In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


BRAGA FESTIVAL OF SPEED

 

BRAGA FESTIVAL OF SPPED

 

 

DOMINGOS SOUSA COUTINHO SEM SORTE NO BRAGA FESTIVAL OF SPEED


FOX 2803_CopyFOX 3692_CopyFOX 3821_Copy

A sorte nada quis com a dupla Domingos Sousa Coutinho -Jorge Cruz que depois dum fabuloso desempenho em prova, acabaria por ser obrigado a desistir com problemas mecânicos no propulsor do bonito BMW 2.8.

Evidenciando um bom andamento  a dupla Domingos Sousa Coutinho- Jorge Cruz acabariam por largar da quarta linha da grelha de partida, tendo feito o melhor tempo   com 1.50.160, que segundo Sousa Coutinho ,” fizemos os treinos com pneus Toyo usados, por cima ainda com piso molhado, o que nos limitou em termos de andamento. Este foi o resultado possível nesta sessão de treinos cronometrados .

Para a prova, o inicio de corrida foi fulgurante, como Domingos Sousa Coutinho a narrar o que se passou “ fiz uma partida fabulosa, larquei do sétimo lugar, mas rapidamente passei para a segunda posição, no final da recta da meta, tendo apenas á minha frente o Opel GT.Fizemos uma série de voltas em disputa directa, mas depois surge o BMW 635 que aproveitando a potencia de que dispõe, passou-me a mim e ao Opel. A  partir dessa altura fomos sempre no seu  encalço. Um pouco mais tarde, tenho atrás de mim   o Datsun 1200 de Luis Alegria, que tinha vantagem por estar a usar pneus slicks que acabou por me ultrapassar. Umas voltas mais tarde, passo para a liderança, pois o BMW 635 e o Luis Alegria vem às boxes para a paragem obrigatória, estando eu em pista mais duas voltas, quando entrego o BMW 2,8    ao meu colega Jorge Cruz, isso depois de ter percorrido quinze voltas. O Jorge Cruz vai para a pista, faz apenas duas voltas, sendo obrigado a desistir em pleno gatilho  com problemas mecânicos. Foi pena que isto tivesse acontecido, pois conseguiríamos ascender  uma posição no pódio, mas as corridas de automóveis têm destes imprevistos. Agora há que que saber o que na realidade se passou, e começar a preparar a próxima prova que será no circuito de Vila Real “.

 

FAMILIA GASPAR DOMINA ACONTECIMENTOS

 

Família Gaspar domina treinos cronometrados

 

IMG 1774_press_CopyO Ford Escort RS 2000 pilotado pela dupla Gaspar/Gaspar vai ser o primeiro na grelha de partida para as duas corridas da Classic Super Stock que se realizam, amanhã, no Braga Festival of Speed. A equipa formada por pai e filho foi a que melhor partido das exigentes condições climatéricas no Circuito Vasco Sameiro e estabeleceu o tempo a bater nas duas sessões de treinos cronometrados que se realizaram hoje. Numa competição em que correm automóveis integrados em seis categorias distintas, foi muito interessante assistir aos diversos despiques em pista com carros tão diferentes. No meio de um paddock tão diverso, três marcas evidenciaram-se pela rapidez. Destaque para o Ford da família Gaspar que se impôs, por consequência, na categoria E4. Coincidentemente num fim-de-semana em que se homenageia outro Gaspar, neste caso, Carlos Gaspar (apesar do apelido, não têm relação familiar, n.d.r.). José e Henrique Jordão apresentaram-se em Braga com um exclusivo Porsche 928 S e começaram o fim-de-semana competitivo com o segundo tempo absoluto e o melhor entre os concorrentes que discutem a categoria E4. Paulo Duarte não divide o esforço de pilotagem do seu Volkswagen Golf GTI – o modelo mais representado na primeira jornada da Classic Super Stock – mas isso não o inibiu de ser, em ambas as sessões de treinos cronometrados, o mais rápido da categoria D4 e terceiro da geral. O Circuito Vasco Sameiro foi o palco do confronto inaugural da Classic Super Stock. A lista de inscritos contou com 15 formações que aproveitaram ao máximo a primeira oportunidade que tiveram para correr na temporada. Os desafios foram grandes. Com a chuva intermitente, mas forte quando caía, as dificuldades para realizar a marca do dia foram grandes. Apesar da imprevisibilidade do estado da pista, os mais rápidos nos primeiros treinos cronometrados acabaram por ditar a lei, também, na segunda sessão. Mas isso não significa que estes também se imponham nas corridas. As previsões meteorológicas indicam que amanhã a chuva vai dar tréguas e os pilotos não têm dúvidas que as forças em pista se vão reordenar. Que o diga o detentor da poleposition, Fernando Gaspar, que já antecipa dificuldades em segurar o mais potente Porsche e o irrequieto Golf GTI. Bem como a eficácia do Ford Escort RS 2000 de Carlos Dias Pedro, ou os pergaminhos do Jaguar XJS de Luís Sousa Ribeiro. Destaque, ainda, para o sublime Alfa Romeo Giulia Super 1.6 da dupla Ribeiro, que se evidenciou na classe D2, para o Porsche 911 2.2 de Carvalhosa/Maso, que foi o melhor dos F2. Por fim, nota de realce para a única senhora em competição, Madalena Gaspar, que nos segundos treinos cronometrados, e ao volante de um Datsun 1200 Gx, bateu cinco adversários que dispõem de automóveis mais potentes. Satisfeito com o primeiro dia de competição de 2016 na Classic Super Stock, o organizador, Diogo Ferrão, antecipa uma época em crescendo. “A competitividade prometida antes do Braga Festival of Speed está a ser comprovada em pista. Temos inúmeros concorrentes rápidos e capazes de lutar pelas melhores posições. E ainda vamos poder assistir a confrontos a meio da tabela que tornam as corridas mais interessantes. Vamos ver se Fernando Gaspar estreia o carro com que se sagrou campeão de Grupo 1 em 1981 com uma vitória nesta segunda vida.” Programa Classic Super Stock no Braga Festival of Speed Domingo, dia 29 de Maio 10h30 – 10h50 – Corrida 1 14h40 – 15h00 – Corrida 2

 

ALBUQUERQUE EM 2º

 

Filipe Albuquerque em segundo na primeira corrida do GT Italiano em Imola

Filipe Albuquerque e Marco Mapelli terminaram a primeira corrida do GT Italiano em Imola no segundo lugar depois de verem desclassificado um dos adversários por irregularidades. A dupla da Audi Italia tinha concluído no terceiro lugar depois de um furo os ter obrigado a uma paragem extra nas boxes e consequentemente a hipótese de vencer.

Coube a Marco Mapelli o arranque do segundo posto da grelha: "Estava tudo a correr bem e sem 'handicap' a vitória estava ao nosso alcance mas o furo no Audi R8 LMS veio estragar tudo. Entrei em pista no quarto posto e consegui recuperar até terceiro", começou por explicar.

Já após o término da corrida foi colocada a hipótese de desclassificação dos dois primeiros classificados por irregularidades mas apenas um viria a ser penalizado: "Não entendo a decisão porque se ambos estavam irregulares deviam ter sido os dois penalizados. Mas enfim, subimos para o segundo lugar do campeonato e amanhã teremos outra corrida. Vou largar do quatro posto e espero que consigamos chegar novamente ao pódio", rematou.

Os resultados do fim-de-semana podem ser consultados em: http://www.acisportitalia.it/CIGT/26119709794 beb60b811f_k_Copy

 

MOTOS - BRASIL

 

Pedro Sampaio conquistou o segundo lugar na corrida da SuperSport e segue líder do SBK Gaúcho de Motovelocidade. A terceira etapa marcou a metade da competição e foi realizada neste domingo no Autódromo Internacional de Guaporé (RS). Porém, para confirmar o resultado no pódio, o piloto de 18 anos precisou de muita superação para driblar uma série de contratempos.

“Foi um final de semana bem difícil. No sábado, na segunda volta dos treinos, a minha moto apresentou problema mecânico. Com o apoio do pessoal da Garage das Motos, depois de muito procurar, encontramos avarias no motor que não poderiam ser corrigidas para a corrida deste domingo”, explicou Sampaio, que compete com a Yamaha YZF-R6.

Para não deixar de pontuar, o pentacampeão gaúcho resolveu acelerar com uma motocicleta emprestada pelo piloto Leonardo Sebben. “Corri com uma Honda CBR 600, um equipamento totalmente novo para mim e original. Valeu a pena encarar o desafio, já que consegui manter bom ritmo, somei pontos importantes no campeonato e continuo na liderança da SuperSport.”

Sampaio volta à pista no dia 12 de junho, em Interlagos, São Paulo (SP), palco da terceira etapa do SuperBike Brasil – no qual também é líder da classe SuperSport. “Vamos trabalhar duro para deixar a motocicleta pronta para o evento”, concluiu.

Pedro Sampaio tem patrocínio de Anker Acessórios, Pastorello Estruturas Metálicas, Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves (RS), Pirelli, Tecfil Racing e Havoline. O piloto conta com o apoio do Moto Clube Bento Gonçalves.


Pedro Sampaio segue l�der da SuperSport no SBK Ga�cho de Motovelocidade, mesmo ap�s problemas mec�nicos nos treinos e competir com moto emprestada na terceira etapa
Cr�dito: O Chacal

Pedro Sampaio segue l�der da SuperSport no SBK Ga�cho de Motovelocidade, mesmo ap�s problemas mec�nicos nos treinos e competir com moto emprestada na terceira etapa
Cr�dito: O Chacal

 

PRP

 

Les Plages Electroniques Lisboa e Prevenção Rodoviária Portuguesa promovem ação de sensibilização inovadora

No contexto da estreia do festival Les Plages Electroniques Lisboa, a Prevenção Rodoviária Portuguesa irá levar a cabo, pela primeira vez em Portugal, uma ação de sensibilização junto dos condutores no sentido de promover uma experiência total de diversão e segurança. O evento terá lugar nos dias 3, 4 e 5 de junho no Hula Hula, na Praia do Rei, na Costa da Caparica.

Depois do sucesso em países como Holanda ou França, a ação visa promover a ideia de condutor designado, condutor sóbrio, aquele que se responsabiliza por um grupo. Sob o lema “tu bebes, eu conduzo”, à chegada ao festival, cada grupo escolhe um condutor que entrega as chaves do seu veículo, assumindo o compromisso de 0% de consumo de álcool.  É ele o “AL_C0.0%”.

Em troca, o condutor recebe uma pulseira que lhe dá 50% de desconto em águas e refrigerantes. No final da noite, para reaver as chaves do veículo, terá de realizar um teste de alcoolemia e obter resultado positivo, ou seja, com valores abaixo do limite legal em vigor. Caso o resultado seja o esperado, as chaves são imediatamente devolvidas.

 

PEDRO CASTANON ESTREOU-SE NOS SINGLE SEATERS

 

SINGLE SEATERS

 

PEDRO CASTANON ESTREOU-SE NOS SINGLE SEATERS               


DSC 0350_Copyformula pensativo_CopyFOX 3228_CopyFOX 3315_Copy

 

El piloto compostelano, Pedro Castañón, después de un fin de semana complicado, se ha visto forzado a abandonar, con el Formula Ford de Comval Racing, en la primera prueba puntuable para la Fórmula Single Seaters Series portuguesa disputada en el circuito de Braga, después de haber obtenido la séptima posición absoluta y la sexta de la Fórmula Ford en la parrilla de salida, donde participó con el Fórmula Ford de Comval Racing.

Durante la jornada del Sábado (pasada toda ella por la persistente y fuerte lluvia), el piloto español comenzó con mal pié en los primeros entrenamientos al hacer un trompo por problemas con sus frenos. Tras corregir su equipo el fallo, Castañón, logró mejorar en los entrenamientos oficiales y consigue, en los cronometrados, la 7º plaza absoluta y la 6º entre los  Fórmula Ford, a pesar de salir a la manga de los cronos después de varios pilotos que partieron una vuelta antes y lograron su tiempo en seco, mientras que el piloto gallego tuvo que  salir cuando comenzaba un fuerte aguacero; aprovechando, aún así, para hacerse a la conducción del vehículo en estas condiciones de cara al la carrera del domingo.

Ya en la jornada dominical, el piloto gallego esperaba la presencia de la lluvia, ya que veía como su vehículo era un poco más lento que los coches punteros en seco. Sin embargo la carrera fué en seco y con calor. 

Desde un primer momento, a partir de la salida, se presentaron problemas en el motor de Castañón por lo que se vió obligado a abandonar en la vuelta 5.

Declaraciones del piloto: "Ha sido para mí un fin de semana extraño. luego de tres años de no correr en circuitos y sin poder subir al fórmula hasta el mismo fin de semana, no lograba conseguir  estar cómodo con el tipo de conducción de este tipo de vehículos, pero, siempre con la ayuda de Comval, fuimos mejorando, manga tras manga. En los entrenamientos cronometrados salimos un poco tarde de box y nos cogió un buen aguacero, aunque conseguimos, al menos, hacer un 7º de la parrilla y un 6º en nuestra categoría, llegando a sentirnos cómodos en mojado. Luego en carrera notamos que el motor tenía falta de potencia desde el principio y fué una pena el abandono, por problemas de motor, cuando necesitábamos coger experiencia"

La próxima prueba de este campeonato será en el mes de julio en el circuito de Estoril donde Castañón tendrá que ver si cuenta con las ayudas necesarias para participar en este competitivo Campeonato con garantías de tener tiempo para poder hacer test previos para mejora de la puesta a punto de nuestro coche para las carreras.

Gracias a nuestro patrocinadores: CAFÉ DON BUNDI, TALLERES BASTÓN, TROPIC BURGUER, ROSADO SPEED,  LISBOA REPUESTOS, y a COMVAL RACING que nos han apoyado.

 

 

CHAVES SAI DE 9º

 

Henrique Chaves sai de nono no Mónaco

 

 

Henrique Chaves_CopyHenrique Chaves disputou hoje a sessão de qualificação da Formula Renault 2.0 no Mónaco depois de ter estado sempre entre os mais rápidos na sessão de treinos livres. A qualificação estava a correr de feição, no então uma situação de bandeira vermelha condicionou a prestação do piloto português que apenas conseguiu o nono lugar da grelha. Desde o primeiro momento que Henrique rodou no mítico circuito monegasco, o piloto português ficou verdadeiramente impressionado, passando a ser esta a sua pista de eleição: "Não estava à espera que fosse ficar tão bem impressionado e talvez por isso o fim-desemana esteja a correr tão bem. O resultado da qualificação não espelha o andamento que temos tido. Infelizmente tive de abortar a minha volta rápida devido a uma situação de bandeira vermelha. Mas mesmo assim, estou contente com o trabalho que tenho vindo a fazer", disse. Para a corrida de amanhã, Henrique espera: "Conseguir aproveitar as poucas zonas de ultrapassagem para chegar mais além. Se tudo for feito com a cautela devida, acredito que seja possível. Estou confiante porque este fim-de-semana está realmente a correr bem e só espero que se traduza também num bom resultado final", concluiu. Ao contrário do que é habitual, este fim-de-semana a Formula Renault só disputa uma corrida.

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Berlanda Junior (PRO) vence pela 6ª vez e Claudio Buschmann pela 1ª vez na GP

A segunda corrida da 3ª etapa será às 13 horas

O dia amanheceu chuvoso e, após 11 voltas, o piloto Berlanda Junior #17 garantiu sua 6ª vitória na geral entre os carros na corrida de abertura da 3ª etapa da Sprint Race Brasil, realizada neste domingo (29), no circuito misto do Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). O líder do campeonato na PRO foi seguido por Beto Giorgi #88 que brigou pela ponta do pelotão até a última volta. Na 3ª posição ficou Matheus Marini #4. Já na GP, Claudio Buschamann conquistou sua 1ª vitória na categoria GP.

O catarinense Wanderlei Berlanda Jr divide o carro #17 com o irmão Eduardo Berlanda, que largará da pole position na corrida 2ª corrida deste domingo. "Um corridaço, era para ser no oval, choveu de última hora e como já havíamos andado antes no circuito misto com pista molhada foi bom. Conseguimos nos manter com um bom ritmo durante a disputa, com algumas ultrapassagens no início, mantivemos a calma e vamos levar mais uma vitória para casa", comemorou Berlanda de Florianópolis (SC).

A disputa esteve acirrada entre os primeiros durante toda a corrida. "O Berlanda Jr estava um pouquinho mais rápido, preferi acompanhar mais o ritmo dele do que tentar ir para frente e evitar de rodar e acabou dando certo, um segundo satisfatório", comentou o piloto paulista Beto Giorgi.

Já na categoria GP, Claudio Buschmann, conquistou sua 1ª vitória, após ter largado da 7ª posição no grid da corrida de abertura deste domingo. O piloto de Curitiba (PR), faz sua temporada de estreia na Sprint Race. "O resultado é maravilhoso. Fiz uma corrida conservador, pois choveu e o limpador de para-brisa esteve ligado o tempo todo. Tentei trabalhar melhor o traçado e pegar os vácuos corretamente. Estou bastante feliz por ter concretizado meu objetivo", festejou o piloto que comanda o SR#12.

Para Caê Coelho foi tudo muito diferente. "Treinos no oval e o acerto é outro no misto com chuva, principalmente o freio é muito diferente. Sabemos que haveria muita disputa e então preferi pensar no campeonato, foi uma corrida bem positiva e deu um segundo lugar", finalizou o piloto paulista do SR#55.

A largada da 2ª corrida está marcada para as 13 horas e a premiação dos vencedores será realizada às 13h30.

A Sprint Race Brasil conta com transmissões do canal BandSports, da PlayTV e do Programa Acelerados no SBT e canal em youtube.com/acelerados em episódios de um Reality Show da Sprint Race.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Vaz, Fremax e Rio Custom.

Resultado da corrida 1 (10 primeiros colocados)

1) 17-Wanderlei Berlanda Jr. (PRO),
2) 88-Beto Giorgi (PRO)
3) 4-Matheus Marini (PRO)
4) 23-Guido Cotta (PRO)
5) 12-Cláudio Buschmann (GP)
6) 55-Caê Coelho (GP)
7) 7-Vinicius Margiota (GP)
8) 13-Raphael Campos (PRO)
9) 82-Gerson Campos (GP)
10) 78-Lucas Peres (GP)
Melhor Volta: Wanderlei Berlanda Jr (17) , 1:46.852, 7ª Volta
* Resultado extra oficial sujeito a verificações técnicas e ou desportivas

Confira os 10 primeiros no grid de Largada da Corrida 2

1) 17 Eduardo Berlanda, PRO
2) 88 Beto Giorgi, PRO
3) 78 Marcus Peres, GP
4) 87 Kau Machado , GP
5) 82 Gerson Campos, GP
6) 13 Raphael Campos, PRO
7) 12 Claudio Buschmann, GP
8) 4 Matheus Marini, PRO
9) 55 Caê Coelho, GP
10) 7 Vinicius Margiota, GP

Calendário 2016

20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos

29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
14/08 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Guest Race
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada*
*Sujeito a alteração - alternativa

 

Largada da corrida 1, válida para a terceira etapa da temporada (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Largada da corrida 1, válida para a terceira etapa da temporada (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Bandeirada final da primeira corrida deste domingo (29) no Autódromo de Curitiba (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Bandeirada final da primeira corrida deste domingo (29) no Autódromo de Curitiba (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Wanderlei Berlanda Jr #17 conquista sua terceira vitória do ano (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Wanderlei Berlanda Jr #17 conquista sua terceira vitória do ano (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Líder do campeonato na PRO, Wanderlei Berlanda Jr #17 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Líder do campeonato na PRO, Wanderlei Berlanda Jr #17 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Claudio Buschmann #12 vence pela primeira vez na Sprint Race (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Claudio Buschmann #12 vence pela primeira vez na Sprint Race (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Piloto Claudio Buschmann (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Piloto Claudio Buschmann (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Beto Giorgi #88 garantiu a segunda colocação na categoria PRO (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Beto Giorgi #88 garantiu a segunda colocação na categoria PRO (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Caê Coelho #55 segundo colocado na bateria desta manhã (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Caê Coelho #55 segundo colocado na bateria desta manhã (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web


 

JOANA BARBOSA NO RALI PEDRAS SALGADAS

 

Tarefa cumprida para Joana Barbosa e Sofia Mouta no Rali de Pedras Salgadas

 

Joana Barbosa_Rali_Pedras_Salgadas_-_2016_CopyBem se pode dizer que Joana Barbosa e Sofia Mouta, aos comandos do Abarth 500, cumpriram na perfeição a tarefa delineada para o Rali de Pedras Salgadas. Nesta terceira etapa do calendário do Campeonato Regional de Ralis Norte, disputada este fim de semana, a dupla de Braga alcançou o 11º lugar da geral, posição que estava ao seu alcance, visto as forças em presença, para além de ser a única dupla feminina presente, trazendo uma colorido sempre diferente: “Posso dizer que soube a pouco, numa prova um pouco atribulada, pois houve muitas alterações ao plano do rali desde o início”, começou por afirmar Joana Barbosa, acrescentando: “Houve uma troço neutralizado e fizemos apenas a Super-Especial e as últimas três classificativas. Contudo, correu bem, mas claro que, com algumas atribulações, também nos sentimos mais desconcentradas, mas no final, penso que, para nós, as coisas correram bem”. Joana Barbosa, viveu ainda uma experiência nova neste seu ingresso nos ralis: “Deu ainda para experimentar um piso em paralelo que não tinha feito em Santo Tirso e foi diferente. O carro portou-se bem e deu-nos confiança para andar depressa, apesar de sofrer um pouco pois levou muita pancada no chão em virtude da irregularidade do piso”. Agora há que esperar pela próxima prova do Campeonato Regional de Ralis Norte, agendada para 16 de Julho, mas antes Joana Barbosa e Sofia Mouta ainda devem alinhar numa etapa do Campeonato Nacional de Ralis, neste caso, o Rali Vidreiro, nos dias 24 e 25 de Junho

 

TOYOTA E LEXUS

 

Toyota e Lexus ultrapassam 9 milhões de híbridos vendidos em todo mundo

A venda acumulada de viaturas híbridas Toyota e Lexus a nível mundial atingiu 9.014 milhões de unidades no passado mês de abril, crescendo 1 milhão em apenas 9 meses.

A Toyota, enquanto fabricante mundial, desde sempre assumiu como prioridade mitigar o efeito que os automóveis provocam no ambiente, tendo como base o desenvolvimento de tecnologias e a produção de viaturas amigas do ambiente.

Com a introdução de viaturas híbridas na gama, como o Coaster Hybrid EV em Agosto de 1997 e o Prius - primeiro híbrido de passageiros do mundo, produzido em massa - em Dezembro do mesmo ano, a Toyota tem-se dedicado a incentivar e a comunicar ao mercado o impacto positivo que a utilização da tecnologia híbrida permite.toyota-outdoor-hibridos Copy

 

AMAROK NAS PRAIAS PORTUGUESAS

 

Frota de 26 Volkswagen Amarok ajuda a socorrer banhistas nas praias de Portugal durante a época balnear 2016

No ano passado o projeto “Sea Watch” contribuiu para o salvamento de 595 pessoas

 

Pelo 6º ano consecutivo os Volkswagen Amarok vão estar ao serviço do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) para tornar as praias portuguesas mais seguras, no âmbito do projeto “Sea Watch”.VC1605x03 CopyVC1605x11 Copy

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Em Curitiba, Eduardo Berlanda (PRO) e Gerson Campos (GP) vencem a 2ª corrida do domingo

A terceira etapa da Sprint Race em clima de muita disputa, foi mais um espetáculo de velocidade no Autódromo Internacional de Curitiba

Os competidores inscritos na terceira etapa da Sprint Race Brasil articularam ultrapassagens sensacionais e a disputa no traçado da pista garantiu uma das etapas mais vibrantes da temporada 2016. Na primeira corrida da rodada, o piloto Wanderlei Berlanda Junior da PRO e Claudio Buschmann da GP subiram no lugar mais alto do pódio. Já na segunda bateria, quem garantiu as primeiras posições foi Eduardo Berlanda (PRO) e Gerson Campos na (GP).

Na segunda corrida deste domingo (29), a ponta do pelotão foi dominada pelo pole position Eduardo Berlanda #17 do começo ao fim da corrida. O mesmo não aconteceu nas posições posteriores, foram trocas de posições constantes, tanto na categoria PRO como na GP.

"Estou muito feliz e emocionado. A corrida foi muito boa, e consegui abrir uma vantagem e, que às vezes é impossível de aconteceu na Sprint em função das disputas, vácuo e peso. Mas eu fui beneficiado bastante pela brigada dos carros que vinham em seguida e com isso eu consegui abrir no início. O meu irmão me passava o tempo e pude administrar e ficou uma corrida mais tranquila", comemorou o piloto catarinense Eduardo Berlanda.

"Com certeza se eles não tivessem brigado teria sido uma corrida completamente diferente, de pressão o tempo todo. Ainda mais com o Beto Giorgi que largou em segundo e, por ele já ter feito a primeira corrida na chuva veio bem determinado e eu iniciando meus trabalhos na pista e molhada.Não esperava essa terceira vitória. Quero agradecer a todos que ajudaram nessa conquista!", complementou Eduardo.

Gerson Campos #82 conquistou a sua primeira vitória na temporada pela categoria GP. "Estou até rouco, vim gritando na volta final de animação. Quase venci na primeira e então eu queria levar um pódio nessa corrida. Ai no final teve um Safety Car e tinha um carro 13 na minha frente e falei assim: Uhh! se o 13 se enroscar com o #78 eu passo à frente. Dito e feito, passei o líder na GP e fiz uma freada muito conservadora na entrada da reta e ele me deu um 'X' muito bonito, foi tudo muito limpo. Na última volta o Beto Giorgi errou ele viu a oportunidade de passar e eu passei , e a estratégia conservadora deu certo nessa hora. Deu certo!", festejou o piloto paulista.

A próxima disputa será no dia 19 de junho, também no Autódromo Internacional de Curitiba, desta vez, será com grid e traçado inverso.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Vaz, Fremax e Rio Custom.

Resultado da corrida 1 da 3ª etapa da Sprint Race. Confira os 10 primeiros:
1) 17-Wanderlei Berlanda Jr. (PRO),
2) 88-Beto Giorgi (PRO)
3) 4-Matheus Marini (PRO)
4) 23-Guido Cotta (PRO)
5) 12-Cláudio Buschmann (GP)
6) 55-Caê Coelho (GP)
7) 7-Vinicius Margiota (GP)
8) 13-Raphael Campos (PRO)
9) 82-Gerson Campos (GP)
10) 78-Lucas Peres (GP)
Melhor Volta: Wanderlei Berlanda Jr (17) , 1:46.852, 7ª Volta

Resultado da corrida 2. Confira os 10 primeiros:
1) 17-Eduardo Berlanda (PRO)
2) 82-Gerson Campos (GP)
3) 12-Cláudio Buschmann (GP)
4) 23-Guido Cotta (PRO)
5) 7-Vinicius Margiota (GP)
6) 55-Caê Coelho (GP)
7) 88-Beto Giorgi (PRO)
8) 13-Raphael Campos (PRO)
9) 78-Marcus Peres (GP)
10) 87-Kau Machado (GP)
Melhor Volta: Eduardo Berlanda (17) (17) , 1:45.614, 12ª volta

Calendário 2016

20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos
29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval

19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
14/08 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Guest Race
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada*
*Sujeito a alteração - alternativa

 

Largada da corrida 2, válida para a terceira etapa da temporada (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Largada da corrida 2, válida para a terceira etapa da temporada (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Eduardo Berlanda vence pela terceira vez no ano (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Eduardo Berlanda vence pela terceira vez no ano (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

As disputas foram acirradíssimas na segunda corrida (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

As disputas foram acirradíssimas na segunda corrida (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

SR#88 comandado por Beto Giorgi (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

SR#88 comandado por Beto Giorgi (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

SR #12 de Claudio Buschmann durante a etapa no autódromo de Curitiba (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

SR #12 de Claudio Buschmann durante a etapa no autódromo de Curitiba (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Irmãos Berlanda mais que líderes na PRO após seis corridas disputadas (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Irmãos Berlanda mais que líderes na PRO após seis corridas disputadas (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Piloto Gerson Campos (Acelerados) conquista sua primeira vitória (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Piloto Gerson Campos (Acelerados) conquista sua primeira vitória (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Pódio da segunda corrida, categoria PRO (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Pódio da segunda corrida, categoria PRO (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Pódio da segunda corrida, categoria GP (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Pódio da segunda corrida, categoria GP (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Pódio da primeira corrida, categoria PRO (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Pódio da primeira corrida, categoria PRO (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Pódio da primeira corrida, categoria GP (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Pódio da primeira corrida, categoria GP (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web


 

MARTINE PEREIRA EXPLICA AUSÊNCIA NA COVILHÃ

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

MARTINE PEREIRA EXPLICA AUSÊNCIA NA RAMPA DA COVILHÃ


FOX 4124_Copy_Copy

Tudo estava planeado  para que o Lola T 70 de Martine Pereira participasse na Rampa da Covilhã, só que as peças para a embraiagem, vieram dos Estados Unidos trocadas, e com isso o piloto de Vila Nova de Famalicão não quis correr riscos em participar. Segundo Martine Pereira “ quando o Sr. Miranda, que é a pessoa responsável pela manutenção do Lola, verificou que não era a peça correcta, de imediato concluímos que não seria possível alinhar na rampa da Covilhã. Assim neste momento já estamos á espera das peças correctas de forma a serem montadas a tempo e podermos alinhar na Rampa de Santa Marta de Penaguião, que é a próxima prova do Campeonato Nacional de Montanha 
 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Irmãos Berlanda (PRO) e Gerson Campos (GP) são os mais rápidos no 1° treino no oval

O segundo treino será às 13h35. Os grids de largada das duas corridas da terceira etapa serão definidos na tomada de tempos às 16h50 e 17h10

A primeira sessão de treinos oficiais válida pela terceira etapa da Sprint Race 2016 aconteceu neste sábado (28/05), no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). Com céu nublado e temperaturas em torno de 17°C, os irmãos Eduardo Berlanda e Wanderlei Berlanda Jr (PRO), carro 17, encerrou à frente com 58s309, seguido de Gerson Campos #82 (GP), Gustavo Frigotto #6 (PRO) e Lucas Peres/Marcus Peres #78 (GP).

"Estou em adaptação. A pista é muito legal, tive que aprender não conhecia o traçado oval. Conseguimos uma boa posição, mas não é muito parâmetro para definir nada ainda, porque todos os pilotos estão competitivos e utilizaram o primeiro treino para testar calibragens. Andamos os dois no treino e vamos para o próximo conferir mais alguns ajustes antes da classificação", contou o catarinense líder da PRO, Eduardo Berlanda que é estreante no circuito externo.

"Gostei do traçado, foi sensacional. porque são só duas curvas, mas você tem que colocar toda a técnica nelas senão você perde a volta. Acreditei que seria monótono no oval, mas o jogo de vácuo é muito legal. A corrida será bem divertida, bem 'pegada'", declarou o paulista Gerson Campos.

A terceira etapa contará com as transmissões do canal BandSports, da PlayTV e do Programa Acelerados no SBT e canal em youtube.com/acelerados em episódios de um Reality Show da Sprint Race.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Fremax, Vaz e Rio Custom.

Resultado do primeiro treino oficial (10 primeiros colocados):

1) 17 Eduardo Berlanda/Wanderlei Berlanda Jr, PRO
2) 82 Gerson Campos, GP
3 6 Gustavo Frigotto, PRO
4) 78 Lucas Peres/Marcus Peres, GP
5) 87 Jorge Martelli/Kau Machado , GP
6) 88 Beto Giorgi, PRO
7) 55 Caê Coelho, GP
8) 7 Vinicius Margiota, GP
9) 13 Rafael Campos, PRO
10) 77 Luca Milani, PRO

Confira os horários do fim de semana na pista de Curitiba (PR):

Sábado, dia 28/05

13h45 às 14h25 - 2º Treino OFICIAL
15h30 às 14h00 - Estudo de telemetria
16h50 às 17h00 - Classificatório 1
17h10 às 17h20 - Classificatório 2

Domingo, dia 29/05

08h00 - Warm up (somente para organização)
08h20 - Alinhamento dos carros
09h00 - Placa de 5 minutos
09h05 - Saída para volta de aquecimento + 23 min. + 1 volta
12h00 - Alinhamento dos carros
12h55 - Placa de 5 minutos
13h00 - Saída para volta de aquecimento + 23 min. + 1 volta
13h30 - Pódio

Calendário 2016

20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos

29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
14/08 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Guest Race
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada*
*Sujeito a alteração - alternativa

 

Eduardo Berlanda e Wanderlei Berlanda Jr. #17 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Eduardo Berlanda e Wanderlei Berlanda Jr. #17 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Gerson Campos #82 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Gerson Campos #82 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Gustavo Frigotto #6 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Gustavo Frigotto #6 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Lucas Peres e Marcus Peres #87 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Lucas Peres e Marcus Peres #87 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web



 

MARTINE PEREIRA EXPLICA AUSENCIA

 

CAMPEONATO NACIONAL DEFOX 4124_Copy MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

MARTINE PEREIRA EXPLICA AUSÊNCIA NA RAMPA DA COVILHÃ



Tudo estava planeado  para que o Lola T 70 de Martine Pereira participasse na Rampa da Covilhã, só que as peças para a embraiagem, vieram dos Estados Unidos trocadas, e com isso o piloto de Vila Nova de Famalicão não quis correr riscos em participar. Segundo Martine Pereira “ quando o Sr. Miranda, que é a pessoa responsável pela manutenção do Lola, verificou que não era a peça correcta, de imediato concluímos que não seria possível alinhar na rampa da Covilhã. Assim neste momento já estamos á espera das peças correctas de forma a serem montadas a tempo e podermos alinhar na Rampa de Santa Marta de Penaguião, que é a próxima prova do Campeonato Nacional de Montanha “.

 

 

RAMPA DA FALPERRA - GALERIA DE IMAGENS

FOX 8128_Copy_CopyFOX 8132_Copy_CopyCAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DA FALPERRRA

 

Mais um grupo de imagens da Rampa da FFOX 8141_CopyFOX 8145_Copy_CopyFOX 8153_CopyFOX 8155_Copy_CopyFOX 8158_CopyFOX 8160_CopyFOX 8171_CopyFOX 8172_CopyFOX 8179_CopyFOX 8185_CopyFOX 8189_CopyFOX 8190_CopyFOX 8196_CopyFOX 8197_CopyFOX 8198_CopyFOX 8199_CopyFOX 8201_CopyFOX 8205_CopyFOX 8207_CopyFOX 8213_CopyFOX 8214_CopyFOX 8216_CopyFOX 8220_CopyFOX 8221_CopyFOX 8222_CopyFOX 8228_CopyFOX 8229_CopyFOX 8603_Copyalperra, na saida da chicane

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 8139_Copy

 

POLE PARA GASPAR

 

Fernando Mayer Gaspar parte na pole-position

 

IMG 1005_press_CopyFernando Mayer Gaspar foi o mais rápido durante a sessão de treinos cronometrados das Single Seater Series. O piloto de Cascais foi quem melhor aproveitou as instáveis condições climatéricas. Ao volante do D&D F01, da categoria Super Tuga, garantiu, assim, a pole-position para a primeira corrida das duas que se realizam amanhã. Nos Fórmula Ford Zetec, o melhor classificado, e segundo da geral, foi Gonçalo Jordão, da RP Motorsport, seguido por Carlos “Ginho” Rodrigues, também da categoria FZ. Num dia marcado pela meteorologia inconstante, as 20 equipas inscritas para a primeira jornada das Single Seater Series, experienciaram diversas condições na pista. A chuva, que ora caía, ora dava tréguas, dificultou a tarefa de pilotos e técnicos que procuravam optimizar os monolugares para as características do Circuito Vasco Sameiro. Nos treinos livres, os mais rápidos rodaram, quando a pista estava seca, no segundo 26. Foram dois os pilotos que obtiveram registos desse nível. José Pedro Faria, numa adaptação muito rápida ao Mygale Sj03, acabou a sessão com 1m26,393s, enquanto Fernando Mayer Gaspar se quedou por uma marca a meio segundo. Para os cronometrados, a pista apresentava-se seca e os pilotos que ambicionavam sair da pole-position cedo procuraram a melhor volta. Fernando Mayer Gaspar foi quem melhor partido tirou das condições do traçado e estabeleceu o registo mais baixo logo na segunda volta lançada. A partir daí, as nuvens cinzentas que pairavam sobre o Circuito Vasco Sameiro voltaram a deixar cair muita água e a ordem da grelha de partida ficou praticamente definida, com Gonçalo Jordão, segundo absoluto e primeiro na categoria FZ, e Carlos Rodrigues, terceiro, a secundarem o homem da pole-position. Miguel Lobo, que se estreia nos fórmulas depois de uma época a correr no campeonato nacional de velocidade, ficou com a quarta marca à frente do campeão da Rookies Cup 2015, Duarte Pires. Luís Calheiros Ferreira, foi o melhor entre os rookies deste ano, ao garantir a oitava marca da sessão. Entre os concorrentes na categoria FK80, João Paulo Matos, com o Hawke DL11, foi o mais veloz com um impressionante 12º lugar à geral, enquanto Paulo Vieira conseguiu o melhor registo com o Van Diemen RF98 16V da categoria VJ16. Para Diogo Ferrão, da entidade organizadora das Single Seater Series, os treinos realizados são um bom prenúncio para as corridas de amanhã. “O primeiro dia de competição nas Single Seater Series 2016 foi um desafio. O confronto inaugural entre pilotos que já fizeram esta competição e estreantes revelou-se muito interessante. Tudo indica que amanhã o tempo vai estar mais estável, sem chuva. Com uma grelha competitiva como a que recebemos em Braga, acredito que vamos assistir a duas corridas bastante emotivas e renhidas.” Programa Single Seater Series no Braga Festival of Speed Domingo, dia 29 de Maio 13h20 – 13h40 – Corrida 1 16h55 – 17h15 – Corrida 2

 

WTCC 2016

 

trong results for LADA SPORT ROSNEEFT in incident-packed races on the Nordschleife 


LADA SPORT ROSNEFT came away from the FIA World Touring Car Championship (WTCC) Race of Germany on the world-renowned Nurburgring Nordschleife with a pair of top six finishes (Saturday 28 May).

French racer Hugo Valente led the LADA charge in sixth in the Opening Race and Nick Catsburg from the Netherlands finished sixth in the day’s Main Race on the 25.3km racetrack, nestled deep in Germany’s Eifel Mountains.

The Opening Race started without haste, but turned into an incident-packed affair, as a final-lap tyre failure for leader Tiago Monteiro initiated a dramatic collision that took him and Yvan Muller out of the race.

All three LADA SPORT ROSNEFT drivers finished inside the top ten and Valente was satisfied to lead the Russian team’s charge in sixth, with Tarquini and Catsburg shadowing him in seventh and ninth respectively.

However, attention was squarely on the durability of the WTCC’s control tyres, as the failure that claimed Monteiro was the last of many at ‘The Ring’, with Valente himself a victim of two blow outs in free practice and qualifying.

A field of concerned and frustrated drivers lacked confidence after being advised not to push and to avoid the kerbing while flying through the forest on the Nordschleife, and the instructions only served to dilute the on-track action in the Main Race.

Tarquini and Valente sat in seventh and eighth after a typically physical start, sticking their elbows out and muscling their way through the first corner complex to commence a race-long battle with the Volvos of Fredrik Ekblom and Thed Bjork.

Italian touring car veteran, Tarquini, drove the widest LADA Vesta on the track in defence of seventh place and, although he and his young French teammate, Valente, soaked up immense pressure, they were ultimately out-dragged in the Nordschleife’s protracted acceleration zones and crossed the line in eighth and tenth, with Catsburg coming home in a solid sixth.

Reflecting on generally positive, if not slightly frustrating outing at the Nurburgring, Catsburg said: “I didn’t feel comfortable in the car because we were all a bit afraid about the tyres, so I took it easy and just brought it home. Had we been able to push, I think a podium might have been possible in the Main Race”.

Valente added: “The car wasn’t performing as well as in free practice and qualifying, because there were concerns over the tyres and we had to make changes that we’ve never done before, but my progress was good and I don’t think we could have asked for more than a sixth place in the Opening Race. We struggled in a straight line and we were advised to be cautious on the Nordschleife to save the tyres. We’ve had a lot of punctures, not just at the Nurburgring, but at normal circuits too, and it’s a shame that no action has been taken with the tyres before this weekend.”

Tarquini said: “I can’t be satisfied with the results, as I wasn’t able to push in the races. Tyres have been a big problem this weekend and it’s not the place to have this issue, as we’re in a forest, you reach very high speeds and there’s very little room for error. Cars are faster and heavier than last year and the problem must be analysed. You can’t race at a track like this, fearing that the tyres might let go and I was more of a taxi driver on the Nordschleife today.”

The FIA World Touring Car Championship (WTCC) moves on to LADA SPORT ROSNEFT’s homeland, Russia, and the Moscow Raceway for Rounds 11 and 12 of the 2016 season (10-12 June).
 


 
LADA SPORT ROSNEFT is a racing team, participating in the World Touring Car Championship since 2015 with specially designed LADA Vesta WTCC cars. The General Sponsor of the team is a global energy company Rosneft. Supporting the Russian team in the World Championship, Rosneft together with the leader of the Russian automotive industry – LADA – joined their efforts to promote Russian brands at the world markets. 
alt
alt
alt
Share
Tweet
Forward

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: No segundo treino, Lucas Milani (PRO) e Lucas/Marcus Peres (GP) fecharam à frente

Os classificatórios estão previstos para às 16h40 e 17h, e os pilotos terão 10 minutos para a garantir suas melhores marcas para as corridas deste domingo

A segunda sessão de treinos oficiais válida pela terceira etapa da Sprint Race 2016 aconteceu neste sábado (28/05), no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). O piloto Luca Milani, carro 77, concluiu com o melhor tempo com 57s825 pela categoria PRO, seguido de perto por Wanderlei Berlanda Jr/Eduardo Berlanda #17 e, logo atrás, Beto Giorgi #88. Já na GP, Lucas Peres e Marcus Peres (#78) marcou a melhor volta em 58s252, em segundo ficou Gerson Campos #82 e em terceiro Jorge Martelli/Kau Machado #87.

Luca Milani venceu sua primeira corrida na Sprint foi no traçado oval de Curitiba no ano passado. "Portanto as expectativas são as melhores possíveis para o classificatório e para as corridas. Sei que é uma corrida de muita estratégia e calma, já que com o peso a mais devido a colocação no campeonato serei prejudicado com as duas grandes retas do circuito. Farei o meu melhor e tentarei extrair o máximo do meu equipamento para subir no lugar mais alto do pódio novamente no anel externo e me manter na briga pelo campeonato", contou o piloto paulista.

Segundo o piloto Marcus Peres que corre com o filho Lucas, diz que os tempos dos dois estão bem equilibrados, na casa dos centésimos. "O oval é impressionante, uma briga muito constante. Se você ficar sozinho fica para trás, tem que pegar sempre o vácuo", declarou de Londrina (PR).

A terceira etapa contará com as transmissões do canal BandSports, da PlayTV e do Programa Acelerados no SBT e canal em youtube.com/acelerados em episódios de um Reality Show da Sprint Race.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Fremax, Vaz e Rio Custom.

Resultado do segundo treino oficial (10 primeiros colocados):

1) 77 Luca Milani, PRO
2) 17 Eduardo Berlanda/Wanderlei Berlanda Jr, PRO
3) 78 Lucas Peres/Marcus Peres, GP
4) 82 Gerson Campos, GP
5) 88 Beto Giorgi, PRO
6) 87 Jorge Martelli/Kau Machado , GP
7) 55 Caê Coelho, GP
8) 7 Vinicius Margiota, GP
9) 12 Claudio Buschmann, GP
10) 13 Raphael Campos, PRO

Confira os horários do fim de semana na pista de Curitiba (PR):

Sábado, dia 28/05

16h50 às 17h00 - Classificatório 1
17h10 às 17h20 - Classificatório 2

Domingo, dia 29/05

08h00 - Warm up (somente para organização)
08h20 - Alinhamento dos carros
09h00 - Placa de 5 minutos
09h05 - Saída para volta de aquecimento + 23 min. + 1 volta
12h00 - Alinhamento dos carros
12h55 - Placa de 5 minutos
13h00 - Saída para volta de aquecimento + 23 min. + 1 volta
13h30 - Pódio

Calendário 2016

20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos

29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
14/08 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Guest Race
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada*
*Sujeito a alteração - alternativa

 

As corridas da terceira etapa serão neste domingo às 9 horas e 13 horas (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

As corridas da terceira etapa serão neste domingo às 9 horas e 13 horas (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

#SR 77 Lucas Milani (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

#SR 77 Lucas Milani (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

SR #17 comandado por Eduardo e Wanderlei Berlanda (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

SR #17 comandado por Eduardo e Wanderlei Berlanda (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Lucas Peres e Marcus Peres #87 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Lucas Peres e Marcus Peres #87 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

SR #82 de Gerson Campos (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

SR #82 de Gerson Campos (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web



 

TT NO BRASIL

 

A Sacramento Racing teve forte desempenho na terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, realizada em Biguaçu, Santa Catarina. Após dois dias de disputas, o gaúcho Gustavo Pellin e o mineiro Nielsen Bueno confirmaram neste domingo (29) vitórias nas categorias E3 e Over 35, respectivamente. A equipe ainda foi ao pódio com os gaúchos Diego Colett, terceiro colocado da E1, e Maurício Rizzon, quinto da E2.

A previsão de chuva, frio e terreno escorregadio foi confirmada. “Foi uma etapa típica de Biguaçu. O chão liso e com buracos tornou a prova ainda mais cansativa”, contou o experiente Nielsen Bueno, chefe de equipe da Sacramento Racing. “Levei um tombo no sábado, logo na primeira volta, o que abalou um pouco a concentração. Mas neste domingo imprimi ritmo forte e não cometi erros, mesmo cansado e dolorido, o que rendeu a vitória no evento”, relatou.

Bueno possui dois títulos nacionais (em 2008 e 2009) e compete a bordo da motocicleta KTM EXC 350. “A moto continua 100% original e cada vez mais divertida de pilotar. Os pneus Pirelli também foram importantes para vencer as condições adversas em Santa Catarina”, concluiu, em segundo lugar na briga pela taça da Over 35. Pellin está invicto na liderança da E3, com a motocicleta KTM EXC 300 dois tempos. A quarta etapa do Brasileiro de Enduro FIM está marcada para os dias 25 e 26 de junho, em Aracruz (ES).

Sobre a Sacramento MotorSports – A Sacramento MotorSports traz os melhores equipamentos e produtos para quem encara a trilha ou a estrada como estilo de vida. O conceito da marca foi criado em fevereiro de 2008 pelo empresário e piloto Fábio Wolf Campos, após uma viagem que teve no roteiro a cidade de Sacramento, na Califórnia.

Influenciado pela cena do motociclismo nos Estados Unidos, Campos inaugurou um restaurante e uma boutique temáticos no Shopping SerrAzul, do qual é administrador desde 1994. O local, construído sobre a Rodovia dos Bandeirantes, em Itupeva (SP), é o único shopping aéreo do mundo e logo tornou-se um dos principais pontos de encontro de motociclistas do Brasil, além de sediar renomadas competições off-road.

De lá para cá, com restaurante e boutique ampliados, a Sacramento MotorSports ganhou força com a inauguração das concessionárias KTM Sacramento em Curitiba (PR), uma das quatro revendas “FlagShip” da marca austríaca de motocicletas no país, e Polaris Sacramento, com os UTVs e quadriciclos norte-americanos na loja do Shopping SerrAzul. A empresa ainda incentiva o esporte por meio da equipe Sacramento Racing, criada em 2013 e hoje chefiada pelo piloto e multicampeão off-road Nielsen Bueno. Para saber mais sobre a Sacramento MotorSports,acesse o site oficial.  


Gustavo Pellin, da Sacramento Racing, acelera em Bigua�u (SC) pelo Brasileiro de Enduro FIM
Cr�dito: Janj�o Santiago/Mundo Press

Nielsen Bueno, da Sacramento Racing, acelera em Bigua�u (SC) pelo Brasileiro de Enduro FIM
Cr�dito: Janj�o Santiago/Mundo P

 

GALERIA DE IMAGENS AINDA A RAMPA DA FALPERRA

FOX 7619_CopyCAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHAS 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

Grupo de  imagens ainda da Rampa da Falperra , onbtidas em diferentes pontos do precurso.

 

Fotos de JoFOX 7622_CopyFOX 7623_CopyFOX 7624_CopyFOX 7627_CopyFOX 7629_CopyFOX 7631_CopyFOX 7632_CopyFOX 7634_CopyFOX 7637_CopyFOX 7638_CopyFOX 7641_CopyFOX 7642_CopyFOX 7643_CopyFOX 7646_CopyFOX 7647_CopyFOX 7650_CopyFOX 7655_CopyFOX 7656_CopyFOX 7657_CopyFOX 7659_CopyFOX 7660_CopyFOX 7661_CopyFOX 7664_CopyFOX 7665_CopyFOX 7670_CopyFOX 7671_CopyFOX 7671_CopyFOX 7674_CopyFOX 7675_CopyFOX 7678_CopyFOX 7679_CopyFOX 7680_CopyFOX 7681_CopyFOX 7685_CopyFOX 7686_CopyFOX 7687_CopyFOX 7690_CopyFOX 7712_CopyFOX 7713_CopyFOX 7719_CopyFOX 7720_CopyFOX 7729_CopyFOX 7730_CopyFOX 7737_CopyFOX 7742_CopyFOX 7744_CopyFOX 7749_CopyFOX 7750_CopyFOX 7751_CopyFOX 7754_CopyFOX 7755_CopyFOX 7760_CopyFOX 7761_CopyFOX 7813_CopyFOX 7847_CopyFOX 7891_CopyFOX 7935_CopyFOX 7963_CopyFOX 7966_CopyFOX 7967_CopyFOX 7971_CopyFOX 7975_CopyFOX 7976_CopyFOX 7976_CopyFOX 7979_CopyFOX 7980_CopyFOX 7982_CopyFOX 7983_CopyFOX 7986_CopyFOX 7990_CopyFOX 7992_CopyFOX 7995_CopyFOX 7996_CopyFOX 7997_CopyFOX 8001_CopyFOX 8006_CopyFOX 8011_CopyFOX 8018_CopyFOX 8020_CopyFOX 8023_CopyFOX 8026_CopyFOX 8027_CopyFOX 8032_CopyFOX 8034_CopyFOX 8048_CopyFOX 8053_CopyFOX 8054_CopyFOX 8060_CopyFOX 8061_CopyFOX 8070_CopyFOX 8074_CopyFOX 8076_CopyFOX 8081_CopyFOX 8086_CopyFOX 8087_CopyFOX 8096_CopyFOX 8104_CopyFOX 8105_CopyFOX 8111_CopyFOX 8112_CopyFOX 8119_CopyFOX 8127_Copyão raposo - www.velocidadeonline.com

 

SUPER STOCK COMEÇARAM EM BRAGA

 

Ford e Porsche repartem protagonismo

 

NunOrganistA-3 CopyAs corridas da Classic Super Stock na primeira jornada do ano, realizadas em Braga, foram verdadeiramente corridas em família. Na primeira, a que mais se destacou foi a Gaspar, com Fernando pai a ser o primeiro a ver a bandeira de xadrez. Na segunda, foi a vez da família Jordão, com o filho Henrique, se destacar perante a variada e competitiva grelha presente no Circuito Vasco Sameiro. Com as condições climatéricas mais estáveis, o segundo dia da Classic Super Stock no Braga Festival of Speed começou com a primeira corrida. O Ford Escort RS 2000 campeão de Grupo 1 em 1981 teve um regresso à competição em grande. Fernando Gaspar, que conquistou o título há 25 anos, apostou num automóvel com muito significado para si e não podia ter melhor estreia. O piloto foi o primeiro a ver a bandeira de xadrez e venceu a categoria E4. Depois de ter conquistado a pole-position na véspera, Gaspar não acreditava que fosse possível segurar adversários com modelos mais potentes atrás de si. Mas o início da corrida, com a pista húmida, e a vantagem assegurada nas primeiras voltas foi suficiente para “gerir a primeira posição”, disse o piloto vencedor. “Em boa hora decidi participar com este carro. Ganhar a primeira corrida depois de ter sido campeão em 1981 é especial. Foi feito um trabalho de preparação fantástico depois de readquirir o Escort RS 2000 que está tal como o tinha quando ganhei o campeonato de Grupo 1”, afirmou Fernando Gaspar. Emocionante foi a discussão pelas posições seguintes. O Porsche 928 S de José Jordão saiu do segundo lugar, mas ao longo das 12 voltas da corrida não foi capaz de suster os ímpetos dos mais ágeis Volkswagen Golf GTI, de Paulo Duarte, e Ford Escort RS 2000, de Carlos Dias Pedro. Contudo, Duarte foi excluído devido a irregularidades técnicas, um repartidor de travagem, encontrado no seu carro numa decisão que a totalidade dos restantes participantes quer a organização da competição achou demasiado forte. José Jordão venceu entre os F4 e Manuel Cabral Menezes, num dos cinco VW Golf GTI presentes, arrecadou a vitória em D4. Miguel Ribeiro, em Alfa Romeo Giulia Super 1.6 (categoria D2), Madalena Gaspar, com o Datsun 1200 GX da classe C2, e Pero Del Maso, em Porsche 911 2.2 (C2) evidenciaram-se nas respectivas categorias lutando uns contra os outros com especial destaque para Madalena Gaspar que, enquanto a pista esteve molhada, ultrapassou carros muito mais potentes. Para a segunda corrida do dia, os pais Fernando Gaspar e José Jordão deram lugar aos filhos Fernando e Henrique e estes contaram uma história ligeiramente diferente. Ambos venceram as respectivas classes, a E4 para o piloto do Ford Escort e a F4 para o piloto do Porsche 928, mas na pista trocaram de posições. Com o Porsche, Henrique Jordão pressionou Gaspar e este não conseguiu defender a primeira posição. “A primeira parte foi tranquila. Consegui passar para a frente e conquistei uma vantagem interessante. Mas depois cortei demasiado um corrector e fiquei sem direcção assistida no carro nas curvas para a direita”, explicou o piloto do Porsche. “A partir daí fiquei um pouco nervoso porque se já é difícil domar a potência com direcção assistida, sem torna-se muito mais difícil. Mas percebi que tinha margem e geri a corrida de forma a manter-me na frente”, concluiu o jovem piloto. Paulo Duarte, em VW Golf, vingou-se da exclusão na primeira corrida. Não só foi o terceiro a cruzar a meta como triunfou entre os D4 depois de uma prestação consistente face à forte armada de Golf GTI similares que correram em Braga, mostrando que a irregularidade da primeira corrida não lhe dava mais competitividade. Sem problemas neste confronto, Luís Sousa Ribeiro, em Jaguar XJS, concluiu em segundo da classe F4, enquanto José Carvalhosa voltou a destacar-se em F2, mas desta feita conseguiu um positivo quinto posto final. Madalena Gaspar e João Miguel Ribeiro foram, de novo, protagonistas nas respectivas classes, mas o mais interessante foi mesmo a disputa em pista e a discussão do lugar até à bandeira de xadrez. Os dois ficaram separados por menos de uma décima! Concluída a primeira jornada da Classic Super Stock integrada no Braga Festival of Speed, a competição regressa a 16 e 17 de Julho no Estorial Iberian Festival.

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Treinos oficiais definem os grids de largada na corrida no oval em Curitiba

As duas corridas acontecem neste domingo (29) com largadas às 9 horas e 13 horas

A Sprint Race realizou neste sábado (29/05) as primeiras atividades oficiais de pista da 3ª etapa da temporada, que acontece no Autódromo Internacional de Curitiba. Foram realizados um shakedown de 10 minutos, dois treinos oficiais 40 minutos e duas tomadas de tempos de 10 minutos cada, onde os pilotos aceleraram forte em busca das melhores colocações para as corridas da competição, sendo o principal objetivo é o título da temporada 2016.

Na PRO, Luca Milani #77 largará da pole position na primeira corrida, foi seguido de Wanderlei Berlanda Jr. #17 e o estreante Raphael Campos #13. "A expectativa para a corrida é boa, mostramos que estamos competitivos e quero repetir o pódio em primeiro de 2015", festejou Luca.

Já na segunda corrida o pole na categoria PRO é o Eduardo Berlanda #17, conquistado com 55 quilos de lastro. "Conseguimos um bom acerto e fui salvo por uma volta boa no início, depois não conseguia mais carona com ninguém e não deu mais tempo. Pensar amanhã com calma a corrida, se for em pista seca será uma corrida bem difícil, pois a pista vai prover muito vácuo. Agora, se chover será no circuito misto que ninguém treinou e, dessa maneira, é bom porque largamos na frente e não teremos o spray do outro", avalia o catarinense.

Categoria GP

O paranaense Lucas Peres, marcou sua segunda pole no oval, a primeira foi no ano passado na etapa de estreia na Sprint Race. O piloto de Londrina (PR) conta com o apoio do pai Marcus Peres na divisão do SR#78 e, garantiram a dobradinha na categoria GP. "Consegui uma volta perfeita para a primeira colocação da GP. Na prova todo mundo andará embolado e será mais uma belíssima corrida no oval", comemora Lucas.

Marcus Peres #87 foi o mais rápido e vai largar na frente para a segunda corrida, seguido de Kau Machado #87 e Gerson Campos #6. "Deu tudo certo. Temos poucos detalhes para acertar no carro para amanhã, mas estou confiante", concluiu o piloto.

A largada da primeira corrida às 09 horas e 13 horas a segunda. A premiação dos vencedores será realizada às 13h30. A programação tem entrada franca.

A terceira etapa contará com as transmissões do canal BandSports, da PlayTV e do Programa Acelerados no SBT e canal em youtube.com/acelerados em episódios de um Reality Show da Sprint Race.

Confira os grids de largada da terceira etapa da Sprint Race:

Grid da corrida 1. Confira os 10 primeiros:
1) 77 Luca Milani, PRO
2) 17 Wanderlei Berlanda Jr, PRO
3) 13 Raphael Campos, PRO
4) 88 Beto Giorgi, PRO
5) 78 Lucas Peres, GP
6) 55 Caê Coelho, GP
7) 12 Claudio Buschmann, GP
8) 82 Gerson Campos, GP
9) 87 Jorge Martelli, GP
10) 4 Matheus Marini, PRO

Grid da corrida 2. Confira os 10 primeiros:
1) 17 Eduardo Berlanda, PRO
2) 88 Beto Giorgi, PRO
3) 78 Marcus Peres, GP
4) 87 Kau Machado , GP
5) 82 Gerson Campos, GP
6) 13 Raphael Campos, PRO
7) 12 Claudio Buschmann, GP
8) 4 Matheus Marini, PRO
9) 55 Caê Coelho, GP
10) 7 Vinicius Margiota, GP

Confira os horários do fim de semana no anel externo do circuito de Curitiba (PR):

Domingo, dia 29/05

08h00 - Warm up (somente para organização)
08h20 - Alinhamento dos carros
09h00 - Placa de 5 minutos
09h05 - Saída para volta de aquecimento + 23 min. + 1 volta
12h00 - Alinhamento dos carros
12h55 - Placa de 5 minutos
13h00 - Saída para volta de aquecimento + 23 min. + 1 volta
13h30 - Pódio

Calendário 2016

20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos

29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
14/08 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Guest Race
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada*
*Sujeito a alteração - alternativa

 

Luca Milani é o pole da corrida 1 na PRO (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Luca Milani é o pole da corrida 1 na PRO (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Piloto Luca Milani (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Piloto Luca Milani (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Lucas Peres e Marcus Peres #87, pai e filho, fazem dobradinha na GP (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Lucas Peres e Marcus Peres #87, pai e filho, fazem dobradinha na GP (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Marcus Peres e Lucas Peres (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Marcus Peres e Lucas Peres (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Eduardo Berlanda e Wanderlei Berlanda Jr. #17 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Eduardo Berlanda e Wanderlei Berlanda Jr. #17 (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Irmãos Berlanda em ótimo desempenho nos treinos deste sábado no AIC (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Irmãos Berlanda em ótimo desempenho nos treinos deste sábado no AIC (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web

Claudio Buschmann durante os treinos oficiais da terceira etapa (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)

Claudio Buschmann durante os treinos oficiais da terceira etapa (Rodrigo Guimarães/Sprint Race)
Alta  | Web



 

RAMPA DA COVILHÃ - AMBIENTES - GALERIA DE IMAGENS

CAMPEONATO NACION AL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

AMBIENTES

 

Grupo de imagens dos ambientes este fim de semana que passou na Rampa da Covilhã.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 1421_CopyFOX 1422_CopyFOX 1423_CopyFOX 1424_CopyFOX 1425_CopyFOX 1426_CopyFOX 1427_CopyFOX 1428_CopyFOX 1429_CopyFOX 1430_CopyFOX 1431_CopyFOX 1433_CopyFOX 1434_CopyFOX 1435_CopyFOX 1437_CopyFOX 1438_CopyFOX 1439_CopyFOX 1440_CopyFOX 1441_CopyFOX 1442_CopyFOX 1444_CopyFOX 1445_CopyFOX 1446_CopyFOX 1447_CopyFOX 1448_CopyFOX 1449_CopyFOX 1450_CopyFOX 1451_CopyFOX 1452_CopyFOX 1453_CopyFOX 1454_CopyFOX 1455_CopyFOX 1456_CopyFOX 1458_CopyFOX 1459_CopyFOX 1460_CopyFOX 1461_CopyFOX 1462_CopyFOX 1463_CopyFOX 1464_CopyFOX 1465_CopyFOX 1466_CopyFOX 1467_CopyFOX 1469_CopyFOX 1470_CopyFOX 1472_CopyFOX 1473_CopyFOX 1474_CopyFOX 1475_CopyFOX 1476_CopyFOX 1477_CopyFOX 1478_CopyFOX 1479_CopyFOX 1480_CopyFOX 1481_CopyFOX 1482_CopyFOX 1483_CopyFOX 1485_CopyFOX 1486_CopyFOX 1487_CopyFOX 1488_CopyFOX 1489_CopyFOX 1490_CopyFOX 1491_CopyFOX 1492_CopyFOX 1493_CopyFOX 1494_CopyFOX 1495_CopyFOX 1497_CopyFOX 1498_CopyFOX 1499_CopyFOX 1500_CopyFOX 1501_CopyFOX 1502_CopyFOX 1503_CopyFOX 1504_CopyFOX 1505_CopyFOX 1506_CopyFOX 1507_CopyFOX 1508_CopyFOX 1509_CopyFOX 1510_Copy

 

NO PADDOCK DO CIRCUITO CAM 1 - GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

NO PADDOCK DO CIRCUITO CAM 1

 

Grupo de imagens do paddock do circuito CAM 1.

 

Fotos de João Raposo - ww.velocidadeonline.comFOX 0378_CopyFOX 0379_CopyFOX 0380_CopyFOX 0381_CopyFOX 0382_CopyFOX 0384_CopyFOX 0393_CopyFOX 0395_CopyFOX 0396_CopyFOX 0397_CopyFOX 0398_CopyFOX 0399_CopyFOX 0400_CopyFOX 0402_CopyFOX 0403_CopyFOX 0404_CopyFOX 0405_CopyFOX 0406_CopyFOX 0408_CopyFOX 0409_CopyFOX 0410_CopyFOX 0411_CopyFOX 0413_CopyFOX 0414_CopyFOX 0415_CopyFOX 0416_CopyFOX 0417_CopyFOX 0419_CopyFOX 0420_CopyFOX 0421_CopyFOX 0422_CopyFOX 0423_CopyFOX 0425_CopyFOX 0426_CopyFOX 0427_CopyFOX 0428_CopyFOX 0429_CopyFOX 0430_CopyFOX 0431_CopyFOX 0432_CopyFOX 0433_CopyFOX 0434_CopyFOX 0435_CopyFOX 0436_CopyFOX 0437_CopyFOX 0438_CopyFOX 0439_CopyFOX 0441_CopyFOX 0442_Copy

 

NATURALMENTE PEDRO SALVADOR NA COVILHÃ

 

Pedro Salvador soma e segue no Nacional de Montanha

Depois de um dia de Sábado onde a chuva marcou forte presença, terminou com o piso seco a Rampa da Covilhã - Serra da Estrela, prova exemplarmente organizada pelo CAMI e que teve momentos de muito interesse, num fim-de-semana onde a instabilidade climática teve um papel preponderante, no grande espectáculo oferecido ao muito público, que esteve presente em mais uma prova do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline.

A última e decisiva subida da Rampa da Serra da Estrela, decorreu com o piso seco e foi mais uma vez Pedro Salvador a levar a melhor. Ao volante do seu Norma M20FC, Salvador conseguiu nesta última subida de prova a marca de 2:42s398, triunfando na Categoria 1 com um tempo total de 5:24s132. No segundo lugar ficou por João Fonseca em BRC CM05, seguido por Paulo Ramalho em Juno CN09. Azar para Rui Ramalho, que furou um pneu do Osella PA21S Evo. nesta última subida de prova e ficou por isso arredado dos primeiros lugares.

“Estou muito satisfeito com este resultado, consegui uma prestação de muito bom nível que me permitiu vencer com algum à vontade. Não foi fácil porque as condições estiveram uma vez mais muito incertas, mas tomamos sempre as melhores opções e isso reflectiu-se no resultado final. O meu carro esteve sempre impecável fruto do excelente trabalho da minha equipa, o que me permitiu a mim fazer o que me competia o melhor que sei. Foi uma excelente operação para nós, já que aumentamos a nossa vantagem no comando do campeonato e isso dá-nos uma margem de erro maior que poderá ser decisiva no final da competição.” Disse Pedro Salvador.

Com um andamento surpreendente, Luis Nunes levou o seu SEAT Leon Cup Racer ao triunfo na Categoria 4, registando a marca final de 6:00s050 no computo das suas duas melhores subida de prova, o que lhe valeu um honorífico terceiro posto absoluto. Joaquim Teixeira foi o segundo classificado com o imponente Renault Megane Trophy V8, com o lugar mais baixo do pódio a ser ocupado por Ricardo Gomes em SEAT Leon Supercopa.

“Esta vitória foi excelente para nós, já que foi conseguida em condições difíceis. Se ontem, não consegui andar ao nível habitual devido a alguma situação com a afinação do carro que ainda não determinamos, hoje tudo correu muitíssimo bem e consegui andar muito depressa. Com a chuva intermitente, as condições do traçado eram sempre uma incógnita e isso criou um desafio suplementar para todos, já que nunca sabíamos as afinações ou o tipo de pneus ideais para utilizar. Com este resultado começo a acreditar que podemos chegar ao título, já que ficamos com uma boa almofada pontual para os nossos principais adversários.” Referiu Luis Nunes.

A luta pela vitória na Categoria 2 esteve ao rubro, com a subida final a decidir o nome do vencedor. Com apenas uns incríveis 27 milésimos de segundo de vantagem, foi Edgar Reis que levou a melhor ao volante do seu Porsche 997 GT3 Cup, batendo José Correia em Nissan GT-R GT3 Nismo. Um pouco mais atrás, Gonçalo Manahu completou o pódio desta categoria com um Porsche 997 GT3 Cup.

“Foi excelente! Foi uma luta ao milésimo e no final ganhamos nós. Foi muito difícil porque o tempo continua a teimar em nos pregar partidas e com o meu carro, torna-se muito difícil fazer bons resultados à chuva. Felizmente o tempo hoje esteve melhor e foi possível dar o máximo. Estou naturalmente muito contente por este triunfo, que espero seja o primeiro de muitos ainda esta época.” Adiantou Edgar Reis.

Se na Categoria 2 a luta foi assombrosa, o duelo pelo triunfo na Categoria 3 teve igualmente grandes momentos, com os dois melhores a ficarem separados por pouco mais de meio segundo. No final as contas da vitória sorriram a Manuel Correia (Ford Fiesta R5), que bateu José Pedro Gomes em Ford Escort WRC. No terceiro lugar ficou Luis Silva em BMW M3 E30.

“Foi difícil, mas consegui uma boa vitória, frente a adversários muito fortes. O meu carro é muito bom à chuva, com um comportamento excelente nessas condições, mas hoje tive de dar o máximo com o piso seco e felizmente as coisas correram bem e pude ganhar. O resultado de hoje motiva-me para tentar vencer nas próximas provas e para lutar pelo título, que são naturalmente os meus objectivos para esta época”. Disse Manuel Correia.

Grande dominador da Categoria 6 durante este fim-de-semana na Covilhã, Hélder Silva garantiu um triunfo fácil face a uma oposição que não teve argumentos para o piloto do BMW 323i. Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII foi segundo, seguido por Carlos Santos em VW 1303S.

“Estou naturalmente feliz pelo triunfo, só tenho pena que não estejam mais pilotos nesta categoria para que houvesse mais competição. Motivei-me muito ontem com as boas posições que consegui em termos absolutos e hoje distraí-me um pouco e não estive tão bem. Tudo correu bem e a vitória foi um justo prémio para todos na minha equipa.” Sintetizou Hélder Silva.

Na Categoria 5 foi Flávio Saínhas quem levou a melhor. O piloto do Ford Escort MKI teve sempre um excelente ritmo ao longo do fim-de-semana, conseguindo bater Carlos Oliveira, segundo no seu Porsche 911 e Pedro Gaspar em BMW 325i.

“Foi muito bom vencer aqui na Serra da Estrela face a uma oposição de grande valor. Consegui andar sempre bem quer na chuva, quer no seco e por isso esta vitória é muito saborosa. Espero repetir este resultado mais vezes este ano mesmo sabendo que não será fácil.” Disse Flávio Sainhas.  

Sozinho na Taça Nacional de Clássicos 1300, Cândido Monteiro dizia no final que estava “satisfeito por concluir a prova, mas triste pela falta de oposição, que daria mais brilho ao meu triunfo.”

Todas as informações relativas aos treinos e subidas estão ainda disponíveis no site oficial da montanha em www.campeonatomontanha.com ou na página oficial do campeonato no Facebook em https://www.facebook.com/CampeonatoMontanha. press-APF 4891_Copypress-GTI 4788_Copypress-GTI 5245_Copypress-GTI 5401_Copypress-GTI 6070_Copypress APF_4989_Copy

 

MANAHU NO PODIO NA COVILHÃ

De novo no pódium

Gonçalo Manahu foi terceiro na Categoria 2. O piso seco permitiu que o piloto Porsche pudesse tirar melhor partido da caixa de velocidades.

“Hoje o piso secou e assim o carro (Porsche 911 GT3 n.d.r.) tinha uma relação de caixa menos penalizadora. Não era, ainda, a ideal para este traçado mas estive claramente melhor. Apesar de ainda ter sentido alguns problemas de aderência, o tempo seco permitiu que pudesse anular muita da diferença que encontrei ontem e assim rodar mais próximo dos meus adversários.” Começa por recordar Gonçalo Manahu.

Apesar de paulatinamente Gonçalo Manahu ter feito baixar os tempos de prova, no final recuperou duas posições e assim fez mais um pódium, o terceiro do ano: “ontem senti algumas dificuldades e não conseguia fazer baixar o tempo, apesar de ter consciência de que estava muito próximo do limite. Hoje, em seco, consegui anular grande parte dessa diferença e o terceiro lugar conseguido é a melhor prova.” Rematou o piloto do Porsche.

O arranque da prova de hoje foi substancialmente atrasado, segundo a organização, devido à chuva e dessa forma o programa prolongou-se pela tarde dentro. A próxima prova é a Rampa da Santa Marta. 

manahu serradaestrela

 

GASPAR E JORDÃO VENCERAM EM BRAGA

 

Gaspar e Jordão reinam em Braga

 

 

corrida1 Copycorrida2 CopyA primeira jornada das Single Seater Series ficou marcada por discussões e batalhas em pista muito intensas. Foi um grande espectáculo para todos, pilotos e espectadores, perante uma grelha com duas dezenas de concorrentes. De destacar os 14 Zetecs inscritos, com conhecidas jovens promessas do automobilismo nacional e reputadas estruturas técnicas envolvidos. No final, Fernando Mayer Gaspar e Gonçalo Jordão foram os primeiros a cruzar a meta na primeira e na segunda corridas, respectivamente, e obtiveram os triunfos à geral. Num fim-de-semana de final de maio em que a Primavera teima em mascarar-se de Inverno chuvoso, Fernando Mayer Gaspar, que tinha sido o mais rápido nos treinos cronometrados, apresentava-se na fila da frente da grelha de partida e procurava o triunfo com o D&D F01 da categoria Super Tuga. O piloto de Cascais arrancou e assumiu a liderança, enquanto nas posições seguintes, Gonçalo Jordão, Duarte Pires, Carlos Rodrigues, Miguel Lobo e José Pedro Faria lutavam pelo melhor posto na classificação. Entre várias trocas de lugares, Faria escalou até à vice-liderança e os dois primeiros prepararam-se para um duelo pela vitória. Contudo, um incidente que envolveu Rui Sanchez levou à entrada do safetycar e a corrida terminou nestas condições, com a vitória entregue a Gaspar na Fórmula Super Tuga. Já Faria garantiu o triunfo entre os Fórmula Ford Zetec. “Consegui distanciar-me dos concorrentes nas primeiras voltas enquanto eles lutavam pela posição na sua classe. Com a entrada do safety-car, ficámos todos juntos mas eu sabia que se a situação se mantivesse assim, tinha tudo para ganhar. Foi uma vitória especial, em especial para a Fun Speed. Eles é que são os responsáveis pelo projecto (desenvolvimento do carro) e merecem este resultado”, disse Fernando Mayer Gaspar. Na classificação exclusiva para rookies (pilotos com até cinco corridas realizadas), que teve cinco pilotos presentes nesta jornada, Luís Calheiros Ferreira foi o mais forte. Na primeira corrida ao volante de um fórmula, o piloto da CRM Motorsport ainda fechou a prestação com o oitavo lugar absoluto. Entre os gentlemen drivers das fórmulas Kent e Vauxhall, destaque para Paulo Vieira e para João Paulo Matos que venceram as respectivas classes, ao volante do Van Diemen RF98 16V e do Hawke DL11. Na segunda corrida, a instabilidade meteorológica voltou a criar alguma indefinição. Várias equipas saíram para a pista com afinações de chuva pois o piso estava molhado. Com a grelha formada com base na classificação da primeira corrida, Fernando Mayer Gaspar e José Pedro Faria partiram e iniciaram, desde logo, uma discussão pela vitória. Até ao ponto em que se tocaram e ficaram fora de prova. Com o percalço dos dois primeiros, Gonçalo Jordão subiu ao topo da classificação e venceu a corrida à geral e na categoria FZ. Esta foi a primeira vitória do piloto que regressou a uma disciplina depois de vencer, em 2015, a sua classe na Classic Super Stock. “Foi uma vitória surpreendente. Sabia que seria difícil bater os meus adversários que largaram à frente mas quando eles saíram de pista aproveitei a oportunidade para ficar em primeiro”, afirmou Gonçalo Jordão. Duarte Pires, que ficou em segundo, não escondia a satisfação pelo resultado global, pois deixa Braga com um segundo e um terceiro lugares, mas não deixa de saber a pouco. “Fiquei muito perto de conquistar a vitória. Se tivesse mais uma volta conseguia”, contou o piloto que ficou a 0,147s de Jordão. Em terceiro da geral e dos FZ acabou Miguel Lobo. O piloto da Speedy Motorsport obteve o primeiro pódio numa temporada em que está concentrado “em aprender e ter as bases dos fórmulas”. De salientar, também, nova vitória de Luís Calheiros Ferreira. O piloto foi o sétimo a ver a bandeira de xadrez e repetiu o triunfo da primeira corrida entre os rookies. Mais uma vez, Paulo Vieira foi protagonista entre os gentlemen drivers ao assegurar o melhor resultado na classe VJ16. João Paulo Matos destacou-se em FK80. Concluída a primeira jornada das Single Seater Series integrada no Braga Festival of Speed, a competição regressa a 16 e 17 de Julho no Estoril Iberian Festival.

 

KART NO BRASIL

 

Entre as etapas da Stock Car, Rafael Suzuki compete no kart e sagra-se campeão do Super Kart Brasil
Piloto, que também correu com #8 no kart, venceu competição nacional na Shifter, categoria de kart com marchas mais rápida do Brasil. Representante maranhense venceu entre os 24 pilotos em pista escorregadia no Kartódromo da Granja Viana
Uma emocionante corrida sob intensa garoa. Assim Rafael Suzuki garantiu sua vitória neste sábado (28) na categoria Shifter (karts com marchas), no Kartódromo da Granja Viana (SP), e garantiu o título inédito do Super Kart Brasil, na 23ª edição do campeonato. Campeão Brasileiro, da Copa Brasil, Seletiva Petrobras, Sul-Brasileiro e das 500 Milhas de Kart, Suzuki somou mais um título à sua carreira no kart nacional.

Após quase conquistar seu primeiro pódio pela Stock Car em Goiânia no último domingo (22), Suzuki iniciou os treinos para a corrida logo na terça-feira, e conseguiu evoluir bastante o acerto do equipamento com a Fernando Meira Kart - equipe oficial da Tony Kart. Na tomada de tempos, realizada na manhã deste sábado com temperaturas baixas, por volta dos 14ºC em São Paulo, Rafael tirou bom proveito das condições e cravou o 2º melhor tempo, a apenas 0.006s da pole position de Murilo Coletta, expoente da nova geração de pilotos.

Largando na primeira fila, Suzuki manteve-se forte na briga pelo top-3, mas numa disputa por posições no pelotão da frente acabou caindo pra 8º, pouco antes da metade da prova. A garoa apertou no meio da prova, e Rafael, com boas ultrapassagens, conseguiu se aproveitar das condições adversas de pista e superou um por um seus adversários, para assumir a liderança a cinco voltas do fim, das 24 totais, confirmando sua vitória. Além de ser a categoria mais rápida do kartismo, o grid da Shifter conta com pilotos experientes, como Rubens Barrichello (atualmente na Stock Car), Guilherme Salas (Brasileiro de Marcas), Gaetano di Mauro, Bruno Grigatti, Beto Monteiro (Fórmula Truck), entre outros.

Com a vitória, Rafael Suzuki sagrou-se Campeão do Super Kart Brasil, título que o piloto ainda não tinha em seu currículo. A corrida também foi válida pela 4ª etapa da Copa São Paulo de Kart. O piloto maranhense usa os treinos de kart para se manter em atividade nos intervalos entre as etapas da Stock Car e também se prepara para o Campeonato Brasileiro de Kart, que vai participar em julho, na Paraíba.

No próximo fim de semana, entre os dias 4 e 5 de junho, Suzuki disputa a 4ª etapa da Stock Car em Santa Cruz do Sul, no interior gaúcho.

Rafael Suzuki:

"O kart é mais que uma grande paixão, é onde eu me preparo para as corridas de Stock Car. Como eu vinha numa sequência muito grande de treinos, decidi voltar a correr na Shifter, que é um kart altamente desgastante fisicamente. Vencer foi uma surpresa boa pra mim, já que tem muita gente forte que compete regularmente nas corridas de Shifter. Durante a prova, consegui aproveitar o momento da chuva com um kart muito rápido e consegui encaixar as ultrapassagens para vencer. Agora é comemorar um pouco e focar na Stock Car, que já é no próximo fim de semana".

Confira o resultado final da Shifter:

1 Rafael Suzuki - 24 voltas - 20:27.119
2 Bruno Grigatti - a .837
3 Guilherme Salas - a 2.974
4 João Rosate - a 5.803
5 Murilo Della Coletta - a 7.089
6 Renato Russo - a 9.333
7 Beto Monteiro - a 13.221
8 Wagner Ebrahim - a 13.810
9 Waldir Belizário - a 14.307
10 Rubens Barrichello - a 22.324
11 Fabiano D´Appollonio - a 30.412
12 Rogério Lalau - a 50.042
13 Beto Cavaleiro - a 1 volta
14 Luís Carvalho - a 1 volta
15 Luís Sousa - a 1 volta
16 Natã Leal - a 1 volta
17 Fábio Mendonça - a 2 voltas
18 Brunno Cunha - a 12 voltas
19 Roberto Lazarini - a 15 voltas
20 Jorge Borelli - a 15 voltas
21 Leonardo Lamelas - a 23 voltas
Gaetano Di Mauro
Christian Bartz
Adriano Amaral

:
Rafael Suzuki fez grande corrida neste sábado no Kartódromo da Granja Viana (SP)
Erno Drehmer/Kart Motor
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Representante maranhense conquistou título inédito do Super Kart Brasil
Eversports
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Suzuki e Rubens Barrichello, da Stock Car, competem na categoria Shifter
Erno Drehmer/Kart Motor
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Suzuki usa treinos e competições de kart para se manter em atividade
Bruno Gorski
Clique na imagem para fazer o Donwload...

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2016 Monaco Grand Prix, Qualifying

 DANIEL RICCIARDO CLAIMS POLE ON P ZERO PURPLE ULTRASOFT BEATING BY 1.4 SECONDS LAST YEAR’S POLE

 TWO STOPS THEORETICALLY FASTEST AT THE MONACO GRAND PRIX BUT
MANY DRIVERS WILL AIM FOR A SINGLE STOP

 PIRELLI TODAY SHOWED THE NEW WIDER TYRES FOR 2017

Red Bull’s Daniel Ricciardo has claimed his debut pole position at the Monaco Grand Prix, using the all-new P Zero Purple ultrasoft compound, which has proved to be over half a second per lap faster than the P Zero Red supersoft. This made it the main choice for qualifying, used by all the drivers from start to finish: with the exception of Force India, which used the supersoft in Q1 and Q3, and Ricciardo, who scored his Q2 best time on supersoft, and so will start the race on this compound.
The Australian’s pole time of 1m13.622s was nearly a second and a half faster than pole position last year, and also beats the race lap record.

With the circuit open to normal traffic following yesterday’s GP2 race and free practice on Thursday, the usual pattern of track evolution over a grand prix weekend is never followed in Monaco. As a result, the final free practice session this morning was of maximum importance to gauge grip levels prior to qualifying. Track temperatures reached 48 degrees centigrade during qualifying: the highest seen all weekend so far.

As is often the case in Monaco, there were stoppages due to incidents during qualifying: any safety cars tomorrow will have a big influence on the race strategy and outcome.

Pirelli today revealed the new wider tyres for 2017 when Formula 1 will introduce some important changes that will be heavily influenced by the new tyres’ dimensions.
More details, pictures and videos about the new 2017 tyres can be downloaded at the following link: www.pirelli.com/global/en-ww/2017-bigger-and-better

Paul Hembery, Pirelli motorsport director: “Monaco provided the usual exciting qualifying session, enhanced by the fact that everyone knows just how important it is, given the difficulty of overtaking. Monaco has traditionally been a one-stop race. However, theoretically a two-stop strategy is faster now that we have introduced the ultrasoft. Theory and practice are often quite different though, so it’s going to be very interesting to see the strategic choices made tomorrow. Wear and degradation was low during Thursday, even on the ultrasoft, but with more running on this compound today the teams have learned ways to reduce it still further.”

How the tyres behaved today:
Soft: Not seen in qualifying.
Supersoft: Used by Force India in Q1 and Q3 as well as Ricciardo in Q2. Could be a factor in an alternative strategy, with those starting on it running longer for the first stint.
Ultrasoft: Used a lot so far, offering some of the best performance ever seen in Monaco.

Race strategy: A two-stopper is actually theoretically fastest in Monaco, but this doesn’t take into account the problems of traffic and overtaking: two of the biggest challenges in the principality. So in actual fact, a one-stopper could be more likely for the race. The ideal one-stopper is: start on ultrasoft, change to soft on lap 18. The fastest two-stopper is: start on ultrasoft, change to ultrasoft again on lap 14, then soft on lap 28.

FREE PRACTICE 3 – TOP THREE TIMES

Vettel 1m14.650s UltraSoft – New
Hamilton 1m14.668s UltraSoft – New
Rosberg 1m14.772s UltraSoft – New

QUALIFYING TOP 10

Ricciardo 1m13.622s UltraSoft – New
Rosberg 1m13.791s UltraSoft – New
Hamilton 1m13.942s UltraSoft – New
Vettel 1m14.552s UltraSoft – New
Hulkenberg 1m14.726s UltraSoft – New
Raikkonen 1m14.732 UltraSoft – Used
Sainz 1m14.749s UltraSoft – New
Perez 1m14.902s UltraSoft – New
Kvyat 1m15.273s UltraSoft – New
Alonso 1m15.363s UltraSoft – New

LONGEST STINT SO FAR

Soft Perez 21 (laps)
Supersoft Haryanto 20
Ultrasoft Ricciardo 21

BEST TIME BY COMPOUND SO FAR

Soft Kvyat 1m16.529s
Supersoft Ricciardo 1m14.357s
Ultrasoft Ricciardo 1m13.622s

 

alt

 

NISSAN É NOTICIA

 

Nissan ProPilot lidera o caminho para a Cimeira do G7 Tecnologia Autónoma presente em Ise-Shima


O Presidente do Conselho Europeu Donald Tusk teve a oportunidade de experimentar a tecnologia de condução autónoma Nissan ProPilot esta quinta-feira, na cimeira do G7 em Ise-shima, Japão. O automóvel do presidente da Comissão Europeia era um de uma caravana de sete veículos com tecnologia de próxima geração.

O percurso de estrada em automóveis autónomos Nissan foi um de uma série de eventos planeados durante a Cimeira do G7 que decorre no Japão ontem e hoje. O protótipo, com base no 100% elétrico Nissan LEAF, foi equipado com características especiais, tais como um radar de onda milimétrica, scanners laser, câmaras de vídeo e uma Interface Homem-Máquina (HMI - Human Machine Interface) desenvolvida especificamente para a condução autónoma.

 

Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

PEDRO SALVADOR NATURALMENTE NA FRENTE

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

PEDRO SALVADOR NATURALMENTE NA FRENTE

 

 

Pedro Salvador dominou o primeiro dia de competição da Rampa da Serra da Estrela, terceira prova pontuável para o Campeonato Nacional de Montanha.

A chuva trouxe surpresas e atrasos, excepto para Pedro Salvador, que depois de dominar as sessões de treinos, cumpriu a primeira subida oficial em 3m 06,273s e foi 13 segundos mais rápido do que o seu mais directo adversário.

“Gosto deste traçado empenhei-me desde o primeiro metro. Estamos com um bom set-up no Norma M20FC, que nos permite ser rápidos à chuva. Hoje terminei com uma vantagem confortável, mas tenho consciência de que terei que me empenhar nas duas subidas que faltam, pois a instabilidade do tempo poderá ser uma “lotaria”. Rematou o comandante da classificação geral da Rampa da Serra da Estrela.

 

MANAHU COM DIFICULDADES

Espera-se melhor para amanhã

A relação de caixa de velocidades terá prejudicado o resultado do piloto do Porsche

O sétimo posto na Categoria 2, não espelha o andamento de Gonçalo Manahu no traçado da Serra da Estrela, “de que gosto e apesar de me ter adaptado bem, não consegui terminar mais à frente. O facto de alguns dos meus adversários terem subido em piso seco e eu ter apanhado o traçado completamente encharcado explica parte deste meu tempo.”

Mas o piso não explica tudo, pois “acho que a relação de caixa que tenho (no Porsche n.d.r.) é demasiado longa para este traçado. Além disso parece-me que alguns dos meus adversários, encontraram soluções que lhes permitem manter o carro mais “agarrado” ao piso. Só espero que amanhã esteja todo mais seco e assim eu possa encurtar a diferença.” Remata o Piloto do Porsche.

manahu falperra Arquivo - Rampa da 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - RAMPA DA COVILHÃ

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

PARA VARIAR UM A VEZ MAIS DISPUTADA DEBAIXO.....DE CHUVE

 

 

press-APF 3132_Copypress-GTI 3305_Copypress-GTI 3374_Copypress-GTI 3564_Copypress-GTI 3639_Copy

Depois das duas subidas de treinos, decorreu no final da tarde a primeira subida de prova da Rampa da Covilhã – Serra da Estrela. A chuva continuou a marcar presença, assim como o domínio de Pedro Salvador, que ao volante do seu Norma M20FC registou a melhor marca na Categoria 1 e em termos absolutos, com 3:06s273.

Rui Ramalho em Osella PA21S Evo. foi o segundo mais rápido na Categoria 1, com a terceira melhor marca a pertencer a Paulo Ramalho em Juno CN09.

Autor de uma excelente subida, Manuel Correia foi o melhor na Categoria 3, registando a segunda melhor marca em termos absolutos, com o Ford Fiesta R5 de tração total a sentir-se que nem “peixe na água” nas difíceis condições do traçado covilhanense.  Luis Silva em BMW M3 foi o segundo melhor na Categoria 3, na frente de José Pedro Gomes em Ford Escort WRC.

Hélder Silva voltou a brilhar, com o BMW 323i a dominar a Categoria 6 e a surpreender em termos absolutos com a obtenção do quarto melhor tempo(!). Carlos F. Santos em VW 1303S e Ricardo Loureiro em Ford Escort MKII completam para já o pódio nesta última categoria.

Ricardo Gomes foi o melhor na Categoria 4, colocando o seu SEAT Leon Supercopa na frente de Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer e João Vilas Boas em Renault Clio.

Pedro Coelho Saraiva surpreendeu na Categoria 2, conseguindo a melhor marca com o seu Mitsubishi Lancer Evo. IX. Em carro idêntico, Nelson Trindade foi o segundo mais rápido, seguido por Herlander Trindade em Subaru Impreza, numa categoria dominada pelos carros de tracção total.

Na Categoria 5 o melhor foi Flávio Saínhas em Ford Escort MKI, com Pedro Gaspar em BMW 325i e Carlos Oliveira em Porsche 911 nas posições seguintes.

Solitário na Taça Nacional de Clássicos 1300, Cândido Monteiro continua a levar o Datsun 1200 a bom porto.

Surpresas na última subida de treinos na Covilhã

Com o traçado da Rampa a continuar muito molhado devido à chuva que cai a espaços no bonito cenário natural da Serra da Estrela, foi novamente Pedro Salvador a registar a melhor marca na segunda subida de treinos. Desta feita o piloto flaviense registou a marca de 3:00s870. Atrás do piloto Norma que continua a ser o melhor na Categoria 1, ficou um surpreendente Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer.

Nunes liderou a Categoria 4, enquanto mais atrás Manuel Correia (Ford Fiesta R5) e José Correia (Nissan GT-R GT3 Nismo), voltavam a ser os melhores nas Categorias 3 e 2, respectivamente. Hélder Silva (BMW 323i) foi mais uma vez o melhor na Categoria 6. Flávio Saínhas em Ford Escort MKI, comandou nesta subida a Categoria 5. Cândido Monteiro em Datsun 1200 continua a sua caminhada solitária na Taça Nacional de Clássicos 1300.

Rampa da Covilhã - Serra da Estrela começa com chuva

Com a chuva a marcar presença neste dia de Sábado, Pedro Salvador foi o piloto mais rápido na primeira subida de treinos da Rampa da Covilhã- Serra da Estrela, prova a contar para o Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016. O homem do Norma M20FC obteve a marca de 3:05s322, liderando com algum à vontade a Categoria 1, na frente de Rui Ramalho em Osella PA21S Evo.

Manuel Correia conseguiu ser o mais lesto na Categoria 3, impondo as quatro rodas motrizes do seu Ford Fiesta R5, a exemplo do que conseguiu José Correia na Categoria 2, com o imponente Nissan GT-R GT3 Nismo. Com um SEAT Leon Supercopa, Ricardo Gomes foi melhor na Categoria 4. Hélder Silva (BMW 323i) esteve imperial na Categoria 6, registando mesmo a oitava marca em termos absolutos.

Pedro Gaspar levou o seu BMW 325 i ao topo da Categoria 5. Na Taça Nacional de Clássicos 1300, o único a subir foi Cândido Monteiro em Datsun 1200. Azar para Fernando Salgueiro, que não chegou a subir devido a problemas com o motor do seu Ford Escort MKII.

 

SOBRE A "BRONCA" DA HONDA

SOBRE A "BRONCA" DA HONDA NO WTCC

 

 

A FIA concluiu agora que secções do fundo plano dos carros de Norbert Michelisz, Rob Huff e Tiago Monteiro, todos da Honda Racing Team JAS e de Ferenc Ficza, da Zengo Motorsport não estavam de acordo com os regulamentos técnicos excluindo os quatro carros dos resultados dois dois eventos. No Nordschleife, tendo em conta que a Honda não tem peças diferentes para montar nos seus carros, estes participaram em ambas as corridas na mesma configuração da Hungria e Marrocos.
Tiago Monteiro já tinha antes explicado que a FIA obriga à colocação de lastro no lado do banco do ‘passageiro’, mas a Honda interpretou que o regulamento não especifica que lastro tem que ser TODO colocado nesse local, e colocou outra parte no fundo plano do carro e é esse pormenor que está a causar o desacordo entre a FIA e a Honda. Agora é a vez do Tribunal de Apelação decidir."

 

 

TIAGO MONTEIRO TEVE ACIDENTE

 

Tiago Monteiro protagoniza aparatoso acidente quando liderava em Nordscheleife


Tiago Monteiro sentiu na pele o verdadeiro 'Green Hell' hoje logo na primeira corrida do WTCC. O piloto português estava na liderança da prova no Nordscheleife, faltava menos de metade da ultima volta, prepara-se para se sagrar vencedor, quando o pneu do seu Honda Civic rebentou e o fez embater fortemente no muro, voltando à pista e sendo ainda abalroado pelo Citroen de Yvan Muller. O piloto português saiu combalido do carro mas pelos seus próprios pés. Foi levado para o hospital para ser avaliado fisicamente, estando nesta altura já no circuito e sem mazelas graves a assinalar.

Tiago saiu da 'pole' estava a fazer uma belíssima corrida quando o inesperado se deu: "Era uma zona em curva muito rápida, acima dos 230 km/h e tudo aconteceu de forma muito rápida. O pneu rebentou e perdi o controle do carro. Na altura senti fortes dores no pescoço, cabeça, costas, tornozelo e perdi a visão. Mas depois, de todos os exames efectuados, trata-se apenas de dores musculares resultantes dos embates", explicou o piloto português.

 

O fim-de-semana revelou-se verdadeiramente infernal para Tiago que teve logo no início de se confrontar com a desclassificação nas duas últimas jornadas por decisão dos comissários que alegam irregularidades com o fundo plano do Honda Civic: "Não estava à espera de ver os meus resultados e da equipa serem anulados, mas a Honda tem a certeza que tudo estava em conformidade e por isso já apelou da decisão. Resta-nos esperar e acreditar que os resultados serão repostos", disse.

Tiago, por indicação médica, fará nos próximos dias, repouso de forma a recuperar e estar ao melhor nível já na próxima prova.

 

CANDIDO MONTEIRO QUER LUTAR PELA VITÓRIA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE  MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

CÂNDIDO MONTEIRO QUER LUTAR PELA VITÓRIA NA RAMPA DA COVILHÃ


FOX 4175_Copy

Depois da ausência  de Cândido Monteiro na Rampa da Falperra,  pro razões de ordem profissional,  eis que o piloto do Datsun 1200 azul está de regresso ao Nacional de Montanha.

Em termos de objectivos, Cândido Monteiro não esconde a sua ambição, começando por nos dizer “ vou para lutar pela vitória, sei que estão inscritos quarenta e quatro carros, o que está a demonstrar a “mais valia” do Campeonato Nacional de  Montanha esta época, que me recordo no ano passado ficava pela metade, em termos de inscritos .Estou assim confiante num bom resultado, tudo farei para assim o seja, embora saiba de antemão  que não irá ser uma tarefa fácil, mas espero que esteja tudo perfeito com o carro, e que não cometa erros nas subidas. Pelos vistos a chuva irá fazer nova aparição, o que logicamente irá criar mais dificuldades, mas cá estarei para superar essas mesmas dificuldades, e assim obter  a melhor classificação possível, tentando terminar todas as subidas , e assim melhorar os meus tempos, são estes os meus objectivos “.

Cândido Monteiro irá fazer as verificações técnicas e documentais amanha de manhã, com as subidas de treinos e uma de prova na parte da tarde de sábado, faltando depois disputar as restantes subidas de prova no dia de domingo.

 

REBELO MARTINS NO ADVENTURE 2016

 

REBELO MARTINS NO ADVENTURE DAYS 2016

João Rebelo Martins vai participar, este fim-de-semana, no Adventure Days 2016. Em moto, são 270 Km de aventura, emoção e adrenalina no ribatejo, em torno da Ribeira do Alviela.

O piloto que corre com as cores da eni, Vida Económica, fluidotronica, Loba, Clínica Pardelhas, Norfer, Eumel e as parcerias com a Nau Helmets, Hama Portugal, Motor Vision, Alpinestrars, Mitas, Agência Paraíso, Monte Campo, Quinta do Estanho e Oakley, na apresentação que fez do seu projecto desportivo para 2016, referiu que iria continuar as aventuras em motorismo, sendo o Adventure Days a primeira delas.

Para Rebelo Martins “ depois da minha primeira ida ao Egipto, em 2014, e tudo o que realizei e concretizei em 2015, é impensável não abranger o motorismo na minha carreira e não envolver os patrocinadores e parceiros nesta actividade. É a vertente não competitiva do TT, mas que faço com grande espírito de aventura e em busca de locais lindíssimos e estórias que aumentam a história da vida”.

O Adventure Days é um passeio destinado a levar motos trails e maxi-trails ao seu habitat natural, num ambiente de grande convívio e camaradagem. É uma associação entre lazer e aventura, entre pessoas de todo o país que partilham a paixão pelas motos e pelas viagens aventura.Riacho Copy

 

HYUNDAI NAS 24 HORAS

 

Hyundai participa na “Nürburgring 24h Race”
com três automóveis, incluindo o Hyundai i30 2.0
Turbo Development Car
 O Hyundai i30 2.0 Turbo Development Car é um dos três automóveis que participa na prova.
 A Nürburgring 24h Race é um passo importante para o desenvolvimento de modelos inspiracionais da submarca ‘N’.
 A Hyundai Motor possui um centro de testes de 3.600 metros quadrados em Nürburgring, gerido pelo Centro Técnico da Hyundai Motor Europe.
A Hyundai vai participar com três automóveis na icónica “Nürburgring 24h Race” que se realiza de 26 a 29 de maio, como parte do desenvolvimento de modelos inspiracionais da submarca ‘N’. A Hyundai vai participar com dois modelos baseados em automóveis de produção, o Hyundai i30 1.6 Turbo e o Veloster, e ainda o Hyundai i30 2.0 Turbo Development Car.
Pretende-se que o Hyundai i30 1.6 Turbo defenda a sua posição de 2015, enquanto o i30 2.0 Turbo Development Car se concentre em melhorar as tecnologias de desempenho dos futuros modelos da submarca ‘N’ da Hyundai Motor. O Hyundai i30 2.0 Turbo vai participar no circuito desafiador na Alemanha, num teste intensivo do novo motor para se observar o seu comportamento.
“A Nürburgring 24h Race é a oportunidade ideal para a realização de testes para o desenvolvimento de modelos da submarca N. A inspiração tecnológica e a experiência adquirida com este ensaio extremo irá acelerar o nosso desenvolvimento de elevada
performance nos modelos N”, referiu Albert Biermann, Head of Vehicle Test and High Performance Development da Hyundai Motor.
No Hyundai i30 2.0 Turbo cerca de 40% do seu desenvolvimento é totalmente novo, assim como o próprio motor, recentemente desenvolvido. Além do reforço da transmissão, da suspensão e dos amortecedores, foram também atualizados outros componentes como as rodas, a direção, o para-lamas mais largo e as características de segurança que são obrigatórias na indústria automóvel. Para mais informações sobre o motor 2.0 Turbo, por favor, clique aqui: https://youtu.be/BVmY3t2SjHE.
Em setembro de 2015, a Hyundai apresentou a visão que se pretendia dos futuros modelos da submarca de elevado desempenho ‘N’, tendo como foco oferecer o máximo de prazer de condução aos verdadeiros entusiastas do setor automóvel. Com este objetivo em mente e como parte do programa “nascido em Namyang, melhorado em Nürburgring”, os engenheiros de desenvolvimento e técnicos realizaram, por vários anos, os “testes de resistência e aceleração” com os automóveis de produção e agora também usam o Nürburgring para os intensos ensaios dos veículos de alta performance da submarca 'N’.
A Hyundai Motor tem o seu próprio centro de testes de 3.600 metros quadrados em Nürburgring, gerido pelo Centro Técnico da Hyundai Motor Europe. Os “testes de resistência e aceleração” consistem em 480 voltas em Nordschleife (10.000 km). A intensidade do teste simula mais de 150.000 km de tráfego típico diário.
Os automóveis que competem na “Nürburgring 24h Race” irão completar cerca de 150 voltas no circuito de 25,4 km - totalizando 4.250 km de condução extremamente esgotante. O Hyundai i30 2.0 Turbo será conduzido por Bruno Beulen, um dos pilotos de testes que também realiza testes de resistência da Hyundai Motor no Nordschleife. Ele vai estar ao volante com o especialista Michael Bohrer, assim como Alexander Köppen e Rory Pentinnen.
Enquanto a equipa da Hyundai está interessada em conseguir um grande resultado, o foco central do development car é o de reunir experiência automóvel para, no futuro, aumentar-se a produção em massa de automóveis de desempenho da submarca ‘N’20160524 Hyundai_i30_Turbo_Copy

 

JAGUAR CLASSIC CHALLENGE

 

THOMAS E CALUM LOCKIE VENCEM O EPIC JAGUAR CLASSIC CHALLENGE EM SILVERSTONE

 

Jaguar Heritage_Challenge_03_CopyJaguar Heritage_Challenge_04_CopyJaguar Heritage_Challenge__05_Copy

 

     

  • A equipa de Julian Thomas e Calum Lockie alcançou uma segunda vitória consecutiva por apenas dois décimos de segundo no International Trophy em Silverstone.
  • Martin Stretton e John Pearson completaram o pódio no 2.º e 3.º lugares, respetivamente.
  • Próxima corrida marcada para o Le Mans Classic (8 a 10 de julho de 2016). Os pilotos que queiram participar podem inscrever-se aqui: http://www.hscc.org.uk/jaguar-classic-challenge.

 

A dupla de Julian Thomas e Calum Lockie alcançou a sua segunda vitória consecutiva na competição Jaguar Classic Challenge por uns meros dois décimos de segundo, no International Trophy em Silverstone, durante o fim de semana.

Depois da sessão de classificação matutina, Thomas e Lockie estavam em vantagem antes da corrida da tarde e posicionaram o seu Jaguar E-type de baixa resistência na pole position, a segunda da época de 2016.

Tal como na última ronda em Donington, o mau tempo acrescentou uma dose suplementar de complexidade à corrida. Com a luz verde, Lockie avançou para a frente, seguido de perto por Robert Dickinson, Martin Stretton e John Pearson. A liderança mudou de mãos em diversas ocasiões durante esta primeira fase, antes da paragem obrigatória de um minuto nas boxes para mudar de piloto.

Passados 20 minutos após Lockie ter trocado com Thomas, a dupla conseguiu manter a vantagem na dianteira e marcou o andamento com os outros pilotos da linha da frente como Martin Stretton e John Pearson. Com as reviravoltas na liderança e à entrada para a volta derradeira, qualquer um podia vencer esta corrida num circuito de Silverstone muito escorregadio. Ao chegar à curva Luffield, Thomas tinha caído para 3.º, mas atacou os da frente e lançou-se pelo interior de Stretton e Pearson com uma demonstração espetacular da sua perícia condutora. Na saída da curva, Thomas manteve a aceleração e bateu Stretton por uns meros 0,265 s, conquistando assim a segunda vitória consecutiva.

Depois da corrida, Julian Thomas disse: “É absolutamente fantástico vencer em Silverstone e foi divertido competir taco a taco com os meus adversários. Ninguém cedeu um milímetro desde o início e o Calum [Lockie] e eu tivemos de lutar arduamente, em particular porque estávamos em 3.º a apenas três curvas da meta. Foi, sem dúvida, uma das corridas mais emocionantes em que participei."

Marc Gordon no seu XK150 alcançou a sua segunda vitória por classe consecutiva, seguido por Paul Kennelly num XK150S e pelo casal Chris e Claire Keith-Lucas no respetivo XK150, que assim rematou o pódio na Classe A.

Infelizmente, os dois Mk1 na Classe B não terminaram a corrida, pois a combinação de problemas mecânicos e de pista escorregadia limitou a atuação dos participantes. Por outro lado, a vitória na Classe C foi para Gary Pearson no seu Jaguar D-type, que também terminou em 4.º entre os E-type na frente do pelotão. Benjamin Eastick, também num D-type foi o 2.º classificado na classe.

John Burton cruzou a linha da meta em 1.º na Classe D no seu E-type, enquanto John Harper e Michael Quinn terminaram em 2.º e 3.º, respetivamente. Julian Thomas recebeu a distinção de Piloto do Dia pelo heroísmo das suas últimas voltas.

A próxima ronda do Jaguar Classic Challenge será disputada no continente europeu de 8 a 10 de julho na mundialmente famosa prova Le Mans Classic. Aqui a Jaguar prevê uma das maiores grelhas de Jaguares anteriores a 1966 de sempre, com o prazo de inscrição a esgotar-se rapidamente quando restam apenas algumas vagas. Os pilotos que queiram entrar no Jaguar Classic Challenge podem visitar http://www.hscc.org.uk/jaguar-classic-challenge e consultar o regulamento e os detalhes da participação.

 

CARAMULO RACING TEAM

 

CARAMULO RACING TEAM NA RAMPA DA COVILHÃ / SERRA DA ESTRELA 2016

 

É já este fim-de-semana (28 e 29 de maio), que terá lugar a terceira prova do Campeonato Nacional de Montanha, a Rampa da Covilhã / Serra da Estrela.

 

Uma rampa especial que já fez parte do calendário do Campeonato Europeu de Montanha, e que por isso já recebeu alguns nomes sonantes desse campeonato, como Leonel Regal e Simone Faggioli.

 

O Caramulo Racing Team, depois da Rampa da Penha e da Rampa da Falperra, volta a marcar presença, com dois pilotos. Desta vez é Ricardo Loureiro (#661) que se estreia no campeonato juntando-se a Fernando Salgueiro (#660), ambos a tripularem os fantásticos Ford Escort MKII.

 

Depois da vitória na categoria 6 na Rampa da Penha e o segundo lugar na Falperra, Fernando Salgueiro, espera poder dar seguimento à senda de bons resultados, “o objectivo para esta prova e voltar ao pódio na minha categoria”, afirma o piloto.

 

Quanto a Ricardo Loureiro, fará a sua estreia no CNM, e como tal o seu entusiasmo e motivação serão altíssimos. Para além disso, o seu Ford Escort MKII, depois da última prova no Caramulo Motorfestival em Setembro último, foi alvo de algumas intervenções, com vista a melhorar o seu desempenho e fiabilidade, o que certamente trará ainda mais confiança ao piloto e ”no final vamos ver o que conseguimos fazer”, diz o piloto.

 

O Caramulo Racing Team  fica a aguardar a visita de todos na nossa zona de assistência.

 

 

 fernando salgueiro_Copyricardo loureiro_Copy

 

JOÃO DIAS EM LOULÉ

 

Baja de Loulé

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

28 e 29 de Maio



João Dias em Loulé na liderança do CNTT

Piloto de Torres Vedras navegado por João Filipe aposta no pódio

 

Depois de ter triunfado na prova de abertura e ter alcançado a segunda posição na prova seguinte, João Dias enfrenta, a partir de amanhã, a terceira etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, a Baja de Loulé. Para esta prova algarvia o piloto de Torres Vedras navegado por João Filipe e aos comandos de um Polaris RZR Turbo está apostado em lutar por um lugar no pódio.

“Estamos a ter um bom início de temporada porque temos feito sempre corridas muito inteligentes a pensar no campeonato. A disciplina está extremamente competitiva, com tantos pilotos a lutarem pela vitória, pelo que a nossa aposta começa, em primeiro lugar, por terminar cada corrida. Temos sido mais cautelosos de início para podermos atacar na segunda parte de cada prova e será o que iremos fazer também nas pistas da serra algarvia. Terminar no pódio seria excelente”, refere João Dias que, para além de liderar o campeonato, está também na frente do Troféu Polaris RZR.

A Baja de Loulé começa com um prólogo que se realize na tarde de Sábado para no dia seguinte serem disputados dois troços cronometrados, um primeiro com 119 e depois outro com 82 quilómetros305 -_Joo_Dias_-_001_Copy305 -_Joo_Dias_-_004_Copy
 

FRANCO QUER ULTRAPASSAR AZARES

 

Alexandre Franco espera ultrapassar azares em Loulé

 

Alexandre Franco e Rui Franco chegam à Baja de Loulé após um começo bastante azarado de temporada, mas a dupla alenquerense da Scuderia Goldentrans/DURA parte apostada em obter um bom resultado.

 

Com duas desistências nas duas provas de abertura do Campeonato Nacional de Todo o Terreno, Alexandre e Rui Franco não partem por isso menos motivados para a prova organizada pelo Clube Automóvel do Algarve. O teste realizado esta semana com o BMW Série 1 Proto foi já um ponto positivo e a dupla de Alenquer espera ultrapassar de vez a série de azares das primeiras rondas.

 

“Depois de enumeros azares nas duas primeiras provas do Campeonato, queremos no Algarve começar a inverter essa situação. Vamos concentrados em terminar a prova na melhor classificação possível!”, começou por dizer Alexandre Franco.

 

O piloto apoiado pela Goldentrans e pela DURA Automotive Systems diz que “neste intervalo entre Reguengos e Loulé conseguimos preparar melhor o nosso BMW Série 1 Proto, na medida que para as provas anteriores não tínhamos podido testar o que desejávamos. Rodámos com o carro esta semana e parece estar perfeito, pelo que sinto que temos condições para andarmos a discutir os lugares cimeiros. É nisso que vamos concentrados, sendo que o objectivo principal é levar o carro até final num bom lugar. Tínhamos antes do arranque da temporada a expectativa de poder obter bons resultados e chegar ao fim da temporada ali pelos três primeiros. Claro que com duas desistências tudo se torna bastante mais difícil, mas vamos continuar empenhados no nosso objectivo”.

 

A Baja de Loulé disputa-se no próximo fim-de-semana, com o dia de sábado a começar com as habituais verificações, disputando-se de tarde o habitual prólogo, uma vez mais disputado em Vale do Judeu. No domingo disputam-se dois sectores selectivos, um com cerca de duzentos quilómetros a começar a terminar em Almodovar, enquanto de tarde os concorrentes farão um derradeiro sector selectivo de oitenta quilómetros, que terminará na pista de motocrosse de Cortelha.

 

Siga a Scuderia Goldentrans/DURA em: https://www.facebook.com/scuderiagoldentransduraRMRL2782 resize_Copy

 

TT EM ANGOLA

TT EM ANGOLA

 

 

25 M Ricardo Almeida KTM EXC 530
26 M Grupo Chicoil / OL Motorsport Fábio Cruz Yamaha YZF 250
30 M Grupo Chicoil / OL Motorsport Joshua Teixeira Husqvarna TC 250
31 M Grupo Chicoil / OL Motorsport Zé Comando Husqvarna TC 250
34 M Hugo Carvalho KTM XCW 500
50 M Helder Coelho "Vuty" Honda CRF 450
363 M José Mira KTM EXC 400
4 Q QUAD
79 Q Team BOTALUME - Speedfreak Rui Cunha Suzuki LTR 450
212 Q Paulo Trindade Honda TRX 450
391 Q Team BOTALUME - MGN Miguel Cardoso KTM XC 525
511 Q Alexandre Andrade Honda TRX 450
1 TT PICK-UP/JIPE
8 TT Speedykotas Team by Cargo Maló Almeida João Paulo Isuzu D-Max 3.0 diesel
5 E ESPECIAIS
16 E Luis Abrantes Polaris RZR XP 900
24 E Kambas Racing Team Fábio Brunido Paulo Mateus Honda Paulini 2.2
81 E Pegado Racing Team Angola Bruno Pegado Pegado Ombadja/Rafeiro 4x4 1.5
100 E Mário Fontes Polaris RZR XP 900
333 E Team BOTALUME - CF Ana Carolina Rodrigo Morais Polaris RZR XP 900
17 TOTAL

 

 

 

 

Hoje, 6ª feira, dia 27 de Maio todos os caminhos vão dar à Baía Azul na Província de Benguela.

Desde o ultimo email que enviámos houve alguns acertos.

O Prologo tem 10 km e a Especial 30 km.

Houve também alguns ajustes relativamente ao Programa.

Ainda só recepcionamos 17 Boletins de Inscrição mas sabemos que haverá mais participantes com algumas novidades.

 

HELDER RODRIGUES PERTO DO PÓDIO

 

Hélder Rodrigues a 1m17s do pódio

Dia complicado para o piloto oficial da Yamaha

 

Hélder Rodrigues foi hoje 6º classificado na quarta etapa do Merzouga Rally, prova marroquina incluída nas Dakar Series. Aos comandos da sua Yamaha WR450F da equipa oficial do construtor japonês, Hélder Rodrigues ocupa agora a 5ª posição da classificação geral a 1m17s de um lugar no pódio.

 

“Estes dois últimos dias foram muito difíceis. Ataquei forte no primeiro dia da etapa maratona. Foi um dia que correu muito bem. Consegui ser segundo e também subir ao segundo lugar na geral. Infelizmente hoje, ao km 120 da especial cometi um erro de navegação que me fez perder muito tempo. Apesar disso estou certo de que este rali foi o teste perfeito para nós. Aprendemos muito e continuamos a ficar mais fortes, corrida após corrida. Estou também muito satisfeito com a minha moto e por isso estou muito motivado para a etapa de amanhã e para as próximas corridas" salientou o piloto do Yamalube Yamaha Official Rally Team.


afriquiamerzougarally 2016_prologue_041_Copy

 

VETTRA MOTORSPORT NA RAMPA DA COVILHÃ

 

Vettra Motorsport com sete carros na Serra

A bonita região da Serra Estrela recebe no próximo fim-de-semana o Nacional de Montanha, competição onde a Vettra Motorsport apresenta sete carros.

A rápida subida da Covilhã até à Torre vai ser palco de interessantes corridas onde o Nissan GT-R GT3, feita na Nismo, campeão do Blaincpain e conduzido por José Correia, irá animar o público com as lutas entre os carros da Categoria 1 ( barchetas) e os GT´s da Categoria 2.

Os  Seat Leon Super Copa MK2 de Ricardo Gomes e de Paulo Silva, a que se juntam o Seat Leon Super Copa MK1 de Francisco Cerqueira e o Renault Clio de João Vilas Boas irão animar a Categoria 4 e certamente existirão lutas internas na equipa bracarense pelos lugares do pódio.

Jorge Gonçalves corre com o Fiat Punto S1600, na Categoria 2, Grupo A1, Classe 15 espera ver debelados os problemas que o afectaram na Falperra.

Nos clássicos, na Categoria 5, Mário Mesquita irá levar o excêntricoIMG 8860_CopyIMG 9367_Copy Datsun 1600 SSS verde claro até ao ponto mais alto de Portugal. Na Serra da Estrela não irá ter a companhia de Vitor Ramos  porque o piloto do Ford Escord prefere não arriscar a estreia de um novo motor em corrida, sem antes testar o carro.

Para Luís Borges, “ este é o Campeonato Nacional de Montanha mais animado dos últimos anos. Temos muitos carros e pilotos e todos são excepção, poderão lutar pela vitória nas suas Categorias e Classes. É para isso que a Vettra Motorsport, em parceria com a eni, trabalha.”.

 

MEGRE EM 10º

 

David Megre em 9º lugar no final da etapa Maratona

Luís Portela de Morais no Top 10 do Dakar Challenge

 

Os pilotos do Team KTM villas-boas acp continuam em excelente plano no Merzouga Rally. O terceiro e quarto dia desta competição marroquina formaram uma etapa maratona em que pelo meio não foi permitido aos pilotos receberem assistência. Aos comandos de uma KTM 450 Rally David Megre terminou a quarta etapa num excelente 9º lugar ocupando agora a 16ª posição da classificação geral.

 

Para Luís Portela de Morais, menos experiente na arte da navegação que o seu companheiro de equipa, mas sempre muito combativo o balanço no final deste dois duros dias é muito positivo ocupando o piloto o 10º lugar entre os pilotos que competem no Dakar Challenge. “Foi uma dupla jornada duríssima. Nada que não estivesse à espera e nesse sentido até estou muito satisfeito. No primeiro dia perdemos muito tempo à procura de um Way Point. Foi seguramente mais de meia hora. Hoje o David arrancou à frente e eu fiz a etapa sempre por minha conta. Perdi uns 10 minutos à procura de um WP, mas o balanço que faço é muito positivo”

 

Para David Megre “estas etapas são muito duras, a navegação é muito exigente mas é seguramente a prova mais indicada para nos testarmos com vista ao Dakar. Ter ficado em 9º lugar com tantos pilotos Elite que esta corrida tem é muito bom. Naveguei sempre sozinho e sai-me bem. Ontem é que passei mesmo mal e o meu objetivo passou a ser apenas chegar ao bivouac”.

 

Os dois pilotos do Team KTM villas-boas acp aproveitam para “agradecer de forma muito especial ao Tomás Neves por todos os dias nos deixar as motos impecáveis e por toda a ajuda a preparar cada uma das etapas”.

 

A derradeira etapa que amanhã se disputa desta edição de 2016 do Merzouga Rally tem um formato diferente já que é composta por duas voltas a um circuito por entre as dunas de Merzouga do Erg Chebi com partida e chegada ao lago seco de Yasmina num total de 74 quilómetros.

 IMG-20160524-WA0001 CopyIMG-20160524-WA0003 Copy

 

O BRAGA FESTIVAL OF SPEED

 

Um evento muito para além das corridas

 

O Braga Festival of Speed, organizado pela Race Ready, realiza-se já no próximo fimde-semana, dias 28 e 29. O Circuito Vasco Sameiro é o ponto de encontro para milhares de pessoas que se reúnem durante sábado e domingo. Este evento vai muito para além das corridas na pista. É uma reunião de apaixonados pelos automóveis. Mal os portões do traçado se abram, a animação e o espectáculo estão garantidos. O programa é muito preenchido e há espaço para todos os que têm uma paixão por automóveis possam participar. Os pontos altos do fim-de-semana estão reservados para as corridas, todas no domingo. São cinco ao todo. O Braga Festival of Speed recebe as duas primeiras jornadas das Single Seater Series, o único campeonato de fórmulas em Portugal, e da Classic Super Stock, competição de baixo custo exclusiva para clássicos. O Carlos Gaspar Trophy é a corrida de homenagem a um importante nome do automobilismo nacional que compreende uma corrida de 50 minutos com carros do Historic Endurance. Track Days diferentes e exclusivos No Gentleman Driver Changing Gears podem participar carros clássico, modernos, super-desportivos e modelos de competição. A cargo da Club Racing, este é um conceito de track day premium que se distingue pelos diferentes carros presentes. Também neste domínio, chega uma novidade a partir de Espanha. A Time Attack implementou o formato muito bem sucedido no país onde nasceu, o Japão, e já conquistou muitos adeptos no país vizinho. Agora chega a Portugal e o princípio é simples: tirar o máximo de cada carro sempre em segurança. Desfile e exposição de clássicos Durante o fim-de-semana, vai haver uma exposição e um desfile de clássicos. Com um bilhete de apenas dez euros. Os proprietários de veículos com 25 anos ou mais são convidados a exporem os seus carros numa área privilegiada do circuito bracarense, podem participar no desfile em pista durante a hora de almoço e ainda recebem dois bilhetes para verem as corridas. Renault Sport Experience É uma iniciativa que dará a possibilidade de fazer test-drives com os modelos RS do reconhecido construtor francês. Braga é o primeiro circuito a receber este evento que estará presente, ao longo do ano, noutras organizações da Race Ready, fruto de uma parceria com a Renault ibérica. Para além de toda a emoção das corridas e outras iniciativas em pista, há actividades no paddock, uma zona de restauração especialmente criada para o evento e muita animação. Para o organizador do evento, Diogo Ferrão, está tudo a postos. “Durante um fim-de-semana, o Circuito Vasco Sameiro vai celebrar a paixão pelos automóveis. O Braga Festival of Speed é uma oportunidade de juntarmos pilotos, equipas e muitos apaixonados pelos automóveis que não só querem colocar-se à prova em pista, como partilham experiências e vivências num grande ambiente ao melhor estilo das reuniões que acontecem noutros países”, disse o responsável. Os portões do Circuito Vasco Sameiro abrem-se às 9 horas de sábado e só fecham perto das 20 horas de domingo, num fim-de-semana que apresenta um programa automobilístico muito preenchido

 

 

 

HORÁRIO BRAGA FESTIVAL OF SPEED Start Finish Duration Categoria Session Gap 09:00 09:30 00:20 Teste Privado SSS Teste Privado 00:10 09:40 - 10:00 00:20 Teste Privado HE e CSS Teste Privado 00:10 10:10 - 11:10 01:00 Time Attack Teste Privado 00:10 11:20 - 11:40 00:20 Teste Privado SSS Teste Privado 00:10 11:50 - 12:20 00:30 Gentleman Driver Changing Gears Teste Privado 00:00 12:20 - 12:50 00:30 Gentleman Driver Changing Gears Teste Privado 00:00 12:50 - 13:20 00:30 Gentleman Driver Changing Gears Teste Privado 00:10 13:30 - 14:30 01:00 Time Attack Teste Privado 00:10 14:40 - 15:10 00:30 Gentleman Driver Changing Gears Teste Privado 00:00 15:10 - 15:40 00:30 Gentleman Driver Changing Gears Teste Privado 00:00 15:40 - 16:10 00:30 Gentleman Driver Changing Gears Teste Privado 00:00 16:10 - 16:30 00:20 Single Seater Series Livres 00:10 16:40 - 17:00 00:20 Classic Super Stock Crono 1 00:10 17:10 - 18:10 01:00 Time Attack Teste Privado 00:10 18:20 - 18:40 00:20 Single Seater Series Crono 00:10 18:50 - 19:10 00:20 Classic Super Stock Crono 2 00:10 28 Maio 2016 - Sabado Start Finish Duration Categoria Session Gap 09:20 - 10:10 00:50 HE Carlos Gaspar Trophy Crono 00:20 10:30 - 10:50 00:20 Classic Super Stock Corrida 1 00:10 11:00 - 13:00 02:00 Renaut Sport Experience Desfile 00:20 13:20 - 13:40 00:20 Single Seater Series Corrida 1 00:10 13:50 - 14:20 00:30 Desfile Clubes Desfile 00:20 14:40 - 15:00 00:20 Classic Super Stock Corrida 2 00:15 15:15 - 15:40 00:25 HE Partida Le Mans 00:05 15:45 - 16:35 00:50 HE Carlos Gaspar Trophy Corrida 00:20 16:55 - 17:15 00:20 Single Seater Series Corrida 2 00:10 17:25 - 19:25 02:00 Renaut Sport Experience Desfile 00:10braga Copy

 

TOM TOM PREPARADO

 

TomTom prepara condutores para o inesperado

Funcionalidade Avisos de Aproximação de Engarrafamentos da TomTom agora na aplicação gratuita de Radares de Velocidade

pt_jamtail

Não saber o que encontrar na estrada à frente – quando não consegue ver para além da próxima curva – pode ser um grave problema para os condutores. É por este motivo que a TomTom (TOM2) anuncia uma solução inovadora para esta questão. A funcionalidade Avisos de Aproximação de Engarrafamentos TomTomi está agora disponível na aplicação gratuitaiiRadares de Velocidade TomTom para Android™.

A funcionalidade Avisos de Aproximação de Engarrafamentos alerta de forma visual e audível os condutores para situações de trânsito que abranda de forma rápida ou que está parado na estrada à frente, dando ao condutor a oportunidade de travar de forma suave e atempada.

Corinne Vigreux, cofundadora e managing director da TomTom, afirma: “Estamos constantemente a procurar tornar a experiência da condução mais segura e tranquila. A funcionalidade Avisos de Aproximação de Engarrafamentos da TomTom é um forte exemplo desta abordagem.”

A aplicação de Radares de Velocidade já está disponível em 16 paísesiii e é hoje lançada em mais 26iV. Condutores de todo o mundo dependem da aplicação para lhes dar alertas precisos da localização dos Radares de Velocidade em tempo real, bem como Radares de Velocidade Média.

Os condutores vão considerar especialmente bem-vinda a funcionalidade de verificação de velocidade média, uma vez que esta se está a tornar cada vez mais popular entre as autoridades rodoviárias de todo o mundo.

A localização dos radares fixos é disponibilizada pela base de dados altamente exata da TomTom e verificada por uma equipa de moderação da TomTom, enquanto os radares móveis são reportados e confirmados por uma comunidade de cerca de 5 milhões de condutores.

 

JET SKI NO BRASIL

VALENDO VAGA PARA O MUNDIAL, COMEÇA NESTA QUINTA,

EM MINAS, O 29º CAMPEONATO BRASILEIRO DE JET SKI

As disputas prosseguirão até domingo, na Represa de Furnas, em Boa Esperança, no Sul de Minas Gerais. Também serão definidos os pilotos com direito de disputar o Mundial de 1º a 9 de outubro, nos Estados Unidos.


Nesta quinta-feira (26), tem início o 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski. As disputas, que prosseguirão até domingo (29), reunindo os melhores pilotos do país e convidados internacionais, serão realizadas em Boa Esperança, no Sul de Minas Gerais. Os organizadores esperam grande presença de público, que deverá lotar a orla da Represa de Furnas. Uma completa infraestrutura foi montada no local.

A programação do 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski começará diariamente às 10 horas. A competição também definirá os pilotos com direito de disputar o Campeonato Mundial, que será realizado de 1º a 9 de outubro, em Lake Havasu, no Arizona (EUA).
 
Uma das categorias de destaque é a Runabout GP Turbo, que reúne pilotos experientes e o que existe de mais moderno em termos de equipamentos. A expectativa é de que a disputa das quatro baterias programadas seja das mais equilibradas. Um dos favoritos é o paulistano Valdir Brito Júnior, que defende o título conquistado no ano passado. Seu irmão Umberto, vice em 2015 é outro piloto com boas possibilidades de chegar ao título. Apesar do parentesco, afirmam que na hora da bateria é cada um por si. No ano passado, Umberto conquistou o título nas categorias Runabout Limited Turbo, Super Course Limited Turbo e Super Course GP Turbo e tentará garantir o bi nas três.
 
Outro nome confirmado é o paranaense radicado no Paraguai, Valdir Scremim, campeão em 2014. Ele volta a disputa depois de ter ficado de fora no ano passado. É um piloto que imprime um ritmo forte na disputa e promete brigar por títulos.
 
O catarinense Ibanez Zanette, de Criciúma, também competirá na categoria Runabout GP Turbo e estreará um novo equipamento. Vem se preparando intensamente para brigar pelo título da temporada e competirá ainda na Super Course GP Turbo e Super Course Limited Turbo, em ambas foi terceiro colocado em 2015.
 
Heraldo Estrela, de Porto Alegre, retorna à disputa do Campeonato Brasileiro de Jet Ski. Recuperado de uma cirurgia na coluna lombar feita no início do ano passado, confirmou presença na Runabout GP Turbo, Runabout Limited Turbo, Super Course Limited Turbo e Super Course GP Turbo. Figura entre os favoritos em Boa Esperança.
 
O paulistano Jeferson Gomes, campeão na temporada passada nas categorias Super Course Pro Stock Turbo e Runabout Pro Turbo Stock é destaque nesse 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski. Está treinando regularmente, pois entende que nesse formato da competição, com baterias em quatro dias seguidos, levará vantagem que estiver bem preparado, pois a competição exigirá muito.

O 29º CAMPEONATO BRASILEIRO DE JET SKI é uma realização da BJSA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JET SKI, com homologação da IJSBA – INTERNATIONAL JET SPORTS BOATING ASSOCIATION. Produção - CPM7 FULL PROMOTION. Patrocí­nio – GOVERNO DE MINAS GERAIS. Apoio Cultural: PREFEITURA DE BOA ESPERANÇA E CÂMARA MUNICIPAL.

Apoio oficial: YAMAHA DO BRASIL, CHOPP VILA ALEMÃ, 51 ICE, DWF Comunicação Visual, NATURAL RACING, FLY X, GLOBOJET, CASARINI, PALETERIA CANCUN, SPOT ShopDBS, TOALHAS SÃO CARLOS, LogiGO, COPTERCAM Imagens Aéreas, Revista BOAT SHOPPING, FULLPOWER Energy Drink, PIN-UP Sucos Premium, site Bombarco, NEWPRESS Vídeo e JET ABC Clube.

O evento conta com a supervisão da MARINHA DO BRASIL e CORPO DE BOMBEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, além da Polí­cia Militar do Estado de Minas Gerais e Guarda Municipal de Boa Esperança.geral 4_Copy

 

GT EM INGLATERRA

 

TF Sport remains undefeated and sits proudly atop the 2016 Pirelli British GT Championship standings after two rounds, but the team is managing expectations ahead of its Bank Holiday outing at Oulton Park (28-30 May). 

The official Aston Martin Racing Partner Team has achieved three British GT wins on the bounce since last year’s season finale at Donington Park, with potent pairing Jonny Adam and Derek Johnston well and truly stamping their authority in 2016 by taking their MSW-liveried V12 Vantage GT3 to victory at Brands Hatch and Rockingham.    

Another win in race one at Oulton Park would be momentous for many reasons; it would be a record-equalling 11th British GT3 victory for Adam, but the Scot and Johnston would also be the first pairing to win three successive British GT races outright since 2010 and the first to win the opening three races of the year in a decade.
 
However, several obstacles will stand between TF Sport and the top step of the podium in the lush green Cheshire countryside.

Firstly, the team will serve a ten-second success penalty during its race one pit stop, and a questionable shift in the British GT Championship’s Balance of Performance means the Aston Martin contingent will be as much as 65kgs heavier than its Lamborghini counterparts.

With the typical two-hour race format replaced by a pair of 60-minute contests, TF Sport has a mountain to climb and its hopes of victory, or even a podium, are slim at best.

The same can be said of the sister V12 Vantage of Jon Barnes and Mark Farmer, which will also be heavily laden with ballast, although a clean, problem-free weekend and solid finishes inside the top six would be gladly received by the teammates, who have yet to unlock their true potential.

TF Sport Director, Tom Ferrier, said: “I have always said that consistent finishes in the top five is the aim and we must make the best of what is guaranteed to be a very tough weekend at Oulton Park. The ten-second success penalty will be hard to recover from in such a short race, especially as the circuit is very narrow and presents very few overtaking opportunities. We need to do a good job in qualifying to ensure we’re near the front, as anything can happen from there.

“However, a questionable change in the championship’s Balance of Performance will make it doubly difficult, as we will have another 25kgs over and above what we carried at Rockingham and that means we will be a full 65kgs heavier than Lamborghini, for example. Jonny (Adam) and Derek (Johnston) need two solid results, while Jon (Barnes) and Mark (Farmer) need a platform to start from and a clean weekend would provide that.”17-005 Copy

 

GT OPEN EM SPA

 

Battling performances in Round 2 of the 2016 International GT Open at Circuit de Spa-Francorchamps (21-22 May) saw TF Sport achieve a brace of sixth place finishes, but the team hopes for more going into the next instalment at Circuit Paul Ricard (4-5 June). 

An inter-round shift in the GT Open’s Balance of Performance (BoP) placed the TF Sport Aston Martin V12 Vantage on the back foot in qualifying, but solid stints by both Euan Hankey and Salih Yoluc the first of two races saw them climb as high as fourth.  

Sadly, their charge stalled when an unprecedented suspension issue developed with approximately eight laps remaining, understeer causing a loss in pace and resigning TF Sport to an unrepresentative sixth place result.    

The team hoped for better in race two, but Spa, which is perched in Belgium's beautiful Ardennes Forest, is renowned for its wild weather and a heavy downpour saturated the circuit just prior to the start on Sunday (22 May) afternoon.

The rapidly deteriorating conditions prompted officials to commence the hour-long race behind the Safety Car and it was some 20 minutes before the field was set loose.

The delay ultimately prevented TF Sport from maximising a strategy that went against the grain. The plan was to utilise Hankey’s supreme speed to build a healthy advantage over his Am counterparts in the opening stint, but the British Pro was shackled by the Safety Car and the lead he held at the stops wasn;t sufficient for Yoluc to maintain.

Having clocked up very few wet miles in the Aston Martin, Yoluc was powerless to defend against far more experienced drivers and tentatively circulated the sopping Spa circuit to once again take the chequered flag in sixth.

TF Sport Director, Tom Ferrier, said: “A pair of sixth places is probably as much as we could have expected. Qualifying was average because we were a bit disadvantaged with the Balance of Performance, and we would have finished fourth in race one, had it not been for the strange and unprecedented suspension issue. Spending 20 minutes behind the Safety Car really didn’t help our cause in race two and, with hindsight it would have been better to start Salih (Yoluc) and run Euan (Hankey) in the final stint.”

The International GT Open picks up at Circuit Paul Ricard (4-5 June), which sits on France’s Mediterranean coast in Le Castellet, and there’s hope that a clean, problem-free weekend will yield results that are truly representative of TF Sport’s speed and ability.

Ferrier said: “I don’t think the results we achieved at Spa are representative of our pace, the team’s ability and our setup. It was more down to circumstance and that’s why I’m pleased with the outcome and confident moving forwards to the next round at Circuit Paul Ricard.”hi 471_2216_42_70_Copy

 

SKODA É NOTICIA

 

A campanha viral da ŠKODA na revista de ciclismo online “We Love Cycling’”recebe o prestigiado prémio britânico “Lápis de Madeira”, atraibuído pela “D&AD”

Ao vídeo da ŠKODA foi atribuído o prémio “Best Use of Video Content” na categoria Digiday, em Nova Iorque

Prémios da associação checa “Art Directors Club” na sequência de campanhas com vários spots de topo

 

A campanha da ŠKODA na revista de ciclismo “We Love Cycling” recebeu vários prémios pela sua criatividade no combate ao furto de bicicletas. Também prémios da associação checa “Art Directors Club - ADC Creative” foram atribuídos ao vídeo “European Bike Stealing Championship 2015”; já a britânica D&AD’s atribuiu o prémio “Lápis de Madeira”, tendo ainda vencido na categoria Digiday pelo “Best Use of Video Content” em Nova Iorque.

 

NOTICIAS DO BRASIL

 

3ª etapa do Metropolitano acontece neste fim de semana 

Enquanto não se decide sobre o fechamento do Autódromo Internacional de Curitiba, neste fim de semana os motores vão roncar na terceira etapa do Campeonato Metropolitano de Marcas e Pilotos. Ruslan Carta Filho segue em busca de mais um título na categoria. 

Promovido pela Federação Paranaense de Automobilismo, o fim de semana de Velocidade no Asfalto contempla diversas categorias. As grandes disputas ficam por conta do Metropolitano de Turismo, Metropolitano de Marcas, Turismo 5000 e Fórmula Premium. Junto ao evento, o público também poderá acompanhar os pegas da Sprint Race.

Na principal disputa do fim de semana, Marcas A, Ruslan Carta Filho da equipe Mil Milhas Motorsport lidera com 07 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Davi Dal Pizzol. “A partir de agora estamos pensando no campeonato. Vamos tentar a vitória, mas o importante é manter a vantagem”conta o piloto Curitibano.

Na virada do ano houve uma mudança no regulamento da categoria permitindo uma nova relação de marchas um pouco mais curta. Segundo Muriel Stumpf, o preparador da equipe, o novo cambio já foi usado por outras equipes e não alterou o tempo da volta. Para o piloto Ruslan Carta Filho, “o câmbio um pouco mais curto pode dar uma pequena vantagem nas saídas de curva, mas só saberemos na pista mesmo”. A equipe vai aguardar os tempos dos primeiros treinos para decidir qual relação utilizar.“Será uma carta na manga”, completa o piloto.

Todas as categorias terão treinos livres no sábado e duas provas no Domingo, mantendo os carros sempre na pista. A entrada no Autódromo Internacional de Curitiba é franca e o público tem garantia de ótimas disputas.

Programação

Sábado – 28/05/2016

  • 08:00 – 08:25 1º Treino – Marcas
  • 08:30 – 08:55 1º Treino – Turismo
  • 09:00 – 09:25 1º Treino – Turismo 5000
  • 09:30 – 09:55 1º Treino – Fórmula
  • 10:00 – 10:40 1º Treino – Sprint Race
  • 10:45 – 11:10 2º Treino – Marcas
  • 11:15 – 11:40 2º Treino – Turismo
  • 11:45 – 12:10 2º Treino – Turismo 5000
  • 12:15 – 12:40 2º Treino – Fórmula
  • 12:45 – 13:10 3º Treino – Marcas
  • 13:15 – 13:40 3º Treino – Turismo
  • 13:45 – 14:25 2º Treino – Sprint Race
  • 14:30 – 14:55 4º Treino – Marcas
  • 15:00 – 15:25 4º Treino – Turismo
  • 15:30 – 15:45 Tomada de Tempo – Turismo 5000
  • 15:50 – 16:05 Tomada de Tempo – Fórmula
  • 16:10 – 16:25 Tomada de Tempo – Marcas
  • 16:30 – 16:45 Tomada de Tempo – Turismo
  • 16:50 – 17:00 Tomada de Tempo 1 – Sprint Race
  • 17:10 – 17:20 Tomada de Tempo 2 – Sprint Race

Domingo – 29/05/2016

  • 08:00 – 08:10 Promocional Sprint Race
  • 08:13 – 08:23 Warm Up – Marcas
  • 08:26 – 08:36 Warm Up – Turismo
  • 08:39 – 08:49 Warm Up – Turismo 5000
  • 08:52 – 09:02 Warm Up – Fórmula
  • 09:00 – 1ª Prova – Sprint Race
  • 09:30 – 1ª Prova – Marcas
  • 10:30 – 1ª Prova – Turismo
  • 11:25 – 1ª Prova – Turismo 5000
  • 12:10 – 1ª Prova – Fórmula Premium
  • 13:00 – 2ª Prova – Sprint Race
  • 13:35 – 2ª Prova – Marcas
  • 14:35 – 2ª Prova – Turismo
  • 15:35 – 2ª Prova – Turismo 5000
  • 16:20 – 2ª Prova – Fórmula Premium
  • 17:00 – PODIUM

A equipe Mil Milhas Motorsport conta com a estrutura da Stumpf Preparações, patrocínio de Flexitron, Hipervisão, Hiper-RAD e apoio da WZ Comm. Para mais informações sobre a equipe acesse www.milmilhas.net.

 2016-04-24 -_2etapa16_angelo_gomes_3_Copy2016-04-24 -_2etapa16_daniel_gomes_0_Copy

 

NOTICIAS DO BRASIL

 

Rafa Bastos assume o comando do Gol #09 na 3ª etapa do Metropolitano de Asfalto de Curitiba


A lesão na coluna está 100% cicatrizada e o lageano Rafa Bastos está liberado para assumir o comando do Gol#09, da equipe Posto Peruzzo, no Metropolitano de Asfalto de Curitiba, que acontece neste final de semana, no AIC. “Agradeço o apoio do piloto Gustavo Magnabosco, que aceitou iniciar o campeonato dividindo o carro comigo, já que eu estava impedido de pilotar duas baterias seguidas, por conta do ferimento na coluna. Segui à risca o tratamento e estou recuperado. Foi muito proveitoso o convívio de box mais próximo com o Gustavo. Agora é sentar no cockpit e buscar bons resultados”, comentou Rafa Bastos.

A equipe enfrentou falhas na alimentação de combustível do carro e não conseguiu pontuar na primeira etapa. Na segunda rodada, o problema persistiu no treino classificatório, mas os mecânicos da Roger Preparações conseguiram realizar os ajustes a tempo da prova inicial. Os dois segundo lugares conquistados colocaram a equipe na quarta posição na tabela Geral da Marcas A, com 36 pontos. “Estamos a 29 pontos do líder, mas é início de campeonato. Os adversários são pilotos de alto nível e todos têm o mesmo objetivo, que é o título no final da temporada, então, não vai ser fácil pra ninguém”, concluiu Rafa Bastos.

A programação da terceira etapa prevê treinos livres na manhã de sábado, tomada de tempos à tarde e as duas baterias (30 minutos + duas voltas cada) no domingo. A primeira largada será às 9:50 horas e, a segunda às 13:55 horas. O ingresso no Autódromo Internacional de Curitiba é livre e no sábado é permitido ao público visitar a área de box. A cronometragem pode ser acompanhada no site cronoelo.com.br, no menu live timing.

 

CARLOS GASPAR HOMENAGEADO NO HISTORIC ENDURANCE

 

Historic Endurance presta tributo a Carlos Gaspar

 

antevisao bragaHE_CopyO Historic Endurance vai homenagear Carlos Gaspar no próximo domingo, durante o Braga Festival of Speed. Uma das principais corridas do fim-de-semana recebeu o nome do carismático piloto português, Carlos Gaspar Trophy. O conceituado campeonato de clássicos organizado pela Race Ready associa-se à iniciativa e as equipas do Historic Endurance marca presença em peso nesta corrida. Foram 25 os clássicos – todos de formações portuguesas – que responderam à chamada e vão preencher a grelha do Circuito Vasco Sameiro. Antes da corrida será feita uma homenagem a Carlos Gaspar na recta da meta com uma fotografia de grupo com todos os pilotos. De seguida, será dar-se-á a partida como acontecia nas corridas de resistência de antigamente. Com os automóveis estacionados na perpendicular junto ao muro das boxes e os pilotos no lado oposto, estes terão de correr e colocar os valiosos clássicos a trabalhar e arrancar o mais depressa possível. Será um momento muito bonito, com uma coreografia lindíssima e em que os níveis de adrenalina vão subir na pista e fora dela. A corrida terá uma duração de 50 minutos com troca de pilotos e viver-se-á o verdadeiro espírito dos gentlemen drivers que irão lutar pela melhor classificação possível e pelo prazer da competição. Os vencedores receberão um troféu autografado e entregue por Carlos Gaspar numa cerimónia repleta de significado. Diogo Ferrão, da Race Ready, não esconde a emoção que rodeia os envolvidos no Carlos Gaspar Trophy. “Este vai ser, sem dúvida, um momento muito bonito. Carlos Gaspar é uma figura incontornável da história do automobilismo nacional e o troféu agora criado é uma justa e merecida homenagem. Sensibilizados para a importância de uma iniciativa como estas, pilotos que correm no Historic Endurance fizeram questão de se associar e isso fez com que no domingo a pista de Braga se encha para uma corrida memorável”, afirmou. Programa do Carlos Gaspar Trophy no Braga Festival of Speed Domingo, dia 29 de Maio 9h20 – 10h10 – Historic Endurance/Carlos Gaspar Trophy – Treinos cronometrados 15h15 – 15h40 – Historic Endurance Partida Le Mans 15h45 – 16h35 – Historic Endurance/Carlos Gaspar Trophy – Corrida

 

QUEDA DE FAUSTO MOTA

 

Queda de Fausto Mota obriga a evacuação do piloto

 Rui Oliveira também não prosseguiu em prova

 

Fausto Mota, piloto da equipa CRN Competition, sofreu uma forte queda na terceira etapa do Merzouga Rally, a primeira parte da dura e difícil etapa maratona desta competição de Todo-o-Terreno que se está a disputar em Marrocos. Assistido em primeira instância pelo seu companheiro de equipa Rui Oliveira, que de imediato solicitou a vinda de um helicóptero da organização, o piloto foi de seguida transportado para o hospital. Com uma luxação numa anca e sem indicações de qualquer traumatismo craniano, de que se chegou a suspeitar, o piloto foi já hoje repatriado para Portugal.

 

 “Foi uma queda violenta que não percebo muito bem como aconteceu. Estávamos numa pista aberta, vinha atrás dele quando o vi cair ao longe. Quando cheguei ao pé dele estava inanimado. Acionei de imediato o pedido de assistência e passado um bocado chegou o helicóptero. Quero agradecer ao Fernando Sousa Jr. que parou também e me acompanhou nesta fase complicada até chegar o apoio médico. Espero que o Fausto recupere depressa”, salientou Rui Oliveira que acompanhou o seu companheiro nesta hora de infortúnio e não continuou em prova.

 

Rui Oliveira está já de regresso a Portugal onde, no próximo Sábado e no Domingo, vai disputar a Baja de Loulé terceira etapa do campeonato nacional de todo-o-terreno.afriquiamerzougarally 2016_stage1_050_Copyafriquiamerzougarally 2016_stage1_086_Copyafriquiamerzougarally 2016_stage2_155_Copy

 

FILIPA SANGUEDO

 

Filipa Sanguedo – “Dar continuidade à evolução conseguida”

 

Filipa Sanguedo_1_CopyFilipa Sanguedo__CopyA cidade de Nelas é o palco escolhido para a próxima prova do Campeonato de Ralis FPAK, o Rali Vinho do Dão – Nelas, que irá para a estrada na próxima sexta feira dia 27. A prova a cargo do Clube Automóvel do Centro será a 3ª ronda do campeonato e a exemplo das provas anteriores será disputada em pisos de terra, contando com a participação da piloto do Porto Filipa Sanguedo. Na sua terceira participação da temporada, Filipa pretende dar continuidade ao trabalho que tem vindo a desenvolver prova a prova com o seu Opel Adam, tendo como ambição alcançar cada vez melhores resultados. Como salienta a piloto apoiada por Bompiso, Motorbus, Ofiturbo, Glassdrive e Iveconde, “ o arranque da temporada marcou a minha estreia e do nosso Opel Adam nos pisos de terra. Desde então, temo-nos centrado em evoluir passo a passo, acumulado experiência e quilómetros que nos têm permitido progredir o nosso andamento. As duas primeiras provas não foram fáceis, pois em ambas as condições do piso estavam mais difíceis do que o normal, mas ainda assim a adaptação foi positiva e conseguimos superar as adversidades a cada especial. Para Nelas os objectivos serão o de dar continuidade ao trabalho desenvolvido nas provas anteriores, esperando que as condições de tempo ajudem também. O entrosamento com Opel neste tipo de piso esta cada vez melhor o que me permite encarar este rali com muito mais confiança, mas sempre focada na ambição de subir ao pódio final”. Filipa Sanguedo fará dupla com Bernardo Gusmão, navegador com larga experiência em ralis nacionais e que integrará a equipa a partir do Rali Vinho do Dão – Nelas. A prova vai para a estrada na sexta feira à noite com a realização de uma Super especial. No sábado seguese uma dupla passagem nas especiais de Algeraz – Quinta da Cerca e Termas Caldas da Felgueira e ainda uma tripla passagem por Santar Vinho do Dão. O pódio final será às 16h50 na Câmara Municipal de Nelas.

 

FÁBIO MOTA MOSTRA RAPIDEZ

 

Fábio Mota mostra rapidez mas Nordschleife faz das suas

 

Fábio Mota mostrou ter um elevado nível competitivo nos treinos-livres de ontem da etapa de Nurburgring – Nordschleife da Taça Europeia FIA de Carros de Turismo – ETCC, assinando o quarto tempo, mas hoje sentiu na pele a dureza do dantesco traçado da Floresta Negra e acabou no oitavo posto da qualificação.

 

O português mostrou uma rápida adaptação ao brutal circuito de cento e setenta curvas e 25,278 quilómetros de extensão e na primeira sessão de treinos-livres rodou num ritmo elevado, o que lhe permitiu garantir o quarto crono, batendo diversos carros de 2016, ao passo que o seu SEAT Leon está ainda na configuração de 2014.

 

Fábio Mota encarava a qualificação de hoje com grande confiança, mas nos treinos-livres sofreu na pele a impiedade do Nordschleife e foi surpreendido por uma zona molhada que acabou por provocar uma saída de pista, danificando o seu carro.

 

A Lema Racing, com a ajuda da Lein Racing, teve que trabalhar em contrarrelógio para deixar o Leon Cup Racer em condições para a qualificação, o que foi conseguido, mas com o tempo a ser um bem escasso, o piloto português teve que sair para a pista com o carro sem qualquer afinação.

 

Com tantas contrariedades por ultrapassar, Fábio Mota saiu das boxes determinado e conseguiu conquistar um bom oitavo lugar na grelha de partida para a primeira corrida, apesar de todas as dificuldades. “O Nordschleife é um circuito extraordinário, mas qualquer saída de pista tem um preço elevado. Nos treino-livres a pista tinha zonas muito molhadas e numa delas, quando travei, as rodas bloquearam e não tive como evitar a saída de pista e o embate nas barreiras. A Lema Racing e a Lein Racing, que nos ajudou de forma determinante, realizaram um trabalho estupendo e pude participar na qualificação. No entanto, sem tempo para colocar todas as afinações no carro, não pude atacar convenientemente o traçado, não repetindo a boa performance de ontem. Ainda assim, a oitava posição é um bom lugar na grelha de partida que me permite olhar para as provas de amanhã com confiança”, afirmou o português.

 

A arrancar do oitavo posto e com o bom ritmo evidenciado ontem, Fábio Mota mostra-se entusiasmado e confiante de que nas provas de sábado poderá conquistar bons resultados, até porque ultrapassar no longo traçado de Nordschleife não é uma dificuldade. “Já mostrámos que podemos ser competitivos e ao partir da quarta linha da grelha de partida num circuito extenso e com tantas possibilidades de ganhar lugares, penso que estamos em boas condições de conquistar bons resultados. Vamos trabalhar, amanhã o carro já estará com as afinações que temos vindo a usar, e vamos lutar por boas classificações. Sabemos que não será fácil, os nossos adversários são muito fortes, mas estamos aqui para dar o nosso melhor”, frisou o piloto apoiado pela Würth, Sika, Projectiva, Serafim Marques, Turas, Wetor, Glassdrive e NSS.

 

A primeira corrida de amanhã tem o seu início às 10h20 e a segunda às 11h45, integrando qualquer uma delas o pelotão do ETCC e do WTCC. Ambas as provas podem ser seguidas em directo no Eurosport 2 Xtra e em diferido no Eurosport 2.

 FMota FT_16009_Copy

 

HUGO MESQUITA NO RALI DE PORTUGAL

 

Hugo Mesquita “Rali difícil, mas dever cumprido!”

 

Hugo mesquita_1_Copyhugo mesquita_2_CopyNão foi um desafio fácil, mas terminou em pleno a participação da dupla Hugo Mesquita e Jorge Ribeiro na 50ª edição do Rali de Portugal, a 5ª ronda do Campeonato do Mundo de Ralis. A prova em pisos de terra veio a revelar-se muito dura e exigente para as mecânicas dos carros, mas etapa a etapa, a dupla do Citroen C2 R2 Max foi lutando contra todas as adversidades da prova e a cada dia foram evoluindo na sua prestação. A primeira etapa foi mesmo a mais difícil, com um cabo da embraiagem e uma transmissão partida a obrigar a dupla a ficar de fora e a regressar na prova em super rali. No sábado, as especiais da zona de Amarante e Baião foram produtivas, com o piloto da Lixa a conseguir evoluir bastante o seu andamento e sem os azares do dia anterior foi possível recuperar muitas posições. No domingo, as duas especiais de Vieira do Minho e Fafe encheram-se de público num cenário verdadeiramente fantástico tal o tamanho da moldura humana presente. A dupla do C2 não teve um inicio fácil com um problema num rolamento a obrigar a rodar um pouco mais lento mas a equipa uma vez mais não baixou os braços e conseguiu levar o Citroën até ao pódio final, sendo ainda o melhor português entre os carros de apenas duas rodas motrizes. Como salienta Hugo Mesquita, “o nosso objectivo principal era terminar o melhor rali do mundo e o facto de o conseguir é uma emoção indescritível, sobretudo por terminar uma prova exigente como é o Rali de Portugal e também pela luta e esforço que tivemos em todas as etapas contra tantos imprevistos! Em termos desportivos, tivemos vários contratempos, mas conseguimos sempre superar as dificuldades e com a desistência do Bernardo Sousa, a quem felicito pelo excelente andamento e desejo a maior sorte para o restante campeonato, acabamos por conseguir ser o melhor português entre os carros de 2 rodas motorizes! Além disto é incrível sentir a paixão que as pessoas ainda têm por este desporto, com milhares de pessoas a apoiar-nos ao longo de todo de rali! Um obrigado a todos que tornaram esta participação possível e também a todos os que nos apoiaram! Foi Fantástico sem dúvida!”

 

VILLACORBA CORSE

 

Paradoxically relegatedthe Ferrari 458
of Montermini/Cordoni in Le Castellet

 

A drive through penalty was imposed by surprise against the former F1 driver while he was about to win the four-hour race, third 2016 VdeV GT/Tourisme round, on the AF Corse supercar from Maranello he shares with his fellow gentleman driver

 

Montermini action_Ferrari458_LeCastellet_VdeV_FotoPieri_Copy.A paradoxical drive through penalty caused a bitter epilogueaftera very competitive French racing weekend for Andrea Montermini and Mario Cordoni, engaged in the third round of the 2016VdeV GT/Tourisme on the #51 AF Corse Ferrari 458. Started from second in the GT class, Italian crew took the lead of their category during Montermini's final stint, but, with only a few minutes to go,Race Directionof Le Castellet circuit imposed a drive through against the former F1 driver, denying him the possibility to win. The penaltyrelegated the AF Corse Ferrari in third place while the lead was took by a French team.Drive through was imposed for cutting the line of the pit lane entryDuring the race, the same cutwas doneseveral times by all the competing crews, including the sameFrench crewwhothen took the lead.

As stated personally by Montermini:“Touching thatline of the pit lane is inevitable and,unfortunately, all drivers have been forced to do this move for years, in every race, it is almost impossible to avoid it. The rules should always be strictly respected, but when they can leadto partiality they should be changed”.

Also the organizer of VdeV seriesexpressed solidarity to the Italian crew who was refused by the Race Direction any possibility of a complaint or to appeal the decision. It is another unfavorable episode for Montermini; in 2012, alsoon a Ferrari 458, a similar case, related to a race contact, compromised hissuccess in the InternationalGT Open.

 

CNTTRIAL

 

Campeonato Nacional de Trial 4x4 2016

 

 

cartaz 2016_CopyChaves quer ganhar lugar no CNTrial 4x4 Será a primeira de duas provas na região de Trás-os-montes. Chaves recebe a 5 de junho uma etapa do Campeonato Nacional de Trial 4X4. A proximidade com Espanha será certamente um fator importante e a organização espera voltar a atrair os aficionados espanhóis, tal como aconteceu em 2015. E o Clube Motard de Chaves espera espanhóis não só na assistência, mas também dentro de pista. À chegada a Chaves, Pedro Costa (Preparações Badinho 4x4) lidera a classificação da Classe Extreme do Campeonato Nacional de Trial 4x4. Na classe Proto Bruno Fernandes (Team JMF) é, depois de 2 provas o líder. Na Super Proto, Bruno Nunes (Npower 78) lidera com 1 ponto de vantagem sobre o segundo classificado. Na promoção Rui Policarpo (team XS5) continua a ser o líder e na novidade de 2016, a Classe UTV/Buggy, João Lopes (JL Racing/Polaris/GRO/RPA & Filhos Lda) segue na frente. Na classe absoluto, depois de 2 provas, Bruno Fernandes (Team JMF) é o líder da classificação geral com 32 pontos, seguido de António Henriques (Mister Reboques) e Rui Querido (Tibus off road/Ladricolor Team), ambos com 25 pontos. O palco já é conhecido - o Mercado Abastecedor da região de Chaves, na aldeia de Outeiro Seco, a cerca de 5km do centro da cidade de Chaves. Mas apesar de pista ser a mesma o clube organizador fez algumas alterações: "apesar de o terreno ter alguns obstáculos naturais parte deles serão artificiais, sendo melhorados essencialmente ao nível da degradação - falamos dos troncos, pedras e da rampa. A pista irá sofrer um ligeiro aumento na sua extensão, predominando os morros e socalcos, com destaque para a picada da Fraga", explicou Filipe Carvalhal, presidente do Clube Motard de Chaves. Ainda vai a tempo de fazer a sua inscrição para a terceira prova, em Chaves, através do site oficial da competição, em www.cntrial4x4.com Programa Oficial Sábado: 04/06/2015 16h00 / 20h00 - Secretariado, verificações técnicas e administrativas 16h00 / 20h00 - Parque fechado Largo Nossa Senhora da Lapa 20h30 - Briefing c/ pilotos/navegadores/chefes equipa (Auditório Hotel Forte S. Francisco) 22.30 - Festa 4x4 nos bares aderentes Domingo: 05/06/2015 08h30 / 09h00 - Abertura parque fechado 08h00 / 10h00 - Secretariado, verificações técnicas e administrativas 09h00 - Deslocação até local da prova 10h00 / 12h00 - Prologo para qualificações pré-grelha 12h15 - Publicação de tempos 13h00 / 14h00 - Pausa para almoço 13h30 / 14h00 - Entrada em Parque Fechado / Grelha de Partida 14h15 - Neutralização/Briefing 14h30 / 17h30 - Prova Resistência Campeonato Nacional Trial 4x4 (3 horas) 15h30 / 17h30 - Prova de Resistência Classes da Promoção e TT Utv’s/Buggy’s (2 horas) 17h45 - Divulgação das classificações Oficiais Provisórias 18h15 - Divulgação das classificações Finais Oficiosas 18h20 - Cerimónia de entrega dos prémios Direcção da Prova e outras Informações: Clube Motard de Chaves Presidente: Filipe Carvalhal | +351 961 509 480 Diretor Prova: Antonio Marracho | +351 914 917 263 E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar Informações e Documentos obrigatórios CNTrial4x4: Antero Bessa | 966501745 | Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar site: www.cntrial4x4.com Secretariado: Vitor Martins | +351 919 666 501 VALOR DAS INSCRIÇÕES: Classes Valor inscrição SeguroAc. Pessoais TOTAL Campeonato Nacional (Extreme/ Proto/Super Proto) 170 € 15 € + 15 € 200 € Classe Promoção 70 € 15 € + 15 € 100 € Inscrição inclui: a)Apoio logístico, Seguros de R. Civil,Ac. Pessoais, Lembranças de participação, 10 entradas no recinto. b) O fecho das inscrições será até ao dia 28 de Maio 2016. c) Publicação da Lista Oficial das equipas inscritas será dia 30 de Maio 2016. d) As Inscrições só serão aceites quando acompanhadas com o respectivo pagamento até ao dia 04 Junho 2016. f) Inclui Duches quentes para todas as equipas. NOTA:As equipas na sua inscrição devem mencionar se têm boxes partilhadas com outras equipas. EMERGÊNCIAS Bombeiros Voluntários Flavienses Telefone: 276 322 122 Bombeiros Voluntários de Salvação Pública de Chaves Telefone: 276 322 144 Policia Segurança Publica de Chaves Telefone: 276 305 090 Guarda Nacional Republicana de Chaves Telefone: 276322169 Centro Hospitalar de Chaves Telefone: 276 300 900 COMO CHEGAR / Coordenadas GPS: Parque Fechado: 41°44'31.91"N 7°28'9.33"W Pista: 41°47'53.73"N 7°26'58.84"W ONDE DORMIR: Hotel Casino Chaves - 276 309 600 Hotel Forte São Francisco - 276 333 700 Hotel Aquae Flaviae - 276 309 000 Petrus Hotel - 276 351 500 Albergaria Jaime - 276 301 050 Residencial São Neutel - 276 333 733

 

A SKODA NO VODAFONE RALI DE PORTUGAL

A SKODA NO VODAFONE RALI DE PORTUGAL

 

 

Dois pneus furados não impediram de continuar no topo da classificação: o trabalho da equipa Pontus Tidemand e Jonas Andersson conseguiu superar o teste de máxima resistência na prova portuguesa

O rápido e fiável ŠKODA Fabia R5 conquista as duas primeiras posições nesta segunda presença da temporada no WRC 2

Michal Hrabánek: “Grande sucesso para a ŠKODA”

A rápida dupla sueca Pontus Tidemand e Jonas Andersson superaram com distinção o rigoroso teste de resistência que é o Rali de Portugal, permitindo à ŠKODA Motorsport a sua primeira vitória da temporada no Mundial de Ralis (WRC 2). Apesar do contratempo sofrido na sequência de dois furos, a dupla obteve uma vitória inquestionável depois de cumpridos os 368 quilómetros de troços cronometrados. Depois desta equipa oficial da ŠKODA Motorsport, outro Fabia R5 assegurou a segunda posição através da equipa-cliente constituída pelos peruanos Nicolás Fuchs e Fernando Mussano, garantindo assim uma “dobradinha” para a ŠKODA.

 SKODA Jan_Kopeck_Portugal_2016_01__CopySKODA Pontus_Tidemand_Portugal_2016_01__CopySKODA Pontus_Tidemand_Portugal_2016_02__CopySKODA Pontus_Tidemand_Portugal_2016_03__Copy

 

MIGUEL OLIVEIRA NOS PONTOS

 

Objetivo cumprido: Miguel Oliveira novamente nos pontos e com recuperação de 8 posições


 DSC2857_CopyO piloto português, Miguel Oliveira, que partiu da 21ª posição da linha de partida, terminou a corrida do GP de Itália na 13ª posição tendo conseguido cumprir os objetivos ontem traçados, após a qualificação. Apesar de ter sido uma corrida com alguns imprevistos, e que chegou a ser interrompida por medidas de segurança, Miguel Oliveira conseguiu reagir bem e superar as diferentes partidas em luta com pilotos “veteranos” e mesmo com o seu companheiro de equipa Danny Kent. O à-vontade e a confiança com a sua mota são cada vez mais evidentes em corrida como o tempo por volta do piloto português, em linha com o pelotão da corrida, também pode comprovar.


A corrida de hoje foi bastante atípica com duas paragens repentinas. No fundo foi uma corrida de sprint, muito diferente do que eu estava à espera. Já na primeira saída me tinha colocado bastante bem e, no final, depois de um fim-de-semana que me correu menos bem, terminar em 13º é muito positivo para mim. Dá-me ainda mais confiança para Barcelona.” Explica o jovem almadense que amanhã terá um dia dedicado a testes.


“Esperamos que o tempo amanhã se mantenha, para podermos melhorar ainda mais a mota.” Remata o piloto português.


 

CAMPEONATO MUNDO DE MOTOCROSS

 

O Campeonato Mundial de Motocross chega a Espanha e Dunlop procura a sua primeira vitória

 

  •  Pneus Dunlop Geomax MX3S serão os protagonistas em Talavera de la Reina

evgeny-bobryshev-in-trentinoO Campeonato Mundial de Motocross chega a Espanha nos próximos dias 28 e 29 de maio. A pista de Talavera de la Reina irá receber no próximo fim-de-semana a nona rodada do Campeonato, depois de passar por Qatar, Tailândia, Holanda, Argentina, México, Letónia, Alemanha e Itália.

 

A Dunlop está preparada para lutar pelo título apesar das lesões de alguns dos seus pilotos, entre eles Ken de Dycker e Matiss Karro da equipa 24MX Honda Racing e Clemente Desalle da equipa Kawasaki. Dessa forma, Dunlop procura assim a sua primeira vitória do ano na peculiar pista de Toledo.

 

O terreno é macio / médio pelo que os pilotos utilizarão, tanto para os pneus dianteiros como traseiros, os pneus Dunlop Geomax MX3S, conhecidos pela sua versatilidade que vai desde terrenos mais suaves a intermédios.

 

“A Talavera é uma pista peculiar com subidas e descidas que a tornam um espaço muito interessante para os pilotos e para os espetadores. Como em todas as pistas, a escolha do pneu a utilizar é um grande compromisso, uma vez que é raro encontrar o piso nas mesmas condições em cada uma das partes do percurso. O pneu Geomax MX3S cobre um amplo espectro e estamos convencidos que chegará às expectativas” disse Pedro Luis Martínez-Zubieta, PBU Manager Motorcycle Iberia.

 

Para ver MX:

Para ver a corrida em direto: www.mxgp-tv.com, o canal via satélite e terrestre de todo o mundo.

 

Sábado, 28 de maio de 2016

 

  •  11:30 – Conteúdo aberto
  •  15:15 - EMX 300 Corrida 1
  •  16:50 - MXGP Classificação
  •  17:15 - EMX 125 Corrida 1
  •  17:35 - EMX 250 Corrida 1
  •  18:00 - MX2 Classificação

 

Domingo, 29 de maio de 2016

 

  •  09:45 - EMX 300 Corrida 2
  •  10:35 - EMX 125 Corrida 2
  •  11:25 - EMX 250 Corrida 2
  •  13:00 - MX2 Corrida 1
  •  14:00 - MXGP Corrida 1
  •  16:00 - MX2 Corrida 2
  •  17:00 - MXGP Corrida 2

 

Sobre Dunlop

 

A Dunlop é um dos principais fabricantes mundiais de pneus de altas e muito altas prestações, com um impressionante historial de êxitos em desportos motorizados. A vasta experiencia da Dunlop em corridas deu lugar a tecnologias inovadoras aplicadas a pneus desenhados para a condução diária. Numa procura constante de maximizar o prazer de conduzir, Dunlop oferece a todos os tipos de piloto o rendimento e a durabilidade de uma tecnologia de vanguarda de pneus.evgeny-bobryshev-in-trentino Copy

 

FÁBIO MOTA NO ETCC

 

Nordschleife – O grande trabalho de Fábio Mota

 

Fábio Mota enfrenta no próximo fim-de-semana um dos maiores desafios da sua carreira, o dantesco Nurburgring - Nordschleife, onde se disputa a terceira ronda da Taça Europeia FIA de Carros de Turismo - ETCC. O jovem português encontra-se entusiasmado por se estrear num dos traçados mais emblemáticos da história do automobilismo mundial e empenhando em manter os bons resultados.

 

O piloto da Lema Racing tem vindo a protagonizar uma progressão notável na competição que se assume como a antecâmara do Campeonato do Mundo FIA de Carros de Turismo – WTCC, como se pôde verificar com o merecido pódio que conquistou na etapa da Eslováquia, e no próximo fim-de-semana encarará um dos grandes desafios da sua carreira: o Inferno Verde.

 

Fábio Mota tem vindo a preparar-se o melhor possível para poder adaptar-se rapidamente ao dantesco traçado de cento e setenta curvas e 25,278 quilómetros de extensão, mas está consciente de que terá uma tarefa hercúlea pela frente. “Esta é uma pista muito especial, não só pela sua extensão, mas também pela selectividade que ostenta – é talvez o circuito mais difícil do mundo. Tenho vindo a estudá-lo aprofundadamente – através de vídeos e do simulador – mas só em pista se poderá ter uma ideia clara das suas exigências. Aconteça o que acontecer, este é um marco na minha carreira, dado que este circuito tem uma história riquíssima, tendo sido o palco de feitos de pilotos como o Tazio Nuvolari, o Juan Manuel Fangio ou Jackie Stewart”, afirmou o piloto apoiado pela Würth, Sika, Projectiva, Serafim Marques, Turas, Wetor, Glassdrive e NSS.

 

Para além das exigências colocadas pelo traçado de Nurburgring – Nordschleife, Fábio Mota sabe que terá também adversários muito fortes, como tem sido bem visível desde a prova de Paul Ricard. Contudo, depois dos bons resultados do Slovakia Ring, o jovem português pretende manter-se na luta pelos lugares dos pontos. “Na Eslováquia mostrámos que o nosso andamento é suficientemente bom para lutar pelos lugares do pódio, o que foi importante para mim e para a Lema Racing. Este circuito desenhado nas montanhas de Eifel é muito especial e pode criar resultados anormais, devido à sua extensão e também às condições climatéricas instáveis, mas vamos trabalhar afincadamente para nos mantermos na batalha pelas posições pontuáveis frente a uma oposição muito competitiva”, sublinhou o português.

 

Fábio Mota entra em pista na próxima quinta-feira, para uma sessão de testes oficiais e outra de treinos-livres, disputando a qualificação na sexta-feira e as corridas no sábado. Dado o programa extenso do evento, as 24 Horas de Nurburgring realizam-se no mesmo fim-de-semana, os concorrentes do WTCC e do ETCC estarão juntos em pista ao longo de todas as sessões, incluindo as corridas.

 FMota FT_16008_Copy

 

KIDS KART EXPONOR

Kids Kart Exponor WRC Rally Portugal

 

Em parceria com o ACP, o Núcleo de Desportos Motorizados de Leiria instalou na Exponor a sua pista itinerante de karting para jovens entre os 5 e os 12 anos enquanto decorria o WRC Rally de Portugal.
Com as exigentes condições de segurança que impomos em todas as nossas actividades, neste caso também usando controle remoto de rotações do motor e paragem imediata do kart em caso de necessidade, os 6 karts de diversas dimensões, foram utilizados durante os três dias e meio 317 vezes, realçando que a esmagadora maioria das crianças e jovens que participaram, tiveram o seu primeiro contacto com a condução dum kart.
Ministradas as regras básicas para uma condução segura, foi muito agradável constatar a facilidade de aprendizagem, nomeadamente dos mais pequenos.
A titulo de curiosidade, a pista foi utilizada por diversos netos e filhos de grandes pilotos nacionais igualmente dotados, dando aquele toque de que pelo karting se iniciam grandes carreiras no desporto motorizado! 

 

RAMPA FOZ DO ARELHO

Rampa Foz do Arelho 2016 - Inscritos!

 

São 80 as equipas inscritas para mais esta edição da rampa da Foz do Arelho, quinta prova a contar para o 'Series by NDML 2016', que se realiza no próximo domingo dia 29 de Maio naquela bonita praia, junto à Lagoa de Óbidos e ao mar.
Nesta edição que é sempre muito concorrida, o Porsche Clube Portugal quis também associar-se fazendo participar um numero significativo de carros da marca, dos mais diversos modelos.
Assim a prova terá duas subidas de reconhecimento ( 08:30h e 10:00h ) e três de prova ( 13:30h, 15:00h e 16:30h ).
Está publicada a lista de inscritos bem como o traçado da prova e o percurso de regresso das equipas para o parque ( em frente ao INATEL ) solicitando-se a todos o estrito cumprimento das ordens das autoridades policiais e da organização no controle das zonas de acesso aconselhadas para as equipas e espectadores para que esta jornada possa obter o mesmo sucesso como até aqui.
Como é habitual os tempos e classificações irão sendo dados em directo através do nosso site em www.ndml.pt

 

NACIONAL DE TT NO ALGARVE

 

Nacional de TT ruma ao Algarve

  •  Maio, Borrego e Dias lideram campeonatos
  •  Patrão ausente e Gaudêncio regressa

 

Depois de uma jornada serrana nas Beiras e outra disputada nas pistas alentejanas o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno ruma agora ao Algarve onde o Clube Automóvel do Algarve organizar a Baja de Loulé que se disputa a 28 e 29 de Maio.

 

Maio dominador e Patrão ausente

Líder do campeonato após ter triunfado nas duas provas já disputadas, o piloto da Yamaha António Maio, atual campeão nacional, parte para a jornada algarvia com o seu grande rival ausente. À queda de Mário Patrão em Reguengos seguiu-se uma operação da qual o piloto está a recuperar. Tudo indica que o principal opositor de Maio seja, como já aconteceu nas provas anteriores o seu jovem piloto da Yamaha, Sebastian Buhler que se chegou a intrometer na luta pela vitória. De regresso está Gustavo Gaudêncio (Honda) que não correu em Reguengos por lesão, mas que será sempre um candidato aos lugares de pódio. De salientar que a anteceder esta corrida se está a realizar o Merzouga Rally, onde estão a participar entre muitos outros portugueses Sebastian Buhler, David Megre (KTM), Fausto Mota e Rui Oliveira estes em Yamaha e que vão terminar a corrida marroquina na sexta-feira para no sábado estarem em Loulé a disputar o prólogo. Outros pilotos a ter em conta na prova alentejana são os de Salvador Vargas (KTM) que venceu a classe TT3 em Reguengos e António Pereira (Yamaha) que começou muito bem a temporada e ocupa a terceira posição absoluta.


Borrego domina com Arnaldo Martins a crescer

Tal como António Maio também Beto Borrego (Yamaha) está a dominar a competição Quad. O regressado Arnaldo Martins (Suzuki) foi segundo nas duas corridas já disputadas, enquanto o jovem Rodrigo Pagaime, que domina a classe promoção, é atualmente o terceiro do campeonato à frente de Fábio Ferreira, ambos em Yamaha. Em Loulé a participação nos Quad numa jornada do CNTT está de novo muito reduzida depois de listas muito animadoras nas provas anteriores.

 

UTV/Buggy ao rubro: Polaris, Yamaha e …

Ao contrário dos Quad a disciplina UTV & Buggy não para de crescer. Em Loulé estarão quase quatro dezenas de máquinas e o número de candidatos à vitória ascende a mais de uma dezena. Em Góis ganhou um Polaris e em Reguengos um Yamaha, mas também a Rage, CanAm estão apostadas em chegar ao triunfo. Entre os pilotos João Dias (Polaris) destacou-se dos restantes ao ser 1º e 2º nas corridas já disputadas.

Nomes fortes a reter para a prova algarvia Ricardo Carvalho (Yamaha) vencedor em Reguengos, Vítor Santos o piloto de ponta da CanAm, Bruno Martins o piloto oficial da Rage Motorsport e Pedro Carvalho que dispondo apenas de um Polaris 1000 se tem batido contra dezena e meia de Polaris Turbo com enorme sucesso. Dos pilotos do Troféu Polaris e para além dos já citados são de destacar os de Carlos Miranda, Pedro Santinho Mendes, Miguel Jordão, Teo e Roberto Viñaras, Rui Serpa, Mário Ferreira e Nuno Nunes. Trazidos pelo Troféu CanAm destacamos Nuno Matias (vencedor em Reguengos), Mário Franco e Jorge Esperto que se juntam ao consagrado Avelino Luís na defesa da marca canadiana. Entre os Buggy e para além de Bruno Martins, perfilam-se ainda António Ferreira (Rage) Jorge Branco (Smart Hayabusa) e António Estevão, no bonito Proto Bombardier que estreou em Arganil.


ma referência final para o facto de serem quatro os Yamaha que se vão estrear no Algarve sendo um para a campeã feminina Dorothee Ferreira e outro para o regressado Nuno Ferreira.

 

A Baja de Loulé começa, como habitualmente, com um prólogo. No dia seguinte serão disputados dois troços cronometrados, um com 119 e outro com 82 quilómetros.

 202 -_Roberto_Borrego_-_006_Copy205 -_Arnaldo_Martins__-_003_Copy305 -_Joo_Dias_-_006_1_Copy309 -_Roberto_Viaras_-_006_Copy

 

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

 

Fabio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Dahruj, Fortes e Diniz
Alta | Web
Fabio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Fortes de ponta a ponta
Alta | Web
Fabio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Diniz lidera na CLA
Alta | Web
Fabio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Largada CLA AMG Cup
Alta | Web
Fabio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Pódio C 250
Alta | Web
Fabio Davini
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Largada C 250 Cup
Alta | Web
Mercedes-Benz Challenge: etapa goiana aperta briga pela liderança

 

- Na C 250 Cup, Claudio Simão continua líder, mas agora empatado com a dupla Paioli/Gottschalk
- CLA AMG Cup: Fernando Fortes liderou de ponta a ponta e está apenas dois pontos atrás de Arnaldo Diniz
- Estreante Sérgio Maggi surpreende ao terminar no segundo lugar

Poucas vezes no Mercedes-Benz Challenge os pilotos que largaram na pole position souberam aproveitar com tanta eficiência a vantagem de largar da primeira posição no grid. Em Goiânia, palco da segunda etapa da temporada, o paulista Fernando Fortes garantiu a liderança da prova desde os primeiros metros e obteve a vitória na divisão CLA AMG Cup. O enredo foi semelhante na C 250 Cup, com a dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk, também de São Paulo, liderando de ponta a ponta as 28 voltas disputados no Autódromo Internacional Ayrton Senna.

Com os pole positions mantendo a dianteira durante toda a prova, as atenções se voltaram para as disputas por posições no meio do pelotão. Um dos destaques foi o paulista Arnaldo Diniz Filho, líder do campeonato da CLA AMG Cup, que largou em sexto e veio escalando o pelotão até encostar no segundo colocado, Claudio Dahruj. "Foi uma boa corrida de recuperação", considerou Diniz. "Fomos bem nos treinos livres, mas tivemos dificuldade de encontrar o melhor acerto do carro no treino de classificação. Eu sabia que tínhamos força para chegar entre os três primeiros e que seria difícil de acompanhar o ritmo do Fernando(Fortes) . E foi o que aconteceu. Consegui encostar no (Cláudio) Dahruj, mas preferi não arriscar e pensar no campeonato", revelou o piloto, que terminou em terceiro.

O vencedor Fernando Fortes celebrou além do primeiro lugar, o apoio do pai, que pela primeira vez assistiu a uma corrida do piloto. "O campeonato está apenas começando, mas está bem melhor para mim do que o do ano passado. Essa foi a etapa dos sonhos para nossa equipe. Lideramos o primeiro treino, conquistamos a pole position e o nosso ritmo de corrida realmente superou as expectativas. Sabíamos que seríamos competitivos, mas não dessa forma", resumiu ele. "Estou também bastante emocionado pela presença do meu pai, José Fortes, aqui no autódromo. Em 14 anos de carreira, esta é a primeira vez que ele viaja para uma corrida minha e dedico essa vitória a ele", disse o vencedor.

Segundo colocado na prova, Claudio Dahruj lembrou da dificuldade de competir sob o forte sol goiano, que elevou a temperatura para a casa dos 31 graus. "Em Goiânia, costumo ter bons resultados, é uma pista que me dá bastante sorte. Meu carro estava ótimo, no final o (Arnaldo) Diniz se aproximou bastante, mas eu tinha uma reserva de carro e deu para segurar. Foi uma etapa muito quente, exigente e bastante cansativa", comentou o segundo colocado, que também venceu a prova pela categoria Master.

A prova disputada em Goiânia manteve Diniz na liderança, mas agora com o vencedor Fernando Fortes em seu encalço. Arnaldo soma 35 pontos no primeiro lugar, contra 33 de Fortes e 27 do terceiro colocado na tabela, Claudio Dahruj.

Com a vitória obtida em Goiânia, a dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk ascendeu à liderança da C 250 Cup, empatada com o paulista Claudio Simão - que venceu a primeira etapa, em Curitiba (PR). Eles agora somam 35 pontos na dianteira da classificação, seguidos pelo paulista Fernando Andrade, com 27.

"Tivemos um fim de semana ótimo do início ao fim. O (Marcos) Paioli fez um ótimo trabalho e me entregou o carro em condições de apenas administrar o resultado e correr para o abraço", brincou Peter Gottschalk. "Nos treinos livres, confirmamos que nosso acerto de corrida era muito eficiente. Durante a prova, com pneus desgastados, conseguimos andar até um segundo por volta mais rápido que os demais oponentes, e foi tudo perfeito. Nosso objetivo como equipe sempre foi levantar o título da classificação geral e também na Master. Quem sabe neste ano não caminhamos para uma dupla conquista", completou Paioli, que também é o chefe da equipe da dupla.

A surpresa do dia foi a segunda colocação do estreante Sergio Maggi, que já chegou à competição mostrando um elevado nível técnico em uma das pistas mais exigentes do calendário: "Comecei a pegar a mão do carro nos treinos de sábado", disse ele. "Hoje consegui baixar ainda mais os meus tempos de volta. Realmente foi uma experiência ótima, em um grande evento".

A próxima etapa do Mercedes-Benz Challenge acontece no dia 26 de junho, no Autódromo Internacional de Tarumã, situado em Viamão, na Grande Porto Alegre (RS).

2a etapa Mercedes-Benz Challenge
1) Fernando Fortes (Mottin Racing - CLA), 28 voltas em 47min32s978
2) Claudio Dahruj (L3 Motorsport - CLA), a 14s221
3) Arnaldo Diniz Filho (Comark Racing - CLA), a 14s758
4) Betão Fonseca (Center Bus Sambaiba - CLA), a 26s874
5) Lorenzo/Paulo Varassin (Cordova Motorsports - CLA), a 27s830
6) Renato Braga (RSports Racing - CLA), a 28s332
7) Roger Sandoval (Mottin Racing - CLA), a 29s508
8) Carlos Kray/Henrique Assunção (CKR Racing - CLA), a 52s390
9) Pierre Ventura (CKR Racing - CLA), a 1min16s958
10) Fernando Poeta (Sul Racing - CLA), a 1min18s401
11) Adriano Rabelo (Cordova Motorsports - CLA), a 1min35s138
12) Marcos Paioli/Peter Gottschalk (Paioli Racing - C250), a 1 volta
13) Sergio Maggi (Center Bus Sambaiba - C250), a 1 volta
14) Claudio Simão (Center Bus Sambaiba - C250), a 1 volta
15) Max Mohr (RSports Racing - C250), a 1 volta
16) Peter Michel Gottschalk (Paioli Racing - C250), a 1 volta
17) Flavio Andrade (Hot Car Competições - C250), a 1 volta
18) Mateus Biriba (Hot Car Competições - C250), a 1 volta
19) Cristian Mohr (RSports Racing - CLA), a 1 volta
20) Idenis Souza/Romualdo Magro (RSports Racing - C250), a 2 voltas
21) João Lemos (Ensite Racing Team - C250), a 3 voltas

Não completaram
22) Fabio Escorpioni (Ensite Racing Team - C250)
23) Fernando Amorim (Sul Racing - CLA)
24) Vinicius Simão (Center Bus Sambaiba - C250)
25) Luiz Carlos Ribeiro (Ourocar - CLA)
26) Raphael Teixeira (Lagoa Racing - C250)
27) Beto Rossi (RSports Racing - C250)
28) Carlos Guilherme (Center Bus Sambaiba - C250)
29) Neto De Nigris (L3 Motorsport - CLA)

Campeonato CLA AMG Cup
1) Arnaldo Diniz Filho, 35 pontos
2) Fernando Fortes, 33
3) Claudio Dahruj, 27
4) Betão Fonseca, 24
5) Lorenzo/Paulo Varassin, 19
6) Roger Sandoval, 18
7) José Vitte, 17
8) Neto De Nigris, 15
9) Renato Braga, 14
10) Carlos Kray, 8
11) José Henrique Assunção, 8
12) Luiz Carlos Ribeiro, 7
13) Pierre Ventura, 7
14) Fernando Poeta, 7
15) Cesar Fonseca, 6
16) Adriano Rabelo, 5
17) Marcelo Hahn, 5
18) Cristian Mohr, 4
19) Fernando Junior, 3
20) Paulo Totaro, 2

Campeoanto - C 250 Cup
1) Claudio Simão, 35 pontos
Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 35
3) Flavio Andrade, 27
4) Max Mohr, 24
5) Peter Michel Gottschalk, 24
6) Sérgio Maggi, 17
7) Idenis R. de Souza, 16
8) Fabio Escorpioni, 10
9) Betinho Sartório, 9
Mateus Biriba, 9
11) Beto Rossi, 8
12) Romualdo Magro, 8
13) Carlos Guilherme, 7
14) João Lemos, 7
15) André Paulo Varasin, 6

 

MIGUEL LOBO COM ENTUSIASMO

 

Miguel Lobo parte para a adaptação com entusiasmo

 

Miguel Lobo inicia no próximo fim-de-semana em Braga a sua temporada do Single Seater Series, mostrando-se entusiasmado com o seu novo desafio, apesar de reconhecer que o espera ainda um período de adaptação à sua nova montada.

 

Depois de teres conquistado o Campeonato Nacional de Velocidade na Classe C3 e, em 2015, este ano regressas às pistas nacionais num campeonato de monolugares: o Single Seater Series. Os carros são muito diferentes?

Miguel Lobo: Sim o Mygale é bastante diferente do Radical SR3, muito embora sejam ambos carros que nasceram para a competição. O Mygale SJ01 é um automóvel que exige muito do piloto, demanda uma pilotagem muito precisa e julgo que isso será muito importante para o meu crescimento enquanto piloto.

Paralelamente, o Single Seater Series é uma competição com um nível de pilotagem muito elevado como foi demonstrado o ano passado pelo Gonçalo Inácio e César Machado e este ano terá novamente um lote de pilotos muito forte.

 

Tal como na temporada passada, estarás integrado na Speedy Motorsport, equipa que em 2015 levou César Machado até ao título do Single Seater Series. É importante para ti estar inserido numa equipa competitiva e que te é familiar?

Miguel Lobo: Sim, é muito importante! Já conheço a filosofia de trabalho da Speedy Motorsport e isso é determinante para mim, dado que este ano, como tem sido habitual na minha ainda curta carreira, terei muitas coisas novas para aprender. Assim, posso dedicar-me a aprender o carro sem ter que conhecer pessoas novas e novos métodos. Para além disso, poderei aprender muito com o Pedro Salvador, o chefe de equipa, que me acompanha desde a minha primeira corrida de automóveis e é muito experiente neste tipo de carros devido à sua bem-sucedida participação na Fórmula Ford, uma competição que deu automobilismo nacional pilotos como o Pedro Matos Chaves, Pedro Lamy, Pedro Couceiro ou José Pedro Fontes.

 

Ainda não rodaste com o Mygale SJ01, vais ter algum teste para te adaptares ao teu novo carro, que é muito diferente de todos os outros que já pilotaste?

Miguel Lobo: O Mygale SJ01 é um monolugar, o que será uma estreia para mim, e vou ter que me habituar a um carro que só tem um banco… Na sexta-feira vou ter um shake-down em Braga. Será o meu primeiro contacto com o monolugar e terá cerca de uma hora de duração, portanto, não me permitirá travar um conhecimento profundo, mas será importante para sentir o carro pela primeira vez.

 

É já no próximo fim-de-semana que começa a tua temporada no Single Seater Series, tendo como palco o Circuito Vasco Sameiro, em Braga. Quais são as tuas expectativas para o teu primeiro evento da competição?

Miguel Lobo: Julgo que será, sobretudo, um fim-de-semana de aprendizagem. Não conheço ainda bem o carro e será muito importante uma boa adaptação. Espero evoluir gradualmente ao longo de todo o evento de modo a poder estar num bom nível competitivo. Como é evidente, vou para Braga para dar o meu melhor e conseguir iniciar a temporada com bons resultados, mas o mais importante é garantir uma boa familiarização ao Mygale SJ01.MLobo FT_16002_Copy

 

MAIO PROCURA TERCEIRA VITÓRIA

 

António Maio procura terceira vitória

Sebastian Buhler direto de Merzouga para Loulé

 

A equipa Yamaha Racing prossegue no próximo fim-de-semana a sua participação no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno disputando a Baja de Loulé, a terceira das sete etapas desta temporada de 2016. António Maio, que está na frente do campeonato com duas vitórias e que, no ano passado, foi o vencedor desta corrida, vai procurar reeditar o feito e consolidar a sua liderança.

António Maio salienta estar muito motivado “pelas duas vitórias alcançadas, por me sentir muito bem e pelo facto de a equipa colocar à minha disposição uma moto fantástica, com a qual irei sempre lutar pela vitória em qualquer corrida. No ano passado ganhei nesta corrida, num traçado em que me senti muito à vontade e por isso parto muito confiante”.

Em grande destaque na abertura desta temporada tem estado o jovem Sebastien Buhler que chegou a passar pela liderança da prova em ambas as corridas disputadas, apesar de competir na Classe TT1 onde lidera com duas vitórias. O piloto da Yamaha Racing, que tem marcado presença sistemática no pódio absoluto desde 2015, participa nesta prova no dia seguinte a ter terminado a sua participação no Merzouga Rally. À partida para a prova marroquina o piloto deixou a indicação de que “espero vir de Marrocos super motivado embora naturalmente cansado mas irei dar o meu melhor para vencer a classe e terminar a corrida no pódio. São duas corridas muito diferentes e vou ter de mudar de um dia para o outro a forma como vou encarar os troços e de pilotar sem navegação, mas não creio que isso vá ser um problema”.


rederico Fino que teve uma excelente prestação na prova alentejana que antecedeu esta corrida algarvia está apostado em “ver a equipa registar mais e mais sucessos. Os nossos pilotos continuam muito motivados, especialmente pelas vitórias que têm conseguido e a equipa continua a trabalhar afincadamente no desenvolvimento de motos que são muito boas. Fiquei satisfeito com a minha prestação na prova alentejana e quero tentar fazer o mesmo ou eventualmente melhor aqui”, salienta Frederico Fino que para além de ser um dos pilotos da equipa é também o gestor de uma formação que conta ainda com a participação do veterano David Ferreira.

A Baja de Loulé começa com um prólogo que se realize na tarde de Sábado para no dia seguinte serem disputados dois troços cronometrados, um primeiro com 119 e depois outro com 82 quilómetros.

Acompanhe a equipa em www.facebook.com/PinhelWorksReigerSuspension1 -_Antnio_Maio_-_001_Copy

 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

 

Mercedes-Benz Challenge: Em Goiânia, treino foi um aquecimento para Cristian Mohr

Piloto catarinense, da equipe Rsports Racing, foi o décimo primeiro na sessão desta sexta-feira pela CLA AMG Cup. Neste sábado, 21, a programação da segunda etapa continua com o segundo treino e o classificação

Foram duas horas de treinos preparatórios para a segunda etapa da Mercedes-Benz Challenge nesta sexta-feira, dia 20 de maio, no Autódromo Internacional de Goiânia. Às 15h35 a sessão começou para a categoria AMG CLA 45 Cup e em seguida entrou no circuito de 3.835 metros de extensão a C250 Cup. Os pilotos da equipe Rsports Racing estiveram na pista sob forte calor. A estimativa para todo o final de semana é de que as temperaturas fiquem acima de 30 graus.

"O treino foi um aquecimento, pois o clima lá no Sul está bem frio", brincou Cristian Mohr (Grupo Max Mohr, Votorantim Cimentos e WDCom), que chegou nesta sexta-feira direto para o treino desta tarde. "A sessão foi bastante proveitosa, pois ficamos mais de dois meses parados devido ao intervalo no calendário e deu aquela esfriada", comentou.

"As minhas expectativas para o classificatório são boas. Estamos verificando o acerto para essa pista com os pneus novos da categoria, pois as nossas referências se perderam com relação ao ano passado. Tive ainda a infelicidade de sair da pista e estragou um pouco na frente o assoalho, prejudicando o desempenho. Mas no próximo treino estaremos mais à frente", explica o piloto de Blumenau (SC) que concluiu o treino na décima primeira posição.

A corrida prevista para domingo, dia 22, será disputada em bateria única, às 11h05. A duração é de 45 minutos mais uma volta, sendo uma parada obrigatória nos boxes, com janela para reabastecimento, troca de pneus e troca de pilotos para as equipes que precisam realizar.

O time da equipe com sede em Mauá (SP), nesta sexta-feira, ficaram concentrados nos trabalhos de encontrar o melhor acerto para o Mercedes AMG CLA 45 do piloto de Blumenau (SC), Cristian Mohr (#3) e do piloto da 'casa' Renato Braga (#555) e para os Mercedes C250 Turbo, Max Mohr (#225), Beto Rossi (#13) e Idenis de Souza/Romualdo Magro (#99).

No sábado, serão realizados o segundo treino às 10h15 e a definição do grid a partir das 16h20. No domingo, a prova terá sua largada às 11h05 (45 minutos e mais uma volta). A transmissão será ao vivo do canal BandSports (TV por assinatura), Portal Terra e, também, conferir o tempo, ao vivo, pelo site www.chronon.com.br.

O autódromo de Goiânia receberá além da Mercedes-Benz Challenge, a Stock Car, a Copa Petrobras de Marcas e o Campeonato Brasileiro de Turismo. Dessa forma, o final de semana terá sete corridas, sendo duas no sábado e outras cinco no domingo.

A equipe Rsports Racing conta com patrocínio da Votorantim Cimentos, Grupo Max Mohr, Cifarma, Dream Route, Academias Primatas CrossFit e Motul.

Resultado do primeiro treino do Mercedes-Benz Challenge na categoria CLA Cup:

1) 32 Fernando Fortes, Mottin Racing, CLA, 1:35.610
2) 77 Arnaldo Diniz Filho, Comark Racing, CLA, 1:35.893
3) 88 Fernando Amorim, M Sul Racing, CLA, 1:35.975
4) 37 Lorenzo/Paulo Varassin, Córdova Motorsports, CLA, 1:36.067
5) 20 Roger Sandoval, Mottin Racing, CLA, 1:36.271
6) 60 Betão Fonseca, M Center Bus Sambaiba Racing, CLA, 1:36.400
7) 46 Carlos Kray/J.H.Assunção, M CKR Racing, CLA, 1:36.418
8) 11 Neto De Nigris, M L3 Motorsport, CLA, 1:36.480
9) 19 Luiz Carlos Ribeiro, Ourocar, CLA, 1:36.662
10) 10 Pierre Ventura, CKR Racing, CLA, 1:36.669
11) 3 Cristian Mohr ,RSports Racing, CLA, 1:36.742
12) 33 Adriano Rabelo, Cordova Motorsports, CLA, 1:36.786
13) 27 Claudio Dahruj, M L3 Motorsport, CLA, 1:36.829
14) 555 Renato Braga, RSports Racing, CLA, 1:37.087
15) 18 Fernando Poeta, M Sul Racing, CLA, 1:37.513

Confira a programação do evento:

Sábado (21/05):
08h00 - 08h10 - 3o Treino Brasileiro de Turismo
08h20 - 09h00 - 2o Treino Stock Car (Grupo 1)
09h05 - 09h45 - 2o Treino Stock Car (Grupo 2)
09h55 - 10h05 - Classificação Copa Petrobras
10h15 - 11h15 - 2o Treino MBC (CLA AMG e C250)
11h25 - 11h35 - Classificação Brasileiro de Turismo
12h00 - 13h00 - Classificação Stock Car
14h10 - Largada Copa Petrobras de Marcas (Corrida 1)
15h35 - Largada Brasileiro de Turismo (Corrida 1)
16h20 - 16h40 - Classificação MBC (CLA AMG)
16h50 - 17h10 - Classificação MBC (C250)

Domingo (22/05):
08h25 - Largada Brasileiro de Turismo (Corrida 2)
09h05 - 09h15 - Seu Carro nas Pistas
09h45 - Largada Copa Petrobras (Corrida 2)
11h05 - Largada Mercedes-Benz Challenge
13h00 - Largada Stock Car (Corrida 1)
14h10 - Largada Stock Car (Corrida 1)
15h00 - 16h00 - Visitação aos boxes / Volta rápida

Calendário do Mercedes-Benz Challenge 2016:

Etapa 1 - 06 de março - Curitiba/PR
Etapa 2 - 22 de maio - Goiânia/GO
Etapa 3 - 26 de junho - Viamão/RS
Etapa 4 - 17 de julho - Cascavel/PR
Etapa 5 - 11 de setembro - São Paulo/SP
Etapa 6 - 06 de novembro - Goiânia/GO
Etapa 7 - 20 de novembro - Curvelo/MG
Etapa 8 - 11 de dezembro - São Paulo/SP

 

A corrida da segunda etapa do MBC será neste domingo às 11h05 (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)

A corrida da segunda etapa do MBC será neste domingo às 11h05 (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)
Alta  | Web

Neste sábado (21) acontecem o segundo treino e a tomada de tempos (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)

Neste sábado (21) acontecem o segundo treino e a tomada de tempos (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)
Alta  | Web

Piloto Cristian Mohr #3 (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)

Piloto Cristian Mohr #3 (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)
Alta  | Web


 

MERCEDES BENZ CHALLENGE

 

Mercedes-Benz Challenge: Cristian Mohr fará corrida de recuperação neste domingo

O piloto de Blumenau (SC) é o décimo colocado no grid na CLA AMG Cup. A largada será às 11h05 com transmissão pelo canal por assinatura Band Sports e pelo portal Terra

Carros e pilotos preparados para a segunda etapa do Mercedes-Benz Challenge que acontecerá neste domingo (22), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). A equipe Rsports Racing utilizou de uma boa estratégia nos treinos livres e classificatório realizados durante todo o sábado para definir um bom setup para a pista.

O resultado da tomada de tempos colocou Cristian Mohr #3 na 10ª posição no grid da CLA AMG Cup. "A colocação no grid não condiz com o nosso real desempenho. Fui atrapalhado na minha volta boa no início do treino, fiz uma parada no box para troca de pneu, mas não tive tempo de conseguir um melhor tempo. Mas, temos tudo para ir bem para na corrida deste domingo", declarou o catarinense Cristian Mohr (Grupo Max Mohr, Votorantim Cimentos e WDCom).

Os demais pilotos da equipe ficaram nas seguintes posições: pela C 250 Cup, Max Mohr # 225 fechou na 8ª, Idenis de Souza/Romualdo Magro #99 na 13ª colocação e Beto Rossi #13 na 14ª. Na CLA AMG Cup, Renato Braga #555 na 7ª.

A prova do Mercedes-Benz Challenge prevista para domingo, dia 22, será disputada em bateria única, às 11h05, com duração de 45 minutos mais uma. O autódromo de Goiânia ainda as corridas da Stock Car, Copa Petrobras de Marcas e Campeonato Brasileiro de Turismo.

A equipe Rsports Racing conta com patrocínio da Votorantim Cimentos, Grupo Max Mohr, Cifarma, Dream Route, Academias Primatas CrossFit e Motul.

Confira o grid de largada da segunda etapa do Mercedes-Benz Challenge:

CLA AMG Cup
1) 32 Fernando Fortes, Mottin Racing, CLA, 1:34.622
2) 27 Claudio Dahruj M L3 Motorsport CLA 7 1:34.708
3) 33 Adriano Rabelo, Cordova Motorsports, 1:34.742
4) 37 Lorenzo/PauloVarassin, Cordova Motorsports, 1:35.012
5) 60 Betão Fonseca, M, Center Bus Sambaiba Racing, 1:35.101
6) 77 Arnaldo Diniz Filho, Comark Racing, 1:35.305
7) 555 Renato Braga, RSports Racing, 1:35.416
8) 88 Fernando Amorim, M, Sul Racing, 1:35.423
9) 19 Luiz Carlos Ribeiro, Ourocar, 1:35.454
10) 3 Cristian Mohr, RSports Racing, 1:35.461
11) 11 Neto De Nigris, M L3 Motorsport, 1:35.594
12) 10 Pierre Ventura, CKR Racing, 1:35.639
13) 20 Roger Sandoval, Mottin Racing, 1:35.674
14) 46 Carlos Kray/J.H.Assunção, M, CKR Racing, 1:35.834
15) 18 Fernando Poeta, M, Sul Racing, 1:36.333

C 250 Cup
1) 111 Marcos Paioli/Peter Gottschalk, M, Paioli Racing, 1:39.797
2) 21 Peter Michel Gottschalk, Paioli Racing, 1:39.983
3) 65 Claudio Simão, M, Center Bus Sambaiba Racing, 1:40.489
4) 166 Vinicius Simão, Center Bus, Sambaiba Racing, 1:40.797
5) 55 Fabio Escorpioni, Ensite Racing Team, 1:41.006
6) 26 Flavio Andrade, M, Hot Car Competições, 1:41.185
7) 67 Sergio Maggi, M, Center Bus Sambaiba Racing, 1:41.320
8) 225 Max Mohr, M, RSports Racing, 1:41.361
9) 41 João Lemos, M, Ensite Racing Team, 1:41.641
10) 100 Mateus Biriba, Hot Car, Competições, 1:41.955
11) 64 C.A.Guilherme, M, Center Bus Sambaiba Racing, 1:41.974
12) 73 Raphael Teixeira, Lagoa Racing, 1:43.176
13) 99 I.R.Souza/R.Magro, M, RSports Racing, 1:44.043
14) 13 Beto Rossi, M,RSports Racing, 1:45.066

Confira a programação do evento:

Domingo (22/05):
08h25 - Largada Brasileiro de Turismo (Corrida 2)
09h05 - 09h15 - Seu Carro nas Pistas
09h45 - Largada Copa Petrobras (Corrida 2)
11h05 - Largada Mercedes-Benz Challenge
13h00 - Largada Stock Car (Corrida 1)
14h10 - Largada Stock Car (Corrida 1)
15h00 - 16h00 - Visitação aos boxes / Volta rápida
Calendário do Mercedes-Benz Challenge 2016:

Etapa 1 - 06 de março - Curitiba/PR
Etapa 2 - 22 de maio - Goiânia/GO
Etapa 3 - 26 de junho - Viamão/RS
Etapa 4 - 17 de julho - Cascavel/PR
Etapa 5 - 11 de setembro - São Paulo/SP
Etapa 6 - 06 de novembro - Goiânia/GO
Etapa 7 - 20 de novembro - Curvelo/MG
Etapa 8 - 11 de dezembro - São Paulo/SP

 

Mercedes CLA AMG 45 comandado por Cristian Mohr (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)

Mercedes CLA AMG 45 comandado por Cristian Mohr (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)
Alta  | Web

Piloto Cristian Mohr #3 (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)

Piloto Cristian Mohr #3 (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)
Alta  | Web

A segunda etapa terá largada à 11h05 neste domingo (22) (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)

A segunda etapa terá largada à 11h05 neste domingo (22) (Claudio Kolodiziej/Photo Racing)
Alta  | Web



 

EURASIA MOTORSPORT

 

Matt Solomon re-joins Eurasia to partner Read in Asian Le Mans Sprint Cup opener

Matt Solomon, a multiple race winner in the Formula Masters China Series (FMCS) with Eurasia Motorsport, will compete alongside current FMCS star Aidan Read in the first round of the Asian Le Mans Sprint Cup (28-29 May)
The Eurasian driver from Hong Kong will race the WINEURASIA Ligier JS P3 LMP3 prototype in two one-hour sprint races at the Sepang International Circuit near the Malaysian capital, Kuala Lumpur, returning to the team where he began his car racing career back in 2013.

Solomon developed into a consistent race winner while under Eurasia Motorsport’s wing and narrowly missed out on the FMCS title at the 2013 season finale, but he continued ascending the motorsport ladder and followed a full season in the 2015 FIA F3 European Championship with an Australian GT campaign, most notably winning in Adelaide.

The combination of Read – the 2016 Formula Masters China Winter Series Champion – and Solomon is sure to be a competitive one and, while it will be both drivers’ first experience in an LMP3 car, they will have ample time to get fully up-to-speed during the build-up to their maiden Asian Le Mans Sprint Cup races.

Each AsLMS Sprint Cup event features two one-hour races with a compulsory pit stop that allows both one and two-driver teams to be competitive.

Eurasia Motorsport Team Principal, Mark Goddard, said: “Eurasia Motorsport fully supports the Automobile Club de l’Ouest’s pyramid concept, which gives drivers opportunities to graduate from karting through junior formulas and into LMP3, LMP2 and LMP1 ranks.

“LMP2 allows teams and drivers to race in the 24 Hours of Le Mans and in the FIA World Endurance Championship (WEC) and Eurasia Motorsport is probably best placed to bring drivers up from karts to the WEC in the same organisation. In Matt (Solomon) and Aidan (Read), we have two stars of tomorrow in the WINEURASIA LMP3!”

alt

 

MARTINSSPEED NA RAMPA DA COVILHÃ

 

MartinsSpeed procura nova vitória na Rampa da Covilhã / Serra da Estrela.



terceira etapa do Campeonato de Portugal de Montanha (CPM) decorre este fim-de-semana, dias 28 3 29 de Maio, na Rampa da Covilhã / Serra da Estrela,  uma organização CAMI. 

As previsões atmosféricas parecem não dar tréguas e neste traçado sinuoso e com muita tradição, onde foram disputadas as primeiras Rampas pontuáveis para o Europeu de Montanha nos anos 70 e 80, espera-se muito espectáculo para a legião de fãs e trabalho redobrado para as Equipas e Pilotos.

MartinsSpeed Racing Team volta a marcar presença com  os pilotos Joaquim Teixeira, ao volante do Renault Mégane Trophy V6 #401 e Luís Nunes, ao volante do Seat Leon Cup Racer MK3 #450, ambos na Categoria 4, sendo o objectivo de colocar os dois Pilotos no pódio no alto da Serra da Estrela.

 
Joaquim Teixeira procura subir mais uns degraus no pódio e alcançar a primeira vitória ao votante do Renault Mégane Trophy V6 #401 .


Luís Nunes parte na liderança do campeonato e procura somar a 3ª vitória consecutiva ao volante do Seat Leon Cup Racer MK3 #450 para isolar-se na frente do Campeonato.

Traçado Rampa da Covilhã
Estrada Nacional 339, com partida no km 31,81, e chegada no km 26,90.
5.100m de extensão com uma inclinação média de 9,12 %.      
 
Programa Competitivo
28 de Maio, 15:30h -  Inicio das subidas de Treinos
28 de Maio, 17:30h - 1ª Subida de Prova
29 de Maio, 10:30h -  Inicio das subidas de Treinos
29 de Maio, 11h -  2ª Subida de Prova
29 de Maio, 12:30h - 3ª Subida de Prova

 Tempos Online
http://cami.cronobandeira.com

 

Calendário CNMV 2016
16Abr a 17Abr Rampa da Penha
07Maio a 08Maio Rampa da Falperra
28Maio a 29Maio Rampa da Covilhã / Serra da Estrela
11Jun a 12Jun Rampa de Santa Marta
09Jul a 10Jul Rampa do Caramulo
23Jul a 24Jul Rampa Senhora da Graça
10Set a 11Set Rampa de Porca de Murça
01Out a 02Out Rampa de Boticas

 

LUIS SIMÕES RENOVA

 

LUÍS SIMÕES RENOVA FROTA COM AQUISIÇÃO DE 200 NOVOS CAMIÕES

Luís Simões, no âmbito da estratégia de negócio e de sustentabilidade, renovou a frota com a aquisição de 200 novos veículos pesados de mercadorias, num investimento de 7,2 milhões de Euros. Uma medida que pretende reforçar o compromisso assumido, desde há vários anos a esta parte, na área ambiental e segurança rodoviária.

 

Os novos camiões – do modelo Iveco Strales Hiroad e com motores Cursor HI-eSCR - cumprem a Norma Euro VI da Diretiva Comunitária relativa a emissão de gases poluentes. A relação potência/peso é otimizada, o que possibilita aumentar o intervalo entre manutenções dos veículos, bem como a vida útil dos componentes do camião, melhorando, por essa via, os indicadores de imobilização e os consumos de combustível.

 

Os novos veículos dispõem de cabines aerodinâmicas de alta performance e um desenho mais ergonómico com tecnologia Intarder, otimizando a eficiência e segurança dos condutores. Paralelamente, e de forma antecipar a legislação europeia, os novos camiões vêm equipados com o Lane Departure Warning System (LDWS), ABA – Active Brake Assist y ACC – Active Cruise Control – um sistema que avisa acusticamente quando o veículo sai fora das linhas que limitam a faixa de rodagem, ativando automaticamente os intermitentes.

 

“A aquisição destes novos veículos permite reforçar o nosso compromisso com a sustentabilidade em toda a cadeia de abastecimento, ao mesmo tempo que melhoramos a segurança dos nossos colaboradores e oferecemos um serviço eficiente aos nossos clientes”  refereManuel Valentim, diretor geral de transportes ibéricos da LS.

 

O desenvolvimento sustentável é uma preocupação que está expressa nos valores da Luís Simões e presente em diferentes políticas e iniciativas da empresa. Além da aposta na frota existem outras medidas aplicáveis, como a formação de motoristas, através do programa de Eco-Driving, instalação de sistemas de comunicação nos veículos que facilitam o envio e receção de informação entre motoristas e central, inspeções mensais em todos os pneus da frota e substituição mediante os critérios criados especificamente para garantir segurança, entre outros.

 

BARBOSA E MOUTA NO RALI PEDRAS SALGADAS

 

Joana Barbosa e Sofia Mouta enfrentam o Rali de Pedras Salgadas

 

Joana Barbosa_Rali_Santo_Tirso_-_2016_CopyApós uma passagem pela Rampa da Falperra, Joana Barbosa, que faz equipa com Sofia Mouta, está de regresso ao Campeonato Regional de Ralis Norte, alinhando nos dias 28 e 29 de Maio no Rali de Pedras Salgadas. Esta será a terceira etapa do calendário onde a dupla feminina de Braga, vai, uma vez mais, tentar o melhor resultado perante uma aguerrida concorrência, mas sempre com o objetivo de continuar a evoluir: “Após o Rali de Santo Tirso, onde tivemos um problema com o motor logo no início do rali, estamos agora bastante entusiasmadas com esta próxima prova porque temos sentido uma boa evolução de prova para prova”, avança Joana Barbosa, acrescentando: “Só após os reconhecimentos, poderemos ter uma noção do que podemos esperar do rali, por isso estamos curiosas e preparadas para darmos o nosso melhor”. A piloto de Braga, não termina, sem referir que está sempre: “À espera de muito divertimento á mistura”. A prova começa no sábado, 29 de Maio, com a disputa de uma Super Especial às 21h38 com 2,38 quilómetros. No dia seguinte tem lugar as classificativas de Sabroso de Aguiar / Vreia de Bornes / Bornes de Aguiar, com duas passagens às 10h23 e 12h24, e Pedras Salgadas / São Martinho / R 206 1, também percorrida por duas vezes, às 10h46 e 12h47. O final está agendado para as 13h32.

 

TT NO BRASIL

 

Jérémy Dubois é vice campeão do Rally Cuesta Off Road 2016 nos Quadris

Após dois dias de bons resultados, piloto da SAT Racing marca importantes pontos para o Campeonato Brasileiro de Rally Baja e mantém a liderança na classificação

Neste domingo, Jèrèmy Dubois (#35), da equipe SAT Racing, finalizou a prova com o tempo de 1h56m36s e venceu entre os quadriciclos. Mas com a somatória dos dois dias, 4h13m36s, o piloto garantiu a segunda posição no pódio do Rally Cuesta Off Road na categoria e marcou importantes pontos na classificação no Campeonato Brasileiro de Rally Baja, a bordo de seu KTM 525 XC.

Nascido na França, mas radicado em Taubaté (SP), Dubois teve um fim de semana bem produtivo em Botucatu. Foram dois trechos cronometrados e cerca de 300 quilômetros de percurso. No sábado (21) ficou com a segunda colocação na soma do dia.

"Na especial deste domingo fui bem melhor, consegui a vitória no dia e, ainda, recuperei uma parte do tempo perdido ontem com relação ao primeiro colocado. A prova foi muito boa, bastante técnica, cansativa e bem sinalizada nas áreas de perigos e não tive problemas com nada nesse sentido, tive sorte também. Mas o principal feito foi marcar pontos para o campeonato", ressalta Dubois.

Segundo o piloto, foi essencial o resultado para se manter bem colocado no campeonato e avalia como positiva a sua evolução a cada etapa. "Venho em uma constante desde o início da temporada e a meta para o restante do calendário é o de manter o resultado conquistado até aqui", explica o piloto da SAT Racing.

Após a vitória, Dubois também falou sobre o desempenho do KTM 525 XC. "O, o quadriciclo correspondeu bem às expectativas. Os testes, treinos e o esforço pré-prova valeram a pena! E cada vez que termino uma etapa, independentemente do resultado, sempre completar é o primordial. Agora, vamos rumo ao Jalapão para a próxima etapa", finaliza.

O Rally Cuesta Off Road contou com a participação de aproximadamente 89 inscritos entre as categorias motos, quadriciclos, UTVs e carros. A prova de dois dias foi válida pela quinta e sexta etapas do Campeoanto Brasileiro de Rally Baja.

A próxima etapa do piloto Jérémy Dubois, da equipe SAT Racing, será o Rally Baja Jalapão500, nos dias 02 e 03 de julho em Tocantins e, na sequência, o Rally Rota Santa Catarina entre os dias 29 a 31 de julho na cidade de Lages (SC).

O piloto Jérémy Dubois conta com o patrocínio da Prefeitura de Taubaté, SAT Racing e, com apoio da Bieffe, Fine Art Studio, Bieffe, Fly, Óculos 100%, Speed Motos, Motul e Projeto Motos Racing Team.

Resultados Rally Cuesta Off Road - Acumulado após dois dias:

Categoria Quadricilos
1) 39 Richard Amaral, 4h13min00
2) 35 Jèrèmy Dubois, 4h13min36
3) 37 Geison Pinheiro Belmont, 4h29min01

Calendário do Campeonato Brasileiro de Rally Baja 2016:

1ª e 2ª etapas - 06/03 - Rally de Barretos
3ª e 4ª etapas - 20/03 - Rally da Ilha
5ª e 6ª etapas - 22/05 - Rally Cuesta Off Road

7ª etapa - 02/07 - Rally Baja Jalapão500
8ª e 9ª etapas - 30 e 31/07 - Rally Rota SC
10ª e 11ª etapas - 06/11 - Rally Rota Sudeste
12ª e 13ª etapas - 10/12 - Rally dos Amigos

 

Jèrèmy Dubois enfrentou todos os desafios do Rally Cuesta Off Road (Gustavo Epifanio/DFotos)

Jèrèmy Dubois enfrentou todos os desafios do Rally Cuesta Off Road (Gustavo Epifanio/DFotos)
Alta  | Web

Jèrèmy Dubois representou a cidade de Taubaté (SP) no final de semana (Doni Castilho/DFotos)

Jèrèmy Dubois representou a cidade de Taubaté (SP) no final de semana (Doni Castilho/DFotos)
Alta  | Web

KTM XC 525 comendado por Jèrèmy Dubois (Luciano Santos/DFotos)

KTM XC 525 comendado por Jèrèmy Dubois (Luciano Santos/DFotos)
Alta  | Web

O primeiro dia de disputas foi com muita chuva, lama e piso escorregadio (Luciano Santos/DFotos)

O primeiro dia de disputas foi com muita chuva, lama e piso escorregadio (Luciano Santos/DFotos)
Alta  | Web



 

PORSCHE É NOTICIA

 

Nova subsidiária com sede em Ludwigsburg e dependências em Silicon Valley e na China

 

Porsche cria Centro de Competência de Digitalização Estugarda. A Porsche acelera a fundo no mundo da digitalização. O Concelho de Supervisão da empresa aprovou a fundação da Porsche Digital GmbH. O objectivo da nova empresa é desenvolver e capacitar ainda mais a Porsche na liderança das soluções da mobilidade digital no segmento dos veículos premium. O Diretor da Porsche Digital GmbH será Thilo Koslowski, que se juntou recentemente à Porsche vindo da consultora norte americana de tecnologia de informação Gartner Inc. Koslowski é considerado um perito no setor automó- vel bem como na Internet e segmentos de tecnologia. A empresa recém fundada vai ter a sua sede em Ludwigsburg, próximo de Estugarda. Outras dependências serão em Berlin, Silicon Valley e na China. “O nosso meio de negócio está a mudar cada vez mais de forma dinâmica,” referiu Dr. Wolfgang Porsche, Presidente do Conselho de Supervisão da Porsche AG. “A Porsche Digital GmbH vai tornar a nossa marca mais forte, desenvolver experiências inovadoras para os clientes e atrair novos parceiros. Estamos a combinar o tradicional espírito Porsche com o poder das novas tecnologias.” Para o CEO da Porsche, Oliver Blume, a nova subsidiária “é o caminho lógico de forma a colocar a Porsche numa posição de sucesso no futuro digital.” Blume afirmou ainda que para a Porsche a digitalização tem três vetores cruciais: produto, clientes e empresas. Acesso a parceiros inovadores e com forte crescimento “A Porsche Digital GmbH é o nosso Centro de competência onde as ideias e os sonhos se tornam realidade,” referiu Oliver Blume. Aqui, as experiências digitais para clientes, os produtos, áreas e processos de negócios vão ser identificados e desenvolvidos. A subsidiária da Porsche vai cooperar muito proximamente com todos os departamentos nos testes e na implementação, criação e inovação de novos produtos. Entre as tarefas da Digital GmbH também está a identificação e avaliação das tendências que asseguram o acesso às novas tecnologias. A Porsche não acredita apenas no seu potencial para inovar, mas também na capacidade dos seus parceiros. Assim, a Digital GmbH é considerada uma ligação entre a Porsche e as inovações que vão surgindo globalmente, o que se aplica em particular a áreas da conectividade, mobilidade e veículos autónomos. Como parte da transformação digital da Porsche, a nova subsidiária vai promover a longo prazo parcerias adequadas de forma a criar um ecossistema digital. Também existem planos para a participação em fundos de capital de risco e start-ups que ofereçam a oportunidade de uma estreita colaboração com empresas inovadoras com forte crescimento, talentos e novas tecnologias. “A digitalização leva-nos ao renascimento do automóvel tornado-se o elemento central do nosso estilo de vida digital,” refere o Diretor da subsidiária Thilo Koslowski. “Vamos criar experiências digitais fascinantes e inteligentes para os clientes Porsche – dentro e fora do veículo.” Ofensiva de inovação na Porsche A criação da subsidiária é parte de uma imensa ofensiva de inovação na Porsche. Está a ser efetuado um esforço conjunto na empresa para estabelecer a gestão da inovação em todos os departamentos bem como na catalogação sistemática e na promoção de ideias. “A inovação não emerge por si só. A ideias têm que ser desenvolvidas sistematicamente”, refere o CEO da Porsche, Oliver Blume. “A Porsche possui muitas ideias. O desafio é pensar nessas ideias transversalmente a todas as divisões, utilizar recursos exteriores e efetuar ações concretas muito rapidamente – especialmente no ambiente digital,” acrescentou Blume.

 

HELDER RODRIGUES EM 2º

 

Hélder Rodrigues em 2º no Merzouga rally

Piloto oficial da Yamaha a 1m37s da liderança

 

Hélder Rodrigues foi hoje 2º classificado na terceira etapa do Merzouga Rally, prova marroquina incluída nas Dakar Series. Aos comandos da sua Yamaha WR450F da equipa oficial do construtor japonês, Hélder Rodrigues ocupa agora a 2ª posição da classificação geral a 1m37s do líder da prova.

 

Em dia de etapa maratona este foi mais um excelente resultado alcançado pelo piloto luso que todavia poderia ter sido bastante mais produtivo. Na avaliação feita no final da etapa o piloto português salientava que ser o quinto a partir para esta jornada era uma posição excelente. Todavia Hélder Rodrigues acabou por ser o quarto a partir depois de Kevin Benavides ter sido penalizado em cinco minutos. Tal como Hélder Rodrigues previra os cinco primeiros chegaram juntos ao final da etapa com o argentino, o 5º a partir, a ganhar a etapa. Não fora esta situação e Hélder Rodrigues poderia ter ganho a etapa e estar á frente do rali.

 

Hoje os pilotos estão num Bivouac sem assistência pelo que a etapa que amanhã se disputa, a quarta desta edição de 2016 do Merzouga Rally, com 311 quilómetros e um troço cronometrado com 204 quilómetros, será ainda mais difícil de superar.4 BAR8087_rid_Copy4 EDO3864_rid_Copy

 

JET SKI NO BRASIL

HERALDO ESTRELLA É UM DOS DESTAQUES

DO 29º BRASILEIRO DE JET SKI

O gaúcho de Porto Alegre volta a disputar o campeonato nacional, após passar por cirurgia na coluna.


O gaúcho Heraldo Estrella é um dos destaques do 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski. O piloto de Porto Alegre está de volta à competição, após passar por uma cirurgia na coluna em março de 2015 e espera ter um bom desempenho nas disputas que serão realizadas de 26 a 29 deste mês, na Represa de Furnas, em Boa Esperança (MG).

“Estou me preparando para voltar a disputar o Campeonato Brasileiro de Jet Ski, com acompanhamento da personal Cintia Gross, com objetivo de adquirir uma boa condição física e resistência do corpo como um todo e em especial a lombar, em razão da cirurgia na coluna no ano passado. Participei recentemente de uma corrida no Uruguai, que exigiu bastante e sai campeão. Espero ter uma boa performance em Boa Esperança”, explicou o representante do Rio Grande do Sul.

Estrella competirá com o modelo SeaDoo Rxpx e disputará as categorias Runabout Limited Turbo, Runabout GP Turno, Super Course Limited Turbo e Super Course GP Turbo. Para ele, nesse 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski, programado para quatro dias seguidos, será fundamental realizar uma preparação de qualidade no equipamento, ter competência, regularidade e resistência física para chegar ao pódio.

O piloto de Porto Alegre destacou ainda que a Represa de Furnas é excelente para competição. “A água é geralmente lisa e um público sem igual, que prestigia e incentiva. Lá tem altitude e condições diferenciadas com clima frio pela manhã e final de tarde, com calor no meio do dia. Isso torna a disputa mais interessante”, acrescentou.

A programação do 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski começará diariamente às 10 horas. O evento também definirá os pilotos com direito de disputar o Campeonato Mundial, que será realizado de 1º a 9 de outubro, em Lake Havasu, no Arizona (EUA).

O 29º CAMPEONATO BRASILEIRO DE JET SKI é uma realização da BJSA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JET SKI, com homologação da IJSBA – INTERNATIONAL JET SPORTS BOATING ASSOCIATION. Produção - CPM7 FULL PROMOTION. Patrocí­nio – GOVERNO DE MINAS GERAIS. Apoio Cultural: PREFEITURA DE BOA ESPERANÇA E CÂMARA MUNICIPAL.

Apoio oficial: YAMAHA DO BRASIL, CHOPP VILA ALEMÃ, 51 ICE, DWF Comunicação Visual, NATURAL RACING, FLY X, GLOBOJET, CASARINI, PALETERIA CANCUN, SPOT ShopDBS, TOALHAS SÃO CARLOS, LogiGO, COPTERCAM Imagens Aéreas, Revista BOAT SHOPPING, FULLPOWER Energy Drink, PIN-UP Sucos Premium, site Bombarco, NEWPRESS Vídeo e JET ABC Clube.

O evento conta com a supervisão da MARINHA DO BRASIL e CORPO DE BOMBEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, além da Polí­cia Militar do Estado de Minas Gerais e Guarda Municipal de Boa Esperança.photojetski Heraldo_Copy

 

HAAS - GRANDE PRÉMIO DO MÓNACO

 

Monaco: Brilho, Glamour, Bom Senso

Haas F1 Team Está Pronta para Correr na Riviera Francesa

Quando pensamos em Fórmula 1, pensamos no Mónaco. Por muito potente e sofisticados que sejam os carros que competirão no sexto round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, também  as pessoas e os seus brinquedos que rodam pelo mais pequeno e densamente populoso país do mundo o são. Iates ancorados na marina e carros de desporto luxuosos e requintados alinhados nas ruas.


A organização de corridas nos confins do Mónaco começou em 1929 quando Anthony Noghes, filho de um rico barão do tabaco, propôs um Grande Prémio realizado nas ruas de Monte Carlo. A 14 de Abril foi efectuado o Grande Prémio do Mónaco inaugural, que foi vencido por William Grover-Williams num Bugatti. No 74º Grande Prémio do Mónaco, que será disputado a 29 de Maio, o mesmo layout concebido por Noghes desafiará os pilotos de Fórmula 1 de hoje.


Desafio é a palavra-chave, dado que não existe pista mais desafiadora que o Mónaco. As 78 voltas ao longo do circuito de 3,340 quilómetros e 19 curvas ostenta muitas elevações e as curvas mais apertadas de todos os 21 traçados do calendário. É também o único circuito de Fórmula 1 a ostentar um túnel, o que obriga os pilotos a ajustarem os os seus olhos da luminosidade do sol para a sombra em todas as voltas.

 

O Mónaco é o circuito mais curto da Fórmula 1 e possui a curva mais lenta da categoria – o gancho da Curva 6 – que os pilotos realizam à velocidade de cerca de 50 Km/h com a direcção trancada. Foi por isso que o tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet disse que correr no Mónaco é “como andar de bicicleta na sala de estar”. Apesar de ser o circuito mais curto, o Mónaco é a corrida mais longa da Fórmula 1 no que diz respeito a tempo, se for alvo de mau tempo, certamente que atingirá o limite de duas horas. Como resultado, o brilho e glamour do Mónaco contrapõem-se ao bom-senso necessário para realizar um circuito que tem quase noventa anos de idade delineado por barreiras de raids.


Os pilotos da Haas F1 Team, Romain Grosjean e Esteban Gutiérrez, disputaram no seu conjunto seis Grandes Prémios – quatro por Grosjean e dois por Gutiérrez. O melhor resultado do Grosjean foi um oitavo lugar com direito a pontos em 2014 e o de Gutiérrez foi o décimo terceiro posto em 2013.


Como pilotos da primeira equipa de Fórmula 1 americana em trinta anos, Grosjean e Gutiérrez beneficiarão de uma elevada exposição nos Estados Unidos, dado que o Mónaco é uma lenda que enreda os adeptos de automobilismo de manhã à noite.


Gene Haas, o fundador e o presidente da Haas F1 Team e sócio da Stewart-Haas Racing na NASCAR Sprint Cup Series, terá os seus pilotos a correr desde o nascer do Sol até ao ocaso.


A Haas F1 Team vai iniciar o seu mais importante dia de corridas com o objectivo de conquistar pontos que lhe permitam fortalecer a sua posição na luta pelo Campeonato de Construtores. Está presentemente no sexto lugar, a quatro pontos da Toro Rosso e sete pontos à frente da Force India.


Entretanto, a Stewart-Haas Racing segue para Charlotte na liderança do Campeonato com Kevin Harvick, que ofereceu à Haas em 2014 o segundo título da NASCAR Sprint Cup Series, a marcar o ceptro que Tony Stewart conquistou em 2011. E assim como Grosjean e Gutiérrez envergam as cores da Haas Automation na Fórmula 1, Kurt Busch faz o mesmo na NASCAR. Actualmente no terceiro lugar do campeonato, Busch procura a sua primeira vitória em 2016 e a vigésima oitava da sua carreira. Harvick e Busch terão a companhia e Danica Patrick na Coca-Cola 600, a mulher mais bem-sucedida na história da NASCAR.


Será um dia intenso, que terá o seu início quando vinte e dois pilotos de Fórmula 1 arrancarem para a batalha da primeira curva do Mónaco. É o início do jogo para Gene Haas, que não terminará até que o sol volte a nascer.

Circuito de Mónaco

Perímetros do circuito: 3,340 km (2,075 milhas)

Voltas: 78

Distância de Corrida: 260,520 Km (161,880 milhas)

alt

Sobre a Haas Automation

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitarwww.HaasCNC.com.

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal             

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ oufacebook.com/haasportugal.

alt

 

O último domingo do mês de Maio é um dia fantástico para o desporto automóvel nos Estados Unidos. Começa no Mónaco, continua com as 500 Milhas de Indianápolis e termina com a Coca-Cola 600. Para um adepto nos Estados Unidos como será esse dia?

“É, seguramente, o dia mais intenso do ano para os adeptos de automobilismo. Sabemos exactamente o que fazer ao longo de todo o dia.”


O Mónaco está para a Fórmula 1 como as 500 Milhas de Indianapolis está para a IndyCar ou como a Daytona 500 está para a Nascar. É evidente que o Mónaco é especial, mas o que significa o Grande Prémio do Mónaco para si?

“Para mim, o Mónaco é uma corrida como as outras. Estamos aqui para dar o nosso melhor e marcar pontos. No entanto, é sempre especial devido ao brilho e glamour. A grande diferença com o Mónaco são as distâncias entre tudo. Temos que caminhar muito, portanto, diria que é o circuito mais desafiador do ponto de vista logístico. Durante a corrida é muito intenso, uma vez que qualquer pequeno erro pode significar um embate nas barreiras. As ultrapassagens são difíceis, portanto, há mais pressão durante a qualificação de sábado do que no domingo, uma vez que as posições nas corridas são definidas no arranque, a não ser que algo de especial aconteça. O sábado será intenso, seguramente.”


Quando se fala do Mónaco, cresce a sensação de brilho e glamour entre os adeptos. Mas para aqueles que têm de trabalhar para tornar um carro rápido nas ruas do Mónaco, têm a possibilidade de ver algum brilho ou glamour?

“Gostaria que vissem. Contudo, não veem, usualmente, dado que é um trabalho árduo e existe sempre o risco de que um carro encontre um muro e o trabalho deles aumenta. Os nossos rapazes não terão tempo para o brilho e o glamour do Mónaco, mas por vezes, à sexta-feira à tarde – porque não se corre no sexta-feira, mas sim na quinta-feira, no sábado e no domingo – podem ter meio dia para saírem e verem um pouco da cidade, quando não têm nada para fazer dormem, dado estarem muito cansados do trabalho.”


Tudo parece muito apertado no Paddock e na via das boxes. É difícil a logística no Mónaco?

“São as condições mais difíceis do ano devido à falta de espaço. Temos metade do espaço para fazer tudo o que precisamos e as distâncias entre os locais são dez vezes maiores que em qualquer outro Grande Prémio. Andamos muito a pé, de scooter e tudo demora mais. É preciso ter um plano para isso, dado que se precisarmos de alguma coisa do camião, temos que subir até às boxes e descer até ao paddock. É definitivamente, o circuito mais desafiante do ano no que diz respeito à logística.”


A qualificação é sempre muito importante na Fórmula 1, mas no Mónaco é ainda mais, dado ser tão difícil ultrapassar.

“A corrida realiza-se no sábado, na qualificação. Ultrapassar é quase impossível, portanto, se ninguém se despistar ou nada de estranho acontecer em pista ou durante as paragens nas boxes, pode ser muito complicado. A estratégia é muito importante durante a corrida. O único local onde é possível ultrapassar é nas boxes.”


Dado o Mónaco ser tão técnico, considera que é uma pista de pilotos, onde o talento de um piloto pode ultrapassar a sofisticação de um carro?

“É uma combinação, mas é claro que no Mónaco a importância do piloto e a percentagem do que o piloto pode pode fazer é mais elevada. O carro tem sempre que ser bom – ter um bom carro é sempre bom em qualquer circuito – mas no Mónaco um bom piloto pode fazer a diferença.”


Parece que os bons dias no Mónaco se tornam fascinantes, mas os maus dias tornam-se ainda piores. O sucesso no Mónaco é tão desejado por ser tão difícil de alcançar?

“É muito difícil ser-se bem-sucedido. É um Grande Prémio muito conhecido, famoso e glamouroso, portanto, é um que todos os pilotos querem vencer.”


 

O Mónaco está para a Fórmula 1 como as 500 Milhas de Indianapolis está para a IndyCar ou como a Daytona 500 está para a Nascar. É evidente que o Mónaco é especial, mas o que significa o Grande Prémio do Mónaco para ti?

“O Mónaco é especial para mim porque é como se fosse a minha corrida de casa. Estamos mesmo ao lado de França e há sempre muita gente e muitos adeptos. É claro que é especial devido ao glamour – é o Mónaco. Todos conhecem o Mónaco e todos querem estar no Mónaco. É uma pista muito desafiadora e um fim-de-semana longo com muitas exigências, mas no fundo é um grande espetáculo.”


O estilo de vida elegante do Mónaco choca com o mais exigente e implacável circuito da Fórmula 1. Monte Carlo é, obviamente, um local porreiro para visitar, mas é difícil competir lá?

“É difícil correr lá. Todas os circuitos citadinos são complicados. No Mónaco não podemos cometer erros, ou vamos directamente para as barreiras. É difícil encontrar o limite certo do carro. Temos que pilotar sempre um pouco abaixo do limite, a não ser na qualificação numa volta rápida. É muito apertado e vamos muito depressa entre muros. É um desafio.”


A qualificação é sempre muito importante na Fórmula 1, mas no Mónaco é ainda mais, dado ser tão difícil ultrapassar.

“Sim. É quase impossível ultrapassar no Mónaco, a não ser que assumamos grandes riscos e nesse caso, passamos algumas horas com os comissários desportivos depois da corrida. A qualificação é chave. Queremos estar na primeira linha. Assim que a corrida começa, queremos ter um bom arranque e manter-nos onde estamos. É uma daquelas corridas em que as possibilidades de ultrapassar são muito baixas. Tem que acontecer alguma coisa para recuperarmos, se começamos de posições atrasadas.”


O Grande Prémio do Mónaco é realizado desde 1929. A história desta corrida tem algum impacto em ti e há alguma corrida de que gostes mais?

“Lembro-me do Mónaco de 1996, há vinte anos atrás, quando o Olivier Panis venceu. Um francês a vencer um Grande Prémio. Recordo-me dessa corrida, especialmente por ter sido uma prova louca. Ele arrancou do décimo quarto lugar e foi um dos três carros a cruzar a linha de meta. É claro que gostamos da história do Mónaco, todos os carros de corrida, todas as mudanças no circuito ao longo dos anos – o Mónaco é o Mónaco.”


Dado o Mónaco ser tão técnico, consideras que é uma pista de pilotos, onde o talento de um piloto pode ultrapassar a sofisticação de um carro?

“Essa é uma questão complicada. Sim, é uma pista para pilotos, onde temos que ter confiança no nosso carro. Mas por outro lado, se não tivermos aderência no carro, não temos essa confiança e não podemos compensar a diferença. É preciso encontrar o equilíbrio entre o carro e a capacidade de o piloto o levar aos limites e, caso isso aconteça, com confiança, o piloto pode fazer a diferença.”


Parece que os bons dias no Mónaco se tornam fascinantes, mas os maus dias tornam-se ainda piores. O sucesso no Mónaco é tão desejado por ser tão difícil de alcançar?

“Sim, isso é provavelmente verdade. É seguramente uma das corridas mais difíceis de vencer. Tudo tem que estar perfeito, desde a primeira sessão de treinos-livres até ao fim da corrida. Precisamos de um bom ritmo nos treinos-livres e, de preferência ter uma qualificação entre os três primeiros. Depois, é preciso um bom arranque, uma boa estratégia e andar bem até ao fim. É muito difícil acertar em tudo.”


Se tivesses que convencer a tua esposa ou a tua namorada a ir a uma corrida. Se for no Mónaco, onde a levarias para assegurar que ela gostaria do Mónaco para além de apenas a corrida?

“No geral, todas as pistas numa cidade – Mónaco, Melbourne, Montreal, Singapura, Budapeste e Austin – têm locais porreiros. É claro que está a acontecer uma corrida, mas paralelamente, há uma cidade que a nossa esposa ou namorada pode explorar. O Mónaco é uma pista com muito glamour, porque tem muito barcos, a marina e tudo o resto. É um local porreiro para trazer a esposa ou namorada.”


Qual a tua zona preferida do circuito do Mónaco?

“Gosto bastante da subida para a Curva do Casino. É a zona de alta velocidade do Mónaco.”

 

Descreve uma volta ao Mónaco.

“Começamos na recta da meta, e a travagem para a primeira curva, Sainte Devote, tem muitos ressaltos. É fácil cometer um erro aqui, mas temos que ter uma boa saída para a subida para o Casino. No cimo da colina, temos uma curva cega, travamos logo depois de um ressalto, quarta velocidade e, depois, terceira, para a curva seguinte. Na descida queremos evitar a paragem do autocarro, que tem muitos ressaltos, e vamos para a quinta curva. Bloqueamos sempre a roda dianteira/direita que está no ar. Depois temos o gancho, uma curva de baixa velocidade. Viramos o volante com uma mão. Então vamos para as curvas do Portier. A segunda é importante, dado que dá acesso ao túnel, que é como se fosse um recta. O túnel é feito a fundo antes da grande travagem para a chicane, onde há outro ressalto. Depois temos a curva da Tabacaria, que é de alta velocidade, seguido do complexo das piscinas, também de alta velocidade. Temos, então, a travagem para La Rascasse, que é complicada devido às rodas da frente que bloqueiam. Depois existe a saída para a última curva – não é muito fácil dado ser num ligeiro alto. Quando descemos, podemos patinar as rodas, e estamos de regresso à recta da meta.”

No Mónaco estreia-se um novo composto de pneus – o Pirelli Roxo/Ultramacios. O que sabes deles, o que esperas deles e como aprendes a trabalhar bem com um novo tipo de composto de pneus?

“Tentámos testar na terça-feira (em Barcelona). Experimentámo-los para perceber como trabalham e o que é possível fazer com eles. Será interessante verifica como reagem no Mónaco. É claro que é uma pista especial, de baixa aderência e de baixa velocidade. Penso que teremos de descobrir.”


 

 

O Mónaco está para a Fórmula 1 como as 500 Milhas de Indianapolis está para a IndyCar ou como a Daytona 500 está para a Nascar. É evidente que o Mónaco é especial, mas o que significa o Grande Prémio do Mónaco para ti?

“É simplesmente a corrida mais icónica do calendário. Há muita história. É muito especial correr no Mónaco, no geral. É um lugar porreiro.”


O estilo de vida elegante do Mónaco choca com o mais exigente e implacável circuito da Fórmula 1. Monte Carlo é, obviamente, um local porreiro para visitar, mas é difícil competir lá?

“Bem, é um dos circuitos mais exigentes, mas é muito especial. É muito importante manter a concentração durante todo o fim-de-semana, o que se torna num desafio, dado que existem muitas distracções. É um evento muito intenso, porque tudo é comprimido.”


A qualificação é sempre muito importante na Fórmula 1, mas no Mónaco é ainda mais, dado ser tão difícil ultrapassar.

“Sim, definitivamente. É a pista onde é mais difícil de ultrapassar. Diria que a qualificação, normalmente, determina o desfecho da corrida.”


Como ultrapassas no Mónaco e como o fazes sem teres que visitar o escritório dos Comissários Desportivos?

“A primeira curva é uma oportunidade, e também quando saímos do túnel temos uma travagem para uma chicane de baixa velocidade. Esses dois locais são os mais viáveis para ultrapassar.”


O Grande Prémio do Mónaco é realizado desde 1929. A história desta corrida tem algum impacto em ti e há alguma corrida de que gostes mais?

“É um sonho vencer no Mónaco. É um objectivo de carreira para qualquer piloto. Se vencemos lá, tornamo-nos parte de uma história importante, que data da génese da Fórmula 1.”


Dado o Mónaco ser tão técnico, consideras que é uma pista de pilotos, onde o talento de um piloto pode ultrapassar a sofisticação de um carro?

“Sim. O carro nunca deixa de ser um factor, mas é verdade que um piloto pode ter muita influência, dado que é uma pista muito exigente. Podemos fazer muita diferença com os estilos de pilotagem e ao ter confiança no carro para puxar e tirar o máximo dele.”


Se tivesses que convencer a tua esposa ou a tua namorada a ir a uma corrida. Se for no Mónaco, onde a levarias para assegurar que ela gostaria do Mónaco para além de apenas a corrida?

“Ser convidado de um dos barcos é uma das formas. Outra são os restaurantes, que oferecem uma atmosfera muito especial, sobretudo durante o fim-de-semana de Grande Prémio. É muito complicado ter convidados, mas definitivamente o é local mais especial.”


Qual a tua zona preferida do circuito?

“Adoro a primeira curva e também a terceira e a quarta, no Casino. Esta zona é verdadeiramente especial. Gosto do túnel e do complexo das piscinas.”


Descreve uma volta ao Mónaco.

“Chegamos à primeira curva que tem muito ressaltos na zona da travagem. É muito importante maximizar o espaço da pista do lado esquerdo, junto ao muro, de modo a que se possa abrir o máximo possível. Depois subimos para o Casino, com uma curva de alta velocidade, entra-se com muita velocidade combinada com tracção. Depois descemos para a curva seguinte, que é de velocidade média, saímos rapidamente do lado direito. Há muitos ressaltos quando vamos na recta para a curva seguinte, que é uma direita com algum relevé. Vamos para uma das curvas mais lentas do calendário e é muito importante ter uma boa tracção. Depois temos duas direitas de 90º, que nos levam até ao famoso túnel. É aqui que temos a zona de maior velocidade de toda a pista. É muito desafiante. Chegamos à zona de travagem seguinte a alta velocidade, que tem muitos ressaltos. Temos que colocar o carro no local certo para a chicane de baixa velocidade, que eu adoro. Depois temos uma curva de velocidade média, seguida pelo Piscina, que é de alta velocidade, uma curva insana. Adora-a, dado que vamos quase a fundo entre muros. Saímos da curva e temos logo outra travagem para outra chicane. Então temos as duas últimas curvas, que fornecem uma sensação agradável de pilotar entre muros.”


No Mónaco estreia-se um novo composto de pneus – o Pirelli Roxo/Ultramacios. O que sabes deles, o que esperas deles e como aprendes a trabalhar bem com um novo tipo de composto de pneus?

“No Mónaco não podemos fazer muitas coisas com os pneus, como volta de preparação, por exemplo. É irrelevante. Temos que sair, dar logo o máximo e conseguir uma volta sem tráfego. Isso é importante. Será interessante com o composto ultramacio. Espero que nos garanta muita aderência.”


 

 

Circuito do Mónaco

  • Número de voltas: 78
  • Distância de corrida: 260,520 quilómetros
  • Velocidade na via das boxes: 60 Km/h
  • Este circuito de 3,340 quilómetros e 19 curvas alberga a Fórmula 1 desde 1950.
  • Michael Schumacher detém o recorde no Mónaco (1,14,439s), realizado em 2004 com a Scuderia Ferrari.
  • Kimi Raikkonen detém o recorde da volta de qualificado no Mónaco (1m13,532s), realizado em 2006 com a McLaren.
  • Não existe uma pista de Fórmula 1 mais desafiante que a do Mónaco, que compreende diversas elevações e as curvas mais apertadas do calendário de vinte e uma corridas. O Mónaco é o circuito mais curto da Fórmula 1 e é a casa da curva mais lenta da categoria – o gancho da curva 6 – que os pilotos negoceiam  a cerca de 50Km/h com a direcção trancada. Apesar de ser a pista mais curta, o Mónaco é a corrida de Fórmula 1 mais longa no que diz respeito a tempo e, se a chuva aparecer, certamente que atingirá o limite das duas horas. O Mónaco tem também o único túnel da Fórmula 1, que obriga os pilotos a ajustarem os seus olhos da luminosidade do sol para a sombra do túnel em todas as voltas.
  • Durante o fim-de-semana do Grande Prémio do Mónaco, as temperaturas mínimas deverão estar entre os 12ºC e os 16ºC e as máximas entre os 18ºC e os 22ºC. A possibilidade média de chuva é de 30%.
  • Antes de 1969 não haviam barreiras no circuito citadino do Mónaco. As condições do circuito eram virtualmente idênticas às das ruas durante o resto do ano sem uso civil e sem carros estacionados ao longo das ruas. Se um piloto saísse de pista embateria no que houvesse por perto da pista – edifícios, postes de electricidade, janelas, etc. No caso de Alberto Ascari e Paul Hawkins acabaram na água. Dado não haver barreiras de protecção de qualquer espécie terminaram nas águas do Mediterrâneo. Em 1970 e 1971 foram adiccionadas barreiras em locais específicos e em 1972 quase todo o circuito tinha raids de protecção. 

  • A Pirelli leva para o Mónaco três tipos de pneus:
    • P Zero Amarelo/Macio – pouca aderência, desgaste baixo (usado para longas séries de voltas da corrida)
    • P Zero Vermelho/Supermacio – muita aderência, desgaste médio (usado para séries curtas de voltas e para o primeiro segmento de qualificação)
    • P Zero Roxo/Ultamacio – o máximo de aderência, desagaste máximo (usado para a a qualificação e situações seleccionadas da corrida)
  • Dois dos três compostos disponíveis têm que ser usados durante a corrida. As equipas podem decidir quando querem utilizar cada uma dos compostos, o que proporciona um elemento de estratégia para a corrida. (Se a corrida for disputada com a pista molhada, os Cinturato Azul, pneu de chuva, e o Cinturato Verde, intermédios, estarão disponíveis).
  • A Pirelli fornece a cada piloto 13 jogos de pneus para seco durante o fim-de-semana. Desses 13 jogos, os pilotos e as suas respectivas equipas podem escolher as especificações de dez deles entre os três compostos disponíveis. Os restantes três jogos são definidos pela Pirelli – dois tipos obrigatórios para a corrida (um jogo de P Zero Amarelo/Macio e um de P Zero vermelho/supermacio) e um tipo obrigatório para a Q3 (um jogo de P Zero Roxo/Ultramacio). A Haas F1 Team seleccionaram os seguintes jogos:
    • Grosjean: 1 jogo de P Zero Amarelo/Macio, 3 jogos de P Zero Vermelho/Supermacio e novejogos de P Zero Roxo/Ultramacio.
    • Gutiérrez: 1 jogo de P Zero Amarelo/Macio, 3 jogos de P Zero Vermelho/Supermacio e novejogos de P Zero Roxo/Ultramacio.

-HaasF1Team-

Sobre a Haas F1 Team:

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing.

Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.


 

ELISABETE JACINTO PARTILHA

Elisabete Jacinto partilha momentos

de competição

Elisabete Jacinto vai expor em varios centros comerciais imagens captadas no Africa RaceA piloto Elisabete Jacinto vai partilhar com os seus fãs, aficionados do desporto automóvel e curiosos, algumas das melhores imagens do seu percurso no rali Africa Eco Race. A exposição “Elisabete Jacinto no Africa Eco Race…até Dakar” é composta por um conjunto de 28 fotografias da autoria do fotógrafo Jorge Cunha e nela estão em evidência fotografias emblemáticas que foram captadas ao longo das sete participações que a equipa OLEOBAN® já soma nesta grande maratona africana.

Estas fotografias são um elemento privilegiado para comunicar os feitos desportivos e as aventuras da equipa e cada uma delas tem uma valência própria que permite mostrar os vários tipos de experiências vividas numa competição da envergadura do Africa Race. Desta forma, através das imagens os visitantes são projectados para o ambiente de corrida e podem também eles partilhar os momentos que estão por trás de cada fotografia.

No sentido de poder mostrar estas imagens ao maior número de pessoas, Elisabete Jacinto vai levar a sua exposição a diversos locais de Portugal: “São momentos de partilhas importantes com todas as pessoas que seguem o nosso percurso e que me dá uma satisfação particular.” comentou Elisabete Jacinto.

No âmbito desta iniciativa a piloto Elisabete Jacinto e o MAN KAT de assistência também estarão presentes nos seguintes espaços: Continente da Amadora entre 26 e 28 de Maio; Maia Jardim nos dias 4 e 5 de Junho; La Vie nas Caldas da Rainha entre 20 e 26 de Junho e no Alegro de Setúbal entre 27 de Junho e 3 de Julho. Serão ainda realizadas sessões de autógrafos em cada um dos espaços comerciais. O MAN KAT de assistência da equipa OLEOBAN® estará em exposição, no exterior dos centros comerciais referidos.elisabete jacinto_vai_expor_em_varios_centros_comerciais__imagens_captadas_no_africa_race_Copy

 

DUNLOP IRÁ LEVAR

 

Dunlop levará 4.800 pneus às 24 Horas de Nürburgring, a prova mais exigente do mundo

 

Phoenix auf DunlopAs 24 horas de Nürburgring é a prova mais exigente do mundo. Durante o fim de semana de 26 e 29 de maio no circuito deNürburgring Nordschleife, cerca de 160 equipas irão enfrentar aquele que é o maior desafio de competição de motor, tanto para os participantes como para os carros.

 

Dunlop irá fornecer os pneus a várias equipas que irão disputar o pódio no “Green Hell”, uma das corridas de resistência mais prestigiosas do panorama internacional. A presença da Dunlop é vasta: 11 camiões de 40 toneladas de carga e um camião de 7,5 toneladas transportam os 4.800 pneus previstos para a prova de resistência que se disputa em Eifel. Dos 4.800 pneus, 3.500 são slicks e 1.300 para piso molhado. Para além disso, estão previstos dois semi-trailers totalmente equipados com áreas especiais para os engenheiros e técnicos de montagem.

 

VARIEDADE DE CARROS COM PNEUS DUNLOP

 

Na 44.ª edição desta prova de resistência com grande histórico, os carros de competição com os Aston Martin V12 Vantage GT3, Audi R8 LMS, BMW Z4 GT3, o novo BMW M6 GT3 e a equipa de Cameron Glickenhaus com os seus três protótipos desportivos estarão a utilizar pneus Dunlop. Para além das equipas profissionais na prova das 24 Horas haverá igualmente um grande número de equipas independentens que ambicionam chegar à vitória. 

 

Os pneus Dunlop são tão diferentes como os veículos que estarão presentes no  grande fim de semana Nürburgring. Estará disponivel uma ampla variedade de diferentes tamanhos de pneus. Desde os tamanhos mais pequenos, 205/60 R17 para um Renault Clio com um peso de 8kg, até um grande pneu traseiro 310/710 R18 de GT3 até 12kg.

 

No entanto, o esforço não se verifica apenas no material. A maior corrida do ano representa um desafio muito importante para a equipa Dunlop. Mais de 30 engenheiros, montadores de pneus e pessoal de serviço irão trabalhar no paddock da corrida em vários turnos durante o dia. Dunlop oferecerá o melhor serviço técnico para as suas equipas e serão instaladas três linhas de montagem no 'Dunlop-City'.

 

O Nürburgring Nordschleife é a maior e mais exigente prova do mundo. O Nordschleife é formado por um total de 73 curvas, das quais 33 são à esquerda e 40 à direita. Por vezes os pilotos andarão sobre pianos e, para além disso, existem secções com compressão pronunciada. Quando o curso da suspensão está no seu limite, o pneu tem de assumir o amortecimento e as secções de piso extremas não dão tréguas.  No decurso da volta em Nordschleife, um pneu realiza 40.000 voltas, um valor único que não se verifica em nenhum outro circuito no mundo.

 Phoenix auf_Dunlop_Copy

 

ATENÇÃO PILOTOS

ATENÇÃO PILOTOS

 

 

Boa tarde,

Caros amigos o BRAGA FESTIVAL OF SPEED entre várias acções, vai ter uma de todo interesse para quem ainda não teve contacto com o circuito de Braga.

Se tem um clássico e quer fazer parte do espectáculo, inscreva-se com um carro anterior a 1991. Poderá expô-lo junto dos Clubes e outros clássicos num parque preferencial dentro do paddock, sem qualquer custo adicional! Tendo ainda a oportunidade de fazer um desfile na pista.
Desfile: das 13.50 às 14.20 dia 29 Maio, 10€ – inclui 2 entradas de paddock – apenas reserva antecipada!
Inscrições no domingo nas bilheteiras do circuit
 

DANÇA LANÇA CAMPANHA

 

Dunlop lança campanha “Ultimate Road Trip” dando a oportunidade de ganhar os novos pneus RoadSmart III

 

  •  A ação realizada a nível europeu será levada a cabo nas redes sociais e procura as melhores imagens de viagens na estrada

 

A Dunlop, líder no desenvolvimento de pneus para motos, anuncia o início de uma campanha nas redes sociais de apoio ao lançamento do novo pneu RoadSmart III.

 

434767Através da hashtag #DunlopRoadtrip os condutores terão a oportunidade de partilhar vídeos e imagens das suas viagens deste verão, oferecendo aos três primeiros de cada mês um conjunto novo de pneus RoadSmart III para incorporar as suas motos.

 

O concurso que admitirá participantes de toda a Europa, será encabeçado pelo lendário John McGuinness que conta com 23 vitórias no TT Ilha de Man, e decorrerá nas páginas oficiais da Dunlop Moto no Facebook e no Twitter sob a designação #DunlopRoadtrip.

 

De 25 de maio a 30 de setembro, os motociclistas serão incentivados a carregar vídeos e imagens das suas viagens de verão candidatando-se a ganhar um conjunto de pneus Dunlop RoadSmart III. Coincidindo com a nova campanha, John McGuinness dará o exemplo publicando um vídeo incrível do próprio a conduzir nas suas estradas favoritas.

 

O novo e inovador RoadSmart III obteve alguns registos impressionantes nos testes independentes da Motorrad[1], nomeadamente uma melhoria de prestações de 10,3% em piso seco e de 4,4% em piso molhado e uma incrível melhoria de quilometragem do pneu dianteiro de 82%[2] em relação à média da concorrência, tornando-o o pneu Sport Touring perfeito. O RoadSmart III apresenta um revolucionário piso de sulcos interligados que melhora o comportamento em piso molhado, bem como um composto nanotecnológico que permite aumentar a quilometragem. A nova carcaça e o novo perfil frontal reduzem o tempo de

 

 

aquecimento no arranque em dias frios e o piso inovador proporciona um desgaste mais uniforme ao longo da vida do pneu.

 

Todos os meses John McGuinness será o responsável por selecionar os finalistas entre todos os participantes. Os primeiros classificados ganham um conjunto dos novos pneus Dunlop RoadSmart III.

 

Adicionalmente, no final do verão as melhores imagens e vídeos serão utilizados para a criação de um filme único com estreia on-line.434767 Copy

 

HAAS - GRANDE PRÉMIO DO MMÓNACO

Grande Prémio do Mónaco: Resumo de quinta-feira

 

alt

 

Event:  1ª e 2ª sessões de treinos-livres

Date:  Quinta-Feira, 26 de Maio

Local:  Circuito do Mónaco

Layout:  3,340 quilómetros (2,075 milhas), circuito de 19 curvas

Condições climatéricas: 

Céu Parcialmente encoberto, 18ºC na 1ª sessão

Sol, 20ºC na 2ª sessão

Pilotos:  Romain Grosjean and Esteban Gutiérrez

 

 

Grosjean:  12º (1m17,599s), 33 voltas

Gutiérrez:  14º (1m17,909s), 25 voltas

Piloto mais rápido:  Lewis Hamilton da Mercedes (1m15,537s)

Mais voltas:  Valtteri Bottas da Williams (44 voltas)

 

 

Gutiérrez:  13º (1m16,782s), 40 voltas

Grosjean:  15º (1m16,874s), 23 voltas

Piloto mais rápido:  Daniel Ricciardo da Red Bull (1m14,607s)

Mais voltas:  Carlos Sainz Jr. da Toro Rosso (54 voltas)

 

 

A preparação em pista do Grande Prémio do Mónaco começou esta quinta-feira com duas sessões de noventa minutos no circuito de 3,340 quilómetros e dezanove curvas. É um programa único e próprio do Mónaco, não havendo actividade em pista na sexta-feira, realizando-se a qualificação no sábado e a corrida no domingo.


A sessão matinal provou ser acidentada com duas situações de Safety-Car Virtual (VSC) e uma situação de bandeiras vermelhas a três minutos da bandeirada de xadrez devido a uma grade de águas pluviais solta na zona de Sainte-Dévote. O duo da Mercedes, Lewis Hamilton e Nico Rosberg, revezaram-se no topo da tabela de tempos, ficando Hamilton no primeiro lugar com a marca de 1m15,537s realizada com sessenta minutos de sessão cumpridos.


Os pilotos da Haas F1 Team, Romain Grosjean e Esteban Gutiérrez, optaram por rodar com Pirelli P Zero Vemelho/Supermacio durante a primeira sessão e ambos os pilotos realizaram as suas marcas ao longo das suas respectivas segundas séries de voltas. A melhor de Grosjean foi de 1m17,599s, efectuada durante uma série de onze voltas que o colocou no décimo segundo lugar. A melhor do Gutiérrez foi de 1m17,909s que o colocou no décimo quarto posto. No entanto, um problema eléctrico terminou prematuramente a sessão do Gutiérrez quando tinha completado vinte e cinco voltas. Foi obrigado a parar o seu VF-16 na curva do Portier quando faltavam trinta minutos para terminar a sessão.


A sessão da tarde teve mais acção, dado que foram necessárias três situações de VSC devido a incidentes separados que envolveram o Manor de Rio Haryanto, o Renault de Kevin Magnussen e Grosjean. Equipado com os pneus novos da Pirelli P Zero Roxo/Ultramacios, Grosjean perdeu a traseira do seu VF-16 durante a travagem para a chicane. Tocou nas barreiras, tendo o impacto destruído a asa dianteira e furado o pneu dianteiro/direito.


Numa prova da tenacidade da Haas F1 Team, os membros da equipa trabalharam vigorosamente para enviar o Grosjean novamente para a pista. Depois de quarenta minutos de trabalho rápido e eficiente, Grosjean saiu com o seu VF-16 da sua boxe para a pista. Registou vinte e três voltas e marcou como melhor volta o tempo de 1m16,874s durante a sua segunda série de voltas, o que o levou para o décimo quinto lugar entre vinte e dois pilotos.


Gutiérrez, rodando exclusivamente com ultramacios durante a tarde, registou quarenta voltas sem problemas, que lhe permitiu recuperar da contrariedade matinal. Marcou na sua melhor volta o tempo de 1m16,782s na sua terceira série de voltas da sessão que o colocou no décimo terceiro lugar. Gutiérrez concluiu o dia com uma série de quinze voltas que tinha como objectivo avaliar os novos pneus ultramacios.


Daniel Ricciardo, da Red Bull, foi a força dominante da parte da tarde. A sua volta notável de 1m14,607s foi seis décimos de segundo mais rápida que o segundo classificado, Lewis Hamilton com 1m15,213s. O tempo de Ricciardo foi quase cinco décimos de segundo mais rápido que a pole-position do ano passado, 1m15,098s, assinada por Hamilton e aproximou-o do recorde da pista em corrida, 1m14,439s, na posse de Michael Schumacher desde 2004 ao volante de um Ferrari.


No computo geral das duas sessões, a Haas F1 Team realizou um total de cento e vinte e uma voltas – cinquenta e seis da parte de Grosjean e sessenta e cinco da parte de Gutiérrez.


 

“Isto é o Mónaco. É sempre complicado. De manhã tudo correu bem. Fizemos algumas alterações às afinações para experimentar da parte da tarde, mas penso que temos espaço para melhorar muito. No primeiro run da tarde, perdi o carro durante a travagem para a chicane. Os rapazes fizeram um trabalho fantástico para reparar o carro. Tivemos a sorte de não termos muitos danos. Acabámos por conseguir efectuar a maior parte do nosso programa, o que é positivo. Agora temos um dia inteiro para trabalhar nos dados que reunimos. É sempre complicado vir ao Mónaco pela primeira vez como equipa, mas tenho a certeza de que vamos encontrar mais alguma performance.”


 

“Foi um dia muito produtivo e é fantástico estar de regresso ao Mónaco, uma pista que adoro. Penso que foi importante para mim no início ganhar confiança na primeira sessão. Não corri aqui o ano passado, portanto, foi muito bom realizar o máximo de voltas possível. A equipa efectuou um excelente trabalho para recuperar o carro do pequeno problema que tivemos na primeira sessão, portanto, foi muito bom ter podido ir para a pista na segunda. No geral, penso que temos que trabalhar para afinar alguns detalhe e então estaremos prontos para a qualificação.”


“Tivemos duas boas sessões. Existiram alguns problemas típicos de Monte Carlo, especialmente na parte da tarde com o Romain. Ele perdeu o carro, teve alguns pequenos danos, mas a equipa trabalhou rapidamente para o reparar. Da parte da manhã, correu bem, excepto novamente com o carro do Esteban, uma vez que teve um pequeno problema eléctrico que o deixou com poucos quilómetros efectuados. No geral, existe sempre algum drama em Monte Carlo, mas penso que estamos a progredir. Veremos como corre no sábado a terceira sessão e depois será tempo para estarmos prontos para a qualificação. Todos efectuaram um bom trabalho e estou confiante.”


 

Os pilotos terão mais uma sessão de treinos-livres no sábado (10h00 – 11h00) antes da qualificação, que terá o seu início às 13h00. A qualificação consiste em três segmentos, com os dezasseis pilotos mais rápidos a avançarem da Q1 para a Q2. Posteriormente, os dez pilotos mais rápidos na Q2 seguem para a Q3, durante a qual lutarão pela pole-position.



-HaasF1Team-


Sobre a Haas Automation

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com.

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ou facebook.com/haasportugal.

 

HERTZ NANGOLA

 

UM CARRO ESPECIAL PARA UM DIA ESPECIAL

A Hertz Angola apresenta a sua frota de luxo na Exponoivos, em Luanda, de 27 a 29 de Maio

 

Hertz Angola_Exponoivos_Copy O dia do casamento deve ser um dia de sonho. Tudo tem que estar perfeito, desde o vestido da noiva até ao bolo de casamento, não podendo também faltar um carro à altura para transportar os noivos no grande dia.

 

Para ajudar a tornar esta data ainda mais especial, a Hertz vai estar presente na Feira Exponoivos em Luanda, entre 27 e 29 de Maio, para apresentar a sua oferta em alugueres de viaturas de luxo ideais para casamentos. Para o dia em que nada pode falhar, a Hertz disponibiliza uma frota de viaturas de luxo – como o BMW Serie 5 e Serie 7 – para que os noivos aproveitem o dia mais importante das suas vidas.

 

No espaço da Hertz, na Exponoivos, os visitantes poderão conhecer os serviços que a marca disponibiliza em Angola, nomeadamente o aluguer de viaturas de luxo com serviço de motorista. A solução ideal para um dia de sonho.

 

TT NO BRASIL

 

Helena Deyama participa de ação social do Rally Cuesta Off Road

Evento em parceria com o Projeto Ideia Fixa aconteceu nesta sexta-feira (20) em Botucatu, interior paulista

Comemorando seus dez anos de sucesso, o Rally Cuesta Off Road, que acontece neste final de semana, de 20 a 22 de maio, tem nesta edição a realização de uma grande ação social. Esta é a terceira vez que o projeto beneficiou alunos da rede pública de ensino e, desta vez, foram 165 alunos da Escola Municipal Professor Américo Virgínio dos Santos na cidade de Botucatu, interior de São Paulo, a organização do evento Arena Promoções e Eventos e o Projeto Ideia Fixa.

A idealizadora do Ideia Fixa, a jornalista Tânia Mara Carvalho, apresentou o Teatrinho de Fantoches da Turma do Tupício. E, esta não foi apenas mais uma etapa para entrega de doações que acontece desde de 2002, ano em que o Projeto foi criado, as crianças receberam também a visita da piloto Helena Deyama, equipe Luart Rally/Brasil Off Road. Para ela, o trabalho voluntário é gratificante e enaltecedor.

"Conheço a Tânia Mara há muitos anos, e sempre admirei o trabalho dela! Foi um grande prazer poder conhecer as ações dela mais de perto e participar, sentindo o calor e o carinho das crianças me desejando boa sorte. Nós acabamos não podendo estar mais perto das ações do projeto Ideia Fixa, porque elas acontecem durante o rali, e os pilotos e equipes estão comprometidos com os preparativos para prova e o próprio cronograma da competição. Espero sempre poder participar e colaborar com a Tânia mais vezes", comenta a piloto de UTV.

Deyama também falou sobre a importância de iniciativas como essa do projeto Ideia Fixa e do Rally Cuesta Off Road. "Uma das coisas que mais me chamou atenção nos meus mais de 20 anos em competições off road pelo Brasil, é a diversidade da população que vemos pelo Brasil afora, um povo simples que consegue viver com muito pouco. E o que mais me impressiona é que uma grande parte dessas pessoas conseguem viver felizes, mesmo com a falta de muitas coisas que para nós são indispensáveis. Por isso, os Projetos Sociais que levam conteúdo e qualquer tipo de ajuda para estas pessoas, principalmente para as crianças que tem necessidade de conhecimento, é muito importante e deve ser cada vez mais incentivado", ressalta.

"Hoje trouxemos a Bolinda, uma nova personagem, com grandes cílios postiços e um coração cheio de amor para dar. Ela falou de moral, bons costumes, respeito e amor ao próximo, lições que andam meio perdidas nos dias de hoje. Muito mais do que kits, presentes e outros mimos, levamos alegria, respeito, dedicação e carinho. Doamos algumas horas e ganhamos sorrisos compensadores, além de depoimentos emocionados de tantas crianças que nos incentivam a seguir sempre em frente com estas ideias transformadoras. Foi lindo!" Destacou Tânia Mara.

As crianças recebem os kits Ideia Fixa pela 'Educação e Cultura e Sorria para o Rally', contendo 03 livros de histórias infantis, que inclui noções de higiene bucal com a entrega das creme dental e escova além de folhas de atividades e giz de cera. E ainda o Kit Ideia Bela composto de produtos destinados a higiene pessoal, contendo shampoos, cremes e vários outros itens de beleza, além do entretenimento com enfeites em EVA PIFFER e Revista PROMOTO.

A preocupação com a cidadania e, consequentemente, com o outro, vem despertando sempre mais uma consciência social entre as equipes que participam dos eventos promovidos pela Arena Promoções & Eventos em parceria com o Projeto Ideia Fixa.

"A cada dia que passa nosso projeto ganha novos adeptos, a comunidade do rali é bastante solidária e todos querem ajudar como podem, desta forma temos obtido resultados bastante satisfatórios em todas as etapas do Campeonato Brasileiro de Rally onde atuamos.", menciona Henrique Arena, organizador do Rally Cuesta Off Road, e demais provas de cross country e baja, como o Rally do Jalapão 500, Rally da Ilha e Rally Rota Sudeste.

Para a diretora da escola Professor Américo Virgínio dos Santos, Ana Paula do Santos, a ação foi bastante positiva. "Foi uma ótima oportunidade para nossos alunos. Eles receberam informações sobre o Rally, sobre diversos assuntos que trouxeram para eles essa consciência, afim de ajudá-los, consequentemente fazendo a diferença na vida deles".

Helena Deyama conta com patrocínio da Polaris e apoio da Academia Bio Ritmo, Luart Rally, Fontoura Dias Stands,Motul e Brasil Off Road.

Programação Rally Cuesta Off Road 2016:

21/05 - Sábado - 1ª Prova
07h00 às 7h30 - vistoria motos , quadris, UTV (Ginásio de Esportes Mário Covas)
08h00 - Largada 1ª Moto no parque de apoio (Ginásio de Esportes Mário Covas).
08h30 - Largada 1ª Moto na especial.
10h00 - Largada 1º Carro no parque de apoio (Ginásio de Esportes Mário Covas).
10h30 - Largada 1º Carro na especial.
15h30 - Super Prime (Pista anexa ao Ginásio de Esportes Mário Covas)
19h30 - Briefing motos, quadris e UTVs (Primar Plaza Hotel - Jantar opcional)
20h00 - Briefing - carros e caminhões - (Primar Plaza Hotel - Jantar opcional)

22/05 - Domingo - 2ª Prova
07h00 - Largada 1ª Moto no parque de apoio (Ginásio de Esportes Mário Covas).
07h30 - Largada 1ª Moto na especial.
09h30 - Largada 1º Carro no parque de apoio (Ginásio de Esportes Mário Covas).
10h00 - Largada 1º Carro na especial.
16h00 - Premiação (Primar Plaza Hotel - Almoço opcional)

 

Ação social do Rally Cuesta é uma parceria com o Projeto Ideia Fixa (Luciano Santos/SigCom)

Ação social do Rally Cuesta é uma parceria com o Projeto Ideia Fixa (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Estudantes que receberam a visita da equipe do Rally Cuesta Off Road (Luciano Santos/SigCom)

Estudantes que receberam a visita da equipe do Rally Cuesta Off Road (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Helena Deyama, da categoria UTV, participou da ação social (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Helena Deyama, da categoria UTV, participou da ação social (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Helena Deyama entregando os kits do Projeto Ideia Fixa (Luciano Santos/SigCom)

Helena Deyama entregando os kits do Projeto Ideia Fixa (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Ação social aconteceu na Escola Municipal Professor Américo Virgínio dos Santos (Luciano Santos/SigCom)

Ação social aconteceu na Escola Municipal Professor Américo Virgínio dos Santos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web



 

TCR É NOTICIA

 

Grachev scores maiden win on his Westcoast Racing debut in Imola

The new look line up for Westcoast Racing in TCR International certainly threw up a day of surprise’s over the single day, 2 race event in Imola, Italy today where rounds 7 and 8 of the 22 race season took place.

The day started with practice and Westcoast certainly had pace with new drivers Mikhail Grachev and Alain Menu quickly getting to grips with the Honda TCR cars. Regular driver Gianni Morbidelli was quick from the outset and was looking strong and took his practice pace into Qualifying delivering an excellent and commanding Pole position, Grachev showing signs of promise with 5th spot on the grid, Menu backing up with 7th place.
 
But the day was to unwind for Morbidelli and the team in race 1 as after a decent start and leading the race the Italians Honda was blighted once again but the recurrence of a power steering issue that is fast becoming the teams Achilles heal this season. This time the effect of the dramatic slowing in the Chicane causing team mate Menu to collect Morbidelli side-lining the pair immediately. Grachev holding on to 5th spot at the line for his first points of the season.
 
The team worked frantically but efficiently to replace the steering on Gianni’s car ahead of race 2 and the damage on Menu’s car and to the credit of the Swedish outfit both were able to take the start albeit from the rear of the grid and pit lane respectively.
 
In race 2 Grachev got away in second place while Morbidelli made quick ground and from the back was into the top 10 on the first lap. But the Italian’s luck was again to run out on him with a hub failure forcing him into retirement once again, a consequence from the damage sustained in the race 1 incident.
 
But it was Grachev who raced on, passing Gene for the lead and pulling a gap on the chasing pack to bring his Westcoast Honda home for a deserved if not unexpected victory on his debut for the team.
 
Grachev said “I am very, very happy with this victory. I’m afraid I don’t have the words to say how happy I am, as I’m not used to saying this! I will have to learn some more English words, I think. The deal for me to drive the Honda was quite late in being done, so I have to thank Westcoast Racing for all their hard work and for welcoming me. We had a problem with the car after we tested, so they had to put in a lot of work to fix the problem. I want to thank them and say well done to the team for this result. It was somehow strange to chase what was my car until the previous race, but it made things easier because I know it well and figured out where and how to overtake it.
 
Team Manager for Westcoast Racing James Nixon was complimentary not only of his new driver but of the efforts of the team over such a full day of racing. “That was a really hard day” said Nixon “the guys had so much to do with practice qualifying and 2 races over a single day but they did a great job, particularly to get the two damaged cars out for race 2 Gianni was on a charge all day and was very quick, showing the determination he had in Estoril, this time the car let him down when he had the pace to win. Obviously Mikhail’s win was a really nice surprise and it was nice to come away with something for all of our efforts”
 
Gianni Morbidelli on the incident with Menu in race 1 “There was nothing Alain could do to avoid me, it was really unfortunate as it put us both out but my steering just stopped working and I was across in front of him there was no fault on his part or mine for sure”
 
The championship now moves back to its usual weekend format in Austria at the Salzburgring where Westcoast enjoyed victory last season and will no doubt be out to deliver the same again on 4/5th June 2016

 


 

HIBRIDOS TOYOTA

 

Experimente e mude para um dos sete Híbridos Toyota

  • "Experiemente Mudar" é o mote da campanha de comunicação que convida os Portugueses a experimentar um Híbrido Toyota, aproveitando as promoções em vigor até 30 de junho em toda a gama.
  • São já mais de 8 Milhões de Híbridos Toyota vendidos no mundo, e a Toyota convida mais condutores a realizar um test-drive em viaturas híbridas.experimente-mudar Copy
 

EUSAIA

 

Eurasia return to the podium in Formula Masters opener

Eurasia Motorsport scored a double podium with 2 x third place finishes for young Australian driver Aidan Read at the Formula Masters China Series opening event for 2016 in Shanghai China (22nd May).
The Philippines based squad have a long history of success in Single seater racing in Asia and the return to the podium with Read shows the development of the driver returning for his second full season with the team.
 
The team were fielding just a single car for Read who was competitive from the start of the weekend following a successful pre season test campaign and a triple win in the 3 race winter series held at Sepang Malaysia in March.
 
Team Principle Mark Goddard who has watched over Aidan’s progress in the past year said “ It is nice to put Eurasia back on the podium in the Junior categories, Aidan is developing well as a driver and should be in the hunt for more success this season. We know we have a competitive car and a team capable of getting results at this level.”
 
Eurasia will now field Read in the inaugural round of the ACO Sprint Series at Sepang Malaysia next weekend (28/29 May) in LMP3 machinery, following the trend of bringing drivers through various racing categories as part of their career development.
 
Seats in Formula Masters China Series and the LMP3 car in the ACO sprint series are available with the team and interested parties should contact through the details below.
 
Watch Eurasia’s progress on its debut at the Le Mans 24 hours in France which starts with the mandatory test day on June 3rd 2016.
alt
alt

 

DUNLOP ANSEIA PELA VITÓRIA

 

Dunlop anseia pela vitória nas 24 Horas de Nürburgring

 

  •  Dunlop e Aston Martin Racing juntos na FIA-WEC e na pista de 24H no circuito de Nürburgring de 26 a 29 de maio

•     Várias equipas de topo confiam no pneu GT3 de Dunlop para a corrida exigente de Nordschleife

 

Aston Martin auf DunlopA Dunlop volta a ter um papel fundamental na 44ª edição da corrida mais stressante do mundo, as 24 Horas de Nürburgring. A Dunlop será a marca de pneus da equipa oficial Aston Martin Racing, fornecendo também outras equipas de topo que anseiam pela vitória neste lendário Nürburgring-Nordschleife.

A Dunlop apresenta pneus para diferentes veículos, entre eles o Aston Martin V12 Vantage GT3, Audi R8 LMS, BMW Z4 GT3, Ford GT, Ferrari 458, Lexus RC F GT3 e o novo BMW M6 GT3. Para além disso, os protótipos desportivos SCG003C e P4/5 Competizione do estadunidense James Glickenhaus, equipados com pneus Dunlop, fizeram um grande êxito no Nordschleife.

“Com duas vitórias nas duas primeiras corridas VLN do ano, o início na Nordschleife foi muito bem-sucedido”, afirma Alexander Kühn da Dunlop Motorsport“Estamos muito bem preparados para a corrida do ano. A batalha pela vitória será muito renhida e as equipas Dunlop têm uma forte hipótese de chegar ao pódio numa corrida como a de 24h”.

Dunlop é parceiro técnico de Aston Martin Racing

A Dunlop é o parceiro técnico da equipa oficial Aston Martin Racing na categoria de resistênci

A Dunlop é o parceiro técnico da equipa oficial Aston Martin Racing na categoria de resistência. Os Vantage GTE e os V12 Vantage GT3 da equipa britânica irão recorrer a pneus da marca também britânica. “A cooperação com os engenheiros da Dunlop é muito boa”, declarou o piloto oficial Nicki Thiim. “Já conheço a maioria deles e somos uma espécie de pequena família. Em 2013 ganhei as 24 horas com Dunlop e gostava muito de voltar a fazê-lo no escalão mais alto com a Aston Martin”. Thiim estará ao volante da viatura #7 com Darren Turner (UK), Marco Sorensen (Dinamarca) e Pedro Lamy (Portugal). O carro gémeo número #27 será pilotado por Jonny Adam (UK), Fernando Rees (Brasil), Mathias Lauda (Austria) e Richie Stanaway (Nova Zelândia).

 

Audi R8 LMS de Phoenix sobre Dunlop

Com quatro vitórias na corrida de 24 Horas em Eifel, Phoenix Racing constitui-se como uma das equipas favoritas do circuito de Nordschleife. A equipa chega às 24 Horas com duas vitórias contadas na VLN. Frank Stippler e o dinamarquês Anders Fjordbach venceram as corridas com distinção e são considerados os preferidos para ganhar a corrida deste ano.

 

“Dunlop é o nosso novo parceiro de pneus este ano e funcionaram muito bem no Nordschleife desde o início. A competição será dura e espero uma batalha implacável para ganhar a corrida”, declarou o piloto Frank Stippler.

 

BMW M6 GT3 de Walkenhorst como Dunlop Art Car

A equipa Walkenhorst fornecida por Dunlop leva a Eifel dois novos BMW M6 GT3. Um dos M6 será especial: o Dunlop Art Car. O espetacular design nas cores preto e amarelo de Dunlop foi desenvolvido por Jean Pierre Krämer, conhecido pela série televisiva “Die PS Profis”. Com mais de 37.000 “gostos”, os seguidores da página de Facebook elegeram o design “Jawbreaker”.


Adicionalmente, a equipa que integra o piloto Henry Walkenhorst vai usar um BMW Z4 GT3 e dois BMW M235i Racing em Nordschleife. A Dunlop é parceira técnica da BMW Motorsport e também parceiro exclusivo em 2016 de pneus para a BMW M235i Racing Cup. Assim, a categoria de VLN com maior participação terá um maior influxo de equipamentos Dunlop.

 

A equipa Cameron Glickenhaus utiliza três pneus desportivos espetaculares

A Dunlop fornece também os pneus de corrida para os espantosos carros da equipa Cameron Glickenhaus, cuja construção visual e técnica se assemelha a um protótipo de Le Mans. O estadunidense James Glickenhaus recorrerá a dois SCG003C e um P4/5 Competizione. A Dunlop colabora também com Emil Frey Racing. A equipa suíça é responsável pelo desenvolvimento do novo Lexus RC F GT3. Também o único Ford GT no “Green Hell” incorpora pneus de corrida Dunlop.

 

 

Sobre Dunlop

 

A Dunlop é um dos principais fabricantes mundiais de pneus de altas e muito altas prestações, com um impressionante historial de êxitos em desportos motorizados. A vasta experiencia da Dunlop em corridas deu lugar a tecnologias inovadoras aplicadas a pneus desenhados para a condução diária. Numa procura constante de maximizar o prazer de conduzir, Dunlop oferece a todos os tipos de piloto o rendimento e a durabilidade de uma tecnologia de vanguarda de pneus.Aston Martin_auf_Dunlop_Copy

 

PARENTE COM DIFICULDADES

 

Dia difícil para Álvaro Parente

Álvaro Parente teve hoje um dia difícil em Mosport, um circuito pouco favorável ao McLaren 650S, mas ainda assim o português conseguiu terminar no oitavo posto e à frente de alguns dos seus rivais na luta pelo título do Pirelli World Challenge.

Desde os treinos-livres que o piloto oficial da McLaren GT vem a constatar que o seu carro não se sente particularmente à-vontade no traçado canadiano, o que acabou por o atirar para o oitavo posto da grelha de partida, quando tem sido habitual assegurar posições entre as duas primeiras linhas.

A corrida não correu muito melhor e, sem conseguir ganhar posições no arranque, Álvaro Parente pressionou o sétimo classificado durante quase cinquenta minutos, mas este não cometeu qualquer erro, deixando o português sem possibilidades de subir posições. “Foi uma corrida difícil. Não era possível ir além do oitavo lugar. Este circuito não é muito favorável ao McLaren 650S e foi impossível ganhar posições ao longo da prova. Ainda assim, ficámos à frente de alguns dos nossos adversários que estão a lutar connosco pelas posições cimeiras do campeonato”, afirmou o piloto do McLaren 650S #9 da K-PAX Racing, retirando ainda assim alguns aspectos positivos da primeira corrida de Mosport.

O português espera mais uma prova difícil amanhã, mas nem por isso deixa de ir à luta e tentar alcançar o máximo possível com a competitividade que tem ao seu dispor no histórico traçado canadiano. “Para a corrida de amanhã volto a arrancar do oitavo posto, o que promete uma prova difícil. Vamos trabalhar para melhorar o carro e dar o nosso máximo desde o semáforo verde para que possamos aproveitar todas as oportunidades”, apontou determinado Álvaro Parente.

A corrida de amanhã terá o seu início às 20h00, Hora de Lisboa, e pode ser seguida em directo no webiste oficial do Pirelli World Challenge: http://world-challenge.com/streamvideo.AParente FT_16027_Copy

 

MEGRE EM 9º

 

David Megre em 9º lugar no final da etapa Maratona

Luís Portela de Morais no Top 10 do Dakar Challenge

 

Os pilotos do Team KTM villas-boas acp continuam em excelente plano no Merzouga Rally. O terceiro e quarto dia desta competição marroquina formaram uma etapa maratona em que pelo meio não foi permitido aos pilotos receberem assistência. Aos comandos de uma KTM 450 Rally David Megre terminou a quarta etapa num excelente 9º lugar ocupando agora a 16ª posição da classificação geral.

 

Para Luís Portela de Morais, menos experiente na arte da navegação que o seu companheiro de equipa, mas sempre muito combativo o balanço no final deste dois duros dias é muito positivo ocupando o piloto o 10º lugar entre os pilotos que competem no Dakar Challenge. “Foi uma dupla jornada duríssima. Nada que não estivesse à espera e nesse sentido até estou muito satisfeito. No primeiro dia perdemos muito tempo à procura de um Way Point. Foi seguramente mais de meia hora. Hoje o David arrancou à frente e eu fiz a etapa sempre por minha conta. Perdi uns 10 minutos à procura de um WP, mas o balanço que faço é muito positivo”

 

Para David Megre “estas etapas são muito duras, a navegação é muito exigente mas é seguramente a prova mais indicada para nos testarmos com vista ao Dakar. Ter ficado em 9º lugar com tantos pilotos Elite que esta corrida tem é muito bom. Naveguei sempre sozinho e sai-me bem. Ontem é que passei mesmo mal e o meu objetivo passou a ser apenas chegar ao bivouac”.


Os dois pilotos do Team KTM villas-boas acp aproveitam para “agradecer de forma muito especial ao Tomás Neves por todos os dias nos deixar as motos impecáveis e por toda a ajuda a preparar cada uma das etapas”.

 

A derradeira etapa que amanhã se disputa desta edição de 2016 do Merzouga Rally tem um formato diferente já que é composta por duas voltas a um circuito por entre as dunas de Merzouga do Erg Chebi com partida e chegada ao lago seco de Yasmina num total de 74 quilómetros.afriquiamerzougarally 2016_stage1_022_Copy

 

JET SKI NO BRASIL

SUPER GAROTA JET SKI 2016

SERÁ CONHECIDA NO DIA 28

 

Será conhecida na noite do dia 28, no Radium Clube, em Boa Esperança (MG), a vencedora do “Concurso Super Garota Jet Ski 2016”. O evento, que deverá contar com a presença de várias candidatas da cidade e região, é mais uma atração do 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski, que será disputado de 26 a 29, na Represa de Furnas.

A cidade mineira está recebendo pelo 19º ano consecutivo a mais importante competição da modalidade no país e além das disputas, haverá a escolha da Super Garota Jet Ski. As candidatas desfilarão na tarde do dia 27, na Arena do Jet, junto à Represa de Furnas, que certamente receberá milhares de pessoas.

No dia 28, a partir da meia noite, acontecerá no Radium Clube, a escolha da garota, por um corpo de jurados. No dia 29, a eleita estará prestigiando o último dia de competição e participará da premiação dos campeões nacionais. A eleita receberá presentes exclusivos. Haverá prêmios e sorteios durante o evento no Radium Clube.

O “Concurso Super Garota Jet Ski 2016 é uma realização da AVALON MODEL AGENCY, Produção da CPM7 FULL PROMOTION, com apoio oficial da BJSA – Associação Brasileira de Jet Ski e Apoio Cultural do Radium Clube Dourense.

Apoio oficial: SPOT shopDBS, Paleteria CANCUN, CASABLANCA Noivas & Festas, NATURALRACING Comunicação Visual, NOBRES METAL, FULLPOWER Energy Drink, PIN-UP Sucos Premium, NEWPRESS Vídeo, BE JET Racing Team, Revista BOAT Shopping e Toalhas SÃO CARLOS.garota jet_ski_Copy

 

RENAULT COM NOVIDADES

 

NOVO RENAULT GRAND SCENIC,

Fluidez e elegância com 7 lugares

 

Automóvel familiar por excelência, o Novo GRAND SCENIC faz também a sua revolução de design com:

- Acessórios cromados ou em cinzento metalizado e linhas que resultam num automóvel de carácter com uma silhueta dinâmica e elegante,

- Rodas de 20 polegadas, de série, únicas no segmento, uma carroçaria bi-tom e uma harmonia interior que acentuam a sua modernidade.

 

Os trunfos históricos do Scénic, a modularidade e a vida a bordo foram pensadas para responder ainda melhor às necessidades das famílias. O sistema Modularidade One Touch (instantânea) permite rebater automaticamente os bancos traseiros para obter um piso plano e facilitar o carregamento. Optar pelo Novo GRAND SCENIC, com mais 24 cm que o Novo SCENIC, significa também beneficiar de uma bagageira com um maior volume e demais espaço de arrumação.

 

O Novo GRAND SCENIC dispõe também de uma oferta completa de ajudas à condução, entre elas a Travagem Ativa de Urgência com deteção de peão (de série), uma funcionalidade inédita no segmento, e tecnologias até agora reservadas ao segmento superior: experiência MULTI-SENSE, sistema multimédia R-LINK 2 com um ecrã de 8,7 polegadas, Head-Up Display a cores. Esta quarta geração propõe, ainda, uma oferta Diesel elétrica como Hybrid Assist.

 

Os Renault Novo SCENIC e Novo GRAND SCENIC serão comercializados até ao final do 2016.Renault Grand_Scnic_CopyRenault Scnic_e_Renault_Grand_Scnic_Copy

 

PHILLIPS

 

Melhore as suas rotinas diárias: A lâmpada Philips Hue White Ambiance já está disponível

Sinta-se mais enérgico, mais concentrado e mais descontraído em casa, do amanhecer ao anoitecer

 

A Philips Lighting, uma sociedade da Royal Philips (NYSE: PHG, AEX: PHIA) e líder mundial na iluminação, liberta o poder da luz branca com a lâmpada Philips Hue White Ambiance. Esta lâmpada proporciona sombras de luz branca para apoiar as suas rotinas do dia a dia. Permite uma intensificação gradual da iluminação, para o ajudar a acordar de forma mais natural, e uma suavização para que adormeça mais tranquilamente. Oferece desde luz natural branca (6500 k) até ao branco quente (2200 k), para que se sinta mais enérgico durante o dia e mais descontraído à noite, com um acesso fácil a receitas de luz, através da aplicação Philips Hue no seu dispositivo inteligente ou do regulador Philips Hue incluído no kit inicial.

"Todos sabemos como a luz branca é importante em casa; assemelha-se à luz natural e pode ajudar-nos a manter a concentração, a ficar mais despertos e a descontrair à noite", afirma Sridhar Kumaraswamy, Responsável de negócios da Connected Home Systems da Philips Lighting. "Com a Philips Hue White Ambiance, oferecemos uma lâmpada de alta qualidade que reproduz todo o espetro de luz branca com um simples deslizar do dedo, o que permite aos consumidores usufruir plenamente do impacto que a luz branca pode ter no seu bem-estar quando estão em casa."

A Philips Hue White Ambiance foi concebida a pensar nas suas rotinas diárias e ganha vida com a inovadora funcionalidade "Rotinas" da nova aplicação Philips Hue. Imitando o nascer do sol, a rotina "Despertar" aumenta suavemente o brilho para o acordar de manhã de forma natural e sem atrasos. Reproduzindo o pôr-do-sol, a rotina "Adormecer" reduz gradualmente a luz até desligar completamente, preparando o seu corpo para adormecer. Para quem tem crianças e tem de acordar a meio da noite, a "Luz Noturna" é uma nova receita de luz que produz um nível reduzido de luz e, ao mesmo tempo, minimiza a exposição à luz azul, minimizando a perturbação do seu ciclo de sono.

Com a nova aplicação Philips Hue, todos os reguladores Philips Hue ligados à ponte conseguem agora retomar cenários através do botão "ON/ I".  Basta premir repetidamente o botão "ON/ I" para alternar entre as diferentes receitas de luz concebidas para o ajudar ao longo do dia no trabalho, na leitura, para o ajudar a sentir-se mais enérgico, a descontrair e adormecer à noite. Pode ainda redefinir os cenários selecionados designando um máximo de cinco favoritos através da nova aplicação Philips Hue. Aceda a "Definições" na nova aplicação Philips Hue, selecione "Configuração do interruptor" e escolha os cenários favoritos para utilizar com o regulador Philips Hue.

Com a lâmpada Philips Hue White Ambiance, pode também criar efeitos de luz branca bonitos e surpreendentes, que influenciam o aspeto da sua casa. Se tiver uma sala de estar com cozinha integrada, utilize estas luzes ligadas para, de uma forma subtil, dividir o espaço – opte por um efeito de luz branca viva na zona da cozinha e por uma luz branca quente na zona da sala de estar. Através de uma mudança subtil da sombra da luz branca, converta rapidamente um hall de entrada num espaço simultaneamente funcional para o regresso a casa e acolhedor para receber convidados.

Com mais formas de controlo da Philips Hue em casa do que nunca, o kit inicial da Philips Hue White Ambiance inclui duas lâmpadas Philips Hue White Ambiance (800 lúmenes a 4000 K), uma ponte compatível com Apple HomeKit e um regulador Philips Hue. Isto significa que pode controlar todas as luzes Philips Hue através da aplicação Philips Hue no seu iPhone, iPad, iPod touch ou Apple Watch. Todos, até mesmo as crianças, podem utilizar o regulador portátil Philips Hue para ligar, desligar e regular as luzes, e ainda ter acesso a receitas de luz ou a um máximo de cinco dos seus cenários favoritos.

Proporcionar a melhor experiência de iluminação é a essência da Philips Hue e, para isso, a interoperabilidade com aplicações, produtos e plataformas de outras marcas e programadores é crucial. A Philips Hue funciona com Amazon Alexa, Apple HomeKit, Bosch, Nest, Samsung SmartThings, bem como com outros dispositivos domésticos inteligentes, para transformar verdadeiramente a forma como vivencia e interage com a luz em sua casa.

O preço do kit inicial da Philips Hue White Ambiance é de 139,95 euros/129,95 dólares e o preço da lâmpada Philips Hue White Ambiance é de 34,95 euros/29,95 dólares. Disponíveis em toda a Europa e América do Norte a partir de 23 de maio de 2016.

 

CAMPOS O MELHOR "PORTUGA"

 

Miguel Campos repete estatuto de melhor português

 

CAMINHA 2000_-47_CopyPiloto dominou Rali de Portugal entre as equipas nacionais Miguel Campos terminou a sua participação na 50ª edição do Rali de Portugal em bom plano. Acompanhado pelo co-piloto, Carlos Magalhaães, garantiu o estatuto de melhor português, tal como já tinha acontecido em 2015, e acabou na quinta posição do competitivo campeonato WRC2. Ao volante do Skoda Fabia R5 preparado pela AR Vidal, a dupla teve uma demonstração de rapidez e consistência. Esta só não foi mais evidente devido a uns arreliantes problemas de travões que atrasaram a equipa na sexta-feira de manhã. Fora isso, Miguel Campos e Carlos Magalhães andaram sempre a discutir as posições cimeiras entre os concorrentes do WRC2 e só não foram além do quinto posto porque o Skoda Fabia não estava totalmente adaptado às condições dos troços do dia hoje que se apresentaram com um piso mais macio e húmido do que era expectável. No final, Miguel Campos não escondeu a sua alegria com a prestação no Rali de Portugal. “Estou muitíssimo satisfeito com este resultado, mas tenho consciência de que poderia ter feito um pouco melhor. Ontem ainda cheguei a pensar na hipótese de acabar o rali no pódio dos WRC2 e estive perto, mas neste último dia não acertei na afinação do carro, que deveria estar mais macio, e acabei por não ser tão eficaz como gostaria. Mas valeu a pena todo o esforço, porque esta prova é única a todos os níveis”, disse Miguel Campos. Concluída a participação na edição de 2016 do Rali de Portugal, o piloto de Famalicão vira agora a sua atenção para o que resta da temporada desportiva. Miguel Campos vai trabalhar para garantir a presença em mais ralis, nomeadamente em provas pontuáveis para o campeonato nacional da especialidade

 

NISSAN REVELA

 

CRIAR UM NOVO ESTILO – NISSAN REVELA O NV300

 

  • Elegante, versátil e prático o novo furgão NV300 dá à Nissan uma das mais amplas gamas de veículos comerciais ligeiros
  • Disponível numa grande variedade de modelos, incluindo a versão de passageiros Combi
  • Garantia de série de cinco anos/160.000 km, líder no mercado pan-europeu
  • A primeira função do NV300 será a de transportar a bandeira oficial da Liga dos Campeões da UEFA até Milão antes da final de sábado (28 de Maio)

A Nissan revelou a primeira imagem oficial do seu novíssimo furgão de tamanho médio NV300. Com marcas de estilo da gama crossover pioneira da empresa, este é o sucessor da popular Primastar e irá preencher o espaço entre os premiados NV200 e NV400.

 

Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt