In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


TERTULIA - GUIMARAES

Tertúlia "Guimarães: memórias sobre automóveis"

 

"Guimarães: memórias sobre automóveis" é o tema da tertúlia que se realizará na próxima sexta-feira, pelas 21 horas, na Casa da Memória de Guimarães, no âmbito da Expo Clássicos - Salão de Automóveis e Motos Antigos de Guimarães que regressa ao Multiusos de Guimarães, nos dias 28 e 29 de outubro, naquela que será a sua décima edição.

 

A Expo Clássicos deste ano assinalará o décimo aniversário do certame e os temas de cada uma das edições já realizadas, tendo ainda como aliciante uma perícia automóvel, promovida pela Demo Porto, no dia 29 de outubro, entre as 10 e as 18h30 (inscrições em www.demoporto.com)

A entrada na Tertúlia "Guimarães: memórias sobre automóveis" é livre e a iniciativa contará com a presença de vários convidados que abordarão a história dos automóveis em Guimarães e apresentarão imagens inéditas.

Depois da Tertúlia que marcará na próxima sexta-feira o arranque da Expo Clássicos, o certame poderá ser visitado no Multiusos de Guimarães nos dias 28 e 29 de outubro.

Organizada conjuntamente pela Tempo Livre e pelo Clube de Automóveis Antigos de Guimarães (CAAG), contando com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e a parceria de diversas entidades públicas e privadas, a edição de 2017 da Expo Clássicos assinalará o décimo aniversário do certame e os temas de cada uma das edições já realizadas.

Além da exposição central relativa às dez edições da Expo Clássicos serão assinaladas efemérides de marcas e modelos, estando as galerias do primeiro piso do Multiusos de Guimarães reservadas para a presença de expositores (comércio de peças, motociclos e velocípedes com e sem motor, automobilia). O certame contará ainda com a realização de uma perícia automóvel, passeios e concentrações de clubes de automóveis e motos antigos de diferentes pontos do país.

No calendário nacional de eventos associados à cultura dos clássicos, a Expo Clássicos diferencia-se pelas exposições temáticas, oferecendo ao público visitante a oportunidade de contactar com a história automóvel durante dois dias.

A Expo Clássicos já apresentou em Guimarães “Os Carros da Presidência” (2012, com a colaboração do Museu da Presidência), “Clássicos Desportivos” (2013, integrado na celebração do título Guimarães Cidade Europeia do Desporto e que contou com a colaboração de ex-pilotos de ralis, clubes e colecionadores particulares), os “Clássicos Militares” (2014, exposição que assinalou os 40 anos do 25 de abril e o primeiro centenário da I Guerra Mundial, em colaboração com a Associação Nacional de Veículos Militares e Associação 25 de Abril), uma mostra de Transportes Públicos de Passageiros (2015) e dedicou a edição de 2016 aos “Clássicos em férias”.

A Expo Clássicos conquistou o seu espaço e apresenta-se hoje como um evento importante na promoção e divulgação dos automóveis e motos clássicos, da sua história, do seu valor patrimonial e na valorização dos setores de atividade associados à cultura dos clássicos.

A excelente e crescente participação do público e dos expositores confirma o certame como uma referência, algo que entusiasma e motiva a organização no sentido de surpreender a cada nova edição.

 a180 Copy

 

MERCEDES É NOTICIA

 

O outono atípico deu que fazer à caravana dos 50 Mercedes-Benz que este fim de semana percorreu as encostas da Serra da Estrela, no 6º Mercedes-Benz 4MATIC Experience! Com temperaturas elevadas para a época, foi no terreno que se sentiu o principal desafio de superação, com trilhos muito empoeirados e bastante degradados. A aventura TT mais alta do continente foi uma organização Mercedes-Benz Portugal e do Clube Escape Livre.

 a178 Copya179 Copy

 

OPTIFUEL CHALLENGE

 

Optifuel Challenge 2017:

 

RENAULT TRUCKS REÚNE OS MELHORES MOTORISTAS DO MUNDO EM ESPANHA

- Bruno Martins (Transportes Coelho Mariano) vai representar Portugal

No próximo dia 18 de outubro, 4ª Feira, Toledo será palco da final internacional do Optifuel Challenge 2017, uma competição de condução ecológica organizada pela Renault Trucks. 29 motoristas de outros tantos países irão competir para ganhar um camião Renault Trucks T480 Optifuel.

 

O Optifuel Challenge, uma competição de condução ecológica criada em 2012, ilustra de forma perfeita a abordagem abrangente da Renault Trucks em matéria de serviços ao veículo-motorista, bem como o seu empenho em contribuir para que os seus clientes aumentem a eficiência do combustível. O objetivo é a redução sustentada do consumo de combustível desde o primeiro quilómetro.

 

29 motoristas selecionados de um grupo de 2500

Desde o início de 2017, os países participantes na 4.ª edição do Optifuel Challenge têm vindo a realizar desafios a nível nacional. Agora, os melhores motoristas de todo o mundo, selecionados entre 2500 participantes, preparam-se para a final com início no dia 18 de outubro em Toledo, próximo de Madrid.

 

Uma final em duas fases

A final internacional está dividida em duas fases: na primeira, os motoristas preencherão um questionário que testará os seus conhecimentos sobre os princípios da condução ecológica e as formas de reduzir o consumo de combustível. Depois, os concorrentes participarão num teste de condução em estrada de 40 minutos num Renault Trucks T Optifuel com uma motorização de 13 litros Euro 6 step C. O vencedor será aquele que tiver consumido a menor quantidade de combustível sem sacrificar a velocidade de cruzeiro. Durante a competição, os motoristas serão assistidos por um representante da empresa respetiva e por um membro da rede local da Renault Trucks. As correspondentes equipas terão a capacidade de controlar o desempenho em tempo real através do sistema de gestão de frotas Optifleet.

 

Para assegurar a equidade entre os concorrentes, um sorteio determinará a ordem de passagem e a partida dos conjuntos trator/semi-reboque será escalonada. Um veículo adicional acompanhará cada grupo de motoristas para ter em conta o trânsito e outros fatores suscetíveis de afetar as condições de condução.

 

O melhor motorista ganhará um camião Renault Trucks T480 Optifuel.

 

Bruno Martins (Transportes Coelho Mariano), o vencedor da edição portruguesa de 2017 é o representante português nesta final: “É para mim um grande orgulho representar Portugal e a Transportes Coelho Mariano nesta competição internacional”.

 

Para Ricardo Gomes, Diretor Executivo da Galius representante exclusivo Renault Trucks para Portugal, “O sucesso desta segunda edição do Optifuel Challenge vem confirmar a boa aposta que significou trazer para Portugal este desafio. O Optifuel Challenge vem reforçar a importância que tem a consciencialização de que a redução do consumo e uma condução equilibrada é cada vez mais uma dinâmica global, importante para empresários e condutores. É também uma forma extraordinária de fortalecer parcerias e a relação entre a marca e os seus clientes”.a177 Copy

 

GRASSER LAMBORGHINI CAMPEÃO

 

GRASSER LAMBORGHINI, CAMPEÃO DA BLANCPAIN GT

a174 Copya175 Copya176 Copy A GRT Grasser Racing Team venceu o título 2017 da Blancpain GT e da Blancpain GT Series Endurance Cup, graças a uma terceira posição na corrida final da prova, celebrada no passado fim-de-semana em Barcelona.

 

Este resultado garantiu aos pilotos do Lamborghini Huracan GT3 da GRT Grasser Racing Team, Mirkko Bortolotti, Christian Engelhart e Andrea Caldarelli, o título de resistência, enquanto a dupla titular nas corridas sprint, formada por Bortolotti e Engelhart, se proclamou vencedora do troféu absoluto Blancpain GT, que engloba o desempenho conjunto nas corridas curtas e de resistência.

 

Grasser finalizou a sua temporada quase perfeita com o troféu reservado às equipas, embora a vitória por equipas da Endurance Cup tenha ido parar à Bentley Team M-Sport – troféu de consolação para uma formação que almejava a vitória absoluta com Vincent Abril, Maxime Soulet e Andy Soucek.

 

A vitória em Barcelona pertenceu ao Mercedes-AMG GT3 número 88 da AKKA ASP. A fórmula residiu na estratégia do primeiro turno, durante o qual o piloto espanhol Dani Juncadella alongou ao máximo a durabilidade dos Pirelli P Zero DHD para dar o salto para a liderança após arrancar na quarta posição da grelha. Os seus companheiros Felix Serralles e Tristan Vautier mantiveram desde então o comando à frente do Audi R8 LMS número 17 da equipa WRT Audi, autor da pole e pilotado por Stuart Leonard, Jake Dennis e Robin Frijns. Ambos os carros cruzaram a bandeira axadrezada separados por apenas 0,719 segundos após três horas de competição.

Declarações:

Matteo Braga, Manager de Atividades do Circuito da Pirelli: “Apesar das características do circuito de Barcelona, que é muito exigente em matéria de consistência dos pneus, pudemos assistir a uma batalha pela liderança muito uniforme entre diferentes marcas. Os cinco primeiros classificados extraíram o máximo rendimento dos seus pneus em todos os momentos, lutando por posições até à última volta. As condições foram muito instáveis este fim-de-semana, com uma saída muito delicada para quem optou por arrancar com pneus slick sobre um asfalto molhado. Apesar disso, registaram-se muito poucas saídas de pista, demonstrando a adaptabilidade do nosso produto a tão difíceis condições. Felicito os campeões de todas as categorias e a todos os que contribuíram para tão grande espetáculo esta temporada.”

 

Andrea Caldarelli (GRT Grasser Racing Team, #63 Lamborghini Huracan GT3): “Realizámos uma temporada excecional, com muito poucos erros, e este foi o resultado. Sinto-me particularmente orgulhoso do que conquistámos. Juntei-me à equipa no mês de março e nunca havia participado numa prova GT3. Nesta corrida desfrutei bastante do meu turno: ao início, a luta com os rivais foi muito bonita, e após superar este período, o desafio foi manter a terceira posição. Não sofremos uma degradação dos pneus particulamente grande e, pelo contrário, mostraram bastante consistência ao longo da totalidade do turno.”

O dado do dia:

Os títulos alcançados pela GRT Grasser Racing Team são os primeiros para a Lamborghini na Blancpain GT. A relação do famoso fabricante de supercarros italiano com a Pirelli remonta a 1963, quando Ferruccio Lamborghini solicitou à Pirelli a possibilidade de fornecer pneus para o primeiro veículo criado pela marca. Atualmente, a Pirelli equipa todos os novos modelos da Lamborghini, incluindo o Huracan.

O número do campeonato:

6.309. O número de quilómetros em corrida completados pelo Lamborghini #63 campeão ao longo da totalidade do campeonato.

 

NUNO MATOS REEDITA

 

Nuno Matos reedita Fábrica de Pilotos

Em 2013 evento envolveu 1500 pessoas e cerca de 1000 alunos das escolas de Portalegre

 

 

O Campeão Nacional de todo-o-Terreno Nuno Matos, está a organizar, em parceria com a Câmara Municipal de Portalegre, a Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre e a Fundação Robinson a Fábrica de Pilotos, um evento dedicado aos mais novos, que terá lugar já este domingo, dia 15 de Outubro e que antecede a 31ª edição da Baja Portalegre 500, mítica e derradeira competição pontuável para a Taça do Mundo de Todo-o-Terreno e para o Campeonato Nacional da modalidade, na qual o piloto portalegrense tem já presença confirmada.

 

A Fábrica de Pilotos é uma iniciativa dirigida especificamente a todos os alunos do primeiro ciclo do ensino básico de Portalegre, mas aberto ao público em geral. Os alunos entre os seis e os dez anos de idade foram desafiados a apresentar trabalhos, tais como desenhos, ilustrações, montagens, colagens, etc, nos quais se associasse o Opel Mokka Proto de competição da equipa à Fábrica Robinson. Todos os trabalhos serão avaliados por um jurí e os 25 melhores terão a oportunidade única de, já no próximo Domingo, experimentar as emoções de andar ao lado de Nuno Matos na sua máquina de competição.

 

Esta não é, contudo, a única surpresa do dia. Dia 15 de Outubro será um dia repleto de muitas outras iniciativas que envolvem não só atividades lúdicas, mas também pedagógicas a decorrer em simultâneo e que prometem animar miúdos e graúdos.

 

O Espaço Robinson abre portas pelas 10h00. É lá que estarão expostos os trabalhos dos alunos. Ao longo de todo o dia estarão também a decorrer jogos tradicionais no local que também terá insufláveis a fazer as delícias dos mais novos.

 

Será ainda possível visitar o Núcleo da Fábrica Robinson, a Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre e participar em workshops de cocktail’s não alcoólicos. As crianças serão ainda desafiadas a participar na iniciativa “Vem trocar um pneu”, e na escolinha de prevenção rodoviária de carrinhos a pedais, promovida pelo programa Escola Segura da GNR.

 

Nesta iniciativa que conta ainda com o apoio de várias instituições, o público poderá ainda assistir a demonstrações de operações de desencarceramento por parte dos Bombeiros às 11h00 e às 15h00, demonstrações de expressão corporal pelos utentes da APPACDM, às 11h30 e às 15h30, espetáculos de dança com os utentes da CERCI às 12h00 e às 16h00.

 

Para além de todas estas iniciativas, a “Fábrica de Pilotos”, irá oferecer t-shirts para todas as crianças que frequentam o primeiro ciclo, e outros brindes.

 

Nesta que é a segunda edição deste evento que há quatros anos foi um enorme sucesso ao reunir perto de 1500 pessoas e cerca de 1000 alunos das escolas do Concelho.

 

As portas do Espaço Robinson, no Largo Jardim Operário, nº5, abrem às 10h00 e o final das atividades está previsto para as 17h30m. A entrada é gratuita.

 a173 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

UNITED STATES GRAND PRIX PREVIEW Round 17 of 20
 
ULTRASOFT TURNS PINK IN AUSTIN TO SUPPORT SUSAN G.KOMEN®
  Formula 1 heads to Austin for the first race of an American double-header, with Mexico following just one week later. The three softest tyres in the range have been selected for both: P Zero Yellow soft, P Zero Red supersoft and P Zero Purple ultrasoft. However, to support the Susan G.Komen® foundation – which will be a key feature of the United States Grand Prix – the ultrasofts will be coloured pink for this weekend only. As has been the case for many races this year, this nomination is one step softer than 2016, which – in combination with the new 2017 regulations and wider tyres – is likely to lead to another lap record being broken, as has also been the case on recent tracks. The Circuit of the Americas borrows elements of other famous venues in its layout, making it universally popular among the drivers. Contrary to most circuits, it also runs anti-clockwise.
 
THE THREE NOMINATED COMPOUNDS
  
 
 
THE CIRCUIT FROM A TYRE POINT OF VIEW
 
 
 Turn 1 forms a unique challenge: an uphill then downhill hairpin, where braking is hard to judge.  There are several overtaking opportunities, which means that race strategy options to gain track position are quite open.  There are three long straights, which have the effect of cooling the tyres on each lap.  Weather can be quite variable in Texas, ranging from bright sunshine to heavy rain.  Last year, Lewis Hamilton’s winning strategy was a two-stopper, while Sebastian Vettel was on the podium with a three-stopper.
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING “For America, we’re once again taking a softer range of compounds that we have done for previous races there, with the ultrasoft available in Austin for the first time: but in pink
 
 
 
 
as a one-off, to highlight the brilliant work of the Susan G.Komen® foundation. This should bring lap times down, continuing the trend we have seen over the course of the season. Austin though is one of the hardest tracks to predict, also due to variable weather, and we’ve seen quite a variety of pit strategies there in the past. These could involve all three compounds this time, with the soft being a good potential option for the race as well”.
 
WHAT’S NEW?     The ultrasoft tyre appears at the Circuit of the Americas for the very first time: only this time coloured pink! For more info: www.pirelli.com/global/enww/race/austin-in-the-pink  Carlos Sainz makes his debut for Renault, and will use Jolyon Palmer’s tyre nomination. Daniil Kvyat, replacing Sainz at Toro Rosso, will use Sainz’s choices. This year’s Le Mans winner Brendon Hartley, driving the ex-Kvyat Toro Rosso, will use the tyre choices originally made by Kvyat.  The championship frontrunners have made slightly different tyre choices for America, with Lewis Hamilton selecting three sets of soft (the only driver to do so, along with Pascal Wehrlein).  Pirelli won all the classes in the FIA European Rally Championship standings, with Poland’s Kajetan Kajetanowicz taking a record third consecutive overall European title.
 
CIRCUIT OF THE AMERICAS MINIMUM STARTING PRESSURES (SLICKS)
 
 
22.0 psi (front) – 19.0 psi (rear)
 
EOS  CAMBER LIMIT
 
 
-3.50° (front) | -2.00° (rear)
 
THE TYRES NOMINATED THIS SEASON
 
      Australia      China  

UNITED STATES GRAND PRIX PREVIEW

 

alt

  

 

IBERIAN GT NO ESTORIL

 

Iberian GT and Touring: Uma corrida para os da casa

 

 

Duas décadas após o último Grande Prémio de Portugal, a Fórmula 1 regressa ao Estoril, para comemorar os 45 anos do Autódromo. Porém, as actividades em pista não se confinam apenas aos Fórmula 1, existindo, entre as seis diferentes corridas do programa, uma que permite aos pilotos nacionais participarem com os seus carros na primeira edição do Estoril Classic.

 

A corrida “Iberian GT and Touring” dará a possibilidade a muitos clássicos de competição existentes em Portugal poderem fazer parte da grande festa que será o Estoril Classic que vai decorrer no fim-de-semana de 21 e 22 de Outubro no Autódromo do Estoril.

 

Ao mesmo tempo, esta corrida servirá como alternativa à mais desgastante corrida “Masters 3 Hours” para vários concorrentes internacionais, cujos carros de GT e Turismo se encontrarão entre nós para participar no fim-de-semana seguinte noutra manifestação de alto nível de viaturas clássicas de competição, o Algarve Classic Festival.

 

Com um preço convidativo de inscrição de 490€, a pensar na possibilidade de participação de todos, esta competição consiste numa sessão de qualificação de 25 minutos e duas corridas de 25 minutos cada, uma no sábado, outra no domingo, aberta aos mais de quinhentos clássicos de competição pré-1980 estimados existirem em Portugal.

 

A primeira edição do Estoril Classic, um evento repleto de corridas internacionais organizado pela Race Ready em parceria com a Câmara Municipal de Cascais, vai decorrer no fim-de-semana de 21 e 22 de Outubro no Autódromo do Estoril.

 

Para além da acção em pista, haverá uma série de actividades no paddock para todos aqueles que se deslocarem ao Autódromo e adquirirem o bilhete para verem de perto estas raras viaturas de eleição. O acesso às bancadas é livre.

 a170 Copya172 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

Antevisão Grande Prémio do Japão 2017

 

 

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

JAPANESE GRAND PRIX QUALIFYING
 
LEWIS HAMILTON CLAIMS POLE FOR MERCEDES SMASHING SUZUKA ALL-TIME LAP RECORD ON SUPERSOFT
 
ALTERNATIVE STRATEGY FOR FERRARI’S KIMI RAIKKONEN AND MERCEDES DRIVER VALTTERI BOTTAS, WHO WILL START THE RACE ON SOFT
 
TWO PIT STOPS EXPECTED FOR MOST DRIVERS IN THE 53-LAP RACE TOMORROW, IF IT REMAINS DRY AND WARM
  a169 Copy Mercedes driver Lewis Hamilton demolished the Suzuka alltime lap record to claim pole position on the supersoft tyre. Hamilton and Ferrari’s Sebastian Vettel were the only two drivers to get through Q1 on the soft tyres only while their team mates, Valtteri Bottas and Kimi Raikkonen, adopted an alternative strategy for Q2. Both set their fastest Q2 times on the soft tyre, which they will begin the race on tomorrow. However, Bottas and Raikkonen are among several drivers to have collected grid penalties, so they will start further back tomorrow. With today’s dry weather expected to remain tomorrow, two pit stops should be the optimal strategy. However, there is always the possibility of a safety car to disrupt the strategy in Suzuka, with red flags seen in free practice as well as during Q1.
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING “Hamilton’s remarkable lap, which obliterates the previous all-time Suzuka record, has underlined the pace of the latest-generation Formula 1 car and tyres, even though preparation for the race has been interrupted by weather and red flags up until now. Pole this year was in fact 3.3 seconds faster than 2016, with the tyres performing perfectly. We would expect two pit stops for most drivers in the race tomorrow, as this is one of the circuits that takes the most energy out of the tyres of the entire year. Already we’ve seen some tactics in qualifying, with two of the drivers carrying grid penalties opting to start on the soft tyres. This should allow them to gain track position by running a longer first stint than their direct rivals. Last weekend in Malaysia proved that, with the right strategy, it’s still possible to get a good result even starting from the back.”
 
HOW THE TYRES BEHAVED TODAY
      All the drivers in the top 10 grid positions will start on this tyre, except for Bottas. Bottas and Raikkonen were the only drivers to use this tyre in Q2. Seen only at the beginning of FP3 today for installation laps.   
 
 
 
 
 
FREE PRACTICE 3 – TOP 3 TIMES
 
 
QUALIFYING TOP 10
 
 
 
MOST LAPS BY COMPOUND SO FAR
 
 
 
 
 
 
DRIVER TIME COMPOUND
Bottas 1m29.055s SOFT NEW
Hamilton 1m29.069s SOFT NEW
Vettel 1m29.379s SUPERSOFT USED
DRIVER TIME COMPOUND
Hamilton 1m27.319s SUPERSOFT  NEW
Bottas 1m27.651s SUPERSOFT  NEW
Vettel 1m27.791s SUPERSOFT  NEW
Ricciardo 1m28.306s SUPERSOFT  NEW
Verstappen 1m28.332s SUPERSOFT  NEW
Raikkonen 1m28.498s SUPERSOFT  NEW
Ocon 1m29.111s SUPERSOFT  NEW
Perez 1m29.260s SUPERSOFT  NEW
Massa 1m29.480s SUPERSOFT  NEW
Alonso 1m30.687s SUPERSOFT  NEW
COMPOUND DRIVER LAPS
MEDIUM Alonso, Grosjean, Magnussen 3
SOFT Perez 18
SUPERSOFT Raikkonen 19
WET Hamilton, Stroll 4
 
 
 
 
BEST TIME BY COMPOUND SO FAR
 
 

 

NOVO OPEL CROSSLAND

 

Novo Opel Crossland X com inovador sistema GPL de fábrica

O recém-lançado ‘crossover’ urbano Opel Crossland X alarga a sua gama com uma variante FlexFuel alimentada a gás de petróleo liquefeito (GPL). Com este lançamento, a Opel traz ao mercado o primeiro automóvel a GPL dotado de um inovador sistema de alimentação multiválvulas com um sensor ótico colocado no interior do depósito para facultar uma leitura mais precisa da quantidade de combustível disponível. Esta é uma vantagem apreciável face aos sistemas GPL convencionais, uma vez que permite ao condutor otimizar a utilização do gás antes de novo reabastecimento. Além das luzes LED que indicam qual o combustível em utilização, o computador de bordo fornece valores de autonomia mais rigorosos, tanto para gás como para gasolina. A autonomia total pode atingir 1300 km.  (...)a167 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2017 Japanese Grand Prix  – Sets available for the race – Infographics

alt

 

NOVO LEAF EM PORTUGAL

 

NOVO NISSAN LEAF CHEGA A PORTUGAL

 

 

 

Novo Nissan LEAF chega a Portugal

Novo Nissan LEAF chega a Portugal

Nissan LEAF edição especial 2.ZERO comemora o início das encomendas na Europa

 

 

 

 

Imagens Relacionadas

Nissan LEAF edição especial 2.ZERO comemora o início das encomendas na Europa

Nissan LEAF edição especial 2.ZERO comemora o início das encomendas na Europa

Mais

Vídeo Relacionados

The New Nissan LEAF launched for Europe: Raising the bar for mass market electric vehicles

Nissan Futures 3.0 - The car and beyond

Mais

 

OPEL ZAFIRA AUMENTA

 

Opel Zafira aumenta conectividade com novo sistema IntelliLink 4.0

Reconhecido como o modelo ideal para famílias modernas, graças ao versátil sistema de bancos Flex7 que oferece múltiplas configurações até sete lugares, o Opel Zafira está prestes a receber um novo sistema de informação e entretenimento NAVI 4.0 IntelliLink capaz de maximizar a ligação digital com o exterior. Os ocupantes passam a usufruir de um aparelho de última geração, com navegação integrada e plena funcionalidade com o Opel OnStar, nomeadamente a possibilidade de receber itinerários diretamente no IntelliLink, por via telemática.  (...)a166 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

JAPANESE GRAND PRIX RACE – INFOGRAPHICS

alt

alt

 

LIZOESTE MOTORSHOW

Lizoeste MotorShow Slalom Mafra 2017 - Inscrições

Estão abertas as inscrições para o Slalom de Mafra - Lizoeste Motorshow a realizar no próximo dia 22 de Outubro.
Publicamos o Regulamento e Boletim de Inscrição provisórios, terminando as inscrições às 17:00h do dia 13 de Outubro.
A prova ao estilo do NDML, contará com um desfile e apresentação dos concorrentes (09:30h) e três provas classificativas (12:30h, 14:30h e 16:30h).

 

KIDS KARTING BATALHA

Kids Karting Batalha

Em colaboração com o Município da Batalha iremos instalar a nossa pista itinerante para possibilitar a iniciação à prática do karting.
A pista será instalada no Pavilhão Multiusos nos dias 13, 14 e 15 de Outubro com horário entre as 09:00 e as 13:00 e entre as 14:00 e as 18:00 estando aberta a todos os jovens dos 6 aos 11 anos....

 

 

RALLY PORTUGAL HISTÓRICO

Rally Portugal Histórico 2017 - Dois pódios Portugueses

Numa das edições mais duras do RPH o segundo e terceiro lugares foram merecidamente ocupados por duas equipas Portuguesas.
João Vieira Borges/João Serôdio, tal como no ano anterior, afirmaram-se novamente como a melhor equipa nacional finalizando no segundo lugar, seguidos por Paulo Grosso/Susana Cordeiro no terceiro posto, ambas em Porsche.
Assim Yves Deflandre/Joseph Lambert também em Porsche vence pelo segundo ano consecutivo o RPH...

 

PÓDIO PARA PARENTE

Pódio para Álvaro Parente no Mundial

 

Álvaro Parente assegurou um lugar no pódio nas 8 Horas da Califórnia, a terceira etapa do Intercontinental GT Challenge, que se realizou este domingo no mítico circuito de Laguna Seca.

O português esteve uma vez mais em plano de evidência no palco mundial das corridas de GT e com uma prestação notável aos comandos do McLaren 650S da K-PAX Racing, que dividiu com Bryan Sellers e Ben Barnicoat, assegurou o terceiro posto em mais uma ronda daquele que é considerado o Campeonato do Mundo de GT.

Depois de arrancar do quinto posto da grelha de partida, o piloto oficial da McLaren, juntamente com os seus colegas de equipa, esteve sempre em contenção pelos lugares do pódio, tendo o trio cruzado a linha de meta na terceira posição, a quarenta e três segundos dos vencedores, após oito horas de prova.

CLASSIFICAÇÃO

1º Pierre Kaffer/Kelvin van der Linde/Markus Winkelhock 314 voltas em 8h00m27,641s

2º Christopher Mies/Connor de Filippi/Christopher Haase a 2,488s

3º Álvaro Parente/Ben Barnicoat/Bryan Sellers McLaren a 43,050sa165 Copy

 

COPA ECPA

6ª etapa deverá ter corrida mais emocionante da temporada na Copa ECPA de Velocidade

Há 10 competidores com chances de serem campeões nas três classes em disputa no Marcas e Pilotos

O Autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, no interior de São Paulo, pode ser palco de uma corrida histórica da Copa ECPA de Velocidade. A julgar pelo equilíbrio demonstrado ao longo da temporada, a última etapa de 2017, que será disputada no próximo sábado, dia 21 de outubro, tem tudo para ser a mais equilibrada e emocionante do ano. A sexta etapa da competição terá provas na categoria Marcas e Pilotos e Fórmula Vee.

Nas três classes da categoria Marcas e Pilotos, a disputa está em aberto, com pelos menos três competidores com chances de ficar com o título. Na Super, a principal do certame, quatro corredores lutam pelo campeonato.

Rodrigo Stefanini (Capivari), Alexandre Souza (São Paulo), Gustavo Favoretto (Piracicaba) e Lamartine Pinotti (Sertãozinho) disputam o prêmio maior.

Na Light, outros três: o líder, Alexandre Peppe; o vice-líder, Rodrigo Huidobro; e o terceiro colocado, João Morais.

Entre os Novatos, Guilherme Reischl, a dupla Adilson  Gorga e Eric Folquitto e Thiago Roque.

 

“A expectativa é que teremos duas corridas histórica, já que há muitos pilotos com chances reais de ficar com o título da temporada. Até mesmo porque na última etapa contará pontos em dobro”, afirmou Daniella Giannetti.

 a164 Copy

 

ALBUQUERQUE PODE SER CAMPEÃO EM PORTIMÃO

 

Filipe Albuquerque pode ser campeão do European Le Mans Series

No Autódromo do Algarve a 22 de Outubro

A última jornada do European Le Mans Series tem lugar no próximo fim-de-semana de 21 e 22 de Outubro no Autódromo Internacional do Algarve e Filipe Albuquerque pode sagrar-se campeão! O piloto português e os seus companheiros de equipa na United Autosports, Will Owen e Hugo de Sadeller ocupam a segunda posição nas contas do Campeonato mas a correr em casa e com o apoio do público, o piloto português espera inverter o resultado e conseguir o ceptro que já lhe escapou por duas vezes em 2014 e 2015.

Filipe Albuquerque que conquistou no passado fim-de-semana o título de vencedor da Taça Norte Americana de Resistência chega ao Algarve para o ELMS com a motivação em alta e determinado em faz jus ao provérbio: “à terceira é de vez”.

“É uma prova decisiva e onde vamos ter de dar tudo. Estamos na segunda posição, não temos nada a perder. Temos de pressionar os líderes e mostrar confiança. O facto de conhecer o circuito poderá ser uma vantagem. É o tudo ou nada para nós”, começou por explicar.

Pelo terceiro ano a disputar o Campeonato e com jovens companheiros de equipa, que mesmo menos experientes, têm mostrado garra, determinação e adaptação fantástica Filipe acredita que tudo é possível: “Não dependemos única e exclusivamente de nós, mas vamos lutar pela vitória na prova e esperar para ver o que acontece aos nossos adversários em termos de campeonato. Temos de fazer o nosso trabalho bem. Seria muito especial para mim vencer perante o meu público e se a isso acrescentar o título, seria excepcional”, rematou.

As 4h de Portimão terão transmissão em directo no Motorsport TV a partir das 13h de Domingo, 22 de Outubro.

 a163 Copy

 

PARENTE ARRANCA

Álvaro Parente arranca de 5º para as 8 Horas da Califórnia

 

Álvaro Parente alinha para as 8 Horas da Califórnia, a terceira etapa do Intercontinental GT Challenge, da terceira linha da grelha de partida, depois de uma qualificação extremamente disputada em Laguna Seca que deixou os oito primeiros ficaram separados por apenas oito décimos de segundo.

Como era esperado, a competitividade da terceira ronda daquele é considerado o Campeonato do Mundo de Carros de GT é extremamente elevada, característica notada desde a primeira sessão de treinos-livres, que se disputou na sexta-feira passada.

Na qualificação o piloto português não teve dificuldades em assegurar o décimo posto da tabela de tempos, o que lhe garantia a passagem para a Super-Pole, a sessão onde se definiu as treze primeiras posições da grelha de partida.

Sempre incumbido de qualificar o McLaren 650S da K-PAX Racing que divide com Ben Barnicoat e Bryan Sellers, Álvaro Parente esteve na luta pelos lugares cimeiros da tabela de tempos, terminando no quinto posto, a seis décimos da pole-position. “Foi um bom resultado numa sessão muito competitiva, como demonstram as diferenças de tempos. Perdemos alguma eficácia na qualificação, uma vez que não estávamos a gerar tanta aderência como esperávamos. Mas estamos na luta e vamos ver como decorrerá a corrida”, afirmou o piloto oficial da McLaren GT.

A prova de hoje, que se segue às 12 Horas de Bathurst e às 24 Horas de Spa-Francorchamps, terá o seu início às 17h10 e terá a duração de oito horas. O português, que realizará o arranque, mostra-se determinando a lutar por um bom resultado, mas aponta que haverão muitos factores em jogo. “Será uma corrida longa em que teremos que nos bater com adversários muito fortes que estão em Laguna Seca com o mesmo objectivo que nós – garantir um bom resultado. A estratégia será determinante, assim como a gestão de pneus. Vamos dar o nosso melhor para conseguirmos uma boa classificação”, concluiu Álvaro Parente.

As 8 Horas da Califórnia poderão ser seguidas a partir da 17h10, Hora de Lisboa, através do seguinte link: www.motortrendondemand.com/watch-live.a162 Copy

 

VULCO É NOTICIA

Vulco: Mais desenvolvimento profissional

Vulco aposta na profissionalização da rede e na qualidade dos serviços.

 
 

A Vulco, a rede de oficinas abandeirada pela Goodyear Dunlop, especializada em pneus e mecânica rápida, aposta na melhoria da competitividade e da profissionalização dos seus associados, através de uma poderosa oferta formativa que aplica a todas as oficinas da sua rede.

Ao abrigo do seu completo programa de rede, a Vulco oferece aos seus associados a possibilidade de melhorarem a gestão da sua atividade em termos de processos, com o intuito de prestar ao utilizador final um melhor serviço e aconselhamento, e os maiores índices de satisfação.

Deste modo, a rede de oficinas promove o desenvolvimento profissional como 'vantagem competitiva’ para a geração sustentável de negócio, apostando num modelo formativo que combina teoria e prática, e que pode ser cursado de forma presencial ou à distância.

Cursos de Geometria e Alinhamento de Direção, Sistemas de Travagem, TPMS, Revisão Oficial Vulco ou de Gases fluorados são só alguns dos exemplos que compõem a oferta em Portugal, e que se somam a um programa ainda mais amplo em Espanha, onde se ministram, entre outros, cursos de Iniciação a veículos híbridos, de Gestão de oficina ou relativos a diferentes processos de Pós-venda, e de que resultam mais de 500 horas de formação ministradas em 20 diferentes localizações, reforçando a proximidade das sessões com as oficinas que integram a rede.

Para a Vulco destaca-se a importância do seu programa de consultoria e assessoria de negócio, desenvolvido por intermédio da TÜV SÜV ATISAE, empresa multinacional de consultoria do setor automóvel, e responsável pela gestão dos seus cursos, e com a qual mantém um protocolo de colaboração há mais de sete anos, que permite "a construção continua de um projeto profissional consolidado e de alto valor acrescentado”.

Mario Recio, Diretor da rede de oficinas Vulco, afirma que "o nosso principal contributo para o setor, e a diferenciação do nosso modelo de negócio, reside em contarmos com grandes profissionais, capacitados a nível técnico, comercial e de gestão, para satisfazer as necessidades do atual cliente. Por isso, centramos os nossos esforços em oferecer uma ampla e variada oferta formativa, inovadora e de qualidade. Hoje, a Vulco é uma rede mais competitiva, mais comprometida e mais profissional”.

Vulco: Mais desenvolvimento profissional
 

MIGUEL OLIVEIRA FICOU EM 7º

 

Corrida decorreu sem chuva, mas com o piso extremamente molhado e com muito spray

 

MIGUEL OLIVEIRA TERMINA EM 7º NO JAPÃO

Motegi foi este fim de semana sinónimo de condições muito adversas para os pilotos na 15ª ronda do Campeonato do Mundo de Motociclismo. Embora a corrida deste domingo não tivesse sido marcada por chuva, o piso extremamente molhado provocava muito ‘spray’ com a passagem das motos, que dificultava assim a visibilidade dos pilotos. Numa corrida encurtada para 15 voltas devido à forte queda de água que obrigou a intervenção dos meios de limpeza na pista para escoamento e limpeza, o piloto da Red Bull KTM Ajo terminou na 7ª posição, depois de ter saído em 5º na grelha de partida.

 

Num fim de semana irrepreensível debaixo de difíceis condições climatéricas, e onde apenas perdeu a pole position, Miguel Oliveira não se sentiu confortável com a pouca aderência da roda traseira no decorrer da prova, pelo que optou por ser conservador e terminar, amealhando o máximo de pontos possíveis para o campeonato.


#44 Miguel Oliveira

Foi um dia difícil e com muita água na pista. Eu não estava muito confortavel, especialmente com o pneu traseiro que não me dava boas sensações para poder puxar mais. Tinha os 5 primeiros bastante próximos mas percebi que não podia ganhar tempo por isso optei por gerir a corrida da melhor maneira possível, para terminar a prova. Depois do desempenho deste fim-de-semana, a 7ª posição não é o que esperávamos  mas terminei a prova e isso é positivo. Agora há que olhar para Phillip Island, um circuito do qual gosto, e que penso que se encaixa perfeitamente com as características da nossa moto. Chegaremos fortes.”


Aki Ajo, Team manager

"Estou um pouco dececionado com o resultado final da corrida do Moto2, embora, em geral, possamos continuar satisfeitos com o desempenho que tivemos durante o fim de semana. Somos bastante rápidos em todas as condições [climatéricas], seja em piso seco ou molhado, e este fim de semana foi mais uma experiência para melhorarmos o nosso desempenho à chuva. Estamos confiantes para as próximas corridas".

 

Com o resultado no GP do Japão, Miguel Oliveira encontra-se agora em 4º lugar na classificação geral do Campeonato do Mundo, a apenas 14 pontos de Marquéz, que conquistou em Motegi a sua primeira vitória numa corrida desta temporada.

 

A 16ª ronda do Campeonato decorre já no próximo fim de semana, entre 20 e 22 de outubro na Austrália, quando ficam a faltar apenas 3 etapas para o final da temporada de 2017.


Resultados (Corrida)

1. Alex Marquez (Kalex) com 32:08.901

2. Xavi Vierge (Tech3) +1.465

3. Hafizh Syahrin (Kalex) +3.134

4. Francesco Bagnaia (Kalex) +5.415

5. Mattia Pasini (Kalex) +5.618

7. Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) +7.597


Classificação geral:

Franco Morbidelli – 256 pontos

Thomas Luthi – 232 pontos

Alex Marquéz – 180 pontos

Miguel Oliveira – 166 pontos

 a160 Copy

 

JAS SOMA E SEGUE

 

JAS Honda wins Japanese endurance title


The JAS Motorsport Honda Civic Type R TCR won a seventh major championship title of 2017 in Japan on Sunday as the Dome Racing Team claimed the Super TaikyuST-TCR crown.

Drivers Takuya Kurosawa, Hiroki Kato and Keishi Ishikawa wrapped up the title for the #98 Motul Dome Racing Project entry, despite a challenging race in which boost issues limited them to fifth place at Okayama.

Dome effectively sealed the title during qualifying on Saturday as the sister car of Hidenori Kouuchi, Shinji Nakano and Shinichi Ito claimed pole position, denying the only non-Honda in championship contention the necessary bonus points it needed to take the prize fight into the final race.

Kouuchi, Nakano and Ito then dominated the race to make it five wins out of six for the Dome team in 2017 and a sensational record of finishing on the podium at every race.

The trio’s Modulo Racing Project-badged car finished second in the championship, behind Kurosawa, Kato and Ishikawa.

Victory in Japan adds another chapter of success for the Civic Type R TCR, which has already claimed titles in the Middle-East, Asia, Germany, China and Thailand in 2017.

Mads Fischer, JAS Motorsport TCR Project Leader, said: “This is a fantastic way to end the first season for this exciting project between Honda, JAS Motorsport and Dome Racing Team with the Honda Civic Type R TCR. Although this championship went down to the final round, you can see that with five victories from six races and nine podium finishes, the team has been the strongest in the class by a long way and has taken a magnificent championship. We are very proud of everybody involved.”


Notes to editors:

Image information
Main:
Takuya Kurosawa, Hiroki Kato, Keishi Ishikawa, Dome Racing Team Honda Civic Type R TCR, Super Taikyu Series, Okayama, Japan.
Lower: (l) Takuya Kurosawa, Hiroki Kato, Keishi Ishikawa, Dome Racing Team Honda Civic Type R TCR, Super Taikyu Series, Okayama, Japan; (r) Shinji Nakano, Shinchi Ito, Hidenori Kouuchi Dome Racing Team Honda Civic Type R TCR, Super Taikyu Series, Okayama, Japan.

About JAS Motorsport
Founded in 1995, JAS Motorsport is one of the world's leading touring car teams and constructors. Initially fielding Alfa Romeos in the ITC, JAS became a technical partner of Honda in 1998 and has been at the forefront of its activities with touring cars and rallying ever since. In 2012, JAS was chosen to develop, in partnership with Honda R&D, the Civic WTCC, which it currently fields in the FIA World Touring Car Championship. Since then, the organisation has designed and built Honda's hugely-successful Civic Type R TCR, which won three major championships in 2016 and seven (and counting) in 2017.

alt
alt

 

WTCC - CHINA

WTCC - CHINA

 

 Há sempre uma primeira vez para tudo. Hoje, em Dingbo, tivemos uma cerimónia de pódio... na zona de entrevistas da Sala de Imprensa. Digamos que foi a cereja no topo do bolo para uma corrida do WTCC que existiu sem nunca existir. Onde a razão de ser das corridas - ser melhor que os outros - não foi materializada. Onde um director de corrida levou o passeio (difícil, verdade) atrás do Safety-Car até um limite de voltas que fizesse, graças a um regulamento tonto (não tenho outr...o adjectivo), com que a mesma tivesse uma classificação oficial e daí resultassem pontos para os campeonatos. Onde o Colégio de Comissários não teve (por falta de meios de decisão) a força necessária para evitar o perpetuar de uma farsa.

  1. Sei que se cumpriu (por omissão) a letra do regulamento, mas discuto, claramente, como se pode considerar “uma corrida” aquilo a que, infelizmente, assistimos.
    Quando em 2013 escrevi que a prova do WEC em Fuji tinha sido um travesti de uma corrida, pensei que nunca mais teríamos direito a um espectáculo destes. Deixar que isto aconteça mais vezes é dar razão a quem considera que o Desporto Motorizado não é desporto. E a crítica tem de começar de dentro, daqueles que fazem disso profissão, mas também dos que o seguem com paixão.
    Hoje, o que tivemos foi pior que wrestling! Aí já sabemos ao que vamos. Que não existe verdade desportiva, que é pura encenação, um “teatro” onde o espectáculo manda. Na “corrida” principal do WTCC em Dingbo nem espectáculo tivemos. Até a “encenação” foi má. Quando ouvi um piloto dizer que esteve quase a pedir à equipa para esta solicitar junto da Direcção da Corrida que Bruno Correia andasse mais devagar, definitivamente percebi que a “peça” nunca devia ter ido a “cena”.

 

DTM NA ALEMANHA

DTM NA ALEMANHA

 

, Chegou , viu e venceu! Um título muito especial para piloto que demorou a que todos percebessem quanto especial é.

 

ALBUQUERQUE EM PORTIMÃO

 

 A esta hora no próximo domingo, esperamos estar aqui a escrever a palavra FILIPE ALBUQUERQUE CAMPEÃO.

 

RECORDAR É VIVER

RECORDAR É VIVER

 

POR JOÃO CARLOS COSTA

 

 Faz hoje precisamente 11 anos. Toni Elias batia Valentino Rossi no Estoril por 0,002s. Pelo prazer da batalha em pista e um fabuloso final, está bem dentro do Top 10 das provas que mais gozo me deu comentar.

 

MIGUEL OLIVEIRA NO JAPÃO

 

Piloto luso arranca amanhã da 2ª linha de grelha, depois de ter dominado grande parte da sessão de qualificação

 

MIGUEL OLIVEIRA COM RITMO PARA PÓDIO

 

O segundo dia em Motegi, no GP do Japão, 15ª ronda do Campeonato do Mundo de Motociclismo, ofereceu aos pilotos de Moto2 uma qualificação sem chuva, ainda que com pista molhada.

 

Com o asfalto a começar a secar a cada volta, tudo apontava para uma sessão de qualificação discutida até ao último minuto, e assim aconteceu. Ainda com pneus de chuva, o piloto luso da Red Bull KTM Ajo demonstrou já um grande ritmo e a sua vontade de reclamar um lugar no topo, mas à medida que os pilotos começavam a mudar as suas motos para condições de pista seca os tempos baixaram substancialmente.


Também Miguel Oliveira fez uma paragem nas boxes  para mudar os pneus para ‘slick’ e o ‘setup’ para piso seco. O piloto de Almada conseguiu igualmente baixar de forma significativa os seus tempos, impondo desta vez o seu domínio e assumindo a liderança da qualificação.

 

Nos últimos minutos não faltaram candidatos à 'pole', sendo que na última volta uma sucessão de voltas rápidas de vários pilotos empurraram Miguel Oliveira da ‘pole’ para o 5º lugar, com o japonês Takaaki Nakagami a agarrar o lugar cimeiro da grelha de partida em casa, com 1min53.776s (0,513s mais rápido do que o piloto português).

 

#44 Miguel Oliveira

“Foi uma qualificação bastante difícil, pois tivemos a primeira parte com a pista ainda molhada, mas senti-me muito confortável nestas condições. Entretanto a pista começou a secar e, com a moto configurada para seco, senti-me também bastante à vontade, podendo puxar um pouco mais. Infelizmente, na última volta abri um pouco a trajetória após falhar uma travagem e, tendo também um piloto mais lento à minha frente, não consegui melhorar o meu tempo. Poderia ter conseguido a ‘pole’ ou a primeira linha, mas agora o mais importante é focar-me no dia de amanhã, que será bastante difícil, com muita chuva. O objetivo é estar concentrado e levar a corrida com calma para terminar na melhor posição possível."

 

A sessão de treinos do dia apresentou-se ainda com alguma chuva, condição não favorável para melhorar os tempos de sexta-feira, ficando o piloto Miguel Oliveira com o 8º melhor tempo, a 0,729s do malaio Hafizh Syahrin, o mais rápido da sessão.

 

A prova irá realizar-se este domingo, 15 de outubro, às 04h20, hora de Portugal.


Resultados (Qualificação)
1. Takaaki Nakagami (Kalex) com 1:53.776
2. Alex Marquez (Kalex) com 1:53.904 +0.128
3. Xavi Vierge (Tech3) com 1:54.046 +0.270
4. Mattia Pasini (Kalex) com 1:54.139 +0.363
5. Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) com 1:54.289 +0.513

 a160 Copy

 

ORECA TOMA POSIÇÃO

 

ORECA Group responds to ACO's announcements regarding LM P2 class

Following on the press release published Saturday afternoon by the ACO regarding performance adjustments to be made to the LM P2 prototypes of the three other manufacturers, Hugues de Chaunac, President of ORECA Group - major player in endurance and the 24 Hours of Le Mans - wishes to respond.

"ORECA Group acknowledges ACO and FIA's decisions, and though we've been informed, more dialogue and consultation would have been appreciated. We disagree with these decisions and contest their legitimacy, considering the detailed analyses conducted and provided by ORECA. Only European Le Mans Series races were looked at - four rounds to start with, then five. As for IMSA races, they haven't been taken into account, which we think is regrettable. Contrary to technical regulations, these decisions regarding performance adjustments are not based on data evaluating performance deficits."

 

"As the only manufacturer not allowed to develop its car, ORECA finds itself unfairly penalised today, together with all the teams which have put their trust in us and have successfully entered the ORECA 07. We would like to express our support to them. In the early days of the project, all LM P2 players had agreed on the idea of an open competition between four chassis manufacturers sharing the same rules, with the same engine too. Less than a year in, we are now moving towards a balance of performance system which has nothing to do with this original idea. Originally, performance evolutions were possible and clearly intended to make sure that no manufacturer facing difficulties would be left by the wayside. Only one of us is in this situation today."

 

GT MOTIVE

GT Motive no 13º Fórum V.O. e pós-venda

O novo GT Estimate e o seu compromisso com a digitalização económica da oficina, protagonistas do XIII Fórum V.O. e pós-venda.

Mais um ano, a GT Motive, especialista em tecnologia, soluções de avaliação e gestão de sinistros, participou ativamente no Fórum V.O. e Serviço pós-venda, que, nesta edição XIII, teve a participação de mais de 600 profissionais. O desafio de aumentar a rentabilidade da oficina graças à adoção de tecnologia que simplifica as suas tarefas mais rotineiras centrou a presença da empresa nesta edição, na qual a equipa GT Motive apresentou os novos recursos e funcionalidades da sua ferramenta GT Estimate.

O recentemente inaugurado estádio Wanda Metropolitano do Atlético de Madrid recebeu a 3 de Outubro a edição XIII do Fórum V.O. e pós-venda de Ganvam, cita desta vez focada na reflexão sobre as grandes mudanças e oportunidades que já são vistas no setor de veículos de segunda mão e pós-venda. Para isso, os mais de 600 profissionais que participaram no dia disfrutaram de um interessante programa de rede em que o GT Motive, como patrocinador Platinum do evento, teve uma presença excepcional.

GT Motive no 13º Fórum V.O. e pós-venda

 

25ºANIVERSÁRIO AUTOMECHANIKA

Automechanika Frankfurt celebra o seu 25º aniversário no próximo ano

Feira líder com muitos temas novos e o mais alto nível de inscrições.
A Automechanika Frankfurt, que é a mais importante feira internacional do mercado automóvel e que terá lugar de 11 a 15 de Setembro de 2018, tem todos os motivos para comemorar, pois será o seu 25º aniversário. Para além de favoritos nos seus programas de formação e eventos de redes, os visitantes do próximo ano poderão aguardar novos destaques. Por exemplo, o organizador da feira irá emitir uma publicação especial para o 25º aniversário da Automechanika Frankfurt mostrando a história do evento desde o momento em que foi fundada, um olhar para trás que inclui a primeira Automechanika no exterior e a caminhada que teve até se tornar líder do mercado internacional.
Vários temas irão ter a sua estreia em Frankfurt, incluindo novos temas, como o negócio de carros clássicos de todas as idades, e REIFEN, a feira emblemática estabelecida para os pneus que será realizada em Frankfurt pela primeira vez em 2018, ao lado da Automechanika Frankfurt . Ambos os temas estarão localizados no novo Hall 12.

Atualmente em construção está o novo salão de exposições que entrará em operação a tempo do 25º aniversário do evento. Os novos temas oferecem aos visitantes da indústria, oficinas e oportunidades para explorar novos mercados e expandir o seu público-alvo.

A importância da Automechanika Frankfurt como local de encontro da indústria é sublinhada pelos registos de stand que foram recebidos até à data. Embora o evento esteja a cerca de um ano de distância, mais de 2.400 empresas já anunciaram que irão participar na Automechanika Frankfurt 2018 - aprox. oito por cento mais que no mesmo período há dois anos atrás.


 
 
Automechanika Frankfurt celebra o seu 25º aniversário no próximo ano

 

JAPANPARTS COM NOVO GENERAL MANAGER

Alessandro Piazza, General Manager da Japanparts Group

"Ainda temos espaço no aftermarket europeu para permitir que a nossa empresa tenha um crescimento estável. Em particular, em Portugal, a empresa teve outro trimestre forte, com um aumento de 33% em relação aos resultados do ano anterior ".
Alessandro Piazza, General Manager da Japanparts Group

 

WTCC NA CHINA

 

WTCC 2017

Michelisz moves into title contention in China

alt WTCC Race of China

Ningbo International Circuit, China
alt

Norbert Michelisz moved into contention for the FIA World Touring Car Championship with a fifth podium finish of the year in torrential rain at Ningbo International Speedpark in China.

The Hungarian came home second in a shortened Main Race to add to an earlier fourth-placed finish; results that moved him to within two points of the Drivers’ Championship lead.

With team-mate Tiago Monteiro, who missed the event through injury –  just half a point away from the top spot in the title race, the Castrol Honda World Touring Car Team left the brand-new circuit with two drivers in the thick of the championship battle.

Hungarian racer Norbert started the wet Opening Race from ninth spot on the reversed grid, but climbed to fourth place by the chequered flag; aided by team-mate Gabriele Tarquini, who substituted for Tiago.

With the Main Race starting behind the Safety Car, and then being abandoned after two laps, Norbert claimed the runner-up spot in the event, for which half-points were awarded due to its earlier-than-planned finish.

Gabriele, having allowed Norbert to pass him in the Opening Race, held off those behind him to claim fifth and then added fourth spot in the Main Race.

Ryo Michigami’s day began badly as he was forced to start from the back of the grid due to an engine-change penalty – a legacy of his qualifying issues. But the Japanese driver kept his concentration superbly in the treacherous conditions to climb to a career-best ninth spot.

He then repeated that result in Race Two to lie 16th in the championship.

Honda hold second place in the Manufacturers’ points table, just seven points away from the lead.

Norbert Michelisz

Norbert Michelisz 5

“I came here 29 points away from the championship lead and I’m leaving just two behind, so from that point of view, it’s been a successful weekend. What’s been not so good is knowing that Tiago is at home and not able to race, and I think everybody’s missed him. It’s been great having Gabriele around though and he was able to help me in Race One, which is exactly what we needed as a team. The conditions today were very tough, but not impossible, and the car worked very well.”

- Castrol Honda WTCC
Gabriele Tarquini

Gabriele Tarquini 2

“I’m very happy with my own performance on what’s been a very difficult day in terms of the track conditions. In Race One there was a lot of water on the main straight, which led to some aquaplaning, and meant the concentration levels had to be absolutely top. I came here to help Norbi’s title push and try and protect Tiago’s position on top of the championship and I was able to do both. When Norbi came up behind me in Race One I let him pass me and then helped to give him a gap so he could maximise his result. Fifth and fourth is probably better than I expected, but I’m happy with the way things have gone. I hope now that both Norbi and Tiago can continue to push for the title in Japan.”

- Castrol Honda WTCC
Ryo Michigami

Ryo Michigami 34

“Today I’ve scored the best results of my WTCC career and that makes me very happy. The conditions were pretty bad on the track, which meant that the concentration had to be one-hundred per cent, all the time, because starting from the back of the grid after the engine change, I knew there would be lots of battles. The car was much better than in qualifying with a fresh engine and I was able to pass some people and make up a lot of positions. I didn’t make any mistakes and two points finishes is the result. This gives me a lot of confidence as we prepare for my home race – and also Honda’s home race – at Motegi in two weeks.”

- Honda Racing Team JAS
Alessandro Mariani

Alessandro Mariani

Team Principal

“Our aim for this weekend was to keep Tiago in the hunt for the Drivers’ Championship and put Norbi up there too and we have achieved this. I have to say a huge thank you to Gabriele for standing in for Tiago and doing a fantastic job, despite having not driven our car for nearly two years. Norbi did exactly what he needed to and Ryo had his best race day of the year. As a team we did a very good job of managing a tough weekend and that’s something everybody can be proud of.”

- Castrol Honda WTCC
Ryuichi Furukawa

Ryuichi Furukawa

Large Project Leader WTCC Development, Honda R&D

“I am very happy with the results today. As soon as it was confirmed that Tiago would have to miss this event, we knew it would be very tough for the whole team, but everybody has worked very hard to make sure he is still a main contender for the championship and to put Norbi up there too. The drivers showed their skills today in very difficult track conditions and the three cars – which featured some new parts since Argentina – performed very well too. I’m also very pleased that Ryo scored his best WTCC result in Race One and then repeated it in Race Two.”

- Castrol Honda WTCC

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

SELECTED SETS PER DRIVER

 – The FIA communicated to Pirelli each team’s tyre choices for the forthcoming United States Grand Prix (October 20-22).

alt

 

SUGESTÃO DA SEMANA

Vodafone Mexefest


Nova confirmação:

Orelha Negra


App Vodafone Mexefest com bilhetes à venda, com desconto para clientes Vodafone

24 e 25 de novembro
Avenida da Liberdade, Lisboa

 

www.vodafonemexefest.com | facebook.com/vodafonemexefest

 

O Vodafone Mexefest é uma mostra privilegiada, também, da melhor música portuguesa. Nos dias 24 e 25 de novembro, há muito talento português a desfilar na Avenida da Liberdade em Lisboa. Depois das confirmações de nomes como Valete, Manel Cruz, Allen Halloween, Karlon ou Luís Severo, é a vez de anunciar uma das melhores bandas portuguesas da atualidade: os Orelha Negra.

alt
Facebook | Ready
 

Nem todos acreditariam no enorme sucesso dos Orelha Negra, uma banda de hip hop sem vocalista. Felizmente, a melhor música só obedece a uma fórmula: talento e trabalho. João Gomes, Francisco Rebelo, Fred Ferreira, DJ Cruzfader e Sam The Kid provam isso mesmo, formando um quinteto de luxo, responsável por algum do melhor, mais arrojado e mais bem sucedido hip hop produzido em Portugal. Na semana em que lançaram o mais recente álbum foram líderes do top nacional de vendas, tendo destronado os Foo Fighters, lugar que mantiveram na segunda semana.
 
Estrearam-se em 2010 com um disco homónimo. Nas primeiras fotografias o rosto de cada um dos elementos do grupo aparecia tapado por um disco. Percebemos a mensagem: aqui, só a música importa. Dois anos depois, outro homónimo. E, entretanto, temas como “A Cura” e “Throwback” já estavam colados aos ouvidos dos portugueses. Hip hop, soul e funk são os territórios mais evidentes da música dos Orelha Negra, mas há muito mais, há uma imensidão de preciosos detalhes que fazem a diferença na construção de uma música que quer mais do que entreter – quer construir narrativas, criar imagens quase cinematográficas na cabeça de quem ouve, preservar a memória da música feita pelos outros, no passado.
 
Nada disto impede que esta música seja também um irresistível convite à dança. De facto, nos concertos dos Orelha Negra todo o corpo é convidado a embarcar numa viagem inesquecível. E uma dessas viagens está já marcada para novembro, na Avenida da Liberdade em Lisboa. Os Orelha Negra trazem um novo disco na bagagem, editado em setembro passado, e também homónimo. Este terceiro álbum da banda portuguesa foi o disco que mais vendeu no nosso país durante duas semanas consecutivas, um registo empenhado em desafiar as fronteiras do hip hop. “Ready” é um dos novos temas que vamos poder ouvir na próxima edição do Vodafone Mexefest. Estamos?


 


Os passes únicos para o Festival encontram-se à venda na Blueticket e locais habituais, e agora também na App Vodafone Mexefest, com desconto para clientes Vodafone.
 
Mais novidades a anunciar brevemente.
 

Vofadone Mexefest, de palco em palco, a Música mexe na cidade.

Confirmados:

Aldous Harding, Allen Halloween, Cigarettes After Sex, Childhood, Destroyer, Ermo, Hinds, IAMDDB, Julia Holter, Karlon, Liars, Liniker e os Caramelows,
Luís Severo, Manel Cruz, MOMO convida Camané, Oddisee, Orelha Negra, PAULi,
Songhoy Blues, Statik Selektah, Valete, Washed Out

 

RALICROSS DE MONTALEGRE

 

Ralicross de Montalegre II – Domingo

Montalegre recebeu a derradeira prova do Campeonato Nacional de Ralicross, Kartcross e Super Buggy, prova que serviu para definir os dois campeões que ainda faltava serem encontrados. Joaquim Santos pôde comemorar o título ainda no Sábado, o seu principal adversário, Pedro Matos, não veio a Montalegre e o campeonato dos Super Car ficava virtualmente entregue. Na Super Nacional A 1.6 as contas eram mais complicadas, mas mesmo assim a Sérgio Dias bastou o terceiro posto da final para ser o virtual campeão que faltava. 

montalegre inicaçao toyo Super Iniciação IMG 5066 Pódium dos Super Car (da esquerda para a direita): Rogério Silva, Joaquim Santos e João Novo IMG 4887 Sérgio Dias - Super Nacional A 1.6

Finais 

Kartcross

Mauro Reis (HS Sport) foi mais lesto no arranque e no meio da confusão Luís Almeida (Semog Brevo ER) acabava por perder posições e a pole-position não lhe deu a vantagem que seria de esperar.

Pelo meio passavam Jorge Gonzaga (ASK R268) e José Mota (Semog Bravo) que vinha da terceira linha da grelha e já era terceiro da geral. Rapidíssimo na partida, o home da TransWhite.

Com a corrida a passar de meio Jorge Gonzaga assumia a liderança no final da recta da meta e deixava Mauro Reis a ter que se defender dos “ataques” que José Mota lhe ia lançando. Os homens do pódium estavam encontrados por esta ordem.

Tiago Freitas (HS Sport 600) chegava até ao quarto posto, com Sérgio Castro (ASK Evo) a cortar a meta a duas décimas(!).

José Luís Pereira (AG Sport) encerrou o grupo dos seis da frente.

IMG 2828 Jorge Gonzaga (ASK R268)

Super Car

Joaquim Santos (Ford Focus) dominou completamente a prova, tanto mais que João Novo, pai do João Novo que corre na iniciação, estaria muito mais empenhado em se adaptar ao Citroen DS3, do que em andar “a fundo”. O primeiro e o segundo estavam encontrados, resta apenas referir que Rogério Silva (Peugeot 206) foi terceiro.

motalegre jantos Joaquim Santos (Ford Focus)

Super 1600

A partida mais pareceu uma prova de eliminação. Hélder Ribeiro (Citroen C2 S1600) foi tocado, saiu de pista e bateu no rail, logo à saída da curva um. Depois foi José Eduardo Rodrigues (Peugeot 206 S1600), que teve um caminho semelhante e a bandeira vermelha era mostrada.

Retomada a prova, agora sem problemas, e João Ribeiro (Citroen Saxo) colocou-se na frente. A oposição era encabeçada por Mário Teixeira (Ford Fiesta S1600), que trazia um grupo animado logo atrás.

Alliás, animação foi coisa que não faltou. Logo de seguida Mário Teixeira perdia duas posições de uma assentada e José Eduardo Rodrigues (Peugeot 206 S1600) assumia o segundo posto.

Joaquim Machado (Peugeot 206 S1600) tudo fazia para se tentar “ver livre” de Nuno Araújo (Citroen C2 S1600). Depois de forte luta passava para terceiro, com o para-choques traseiro completamente “ao dependuro”.

Mário Teixeira terminava a prova em ritmo lento, pois a mecânica do Ford decidia não colaborar.

João Ribeiro, já virtual campeão desde Setembro, ganhava a prova.

montalegre s1600 Super 1600 IMG 4764 João Ribeiro (Citroen Saxo S1600), José Eduardo Rodrigues (Peugeot 206 S1600)

Super Nacional A1.6

Sérgio Dias (Citroen Saxo) partiu da pole-position, defendeu na curva um e manteve-se na frente.

Daniel Leal (Citroen Saxo) vinha logo atrás, muito pressionado por Pedro Tiago (Peugeot 106), que certamente queria ganhar, pois isso permitir-lhe-ia ainda pensa r no Campeonato.

Sérgio dias foi à Joker Lap, deixou Leal na frente e controlava a corrida desde a terceira posição.

Luís Morais (Peugeot 106) era o quarto, mas trazia Vítor Sousa (Citroen Saxo) completamente colado.

Entretanto Daniel Leal cortava a meta e terminava a época, tal como tinha começado, com uma vitória. Pedro Tiago, via a bandeirada em segundo, mas não chegava para ganhar o campeonato, é que Sérgio Dias foi terceiro e é o virtual Campeão Nacional.

Andreia Olivieira (Toyota Starlet) foi ao pódium como melhor concorrente feminina.

IMG 4341 Daniel Leal (Citroen Saxo)

Super Nacional 2RM

Contrariamente ao que é costume a Super Nacional 2RM “deu” uma final morna, em que apenas três alinharam. Ricardo Mendonça levou o Peugeot 306, sem problemas à vitória, à frente de Daniel Sousa (Peugeot 106) e Rodrigo Campos, que com o Fiat Uno, conseguiu o mais baixo do pódium, sem que ainda escapasse a um tête, com a meta quase à vista.

Super Iniciação

Rafael Rocha (Peugeot 106) foi o mais rápido no arranque. Na curva um Pedro Domingos (Toyota Starlet) pressionava e pouco depois Gonçalo Macedo (WV Polo) colocava-se em terceiro.

Pelo caminho tinha já ficado João Carlos Novo, pois o Peugeot 106 recusou-se a partir. Depois era a vez da má sorte bater à porta do Toyota Starlet de Andreia Sousa e também ela ficava fora da corrida.

Na frente Pedro Domingos ganhava a muito custo a liderança. Uma ultrapassagem dramática, em que Domingos forçava e Rocha fechava, foi o “momento chave”.

Rafael Rocha terminava em segundo, com problemas na junta da colaça e Gonçalo Macedo completamente “colado”.

IMG 4585 Rafael Rocha (Peugeot 106) Pedro Domingos (Toyota Stralet)

Corridas de qualificação

Super Nacional 2RM

Ricardo Mendonça foi “o homem” da fase de qualificação. Impôs o Peugeot 306 e venceu as três corridas de qualificação.

Brilhante esteve Rodrigo Campos, que com o “pequeno” Fiat Uno, teve um desempenho tipo “David e Golias” e enquanto a concorrência tinha problemas, Campos foi paulatinamente subindo até ao segundo posto.

Daniel Sousa (Peugeot 106) até começou bem, com um segundo posto, mas a desistência na segunda corrida colocou-o em terceiro.

Paulo Reis (Renault Clio) e Pedro Magalhães (Ford Escort) completaram a classificação.

Super Nacional A 1.6

Com o título a jogar-se na derradeira prova, era de esperar forte luta pelas posições da frente e quem isso esperou não viu as expectativas defraudadas.  Cada corrida de qualificação teve um vencedor diferente, mas feitas as contas, foi Sérgio Dias (Citroen Saxo) quem levou a melhor, com a vitória na primeira corrida de qualificação e dois segundo lugares.

Daniel Leal (Citroen Saxo) com um primeiro, um segundo e um terceiro lugares intrometeu-se na luta do Campeonato e Sérgio Dias, certamente encantado, pois assim a concorrência ficou um pouco mais longe.

Pedro Tiago (Peugeot 106) venceu a derradeira corrida, mas foi terceiro nas contas, logo à frente de Luís Morais (Peugeot 106). Aliás, estes serão a oposição a Sérgio dias, que assim ganhou mais uns pontos de vantagem.

Américo Sousa (Citroen Saxo) foi quinto, à frente da melhor senhora, Andreia Sousa (Toyota Starlet) e Vítor Sousa (Citroen Saxo).

Super Car

Joaquim Santos (Ford Focus) terminou a qualificação na frente, depois de vencer as três corridas. João Novo, que se estreia com um Citroen DS3, foi segundo e Rogério Silva (Peugeot 206) terceiro.

Super 1600

Duas vitórias e um terceiro, dão ao virtual Campeão, João Ribeiro (Citroen Saxo S1600), os cinco pontos que lhe permitiram terminar a qualificação na frente.

Hélder Ribeiro (Citroen C2 S1600) começou bem, a vencer, mas na última corrida, um toque motivou a penalização, que o atirou para o sétimo posto. Contas feitas foi segundo.

Mário Teixeira (Ford Fiesta S1600) lutou pelos lugares de frente, assinou o segundo posto na corrida de ontem, terceiro na segunda e dessa forma arrecadou o derradeiro lugar da primeira linha de partida.

José Eduardo Rodrigues (Peugeot 206 S1600) não começou bem, com um oitavo lugar, mas dai para frente correu atrás do prejuízo e ainda chegou a segundo, na última corrida de qualificação. Esse resultado permitiu-lhe levar a melhor sobre Ricardo Soares (Citroen Saxo). Ficaram separados por, apenas, um ponto.

Super Iniciação

A Iniciação teve uma corrida repetida, depois de no Sábado ter havido problemas com o procedimento de partida e o semáforo. João Carlos Novo (Peugeot 106) foi segundo, mas as duas vitórias nas restantes corridas atribuíram-lhe a pole position para a final.

Pedro Domingos (Toyota Starlet) ganhou a primeira corrida, fez ainda um segundo e um terceiro e assim classificou-se em segundo, à frente de Rafael Rocha (Peugeot 106).

Gonçalo Macedo (WV Polo) fez aqui a estreia no Ralicross e terminou em quarto, à frente da senhora melhor classificada, Andreia Sousa (Toyota Starlet).

Kartcross

Luís Almeida (Semog Bravo ER) conseguiu uma pole-position para a final “arrancada a ferros” e ainda bem, pois mais uma vez tivemos kartcross no seu melhor.

Mauro Reis (HSport) encarnou a oposição, alternou nas vitórias das corridas com Almeida e ficou com o segundo posto.

Jorge Gonzaga foi outro dos homens da frente, venceu a derradeira corrida de qualificação, mas o oitavo posto de Sábado complicava-lhe as contas. Era terceiro.

José Luís Pereira (AG Sport) terminou a qualificação em quarto, à frente de Rui Nunes (Semog Bravo) e de José Mota (Semog Bravo) respectivamente.

 

GALERIA DE IMAGENS - MOTORSHOW 2017

MOTORSHOW 2017

 

BASTIDORES

 

Fotos de JOão Raposo PHotography - www.velocidadeonline.comDSC 9024_CopyDSC 9025_CopyDSC 9026_CopyDSC 9027_CopyDSC 9028_CopyDSC 9031_CopyDSC 9032_CopyDSC 9033_CopyDSC 9034_CopyDSC 9036_CopyDSC 9038_CopyDSC 9039_CopyDSC 9040_CopyDSC 9041_CopyDSC 9042_CopyDSC 9043_Copy

 

RETROMOVIL MADRID

 

RETROMÓVIL MADRID VAI HOMENAGEAR O CARROÇADOR PEDRO SERRA

• A feira de Madrid, que terá lugar no IFEMA de 15 a 17 de Dezembro, vai dedicar-lhe um espaço onde se poderá contemplar uma dezena das suas criações.

Pedro Serra, o desenhador e carroçador espanhol mais conhecido do período pós-guerra, morreu em 17 de Fevereiro deste ano. Por isso, Eventos del Motor quis dedicar-lhe uma merecida homenagem póstuma, que ocorrerá durante o próximo Salão Retromóvil Madrid, que se realizará no centro de exposições do IFEMA entre 15 e 17 de Dezembro.

A homenagem consistirá numa variada exposição com muitas das suas obras mais famosas. Pedro Serra (1926-2017) criou nos seus "Talleres Pullman" Barcelona carroçarias de todos os tipos. No princípio, dedicou-se a transformar e dar nova vida a veículos de pré-guerra, mas ao longo do tempo ele chegou a trabalhar com chassis de marcas mais famosas como Pegaso, Bentley, Ferrari ou Aston Martin.

No seu tempo de maior esplendor (1955-1965), chegou a fabricar pequenas séries de alguns modelos, como os microcarros Clúa ou os Seat 1400 Cabrio, que foram distribuídos pela rede oficial de vendas da marca.

 

Ele trabalhou também com diferentes materiais, sendo pioneiro em Espanha no uso de fibra de vidro, por exemplo, com o Dodge Boulevard dos anos 70, de que também se produziram algumas unidades de uma pequena série. E tudo isso, é claro, sem esquecer as várias realizações em veículos populares espanhóis, como o Renault 4/4 da FASA, o Citroën Dyane 6 produzido em Vigo ou o mítico Seat 600, do qual fez cinco versões totalmente diferentes

Uma seleção de veículos

A exposição da Retromóvil Madrid terá uma seleção de cerca de uma dezena de unidades representativas do trabalho do mestre de Barcelona. A mostra incluirá duas unidades muito diferentes do Seat 1400 B Cabriolet, ambas expostas ao público pela primeira vez após muitos anos em absoluto esquecimento.

Pode-se ver ainda um exclusivo microcarro Clúa, uma das três únicas unidades sobreviventes, das quais apenas duas estão prontas a andar. O Morgan que Serra carroçou no final dos anos 50 é uma peça original que quase não foi vista em eventos desde a sua restauração há cerca de cinco anos e os visitantes da Retromóvil terão a oportunidade de vê-lo de perto.

O Museu de Salamanca também colabora com esta exposição, com o empréstimo do Rolls-Royce Silver Wraith carroçado por Serra em 1959 e ainda o Pegaso Spyder Serra Protótipo de 1953, duas obras muito significativas da versatilidade do carroçador catalão.

E além de todos estes, podem ser vistos outros veiculos, alguns deles pouco conhecidos do catálogo de Serra. Será, sem dúvida, uma oportunidade única de apreciar ao vivo a mestria de Pedro Serra, o carroçador Espanhol de excelência do período pós-guerra.a158 Copya159 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TRIAL

 

Gandra palco do maior espetáculo

 

            Terminou com chave de ouro o Campeonato Nacional de Trial 4x4 2017. Gandra acolheu pelo segundo ano consecutivo a final e em 2017 as 36 equipas em pista tiveram uma verdadeira multidão a assistir à derradeira luta. O Clube TT Paredes Rota dos Móveis modificou a pista em relação ao ano anterior, mas manteve a dificuldade e a preocupação em proporcionar ao público um grande espetáculo.

           

            Rui Querido ganha tudo

            Foi um ano desportivamente perfeito para Rui Querido e Ivo Mendes (Euro4x4parts/Veicomer). Ganharam tudo o que havia para ganhar em termos de equipa, navegador e piloto na classe Absoluto e  também na classe Proto. Aliás, Rui Querido é tetracampeão da classe Proto, feito nunca antes conseguido do CNTrial 4x4. Ainda na Absoluto, Cláudio Ferreira fez 85 pontos, mais 14 pontos do que o terceiro classificado Álvaro Alves (Dream Car), e é vice-campeão.

            Em Gandra, contudo, foi Sérgio Castro (IAC Off road) quem venceu em termos absolutos e também na Super Proto. A equipa de Gondomar conquistou assim o primeiro lugar, em termos absolutos, numa corrida disputada bem perto de casa.

            Já na classe Proto Flávio Gomes (TáBô Team 4x4) venceu, depois de várias tentativas nas etapas anteriores. Na última prova com o Jeep Wrangler, correu sem nenhum problema mecânico. Com esta vitória Flávio Gomes consegue também ser vice-campeão da classe Proto.

           

            António Calçada é o campeão Extreme

            Gandra é cidade talismã para António Calçada. Em 2016 o piloto brigantino venceu esta etapa e nesta época foi aqui que se sagrou campeão nacional da classe Extreme. Chegou a esta última prova em desvantagem, a 2 pontos do líder, mas entrou nas 3 horas com a esperança de que era possível chegar ao tão desejado título. Completou 13 voltas à pista, em 2h55:32.731, mais 2 voltas do que o segundo classificado.

            António Silva (Canelas Pneus) começou bem o dia ao conseguir 1 ponto no prólogo depois de fazer o melhor tempo. Termina a época 2017 na vice-liderança da classe Extreme, depois de um terceiro lugar nesta última jornada. Pedro Alves (MonsTTer/Cistus) até chegou à derradeira etapa com vantagem, mas os muitos problemas com o Land Rover não lhe permitiram sequer completar uma volta à pista.

 

 

 

 

            Cláudio Ferreira campeão em ano de estreia

            Quando começou o campeonato, em março em Valongo, Claúdio Ferreira (Auto Higino) estava longe de imaginar que em outubro se sagraria campeão nacional da classe Super Proto. A correr pela primeira vez no CNTrial 4x4 foi ganhando terreno e conquistando o seu espaço, acabando por confirmar o título na penúltima prova, em Espite. Alinhou na etapa de Gandra na luta pela vice-liderança da absoluto e conseguiu. Em termos da classe Super Proto, terminou a época com 118 pontos, mais 31 pontos do que Cláudio Amarilio (Bar Amarílio), que é vice-campeão.


            João Fernandes é bicampeão

            Com seis vitórias em sete provas, João Fernandes (Jovi Team) repetiu o feito de 2016 e sagrou-se novamente campeão da classe Promoção. Nesta última etapa nunca baixou os braços e lutou com garra pela vitória. No duelo habitual, com João Vicente (Santerchips/AM turbocharger/Jot4x), venceu ao completar 16 voltas à pista, mais 2 do que o piloto de Évora de Alcobaça.

            Depois de cumpridas as 7 provas do Campeonato, João Fernandes é campeão com 140 pontos, João Vicente segundo classificado com 122 pontos e Fábio Ferreira (Irmãos Ferreira) encerra o pódio com 94 pontos.

 

            Daniel Duque é campeão na UTV/Buggy
            Não começou a época da melhor forma, mas depois da vitória em Mação, Daniel Duque (Duque TT) entrou no percurso para a vitória. Chegou a Gandra a precisar de ficar à frente de Domingos Diniz (Team Revi-clap 1) e conseguiu mesmo vencer a etapa. Completou 23 voltas à pista, mais 1 do que Domingos Diniz. Daniel Duque e Domingos Diniz são, respetivamente, campeão e vice-campeão da classe UTV/buggy.

 

José Costa relembrado em Troféu

            À semelhança do que aconteceu nos últimos dois anos, José Costa não é esquecido e a organização do CNTrial 4x4 organiza um troféu extra-campeonato em homenagem ao antigo praticante e sócio do clube TT Paredes Rota dos Móveis. Em pista viaturas de série, com ou sem modificações, e com pneus até 37 polegadas. António Martins (Martins’s Team) venceu depois de completar 11 voltas à pista, mais 2 do que o segundo classificado Carlos Teixeira (RC Automóveis & Tasco do Stand).

           

Classificação CNTrial 4x4 Absoluto

1.º Rui Querido – Toyota bj 40 –  103 pontos

2.º Cláudio Ferreira – Proto Mercedes – 85 pontos

3.º Álvaro Alves – Toyota bj70 – 71 pontos

 

Classificação CNTrial 4x4 Extreme

1.º  António Calçada – Suzuki Samurai R – 120 pontos

2.º  António Silva - Toyota Hilux – 116 pontos

3.º  Pedro Alves – Land Rover – 114 pontos

Classificação CNTrial 4x4 Proto

1.º Rui Querido – Toyota bj 40 – 118 pontos

2.º Flávio Gomes – Jeep Wrangler – 103 pontos

3.º Álvaro Alves – Toyota bj70 – 97 pontos

 

Classificação CNTrial 4x4  Super Proto

1.º Cláudio Ferreira - – Proto Mercedes – 118 pontos

2.º Cláudio Amarílio – Crawler BMW – 87 pontos

 

Classificação CNTrial 4x4  Promoção

1.º João Fernandes – Nissan patrol GR – 140 pontos

2.º João Vicente – Toyota bj40 – 122 pontos

3.º Fábio Ferreira – Nissan Patrol GR – 94 pontos

 

Classificação CNTrial 4x4  UTV/buggy

1.º Daniel Duque – Polaris RZR 800S – 131 pontos

2.º Domingos Diniz – Can-Am Maverick X3 – 124 pontos

 

 a155 Copya156 Copya157 Copy

 

PSA PARA PRODUÇÃO EM MANGUALDE

 

PSA Mangualde: Paragem de produção devido aos incêndios

que estão a afetar toda a região de Viseu

 

Devido aos incêndios que estão a assolar todo o território do norte e centro do país, principalmente no concelho de Mangualde, a PSA não arrancou com a produção, que estava previsto iniciar hoje às 7h00.

A suspensão da produção deve-se fundamentalmente aos seguintes fatores:

 

·         Estradas cortadas, que leva a dificuldades no aprovisionamento de peças e na deslocação dos trabalhadores até à empresa;

·         Ausência de colaboradores que se encontram a combater os incêndios para proteger os seus bens;

·         Presença de fumo e partículas em suspensão resultantes dos incêndios, que não asseguram as condições de saúde dos trabalhadores da empresa.

 

Neste momento não há nenhum incêndio nas imediações da fábrica, mas respeitando as condições de trabalho e na salvaguarda da segurança de todos os colaboradores, a Direção da PSA Mangualde decidiu não arrancar com o turno da tarde, que teria início às 15h00.

 

A PSA e a Proteção Civil de Mangualde estão em contacto permanente para decidir quando estão reunidas as condições para ser retomada a produção.

 

A PSA Mangualde manifesta o seu pesar pela perda de vidas e bens já ocorridos nestes incêndios e solidariza-se com as famílias que estão a sofrer com esta tragédia.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TRIAL

 

Campeonato Nacional de Trial 4x4 2017
39 equipas na grande final

 

            Aproxima-se, a passos largos, o dia de todas as decisões do Campeonato Nacional de Trial 4x4 2017. O palco será mais uma vez o concelho de Paredes, mais particularmente a cidade de Gandra.

            Além de ser a etapa de consagra os campeões nacionais, a prova de Gandra tem ainda outros fatores de interesse: as 39 equipas inscritas chegam dos vários pontos do continente, mas também da ilha da Madeira e de Espanha, mais propriamente da região de Lugo. A classe UTV/Buggy terá a lista de inscritos mais numerosa de sempre da classe, com 6 viaturas em competição. Duas dessas equipas serão pilotadas por mulheres: Marta Losada e Cláudia Costa.

            À chegada a Gandra algumas equipas já garantiram, matematicamente, os títulos de campeões nacionais de 2017, mas estão obrigados a alinhar nesta última etapa para levantarem o troféu. Na classe absoluto Rui Querido (Euro4x4parts/Veicomer) garantiu em Espite o título, mas o piloto de Torres Vedras está também na luta pela revalidação do título de campeão na classe Proto. Se o conseguir alcançará o tetracampeonato, um feito nunca antes conseguido no CNTrial4x4. Na classe Super Proto Cláudio Ferreira  (Auto Higino) também já garantiu, em ano de estreia no CNTrial4x4, o título de campeão nacional de trial 4x4 2017. A  luta mais rehida, e a que mais contas obriga, é na classe Extreme. Quando estão cumpridas 6 provas, Pedro Alves (MonsTTer/Cistus) continua a liderar a classificação da Extreme com mais um ponto do que António Calçada (NordHigiene Team) e  António Silva (Canelas Pneus), ambos com 100 pontos. Indefinição também na Promoção, onde a vantagem está do lado de  João Fernandes (Jovi Team). Quando falta uma prova para terminar o Campeonato, João Fernandes lidera a classificação com mais 14 pontos do que João Vicente (santerchips/Am turbocharger/Jot4x). Na Classe UTV/Buggy Daniel Duque (Duque TT) chegou a Ourém  na frente e, apesar da derrota continua na frente, mas agora com apenas 4 pontos de vantagem sobre Domingos Diniz (Team Revi-clap).

            Além das classes em competição no campeonato, receberá também os participantes do “Memorial José Costa”. À semelhança dos dois anos anteriores, a organização abre a pista a equipas que competem neste troféu extra-campeonato em homenagem  a um antigo praticante da modalidade e sócio do clube TT Paredes Rota dos Móveis. Esta competição é destinada a viaturas de série, com ou sem modificações, e com pneus até 37 polegadas. Estes carros vão partir com a classe de promoção para duas horas de resistência.

            Razões não faltam para acompanhar bem de perto a sétima e última jornada do  Campeonato Nacional de Trial 4x4 2017. No dia 14, sábado, realizam-se as verificações técnicas e documentais e o o parque fechado, junto ao Centro Paroquial de Gandra. A prova é do domingo, 15 de outubro, junto ao Complexo Desportivo de Gandra.  Será no mesmo local do ano anterior, mas os homens do Clube TT Paredes Rota dos Móveis renovaram por completo o circuito.

Sábado, 14 outubro 2017

 15h00 - Prova SPARTANS & MACHINES SERIES

15h30 / 19h30 - Secretariado, verificações técnicas e administrativas

16h00 / 20h00 - Parque fechado (Parque Centro Paroquial de Gandra)

            20h30  - Briefing c/ os pilotos no Centro Paroquial de Gandra


Domingo, 15 outubro 2017

08h30 / 09h00 - Abertura parque fechado

 09h00 - Deslocação até local da prova

10h00 / 12h00 - Prologo para qualificações pré-grelha

 12h15 - Publicação de tempos

13h00 / 14h00 - Pausa para almoço
13h30 / 14h00 - Entrada em Parque Fechado / Grelha de Partida

 14h15 - Neutralização/Briefing

14h30 / 17h30 - Prova Resistência Campeonato Nacional Trial 4x4 (3 horas)

15h30 / 17h30 - Prova de Resistência Classes da Promoção e TT Utv’s/Buggy’s (2 horas)

 17h45 - Divulgação das classificações Oficiais Provisórias

 18h15 - Divulgação das classificações Finais Oficiosas

 18h20 - Cerimónia de entrega dos prémios

(programa poderá sofrer alteração)

 

Direção da Prova e outras Informações:

Manuel Ribeiro: 935104155 - Fernando Mendes: 918189691

Email: clubettparedesrotadosmoveis@gmail.com I site: www.clubettparedes.com

 

Informações e Documentos obrigatórios CNTrial4x4:

Antero Bessa: 966501745 – Email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar - Site: www.cntrial4x4.com

 

Secretariado e Acreditação Imprensa:

Vitor Martins: 919 666 501 – Email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

EMERGÊNCIAS:

Bombeiros Voluntários de Baltar - 22 415 1632

GNR Lordelo - 224 441 838

Centro Saúde de Gandra - 224 157 630

Hospital Padre Américo (Penafiel) - 255 714 000

 

COMO CHEGAR / Coordenadas GPS:

Parque Fechado:                                                                                           Pista:

41°12'02.5"N 8°26'23.6"W                                                                                41°11'19.5"N 8°25'05.4"W

 

 

ONDE DORMIR:

Paredes Design Hotel

Rua Central de Mouriz nº 1595 - 4580-597 Paredes

Telefone: 255 781 521

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar   GPS: 40º11`19``N, 8º22`5``W

 

Paredes Hotel Apartamento

Rua Almeida Garrett, 4580-038 Paredes ‎

Telefone: 255 780 490

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 

CAMPEONATO MUNDIAL DE RALIS

 

Hyundai Motorsport confirmou alinhamento de três carros a competir na etapa final do Campeonato do Mundo de Ralis FIA 2017, no Rali da Austrália.

A equipa vai competir com os belgas Thierry Neuville e Nicolas Gilsoul, os noruegueses Andreas Mikkelsen e Anders Jæger, bem como com os neozelandeses Hayden Paddon e Seb Marshall.

 

a151 Copy

  • A Hyundai Motorsport volta a competir com três carros, no final da temporada de 2017 do Campeonato do Mundo de Ralis FIA, Rali da Austrália;
  • Thierry Neuville, Andreas Mikkelsen e Hayden Paddon vão disputar o rali de terra ao volante do Hyundai i20 Coupé WRC;
  • O Rali da Austrália marca o quarto ano da Hyundai Motorsport no WRC, e a equipa terá como objetivo terminar o campeonato de 2017 da melhor forma.

 

 

WEC 2017 - DOBRADINHA TOYOTA EM FUJI

 

''Dobradinha'' para a TOYOTA GAZOO Racing nas 6 horas de Fuji

A TOYOTA GAZOO Racing VENCEU EM “CASA”, com a dobradinha (1ª e 2ª posição) nas 6 HORAS de Fuji SPEEDWAY, NUMA SÉTIMA ronda do Campeonato do Mundo FIA de Endurance 2017 (wec), FORTEMENTE AFETADA pela CHUVA.
 
Sébastien Buemi, Anthony Davidson e Kazuki Nakajima venceram a corrida de “casa” no TS050 HYBRID #8, alcançando a quinta vitória da TOYOTA em seis corridas em Fuji Speedway.
 
A vitória de ontem, com o TS050 HYBRID de 1000cv ocorre num momento especial na história da tecnologia híbrida - Foi o fim de semana do 20º aniversário do lançamento do Prius, o primeiro carro híbrido do mundo produzido em série.
 
Mike Conway, Kamui Kobayashi e José María López, no carro #7, asseguraram o segundo lugar, num dia em que o TS050 HYBRID mostrou o seu forte desempenho em condições atmosféricas muito difíceis de chuva e nevoeiro.
 
A chuva persistente durante toda a manhã significou que a corrida começou atrás do ”safetycar”, com Kamui Kobayashi ao volante do TS050 HYBRID #7 e Sébastien Buemi no TS050 HYBRID #8, mas depois de 12 minutos surgiram as bandeiras verdes e a corrida iniciou.
 
Com chuva intensa e o nevoeiro a descer sobre o circuito de Fuji, várias foram as interrupções na corrida. A primeira aconteceu aos 40 minutos com um período de safetycar, 40 minutos depois a corrida foi interrompida com bandeira vermelha com o Toyota #8 em segundo e o Toyota #7 em terceiro.
 
Imediatamente após o reinício da corrida, os dois TS050 HYBRID assumiram o primeiro e o segundo lugar, numa luta intensa pela vitória com o Porsche #1, mas a corrida foi novamente interrompida pela entrada do “safetycar” devido a chuva, nevoeiro e acidentes.
 
Os TS050 HYBRID apresentavam velocidade superior em condições muito adversas, mas com diferentes estratégias de combustível e com a entrada do “safetycar”, qualquer vantagem desvanecia, por isso, a ordem final do pódio continuou a ser uma incógnita.
 
Mas com a aproximação dos 75% da corrida percorrida, após o qual os pontos completos do Campeonato do Mundo já podiam ser atribuídos, um nevoeiro mais cerrado e novo “safetycar” marcaram o fim da corrida, com Kazuki Nakajima a liderar no TS050 HYBRID #8 e com Mike Conway em segundo no Toyota #7.
 
A TOYOTA GAZOO Racing chega assim à penúltima ronda da temporada, as 6 Horas de Xangai a 5 de novembro ainda com possibilidade em ambos os Campeonatos Mundiais (de Fabricante e Pilotos). No final da corrida nipónica a TOYOTA encontra-se a 58,5 pontos da Porsche na classificação de fabricantes, enquanto na classificação de pilotos Sébastien, Anthony e Kazuki estão a pouca distância dos pilotos do Porsche #2.
 
Akio toyoda - Presidente da Toyota Motor Corporation: "De todos os que fornecem os componentes para construir o nosso carro de corrida, até aos nossos fãs que continuam a dar-nos o seu apoio apaixonado, a TOYOTA GAZOO Racing está a lutar no Campeonato Mundial de Endurance com o apoio de tantos no Japão!.. Esta luta em Fuji foi muito importante para nós, pois é aqui que os nossos corações se unem como um só. Estou muito satisfeito por competir na corrida, consciente dos sentimentos de todas essas pessoas e poder vencer. Obrigado a todos pelo apoio. Foi um pouco dececionante que os pilotos não conseguissem dar o máximo de velocidade devido ao mau tempo que se fez sentir. Quero agradecer a todos os nossos pilotos que conduziram em segurança com condições tão adversas, confiando nos engenheiros, mecânicos e máquinas TOYOTA. Esta corrida foi também uma das poucas que restam a lutar contra a nossa concorrente Porsche. Como companheiros que lutam com a mesma missão para o futuro dos automóveis, espero que a Porsche, depois de competir em mais duas corridas, diga que: "A TOYOTA era um bom rival, queremos competir com TOYOTA novamente um dia". A chuva de hoje não permitiu que os carros lutassem no máximo da velocidade, no entanto, gostaríamos de continuar a luta renhida nas duas provas que restam. Aos nossos colegas da Porsche: vamos fazer o nosso melhor para dar alegrias aos nossos fãs. Aos nossos fãs: somos encorajados pelo seu contínuo apoio. Obrigado."
 
Resultados finais da TOYOTA GAZOO Racing:
TS050 HYBRID #7 (Mike Conway, Kamui Kobayashi, José María López)
Terminou em: 2º, 113 voltas, 3 paragens. Posição na grelha de partida: 4º.
Volta mais rápida: 1min 38.747 segs
 
TS050 HYBRID #8 (Sébastien Buemi, Anthony Davidson, Kazuki Nakajima)
Terminou em: 1º, 113 voltas, 2 paragens. Posição na grelha de partida: 3º.
Volta mais rápida: 1min 38.070 segs
 
Classificação final das 6 Horas de Fuji:
1º       #8 TOYOTA GAZOO Racing                113 voltas
2º       #7 TOYOTA GAZOO Racing                +1.498segs
3º       #1 Porsche (Jani/Lotterer/Tandy)           +2.272segs
4º        #2 Porsche (Bernhard/Bamber/Hartley)  +1 volta
5º        #13 Rebellion (Canal/Prost/Senna)        +3 voltas
6º        #36 Alpine (Lapierre/Menezes/Negrao)   +3 voltas
 
a148 Copya149 Copya150 Copy
 

ANDRE LAVADINHO EM PORTIMÃO

 

André Lavadinho concretiza sonho ao lado de João Sousa na corrida do TCR em Portimão

 

O sonho de menino vai concretizar-se. Deixando temporariamente de lado uma carreira de sucesso como fotógrafo profissional de desporto motorizado, André Lavadinho vai estrear-se na competição automóvel no próximo fim de semana, fazendo equipa com o campeão nacional TCR2 João Sousa na prova do CNVT, integrada no evento da European Le Mans Series, no Autódromo Internacional do Algarve.

 

Não é habitual mas depois de vários anos a fotografar alguns dos melhores pilotos da automóveis do mundo, André Lavadinho vai ele próprio tornar-se piloto ao partilhar o SEAT León Mk2 com João Sousa. A poucos dias de entrar em ação, a dupla de pilotos concedeu uma entrevista sobre a corrida de Portimão.

 

André, como foi o trabalho de preparação para esta estreia absoluta e que pormenores trabalharam após a sessão de testes em Braga?

 

Além dessa sessão em Braga, o trabalho de preparação foi feito sobretudo num simulador pois não tivemos tempo de treinar mais uma vez com o carro real. Mesmo assim estou totalmente satisfeito com o trabalho que fizemos ao longo de um mês, tanto em termos práticos como teóricos. O Team Manager Valter Cardoso deu-me também várias dicas e deixou-me totalmente a par das regras e regulamento do campeonato TCR. Todos os dias vi vídeos onboard da pista de Portimão, o que também ajudou bastante para decorar o traçado difícil deste circuito.

 

 

 

 

 

 

 

O que sentes a tão pouco tempo de entrares em pista para a primeira prova da tua carreira?

Ainda não consigo sentir nada pois ainda não estou em mim. Nem consigo acreditar que vou concretizar este sonho dentro de poucos dias! Estou muito entusiasmado para me sentar no carro, apertar os cintos e ver pela primeira vez na vida o semáforo verde de saída das boxes para os treinos livres!

 

A quem queres agradecer por esta oportunidade?

 

Quero agradecer a todas as pessoas que me apoiaram neste projeto e também aos três patrocinadores que tenho para esta prova: a Simpson Europe, a Hybrid Sport e a SkyRoam. Não posso esquecer toda a equipa da Garagem Veiga Competição, todos os elementos da equipa estão a ser muito prestáveis e profissionais, ao ponto de me deixarem totalmente relaxado para a prova. Obrigado a todos!

 

João, falando agora um pouco da tua época, esta ronda de Portimão será o culminar de uma época onde foste campeão nacional TCR2 mas onde querias mais concorrência. Quais são os grandes objetivos para a prova do Algarve?  

 

Sim era suposto haver mais concorrência nos TCR2, dado os custos desta categoria serem mais contidos. No entanto, a intenção é que para o ano esta categoria possa animar. Existem alguns carros parados e se todos se lançarem ao desafio seria um campeonato muito interessante. Penso que em Portimão teremos dois TCR2 presentes e o meu objetivo sem dúvida é conseguir colocar o León ainda mais competitivo e tentar anular ao máximo as diferenças para os TCR1, num circuito muito rápido onde a velocidade de ponta será a chave.

 

 

 

 

 

Como foi o processo de aprendizagem e adaptação do André até ao momento?

 

Engane-se quem pensa que o André apenas sabe tirar fotografias. O simples facto de andar à muitos anos ligado à competição automóvel, nas suas mais variadas vertentes, permite-lhe observar a condução dos melhores do mundo. Além disso o André faz muito simulador e pudemos confirmar que ele tem já imensas noções de pilotagem em competição. Foi fácil colocá-lo dentro do León e os tempos surgirem com naturalidade. Ali o mais importante foi deixá-lo relaxado e mostrar-lhe que dentro daquele habitáculo não existe botão “Esc” para quando algo corre mal (risos).

 

O facto de correrem no fim de semana da Le Mans Series dá uma motivação extra?

 

Sem dúvida que competir no mesmo evento da Le Mans Series é uma motivação extra para toda a Garagem Veiga Competição. Queremos todos trabalhar afincadamente em busca de bons resultados mas, acima de tudo, do grande retorno que uma prova internacional desta categoria pode oferecer. Vamos estar concentrados e empenhados para que tudo corra como a equipa tem planeado. Será sem duvida uma excelente forma de terminar a temporada.

 

 

 

 

 

 a146 Copya147 Copy

 

X ADVENTURE

 

SEGUNDA EDIÇÃO DO X-TROPHY VAI ANIMAR O TODO O TERRENO DURANTE O INVERNO

 

  • X-Adventure avança com a segunda edição do troféu de resistência TT durante o inverno de 2017/2018
  • Batalha vai receber o primeiro dos cinco eventos.

 

Depois de uma primeira edição onde ao longo das cinco provas que a integraram, mais de 300 pilotos divididos por motos, quads e SSV animaram as pistas e bateram recordes de participação, a X-Adventure, entidade promotora do Troféu decidiu em boa hora avançar com uma nova temporada do troféu.

A edição de 2017/2018 irá novamente ser disputada sob a égide da Federação de Motociclismo de Portugal, conferindo a este troféu um estatuto oficial e criando condições desportivas e de segurança que serão do agrado de todos os participantes.

As provas que irão integrar esta segunda edição do X-Trophy vão manter o figurino do ano passado, tendo sido introduzidas algumas alterações de pormenor que visam incrementar a segurança e a competitividade dos eventos. Das correções mais relevantes, de salientar uma ligeira correção nas classes participantes, sobretudo nas antigas "Hobby", agora denominadas FUN tanto nas motos como nos quads e com uma divisão entre TT1 e TT2 (Q1 e Q2 nos quads).  Passará também a existir uma classificação "Absoluto" e foi ainda criada uma classe para Veteranos.

Já no desenrolar dos eventos, a principal alteração fez-se ao nível do tempo de prova, que agora é de apenas 1h30. Anteriormente para se classificar um piloto tinha que cumprir o tempo regulamentar e dar mais uma volta, a partir de agora assim que termine o tempo regulamentar a pista fecha, sendo apenas permitido aos que estão em pista concluir a volta até alcançarem a meta, dispondo de 15 minutos para o fazer.  As classificações serão obtidas pelo número de voltas, e depois pelos tempos realizados.

O X-Trophy arranca no próximo dia 12 de Novembro na Batalha, uma prova nova e que em 2016/2017 não fez parte do troféu. Esta prova será organizada pelo Clube Semeiaventura- Associação Cultural e Desportiva Jardoeira.

As restantes provas serão a 10 de Dezembro, em Erra, Coruche, depois a 14 de Janeiro em local a anunciar, seguindo-se Coruche a 11 de Fevereiro e o encerramento a 11 de Março em Cabeceiras de Basto. Estas duas últimas datas carecem de confirmação por parte da FMP.

Quanto á prova da Batalha, já está disponível no novo site oficial - www.trophy.com -  o Aditamento n.º1 ao regulamento que rege esta prova bem como a ficha de inscrição.

Os interessados em participar já podem preencher a ficha de inscrição, mas o prazo para a sua validação - que é feito através do pagamento da inscrição - só se inicia às 00h00m do dia 24 de Outubro, terminando às 14 horas de quinta feira, dia 9 de Novembro.  Só após as 00H00m do dia 24 é que deve fazer o pagamento e consequente validação da sua ficha.  Os pagamentos antecipados serão considerados apenas ás 9h00 do dia 24, e por isso ficarão penalizados quanto à atribuição do dorsal.

Mais informações sobre o regulamento e inscrições podem ser consultadas no site oficial em www.x-trophy.com ou na página oficial de facebook em https://www.facebook.com/xtrophy/

O X-Trophy é um troféu promovido pela X-Adventure,  com o apoio da Federação de Motociclismo de Portugal, do TR4 Digital, do Todoterreno.pt e da Rally-Raid Network

 

 a145 Copy

 

GALERIA DE IMAGENS - MOTORSHOW 2017

GALERIA DE IMAGENS

 

MOTORSHOW 2017

 

MAIS BASTIDORES

 

Mais um grupo de imagens doe mais bastidores no MOtorshow 2017, que teve lugar nos pavilhoes da Exp+onor em Matosinhos.

 

Fotos de JoDSC 8955_CopyDSC 8956_CopyDSC 8957_CopyDSC 8958_CopyDSC 8960_CopyDSC 8963_CopyDSC 8964_CopyDSC 8965_CopyDSC 8967_CopyDSC 8968_CopyDSC 8969_CopyDSC 8970_CopyDSC 8971_CopyDSC 8972_CopyDSC 8992_CopyDSC 8993_CopyDSC 8994_CopyDSC 8995_CopyDSC 8996_CopyDSC 8997_CopyDSC 8999_CopyDSC 9001_CopyDSC 9002_CopyDSC 9003_CopyDSC 9005_CopyDSC 9006_CopyDSC 9007_CopyDSC 9008_CopyDSC 9009_CopyDSC 9014_CopyDSC 9016_CopyDSC 9017_CopyDSC 9019_CopyDSC 9020_CopyDSC 9022_CopyDSC 9023_CopyDSC 9024_Copyão Raposo Photography - www.velocidadeonline,.co

 

MOTORSHOW 2017

MOTORSHOW 2017

 

Todos os participantesa144 Copy, ou grande parte deles, ostentaram uma barra preta no farol dianteiro do lado direito, tudo isso motivado pelo luto, pela "partida" da D.Elsa Ortigão (há poucas semanas atrás), esposa de Jorge Ortigão e mãe de Pedro Ortigão, o principal organizador do Motorshow 2017.

 

AUTOCLÁSSICO 2017

AUTOCLÁSSICO 2017ASLOTAUTOCLASSICO Copy

 

SLOT PRESENTE

 

Tal com o o habitual, uam vez mais a STop&GO, esteve presente com a habitual pista de slot, fazendo o saudoso circuito da Boavista, que serviu para divertimento de miudos e graudos, isso graças ao José Ferreira e filhos.

 

PEUGEOT APOSTA NOS TCR

PEUGEOT APOSTA NOS TCR

 

Mais uma marca que está a fazer a sua aposta nos TCR, a Peugeot com o 308, conforma imagens anexas.22406476 1507127492716605_115160114117342031_n_Copy22519562 1507127366049951_9167866057011647639_n_Copy22519562 1507127366049951_9167866057011647639_n_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS - MOTORSHOW 2017

MOTORSHOW 2017

 

GALERIA DE IMAGENS

 

Gr22310632 10210963723548821_7015546431278015593_n_Copy22366281 10210963725588872_786814682681280343_n_Copy22366407 10210963723028808_5578683393839564594_n_Copy22366577 10210963723588822_6781398068231576704_n_Copy22366616 10210963723068809_2141642263091934458_n_Copy22405676 10210963725828878_5656855876330892740_n_Copy22448644 10210963723508820_1762950472547592946_n_Copy22448667 10210963723148811_5279258121369728110_n_Copy22449585 10210963723108810_8239840079548108659_n_Copy22539737 10210963723628823_7105496297147756222_n_Copyupo de imagens da autoria de Armindo Cerqueira da Foto GTI.

 

Fotos de JOão Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

RENAULT - DRIVE THE FUTURE

 

DRIVE THE FUTURE 2017-2022

 

O NOVO PLANO ESTRATÉGICO DA RENAULT APOIA-SE EM RESULTADOS RECORDE E VISA O CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL E RENTÁVEL

O plano estratégico do Grupo Renault visa, no final do plano:

  • Volume de negócios de 70 mil milhões de euros1
  • Margem operacional do Grupo superior a 7%, a que corresponde a um crescimento de 50% do valor, com um nível mínimo de 5% em toda a duração do plano
  • Fluxo de tesouraria positivo em todos os anos
  • 4,2 mil milhões de euros de economias Monozukuri durante toda a duração do plano
  • 18 mil milhões de euros de investimento em investigação e desenvolvimento
  • Mais de 5 milhões de veículos vendidos, com duplicação das vendas fora da Europa
  • Liderança no Veículo Elétrico: 8 modelos elétricos, 12 modelos eletrificados
  • 100% dos veículos conectados nos mercados mais importantes e 15 veículos Renault autónomos

 

 

 

WTCC 2017

 

POST-RACE PRESS CONFERENCE TRANSCRIPT

FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017: Rounds 13 and 14 of 20

Press Conference Room, Ningbo International Speedpark, 15 October

Present:
Part one:

Esteban Guerrieri, Campos Racing, Opening Race first position, WTCC Trophy winner
Yann Ehrlacher, RC Motorsport, Opening Race second position
Nicky Catsburg, Polestar Cyan Racing, Opening Race third position

Part two:
Néstor Girolami, Polestar Cyan Racing, Main Race first position
Norbert Michelisz, Castrol Honda World Touring Car Team, Main Race second position
Thed Björk, Polestar Cyan Racing, Main Race third position
Tom Chilton, Sébastien Loeb Racing, Main Race WTCC Trophy winner

Q:
Coming to you Esteban, your second victory in the WTCC came after a very difficult race judging by those conditions on track. Just how difficult was it and how pleased are you with this result?

EG:
It was very tough but first I want to congratulate Nicky and Yann for their podium. After such as tough race, it was extreme conditions, all the time raining heavily. It was aquaplaning in the straights. You never knew where to brake, where to be safe and which was the safe line. I tried to take my references in the beginning to see what was the biggest problems for the car on the track. After that I got profit from Nicky’s mistake in Turn 1, his car was quite slow in the first sector and I could overtake him and straightaway I could also overtake [John] Filippi. Yann was a bit far away but I was lucky with the safety car. My car was feeling okay overall, in the slippery conditions it was difficult but it was okay for driving. Then I saw Yann wasn’t on it onto the straight and I was catching him on the straight line and I had two choices: to lift on the straight because I was aquaplaning everywhere or keep it flat and keep catching him to try a move into the first corner. I chose the second one and it paid off because I could overtake him and then I had a clear track. I could do my pace and altogether it was good. I’m very happy and proud of my team because they gave me a great car. It was perfect, I’m so happy. David, which is one of the guys in the team, it’s his birthday so especially for him and to my mum [Ester] because in Argentina today is mother’s day so she is there in Argentina. She missed me a lot and I miss her too so this is for her. I’m really happy, it came in a good moment.

Q:
Turning to Yann Ehrlacher, it was the first time you led a lap in the WTCC Yann and for a while you looked to be controlling the race until the safety car was deployed. Did that effectively change the race for you?

YE:
Yeah, I managed to have a big gap during the first three laps and I’ve never had a gap like this in my career after three laps. I was quite confident but I was a bit pissed off of the safety car, of course. I was having aquaplaning and I missed completely my brake and Esteban managed to overtake me. I needed two laps to go back in the pace. We were running with the same pace and we were pulling away. I was just managing to the end of the race. I am happy to make my second podium in the WTCC but I have to learn of my mistake and make it better the next time.

Q:
Good points for the championship Nicky but what happened at Turn 1 and the mistake that Esteban eluded to?

NC:
Obviously very pleased with the points because all my rivals finished behind me and that’s always good. I was really struggling in the straight lines with the aquaplaning and in Turn 1 and I got overtaken by Esteban and could not follow the cars in front of me. Congratulations to Esteban, he’s driving one of the older cars in the championship and the way he managed to pull away was very impressive so massive congrats. Now we need to get ourselves together and try to improve the car for the Main Race when I will come from P8. I scored more points than the guys I’m fighting with in the championship and we did our best after a difficult race.

Q:
Your first win in the WTCC after quite a strange race, stopped after a few laps. How tough were the conditions and what are your feelings right now?

NG:
It was difficult. When you are leading you want to race. We did a fantastic job yesterday, which gave us the chance to fight for the victory. But the weather you cannot control it, it’s impossible. It was getting worse and worse and dark. Even though I don’t like this decision I have to accept this decision because the conditions were really bad and I also have to say we have to trust in the officials because they are taking care of us. For P1 I could restart but for P15 I am sure it must have been very difficult because you could not see anything at the back. First race was complicated for me again with electrical problems because of the wet conditions. But a fantastic job from the mechanics allowed me to race in the Main Race. They replaced some parts, some electronics and we get the speed again to start the Main Race and do a good job. So nothing to say. I have half points and this is good for Thed for the championship. We keep fighting for Japan because the important thing for me is we came back to the best level possible. I am looking forward to the coming races.

Q:
I know you’re a racing driver and you want to race but the history books will show you as a winner in the FIA World Touring Car Championship. What does that mean to you personally?

NG:
In history it can be good to win in the WTCC but I want to win a normal race. Of course I know I will have the opportunity to win in the future a normal race because we are back to fight for the races, we had the level yesterday. This happened but in Japan it would be very nice to be back in the top five.

Q:
Second position, obviously again in circumstances that were a little different to usual. Can you explain what you experienced out there?

NM:
Like Nestor I would have preferred to race but there are some things that are not under your control so in the end we achieved our target. Going into the Opening Race I said I just wanted to finish in front of Thed in both races. Okay the second one it was not like I wanted it to but like Nestor said there is not much we can do about that. In the end I am quite happy because again it’s important points. We did good team work especially in the Opening Race. I would like to thank Gabriele because he was always there for me. He was overlooking the situation and in the end this was a brilliant team effort so thanks to the guys, thanks to Gabriele. I am really looking forward to the next race.

Q:
And a quick word on the sticker we see on your racesuit today, obviously supporting Tiago Monteiro your team-mate…

NM:
It’s just incredibly sad not to have Tiago with us. You know him. We appreciate his presence. We appreciate his professionalism. But mostly, to be honest, I appreciate his person. It was quite strange him not being with us. I tried to stay focused. I also received the news quite late and it wasn’t easy to be professional because you try to do your best, you try to forget things than can affect your performance. But in first place you are always humans and there are some things today in the race you cannot really control. I really hope Tiago is back and I am really happy for one reason the race was stopped today and this is because Tiago is still in the fight for the championship. I really hope he comes back. I know he’s a fighter, I know he’s working hard and I expect him to be back soon.

Q:
Turning to Thed Björk, before we come to the Main Race, the Opening Race didn’t quite go to plan for you. What actually happened?

TB:
There was a problem with the vision. I didn’t see anything. I just went on the straight and I didn’t have so much to do and Norbert could easily overtake me when I braked. Then I hit [Mehdi] Bennani. He didn’t know I couldn’t see so much, there is not so much to say. I was thinking the same as Norbert, I just want to finish but with the problems it was just really difficult to drive.

Q:
And following the Main Race you now lead the world championship by half a point. What do you think to that and your chances in Japan, the next event?

TB:
I think we covered most about the Main Race but I wanted to say when you are aquaplaning and you don’t have control of the car I think they made the right decision to not start the race properly. The positive thing we take from here is we can be competitive in the rain so it will be a fight to the end with our competitors from Honda. It will be really interesting but to lead the championship feels really strange, the same as not winning the race in the right way. I just feel like we are closer in the battle and that will continue to the rest of the season. I am just a little ahead but it doesn’t matter.

Q:
Turning finally to Tom Chilton, winner of the WTCC Trophy. China has proved to be a happy hunting ground for you in the past and so it proved in the Main Race today after non-finishing in the Opening Race…

TC:
You’re right, I do like China. It has always gone really well for me in the past. I had high hopes for here. I felt that Rob Huff had a bit of an advantage having done the China Touring Car Championship before especially as the circuit was wet and greasy because you can pick up the right lines, where the grip is and where the puddles are. I tried my best in qualifying and I was very happy with my performance because I out-performed my team-mates by quite a long way so I was very happy. In the Opening Race I pulled away from Gabriele [Tarquini] and Rob. But then Rob… I have to say what happened to Thed. He struggled to see through his windows and I felt the same because I couldn’t see through my side windows either. Either way I was on the wet racing line at the time and I feel Rob maybe aquaplaned under brakes. He just about pulled it off but went for a switchback and I think we both fought for the same piece of Tarmac between Turns 5 and 6. But he hit me so hard I beg to differ and I think he made a slight mistake. But karma, I believe in karma and Rob didn’t make it out onto the grid for the Main Race. I was actually very excited to be starting the straight even though I was wheel-spinning up the straights. It was fantastic because all three of us were joint first [in the WTCC Trophy]. Mehdi [Bennani] didn’t finish, Rob was in the pits and thought this was all falling into my lap quite nicely. It’s not the way I wanted it to happen, the same as all the other drivers here but now I lead the WTCC Trophy by four points or something. I’m pleased about that because I didn’t to come all the way to China and come back with no points. But I have to say quickly that Sébastien Loeb Racing made this possible because after the Opening Race accident they managed to put a whole front-left upright, driveshaft, disc brake, you name it everything on all in 15 minutes and the steering wheel was perfectly straight and that’s one of the reasons why I’m here right now because of them so thank you.

 

WTCC Norbert Michelisz Nestor Girolami and Thed Bjork-jpg WTCC Tom Chilton-jpg WTCC Yann Ehrlacher and Esteban Guerrieri-jpg

 

MOTORSHOW 2017

 

Filipa Sanguedo vence pela 5ª vez no Motorshow Porto
A piloto Filipa Sanguedo voltou a estar em grande plano na 15ª edição do Motorshow Porto, arrecadando a sua 5ª vitória no Troféu Piloto Motorshow na categoria Feminina! 
Este evento de referência no mundo dos desportos motorizados, decorreu em simultâneo com o Salão Autoclássico, também ele um dos mais importantes da Península ibéria no que diz respeito aos clássicos, levando cerca de 40 000 pessoas até à Exponor ao longo de 4 dias!
A piloto vem sendo já uma presença assídua na prova a cargo da Xicane e também uma das mais acarinhadas pelo muito público presente! Este ano, alinhou com o Opel Adam R2 e teve uma interessante luta pela vitória entre as ‘senhoras’, que durou até à Super Final, onde arrecadou o seu 5º triunfo! Além deste triunfo, a piloto não deixou os seus créditos por mãos alheias e intrometeu-se entre os melhores registos na geral e nos carros de apenas 2 rodas motrizes!
Como refere a piloto apoiada por Motul, Motorbus, Glassdrive, Bompiso e Ofiturbo, “foram 4 dias fantásticos! A edição de 2017 voltou a ser um sucesso e a Xicane está de parabéns por voltar a conseguir fazer desta prova um êxito onde a envolvência do público foi brilhante! Tivemos a oportunidade de proporcionar alguns co drives no decorrer do Motorshow através do passatempo idealizado pela Glassdrive, uma experiência diferente e muito divertida! Desportivamente tivemos uma interessante luta pela vitória que durou até à decisiva Super Final, onde consegui vencer pela 5ª vez no Motorshow, e terminar esta edição de uma forma fantástica!”a143 Copya144 Copy

 

TAÇA DE PORTUGAL DE KARTING

  1. AFONSO FERREIRA ganha pela 2ª vez a TAÇA DE PORTUGAL DE KARTING

    Declarações no final da Prova do jovem piloto de Braga AFONSO FERREIRA da equipa TONYKART PORTUGAL

    “Nos começamos (este ano de 2017) na categoria Júnior, mais para nos preparar-nos para o próximo ano, mas foi uma surpresa pois logo na 1ª prova (em Portimão) ficamos em 3º lugar, estivemos sempre a evoluir até que na prova em Palmela fizemos o 1º lugar e de seguida no Bombarral fizemos o 2º lugar, o que resultou n...o final em 3º lugar no Campeonato Nacional de Karting 2017.
    Para a Taça de Portugal de Karting 2017 no KIB em Braga, o objetivo era ganhar e tal objetivo foi conseguido.”

 

WTCC NA CHINA

 

POST-QUALIFYING PRESS CONFERENCE TRANSCRIPT

FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017: Rounds 13 and 14 of 20

Press Conference Room, Ningbo International Speedpark, 17h00, 14 October

Present:
Néstor Girolami, Polestar Cyan Racing, first position
Norbert Michelisz, Castrol Honda World Touring Car Team, second position
Thed Björk, Polestar Cyan Racing, third position
Rob Huff, ALL-INKL.COM Münnich Motorsport, WTCC Trophy first position
Alexander Murdzevski Schedvin, Team Volvo Polestar, WTCC MAC3 winner representative

Q:
Turning first to Néstor Girolami, your maiden DHL Pole Position Award in the WTCC makes you the 26th different driver to qualify on pole position in the FIA World Touring Car Championship, the sixth this season and the first Argentine since José María López qualified on pole here in China in September 2016. Congratulations on this fantastic achievement now please talk us through your lap and how you’re feeling right now?

NG:
First of all, I want to congratulate all of the team for the good job again. This has been a really, really tough year for me especially after we had a really bad weekend in Argentina at my local track. After that we were working so hard and we did a shakedown here in China and the team did a fantastic job and a lot of work has gone into this weekend. When I drove the car in the wet conditions in Free Practice 1 it was just fantastic. I just kept driving and tried to improve for myself. It was a really challenging weekend for all all of us because it was a new track in wet conditions but after Q2 I felt quite a bit nervous because the weather was changing quite a lot and it started to rain. I was P2 in Q2 and this meant I had to wait a little bit to do Q3. Then the rain stopped a little bit and we could do a fantastic and good lap for my first pole position. I am really happy and also for the team.

Q:
You won’t know this but when you crossed the line and took pole position the reaction from your team was incredible, so much support for you. What does that mean to you and what did you achieve over the summer to transform your fortunes?

NG:
Not only me, all the team did a good job, also Yvan [Muller].

TB:
And living in Sweden eating the food!

NG:
Yes, the Swedish meatballs! This shakedown was quite good and I didn’t feel any vibration so I was expecting this kind of result. Not pole position but something good. I knew this race would not be easy. We had 70 kilos and Rob Huff 50 kilos and it’s a very, very tight circuit, really narrow. For traction it’s not so good for us. But we improved a lot during the summer and it’s really nice to be in pole position at this track.

Q:
Turning next to your Team Principal, Alexander Murdzevski Schedvin, the representative of Polestar Cyan Racing, the winner of WTCC MAC3 for the sixth time this season. Talk us through the team performance Alexander please because again the Volvo Polestar team has been on top here?

AMS:
We have done this achievement before but I don’t think I’ve been as proud and happy as I am right now because we have the longest and widest car and this is a very difficult track. If anybody saw us at Morocco and Hungaroring we can sometimes struggle in the wet. More or less after being on top in the practice sessions and qualifying it’s a fantastic achievement. Extremely up and down during qualifying. Regardless of if we were in it or not I don’t think TV viewers have had this much suspense watching a qualifying session for a very long time so I’m really happy.

Q:
And a word on the man seated to your left because for a time this season his confidence seemed to be low and he just wasn’t getting the results we know he could achieve. What have you said to him over the summer and how have you given him this boost we saw today?

AMS:
When you are developing a car all the drivers are working very hard as a team. We knew Néstor had it in him and we knew when we came to the events in Asia he would have it in him. He’s had good times and bad times and we just had to suck it up. We had a really bad weekend in Argentina but not the results or the points so we we’ve just got to put our heads down and keep pushing and hopefully we can be ahead tomorrow.

Q:
Turning to Norbert Michelisz, the fastest Honda driver in qualifying. For a while it looked like it was going to be your third pole of the season. Talk us through qualifying and those difficult conditions?

NM:
To be honest it has been the most difficult weekend for me. The track is quite challenging and you saw these circumstances were quite challenging as well. We tried to improve the car because the free practice sessions were, for me, not ideal and I was not really happy with the car balance. I did qualifying using fresh tyres and everything started to go well. I had the confidence in Q3 but I knew it was all about not doing a mistake so maybe I could have attacked a bit more. But even finishing on the front row is good for the Main Race tomorrow and I hope Volvo will not be wider enough to stay in front after the start. But on a circuit like this a lot will depend on how we do the starts.

Q:
The result of qualifying is obviously good for your championship challenge and you’ve got a new team-mate for this weekend in Gabriele Tarquini. How do you think he has performed and how can he help you in tomorrow’s races?

NM:
He’s a rookie so it’s all about helping him! Everybody knows Gabriele. He was part of the family for a long time. He knows the car inside out. Maybe he wasn’t there for the last two years but he’s a guy who is always talking with the engineers, looking in to every small detail. And you see from the first moment he was there in terms of performance. If you look at the races tomorrow, he has the speed and experience to be there. I expect a podium finish, even a bit more.

Q:
Turning next to Thed Björk, you celebration when Néstor crossed the line was probably the most enthusiastic of all. Talk to us about Néstor’s rise this weekend and your own qualifying?

TB:
It feels really great. I was with the team in Marrakech last year and that was not nice. Everyone is working really hard putting a great car together like Néstor said. Just after FP1 we felt ‘yes, here we are’ and we could just keep going fast and find the small things we wanted. On a new circuit we have to learn but it was more about working on the details and that was really good. I’ve been six seconds off the pace a couple of times last year and this is completely different. But also to see Néstor take his first pole he really deserves it. He’s a super-fast guy and I’m really proud of him. He spends his time in Sweden, he really wants this result and now he’s got it. There’s a lot of relief and I really like working with him, he’s a really nice guy.

Q:
Turning next to Rob Huff, fastest in the WTCC Trophy. Now it’s a very busy weekend for you and we’ve calculated that it’s 10 times you will be in track between your WTCC and China Touring Car Championship commitments. How are you feeling right now after a bit of an up-and-down day: victory in the CTCC but perhaps not the outright pole you wanted in the WTCC?

RH:
It’s been a busy weekend and I probably feel a lot better than I should do to be honest. The conditions have definitely helped me this weekend. It’s not too hot and driving the cars in the wet is not too demanding at all. I feel great, good results in the CTCC earlier today. We probably missed out just a bit in qualifying for the WTCC, we’ve shown good pace all day but we just went slightly in the wrong direction when it mattered in qualifying. I’m first in WTCC Trophy and I’ve got two [overall] points in the bag. But I’m going to share the love with Volvo today – well done Néstor because if this guy didn’t have bad luck he’d have no luck at all. He’s had an awful season all through gremlins and bad luck and almost nothing to do with his own fault. So to turn it round and be on the pole position is very well deserved.

Q:
You probably know this track better than all the others based on the amount of laps you’ve covered so what do you think of the prospects for tomorrow’s races?

RH:
We did the China Touring Car Championship earlier, we started on pole, led, got a drive-through penalty but still won so I’m feeling confident. There are some overtaking places for sure. It’s a tricky track with very difficult conditions and it seems like conditions tomorrow will be even worse than they are today. We don’t want them too bad that we can’t race, we want to put a show on because we’re all fighting for a championship and we need these races. It’s going to be difficult but I don’t think I really have an advantage.

 

WTCC Nestor Girolami-JPG WTCC Norbert Michelisz Alexander Murdzevski Schedvin Nestor Giorlami and Thed Bjork-JPG WTCC Thed Bjork and Rob Huff-JPG
FIA WTCC MEDIA CENTRE Download picture FIA WTCC MEDIA CENTRE Download picture

 

SEGUNDO A OPINIÃO DO PILOTO PEDRO ALVES

SEGUNDO A OPINIÃO DO PILOTO DE VILA REAL PEDRO ALVES

 

Hoje fui visitar o Campeonato Nacional de Ralicross a Montalegre, como espectador, e venho muito triste ao ver certas atitudes vindas de alguns pilotos que deviam era engolir e ficar no seu cantinho. Mais triste ainda, por ver que o Colégio de Comissários continua no seu mais baixíssimo nível. Fico triste porque é uma modalidade de que gosto muito, mas tambem fico de certo modo feliz por ter a noção de que soubemos abandonar na altura certa. Estamos bem onde estamos, a Velocidade sempre foi o meu sonho!

 

TIAGO MONTEIRO JÁ TREINA

TIAGO MONTEIRO JÁ TREINA PARA A PROVA DO JAPÃO DO WTCC

 

Tiago Monteiro não esta na China, mas treina intensamente em sua casa no Simulador da G's Competizione para a sua próxima corrida do FIA WTCCa140 Copya141 Copya142 Copy

 

O INCRIVEL CURRICULUM DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

O INCRIVEL CV DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

 Já são 999 emissões em directo. O primeiro foi em Maio de 1995. Num dos estúdios da RTP, ainda na 5 de Outubro. Eu e uma televisão, sozinho numa sala enorme, comentando uma corrida do DTM em Avus. Nessa altura, era apenas mais um desafio. No ano seguinte, com a chegada do Eurosport em português, tornou-se no pão nosso de cada dia. Daí até às duas provas do WTCC de hoje, comentei mais 998 directos de televisão, feitos no local (uma minoria) ou em estúdio. Apresentação de programa...s, analista, repórter, narrador ou comentador. Um pouco de tudo, também no que diz respeito a desportos, destacando-se os motorizados, com treinos/corridas de carros e motos, fosse em circuitos, ralis ou todo-terreno. Mas também futebol americano, ténis, vela, tiro com arco, esgrima, hipismo (logo eu que tenho medo pânico de cavalos...), esqui alpino, luge, bobsleigh, skeleton, futebol, voleibol, voleibol de praia, canoagem, remo, bowls, skicross, corridas de cães, triatlo, tiro e as cerimónias olímpicas (atribuição, abertura e encerramento). Tudo em canais tão diferentes como a RTP, a SIC, o Eurosport ou a TVI. O próximo directo será o Milésimo. Um número redondo, alcançado depois de 22 anos e 5 meses. Engraçado nisto tudo: não sei o que será. Não sei o que terei de escrever nas folhas, sempre à mão, para depois ter tudo... à mão também, para minimizar falhas de memória ou os imprevistos do directo. Mas também é verdade que nesta vida são esses imprevistos - de não se saber o directo de amanhã ou o que irá acontecer durante cada um deles - que tornam tudo ainda mais apetitoso.

 

PÓDIO PARA PARENTE

  1. Pódio para Álvaro Parente

    Álvaro Parente assegurou um lugar no pódio nas 8 Horas da Califórnia, a terceira etapa do Intercontinental GT Challenge, que se realizou este domingo no mítico circuito de Laguna Seca.

    O português esteve uma vez mais em plano de evidência no palco mundial das corridas de GT e com uma prestação notável aos comandos do McLaren 650S da K-PAX Racing, que dividiu com Bryan Sellers e Ben Barnicoat, assegurou o terceiro posto em mais uma ronda daquele que é... considerado o Campeonato do Mundo de GT.

    Depois de arrancar do quinto posto da grelha de partida, o piloto oficial da McLaren, juntamente com os seus colegas de equipa, esteve sempre em contenção pelos lugares do pódio, tendo o trio cruzado a linha de meta na terceira posição, a quarenta e três segundos dos vencedores, após oito horas de prova.

    CLASSIFICAÇÃO
    1º Pierre Kaffer/Kelvin van der Linde/Markus Winkelhock 314 voltas em 8h00m27,641s
    2º Christopher Mies/Connor de Filippi/Christopher Haase a 2,488s
    3º Álvaro Parente/Ben Barnicoat/Bryan Sellers McLaren a 43,050s

 

1º SALÃO DO AUTOMÓVEL HIBRIDO E ELECTRICO

GALERIA DE IMAGENS

 

1º SALÃO  DO AUTOMÓVEL HIBRIDO E ELECTRICO

 

Teve lugar este fim de semana que passou, a 1ª edição do salão Automóvel Hibrido e Electrico , na cidade do Porto, mais exactamente na Alfandega do Porto, onde reuniu cerca de 14 marcas diferentes que assim apresentaram os seus modelos electricos e hibridos, isso conforme as imagens anexas.Muitos dos modelos são conhecidos por possuiresm motores a combustão, mas a verdade é que  a Peugeot, Renault, Volkswagen, Lexus, Toyota, BMW, Volvo, Hyundai, Smart, Nissan, KIA, Tesla , Mitsubishi e Mini apresentaram os seus modelos não poluidores.

 

Texto e fotos de JOão Raposo na Alfandega do Porto - www.velocidadeonline.comDSC 9286_CopyDSC 9287_CopyDSC 9288_CopyDSC 9289_CopyDSC 9290_CopyDSC 9291_CopyDSC 9292_CopyDSC 9293_CopyDSC 9294_CopyDSC 9295_CopyDSC 9299_CopyDSC 9300_CopyDSC 9301_CopyDSC 9302_CopyDSC 9303_CopyDSC 9304_CopyDSC 9305_CopyDSC 9306_CopyDSC 9307_CopyDSC 9308_CopyDSC 9309_CopyDSC 9310_CopyDSC 9311_CopyDSC 9312_CopyDSC 9313_CopyDSC 9314_CopyDSC 9315_CopyDSC 9316_CopyDSC 9317_CopyDSC 9318_CopyDSC 9320_CopyDSC 9321_CopyDSC 9322_Copy que

 

GALERIA DE IMAGENS

BAIXA DO PORTO SOFRE INVASÃO DE FERRARIS

 

Eis o segundo grupo de imagens da passagem pela Rua Passos Manuel da concentração de Ferraris.

 

Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline.comDSC 9208_CopyDSC 9209_CopyDSC 9210_CopyDSC 9211_CopyDSC 9213_CopyDSC 9214_CopyDSC 9215_CopyDSC 9216_CopyDSC 9217_CopyDSC 9218_CopyDSC 9219_CopyDSC 9220_CopyDSC 9221_CopyDSC 9222_CopyDSC 9223_CopyDSC 9224_CopyDSC 9225_CopyDSC 9227_CopyDSC 9228_CopyDSC 9229_CopyDSC 9230_CopyDSC 9231_CopyDSC 9233_CopyDSC 9234_CopyDSC 9235_CopyDSC 9236_CopyDSC 9237_CopyDSC 9238_CopyDSC 9240_CopyDSC 9242_CopyDSC 9243_CopyDSC 9248_CopyDSC 9250_CopyDSC 9251_CopyDSC 9252_CopyDSC 9253_CopyDSC 9254_CopyDSC 9255_CopyDSC 9256_CopyDSC 9257_CopyDSC 9258_CopyDSC 9259_CopyDSC 9260_CopyDSC 9261_CopyDSC 9262_CopyDSC 9263_CopyDSC 9264_CopyDSC 9267_CopyDSC 9268_CopyDSC 9269_Copy

 

WTCC NA CHINA

 

VOLVO POLESTAR TOPS WTCC MAC3 TEAM TIME TRIAL

FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017: Rounds 13 and 14 of 20

*Sixth WTCC MAC3 victory of 2017 for Polestar Cyan Racing
*Ningbo success narrows Honda’s title advantage to two points
*Returning world champion Tarquini forms part of Honda attack

Polestar Cyan Racing’s team of three Volvo S60s defeated the trio of Honda Civic WTCCs in the WTCC MAC3 time trial at FIA WTCC Race of China at the all-new Ningbo International Speedpark this afternoon.

The all-blue Volvo Polestars, led by DHL Pole Position Award winner Néstor Girolami, set the two-lap benchmark by running first in murky conditions at the 4.015-kilometre track. The Hondas had a time of 4m05.191s to beat.

WTCC returnee Gabriele Tarquini led Norbert Michelisz and Ryo Michigami – until he repeated his error from qualifying and ran off the increasingly slippery circuit. The experienced Italian rejoined the trio, but was now at the back of the train.

His error left the team more than four seconds off the Volvos at the end of the first lap, a gap they were unable to make up on the second tour. They finished 4.7s down on the Polestar Cyan Racing S60s. “It well really well,” said Volvo driver Nicky Catsburg. “We’re super-happy to get the points.”

Alexander Murdzevski Schedvin, Head of Motorsport at Polestar, said: “We have claimed a double with pole and WTCC MAC3 victory previously, but this is no doubt the best one as we won it in wet conditions that have proven to be hard for us in the past. Néstor was finally able to show what he really can deliver and we are all very happy for him. Things look very strong for tomorrow.”

The result and 12 accompanying points means Volvo Polestar now lies just two points behind Honda in the FIA World Touring Car Championship for Manufacturers, 588 leading 586. It was Volvo Polestar's sixth WTCC MAC3 triumph of 2017.

 

WTCC Team Volvo Polestar-JPG WTCC Team Volvo Polestar drivers-JPG WTCC Team Honda-JPG

 

MOTOS NO BRASIL

 

Kawasaki Brasil domina o pódio do Arena Cross

Os pilotos oficiais e satélites da marca Kawasaki deram um verdadeiro show de raça e superação na terceira etapa do Arena Cross Brasil na cidade de Ourinhos-SP, que recebeu no último feriado 12/10 (quinta-feira) a terceira rodada do evento. Em um nível altíssimo de competição unindo os melhores pilotos do cenário nacional no gate, nossos pilotos se destacaram pela garra e força de vontade.

O Venezuelano do time satélite do nosso concessionário Rota Kawasaki, Humberto Martin, levou a melhor somando 32 pontos ficou com a vitória, já o piloto oficial Dudu Lima teve dificuldades na primeira bateria alcançando um resultado mediano, já na segunda bateria conseguiu chegar atrás de Machito e juntos fizeram uma dobradinha verde na chegada, mesmo resultado que dominou o pódio da terceira etapa, com duas Kawasakis no topo do Arena Cross. 

Ricardo Kaphê Sebbe | Assessor de Competições 
"Estamos muito satisfeitos com o desempenho de nossos pilotos nesta etapa do Arena Cross. Marcello ficou fora do pódio porque cometeu um pequeno erro ao final da bateria, terminando o overall na sexta colocação. Já seu irmão Eduardo, o Dudu, finalizou o overall na segunda colocação, mostrando uma enorme evolução neste segundo semestre! Parabéns a toda equipe.” 

Eduardo Lima #2 | MXPró 
“A corrida foi um pouco complicada pra mim, na primeira bateria acabei largando em último e vim fazendo muita força do começo ao fim isso acabou me desgastando demais mas ainda consegui terminar em 6º a primeira corrida, na segunda bateria sabia que se quisesse salvar um pódio precisava largar melhor e foi o que eu fiz consegui largar um pouco melhor e logo no começo da corrida me descolei rápido ficando entre os primeiros. Ainda consegui fazer um segundo lugar e salvar um pódio na segunda colocação! Minha moto KX450F está perfeita e estou me sentindo muito confortável nela espero poder colocar ela no pódio mais vezes esse ano ainda!”

Marcello Lima #5 | MXPró 
“Corrida foi boa, tive um ritmo bom nas duas baterias. Porém o resultado não foi como eu queria. Caí forte na segunda bateria, foi o que me prejudicou no resultado final. Mas estou bem e pronto para a próxima.”

O próximo desafio do time Kawasaki será a 5ª rodada do Brasileiro de Motocross que acontece em Tupaciguara MG no início de novembro. 

 

 


Victor Silva | Show Radical | VGCOM

 


Victor Silva | Show Radical | VGCOM

 


Victor Silva | Show Radical | VGCOM

 


Victor Silva | Show Radical | VGCOM

 


Victor Silva | Show Radical | VGCOM
 

WTCC NA CHINA

 

ARGENTINE WTCC ACES SHINE IN THE CHINA RAIN

FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017: Rounds 13 and 14 of 20

*Second win for Guerrieri, breakthrough triumph for Girolami
*Treacherous conditions force officials to shorten Main Race
*Björk claims championship lead by half a point
*Drivers support recovering Tiago Monteiro through #GoTiago18 campaign

Esteban Guerrieri was the star performer at FIA WTCC Race of China with a virtuoso performance in the Opening Race, before heavy rain forced the Main Race to be stopped on the fourth lap.

Néstor Girolami was leading at the time and takes his maiden World Touring Car Championship victory, while his Polestar Cyan Racing team-mate Thed Björk moves to the top of the title standings by half a point following the WTCC’s first visit to the all-new Ningbo International Speedpark.

Yann Ehrlacher and Nicky Catsburg completed the Opening Race podium with Norbert Michelisz from the Castrol Honda World Touring Car Team and Björk doing likewise in the shortened second counter for which half points were awarded.

Guerrieri and Tom Chilton were the winners in the WTCC Trophy with Guerrieri claiming the TAG Heuer Best Lap Trophy for his effort in the Opening Race. Honda continues to lead the FIA World Touring Car Championship for Manufacturers, while Tom Chilton has moved into the outright WTCC Trophy lead having been tied on points with Mehdi Bennani and Rob Huff before the start.

Competing cars carried #GoTiago18 stickers in support of Tiago Monteiro, the erstwhile championship leader who was forced to miss the race on medical grounds following his testing accident in Spain last month.

Guerrieri shines for second WTCC win
Esteban Guerrieri lined up fourth on the grid for the Opening Race, but after the dreadful conditions forced the start behind the safety car he moved quickly up the order once the drivers were unleashed to race. The Argentine demoted Polestar Cyan Racing’s Nicky Catsburg for third, Sébastien Loeb Racing’s John Filippi for second, then passed leader Yann Ehrlacher of RC Motorsport on lap 10 immediately from a restart after a second safety car period while the stranded cars of Tom Chilton and Rob Huff were recovered following a collision between the Britons. From there, Campos Racing-run Guerrieri was able to open a gap to win the 15-lap encounter by 2.8s. Gabriele Tarquini marked his return to action with fifth place behind title-chasing Honda team-mate Norbert Michelisz.

WTCC personal bests and DNFs in China
Several drivers claimed personal bests in China. John Filippi took a career-best sixth in the Opening Race. Kevin Gleason also bagged a personal best in seventh, as did eighth-placed Dániel Nagy, Ryo Michigami in ninth and Filipe de Souza in P10, the Macanese bagging his maiden WTCC points on his championship return. Zsolt Dávid Szabó missed practice and qualifying due to technical gremlins but finished both races, bagging the outright fastest lap in the day’s finale, despite his absence of circuit knowledge. But there was frustration for a number of WTCC aces. Mehdi Bennani retired from the Opening Race with right-rear suspension damage following a brush with Thed Björk, who reported a lack of visibility due to misting. Néstor Girolami retired from the Opening Race with electrical issues, while Rob Huff retired early in the Main Race after damage inflicted in an Opening Race collision with Tom Chilton couldn't be repaired. Mechanical problems accounted for Tom Coronel in the first counter.

RACE WINNER QUOTES
Esteban Guerrieri (Opening Race winner): “It was very tough but first I want to congratulate Nicky and Yann for their podium. After such as tough race, it was extreme conditions, all the time raining heavily. It was aquaplaning in the straights. You never knew where to brake, where to be safe and which was the safe line. I tried to take my references in the beginning to see what was the biggest problems for the car on the track. After that I got profit from Nicky’s mistake in Turn 1, his car was quite slow in the first sector and I could overtake him and straightaway I could also overtake [John] Filippi. Yann was a bit far away but I was lucky with the safety car. My car was feeling okay overall, in the slippery conditions it was difficult but it was okay for driving. Then I saw Yann wasn’t on it onto the straight and I was catching him on the straight line and I had two choices: to lift on the straight because I was aquaplaning everywhere or keep it flat and keep catching him to try a move into the first corner. I chose the second one and it paid off because I could overtake him and then I had a clear track. I could do my pace and altogether it was good. I’m very happy and proud of my team because they gave me a great car. It was perfect, I’m so happy. David, which is one of the guys in the team, it’s his birthday so especially for him and to my mum [Ester] because in Argentina today is mother’s day so she is there in Argentina. She missed me a lot and I miss her too so this is for her. I’m really happy, it came in a good moment.”

Néstor Girolami (Main Race winner): “It was difficult. When you are leading you want to race. We did a fantastic job yesterday, which gave us the chance to fight for the victory today. But the weather you cannot control it, it’s impossible. It was getting worse and worse and dark. Even though I don’t like this decision I have to accept this decision because the conditions were really bad and I also have to say we have to trust in the officials because they are taking care of us. For P1 I could restart but for P15 I am sure it must have been very difficult because you could not see anything at the back. The first race was complicated for me again with electrical problems because of the wet conditions. But a fantastic job from the mechanics allowed me to race in the Main Race. They replaced some parts, some electronics and we get the speed again to start the Main Race and do a good job, so nothing to say. I have half points and this is good for Thed for the championship. We keep fighting for Japan because the important thing for me is we came back to the best level possible. I am looking forward to the coming races. In history it can be good to win in the WTCC but I want to win a normal race. Of course I know I will have the opportunity to win in the future a normal race because we are back to fight for the races, we had the level yesterday. This happened but in Japan it would be very nice to be back in the top five.”

OPENING RACE REPORT

MAIN RACE REPORT

VOLVO POLESTAR TOPS WTCC MAC3 TEAM TIME TRIAL
Polestar Cyan Racing’s team of three Volvo S60s defeated the trio of Honda Civic WTCCs in the WTCC MAC3 time trial at FIA WTCC Race of China on Saturday afternoon. The all-blue Volvo Polestars, led by DHL Pole Position Award winner Néstor Girolami, set the two-lap benchmark by running first in murky conditions at the 4.015-kilometre track. The Hondas had a time of 4m05.191s to beat. WTCC returnee Gabriele Tarquini led Norbert Michelisz and Ryo Michigami – until he repeated his error from qualifying and ran off the increasingly slippery circuit. The experienced Italian rejoined the trio, but was now at the back of the train. His error left the team more than four seconds off the Volvos at the end of the first lap, a gap they were unable to make up on the second tour. They finished 4.7s down on the Polestar Cyan Racing S60s. “It well really well,” said Volvo driver Nicky Catsburg. “We’re super-happy to get the points.” Alexander Murdzevski Schedvin, Head of Motorsport at Polestar, said: “We have claimed a double with pole and WTCC MAC3 victory previously, but this is no doubt the best one as we won it in wet conditions that have proven to be hard for us in the past. Néstor was finally able to show what he really can deliver and we are all very happy for him. Things look very strong for tomorrow.”

RESULTS/STANDINGS

RACE FACTS: Opening Race DHL Pole Position: Yann Ehrlacher (LADA Vesta WTCC)
Main Race DHL Pole Position: Néstor Girolami (Volvo S60 Polestar)
TAG Heuer Best Lap Trophy: Esteban Guerrieri (Chevrolet RML Cruze TC1) 2m03.753s
NEXT EVENT: FIA WTCC Race of Japan, Twin Ring Motegi, 27-29 October

 

WTCC Esteban Guerrieri-jpg WTCC John Filippi and Esteban Guerrieri-jpg WTCC Main Race start-jpg

 

NOVO HONDA NSX GT 3 ESTREIA EM MACAU

 

Honda NSX GT3 to contest FIA GT World Cup in Macau

 

 

Honda are delighted to announce an entry into the FIA GT World Cup, to take place during the 64th Macau Grand Prix weekend on November 16-19*.

A single Honda NSX GT3 will be fielded by Honda Motor at the world’s most prestigious sprint event for GT racing cars, which takes place alongside the FIA World Touring Car Championship and FIA Formula 3 World Cup.

The NSX GT3 will be raced by Renger van der Zande, who has been one of Europe’s most-successful sportscar racers of the past two seasons.

Van der Zande was the 2016 LMPC Champion in North America’s IMSA Weathertech Sports Car Championship as well as finishing second overall at the Spa and Nurburgring 24 Hour races, winning his class at Petit Le Mans and securing a podium result at the Sebring 12 Hours.

This year he has scored outright victories in IMSA’s Prototype division and in Germany’s ADAC GT Masters series plus a podium at the Daytona 24 Hours to add to a CV that includes race wins in the Pirelli World Challenge, International GT Open, F3 Euro Series, British Formula 3 Championship and Formula Renault Germany.

The 31-year-old Dutchman brings a wealth of Macau experience to the team, having raced on the 6.1-kilometre circuit on eight occasions. He has twice finished inside the top five of the Formula 3 Grand Prix and in 2014 was the runner-up in the GT3 contest.

Honda will use the FIA GT World Cup to showcase the NSX GT3 Customer Racing Programme – which was launched at the Spa 24 Hours in July and commences next year – to a global audience.

Twelve examples of the car, which scored victories in IMSA and the Pirelli World Challenge in North America this year, will be built in time for the 2018 racing season.

Sales and technical support for customers will be provided by HPD in North America, Mugen in Japan and JAS Motorsport in the rest of the world.

The FIA GT World Cup is the most prestigious GT sprint race in the world and brings together more than examples of the finest GT3 racing cars from the world’s top manufacturers and race teams. Stefano Fini of JAS Motorsport will act as Team Director for the event.

*Subject to publication of official entry list by the FIA.

 

Renger van der Zande

Driver

“I’ve shared a track with the NSX GT3 in the IMSA Sports Car Championship this year and had noticed how stunning it is to look at, so to be able to drive the manufacturer car for Honda at Macau is an incredible opportunity for me. Macau is the perfect place to showcase a car like this because the circuit has everything, and with my experience of racing there eight times, I’m sure we can put on a good show for Honda and for the fans. I will test the car in Italy in the coming days and am looking forward to getting behind the wheel.”

- Honda Racing

 

Masashi Yamamoto

General Manager Motorsport Division, Honda Motor

“The FIA GT World Cup will be the latest high-profile event for the Honda NSX GT3 and we are very excited. The car, which will be the centrepiece of the NSX GT3 Customer Racing Programme from 2018, was designed and built with racing in mind and has been tested and developed extensively in race conditions this year on some of the toughest racetracks in the USA; scoring deserved victories in the IMSA Weathertech Sports Car Championship and the Pirelli World Challenge. In Renger van der Zande we have a driver of sportscar championship-winning pedigree and plenty of experience of running in Macau. With these two factors combined, we expect a strong display.”

- Honda Racinga135 Copy

 

Stefano Fini

JAS Motorsport

“We are very excited to enter the GT World Cup, in addition to participating in the World Touring Car Championship at Macau. Honda has just started its NSX GT3 global sales programme for the 2018 season and we are very grateful that the FIA and promoter have given us the green light to enter this prestigious event. Established in 1954, the Macau Grand Prix is now also a top showcase for GT racing and our target is to put on a good showing with Renger van der Zande, an international sportscar championship-winning driver with lots of experience of GT3 machinery and of the Guia circuit. Our hope is that participation in this event with the NSX GT3 will create greater interest in GT racing globally.”

- Honda Racing

 

MIGUEL OLIVEIRA NO JAPÃO

 

Piloto de Almada estreou-se em Moto2 no circuito de Motegi

 

ARRANQUE POSITIVO PARA MIGUEL OLIVEIRA NO JAPÃO  

 

Apesar da chuva que marcou o primeiro dia de treinos livres em Motegi, cidade nipónica que recebe o MotoGP há duas décadas e que é este fim-de-semana o palco da 15ª ronda do Campeonato do Mundo de Motociclismo, o jovem piloto de Almada demonstrou mais uma vez todo o seu potencial frente aos seus rivais, naquela que é a sua estreia aos comandos de uma Moto2.


Relembre-se que em 2016, o agora piloto da equipa Red Bull KTM Ajo, não competiu neste circuito devido à lesão que o afastou de algumas provas. Em Motegi, Miguel Oliveira relembrou perante a audiência presente por que foi 2º neste circuito em 2015, em Moto3. Mesmo sobre chuva intensa, o piloto da Charneca da Caparica conseguiu adaptar-se bem às condições do asfalto e completar com nota muito positiva as duas sessões de treinos livres.

 

Na sessão matinal (hora japonesa, UTC +9), Miguel Oliveira rodou consistentemente nos 2min06, a 1,522 do melhor tempo protagonizado por Alex Marquéz, conseguindo o 9º melhor tempo da sessão. Já na 2ª sessão da tarde, foi o piloto que mais progrediu comparativamente à primeira sessão, para dominar confortavelmente grande parte do treino no 3º lugar, logo atrás do suíço Thomas Luthi e do espanhol Alex Marquéz, em condições traiçoeiras que originaram algumas quedas, mas sem consequências físicas. 


A rodar solidamente na 3ª posição, Miguel Oliveira conseguiu superar-se, volta atrás de volta, fechando o seu melhor tempo em 2min05,807s, a 0,525s do melhor tempo da 2ª sessão de treinos livres conseguido por Luthi. Alex Marquéz garantiu a 2ª posição.

 

#44 Miguel Oliveira

“Hoje o dia correu bem. Houve muita chuva, tanto pela manhã como pela tarde, mas, em geral, fizemos um bom trabalho. Falta saber como estará o tempo amanhã para a qualificação, mas estou contente com a moto, com o trabalho feito até aqui e sinto-me muito confortável à chuva. Espero continuar assim”.

Amanhã, sábado, a 3ª sessão de treinos livres terá lugar pelas 02h55 e a qualificação acontecerá pelas 07h05, horas de Portugal.

 

Resultados Combinados (FP1+FP2)
1. Thomas Luthi (Kalex) com 2:05.282
2. Alex Marquez (Kalex) com 2:05.460 +0.178
3. Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) com 2:05.807 +0.525
4. Hafizh Syahrin (Kalex) com 2:06.212 +0.930
5. Franco Morbidelli (Kalex) com 2:06.220 +0.938a134 Copy

 

PARKBOB VENCE VOLKSWAGEN FINANCIAL

 

Parkbob vence Volkswagen Financial Services Startup Battlefield

 

Startups portuguesas Mubcargo, Addvolt e Hype Labs também conquistaram prémios na batalha de startups promovida pelo Volkswagen Financial Services na área da mobilidade sustentável e dos serviços financeiros.

 

O Volkswagen Financial Services “Startup Battlefield, concurso internacional para startups na área da mobilidade sustentável e dos serviços financeiros, teve como grande vencedor a startup austríaca Parkbob, que desenvolveu uma app para ajudar a encontrar lugares de estacionamento nas cidades. A aplicação móvel já está disponível em 28 cidades e deverá chegar a Lisboa durante o próximo ano.

Através da análise em tempo real de imagens de satélite e da digitalização das regras de trânsito e limitações de estacionamento nas cidades, a Parkbob disponibiliza na sua aplicação móvel as localizações disponíveis para estacionar o veículo. Esta solução tem, assim, um impacto relevante ao nível da mobilidade sustentável, pois permite uma maior eficiência no processo de estacionamento, com poupanças ao nível do tempo despendido e do consumo de combustível.

O Volkswagen Financial Services “Startup Battlefield” distinguiu também startups portuguesas, tendo a Mubcargo conquistado o segundo prémio. A sua plataforma, já em funcionamento, conecta pessoas que precisam de fazer transportes com transportadores dispostos a recolher e entregar essas mercadorias. Para tal, basta utilizar a app para submeter o pedido de transporte, recebendo de seguida notificações com várias propostas de preço para o serviço. O cliente terá apenas de escolher a proposta pretendida, fazendo o pagamento e acompanhamento do transporte em tempo real na app.

Em terceiro lugar, ex-áqueo, ficaram a Addvolt e a HypeLabs. A Addvolt é uma empresa baseada em tecnologia que tem como target problemas em mercados onde existe um grande potencial para redução do consumo de combustível pela geração de energia. Através da sua solução tecnológica WeTruck, a startup utiliza a energia gerada em circulação nos veículos, nomeadamente nas travagens, para alimentar a sua unidade frigorífica, permitindo uma maior eficiência energética dos veículos frigoríficos.

Já a HypeLabs desenvolveu um software que permite o networking em rede entre aparelhos mesmo sem acesso à internet. Esta solução pode permitir a comunicação entre veículos e entre o veículo e o utilizador, abrindo novas oportunidades de desenvolvimento para o sector automóvel.

O Volkswagen Financial Services Startup está empenhado em promover a mobilidade sustentável e em melhorar continuamente as suas operações, criando novos paradigmas para o sector financeiro automóvel, mas também para os seus clientes e negócios.

Luis Schunk, Country Manager do Volkswagen Financial Services Portugal, afirma: “O futuro da indústria financeira automóvel passa por colocar as vantagens da digitalização ao serviço dos clientes, tendo como base princípios de mobilidade sustentável que contribuam para uma maior eficiência na utilização dos veículos. Temos o compromisso de oferecer aos nossos cliente soluções que lhes permitam reduzir custos e aumentar a eficiência, criando vantagens competitivas para os seus negócios ou proporcionando experiências distintivas para os particulares, ajudando a melhorar a sua vida sempre que adquiram ou utilizem um veículo automóvel. Por isso, estamos a fomentar o surgimento de ideias e o empreendedorismo, onde se inclui o Volkswagen Financial Services Startup Battlefield, uma iniciativa pioneira que coloca Portugal e o Volkswagen Financial Services no epicentro da inovação no sector financeiro automóvel”.

 

Júri internacional avaliou candidaturas

O Volkswagen Financial Services Startup recebeu mais de 60 candidaturas de todo o mundo, tendo sido selecionadas 15 startups de 7 países para a final disputada ontem em Lisboa. Além das vencedoras, estiveram presentes as portuguesas Share-A-Car, Ubirider, HealthyRoad, Connect Robotics, IZIRepair, Movtz, e Pavnext, a indiana Zify, a irlandesa Parkio, a espanhola Moov e a finlandesa Witrafi.

As startups e os seus projetos foram avaliadas por um júri internacional, composto por André Jacques, CMO da Porto Business School, Ricardo Lima, trusted advisor startups do Web Summit, Ana Casaca, Head of Innovation do Grupo José de Mello, Álvaro Nogueiras, co-fundador e CEO da Tradiio, Luis Schunk, Country Manager do Volkswagen Financial Services Portugal, Oscar Moreno, Country Manager do Volkswagen Financial Services Portugal, e Marcel Wipijewski, Head of Business Transformation do Volkswagen Financial Services AG.

A ideia vencedora, da Parkbob, recebeu um prémio monetário de 2.500 euros, três meses gratuitos de incubação no espaço do Volkswagen Financial Services na Second Home Hub em Lisboa e um espaço de exibição no Web Summit, que se realiza em Novembro. O segundo classificado, a Mubcargo, recebeu um prémio de 1.500 euros e um espaço de exibição no Web Summit. Os terceiros classificados Addvolt e HypeLabs receberam 1.000 euros e vão também ter um espaço de exibição no Web Summit.

 

Mobilidade sustentável e transformação digital vão moldar sector financeiro automóvel

O futuro do sector financeiro automóvel vai ter na mobilidade sustentável um catalisador da sua transformação, com implicações, por exemplo, ao nível da gestão de frotas para clientes, da otimização na distribuição de bens e serviços e na resposta às necessidades de mobilidade dos cidadãos.

No âmbito do “Startup Battlefield”, o Volkswagen Financial Services pretende identificar startups e empreendedores que permitam que os clientes empresariais otimizem a composição e a utilização das suas frotas e/ou facilitem a transição do carro atribuído individualmente a funcionários para serviços de mobilidade dos colaboradores. A iniciativa procura também projetos que tenham como objetivo ajudar a otimizar a distribuição / logística de bens nas cidades, gerando uma maior conveniência aos clientes que recebem bens (funcionado os veículos como pontos de entrega), proporcionando uma redução dos custos para os players logísticos e de retalho, e ajudando os municípios nos seus esforços para reduzir os congestionamentos de trânsito. Adicionalmente, são procuradas soluções que permitam ao Volkswagen Financial Services responder à crescente procura dos clientes por soluções de mobilidade altamente flexíveis com um custo total de mobilidade (TCM) reduzido.

O Volkswagen Financial Services tem já em marcha um processo abrangente de transformação digital em resposta à crescente tendência dos clientes para realizar suas pesquisas e interações através de canais móveis/online. Apostando na inovação, o Volkswagen Financial Services em Portugal está também a analisar novos formatos de mobilidade, respondendo à tendência crescente de seus clientes de se afastarem do simples "financiamento de compra de veículo" para privilegiarem "Contratos de utilização de veículos" e, no futuro próximo, a "Contratação de soluções flexíveis de mobilidade".

O Volkswagen Financial Services “Startup Battlefield” enquadra-se nesta estratégia de transformação digital da companhia e pretende ajudar startups e empreendedores a desenvolverem ideias para responder às necessidades de mobilidade dos cidadãos, para transformar as atividades de gestão de frotas ou otimizar a distribuição de bens nas cidades.a133 Copy

 

WTCC NA CHINA

 

WTCC 2017

Honda secure front-row start in China

alt WTCC Race of China

Ningbo International Circuit, China

Honda secured a front-row start for the latest round of the FIA World Touring Car Championship at the brand-new Ningbo International Speedpark in China.

Castrol Honda World Touring Car Team driver Norbert Michelisz set the second-fastest time in the decisive Q3 section of qualifying to ensure a strong position for tomorrow’s pair of races.

Both practice sessions had taken place on a wet track, which was hosting its maiden race event, but the rain had stopped in time for qualifying to leave a damp surface.

Tactically deciding to wait until the second half of Q2 to take to the circuit, the Hungarian, who lies third in the Drivers’ Championship, set a superb pace to qualify for Q3 and then secured his fourth consecutive front-row result in the single-lap shootout.

With Drivers’ Championship leader Tiago Monteiro sadly missing through injury, his stand-in driver Gabriele Tarquini faced a tough task to get up to speed without having driven the Civic WTCC for almost two years.

The Italian, the 2009 WTCC Champion, put in a sensational performance to set the fastest time in Q2, but was dealt a cruel blow with the weather as heavy rain began falling again just as he was about to start his crucial Q3 lap.

Gabriele, who expertly held a huge sideways slide near the end of his lap, still qualified an excellent fifth. He and Norbert will start the reversed-grid Opening Race sixth and ninth.

Ryo Michigami starts both races from 11th place in his Honda Racing Team JAS Civic. The Japanese driver showed top-10 pace in the wet FP1 but suffered a mechanical issue that limited his throttle response in qualifying.

Following qualifying, the seventh MAC3 session of the year was held with Honda taking second place.

Both races take place on Sunday.

Norbert Michelisz

Norbert Michelisz 5

“I’m very happy to qualify on the front row because today’s been my most difficult day of the season behind the wheel. The track is very challenging and I didn’t have a great balance in the wet conditions in practice. But in the damp qualifying and on fresh tyres my confidence was massively improved and I was able to make it into Q3. I could have pushed a bit harder and maybe had pole position, but it’s crucial in Q3 to stay calm and not make a mistake. The starts of both races will be key tomorrow, but from the front row, the Main Race target is to win.”

- Castrol Honda WTCC
Gabriele Tarquini

Gabriele Tarquini 2

“It feels great to be back in the Honda Civic WTCC after nearly two years away and with a team with which I’ve had so many great times. Going fastest in Q2 was fantastic, but it turned out to be a bad thing because it meant I was last to go in Q3 and it started to rain heavily just as I started my lap. I made a mistake at Turn 1 and pushed too hard trying to recover, so ended up in fifth. This is still a very good result and I’m in a strong position to be able to help the team and Norbi tomorrow and do the best job I can for Tiago.”

- Castrol Honda WTCC
Ryo Michigami

Ryo Michigami 34

“Today was a tricky day. The track, which is brand-new, has a very slippery surface, which became very challenging in the wet conditions. I was quite pleased with the speed shown in FP1, but in qualifying I wasn’t getting the power I needed and I’m not sure why. We’ll have to investigate the data to see if there’s an issue. Tomorrow I start both races 11th and from there, there is a good opportunity to score points in both races.”

- Honda Racing Team JAS
Alessandro Mariani

Alessandro Mariani

Team Principal

“I’m very happy with the team performance today. We didn’t look so competitive in practice, but this was because we were focusing on race set-up and we’re confident that we’ve done some very good work in this area. Qualifying was more of a reflection of our speed. I’m delighted with the job Gabriele did on his first time in our car for nearly two years. He showed fantastic speed in Q2 and was just unlucky with the weather in Q3. He starts fifth and sixth, which puts him in a great position to maximise the points potential for Honda in the Opening Race, while Norbi did a brilliant job to qualify on the front row and continue his championship fight.”

- Castrol Honda WTCC
Ryuichi Furukawa

Ryuichi Furukawa

Large Project Leader WTCC Development, Honda R&D

“I’m very happy to see Norbi on the front row and Gabriele also in Q3 because we’ve come to China with some new parts and had to work very hard in FP1 and FP2 to make sure they were all working as efficiently as possible. By qualifying we were happy with the speed of the cars of Norbi and Gabriele, but unfortunately we had a mechanical issue on Ryo’s car that affected his throttle response and prevented him having a chance to qualify in the top 10.”

- Castrol Honda WTCC

 

JACINTO VAI PARTICIPAR NA EXPOFARMA

 

Elisabete Jacinto vai participar na Expofarma 

---
alt

 

A piloto Elisabete Jacinto vai estar presente na Expofarma 2017, a maior exposição profissional de Portugal dedicado às farmácias, que decorre entre 12 e 14 de Outubro no Centro de Congressos de Lisboa.

Recentemente regressada a Portugal, após a sua presença no Rali de Marrocos, a piloto vai participar no evento no dia 14 de Outubro onde vai estar no stand da Medinfar em sessões de autógrafos num ambiente onde poderá partilhar com os visitantes as suas histórias e experiências.

A Expofarma vai reunir num só espaço várias marcas do sector farmacêutico as quais terão stands próprios que permitem um contacto direto com os visitantes possibilitando a partilha das novidades e potenciar negócios. Ao longo de três dias, os visitantes poderão usufruir de workshops e palestras sobre diversos temas sendo que estarão presentes vários oradores de renome, especialistas nas mais diversas áreas.

 

FILIPE ALBUQUERQUE SAI DE 4º

  1. Filipe Albuquerque parte em quarto para a “Corrida dos Campeões” da Audi em Hockenheim.

 

MOTORSHOW 2017

MOTORSHOW 2017

 

MAIS BASTIDORES

 

Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline.comDSC 8754_CopyDSC 8756_CopyDSC 8757_CopyDSC 8759_CopyDSC 8760_CopyDSC 8761_CopyDSC 8762_CopyDSC 8763_CopyDSC 8764_CopyDSC 8765_CopyDSC 8766_CopyDSC 8767_CopyDSC 8925_CopyDSC 8926_CopyDSC 8927_CopyDSC 8928_CopyDSC 8929_CopyDSC 8930_CopyDSC 8931_CopyDSC 8932_CopyDSC 8933_CopyDSC 8934_CopyDSC 8935_CopyDSC 8936_CopyDSC 8937_CopyDSC 8938_CopyDSC 8940_CopyDSC 8941_CopyDSC 8942_CopyDSC 8943_CopyDSC 8944_CopyDSC 8945_CopyDSC 8946_CopyDSC 8947_CopyDSC 8948_CopyDSC 8949_CopyDSC 8950_CopyDSC 8951_CopyDSC 8952_CopyDSC 8953_Copy

 

APPAM MANTÉM MESMA DIRECÇÃO

APPAM MANTÉM MESMA DIRECÇÃO

 

 

O piloto Joaquim Teixeira  reeleito presidente da Associação Portuguesa de Pilotos de Automóveis de Montanha
No passado dia 14 realizou-se em Vila Real a Assembleia Geral da APPAM.
Joaquim Teixeira, foi reeleito pela terceira vez consecutiva como Presidente da Associação Portuguesa de Pilotos de Automóveis de Montanha (APPAM).
Joaquim Teixeira vai continuar a presidir os destinos da direção da APPAM nos próximos anos de 2018/19. A lista da direção conta ainda com os vices Nuno Guimarães e Martine Pereira, secretario João Fonseca e tesoureiro Luis Nunes.
Ciente do trabalho que terá pela frente Joaquim Teixeira congratula-se com o desfecho das eleições: "Estou contente, pois este resultado revela que os associados confiam no trabalho que eu e a minha equipa temos vindo a desenvolver e acreditam que o nosso programa é o mais indicado para que a APPAM desempenhe, no panorama automobilístico, a tarefa que lhe compete. Nunca pensei ao terceiro mandato poder vencer novamente com os votos favoráveis da totalidade dos sócios presente na Assembleia Geral.
A inexistência de abstenções ou votos contra aumentou-nos a responsabilidade perante os associados e tudo iremos fazer para continuar a trabalhar de modo a conseguirmos que o Campeonato de Portugal de Montanha seja cada vez mais um campeonato de referencia no panorama do desporto automóvel em Portugal.
Sabemos que ainda temos muito para fazer, mas estou certo que isso é possível e a melhor prova, é que neste momento o CPM é um dos campeonatos mais importantes em Portugal, sendo já uma referencia para campeonatos de outros países.
Com o trabalho dos órgãos sociais e de todos os associados, a APPAM tem vindo a impor-se no desporto automóvel em Portugal, como uma instituição credível e de referencia pelo trabalho desenvolvido ao longo destes anos”.

 

SEGUNDO MÁRIO CASTRO

RALI ILHA DO PICO 2017

 

O TERCEIRO POSTO É MUITO POSITIVO PERANTE AS ADVERSIDADES DA PROVA...

 

Este rali foi tudo menos um rali fácil para todos. Da parte da manhã a chuva forte que se fez sentir criou mais uma situação nova para nós e dificultou bastante aquilo que poderia ser a nossa evolução com o Skoda. As classificativas estavam muito traiçoeiras devido á quantidade de água que havia na estrada e isso fez-nos entrar com uma postura mais defensiva porque a qualquer momento ...estaríamos fora de estrada. Nas segundas passagens já arriscamos um pouco mais e subimos ao segundo lugar.
Já de tarde o tempo mudou completamente e os troços secaram só que com o carro afinado para chuva e pneus de chuva foi novamente mais uma situação nova para nós.
Conseguimos ainda assim manter o Luis Rego atrás mas no último troço, para o qual entramos com uma vantagem de apenas 0,8 segundos restava-nos atacar mas infelizmente fizemos um pião e não foi possível segurar o segundo lugar.
Ainda assim estamos muito satisfeitos com a nossa prestação pois provamos que com mais quilómetros com o carro podemos andar nos tempos da frente.
Os meus parabéns a toda a equipa da ARVidal e da ACBracing pelo excelente trabalho realizado e também aos vencedores do rali e campeões regionais Ricardo Moura e Sancho Eiró

 

RALICROSS DE MONTALEGRE

 

Ralicross de Montalegre II - Sábado

Montalegre recebe a última prova do Campeonato Nacional de Ralicross, Kartcross e Super Buggy, que serviu já para que o primeiro Campeão, entre os três que faltavam, tenha sido encontrado. É Joaquim Santos, que já pode festejar o título, numa categoria em que aconteceram duas estreias, a de João Carlos Novo com o Citroën DS3 WRX e a de Rogério Silva, com o Peugeot 206 WRX.

Rafael Rocha vence primeira corrida na Iniciação

Foi com a Iniciação que começaram as corridas de qualificação, categoria onde falta encontrar os segundo e terceiro classificados.

Terminadas as cinco voltas, Rafael Rocha (Peugeot 106) foi o mais rápido, seguido de João Novo (Peugeot 106) e de Andreia Sousa (Toyota Starlet). O estreante Gonçalo Macedo (VW Polo) foi quarto, próximo do terceiro lugar. Lutas interessantes entre os dois primeiros, como foi igualmente interessante a luta entre Andrea Sousa e Gonçalo Macedo

Rafael Rocha é um dos candidatos ao segundo lugar, juntamente com Pedro Domingos (Toyota Starlet), que só completou uma volta.

No final de todas as categorias, confirmou-se a hipótese de ser repetida a corrida, pois houve um problema com o semáforo, durante os prcedimentos de partida.

Mendonça nos Super Nacional

A Super Nacional ficou marcada por várias ausências, tendo comparecido somente cinco pilotos. Como tal, houve somente uma série, na primeira corrida.

Foi interessante a luta pela vitória, que sorriu ao Peugeot 306 de Ricardo Mendonça. Muito próximo terminou Daniel Sousa (Peugeot 106), com o estreante Pedro Magalhães (Ford Escort RS 2000) no lugar seguinte. Completaram a corrida, Paulo Reis (Renault Clio), ainda próximo, e Rodrigo Campos, com um pequeno Fiat Uno, naturalmente longe dos primeiros.

Daniel Sousa é o principal candidato ao segundo lugar no Campeonato, posição que ainda não está entregue. Ricardo Mendonça, também sonha com essa posição.

Ribeiro ganhou a manga  nos Super 1600

Nos Super 1600, não houve faltas. Compareceram os nove inscritos e deram lutas excelentes pela vitória.

Duas séries, com a primeira a ser ganha por Mário Teixeira (Ford Fiesta) e a segunda a ser ganha por Hélder Ribeiro (Citroën C2).

Juntos os tempos das duas, Hélder Ribeiro foi o mais rápido, seguido de Mário Teixeira. João Ribeiro, o já virtual Campeão, com o Citroën Saxo foi terceiro, com o Top 5 a ficar completo com Rui Sirgado (Citröen DS3) e Nuno Araújo (Citröen C2).

Bruno Gonçalves parou, por avaria mecânica a uma volta do final.

montalegre ribeiro Hélder Ribeiro (Citroen C2 S1600)

Sérgio Dias ganhou na Super Nacional A 1.6

A corrida seguinte, foi a Super Nacional A 1.6. São três os pilotos a lutarem pelo Campeonato. Sérgio Dias (Citroën Saxo) Luís Morais (Citroën Saxo) e Pedro Tiago (Peugeot 106)

Com sete participantes, houve duas séries em cada corrida.

Terminadas as duas séries, Sérgio Dias foi o mais rápido, seguido por Daniel Leal (Citroen Saxo) e Pedro Tiago. Luís Morais foi quarto, com Vítor Sousa (Citroën Saxo) no lugar seguinte.

Três nos Super Car, com Santos a vencer

Foram três os Super Car presentes, com as duas estreias já referidas. Ná prova da Taça, seguramente vamos ter mais.

A vitória foi de Joaquim Santos (Ford Focus), seguido por João Carlos Novo (Citroën DS3). Rogério Sousa foi terceiro, mas andou somente a rodar o Peugeot 206.

montalegre santos Joaquim Santos (Ford Focus)

Reis, vence a primeira corrida dos Kartcross

No Kartcross, que teve 17 participantes, pois não falou ninguém, a novidade prende-se com Pedro Rosário, o já Campeão, e Luís Almeida, ambos em Semog, terem trocado entre si, de kartcrosses.

Além disso, a estreia de dois pilotos Hugo Silva (JRS Demo) e Rogério Sousa (ASK Evo 8)

Duas séries, em cada corrida, com a segunda séria a ser a mais rápida. Assim a vitória foi de Mauro Reis (HSport), seguido de Luís Almeida (Semog) e José Luís Pereira (Ag Sport). Os três primeiros da segunda série.

Depois, classificou-se Sérgio Castro (Ask EVO 14), o vencedor da série incial, seguido de Pedro Rosário (Semog Bravo ER), José Mota (Semog), Rui Nunes (Semog), Jorge Gonzaga (Ask R268), Pedro Palma (Semog) e José Pinheiro (Semog Bravo ER). Foram estes os 10 primeiros.

Na luta pelo segundo lugar no Campeonato, entre José Luís Pereira e Jorge Gonzaga, foi o primeiro quem levou a melhor, nesta corrida inicial.

montalegre kartcross Mauro Reis (HSport), Luís Almeida (Semog Bravo ER), José Luis Pereira (AG Sport)

As provas recomeçam amanhã, pelas nove horas e 30 minutos, com a realização da Warm up.

 

ATENÇÃO A TODOS OS LEITORES

 

Hyundai Free Pass é o primeiro festival automóvel para condutores de todas as marcas
 
• A ação decorre de 12 a 15 de outubro, em toda a rede de Concessionários Hyundai; • O Hyundai Free Pass é o primeiro festival automóvel, em Portugal, aberto a todos os condutores; • A primeira edição inclui ofertas únicas em viaturas novas, viaturas usadas e serviços de após-venda.
 
A primeira edição do Hyundai Free Pass decorre de 12 a 15 de outubro, nos concessionários Hyundai em todo o país. Durante quatro dias, todos os condutores terão acesso a ofertas únicas e exclusivas, naquele que é o primeiro festival automóvel, em Portugal, destinado a condutores de todas as marcas.
Além da oferta de um check-up e lavagem, os participantes terão ainda acesso a vantagens exclusivas em viaturas novas e de serviço, até 6.500€, e condições especiais de financiamento. Adicionalmente, haverão ainda descontos em serviços de após-venda, como 25% de desconto em acessórios e 15% de desconto em peças e mão-de-obra.
Para além dos clientes atuais, esta ação pretende promover o contacto de todos os condutores com a Hyundai, dando, assim, a conhecer as diversas vantagens da marca. Recorde-se que a Hyundai é a única marca automóvel a oferecer uma garantia sem limite de quilómetros e check-ups gratuitos, durante cinco anos.
A entrada é livre, mediante marcação através do número 800 500 505 (chamada gratuita) ou em freepass.hyundai.pt, agendando visita a um Concessionário Hyundai à escolha.a132 Copy

 

GRUPO RENAULT CRIA FILIAL

 

O GRUPO RENAULT CRIA A FILIAL «RENAULT ENERGY SERVICES», ESPECIALIZADA NA ENERGIA E NA MOBILIDADE ELÉTRICA

 

  • O Grupo Renault criou uma nova filial, a Renault Energy Services, para desenvolver a mobilidade elétrica.
  • Esta filial irá investir nas redes elétricas inteligentes (smart grids).a131 Copy
 

MOTORSHOW 2017

 

Proteu Motorsport esteve no Motorshow Porto!
A Proteu Motorsport regressou às competições e marcou presença no Motorshow Porto, um evento de referência no mundo dos automóveis que decorreu nos passados dias 5, 6,7 e 8 de Outubro na Exponor em Matosinhos! 
Decorrendo em simultâneo com o Salão Autoclássico, um dos maiores da Península Ibéria em termos de clássicos, o evento voltou a primar-se num sucesso, com cerca de 40 000 pessoas a passarem pelo Exponor durantes este 4 dias.
A equipa de Baião marcou assim presença com o seu piloto Filipe Nogueira que alinhou no Troféu piloto Motoshow com um Citroën C2 R2.
Para o piloto o balanço é extremamente positivo, já que foram 4 dias de evento fantásticos! “Foi a nossa estreia no Motorshow Porto e o balanço é muito positivo. Alinhamos com o nosso Citroën C2 R2 no Troféu Piloto Motorshow Porto, mas sem pressões quanto a resultados. Ao longo dos 4 dias demos o nosso melhor tentando fazer um bom resultado entre os carros de apenas 2 rodas motrizes, mas a principal ambição foi mesmo aproveitar todo o excelente feedback que o evento proporciona e conseguir expor ainda mais a imagem da nossa equipa e dos nossos parceiros no projecto por diversas formas, o que conseguimos com milhares de pessoas a passarem pelo nosso paddock! Foi sem dúvida uma experiência muito gratificante e queremos regressar na edição de 2018!”a128 Copya130 Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

TROFEU BMW EM SLOTslot1 Copyslot2 Copyslot3 Copyslot4 Copyslot5 Copyslot6 Copyslot7 Copyslot8 Copyslot9 Copyslot10 Copyslot11 Copyslot12 Copy

 

AUTOCLÁSSICO-MOTORSHOW 2017

PINTORES NO AUTOCLÁSSICO

 

Na edição deste ano foram seis os pintores que marcaram presença, onde forma apresentado diferentes obras sobre o automóvel nas diferentes vertentes.ARTISTASEXPONOR Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

MUSEU DA LAMBORGHINI

 

Grupo de imagens da autoria da nossa leitora, Claudia Oliveira Ribeiro, na visita que fez esta semana ao museu da Lamborghini, que cuiriosamente tem um espaço dedicado ao piloto brasileiro Ayton Senna.

 

Fotos de Claudia Ribeiro no museu da Lamborghini - www.velocidadeonline.comlam1 Copylam2 Copylam3 Copylam4 Copylam5 Copylam6 Copylam7 Copylam8 Copylam9 Copylam10 Copylam11 Copylam11 Copylam12 Copylam13 Copylam14 Copylam15 Copylam16 Copylam17 Copylam18 Copylam19 Copylam20 Copylam21 Copylam22 Copylam23 Copylam24 Copylam25 Copylam26 Copylam27 Copylam28 Copylam29 Copylam30 Copylam31 Copylam32 Copylam33 Copylam34 Copylam35 Copylam36 Copy

 

WTCC NA CHINA

 

WTCC POLE BINGO AT NINGBO FOR GIROLAMI

FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017: Rounds 13 and 14 of 20

*Argentine lands top spot for Volvo Polestar in China
*Rain adds to the all-new Ningbo International Speedpark challenge
*Michelisz, Björk complete top three as Huff sets WTCC Trophy pace
*#GoTiago18: WTCC drivers show their support for recovering star

Néstor Girolami finally got the break his obvious talent has craved when he claimed his first DHL Pole Position Award in the FIA World Touring Car Championship at the all-new Ningbo International Speedpark in China today.

Mastering challenging track conditions following persistent rainfall on the 4.015-kilometre layout, the Polestar Cyan Racing Volvo driver edged out the Castrol Honda World Touring Car Team Civic of Norbert Michelisz in the top five shoot-out to snatch the lead spot for the Main Race on Sunday.

In doing so, ‘Bebu’ Girolami – who has endured a luckless season in touring car racing’s highest echelon – becomes driver number 26 to land pole position in the WTCC, the sixth different pole-sitter of 2017 and the first Argentine since José María López to qualify at the head of the pack, a feat his compatriot achieved in China last September.

And in a day of celebration for Volvo Polestar, which is owned by Chinese company Geely Automobile, Girolami joined forces with team-mates Thed Björk and Nicky Catsburg to win the WTCC MAC3 team time trial for the sixth time this season.

“Wow, finally,” said a delighted Girolami. “The team did a fantastic job. Two days ago we were testing to sort my problem, the famous vibration that has finally gone. I’m so happy, it’s nice for my confidence. I am here to fight, to help my team-mates and fight for Volvo for the championship.”

Elsewhere, title chasers Norbert Michelisz and Thed Björk were second and third quickest in Qualifying Q3, Michelisz’s effort marking his fourth consecutive front-row start, Rob Huff was the fastest of the WTCC Trophy contingent in fourth while Yann Ehrlacher, the nephew of four-time world champion Yvan Muller, will start the Opening Race on the reverse-grid pole position after the young Frenchman was the all-important P10 in Qualifying Q2. Despite his achievement, Ehrlacher reckoned he could have gone faster.

“We had the pace to be better,” said Ehrlacher, who scored his breakthrough WTCC victory in Argentina prior to the summer break. “I would prefer to be P6 or P7 and fighting for a better position, but it will be a good opportunity to get a result in the Opening Race.”

Ehrlacher will be joined on the front row by OSCARO-backed John Filippi, who was ninth fastest in the session in his Sébastien Loeb Racing Citroën C-Elysée WTCC. Tom Chilton was sixth quickest followed by Esteban Guerrieri and Nicky Catsburg. Ryo Michigami was P11 with American driver Kevin Gleason making it through to Qualifying Q2 for the first time in P12. Michigami’s ultimate pace was thwarted by a mechanical problem that caused a throttle response issue.

Mehdi Bennani, a former WTCC Race of China winner, failed to progress beyond Qualifying Q1 following a tough session. Tom Coronel, Dániel Nagy and WTCC returnee Filipe de Souza were next up with Zsolt Dávid Szabó, on his second WTCC weekend, unable to set a time due to mechanical gremlins.

From “totally lost” to P5, WTCC super-sub Tarquini shines
Gabriele Tarquini, the 2009 World Touring Car champion and a winner of 22 races, impressed on his WTCC return as stand-in for the recovering world title leader Tiago Monteiro. Absent from the championship for almost a year, Tarquini reacclimatised well to make it through to Qualifying Q3 – after setting the pace in Q2 – where he went fifth quickest following a time-zapping slide in his factory Honda Civic. “After the first 10 laps this morning when I was totally lost I tried to remember how to drive a TC1 car,” the Italian explained. “Going fastest in Q2 was fantastic, but it turned out to be a bad thing because it meant I was last to go in Q3 and it started to rain heavily just as I started my lap. I made a mistake at Turn 1 and pushed too hard trying to recover, so ended up in fifth. This is still a very good result and I’m in a strong position to be able to help the team and Norbi [Michelisz] tomorrow and do the best job I can for Tiago.”

WTCC drivers back #GoTiago18 campaign
Prior to track action getting underway the WTCC drivers racing in China joined together in a show of support for championship leader Tiago Monteiro, who was prevented from racing in Ningbo on medical grounds following his testing crash in Spain last month. Meanwhile, a number of cars are carrying #GoTiago18 stickers.

What’s next?
WTCC Race of China features two races on Sunday, the shorter Opening Race and the longer Main Race, which awards more championship points. The 13-lap Opening Race is scheduled to start at 14h30 local time with the Main Race, which takes place over 16 laps, from 16h30. In addition to the extensive pan-global TV coverage, WTCC Race of China will enjoy significant live streaming in the country on Tencent, LeTV and PPTV in cooperation with XiaoMi and DouyuTV.

 

WTCC Nestor Girolami-JPG WTCC Norbert Michelisz-JPG WTCC Rob Huff-JPG

 

TT N O BRASIL

 

RODADA DUPLA EM MORADA NOVA DE MINAS

VAI CONSAGRAR NO FERIADO OS CAMPEÕES MINEIROS DE RALLY DE VELOCIDADE


Não é exagero afirmar que Morada Nova de Minas, cidade a 280 quilômetros de Belo Horizonte às margens da Represa de Furnas vai se transformar na capital brasileira do off-road durante o fim de semana prolongado. Afinal, a cidade sedia um festival off-road com nada menos que quatro pistas, expectativa de participação de 400 inscritos e competições sobre duas e quatro rodas - super prime, Brasileiro de Trial, Enduro Extreme.


E grande parte da emoção e da movimentação do evento serão garantidos pelas duas etapas decisivas do Mineiro de Rally de Velocidade (CMR), que voltou ao calendário depois de cinco anos e, com novo formato, aberto às motos, UTVs, quadriciclos e gaiolas, se transformou em sucesso imediato, atraindo pilotos de outros estados e garantindo os maiores grids da história da competição.


Em Morada Nova não será diferente, já que em todas as categorias a disputa está aberta pelo título. Depois de duas provas em Inhaúma, mudam a paisagem e o tipo de desafio - desta vez uma especial cronometrada de 30 quilômetros com vários trechos de reta, curvas fechadas e trechos entre plantações de eucalipto com piso bom, o que promete um novo teste para os pilotos (e navegadores, quando é o caso).


Tanto na sexta-feira quanto no sábado, UTVs, veículos da cross-country, gaiolas (autocross), motos, quadriciclos e os carros (categoria RC5) farão quatro passagens pela especial - a quinta-feira fica reservada para as vistorias técnicas e administrativas e o levantamento do percurso (para cross-country e carros). A largada do primeiro concorrente, nos dois dias, está prevista para as 7h50, com encerramento às 18h. No sábado ocorrerá a cerimônia de premiação dos campeões 2017.


O Campeonato Mineiro de Rally de Velocidade (CMR) tem a organização do Rallye Clube de Minas Gerais (RCMG); supervisão da Federação Mineira de Automobilismo (FMA) e da Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais (FMEMG); patrocínio de Hinode HND, apoio de Rádio Super FM, Polaris BH, SP Imports, Rei da Concertina, Carbel Nissan, Hidrojet, 3º Festival Off-Road e da Prefeitura Municipal de Morada Nova de Minas, A cronometragem é da Chronosat. Maiores informações no www.rallyemg.com.br.


* Na foto, o português Nuno Fojo (Polaris), vencedor das duas primeiras etapas e líder geral entre os UTVs (crédito: Sanderson Pereira/divulgação)a127 Copy

 

VENCEDORES DA TAÇA DE PORTUGAL

 

Conheça os vencedores da Taça de Portugal de Karting Tranquilidade 2017
 
 
O Kartódromo Internacional de Braga foi palco, este fim-de-semana de 7 e 8 de Outubro, da 36ª edição
de Taça de Portugal de Karting Tranquilidade. Mais de sessenta pilotos em pista bateram-se para
arrecadar o tão prestigiado título, uma referência no panorama do karting em Portugal.
 
Muitas lutas desde os treinos e até às corridas finais que elegeram os melhores da edição deste ano:
José Gouveia na categoria Iniciação, Adrian Malheiro entre os Cadetes, Ivan Domingues na Juvenil,
Afonso Ferreira na categoria Júnior, Yohan Sousa na X30 Shifter Júnior, Tiago Teixeira na X30 Shifter, Joel
Magalhães na X30 Super Shifter Master e Manuel Ramos na X30 Super Shifter Gentleman. 
 
Os vencedores assim como os segundos e terceiros classificados receberão a réplica da Taça aquando
da realização da Gala de entrega de Prémios da FPAK.a126 Copy

 

MOTORSHOW 2017

 

André Oliveira com participação produtiva no Motorshow Porto
 
O piloto de Famalicão André Oliveira voltou a marcar presença em mais uma edição do Motorshow Porto, um evento de referência no mundo dos automóveis, que decorreu entre 5 e 8 de Outubro na Exponor em Matosinhos!
Em simultâneo com o Salão Autoclássico, um dos maiores eventos de clássicos na Península ibéria, o Troféu Piloto Motorshow voltou a estar ao rubo e contou com um excelente plantel de carros e pilotos que fizeram vibrar as cerca de 40 000 pessoas que passaram pela Exponor ao longo de 4 dias.
Na sua terceira participação na prova da responsabilidade da Xicane, André Oliveira alinhou com um Peugeot 206 Gti com o qual tem disputado algumas provas do Campeonato Regional Ralis Norte. O desfecho do evento é mais que produtivo, com o piloto a conseguir desportivamente uma excelente performance, apesar do seu principal objetivo se ter centrado em divertir e aproveitar toda a grande visibilidade que o evento proporciona a todos os presentes. 
Como refere o piloto, “foi a minha terceira participação e o balanço é excelente! Foram 4 dias intensos, onde destaco uma vez mais o muito público que por ali passou e deu um ambiente fantástico à 15ª edição do Motorshow. O plano desportivo esteve sempre em 2º plano, mas ainda assim fiquei muito satisfeito com os resultados obtidos, já que a prova contou com bons carros e pilotos nas 2 rodas motrizes e ter conseguido entrar na final foi brilhante! A organização esteve em bom plano, o apoio do público foi fantástico e resta-nos aguardar já pela edição de 2018!”a124 Copya125 Copy

 

CARAVANA FERRARI INVADE BAIXA PORTUENSE

 

  1. CARAVANA FERRARI INVADE BAIXA PORTUENSE
  2. Eram duas dezenas de Ferrari de diferentes modelos e anos de fabrico que se deslocaram até às portas do Marcolino Joalheiros situado em plena Rua de Passos Manuel em plena Invicta cidade do Porto, para comemorar o 70º Aniversário da Ferrari, a marca do Cavalinho Rampante.
  3. De referir que a Marcolino Joalheiros tem exposto numa das suas montras três relógios da marca Hublot (patrocinadora da equipa da Ferrari de Fórmula 1 ) ,cujo preço atinge apenas 1 milhão de euros ( os três relógios expostos),tendo cada uma destas peças um preço unitário de 320.000 euros.
  4. De referir a má organização deste evento, pois depois dos carros terem estacionado na rua Passos Manuel,(será que estacionaram mesmo? ou limitaram-se os proprietários dos Ferrari a parar e a deixar ficar os carros, pois já não podiam andar mais. A invasão do muito público presente foi impressionante, quando a entidade organizadora, podia ter perfeitamente ter organizado algo bem melhor, tirando obviamente mais partido da imagem que a Ferrari lhe poderiaDSC 9166_CopyDSC 9167_CopyDSC 9168_CopyDSC 9169_CopyDSC 9170_CopyDSC 9171_CopyDSC 9172_CopyDSC 9173_CopyDSC 9177_CopyDSC 9178_CopyDSC 9179_CopyDSC 9180_CopyDSC 9181_CopyDSC 9182_CopyDSC 9183_CopyDSC 9184_CopyDSC 9185_CopyDSC 9186_CopyDSC 9187_CopyDSC 9188_CopyDSC 9189_CopyDSC 9190_CopyDSC 9191_CopyDSC 9192_CopyDSC 9196_CopyDSC 9198_CopyDSC 9199_CopyDSC 9200_CopyDSC 9201_CopyDSC 9202_CopyDSC 9203_CopyDSC 9204_CopyDSC 9205_CopyDSC 9206_CopyDSC 9207_Copy trazer.DE referir que depois desta pargaem na Rua Passos Manuel, a caravana tinha programado uma ida atáo Museu do Caramulo, dando assim a possibilidade a cerca de 33 crianças oriundas da Santa Casa da Misericórdia do Porto de poder andar de Ferrari.
  5. Assim apresentamos uma série de imagens do que foi a passagem dos Ferrari pela baixa da cidade do Porto.
  6. Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

 

 

Quando cá estive em Maio passei em Medellin mas fugi logo no dia seguinte de manhã porque a cidade, que fica a 1500 metros de altitude mas tem altas montanhas a rodeá-la, estava envolta numa nuvem de poluição que tornava o ar irrespirável. Desta vez, talvez por nesta altura do ano chover quase diariamente ao fim da tarde, está muito melhor. Assim, marquei um “airbnb” para passar mais dois dias e conhecer um pouco mais da segunda cidade da Colômbia. No dia em que mudei do Hotel para a casa particular acabei por almoçar já tarde e logo a seguir caiu uma chuvada das grandes, que só me deu tempo de parar a moto e entrar em casa, de maneira que vi pouco mas, no dia seguinte saí cedo, apanhei um autocarro para o centro e fui primeiro visitar a praça Botero, com enormes estátuas em bronze do conhecido artista colombiano, que é de Medellin. A praça, logo às nove e meia da manhã, tem muito movimento, não só de pessoas que passam como de vendedores ambulantes ou de pegas com péssimo aspecto, que entram ao serviço aquela hora mas não parece terem qualquer sucesso. Do outro lado da praça o Museu de Antioquia tem uma excelente exposição do artista para além de muitas outras obras de pintores famosos oferecidas por ele próprio à cidade. Excelente. Distrai-me por lá mais de duas horas. Numa rua junto à praça a curiosidade de homens e mulheres que montam pequenas bancas e se dedicam, a troco de uns pesos, a preencher documentos em velhas máquinas de escrever para aqueles que não têm uma ou, simplesmente, não sabem escrever ou exprimir-se. Estes homens e mulheres perguntam aos clientes o que pretendem escrever e traduzem essa linguagem popular em escrita oficial, pronta a entregar numa repartição de finanças ou tribunal. Fantástico.

Apanhei depois um metro e fui até ao “metro cable” que não é mais que um teleférico que sobe uma das montanhas da cidade, por cima de uma das enormes favelas que a rodeiam, e passa depois através da floresta até um parque natural. Este teleférico, curiosamente, funcionou como pacificador de uma parte da cidade, que andava em guerra constante desde os tempos do famoso Pablo Escobar, o traficante Colombiano de droga, que controlava a cidade e era um dos homens mais ricos do mundo. Depois de ser morto, em 1993, Medellin continuou a ser uma cidade muito perigosa, com guerras de gangues nas favelas que a polícia não controlava. Com a passagem do teleférico, inaugurado em 2004 e que tem estações em vários pontos das favelas, as populações começaram a unir-se em volta deste transporte que lhes facilitava a descida à cidade, juntando-se obrigatoriamente nestes pequenos compartimentos com dois bancos corridos onde se sentam quatro a quatro em frente uns dos outros num espaço reduzido. Tornou-se impossível encontrarem-se no transporte e depois andarem em guerra nas ruas e as favelas pacificaram-se ... à conta do teleférico. Extraordinário.
Quando lá cheguei a cima, depois de um excelente almoço de frango estufado com batatas assadas propus-me fazer um passeio a pé, incluído num pequeno grupo com uma guia através da floresta. Só que, não tínhamos andado mais de um quarto de hora quando uma enorme chuvada interrompeu o passeio. Voltámos à base mas, devido aos raios, o teleférico foi obrigado a parar e tive que esperar mais de uma hora que voltasse a funcionar, ficando à conversa com dois casais de miúdos, entre um café colombiano, o melhor café que bebi fora de Itália ou Portugal.

 


Deixei Cartagena por volta das dez da manhã em direcção a Medellin, a segunda maior cidade Colombiana. A estrada é razoável embora tenha muito movimento de camiões. Mas tem partes de serra muito divertidas, sempre rodeadas de muita vegetação. As pontes que passam por cima de rios revelam enormes caudais de água, que corre com força nesta altura do ano. Parei para almoçar numa vila do caminho onde paguei três euros por um prato de galinha com batatas e “patacones” e uma cerveja. Pelas três da tarde um bar isolado junto à estrada atraiu-me a beber uma cerveja. O dono tinha uma pronuncia tão diferente do habitual que mal percebia o que dizia. Pouco depois sentou-se uma velha na mesa ao lado que se fartou de falar comigo. Comecei por pedir que repetisse o que dizia porque não percebia uma palavra mas, às tantas, desisti e limitei-me a dizer que sim com a cabeça.
- “Pois. Claro”, sem perceber patavina.
A certa altura a velha disse qualquer coisa ao homem, ele mandou parar um táxi que passava e ela entrou no carro sem se despedir ou olhar sequer para mim. Deve ter ficado ofendida com a minha falta de compreensão. A sua conversa certamente exigiria respostas que não pude dar.
Pelas cinco da tarde, quando já pensava que ía ser difícil encontrar um sítio onde ficar, ao chegar a uma aldeia que se chamava Nuevo Pueblo, vi um letreiro de Hotel na beira da estrada e fui ver. Pertencia a duas simpáticas irmãs e consistia em vários bangalows separados que eram quartos e um grande telheiro em colmo central que servia de bar e restaurante. Por fora os bungalows estavam em tijolo e por dentro as paredes eram pintadas mas não rebocadas. Tal como no restaurante também os telhados eram em colmo. Propuseram-me um sem ar condicionado por o equivalente a sete euros e por ali fiquei. Passada uma meia hora apareceu um Mexicano, numa Suzuki 650 que vinha a caminho do Salar de Uyuni, um lago salgado da Bolívia, e ficamos à conversa até à hora de jantar, entre um par de cervejas.
Segui no dia seguinte para Medellin e, como calculei que só chegaria ao fim do dia, marquei um Hotel decente por uma noite para variar daqueles onde tenho ficado.
 

WTCC NA CHINA

 

VOLVO POLESTAR TOPS WTCC MAC3 TEAM TIME TRIAL

FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017: Rounds 13 and 14 of 20

*Sixth WTCC MAC3 victory of 2017 for Polestar Cyan Racing
*Ningbo success narrows Honda’s title advantage to two points
*Returning world champion Tarquini forms part of Honda attack

Polestar Cyan Racing’s team of three Volvo S60s defeated the trio of Honda Civic WTCCs in the WTCC MAC3 time trial at FIA WTCC Race of China at the all-new Ningbo International Speedpark this afternoon.

The all-blue Volvo Polestars, led by DHL Pole Position Award winner Néstor Girolami, set the two-lap benchmark by running first in murky conditions at the 4.015-kilometre track. The Hondas had a time of 4m05.191s to beat.

WTCC returnee Gabriele Tarquini led Norbert Michelisz and Ryo Michigami – until he repeated his error from qualifying and ran off the increasingly slippery circuit. The experienced Italian rejoined the trio, but was now at the back of the train.

His error left the team more than four seconds off the Volvos at the end of the first lap, a gap they were unable to make up on the second tour. They finished 4.7s down on the Polestar Cyan Racing S60s. “It well really well,” said Volvo driver Nicky Catsburg. “We’re super-happy to get the points.”

Alexander Murdzevski Schedvin, Head of Motorsport at Polestar, said: “We have claimed a double with pole and WTCC MAC3 victory previously, but this is no doubt the best one as we won it in wet conditions that have proven to be hard for us in the past. Néstor was finally able to show what he really can deliver and we are all very happy for him. Things look very strong for tomorrow.”

The result and 12 accompanying points means Volvo Polestar now lies just two points behind Honda in the FIA World Touring Car Championship for Manufacturers, 588 leading 586. It was Volvo Polestar's sixth WTCC MAC3 triumph of 2017.

 

WTCC Team Volvo Polestar-JPG WTCC Team Volvo Polestar drivers-JPG WTCC Team Honda-JPG

 

TAÇA NACIONAL DE TERRA

 

Ricardo Matos quer fechar época em beleza no Algarve

 

Ricardo Matos e o navegador Carlos Matos estreiam-se este fim de semana nos troços do Rali Vila do Bispo, última prova da Taça Nacional de Ralis de Terra. Depois da vitória em Mortágua, a dupla de Amarante quer garantir o vice-campeonato no encerramento da temporada.

 

Será mais uma estreia absoluta para Ricardo Matos, que nunca correu nas classificativas de terra da zona de Vila do Bispo, no Algarve. O piloto do Mitsubishi Lancer Evo IX vem de uma vitória moralizadora no Rali de Mortágua, outra prova onde se estreava, e ocupa neste momento o segundo lugar da Taça Nacional de Ralis de Terra, numa altura em que o título já foi matematicamente atribuído.

 

“É um facto que nunca corremos aqui mas também não escondo que o nosso objetivo é sair do Algarve com o vice-campeonato”, começou por referir Ricardo Matos, que em 2017 subiu ao pódio nos ralis de Gondomar e Vinho do Dão, além do referido triunfo em Mortágua. “A época foi muito complicada por motivos que nem sempre podemos controlar. Apesar de ser o nosso primeiro ano a sério com o Mitsubishi, queríamos chegar a esta fase da época ainda na luta pelo título mas fomos condicionados pela mecânica do carro e por outros problemas que nos impediram de chegar à vitória em ralis cruciais. Sempre que tivemos o carro em condições, demonstrámos rapidez e capacidade para lutar pelas vitórias, apesar do diferencial de experiência para os nossos adversários diretos. Agora, queremos fechar o ano com mais um bom resultado e terminar no segundo lugar da Taça, sabendo que mais uma vez os nossos rivais já aqui correram no passado”, analisou o piloto amarantino.

 

“Para nós é extremamente importante demonstrar a garra, a determinação e a resiliência do povo de Amarante. Encontrámos dificuldades inesperadas ao longo desta época mas nunca baixámos os braços, contando sempre com o apoio indispensável do Município de Amarante e de todos os nossos patrocinadores, nos bons e nos maus momentos. É isto que nos motiva a dar tudo por tudo até ao último metro do último rali”, concluiu Ricardo Matos.

 

O Rali Vila do Bispo começa este sábado (dia 14) com uma super-especial noturna às 20h45. No domingo, a prova algarvia inclui seis classificativas de terra com duplas passagens pelos troços das Eólicas e de Pedralvas.

a122 Copya123 Copy
 

WTCC 2017

 

WTCC POLE BINGO AT NINGBO FOR GIROLAMI

FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017: Rounds 13 and 14 of 20

*Argentine lands top spot for Volvo Polestar in China
*Rain adds to the all-new Ningbo International Speedpark challenge
*Michelisz, Björk complete top three as Huff sets WTCC Trophy pace
*#GoTiago18: WTCC drivers show their support for recovering star

Néstor Girolami finally got the break his obvious talent has craved when he claimed his first DHL Pole Position Award in the FIA World Touring Car Championship at the all-new Ningbo International Speedpark in China today.

Mastering challenging track conditions following persistent rainfall on the 4.015-kilometre layout, the Polestar Cyan Racing Volvo driver edged out the Castrol Honda World Touring Car Team Civic of Norbert Michelisz in the top five shoot-out to snatch the lead spot for the Main Race on Sunday.

In doing so, ‘Bebu’ Girolami – who has endured a luckless season in touring car racing’s highest echelon – becomes driver number 26 to land pole position in the WTCC, the sixth different pole-sitter of 2017 and the first Argentine since José María López to qualify at the head of the pack, a feat his compatriot achieved in China last September.

And in a day of celebration for Volvo Polestar, which is owned by Chinese company Geely Automobile, Girolami joined forces with team-mates Thed Björk and Nicky Catsburg to win the WTCC MAC3 team time trial for the sixth time this season.

“Wow, finally,” said a delighted Girolami. “The team did a fantastic job. Two days ago we were testing to sort my problem, the famous vibration that has finally gone. I’m so happy, it’s nice for my confidence. I am here to fight, to help my team-mates and fight for Volvo for the championship.”

Elsewhere, title chasers Norbert Michelisz and Thed Björk were second and third quickest in Qualifying Q3, Michelisz’s effort marking his fourth consecutive front-row start, Rob Huff was the fastest of the WTCC Trophy contingent in fourth while Yann Ehrlacher, the nephew of four-time world champion Yvan Muller, will start the Opening Race on the reverse-grid pole position after the young Frenchman was the all-important P10 in Qualifying Q2. Despite his achievement, Ehrlacher reckoned he could have gone faster.

“We had the pace to be better,” said Ehrlacher, who scored his breakthrough WTCC victory in Argentina prior to the summer break. “I would prefer to be P6 or P7 and fighting for a better position, but it will be a good opportunity to get a result in the Opening Race.”

Ehrlacher will be joined on the front row by OSCARO-backed John Filippi, who was ninth fastest in the session in his Sébastien Loeb Racing Citroën C-Elysée WTCC. Tom Chilton was sixth quickest followed by Esteban Guerrieri and Nicky Catsburg. Ryo Michigami was P11 with American driver Kevin Gleason making it through to Qualifying Q2 for the first time in P12. Michigami’s ultimate pace was thwarted by a mechanical problem that caused a throttle response issue.

Mehdi Bennani, a former WTCC Race of China winner, failed to progress beyond Qualifying Q1 following a tough session. Tom Coronel, Dániel Nagy and WTCC returnee Filipe de Souza were next up with Zsolt Dávid Szabó, on his second WTCC weekend, unable to set a time due to mechanical gremlins.

From “totally lost” to P5, WTCC super-sub Tarquini shines
Gabriele Tarquini, the 2009 World Touring Car champion and a winner of 22 races, impressed on his WTCC return as stand-in for the recovering world title leader Tiago Monteiro. Absent from the championship for almost a year, Tarquini reacclimatised well to make it through to Qualifying Q3 – after setting the pace in Q2 – where he went fifth quickest following a time-zapping slide in his factory Honda Civic. “After the first 10 laps this morning when I was totally lost I tried to remember how to drive a TC1 car,” the Italian explained. “Going fastest in Q2 was fantastic, but it turned out to be a bad thing because it meant I was last to go in Q3 and it started to rain heavily just as I started my lap. I made a mistake at Turn 1 and pushed too hard trying to recover, so ended up in fifth. This is still a very good result and I’m in a strong position to be able to help the team and Norbi [Michelisz] tomorrow and do the best job I can for Tiago.”

WTCC drivers back #GoTiago18 campaign
Prior to track action getting underway the WTCC drivers racing in China joined together in a show of support for championship leader Tiago Monteiro, who was prevented from racing in Ningbo on medical grounds following his testing crash in Spain last month. Meanwhile, a number of cars are carrying #GoTiago18 stickers.

What’s next?
WTCC Race of China features two races on Sunday, the shorter Opening Race and the longer Main Race, which awards more championship points. The 13-lap Opening Race is scheduled to start at 14h30 local time with the Main Race, which takes place over 16 laps, from 16h30. In addition to the extensive pan-global TV coverage, WTCC Race of China will enjoy significant live streaming in the country on Tencent, LeTV and PPTV in cooperation with XiaoMi and DouyuTV.

 

WTCC Nestor Girolami-JPG WTCC Norbert Michelisz-JPG WTCC Rob Huff-JPG

 

WEC 2017

GALERIA DE IMAGENS

 

WEC 2017 EM FUJI

 

GRupo de imagens dos treinos de mais uma jornada da WEC onde a Porsche dominou na casa da Toyota.a200 Copya201 Copya202 Copya203 Copya204 Copya205 Copya206 Copya207 Copya208 Copya209 Copya210 Copya211 Copy

 

MOTORSHOW-AUTOCLÁSSICO 2017

 

CERCA DE 40.000 VISITANTES DESFRUTARAM DO SALÃO AUTOCLÁSSICO PORTO QUE ENCERRA A  XV EDIÇÃO COM UM  ÓPTIMO NÍVEL DE VENDAS E UMA EXCEPCIONAL EXPOSIÇÃO

 

O matinal e já tradicional passeio de Clássicos Citroën-Filinto Mota criou um grande ambiente e , à tarde, o  Motorshow do AutoClássico  fez disparar a emoção perante  milhares de espectadores.

 

 

O público respondeu ao grande nível alcançado neste XV Salão autoClássico Porto demonstrando  que nesta cidade superamos os 35.000 visitantes previstos transformando-o no centro de todas  as atenções no mundo dos clássicos.

 

Uma grande feira: um notável ambiente e diversas personalidades - pilotos e profissionais do setor, misturados com aficionados  que desfrutaram de conteúdos muito variados.

 

A manhã começou muito animada com o  tradicional Passeio de Clássicos Citroën-Filinto Mota que, desde a primeira hora, começaram a concentrar-se com todo o tipo de modelos clássicos da marca francesa.

 

 

Esta edição reuniu cerca de uma centena de carros que por volta do meio dia sairam, em caravana, da autoClássico  para um passeio pelas ruas da cidade do Porto.

 

 

Ao mesmo tempo, o Motorshow ia espalhando a adrenalina aos assistentes com a 3ª e 4ª sessões de qualificação, deixando para durante a tarde as finais e a superfinal.

 

 

Como já é habitual nestes días, os stands prestaram homenagem a diferentes marcas e modelos concentrando a atenção do público. A Ferrari celebrou o 30º aniversário do F40 e exibiu o primeiro modelo vendido em Portugal há 30 anos. Atraindo muitos curiosos.

 

Outras comemorações aconteceram. O BMW Serie 7 com 40 anos;  Lambretta pelos 70 anos; os 60 anos da Fiat 500; os 90 anos da Volvo; e o espaço dedicado ao MG C por fazer 50 anos desde a sua apresentação. Todos estes foram igualmente valorizados pelo público.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tudo isto juntamente com as concentrações realizadas, como a do Toyota Corolla (AE86), no primeiro dia, e da Ferrari, Porsche e Mazda MX-5, no sábado, explicam a grande afluência do público nesta edição de 2017 que se traduziu num grande volume de negócios  no setor de peças, trocas, componentes.

 

Mais uma vez este  certame é uma  referência na Península Ibérica não só pela sua dimensão mas também pela paixão com que os aficionados Portugueses e Espanhóis dão à cidade e ao evento.

 a120 Copya121 Copy

 

WTCC 2017

 

  1. Após  a maior pausa de Verão que há memória num Mundial FIA - quem será capaz de a explicar? - o WTCC regressa amanhã ao Eurosport 1, para a transmissão em directo da qualificação e do MAC3 a partir das 08h15. As corridas serão no Domingo, a de abertura às 07h15, no Eurosport 2, e a principal, no Eurosport 1, às 9h15.
    Uma sétima jornada do WTCC onde iremos sentir, todos, a ausência de Tiago Monteiro, recordado pelos companheiros de equipa no equipamento. Gabriele Tarquini regressa ao Honda Civic TC1 que não guia desde 2015 e ao campeonato onde não está desde o final da temporada anterior. O italiano, que vêm de uma vitória com o Hyundai i30-N no TCR Inter, na prova realizada na outra pista da província de Zhejiang, tudo fará para roubar pontos à concorrência, ainda que não a Norbert Michelisz.
    O campeonato está totalmente em aberto, com os 7 primeiros separados por 65 pontos (um fim-de-semana vale 60). Até Tarquini, que se estreia, ainda pode ser campeão - Tiago soma 200 pontos e há 240 em jogo. É que, esta viagem pela Ásia representa 40 por cento da temporada 2017 (4 jornadas / 8 corridas).
    Tudo isto numa pista nova, Dingbo, que se estreia em absoluto este fim-de-semana. Está situada 200 km a sul de Xangai, perto da cidade que lhe dá nome, um porto bem movimentado com uma metrópole de 7 milhões de habitantes!
    O traçado tem um pouco mais de 4 km (21 curvas). A Volvo tem aqui a prova onde joga em casa, pois o proprietário da marca sueca - a Geely Auto - foi quem erigiu o circuito, com um custo total de 112 milhões de Euros. Tem homologação Grau 2 para carros e também pode receber corridas de motos. A obra foi feita entre Dezembro de 2015 a Setembro de 2017. É a quarta pista a receber uma prova do WTCC em território chinês, depois do Circuito da Guia, Xangai e o Goldenport Park, em Pequim.

 

 

A PRIMEIRA FOTO DE SAINZ JR NA RENAULT

 

 Eis a primeira foto de Carlos Sainz com as cores da Renault. Foi também assim vestido que o pai se estreou em circuitos na início da década de 80 (ainda que tenha feito antes uns testes de F.Ford).

 

WEC 2017

WEC / Fuji - Qualificação: Porsche dá o primeiro passo para os títulos em casa da Toyota, mas os japoneses não estão longe. Vaillante na frente entre os LMP2. Porsche comanda também nos GTE-PRO e Pedro Lamy sai de terceiro nos GTE-AM.
Agora resta esperar que a chuva deixe acontecer uma bela corrida, a partir das 03:00 da manhã de domingo.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TRIAL

 

Campeonato Nacional de Trial 4x4 2017
Fim de semana dedicado ao todo-o-terreno

 

            O fim de semana de 14 e 15 de outubro será recheado de atividades de todo-o-terreno, no concelho de Paredes.

            Tudo começa no dia 14 de outubro, sábado, com o Passeio TT turístico. Um percurso pelos trilhos do concelho de Paredes e que tal como o clube TT Paredes Rota dos Móveis comemora em 2017 dez edições. Esta aventura offroad já habituou os participantes a muito convívio e também alguma adrenalina. O passeio é de grau de dificuldade médio e o percurso foi reduzido, mas os momentos de contacto com a natureza foram alargados. O passeio termina no Parque da cidade de Paredes, numa pista de obstáculos, para os mais destemidos.

            Nessa mesma tarde a Spartans & Machine vai desafiar os mais aventureiros a fazerem uma prova, a pé, na pista da 7.ª etapa do Campeonato Nacional de Trial 4x4, junto ao Complexo Desportivo de Gandra. É um Circuit Trail com obstáculos que utilizam as pistas do CNTrial 4x4 e que já se realizou em algumas etapas desta época. Para além da corrida, todos os participantes têm de transpor vários obstáculos e completar desafios ao longo do percurso. Este evento tem as vertentes individual e equipa. A partida é às 15H.

            Domingo, 15 de outubro, é dia de descobrir quem são os campeões nacionais de trial 4x4. A pista junto ao Complexo Desportivo de Gandra e é certo que será bastante técnica, estilo habitual do Clube  TT Paredes Rota dos  Móveis.

            À chegada a Gandra algumas equipas já garantiram, matematicamente, os títulos de campeões nacionais de 2017, mas estão obrigados a alinhar nesta última etapa para levantarem o troféu. Na classe absoluto Rui Querido (Euro4x4parts/Veicomer) garantiu em Espite o título, mas o piloto de Torres Vedras está também na luta pela revalidação do título de campeão na classe Proto. Se o conseguir alcançará o tetracampeonato, um feito nunca antes conseguido no CNTrial4x4. Na classe Super Proto Cláudio Ferreira  (Auto Higino) também já garantiu, em ano de estreia no CNTrial4x4, o título de campeão nacional de trial 4x4 2017. A  luta mais rehida, e a que mais contas obriga, é na classe Extreme. Quando estão cumpridas 6 provas, Pedro Alves (MonsTTer/Cistus) continua a liderar a classificação da Extreme com mais um ponto do que António Calçada (NordHigiene Team) e  António Silva (Canelas Pneus), ambos com 100 pontos. Indefinição também na Promoção, onde a vantagem está do lado de  João Fernandes (Jovi Team). Quando falta uma prova para terminar o Campeonato, João Fernandes lidera a classificação com mais 14 pontos do que João Vicente (santerchips/Am turbocharger/Jot4x). Na Classe UTV/Buggy Daniel Duque (Duque TT) chegou a Ourém  na frente e, apesar da derrota continua na frente, mas agora com apenas 4 pontos de vantagem sobre Domingos Diniz (Team Revi-clap).

            Além das classes em competição no campeonato, receberá também os participantes do “Memorial José Costa”. À semelhança dos dois anos anteriores, a organização abre a pista a equipas que competem neste troféu extra-campeonato em homenagem  a um antigo praticante da modalidade e sócio do clube TT Paredes Rota dos Móveis. Esta competição é destinada a viaturas de série, com ou sem modificações, e com pneus até 37 polegadas. Estes carros vão partir com a classe de promoção para duas horas de resistência.

Sábado, 14 outubro 2017

 15h00 - Prova SPARTANS & MACHINES SERIES

15h30 / 19h30 - Secretariado, verificações técnicas e administrativas

16h00 / 20h00 - Parque fechado (Parque Centro Paroquial de Gandra)

            20h30  - Briefing c/ os pilotos no Centro Paroquial de Gandra


Domingo, 15 outubro 2017

08h30 / 09h00 - Abertura parque fechado

 09h00 - Deslocação até local da prova

10h00 / 12h00 - Prologo para qualificações pré-grelha

 12h15 - Publicação de tempos

13h00 / 14h00 - Pausa para almoço
13h30 / 14h00 - Entrada em Parque Fechado / Grelha de Partida

 14h15 - Neutralização/Briefing

14h30 / 17h30 - Prova Resistência Campeonato Nacional Trial 4x4 (3 horas)

15h30 / 17h30 - Prova de Resistência Classes da Promoção e TT Utv’s/Buggy’s (2 horas)

 17h45 - Divulgação das classificações Oficiais Provisórias

 18h15 - Divulgação das classificações Finais Oficiosas

 18h20 - Cerimónia de entrega dos prémios

(programa poderá sofrer alteração)

 

Direção da Prova e outras Informações:

Manuel Ribeiro: 935104155 - Fernando Mendes: 918189691

Email: clubettparedesrotadosmoveis@gmail.com I site: www.clubettparedes.com

 

Informações e Documentos obrigatórios CNTrial4x4:

Antero Bessa: 966501745 – Email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar - Site: www.cntrial4x4.com

 

Secretariado e Acreditação Imprensa:

Vitor Martins: 919 666 501 – Email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

VALOR DAS INSCRIÇÕES:

Classes

Valor inscrição

Seguro Ac. Pessoais

TOTAL

Campeonato Nacional (Extreme/Proto/Super Proto)

170 €

15 € + 15 €

200 €

Classe Promoção / Memorial José Costa

70 €

15 € + 15 €

100 €

Inscrição inclui:

a) Apoio logístico, Seguros de R. Civil, Ac. Pessoais, Lembranças de participação, 10 entradas no recinto.

b) Inclui Duches quentes para todas as equipas no local da prova.

c) O fecho das inscrições será até ao dia 7 de Outubro 2017.

d) Publicação da Lista Oficial das equipas inscritas será dia 10 de Outubro 2017.

e) As Inscrições só serão aceites quando acompanhadas com o respetivo pagamento até ao dia 14 Outubro 2017 à ordem de Clube TT Paredes Rota dos Móveis ou Transferência NIB: 0045 1402 40216459519 21.

NOTA: As equipas na sua inscrição devem mencionar se têm boxes partilhadas com outras.

CLASSE MEMORIAL JOSÉ COSTA: Até pneus 37"

 

EMERGÊNCIAS:

Bombeiros Voluntários de Baltar - 22 415 1632

GNR Lordelo - 224 441 838

Centro Saúde de Gandra - 224 157 630

Hospital Padre Américo (Penafiel) - 255 714 000

 

COMO CHEGAR / Coordenadas GPS:

 

Parque Fechado:                                                                                           Pista:

41°12'02.5"N 8°26'23.6"W                                                                                41°11'19.5"N 8°25'05.4"W

 

ONDE DORMIR:

Paredes Design Hotel

Rua Central de Mouriz nº 1595 - 4580-597 Paredes

Telefone: 255 781 521

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar   GPS: 40º11`19``N, 8º22`5``W

 

Paredes Hotel Apartamento

Rua Almeida Garrett, 4580-038 Paredes ‎

Telefone: 255 780 490

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 

HYUNDAI PRESENTE

 

A Hyundai vai estar presente com a gama IONIQ, composta pelas versões Hybrid, Electric e Plug-in Hybrid, na primeira edição do Salão do Automóvel Híbrido e Elétrico, que vai realizar-se de 13 a 15 de outubro no Edifício da Alfândega no Porto.

 

 

 

  • Hyundai exibe a gama completa IONIQ – Hybrid, Electric e Plug-in Hybrid;
  • A Hyundai marca presença na primeira edição do Salão do Automóvel Híbrido e Elétrico;
  • O evento realiza-se de 13 a 15 de outubro no Edifício da Alfândega do Porto.

 

 

WTCC NA CHINA

 

PRE-EVENT PRESS CONFERENCE TRANSCRIPT

FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017: Rounds 13 and 14 of 20

Intercontinental Hotel, Ningbo, 11h30, 13 October

Present:
Thed Björk, Polestar Cyan Racing
Felipe de Souza, RC Motorsport
Norbert Michelisz, Castrol Honda World Touring Car Team
François Ribeiro, Head of Eurosport Events, WTCC promoter

Q:
What makes this event so important for you and your team?

TB:
China is obviously really important for us because it’s like a home race for Volvo, Polestar and our team. Also I took my first win here in Shanghai last year, it was a very special moment, beating Norbert on the last lap. That was very emotional so it’s very nice to come back and it’s very important for the team.

Q:
Can you share with us some of your memories from China from last year and that first win in the WTCC and how it has helped you to where you are right now?

TB:
It was a magical moment in the racing history for the team. Obviously the first win is very emotional for me as a driver and so on but it’s these kinds of things that makes the interest coming into the championship as a manufacturer. Sorry, Norbi, but it was very important and it’s things like this you really want to do when you do this sport. You want to win these special victories, you want to fight against the other manufacturers and the competition and finish a last lap like that. It was obviously very important and so nice to do it in China.

Q:
It’s a very close battle for the title. How confident are you of winning and a word about Tiago Monteiro’s absence from China?

TB:
I agree with François. It’s very, very sad Tiago is not here. I respect him a lot both as a driver and as a person. Things like this happen in motorsport that you are not so very used to because it’s so safe and everybody is working on the safety. It’s very sad but for me I will just continue working with my team to do the best we can. Obviously we really, really want to win. That’s our goal an we keep pushing and keep trying to take this title. We know it’s going to be really tough. Tiago is not here but Norbi has shown really good speed so it will be fighting until the end and until the last corner in any case.

Q:
Turning to Norbert Michelisz, while Ningbo is a new track for all drivers you got the chance to sample the layout on Honda Racing’s simulator. What are your impressions and the potential for some great racing?

NM:
First of all, hello everyone, nice to be back racing and nice to be back in China. We did the track walk this morning. I’m quite excited to be honest. We had the chance to drive this circuit only on the simulator. It’s a help but doing the track walk we realise there’s a lot more elevation change than we expected. Also, there are two or three places where we will see a lot of overtaking during the races. For me with a new circuit you have to be very clever, a lot of things can happen because as a driver you don’t have the routine of driving a lap like you do in Shanghai and this makes mistakes even more possible. It’s all about doing clever races and scoring the maximum points. I’m sure for the spectator everyone will see exciting races.

Q:
You’ve done some testing during the summer. What improvements have been made to the Honda Civic WTCC?

NM:
We improved basically everywhere. We realised our weak points during the season and I’d like to say Volvo, they’ve done an amazing job so far. We’ve been improving the package from race weekend to race weekend and we could see in Argentina there were places where we were a bit behind so we just want to be flat out, improving our package as well to be competitive. For the rest of the season we will have different circuits. We will have Macau, Ningbo, Qatar and Motegi so need to have a complete package to stay in front. This is why we did a lot of testing and this is why we needed to focus on every small detail in order to improve.

Q:
The Honda will carry the maximum 80 kilograms of compensation weight here in China. What does that do to the handling and performance?

NM:
It will be disadvantage but the biggest disadvantage will be driving here without Tiago being with us. Also for me it was like a shock. I was in contact with him every after his incident. You know Tiago, he’s an optimist and because of this I was quite optimistic as well so the news on Tuesday was something really sad for me. When we learned on Tuesday this was not going to be the case it was really sad for me as well. I hope he is with us with his support from home. Even with Gabriele [Tarquini] back in the team, he’s a top guy, but no Tiago is a bigger disadvantage. The extra weight will be a big disadvantage but we improved the package throughout the summer and we will cope with this.

Q:
Welcome back to the WTCC Felipe after a few years away. What’s it like to be back and what’s changed?

FDS:
I feel very happy and excited. I want to thank François [Ribeiro] for this opportunity to bring me back. Everything is new for me, the team, the crew and the track for everyone. I’m quite excited but nervous.

Q:
What’s your programme and how much experience do you have of your RC Motorsport car?

FDS:
To be honest I didn’t drive the car, I didn’t have the chance. I will have first practice tomorrow. I will talk to the engineer and find out as soon as possible how the car is working. I will try my best.

Q:
What are the chances of more WTCC appearances next season?

FDS:
I hope next year I will come back again for some races. I want to do that.

Q:
WTCC Race of China has moved from Shanghai to Ningbo. What was the thinking behind this decision?

FR:
It was a discussion we had last year with our partner, Mr Xia Qing, he explained to me China was building a new infrastructure for motorsport outside Shanghai. Shanghai has been built nearly 15 years ago mainly for Formula One. But to grow the sport needs infrastructure and I was very, very happy to see that China was building new infrastructure. New circuit in Ningbo means new opportunity to promote WTCC to a new audience and Grade II circuit is probably the best for touring car. It was a good opportunity and I thought it was also good to see local government was involved and behind it because Monday morning 50 million motorsport fans around the world will know where Ningbo is.

Q:
What are your impressions of the track?

FR:
It will fit touring car racing quite well, probably better than Shanghai. It’s a bit slower but I’m expecting very interesting races. What I like is we come to this circuit with everybody on an equal footing. Nobody has tested or raced here so it will be very interesting for the drivers and journalists over the weekend.

Q:
How important is China to the WTCC?

FR:
China is very important to the WTCC. It’s the seventh time we come to China and the seventh time we come with our partner, the CTCC. It sends out a very important message to have CTCC and WTCC together on the same weekend. We share the circuit, we share the organisation and we promote touring car together in the biggest car market in the world.

Q:
What are your thoughts on the wide-open nature of the championship battle this season?

FR:
This season, 2017, is for me the best season we’ve had since 2005 for drivers’ and manufacturers’ championships. We’ve had and will have great battles right until Qatar and I’m sure both titles will be decided at the corner. But today I’m a bit sad because something very important for the WTCC happened two days ago. Our championship leading driver Tiago Monteiro, Norbi’s team-mate, was not allowed by come here. He had a very heavy crash – 225kph to zero in one second and he was not declared fit by doctors to come here to China. It was a big shock to the championship and it was a big shock for me. We talked to him nearly every day since then but I can’t imagine how sad he his to see the rest of the drivers and the rest of the grid competing for the title and losing the points here in Ningbo. On one hand I’m very happy about how the championship is going. ON the other hand, I’m very sad for Tiago he’s a driver everybody likes and everybody respects and is very talented. That means now the championship leader [Thed Björk] here drives a Swedish car owned by a Chinese company.

Q:
Finally, he won’t be racing here but in Macau next month, but Ma Qing Hua is returning to the WTCC. How good is that going to be for champ and china

FR:
He was a very good driver in WTCC. He made part of history and helped the promotion of WTCC in China. We had the opportunity with our partner the OCP group in Morocco to help him do Macau. We really want Macau to be the biggest grid of the year. There was the opportunity for us to put him back in a car he knows very well and with a team he knows very well, Sébastien Loeb Racing. I look forward to seeing how he can do. It’s probably the point where the championship is at its climax in terms of intensity in the drivers’ and manufacturers’ championship. I look forward to it, it’s good he’s coming back in the WTCC.

Questions from the floor:
Question to François Ribeiro: what are you doing to deal with the threat from other championships and other promotional channels that can take away the audience from the WTCC?

FR:
I am very happy to see TCR and national championships growing everywhere, the sport needs this. The WTCC is something different, it’s a world championship with different regulations, different cars, different teams, different drivers, a different level. This year we never had better TV audiences than we have now, never more activation on social media and then there’s the high quality of the racing. As the WTCC promoter we are very satisfied at the level of the WTCC and the level of promotion the WTCC is delivering this year. If national championships are growing it gives more inspiration to local drivers to one day join local championships and that’s how we will make the sport stronger.

 

WTCC Felipe de Souza Norbert Michelisz Thed Bjork and Francois Ribeiro-jpg WTCC Norbert Michelisz and Thed Bjork-jpg WTCC Felipe de Souza and Norbert Michelisz-jpg

 

REGISTOS NO SITE OBP

 

Registos no site da OBP ultrapassaram todas as expetativas

Durante o mês de setembro o site da OBP registou 3000 novos registos o que revela que as empresas do comércio e serviços da região de Lisboa reconhecem as vantagens de ganharem visibilidade nas plataformas online internacionais.

A maior parte dos registos resultou de um contacto direto que foi feito porta a porta por 15 jovens universitários nas zonas das Avenidas Novas, Lumiar, Graça e Parque das Nações. Mas a divulgação da iniciativa através dos meios de comunicação social também tem contribuído para uma crescente adesão.

Durante o mês de outubro os estudantes vão percorrer os bairros de Campo de Ourique, Alvalade, Areeiro, Olivais e Moscavide, esperando-se também uma adesão massiva nestes locais.

Segundo Jorge Simões, regional manager da OBP em Portugal, “O objetivo inicial da OBP era alcançar 5000 registos em 6 meses mas, neste momento, essa ambição já está ultrapassada, dado que este número deverá ser alcançado ainda no mês de Outubro.”

O que é a OBP:

A OBP – One Bussiness Place é um projeto europeu de defesa da economia local, financiado parcialmente pela Comunidade Europeia, que se propõe dar visibilidade ao comércio e serviços locais, permitindo aos consumidores, através de ferramentas tecnológicas, descobrirem, em motores de busca online, micro e pequenas empresas que não têm capacidade de se promoverem individualmente.

Esta iniciativa tem quatro grandes objetivos: promover o comércio e serviços de proximidade, nomeadamente o que tem maior tradição histórica e cultural; contrariar a tendência contemporânea de promoção exclusiva dos grandes grupos comerciais e culturais, em plataformas digitais; dar visibilidade a Micro e PME’s que, pela sua reduzida dimensão, têm dificuldade em penetrar em canais de comunicação tecnológicos mais sofisticados para divulgarem a sua localização; trazer novos clientes ao pequeno comércio.

Para que os objetivos se cumpram é necessário que tanto os comerciantes, como os serviços registem os seus estabelecimentos no site da OBP em www.obp.pt

O projeto está também a ser lançado na Alemanha (Berlim) e em Espanha (Madrid). Portugal (Lisboa) será no entanto pioneiro no lançamento da app UCG (User Generated Content), uma aplicação de registo, criada exclusivamente para este fim.

 

Consulte os anexos no link https://we.tl/QNEGfIdGRy

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2017

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

 

 

Qual foi a última vez que uma equipa de F1 trocou os seus dois pilotos de um GP para outro como tudo indica a Toro Rosso vai fazer nos EUA? P

 

NISSAN VAI PARA A FÓRMULA E EM 2018

  1. A NIssan vai tomar o lugar da Renault na Fórmula E, a partir da temporada 2018/2019. A divulgação oficial será feita no Salão de Genebra, em Março de 2018. Haverá resposta da Toyota e Honda? Promete muito a quinta temporada da disciplina. Já a quarta, começa dentro de 50 dias.

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt