subject to a full safety inspection being completed.

Main Race gets more laps and points
With the exception of the three-lappers at the Nürburgring Nordschleife, the weekend-closing Main Race will be two laps longer than the Opening Race, while the points structure will be changed as follows: 1=30 points; 2=23; 3=19; 4=16; 5=13; 6=10; 7=7; 8=4; 9=2; 10=1.

Two-day events to reduce costs
WTCC events will be held over two days in 2017*. Friday testing will be no more with Free Practice 1 and 2 increasing from 30 to 45 minutes to ensure no track time is lost. *The timetable for WTCC Race of Germany at Nürburgring Nordschleife may require an extra day of activity.5 Copy6 Copy7 Copy8 Copy

 

PROVA DIFICIL PARA SANGUEDO EM AMARANTE

 

Filipa Sanguedo | “Foi uma prova em condições nada fáceis!”
 
O Rali de Amarante Baião representou um desafio bem difícil para as mais de 30 equipas que alinharam na prova do Clube Automóvel de Amarante, que encerrou a temporada do Campeonato de Ralis FPAK e Taça de Ralis FPAK Terra.
A muita chuva e neve que caiu antes do arranque da prova, deixou as especiais de terra muito lamacentas e escorregadias, ao que se juntou o nevoeiro cerrado, o que acabou por condicionar o andamento das equipas que sentiram muitas dificuldades para rodar nestas condições.
A dupla Filipa Sanguedo e Bernardo Gusmão entraram bem na prova, com uma boa super especial em Amarante que, mesmo com muito frio, contou com casa cheia. No sábado, equipa e o pequeno Opel Adam foram-se adaptando bem, conseguindo mesmo bons cronos à geral.
Contudo na 4ª especial do rali, numa altura em que o estado do piso ficava cada vez mais traiçoeiro, uma ligeira saída de estrada acabou por comprometer a prova da dupla, que conseguiu ainda retomar a prova, mas viria a ser obrigados a retirar-se depois de não conseguir chegar em tempo útil ao parque de assistência.
Como salienta a piloto apoiada por Bompiso, Motorbus, Ofiturbo, Glassdrive e SKF, “O rali foi muito difícil. As especiais estavam em condições nada fáceis e tornava-se complicado conseguir rodar num ritmo certo, pois ao mínimo erro estávamos fora de estrada! Apesar das condições, estávamos a fazer uma boa prova, sempre com bastantes cautelas, mas com resultados motivadores. A meio do rali, tivemos uma ligeira saída, na qual perdemos muito tempo para conseguir retomar a prova, ainda terminamos a especial, mas não conseguimos chegar ao parque de assistência no tempo estabelecido e desta forma tivemos que terminar por ali a nossa prova”.1 Copy3 Copy4 Copy

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

A ATRAVESSAR OS ESTADOS UNIDOS

 

 

Pelas três e meia da tarde cheguei à pequena cidade de Spokane, onde me instalei. O Motel era de uma cadeia que aqui têm muitos chamada Super 6. Não são grande coisa mas são baratos para o país e servem para dormir. Só que este tinha um aspecto mais sujo, assim como os clientes e empregados. Fui lavar a roupa nas máquinas que costuma haver para clientes mas um esperto tinha posto detergente em pó dentro da máquina de secar. Tirei o que consegui mas quando retirei a roupa da secadora ainda vinha com detergente em pó.

Quando arranquei de manhã, antes de entrar na auto estrada, distraidamente, ultrapassei um camião que vinha extremamente devagar, pisando o traço continuo. Por azar vinha um carro da polícia em sentido contrário. Obviamente, ligou as luzes todas e deu meia volta para vir atrás de mim. Encostei à berma porque já sabia para quem ele vinha. Desta vez desmontei da moto antes de me pedirem pelo altifalante. O polícia, com chapéu à cowboy, saiu do carro
- Houve alguma razão para ter ultrapassado aquele camião com o traço continuo?
- Não. Tem toda a razão. Vinha distraído e como não vinha ninguém em sentido contrário ...
- Vinha eu. A sua carta de condução, por favor.
Este já não me reconheceu o nome e pediu-me também o livrete da moto.
Pediu para eu esperar e referiu que me faria voltar à estrada o mais rapidamente possível. Já achei simpático dizer isso.
Durante aqueles três ou quatro minutos em que ele esteve no carro a consultar o computador voltei a imaginar, tal como da ultima vez que tinha sido parado, quanto seria a multa que me iria passar. Se na Califórnia tinha visto sinais na estrada a anunciar que a multa por deitar um papel para o chão era de 1.000 dólares aqui, por passar um traço continuo seria certamente mais que isso.
E lá saiu o homem do carro, com o livrete e a carta na mão.
-Pode guardar os documentos, não o vou multar.
Não queria acreditar. E a seguir confirmou:
- “This one is on me”. Como quem diz: “este copo pago eu”. Sensacional
E continuou:
- Tome mais cuidado, por favor. Nós estamos sempre a dizer aos condutores dos carros para tomarem o máximo cuidado com as motos mas vocês também têm que tomar atenção ao que fazem.
Muito bom. Não pensei que pudesse vir a ter admiração pelos polícias americanos mas realmente, até ao momento, só tenho bem a dizer, nesta minha travessia do país.
Continuei em direção a Yellowstone mas saberia que não chegaria lá nesse dia, até porque tinha que estudar bem a situação para saber se o tempo não me poderia pregar uma rasteira. Estava um dia de sol lindo e na previsão para os próximos dias também mas nesta altura do ano Yellowstone já costuma estar coberto de neve e, se assim fosse, não poderia lá chegar, até porque os pneus já estão muito desgastados. Um mau presságio era que, desde o dia anterior, não tinha visto nenhuma moto na estrada que eles, quando toca a neve na estrada, recolhem o material.
Numa área de descanso uns mapas recomendavam um desvio no meu trajeto por uma estrada secundaria com melhor vista. Segui o conselho e, pelas seis e meia da tarde, pois entretanto, com a mudança de Estado, o relógio tinha avançado uma hora, cheguei a Anaconda, uma espécie de vila de cowboys, com pequenas casas em madeira e Motéis familiares.
Procurei o mais bera. Na sala da recepção, cheia de tralha e muitos papéis espalhados em cima do balcão, sentados numa das três mesas redondas onde também serviam os pequenos almoços, estavam o casal de velhos proprietários e um rapaz de barbas ruivas dos seus trinta anos a comerem uns pedaços de galinha à mão. A velha, com uns óculos de fundo de garrafa, levantou-se a custo e foi tratar do meu check-in. No fim, com a mão a tremer, escreveu uns gatafunhos num “sticker” amarelo como password para o wi-fi. Pedi para me decifrar os hieróglifos e corrigi a escrita com a caneta que me passou.
-Posso ter um recibo?
- Ui. Isso é complicado. O computador está estragado. Só se passar à mão.
- De manhã arranjo-lhe um recibo, interferiu o marido.
Duas horas depois, quando regressei de jantar, estavam a jogar cartas na recepção com um casal amigo. O rapaz ruivo tinha o seu camião de distribuição parado à porta e, como cliente habitual, tinha direito a jantar com os velhos mas durante o jogo de cartas ficava numa mesa ao lado a desfolhar revistas antigas.
 

HYUNDAI É NOTICIA

 

Hyundai sobre a animação do Hyundai IONIQ que prova que algumas máximas de personalidades famosas estão erradas e apresenta a Geração IONIQ.

 

2 Copy

  • Novo IONIQ desafia alguns conceitos estabelecidos sobre mobilidade ecológica ao refutar frases famosas com as suas vantagens únicas, num vídeo animado: https://youtu.be/svsue1X2P_Q
  • Primeiro automóvel com três motorizações elétricas à escolha: IONIQ Híbrido (HEV), em breve disponível nos concessionários por toda a Europa; IONIQ Elétrico (EV) e IONIQ Plug-in (PHEV) disponíveis em meados do próximo ano.
  • A campanha de lançamento do IONIQ atrai novos clientes à marca Hyundai e explica a versatilidade deste novo e inovador modelo – Geração IONIQ.
 

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

 

  1. TÍTULO MUNDIAL DE GT (pilotos e construtores) no WEC
  2. Uma das decisões do Conselho Mundial da FIA, hoje em Viena.
    Assim de repente parece-me um tiro no pé para o Mundial de Resistência. O título principal passa a valer tanto quanto este. Para uma marca só valerá a pena investir num LMP1 para ganhar em Le Mans. Ou seja, uma vez mais se faz questão em salientar a importância das 24 Horas. Mas um campeonato só tem real valia quando a soma das suas corridas for mais importante que a prova rainha.
    Má jogada dos senhores do ACO. Ou devia escrever FIA? Aqui pode estar um ataque aos protótipos tão grande ou maior que o fim do Grupo C e vejo tudo a dormir na parada ou a assobiar para o ar. Espero estar enganado...

 

A BMW E A ART CAR

A BMW E A ART CAR

 

Depois de no passado ter feito algumas decorações de todos os tipos, agora o novo BMW de GT, recebe igualmente mais uma decoração art-car.AsB1 CopyB2 CopyB3 CopyB4 Copy imagens aqui estão....

 

HYUNDAI APRESENTOU HOJE

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

 

HYUNDAIH1 CopyH2 CopyH3 CopyH4 CopyH5 CopyH6 CopyH7 CopyH8 CopyH9 CopyH10 Copy APRESENTOU HOJE A SUA EQUIPA

 

Foi em Monza em Itália hoje, que a Hyundai apresentou o seu I 20, com que irá participar no Campeonato do Mundo de ralis.As fotos aqui estão e são bem elucidativas da aposta por parte da marca coreana.

 

ANTÓNIO FELIX DA COSTA FAZ BALANÇO DE 2016

 

 

ANTÓNIO FELIX DA COSTA FAZ BALANÇO DE 2016

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acabou oficialmente a minha época 2016, 6 podiums em 4 categorias diferentes, mais de 120 voos num ano em que me diverti à séria com a minha família BMW! Não me parece que 2017 vá ser mais calmo, mas é isto que gosto de fazer! Vamos

 

SEGUNDO TIAGO MONTEIRO

 

 

WTCC 2016

 

SEGUNDO TIAGO MONTEIRO

 

 

 

 

 

 

Depois de ter abandonado na primeira corrida devido a um acidente os meus mecânicos fizeram um grande trabalho e conseguiram recuperar o carro para a segunda corrida, onde recuperei até 5º. Acabo em 3º no Campeonato do Mundo, estou orgulhoso do que junto com a minha equipa e segunda família Honda conseguimos obter. Para o ano há mais e quero ser Campeão do Mundo

 

 

EXTREEME SAILING NA AUSTRÁLIA - ULTIMA ETAPA

 

The stage is set for a grand foiling Extreme Sailing Series™ finale in Sydney

-Sydney Harbour to host the 2016 Extreme Sailing Series™ finale from 8–11 December
-Seven international teams in the line-up including Australian wildcard entry, Team Australia

In just one week’s time, from 8-11 December, a year of high-octane foiling action in the Extreme Sailing Series™ will culminate in the final showdown on the waters of the iconic Sydney Harbour in Australia. 

Seven teams of the world’s finest sailors, including an Australian wildcard team, will fight to the finish to become the first foiling champion of the Extreme Sailing Series in its 10th season.

Going into the final Act of a thrilling 2016 campaign the state of play at the top of the leaderboard sees current leaders Oman Air just two points ahead of Alinghi, setting the scene for a nail-biting winner takes all double-points final.

With Oman Air skipper Morgan Larson gunning for his second Series trophy - his first came as co-skipper of now rival team Alinghi in 2014 - he has gone to extra lengths to ensure his team can stay ahead of their Swiss opponents.

“Alinghi have been sailing the boat better than us full-stop,” commented Larson. “But we’ve been studying their technique, trim and teamwork and I’m confident we have learned some tricks from them.”

The Californian skipper added: “Alinghi are in the driver’s seat at this point and it will take something special to beat them. We will do everything within our power to push them to the finish.” 

Alinghi skipper Arnaud Psarofaghis, whose team has already secured four Act victories to Oman Air’s three, is unfazed by the task ahead. “We welcome the pressure,” said Psarofaghis. “It will help us to try to raise our game even higher and gives us something to aim for.”

“We are confident, but we take nothing for granted; firstly, because our opponents are tough, talented competitors; secondly because, as all sailors know, anything can happen. But we believe in ourselves and will be giving it everything we have,” he added.

Meanwhile Red Bull Sailing Team, who have demonstrated great consistency throughout the year, being the only team to finish on the podium at every Act so far, currently sit just six points behind Oman Air and are also in contention for overall victory.

 

alt
alt
alt
alt
alt
TEAM AUSTRALIA TO JOIN THE LINE-UP AT EXTREME SAILING SERIES™ SYDNEY SHOWDOWN
alt
Team Australiawill throw down the gauntlet on home waters as they make their debut at the final Act of the 2016 Extreme Sailing Series™, 8-11 December.

Click here to find out more.

Extreme Sailing Series™ 2016 overall standings
alt

 

RP MOTORSPORT NO PÓDIO NO ESTORIL

 

250 KM DO ESTORIL

 

RP MOTORSPORT NO PÓDIO NO ESTORIL

 

O balanço da presença da RP Motorsport no passado fim de semana nos 250 KM do Estoril, foi francamente positivo, como nos começou por referir Ricardo Pereira, o “manager “ desta equipa.Desta feita Ricardo Pereira sentou-se ao volante do Ford Escort, onde fez equipa com Carlos Pedro, e no Ford Cortina de Luis Sousa Ribeiro.Por isso, no final desta jornada,  Ricardo Pereira estava  satisfeito “ sem dúvida alguma, foi um bom fim de semana, pois com o Ford Escort do Carlos Dias Pedro vencemos a corrida, sem problemas nenhuns.Na corrida em que participei com o Luis Sousa Ribeiro ao volante do Cortina, também foi muito positiva, sem problemas e cortamos a linha de chegada, senão estou em erro em 17º lugar, mas poderiamos ter feito melhor senão fosse o acidente”, disse-nos.

 

 

 

Mas Ricardo Pereira continuou “ quanto aos Volkswagen Golf da dupla Manuel Cabral  Menezes/Pipo Rodrigues, teve uma excelente prova, só que a 20 minutos do final teve problemas de travões e com isso teve de levantar o pé, perdendo assim posições à geral.Quanto ao outro Golf da dupla Rafael Pinto/Ricardo Kendall, tiveram algunxs problemas, mas levaram o carro até final.Depois tive o Datsun 1200 de Pedro Peixoto/João Costa que chegaram ao fim sem problemas, o mesmo não aconteceu com o Ford Escort da dupla Rui Ribeiro/César Freitas que fizeram um pião, indo embater nos rails,sendo assim obrigados a desistir.Em relação aos carros que participaram no Historic Endurance, o Lotus Elan de Alexandre Guimarães/Manuel Melo chegaram ao fim sem problemas de maior, sucedendo o mesmo com o Alfa Romeo de Miguel Vale-Francisco Sottomayor e Rui Cornélio “.

 

 

 

 

PRESENÇA NAS 4 HORAS DE BRAGA

 

A RP Motorsport não pára e no próximo fim de semana está garantida a presença nas 4 Horas de Braga, onde segundo Ricardo Pereira “ vamos estar presente com o Datsun 1200 do Nuno Soares, e a equipa é comporsta por mim, pelo Jorge Cruz e o Fernando Charais.Em temros de objectivos  “ é para lutar pela vitóia, de preferencia isentos de problemas técnicos, e chegar ao pódio “, disse-nos

 

JBVA ASSESSORIAFOX 1036_CopyFOX 1755_Copy

 

SLOT CLUBE DO PORTO

SEMANA DE 28 DE NOVEMBRO A 4 DE DEZEMBRO NO SLOT CLUBE DO PORTO

Esta semana teremos apenas uma prova, a de Grupo C em duplas.

Trata-se da última prova do campenato, com posições por decidir, para além da vitória na prova em si.

cartazgrc16_10

O Slot Clube do Porto terá as instalações abertas na quarta, dia 30 de Novembro, a partir das 21:30. Estará também aberto na tarde de 1 de Dezembro, para umas gatilhadas nas pistas de Ralis e de Raid.

Já sabes, se queres fazer uma boa prova de Grupo C, se queres preparar a Rampa do dia 10 de Dezembro ao pormenor, se queres preparar os modelos para 2017, ou se só queres dar umas gatilhadas, já sabes vem ao SCP, onde tens uma grande variedade de opções.

cartaz16sabados-classcartaz16sabados-ttcartaz16sabados-wrccartazvelocidadesabados

 

GALERIA DE IMAGENS - RALI DE AMARANTE

GALERIA DE IMAGENXS

 

RALID E AMARANTE

 

Grupo de imagens da autoria de Armindo Cerqueira da Foto GTI e António Silva da Zoomotr100-tonisilva Copyr101 Copyr102 Copyr103 Copyr104 Copyr105 Copyr106 Copyr107 Copyr108 Copyr109 Copyr110 Copyr111 Copyr112 Copyr113 Copyr114 Copyr115 Copyr116 Copyr117 Copyr118 Copyr119 Copyr120 Copyr121 Copyr122 Copyr123 Copyr124 Copyr125 Copyr126 Copyr127 Copyr128 Copyr130 Copyral2 Copyral3 Copyral4 Copyral5 Copyral6 Copyral7 Copyral8 Copyral9 Copyral10 Copyral11 Copyral12 Copyral13 Copyral14 Copyral15 Copyral16 CopyRAL20 CopyRAL21 Copyorsport, que mostram imagens das péssimas condições atomsféricas que se abateram nesse dia.

 

EXTREME SAILING NA AUSTRÁLIA - ULTIMA ETAPA

 

Team Australia to join the line-up at Extreme Sailing Series™ Sydney showdown

Team Australia will throw down the gauntlet on home waters as they make their debut at the final Act of the 2016 Extreme Sailing Series™, 8-11 December.

The Australian-flagged entry, made up of some of the country's biggest names in sailing, will join the fleet of experienced pros as the first foiling season for the global tour comes to a conclusion on the waters of Sydney Harbour.

Headed up by Sean Langman, a highly successful Aussie sailor who has been competitive in a wide range of classes, from the 49er dinghy to the ORMA 60 trimaran, the Australian team is ready to rise to the challenge of Stadium Racing.

"It's an honour to represent Australia for the Sydney leg of the Extreme Sailing Series," said skipper Langman. "We are looking forward to the challenge and steep learning curve the event poses.

"Racing against the world's best sailors in your home country comes with some pressure. However, with nothing to lose, our team will come to the event as underdogs, a position Aussies thrive in," added the talented multihull sailor, who also has 23 Rolex Sydney Hobart Yacht Races to his name.

18ft skiff ace Seve Jarvin will join Langman as mainsail trimmer onboard Team Australia's GC32. Jarvin is no stranger to the unique challenges of Stadium Racing, having skippered GAC Pindar's Extreme 40 in the 2014 and 2015 Extreme Sailing Series.

On headsail trim is fellow skiff star Marcus Ashley-Jones. Ashley-Jones also boasts previous Extreme Sailing Series experience having raced with Jarvin onboard GAC Pindar at several of the 2015 Acts. It will, however, be the pair's first time racing the hydro-foiling GC32s that replaced the Extreme 40s at the start of this season.

Rounding off the fully Australian roster are bowman Gerard Smith, another 18ft skiff sailor, and floater Rhys Mara, who competed in the 2016 World Match Racing Tour onboard KA Match / CYCA.

Hosted by the Royal Sydney Yacht Squadron, over four days the event will combine a mix of Stadium Racing on Sydney Harbour with open water racing. For more information about the finale of the 2016 Extreme Sailing Series and how to follow it, click here.

The full list of crews competing in Act 8, Sydney, will be announced tomorrow.

Team Australia (AUS)
Skipper/Helm: Sean Langman (AUS)
Mainsail Trimmer: Seve Jarvin (AUS)
Headsail Trimmer: Marcus Ashley-Jones (AUS)
Bowman: Gerard Smith (AUS)
Floater: Rhys Mara (AUS)


 

 

 

 

 

 

 

 

 

HUGO MESQUITA EM AMARANTE

 

Hugo Mesquita garante o Vice Campeonato em Amarante
É extremamente positivo o desfecho do Rali de Amarante | Baião para a dupla Hugo Mesquita e Jorge Ribeiro, já que conseguiram confirmar o vice campeonato nesta última ronda da Taça de Ralis FPAK Terra.
A prova que esteve a cargo do Clube Automóvel de Amarante, foi marcada pelas difíceis condições meteorológicas, com muita chuva, nevoeiro e até mesmo neve, que deixaram as especiais de classificação num verdadeiro desafio para pilotos e máquinas.
No arranque da prova, um problema no sensor da admissão do Citroën C2 R2 Max fez a equipa perder algum tempo na super especial de Amarante, mas havia ainda muito rali pela frente. No sábado, entraram fortes e motivados e nem mesmo as más condições abrandaram o ritmo da dupla que registou excelentes cronos à geral, rodando na 2ª posição entre os P1.
Após as 7 especiais de classificação, Hugo Mesquita e Jorge Ribeiro ascenderam a um brilhante 5º lugar da geral, 2º na categoria P1, o que lhes permitiu garantir no Vice Campeonato na Taça de Ralis FPAK Terra P1.
“Foi absolutamente Fantástico! Após um rali extremamente duro, com condições muito complicadas, conseguimos subir ao 5º lugar na geral e o tão desejado 2º lugar da categoria P1!
Felicito o Pedro Antunes pelo excelente desempenho e ritmo na prova, sem dúvida um justo vencedor do campeonato, o José Gomes que além do azar que teve, marcou e bem a sua posição na competição, e ao Filipe Nogueira e Paulo Silva pela humildade e grande desempenho no campeonato!
Foi apenas a minha primeira temporada completa nos ralis, e terminar a época com este resultado, penso que prova a grande evolução que consegui! Quero agradecer a todos sem exceção por este momento único! Aos meus mecânicos, patrocinadores, à equipa CRN Competition, aos meus pais, família e amigos! Um agradecimento especial ao meu navegador, o Jorge Ribeiro, pelo trabalho que fez comigo ao longe desta época, pois com toda a humildade e profissionalismo atingimos o que planeamos!”, salientou Hugo Mesquita.38 Copy39 Copy

 

HYUNDAI É NOTICIA

 

Hyundai IONIQ, que conquistou 5 estrelas – a pontuação máxima - nos testes Euro NCAP, afirmando-se assim como um dos veículos mais seguros do seu segmento.

 

36 Copy37 Copy

  • Hyundai IONIQ obtém classificação máxima de 5 estrelas nos testes Euro NCAP.
  • Um dos modelos mais seguros no seu segmento, o IONIQ disponibiliza de série tecnologia de segurança como Travagem Autónoma de Emergência, Sistema de Aviso de Saída Faixa de Rodagem, Sistema de Manutenção à Faixa de Rodagem e Cruise Control Inteligente.
  • A Hyundai está a democratizar a mobilidade elétrica ao apresentar o primeiro modelo com três motorizações elétricas: IONIQ Híbrido (HEV), IONIQ Elétrico (EV) e IONIQ Plug-in (PHEV).
 

EXTREEME SAILING NA AUSTRÁLIA - ULTIMA ETAPA

 

The stage is set for a grand foiling Extreme Sailing Series™ finale in Sydney

-Sydney Harbour to host the 2016 Extreme Sailing Series™ finale from 8–11 December
-Seven international teams in the line-up including Australian wildcard entry,
Team Australia

In just one week's time, from 8-11 December, a year of high-octane foiling action in the Extreme Sailing Series™ will culminate in the final showdown on the waters of the iconic Sydney Harbour in Australia.

Seven teams of the world's finest sailors, including an Australian wildcard team, will fight to the finish to become the first foiling champion of the Extreme Sailing Series in its 10th season.

Going into the final Act of a thrilling 2016 campaign the state of play at the top of the leaderboard sees current leaders Oman Air just two points ahead of Alinghi, setting the scene for a nail-biting winner takes all double-points final.

With Oman Air skipper Morgan Larson gunning for his second Series trophy - his first came as co-skipper of now rival team Alinghi in 2014 - he has gone to extra lengths to ensure his team can stay ahead of their Swiss opponents.

"Alinghi have been sailing the boat better than us full-stop," commented Larson. "But we've been studying their technique, trim and teamwork and I'm confident we have learned some tricks from them."

The Californian skipper added: "Alinghi are in the driver's seat at this point and it will take something special to beat them. We will do everything within our power to push them to the finish."

Alinghi skipper Arnaud Psarofaghis, whose team has already secured four Act victories to Oman Air's three, is unfazed by the task ahead. "We welcome the pressure," said Psarofaghis. "It will help us to try to raise our game even higher and gives us something to aim for."

"We are confident, but we take nothing for granted; firstly, because our opponents are tough, talented competitors; secondly because, as all sailors know, anything can happen. But we believe in ourselves and will be giving it everything we have," he added.

Meanwhile Red Bull Sailing Team, who have demonstrated great consistency throughout the year, being the only team to finish on the podium at every Act so far, currently sit just six points behind Oman Air and are also in contention for overall victory.

"2016 has been a successful year for us from a sporting perspective. Looking back to Act 1, Muscat, we have improved a lot in boat handling and team work," said Roman Hagara, skipper of Red Bull Sailing Team. "But the task is not finished yet, our goal is to win the event in Sydney."

The rest of the fleet have all displayed moments of excellence throughout the season, with SAP Extreme Sailing Team and Land Rover BAR Academy, for example, both with a podium spot to their name. However, while dreams of finishing in the top-three overall are a thing of the past for these crews, they are still jostling for success in the second half of the leaderboard.

The Sydney finale marks the swansong for Phil Lawrence as Race Director of the Extreme Sailing Series™, a position he has held for the past six years. Commenting on his final regatta before he hands over to John Craig, who will take charge next year, Lawrence said: "Sydney Harbour is a fantastic venue to host the first foiling final in the Series' history. Hosted by the Royal Sydney Yacht Squadron, who are kindly lending their terrific facilities, the event promises to throw a mix of weather conditions at the teams and put on a great show for the crowds of spectators watching from the shore."

Joining the regulars on the startline will be an Australian-flagged wildcard team, Team Australia, made up of some of Australia's best 18 foot skiff sailors and match racers. You can find out more about the team here.

Act 8 starts on Thursday 8 December, with a mix of Stadium Racing and open water racing. Shoreside spectators will be able to watch the on-water battles from the public vantage points at Kurraba Point Reserve and Cremorne Point.

Fans online can watch the racing live on the official website and YouTube channel from 15:30 – 17:00 local time (GMT+11) on 10 and 11 December. For more information about what is going on and how you can follow the action, click here.

Alinghi (SUI)
Skipper/Helm: Arnaud Psarofaghis (SUI)
Tactician: Nicolas Charbonnier (FRA)
Headsail Trimmer: Nils Frei (SUI)
Bowman: Yves Detrey (SUI)
Floater: Timothé Lapauw (FRA)

Land Rover BAR Academy (GBR)
Skipper/Bowman: Neil Hunter (GBR)
Helm: Chris Taylor(GBR)
Mainsail Trimmer: Will Alloway (GBR)
Headsail Trimmer: Sam Batten (GBR)/Adam Kay (GBR)/Oli Greber (GBR)
Floater: Rob Bunce (GBR)

Oman Air (OMA)
Skipper/Helm: Morgan Larson (USA)
Mainsail Trimmer: Pete Greenhalgh (GBR)
Headsail Trimmer: Ed Smyth (NZL/AUS)
Bowmen: Nasser Al Mashari (OMA) & James Wierzbowski (AUS)

Red Bull Sailing Team (AUT)
Skipper/Helm: Roman Hagara (AUT)
Tactician: Hans Peter Steinacher (AUT)
Mainsail Trimmer: Stewart Dodson (NZL)
Headsail Trimmer: Adam Piggott (GBR)
Bowman: Brad Farrand (NZL)

SAP Extreme Sailing Team (DEN)
Co-Skipper/Helm: Jes Gram-Hansen (DEN)
Co-Skipper/Tactician: Rasmus Køstner (DEN)
Mainsail Trimmer: Mads Emil Stephensen (DEN)
Headsail Trimmer: Pierluigi De Felice (ITA)
Bowman: Renato Conde (POR)

Team Australia (AUS)
Skipper/Helm: Sean Langman (AUS)
Mainsail Trimmer: Seve Jarvin (AUS)
Headsail Trimmer: Marcus Ashley-Jones (AUS)
Bowman: Gerard Smith (AUS)
Floater: Rhys Mara (AUS)

Visit Madeira (POR)
Skipper/Helm: Diogo Cayolla (POR)
Mainsail Trimmer: Frederico Mello (POR)
Headsail Trimmer: Luís Brito (POR)
Bowman: Tom Buggy (GBR)
Floater: Gilberto Conde (POR)


 

 

 

 

 

TEAM TRANSFRADELOS EM DESTAQUE EM FRONTEIRA

 

Team Transfradelos consegue melhor resultado de sempre nas 24 Horas TT de Fronteira

 

Tiago Reis, Avelino Reis, Edgar Reis, Rui Fernandes e Sérgio Faria completaram a clássica de Resistência no 9º lugar da geral e no pódio (3º lugar) da categoria Promoção C. A equipa do Toyota RAV voltou a comprovar a dureza da prova alentejana.

 

Tal como no ano passado, a família Reis juntou-se aos amigos Rui Fernandes e Sérgio Faria para competir nas 24 Horas TT de Fronteira, uma prova de Resistência que normalmente encerra a temporada do todo-o-terreno nacional. A equipa do Toyota RAV4 rodou quase sempre num bom ritmo ao longo da prova, tendo apenas de parar por volta das 18h00 de sábado, devido a um problema elétrico que reteve a equipa nas boxes durante cerca de 1h30m. A partir daí, o Team Transfradelos voltou a impor um andamento regular e terminou no pódio da categoria Promoção C (3º lugar) e num excelente 9º lugar da geral, numa prova recheada de protótipos vindos do campeonato francês.

“Como já é hábito, estas 24 Horas foram muito duras devido à chuva, ao frio e à lama. A condução à noite foi particularmente difícil devido às condições da pista mas nós tentámos sempre manter um andamento consistente sem estragar demasiado o carro. Perdemos 1h30m devido a um problema elétrico, são coisas que fazem parte de uma corrida tão longa e dura como esta. No final ficámos contentes porque este é o nosso melhor resultado de sempre e além disso foi mais um fim de semana de convívio e companheirismo, como já é tradição nas 24 Horas”, analisou Tiago Reis, que em 2016 foi o melhor rookie do Campeonato Nacional de TT.

             Com mais uma edição das 24 Horas de TT, a temporada de 2016 chegou ao fim e agora o Team Transfradelos já prepara a próxima época, onde surgirão                      novidades para a presença no Campeonato Nacional32 Copy33 Copy34 Copy
 

DUNLOP VENCE NACIONAL DE TRIAL

 

Diogo Vieira e Rita Vieira, vencedores do Campeonato Nacional de Trial, com pneus Dunlop

 

Diogo Vieira e Rita Vieira, da Beta Portugal / Moto Espinha, foram os vencedores do Campeonato Nacional de Trial, nas categorias Elite e Consagrados, respetivamente. A final decorreu no passado domingo, em Viana do Castelo.

 

A edição de 2016 do Campeonato Nacional de Trial terminou no passado domingo, dia 27, em Viana do Castelo. Utilizando pneus Dunlop D803 GP, os pilotos Diogo Vieira e Rita Vieira sagraram-se campeões nas categorias Elite e Consagrados, respetivamente.

 

Ao fim de quatro voltas ao percurso onde estavam as oito zonas de obstáculos, Diogo Vieira, com moto Beta, garantiu a sua quarta vitória do ano e a renovação do título de campeão na categoria principal do Campeonato, com um total de 17 pontos de avanço. O espanhol Javier Piñero e o português Miguel Rodrigues alcançaram o segundo e o terceiro lugar desta categoria.

 

Rita Vieira alcançou o 1º lugar na categoria Consagrados, seguida de Bernardo Vots, Leonardo Coimbra e João Borges. Mariana Afonso venceu na categoria Promoção, Paulo Ballas Jr. nos Iniciados e Miguel Garcia nos Infantis, todos com vantagem segura face aos adversários.

 

Os vencedores do Campeonato Nacional de Trial, Diogo Vieira e Rita Vieira, da Beta Portugal, utilizaram os pneus Dunlop D803 GP ao longo da competição. Um modelo desenvolvido com base no feedback dos principais pilotos de trial e fabricantes de motos do mundo, o Dunlop D803 GP proporciona um rendimento melhorado sob uma ampla variedade de temperaturas e terrenos.

 

O modelo destaca-se pela sua boa aderência em terrenos molhados e enlameados, bem como pelo seu excelente rendimento numa ampla gama de temperaturas, incluindo temperaturas ambiente muito baixas. Com um design revisto, o Dunlop D803 GP permite um manuseamento superior e um maior controlo, resultando num melhor domínio do piloto sobre o terreno e uma maior previsibilidade.

 

 

Sobre Dunlop

A Dunlop é um dos principais fabricantes mundiais de pneus de altas e muito altas prestações, com um impressionante historial de êxitos em desportos motorizados. A vasta experiencia da Dunlop em corridas deu lugar a tecnologias inovadoras aplicadas a pneus desenhados para a condução diária. Numa procura constante de maximizar o prazer de conduzir, Dunlop oferece a todos os tipos de piloto o rendimento e a durabilidade de uma tecnologia de vanguarda de pneus.

Para mais informação de Dunlop e os seus produtos, visite: www.dunlop.eu.30 Copy31 Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

250 KM Ce1-fotosruireis Copye2 Copye3 Copye4 Copye5 Copye6 Copye7 CopyO ESTORIL

 

Pequeno grupo de imagens da prova do passado fim de semana os 250 Km do Estoril, fotos da autoria de Rui Reis.

 

TIAGO SILVA FOI GALARDOADO

 

1º GALA DA APPAM

 

TIAGO SILVA FOI GALARDOADO NA GALA  DA APPAM

 

Com a curtíssima participação no Campeonato Nacional de Montanha, foi um dos pilotos mais rápidos na sua categoria, ao volante do seu BMW.

 

Sobre a época que passou, Tiago Silva começou por nos dizer “ foi curta, objectivos cumpridos, não tive grandes problemas com o carro, diverti-me muito e revi os amigos do CN Montanha. Foi um aplicar-me constante, aumentando os níveis de concentração a cada subida, evitando cometer erros, e conseguir os resultados que todos conhecemos e daí a minha presença na 1ª edição da Gala da Appam “

 

PLANOS PARA 2017

 

Segundo o piloto “ainda é cedo, para falarmos na futura participação no Nacional de Montanha, estamos em negociações com os patrocinadores, e só depois estarei em condições de falar o que vai ser a próxima época”.FOX 0353_CopyFOX 0354_Copy

 

FPAK DIVULGA CALENDÁRIOS PROVISÓRIOS

FPAK DIVULGA CALENDÁRIOS PROVISÓRIOS PARA NACIONAL DE VELOCIDADE E LEGEND´S CUP

 

 

 

Calendário:
29-30/4 – Estoril
10-11/6 – Braga
24-25/6 – Vila Real
8-9/7 – Vila Real
30/9-1/10 – Jarama ou Jerez
21-22/10 e 28-29/10 – Algarve (CNV e Clássicos)

 

FPAK ACTUA

 

DISCIPLINA Instauração de Processos Disciplinares
 
 
 
 
Por deliberação do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, foram determinadas as seguintes medidas disciplinares:
 
 
LUÍS MANUEL MARQUES DE OLIVEIRA BARROS Licença Desportiva FPAK: 11732
 
 
GUSTAVO CAMPOS MOURA Licença Desportiva FPAK: 12333
 
 
Instaurados Processos Disciplinares na sequência dos factos verificados no Algarve Classic Festival, prova que decorreu nos dias 28, 29 e 30 de Outubro de 2016.

 

VOLVO V 90

 

Volvo V90 - viatura oficial da Polícia sueca

 

A Nova Volvo V90 irá ser uma das viaturas oficiais da Polícia Sueca.

Esta decisão surge na sequência da avaliação que o automóvel obteve nos exigentes testes elaborados pela Polícia nos quais, com 9,2 pontos em 10 possíveis, a V90 foi o modelo que, até hoje, obteve a classificação mais elevada.

Esta extensa bateria de testes divide-se em 5 áreas distintas: testes de travagem, percursos de obstáculos, testes de evasão ativa com e sem travagem, e condução de emergência a alta velocidade.

Adicionalmente, e uma vez que na Suécia as viaturas da Polícia funcionam muitas vezes como local de trabalho, existem outras características para além da performance que são altamente valorizadas como o conforto, a qualidade e a ergonomia.

O teste final protocolar elaborado pela Polícia Sueca concluiu: “em termos gerais é difícil encontrar alguma falha. Chassis, direção, suspensão, controlo de tração e motor evidenciaram performances exemplares. As mudanças rápidas de direção a alta velocidade são feitas de uma forma fácil, com a viatura a corresponder aos comandos exigidos e afastando as forças laterais sem protestar.”

A Polícia Sueca será a primeira a utilizar a Nova V90. No entanto, a Volvo Cars disponibiliza estas viaturas especiais noutros países também. De entre as várias forças policias que, ao longo dos últimos anos, têm utilizado viaturas Volvo incluem-se Noruega, Itália, Reino Unido e Holanda.

A transformação da V90 numa viatura de emergência é realizada pela Volvo Car Special Products, um departamento especial que personaliza, na fábrica de Torslanda, na Suécia, as viaturas de acordo com as exigências específicas de cada cliente, demorando cerca de 1 semana neste processo. O chassis, por exemplo, é mais forte e dinâmico enquanto os travões e a suspensão também foram melhorados estando a viatura equipada com as ferramentas necessárias para uma excelente comunicação.

A Volvo Cars tem uma longa tradição no fornecimento deste tipo de viaturas: Logo em 1929, dois anos após a fundação da marca, a Polícia Sueca já combatia o crime ao volante de um Volvo. Nas décadas seguintes, modelos clássicos como o Volvo Amazon e o Volvo 144 também foram utilizados. Mais recentemente, os modelos XC70 e V70 também pertenceram às forças policiais sendo que, até à realização destes últimos testes com a V90, a XC70 tinha sido o automóvel que havia obtido a classificação mais elevada.23 Copy24 Copy25 Copy

 

TEAM SQUADRA COM ALGUNS IMPREVISTOS

 

250 KM DO ESTORIL

 

TEAM SQUADRA COM ALGUNS IMPREVISTOS

 

 

 

Tivemos alguns imprevistos que nos afetaram o desempenho na prova do Estoril.

Tivemos uma avaria na caixa de velocidades, logo no início dos treinos, que nos impediu de realizar uma boa qualificação.

Para a corrida conseguimos reparar a caixa de velocidades, mas o motor do nosso Golf GTI não estava 100% pois estávamos a fazer uma velocidade máxima na reta da meta de 170 km/h, quando o normal seria 185 km/h.

Mesmo assim, com uma boa estratégia de corrida e com o contributo do Piloto Ricardo Kendall, conseguimos alcançar o 3º lugar na classe.

Para o ano há mais!

 

image002.jpg@01D24A68.D384B6B0" src="file:///C:/Users/JOORAP~1/AppData/Local/Temp/msohtmlclip1/01/clip_image002.jpg" >

 

MÁRIO MESQUITA ESTEVE A TESTAR EM BRAGA

MARIO MESQUITA ESTEVE A TESTAR EM BRAGA

 

O piloto da Azulima, esteve quase a um passo de participar nos 4 Horas de Braga, mas tal não se irá concretizar como nos explicou " tantio eu como o meu filho, e o Daniel Ruvina, chegamos a equacionar a participação, só que atrasos na revisão e preparação do Datsun 1600 SSS, acabou por não permitir esta participação".Sobre o teste ontem efectuado no circuito Vasco Sameiro em BRaga acrescentou  " correu bem, deu já para ver as alterações que introduzimos no carro, mas há ainda um longo caminho para percorrer em termos de desenvolvimento com vista ao Campeonato Nacional de Mo20 Copyntanha de 2017.", disse-nos.

 

HELDER SILVA TROCA BMW PELO JUNO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017

 

HELDER SILVA TROCA BMW PELO JUNO

 

O piloto de Vila de Conde, Hélder Silva que nas duas ultimas épocas causou furor ao volante do seu BMW, para 2017, trocou este carro por uma barcheta, o Ju19 Copyno que foi utilizado nos ultimos anos pela equipa da PR Miniracing.SEgundo Helder Silva " foi uma ocasião de negócio que se concretizou com os irmãos Ramalho ". Em relação ao BMW " para já ainda não sei, há pilotos interessados, mas de concreto não tenho ainda nada ", disse-nos.

 

CALENDÁRIO 2017 - CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS

WRC Promoter confirms 13-round calendar for 2017

 

  • World Rally Championship dates receive green light from FIA
  • Calendar comprises 13 rallies on gravel, asphalt, snow and ice
  • French round in Corsica moves forward to early April

 

The 2017 FIA World Rally Championship calendar has been announced today (Wednesday) by WRC Promoter.

 

The exciting new-era championship, which will feature greater manufacturer interest with the return of automotive giants Toyota and Citroën, comprises the same 13 rounds as the successful 2016 season.

 

It begins with the traditional season-opening Rallye Monte-Carlo in January and will feature a mix of gravel, asphalt snow and ice action on four continents before concluding in Australia in November.

 

The major changes are an earlier April date for France’s asphalt Tour de Corse, breaking up a series of seven consecutive loose surface fixtures, and a less crowded final quarter.

 

Each round will welcome for the first time a new generation of World Rally Cars. Dramatic new-look challengers boasting extra power, less weight, bigger rear wings and more noise will improve the roadside action for fans.

 

The calendar was approved by the FIA’s World Motor Sport Council meeting in Vienna and WRC Promoter managing director Oliver Ciesla said 2017 promised ‘excitement in abundance’.

 

“The 2016 season brought great unpredictability, with six different winners during the year,” he said. “Returning former world champion manufacturers will make 2017 bigger and better, and the sense of anticipation generated by the new cars means there is plenty for fans to look forward to.”

 

Ciesla said the season’s final months would be less hectic than the over-crowded period in the 2016 calendar. 

 

“Despite strong efforts from all sides it wasn’t possible to include Turkey and China in the calendar next year, but all parties are eager to help that come to fruition in the future.

 

“As a result there are no rounds in September. Rather than restructure the calendar to close that gap, we decided to keep the entire month free to observe potential candidate events,” he added.

 

The 2017 calendar is:

 

Round

Rally

Date

1.

Monte-Carlo

19 - 22 January

2.

Sweden

9 - 12 February

3.

Mexico

9 - 12 March

4.

France

6 - 9 April

5.

Argentina

27 - 30 April

6.

Portugal

18 - 21 May

7.

Italy

8 - 11 June

8.

Poland

29 June - 2 July

9.

Finland

27 - 30 July

10.

Germany

17 - 20 August

11.

Spain

5 - 8 October

12.

Great Britain

26 - 29 October

13.

Australia

16 - 19 November

 

 

About WRC Promoter GmbH

 

WRC Promoter GmbH is responsible for all commercial aspects of the FIA World Rally Championship, including TV production and the marketing of global media and sponsorship rights. The Promoter also has responsibility to increase the field of participants and to propose the venues that form the FIA WRC calendar.

 

The World Rally Championship is the FIA’s premium rally series. WRC showcases authentic motorsport, high performance cars and the world’s best drivers competing in dramatic surroundings ranging from the ice and snow of Scandinavia to the stifling heat of Sardinia. Established in its current format in 1973, WRC participants battle for the drivers’ and manufacturers’ world titles at 13 rallies spanning 15 countries and four continents. Additional championship information can be found at www.wrc.com, www.wrc.com/factbook/2015-2016/and www.wrcplus.com.

 

Next rally: Rallye Monte-Carlo, 19 - 22 January 2017

 

CALENDÁRIO 2017 - WTCC

CALENDÁRIO 2017 - WTCC

 

 

Revamped calendar for 2017 approved by FIA World Motor Sport Council
*Launch event will signal start of new season in Marrakech
*Legendary Nürburgring Nordschleife continues to offer toughest challenge
*Qatar night spectacular and Vila Real street race among other highlights

Magical motorsport venues Macau, Monza and the Nürburgring Nordschleife will form part of the FIA World Touring Car Championship schedule for 2017.

Approved by the FIA World Motor Sport Council at its meeting in Vienna today, the chase for world title glory will take place at 10 events in four continents from April to December as follows:

FIA World Touring Car Championship 2017 provisional calendar

WTCC Race of Morocco (Marrakech): 7-9 April 2017 S
WTCC Race of Italy (Monza): 28-30 April 2017
WTCC Race of Hungary (Hungaroring): 12-14 May 2017
WTCC Race of Germany (Nürburgring Nordschleife): 25-27 May 2017
WTCC Race of Portugal (Vila Real): 23-25 June 2017 S
WTCC Race of Argentina (Termas de Río Hondo): 4-6 August 2017
WTCC Race of China (Shanghai International Circuit): 13-15 October 2017*
WTCC Race of Japan (Twin Ring Motegi): 27-29 October 2017
WTCC Race of Macau (Circuit de Guia): 17-19 November 2017 S
WTCC Race of Qatar (Losail International Circuit): 30 November-1 December 2017 N

S=street race; N=night race; *Subject to event promoter agreement

Street-tastic season opener in Marrakech
The WTCC takes to the streets of Marrakech for the seventh time in 2017 with the Circuit Moulay El Hassan, transformed into a semi-permanent facility for this year, hosting the season opener on 9 April, the first time since 2014 that the Moroccan city has enjoyed such an honour. Fans will turn out in great number to watch home hero Mehdi Bennani in action, while a huge launch party will take place in the build up to the weekend.

Mighty Monza gets a timely comeback
Monza hosted the inaugural FIA World Touring Car Championship event in 1987. To mark the 40-year anniversary, the WTCC is back at the famous Italian Grand Prix venue having last visited in 2013. Monza’s long straights always deliver great racing and the same is expected when the championship returns in 2017. A pre-season test will also be scheduled at the track.

Fans Hungary for more WTCC action
Local fans will descend on the Hungaroring in their thousands to cheer on home favourite Norbert Michelisz. The event switches from a late April to a mid-May date. The annual street parade in Budapest on 1 May, featuring demonstration laps by a variety of racing cars including Formula One machinery, will further promote the event to new audiences.

Nürburgring Nordschleife is ready and waiting
The most fearsome challenge in international motorsport awaits the WTCC drivers for a third season running when the track’s 25.378-kilometre lap and 64 heart-stopping corners provide the ultimate test in late May.

Still the (Vila) Real deal
Nicknamed the Nürburgring Nordschleife of the south due to its climbs, dips and blind turns, the Vila Real street circuit in northern Portugal offers a dramatic spectacle and tough test, and the last event of the traditional European season.

Argentina to launch flyaway races
WTCC Race of Argentina at Termas de Río Hondo in early August is the first of five overseas events, which are made possible through the alliance with DHL, the championship’s Official Logistics Partner. In a tweak to the schedule the WTCC races of China and Japan move back to the middle and end of October respectively, with the Qatar night race running on 1 December, two weeks after the return of the famous Guia Race on the streets of Macau.

Magical Macau returns
Macau, a Special Administrative Region of the People’s Republic of China and former Portuguese enclave, oozes motorsport culture and heritage and was the setting of the traditional WTCC season closer from 2005-2014. Celebrating the famous Guia Race for touring cars, WTCC Race of Macau is part of an action-packed weekend of international FIA events and championships, including the Macau Grand Prix, which awards the FIA Formula 3 World Cup to the winner.

Farewell for now
The WTCC won’t visit Slovakia Ring or Circuit Paul Ricard in 2017 although both venues will host rounds of the FIM Endurance World Championship, which, like the WTCC, is promoted by Eurosport Events. The WTCC’s four-year stint at the Moscow Raceway also comes to an end.

The FIA World Motor Sport Council also approved a number of rule changes for 2017. Go to media.fiawtcc.com to view the press release.13 Copy14 Copy15 Copy16 Copy

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt